DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17"

Transcrição

1 Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Clique para editar o texto mestre Teleconferência / Webcast 12 de Maio de 2017

2 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do desempenho e dos resultados financeiros da Companhia, dentre outros. Os termos antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta","objetiva","deverá", bem como outros termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela Companhia e, consequentemente, não são garantias de resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores informados para 2017 em diante são estimativas ou metas. Adicionalmente, esta apresentação contém alguns indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR GAAP ou IFRS. Esses indicadores não possuem significados padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós fornecemos estes indicadores porque os utilizamos como medidas de performance da companhia; eles não devem ser considerados de forma isolada ou como substituto para outras métricas financeiras que tenham sidodivulgadasemacordocomobrgaapouifrs. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: ASECsomentepermitequeascompanhiasdeóleoegásincluam em seus relatórios arquivados reservas provadas que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados. 2

3 Principais destaques do TAR Redução de 26% da TAR (taxa de acidentados registráveis) em relação ao, atingindo 1,24 Melhora constante dos resultados econômicofinanceiros Lucro líquido de R$ 4,45 bilhões, revertendo o prejuízo do Lucro operacional de R$ 14,27 bilhões, 75% superior ao Aumento de 19% no EBITDA ajustado em comparação ao, atingindo R$ 25,25 bilhões, maior valor historicamente registrado. A margem EBITDA foi de 37%, maior valor desde Fluxo de caixa livre de R$ 13,37 bilhões, positivo por 8 trimestres consecutivos e 5,6 vezes o registrado no Processo de desalavancagem vem se acelerando Redução de 5% da dívida bruta em reais e de 3% em dólares, em relação a 31/12/16 Aumento do prazo médio do endividamento de 7,46 anos do para 7,61 anos no, em decorrência da gestão da dívida Redução no Índice Dívida Líquida/ EBITDA ajustado de 3,54 para 3,24, e da alavancagem, de 55% para 54% 3

4 Principais destaques do A produção total foi de mil boed, 7% maior do que a do Produção média de petróleo no Brasil atingiu mil bpd, 10% acima do Desempenho operacional Vendas de derivados no Brasil atingiram mil bpd, uma queda de 5% comparado ao A Petrobras manteve sua posição de exportadora líquidadevido ao aumento das exportações em 72% e redução das importações em 40%, em relação ao Exportações de petróleo a preços mais elevados, pelo aumento do Brent e pela valorização dos óleos nacionais. Avanço em eficiência Reduções de custos comparadas ao : 18% nos gastos operacionais gerenciáveis 27% nas despesas de vendas, gerais e administrativas Redução de 17% no efetivo de pessoal do Sistema Petrobras 4

5 DESTAQUES OPERACIONAIS Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre

6 Crescimento da produção em 7% em relação ao Com destaque para a produção no Brasil, que cresceu 10% Produção Óleo e Gás (mil boed/d) Produção operada de óleo na camada Pré-sal (milhões bpd) +7% Atingimos em 04 de janeiro de 2017 o recorde de 1,34 milhão de barris de óleo produzidos por dia 1,24 Produção operada trimestral na camada Pré-sal Óleo ou gás? > Ver nota de produção qual o recorde anunciado. Caso haja os dois, colocar apenas óleo 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 3T14 4T14 1T15 2T15 3T15 4T15 2T16 3T16 Óleo+Gás Exterior Gás Brasil Óleo Brasil 6

7 Com previsão de entrada em operação de 3 novos sistemas e 1 TLD* P-66 está na locação para iniciar produção P-66 PIONEIRO DE LIBRA P-67 CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES TLD de Libra Atravessando o Atlântico Lula Norte Estaleiro COOEC Tart. Verde e Mestiça Estaleiro Brasfels Lula Sul Na locação * Teste de Longa Duração 7

8 Menor produção de derivados em linha com menor volume de vendas Demanda impactada pela desaceleração da economia doméstica Participação do Óleo Nacional na Carga Processada Produção de Derivados % +7% +1% mil bbl/dia % 0% Outros Gasolina Diesel Rendimento de Diesel, Gasolina e QAV Volume de Vendas* -5% -2% Outros % mil bbl/dia Gasolina Diesel * Inclui vendas do Abastecimento e da BR Distribuidora 8

