E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1"

Transcrição

1 Debate Regrado - desenvolvendo a argumentação e promovendo o protagonismo dos alunos E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Professor Apresentador: Celina Aparecida Rodrigues Machado dos Santos Realização:

2 Foco Favorecer o protagonismo dos alunos por meio do processo de reflexão, conscientização e execução da opinião, do argumento e da defesa da sua visão sobre assuntos diversos, que estão presentes constantemente na sociedade, devendo ser capazes de demonstrar tal opinião para serem atuantes na sociedade como um todo.

3 Contexto de Aplicação Escola regular de Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio. Atende 570 alunos nos períodos da manhã e tarde. O distrito do Paruru está localizado na zona rural, cerca de 15 quilômetros do centro de Ibiúna, é formado por famílias de baixa renda, onde a maioria trabalha como roceiros ou prestadores de serviços nos condomínios da redondeza. O trabalho foi desenvolvido com os 9º anos durante o segundo bimestre de 2015.

4 Justificativa Este projeto surgiu após a observação da dificuldade dos alunos quanto à defesa de ponto de vista e de argumentos, da necessidade de demonstrar o quanto tal conteúdo é primordial para que o aluno seja atuante perante a sociedade, promovendo a interação entre os alunos, estimulando o pensar, o questionamento e o respeito pelas opiniões divergentes, por meio da oralidade e da escrita.

5 Objetivos Gerais Proporcionar o trabalho em grupo, respeitando a diversidade; Promover o diálogo; Desenvolver a prática de leitura e escrita; Refletir sobre os critérios de produção textual e oral; Compartilhar pontos de vista por meio da conversa; Estimular a criatividade através das diferentes maneiras de realizar a apresentação oral.

6 Objetivos Específicos Pesquisa e estudo aprofundado do tema escolhido; Produção textual: cartaz, regras do debate, resumo, perguntas, argumentos; Digitação da produção textual; Apresentação oral dos trabalhos realizados.

7 Desenvolvimento/ Metodologia Roda de conversa sobre a defesa de opinião, argumentos e ponto de vista; Conceitualização dos gêneros: debate regrado e artigo de opinião; Definição dos grupos (feita pelos próprios alunos); Escolha do tema (feita pelos próprios alunos) Pesquisa sobre o tema escolhido; Confecção de cartaz; Conceitualização de debate regrado, debatedor e mediador; Definição do papel de cada integrante do grupo no debate; Definição das regras do debate; Formulação das possíveis perguntas; Formulação das possíveis respostas; Revisão textual das regras, perguntas e respostas;

8 Desenvolvimento/ Metodologia Assistiram a vídeo que exemplificava o debate regrado político e o humorístico; Adequação e correções após os exemplos apresentados no vídeo; Digitação das produções textuais; Confecção do material de apoio (placa de tempo, placa com imagens em defesa e contra o tema); Ensaio para as apresentações orais; Correção do trabalho escrito; Apresentação oral dos trabalhos realizados com a participação dos familiares; Entrega do trabalho escrito com as correções; Autoavaliação da apresentação; Produção textual: artigo de opinião sobre um dos temas apresentados durante as apresentações.

9 Habilidades Saber selecionar informações de acordo com os objetivos ou intencionalidade da situação comunicativa; Saber organizar informações sobre um mesmo tema, retiradas de texto ou fontes diferentes; Saber fazer uso das informações coletadas de acordo com o contexto da situação comunicativa; Ler e analisar gêneros que apresentam traços argumentativos; Escutar e falar, respeitando o tempo do outro e o próprio; Coletar, relacionar e anotar informações; Trabalhar de maneira cooperativa; Observar, investigar, refletir e defender ponto de vista; Refletir sobre a escrita em processo, utilizando várias etapas para a elaboração de textos; Discutir sobre temas diversos, selecionando argumentos que justifiquem pontos de vista divergentes;

10 Habilidades Organizar debate regrado; Debater oralmente sobre temas variados, selecionando argumentos coerentes para a defesa de um dado ponto de vista; Ler e discutir sobre diversos temas, posicionando-se sobre eles; Construir argumentos que ajudem na defesa de um ponto de vista; Construir sequência de ideias, lançando mão de exemplos retirados do mundo concreto; Avaliar o funcionamento da situação comunicativa na qual se insere o debate, levando em consideração as reações da plateia; Reformular ideias, apresentando novos argumentos e exemplos; Saber revisar textos, reconhecendo a importância das questões linguísticas para a organização coerente de ideias e argumentos; Construir opinião crítica a partir de informações e análises apresentadas; Realizar apresentação oral adequada à situação de interlocução.

11 Recursos Utilizados Cartolina Computador Internet Sala de vídeo

12 Registros

13 Registros

14 Registros

15 Registros

16 Registros

17 Registros

18 Resultados Melhoria da interação social entre os colegas da classe; A produção escrita melhorou, fato que pode ser verificado por meio do trabalho escrito final; Maior participação dos alunos na realização das atividades; Conscientização do aluno na defesa do ponto de vista; A comunicação oral evoluiu e os alunos passaram a interagir de forma natural Respeito pela opinião do outro; Entendimento da importância social do argumento, da defesa do ponto de vista e do artigo de opinião; Autoanálise e autoavaliação a partir da observação, análise e reflexão pessoal; Elaboração de artigo de opinião significativo e contextualizado com argumentos construídos no decorrer do processo e a partir do ponto de vista constituído após a vivência na realização do trabalho.

19 Conclusões Estimular os alunos a pensar, refletir, realizar pesquisas, produções textuais, construir pontos de vista e argumentar é um trabalho árduo e desafiador. Entretanto, o que se observou durante a realização deste trabalho, é que para o aluno participar ativamente de todo o processo foi primordial estabelecer que o aluno é sim o ator principal e que tudo deve girar em torno dele, desde a escolha de temas que provocassem neles o interesse, passando por estratégias que despertassem a curiosidade e estímulos que propiciassem a superação de dificuldades.

20 Conclusões Produzir argumentos e artigos de opinião de forma descontextualizada não surte resultado real já. Quando o aluno entende que saber fazer isso é muito importante não só na escola, mas pra sua vida, que defender ponto de vista e argumentar estão presentes em todas as relações sociais, que é por meio disto que ele terá voz e que somente com argumentos bem constituídos é que serão respeitados pela sociedade, faz com que eles entendam a necessidade de se aprender e não somente estudar e escrever aquele texto. E foi por meio deste olhar que o trabalho foi realizado com muita conscientização, exemplificação, respeitando o aluno e o que tem significado pra ele e para a sociedade em que ele vive. Que o aluno tem direito de pensar, e que todos os pontos de vista devem ser respeitados, e que para defender o seu ponto de vista se faz necessário construir argumentos que o sustente.

21

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): MARIA DO ROSÁRIO ORDONIS JANAÍNA PRADO GONTIJO Realização: Foco do Projeto Desenvolver

Leia mais

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M.

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. PROJETO CURTA-METRAGEM E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. Saldanha Realização: Foco do Projeto Este projeto assume o princípio

Leia mais

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari Professor(es) Apresentador(es): Ewelyn Lawrence da Silva Fernanda Ambrosio Machado Realização: Foco do Projeto Nosso

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A letivo: 2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Francês, 3º Ciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5. * Consegue compreender aquilo que ouve.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5. * Consegue compreender aquilo que ouve. PORTUGUÊS 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPREENSÃO DO ORAL Compreensão de formas complexas do oral, exigidas para o prosseguimento de estudos e para a entrada na vida profissional. * Capacidade de extrair

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros:

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros: 3º ciclo Oferta Complementar: Apoio ao estudo da disciplina de Português Domínios Ponderação Componente cognitiva (capacidades e conhecimentos) Oralidade Leitura Escrita Gramática 80% Componente socioafetiva

Leia mais

E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão

E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão Engenharia do Papel & Criação de livros Pop-Up E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão Professor Apresentador: Narahan Dib Fracalanza Realização: Foco Aquisição de linguagem gráfica geometria

Leia mais

APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO

APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO CAMPUS DE BAGÉ CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PIBID - LETRAS APRESENTANDO O GÊNERO DIÁRIO Bolsista: Camila da Luz Peralta Kassandra dos Santos Pâmela Castro Melina Pereira Andréia Castro Coordenadora:

Leia mais

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º PARÂMETROS GERAIS DE AVALIAÇÃO Integração escolar e profissionalizante Intervenções e Atividades na sala de aula: PESOS PARÂMETROS ESPECÍFICOS INSTRUMENTOS Peso 2 Peso 5 Comportamento-assiduidade-pontualidadecumprimento

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO

Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO ATITUDES E VALORES (5%) CONHECIMENTOS E CAPACIDADES (95%) Direção Geral de Estabelecimentos Escolares - DSRN 2016/2017 Português Leitura/ Educação Literária Componente escrita: Compreensão de textos escritos

Leia mais

ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI. Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA. Realização:

ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI. Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA. Realização: ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA Realização: Foco do Projeto Proporcionar o contato sistemático dos alunos com o gênero poema, auxiliando

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Gratidão e celebração Mês: Dezembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover o encerramento do ano de 2016, em que os alunos terão a oportunidade de resgatar

Leia mais

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006 AS ORIGENS Os primeiros estudos e aplicações de uma metodologia para desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas por meio de jogos de raciocínio foram iniciados em Israel em

Leia mais

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA?

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? O planejamento consiste em sistematizar o trabalho docente na intenção de ajudar o aluno a desenvolver competências e habilidades que deem significação para efetivação

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Curso Algumas Informações Importantes: a) O modelo da proposta está especificado

Leia mais

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano Critérios de Avaliação de Francês 2016 / 2017 7ºano A avaliação certifica as aprendizagens e tem como objetivo a melhoria dessas aprendizagens. Os conteúdos programáticos serão trabalhados, desenvolvendo

Leia mais

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO:

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: Ensino Fundamental I- TURMA: 3º

Leia mais

Prof. Ms. Renato Dering

Prof. Ms. Renato Dering Prof. Ms. Renato Dering A Redação é o primeiro critério de desempate na hora de escolher as Universidades e cursos superiores; A segunda forma de desempate é a prova de Linguagens; Tirar menos de 450 pontos

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Adquirir habilidades para

Leia mais

Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade

Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade Escola Básica Sande S. Martinho Relatório de avaliação de Atividade Tema: Histórias tradicionais Data: 23, 26 e 27 de Maio de 2014 Esta atividade foi realizada no âmbito do projeto Todos juntos podemos

Leia mais

Variabilidade didática: Relações Bióticas

Variabilidade didática: Relações Bióticas Variabilidade didática: Relações Bióticas E.E. Carlos Maximiliano Pereira dos Santos Sala 7 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Lucélia Batista Lima Maria Alice Luque Bueno Realização: Foco No

Leia mais

Período Gênero textual Expectativa

Período Gênero textual Expectativa DISCIPLINA: Produção de texto ANO DE REFERÊNCIA: 2016 PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: 6ºano Período Gênero textual Expectativa P35 Compreender o papel do conflito gerador no desencadeamento dos episódios narrados.

Leia mais

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação Domínios a desenvolver Descritores

Leia mais

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015

PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 PLANEJAMENTO 1º TRIMESTRE/2015 TURMA: Nível 1 PERÍODO: 23/02 a 22/05 DISCIPLINA/PROFESSOR/A OBJETIVO CONTEÚDOS Viviane Bhoes Identidade e Autonomia * Reconhecer colegas e professores pelo nome; * Ampliar

Leia mais

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I.

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I. Centro Educacional Mundo do Saber Palhoça, 18 de Fevereiro de 2013 Professora Bárbara pereira Turma Maternal I Projeto anual Justificativa O Projeto tem a importância essencial para a aprendizagem das

Leia mais

PROVA BRASIL: LEITURA E INTERPRETAÇÃO

PROVA BRASIL: LEITURA E INTERPRETAÇÃO PROVA BRASIL: LEITURA E INTERPRETAÇÃO Pamella Soares Rosa Resumo:A Prova Brasil é realizada no quinto ano e na oitava série do Ensino Fundamental e tem como objetivo medir o Índice de Desenvolvimento da

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação. PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017

Critérios Específicos de Avaliação. PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (7.º Ano) 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação. Atividades de planeamento de produções orais: grelhas

Leia mais

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA Diretora: Irene Gomes Lepore Coordenadora Pedagógica: Alba Coppini Lopes Professora Responsável: Mariana Aparecida Ferreira de Camargo Professora Participante: Ana Claudia Silva Davini PROJETO: BRINCANDO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA - 2015...o brinquedo desperta interesse e curiosidade... Rubem Alves Autora: Rita Siqueira Público alvo: alunos

Leia mais

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos Ano lectivo: 2005/2006 Estagiária: Curso: Educação de Infância 4º Ano Educadora Cooperante: Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/4.04.06 Áreas Domínios Objectivos Gerais Objectivos Específicos Actividade

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. Conteúdos: O legado Cultural Grego e Romano. História da África e dos

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

AULA 10 Questão de pesquisa e amostragem

AULA 10 Questão de pesquisa e amostragem 1 AULA 10 Questão de pesquisa e amostragem Ernesto F. L. Amaral 03 de setembro de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Flick, Uwe. 2009. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed. pp.33-42 & 43-55.

Leia mais

Planificação de uma Unidade de Aprendizagem

Planificação de uma Unidade de Aprendizagem Planificação de uma Unidade de Aprendizagem 1 Contexto Área curricular: Língua Portuguesa Tema: Texto lúdico-poético Nível: 1º Ciclo (4º Ano) Escola: Os alunos que frequentam esta escola, e particularmente

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788 Relatório de Atividades Mensal Esse relatório tem como objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Instituição Recanto Infantil Tia, de acordo com o Projeto Biblioteca e Cidadania Ativa.

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TRABALHO INTERDISCIPLINAR TRABALHO INTERDISCIPLINAR 2º semestre 1. TEMA As práticas administrativas nas pequenas e micro empresas e o papel do Administrador, compreendidas pelo processo administrativo (funções universais da administração

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Docente: Marcela Rodriguês dos Santos/ Rubinaldo da Silva Araújo Carga horária: 80h Disciplina: Produção Textual Serie: 6 Ano Plano de Curso I Unidade Objetivo Geral: Desenvolver

Leia mais

GRÊMIO ESTUDANTIL ESCOLA ESTADUAL ALFREDO PAULINO

GRÊMIO ESTUDANTIL ESCOLA ESTADUAL ALFREDO PAULINO GRÊMIO ESTUDANTIL ESCOLA ESTADUAL ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): Juliana Passos Rosangela Yarshell Realização: Foco do Projeto Seguindo as orientações da Secretaria Estadual da Educação,

Leia mais

Testes Sumativos Peso 3*

Testes Sumativos Peso 3* I. INTEGRAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONALIZANTE Participação no contexto escolar de forma responsável e cooperativa Assiduidade e pontualidade Material (portefólio, outro material necessário) Sentido de responsabilidade

Leia mais

COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS

COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS COMO ELABORAR RESPOSTAS DE QUESTÕES DISSERTATIVAS By Prof. Ms. Deborah Costa - 2014 INTRODUÇÃO 1 Este e-book discutirá sobre as questões dissertativas propostas em diferentes avaliações : universidade,

Leia mais

Amigos do Rio E.M.E.F. Professora Odila de Souza Oliveira

Amigos do Rio E.M.E.F. Professora Odila de Souza Oliveira Amigos do Rio E.M.E.F. Professora Odila de Souza Oliveira Professor(es) Apresentador(es): Larissa Palandi dos Reis Ana Laura Alves Lopes Realização: Foco do Projeto Atividades intra e extra classe; Envolver

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Mostrar autonomia na utilização

Leia mais

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião Ana Luiza M. Garcia Organização do Encontro O TRABALHO COM SD A SD DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO JOGOS (VIRTUAIS e QP BRASIL ) Questões-chave O que

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Didática I Carga Horária Semestral: 40 horas Semestre do Curso: 4º 1 - Ementa (sumário, resumo) A Didática e os fundamentos educacionais

Leia mais

Resolução de problemas não numéricos

Resolução de problemas não numéricos Resolução de problemas não numéricos Ler e buscar informações Em Panizza (2006), a didática da matemática define os problemas como aquelas situações que criam um obstáculo a vencer, que promovem a busca

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem

Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL. No processo ensino-aprendizagem Ana Maria de Jesus Ferreira DINÂMICA GRUPAL No processo ensino-aprendizagem Rio de Janeiro 2005 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO VEZ DO MESTRE DINÂMICA GRUPAL OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada O aprendizado e a progressão da criança dependerão do processo por ela desenvolvido,

Leia mais

REGULAMENTO. I Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa Tecendo Saberes do nosso povo. 1ª Edição Apresentação

REGULAMENTO. I Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa Tecendo Saberes do nosso povo. 1ª Edição Apresentação REGULAMENTO I Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa Tecendo Saberes do nosso povo 1ª Edição 2016 Apresentação A I Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa - Tecendo saberes do nosso povo é uma iniciativa

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão

Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Flavio William Lacerda Regina Sayuli Realização: Foco Apresentar os principais conceitos de mecânica

Leia mais

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS

A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS A MATEMÁTICA E SUAS MÚLTIPLAS LINGUAGENS E.M.E.F.I. Professor Manoel Ignácio de Moraes Sala 1 Sessão 1 Professora Apresentadora: Roseli dos Santos Bassanelli Pereira Realização: Foco O projeto está sendo

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário

Cursos Profissionais de Nível Secundário Cursos Profissionais de Nível Secundário Técnico de Apoio à infância e Técnico de Turismo Ano Letivo: 2014/2015 Matemática (100 horas) 10º Ano PLANIFICAÇÃO A LONGO PRAZO A1 Geometria Resolução de problemas

Leia mais

Projeto Poesia. Atividade 1: Momento 1: Converse com a turma sobre o que é uma poesia, dê exemplos e apresente alguns poetas e poetisas.

Projeto Poesia. Atividade 1: Momento 1: Converse com a turma sobre o que é uma poesia, dê exemplos e apresente alguns poetas e poetisas. Projeto Poesia http://pixabay.com/pt/livros-certificado-cont%c3%aainer-pote-158066/ Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 4 anos. Disciplina: Linguagem oral e escrita Duração: 5 semanas Justificativa:

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Metas/Domínios Objetivos gerais Conteúdos Programáticos Critérios 2º Ano Oralidade O2 Comprensão do oral Expressão oral Respeitar regras da interação discursiva Respeitar o princípio de cortesia

Leia mais

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CRECHE MUNICIPAL TERTULIANA MARIA DE ARRUDA SOUZA MÂE NHARA PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CUIABÁ 2015 INTRODUÇÃO Partindo do pressuposto de que a creche é um espaço

Leia mais

PLANEJAMENTO 2º TRIMESTRE

PLANEJAMENTO 2º TRIMESTRE Disciplina: Educação Artística Despertar a capacidade de observação e de criticidade a partir de diferentes obras e perante suas criações; Respeitar as diferentes culturas e os diferentes olhares perante

Leia mais

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo

Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Caro Aluno, Oficina inaugural de produção textual Oficina inaugural de produção textual sobre o texto dissertativo-argumentativo Esta oficina tem como objetivo geral criar a oportunidade para ter o primeiro

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo A avaliação, como parte integrante do processo de ensino/ aprendizagem, deverá ter em conta: Os programas e as metas curriculares em vigor para o 1º ciclo;

Leia mais

7º ano do Ensino Fundamental

7º ano do Ensino Fundamental 7º ano do Ensino Fundamental 8/5/2015 08:33:25-Informativo-CIRMEN-7 2 I. TEMA GERADOR A questão da água e suas dimensões na contemporaneidade II. SUBTEMA Consumos e sustentabilidade Uso consciente X desperdício

Leia mais

PROJETO BRINCANDO SE APRENDE

PROJETO BRINCANDO SE APRENDE PROJETO BRINCANDO SE APRENDE COLÉGIO ESTADUAL PROFESSOR EDGARD SANTOS APRESENTAÇÃO A Matemática e a Língua Portuguesa são vistas como disciplinas de difícil aprendizagem, muitas vezes até rejeitada pelos

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA

ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA ORIENTAÇÕES PARA O PLANO DE TURMA A melhoria da eficácia da resposta educativa decorre de uma articulação coerente entre: Projeto Educativo Currículo Plano de Turma Assim, o Plano de Turma, assume a forma

Leia mais

As diversas linguagens da Multiplicação

As diversas linguagens da Multiplicação As diversas linguagens da Multiplicação E.E. Profa. CLORINDA TRITTO GIANGIACOMO Sala 12 Sessão 2 Professoras Apresentadoras: Giane Feitoza do Amaral Mariane Gomes Cabral Realização: Foco O projeto As diversas

Leia mais

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor

DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor DICAS DE ESTUDO Orientações para ler, escrever e aprender cada vez melhor A seguir são propostos alguns procedimentos que, caso sejam exercitados cotidianamente, podem ser muito eficientes para o desenvolvimento

Leia mais

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês Aprender a ser / Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a conhecer / Aprender a fazer CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de 2.º Ciclo ED. SETEMBRO DE 2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento apresenta a definição, os objetivos, a caracterização e a explicitação das condições

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO E SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO FUTURO PROFESSOR DE GEOGRAFIA Rudimar da Rocha Lyra Rebello 1 Claudiane da Costa 1 Jacieli Fatima Lyra Rebello 1* lyrarebello@outlook.com 1 Universidade

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012 Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras ISSN METODOLOGIA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA POR DIANE LARSEN FREEMAN

VI Seminário de Iniciação Científica SóLetras ISSN METODOLOGIA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA POR DIANE LARSEN FREEMAN METODOLOGIA DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA POR DIANE LARSEN FREEMAN Beatriz Ferrari Crivari (G UENP/campus Jac) beatrizfcrivari@uol.com.br Caroline Arlindo (G UENP/campus Jac.) carolarlindo@hotmail.com

Leia mais

VIAJA, BRASIL! EE Professor Placídio Braga Nogueira

VIAJA, BRASIL! EE Professor Placídio Braga Nogueira VIAJA, BRASIL! EE Professor Placídio Braga Nogueira Professor(es) Apresentador(es): Simone Scatolon Menotti Viana Adriana Locatelli França Realização: Foco do Projeto O projeto teve como foco principal

Leia mais

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária:

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária: Coleção GIRA MUNDO Educação Infantil Na coleção Gira Mundo o brincar, o cantar e o fazer artístico são os eixos que atuam como forma de expressão da cultura da infância. São os grandes articuladores do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2016/2017 A AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 1 INTRODUÇÃO Enquadramento Normativo Avaliar o processo e os efeitos, implica

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS Componente de Formação Complementar Curso Vocacional de Informática e Multimédia Ano letivo 2015/2016 Competências Transversais Promoção da educação para a cidadania A língua

Leia mais

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA -

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA - AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA - EIXO ESTRUTURANTE: Leitura HABILIDADE H1. Ler palavras com estrutura silábica canônica H2. Ler palavras com estrutura silábica

Leia mais

Cento de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação. Subárea de Matemática. Plano de Ensino de Matemática 7º Ano - 2014

Cento de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação. Subárea de Matemática. Plano de Ensino de Matemática 7º Ano - 2014 Cento de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação Subárea de Matemática 1 Plano de Ensino de Matemática 7º Ano - 2014 Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação Subárea de Matemática Profª Marisa Gomes

Leia mais

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA Introdução Uma pesquisa realizada pela Fundação Carlos Chagas indica que a maioria dos coordenadores pedagógicos deixam de fazer o acompanhamento da prática educativa

Leia mais

Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação a Longo Prazo

Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação a Longo Prazo Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Curso Vocacional de Turismo e Restauração Higiene e Nutrição / 3º Ciclo Planificação

Leia mais

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos :

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : Produção e Divulgação de Textos, vídeos, entrevistas. Nova Andradina-MS Setembro de 2014 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI. PROJETO Leitura para ser feita em casa ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PROJETO Leitura para ser feita em casa... aprender não é um ato findo. Aprender é um exercício constante de renovação.... Paulo Freire ANGÉLICA MS ABRIL/MAIO

Leia mais

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3

Dicas EPIS ALUNOS. Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Janeiro Balanço e Resultados Escolares Balanço e Resultados Escolares Dica 1/3 Aproveita o início deste período para fazeres um balanço do teu comportamento e dos teus resultados escolares no 1º Período.

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID/Letras Escola Estadual Prof. José Fernandes Machado Professor Supervisor: Ladmires Carvalho Bolsistas:

Leia mais

Educar pela Pesquisa?

Educar pela Pesquisa? UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Rede de estudos e colaboração para inclusão social e desenvolvimento da cultura científica Projeto nº: 67049. Aprovado pelo Edital 055/2012 Programa Novos Talentos Capes

Leia mais

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno)

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno) ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens

A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens A contribuição do movimento humano para a ampliação das linguagens Movimento humano e linguagens A linguagem está envolvida em tudo o que fazemos, ela é peça fundamental para a expressão humana. Na Educação

Leia mais

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS Planificação Anual / Mensal 2º ANO 2014/2015 Agrupamento PARA O de Escolas Piscinas - Olivais PLANIFICAÇÃO ANUAL / MENSAL DE PORTUGUÊS 2º ANO 1.º PERÍODO

Leia mais

PLANO DE ORGANIZAÇÃO DA ACTIVIDADE LECTIVA. Alda Amaro Dr. João Paulo Trigueiros Expressões Artes Visuais (600)

PLANO DE ORGANIZAÇÃO DA ACTIVIDADE LECTIVA. Alda Amaro Dr. João Paulo Trigueiros Expressões Artes Visuais (600) Direcção Regional de Educação do Centro AULA ASSISTIDA Nº 16 PRÁTICA DE ENSINO SUPERVISIONADA EM ARTES VISUAIS ANO LECTIVO 2011/2012 PLANO DE ORGANIZAÇÃO DA ACTIVIDADE LECTIVA IDENTIFICAÇÃO PROFESSOR ESTAGIÁRIO

Leia mais

Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES

Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES Formas de organizar os conteúdos CONTEÚDOS ESCOLARES Multidisciplinaridade: é a organização de conteúdos mais tradicional. Os conteúdos escolares são apresentados por matérias independentes umas das outras.

Leia mais

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC Aula 1-Análise Crítica do Projeto TCC OBJETIVO DESTA AULA Nesta primeira aula estaremos apresentando todas as regras da disciplina. Explicaremos o que deve ser desenvolvido como produto final, bem como

Leia mais

2013/2014 Ação n.º 9 VAMOS FAZER PATCHWORK COM MATEMÁTICA: RECURSÕES E OUTROS TEMAS FUNDAMENTAÇÃO OBJETIVOS

2013/2014 Ação n.º 9 VAMOS FAZER PATCHWORK COM MATEMÁTICA: RECURSÕES E OUTROS TEMAS FUNDAMENTAÇÃO OBJETIVOS VAMOS FAZER PATCHWORK COM MATEMÁTICA: RECURSÕES E OUTROS TEMAS FUNDAMENTAÇÃO É nossa convicção que a compreensão e a motivação para o estudo de certos assuntos podem ser fortemente beneficiados através

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais