Petrobras: perspectivas e desafios. Pedro Parente LIDE 26/06/2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Petrobras: perspectivas e desafios. Pedro Parente LIDE 26/06/2017"

Transcrição

1 Petrobras: perspectivas e desafios Pedro Parente LIDE 26/06/2017

2 Até 2015, houve crescimento da dívida, muito acima do nível da indústria Petrobras Dívida bruta e geração operacional de caixa (US$ bilhões) Média do peer group: Exxon, BP, Chevron, Shell Dívida bruta e geração operacional de caixa (US$ bilhões) , T Geração operacional de caixa Dívida Bruta Geração operacional de caixa Dívida Bruta Fonte: Evaluate Energy and Companies Reports 2

3 E os investimentos não estavam focados no core business da empresa % Clique 100 para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre CAPEX E&P / CAPEX Total Petrobras Shell Exxon Chevron BP 3

4 Fonte: Evaluate Energy O resultado é que a Petrobras tornou-se a empresa mais endividada das empresas de capital aberto da indústria do petróleo US$ bi 150 Dívida Bruta Clique para editar o título 15 0 mestre US$ bi Clique 4 para editar o texto mestre Juros % Juros / Geração Operacional

5 Desde 2016, a Petrobras tem um novo Plano de Negócios e uma nova visão: Uma empresa integrada de energia com foco em óleo e gás que evolui com a sociedade, gera valor e tem capacidade técnica únicae evolui com a sociedade, gera alto valor e tem capacidade técnica única 5

6 Que tem resultado em redução consistente da taxa de acidentados registráveis Redução de 2,0 1,6 1,7 1,9 1,9 1,6 1,9 36% da Taxa de Acidentados Registráveis (TAR*) 1,4 1,4 1,3 1,2 1,4 1,1 1,2 1,4 0,9 DE 2,2 em 2015 PARA 1,4 em 2018 jan-16 fev-16 mar-16 abr-16 mai-16 jun-16 jul-16 ago-16 set-16 out-16 nov-16 dez-16 jan-17 fev-17 mar-17 abr-17 1,2 no 1T17 Já estamos abaixo do limite aceitável do plano * TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora 6

7 E alavancagem convergindo para a meta 4,9 4,6 5,4 5,1 4,8 Redução da ALAVANCAGEM Dívida Líquida/EBITDA Preços Competitivos 4,3 3,9 3,5 3,2 DE 5,1 em 2015 PARA 2,5 até 2018 Eficiência em CAPEX Eficiência em OPEX 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 3,2 no 1T17 Estamos caminhando para a meta Parcerias e Desinvestimentos * TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora ** Dados atualizados para

8 Nova política de preços praticada desde outubro de 2016 A Companhia passou a praticar ajustes de preços em períodos mais curtos (inferiores a 30 dias) para acomodar as volatilidades observadas no mercado. Reajustes frequentes Diretrizes % 9,5 8,1 6,1 0 4,3 2,2 Diesel Gasolina Aderência de curto prazo às mudanças nos preços no mercado internacional Elemento decisivo para parcerias no refino -2,7-3,2-3,1-1,4-5,1-4,8-5,4-3,5-5,4-5,8-2,3-10,4 15/out 09/out 06/dez 06/jan 27/jan 25/fev 20/abr 25/mai 15/jun 8

9 R$ Bilhão Redução dos gastos operacionais gerenciáveis Padronização técnica Renegociação de contratos: redução da frota e taxas diárias Aumento da eficiência da frota e dutos/terminais Racionalização de intervenções em poços Redução de pessoal próprio (PIDV) e de terceiros Racionalização dos custos administrativos Reorganização dos processos Reestruturação organizacional (corte de funções gerenciais) Gastos Operacionais Gerenciáveis (GOG) Número de Empregados do Sistema T T16 31T T17 9

10 Programa de parcerias e desinvestimentos Alcançamos US$ 13,6 bilhões em e estamos comprometidos com a meta de Petroquímica 21,0 Biocombustíveis 13,6 Gasodutos Distribuidoras Ativos no Exterior Parcerias Estratégicas Parcerias Estratégicas: 10