9 Exportação de 779 mil bpdde óleo e derivados no, com saldo de líquidos de 489 mil bpd Importação Exportação Saldo Líquido mil bbl/dia 779 Derivados Petróleo

10 Balanço de Oferta e Demanda de Gás Natural Maior oferta de gás nacional e menor demanda termelétrica Oferta de Gás Natural Demanda de Gás Natural MMm³/dia % % 73 2 MMm³/dia 81-9% 77-5% GNL Não Termelétrico Termelétrico Bolívia Nacional Abast/Fafens Gás de Sistema 10

11 INDICADORES Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre

12 Constante valorização do Brent e apreciação do Real desde o Brent (US$/bbl) +59% +9% T15 2T15 3T15 4T15 2T16 3T16 R$/bbl Câmbio (R$/US$) -19% -5% 2,87 3,07 3,54 3,84 3,90 3,51 3,25 3,30 3,15 1T15 2T15 3T15 4T15 2T16 3T16 Final de Período 3,21 3,10 3,97 3,90 3,56 3,21 3,25 3,26 3,17 12

13 Melhora dos resultados ao longo dos últimos trimestres R$ Bilhão Lucro Bruto Lucro Operacional +13% +4% +75% +21% 21,0 22,8 23,8 8,1 11,8 14,3 Resultado Financeiro Líquido Lucro Líquido +77% -8,7-5,3-7,8 2,5 4,4-1,2 13

14 Crescimento do EBITDA, com resultado inédito EBITDA Ajustado (R$ Bilhão) +19% +2% 21,1 20,0 16,7 18,9 21,2 20,5 22,3 24,8 25,3 Maior EBITDA trimestral já registrado 1T15 2T15 3T15 4T15 2T16 3T16 Margem EBITDA Ajustado (%) +7 p.p. +2 p.p Maior margem EBITDA (desde 2009) 1T15 2T15 3T15 4T15 2T16 3T16 14

15 Fluxo de caixa livre positivo pelo oitavo trimestre consecutivo R$ Bilhão Geração de Caixa Operacional +34% -2% Fluxo de Caixa Livre +461% +12% 17,3 23,7 23,2 Investimentos 1 12,0 13,4-34% -16% 14,9 11,8 9,9 2,4 1. Visão Caixa 15

16 Redução dos gastos operacionais gerenciáveis Nível reduzido de gastos não deverá persistir nos próximos períodos, principalmente em função da venda da NTS Gastos Operacionais Gerenciáveis (GOG) Número de Empregados do Sistema 22,4-18% 21,9-16% 18, % % R$ Bilhão Despesas com Vendas Despesas Gerais e Administrativas 3,8-36% 3,1-22% 2,4 2,7-13% 2,9-22% 2,3 R$ Bilhão R$ Bilhão 16

17 Com os custos ligados às atividades operacionais controlados Custo de Extração (Brasil e Exterior) Custo de Extração (Brasil e Exterior) 38,5-15% 32,8 0% 32,8 10,1 +4% 10,0 +5% 10,6 R$ / boe US$ / boe Custo de Refino(Brasil) Custo de Refino (Brasil) +9% -1% +34% +4% 8,7 9,6 9,5 2,3 2,9 3,0 R$ / bbl US$ / bbl 17

18 Redução do endividamento e da alavancagem Endividamento R$ Bilhão Endividamento US$ Bilhão 450,0 126,4 123,9 122,7 397,8 398,2 385,8 118,4 115,1 364,8 369,5 332,4 325,6 314,1 301,0 103,8 103,6 100,3 96,4 95,0 2T16 3T16 2T16 3T16 Endivid. Total Endivid. Líquido Custo da Dívida (% a.a.) 6,0 6,2 6,2 Prazo Médio (anos) 7,04 7,46 7,61 Endivid. Total Endivid. Líquido Alavancagem (%)

19 Convergindo para a meta do índice Dívida Líquida / EBITDA Dívida Líquida / EBITDA* (x) 5,11 4,81 4,30 3,93 3,54 3,24 4T15 2T16 3T16 * LTM EBITDA Ajustado 19

