Divulgação de Resultados

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Divulgação de Resultados"

Transcrição

1 Divulgação de Resultados 2º trimestre de 2010 (legislação societária) 13 de agosto de 2010 Conferência com a Imprensa Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 1

2 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do desempenho e dos resultados financeiros da Companhia, dentre outros. Os termos antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva", "deverá", bem como outros termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela Companhia e, consequentemente, não são garantias de resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores informados para 2009 em diante são estimativas ou metas. Estas apresentações possuem caráter meramente informativo, não constituindo uma oferta, convite ou solicitação de oferta de subscrição ou compra de quaisquer valores mobiliários no Brasil ou em qualquer outra jurisdição e, portanto, não devem ser utilizadas como base para qualquer decisão de investimento. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados. 2

3 DESTAQUES DO RESULTADO DO SEMESTRE o Lucro Líquido cresce 11%; o Investimentos totalizaram R$ milhões em 2010, com elevação de 17% em relação ao 1S09; o Novas descobertas de óleo leve no pré-sal nos campos de Marlim e de Caratinga. Volume recuperável com potencial de 740 milhões de boe; o Início da produção no pré-sal do Espírito Santo no campo de Baleia Franca, em 14 de julho; o Elevação de 11% do volume de venda de derivados impulsionado pela recuperação da atividade econômica. 3

4 PRODUÇÃO NACIONAL 1S10 VS 1S09: Novos projetos impulsionam aumento da produção Produção Total +3% Internacional Nacional Produção Nacional +2% Gás Natural Petróleo e LGN (Mil bpd) 1S09 1S10 1S09 1S10 o Recorde mensal da produção de óleo no Brasil, de mil bpd em abril/2010; o Incremento de 2% na produção nacional de petróleo devido ao aumento na produção das plataformas P-51, P-53, P-54, P-34, TLD de Tiro, TLD de Tupi, FPSO Cidade de Niterói, FPSO Frade, FPSO Cidade de Vitória e FPSO Espírito Santo; o Crescimento de 6,5% na produção internacional devido ao início na produção do campo de Akpo e aumento da produção de Agbami, na Nigéria. 4

5 NOVAS UNIDADES DE PRODUÇÃO: Expectativa de forte incremento da capacidade futura Principais Unidades Responsáveis pelo Aumento de Produção (2009/10) Projetos Capacidade 2T10 FPSO Cidade de Vitória (Golfinho) 100 mil bpd 60,9 FPSO Capixaba Cachalote e Baleia Franca 100 mil bpd 9,7 FPSO Espírito Santo Parque das Conchas (1) 100 mil bpd 28,2 Mexilhão 15 milhões m 3 1,9 milhões m 3 (2) Uruguá-Tambaú (1) Projeto em parceria, a produção refere-se à participação da Petrobras (35%) (2) Projeção para o ano de mil bpd e 10 milhões m3 1 milhão m 3 (2) Projetos Novas Unidades a entrar em operação Capacidade Expectativa de Início FPSO Cidade de Angra dos Reis (Piloto de Tupi) 100 mil bpd 4T10 P-56 (Marlim Sul) 100 mil bpd 2011 P-57 (Jubarte) 180 mil bpd

6 NOVIDADES DO PRÉ-SAL o Descobertas no pré-sal na Bacia de Campos nos campos de Marlim, Albacora Leste e Caratinga preliminarmente estimadas em 485 milhões de boe, com potencial de alcançar 740 milhões de boe; o Início da produção no pré-sal no campo de Baleia Franca, no Espírito Santo. Previsão de atingir 20 mil bpd ainda este ano; o Até a data de declaração de comercialidade de Tupi, prevista para ocorrer em Dezembro de 2010 (FPSO a caminho do Brasil), espera-se perfurar mais 4 poços exploratórios na área de Tupi e mais 2 na área de Iracema. Com isso, haverá um total de 12 poços em 2010; o Assinatura de carta de intenção em Maio de 2010, com a SBM e a Queiroz Galvão, para a construção do FPSO que irá operar no 2º projeto piloto na área de Tupi (Tupi Nordeste). O FPSO terá capacidade de produzir 120 mil bpd de petróleo e 5 milhões de m3/dia de gás. Previsão de entrega: 34 meses. 6

7 PREÇOS DE REALIZAÇÃO: Preços estáveis no mercado doméstico US$/bbl T08 3T08 4T08 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 R$/bbl Média 1S09 162,15 125,61 Média 1S10 158,20 150, T07 3T08 4T08 3T08 4T09 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 Preço Petróleo Petrobras (média) Brent (US$/bbl) PMR EUA PMR Petrobras o Aumento das cotações do óleo no mercado internacional (1S09:US$40,74; 1S10:US$73,35) e redução do desconto entre óleo leve/pesado desde final de 2009 beneficiaram a receita do E&P; o Leve redução do PMR Petrobras devido à redução dos preços do diesel e da gasolina ao término do 1S09; o Estabilidade dos preços no Brasil combinada a maiores preços do Brent reduziram margens do refino. 7

8 CUSTO DE EXTRAÇÃO NO BRASIL: Leve alta acompanhando o aumento do óleo R$/barril US$/barril 68,3 74,6 76,2 78,3 38,86 41,62 43,04 43,82 43,91 58,8 22,86 24,74 23,73 24,50 19,50 21,28 24,78 26,53 26,87 26,37 10,78 13,84 15,23 14,33 14,71 17,58 16,84 16,51 16,95 17,54 8,72 9,02 9,51 9,40 9,79 2T09 3T09 Lifting Cost 4T09 1T10 Part. Gov. 2T10 2T09 3T09 Lifting Cost 4T09 1T10 Part. Gov. 2T10 Brent o Custo de extração acompanhou a alta das cotações do óleo no mercado internacional; o Em Reais, custo de extração estável. 8

9 MERCADO DE DERIVADOS E GÁS NATURAL: Expressivo crescimento das vendas no mercado interno Mil barris/dia Derivados +7% Gás Natural Outros GLP Gasolina Diesel T T T10 +20% Volume de vendas de derivados no mercado interno cresceu 7% em relação ao 2T09, devido à: o Aumento de 6,5% na venda de diesel em razão da recuperação da atividade econômica e do aumento da safra de grãos; o Crescimento de 13% na venda de gasolina. No semestre, o aumento foi puxado por veículos bicombustíveis (escassez de etanol no 1T10 e da redução do teor de anidro em fev/10); o Aumento de 15% na venda de QAV (recuperação econômica e demanda do mercado de aviação). Gás natural: Maiores vendas ao mercado não-térmico, pela retomada gradativa da atividade industrial, e a maior demanda do mercado térmico (solicitação ONS). 2T T T10 9

10 BALANÇA COMERCIAL: Recorde nas exportações de óleo Mil barris/dia 708 1S09 Petróleo Derivados 762 1S Exportação Importação Exportação Líquida Exportação Importação Exportação Líquida Volume Financeiro (US$ Milhões) US$ US$ o Menor exportação líquida em função da maior demanda interna, principalmente por diesel o Maior saldo financeiro da Balança Comercial (+US$ 164 milhões) em função de maiores preços de exportação; 1S09 Importações 1S10 Exportações 10

11 RESULTADO OPERACIONAL 1S10 vs 1S09: Crescimento da Receita compensada pelos Custos R$ milhões 1S10 1S09 Receita Operacional Líquida CPV (50.332) (65.346) % 30 % Lucro Bruto % Despesas Operacionais (12.467) (14.777) 19 % Lucro Operacional (1) % (1) Lucro operacional antes do resultado financeiro, da equivalência patrimonial e dos impostos o Elevação de 19% da Receita Operacional Líquida explicada pela elevação do preço do óleo (50%, em dólares) e recuperação dos volumes de venda no mercado brasileiro, parcialmente compensada pela redução dos preços do diesel e da gasolina em maio/09; o Aumento de 30% do CPV em função de aumento dos custos unitários, especialmente os gastos com participações governamentais e importações de óleo e derivados; o Maiores gastos com contingências (R$ milhões) elevaram as despesas operacionais; o Estes fatores se compensaram e levaram à estabilidade do Lucro Operacional. 11

12 LUCRO LÍQUIDO 1S10 vs 1S09: Crescimento de 11% S10 R$ milhões 1S09 Resultado Financeiro Líquido (1.719) (1.331) 23% Imposto de Renda/ Contribuição Social (5.382) (6.045) 12% Lucro Atribuível aos não Controladores (113) (2.915) 96% Lucro Líquido % o Redução de R$ 2,8 bilhões do Lucro Atribuível aos acionistas não controladores em função do efeito positivo da oscilação do cambio sobre endividamento das SPE; o Lucro Líquido sobe 11%, atingindo R$ 16 bilhões no 1º semestre de

13 MELHORA DO RESULTADO OPERACIONAL 2T10 vs 1T10 R$ milhões 2T10 1T10 Receita Operacional Líquida CPV Lucro Bruto Despesas Operacionais Lucro Operacional (1) (7.693) (7.084) (31.102) (34.244) % 10 % 8 % 6 % (1) Lucro operacional antes do resultado financeiro, da equivalência patrimonial e dos impostos o Elevação da Receita Operacional em razão da recuperação do volume de vendas de derivados no mercado doméstico e de preços de exportação; o Maior CPV em função de maiores volumes e preços de derivados importados; o Menor provisionamento de contingências parcialmente compensado por despesas com pessoal e frete; o Elevação do lucro operacional em 6%, gerando EBITDA de R$ 15,9 bilhões no 2T10 13

14 CRESCIMENTO DO LUCRO LÍQUIDO 2T10 vs 1T10 R$ milhões Resultado Financeiro Líquido 427 (701) (630) 2T10 1T10 10% Imposto de Renda/ Contribuição Social (2.940) (3.105) 6% Lucro Atribuível aos não Controladores (71) (42) 41% Lucro Líquido % o Aumento da despesa de impostos em função do melhor resultado operacional; o Maior resultado líquido em função da redução de 8% das despesas operacionais, reflexo de menores gastos com e provisões de contingência e de impairment; o Elevação do lucro líquido em 7% no comparativo 2T10/1T10. 14

15 INVESTIMENTOS 1S10 vs 1S09: Crescimento acompanhado de forte geração de caixa Investimentos 1S10 R$ 38,1 bilhões Investimentos 1S09 R$ 32,5 bilhões 0,3 3,4 E&P 2,4 2,5 3,8 0,05 13,8 10,1 5,6 24,7 1,1 15,7 1,3 6,1 Abastecimento Gas e Energia Internacional Distribuição Outros 0,2 4,2 2,7 4,2 6,4 14,8 EBITDA (em R$ bilhões) 1S10 31,0 1S09 31,1 15

16 FORTE INVESTIMENTO NO ABASTECIMENTO Garantindo ampliação e melhora do parque de refino nacional Investimentos 1S10 R$ 13,8 bilhões 25% 25% Atendimento do Mercado Interno (qualidade) Melhoria Operacional (conversão) 18% 1% 19% 12% Ampliação do Parque de Refino Ampliação de Frota Aporte Braskem Demais Avanço no atendimento do mercado interno, com ampliação e melhoria do parque de refino: Qualidade e conversão Aporte Braskem (R$2,5 bilhões) Refinaria Abreu e Lima Redução do teor de enxofre Comperj 16

17 DENTRO DA META DE ENDIVIDAMENTO: Manutenção dos indicadores dentro do nível ótimo de endividamento da Cia. 6 5,5 5 4,5 4 3,5 3 2,5 2 1,5 1 0,5 0-0,5-1 28% 26% 28% 0,95 Endiv. Líq/Cap. Liq 0,95 1,00 30% 32% 34% 1,21 Dívida Líquida/Ebitda 1,35 1,52 40% 35% 30% 25% 20% 15% 10% 5% 0% -5% -10% -15% -20% Metas da Cia.: - Alavancagem Líquida entre 25% e 35% - Índice Dívida Líquida / EBITIDA máximo de 2,5x 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 R$ Bilhões 30/06/2010 Endividamento de Curto Prazo 26,0 Endividamento de Longo Prazo 92,4 Endividamento Total 118,4 Disponibilidades 24,2 Endividamento Líquido 94,2 Dívida líquida/ebitda 1,52X 31/03/ ,7 87,5 108,2 27,0 81,2 1,35X US$ Bilhões 30/06/2010 Endividamento Total 65,7 31/03/ ,8 17

18 Informações: Relações com Investidores

Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões

Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões Nota à Imprensa 13 de agosto de 2010 Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões Aumento foi de 11% sobre o 1º semestre de 2009, principalmente devido ao aumento da cotação do

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Teleconferência / Webcast 13 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º Trimestre 2016 Coletiva de Imprensa 12 de Maio de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de 2014 22 de Abril de 2015 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T17 Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Clique para editar o texto mestre Teleconferência / Webcast 12 de Maio de 2017 Avisos Estas apresentações podem

Leia mais

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre

mestre Clique para editar o texto Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 Clique para editar o texto mestre Clique Plano de para Negócios editar e o Gestão título mestre 2015-2019 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Apresentação para Imprensa 29 de Junho de 2015 AVISOS Clique

Leia mais

8º Encontro Nacional do PROMINP

8º Encontro Nacional do PROMINP 8º Encontro Nacional do PROMINP Demandas de Bens & Serviços para a operação dos projetos de Abastecimento PETROBRAS Abastecimento São Luís, 23/11/2011 1 AVISO As apresentações podem conter previsões acerca

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre 2015 e Exercício Teleconferência / Webcast 22 de Março de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre 2015 e Exercício Teleconferência / Webcast 22 de Março de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre e Exercício Teleconferência / Webcast 22 de Março de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de 2014 Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012 Nota à Imprensa 15 de maio de 2012 O lucro líquido do trimestre aumentou 82% na comparação com o 4º trimestre de 2011

Leia mais

Petrobras tem lucro líquido de R$ milhões nos nove meses de 2015

Petrobras tem lucro líquido de R$ milhões nos nove meses de 2015 Nota à Imprensa 12 de novembro de 2015 Petrobras tem lucro líquido de R$ 2.102 milhões nos nove meses de 2015 No terceiro trimestre de 2015, a Companhia apresentou prejuízo de R$ 3.759 milhões O lucro

Leia mais

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004

José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores. Julho de 2004 José Sergio Gabrielli de Azevedo Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores Julho de 2004 As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Nota à Imprensa 9 de agosto de 2013 O lucro líquido no 1º semestre de 2013 subiu 77% em relação ao semestre anterior,

Leia mais

Conferência Telefônica / Webcast. Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas. José Sergio Gabrielli Presidente

Conferência Telefônica / Webcast. Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas. José Sergio Gabrielli Presidente Conferência Telefônica / Webcast Modelo Regulatório de Exploração e Produção Pré-sal e áreas estratégicas José Sergio Gabrielli Presidente 1 AVISO As apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2016 / 4T Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre. Clique para editar o texto mestre

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2016 / 4T Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre. Clique para editar o texto mestre DIVULGAÇÃO Clique para editar o título mestre Clique para editar o texto mestre DE RESULTADOS / 4T Clique para editar o texto mestre Coletiva de Imprensa 21 de Março de 2017 Avisos Estas apresentações

Leia mais

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011

José Sergio Gabrielli Presidente. 24 de Agosto de 2011 José Sergio Gabrielli Presidente 24 de Agosto de 2011 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia

Leia mais

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017

ENAIQ 2/12/2016. Petrobras e perspectivas para 2017 ENAIQ 2/12/2016 Petrobras e perspectivas para 2017 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da companhia

Leia mais

O Sistema Tecnológico da PETROBRAS

O Sistema Tecnológico da PETROBRAS O Sistema Tecnológico da PETROBRAS José Roberto Fagundes Netto Gerente Geral de P&D em Geoengenharia e Engenharia de Poço do CENPES Rio de Janeiro, 29 de maio de 2014 Aviso As apresentações podem conter

Leia mais

O Sistema Tecnológico da PETROBRAS

O Sistema Tecnológico da PETROBRAS O Sistema Tecnológico da PETROBRAS José Roberto Fagundes Netto Gerente Geral de P&D em Geoengenharia e Engenharia de Poço do CENPES Rio de Janeiro, 29 de maio de 2014 Aviso As apresentações podem conter

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre 2015 e Exercício Apresentação para Imprensa 21 de Março de 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre 2015 e Exercício Apresentação para Imprensa 21 de Março de 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre e Exercício Apresentação para Imprensa 21 de Março de 2016 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009

Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009 Teleconferência / Webcast DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 2 o trimestre de 2009 (Legislação Societária) Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009 Reservatório

Leia mais

RESULTADO DAS OPERAÇÕES

RESULTADO DAS OPERAÇÕES RESULTADO DAS OPERAÇÕES Resultados do 1T- : Lucro bruto Lucro bruto superior em 2% (R$ 395 milhões), refletindo: Receita de vendas de R$ 74.353 milhões, inferior em 13%, decorrente de: Redução da demanda

Leia mais

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras

Oportunidades de investimentos do setor no País. Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Oportunidades de investimentos do setor no País Isabela M. C. da Rocha Gerente Executiva de Relacionamento com Investidores da Petrobras Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década

Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Desafios e Oportunidades do Setor de Petróleo e Gás Natural na próxima década Roberto Gonçalves Gerente Executivo da Engenharia da Petrobras 8º Encontro Nacional do Prominp 23 de Novembro-São Luis, MA

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Coletiva de Imprensa mestre 10 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos Estas

Leia mais

Os Investimentos da Petrobras e o Desenvolvimento Econômico

Os Investimentos da Petrobras e o Desenvolvimento Econômico Os Investimentos da Petrobras e o Desenvolvimento Econômico Seminário UM BRASIL QUE CRESCE JORNAL O DIA E PETROBRAS José Sergio Gabrielli de Azevedo Presidente 30 de janeiro de 2007 1 Aviso PETROBRAS As

Leia mais

Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis

Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Perspectivas para os Setores Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Marco Antônio Martins Almeida Secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis spg@mme.gov.br Rio de Janeiro, 21

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões Nota à Imprensa 25 de fevereiro de 2011 Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões O lucro líquido aumentou 17% em relação a 2009 e EBITDA atingiu de R$ 60 bilhões

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Confidencial. 23/Ago/2011 1

Confidencial. 23/Ago/2011 1 Confidencial 23/Ago/2011 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras

Leia mais

Perspectiva sobre a precificação futura da Nafta. Novembro 2008

Perspectiva sobre a precificação futura da Nafta. Novembro 2008 Perspectiva sobre a precificação futura da Nafta Novembro 2008 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3º Trimestre 2016 Clique para editar o título Teleconferência / Webcast mestre 11 de Novembro de 2016 Clique para editar o texto mestre Clique para editar o texto mestre Avisos

Leia mais

Lucro líquido de R$ milhões no 1S-2017, ante um prejuízo de R$ 876 milhões no 1S-2016, determinado por:

Lucro líquido de R$ milhões no 1S-2017, ante um prejuízo de R$ 876 milhões no 1S-2016, determinado por: RELATÓRIO AO MERCADO FINANCEIRO RMF RESULTADOS CONSOLIDADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2017 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões

Leia mais

Petrobras no Rio de Janeiro. José Sergio Gabrielli de Azevedo Presidente Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2006

Petrobras no Rio de Janeiro. José Sergio Gabrielli de Azevedo Presidente Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2006 Petrobras no Rio de Janeiro José Sergio Gabrielli de Azevedo Presidente Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2006 Aviso As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 Nota à Imprensa 8 de agosto de 2014 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 O lucro bruto no 1º semestre de 2014 foi de R$ 38,5 bilhões, 2% superior ao 1º semestre

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões internacionais de contabilidade (IFRS).

Leia mais

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20%

O desafio. energia. Plano Estratégico Plano de Negócios e Gestão Indicadores. 1,2% 1% 1% US$ 220,6 bilhões 0,4% 5% 4% 16% 12% 18% 20% PANORAMA O desafio é a nossa energia Criada em 1953, a Petrobras atua de forma integrada nas atividades de exploração e produção, refino, comercialização, transporte e petroquímica, distribuição de derivados,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15

Teleconferência de Resultados 1T15 Teleconferência de Resultados 1T15 Relações com Investidores São Paulo, 08 de maio de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

Lucro líquido de R$ milhões no 1T-2017, ante um prejuízo de R$ milhões no 1T-2016, determinado por:

Lucro líquido de R$ milhões no 1T-2017, ante um prejuízo de R$ milhões no 1T-2016, determinado por: RELATÓRIO AO MERCADO FINANCEIRO RMF RESULTADOS CONSOLIDADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2017 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões

Leia mais

Reservas Provadas da Petrobras em Reservas Provadas Petrobras em 2012

Reservas Provadas da Petrobras em Reservas Provadas Petrobras em 2012 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Reservas Provadas da Petrobras em 2012 Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2013 Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras comunica o volume

Leia mais

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Setembro 2014 07/10/2014 1 A Dinamus Somos uma empresa de consultoria e inteligência de mercado especializada no desenvolvimento de negócios

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes, em milhões de dólares, de acordo com os padrões internacionais

Leia mais

RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015

RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 Rio de Janeiro, 15 de Maio de 2015 - Petrobras divulga seus resultados consolidados do 1T-2015 revisados pelos auditores independentes, expressos em milhões de reais,

Leia mais

Hélder Paes Moreira Leite Gerente de Relacionamento com Investidores

Hélder Paes Moreira Leite Gerente de Relacionamento com Investidores Hélder Paes Moreira Leite Gerente de Relacionamento com Investidores Reservatório do Pré-Sal 1 São Paulo, 17 de Dezembro de 2009 AVISO As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros.

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T09

Teleconferência de Resultados 2T09 Teleconferência de Resultados 2T09 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores

Teleconferência de Resultados 3T de Novembro de 2016 Relações com Investidores Teleconferência de Resultados 11 de Novembro de 2016 Relações com Investidores 1 Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T13. Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013

Teleconferência Resultados 1T13. Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013 Teleconferência Resultados 1T13 Relações com Investidores São Paulo, 13 de Maio de 2013 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas

Leia mais

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-Presidente Executivo de Finanças e Controladoria

Leia mais

Reunião PETROBRAS e ONIP Setembro de 2005

Reunião PETROBRAS e ONIP Setembro de 2005 Reunião PETROBRAS e ONIP Setembro de 2005 Investimentos Planejados em E&P Projetos de Exploração e Produção (2006-2010) No Brasil Internacional Total $ 28,0 bilhões $ 6,1 bilhões $ 34,1 bilhões Exploração

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 80 agosto de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico O desempenho financeiro do BNDES, fusões e Petrobrás 1 Lucro do BNDES foi de R$ 5,47 bilhões no

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T17 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T17 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 12 DE MAIO DE 2017 RELAÇÕES COM INVESTIDORES Disclaimer Este material constitui uma apresentação de informações gerais sobre a Marfrig Global Foods S.A. e suas controladas

Leia mais

Excedentes da Cessão Onerosa

Excedentes da Cessão Onerosa Excedentes da Cessão Onerosa DESDOBRAMENTOS DA REUNIÃO DO CNPE Rio de Janeiro, 24 de junho de 2014 Informações preliminares Cessão Onerosa Através da Cessão Onerosa a Petrobras adquiriu os direitos para

Leia mais

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil

MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil MEC SHOW 2017 Conferência panorama atual e expectativas reais do setor offshore no Brasil Investimentos previstos pela Petrobras no segmento offshore 18/07/2017 AGENDA A Unidade de Operações de Exploração

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS São Paulo, 12 de Maio de 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2 DESTAQUES CONSOLIDADOS DO RECEITA LÍQUIDA (R$ MILHÕES) LUCRO BRUTO (R$ MILHÕES)

Leia mais

José Formigli Diretor do E&P. 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal

José Formigli Diretor do E&P. 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal José Formigli Diretor do E&P 500 mil barris de óleo por dia no Pré-Sal LOCALIZAÇÃO DA PROVÍNCIA PRÉ-SAL LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA DO PRÉ-SAL CONCESSÃO (BACIA DE SANTOS) CONCESSÃO (BACIA DE CAMPOS) (00%) BALEIA

Leia mais

Plano de Negócios

Plano de Negócios Plano de Negócios 2010-2014 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou no dia 18 de junho, o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totalizando US$ 224 bilhões, representando

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas revisadas pelos auditores independentes, em milhões de dólares, de acordo com os padrões internacionais

Leia mais

Informações Condensadas do 3º trimestre de 2014

Informações Condensadas do 3º trimestre de 2014 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Informações Condensadas do 3º trimestre de 2014 Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 2014 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras esclarece que

Leia mais

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão da Petrobras. Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores A Financiabilidade do Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 da Petrobras Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 20 de Agosto de 2013 1 Aviso Estas apresentações podem

Leia mais

CONFERENCE CALL Resultados 2T16

CONFERENCE CALL Resultados 2T16 CONFERENCE CALL Resultados 2T16 Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter certas declarações e informações prospectivas a respeito

Leia mais

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES S.A.

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES S.A. MD&A - ANÁLISE DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS Primeiro Trimestre 2012 (1) Informações financeiras selecionadas: (R$ milhões) 1º Tri 12 1º Tri 11 4º Tri 11 Variação 1T12 X 1T11 Variação 1T12 X 4T11 Receita

Leia mais

Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no 1T16 e perspectivas

Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no 1T16 e perspectivas Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no e perspectivas 12.05.2016 Considerações iniciais Previsões acerca de eventos futuros Este documento pode conter previsões

Leia mais

1º Trimestre de 2016 Resultados Tupy

1º Trimestre de 2016 Resultados Tupy 1º Trimestre de 2016 Resultados Tupy São Paulo, 12 de maio de 2016 1 DISCLAIMER Esta Apresentação pode conter declarações prospectivas, as quais estão sujeitas a riscos e incertezas, pois foram baseadas

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas

Teleconferência de Resultados 4T06 e José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Teleconferência de Resultados e 2006 José Carlos Grubisich Carlos Fadigas Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos,

Leia mais

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy 3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy São Paulo, 13 de novembro de 2015 1 DISCLAIMER Esta Apresentação pode conter declarações prospectivas, as quais estão sujeitas a riscos e incertezas, pois foram baseadas

Leia mais

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL EDIÇÃO 38 - JUNHO 215 M I N I S T É R I O D E M I N A S E E N E R G I A BOLETIM DE EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL D E P G @ M M E. G O V. B R E D I Ç Ã O 3 8 - J U N H O 2 1 5 INTRODUÇÃO

Leia mais

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 Nota à Imprensa 11 de maio de 2009 Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 O preço médio do barril do petróleo tipo Brent caiu 55%, passando de US$ 97 no 1º trimestre de 2008

Leia mais

DESTAQUES FINANCEIROS

DESTAQUES FINANCEIROS Principais itens e indicadores econômicos consolidados 2T- 2012 68.047 66.134 3 61.007 Receita de vendas 134.181 115.365 16 16.015 20.244 (21) 19.975 Lucro bruto 36.259 39.864 (9) 5.282 11.771 (55) 11.882

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios

Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano Estratégico Petrobras 2020 e Plano de Negócios 2008 2012 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2007 PETRÓLEO BRASILEIRO S/A PETROBRAS,

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2009 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 5 de novembro de 2009 Teleconferência

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T10

Apresentação de Resultados 2T10 Apresentação de Resultados 2T10 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

RELATÓRIO AO MERCADO FINANCEIRO RMF RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2016

RELATÓRIO AO MERCADO FINANCEIRO RMF RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2016 RELATÓRIO AO MERCADO FINANCEIRO RMF RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2016 Informações contábeis intermediárias consolidadas auditadas pelos auditores independentes de acordo com os padrões

Leia mais

Destaques Operacionais do E&P

Destaques Operacionais do E&P Destaques Operacionais do E&P DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS DE 2015 Rio de Janeiro, março de 2016 DE&P Superação da meta de produção pela primeira vez nos últimos 13 anos Crescimento de 5,5 % na produção de

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T11 e de março de 2011

Divulgação de Resultados do 4T11 e de março de 2011 do e 2011 8 de março de 2011 Comentários de abertura Rubens Menin 2 Destaques Concentração no segmento econômico e diversificação geográfica; Consistência Operacional e Financeira; Repasse de Clientes

Leia mais

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 Disclaimer Considerações futuras, se contidas nesse documento, são exclusivamente relacionadas às perspectivas do negócio, estimativas de

Leia mais

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013

Estratégia da Petrobras na Área de E&P. Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 Estratégia da Petrobras na Área de E&P Paulo Henrique Costacurta Estratégia e Gestão de Portfolio de E&P 25 de setembro de 2013 AGENDA ESTRATÉGIA DO E&P PANORAMA DO E&P PRÉ-SAL É UMA REALIDADE BACIA DE

Leia mais

RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016

RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016 RESULTADOS 1T16 13 DE MAIO DE 2016 AVISO LEGAL 2 Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos contidas nesta apresentação

Leia mais

OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial

OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial Seminário APIMEC Reunião Pública OGpar: Situação Atual após 3 anos em Recuperacão Judicial Victor Rosenzvaig Relações com Investidores 20 de Outubro de 2016 Aviso Legal Este documento contém algumas afirmações

Leia mais

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS

CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS CENÁRIO E PERSPECTIVAS DO SETOR PETRÓLEO 4º CAMPETRO CAMPINAS OIL & GAS Alfredo Renault Campinas, 11 de novembro de 2015 SUMÁRIO I. PETROBRAS PLANO DE NEGÓCIOS II. PRÉ-SAL III. PRIORIDADES E DESINVESTIMENTOS

Leia mais

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 Brasil Pharma Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 2 Destaques 2T16 Destaques: Margem Bruta Margem bruta de 30,0%, com crescimento de 1,6 p.p. em relação ao 1T16 e 2,4 p.p. em relação ao

Leia mais

PETRORIO: EMPRESA BRASILEIRA INDEPENDENTE DE PETRÓLEO SEMINÁRIO APIMEC RIO 22 DE OUTUBRO DE 2015

PETRORIO: EMPRESA BRASILEIRA INDEPENDENTE DE PETRÓLEO SEMINÁRIO APIMEC RIO 22 DE OUTUBRO DE 2015 PETRORIO: EMPRESA BRASILEIRA INDEPENDENTE DE PETRÓLEO SEMINÁRIO APIMEC RIO 22 DE OUTUBRO DE 2015 AVISO LEGAL Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto

Leia mais

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011

Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades. Adriano Pires Março de 2011 Hidrocarbonetos - O Pré-Sal - Dificuldades e Oportunidades Adriano Pires Março de 2011 1 Metas Nacionais de Produção e Reservas da Petrobras 7,4% a.a. 5.059 1.109 ia d / p e b il M 1.752 1.791 1.758 252

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T16

Teleconferência de Resultados 2T16 Teleconferência de Resultados 2T16 Relações com Investidores São Paulo, 5 de Agosto de 2016 RESSALVA SOBRE DECLARAÇÕES FUTURAS Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

RESULTADOS 2T15 AGOSTO DE 2015

RESULTADOS 2T15 AGOSTO DE 2015 RESULTADOS AGOSTO DE 2015 AVISO LEGAL Esta apresentação contêm declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos contidas nesta apresentação são declarações

Leia mais

RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE 2013

RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE 2013 RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE 2013 Rio de Janeiro 26 de abril de 2013 Petrobras divulga hoje seus resultados consolidados expressos em milhões de reais, segundo os padrões internacionais de contabilidade

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T12

Apresentação de Resultados 1T12 Apresentação de Resultados Maio/2012 O material que se segue é uma apresentação de informações gerais da Kroton Educacional S.A ( Kroton ). Tratam-se de informações resumidas sem intenção de serem completas,

Leia mais

Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no 2T16 e perspectivas

Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no 2T16 e perspectivas Ultrapar Participações S.A. Conferência de resultados Comentários sobre desempenho no e perspectivas 12.08.2016 Considerações iniciais Previsões acerca de eventos futuros Este documento pode conter previsões

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A.

Localiza Rent a Car S.A. Localiza Rent a Car S.A. Resultados 2T15 e 1S15 R$ milhões 24 de julho de 2015 Divisão de Aluguel de Carros Receita líquida (R$ milhões) 802,2 980,7 1.093,7 1.163,5 1.284,4 628,1 606,4 316,7 296,4 2010

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS)

PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO DE NEGÓCIOS E GESTÃO 2012 2016 Contribuição da Unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos (UO-BS) PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2020 Santos, 23 de outubro de 2012 MERCADO DE DERIVADOS

Leia mais

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto A Companhia Passo Fundo, 05 de março de 2014 Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto Dados em 31/12/2014 em 1979. Desde 1950 Grazziotin PN (CGRA4) R$ 17,28 Sua sede fica em Passo

Leia mais

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão

Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2016 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião realizada

Leia mais

RESULTADOS 1T17 15 DE MAIO DE 2017

RESULTADOS 1T17 15 DE MAIO DE 2017 RESULTADOS 1T17 15 DE MAIO DE 2017 AVISO LEGAL Esta apresentação contém declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos contidas nesta apresentação

Leia mais

APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de agosto de 2016

APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T de agosto de 2016 APRESENTAÇÃO TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 15 de agosto de 2016 AVISO LEGAL Esta apresentação contém declarações sobre o futuro que estão sujeitas a riscos e incertezas. Estas declarações são baseadas

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 05 de novembro de 2010 1 Contexto

Leia mais

PETROBRÁS S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão: - Refino, Transporte e Comercialização (44%)

PETROBRÁS S/A. No resultado de 2013 a receita líquida da companhia tinha a seguinte divisão: - Refino, Transporte e Comercialização (44%) PETROBRÁS S/A Empresa: É uma companhia que atua na exploração, produção e distribuição de petróleo e derivados. A Petrobrás possui atividades operacionais em 25 países, estando presente em todos os continentes.

Leia mais

Excedentes da Cessão Onerosa

Excedentes da Cessão Onerosa Maria das Graças Silva Foster Presidente Excedentes da Rio de Janeiro, 27 de junho de 2014 1 Através da a Petrobras adquiriu os direitos para explorar, avaliar e produzir até 5 bilhões de boe em seis áreas

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2015

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2015 Auditados pelos auditores independentes de acordo com os padrões internacionais de contabilidade (International Financial Reporting Standards IFRS).

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T de fevereiro de 2013

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T de fevereiro de 2013 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 4T12 07 de fevereiro de 2013 AVISO LEGAL A Companhia faz declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e

Leia mais