AUDITORIA DE MANUTENÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUDITORIA DE MANUTENÇÃO"

Transcrição

1 Seminário Domine os Processos de Gestão, Planificação e Controlo AUDITORIA DE MANUTENÇÃO E melhore a Eficiência Global Disponibilidade Fiabilidade Custos LUANDA 15 e 16 de OUTUBRO de 2014 Realize uma revisão exaustiva da situação real da empresa Conheça as novas tendências em manutenção Aplique a metodologia RCM - Reliability Centered Maintenance Eng.º Joaquim Santos Silva Director da Área de Negócio de Manutenção de Centros de Produção de Energia Térmica EDP GESTÃO DA PRODUÇÃO DE ENERGIA, S.A. Saiba quais são as repercussões da implementação da TPM - Total Productive Maintenance Reveja o cumprimento da Manutenção Preditiva Analise se o que faz no domínio da gestão e organização da manutenção e operação está alinhado com as tendências actuais Também Disponível incompany + Exercícios Práticos VISITE INSCREVA-SE EM

2 Conteúdos especialmente DESENVOLVIDOS para: > Director de Manutenção > Director de Fábrica > Director de Instalações > Director Técnico > Director de Compras SEMINÁRIO AUDITORIA DE MANUTENÇÃO Prezado/a Profissional, Os Oradores estão confirmados. O iir Angola reserva-se o direito de alterar o programa e de substituir os oradores ou cancelar o evento se a isso se vir obrigado, sempre por motivos alheios à sua vontade iir ANGOLA S.L O iir Angola tem o prazer de lhe apresentar por primeira vez em Luanda, o Seminário AUDITORIA DE MANUTENÇÃO que lhe vai permitir dominar os processos de gestão, planificação e controlo para melhorar a eficiência global. A criticidade das instalações e equipamentos industriais é notória e uma incorrecta manutenção, desconhecimento da situação real da empresa, não ter capacidade de autodiagnóstico, ou não saber aplicar as ferramentas adequadas para alcançar uma melhoria generalizada, podem supor o êxito ou o fracasso. Com este Seminário, conduzido por um formador que é um profissional do terreno vai poder levar a cabo a Auditoria de Manutenção seguindo três passos fundamentais: 1. Sabe o que se está a fazer em Auditoria de Manutenção? Conheça pormenorizadamente a situação real da empresa 2. O que fazemos bem e o que devemos melhorar? Detecção dos pontos fortes e fracos 3. Apresentação de resultados Aplicação das melhorias com as ferramentas disponíveis Contamos com a sua confiança e a sua presença nesta formação específica para dominar os processos de gestão, planificação e controlo e garantir a fiabilidade e redução de custos nos dias 15 e 16 de Outubro de 2014 em Luanda! Receba as minhas mais cordiais saudações, Alexandra da Fonte Martins Senior Programme Manager iir Angola Os 3 Pilares da Formação iir CONTEÚDOS Actuais e de aplicabilidade imediata na sua empresa TRAINERS Profissionais do terreno seleccionados com elevado rigor técnico NETWORKING Caminho directo à rentabilidade é aprender com o sucesso dos outros [ 2 ]

3 PROGRAMA 15 E 16 DE OUTUBRO DE 2014 O primeiro passo O QUE SE ESTÁ A FAZER EM AUDITORÍA DE MANUTENÇÃO? Uma profunda e exaustiva revisão da situação real das empresas e das novas tendências em manutenção Este primeiro bloco pretende constituir um ponto de situação, sobre as novas técnicas e tendências que existem no mundo da manutenção, proporcionando desta forma aos participantes uma percepção apurada sobre a realidade actual do mercado. Deste modo, quando se fale de auto-auditoria e se levem a cabo os questionários práticos, os participantes entenderão quais as orientações de melhoria que se estão a identificar, fruto da comparação entre a sua actividade actual e os projectos de empresas líderes. NOVAS TÉCNICAS E TENDÊNCIAS NA GESTÃO INTEGRAL DA MANUTENÇÃO Desde o ponto de vista organizativo A aplicação dos últimos avanços na metodologia RCM Reliability Centered Maintenance Quais são os fundamentos da metodologia RCM Análise dos aspectos críticos: critérios e métodos Selecção de tarefas de manutenção: árvore lógico de decisão RCM - vivo As novas tendências do TPM - Total Productive Maintenance nas células autónomas de produção Quais são as novas directrizes e pilares do TPM. Alcance dos projectos TPM: a teoria e a prática Quais são as repercussões organizativas da implementação da manutenção autónoma Que resultados se alcançaram em diferentes sectores mediante reorganização e/ou reengenharia Sector da energia Sector da aviação Sector da construção Sector automóvel Segundo passo O QUE FAZEMOS BEM E O QUE DEVEMOS MELHORAR? Detecção dos pontos fortes e fracos Após esta primeira revisão será apresentado um questionário exaustivo para que cada participante realize o autodiagnóstico das possíveis orientações de melhoria da sua empresa. Por cada bloco de perguntas será analisado -de forma participativa- as possíveis diferenças entre os participantes. Metodologia para a captação da informação Elaboração do questionário Áreas analisadas Gestão da mão-de-obra Produtividade Eficiência económica Adequação e utilização de ratios Gestão de repostos Gestão de contratações externas Ferramentas e aparelhos Seguimento técnico dos equipamentos Documentação técnica Controlo da actividade Terceiro passo APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS Aplicação das melhorias com as ferramentas disponíveis Desde o ponto de vista técnico Manutenção Preditiva Os últimos avanços na supervisão constante dos factores que influem no rendimento e boa prestação dos equipamentos No último bloco do curso, e após ter feito o anterior autodiagnóstico e ter, cada participante, reflectido sobre os pontos fracos da sua organização, serão proporcionadas ferramentas para conseguir realmente as ditas melhorias. [ 3 ]

4 PROGRAMA 15 E 16 DE OUTUBRO DE 2014 QUADROS DE COMANDO INTEGRAL E PROCESSOS DE REORGANIZAÇÃO INTEGRADOS Melhorias na organização e pessoal Estrutura organizativa Eficácia dos mecanismos de controlo Uma proporção adequada supervisor/ colaborador e planificador/colaborador Elaboração de uma descrição específica para o trabalho Como optimizar a relação entre manutenção centralizada e manutenção por áreas O estabelecimento de funções de apoio Controlo de mão-de-obra Melhorias na produtividade da mão-de-obra Análise comparativa dos tempos reais consumidos na realização de um trabalho com os tempos previstos/standard Revisão dos trabalhos pendentes por colaborador Cálculo do índice de produtividade composta (IPC) no relatório mensal Melhorias nas competências de coordenação Coordenação com todas as áreas de manutenção Utilização de novas técnicas de planificação e programação Novos métodos analíticos para a planificação e programação Standards de trabalho Ferramentas de planificação Técnicas de melhoria da produtividade Competências do planificador Competências dos técnicos Motivação: taxas de rotação e segurança no trabalho Melhorias na administração e controlo do orçamento Análise de custos baseada nas actividades para a afectação dos mesmos Relatórios de funcionamento do equipamento Tempos mortos Trabalhos pendentes Instalações Melhorias das práticas de segurança Estabelecimento de manutenção preditiva e preventiva para os equipamentos importantes Programa para a custódia das ferramentas Relatório sobre a disponibilidade dos equipamentos Controlo de armazéns, materiais e ferramentas Análise das demoras na manutenção devido à falta de disponibilidade de peças Revisão e actualização das políticas de inventários Utilização da análise ABC para estabelecer os requerimentos de materiais e prioridades Procedimentos para controlo de inventários e ferramentas Disponibilidade de reposição para cada trabalho Manutenção preditiva, preventiva e historial de equipamentos Engenharia e monitorização de condições Medição de trabalhos e incentivos Sistemas de informação Valorização económica FORMADORES Os seus Formadores são seleccionados de acordo com rigorosos critérios baseados na experiência, know-how e resultados. Com o Seminário atingirá a excelência na formação, levando as melhores práticas e o sucesso à sua empresa. Eng.º Joaquim Santos Silva Director da Área de Negócio de Manutenção de Centros de Produção de Energia Térmica EDP GESTÃO DA PRODUÇÃO DE ENERGIA, S.A. [ 4 ]

5 BOLETIM DE INSCRIÇÃO Como reservar a sua participação? PREÇO DE INSCRIÇÃO $ DATA E LUGAR DE CELEBRAÇÃO Luanda 15 e 16 de Outubro de 2014 HORÁRIO Os Assistentes serão recebidos no 1º dia às 8.30 h. O evento terá início às 9.00 h., terminando aproximadamente às h. FACTURAÇÃO A factura será enviada por Sociser Lda Nº Contribuinte nº Rua Rainha Ginga, Nº 49-3º Andar - Apartamento 332/333. Luanda - Angola DETALHES ADMINISTRATIVOS Certificado de Assistência A todos os assistentes que assim o desejarem, será enviado electronicamente um Certificado de Assistência. Cancelamentos O cancelamento deverá ser comunicado por escrito até dois dias úteis antes do início do encontro e ser-lhe-á restituído o valor da inscrição excepto 10%, referente a gastos administrativos. Depois deste período, não nos será possível a devolução do mesmo. No entanto, poderemos admitir uma substituição à sua presença. Qualquer substituição deverá ser notificada por escrito até um dia útil antes do início do encontro. A entrada no Evento somente é garantida se o pagamento da inscrição for efectuado antes da data do Evento. Também Disponível incompany Soluções de FORMAÇÃO INCOMPANY ao PREÇO mais competitivo e em exclusiva para a sua Organização Contacte com Silene Silva Vivian Vargas Telfs Siga-nos company/iir-angola iirangola iirangola iirangola1 iirangola

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 2ª EDIÇÃO Requisitos para Implementar, Elaborar e Gerir SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE LUANDA 20 e 21 de OUTUBRO de 2014 Razões pelas quais a sua presença é obrigatória Compreenda as finalidades dos SGQ

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1ª EDIÇÃO Requisitos para Implementar, Elaborar e Gerir SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE LUANDA 21 e 22 de OUTUBRO de 2013 Razões pelas quais a sua presença é obrigatória Compreenda as finalidades dos SGQ

Leia mais

AUDITORIA INTERNA QUALIDADE

AUDITORIA INTERNA QUALIDADE 2ª EDIÇÃO Analisar, Monitorizar e Melhorar o Desempenho do Sistema de Gestão da Qualidade AUDITORIA INTERNA QUALIDADE DA LUANDA 22 e 23 de OUTUBRO de 2014 Analise o processo de integração da função Qualidade

Leia mais

FORMAÇÃO DE FORMADORES INTERNOS

FORMAÇÃO DE FORMADORES INTERNOS 1ª EDIÇÃO CURSO FORMAÇÃO DE FORMADORES INTERNOS Como preparar e habilitar os formadores com meios e técnicas que permitam garantir uma aprendizagem contínua e eficaz, através de metodologias pedagógicas

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos 3ª EDIÇÃO CURSO

GESTÃO DE STOCKS. E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos 3ª EDIÇÃO CURSO 3ª EDIÇÃO CURSO Técnicas e Métodos Para Racionalizar os Custos GESTÃO DE STOCKS E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos LUANDA 7 e 8 de JULHO de 2014 Saiba porque necessitamos