20 A gestão ativa da dívida permitiu alongamento dos vencimentos US$ Bilhão Cronograma de Amortização da Dívida 22,7 18,2 19,0 16,2 15,4 14,0 11,5 10, Posição em 31/12/2015 Posição em 31/03/

21 E continuamos com uma boa projeção de liquidez US$ Bilhão Recompra de títulos Amortizações Juros Saldo Final 2016 Geração Operacional Garantias Judiciais Juros e Amortizações Investimento Desinvestimento Captações Saldo Final

22 Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Clique para editar o texto mestre Informações: Relacionamento com Investidores

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre Clique Plano de para Negócios editar e o Gestão título mestre 2015-2019 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 AVISOS Clique

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Coletiva de Imprensa mestre 10 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos Estas

Leia mais

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004 José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores Julho de 2004 As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017 ENAIQ 2/12/2016 Petrobras e perspectivas para 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia

Leia mais

Divulgação de Resultados

Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados 2º trimestre de 2010 (legislação societária) 13 de agosto de 2010 Conferência com a Imprensa Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 1 AVISO

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores Teleconferência de Resultados 11 de Novembro de 2016 Relações com Investidores 1 Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Oportunidades de investimentos do setor no País Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

Petrobras Café da Manhã com Analistas

Petrobras Café da Manhã com Analistas Petrobras Café da Manhã com Analistas São Paulo, 10 de Junho de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Teleconferência de Resultados e 2006 José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos,

Leia mais

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Roberto Gonçalves Gerente Executivo da Engenharia da Petrobras 8º Encontro Nacional do Prominp 23 de Novembro-São Luis, MA

Leia mais

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 Brasil Pharma Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 2 Destaques 2T16 Destaques: Margem Bruta Margem bruta de 30,0%, com crescimento de 1,6 p.p. em relação ao 1T16 e 2,4 p.p. em relação ao

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 Relações com Investidores São Paulo, 5 de Agosto de 2016 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões internacionais de contabilidade (IFRS).

Leia mais

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados do 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados Comentários de abertura Rubens Menin 2 Divulgação de Resultados Destaques Crescimento com margens diferenciadas; Maior operação no

Leia mais

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2016 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião realizada

Leia mais

RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016

RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016 RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016 AVISO LEGAL 2 Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos contidas nesta apresentação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS São Paulo, 12 de Maio de 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2 DESTAQUES CONSOLIDADOS DO RECEITA LÍQUIDA (R$ MILHÕES) LUCRO BRUTO (R$ MILHÕES)

Leia mais

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011 José Sergio Gabrielli Presidente 24 de Agosto de 2011 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia

Leia mais

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Petrobras Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 20 de Agosto de 2013 1 Aviso Estas apresentações podem

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE As informações a seguir estão apresentadas de forma consolidada. Os valores estão apresentados de acordo com as normas expedidas pela CVM Comissão de

Leia mais

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy 3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy São Paulo, 13 de novembro de 2015 1 DISCLAIMER Esta Apresentação pode conter declarações prospectivas, as quais estão sujeitas a riscos e incertezas, pois foram baseadas

Leia mais

Excedentes da Cessão Onerosa

Excedentes da Cessão Onerosa Excedentes da Cessão Onerosa DESDOBRAMENTOS DA REUNIÃO DO CNPE Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014 Informações preliminares Cessão Onerosa Através da Cessão Onerosa a Petrobras adquiriu os direitos para

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes, em milhões de dólares, de acordo com os padrões internacionais

Leia mais

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-Presidente Executivo de Finanças e Controladoria

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 5 de novembro de 2009 Teleconferência

Leia mais

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Reunião Pública com APIMEC - SP Resultados 2010 e 4T10 06 de Abril de 2011 Destaques 2010 Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Receita Bruta

Leia mais

Souza Barros Fique por dentro. Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant. Ricardo Pansa Presidente e DRI. Maio de 2013

Souza Barros Fique por dentro. Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant. Ricardo Pansa Presidente e DRI. Maio de 2013 Souza Barros Fique por dentro Apresentação dos Resultados 1T13 Nutriplant Ricardo Pansa Presidente e DRI Maio de 2013 Nutriplant: opção de investimento em insumos diferenciados para o agronegócio brasileiro.

Leia mais

RESULTADOS 1T14 RESULTADOS 1T14

RESULTADOS 1T14 RESULTADOS 1T14 DESTAQUES DO Receita Bruta Lucro Bruto SG&A Crescimento de 14,1% no, atingindo R$ 82,6 m. Atingiu R$ 36,8 m no, representando aumento de 15,0% e margem de 54,6% aumento de 0,6 p.p. Atingiu R$ 32,9 m no,

Leia mais

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 21 de setembro de 2016 Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 O Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017 2021 anunciado ontem veio em grande parte dentro da expectativa do mercado: (i) redução da

Leia mais

2T14 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números. Resultados. Grupo Copobras. Grupo Copobras

2T14 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números. Resultados. Grupo Copobras. Grupo Copobras Destaques Grupo Copobras Grupo Copobras São Ludgero, 23 de julho de 2014 O Grupo Copobras, apresenta seus resultados não auditados do segundo trimestre de 2014. O Grupo Copobras compreende as empresas

Leia mais

4T15 Apresentação de Resultados

4T15 Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 02 de Fevereiro de 2016 Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração tomadas dentro do nosso melhor conhecimento e informações a que a Companhia

Leia mais

Resultados do ano de 2015

Resultados do ano de 2015 Resultados do ano de 2015 2 de março de 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Resultados 4T de Março de 2011

Resultados 4T de Março de 2011 Resultados 4T10 22 de Marçode 2011 1 AGENDA DESTAQUES Providência USA RESULTADOS PERSPECTIVAS 2 DESTAQUES Conclusão do projeto da primeira planta da Companhia nos Estados Unidos, com uma linha de produção

Leia mais

Teleconferência dos Resultados do 1T10 Ano Safra 2009/2010

Teleconferência dos Resultados do 1T10 Ano Safra 2009/2010 Teleconferência dos Resultados do 1T10 Ano Safra 2009/2010 DISCLAIMER Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14

Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14 Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14 Destaques do Período Geração de caixa. Geração de caixa no semestre de R$ 82 milhões (proporcional) e R$ 64 milhões (IFRS). Redução de alavancagem no semestre. Dívida

Leia mais

4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011

4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011 4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011 Disclaimer Este documento pode conter considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros

Leia mais

AMBEV DIVULGA INFORMAÇÕES FINANCEIRAS NÃO AUDITADAS DE 2008 EM IFRS

AMBEV DIVULGA INFORMAÇÕES FINANCEIRAS NÃO AUDITADAS DE 2008 EM IFRS Bovespa (São Paulo) NYSE (Nova Iorque) AMBV4 Preferenciais AMBV3 Ordinárias ABV Preferenciais ABVc Ordinárias AMBEV DIVULGA INFORMAÇÕES FINANCEIRAS NÃO AUDITADAS DE 2008 EM IFRS São Paulo, 30 de junho

Leia mais

Tabela 2.1: Contas Agregadas do Petróleo (Barril).

Tabela 2.1: Contas Agregadas do Petróleo (Barril). PETRÓLEO Rafael Nogueira Julia Febraro sendo 24,7% da produção óleo leve (>=31 API), 46,4% óleo médio (>=22 API e

Leia mais

Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16

Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16 Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 2T16 1 Nota Importante As declarações a respeito de perspectivas futuras sobre os negócios e projeções de resultados operacionais e financeiros da

Leia mais

A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16.

A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16. A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16. São Paulo, 10 de agosto de 2016 As informações trimestrais (2TR) e as demonstrações financeiras padronizadas (DFP)

Leia mais

ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 ---

ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 --- ANÁLISE FINANCEIRA E DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 2012 --- SUMÁRIO Análise Financeira 04 Resumo Econômico-Financeiro 06 Resultados s 07 Resultado por Área de Negócio 08 Demonstração do Valor Adicionado 08 Liquidez

Leia mais

2T15 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números Copobras. Resultados. Grupo Copobras

2T15 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números Copobras. Resultados. Grupo Copobras Grupo Copobras São Ludgero, 15 de julho de 2015 O Grupo Copobras, apresenta seus resultados não auditados do segundo trimestre de 2015. O Grupo Copobras compreende as empresas abaixo: - Copobras S/A Indústria

Leia mais

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 1T09

Banco do Brasil. Divulgação do Resultado 1T09 Banco do Brasil Divulgação do Resultado 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2015/16 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY Maior disciplina financeira

Leia mais

4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 29 de Janeiro de 2014 AVISO LEGAL A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015

Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015 Teleconferência de Resultados do 2T15 14 de agosto, 2015 Disclaimer O material divulgado pela Companhia reflete as expectativas dos administradores e poderá conter estimativas sobre eventos futuros. Quaisquer

Leia mais

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2013

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2013 Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de Apresentação da Teleconferência 19 de fevereiro de 2014 Favor ler cuidadosamente o aviso no início desta apresentação. Aviso Legal Esta apresentação foi preparada

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015

Resultados 1º Trimestre de de Maio de 2015 Resultados 1º Trimestre de 2015 8 de Maio de 2015 Receita líquida avança 14,8%, com sólido crescimento orgânico Cnova Receita líquida: +14,8% Vendas mesmas lojas: +4,0% EBITDA (1) : R$ 1,057 bilhão Margem

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP)

Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP) Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T09 e 1S09 (R$ milhões - USGAAP) Julho, 2009 1 Divisão de aluguel de carros Receita líquida (R$ milhões) 197,1 271,3 CAGR: 31,3% 357,2 442,7 585,7 278,6 4,8% 291,9

Leia mais

4T14 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números. Resultados. Grupo Copobras

4T14 RELEASE TRIMESTRAL. Destaques. Grandes Números. Resultados. Grupo Copobras Grupo Copobras São Ludgero, 16 de janeiro de 2015 O Grupo Copobras, apresenta seus resultados não auditados do quarto trimestre de 2014. O Grupo Copobras compreende as empresas abaixo: - Copobras S/A Indústria

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 Nota à Imprensa 8 de agosto de 2014 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 O lucro bruto no 1º semestre de 2014 foi de R$ 38,5 bilhões, 2% superior ao 1º semestre

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

INFORMAÇÃO IMPORTANTE RESULTADOS INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas de crescimento

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T16

Apresentação de Resultados 3T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 3T16 11 de Novembro de 2016 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06 Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06 0 Plataforma integrada Plataforma integrada 123 agências 20.096 carros 13.116 carros Estratégia de negócios Objetivos Vantagens competitivas Oportunidades

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões Nota à Imprensa 25 de fevereiro de 2011 Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões O lucro líquido aumentou 17% em relação a 2009 e EBITDA atingiu de R$ 60 bilhões

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 05 de novembro de 2010 1 Contexto

Leia mais

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido 12º 11º 12º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 8º 7º Nº de Agências 7º 7º 7º 7º 7º Fonte: Banco

Leia mais

RESULTADOS 2T15 AGOSTO DE 2015

RESULTADOS 2T15 AGOSTO DE 2015 RESULTADOS AGOSTO DE 2015 AVISO LEGAL Esta apresentação contêm declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos contidas nesta apresentação são declarações

Leia mais

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20% PANORAMA O desafio é a nossa energia Criada em 1953, a Petrobras atua de forma integrada nas atividades de exploração e produção, refino, comercialização, transporte e petroquímica, distribuição de derivados,

Leia mais

Banco do Brasil: Destaques

Banco do Brasil: Destaques 4º Trimestre 2014 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015 Relatório Semanal 08/06/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram os dados da Pesquisa Industrial Mensal e o resultado da reunião do COPOM. A produção industrial

Leia mais

WEBCAST Teleconferência

WEBCAST Teleconferência São Paulo Avenida Cidade Jardim WEBCAST Teleconferência 08-11-2007 Goiânia Avenida 85 APRESENTAÇÃO RESULTADOS - 3º TRIMESTRE 2007 Aviso Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas

Leia mais

Resultados do 4T15 e 2015

Resultados do 4T15 e 2015 Resultados do 4T15 e 2015 Rogério Melzi Presidente Virgílio Gibbon Diretor Financeiro e DRI Destaques 2015 Crescimento base de alunos (+15,2%) e Receita Líquida Recorrente (+23,4%) Crescimento sustentável