11 Resultados obtidos: melhora consistente dos indicadores financeiros EBITDA Ajustado R$ Bilhões T16 1T17 Margem EBITDA Ajustado % T16 1T17 Fluxo de Caixa Livre R$ Bilhões 15,9 41,6 2,0 13,4-3,3-3,5-13,1-18,9-19,6-26,9-25,7-41, T16 1T17 Brent US$/barril

12 Gestão ativa da dívida permitiu o alongamento dos vencimentos Cronograma de amortização da dívida Estratégias para administração do passivo financeiro: Alongamento da dívida - US$ 17 bilhões em recompra de títulos 16,2 22,7 16,3 15,4 13,7 18,9 Otimização do custo da dívida 9,2 10,9 - Operações de troca de dívidas mais caras por mais baratas Amortização financiada com recursos do Programa de Parcerias e Desinvestimentos - US$ 13,6 bilhões em Fontes alternativas nos últimos 2 anos - CDB: US$ 10 bilhões - Agência de crédito à exportação: US$ 2 bi Custo de Captação da Petrobras (última emissão x máxima) Prazo 22 de Maio Máxima 5 anos 4,87% a.a. 10 anos 6,0% a.a. 30 anos 7,0% a.a Posição em 31/12/2015 Posição em 02/06/ ,9% a.a. (29/09/15) 14,4% a.a. (20/01/16) 13,2% a.a. (11/02/16) 12

13 A Petrobras também tem promovido o fortalecimento da governança corporativa, por meio de mudanças no seu estatuto e políticas Composição do Conselho de Administração Seleção de Executivos 10 membros 7: controlador 2: minoritários 1: empregados Política Requisitos e vedações para a indicação para CA, DE, CF e executivos da alta administração 100% independentes Estatuto Social 25% é o mínimo exigido no Estatuto Social CEO Chairman Mandato de 2 anos Máximo 3 reconduções BCI para todos executivos BCI Avaliação de integridade dos indicados para todos os membros da alta administração Comitê de Elegibilidade verifica conformidade das indicações Avaliação de desempenho por consultoria independente Plano de Sucessão dos Diretores Executivos

14 Além de aprimorar o processo decisório e dar mais transparência à gestão da empresa Processo Decisório Ética e Transparência 6 Comitês de assessoramento ao CA, compostos por conselheiros Comitê de Minoritários para avaliar transações relevantes entre a Petrobras e suas partes relacionadas Comitês Estatutários para reforçar compromisso e responsabilização dos Gerentes Executivos no processo decisório Implementação do processo de autorização compartilhada para decisões materiais Implantação do Canal de Denúncias independente com garantia de anonimato: contatoseguro.com.br/petrobras Processo de Due Diligence de Integridade no cadastramento e seleção de fornecedores e contrapartes Adesão ao Código de Ética e treinamento permanente da força de trabalho Reformulação do portal da transparência: transparencia.petrobras.com.br

15 Valor de mercado mostra confiança na recuperação da Petrobras Valor de Mercado Petrobras Brent Valor de Mercado Petrobras vs Brent (01/01/2016=100) A despeito do preço do petróleo, ações da Petrobras valorizaram-se significativamente no último ano 63% 22% Fonte: Bloomberg, atualizado em 20/06/

16 Melhora da percepção das agências de avaliação de risco A Petrobras vem melhorando sua classificação de riscos. Nos últimos 12 meses recebemos 3 elevações de nota e mudanças de perspectiva. Rating das Agências de Risco Investment Grade BB B+ B3 B2 BB BB- B1 Fitch S&P Moodys jul-16 ago-16 set-16 out-16 nov-16 dez-16 jan-17 fev-17 mar-17 abr-17 mai-17 jun-17 16

17 Consenso dos analistas: cobertura e recomendação dos papéis da Petrobras Mais de 30 analistas sell side de grandes instituições cobrem a Petrobras, incluindo equity e renda fixa Recomendações dos analistas de equity 7% 73% 20% 19% 56% 25% 38% 47% 53% 53% 53% 59% 71% 75% 80% 80% 44% 35% 29% 29% 29% 24% 12% 13% 7% 7% 19% 18% 18% 18% 18% 18% 18% 13% 13% 13% Compra/Outperform Neutro/ Marketperform Venda/Underperform/ jul-16 ago-16 set-16 out-16 nov-16 dez-16 jan-17 fev-17 mar-17 abr-17 mai-17 jun-17 17

18 Obrigado!

Petrobras: transformações e desafios. Pedro Parente 22/06/2017

Petrobras: transformações e desafios. Pedro Parente 22/06/2017 Petrobras: transformações e desafios Pedro Parente 22/06/2017 Até 2015, houve crescimento da dívida, muito acima do nível da indústria Petrobras Dívida bruta e geração operacional de caixa (US$ bilhões)

Leia mais

A NOVA GOVERNANÇA A experiência da Petrobras. Pedro Parente Instituto Millenium 31/05/2017

A NOVA GOVERNANÇA A experiência da Petrobras. Pedro Parente Instituto Millenium 31/05/2017 A NOVA GOVERNANÇA A experiência da Petrobras Pedro Parente Instituto Millenium 31/05/2017 ÍNDICE 1 A agenda de transformação da Petrobras o PNG o Resultados 1T2017 2 Governança o Aprimoramento da governança

Leia mais

Mercado de petróleo e o Plano de Negócios e Gestão da Petrobras Pedro Parente

Mercado de petróleo e o Plano de Negócios e Gestão da Petrobras Pedro Parente Mercado de petróleo e o Plano de Negócios e Gestão da Petrobras Pedro Parente FGV 01/08/2017 1 Mercado de petróleo 2 O Mercado de petróleo passa por desafios do lado da oferta e da demanda Transformações

Leia mais

A nova gestão na Petrobras Pedro Parente

A nova gestão na Petrobras Pedro Parente A nova gestão na Petrobras Pedro Parente Presidente da Petrobras Lição que aprendi com um CEO de uma grande empresa americana... Três coisas que um líder de qualquer organização deveria saber: 1) Onde

Leia mais

A mudança da regra de exploração do pré-sal e as perspectivas para a Indústria. 18 de outubro de 2016

A mudança da regra de exploração do pré-sal e as perspectivas para a Indústria. 18 de outubro de 2016 A mudança da regra de exploração do pré-sal e as perspectivas para a Indústria 18 de outubro de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem

Leia mais

Avisos. Aviso aos Investidores Norte-Americanos:

Avisos. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor

Leia mais

Avisos. Aviso aos Investidores Norte-Americanos:

Avisos. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor

Leia mais

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017 ENAIQ 2/12/2016 Petrobras e perspectivas para 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia

Leia mais

Monitoramento Estratégico e Plano de Negócios e Gestão

Monitoramento Estratégico e Plano de Negócios e Gestão Monitoramento Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2018-2022 Rio de Janeiro, 21 de dezembro de 2017 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17 Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Clique para editar o texto mestre Teleconferência / Webcast 12 de Maio de 2017 Avisos Estas apresentações podem

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2016 / 4T Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre. Clique para editar o texto mestre

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2016 / 4T Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre. Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DE RESULTADOS / 4T Clique para editar o texto mestre Coletiva de Imprensa 21 de Março de 2017 Avisos Estas apresentações

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre Clique Plano de para Negócios editar e o Gestão título mestre 2015-2019 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 AVISOS Clique

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2016 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião realizada

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Clique para editar o título Clique para editar o texto Coletiva de Imprensa 10 de Agosto de 2017 Clique para editar o texto Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca

Leia mais

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil Investimentos previstos pela Petrobras no segmento offshore 18/07/2017 AGENDA A Unidade de Operações de Exploração

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de 2014 22 de Abril de 2015 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T12

Apresentação de Resultados 3T12 Apresentação de Resultados 3T2 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4

Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 21 de setembro de 2016 Petrobras (PETR4) Comprar: PETR4 O Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017 2021 anunciado ontem veio em grande parte dentro da expectativa do mercado: (i) redução da

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T17

Apresentação de Resultados 1T17 Apresentação de Resultados Destaques Estrutura de Capital Processo de aumento de capital em andamento, com aporte de R$62 milhões adicionais em 2017, totalizando R$112 milhões. 18/abril: Assinatura do

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T17

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T17 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T17 Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre Teleconferência / Webcast 14 de Novembro de 2017 Clique para editar o texto mestre Avisos Estas apresentações

Leia mais

BNDES e o Apoio ao Setor de P&G. André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014

BNDES e o Apoio ao Setor de P&G. André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014 BNDES e o Apoio ao Setor de P&G André Pompeo do Amaral Mendes Gerente AIB/DEGAP Novembro / 2014 BNDES BNDES Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade integral da União Instrumento chave

Leia mais

Petrobras, mercado de combustíveis e mudança climática Pedro Parente

Petrobras, mercado de combustíveis e mudança climática Pedro Parente Petrobras, mercado de combustíveis e mudança climática Pedro Parente Novembro 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Geopolítica do Petróleo, Petrobras e Pré Sal. Brasil aumenta a importância no Mundo

Geopolítica do Petróleo, Petrobras e Pré Sal. Brasil aumenta a importância no Mundo Geopolítica do Petróleo, Petrobras e Pré Sal Brasil aumenta a importância no Mundo Sumário Curto Prazo Preços do Petróleo Papel da OPEP Longo Prazo Papel do petróleo e gás Mudanças na Demanda Petrobras

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS Alfredo Renault Campinas, 11 de novembro de 2015 SUMÁRIO I. PETROBRAS PLANO DE NEGÓCIOS II. PRÉ-SAL III. PRIORIDADES E DESINVESTIMENTOS

Leia mais

Petrobras Café da Manhã com Analistas

Petrobras Café da Manhã com Analistas Petrobras Café da Manhã com Analistas São Paulo, 10 de Junho de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS

DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA PETROBRAS O objetivo deste documento é estabelecer diretrizes para o modelo de governança corporativa da Petrobras, visando à atuação ativa do Conselho de Administração

Leia mais

Corporativa e Compliance

Corporativa e Compliance Lei 13.303 Lei 13.303 - Aspectos de Governança Corporativa e Compliance Aspectos de Governança 25a CONVECON Corporativa e Eliete Martins Compliance Sócia- Diretora Governança Corporativa - KPMG 25a CONVECON

Leia mais

ESTADO, PETROBRÁS E SETOR DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL: diretrizes para reconstrução da soberania nacional

ESTADO, PETROBRÁS E SETOR DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL: diretrizes para reconstrução da soberania nacional ESTADO, PETROBRÁS E SETOR DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL: diretrizes para reconstrução da soberania nacional GEEP Grupo de Estudos Estratégicos e Propostas para o Setor de Óleo e Gás Rio de Janeiro, 19 de

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Teleconferência / Webcast mestre 11 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 27 / FEV / 2015 Destaques 4T14 e 2014 Destaques Pg. 04 4T14 e 2014 Crescimento de 2,7% no tráfego pedagiado no trimestre e de 1,3% na comparação anual Crescimento

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Por que Estamos Importando Gasolina? Adriano Pires Agosto/2013

Por que Estamos Importando Gasolina? Adriano Pires Agosto/2013 Por que Estamos Importando Gasolina? Adriano Pires Agosto/2013 1 Agenda Oferta e Demanda de Gasolina Preços da Gasolina: Defasagem e Perdas Soluções do Governo Propostas 2 Oferta e Demanda de Gasolina

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios 2008 2012 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2007 PETRÓLEO BRASILEIRO S/A PETROBRAS,

Leia mais

Assembleia Especial de Acionistas Titulares de Ações Preferenciais 12 de setembro

