a) Falsa. Por exemplo, para n = 2, temos 3n = 3 2 = 6, ou seja, um número par.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "a) Falsa. Por exemplo, para n = 2, temos 3n = 3 2 = 6, ou seja, um número par."

Transcrição

1 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 01 a) Falsa. Por exemplo, para n =, temos 3n = 3 = 6, ou seja, um número par. b) Verdadeira. Por exemplo, para n = 1, temos n = 1 =, ou seja, um número par. c) Falsa. Por exemplo, para n =, temos 3n + 1 = = 7, que não é múltiplo de 4. d) Falsa. Por exemplo, para n =, temos n = = 4, que não é primo. e) Falsa. Por exemplo, para n = 5, temos n n + n + 5 = = 5 (5 4 + ), que não é primo, pois é divisível por 5 (5 4 + ) e também por 1 e por 5. Resposta: B 1

2 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 0 Sejam x, r e n : x 3 r n x = 3n + r; com r Se r = 0, x = 3n é múltiplo de 3. Se r = 1, x = 3n + 1 não é múltiplo de 3. Se r =, x = 3n + não é múltiplo de 3. Se r = 1, x = 3n 1 = 3n 3 + = 3 (n 1) + não é múltiplo de 3. Se r =, x = 3n = 3n 3 + 1= 3 (n 1) + 1 não é múltiplo de 3. Dessa análise, observe que todo inteiro não múltiplo de 3 pode ser representado por 3n ou 3n 1 ou 3n + 1 ou 3n +. Resposta: C

3 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 03 I. Verdadeira. Todo número da forma k, com k, é par. Assim, para m, n, com m, n, temos: m + n = m + n, que é par. ( ) II. Verdadeira. Todo número da forma k + 1, com k, é ímpar. Assim, para m, n, com m, n, temos: m + 1+ n + 1 = m + n + 1, que é par. ( ) III. Verdadeira. Das afirmações (I) e (II), concluímos que (III) é verdadeira. IV e V. Verdadeiras. Resposta: E Para k, repare que ( ) k = 4k = k é par, ou seja, o quadrado de um número par é par. Repare, também, que ( k + 1) = 4k + 4k + 1 = ( k + k) + 1 é ímpar, ou seja, o quadrado de um número ímpar é ímpar. 3

4 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 04 I. Verdadeira. k, a = k + 1 a = k + 1 = 4k + 4k + 1 = k + k + 1 é ímpar. ( ) ( ) II. Falsa. Observe o contraexemplo. a = 3 a = 3 = 3 é ímpar. Portanto, a não precisa ser inteiro e ímpar para que a seja ímpar. III. Verdadeira. Como a é inteiro, então a é par ou a é ímpar. O quadrado de um par é par, e o quadrado de um ímpar é ímpar; logo, se a é ímpar e a é inteiro, então a é ímpar. Resposta: V F V 4

5 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 05 a b = 5 a) ( a+ b) ( a b) = 5 Repare que, nas condições do enunciado, temos: 5= 51 ou 5= 15 ou 5 = ( 1) ( 5) ou 5 = ( 5) ( 1) Daí, vem: a+ b = 5 a+ b = 1 a+ b = 1 a+ b = 5 ou ou ou a b = 1 a b = 5 a b = 5 a b = 1 a+ b = 5 Do sistema, somando as equações, temos: a b = 1 a+ b+ a b = 5+ 1 a = 6 a = 3 Substituindo a = 3na equação a+ b = 5 b =. a+ b = 1 Do sistema, somando as equações, temos: a b = 5 a+ b+ a b = 1+ 5 a = 6 a = 3 Substituindo a = 3 na equação a+ b = 1 b =. a+ b = 1 Do sistema, somando as equações, temos: a b = 5 a+ b+ a b = 1+ ( 5) a = 6 a = 3 Substituindo a = 3 na equação a+ b = 1 b =. a+ b = 5 Do sistema, somando as equações, temos: a b = 1 a+ b+ a b = 5+ ( 1) a = 6 a = 3 Substituindo a = 3na equação a+ b = 5 b =. a, b de números inteiros que são solução Assim, os pares ordenados ( ) da equação a b = 5são: (3, ), (3, ), ( 3, ) e ( 3, ) b) a = ab + 13 a ab = 13 ( ) a a b = 13 5

6 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números Repare que, nas condições do enunciado, temos: 13 = 13 1 ou = 1 13 = ou = ( ) ( ) ou ( ) ( ) Daí, temos: a = 13 a = 1 a = 13 a = 1 ou ou ou a b = 1 a b = 13 a b = 1 a b = 13 a = 13 Do sistema, substituindo a = 13 na equação a b = 1, vem a b = 1 b = 1. a = 1 Do sistema, substituindo a = 1 na equação a b = 13, vem a b = 13 b = 14. a = 13 Do sistema, substituindo a = 13 na equação a b = 1, a b = 1 vem b = 1. a = 1 Do sistema, substituindo a = 1 na equação a b = 13, a b = 13 vem b = 1. Assim, os pares ordenados ( a, b) de números inteiros que são solução da equação a = ab + 13 são: (13, 1), (1, 1), ( 13, 1) e ( 1, 1) c) a ab 4 + = a ( a+ b) = 4 Repare que, nas condições do enunciado, temos: 4= 41 ou = 1 4 ou 4 = ou 4 = ( ) ( ) Daí, temos: a = 4 a = 1 ou a + b = 1 a + b = 4 a = ou a + b = a = 4 Do sistema a + b = 1 b = 3. Do sistema b = 3. Do sistema b = 3. = ou = ( ) ( ) ou ( ) ( ) ou a = 4 a + b = 1 ou a = 1 a + b = 4 ou a = a + b =, substituindo a = 4 na equação a+ b = 1, vem a = 1, substituindo a = 1 na equação a+ b = 4, vem a + b = 4 a = 4, substituindo a = 4na equação a+ b = 1, vem a + b = 1 6

7 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números Do sistema vem b = 3. Do sistema b = 0. Do sistema a = 1 a + b = 4, substituindo a = 1 na equação a+ b = 4, a =, substituindo a = na equação a+ b =, vem a + b = a = a + b =, substituindo a = na equação a+ b =, vem b = 0. Assim, os pares ordenados ( a, b) de números inteiros que são solução da equação a + ab = 4 são: (1, 3), (, 0), (4, 3), ( 1, 3), (, 0) e ( 4, 3) d) a + b = ab a+ b ab = 0 a ( 1 b) = b b a = 1 b b+ 1 1 a = 1 b b+ 1 1 a = 1 b 1 b 1 a = 1 1 b Como a, 1 b é divisor de 1, ou seja, 1 b = 1 ou 1 b = 1. De 1 b = 1, vem b = 0. De 1 b = 1, vem b =. 1 Se b = 0, então a = 1 = Se b =, então a = 1 =. 1 Assim, os pares ordenados ( a, b) de números inteiros que são solução da equação a + b = ab são: (0, 0) e (, ) Respostas: a) (3, ), (3, ), ( 3, ) e ( 3, ) b) (13, 1), (1, 1), ( 13, 1) e ( 1, 1) c) (1, 3), (, 0), (4, 3), ( 1, 3), (, 0) e ( 4, 3) d) (0, 0) e (, ). 7

8 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 06 a) O maior inteiro de 4algarismos é = = = Assim, 9996 é o maior inteiro de 4 algarismos que é múltiplo de 1. b) O menor inteiro de 4 algarismos é = = = = = 84 1 Assim, é o menor inteiro de 4 algarismos que é múltiplo de 1. c) Dos itens a e b, os múltiplos de 1 compreendidos entre e 9999 são { 1 008, 1 00, 1 03,..., 9996 }. Repare que essa sequência é uma PA com a1 = 1 008, r = 1 e an = Daí, temos: 9996 = n 1 1 ( ) 8988 = n 1 1 ( ) 749 = n 1 n = 750 Assim, há 750 múltiplos de 1 compreendidos entre e Respostas: a) b) c) 750 8

9 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números = = = = = = = = Daí, os múltiplos de 18 entre 100 e são { 108, 16, 144,...,990}. Repare que essa sequência é uma PA com a1 = 108, r = 18 e an = 990. Dessa forma, temos: 990 = n 1 18 ( ) ( ) 88 = n = n 1 n = 50 Assim, há 50 múltiplos de 18 entre 100 e Resposta: 50 9

10 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 08 a) Da expressão a 7a + 10, temos a equação a 7a + 10 = 0. Resolvendo essa equação, obtemos a = ou a = 5. Daí, a expressão a 7a 10 1 a a 5, ou +, na forma fatorada, é ( ) ( ) seja, a 7a + 10 = ( a ) ( a 5). b) Para que a 7a 10 a a 5, seja um número primo, são condições necessárias: a = 1 ou a = 1 ou a 5 = 1 ou a 5 = 1 Da equação a = 1, vem a = 3. Da equação a = 1, vem a = 1. Da equação a 5 = 1, vem a = 6. Da equação a 5 = 1, vem a = 4. Agora, vamos verificar o valor da expressão a 7a + 10 para cada um dos valores obtidos para a. Se a = 3, a 7a + 10 = =, ou seja, primo. Se a = 1, a 7a + 10 = = 4, ou seja, não é primo. Se a = 6, a 7a + 10 = = 4, ou seja, não é primo. Se a = 4, a 7a + 10 = =, ou seja, primo. Dessa forma, a 7a + 10 é primo para a = 3 e para a = 4. Respostas: a) (a ) (a 5) b) 3 e 4 +, ou ainda ( ) ( ) 10

11 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 09 Da expressão a 6a + 5, temos a equação a 6a + 5 = 0. Resolvendo essa equação, obtemos a = 1 ou a = 5. Daí, a expressão a 6a 5 1 a 1 a 5, ou seja, + na forma fatorada é ( ) ( ) ( ) ( ) +, ou ainda ( a 1) ( a 5) a 6a 5 1 a 1 a 5 + =. Para que a 6a 5, seja um número primo, são condições necessárias: a 1= 1 ou a 1= 1 ou a 5 = 1 ou a 5 = 1 Da equação a 1= 1, vem a =. Da equação a 1= 1, vem a = 0. Da equação a 5 = 1, vem a = 6. Da equação a 5 = 1, vem a = 4. Agora, vamos verificar o valor da expressão a 6a + 5 para cada um dos valores obtidos para a. Se a =, a 6a + 5 = = 3, ou seja, primo. Se a = 0, a 6a+ 5 = = 5, ou seja, primo. Se a = 6, a 6a+ 5 = = 5, ou seja, primo. Se a = 4, a 6a+ 5 = = 3, ou seja, primo. Dessa forma, o único primo positivo da forma a 6a + 5 é o 5. Resposta: 5 11

12 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 10 a) 4 a + 4 Repare que ( ) 4 a a 4a 4 4 ( a + ) 4a = a a + 4 = ( a + ) ( a) 4 a + 4 = ( a + ) + ( a) ( a + ) ( a) 4 a + 4 = ( a + a + ) ( a a + ) + = + +. Daí, vem: b) Para que a 4 4 a + a + a a +, seja um número primo, são condições necessárias: a + a + = 1 ou a + a + = 1 ou a a + = 1 ou a a + = 1 Da equação a + a + = 1, vem a = 1. A equação a + a + = 1 não admite solução real. Da equação a a + = 1, vem a = 1. A equação a a + = 1 não admite solução real. 4 Agora, vamos verificar o valor da expressão a + 4para cada um dos valores obtidos para a. 4 Se a = 1, a + 4 = ( 1) = 5, ou seja, é primo. 4 4 Se a = 1, a + 4 = = 5, ou seja, é primo. 4 Dessa forma, o único primo da forma a + 4 é o 5. Respostas: a) (a + a + ) (a a + ) b) 5 +, ou ainda ( ) ( ) 1

13 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 11 Observe o algarismo das unidades nestas potências: 1 7 = 7 7 = = = = = = = = Usando a tabela, nota-se que o algarismo das unidades de e x 1 pode ser somente 7, 9, 3 ou 1. a) Da tabela, o algarismo das unidades de b) Da tabela, o algarismo das unidades de c) Da tabela, o algarismo das unidades de d) Da tabela, o algarismo das unidades de 007 é é é é 7. x 7, com x e) Repare que: Dessa divisão, o algarismo das unidades de algarismo das unidades de 007, ou seja, é o mesmo Respostas: a) 9 b) 3 c) 1 d) 7 e) 9 13

14 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 1 a) Usando a tabela dada no enunciado, nota-se que o algarismo das x unidades de 3, com x e x 1 pode ser somente 3, 9, 7 ou 1. No caso da base 7, as possibilidades são: 7, 9, 3 e 1. Repare que: Dessa divisão, o algarismo das unidades de 1 das unidades de 3, ou seja, é o mesmo algarismo 43 b) Analogamente ao item a, o algarismo das unidades de 3 é o mesmo 3 algarismo das unidades de 3, ou seja, 7, e o algarismo das unidades de 7 é o mesmo algarismo das unidades de 7, ou seja, 3. Observe os algarismos das unidades das potências x, com x e x 1. 1 = = 4 3 = 8 4 = 16 5 = = 51 = 64 7 = 18 8 = Dessa divisão, o algarismo das unidades de 58 é o mesmo algarismo das unidades de, ou seja, Dessa forma, o algarismo das unidades de é = 6. Resposta: a) 3 b) 6 14

15 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 13 Do enunciado: = A igualdade 3000 = significa que se passaram 48 semanas e 4 dias. Como 0 de julho de 008 foi um domingo, temos: segunda terça quarta quinta sexta sábado domingo segunda terça quarta quinta sexta sábado domingo segunda terça quarta Dessa forma, os 4 dias que sobraram significa que 0 de julho de 008 caiu numa quinta-feira. Resposta: A 15

16 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 14 Primeiro modo: Do enunciado, temos: n 1 7 q n = 1q + 7 n= 4 3q n = 4 ( 3q + 1) + 3 Da equação n = 4 ( 3q + 1) + 3, o resto da divisão de n por 4 é 3. Segundo modo: Como o resto da divisão do número n por 1 é 7, sem perda de generalidade, podemos tomar n= 7, pois: Repare que: Dessa forma, o resto da divisão de n por 4 é 3. Resposta: D 16

17 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 15 Do enunciado, temos: N q N = 1994 q Daí, vem: N = q N = q N = q N = q ( ) Assim, a divisão de N por 1994 deixa resto 154. Resposta:

18 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 16 Do enunciado, devemos ter: k + 13 k k k = = = + = 1+ k 4 k 4 k 4 k 4 k 4 k 4 Para que k 4 seja um divisor de k + 13, basta que k 4 seja um divisor (k 4) 1, 17, 1, 17. de 17, ou seja, { } Assim, temos: k 4 = 1 k = 5 ou k 4 = 17 k = 1 ou k 4 = 1 k = 3 ou k 4 = 17 k = 13 Resposta: { 13, 3, 5, 1} 18

19 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 17 Dizer que k 4 é múltiplo de k + 13 é o mesmo que dizer que k + 13 é divisor de k 4. Daí, temos: k 4 k k k = = = = 1 k + 13 k + 13 k + 13 k + 13 k + 13 k + 13 Com (k + 13) { 1, 17, 1, 17}. Assim: k + 13 = 1 k = 1 ou k + 13 = 17 k = 4 ou k + 13 = 1 k = 14 ou k + 13 = 17 k = 30 Resposta: { 30, 14, 1, 4} 19

20 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 18 Do enunciado, devemos ter: k + 13 k + k + 13 k + k k 4 k = = = + + = + k 4 k 4 k 4 k 4 k 4 k 4 k 4 Com (k 4) { 1, 3, 7, 1, 1, 3, 7, 1}. Assim: k 4 = 1 k = 5 ou k 4 = 3 k = 7 ou k 4 = 7 k = 11 ou k 4 = 1 k = 5 ou k 4 = 1 k = 3 ou k 4 = 3 k = 1 ou k 4 = 7 k = 3 ou k 4 = 1 k = 17 Resposta: { 17, 3, 1, 3, 5, 7, 11, 5} 0

21 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 19 Verificação da primalidade do 187 Pelo crivo de Eratóstenes, temos: / é divisível por 11, logo, não é primo. Verificação da primalidade do 191 Pelo crivo de Eratóstenes, temos: / é primo. Resposta: 187 não é primo; 191 é primo. 1

22 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 0 Observe que 131 é primo, ou seja: 131= = = = ( ) ( ) ( ) ( ) Assim, são quatro pares ordenados (x, y): ( 1, 131 ), ( 131, 1 ), ( 1, 131) ( 131, 1). Resposta: 4 e

23 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 1 mmc( x, y) mdc( x, y) = x y mmc ( x, y) 1 = mmc( x, y) = 1 mmc x, y = ( ) Resposta:

24 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números Cálculo do mmc ( 010, 018 ) : 010, , , , , , mmc ( 010, 018) = Cálculo do mdc ( 010, 018 ) : 010, , mdc ( 010,018) =. Resposta: mmc = ; mdc = 4

25 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 3 Capacidade de cada recipiente: x litros Total de recipientes com gasolina: m Total de recipientes com álcool: n 13 m x = 13 m = x 96 n x = 96 n = x Para que m+ n seja mínimo, devemos ter m mínimo e n mínimo, o que quer dizer que x deve ser máximo. Como x é divisor de 96 e 13 e é máximo, x = mdc ( 96,13). 96, 13 48, 66 4, , 11 3 x = 3 = 1 13 m = = 11 e 1 96 n= = 8 1 Assim, a capacidade de cada recipiente é 1 litros, sendo necessário um total de = 19 recipientes. Resposta: Capacidade de 1 litros, com 19 recipientes 5

26 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 4 Piloto A: 3min40s = 0s 0, 440, 660,... { } a a a 1 volta volta 3 volta Piloto B: 3min50s = 30s 30, 460, 690,... { } a a a 1 volta volta 3 volta Para que os pilotos A e B se encontrem, basta que exista o mesmo número em cada uma das sequências acima. Observe que a sequência do piloto A é formada pelos múltiplos de 0, enquanto a sequência de B, pelos múltiplos de 30. Dessa forma, eles se encontrarão nos múltiplos comum de 0 e 30. 0, , , , , 3 3 1, mmc ( 0,30) = = 5060 O menor intervalo de tempo para que eles se encontrem no ponto em questão é s, ou seja, 1h 4min 0s Resposta: 1h 4min 0s 6

27 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 5 Observe a figura: Do enunciado, x é divisor de 960 e Se x = mdc ( 960,1 80), o número de placas necessário para cobrir a superfície será mínimo. 960, , , 30 10, , 80 30, 40 15, , x = 5 = 30 Nessas condições, o número de placas é: = Resposta: 1 placas 7

28 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 6 a) mmc( a,b) mdc( a,b) = a b = 35 b = 35 b 15 = b b = 15 b) = a b a b = Possibilidades: a = 5,b = = 105 a = 3 5 = 15,b = 5 7 = 35 a = 5 7 = 35,b = 3 5 = 15 a = = 105,b = 5 Respostas: a) 15 b) (5, 105), (15, 35), (35, 15) e (105, 5). 8

29 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 7 Observe a figura: Seja x (em centímetros) a medida do lado do piso, então x deve ser divisor de 00 e de 500 ; logo, x deve ser divisor do mdc ( 00,500 ). 00, , 50 50, , 5 5, 5 5 Como x é divisor de 5 α, x é do tipo 5 β { 0, 1, }. Assim: 0 0 β= 0 x = 5 = α= 0 β= 1 x = 5 = 5 0 β= x = 5 = β= 0 x = 5 = 1 1 α= 1 β= 1 x = 5 = 10 1 β= x = 5 = 50 0 β= 0 x = 5 = 4 1 α= β= 1 x = 5 = 0 β= x = 5 = 100 β, em que { 0, 1, } α e Resposta: 1,, 4, 5, 10, 0, 5, 50 e 100 (são os divisores positivos comuns de 00 e 500). 9

30 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 8 n 4 q 1 n= 4 q + 1 n = 4 q 1 n 6 q n= 6 q + n = 6 q Repare quen é múltiplo de 4 e de 6, ou seja, n é múltiplo do mmc 4, 6. ( ) 4, 6, 3 1, 3 3 1, 1 3 = 1 Como147 < n < 167, temos: 145 < n < 165 O único múltiplo de 1 entre 145 e 165 é 156. Daí: n = 156 n = 158 Resposta:

31 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 9 Como p é primo positivo, p = ou p é um número ímpar. Se p mdc 6, 4. 6, 4 3, =, queremos calcular ( ) mdc ( 6, 4) = Se p for ímpar, p + será ímpar, o que significa que não pode ser mdc p +,4 = 1. divisível por nem por 4, ou seja, ( ) Resposta: Se p =, então mdc = ; se p >, então mdc = 1. 31

32 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 30 n 8 3 q 1 n= 8 q n 3 = 8 q 1 n 6 3 q n= 6 q + 3 n 3 = 6 q Repare que n 3 é múltiplo de 8 e 6, ou seja, n 3 é múltiplo do mmc 8, 6. ( ) 8, 6 4, 3, 3 1, , 1 3 = 4 Como 30 < n < 70, temos: 7 < n 3 < 67 O único múltiplo de 4 entre 7 e 67 é 48. n 3 = 48 n = 51 Resposta: 51 3

33 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números = Do enunciado e da fatoração acima, vem: p = 67 Como n é o menor inteiro maior que 010 que também é divisível por 67, temos: n = p n = n = n = ( ) Resposta: C 33

34 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 3 Os números que são divisíveis por, 3, 4 e 5 são os múltiplos do mmc (, 3, 4, 5 )., 3, 4, 5 1, 3,, 5 1, 3, 1, 5 3 1, 1, 1, 5 5 1, 1, 1, = 60 Assim, queremos saber quantos números há na sequência { 60, 10, 180,..., 960 } que é uma PG com a1 = 60, an = 960 e r = 60. ( ) ( ) ( ) 960 = 60 + n = n = n = n 1 n = 16 Resposta: D 34

35 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 33 O número n pode ser escrito na forma abc, sendo a o algarismo das centenas, b o algarismo das dezenas e c o algarismo das unidades. Daí: n = 100a + 10b + c, com a 0, b 0, c 0 p = 300a + 0b + c Como p = n + 40, temos: 300a + 0b + c = 100a + 10b + c a + 10b = 40 0a + b = 4 Repare que a, b, c { 1,, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9}. Assim, obtemos: a= 1eb= 4 Já podemos escrever n na forma n = 14c. Como c 1, c 4 e c { 1,, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9}, então c = ou c = 3 ou c = 5 ou c = 6 ou c = 7 ou c = 8 ou c = 9, ou seja, há 7 possíveis valores de n. Resposta: C 35

36 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números < 987 < < 987 < 3 Sendo n o menor inteiro positivo que adicionado a 987 o transforma em um quadrado perfeito, temos: n = 104 n = 37 Resposta: A 36

37 Matemática Unidade I Álgebra Série - Teoria dos números 35 O número r pode ser escrito na forma r = a 1 a,a 3, sendo a 1 o algarismo das dezenas, a o algarismo das unidades e a 3 o algarismo dos décimos. Do enunciado, temos: ( ) ( ) 10a1+ a = 4a 3 I a = a1+ a 3 II Da equação ( ) II, vem a3 = a a1. Substituindo a3 = a a1 na equação( I ), temos: ( ) 10a + a = 4 a a 10a1+ a = 8a 4a1 14a1 = 7a a = a Como a é divisível por 3, então a = 0 ou a = 3 ou a = 6 ou a = 9. Se a = 0, então a1 = 0 (não convém). 3 Se a = 3, então a 1 = (não convém). Se a = 6, então a1 = 3. 9 Se a = 9, então a 1 = (não convém). Substituindo a = 6 e a 1=3 na equação( II ), vem: 6 = 3+ a a = Resposta: E 37

fios ( ) 8 = 2704 m

fios ( ) 8 = 2704 m Resposta da questão 1: [C] A quantidade de fios necessária será igual ao perímetro da chácara multiplicado por 8, o seja: fios (52 + 52 + 117 + 117) 8 = 2704 m Se as estacas estão igualmente espaçadas,

Leia mais

MATEMÁTICA 1 MÓDULO 2. Divisibilidade. Professor Matheus Secco

MATEMÁTICA 1 MÓDULO 2. Divisibilidade. Professor Matheus Secco MATEMÁTICA 1 Professor Matheus Secco MÓDULO 2 Divisibilidade 1. DIVISIBILIDADE 1.1 DEFINIÇÃO: Dizemos que o inteiro a é divisível pelo inteiro b (ou ainda que a é múltiplo de b) se existe um inteiro c

Leia mais

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se

Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se Critérios de divisibilidade Para alguns números como o dois, o três, o cinco e outros, existem regras que permitem verificar a divisibilidade sem se efetuar a divisão. Essas regras são chamadas de critérios

Leia mais

18 18 = Da igualdade acima, temos: k = k+ 4 Não apresenta solução. ou. Assim: k! = 7! = Resposta: D

18 18 = Da igualdade acima, temos: k = k+ 4 Não apresenta solução. ou. Assim: k! = 7! = Resposta: D 01 18 18 = k k+ 4 Da igualdade acima, temos: k = k+ 4 Não apresenta solução. ou k + k + 4 = 18 k = 7 Assim: k! = 7! = 5040 Resposta: D 1 0 14 14 = k k 4 Da igualdade acima, temos: k = k 4 não apresenta

Leia mais

Respostas Aula 1 (POTI) = Produtos Notáveis

Respostas Aula 1 (POTI) = Produtos Notáveis Respostas Aula 1 (POTI) = Produtos Notáveis 01. CPM 010. Alternativa B. (a b) +(a+b) a (a+b) (a b) (a+b) = a ab+b +a +ab+b a b a +ab+b a +b = ab+b = b b (a+b) = b a+b 0. Ora: (x + xy + y ) = (x + y) =

Leia mais

MATEMÁTICA MÓDULO 1 TEORIA DOS NÚMEROS 1. DIVISIBILIDADE 1.1. DEFINIÇÃO 1.2. CRITÉRIOS DE DIVISIBILIDADE

MATEMÁTICA MÓDULO 1 TEORIA DOS NÚMEROS 1. DIVISIBILIDADE 1.1. DEFINIÇÃO 1.2. CRITÉRIOS DE DIVISIBILIDADE TEORIA DOS NÚMEROS 1. DIVISIBILIDADE Neste momento inicial, nosso interesse será em determinar quando a divisão entre dois números inteiros é exata, ou seja, quando o resto da divisão é 0. Antes de mais

Leia mais

Resoluções. Aula 1 NÍVEL 2. Classe

Resoluções. Aula 1 NÍVEL 2. Classe www.cursoanglo.com.br Treinamento para Olimpíadas de Matemática NÍVEL 2 Resoluções Aula 1 Classe 1. Observe que: 14 1 = 14 14 2 = 196 14 par termina em 6 e 14 ímpar termina em 4 14 3 = 2.744 14 4 = 38.416...

Leia mais

OBMEP NA ESCOLA Soluções

OBMEP NA ESCOLA Soluções OBMEP NA ESCOLA 016 - Soluções Q1 Solução item a) A área total do polígono da Figura 1 é 9. A região inferior à reta PB é um trapézio de área 3. Isso pode ser constatado utilizando a fórmula da área de

Leia mais

A conta do = = 8 Logo, = 385 Como você poderia estabelecer o produto de um número de três algarismos abc por 11.

A conta do = = 8 Logo, = 385 Como você poderia estabelecer o produto de um número de três algarismos abc por 11. Aula n ọ 05 A conta do 11 Para multiplicar um número de dois algarismos por 11, podemos fazê-lo assim: conservamos a unidade na unidade do resultado; a dezena na centena do resultado; e a dezena do resultado

Leia mais

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F.

Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 8 ano E.F. Módulo de Números Naturais. Divisibilidade e Teorema da Divisão Euclideana. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1.

Leia mais

Ciclo 3 Encontro 1 NÚMEROS PRIMOS, FATORAÇÃO ÚNICA EM PRIMOS, MDC E MMC VIA FATORAÇÃO EM PRIMOS

Ciclo 3 Encontro 1 NÚMEROS PRIMOS, FATORAÇÃO ÚNICA EM PRIMOS, MDC E MMC VIA FATORAÇÃO EM PRIMOS 1 Ciclo 3 Encontro 1 NÚMEROS PRIMOS, FATORAÇÃO ÚNICA EM PRIMOS, MDC E MMC VIA FATORAÇÃO EM PRIMOS Nível 3 PO: Márcio Reis 11º Programa de Iniciação Científica Jr. Números primos, fatoração única em primos,

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 1. Curso de Teoria dos Números - Nível 2. Divisibilidade I. Samuel Barbosa Feitosa

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 1. Curso de Teoria dos Números - Nível 2. Divisibilidade I. Samuel Barbosa Feitosa Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Teoria dos Números - Nível 2 Samuel Barbosa Feitosa Aula 1 Divisibilidade I Teorema 1. (Algoritmo da Divisão) Para quaisquer inteiros positivos a e b, existe um

Leia mais

setor 1102 Aula 20 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONTAGEM 2 REVISÃO

setor 1102 Aula 20 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONTAGEM 2 REVISÃO setor 1102 1102008 Aula 20 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONTAGEM 1 PRINCÍPIOS BÁSICOS DA CONTAGEM Seja, por exemplo, uma lanchonete que vende três tipos de refrigerantes e dois tipos de cerveja. Pergunta-se:

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 8

Matemática E Extensivo V. 8 Matemática E Etensivo V. 8 Eercícios ) 5 Sejam r, r e r 3 as raizes da equação 3 + 3 7 =. Logo r + r + r 3 = b a = ( ) = 5 ) Sejam r, r, r 3 e r as raizes da equação 3 5 3 + 8 = Logo r. r. r = c a = 3

Leia mais

Números Primos, Fatores Primos, MDC e MMC

Números Primos, Fatores Primos, MDC e MMC Números primos são os números naturais que têm apenas dois divisores diferentes: o 1 e ele mesmo. 1) 2 tem apenas os divisores 1 e 2, portanto 2 é um número primo. 2) 17 tem apenas os divisores 1 e 17,

Leia mais

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL (Ensino Médio) GABARITO GABARITO NÍVEL ) D 6) C ) D 6) C ) B ) A 7) B ) B 7) B ) C ) D 8) C ) E 8) B ) B 4) D 9) E 4) D 9) C 4) D ) D 0) A ou

Leia mais

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 3 (Ensino Médio) GABARITO XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL (Ensino Médio) GABARITO GABARITO NÍVEL ) D 6) C ) D 6) C ) B ) A 7) B ) B 7) B ) C ) D 8) C ) E 8) B ) B 4) D 9) E 4) D 9) C 4) D ) D 0) A ou

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 6

Matemática E Extensivo V. 6 Etensivo V. 6 Eercícios ) a) P() é sempre igual à soma dos coeficientes de P(). b) P() é sempre igual ao termo independente de P(). c) P() é a raiz de P(), pois P() =. ) D a) P() = ³ + 7. ² 7. P() = +

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 13. Curso de Álgebra - Nível 2 Prof. Marcelo Mendes. Revisão - Parte I

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 13. Curso de Álgebra - Nível 2 Prof. Marcelo Mendes. Revisão - Parte I Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Álgebra - Nível 2 Prof. Marcelo Mendes Aula 13 Revisão - Parte I Como o título indica, faremos uma breve revisão de temas já abordados em nosso treinamento, a fim

Leia mais

o) (V) a) D (6) = 6, 3, 2, 4. a) D (220) = 220, 110, 55, 44, 22, 20, 11, 10, 5, 4, 2, 16q 1 = 18q 2 8q 1 = 9q 2 (I) 9q 1 + 9q 2 = 9 68

o) (V) a) D (6) = 6, 3, 2, 4. a) D (220) = 220, 110, 55, 44, 22, 20, 11, 10, 5, 4, 2, 16q 1 = 18q 2 8q 1 = 9q 2 (I) 9q 1 + 9q 2 = 9 68 Matemática 5 aula. DIVISIBILIDADE a) N = 0 = 8. 9. 5 =.. 5 Seja n o número de divisores positivos, n = ( + )( + )( + ) = 4 b) Se n é o número de divisores negativos, n 4. Logo, a quantidade total é 48.

Leia mais

Recorrências - Parte I

Recorrências - Parte I Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Álgebra - Nível Prof. Marcelo Mendes Aula 4 Recorrências - Parte I Na aula anterior, vimos alguns exemplos de sequências. Em alguns deles, os termos são dados em

Leia mais

Matemática E Extensivo V. 7

Matemática E Extensivo V. 7 Matemática E Etensivo V. 7 Eercícios ) B ) A P() = ³ + a² + b é divisivel por. Pelo teorema do resto, = é raiz de P(). P() = ³ + a. ² + b a + b = Da mesma maneira, P() é divisível por. Pelo teorema do

Leia mais

MÚLTIPLOS DE UM NÚMERO NATURAL

MÚLTIPLOS DE UM NÚMERO NATURAL PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES - MATEMÁTICA - 5º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ======================================================================== MÚLTIPLOS DE UM NÚMERO NATURAL Para

Leia mais

MA14 - Aritmética Lista 1. Unidades 1 e 2

MA14 - Aritmética Lista 1. Unidades 1 e 2 MA14 - Aritmética Lista 1 Unidades 1 e 2 Abramo Hefez PROFMAT - SBM 05 a 11 de agosto 2013 Unidade 1 1. Mostre, por indução matemática, que, para todo n N {0}, a) 8 3 2n + 7 b) 9 10 n + 3.4 n+2 + 5 2.

Leia mais

Aula 01 mtm B MATEMÁTICA BÁSICA

Aula 01 mtm B MATEMÁTICA BÁSICA Aula 01 mtm B MATEMÁTICA BÁSICA Paridade Par: x = 2n, n Z Exemplo 1: 6 6 = 2.3 n = 3 Ímpar: x = 2n+1, n Z Exemplo 2: 9 9 = 2.4 +1 n = 4 Exemplo 3: Classifique como Verdadeiro ou Falso. ( V ) 3,2 é um número

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades Resoluções das atividades Capítulo Divisibilidade Testando seus conhecimentos (página ) a) I. divisível b) I. II. II. múltiplo III. III. divisor IV. fator IV. (0) Se forem bolas por caixa, precisará de

Leia mais

Soluções Comentadas Matemática Curso Mentor Aprendizes-Marinheiros. Barbosa, L.S.

Soluções Comentadas Matemática Curso Mentor Aprendizes-Marinheiros. Barbosa, L.S. Soluções Comentadas Matemática Curso Mentor Aprendizes-Marinheiros Barbosa, L.S. leonardosantos.inf@gmail.com 6 de dezembro de 2014 2 Sumário I Provas 5 1 Matemática 2013/2014 7 2 Matemática 2014/2015

Leia mais

Módulo de Progressões Aritméticas. Soma dos termos de uma P.A. 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Progressões Aritméticas. Soma dos termos de uma P.A. 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Progressões Aritméticas Soma dos termos de uma PA 1 a série EM Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Progressões Aritméticas Soma dos termos de uma PA 1 Exercícios Introdutórios Exercício

Leia mais

Equipe de Matemática. Matemática. Divisibilidade

Equipe de Matemática. Matemática. Divisibilidade Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 1B Ensino Médio Equipe de Matemática Data: Matemática Divisibilidade Divisores de um número natural são todos os números naturais que ao dividirem tal número, resultarão

Leia mais

POLINÔMIOS. Nível Básico

POLINÔMIOS. Nível Básico POLINÔMIOS Nível Básico. (Eear 07) Considere P(x) x bx cx, tal que P() e P() 6. Assim, os valores de b e c são, respectivamente, a) e b) e c) e d) e. (Epcar (Afa) 05) Considere o polinômio a) x 0 não é

Leia mais

Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma anxn + an 1 xn 1 + an 2 xn a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x

Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma anxn + an 1 xn 1 + an 2 xn a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x EQUAÇÃO POLINOMIAL Equação algébrica Equação polinomial ou algébrica é toda equação na forma a n x n + a n 1 x n 1 + a n 2 x n 2 +... + a 2 x 2 + a 1 x + a 0, sendo x C a incógnita e a n, a n 1,..., a

Leia mais

Matemática E Intensivo V. 1

Matemática E Intensivo V. 1 GABARITO Matemática E Intensivo V. Exercícios 0) 5 0) 5 Seja o termo geral = 3n, então: Par =, temos: a = 3. = 3 = Par =, temos: a = 3. = 6 = 5 Par = 3, temos: a 3 = 3. 3 = 9 = 8 Então a + a + a 3 = +

Leia mais

Regras de Divisibilidade. 6 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda

Regras de Divisibilidade. 6 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Resolução de Exercícios Regras de Divisibilidade 6 ano E.F. Professores Cleber Assis e Tiago Miranda Resolução de Exercícios Regras de Divisibilidade 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. de:

Leia mais

Números Primos, MDC e MMC. O próximo teorema nos diz que os primos são as peças fundamentais dos números inteiros:

Números Primos, MDC e MMC. O próximo teorema nos diz que os primos são as peças fundamentais dos números inteiros: Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Teoria dos Números - Nível Prof. Samuel Feitosa Aula 4 Números Primos, MDC e MMC. Definição 1. Um inteiro p > 1 é chamado número primo se não possui um divisor d

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL ENQ 2017.1 Gabarito Questão 01 [ 1,25 ] Determine as equações das duas retas tangentes à parábola de equação y = x 2 2x + 4 que passam pelo ponto (2,

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito

MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL ENQ 016. Gabarito Questão 01 [ 1,00 ] A secretaria de educação de um município recebeu uma certa quantidade de livros para distribuir entre as escolas

Leia mais

Aritmética dos Restos. Problemas com Congruências. Tópicos Adicionais

Aritmética dos Restos. Problemas com Congruências. Tópicos Adicionais Aritmética dos Restos Problemas com Congruências Tópicos Adicionais Aritmética dos Restos Problemas com Congruências 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. inteiro n Prove que n 5 + 4n é divisível por

Leia mais

Solução do Simulado PROFMAT/UESC 2012

Solução do Simulado PROFMAT/UESC 2012 Solução do Simulado PROFMAT/UESC 01 (1) Encontre uma fração equivalente a 9/5 cuja soma dos termos é igual a 196: (A) 96/100 (B) 106/90 (C) 116/80 (D) 16/70 (E) 136/60 9 5 = 9 5 14 14 = 16 70 () Um grupo

Leia mais

ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. Questão 01 [ 1,25 ]

ENQ Gabarito MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL. Questão 01 [ 1,25 ] MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL ENQ 017 Gabarito Questão 01 [ 1,5 ] Encontre as medidas dos lados e ângulos de dois triângulos ABC diferentes tais que AC = 1, BC = e A BC = 0 Considere

Leia mais

Produtos Notáveis. Vejamos alguns exemplos para diversos produtos notáveis que auxiliarão na formação de ideias para problemas futuros mais difíceis.

Produtos Notáveis. Vejamos alguns exemplos para diversos produtos notáveis que auxiliarão na formação de ideias para problemas futuros mais difíceis. Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Álgebra - Nível Prof. Marcelo Mendes Aula Produtos Notáveis Vários problemas de Álgebra para alunos do Ensino Fundamental utilizam Produtos Notáveis, que são identidades

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL Múltiplos e divisores. Critérios de divisibilidade. - Escrever múltiplos

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA PARFOR PLANO DE E APRENDIZAGEM I IDENTIFICAÇÃO: PROFESSOR DA DISCIPLINA:

Leia mais

Aritmética dos Restos. Pequeno Teorema de Fermat. Tópicos Adicionais

Aritmética dos Restos. Pequeno Teorema de Fermat. Tópicos Adicionais Aritmética dos Restos Pequeno Teorema de Fermat Tópicos Adicionais Aritmética dos Restos Pequeno Teorema de Fermat 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Encontre os restos da divisão de 2 24 por a) 5

Leia mais

Soluções das Questões de Matemática do Processo Seletivo de Admissão à Escola de Aprendizes- Marinheiros PSAEAM

Soluções das Questões de Matemática do Processo Seletivo de Admissão à Escola de Aprendizes- Marinheiros PSAEAM Soluções das Questões de Matemática do Processo Seletivo de Admissão à Escola de Aprendizes- Marinheiros PSAEAM Questão 1 Concurso 010 Sabendo que 1 grosa é equivalente a 1 dúzias, é correto afirmar que

Leia mais

Material Teórico - Módulo Números Naturais: Contagem, Divisibilidade e o Teorema da Divisão Euclidiana

Material Teórico - Módulo Números Naturais: Contagem, Divisibilidade e o Teorema da Divisão Euclidiana Material Teórico - Módulo Números Naturais: Contagem, Divisibilidade e o Teorema da Divisão Euclidiana Números Naturais e Problemas de Contagem Parte Oitavo Ano Autor: Prof Ulisses Lima Parente Revisor:

Leia mais

é uma proposição verdadeira. tal que: 2 n N k, Φ(n) = Φ(n + 1) é uma proposição verdadeira. com n N k, tal que:

é uma proposição verdadeira. tal que: 2 n N k, Φ(n) = Φ(n + 1) é uma proposição verdadeira. com n N k, tal que: Matemática Discreta 2008/09 Vítor Hugo Fernandes Departamento de Matemática FCT/UNL Axioma (Princípio da Boa Ordenação dos Números Naturais) O conjunto parcialmente (totalmente) ordenado (N, ), em que

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL Planificação 7º ano 2010/2011 Página 1 DOMÍNIO TEMÁTICO: NÚMEROS

Leia mais

Módulo de Progressões Aritméticas. Exercícios de PA. 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Progressões Aritméticas. Exercícios de PA. 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Progressões Aritméticas Exercícios de PA 1 a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Progressões Aritméticas Exercícios de PA 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Analise as sequências

Leia mais

Módulo: aritmética dos restos. Divisibilidade e Resto. Tópicos Adicionais

Módulo: aritmética dos restos. Divisibilidade e Resto. Tópicos Adicionais Módulo: aritmética dos restos Divisibilidade e Resto Tópicos Adicionais Módulo: aritmética dos restos Divisibilidade e resto 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Encontre os inteiros que, na divisão

Leia mais

Análise I Solução da 1ª Lista de Exercícios

Análise I Solução da 1ª Lista de Exercícios FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Graduação em Matemática Análise I 0- Solução da ª Lista de Eercícios. ATENÇÃO: O enunciado

Leia mais

Prova da segunda fase - Nível 2

Prova da segunda fase - Nível 2 Caro Aluno, Parabéns pela sua participação na nona edição da Olimpíada de Matemática de São José do Rio Preto! Lembre-se de que uma Olimpíada é diferente de uma prova escolar. Muitas vezes, as questões

Leia mais

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO 37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO GABARITO NÍVEL 1) C 6) C 11) A 16) D 1) D ) B 7) A 1) B 17) A ) E 3) B 8) C 13) D 18) C 3) C 4)

Leia mais

Matemática Unidade I Álgebra Série 15 - Progressão geométrica. a 4 = a 1 q 3 54 = 2 q 3 q 3 = 27 q = 3. a 5 = a 1 q 4 a 5 = a 5 = 162

Matemática Unidade I Álgebra Série 15 - Progressão geométrica. a 4 = a 1 q 3 54 = 2 q 3 q 3 = 27 q = 3. a 5 = a 1 q 4 a 5 = a 5 = 162 0 a 4 = a q 3 54 = q 3 q 3 = 7 q = 3 a 5 = a q 4 a 5 = 3 4 a 5 = 6 Resposta: C 0 a 8 = a q 4 43 = 3 q6 3 5 3 = q 6 q 6 = 3 6 Como os termos são positivos, q > 0; assim: q = 3 a 5 = a q 3 a 5 = 3 33 a 5

Leia mais

2. Números Inteiros. A representação gráfica dos números Inteiros Os números podem ser representados numa reta horizontal, a reta numérica:

2. Números Inteiros. A representação gráfica dos números Inteiros Os números podem ser representados numa reta horizontal, a reta numérica: . Números Inteiros Sempre que estamos no inverno as temperaturas caem. Algumas cidades do Sul do Brasil chegam até mesmo a nevar. Quando isso acontece, a temperatura está menor do que zero. Em Urupema,

Leia mais

, com k 1, p 1, p 2,..., p k números primos e α i, β i 0 inteiros, as factorizações de dois números inteiros a, b maiores do que 1.

, com k 1, p 1, p 2,..., p k números primos e α i, β i 0 inteiros, as factorizações de dois números inteiros a, b maiores do que 1. Como seria de esperar, o Teorema Fundamental da Aritmética tem imensas consequências importantes. Por exemplo, dadas factorizações em potências primas de dois inteiros, é imediato reconhecer se um deles

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 2

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 2 AULA 16 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 2 16.1 A seqüência de Fibonacci Um problema parecido, mas ligeiramente mais complicado do que o do cálculo do fatorial (veja as notas da Aula 14), é o do cálculo

Leia mais

Exercícios Variados. 8 ano/e.f.

Exercícios Variados. 8 ano/e.f. Módulo Miscelânea Eercícios Variados. 8 ano/e.f. Miscelânea. Eercícios Variados. 1 Eercícios Introdutórios Eercício 1. Um número par tem 10 algarismos e a soma desses algarismos é 8. Qual é o algarismo

Leia mais

Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma:

Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma: EQUAÇÕES POLINOMIAIS. EQUAÇÃO POLINOMIAL OU ALGÉBRICA Denominamos equação polinomial ou equação algébrica de grau n a toda equação da forma: p(x) = a n x n + a n x n +a n x n +... + a x + a 0 = 0 onde

Leia mais

AV1 - MA UMA SOLUÇÃO. d b =. 3q 2 = 2p 2,

AV1 - MA UMA SOLUÇÃO. d b =. 3q 2 = 2p 2, AV1 - MA 11-01 Questão 1. Prove que se a, b, c e d são números racionais tais que a + b 3 = c + d 3 então a = c e b = d. A igualdade a + b 3 = c + d 3 implica que (a c) = (d b) 3. Suponha que tenhamos

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 2

QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA 2 QUESTÕES COMENTADAS DE RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO FCC LISTA (DPE RS 03 Técnico Administrativo) Ao ser questionado por seus alunos sobre a justiça da avaliação final de seu curso, um professor fez a seguinte

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÂO DE PROFESSORES EM CARÁTER TEMPORÁRIO 2017 PARECER RECURSOS PROVA 2 MATEMÁTICA MATEMÁTICA - PENOA 11) Numa escola,

Leia mais

IGUALDADES EM IR IDENTIDADES NOTÁVEIS

IGUALDADES EM IR IDENTIDADES NOTÁVEIS IGUALDADES EM IR Uma relação muito importante definida em IR (conjunto dos números reais) é a relação de igualdade. Na igualdade A = B, A é o primeiro membro e B é o segundo membro. As igualdades entre

Leia mais

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO

37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO 37ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) GABARITO GABARITO NÍVEL 2 1) C 6) C 11) A 16) D 21) D 2) B 7) A 12) B 17) A 22) E 3) B 8) C 13) D 18) C

Leia mais

MATEMÁTICA. ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2

MATEMÁTICA. ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2 MATEMÁTICA ÍNDICE Conjuntos Numéricos... 2 1 1 Matemática 2 Conjuntos Numéricos 00 Introdução Os conjuntos numéricos mostram a evolução do homem no decorrer do tempo mostrando que, de acordo com suas necessidades,

Leia mais

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º. ou 9º. anos) (antigas 7ª. ou 8ª. séries) GABARITO

XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º. ou 9º. anos) (antigas 7ª. ou 8ª. séries) GABARITO XXX OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL (8º. ou 9º. anos) (antigas 7ª. ou 8ª. séries) GABARITO GABARITO NÍVEL 1) D 6) B 11) A 16) A 1) B ) C 7) E 1) D 17) A ) B 3) C 8) C 13) C 18) B

Leia mais

Algoritmos. OBMEP Teoria dos números - Parte I. Algoritmo da divisão:

Algoritmos. OBMEP Teoria dos números - Parte I. Algoritmo da divisão: OBMEP Teoria dos números - Parte I Elaine Pimentel 1 o Semestre - 2006 Algoritmos Algoritmo = processo de cálculo baseado em regras formais Especificação de um algoritmo: entrada + instruções + saída Perguntas:

Leia mais

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo 013-1 a Chamada Proposta de resolução 1. Como o João escolhe 1 de entre 9 bolas, o número de casos possíveis para as escolhas do João são 9. Como os números, 3, 5 e

Leia mais

SEAM - SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ

SEAM - SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ SEAM - SOCIEDADE EDUCACIONAL DO AMANHÃ MÚLTIPLOS E DIVISORES PROFª EDNALVA DOS SANTOS Um Objeto de Aprendizagem é um arquivo digital (imagem, filme, etc.) que pretende ser utilizado para fins pedagógicos

Leia mais

BANCO. por: a) 2; b) 5; c) por 2? a) 78. b) 110. c) 65. d) 51 R.: R.: c) divisível por Responda: Por quê? R.: R.

BANCO. por: a) 2; b) 5; c) por 2? a) 78. b) 110. c) 65. d) 51 R.: R.: c) divisível por Responda: Por quê? R.: R. PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES MATEMÁTICA 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

Leia mais

(6$0& 9HVWLEXODU B. Questão 26. Questão 27. 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD

(6$0& 9HVWLEXODU B. Questão 26. Questão 27. 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD (6$0& 9HVWLEXODU B M A T E M Á T I C A 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD Questão 26 Para todo x real, seja Int(x) o maior número inteiro que não supera x. Dessa forma, o valor

Leia mais

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 7. Curso de Teoria dos Números - Nível 2. Aula de Revisão e Aprofundamento. Prof.

Polos Olímpicos de Treinamento. Aula 7. Curso de Teoria dos Números - Nível 2. Aula de Revisão e Aprofundamento. Prof. Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Teoria dos Números - Nível 2 Prof. Samuel Feitosa Aula 7 Aula de Revisão e Aprofundamento Observação 1. É recomendável que o professor instigue seus alunos a pensarem

Leia mais

Nome: N.º: Endereço: Data: Telefone: PARA QUEM CURSA O 7 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2016 Disciplina: MATEMÁTICA

Nome: N.º: Endereço: Data: Telefone:   PARA QUEM CURSA O 7 Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 2016 Disciplina: MATEMÁTICA Nome: N.º: Endereço: Data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O Ọ ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM 06 Disciplina: MATEMÁTICA Prova: DESAFIO NOTA: QUESTÃO 6 Ana possui calças jeans (c e c), blusas (b,

Leia mais

Teorema. Existe alguma raiz primitiva módulo n se, e só se, n = 2, n = 4, n = p k ou n = 2p k onde p é primo ímpar.

Teorema. Existe alguma raiz primitiva módulo n se, e só se, n = 2, n = 4, n = p k ou n = 2p k onde p é primo ímpar. raízes primitivas Uma raiz primitiva módulo n é um inteiro b tal que {1, b, b 2,... ( mod n)} = U(n). Teorema. Existe alguma raiz primitiva módulo n se, e só se, n = 2, n = 4, n = p k ou n = 2p k onde

Leia mais

GABARITO E PAUTA DE CORREÇÃO DO ENQ Questão 2 [ 1,0 pt ::: (a)=0,5; (b)=0,5 ] Sejam a, b, p inteiros, com p primo.

GABARITO E PAUTA DE CORREÇÃO DO ENQ Questão 2 [ 1,0 pt ::: (a)=0,5; (b)=0,5 ] Sejam a, b, p inteiros, com p primo. GABARITO E PAUTA DE CORREÇÃO DO ENQ-014. Questão 1 [ 1,0 pt ::: (a)=0,5; (b)=0,5 ] Sejam a, b, p inteiros, com p primo. Demonstre que: (a) se p não divide a, então (p, a) = 1. (b) se p ab, então p a ou

Leia mais

Olimpíada Pernambucana de Matemática Caderno de Questões Com Resoluções

Olimpíada Pernambucana de Matemática Caderno de Questões Com Resoluções Olimpíada Pernambucana de Matemática 017 NÍVEL Caderno de Questões Com Resoluções LEIA COM ATENÇÃO 01. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 0.

Leia mais

Tópicos de Matemática Elementar

Tópicos de Matemática Elementar Tópicos de Matemática Elementar 2 a série de exercícios 2004/05. A seguinte prova por indução parece correcta, mas para n = 6 o lado esquerdo é igual a 2 + 6 + 2 + 20 + 30 = 5 6, enquanto o direito é igual

Leia mais

TEORIA DOS NÚMEROS : MMC E MDC

TEORIA DOS NÚMEROS : MMC E MDC 1. (Col. Naval 016) Sejam x e y números reais tais que xy 3. Sendo assim, o valor mínimo de 8 8 x y é a) múltiplo de 18. b) um número primo. c) divisível por 5. d) divisível por 13. e) par maior que 300..

Leia mais

TEOREMA FUNDAMENTAL DA ARITMÉTICA: APLICAÇÕES

TEOREMA FUNDAMENTAL DA ARITMÉTICA: APLICAÇÕES 4. TEOREMA FUNDAMENTAL DA ARITMÉTICA: APLICAÇÕES 1). Achando os divisores de um número natural 2). Quantidade de divisores de um número natural 3). Decidindo se um número natural divide outro 4). Extrema

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Divisibilidade. MDC e MMC - Parte 2. Sexto Ano. Prof. Angelo Papa Neto

Material Teórico - Módulo de Divisibilidade. MDC e MMC - Parte 2. Sexto Ano. Prof. Angelo Papa Neto Material Teórico - Módulo de Divisibilidade MDC e MMC - Parte 2 Sexto Ano Prof. Angelo Papa Neto 1 Mínimo múltiplo comum Continuando nossa aula, vamos estudar o mínimo múltiplo comum de um conjunto finito

Leia mais

Função polinomial. Pré-Cálculo. Função polinomial. Função polinomial: exemplos. Humberto José Bortolossi. Parte 6. Definição

Função polinomial. Pré-Cálculo. Função polinomial. Função polinomial: exemplos. Humberto José Bortolossi. Parte 6. Definição Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Função polinomial Parte 6 Parte 6 Pré-Cálculo 1 Parte 6 Pré-Cálculo 2 Função polinomial Função polinomial:

Leia mais

Equações Diofantinas I

Equações Diofantinas I Polos Olímpicos de Treinamento Curso de Teoria dos Números - Nível Prof. Samuel Feitosa Aula 8 Equações Diofantinas I Exemplo 1. Em Gugulândia, o jogo de basquete é jogado com regras diferentes. Existem

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 07/08/10 PROFESSORES: CARIBÉ E ROBERTO CIDREIRA

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA 3 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 07/08/10 PROFESSORES: CARIBÉ E ROBERTO CIDREIRA RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 07/08/10 PROFESSORES: CARIBÉ E ROBERTO CIDREIRA Observe a tabela abaixo. Seja n o número da quadrícula em que, pela primeira vez, o número

Leia mais

Colégio Naval 2003 (prova verde)

Colégio Naval 2003 (prova verde) Colégio Naval 00 (prova verde) 01) Analise as seguintes afirmativas sobre um sistema S se duas equações do primeiro grau com duas incógnitas X e Y. I - S sempre terá ao menos uma solução, se os seus termos

Leia mais

XIX Semana Olímpica de Matemática. Nível 1. Problemas com dígitos: o despertar da força. Diego Eloi

XIX Semana Olímpica de Matemática. Nível 1. Problemas com dígitos: o despertar da força. Diego Eloi XIX Semana Olímpica de Matemática Nível 1 Problemas com dígitos: o despertar da força Diego Eloi O projeto da XIX Semana Olímpica de Matemática foi patrocinado por: Problemas com dígitos: o despertar da

Leia mais

MÚLTIPLOS E DIVISORES. 8. um número natural, com exceção do zero é simultaneamente múltiplo e divisor de si mesmo.

MÚLTIPLOS E DIVISORES. 8. um número natural, com exceção do zero é simultaneamente múltiplo e divisor de si mesmo. Critérios de Divisibilidade MÚLTIPLOS E DIVISORES MÚLTIPLO Um número natural é múltiplo de um outro, quando a sua divisão por esse outro é exata. Assim, é múltiplo de e de, pois: = = Múltiplo de um número

Leia mais

Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano

Números Irracionais e Reais. Oitavo Ano Módulo de Potenciação e Dízimas Periódicas Números Irracionais e Reais Oitavo Ano Números Irracionais e Reais 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. No quadro abaixo, determine quais números são irracionais.

Leia mais

QUESTÃO 3 (ALTERNATIVA A) Como já foram colocados 1500 baldes na caixa, faltam 500 baldes para enchê-la. O enunciado diz que 2000

QUESTÃO 3 (ALTERNATIVA A) Como já foram colocados 1500 baldes na caixa, faltam 500 baldes para enchê-la. O enunciado diz que 2000 1 QUESTÃO 1 Como Mário correu 8 = 1 6 + 2 km em sentido horário e a pista tem 6 km, então ele deu 1 volta completa e ficou a 2 km do ponto de partida no sentido horário. Do mesmo modo, João correu 15 =

Leia mais

SIMULADO SEGUNDA FASE NÍVEL 2 RESOLUÇÃO Programa de Polos de Reforço Olímpico 2017

SIMULADO SEGUNDA FASE NÍVEL 2 RESOLUÇÃO Programa de Polos de Reforço Olímpico 2017 1. (Banco de Questões 2017) Temos 9 99 = 9 99 + 9 + 99 + 6 = 1005. Temos b = 2 b = 2b + 2 + b + 6 = 3b + 8. Daí, 2b=-4 e b=-2. Item c Como a + 1 b + 1 = ab + a + b + 1, segue que a b = ሺa + 1ሻ b + 1 +

Leia mais

Roteiro da aula. MA091 Matemática básica. Simplificação por divisões sucessivas. Divisores. Aula 4 Divisores e múltiplos. MDC. Operações com frações

Roteiro da aula. MA091 Matemática básica. Simplificação por divisões sucessivas. Divisores. Aula 4 Divisores e múltiplos. MDC. Operações com frações Roteiro da aula MA091 Matemática básica Aula Divisores e múltiplos. MDC. Operações com frações 1 Francisco A. M. Gomes UNICAMP - IMECC Março de 016 Francisco A. M. Gomes (UNICAMP - IMECC) MA091 Matemática

Leia mais

AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA Curso Técnico Integrado em Prof. Valdex Santos Aluno:

AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA Curso Técnico Integrado em Prof. Valdex Santos Aluno: Curso Técnico Integrado em Prof. Valdex Santos Aluno: Unidade 4 Em / /12 1. (PUC-SP) Para definir módulo de um número real x podemos dizer que: (a) é igual ao valor de x se x é real. (b) é o maior valor

Leia mais

... Onde usar os conhecimentos os sobre s?...

... Onde usar os conhecimentos os sobre s?... Manual de IV Matemática SEQÜÊNCIA OU SUCESSÃO Por que aprender Progr ogressõe ssões? s?... O estudo das Progressões é uma ferramenta que nos ajuda a entender fenômenos e fatos do cotidiano, desde situações

Leia mais

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º. e 9º. anos) GABARITO

XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL 2 (8º. e 9º. anos) GABARITO XXXIV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA PRIMEIRA FASE NÍVEL (8º. e 9º. anos) GABARITO GABARITO NÍVEL 1) B 6) D 11) B 16) C 1) A ) E 7) E 1) B 17) D ) D 3) B 8) B 13) D 18) C 3) D 4) B 9) E 14) D 19) C

Leia mais

Apontamentos de Matemática 6.º ano

Apontamentos de Matemática 6.º ano Revisão (divisores de um número) Os divisores de um número são os números naturais pelos quais podemos dividir esse número de forma exata (resto zero). Exemplos: Os divisores de 4 são 1, e 4, pois se dividirmos

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Matemática Trimestre: 1º Números Naturais: - Sistema de numeração - Adição e subtração - Multiplicação e divisão - Traduzir em palavras números representados por algarismos

Leia mais

Escola Secundária com 3º CEB de Lousada

Escola Secundária com 3º CEB de Lousada Escola Secundária com º CE de Lousada Ficha de Trabalho de Matemática do 8º no N.º7 ssunto: Ficha de Preparação para o Teste Intermédio (Parte ) bril 011 1. Indique qual das seguintes afirmações é verdadeira:

Leia mais

ALGORITMO DE EUCLIDES

ALGORITMO DE EUCLIDES Sumário ALGORITMO DE EUCLIDES Luciana Santos da Silva Martino lulismartino.wordpress.com lulismartino@gmail.com PROFMAT - Colégio Pedro II 25 de agosto de 2017 Sumário 1 Máximo Divisor Comum 2 Algoritmo

Leia mais

XXXIII Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase

XXXIII Olimpíada Brasileira de Matemática GABARITO Segunda Fase XXXIII Olimpíada Brasileira de Matemática GBRITO Segunda Fase Soluções Nível 2 Segunda Fase Parte PRTE Na parte serão atribuídos 4 pontos para cada resposta correta e a pontuação máxima para essa parte

Leia mais

MMC, MDC, TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO E GEOMETRIA. Profª Gerlaine Alves

MMC, MDC, TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO E GEOMETRIA. Profª Gerlaine Alves MMC, MDC, TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO E GEOMETRIA Profª Gerlaine Alves Múltiplos e Divisores Divisores: dizemos que um número é divisor do outro número quando a divisão for exata, ou seja, quando o resto

Leia mais

01. D e m o n s t r a r q u e s e. 02. Mostre que se a 1 a2

01. D e m o n s t r a r q u e s e. 02. Mostre que se a 1 a2 Série Professor(a) Aluno(a) Rumo ao ITA Marcelo Mendes Sede Turma Turno Data N / / Ensino Pré-Universitário TC Matemática Revisão de Álgebra OSG.: 85/0 Exercícios de Fixação 0. Encontre os valores das

Leia mais

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE www.elitecampinas.com.br Fone: (19) -71 O ELITE RESOLVE IME 004 PORTUGUÊS/INGLÊS Você na elite das universidades! UNICAMP 004 SEGUNDA FASE MATEMÁTICA www.elitecampinas.com.br Fone: (19) 51-101 O ELITE

Leia mais