Leia mais

Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015

Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015 Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015 ESTRUTURA SOCIETÁRIA E ATIVOS ATUAIS DESEMPENHO FINANCEIRO CONSOLIDADO OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO DESEMPENHO ACIONÁRIO

Leia mais

Resultados do ano de 2008

Resultados do ano de 2008 Resultados do ano de 2008 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Resultados do 2T15 Agosto, 2015

Resultados do 2T15 Agosto, 2015 Resultados do Agosto, 2015 Destaques Operacional Redução de 0,61 p.p. nas perdas totais no vs., totalizando 9,3% FEC de 3,50 vezes, 14,6% menor do que no ; DEC de 9,97 horas, 22,2% maior do que Investimentos

Leia mais

Comentário do Desempenho

Comentário do Desempenho Gerdau S.A. Comentário do Desempenho Controladora 1T16 Desempenho no 1º trimestre Controladora A Gerdau S.A. é uma sociedade anônima de capital aberto, com sede no Rio de Janeiro, capital. A Companhia

Leia mais

Release de Resultados

Release de Resultados São Paulo, 14 de novembro de 2016 O Banco Sofisa S.A. (SFSA4), banco múltiplo, especializado na concessão de crédito para empresas de pequeno e médio porte, anuncia hoje seu resultado do 3º trimestre de

Leia mais

Receita Bruta de R$ 103,6 milhões. Variação negativa de 2,5% na comparação com o 3T09;

Receita Bruta de R$ 103,6 milhões. Variação negativa de 2,5% na comparação com o 3T09; Apresentação Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Resultado do 1 o Trimestre de 2016

Resultado do 1 o Trimestre de 2016 Resultado do 1 o Trimestre de 2016 Teleconferência - 12/05/2016 João Silveira - CEO João Villas - CFO e Diretor de RI Disclaimers Esta apresentação contêm informações sobre os negócios da Par Corretora,

Leia mais

Teleconferência de resultados

Teleconferência de resultados Teleconferência de resultados 2 Aviso importante Este material foi preparado pela Linx S.A. ( Linx ou Companhia ) e pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros.

Leia mais

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Resultado do 1S14 é o melhor dos últimos 10 anos Fraiburgo, 13 de agosto de 2014 A Renar Maçãs (BM&FBovespa: RNAR3)

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2014 Reunião Pública com Analistas e Investidores Grupo São Martinho 300.000 Ha Área agrícola de colheita 4 usinas São Martinho, Iracema, Santa Cruz e Boa Vista 20 milhões de toneladas Capacidade de processamento

Leia mais

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos?

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Andrew Frank Storfer Vice Presidente da ANEFAC out 2009 CONJUNTURA

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012 Março 2013

Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012 Março 2013 Teleconferência de Resultados 4T12 e 2012 Março 2013 Agenda 1. Destaques 2012 2. Indústria Aérea Nacional 3. Estratégia GOL 4. Serviços 5. Smiles 6. Resultado Financeiro 7. Projeções Financeiras 2013 8.

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A.

LOCALIZA RENT A CAR S.A. LOCALIZA RENT A CAR S.A. Conference call 1º de Outubro de 2008 As informações financeiras a seguir são preliminares, ainda não revisadas pelos auditores independentes e apresentadas em Reais. Dívida em

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 São Paulo, 15 de maio de 2014 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6), empresa brasileira líder de mercado na Região Sudeste na fabricação

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS)

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2012 2016 Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2020 Santos, 23 de outubro de 2012 MERCADO DE DERIVADOS

Leia mais

ULTRAPAR. ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03

ULTRAPAR. ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03 ULTRAPAR ULTRAPAR Aquisição da Shell Gás - Ago/03 Este documento pode conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia. Palavras

Leia mais

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas

31 de outubro de OdontoPrev Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Bom resultado no 3T13, em linha com as expectativas Após a divulgação dos resultados do 3T13 e da teleconferência realizada pela, iniciamos nosso preço justo de R$ 11,00 por ação ODPV3, com base em modelos

Leia mais

Teleconferência e Webcast

Teleconferência e Webcast Teleconferência e Webcast Divulgação dos Resultados 3T13 19 de Novembro de 2013 Aviso Legal Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos e/ou resultados futuros

Leia mais

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Market Share Indicadores dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 set/13 Ativo Total * 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido * 11º 12º 11º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 7º

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 1T10. Teleconferência de Resultados

Apresentação dos Resultados do 1T10. Teleconferência de Resultados Apresentação dos Resultados do 1T10 Teleconferência de Resultados Visão Geral do 1T10 2 Destaques A Companhia Alcançou Resultados Operacionais Positivos e Concluiu Plano de Capitalização Plano de Capitalização

Leia mais

resultados 3T08 24 de outubro de 2008

resultados 3T08 24 de outubro de 2008 resultados 3T08 1 24 de outubro de 2008 mercado alvo CF&T - Brasil > Mercado Alvo 1 Receita Líquida (R$ bilhões, nominal) CAGR (2003-2007) = 15,9% 14 12 10 8 6 7,2 8,7 10,1 11,4 +13,2% 13,0 5,7 6,4 4 +12,0%

Leia mais

EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0%

EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0% EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0% São Bernardo do Campo, 12 de maio de 2016 EcoRodovias Concessões e Serviços S.A. anuncia seus

Leia mais

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 Nota à Imprensa 11 de maio de 2009 Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 O preço médio do barril do petróleo tipo Brent caiu 55%, passando de US$ 97 no 1º trimestre de 2008

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14

Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14 Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14 Highligts i. Geração de caixa. Geração de caixa nos nove primeiros meses de R$ 169,0 milhões (proporcional) e de R$ 86,9 milhões no trimestre, crescimento significativo

Leia mais

CAMBUCI S.A. Resultado do 1º trimestre de Destaques Financeiros 1T Comentários da Administração

CAMBUCI S.A. Resultado do 1º trimestre de Destaques Financeiros 1T Comentários da Administração Resultado do 1º trimestre de 2016 São Paulo, 22 de junho de 2016 A CAMBUCI (BM&FBOVESPA: CAMB4), divulga o resultado acumulado em 1º trimestre de 2016. A s informações são apresentadas de forma consolidada

Leia mais

1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN. Janeiro a Março/2013

1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN. Janeiro a Março/2013 1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN Janeiro a Março/2013 As informações financeiras e operacionais abaixo são apresentadas de acordo com a Legislação Societária e as comparações são referentes

Leia mais

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal

A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal A indústria do petróleo: Possibilidades de maior contribuição da iniciativa privada para a exploração e produção de áreas do Pré-Sal Prof. Edmar de Almeida Grupo de Economia de Energia Instituto de Economia

Leia mais

Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015

Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015 Resultados do 3T15 13 de Novembro de 2015 Disclaimer O material divulgado pela Companhia reflete as expectativas dos administradores e poderá conter estimativas sobre eventos futuros. Quaisquer informações,

Leia mais

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3%

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3% PIB O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou nesta última sextafeira, 29 de Maio, os dados do Produto Interno Bruto (PIB) referentes ao primeiro trimestre de 2015. Análise preliminar

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Publicação, 26 de julho de 2004 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Charles E. Allen TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A., SP, Brasil.

Leia mais

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país

Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país Desafios no aumento de eficiência na Logística de petróleo e derivados no país 2 O mercado brasileiro de derivados possui uma concentração na costa litorânea e no sul sudeste do país e o potencial de crescimento

Leia mais

SMILES S.A. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T de maio de 2016

SMILES S.A. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T de maio de 2016 SMILES S.A. APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T16 05 de maio de 2016 Aviso Importante O material divulgado pela Companhia reflete as expectativas dos administradores e poderá conter estimativas sobre eventos

Leia mais

Resultado do 3 o Trimestre de 2016

Resultado do 3 o Trimestre de 2016 Resultado do 3 o Trimestre de 2016 Teleconferência - 11/11/2016 João Silveira - CEO Marcus Martino - CFO e Diretor de RI Disclaimers Esta apresentação contém informações sobre os negócios da Par Corretora,

Leia mais