Assembleia Especial de Acionistas Titulares de Ações Preferenciais 12 de setembro Assembleia Especial de Acionistas Titulares de Ações Preferenciais 12 de setembro 0 24 cidades atendidas na região metropolitana do Estado de São Paulo Contrato de concessão válido até 2028 Valor de Mercado:

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro de 2016

Apresentação Institucional. Novembro de 2016 Apresentação Institucional Novembro de 2016 Agenda Criação da Empresa Perfil Corporativo Investimentos 2 Agenda Criação da Empresa Perfil Corporativo Investimentos 3 Aliança Geração de Energia e Aliança

Leia mais

Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013

Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013 Conferência de Resultados 2T13 15 de agosto, 2013 Operacionais & Financeiros Receita bruta de R$845,4 milhões, um crescimento de 13,2% ante o 2T12 Margem bruta de 31,5%, 1,4p.p acima do 2T12 SSS de 9,8%

Leia mais

Apresentação Renda Fixa 2T17

Apresentação Renda Fixa 2T17 Apresentação Renda Fixa 2T17 1 Agenda 1. Visão Geral 2. Investimentos 3. Destaques Financeiros e Operacionais 2 Sessão 1 Visão Geral 3 Visão Geral Visão Geral Vantagens Competitivas Suzano Papel e Celulose

Leia mais

Petrobras Visão Geral

Petrobras Visão Geral Petrobras Visão Geral Fevereiro, 2017 PLANO ESTRATÉGICO PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2017-2021 Fevereiro 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T17 RELAÇÕES COM INVESTIDORES SÃO PAULO, 09 DE NOVEMBRO DE 2017

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T17 RELAÇÕES COM INVESTIDORES SÃO PAULO, 09 DE NOVEMBRO DE 2017 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS RELAÇÕES COM INVESTIDORES SÃO PAULO, 09 DE NOVEMBRO DE 2017 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

Reunião Pública com Analistas e Investidores

Reunião Pública com Analistas e Investidores 2014 Reunião Pública com Analistas e Investidores Grupo São Martinho 300.000 Ha Área agrícola de colheita 4 usinas São Martinho, Iracema, Santa Cruz e Boa Vista 20 milhões de toneladas Capacidade de processamento

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Coletiva de Imprensa mestre 10 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos Estas

Leia mais

Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado

Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado Economia Brasileira: da estabilidade macroeconômica ao crescimento sustentado Junho de 2010 Wilson R. Levorato Diretor Geral Brasil e a crise internacional: porque nos saímos tão bem? Onde estamos? Cenário

Leia mais

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 13 de Março de 2017 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação referentes a perspectivas

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Setembro 2016

PLANO ESTRATÉGICO PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Setembro 2016 PLANO ESTRATÉGICO PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2017-2021 Setembro 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar.

INTERNA. Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. INTERNA Este documento foi classificado como confidencial pelo Depec, e o acesso está autorizado, exclusivamente, a Ocepar. 1 DESAFIOS E INCERTEZAS DO CENÁRIO MACROECONÔMICO BRASILEIRO E GLOBAL 2 2 Fabiana

Leia mais

LOCAMERICA DAY. Novembro / 2015

LOCAMERICA DAY. Novembro / 2015 LOCAMERICA DAY Novembro / 2015 SEÇÃO 1 Visão Geral dos Setores Terceirização de Frotas Os dados mais recentes da ABLA mostram um mercado ainda maior e mais fragmentado. A taxa de penetração no Brasil ainda

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Plano de Negócios e Gestão de Agosto de 2012

Plano de Negócios e Gestão de Agosto de 2012 Plano de Negócios e Gestão 2012 2016 29 de Agosto de 2012 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da

Leia mais

José Carlos de Mattos Diretoria de Desenvolvimento de Novos negócios - DDN

José Carlos de Mattos Diretoria de Desenvolvimento de Novos negócios - DDN O DESAFIO DO CRESCIMENTO: METAS E PROCESSOS José Carlos de Mattos Diretoria de Desenvolvimento de Novos negócios - DDN Maio de 2008 1/XX O DESAFIO DO CRESCIMENTO: METAS E PROCESSOS Estabilidade das Metas

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T16

Apresentação de Resultados 3T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 3T16 11 de Novembro de 2016 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de

Leia mais

O Sistema de Metas de Inflação No Brasil. - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil ( ).

O Sistema de Metas de Inflação No Brasil. - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil ( ). O Sistema de Metas de Inflação No Brasil - Como funciona o sistema de metas e seus resultados no Brasil (1999-2007). - Desempenho recente: a relação juros-câmbio. - Aceleração do crescimento econômico

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2015/16 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY Maior disciplina financeira

Leia mais

Agenda. Resumo ALL. Governança a Corporativa. Página 2

Agenda. Resumo ALL. Governança a Corporativa. Página 2 Página 1 Agenda Resumo ALL Governança a Corporativa Página 2 Resumo ALL Página 3 Time Line Março de 1997 Início das atividades da FSA Ferrovia Sul Atlântico Dezembro de 1998 Contrato operacional para operar

Leia mais

228, 132, , 134, , 234, , 221, 90, 90, 90 1, 64, , 31, 29

228, 132, , 134, , 234, , 221, 90, 90, 90 1, 64, , 31, 29 228, 132, 106 85, 134, 180 233, 234, 235 254, 221, Apresentação 34 da Fusão 90, 90, 90 1, 64, 148 226, 31, 29 Dezembro 2017 BREVE HISTÓRICO DA UNIDAS 1985-2000 2001-2009 2010-2012 2013-2015 2016 Fundação

Leia mais

IPO da Redecard em Julho de 2007 EDSON SANTOS - CFO

IPO da Redecard em Julho de 2007 EDSON SANTOS - CFO IPO da Redecard em Julho de 2007 EDSON SANTOS - CFO 19 de setembro 2008 Redecard e a Indústria de Meios de Pagamentos no Brasil A Redecard é a principal credenciadora da MasterCard e Diners Club no Brasil,

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL

PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL PERSPECTIVAS PARA INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL Jorge Celestino Diretor Executivo de Refino e Gás Natural 24.10.2016 Transformações na indústria do petróleo mundial Mudança no cenário competitivo: shale

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T17

Teleconferência de Resultados 1T17 Teleconferência de Resultados 1T17 André B. Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Harley Lorentz Scardoelli Vice-Presidente Executivo de Finanças (CFO) A joint venture Gerdau Summit inicia operações

Leia mais

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões Painel I: Negócios não-financeiros no BB Denilson Gonçalves Molina Diretor de Cartões Mercado Brasileiro de Cartões 312,7 R$ bilhões 265,1 18,0% 41,7 Private Label 37,1 12,5% 90,6 Débito 74,8 21,1% 153,2

Leia mais

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004 José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores Julho de 2004 As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Plano Estratégico Relações com Investidores

Plano Estratégico Relações com Investidores 1 Limitação de Responsabilidade Esta apresentação contém declarações prospectivas que refletem crenças e expectativas atuais sobre a base de clientes, estimativas em relação aos resultados financeiros

Leia mais

Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás

Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás Novas Políticas Operacionais do BNDES - Apoio ao Setor de Petróleo e Gás Mauricio dos Santos Neves Superintendente Área de Indústrias de Base Maio / 2017 Organização Interna Auditoria Interna Conselho

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 Relações com Investidores São Paulo, 5 de Agosto de 2016 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

Visão da Petrobras sobre o Mercado Nacional de Óleos Lubrificantes Básicos

Visão da Petrobras sobre o Mercado Nacional de Óleos Lubrificantes Básicos Visão da Petrobras sobre o Mercado Nacional de Óleos Lubrificantes Básicos BERNARDO NORONHA LEMOS GERÊNCIA DE COMÉRCIO DE LUBRIFICANTES E PARAFINAS 5 o Congresso Simepetro - 2012 Setembro/2012 Mercado

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2016

Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2016 Você espera o melhor. A gente faz. Junho / 2016 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2015/16 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY Maior disciplina financeira

Leia mais

Aquisição do Controle da Advance e da Rextur (Duotur) Dezembro de 2014

Aquisição do Controle da Advance e da Rextur (Duotur) Dezembro de 2014 Aquisição do Controle da Advance e da Rextur (Duotur) Dezembro de 2014 Mensagens Principais A Aquisição do Controle Acionário da Advance e da Rextur (Duotur) irá: Estabelecer um Grupo relevante no mercado

Leia mais

Panorama da Economia Brasileira

Panorama da Economia Brasileira Panorama da Economia Brasileira Nelson Barbosa Secretário de Política Econômica Brasília, 23 de novembro de 2009 1 PRODUÇÃO INDUSTRIAL Índice com ajuste sazonal (jan/2007 = 100) 115 110 110,9 105 101,89

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

EDP BRASIL. Miguel Setas, CEO EDP Brasil

EDP BRASIL. Miguel Setas, CEO EDP Brasil EDP BRASIL Miguel Setas, CEO EDP Brasil 1 Perfil Corporativo 2 Ambiente Macro, Energético e Regulatório 3 Foco estratégico 2016-2020 1 1 EDP - Energias de Portugal Free Float Posição da EDP Brasil no mercado

Leia mais

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Oportunidades de investimentos do setor no País Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

RESULTADOS 3T17 Telefones para acesso: Português: Inglês:

RESULTADOS 3T17 Telefones para acesso: Português: Inglês: RESULTADOS 3T17 Telefones para acesso: Português: +55 (11) 2188-0155 Inglês: +1 (646) 843 6054 Código de Acesso: Marisa Webcast: www.marisa.com.br/ri Varejo Receita líquida 17,8% 584,3 472,0 555,9 Vendas

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T13. Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013

Teleconferência Resultados 1T13. Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013 Teleconferência Resultados 1T13 Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas

Leia mais

Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais

Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais Eficiência, Eficácia e Qualidade dos Gastos Públicos nas Estatais 18/10/2017 VII Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público 2017 Agenda A CAIXA Grandes Números

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

A mineradora premium. APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores São Paulo, 17 de janeiro de 2017

A mineradora premium. APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores São Paulo, 17 de janeiro de 2017 1 S11D Plant, PA, Brazil A mineradora premium APIMEC Rio de Janeiro André Figueiredo, Diretor de Relações com Investidores São Paulo, 17 de janeiro de 2017 2isclaimer Esta apresentação pode incluir declarações

Leia mais

Agenda. Sobre a Copel Resultado 2T17 Principais Objetivos Estratégicos Nível de Alavancagem Suplementação Orçamentária

Agenda. Sobre a Copel Resultado 2T17 Principais Objetivos Estratégicos Nível de Alavancagem Suplementação Orçamentária Agosto 2017 Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante o evento, relativas às perspectivas de negócios da Copel, projeções e metas operacionais e financeiras, constituem-se em crenças

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Abril de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Números de Mercado 2 Mercado de Cartões 2008 Indicadores

Leia mais

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Comunicação Institucional A Petrobras já integra o grupo das grandes companhias que adotam as melhores práticas de governança

Leia mais

Café da Manhã com Investidores. Paulo Caffarelli 18/08/2017

Café da Manhã com Investidores. Paulo Caffarelli 18/08/2017 Café da Manhã com Investidores Paulo Caffarelli 18/08/2017 Aviso Importante Esta apresentac a o faz referências e declarac o es sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projec

Leia mais

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. José Maurício Pereira Coelho Diretor de Mercado de Capitais e Investimentos

Painel I: Negócios não-financeiros no BB. José Maurício Pereira Coelho Diretor de Mercado de Capitais e Investimentos Painel I: Negócios não-financeiros no BB José Maurício Pereira Coelho Diretor de Mercado de Capitais e Investimentos Banco do Brasil no mundo BB Securities Ltd (Londres) Banco do Brasil Securities LLC

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Mercado de Capitais

Coletiva de Imprensa. Mercado de Capitais Coletiva de Imprensa Mercado de Capitais MERCADOS DOMÉSTICO E EXTERNO Captação externa foi a única fonte de funding que cresceu em volume no ano de 2016 Total de Ofertas - Mercado Externo (RF) + Mercado

Leia mais

Apimec SP Indústrias Romi S.A. 27 de outubro de 2010

Apimec SP Indústrias Romi S.A. 27 de outubro de 2010 Apimec SP Indústrias Romi S.A. 27 de outubro de 2010 Ressalvas As informações e declarações sobre eventos futuros estão sujeitas a riscos e incertezas, as quais têm como base estimativas e suposições da

Leia mais

Reunião APIMEC NE e SP 3T08 24 e 26 de Novembro de 2008

Reunião APIMEC NE e SP 3T08 24 e 26 de Novembro de 2008 Reunião APIMEC NE e SP 24 e 26 de Novembro de 2008 Palestrantes Abel Rochinha Presidente da Coelce (NE) Luiz Carlos Bettencourt Diretor Financeiro e de Relações com Investidores (NE SP) 1 1 Perfil Corporativo

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Nota à Imprensa 9 de agosto de 2013 O lucro líquido no 1º semestre de 2013 subiu 77% em relação ao semestre anterior,

Leia mais

Plano de Investimento 08 de junho de 2011

Plano de Investimento 08 de junho de 2011 Plano de Investimento 08 de junho de 2011 1 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos

Leia mais

12 de Maio de Resultados do 1T16

12 de Maio de Resultados do 1T16 12 de Maio de 2016 Resultados do 1T16 Sumário Executivo Agenda Gestão dos Ativos: Vendas Distratos Contas a Receber Estoque Gestão dos Passivos: Desalavancagem G&A Corcovado Rio de Janeiro/RJ Projetos

Leia mais

Macroeconomia Fernando Honorato Barbosa. Economista-Chefe Diretor DEPEC

Macroeconomia Fernando Honorato Barbosa. Economista-Chefe Diretor DEPEC 11 Informação Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia.

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de 2014 Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14

Teleconferência de Resultados 4T14 Teleconferência de Resultados 4T14 André B. Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO André Pires de Oliveira Dias Vice-Presidente Executivo Finanças e Controladoria Sobre oferta mundial de aço segue

Leia mais

Reunião pública com analistas e investidores APIMEC 07 de dezembro de 2015

Reunião pública com analistas e investidores APIMEC 07 de dezembro de 2015 Reunião pública com analistas e investidores APIMEC 07 de dezembro de 2015 Abertura 07 de dezembro de 2015 Constantino de Oliveira Junior Presidente do Conselho de Administração 2 A história do Smiles

Leia mais

LIVRO VERDE DO ETANOL

LIVRO VERDE DO ETANOL III Workshop INFOSUCRO sobre Economia do Etanol e Indústria Sucroenergética O Apoio do BNDES ao Setor Sucroenergético Carlos Eduardo Cavalcanti Chefe do Dept de Biocombustíveis - BNDES Rio, 26/11/2010

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Março / 2016

Você espera o melhor. A gente faz. Março / 2016 Você espera o melhor. A gente faz. Março / 2016 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2015/16 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY Maior disciplina financeira

Leia mais

Expo Money São Paulo Paulo Setembro,

Expo Money São Paulo Paulo Setembro, Expo Money São Paulo Setembro, 2012 1 AES Brasil Group Presença no Brasil desde 1997 Dados operacionais: Unidades d de Consumo: 7,77 milhões Energia distribuída: 53,6 TWh Capacidade instalada: 2.659 MW

Leia mais

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69%

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69% Ranking Mundial de Fundos No Mundo O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. No Brasil BB DTVM: Líder do Mercado EUA 48,69% BB DTVM 21,43% Luxemburgo 10,09% ITAÚ-UNIBANCO 17,11% França 7,51% BRADESCO

Leia mais