Leia mais

GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO

GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO 3ª EDIÇÃO CURSO Desenvolver e implementar GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO Optimize Custos e estabeleça Métricas de Performance LUANDA 9 e 10 de JULHO de 2014 Planifique de forma integral a

Leia mais

GESTÃO DE MANUTENÇÃO. Como Elaborar e Controlar um Plano de. Garanta a Fiabilidade e a Segurança dos Equipamentos e das Instalações

GESTÃO DE MANUTENÇÃO. Como Elaborar e Controlar um Plano de. Garanta a Fiabilidade e a Segurança dos Equipamentos e das Instalações 3ª EDIÇÃO SEMINÁRIO Revisto e Actualizado Como Elaborar e Controlar um Plano de GESTÃO Garanta a Fiabilidade e a Segurança dos Equipamentos e das Instalações O evento foi criativo, inovador, e deu-nos

Leia mais

Controlo Financeiro de Filiais

Controlo Financeiro de Filiais SEMINÁRIO 1ª EDIÇÃO Obtenha as ferramentas imprescindíveis e conheça as melhores práticas para Controlo Financeiro de Filiais Seminário Hands-On Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Assegure o

Leia mais

OPERAÇÕES ADUANEIRAS. PLANEAMENTO e GESTÃO de. Gestão Aduaneira e Tributária no Comércio Exterior. incompany. O seu FORMADOR

OPERAÇÕES ADUANEIRAS. PLANEAMENTO e GESTÃO de. Gestão Aduaneira e Tributária no Comércio Exterior. incompany. O seu FORMADOR SEMINÁRIO 2ª EDIÇÃO PLANEAMENTO e GESTÃO de OPERAÇÕES ADUANEIRAS Gestão Aduaneira e Tributária no Comércio Exterior LUANDA 11 e 12 de DEZEMBRO de 2013 O seu FORMADOR Conheça o Funcionamento e Opere com

Leia mais

MANUTENÇÃO. Gestão de CUSTOS e ORÇAMENTOS em. E Evite Desvios Económico-Financeiros NOVIDADE. Razões para participar neste Seminário

MANUTENÇÃO. Gestão de CUSTOS e ORÇAMENTOS em. E Evite Desvios Económico-Financeiros NOVIDADE. Razões para participar neste Seminário 2ª EDIÇÃO SEMINÁRIO Actualizado Gestão de CUSTOS e ORÇAMENTOS em MANUTENÇÃO E Evite Desvios Económico-Financeiros Organização e manutenção foi de facto o meu maior orgulho pois o instrutor foi bastante

Leia mais

GESTÃO PATRIMONIAL. Conheça as Alterações Legislativas da. Adopte Medidas que lhe permitirão controlar e optimizar os Activos 3ª EDIÇÃO CURSO

GESTÃO PATRIMONIAL. Conheça as Alterações Legislativas da. Adopte Medidas que lhe permitirão controlar e optimizar os Activos 3ª EDIÇÃO CURSO 3ª EDIÇÃO CURSO Conheça as Alterações Legislativas da GESTÃO PATRIMONIAL Adopte Medidas que lhe permitirão controlar e optimizar os Activos LUANDA 9 e 10 de JUNHO de 2014 Conheça e analise o regime jurídico

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO. Como Elaborar e Controlar um. Para Garantir a Fiabilidade e Segurança das Instalações 4ª EDIÇÃO CURSO

PLANO DE MANUTENÇÃO. Como Elaborar e Controlar um. Para Garantir a Fiabilidade e Segurança das Instalações 4ª EDIÇÃO CURSO 4ª EDIÇÃO CURSO Como Elaborar e Controlar um PLANO DE MANUTENÇÃO Para Garantir a Fiabilidade e Segurança das Instalações LUANDA 17 e 18 de NOVEMBRO de 2014 8 Razões para participar neste Curso Saber quais

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA

COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA CURSO PARA A Liderança e Gestão Implemente e Aplique COMPETÊNCIAS PARA UMA LIDERANÇA INOVADORA A Liderança é conseguir olhar mais alto e mais longe, para que a actuação das pessoas alcance o seu potencial

Leia mais

em colaboração com 2º Seminário em Angola Analisar, definir e desenhar os procedimentos Estabelecer um modelo de Report

em colaboração com 2º Seminário em Angola Analisar, definir e desenhar os procedimentos Estabelecer um modelo de Report em colaboração com Institute of Finance High Level Training for Finance Professionals 2º Seminário em Angola Como Elaborar e Criar o Manual de Políticas e Procedimentos Organize e Obtenha Informação Completa,

Leia mais

EXCEL AVANÇADO PARA FINANCEIROS

EXCEL AVANÇADO PARA FINANCEIROS 7ª EDIÇÃO SEMINÁRIO Saiba como Optimizar e Automatizar a Informação Financeira EXCEL AVANÇADO PARA FINANCEIROS para Analisar os Desvios, Previsões e Apresentar Relatórios Muito bom e interessante. Satisfeita!

Leia mais

Data Protection Officer

Data Protection Officer SEMINÁRIO 1ª EDIÇÃO Conheça os Pontos Chave para Aplicar com Êxito a Nova Legislação Europeia Data Protection Officer Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Com a Participação Especial de CNPD -

Leia mais

Mantenha-se atualizado sobre as novidades de como desenvolver e implementar com êxito. Ensaios Clínicos

Mantenha-se atualizado sobre as novidades de como desenvolver e implementar com êxito. Ensaios Clínicos 7º CURSO ANUAL PARA OS PROFISSIONAIS DE ENSAIOS CLÍNICOS EM Mantenha-se atualizado sobre as novidades de como desenvolver e implementar com êxito Ensaios Clínicos Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE

Leia mais

Tributação no comércio exterior e regimes aduaneiros especiais. Procedimentos e Despachos Aduaneiros. Regime legal aplicável nas reclamações

Tributação no comércio exterior e regimes aduaneiros especiais. Procedimentos e Despachos Aduaneiros. Regime legal aplicável nas reclamações SEMINÁRIO 1ª EDIÇÃO LUANDA 26 e 27 de JUNHO de 2012 HCTA - Hotel de Convenções de Talatona PLANEAMENTO e GESTÃO de OPERAÇÕES ADUANEIRAS Gestão Aduaneira e Tributária no Comércio Exterior Conheça o Funcionamento

Leia mais

Auditoria Interna REPORTING DE AUDITORIA

Auditoria Interna REPORTING DE AUDITORIA 11ª EDIÇÃO Saiba como planificar, realizar e preparar o Audit Assessment Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Auditoria Interna Aumente os Controlos Preventivos, reduza os Riscos e assegure a

Leia mais

Directores Comerciais

Directores Comerciais Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para Gestão Competitiva 1 e Inovadora Como planificar, controlar e tirar o máximo rendimento da sua EQUIPA de VENDAS 2

Leia mais

Planeamento de uma Auditoria. Processo de Realização de uma Auditoria Controlo do Framework Completar o Assignment Auditoria do Assignment Checklist

Planeamento de uma Auditoria. Processo de Realização de uma Auditoria Controlo do Framework Completar o Assignment Auditoria do Assignment Checklist 5ª EDIÇÃO CURSO Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Aprenda e incorpore as últimas ferramentas e metodologias para DEFINIR, IMPLEMENTAR e REPORTAR um planning completo de AUDITORIA INTERNA LUANDA

Leia mais

GESTÃO PATRIMONIAL CONHEÇA AS ALTERAÇÕES LEGISLATIVAS DA E ADOPTE MEDIDAS QUE LHE PERMITIRÃO CONTROLAR E OPTIMIZAR OS ACTIVOS. incompany 1ª EDIÇÃO

GESTÃO PATRIMONIAL CONHEÇA AS ALTERAÇÕES LEGISLATIVAS DA E ADOPTE MEDIDAS QUE LHE PERMITIRÃO CONTROLAR E OPTIMIZAR OS ACTIVOS. incompany 1ª EDIÇÃO 1ª EDIÇÃO SEMINÁRIO CONHEÇA AS ALTERAÇÕES LEGISLATIVAS DA GESTÃO PATRIMONIAL E ADOPTE MEDIDAS QUE LHE PERMITIRÃO CONTROLAR E OPTIMIZAR OS ACTIVOS Conheça e analise o regime jurídico patrimonial Saiba como

Leia mais

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com

Moçambique. Agenda EVENTOS 2013 NEW!! INSCREVA-SE EM. Também in Company. inscrip@iirportugal.com. VISITE www.iirportugal.com Moçambique Agenda EVENTOS 2013 NEW!! Também in Company INSCREVA-SE EM inscrip@iirportugal.com VISITE www.iirportugal.com INOVAÇÃO Estimado cliente, Temos o prazer de lhe apresentar em exclusiva o novo

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS 2ª EDIÇÃO CURSO Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Como gerir, preparar e desenvolver a ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS para destacar e promover a imagem corporativa LUANDA 29 e 30 de OUTUBRO de 2014

Leia mais

Técnicos Comerciais. CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas. Domine as etapas de um processo completo de uma Venda

Técnicos Comerciais. CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas. Domine as etapas de um processo completo de uma Venda Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para CURSO Técnicas Fundamentais 1 para o Sucesso nas Vendas Domine as etapas de um processo completo de uma Venda CURSO

Leia mais

Saiba como realizar uma Gestão Eficiente, reduzir os Riscos e controlar o Cash Flow 3MBA

Saiba como realizar uma Gestão Eficiente, reduzir os Riscos e controlar o Cash Flow 3MBA 8ª EDIÇÃO Saiba como realizar uma Gestão Eficiente, reduzir os Riscos e controlar o Cash Flow Gestão de Tesouraria dias 3MBA Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Prático e focalizado nos assuntos

Leia mais

EXCEL para CORPORATE FINANCE

EXCEL para CORPORATE FINANCE SEMINÁRIO 1ª Edição EXCEL para CORPORATE FINANCE Como construir um Modelo de Business Plan para melhorar o desenho e seguimento da estratégia financeira corporativa LUANDA 12 e 13 de OUTUBRO de 2011 Como

Leia mais

Gestão Projectos DOMINE AS METODOLOGIAS, FERRAMENTAS E CONCEITOS DA DE E OBTENHA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES COMPETITIVAS

Gestão Projectos DOMINE AS METODOLOGIAS, FERRAMENTAS E CONCEITOS DA DE E OBTENHA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES COMPETITIVAS O iir Angola em parceria com a PPMSKILLS apresenta-lhe 2 cursos certificados pelo PMI CURSOS MINISTRADOS pelo DISTINTO FORMADOR Prof. Dr. António Miguel Consultor, Formador e Partner PPMSKILLS - PROJECT

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E MÉTODOS DE TRABALHO

ORGANIZAÇÃO E MÉTODOS DE TRABALHO 2ª EDIÇÃO SEMINÁRIO Aumente a Produtividade e a Rentabilidade ORGANIZAÇÃO E MÉTODOS DE TRABALHO LUANDA 26 e 27 de NOVEMBRO de 2014 LUANDA 9 e 10 de ABRIL de 2014 Saiba como Optimizar o Tempo através do

Leia mais

Mercados Financeiros. Compreenda e Controle a Organização e Funcionamento dos. Objectivos Chave. O seu Formador. Institute of Finance

Mercados Financeiros. Compreenda e Controle a Organização e Funcionamento dos. Objectivos Chave. O seu Formador. Institute of Finance em colaboração com Institute of Finance High Level Training for Finance Professionals Aprovada Institucionalização do mercado de capitais Fonte: Diario Angolano, 25 de Abril de 2013 1º Seminário em Angola

Leia mais

Faça benchmarking com os seus colegas

Faça benchmarking com os seus colegas TRAINING & DEVELOPMENT T&D Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir 1º NETWORKING SUMMIT FÓRUM de LÍDERES em Formação e Desenvolvimento de Talentos LUANDA 19 e 20 MARÇO Intervenção Especial do Guru

Leia mais

Strategic IT Manager +351 21 793 29 89. Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT. Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos

Strategic IT Manager +351 21 793 29 89. Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT. Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos www.iirangola.com MASTERCLASS IT Gestão de Custos, Orçamentos e KPIs em IT Strategic IT Manager Como planificar, controlar e rentabilizar os investimentos Variáveis no desenho do orçamento: objectivos,

Leia mais

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015

CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 LUANDA PROGRAMA AVANÇADO PARA DECISORES CONCURSOS INTERNACIONAIS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Skyna Hotel 22 de Junho de 2015 2.ª EDIÇÃO Inscrições e mais informações em: www.ambienteonline.pt/luanda-concursos-internacionais-2015

Leia mais

em colaboração com 1º Seminário em Angola Analisar, definir e desenhar os procedimentos Estabelecer um modelo de Report

em colaboração com 1º Seminário em Angola Analisar, definir e desenhar os procedimentos Estabelecer um modelo de Report em colaboração com Institute of Finance High Level Training for Finance Professionals 1º Seminário em Angola Como Elaborar e Criar o Manual de Políticas e Procedimentos para o Departamento Administrativo,

Leia mais

Community Manager Nível 1: As Redes Sociais. Saiba como Criar e Dinamizar as Comunidades Virtuais. Isabel Capacho Directora de Marketing e Comunicação

Community Manager Nível 1: As Redes Sociais. Saiba como Criar e Dinamizar as Comunidades Virtuais. Isabel Capacho Directora de Marketing e Comunicação Produzido e desenvolvido pelo MARKETING academy Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Cursos para 1 Community Manager Nível 1: As Redes Sociais Conheça as Vantagens e Aprenda a fazer uso das Redes

Leia mais

Ciclo de Formação para

Ciclo de Formação para Produzido e desenvolvido pelo Sociser empresa 100% Angolana, partner do iir Ciclo de Formação para Aplique Técnicas e Métodos para Garantir a 1 Qualidade do Serviço e Atendimento ao Cliente Como Desenvolver

Leia mais

Garanta a Compliance nas Notificações, Distribuição, Fabrico, Inspeções, Investigação e Vigilância

Garanta a Compliance nas Notificações, Distribuição, Fabrico, Inspeções, Investigação e Vigilância CONFERÊNCIA 6ª EDIÇÃO Garanta a Compliance nas Notificações, Distribuição, Fabrico, Inspeções, Investigação e Vigilância Dispositivos 2014 Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Com a Participação

Leia mais

MÁSTER EXECUTIVE COACHING

MÁSTER EXECUTIVE COACHING CICLO COACHING ANGOLA: O LÍDER COACH CURSO1 Guia para o Êxito, faça parte da Revolução Coach! MÁSTER EXECUTIVE COACHING Optimize o Papel do Líder num Mundo em Mudança Maximize os Resultados da Equipa Saiba

Leia mais

Controlo de custos, orçamentos e auditoria de

Controlo de custos, orçamentos e auditoria de MASTERCLASS www.iirangola.com Óptima experiência baseada na partilha de conhecimentos entre o Formador e os Formandos. De facto o saber não ocupa lugar Nuno Monteiro Coordenador de. BANCO DE NEGÓCIOS INTERNACIONAL

Leia mais

Gestão de Arquivo, Comunicação Escrita e Telefónica para ASSISTENTE PESSOAL

Gestão de Arquivo, Comunicação Escrita e Telefónica para ASSISTENTE PESSOAL MASTER-COURSE Gestão de Arquivo, Comunicação Escrita e Telefónica para ASSISTENTE PESSOAL e de DIRECÇÃO Angola MASTER-COURSE5 Gestão de Arquivo, Comunicação Escrita e Telefónica para ASSISTENTE PESSOAL

Leia mais

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos

Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais. Procedimentos Certificação da Qualidade dos Serviços Sociais EQUASS Assurance Procedimentos 2008 - European Quality in Social Services (EQUASS) Reservados todos os direitos. É proibida a reprodução total ou parcial

Leia mais

Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal

Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal Mini-MBA de Especialização em Auditoria Contabilística, Financeira e Fiscal Índice Duração Total...2 Destinatários...2 Perfil de saída...2 Pré-Requisitos...2 Objetivo Geral...2 Objetivos Específicos...3

Leia mais

A Tesouraria como centro de valor económico. Pontos críticos na segurança das transacções electrónicas

A Tesouraria como centro de valor económico. Pontos críticos na segurança das transacções electrónicas www.iirangola.com MASTERCLASS Gestão de Tesouraria Como estabelecer e controlar os objectivos de liquidez, rentabilidade e gestão de risco A Tesouraria como centro de valor económico Pontos críticos na

Leia mais

PROPOSTAS NA CONTRATAÇÃO PÚBLICA

PROPOSTAS NA CONTRATAÇÃO PÚBLICA 1ª EDIÇÃO CURSO ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS NA CONTRATAÇÃO PÚBLICA LUANDA 11 de JUNHO de 2014 Em apenas 1 Dia de Formação Esclareça as diferenças entre análise e avaliação de propostas O seu ESPECIALISTA

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

Strategic Public Relations

Strategic Public Relations www.iirangola.com MASTERCLASS Estratégias, Gestão e Avaliação de Relações Públicas & Assessoria de Imprensa Strategic Public Relations O que vai conseguir assistindo a este evento de alto nível? Um conhecimento

Leia mais

Domine e Controle todos os novos Mecanismos da. Para Planificar, Evitar Ineficiências e Contingências Fiscais

Domine e Controle todos os novos Mecanismos da. Para Planificar, Evitar Ineficiências e Contingências Fiscais CASOS PRÁTICOS ao longo dos Seminários SEMINÁRIO 7ª EDIÇÃO Domine e Controle todos os novos Mecanismos da FISCALIDADE ANGOLANA Para Planificar, Evitar Ineficiências e Contingências Fiscais Luanda, 19 e

Leia mais

Controlo de Custos e Orçamentos em Manutenção

Controlo de Custos e Orçamentos em Manutenção SEMINÁRIO TÉCNICO www.iirangola.com De uma forma geral bastante satisfatório quer em termos de apresentação, a clareza na transmissão das matérias até à organização Nazaré Teixeira Directora Técnica de

Leia mais

Compliance no Setor Farmacêutico

Compliance no Setor Farmacêutico 1ª EDIÇÃO CURSO O PRIMEIRO CURSO DE COMPLIANCE FARMACÊUTICO Saiba como Desenvolver, Gerir e Implementar Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Com a Participação Especial de Compliance no Setor

Leia mais

Estabelecer objetivos de liquidez, rentabilidade e riscos

Estabelecer objetivos de liquidez, rentabilidade e riscos 7 ª Edição Como Controlar e Estabelecer os Objetivos de Rentabilidade e Gestão de Riscos Financeiros Gestão de Tesouraria dias 3MBA O seu ESPECIALISTA Dr. João Luís F. Afonso Treasury Manager VODAFONE

Leia mais

Realize a formulação da estratégia, implementação e monitorização. Operacionalize o BSC

Realize a formulação da estratégia, implementação e monitorização. Operacionalize o BSC 8 ª Edição dias 3MBA Como Monitorizar, Operacionalizar e Otimizar as Estratégias e Sistemas de Controlo de Gestão Para Alcançar uma Gestão Estratégica, Operacional e Financeira Dr. Paulo Guerreiro Dias

Leia mais

Certificação da Qualidade ISO 9001 : 2003

Certificação da Qualidade ISO 9001 : 2003 Certificação da Qualidade ISO 9001 : 2003 DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 3ª, 4ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das

Leia mais

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal.

O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. VISÃO & MISSÃO VISÃO O reconhecimento como uma referência na área de consultadoria em engenharia em Portugal. MISSÃO Actuar junto de empresas industriais, de serviços, estabelecimentos de ensino, empresas

Leia mais

> Compreender e aplicar os princípios e ferramentas do Coaching na relação com as Equipas

> Compreender e aplicar os princípios e ferramentas do Coaching na relação com as Equipas CERTIFIED COURSE Pela primeira vez em ANGOLA EXECUTIVE COACHING PARA A LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAS Desenvolva e Aplique os Princípios e Ferramentas do Coaching para Alcançar elevados Níveis de Performance,

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais

GESTÃO INTEGRAL DO DEPARTAMENTO DE COMPRAS

GESTÃO INTEGRAL DO DEPARTAMENTO DE COMPRAS 1ª EDIÇÃO CURSO GESTÃO INTEGRAL DO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Estratégias e técnicas para elaborar mapas de controlo, minimizar riscos, e garantir a qualidade LUANDA 27 e 28 de OUTUBRO de 2014 Os indicadores

Leia mais

PACDE Projecto de Apoio à Competitividade e Desenvolvimento do Sector Privado MESE MECANISMO DE SUBSÍDIOS EMPRESARIAIS

PACDE Projecto de Apoio à Competitividade e Desenvolvimento do Sector Privado MESE MECANISMO DE SUBSÍDIOS EMPRESARIAIS PACDE Projecto de Apoio à Competitividade e Desenvolvimento do Sector Privado MESE MECANISMO DE SUBSÍDIOS EMPRESARIAIS I. ÍNDICE I. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA 1. O que é o Programa 2. Entidades Beneficiárias

Leia mais

FORMAÇÃO AVANÇADA: GESTÃO, DIRECÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS

FORMAÇÃO AVANÇADA: GESTÃO, DIRECÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS 1 FUNDAMENTAÇÃO Numa altura em que as empresas de construção se debatem com uma elevada concorrência de mercado que leva à apresentação em fase de concurso com preços anormalmente baixos, necessitam de

Leia mais

GESTÃO RH DE PARA. DIRECTORES INDUSTRIAIS LUANDA 15 e 16 de Maio de 2013. Indústria

GESTÃO RH DE PARA. DIRECTORES INDUSTRIAIS LUANDA 15 e 16 de Maio de 2013. Indústria MASTER-COURSE Indústria 1ª EDIÇÃO EM ANGOLA uma divisão do Saiba como gerir eficazmente os RH e aumente a Produtividade na Fábrica GESTÃO RH DE PARA DIRECTORES INDUSTRIAIS LUANDA 15 e 16 de Maio de 2013

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

Masterclass Técnico. Conduzido por um Especialista em Energia Eléctrica

Masterclass Técnico. Conduzido por um Especialista em Energia Eléctrica www.iirangola.com Masterclass Técnico Projecto, Exploração, Operação e Manutenção de Geradores Conduzido por um Especialista em Energia Eléctrica Engº Ventura Rodrigues Formador TUV, CERTITECNA, ECOSAUDE

Leia mais

GESTÃO de PROJECTOS. Gestor de Projectos Informáticos. Luís Manuel Borges Gouveia 1

GESTÃO de PROJECTOS. Gestor de Projectos Informáticos. Luís Manuel Borges Gouveia 1 GESTÃO de PROJECTOS Gestor de Projectos Informáticos Luís Manuel Borges Gouveia 1 Iniciar o projecto estabelecer objectivos definir alvos estabelecer a estratégia conceber a estrutura de base do trabalho

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas, Protocolo Empresarial e Eventos Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

C. Pereira Cabrita, Paulo Vaz, Diogo S. Madeira, João C. Matias, Davide S. Fonseca

C. Pereira Cabrita, Paulo Vaz, Diogo S. Madeira, João C. Matias, Davide S. Fonseca MANUTENÇÃO INDUSTRIAL SEIS SIGMA PROPOSTA DE METODOLOGIA E CASOS PRÁTICOS C. Pereira Cabrita, Paulo Vaz, Diogo S. Madeira, João C. Matias, Davide S. Fonseca Universidade id d da Beira Interior PARTE 1

Leia mais

PREVISÕES DE TESOURARIA COM EXCEL

PREVISÕES DE TESOURARIA COM EXCEL 1ª EDIÇÃO SEMINÁRIO Saiba como realizar uma Gestão Eficiente do Cash Flow e Working Capital PREVISÕES DE TESOURARIA COM EXCEL Rentabilize as Potencialidades do Excel para as Previsões e Controlo da Liquidez

Leia mais

Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa.

Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa. Formação: Distribuição & Logística Melhoria e aperfeiçoamento do sistema de distribuição da empresa. A Distribuição e a Gestão Logística é uma actividade que emprega um elevado e intenso volume de recursos

Leia mais

Exactidão da medição

Exactidão da medição Exactidão da medição Valores energéticos e grau de rendimento dos inversores fotovoltaicos do tipo Sunny Boy e Sunny Mini Central Conteúdo Qualquer operador de um sistema fotovoltaico deseja estar o mais

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 300 ÍNDICE

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 300 ÍNDICE Directriz de Revisão/Auditoria 300 PLANEAMENTO Junho de 1999 ÍNDICE Parágrafos Introdução 1-4 Planeamento do Trabalho 5-8 Plano Global de Revisão / Auditoria 9-10 Programa de Revisão / Auditoria 11-12

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

20000 Lead Implementer

20000 Lead Implementer ANSI Accredited Program BEHAVIOUR ISO Lead PARA IMPLEMENTAR E GERIR SISTEMAS DE GESTÃO DE SERVIÇOS (SGS) BASEADOS NA NORMA ISO Sobre o curso Este curso intensivo com duração de cinco dias, permite aos

Leia mais

ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS

ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS 3ª EDIÇÃO CURSO Escreva Reports Estruturados, Lógicos e Organizados ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS Comunique a sua mensagem de maneira concisa e consiga alcançar os seus objectivos LUANDA 20 e 21 de OUTUBRO

Leia mais

Software Registado e Certificado pela AT GESTÃO DE LAVANDARIAS. mercado exigente! Certificado. Retail Solutions

Software Registado e Certificado pela AT GESTÃO DE LAVANDARIAS. mercado exigente! Certificado. Retail Solutions Certificado Eficiência Eficiência para para vencer... vencer... Num Num mercado mercado exigente! exigente! Software Registado e Certificado pela AT LAVA i Índice Introdução Apresentação da Empresa Pág.

Leia mais

Coordenador Dr. Pedro Pires

Coordenador Dr. Pedro Pires Curso de Especialização de Logística -Supply Chain Coordenador Dr. Pedro Pires Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE REGULAMENTO DAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA PÓS-GRADUAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA E DE TIMOR LESTE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº. 1º. 1. Com o fim principal

Leia mais

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas Apresentação da Solução Solução: Gestão de Camas Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros, 82-A, 1500-060

Leia mais

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas e Protocolo Empresarial

MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas e Protocolo Empresarial MINI-MBA de Especialização em Relações Públicas e Protocolo Empresarial www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designação do Curso... 2 Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2

Leia mais

Perguntas mais frequentes

Perguntas mais frequentes Estas informações, elaboradas conforme os documentos do Plano de Financiamento para Actividades Estudantis, servem de referência e como informações complementares. Para qualquer consulta, é favor contactar

Leia mais

Novas Obrigações de Report, de Compensação e da Gestão de Risco relativamente a Transações com Derivados EUROPEAN MARKET INFRASTRUCTURE REGULATION

Novas Obrigações de Report, de Compensação e da Gestão de Risco relativamente a Transações com Derivados EUROPEAN MARKET INFRASTRUCTURE REGULATION CURSO 1ª EDIÇÃO Novas Obrigações de Report, de Compensação e da Gestão de Risco relativamente a Transações com Derivados Form ventos FORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EMIR INFRASTRUCTURE REGULATION Conduzido

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - SIADAP - ANO DE 2015 MISSÃO E OBJECTIVOS DAS UNIDADES ORGÃNICAS DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA MAIA, PARA O ANO DE 2015 DIVISÃO ECONÓMICA

Leia mais

Balanced Scorecard e a Gestão por Competências

Balanced Scorecard e a Gestão por Competências Balanced Scorecard e a Gestão por Competências ELEVUS O QUE FAZEMOS *Áreas de actuação: *Recrutamento e Selecção *Outplacement *Formação e Desenvolvimento Pessoal *Assessment Centre *Consultoria ELEVUS

Leia mais

O seu parceiro de negócios. APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1

O seu parceiro de negócios. APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1 O seu parceiro de negócios APRESENTAÇÃO AGEMPER LISBOA XX de junho de 2013 1 Serviços prestados A AGEMPER iniciou a sua actividade há mais de 50 anos e actualmente presta serviços em diversas áreas Contabilidade

Leia mais

XI Mestrado em Gestão do Desporto

XI Mestrado em Gestão do Desporto 2 7 Recursos Humanos XI Mestrado em Gestão do Desporto Gestão das Organizações Desportivas Módulo de Gestão de Recursos Rui Claudino FEVEREIRO, 28 2 8 INDÍCE DOCUMENTO ORIENTADOR Âmbito Objectivos Organização

Leia mais

Norma ISO 9000. Norma ISO 9001. Norma ISO 9004 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REQUISITOS FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO

Norma ISO 9000. Norma ISO 9001. Norma ISO 9004 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REQUISITOS FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Norma ISO 9000 Norma ISO 9001 Norma ISO 9004 FUNDAMENTOS E VOCABULÁRIO REQUISITOS LINHAS DE ORIENTAÇÃO PARA MELHORIA DE DESEMPENHO 1. CAMPO

Leia mais

Catálogo de Formação Intra-Empresas

Catálogo de Formação Intra-Empresas Catálogo de Formação Intra-Empresas QTEL 2015 Índice Quem Somos.....Pág. 3 6 Razões para Escolher a QTEL.....Pág. 5 Formação em Ambiente....Pág. 6 Formação em Gestão e Logística..Pág. 7 Formação em Inovação

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA O POSTO DE CONSELHEIRO EM GESTÃO DE FINANÇAS PUBLICAS

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA O POSTO DE CONSELHEIRO EM GESTÃO DE FINANÇAS PUBLICAS I. Introdução TERMOS DE REFERÊNCIA PARA O POSTO DE CONSELHEIRO EM GESTÃO DE FINANÇAS PUBLICAS O melhoramento da prestação de serviços públicos constitui uma das principais prioridades do Governo da Província

Leia mais

MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção. Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Prof. Sérgio Augusto Lucke

MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção. Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Prof. Sérgio Augusto Lucke MBA em Engenharia e Gestão de Manufatura e Manutenção Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção 1 Práticas e Procedimentos Básicos de Manutenção Ementa 1. Manutenção Corretiva: características básicas,

Leia mais

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Ponto de situação em 31 de Outubro de 2007 As listas de consumidores com direito à restituição de caução foram

Leia mais

Sistemas de Climatização. » 100% de satisfação nas 2 convocatórias anteriores. Projecto, Exploração, Operação e Manutenção de

Sistemas de Climatização. » 100% de satisfação nas 2 convocatórias anteriores. Projecto, Exploração, Operação e Manutenção de SEMINÁRIOS www.iirangola.com De um modo geral, desde a organização do evento até ao último dia da formação foi tudo excelente. O iir está de parabéns no meu ponto de vista! António Morgado Ferreira. Chefe

Leia mais

> Sistematize os índices críticos de compliance. > Englobe a compliance em procedimentos operacionais. > Adeque a realização de investigações internas

> Sistematize os índices críticos de compliance. > Englobe a compliance em procedimentos operacionais. > Adeque a realização de investigações internas INSCREVA-SE EM 21 793 29 89 Implemente um programa eficiente de SEMINÁRIO 5ª Edição Corporate Compliance E transforme a Compliance numa vantagem competitiva Lisboa 13 e 14 de Março de 2012 > Defina e estabeleça

Leia mais

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC

Gestão de Equipas. Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013. www.pwc.pt/academy. Academia da PwC www.pwc.pt/academy Gestão de Equipas Lisboa, 11 e 18 de abril de 2013 Academia da PwC O sucesso das organizações depende cada vez mais de equipas de alto desempenho. Venha conhecer connosco as melhores

Leia mais

MECANISMO DE ATRIBUIÇÃO DA CAPACIDADE NO ARMAZENAMENTO

MECANISMO DE ATRIBUIÇÃO DA CAPACIDADE NO ARMAZENAMENTO MECANISMO DE ATRIBUIÇÃO DA CAPACIDADE NO ARMAZENAMENTO SUBTERRÂNEO DE GÁS NATURAL FEVEREIRO 2008 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Rua Dom Cristóvão da Gama n.º 1-3.º 1400-113 Lisboa Tel.: 21

Leia mais

Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista)

Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista) Sistemas Solar Fotovoltaicos (Projectista) DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª e 4ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das

Leia mais

A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação com especial enfoque nas

A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação com especial enfoque nas Formação Interempresas Aveiro 2.º Semestre 2015 1 1 Formação Interempresas 2015 - Aveiro A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação

Leia mais

TECNICAS. Luanda. De LIDERANÇA. www.iirangola.com CICLO DE. Técnicas AVANÇADAS de NEGOCIAÇÃO. Técnicas de DELEGAÇÃO. GESTÃO e SUPERVISÃO de EQUIPAS

TECNICAS. Luanda. De LIDERANÇA. www.iirangola.com CICLO DE. Técnicas AVANÇADAS de NEGOCIAÇÃO. Técnicas de DELEGAÇÃO. GESTÃO e SUPERVISÃO de EQUIPAS Técnicas AVANÇADAS de NEGOCIAÇÃO Técnicas de DELEGAÇÃO GESTÃO e SUPERVISÃO de EQUIPAS Técnicas de LIDERANÇA e COMUNICAÇÃO Técnicas de CRIATIVIDADE e INOVAÇÃO Técnicas de COACHING com INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Leia mais