Sistema Simulador de Negócios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema Simulador de Negócios"

Transcrição

1 Sistema Simulador de Negócios Manual do Usuário Versão 1.4.1

2 INFORMAÇÕES Setor: Tipo de Documento: CTT Centro de Treinamento Tecnocred Manual de Sistema Última Revisão: 21/09/2012 Versão do Template: 1.0 ÍNDICE GERAL 1 Introdução Pré-Requisitos Verificando a Versão do navegador Acessando o Sistema Simulador de Negócios Efetuando Login Tela Principal do Sistema Margem de Contribuição Dados do Associado Simuladores Aplicação Depósito a Vista Empréstimo Produtos Editar (Parâmetro de Fidelização por Singular) Editar (Parâmetro de Fidelização por Produto) Cadastrar Produto Parâmetros Relatórios Utilização dos Parâmetros Origens dos Dados Margem de contribuição Detalhes Margem de contribuição Situação Real Fórmulas Utilizadas nos Cálculos Margem de Contribuição Aplicação Margem de Contribuição Empréstimo Margem de Contribuição Depósito a Vista e Capital Simulador de Empréstimo Simulador de Aplicação Histórico da Revisão

3 1 Introdução O sistema Simulador de Negócios permite que a cooperativa avalie a reciprocidade dos cooperados e simule negócios de captação e empréstimos de recursos, possibilitando a comparação com outras instituições financeiras. Esta ferramenta é capaz de demonstrar aos cooperados, benefícios obtidos com a distribuição de sobras, resultando em vantagens relativas às taxas sobre as operações financeiras realizadas na UNICRED. Dentre as principais funcionalidades do Simulador de Negócios destacam-se: - Analise da margem de contribuição do cooperado; - Analise sobre a adesão dos cooperados aos produtos oferecidos pelas cooperativas; - Analise gerencial sobre o desempenho da carteira de cooperados; - Simulações Operações de Crédito, Aplicação e Depósito à Vista. A habilidade de executar este tipo de análise de forma ágil e confiável contribui para a melhoria em estratégias de captação de novos cooperados, captação de recursos de cooperados existentes e fidelização dos mesmos. 2 Pré-Requisitos Os seguintes pré-requisitos devem ser garantidos para que o usuário possa acessar o sistema: 1) O usuário deve acessar o sistema utilizando navegador MS Internet Explorer 8 ou superior; 2) O usuário deve ter credenciais de acesso nos sistemas de Tecnocred (usuário e senha para utilização de TS); 3) O usuário deve estar registrado no Sistema de Controle de Acesso da Tecnocred. 3

4 2.1 Verificando a Versão do navegador Para verificar a versão do Navegador, basta clicar na seta ao lado do Ponto de Interrogação a direita da tela e selecionar Sobre o Internet Explorer. Será exibida a imagem abaixo: 4

5 3 Acessando o Sistema Simulador de Negócios 3.1 Efetuando Login Acessar a URL: Será exibida a tela de acesso ao Sistema; Selecione a cooperativa à qual o usuário está associado; Informe o usuário e senha utilizados para acesso; Clique no botão. 5

6 O sistema apresentará a tela do Portal Corporativo Unicred, com acesso ao Sistema de Controle de Acesso; Clique no link Simulador de Negócios. 6

7 3.2 Tela Principal do Sistema sistema: Ao clicar no ícone do Sistema Simulador de Negócios, serão disponibilizadas as opções do 7

8 4 Margem de Contribuição Margem de Contribuição significa quanto, em valor, um determinado produto contribui para o resultado operacional, ou seja, receita total da venda subtraída do custo direto do produto e das despesas variáveis. O resultado obtido é a Margem de Contribuição que será utilizada para pagamento das Despesas Fixas da Cooperativa. Este sistema demonstra a Margem de Contribuição do cooperado referente aos módulos de Empréstimo, Aplicação, Capital e Depósito a Vista. O sistema também oferece uma forma de simular a Margem de Contribuição para os módulos citados acima. O usuário pode calcular em tempo real quanto o cooperado precisaria operar em cada modulo para melhorar sua margem de contribuição com a cooperativa. Todas as informações são obtidas diretamente do Sistema SAU/SACC. 8

9 4.1 Dados do Associado Para iniciar, selecione a Cooperativa, informe a Conta Corrente e clique em. 9

10 Serão exibidos os dados do associado como nome, renda, profissão, posto, tipo de pessoa, situação e nome do gerente da conta. São exibidos também dados sobre Cheques Devolvidos (alíneas 11, 12 e 13), Limite Cartão de Crédito, Med. Ult. Trim. (Média das Faturas do Cartão), Limite Cheque Especial e Utilização do Cheque Especial. O próximo grupo de informações apresenta os valores do associado no que se refere a Saldo de Aplicação, Saldo Depósitos a Vista (Média Ult. Trimestre), Conta Capital e Empréstimos. Na coluna da direita (Simulação), é possível informar valores para que seja feita uma simulação na conta do associado. Para isso, informe os valores desejados e clique em. 10

11 Na última parte da janela, o sistema permite que seja analisada a adesão do cooperado aos produtos da cooperativa. Estes produtos devem ser parametrizados para que o sistema possa analisar o quanto de cada produto o cooperado está utilizando. Os produtos podem ser criados em 5 categorias que são: a) Precaver b) Empréstimos c) Aplicação d) Títulos de Cobrança e) Lançamentos Diários Os produtos cadastrados ainda podem ser divididos como geradores de receita ou despesa para cooperativa e são exibidos separadamente. Como exemplo de um produto que gere despesa, podemos citar o caso de DOCs feitos pelo cooperado e a cooperativa assume a despesa da operação e repassa o custo para o cooperado Para cada produto é possível aferir uma pontuação, essa pontuação será contabilizada para o cooperado caso ele atinja o valor mínimo estipulado no momento de cadastro do produto. Podemos citar como exemplo o caso de uma aplicação fictícia chamada PoupeCopa, onde o cooperado que possuir um saldo total maior do que R$ 100 receberia 1 ponto. Abaixo das listas de produtos tanto de receita como de despesa são exibidos os totais de pontos de cada categoria para a verificação de fidelização do cooperado. 11

12 5 Simuladores Esta opção é utilizada para simular operações de Aplicação, Depósito a Vista e Empréstimos. 5.1 Aplicação Esta opção é utilizada para efetuar simulações de aplicação. Com base no Tipo de Pessoa, valor informado e as taxas de CDI, o sistema calcula a rentabilidade oferecida pela Unicred com a de outros bancos assim como as sobras, incrementando o percentual do CDI em função das sobras. Após informar os dados desejados, clique no botão. 12

13 5.2 Depósito a Vista Esta opção é utilizada para efetuar a simulação de Depósito à Vista de um determinado valor comparando a rentabilidade ao dia oferecida pela Unicred contra a rentabilidade ao dia oferecida por outros bancos. Calcula ainda as sobras projetadas. A habilidade de executar este tipo de análise de forma ágil e confiável contribui para a melhoria em estratégias de captação de novos cooperados, captação de recursos de cooperados existentes e fidelização dos mesmos. Após informar os valores, clique no botão. 13

14 5.3 Empréstimo Esta opção é utilizada para efetuar uma simulação de empréstimo e compara as taxas e IOF entre o sistema Unicred e outros bancos informando ainda a sobras projetadas, incrementando o percentual do CDI em função das sobras. Para efetuar essa comparação é necessário informar o Tipo de Pessoa, além do valor solicitado para simulação e a quantidade total de parcelas e o percentual de taxas Unicred e o percentual utilizado por outros bancos. Para calcular a TAXA de Juros Mensal que será cobrada pelo banco, é necessário preencher Nº de Meses, Valor Parcela Fixa, Valor Financiado e calcular a TAXA de Juros Mensal. Após informar os valores, clique no botão. 14

15 6 Produtos Esta opção é utilizada para realizar a manutenção (inclusão, alteração e exclusão) da tabela de Produtos da cooperativa. 6.1 Editar (Parâmetro de Fidelização por Singular) Esta opção é utilizada para realizar a alteração de Produtos, que estiverem vinculados a Cooperativa que for selecionada. Selecione a Cooperativa desejada; Clique no botão. 15

16 Selecione o item desejado. Alteração Altere os dados necessários. Clique no botão. Observação: os valores informados no campo Parâmetros são os códigos de lançamentos utilizados para este produto no Sistema SAU/SACC. 16

17 6.2 Editar (Parâmetro de Fidelização por Produto) Esta opção é utilizada para realizar a edição de Produtos, independente da cooperativa. Selecione a Cooperativa; Selecione o Produto; Clique no botão. 17

18 Selecione o item desejado. Alteração Altere os dados necessários. Clique no botão. Observação: os valores informados no campo Parâmetros são os códigos de lançamentos utilizados para este produto no Sistema SAU/SACC. 18

19 6.3 Cadastrar Produto Esta opção é utilizada para realizar a manutenção (inclusão, alteração e exclusão) na tabela de Produtos da Cooperativa. Para incluir um novo Perfil clique no botão ; 19

20 Inclusão Selecione a cooperativa; Informe o Nome do Produto; Selecione Categoria a qual o produto pertence; Selecione a Classificação; Selecione a Cooperativa; Selecione o Tipo de Pessoa; Clique no botão. Observação: Categoria a qual o produto pertence: Custódia, Empréstimos, Aplicações, Cobrança ou Precaver. Segue detalhamento: Custódia: os valores informados no campo Parâmetros são os códigos de lançamentos utilizados para este produto no Sistema SAU/SACC. Empréstimos: os valores informados no campo Parâmetros são os códigos de linha de credito utilizados para este produto no Sistema SAU/SACC. Aplicações: os valores informados no campo Parâmetros são os códigos do produto de aplicação utilizados para este produto no Sistema SAU/SACC. Cobrança: não utiliza valores de códigos como parâmetros, utilizar zero. Precaver: não utiliza valores de códigos como parâmetros, utilizar zero. 20

21 Alteração / Exclusão de Registros Para Alterar ou Excluir um registro: Se desejar refinar a pesquisa, selecione a cooperativa e informe Produto e/ou Categoria, Classificação ou Pessoa; Clique no botão. Clique sobre o item desejado; 21

22 Alteração Para Alterar o registro clique no botão ; Altere os dados desejados e clique no botão. Exclusão Para Excluir o registro clique no botão ; O Sistema solicitará uma confirmação para a exclusão. 22

23 7 Parâmetros Esta opção é utilizada para configurar os valores utilizados nas simulações de margem de contribuição e simulações de aplicação, empréstimos e depósitos a vista. Após informar todos os dados, clique no botão. As informações do campo de Alíquota de IR tanto para PJ e PF utilizadas no resgate das aplicações na cooperativa, calcula-se o valor líquido a ser recebido pelo cooperado em função do Imposto de Renda. Observa-se que é necessário, quanto maior a Previsão de Período, menor a alíquota. 23

24 8 Relatórios O relatório de carteira é a forma analítica de acompanhar a evolução da carteira de produtos e margem de contribuição. Possibilita avaliar as informações sob vários aspectos como, por exemplo, evolução da carteira por gerente, evolução dos produtos por agência. O relatório de carteira possibilita trabalhar todas as informações através de relatórios dinâmicos do Excel e é armazenado mensalmente para manter um histórico. Selecione a Singular; Se desejar, selecione o Posto; Selecione a competência; Clique no botão. 24

25 9 Utilização dos Parâmetros CDI Utilizado para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, D.A.V. e Conta Capital. Liquidez Utilizado para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, D.A.V. e Conta Capital. Op. Crédito Campo utilizado para simulação de Empréstimos e para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, D.A.V. e Conta Capital. Tx. Média Empréstimo Campo utilizado para simulação de Empréstimos e para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, Empréstimo, D.A.V. e Conta Capital. Tx. Média Captação Campo utilizado para simulação de Empréstimos e para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, Empréstimo, D.A.V. e Conta Capital. Sobras Líquidas Campo utilizado na simulação de Aplicação e para calcular os campos abaixo D.A.P. Utilizado na simulação de Aplicação; D.A.V. Utilizado na simulação de Deposito a Vista; Op. Crédito Utilizado na simulação de Empréstimo. Alíquotas de IR (PF e PJ) Valores utilizados para calcular os campos Alíquota de IR, Valor retido de IR e Valor a Receber (Liquido + Sobras) da tela de simulação de Aplicação. Média D.A.P. Utilizado na simulação de Aplicação. Média D.A.V. Utilizado na simulação de Deposito a Vista. Juros Pago ao Ano Utilizado na simulação de Empréstimo. IOF Unicred / Outras Instituições Fixo Utilizado na simulação de Empréstimo. IOF Outras Instituições Variável Pessoa Física Utilizado na simulação de Empréstimo. IOF Outras Instituições - Variável Pessoa Jurídica Campo utilizado na simulação de Empréstimo. Custo Margem Contribuição Campo utilizado para simulação de Empréstimos e para o calculo da margem de contribuição de Aplicação, Empréstimo, D.A.V. e Conta Capital. 25

26 10 Origens dos Dados 10.1 Margem de contribuição Detalhes Cheques Devolvidos (QTD) e (TOTAL) O sistema busca a quantidade e o valor total da soma dos cheques devolvidos, alíneas 11,12 e 13, para a conta pesquisada conforme sistema SAU no módulo de Conta Corrente, item Correntista aba Resumo Conta Corrente. Estas informações são recuperadas no momento da pesquisa da conta. Risco Associado O sistema busca o risco do associado calculado no período do ultimo mês fechado. Cartão de Credito (Limite) e (Média Ult. Trimestre) Estas informações são as somas dos limites dos cartões BB e BCN com a situação dos cartões Livre para cartão BB e as situações 'Livre (Entregue), Senha Bloq' ou Assinatura para cartão BCN. Essas informações estão disponíveis no sistema SAU no módulo de Conta Corrente, item Correntista, menu Cartão de Crédito. A Média Ult. Trimestre é a soma, do valor médio das três ultimas faturas pagas de cartão BB com o valor médio das três ultimas faturas pagas de cartão BCN. Os valores das faturas pagas são adquiridos dos lançamentos da conta corrente pesquisada de acordo com o tipo de lançamento. Cheque Especial (Limite) e (Utilizado) O limite de cheque especial utilizado no sistema Simulador de Negócios é o mesmo sistema SAU no modulo Conta Corrente item Correntista aba Conta Corrente. O limite o utilizado é o valor do saldo em conta diminuído da soma dos valores bloqueados para 24, 48 e 72 horas, caso o valor resultante seja menor que zero. Se o resultado ultrapassar o limite do cheque especial é assumido o valor do limite como o valor utilizado. 26

27 10.2 Margem de contribuição Situação Real Aplicação * Total do saldo líquido de aplicações, na data do ultimo dia aberto. D.A.V. É o resultado da média do saldo menos os valores bloqueados no período ultimo trimestre, com o trimestre acabando no último mês fechado. Conta Capital * Saldo de conta capital para o mês e ano do ultimo dia aberto Empréstimo * Soma os valores de todos os empréstimos cujo os títulos estejam nas situações Aberto, Inadimplente ou Pendente. O valor de contribuição é um percentual do valore total, definido nos parâmetros do sistema no item Tx. Média Empréstimo. Valores de contribuição A obtenção dos valores de contribuição são explicadas no Item Fórmulas Utilizadas nos Cálculos. Total MC Bruto e Liquido É a soma dos valores de contribuição brutos e líquidos dos itens de Aplicação, D.A.V, Conta Capital e Empréstimo. A obtenção dos valores de contribuição são explicadas no Item Fórmulas Utilizadas nos Cálculos. * Valores disponíveis também no sistema SAU/SACC através do módulo Conta Corrente, item correntista aba Resumo Conta corrente. 27

28 11 Fórmulas Utilizadas nos Cálculos Segue abaixo o detalhamento dos cálculos aplicados no Sistema Simulador de Negócios Margem de Contribuição Aplicação As variáveis envolvidas nos cálculos (CDI, Tx. Média Captação, Tx. Média Empréstimo, Liquidez, Op. Crédito e Custo Margem Contribuição) são informadas na opção Parâmetros do Sistema de acordo com o Tipo de Pessoa escolhido: Valor de aplicação = R$ ,00 CDI Taxa média de captação 96% do CDI = % TX Média Empréstimo Liquidez *Op. Credito *Custo Administrativo 28

29 Cálculos: Taxa de rentabilidade CDI+TX Média Empréstimo 0,69% + 0,85% = 1,54% Despesa de captação VL Aplicado sobre Taxa média de captação ,00 * 0,6624 = R$662,40 Aplicação Financeira CDI Sobre Liquidez do VL Aplicado 0,69% sobre 30% de ,00 = R$ 207,00 Op. Crédito TX Rentabilidade Sobre Op. Credito do VL Aplicado 1,54% sobre 70% de ,00 = R$1.078,00 Renda Total Aplic. Financeira + Op. Crédito R$ 207,00 + R$ 1.078,00 = R$1.285,00 Margem Líquida Custo Administrativo (Renda Total Desp. Captação) 50%(R$ 1.285,00 R$662,40) = R$ 311,30 29

30 11.2 Margem de Contribuição Empréstimo As variáveis envolvidas nos cálculos (Custo Margem Contribuição e Tx Média Empréstimo) são informadas na opção Parâmetros do Sistema: Saldo do Empréstimo = R$ ,00 Custo Administrativo Tx. Média Empréstimo Cálculos: Renda Total TX Média Emprestimo Sobre Saldo do Empréstimo 0,85% sobre R$ ,00 = R$ 850,00 Margem Líquida Custo Administrativo da Renda Total 50% de R$ 850,00 = R$425,00 30

31 11.3 Margem de Contribuição Depósito a Vista e Capital As variáveis envolvidas nos cálculos (CDI, Tx. Média Captação, Tx. Média Empréstimo, Liquidez, Op. Crédito e Custo Margem Contribuição) são informadas na opção Parâmetros do Sistema: Saldo = R$ ,00 CDI Taxa média de captação 96% do CDI TX Média Empréstimo Liquidez Op. Credito Custo Administrativo 31

32 Cálculos: TX Rentabilidade CDI+TX Média Empréstimo 0,69% + 0,85% = 1,54% Desp. de Captação Saldo sobre a TX Média Captação R$ ,00 sobre 96% = R$ 662,40 Aplic. Financeira CDI sobre Liquidez do Saldo 0,69 sobre 30% de R$ ,00 = R$207,00 Op. Crédito TX Rentabilidade Sobre Op. Credito do Saldo 1,54% sobre 70% de R$ ,00 = R$1.078,00 Renda Total Aplic. Financeira + Op. Crédito R$ 207,00 + R$ 1.078,00 = R$ 1.285,00 Margem Líquida = R$642,50 Custo Administrativo de Renda Total 50% de R$ 1.285,00 32

33 11.4 Simulador de Empréstimo As variáveis envolvidas nos cálculos (IOF Unicred Total, Max. IOF Variável Outras Instituições, Op. Crédito, Juros Pago ao Ano e IOF Outras Instituições ANO) são informadas na opção Parâmetros do Sistema: VL Financiado: TX UNICRED: 1,20% TX Outros Bancos: 1,20% Parcelas: IOF Unicred / Outras Instituições - Fixo Sobras Dest a Emp Juros PG Ano IOF Outras Instituições Variável (PF ou PJ de acordo com o tipo de pessoa selecionada na simulação) 33

34 Cálculos: IOF Unicred IOF Unicred / Outras Instituições - Fixo sobre VL Financiado 0,38% sobre ,00 * -1 = -R$ 380,00 IOF Outros Bancos: -R$ 2.013,85 IOF Outras Instituições A alíquota atual do IOF é de 1,5% ao ano, ou 0,125% ao mês, ou ainda 0,0041% ao dia. Os valores das parcelas mensais do IOF, resultam da aplicação das alíquotas referentes a cada prazo ( 0,125% para 1 mês, 0,250% para 2 meses, 0,375% para 3 meses e assim sucessivamente) sobre as respectivas parcelas de amortização. Por este critério, o valor variável do IOF é de R$ 160,77 (1,6% de R$10Mil) + O Valor Fixo R$38,00 (0,38%), ou seja, o Valor de IOF Cobrado é de R$198,77(1,98%). Essa regra é limitada a 3,38%. Fator de calculo: [(1+ TX UNICRED) elevado a Parcelas - 1] / [(1+ TX UNICRED) elevado a Parcelas X TX UNICRED ] [(1 + 0,012) ^ 24 1] / [ (1 + 0,012) ^ 24 X 0,012] = Parcela Unicred: VL Financiado / Fator de Calculo / = R$ 4.820,21 Parcela Outros Bancos: VL Financiado / Fator de Calculo / = R$ 4.820,21 TX Real Unicred É utilizada função semelhante à função TAXA existente no MS Excel. valor calculado sobre: VL Financiado + IOF Unicred / Outras Instituições - Fixo + Sobras Proj. Unicred Resultado: 0,89% 34

35 TX Real Outros Banco: É utilizada função semelhante à função TAXA existente no MS Excel. valor calculado sobre: VL Financiado + IOF Outras Instituições Variável Resultado: 1,37% Total de Juros Unicred (QTD-Parcelas X Parcela-Unicred) VL Financiado (24 X 4.820,21) ,00 = R$ ,96 Sobras Proj. Unicred (Sobras Dest. a Emp. / Juros PG Ano) X Total de Juros Unicred ( ,00 / ,00) X ,28 = R$ 4.114,83 Sobras Proj. Outros Bancos: R$ 0,00 35

36 11.5 Simulador de Aplicação As variáveis envolvidas nos cálculos (Sobras Líquidas, D.A.P. e Média D.A.P.) são informadas na opção Parâmetros do Sistema: Valor Aplicado Sobras Projetadas Sobras Destinadas D.A.P Média D.A.P CDI Unicred CDI Outros Bancos CDI Projetado Período Alíquotas de IR 36

37 Cálculos: Rentabilidade Unicred (Vl. Aplicado X (1 + CDI_Unicred X CDI Projetado) elevado a potencia Período(em meses)) - Vl. Aplicado ( X (1 + 98,00% X 0,80) elevado a 12) = R$ Média da Rentabilidade "(Vl. Aplicado X ((1 + CDI) elevado a 1) + Vl. Aplicado X ((1 + CDI) elevado a 2) Vl. Aplicado X ((1 + CDI) elevado a Período(em meses))) / Período(em meses)". Parcela Valor Aplicado %CDI Rendimento Vlr. Aplicado + Rend ,00 0,80% , ,00 0,80% 806, , ,40 0,80% 812, , ,25 0,80% 819, , ,61 0,80% 825, , ,51 0,80% 832, , ,03 0,80% 839, , ,21 0,80% 845, , ,10 0,80% 852, , ,75 0,80% 859, , ,23 0,80% 866, , ,58 0,80% 873, ,87 R$ ,63 Sobras Proj Unicred (((Média da Rentabilidade X Sobras Destinadas D.A.P) / Média D.A.P) / 12) * Período(em meses) ((( ,63 X ,00) / ,00) / 12) * 12 = R$ 1.970,29 Total Unicred Rentabilidade Unicred + Sobras Proj Unicred ,13 = R$ ,59 %CDI Unicred (Total Unicred X CDI Unicred) / Rentabilidade Unicred (11.694,59 X 98,00%) / = 116,65% 37

38 Rentabilidade Outros Bancos (Vl. Aplicado X (1 + CDI_Unicred X CDI Projetado) elevado a potencia Período(em meses)) - Vl. Aplicado ( X (1 + 98,00% X 0,80) elevado a 12) = R$ Sobras Outros Bancos R$ 0,00 Total Outros Bancos Rentabilidade Outros Bancos + Sobras Proj Outros Bancos, R$ R$ 0,00 = R$ %CDI Outros Bancos (Total Outros Bancos X CDI Outros Bancos) / Rentabilidade Outros Bancos ( X 98,00%) / = 98,00% Dif. Rentabilidade ao Mês Dif. Rentabilidade Período / Período R$ 1.870,13 / 12 = R$ 155,84 Dif. Rentabilidade Período Total Unicred - Total Outros Bancos R$ ,59 - R$ = R$ 1.870,13 Alíquota de IR Alíquotas de IR sobre Valor retido de IR Alíquotas de IR sobre Rentabilidade Unicred Valor a Receber (Liquido + Sobras) Rentabilidade Unicred + Sobras - Valor retido de IR 38

39 Simulador de Depósito a Vista As variáveis envolvidas nos cálculos (D.A.V. e Média D.A.V.) são informadas na opção Parâmetros do Sistema: Saldo: R$ ,00 VL Destinado D.A.V Média Proj Cálculos: Rentabilidade ao Dia: (Saldo / Média Proj.) X VL Destinado D.A.V / 365 (Dias) ( ,00 / ) X / 365 = R$ 4,57 Sobras Proj.: (Rentabilidade ao Dia X Tempo (30 Dias) 4,57 X 30 = R$ 137,1 39

40 12 Histórico da Revisão Data Descrição Autor 11/11/2010 Criação do documento Marcos Dias 01/04/ /05/ /03/2012 Inserir campo Cooperativa na tela Cadastro Produto; Alteração na tela Editar Parâmetro de Fidelização (Por Singular); Inserir campo Cooperativa na tela Editar Parâmetro de Fidelização (Por Produto) Alterações nas fórmulas de cálculo para Total de Juros Unicred e Sobras Proj Unicred. Criação da fórmula de cálculo para Média da Rentabilidade. Demanda Implementada a Calculadora de TAXA DE JUROS MENSAL Tela Empréstimo. Demanda Alterada a simulação de empréstimos fazendo a diferenciação no cálculo das alíquotas de IOF de pessoa física e pessoa jurídica. Demanda Criado os campos de Alíquotas de IR. Marcos Dias Marcos Dias Alexandre Zanotta Marcos Dias 29/05/2012 Padronização do documento Marcos Dias 40

Sistema Simulador de Negócios Unicred Central SC

Sistema Simulador de Negócios Unicred Central SC Sistema Simulador de Negócios Unicred Central SC Obtenha mais resultado de sua carteira! 1. Introdução Caros gerentes de agência, consultores e assistentes de negócios do Sistema Unicred de SC, vocês estão

Leia mais

PRACTICO LIVE! FINANCEIRO CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

PRACTICO LIVE! FINANCEIRO CONCILIAÇÃO BANCÁRIA PRACTICO LIVE! FINANCEIRO CONCILIAÇÃO BANCÁRIA O que é? É um comparativo entre as movimentações existentes em uma conta bancária e as existentes no controle financeiro. Todos sabem, por exemplo, que existe

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

Manual do Sistema "Vida em Mão - Controle Financeiro Para PALM" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida em Mão - Controle Financeiro Para PALM Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida em Mão - Controle Financeiro Para PALM" Editorial Brazil Informatica I Vida em Mãos - Controle Financeiro para PALM Conteúdo Part I Introdução 2 1 Fala Comigo -... Sistema de Atendimento

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br Esta é a primeira tela, aonde o usuário irá colocar o código de acesso para utilizar o software. Se for a primeira vez

Leia mais

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor

MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor Sistema de Gestão e Controle de Consignações On-Line - CONSIGFÁCIL MANUAL CONSIGFÁCIL Acesso: Servidor V.4.2 (Agosto/2014) 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. ACESSANDO O CONSIGFÁCIL... 4 1.1. NAVEGADOR... 4

Leia mais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Cadastros Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Cadastro de Grupos de Usuário... 3 Cadastro de Usuários... 4 Cadastro de Clientes... 7 Cadastro de Empresas...

Leia mais

Manual Configuração Esquema Contábil

Manual Configuração Esquema Contábil Manual Configuração Esquema Contábil MARÇO/2013 Sumário 1. Introdução... 3 2. Funcionalidade... 3 3. Acesso ao Sistema Parâmetros... 3 4. Configurar o Esquema Contábil... 4 4.1. Inserir Palavra Chave...

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

Objetivos. Página - 2

Objetivos. Página - 2 Índice Índice... 1 Objetivos... 2 Configurações... 3 Cadastro de Bancos... 3 Plano de Contas... 3 Conta Corrente... 4 Instruções Bancárias... 6 Portadores Bancários... 7 Cadastro de Clientes... 8 Boletos...

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Gestão Financeira do Plano de Saúde v1.0

Gestão Financeira do Plano de Saúde v1.0 Gestão Financeira do Plano de Saúde v1.0 Manual do Usuário Versão 01.01 [Este template faz parte integrante do Processo de Desenvolvimento de Sistemas da DTI (PDS-DTI) e deve ser usado em conjunto com

Leia mais

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ENTRADA DE NOTA FISCAL DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS 1. Entendendo o Negócio: O Sistema Siagri Agribusiness já permitia a inclusão de notas fiscais de prestação de serviço com retenções de impostos, porém,

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS

GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS GUIA DE USO SERVIÇOS PARA IMOBILIÁRIAS Diretoria Comercial Corporativa Página 2 de 14 Sumário 1 Introdução... 4 2 Acessando os serviços para Imobiliárias... 5 3 Gerenciando clientes... 8 4 Serviços...

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br FINANCEIRO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 14 ÍNDICE Receitas e Despesas... 3 Como Acessar... 3 Como

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida - Controle Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida - Controle Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Vida - Controle Financeiro Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... Financeiro 2 Part II Novidades Versão 2.9 (Contas)

Leia mais

Introdução. Sistema BPNET. Usuário Comum

Introdução. Sistema BPNET. Usuário Comum Introdução Esse d ocumento apresenta os processos do s istema BPNET, com o fluxo básico das funcionalidades atribuído para o perfil do usuário Comum, os pré - requisitos e as regras de negócios aplicadas

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

Portabilidade Resolução Bacen 4292 Gerência de Produtos Consignado Maio/14

Portabilidade Resolução Bacen 4292 Gerência de Produtos Consignado Maio/14 [ Externo ] Título da apresentação Portabilidade Resolução Bacen 4292 Gerência de Produtos Consignado Maio/14 O que é portabilidade? No dia 05/05/2014, entra em vigor a Resolução Banco Central 4.292/2013,

Leia mais

O Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas desenvolvido pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&FBOVESPA.

O Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas desenvolvido pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&FBOVESPA. 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Tesouro Direto... 4 3. Compra de títulos... 5 4. Venda de títulos... 12 5. Consultas... 19 5.1 Extrato... 19 5.2 Cestas de compra... 20 5.3 Cestas de venda... 21

Leia mais

Utilizando o SISPC para efetuar Registros

Utilizando o SISPC para efetuar Registros Utilizando o SISPC para efetuar Registros 1. Registros O b j e t i v o Através do módulo de registros do sistema serão executadas as operações de inclusão de pessoas inadimplentes na base de dados do SPC.

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 2013 Relatório Gerencial Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 Sumário 1. Objetivo... 4 2. Seleção dos registros... 4 2.1 Seleção dos executores... 4 2.2 Parâmetros...

Leia mais

Módulos Extras/ Protocolos

Módulos Extras/ Protocolos Módulos Extras/ Protocolos Inclusão de Documentos de Entrada para Protocolar Nesta rotina podem ser digitados todos os documentos que entram no escritório, permitindo um maior controle de recebimentos/devoluções,

Leia mais

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Índice ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO PELA PRIMEIRA VEZ... 6 CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA ACESSAR O SISTEMA... 6 TELA DE ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO...

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 Sumário 1. Nota Fiscal Eletrônica São Paulo... 3 2. Motivo da baixa... 9 3. Contrato Endereço para cobrança... 12 4. Vistoria... 13 5. Contas a pagar Controle de

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Título da apresentação Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Captura CP Consignado - Nova Captura CP Consignado - Nova O sistema deve ser acessado pelo site do PANCRED, segue abaixo o passo

Leia mais

Gerencie Carteira - PF

Gerencie Carteira - PF Gerencie Carteira - PF Mais negócios para a sua empresa, com melhor resultado e o risco sob controle. Manual do Produto Manual do Produto 1 Índice Produto 02 Meio de acesso 02 Carteira de Clientes Pessoa

Leia mais

CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS

CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS 1 Versão: 2.2.1004 Índice Módulo: CADASTROS/FUNÇÕES BÁSICOS 2 Módulo: CONTABILIDADE 2 Módulo: CONTAS A PAGAR 2 Módulo: TESOURARIA 2 Módulo: OPS ATENDIMENTO 2 Módulo: OPS CONTAS MÉDICAS 4 Módulo: OPS CONTRATOS

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar

Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar OBJETIVO As funcionalidades de inclusão títulos, baixa de parcelas, cancelamento, autorização de pagamentos e renegociação de títulos, foram reestruturadas para

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Renegociação de Títulos e Apropriação de Juros Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Plano de Contas... 3 3.1.1 Transitória - Renegociação...

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP Grupo de Apoio Manual de Usuário FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Manutenção de usuários de apoio... 3 Acesso à funcionalidade... 3 Inclusão de novo usuário... 4 Exclusão de usuários... 8 Acompanhar PC...

Leia mais

Manual NetBank PAN. Título da apresentação

Manual NetBank PAN. Título da apresentação Manual NetBank PAN Título da apresentação Sumário Sumário 1. Acesso ao NetBank Pan p. 04 2. Tela principal e funcionalidades p. 05 3. Opções de Conta Corrente p. 06 4. Extrato de Conta-Corrente p. 07 5.

Leia mais

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB SUMÁRIO 1. ACESSANDO PELA PÁGINA DEFAULT... 3 2. ACESSANDO PELA PÁGINA DE LOGIN... 3 3. ACESSANDO PELO MENU PRINCIPAL... 4 3.1. EFETUAR CADASTRO... 5 3.2. ALTERAR CADASTRO...

Leia mais

Porto Alegre, Agosto de 2014. Conta com a gente

Porto Alegre, Agosto de 2014. Conta com a gente Porto Alegre, Agosto de 2014 Conta com a gente Histórico de Revisões Deverão ser mantidos nessa seção os registros de toda evolução do documento (criação, alterações, etc.). Data Descrição Responsável

Leia mais

Portabilidade Consignado Gerencia de Produtos Consignados Janeiro 2015. Título da apresentação

Portabilidade Consignado Gerencia de Produtos Consignados Janeiro 2015. Título da apresentação Portabilidade Consignado Gerencia de Produtos Consignados Janeiro 2015 Título da apresentação Digitação 1º Acessar o site do PANCRED www.pancred.com.br 2º Selecionar a funcionalidade de digitação de Proposta

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Manual do Anunciante

Manual do Anunciante Manual do Anunciante 1 - Compra de Pacotes Bit Turs Abaixo será listado passo a passo o processo de como será executada a compra de moedas Bit Turs para que você possa anunciar seus produtos em nosso portal.

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Manual de Versionamento

Manual de Versionamento Manual de Versionamento Versão 19.04/1.6.46 Sumário 1. Novidades... 3 1.1. Carência para aluguel... 3 1.2. Nova funcionalidade para lançamentos de parcelas já pagas de IPTU... 6 1.3. Configuração para

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR

CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR 1. Captação de Pedidos - pela Central (Back office) 1 2. Como consultar Pedido 16 3. Como visualizar Detalhes de um Pedido 19 4. Como consultar Vendas/Cortes em Pedidos

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

Manual Básico do Usuário. Monitoramento de Iniciativas Estratégicas. Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020

Manual Básico do Usuário. Monitoramento de Iniciativas Estratégicas. Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020 Manual Básico do Usuário Monitoramento de Iniciativas Estratégicas Planejamento Estratégico - ANVISA 2010-2020 Brasília DF, Maio de 2015 1 Sumário Planejamento Estratégico Anvisa 2010 a 2020:... 4 Supervisão

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download MANUAL GERENCIAL Sumário DRE - O QUE É 3... 4 Abrindo o aplicativo... 6 Menu Customizado... 7 C olocando atalho no menu do ERP... 16 Cadastro de Demonstrativo... 22 Filtros de pesquisa... 25 Menu Geral

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Cadastro de Contratos

Cadastro de Contratos Cadastro de Contratos O cadastramento de Contratos é um dos pontos mais importantes do LegalManager. Uma configuração realizada de forma criteriosa e organizada poderá poupar problemas no futuro, além

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

CARTILHA DO PRODUTO. Débito Direto Autorizado. www.unicredcentralsc.com.br. Versão. 01-07/2012

CARTILHA DO PRODUTO. Débito Direto Autorizado. www.unicredcentralsc.com.br. Versão. 01-07/2012 CARTILHA DO PRODUTO Débito Direto Autorizado Versão. 01-07/2012 www.unicredcentralsc.com.br ÍNDICE APRESENTAÇÃO Apresentação...02 Como funciona o DDA...03 DDA Unicred...04 DDA Módulos Internet Banking...06

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS NETPAN CDC VEÍCULOS CONTATO COMERCIAL ÍNDICE 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. ABERTURA DO INTERNET EXPLORER...3 1.2. ACESSO AO NETPAN...3 1.2.1. Tela Inicial...4 1.2.2. Digitando

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1 Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1) O acesso ao sistema é realizado através do link: http://www.semarhtemplate.go.gov.br/sistema/ obs.: após o lançamento do

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Motivo de Movimentação... 3 3.3 Natureza de Operação... 4 4 FUNCIONALIDADES... 5 4.1

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após completar este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Entender os conceitos envolvidos no processo de avaliação realizado

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Conhecendo os Processos de Cobrança

Conhecendo os Processos de Cobrança Conhecendo os Processos de Cobrança 03 Processos de Cobrança Entenda a Fatura Ferramentas de Suporte Consulta de Extratos 05 09 11 16 Consumo Consciente 02 Processos de Cobrança conheça os processos de

Leia mais

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples)

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento Financeiro Contas a Pagar Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento de Caixa Fechamento Caixa Bancos Apropriações de Centros de

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL CARTÃO DE CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PE

ROTEIRO OPERACIONAL CARTÃO DE CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO PE E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE CARTÃO CONSIGNADO cartaoliberacao@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C SUPORTE PROMOTORA suportepromotora@bancodaycoval.com.br

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG Manual do Usuário Novo Internet Banking Governo - IBG Versão V - Abril 2013 Sumário 2. Visão Geral do Sistema... 5 2.1. Operações disponíveis no novo IBG... 6 2.1. Perfis disponíveis... 7 2.2. Definições,

Leia mais

Apresentação... 11. Cadastro... 11.1 Dados cadastrais... 11.2 Notificações... 11.3 Logotipo... 11.4 Venda por estado...

Apresentação... 11. Cadastro... 11.1 Dados cadastrais... 11.2 Notificações... 11.3 Logotipo... 11.4 Venda por estado... Apresentação... 1. Painel de Controle... 2 1.1 Pedidos Pendentes... 3 1.2 Últimos 10 pedidos fechados... 3 1.3 Situação dos pedidos por status... 4 1.4 Total de vendas... 4 2. Financeiro... 2.1 Valores

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais