Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12"

Transcrição

1 Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12

2 Premissas de trabalho u Articulação entre profissionais da engenharia/técnicos MG, por meio da Câmara Temática de Mobilidade; u Ausência de compromissos prévios com modais ou soluções exclusivas de tecnologias para mobilidade; u Defesa do interesse público e dos usuários do sistema de transporte da RMBH; u Defesa das melhores alternativas técnicas, através da pesquisa e dos trabalhos científicos dos melhores centros/instituições da área; u Compromisso com a melhoria da qualidade do transporte público, transparência, controle social sobre o sistema e redução/eliminação de tarifas finais para o usuário; u Defesa da articulação entre o setor público e a iniciativa privada, única possibilidade para o aumento de investimentos no setor;

3 u Defesa da mobilidade das pessoas como uma política social, incentivando a criação de um sistema integrado de transporte metropolitano; u Defesa da mobilidade das cargas como maneira de viabilizar o acesso das pessoas aos bens/serviços/produtos na RMBH; u Inclusão no debate das melhores práticas (best practices) de mobilidade globais; u Retomada do planejamento urbano associado à mobilidade.

4 Simulações Pesquisa Origem Destino u Mapas produzidos com base nos dados disponibilizados da pesquisa Origem Destino - ARMBH

5 Mapa por Unidade Macro de Mobilidade - 67 (UMM) da Região Metropolitana de Belo Horizonte

6 Eixo Belo Horizonte Venda Nova Pampulha Noroeste Centro-sul Barreiro

7 Eixo Leste (direção Vitória) Ravena Sabará Caeté

8 Eixo Linha Verde Baldim Jaboticatubas Matozinhos Lagoa Santa Justinópolis Santa Luzia

9 Eixo Noroeste Esmeraldas Ribeirão das Neves Várzea das Flores Contagem Eldorado

10 Eixo Oeste Betim Ibirité Brumadinho

11 Eixo Sul Nova Lima - Sede Casa Branca

12 Linhas de Desejo

13 Belo Horizonte internas

14 Belo Horizonte Internas (acima de viagens)

15 Linhas de Desejo por eixo

16 Linhas de Desejo por eixo (2)

17 Metodologia u Utilizando os dados de volumes de viagens da pesquisa origem e destino da RMBH 2012 foram traçados os principais pares origem e destino por campo da RMBH u Os volumes referem-se as viagens do modo coletivo em dias típicos u Volume da hora de pico considerado de 12% do volume diário conforme dados do metrô de Belo Horizonte (CBTU) u Foram considerados as viagens entre os campos destacados para cada corredor.

18 Parâmetros de capacidade (Passageiros por hora/pico por sentido) u Fonte => SINAENCO (Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva - u VLT ou LRT a u BRT a u Monotrilho a u Metrô maior

19

20 Capítulo 1: Análise inicial - Pesquisa OD 2011/2012 u u u u u u u Grande saída de usuários do sistema: perda de viagens de 2002 a 2012 (12,8 % de viagens a menos); Significativo crescimento de viagens por meio do modal individual (automóveis, em destaque): de 18,2 para 30,8 % de 2002 a 2012; Regiões de maior produção de viagens: corredores Ribeirão das Neves, Santa Luzia (Norte), Barreiro/Ibirité e Betim/Contagem; Região de maior atração de viagens: Centro de BH e deslocamentos entre Contagem-Betim; Riscos crescentes para o financiamento do sistema; Não há aumentos significativos de viagens não motorizadas; Penalização das faixas de renda mais baixas da região; u Lembrete: frota veículos BH: de 742 mil (2002) para 1,52 mi (2012) 105% de aumento (SP: 61%, RJ: 59%).

21 Capítulo 2: linhas e trajetos Soluções de linhas de alta/média capacidades propostas: a) Conclusão da Linha 2 do metrô: Barreiro Hospitais, com articulação inicial por meio do ramal Barreiro. Recomendação que haja uma linha específica para evitar baldeação na estação Calafate/Nova Suíça; b) Criação de um sistema que articule a cidade de Ribeirão das Neves ao sistema Vilarinho, com aumento da oferta de viagens na linha 1 do metrô; c) Extensão do sistema do metrô da estação eldorado à cidade de Betim; d) Criação de linhas entre o Aeroporto de Confins e a estação Vilarinho (monotrilho/vlt); e) Criação de linhas entre Nova Lima/Savassi (monotrilho).

22 Resultados iniciais/corredor Corredor Ribeirão das Neves: Viagens por dia: BRT ou monotrilho Viagens por hora pico: Corredor Santa Luzia: Viagens por dia: Viagens por hora pico: Corredor Barreiro/Ibirité: Viagens por dia: Viagens por hora pico: Corredor Contagem/Betim: Viagens por dia: Viagens por hora pico: Monotrilho Monotrilho ou metrô Metrô

23 Sistema Nacional Integrado de Mobilidade Mobilidade como direito e politica social u Política Nacional de Mobilidade (Lei ): não há referências ao financiamento e funcionamento integrado. u PEC 90/2011: inclusão de transporte como direito social, alterando o art. 6 da CF (1988). 10% mais pobres gastam mais de 13% renda com transporte (POF - IBGE 2009); u Rediscussão de gratuidades: Lei 9074/95 (diminuição/eliminação de subsídio cruzado): penalidades para pessoas de baixa renda que financiam o sistema. Gratuidade vinculada ao Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (Cad. Único), agregando estudantes do PROUNI e FIES (Financiamento Estudantil); u Ampla desoneração e barateamento para inclusão de todos no sistema de transporte público para alternativa ao transporte individual; u REITUP: Regime especial de incentivos para o transporte público.

24 Ente Tributo Atual Redução Incidência Desoneração União PIS/Cofins dos serviços 3,65% zero faturamento Isenção União CIDE/Combustíveis 0% Redução a zero Comercialização do produtor/ import. Subsídio ao diesel União PIS/Cofins import. (pneus/ chassis/veíc./combust.) 11,5 e 57,6% Redução a zero Bens importados Concessão de credito União Seguridade 2% Manutenção a 2% faturamento Manutenção alíquota Estados ICMS (compra veículos e insumos, diesel) 0 a 30% Podendo chegar a zero Comerc./ circulação Subsidio ou restituição Munic. ISS e taxas 2 a 5% (Iss) Pode chegar a zero diversa Não incidência, desconto ou redução

25 u Resultados esperados: u Redução de pelo menos 15%, articulados com Pacto pela mobilidade (Gov. Federal) - 50 bi. Pode chegar a 25% u 44 viagens mês para todos os públicos-alvo: 8 milhões de incluídos (informais, desocupados, estudantes, ProUni e FIES). Viagens adquiridas pelo poder público; u Aumento significativo de usuários no sistema, oxigenando o modelo, remunerado por passageiros transportados; u Cidades acima de 500 mil habitantes, com destaque regiões metropolitanas

26 Pesquisa Origem e Destino 2012 DADOS GERAIS FONTE ARMBH

27 Obrigado!

28 Relatório de mobilidade da RMBH Câmara Temática de Mobilidade

29 Tópicos do Relatório de mobilidade do CREA-MG: A) Organização do sistema metropolitano u u u u u u u u u u u Poder concedente Papel dos governos federal, estadual e municipais Empresas e instituições da área Legislação pertinente Empresas concessionárias Linhas metropolitanas por cidade Contratos de concessão e modalidades Fiscalização e controle de operações Bilhetagem, tarifas e gratuidade Terminais Projetos em discussão para ampliação/reforma

30 B) Organização do sistema de Belo Horizonte u Poder concedente - PBH u Legislação pertinente u Empresas concessionárias u Linhas controladas pela BHTRANS u Contratos de concessão e modalidades u Fiscalização e controle de operação u Bilhetagem, tarifas e gratuidade u Terminais

31 C) Relatório de mobilidade da RMBH 1. Pesquisa origem/destino u Lista de UMM s u Regiões de origem de viagens u Regiões de desejo de viagens u Viagens que cruzam o município de Belo Horizonte u Viagens no setor Ribeirão das Neves u Viagens no setor Oeste u Viagens no setor Norte

32 2. Linhas e trajetos u Sugestões de trajetos de linhas de alta e média capacidade u Corredor Ribeirão das Neves u Corredor Santa Luzia u Corredor Barreiro Ibirité u Corredor Betim Contagem u Trajetos sugeridos: na entrega do Relatório

33 3. Impactos sociais e ambientais u Desapropriações u Remoções u Impactos ambientais na cidade u Faixas de domínios ocupação de linhas já planejadas

34 4. Tecnologia e engenharia de mobilidade u Indústria metroferroviária: estado da arte u Indústria por pneus: estado da arte u Sinalização: estado da arte

35 5. Modelagem de editais Relação setor público e privado u Tipos de concessões u Parcerias público-privadas u Operações pelo poder publico

36 6. Modelagem financeira u Recursos para mobilidade u Agências de financiamento para mobilidade u Papel do BNDES u Papel das agências estrangeiras u Linhas de financiamentos u Despesas de capital (Capex) u Despesas operacionais (Opex)

37 7. Operações com passageiros u Segurança de operações u Conforto u Acessibilidade u Estacionamentos e bicicletários u Integração tarifária e física u Marketing u Estações u Aspectos culturais

38 8. Operações com cargas u Centros de distribuição de cargas u Comércio eletrônico e logística u Logística de automóveis na RMBH u Logística de bebidas na RMBH u Logística de comércio eletrônico u Logística geral de varejo u Casos especiais: Fiat, Ceasa e Aeroporto de Confins

39 9. Comunicação u Vídeo de animação u Maquete eletrônica u Livro u Cartilhas para estudantes do ensino médio u Cartilhas para universitários de engenharia e outros u Material de divulgação

40 Divisão modal 2012/2002 Viagens ,1% 37,7% 31,4% Divisão modal 2012 Modo Viagens Percentual coletivo ,4% individual ,8% Não motorizado ,7% Outros ,1% Total ,0% 30,8% coletivo individual Não motorizado Outros Viagens ,1% Divisão modal 2002 Modo Viagens Percentual Coletivo ,20% Individual ,20% Não motorizado ,40% Outros ,10% Total ,00% 37,4% 18,2% 44,2% Coletivo Individual Não motorizado Outros

41 Qtde viagens por faixa horária Viagens por faixa horária Axis Title coletivo individual Não motorizado Outros Total FPM EPM FPA EPT FPT NOT MAD Rótulos de Linha FPM EPM FPA EPT FPT NOT MAD coletivo individual Não motorizado Outros Total

42 Escolha do modo por faixa de renda 42 Divisão modal por faixa de renda 0,9 0,8 0,7 Axis Title 0,6 0,5 0,4 0,3 0,2 coletivo individual Não motorizado Outros 0,1 0 Sem renda Até 1 SM Mais de 1 até 2 SM Mais de 2 até 3 SM Mais de 3 até 5 SM Mais de 5 até 10 SM Mais de 10 até 15 SM Mais de 15 até 20 SM Mais de 20 SM Faixa de renda coletivo individual Não motorizado Outros Sem renda 29,3% 15,9% 54,7% 0,1% Até 1 SM 41,7% 14,8% 43,4% 0,1% Mais de 1 até 2 SM 39,0% 29,2% 31,7% 0,0% Mais de 2 até 3 SM 29,2% 48,1% 22,7% 0,0% Mais de 3 até 5 SM 20,7% 60,8% 18,5% 0,1% Mais de 5 até 10 SM 14,0% 70,8% 15,1% 0,0% Mais de 10 até 15 SM 9,1% 75,0% 15,9% 0,0% Mais de 15 até 20 SM 4,2% 78,9% 16,9% 0,0% Mais de 20 SM 3,2% 83,0% 13,6% 0,2%

43 Escolha do modo por faixa de renda individual Variação do percentual de viagens por faixa de renda (modo individual) Axis Title 100,0% 90,0% 80,0% 70,0% 60,0% 50,0% 40,0% 30,0% 20,0% 10,0% Automóvel dirigindo Automóvel carona Moto pilotando Moto carona Táxi Outros 0,0% Sem renda Até 1 SM Mais de 1 até 2 SM Mais de 2 até 3 SM Mais de 3 até 5 SM Mais de 5 até 10 SM Mais de 10 até 15 SM Mais de 15 até 20 SM Mais de 20 SM

44 44 Taxa de mobilidade RMBH OD 2012 OD2002 3,76 3,92 3,67 3,81 3,36 3,04 3,08 2,26 2,60 1,97 2,03 2,22 2,43 2,72 2,79 2,66 1,44 1,69 1,49 1,04 Sem renda Até 1 SM Mais de 1 até 2 SM Mais de 2 até 3 SM Mais de 3 até 5 SM Mais de 5 até 10 SM Mais de 10 até 15 SM Mais de 15 até 20 SM Mais de 20 SM Geral

45 45 Taxa de mobilidade BH OD 2012 OD2002 3,49 3,56 3,35 3,37 2,20 2,28 2,69 2,66 2,02 3,01 2,1 2,28 2,52 2,83 2,84 2,48 1,57 1,75 1,66 1,21 Sem renda Até 1 SM Mais de 1 até 2 SM Mais de 2 até 3 SM Mais de 3 até 5 SM Mais de 5 até 10 SM Mais de 10 até 15 SM Mais de 15 até 20 SM Mais de 20 SM Geral

46 Qtde de viagens por mo>vo 46 Viagens por motivo Transbordo demorado 1% Compras 5% Trabalho 38% Escola (Aulas / Atividades Escolares) 24% Trabalho 2% Trabalho Saúde (Médico / Dentista / Exame 3% Clínico ou Laboratorial) 5% Outros 4% Refeição (almoço / jantar) 2% Fazer Escala (Transbordo em diferentes modos de transportes) 1% Levando outra pessoa (Dando carona) 5% Negócios Particulares (Bancos / Loterias / etc) 4% Lazer (Turismo / Recreação / Visitas / Congressos / Seminários / Atividades religiosas) 6%

47 Duração média da viagem Tempo médio de viagem RMBH 47 OD 2012 OD coletivo individual Não motorizado Geral Tempo médio de viagem BH OD 2012 OD coletivo individual Não motorizado Geral

48 Contagem Linha de travessia 48 Quantidade de veículos por dia Belo Horizonte - Viaduto Av. Francisco Sales Belo Horizonte - Av. Silviano Brandão Belo Horizonte - Viaduto da Floresta Belo Horizonte - Av. Teresa Cristina Calafate Belo Horizonte - Av. do Contorno Anel Rodoviário - VIX > RJ Pista Central Betim - Via Expressa Anel Rodoviário - RJ > VIX Pista Central Belo Horizonte - Av. Silva Lobo Belo Horizonte - Viaduto Castelo Branco Contagem - Av. João Cesar de Oliveira Contagem - Av. Babita Camargos Belo Horizonte - Av. Teresa Cristina / N. Senhora de Fátima Belo Horizonte - Viaduto Oeste Viaduto Leste Norte-Sul Sul-Norte

49 Contagem Linha de travessia 49 Quantidade de veículos no pico da tarde Belo Horizonte - Viaduto Av. Francisco Sales Belo Horizonte - Av. Itaituba Belo Horizonte - Av. Silviano Brandão Anel Rodoviário - VIX > RJ Pista Central Belo Horizonte - Av. Teresa Cristina Calafate Betim - Via Expressa Belo Horizonte - Av. do Contorno Anel Rodoviário - RJ > VIX Pista Central Belo Horizonte - Av. Silva Lobo Belo Horizonte - Viaduto Castelo Branco Contagem - Av. João Cesar de Oliveira Contagem - Av. Babita Camargos Belo Horizonte - Av. Teresa Cristina / N. Senhora de Fátima Viaduto Leste Belo Horizonte - Viaduto Oeste Sul-Norte Norte-Sul

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Premissas de trabalho Articulação entre profissionais da engenharia/técnicos MG, por meio da Câmara Temática de Mobilidade; Ausência

Leia mais

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12

Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Resultados iniciais Relatório de Mobilidade RMBH Coletiva de Imprensa 19/12 Divisão modal 2012/2002 Viagens 2012 0,1% 37,7% 31,4% Divisão modal 2012 Modo Viagens Percentual coletivo 4.115.275 31,4% individual

Leia mais

Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências. Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão

Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências. Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão Modelos de Concessão do Transporte Urbano por Ônibus Práticas e Tendências Belo Horizonte: Verificação Independente dos Contratos de Concessão São Paulo, 15 de agosto de 2014 Agenda 1. Introdução - Belo

Leia mais

Avançar com visão do futuro!

Avançar com visão do futuro! Avançar com visão do futuro! : Região Metropolitana de Belo Horizonte / Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais CREA-MG. Belo Horizonte: CREA-MG, 2014. 70 p. : il. Conteúdo: Trabalho

Leia mais

Mobilidade Urbana em Regiões Metropolitanas

Mobilidade Urbana em Regiões Metropolitanas Mobilidade Urbana em Regiões Metropolitanas SINTRAM Expositor: Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano Rubens Lessa Carvalho REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE HISTÓRICO DO

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013

PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 PESQUISA DE MOBILIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO PRINCIPAIS RESULTADOS PESQUISA DOMICILIAR DEZEMBRO DE 2013 SUMÁRIO Página Capítulo 3 Objetivos, conceitos utilizados e metodologia 12 Dados socioeconômicos

Leia mais

Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções. Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte

Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções. Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte Painel 4 - Mobilidade Urbana: Transporte e Soluções Marcio Lacerda Prefeito de Belo Horizonte Sumário A. Desenvolvimento urbano e os desafios da mobilidade em BH B. Iniciativas da PBH em prol da mobilidade

Leia mais

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BHTRANS Marcelo Cintra do Amaral Gerente de Coordenação de Mobilidade Urbana - COMU PREFEITURA BH Belo Horizonte 1ª capital planejada do país - 12/12/1897 Previsão inicial

Leia mais

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte

Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Seminário de Mobilidade Urbana Planejamento da Mobilidade Urbana em Belo Horizonte Celio Bouzada 23 de Setembro de 2015 Belo Horizonte População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da

Leia mais

Negócios nos Trilhos ENCONTREM 2006

Negócios nos Trilhos ENCONTREM 2006 Negócios nos Trilhos ENCONTREM 2006 Conclusão da Linha 1 Eldorado / Vilarinho 28 km de linha em superfície 19 estações, com 5 terminais de integração 25 TUEs 142 mil passageiros dia útil (média out/06)

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de BH

Plano de Mobilidade Urbana de BH 4 a 7 de junho de 2013 Hotel Ouro Minas Plano de Mobilidade Urbana de BH Ramon Victor Cesar Presidente de BHTRANS Contexto do PlanMob-BH: Cenários, diagnóstico e prognósticos Desafio 1: como articular

Leia mais

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa

UGP COPA Unidade Gestora do Projeto da Copa Organização da Copa 2014 PORTFÓLIOS UGPCOPA ARENA E ENTORNO INFRAESTRUTURA TURÍSTICA FAN PARKS LOC COPA DESPORTIVA EVENTOS DA FIFA GERENCIAMENTO DE PROJETOS OBRIGAÇÕES GOVERNAMENTAIS SUPRIMENTOS COPA TURÍSTICA

Leia mais

Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte

Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte Mobilidade e acessibilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Política de Mobilidade no Plano Diretor Metropolitano PDDI-RMBH 2. Tendências recentes da mobilidade na

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH. Marcelo Cintra do Amaral. 20 de novembro de 2012 Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Marcelo Cintra do Amaral 20 de novembro de 2012 Roteiro da apresentação: Contexto do PlanMob-BH: prognóstico, caráter de plano diretor, etapas

Leia mais

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS

CIDADE DO CIDADE PARA AUTOMÓVEL PESSOAS MOBILIDADE URBANA Na região Metropolitana de Florianópolis e o PLAMUS Superintendência da Região Metropolitana da Grande Florianópolis CIDADE DO AUTOMÓVEL CIDADE PARA PESSOAS RACIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO Espaço

Leia mais

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ

Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ Mobilidade Urbana: Esse Problema tem Solução? Ronaldo Balassiano Programa de Engenharia de Transportes PET/COPPE/UFRJ 1 1 Introdução Sustentabilidade Mudança nos atuais modelos de produção e consumo Alternativas

Leia mais

AS/DEURB. 2 Seminário de Trólebus. Instituto de Engenharia SP. 14 de maio de 2013

AS/DEURB. 2 Seminário de Trólebus. Instituto de Engenharia SP. 14 de maio de 2013 AS/DEURB 2 Seminário de Trólebus Instituto de Engenharia SP 14 de maio de 2013 Carlos Malburg Gerente Setorial de Mobilidade Urbana cmalburg@bndes.gov.br Transporte (recentes) Principais Contratações Metro

Leia mais

AVALIAÇÃO NACIONAL DO VALE-TRANSPORTE SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO POR ÔNIBUS

AVALIAÇÃO NACIONAL DO VALE-TRANSPORTE SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO POR ÔNIBUS AVALIAÇÃO NACIONAL DO VALE-TRANSPORTE SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO POR ÔNIBUS 1) Dados do Município/Região Metropolitana Município/RM: DADOS CADASTRAIS UF População Total: habitantes 2) Quem

Leia mais

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O BRT MOVE PERSPECTIVA DE ESTAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA NA ÁREA CENTRAL

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O BRT MOVE PERSPECTIVA DE ESTAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA NA ÁREA CENTRAL TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O BRT MOVE PERSPECTIVA DE ESTAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA NA ÁREA CENTRAL Neste guia você vai encontrar as principais informações que precisa para embarcar no novo sistema

Leia mais

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte

29 de julho de 2014. 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte 1ª Reunião do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte Mesa 1: Acessibilidade e qualidade do transporte coletivo e das calçadas de Belo Horizonte Em que medida o PlanMob-BH considerou e avançou

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU AGOSTO - 2014 NO PAÍS, OS INCIPIENTES SISTEMAS PÚBLICOS DE PLANEJAMENTO FORAM DESMOBILIZADOS, SEUS QUADROS FUNCIONAIS SÃO MÍNIMOS.

Leia mais

Belo Horizonte, 30 de novembro de 2012

Belo Horizonte, 30 de novembro de 2012 Belo Horizonte, 30 de novembro de 2012 JUSTIFICATIVA AUMENTO DA CIDADE SEM PLANEJAMENTO (ESPALHAMENTO URBANO) USO QUASE EXCLUSIVO DO MODO RODOVIÁRIO PARA O TRANSPORTE PÚBLICO AUMENTO DA UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS

Leia mais

BRT em Belo Horizonte Melhoria da Mobilidade para a Copa 2014

BRT em Belo Horizonte Melhoria da Mobilidade para a Copa 2014 BRT em Belo Horizonte Melhoria da Mobilidade para a Copa 2014 Situação Atual População de Belo Horizonte: 2,4 milhões de habitantes População da RMBH: 4,5 milhões de habitantes 3,8 milhões de viagens/dia

Leia mais

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013

Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 Políticas de integração para mobilidade urbana em cidades coordenadas por diferente modais Wagner Colombini Martins 20/09/2013 A gestão pública brasileira é marcada pela atuação setorial, com graves dificuldades

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007

SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 SITUAÇÃO ENCONTRADA NO DF EM 2007 Frota antiga e tecnologia obsoleta; Serviço irregular de vans operando em todo o DF 850 veículos; Ausência de integração entre os modos e serviços; Dispersão das linhas;

Leia mais

Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba

Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba Comissão de Análise da Tarifa - Decreto nº. 358/2013 Sistema de Transporte Coletivo de Curitiba Resumo Mar/13 URBS Urbanização de Curitiba S/A A URBS foi criada através de Lei Municipal, em Agosto de 1963

Leia mais

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009

DRAFT. PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 PROJETO DE MOBILIDADE URBANA DE MANAUS 6 de outubro de 2009 Agenda Crescimento de Manaus Solução de mobilidade urbana Resumo do projeto do monotrilho Resumo do projeto do BRT Quadro 2 Agenda Crescimento

Leia mais

Dados de Porto Alegre. População: 1.409.351 habitantes. Área: 496,682 km2

Dados de Porto Alegre. População: 1.409.351 habitantes. Área: 496,682 km2 AUDIÊNCIA PÚBLICA Dados de Porto Alegre População: 1.409.351 habitantes Área: 496,682 km2 Figura 1. Localização do Município de Porto Alegre e dos demais municípios integrantes da RMPA. Legislação Aplicável:

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

Belo Horizonte: em direção à

Belo Horizonte: em direção à Belo Horizonte: em direção à mobilidade d sustentável tá INDICADORES DA MOBILIDADE URBANA EM BELO HORIZONTE 3,8 milhões de viagens/dia, 44% pelo transporte coletivo 6,3 milhões viagens/dia na RMBH 1,6

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES

MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES MOBILIDADE URBANA EM SÃO PAULO APLICAÇÃO DE SOLUÇÕES IMEDIATAS E EFICAZES JULHO 2015 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS URBANO Fonte: Pesquisa de mobilidade 2012 SÃO PAULO UMA CIDADE A CAMINHO DO CAOS

Leia mais

Lista completa de todos os trabalhos desenvolvidos pela TECBUS desde 1998.

Lista completa de todos os trabalhos desenvolvidos pela TECBUS desde 1998. Lista completa de todos os trabalhos desenvolvidos pela TECBUS desde 1998. Estudo para elaboração da Planilha de Custo do Sistema de Transporte Urbano de passageiros de Maceió. Contratante: TRANSPAL 2008;

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima

CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima Plano Setorial de Transporte e de Mobilidade Urbana para Mitigação da Mudança do Clima PSTM - Parte 2: Mobilidade Urbana /

Leia mais

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo

Seminário: Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo : Mobilidade Urbana e Transportes Públicos no Estado de São Paulo Tema: Uma Agenda para a Mobilidade Urbana da Metrópole Planejamento Urbano, Mobilidade e Modos Alternativos de Deslocamento Engº Jaime

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH

Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Plano de Mobilidade Urbana de Belo Horizonte - PlanMob-BH Situação do Sistema de Mobilidade Urbana Problemas e necessidades Linhas de intervenção Condução do Plano BHTRANS PREFEITURA BH A CIDADE DE BELO

Leia mais

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Belo Horizonte. Setembro/2013 CodeP1 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede: Belo Horizonte Setembro/2013 Belo Horizonte: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s CodeP2 Referência Set/13, Distribuição dos

Leia mais

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana

Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana Desafios para Melhoria da Mobilidade Urbana O Desafio da CET 7,2 milhões de veículos registrados 12 milhões de habitantes 7,3 milhões de viagens a pé 156 mil viagens de bicicleta 15 milhões de viagens

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES

MINISTÉRIO DAS CIDADES MINISTÉRIO DAS CIDADES MINISTÉRIO DAS CIDADES Programa Brasil Acessível Arq. Augusto Valiengo Valeri FÓRUM NACIONAL DE TRAVESSIA ACESSÍVEL CET / CPA - SP 06 de novembro de 2007 São Paulo - SP Estrutura

Leia mais

Motivos e insatisfações dos usuários dos modos de transporte.

Motivos e insatisfações dos usuários dos modos de transporte. Motivos e insatisfações dos usuários dos modos de transporte. Anna Carolina Côrrea Pereira 1 ; Ana Gabriela Furbino Ferreira 2 ; Igor Jackson Arthur Costa e Souza 3 ; José Irley Ferreira Júnior 4 ; Antônio

Leia mais

Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014. Mobilidade Urbana e a Copa 2014

Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014. Mobilidade Urbana e a Copa 2014 Grupo de Trabalho Copa do Mundo Brasil 2014 Mobilidade Urbana e a Copa 2014 Novembro de 2009 Participação do Gov. Fed. na Copa de 2014 Setor hoteleiro Estádio Aeroporto Investimentos Federais Porto Mobilidade

Leia mais

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas?

Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Como transformar o direito à mobilidade em indicadores de políticas públicas? Uma contribuição - INCT Observatório das Metrópoles - Projeto: Metropolização e Mega-eventos: os impactos da Copa do Mundo/2014

Leia mais

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 O sistema de transporte público por ônibus em São Paulo

Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 O sistema de transporte público por ônibus em São Paulo Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico Turma 11 O sistema de transporte público por ônibus em São Paulo Pauline Niesseron (*) Após as manifestações de junho 2013, surgiu um questionamento

Leia mais

BRT MOVE TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O

BRT MOVE TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O TUO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O BRT MOVE PERSPECTIVA A de integração TRANSPORTE PÚBLICO E QUALIAE NAS RUAS E BH PERSPECTIVA E UMA E TRANSFERÊNCIA NA ÁREA CENTRAL BH vai ter um sistema de transporte

Leia mais

Compartilhar objetivos e alcançar um novo patamar em tratamento de resíduos sólidos. Essa é a proposta do governo de minas.

Compartilhar objetivos e alcançar um novo patamar em tratamento de resíduos sólidos. Essa é a proposta do governo de minas. Compartilhar objetivos e alcançar um novo patamar em tratamento de resíduos sólidos. Essa é a proposta do governo de minas. Compartilhar objetivos e alcançar um novo patamar no tratamento de resíduos.

Leia mais

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil

MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR. Palestrante: Horácio Brasil MOBILIDADE CENÁRIOS E TENDÊNCIAS DO SETOR DE TRANSPORTES EM SALVADOR Palestrante: Horácio Brasil MAIO 2013 Var% 2011/2001 CRESCIMENTO POPULACIONAL 20,00 15,00 14,72 16,07 11,60 10,00 8,36 6,69 5,00 3,77

Leia mais

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA

PLANOS DE MOBILIDADE URBANA IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA: PLANOS DE MOBILIDADE URBANA RENATO BOARETO Brasília, 28 de novembro de 2012 Organização Não Governamental fundada em 2006 com a missão de apoiar a

Leia mais

Mobilidade urbana: realidade e perspectivas

Mobilidade urbana: realidade e perspectivas Mobilidade urbana: Josef Barat realidade e perspectivas Fórum Nordeste 2030 Visão Estratégica Recife, 14 de Agosto de 2013 Importância da mobilidade urbana Econômica: Necessária para o bom desempenho das

Leia mais

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro

Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Programa de Integração e Mobilidade Urbana da Região Metropolitana do Rio de Janeiro Waldir Peres Superintendente Agência Metropolitana de Transportes Urbanos São Paulo Setembro de 2011 Plano Geral Rio

Leia mais

RMTC. Rede Metropolitana de Transporte Coletivo

RMTC. Rede Metropolitana de Transporte Coletivo RMTC Rede Metropolitana de Transporte Coletivo RMTC Região Metropolitana de Goiânia PLANO DE NEGÓCIOS Sta Bárbara de Goiás Caturaí Inhumas Trindade Brazabantes Goianira Nova Veneza Sto Antônio de Goiás

Leia mais

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA

Unidade Gestora do Projeto da Copa. Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA Unidade d Gestora do Projeto da Copa MOBILIDADE URBANA PLANO DE GOVERNANÇA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MANAUS 1.802.014 Hab População/ bairros de Manaus DISTRIBUIÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS EM MANAUS Automóveis

Leia mais

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Melhoria da Infraestrutura Viária e Transporte na Capital Abril/2011 Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1 VIADUTOS DE

Leia mais

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis

IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Documento confidencial para uso e informação do cliente IIIª Circunferência de Mobilidade Urbana de Florianópolis Dia Mundial sem Carro Divulgação Preliminar dos Resultados das Pesquisas Parte I Visão

Leia mais

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS

BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS TRANSPORTE PÚBLICO MASSIVO: BRT MANAUS CLAUDEMIR JOSÉ ANDRADE Arquiteto e Urbanista Membro da Comissão Executiva de Planejamento e Gestão de Projetos Manaus Sede da Copa do Mundo de 2014. BUS RAPID TRANSIT?

Leia mais

Tiago Lacerda. Marketing Esportivo

Tiago Lacerda. Marketing Esportivo Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 Belo Horizonte Minas Gerais Comitê Executivo Municipal Tiago Lacerda Gerência Geral Assessoria jurídica Assessoria Imprensa Comunicação e Marketing Eventos e Ações Sociais

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo VI B Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-Financeira Anexo VI B Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-Financeira

Leia mais

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Copa em Minas já começou Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH 31 de maio de 2011 dois anos de escolha das cidades-sede 2014 BH/MG modelo

Leia mais

Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo

Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo 9 de novembro de 2012 SINAENCO Sindicato da Arquitetura e da Engenharia 1 ARENA INDEPENDÊNCIA Estádio Raimundo Sampaio, o Independência Inaugurado em

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU - SETEMBRO - 2014

PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU - SETEMBRO - 2014 PLANO DIRETOR DE TRANSPORTE DA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO - PDTU - SETEMBRO - 2014 Os Relatórios Técnicos emitidos encontram-se disponíveis no site da Secretaria de Estado de Transportes: www.rj.gov.br/web/setrans

Leia mais

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Metrô em elevado com extensão de 9,3 Km com rede elétrica aérea, sinalização, bilhetagem eletrônica, escadas rolantes Quatro Estações de Passageiros

Leia mais

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina

Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus. Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis Plamus Guilherme Medeiros SC Participações e Parcerias S.A. Governo de Santa Catarina Introdução PLAMUS e status do projeto Diagnóstico: qual

Leia mais

NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE. Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família.

NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE. Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família. NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família. NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE BRT Cristiano Machado Empreendimento BRT Antônio Carlos / Pedro I -Meta 4A Trecho Centro - Pampulha

Leia mais

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte

Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Fomento à Inovação e Negócios em Ciências da Vida em Belo Horizonte Atração de Investimentos, Promoção Comercial e Projeção Internacional Eduardo Bernis Secretaria Municipal de Desenvolvimento Belo Horizonte

Leia mais

Perspectivas para o Setor

Perspectivas para o Setor Perspectivas para o Setor André Dantas Diretor Técnico São Paulo, 05 de dezembro de 2013 Estrutura da apresentação Contexto; Dados do setor; e Perspectivas. CONTEXTO (O que está acontecendo ao nosso redor?)

Leia mais

Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento

Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento Belo Horizonte: desafios, expectativas e oportunidades para aprimoramento da política e gestão de estacionamento Ramon Victor Cesar Presidente da BHTRANS Sumário Geral Sumário 1. PlanMob-BH Plano Diretor

Leia mais

Júlio Eduardo dos Santos

Júlio Eduardo dos Santos Júlio Eduardo dos Santos Secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Linha do Tempo 1965 a 2003 Extinção da GEIPOT Lei 10.233 / 2001 Criação da EBTU lei nº 6.261 em 1975 Extinção da EBTU Dec.

Leia mais

III Conferência Municipal de Política Urbana ESTUDOS URBANOS Transformações recentes na estrutura urbana

III Conferência Municipal de Política Urbana ESTUDOS URBANOS Transformações recentes na estrutura urbana III Conferência Municipal de Política Urbana ESTUDOS URBANOS Transformações recentes na estrutura urbana PBH/SMURBE Núcleo de Planejamento Urbano da Secretaria Municipal de Políticas Urbanas de Belo Horizonte

Leia mais

Matheus Henrique de Sousa Oliveira. Renato Guimarães Ribeiro

Matheus Henrique de Sousa Oliveira. Renato Guimarães Ribeiro CONFLITOS E OPORTUNIDADES NO PLANEJAMENTO DOS TRANSPORTES METROPOLITANOS NO CONTEXTO DE IMPLANTAÇÃO DO PROJETO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS METROPOLITANO NA RMBH Matheus Henrique de Sousa Oliveira Renato

Leia mais

MOBILIDADE URBANA E DIREITOS HUMANOS

MOBILIDADE URBANA E DIREITOS HUMANOS MOBILIDADE URBANA E DIREITOS HUMANOS 40,9% (não motorizado) Divisão Modal 170 milhões viagens / dia 29,4% (coletivo) 26,1% 38,1% 3,3% 29,7% (individual) 2,8% 2,5% 27,2% ônibus metroferroviário automóvel

Leia mais

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA DE TRANSPORTE E TRANSITO DE JOÃO PESSOA STTRANS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 001/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2010/047142 ANEXO IV DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO

Leia mais

Transporte e Planejamento Urbano

Transporte e Planejamento Urbano Transporte e Planejamento Urbano para o Desenvolvimento da RMRJ Julho/2014 Cidades a maior invenção humana As cidades induzem a produção conjunta de conhecimentos que é a criação mais importante da raça

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA ESTAÇÕES BHBUS PAMPULHA E SÃO JOSÉ

CONSULTA PÚBLICA ESTAÇÕES BHBUS PAMPULHA E SÃO JOSÉ CONSULTA PÚBLICA ESTAÇÕES BHBUS PAMPULHA E SÃO JOSÉ O presente documento contém os pedidos de esclarecimentos e sugestões a respeito da concessão de obra pública para as Estações Bhbus Pampulha e São José

Leia mais

País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades.

País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades. A Política de Mobilidade Urbana no desenvolvimento das cidades! AS CIDADES País predominantemente urbano: cerca de 80% da população brasileira mora em cidades. Processo de urbanização caracterizado pelo

Leia mais

Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA

Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA MOBILIDADE URBANA EM REGIÕES METROPOLITANAS Sistema Metro-Ferroviário e a Integração Metropolitana do Transporte na RMPA Marco Aurélio Spall Maia Diretor Presidente TRENSURB-Porto Alegre Região Metropolitana

Leia mais

81ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito

81ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito 81ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito REITUP Desoneração do Transporte Público Marcos Bicalho dos Santos Guarulhos/SP, 9 de agosto de 2013 Estrutura

Leia mais

Política Nacional de Mobilidade Urbana Os Desafios para Efetivação da Lei nº. 12.587/2012

Política Nacional de Mobilidade Urbana Os Desafios para Efetivação da Lei nº. 12.587/2012 Política Nacional de Mobilidade Urbana Os Desafios para Efetivação da Lei nº. 12.587/2012 André Dantas Matteus de Paula Freitas Arthur Oliveira Belo Horizonte (MG), 15/02/2012 1 ESTRUTURA 1. Contexto;

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados

Audiência Pública Câmara dos Deputados Audiência Pública Câmara dos Deputados QUALIDADE DO TRANSPORTE PÚBLICO Marcos Bicalho dos Santos Brasília-DF, 25 de setembro de 2013 Estrutura da apresentação 1. Contexto; 2.SistemasBRTeBRS Prioridadeparaotransportepúblicoporônibus;

Leia mais

Boas práticas para Mobilidade Urbana

Boas práticas para Mobilidade Urbana Boas práticas para Mobilidade Urbana PAC para Mobilidade - EMBARQ Otávio Vieira Cunha, Presidente da Diretoria Executiva Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos NTU Brasília, 28 de Novembro

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima

CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima CONSULTA PÚBLICA Planos Setoriais de Mitigação e Adaptação à Mudança do Clima Plano Setorial de Transporte e de Mobilidade Urbana para Mitigação da Mudança do Clima PSTM - Parte 2: Mobilidade Urbana /

Leia mais

Infraestrutura, Segurança e PPPs

Infraestrutura, Segurança e PPPs www.pwc.com Infraestrutura, Segurança e PPPs Dezembro, 2011 Agenda - Características de uma PPP - Alguns Projetos de PPP no Brasil - Exemplos de PPP em Infraestrutura e Segurança 2 Características de uma

Leia mais

Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução 2. Características do evento

Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução 2. Características do evento Plano de Logística Encontro da Frente Nacional de Prefeitos Pré-projeto Estrutura do documento 1. Introdução O Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS) é um evento organizado pela

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA

POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA POLÍTICA URBANA E DINAMIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE RUA Seminário GVcev: Polos Varejistas de Rua: Oportunidades para o varejo e a revitalização das cidades Fernando de Mello Franco 11 novembro 2014 DOMINGO, 09

Leia mais

Obras de mobilidade urbana de BH

Obras de mobilidade urbana de BH Obras de mobilidade urbana de BH Belo Horizonte foi a primeira cidade sede da Copa do Mundo Fifa 2014 a assinar os contratos de financiamentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade,

Leia mais

Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB

Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB PROGRAMA ESTADUAL DE MOBILIDADE URBANA PROMOB ARAÇOIABA 15.108 90 IGARASSU 82.277 323 ITAPISSUMA 20.116 74 ITAMARACÁ 15.858 65 PRAIA DE MARIA FARINHA A REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE Municípios: 14 População:

Leia mais

DIRETORIA DE TRANSPORTES

DIRETORIA DE TRANSPORTES O que é concessão? É o instrumento previsto em Lei que possibilita a transferência da execução de determinado serviço público a particulares, através da celebração de um contrato, por prazo certo e determinado,

Leia mais

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO Projeção de crescimento populacional Demanda de energia mundial Impacto ao meio ambiente projeções indicam que os empregos vão CONTINUAR no centro EMPREGOS concentrados no CENTRO

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Belo Horizonte Brasília, Abril de 2012

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Belo Horizonte Brasília, Abril de 2012 CodeP0 Balanço 2012 Copa do Mundo Cidadesede Belo Horizonte Brasília, CodeP1 Valores Consolidados R$ mi, abr/12 Total Empreendimentos Investimento Total Federal Local Federal Estádio 1 695,0 400,0 295,0

Leia mais

O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável e a implantação do. MOVE, o BRT de Belo Horizonte

O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável e a implantação do. MOVE, o BRT de Belo Horizonte O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável e a implantação do MOVE, o BRT de Belo Horizonte BH, 2001-12 - Dinâmica recente: um colossal crescimento da frota de veículos automotores A frota de veículos mais

Leia mais

RMBH Colegiado Metropolitano da Sociedade Civil

RMBH Colegiado Metropolitano da Sociedade Civil Colegiado Metropolitano da Sociedade Civil PROPOSTA ESTRUTURAÇÃO TERRITORIAL METROPOLITANA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Apresentada à Assembléia Metropolitana e ao Conselho Metropolitano; encaminhada

Leia mais

Processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações visando à consecução de determinados objetivos.

Processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações visando à consecução de determinados objetivos. Planejamento: Processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações visando à consecução de determinados objetivos. Séc XX Planejar: Fazer o plano ou planta de; projetar, traçar. 1881

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras

Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro. Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras Obras de Mobilidade Urbana no Município da Cidade do Rio de Janeiro Alexandre Pinto Secretario Municipal de Obras BRTs Criado no Brasil e exportado para diversas cidades, tais como Bogotá, Pequim e Johanesburgo,

Leia mais

Plano Municipal de Transporte Coletivo Urbano de Itapoá - SC AUDIÊNCIA PÚBLICA

Plano Municipal de Transporte Coletivo Urbano de Itapoá - SC AUDIÊNCIA PÚBLICA Plano Municipal de Transporte Coletivo - SC AUDIÊNCIA PÚBLICA Maio - 2012 1 - Apresentação A Administração Municipal de Itapoá contratou este estudo técnico com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço

Leia mais

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano

Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Transporte e Infraestrutura: Perspectivas para o Transporte Público Urbano Otávio Vieira da Cunha Filho Presidente da Diretoria Executiva NTU Rio de Janeiro, 17/08/2012 1 Estrutura 1. Contexto; 2. O que

Leia mais

Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ. Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana

Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ. Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana Tecnologias empregadas no transporte por ônibus no Rio de Janeiro - RJ Richele Cabral Diretora de Mobilidade Urbana Setembro de 2014 Ambiente Institucional Entidades Nacionais Empresariais Empresas Associadas

Leia mais