A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON"

Transcrição

1 A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

2 ASSOCON Associação Nacional dos Confinadores Entidade nacional com 85 membros 21% do volume confinado no Brasil Ações Institucional / representação (lobby) Parcerias comercias Auxílio técnico Arbitragem Analises sobre o mercado agropecuário (boletins) Treinamentos e cursos em geral

3 BRASIL Área total de ,92 hectares¹ habitantes¹ Área cultivada de 9,34%¹ Área de pastagens permanentes 23,17%¹ Área disponível para o uso na agricultura e pecuária de ,01 hectares² (33,13%)² Rebanho bovino (2012) Abate de bovinos (+11%) Taxa de abate (2012) 15% ¹ IBGE ² EMBRAPA

4 BRASIL 0 Equador Biomas: - Cerrado (24%) - Caatinga (10%) - Mata Atlântica (13%) - Amazônia (49%) - Pantanal (2%) Trópico de capricórnio - Pampas (2%)

5 BRASIL

6 BRASIL PIB 2,246 trilhões de USD Agropecuária corresponde por 22,54% do PIB Agricultura 15,68% Pecuária 6,87% População economicamente ativa 69,88%

7 PECUÁRIA BRASILEIRA 43.24% Cria 39.47% 33.23% Recria 23.92% 13.64% Engorda 7.18% 3.33% 10.49% 4.78% 1.44% 11.00% 8.26% Cria + recria Recria + engorda Ciclo completo Cria Recria Engorda Produtores Rebanho FONTE: Rally da Pecuária 2014

8 PECUÁRIA BRASILEIRA Indicadores (Rally da Pecuária 2014) Índice de desmama 77,12% Mortalidade até 12 meses 2,70% Mortalidade após 12 meses 1,29% Idade média de abate machos 29,7 meses Idade média de abate fêmeas 26 meses Idade medida de descarte de matrizes 9,34 anos Crias por matrizes 6,7 animais Rendimento de carcaça machos 52,76% Rendimento de carcaça fêmeas 50,53% Pecuária brasileira em fase de transição! % de desmama de 54 a 90% % de mortalidade até 12 meses de 4 a 1% Idade de abate de 48 a 15 meses Rendimento de carcaça 53 a 58% Intervalo entre partos 21 a 13 meses Taxa de abate 14% a 35% FONTE: Rally da Pecuária 2014

9 PECUÁRIA BRASILEIRA Nível médio de produtividade Produtividade / ha / ano) Média de 15% de pastagens reformada ao ano 7 anos de duração média das pastagens Cria + recria Recria + engorda Ciclo completo Cria Recria Engorda FONTE: Rally da Pecuária 2014

10 PECUÁRIA BRASILEIRA Pastagens Gramíneas utilizadas no Brasil 1.4% 0.6% 0.9% 13.4% 83.7% Outros Capim Nativo Andropogon Panicuns Braquiárias FONTE: Rally da Pecuária 2014

11 PECUÁRIA BRASILEIRA Suplementação % 5% 4% 17% 15% 17% 11% 2% 7% 2% FONTE: ASBRAM

12 PECUÁRIA BRASILEIRA Projeções para Produção (mil t) Crescimento sobre Grãos (30,4%) Carne bovina (22,8%) Carne suína (31,7%) Carne de frango (35,7%) Consumo (mil t) Crescimento sobre Carne bovina (15,6%) Carne suína (29,1%) Carne de frango (33,1%) Exportação (mil t) Crescimento sobre Carne bovina (39,7%) Carne suína 784 (46,9%) Carne de frango (44,5% FONTE: MAPA

13 PECUÁRIA BRASILEIRA Principais entraves para a ampliação da área da pecuária no Brasil Meio ambiente Legislação brasileira Pressão externa Custo de produção Disponibilidade de animais Diminuição da margem de lucratividade Competição com a agricultura Aumento da produtividade da propriedade rural no Brasil Atualmente 1 animal / hectare

14 Prices (IGP-DI dec/09) PECUÁRIA BRASILEIRA years prices until dec/09 slaughter until dec/09 45% cow slaughter decrease 40% 85 35% % % years cow slaughter increase price increase 4 years 2 years 20% 50 15% steer price SP cows/total slaughter Moving Average 12m slaughter Moving Average 12m price Source: Cepea/IBGE, Prepared by MB Agro

15 PECUÁRIA BRASILEIRA Cotação do boi gordo em USD - últimos 6 meses FONTE: CEPEA

16 PECUÁRIA BRASILEIRA Não existe um sistema nacional de classificação e tipificação de carcaça As grandes empresas possuem seus programas privados de bonificação Nos últimos 10 anos problemas financeiros fecharam grandes empresas Fusões e aquisições ocorreram nesses últimos 10 anos

17 Uso do confinamento no Brasil - Técnico Estratégico - Pequenos confinamentos - Grande pulverização pelo país 4 milhões de animais Comercial - Grandes projetos - Concentração no Centro Oeste + SP + MG - Técnico Estratégico + Comercial - Médios e grandes projetos - Concentração no Centro Oeste + SP + MG

18 Uso do confinamento - Estratégia de terminação 90% - Outros 10% 50% animais 100% 95% 90% 85% 80% 75% 70% 65% 60% 55% 50% 45% 40% 35% 30% 25% 20% Nº de confinamentos 93% 15% 10% 7% 5% 0% % 95% 96% 88% 80% 98% 98% 99% 99% 99% 99% 100% 100% 100% 100% Nº de confinamentos 2012 F.R.P.A

19 Pecuária (2012) Agricultura (2012)

20 Principais frigoríficos exportadores ABIEC

21 Tipo do animal confinado - 72% Nelore (ASSOCON) - Macho não castrado 84,5% - Peso de entrada no confinamento 369 kg de PV - Peso ao abate 516 kg de PV - Rendimento médio de carcaça 54%

22 Venda de Sêmen SANTA GERTRUDIS + 108,10% BRAFORD + 16,01% MONTANA + 111,39% LIMOUSIN + 180,07% BONSMARA + 57,80% BRANGUS + 81,63%

23 Destaque genética Angus - Superou 17% o nº de doses comercializadas em 2013 à raça Nelore (3,4 milhões) - Ampliação da participação nos estados de SP, MG, MS, MT, GO, TO e PA - Sistema de bonificação de até + 10% do valor do mercado - Fêmeas abatidas com machos com 55% de RC médio até 18 meses de idade - ½ sangue (Nelore x Angus) abatidos com peso médio de aos 24 meses - Superprecoces machos de em 15 meses - Superprecoces fêmeas de em 15 meses

24 CONFINAMENTO

25 CONFINAMENTO EVOLUÇÃO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL NO BRASIL (EM MILHÕES DE DOSES DE SÊMEN) NAC Vendas IMP Vendas As vendas em 2013 para gado de corte representaram 58,79% das doses comercializadas

26 Sobre a nutrição de animais confinados (animais não castrados) Consumo da dieta 2,3% do PV Consumo médio de MS / dia 10,8 kg de MS Conversão alimentar 6,8 kg de MS / kg de ganho de peso Ganho de peso diário 1,5 kg / dia Dias em confinamento 88 dias Grão mais utilizado Milho (87,9%) Tipo do milho Flint duro (96,5%) Forma de uso do milho Apenas quebrado (58%) e moído fino (36%) Arrobas engordadas

27 Sobre a nutrição de animais confinados (animais não castrados) Eficiência alimentar 164 kg de MS engordada Subprodutos mais utilizados Polpa cítrica (21%) Casca de soja (24%) Caroço de algodão (52%) Forragens mais utilizadas Silagem de milho (27%) Silagem de sorgo (24%) Bagaço de cana cru (21%) Nível médio de FDN das dietas 21% (9 a 30%) Método usado para adaptação Programa de escadas, múltiplas rações até 18 dias de adaptação 50% de forragem na dieta inicial 3 dietas diferentes Até 7 dias por dieta

28 Vagão forrageiro - 34% dos confinamentos

29 Misturadores estáticos + vagão forrageiro - 11% dos confinamentos

30 Misturadores + distribuidores 52% dos confinamentos

31 Protocolo sanitário típico em um grande confinamento no Brasil - 30 dias antes do confinamento - 1ª vacinação contra doenças respiratórias - Sulfoxido de albendazole (controle contra cisticercose) - Dia da entrada no confinamento - 2ª vacinação contra doenças respiratórias - Sulfóxido de albendazole (controle contra cisticercose) - Antiparasitário (controle de parasitas interno e externos) - Vitamina ADE - Vacinação contra clostridioses (pode ser feito 30 antes também caso não se saiba sobre a origem dos animais) - Vacinação - 30 dias após a entrada - Sulfóxido de albendazole (não obrigatório)

32 Tamanho dos lotes 80 a 200 animais Metragem do cocho 40 a 60 cm / animal Área de 8 a 14 m² / animal

33 Época de entrada dos animais no confinamento OUTROS MESES DEZEMBRO 5.90% 5.60% NOVEMBRO 14.70% OUTUBRO 25.80% SETEMBRO 28.30% AGOSTO 14.60% JULHO 5.10%

34 Época de saída dos animais no confinamento OUTROS MESES DEZEMBRO 5.90% 5.60% NOVEMBRO 14.70% OUTUBRO 25.80% SETEMBRO 28.30% AGOSTO 14.60% JULHO 5.10%

35 DISPONIBILIDADE DE FORRAGENS TROPICAIS NO BRASIL Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago

36 Associação da produção em confinamento com: Pecuária de corte / leite (SP, MS, MG e GO) Produção agrícola (MT)

37 Mudanças recentes: Descarregamento programado por curral Controle de doenças respiratórias Calçamento dos currais de alojamento Tratamento do esterco Maior uso de silagem de grão úmido Integração Lavoura Pecuária Profissionalização do segmento Irrigação dos currais de alojamento Novas fronteiras para o confinamento: PA, TO, RO, oeste da BA

38 visão geral FÁBRICA DE RAÇÃO CURRAIS DE MANEJO CURRAIS DE ALOJAMENTO

39 visão geral CURRAIS DE ALOJAMENTO ARMAZENAMENTO DE INSUMOS CURRAL DE MANEJO

40 declividade

41 armazenamento grãos e farelos

42 armazenamento grãos e farelos

43 armazenamento grãos e farelos fábrica de ração

44 mistura da dieta

45 mistura da dieta

46 irrigação

47 dejetos

48 sombreamento

49 CONSIDERAÇÕES FINAIS Crescimento contínuo do sistema de produção em confinamento Problema crítico na disponibilidade de mão-de-obra Preponderância do sistema de produção a pasto Aumento da exigência interna sobre qualidade e modo de produção dos alimentos Integração Lavoura Pecuária

50 OBRIGADO! BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Oficina Sustentabilidade do Bioetanol 25 e 26 de fevereiro de 2010 Brasília Miguel Taube Netto UniSoma Luis Franco de Campos Pinto UniSoma Estudo

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS PARTICIPAÇÃO NA PRODUÇÃO Produção de carnes NACIONAL - USDA - mil ton DO COMPLEXO CARNES - 2014 Carne Bovina

Leia mais

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa Julho/2013 1 Confinamento - sistema de criação onde lotes de animais são encerrados em piquetes ou currais com área restrita

Leia mais

Perspectivas de Mercado

Perspectivas de Mercado Perspectivas de Mercado Estratégico Nível Gestão Gerencial Nível Caixa Nível Operacional Pecuária Custos de Corte Tecnologia do uso da informa ção Alcides Torres Insumos Bens de Fabiano R. Tito Rosa Scot

Leia mais

financeira na ovinocultura de corte

financeira na ovinocultura de corte Gestão e análise financeira na ovinocultura de corte Djalma de Freitas Zootecnista Doutor em Produção Animal Diretor Técnico PlanGesPec ProOvinos SENAR/FAMASUL Campo Grande/MS junho/2012 Objetivos Pensar

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade.

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade. OUTUBRO 2006 Para chegar ao novo animal, os criadores contaram com a ajuda do superintendente do laboratório de inseminação artificial Sersia Brasil, Adriano Rúbio, idealizador da composição genética

Leia mais

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos FMVZ Unesp Botucatu João Ricardo Ronchesel Henrique Della Rosa Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Evolução do manejo nutricional

Leia mais

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização RESULTADOS DO CONFINAMENTO DA COPLACANA EM 2.008 E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO Ari José Fernandes Lacôrte Engenheiro

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

Gestão de propriedades rurais

Gestão de propriedades rurais Gestão de propriedades rurais Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT Gestão e Planejamento A gestão empresarial

Leia mais

A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento

A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento Duarte Vilela chgeral@cnpgl.embrapa.br Audiência Pública - 18/05/2010 Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento

Leia mais

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 8 APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE

Leia mais

Integração Agricultura - Pecuária. Produção de Carne em Confinamento

Integração Agricultura - Pecuária. Produção de Carne em Confinamento Integração Agricultura - Pecuária Produção de Carne em Confinamento Integração Agricultura Pecuária. Agricultor Pecuarista. Agricultura 1990 2006 IBGE, Elaboração MB Agro IBGE, Elaboração MB Agro Porque

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA

VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA Ano 6 - Edição 25 Agosto 2014 VALORIZAÇÃO DO BEZERRO ATRAI ATENÇÃO PARA A CRIA Por Prof. Dr. Sergio De Zen, Pesquisador; Equipe Pecuária de Corte As cotações praticadas em todos os elos da cadeia pecuária

Leia mais

Mercado do Boi Gordo

Mercado do Boi Gordo Mercado do Boi Gordo Perspectivas para os próximos anos SIC Esteio - RS Agosto 2006 Fabiano R. Tito Rosa Scot Consultoria Índice 1. Brasil: país pecuário 2. Comportamento dos preços internos 3. Perspectivas

Leia mais

Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil

Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil Universidade de São S o Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Zootecnia Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil Prof. Dr. Moacyr Corsi Eng Agro.

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL

INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL INDÚSTRIA DE ALIMENTAÇÃO ANIMAL Em 2011: Registrou incremento de 5,2% Em 2011, o setor cresceu 5,2%, movimentou R$ 40 bilhões em insumos e produziu 64,5 milhões de toneladas de ração e 2,35milhões de suplementos

Leia mais

Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo

Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo Ramon C. Alvarenga¹ e Miguel M. Gontijo Neto¹ Pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) A Embrapa Milho e Sorgo

Leia mais

Suplementação de Bovinos de corte

Suplementação de Bovinos de corte Suplementação de Bovinos de corte Leonardo de Oliveira Fernandes Professor da FAZU Pesquisador da EPAMIG leonardo@epamiguberaba.com.br FAZU/EPAMIG Brasil POTENCIAL DAS PASTAGENS 0,6 a 0,8 kg/bovino/dia

Leia mais

INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA ALYSSON PAOLINELLI

INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA ALYSSON PAOLINELLI INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA ALYSSON PAOLINELLI SISTEMAS TRADICIONAIS DE EXPLORAÇÃO DA FAZENDA: Onde é pasto sempre foi pasto e será pasto! Onde é lavoura sempre foi lavoura e será lavoura! QUASE SEMPRE

Leia mais

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte A rentabilidade em propriedades típicas de recria-engorda do estado

Leia mais

FAZENDA SANTA LUZIA. Maurício Silveira Coelho HISTÓRICO

FAZENDA SANTA LUZIA. Maurício Silveira Coelho HISTÓRICO FAZENDA SANTA LUZIA Maurício Silveira Coelho Medico Veterinário CRMV MG 2352 Fazenda Santa Luzia PASSOS/MG E-mail mauricio@josecaboverde.com.br HISTÓRICO Proprietário: José Coelho Vítor e filhos Localização:

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

A visão da Indústria de Insumos. FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM

A visão da Indústria de Insumos. FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM A visão da Indústria de Insumos FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM Objetivos Objetivos em comum para toda a cadeia Economicamente viável Socialmente responsável Ambientalmente

Leia mais

(NUTROESTE URÉIA PLUS)

(NUTROESTE URÉIA PLUS) O SEU BOI DÁ LUCRO? No Brasil, a atividade pecuária existe há centenas de anos, alternando períodos de lucratividade alta com outros de baixa rentabilidade. Há neste momento uma crise gerada por vários

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

JUSTIFICATIVA DO EVENTO

JUSTIFICATIVA DO EVENTO JUSTIFICATIVA DO EVENTO Técnica e Técnica e Científica Dados da pesquisa para sistemas de produção de leite e dados de campo para sistemas de produção de carne Econômica Escala de produção, padrão de vida,

Leia mais

Estudo de Caso: Fazenda Santa Brígida

Estudo de Caso: Fazenda Santa Brígida Estudo de Caso: Fazenda Santa Brígida XXIII FÓRUM ABAG INTEGRAÇÃO LAVOURA, PECUÁRIA E FLORESTA Maringá, 18 de maio de 2012. João Kluthcouski joaok@cnpaf.embrapa.br Produtividade (kg ha -1 ) Evolução da

Leia mais

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR

O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina. Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR O Complexo Agroindustrial da Carne Bovina Prof. Dr. João Batista Padilha Junior Departamento de Economia Rural - UFPR Aspectos abordados Carne no mundo (Visão Geral) Histórico: ambiente institucional e

Leia mais

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015

PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015 PANORAMA SEMANAL DO MERCADO SUÍNO DO DF 06/02/2015 Cotação Diária do Suíno Vivo, por Unidade da Federação Data MG SP PR SC RS DF MT Carcaça CEPEA 05/02/2015 R$ 3,68 R$ 3,35 R$ 3,17 R$ 3,23 R$ 3,28 R$ 4,01

Leia mais

Moacyr Bernardino Dias-Filho Embrapa Amazônia Oriental www.diasfilho.com.br Importância das pastagens na pecuária brasileira A maioria (> 90%) do rebanho é criado a pasto Pastagem é a forma mais econômica

Leia mais

SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013

SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013 SIMPOSIO DE GADO LEITEIRO RIBEIRÃO PRETO SP AGO/2013 MAURICIO SILVEIRA COELHO 35 9133 1825 mauricio@grupocaboverde.com.br WWW.GRUPOCABOVERDE.COM.BR FAZENDA SANTA LUZIA - HISTÓRICO Proprietário: José Coelho

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO DE SISTEMAS INTENSIVOS DE PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO

PLANEJAMENTO E GESTÃO DE SISTEMAS INTENSIVOS DE PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO PLANEJAMENTO E GESTÃO DE SISTEMAS INTENSIVOS DE PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO RODRIGO OTÁVIO SPENGLER BEEF TEC - Consultoria Pecuária Campo Grande/MS rodrigospengler@beeftec.com.br 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot Sistemas de produção e Índices zootécnicos Profª.: Valdirene Zabot O que é uma CADEIA? É um conjunto de elos onde cada um depende dos demais. Na cadeia de produção da carne e do couro, o bovino é ó elo

Leia mais

Indústria avícola paranaense

Indústria avícola paranaense Indústria avícola paranaense Evoluçã o do consumo de fãrelo de sojã e milho pãrã criãçã o de frãngos no Pãrãnã Ana Luiza Lodi analuiza.lodi@intlfcstone.com Thadeu Silva thadeu.silva@intlfcstone.com Natália

Leia mais

Recria de bovinos de corte

Recria de bovinos de corte Recria de bovinos de corte Professor: Fabiano Alvim Barbosa Disciplina: Bovinocultura de Corte Sistema de Recria Novilhos são recriados para engorda ou Touros (seleção genética) Novilhas são recriadas

Leia mais

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015

JURANDI MACHADO - DIRETOR. Cenário Carnes 2014/2015 JURANDI MACHADO - DIRETOR Cenário Carnes 2014/2015 Oferta e Demanda de Carne Suína CARNE SUÍNA 2014 (a)* no Mundo (Mil toneladas) 2015 (b)* Var % (b/a) PRODUÇÃO 110.606 111.845 1,12 CONSUMO 109.882 111.174

Leia mais

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%)

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%) O Qualitas Programa de melhoramento genético da raça Nelore Reconhecido, aprovado e auditado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) Autorizado a emitir o CEIP a partir de 2002 O

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO (VBP) AGROPECUÁRIO Julho/2015 R$ milhões VBP PRINCIPAIS PRODUTOS AGRÍCOLAS LAVOURAS

Leia mais

Integração. vertical chega à bovinocultura. da avicultura e da suinocultura

Integração. vertical chega à bovinocultura. da avicultura e da suinocultura R EPORTAGEM DE CAPA Integração vertical chega à bovinocultura ROBERTO CHACUR Ricardo Merola (esq.), seu filho Pedro e o primeiro integrado da Santa Fé, Aurélio Bitar, de Goiânia. Projeto lançado pelo empresário

Leia mais

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 1 Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 2 PECUÁRIA NO MUNDO GRAFICO 1: REBANHO MUNDIAL EM 2.008 78,1 17,8 26,5 29,9 51,2 87,0 96,5 138,90 281,9

Leia mais

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 45,81%

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 45,81% CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM UMUARAMA/PR. Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

BOI DE CICLO CURTO DIA DE CAMPO ESTÂNCIA ANNA SOPHIA. Baixada Cuiabana, 17 de junho de 2011

BOI DE CICLO CURTO DIA DE CAMPO ESTÂNCIA ANNA SOPHIA. Baixada Cuiabana, 17 de junho de 2011 DIA DE CAMPO ESTÂNCIA ANNA SOPHIA Baixada Cuiabana, 17 de junho de 2011 BOI DE CICLO CURTO Adilson de Paula Almeida Aguiar FAZU/CONSUPEC adilson@consupec.com.br (034) 3313-8316/(034) 9972-7838 INTRODUÇÃO

Leia mais

FAZENDA PARENTE. Iguatu - CE

FAZENDA PARENTE. Iguatu - CE FAZENDA PARENTE Iguatu - CE Antônio Gracivan de Araújo Produtor de leite, Comerciante, Proprietário da Fazenda Parente; Está na atividade há aproximadamente 10 anos; Produz atualmente 850 litros de leite

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES. Perfil da Produção Bovina no Brasil

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES. Perfil da Produção Bovina no Brasil ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS EXPORTADORAS DE CARNES Perfil da Produção Bovina no Brasil BRASIL NO MERCADO MUNDIAL, 2008 % MUNDIAL REBANHO CABEÇAS ABATE ANUAL PRODUÇÃO ANUAL EXPORTAÇÕES CONSUMO

Leia mais

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus ANGUS: Rentabilidade e mercado Fábio Schuler Medeiros Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus Nossos Questionamentos... Como está a

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Leite relatório de inteligência JANEIRO 2014 O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Na busca da eficiência nos processos produtivos na atividade leiteira este

Leia mais

Vantagens da integração lavoura-pecuária na recuperação de pastagens degradadas

Vantagens da integração lavoura-pecuária na recuperação de pastagens degradadas Vantagens da integração lavoura-pecuária na recuperação de pastagens degradadas Armindo Neivo Kichel 1 ; José Alexandre Agiova da Costa 1 ; Roberto Giolo de Almeida 1 1 Pesquisador EMBRAPA Gado de Corte,

Leia mais

A PRODUCAO LEITEIRA NOS

A PRODUCAO LEITEIRA NOS A PRODUCAO LEITEIRA NOS ESTADOS UNIDOS Estatisticas A produção leiteira durante Janeiro de 2012 superou os 7 bilhões de kg, 3.7% acima de Janeiro de 2011. A produção por vaca foi em media 842 kg em Janeiro,

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT ASPECTOS

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34%

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34% CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM PARANAVAÍ/PR. Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria

Cadeia Produtiva do Leite. Médio Integrado em Agroindústria Médio Integrado em Agroindústria A importância da cadeia do leite A cadeia do leite e de seus derivados desempenha papel relevante no suprimento de alimentos e na geração de emprego e renda, se igualando

Leia mais

Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense

Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense Produção sustentável de grãos e carne bovina na região do Bolsão-Sul-Mato-Grossense Ademir H. Zimmer Júlio Salton Armindo N. Kichel Engº. Agrsº. Pesquisadores Embrapa Gado de Corte e Agropecuária Oeste

Leia mais

BOI & COMPANHIA Seu melhor parceiro para bons negócios

BOI & COMPANHIA Seu melhor parceiro para bons negócios BOI & COMPANHIA Seu melhor parceiro para bons negócios 2 Mercado 5 Twitter Scot 6 Mercado de reposição 9 Relação de troca 11 Mercado da carne sem osso 13 Proteínas alternativas 15 Couro e sebo 17 Reprodução

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de Uberlândia Relatório Visita técnica Embrapa Gado de Corte-MS Grupo de estudos e pesquisa em forragicultra UFU GEPFOR Guilherme Amorim Soares da Silva Zootecnia Uberlândia 2014 I

Leia mais

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ...

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ... Falar em suplementar bovinos de corte, com grãos, nas águas, normalmente é tido como antieconómico. No entanto, sabendo utilizar tal suplementação, é uma alternativa de manejo interessante que pode contribuir

Leia mais

ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DO AGRONEGÓCIO NO ESTADO DE MATO GROSSO E BRASIL

ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DO AGRONEGÓCIO NO ESTADO DE MATO GROSSO E BRASIL Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária ANÁLISE DO MERCADO DE TRABALHO DO AGRONEGÓCIO NO ESTADO DE MATO GROSSO E BRASIL outubro/2011 PANORAMA BRASIL ESTOQUE DE EMPREGOS FORMAIS POR SETOR DE ATIVIDADE

Leia mais

Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos

Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos Pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos Os 50 maiores confinamentos do Brasil em 2006 Patrocínio: Parceria: Introdução A pesquisa Top BeefPoint de Confinamentos é uma iniciativa da AgriPoint Consultoria

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa Índice de Confiança do Agronegócio Realização Parceiros Pesquisa Motivações Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio, como indústria de insumos, cooperativas,

Leia mais

1. Planilha: Indicadores de Desempenho da Propriedade Leiteira (IDPL)

1. Planilha: Indicadores de Desempenho da Propriedade Leiteira (IDPL) Uso de planilhas para controle e avaliação de indicadores técnicos na pequena propriedade leiteira José Ladeira da Costa 1 Embrapa Gado de Leite Introdução A metodologia proposta neste artigo para controle

Leia mais

Confinamento Brasileiro. Onde queremos chegar?

Confinamento Brasileiro. Onde queremos chegar? Confinamento Brasileiro. Onde queremos chegar? Fabio Dias / Assocon Dante P. Lanna / Esalq Colégio Brasileiro de Nutrição Animal Goiânia / setembro / 2006 1 Confinar no Brasil é um Bom Negócio? Os 50 maiores

Leia mais

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br CLASSIFICAÇÃO NÍVEL DE TECNOLOGIA ADOTADO: extensivo, semi-extensivo, semi-intensivo e intensivo

Leia mais

São Paulo SP 23/10/2012

São Paulo SP 23/10/2012 São Paulo SP 23/10/2012 Apoio Realização APRESENTAÇÃO DO PROJETO Objetivos Avaliar as condições das pastagens e das fazendas pecuárias do Brasil. Avaliar índices zootécnicos e a qualidade do rebanho brasileiro.

Leia mais

A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina

A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina ISSN 1516-4111X A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina 36 São Carlos, SP Dezembro, 2004 Autor Pedro Franklin Barbosa Eng. Agr., Dr., Pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Rod.

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

LEITE: Ameaças e Oportunidades

LEITE: Ameaças e Oportunidades Campo Grande-MS, 14 de maio de 2012. LEITE: Ameaças e Oportunidades Rodrigo Sant Anna Alvim Presidente da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA 1 AGENDA: 1. MERCADO LÁCTEO; 2. AMEAÇAS AO SETOR

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico II Congreso Ganadero Nacional CORFOGA 2008 Prof. Dr. Raysildo B. Lôbo ANCP, USP Crescimento da Pecuária de Corte Brasileira: produção de carne e abate 71,0%

Leia mais

As mudanças que o Investment grade pode trazer para o setor agropecuário

As mudanças que o Investment grade pode trazer para o setor agropecuário As mudanças que o Investment grade pode trazer para o setor agropecuário JOSÉ VICENTE FERRAZ JULIANA MORETTI ANGELO 20 de Junho 2008 Investment Grade Investimentos Estrangeiros Diretos no Brasil (milhões

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 OTIMIZAÇÃO DA EFETIVIDADE DE HEDGE NA COMPRA DE MILHO POR MEIO DE CONTRATOS FUTUROS PARA PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE RESUMO GUSTAVO DE SOUZA CAMPOS BADARÓ 1, RENATO ELIAS FONTES 2 ; TARCISIO GONÇALVES

Leia mais

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com. Agronegócio Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.br GRÃOS Produção (milhões de T. USDA - Fevereiro de 2014; Projeções

Leia mais

Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade

Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade Gestão na Suinocultura Com Foco na Produtividade Marco Lubas Cuiabá 05-05-2010 Produtividade 1. Quanto está produzindo? 2. Quanto é o potencial de sua produção? 3. Quais os Limitantes? PRODUTIVIDADE X

Leia mais

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE ÍNDICE Suplementos minerais pronto para uso Mitsuisal 40 - Bovinos de corte Mitsuisal 60 - Bovinos de corte Mitsuisal 65 - Bovinos de corte Mitsuisal 80 - Bovinos de corte Mitsuisal 88 - Bovinos de corte

Leia mais

Milenia Especialidades Linha Pastagens. Ricardo José Frugis

Milenia Especialidades Linha Pastagens. Ricardo José Frugis Milenia Especialidades Linha Pastagens Ricardo José Frugis Engenheiro Agrônomo - USP Especialização em Gestão Ambiental USP Especialização Gestão Estratégica Agribusiness- FGV Gerente Nacional Vendas Linha

Leia mais

Análise da vigilância para Peste Suína Clássica (PSC) na zona livre

Análise da vigilância para Peste Suína Clássica (PSC) na zona livre Análise da vigilância para Peste Suína Clássica (PSC) na zona livre Feira de Santana, 05 de maio de 2015 FFA Abel Ricieri Guareschi Neto Serviço de Saúde Animal Superintendência MAPA no PR Amparo legal

Leia mais

de inverno que viraram opção para o pecuarista da região para conseguir ter pasto na época da seca.

de inverno que viraram opção para o pecuarista da região para conseguir ter pasto na época da seca. CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM GUARAPUAVA/PR Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO

AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO AVALIAÇÃO DOS ÍNDICES ZOOTÉCNICOS DOS INTEGRADOS DA EMPRESA FRANGO AMERICANO INTRODUÇÃO O sistema de integração surgiu em Santa Catarina no início dos anos de 196 e é definido como uma parceria existente

Leia mais

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Uma função social no Município de Coronel Xavier Chaves Aluno: Alexandre Rodrigues Loures A

Leia mais

Ano V - Edição 34 Agosto 2014

Ano V - Edição 34 Agosto 2014 da pecuária de leite Ano V - Edição 34 Agosto 2014 PODER DE COMPRA AUMENTA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 Por Pedro de Lima, equipe Gado de Leite Cepea O poder de compra do pecuarista de leite esteve maior,

Leia mais

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de d e b e z e r r o d e c o r t e INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de produção. As técnicas utilizadas

Leia mais

Nutrição e alimentação de ovinos. Profª Drª Alda Lúcia Gomes Monteiro 2013

Nutrição e alimentação de ovinos. Profª Drª Alda Lúcia Gomes Monteiro 2013 Nutrição e alimentação de ovinos Profª Drª Alda Lúcia Gomes Monteiro 2013 EXIGÊNCIAS NUTRICIONAIS PARA OVINOS Tabelas de Exigências Nutricionais: NRC 1985 Primeira tabela de exigências nutricionais para

Leia mais

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi.

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. 0090_mar10 Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. Campinas/SP - 19. 3729 4477 Sales Oliveira/SP - 16. 3852 0011 Pará de Minas/MG - 37. 3231 7300 Além Paraíba/MG - 32. 3466 5555

Leia mais

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte

Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e Pecuária de Corte Perspectivas para o Agribusiness em 2007 e 2008 - Pecuária de Corte Fabio Dias, Zootecnista, MSc Diretor Executivo / Assocon 24 de abril de 2007 1 TAXA DE CRESCIMENTO (5 ANOS) Os 50 maiores confinamentos

Leia mais

Análise Bovinocultura

Análise Bovinocultura Análise Bovinocultura BOLETIM SEMANAL MÊS PARADO: No primeiro mês do ano de 2013 o preço da arroba do boi gordo à vista em Mato Grosso seguiu firme na casa dos R$ 84/@, registrando na última cotação de

Leia mais

INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PAMPA GAÚCHO DA CAMPANHA MERIDIONAL

INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PAMPA GAÚCHO DA CAMPANHA MERIDIONAL INDICAÇÃO GEOGRÁFICA PAMPA GAÚCHO DA CAMPANHA MERIDIONAL Uma estratégia de agregação de valor Angelo Antonio Queirolo Aguinaga Campo Grande, 27 de novembro de 2012. Indicação Geográfica UMA FERRAMENTA

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais