Manual Assistência Técnica. Sumário: 1. PROCEDIMENTO OPERACIONAL ASSISTÊNCIA TÉCNICA Sistema Custom Procedimento de Móveis

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Assistência Técnica. Sumário: 1. PROCEDIMENTO OPERACIONAL ASSISTÊNCIA TÉCNICA. 1.1. Sistema Custom. 1.2. Procedimento de Móveis"

Transcrição

1 Manual Assistência Técnica Sumário: 1. PROCEDIMENTO OPERACIONAL ASSISTÊNCIA TÉCNICA 1.1. Sistema Custom 1.2. Procedimento de Móveis 1.3. Procedimento Solicitação de Peças SANTOS ANDIRÁ 1.4. Procedimento Solicitação de Peças DJ Móveis 1.5. Procedimento padrão de envio de mercadorias 1.6. Celulares LG 1.7. Celulares Motorola 1.8. Celulares Nokia 1.9. Play III Celulares Samsung Procedimentos Celulares STI Política de devoluções de celulares Claro Devolução de Chip Claro Notas Fiscais de Celulares devem ser LEGÍVEIS Modelo Declaração Motorola Prazo de Garantia do Acessório Bateria e Carregador Obrigatório colocar observações na NF de Transferência Obrigatório colocar NÚMERO DE SÉRIE na Emissão da NF de Venda Relação de AT. para onde enviamos os aparelhos Relação de contato com os Representantes Procedimento Ronconi Procedimento Lexmark Procedimento Marca FLC Procedimento Duchas Procedimento Duchas Botega Atendimento Kärcher Procedimento Formulário BRASTEMP e CONSUL Formulário de Pendência CCE Formulário de Pendência Semp Toshiba Procedimento de Conferência de Produtos de Estoque Abertura de processo de reclamção de AT

2 1.31. Procedimento Colchões Procedimento Play Station II Produtos Moll Materiais de Construção (Aberturas) Procedimento Colchões 1.36 Procedimento INVICTA 1.37 Procedimento NIKON 1.38 Procedimento SONY 1.39 Fuji Film do Brasil Formulário Fuji Film 1.40 Formulário Padrão para Reclamação (casos críticos) 1.41 ALUMÍNIO BRILHANTE LTDA - conjunto de panelas Chroma 8 peças 1.42 MP6 DYNACOM - PROCEDIMENTO 1.43 PROCEDIMENTO SANYO 1.44 PROCEDIMENTO MIRAGE 1.45 PROCEDIMENTO NAVCITY 1.46 PROCEDIMENTO ALCATEL 1.47 PROCEDIMENTO PARA AS NOTAS DE RETORNO DE ASSISTÊNCIA 1.48 Procedimento POSITIVO 1.49 Procedimento Celulares Huawei 1.50 Procedimento Impressora HP 1.51 Procedimento Celular CCE 1.52 Procedimento Termolar 1.53 Procedimento LENOVO 1.54 Procedimento celulares VENKO 1.55 Procedimento louças 1.56 Procedimento Nigro 1.57 Fixxar 1.58 Procedimento Colchões Mannes 1.59 Procedimento Fogões Venâncio 1.60 Procedimento Cafeteiras Dellar 1. PROCEDIMENTO OPERACIONAL ASSISTÊNCIA TÉCNICA 1.1. Sistema Custom MANUAL OPERAÇÃO ASSISTÊNCIA TÉCNICA SISTEMA CUSTOM

3 DESCRIÇÃO DETALHADA DO PROCESSO DAS LOJAS Cadastro da Nova Etiqueta para Conserto GUIA DE CONSERTO Caminho: Comercial/ Estoque Terceiros Postos Especiais/D.Guias de Conserto a) Conserto Próprio Produto: Colocar código do produto Número de Série: sempre informar nro série do produto Defeito: detalhar o defeito do aparelho. Dados Adicionais Já esteve na AT: informar quantas vezes e se tiver as OS s anteriores informar também. Aparência: sempre informar em que condições (estado) o produto está sendo recebido. Acessórios: sempre informar se o produto está acompanhado de acessórios, descrever detalhadamente quais os acessórios. Senha Garantech: caso for produto com Garantech colocar o número da Senha e para qual AT. foi solicitada a senha. Após dar F4 para confirmar informações. O sistema gera automaticamente pelo sistema um número de Guia de Conserto. b) Conserto Terceiros Produto: Colocar código do produto Cliente: Informar a matrícula do cliente Nro. Série: sempre informar nro série do produto Defeito: detalhar o defeito do aparelho. Dados Adicionais Já esteve na AT: informar quantas vezes e se tiver as OS s. anteriores informar também. Aparência: sempre informar as condições (estado) do produto em que recebeu na loja

4 Acessórios: sempre informar se o produto acompanha acessórios e descrever quais. Senha Garantech: caso for Garantech colocar o número da Senha e para qual AT. foi solicitada a senha. Após dar F4 e confirmar informações. Feito isso, será gerado automaticamente pelo sistema um número de Guia de Conserto, cada filial terá uma seqüência, EX: Filial 24, o primeiro número de Guia de Conserto será 24/01, ou seja, filial 24 seqüência 01 e assim sucessivamente, 24/ /03... Feito o cadastro da nova etiqueta, sempre aparecerá na conclusão do processo a opção: selecione a impressora, pois a guia deve ser impressa para acompanhar o produto, assim sendo, selecione a impressora correta e imprima em papel branco. OBS: Impressão das guias de conserto: Conserto Próprio: imprime somente 01 via Conserto Terceiros: imprime em 02 vias, a assinatura do cliente é obrigatória. Anexar 01 via da Guia de Conserto junto ao produto, juntamente com a cópia da NF ou CF de venda para o cliente. Colar a etiqueta correspondente ao número da Guia de Conserto no Produto. Após isso, verificar nas opções abaixo, qual o procedimento correto: Após feita a guia de conserto, é preciso fazer as NFs que devem acompanhar o produto para transporte. É possível fazer NF de um ou vários produtos para conserto, ou seja, selecionar uma ou várias guias de conserto, sendo que há dois caminhos para emissão da NF: Emitir NF de vários produtos: Comercial/Estoque Terceiros/opção D/dar F1 Abrirá uma tela onde aparecerão todas as guias de conserto feitas, selecionar a opção marcar, marque todas as guias que quer emitir a NF e após selecionar a opção movimentar para fazer a NF. Importante: selecionar separadamente produtos de estoque e de clientes, ou seja, para fazer NF de vários itens é preciso selecionar ou só produtos de estoque ou só produtos de clientes. Emitir NF de apenas um produto: Comercial/Estoque Terceiros/opção D Abrirá a tela inicial, coloque o número da etiqueta que vai fazer a NF, dar enter, selecionar a opção marcar e após selecionar a opção movimentar para fazer a NF. Mercadoria Própria ESTOQUE A loja tem duas opções: 142 Fazer NF Direto para Posto de Assistência através de uma Remessa Conserto Próprio; 145 Transferência para Matriz Operação 142 Remessa Conserto Próprio Caso o produto seja encaminhado direto para o Posto de Assistência através da Remessa Conserto Próprio (NF 142) é preciso informar o código do fornecedor na hora de fazer a NF. Para obter o número do fornecedor ou assistente técnico é preciso seguir o seguinte caminho: Cadastros/Agentes Comerciais/1.Agentes Comerciais/1.Filtro, onde pode ser consultado por código/matrícula/cnpj ou CPF/Nome, etc. Caso não tenha cadastro é preciso fazer a inclusão. Depois de Consertado é preciso fazer a Devolução da NF 142. A loja tem duas opções: 42 Retorno Posto Nota Própria 40 Retorno Posto c/ Nota Fornecedor Operação 42 usar quando o Assistente Técnico NÃO FAZ nota de Devolução de Remessa de Mercadoria para Conserto. Operação 40 usar quanto o Assistente Técnica FAZ nota de Devolução de Remessa de Mercadoria para Conserto. Nesse caso, após impressa a NF 40 é preciso mandar a 1ª via da NF de Devolução do Fornecedor para Contabilidade, juntamente com as vias verdes, escrevendo no verso desta, o nº da nota de remessa e que se trata de Devolução de Assistência Técnica. IMPORTANTE: Manter pasta com todas as notas de Remessa pendentes para controle e acompanhamento

5 na loja. 145 Transferência para Matriz Faz-se essa operação quando a cidade da Filial não tem Assistente Técnico no local, enviando assim o produto para o Setor de AT. na matriz. OBS: Os produtos somente poderão ser enviados se estiverem acondicionados em caixas, de preferência nas caixas originais, evitando maiores problemas no transporte. Caso algum produto estiver mal embalado ou sem embalagem o mesmo retornará para a respectiva filial. Mercadoria Terceiros CLIENTE Operação 508 Entrada para Conserto Mercadoria Terceiros É a primeira operação a ser feita, assim que recebem o produto na loja, após fazer a guia de conserto. Após feita a entrada do aparelho através da Operação 508, a loja tem 03 opções: 151 Fazer NF Direto para Posto de Assistência através de uma Remessa Conserto Terceiros; 651 LOJA Transfere para Matriz; 608 Devolve p/ Cliente Operação 151 Remessa Conserto Mercadoria Terceiros Caso o produto seja encaminhado direto para o Posto de Assistência através da Remessa Conserto Terceiros (NF 151) é preciso informar o código do fornecedor na hora de fazer a NF. Para obter o número do fornecedor ou assistente técnico é preciso seguir o seguinte caminho: Cadastros/Agentes Comerciais/1.Agentes Comerciais/1.Filtro, onde pode ser consultado por código/matrícula/cnpj ou CPF/Nome, etc. Caso não tenha cadastro é preciso fazer a inclusão. Depois de Consertado é preciso fazer a Devolução da NF 151. A loja tem duas opções: 509 Devolução Conserto Merc. Terceiros 51 Devolução Conserto Merc. Terceiros no Estado Operação 509 usar quando o Assistente Técnico NÃO FAZ nota de Devolução de Remessa de Mercadoria para Conserto. Operação 51 usar quando o Assistente Técnico FAZ nota de Devolução de Remessa de Mercadoria para Conserto. Nesse caso, após impressa a NF 51 é preciso mandar a 1ª via da NF de Devolução do Fornecedor para Contabilidade, juntamente com as vias verdes, escrevendo no verso desta, o nº da nota de remessa e que se trata de Devolução de Assistência Técnica. 651 Transferência Mercadoria de Cliente para Matriz Faz-se essa operação quando a cidade da Filial não tem Assistente Técnico no local, enviando assim o produto para o Setor de AT. na matriz. OBS: A cópia da NF ou CF de venda do cliente deve ser grampeada na via da Guia para Conserto, que segue junto com o produto. 608 Devolução para o Cliente Depois de receber o produto consertado da matriz, fazer a devolução do produto para o cliente. ATENÇÃO: Caso a filial receber o produto do cliente e emitir a guia de conserto errada (que é o primeiro passo a fazer) ela deve seguir os seguintes passos: Fazer a NF 508 (entrada do produto) após fazer a NF 608 para encerrar a guia de conserto, fazer nova guia de conserto com os dados corretos do cliente. Em relação as GUIAS DE CONSERTOS de produtos com defeitos encaminhados para a matriz gostaria de lembrar que é OBRIGATÓRIO o preenchimento do campo de DADOS ADICIONAIS, onde é pedido as seguintes informações: Dados adicionais Ja Esteve AT: Aparencia: Acessorios: Senha Garantech:

6 Muitas lojas estão mandando produtos avariados e não estão colocando observação quanto a aparência do produto na guia de conserto e quando o aparelho retorna do conserto querem reclamar das condições do produto. Só teremos como verificar onde ou como aconteceu a avaria do produto caso tenha alguma observação na guia de conserto, caso contrário é de responsabilidade da loja que não escreveu na guia de conserto as condições que recebeu o produto na loja e arcar com as conseqüências. Além da aparência é preciso colocar sem falta os acessórios que a loja está mandando, para não haver extravio no caminho entre a AT. e a loja, ex: cabo, manual, carregador, controle... Caso alguma loja mandar algum acessório e não colocar na guia é de responsabilidade da loja. Esse campo está para ser preenchido na guia de conserto justamente para termos um maior controle quanto a avarias e perdas de acessórios e não termos maiores transtornos Procedimento de Móveis Preenchimento do Formulário Padrão de Solicitação de Providência Primeiramente o Formulário Padrão de Solicitação de Providência deve ser preenchido corretamente, informar todos os itens solicitados no formulário, preencher obrigatoriamente todos os campos indicados: Fornecedor (colocar o nome da fábrica que está precisando a peça) Filial Solicitante (nome da pessoa que está solicitando a peça) Data de Envio (data em que tiver enviando o formulário para a fábrica) Código da Certel (código do produto) Quantidade (nº de peças que está precisando) Número da Peça (pegar no manual de montagem, OBRIGATÓRIO) Modelo (modelo do produto) Cor (informar cor da peça, exemplo: MF, MG, TAB, BR, CER, TAB/BR, IMB, ALIC, TBF, PRATA, MEL, MEL/MP...) Descrição da Solicitação (descrever a peça que precisa da maneira mais clara e precisa para que não haja dúvidas na fábrica quanto a peça solicitada) Motivo (colocar o motivo da solicitação, se é por avaria ou qual é o defeito da peça solicitada) Solicitação de Peças para Assistência Fornecedor: Filial: Solicitante: Data: Cód. Peça nº Qtdade Certel (Fábrica) Modelo Fábrica Cor Descrição da Solicitação Motivo Considerações Importantes para o Envio Correto do Formulário Padrão de Solicitação de Providência para a Fábrica: Para cada peça solicitada usar uma coluna do formulário; Para cada fabricante (fornecedor) utilizar um único formulário, ex: se tiver peças para solicitar da Kappesberg e da THB, fazer um formulário para cada fornecedor; É obrigatório informar o número da peça que está solicitando (procurar no manual de montagem) caso não tiver o número da peça no manual, é exceção, descrever a peça que precisa com clareza para que não haja dúvidas na fábrica para que não seja enviada a peça incorreta; Qualquer informação adicional deve ser colocada abaixo da formulário, ex: urgente, telefone para contato... Enviar Formulário Padrão de Solicitação de Providência preenchido para a Fábrica. Após preencher o Formulário Padrão de Solicitação de Providência corretamente com todas as informações encaminhar a solicitação para a fábrica que está solicitando as peças SEMPRE com cópia

7 para o Segue abaixo os endereços de s dos fabricantes, encaminhar SEMPRE para o da fábrica com cópia para Fornecedor: Artely, Artany, Gambrinus Art'Sul AS Móveis B.A / J.P, Premade Bianquini/Incobel/ Fil Móveis Cantegril, Primavera Castor Castro, Fries, Thayne Colorado/Fibrasca Comiotto, Madesa, Volttoni, Casa de Pedra, Tumar Coopeca/Bressiani/Ferrarte Dalla Costa/Criativa móveis Doripel Dalmóbile Decoarte Deluse Desigan,VM Metais Dewes Dimare D'Itália DJ Móveis / Marel Doripel/Zamarchi Emilar Estofados Hellen Estofama/Goellner/Vila Nova (Amarildo) Finger,Adelan,Movelfar Fiasini Flammer Genialflex Hammer HB (Bortolotti), Cambel, Rodial, Sandrin e Politorno Heitor Henn/Singulare/Portilinea Holz Modulada Holz Projetada ILC Indolar, Santos Andirá, Artesano ITATIAIA JAELI Kappesberg, Menegaz, KF, Robel, Legnoplast, Madellegno, Móveis Provincia Kochhann Madesa Mário Holz Mercado do Ferro, Navarro Metalurgica Villarte Microtubos Mônaco Moval, Irmol Móveis Alex Móveis Carraro Móveis THB, D'Sofá, Vizzi Móveis Sul Móveis Rodeio Multispuma Fax: Gildo

8 Motiva Móveis Prátika, Duranox, Sintesul, DJ Móveis Raízes Estofados/ Produméx Befal Cadeiras Raízes,Enele Sultec, Multimóveis, Euroamérica Sandrin San Martim Móveis SV Móveis Tramontina Vamol/ Móveis Canção Ville Art e Móveis Bom As Fábricas já foram informadas do Novo Procedimento, que a partir do dia 31/07/06 as lojas irão solicitar as peças diretamente para as fábricas, portanto, caso haja algum endereço de que não confere na listagem, entrem em contato com a Débora da Área Comercial que ela sempre tem os endereços atualizados e poderá tirar qualquer dúvida. Recebimento de Peças na Matriz Após feito a solicitação de peças pela filial diretamente para a fábrica, a mesma irá mandar as peças solicitadas para a matriz devidamente identificadas, com a filial destino. Assim que recebermos as peças na matriz iremos separá-las por filiais. Depois de separado por filial, as peças serão relacionadas em um COMPROVANTE DE CARGA que servirá como controle de recebimento/envio das peças para a filial destino. Preenchido o COMPROVANTE DE CARGA que terá duas vias, será mandado o mesmo junto com as peças relacionadas para a filial destino. A pessoa responsável que receber as peças na loja deverá assinar o COMPROVANTE DE CARGA com especificação VIA ASSISTENCIA e mandará assinada com o motorista no mesmo dia. uma via fica na loja e a outra deve retornar para a matriz para o Setor de Assistência Técnica. O COMPROVANTE DE CARGA será numerado e arquivado por filial.

9 Envio de Peças Avariadas para Matriz Assim que a loja receber a peça solicitada junto a fábrica e trocar para os clientes, devem mandar as peças avariadas de volta para a matriz. Mandar as peças avariadas para a matriz devidamente embaladas e com identificação, colocar em cima do volume o nome da fábrica para devolvermos assim que chegar na matriz Procedimento Solicitação de Peças SANTOS ANDIRÁ A partir de 10/01/07 as solicitações de peças para SANTOS ANDIRÁ devem ser feitas direto no site da fábrica, ou seja, para esse fabricante nao deve ser preenchido o formulário de Solicitação de Providência e sim acessar o site: e preencher os seguintes dados solicitados. A loja precisa colocar a senha e o login que é o seguinte para todas as lojas: Login : CERTEL Senha 20731

10 No momento do cadastro das peças no site tem um campo de OBS que pode ser colocado o Nº da Filial e nome do cliente Procedimento Solicitação de Peças DJ Móveis A partir de 10/01/07 as solicitações de peças para DJ Móveis devem ser feitas direto no site da fábrica, ou seja, para esse fabricante nao deve ser preenchido o formulário de Solicitação de Providência e sim acessar o site: e preencher os seguintes dados, cfe ilustrado abaixo: RAZÃO SOCIAL: CERTEL/FILIAL informar o número da filial CNPJ: da loja CÓDIGO DO PRODUTO: COR DO PRODUTO: NÚMERO, DESCRIÇÃO DA PEÇA: pegar no manual de montagem SOLICITANTE: da loja TELEFONE: da loja MOTIVO: porque precisa da peça 1.5. Procedimento Padrão de envio de mercadorias Em virtude de termos recebido reclamações quanto diversos tipos de avarias de produtos que retornam para as lojas da Assistência Técnica da matriz, foi decidido em reunião que a partir da próxima segundafeira, dia 14/05/07 as lojas devem seguir obrigatoriamente o Procedimento Padrão abaixo: à Todos os produtos de Assistência Técnica devem ser embalados em plástico bolha ou outro plástico e só após ser colocado dentro da caixa; à Os produtos embalados em plástico devem ser colocados dentro da caixa original ou então em alguma caixa adequada ao tamanho do produto. Exemplo: Não colocar um dvd embalado dentro de uma caixa de TV. O objetivo desse procedimento padrão é de diminuir os problemas tanto para a empresa quanto para os clientes. Os produtos estavam sendo avariados pois os mesmos eram simplesmente jogados dentro de caixas de papelão onde avariavam em contato com o próprio papelão ou então no transporte por estar solto dentro da caixa e ficar se deslocando de um lado para outro dentro da caixa. Estaremos mandando plástico bolha para todas as lojas até o final da semana que vem, enquanto isso as lojas devem utilizar os plásticos que tem guardado. É importante que todas as lojas guardem os plásticos quando os produtos retornam da AT. para reaproveitamento. Da mesma forma que estamos cobrando esse procedimento de vcs, a gente aqui da matriz vai mandar todos os produtos de AT. de volta devidamente embalados em plástico. Todos os motoristas já foram orientados pelo Rogério a não carregar produtos que não estejam devidamente embalados, caso estiver fora do padrão, ou seja, não embalado em plástico e dentro da caixa, ficará para a próxima carga, sendo que a responsabilidade no atraso do atendimento da mercadoria é do gerente da loja Celulares LG Objetivo do Procedimento é a solução imediata para atender o cliente nas cidades no Brasil onde não exista cobertura de Assistência Técnica ou Posto de Coleta LG. Vantagens do Procedimento LG Collect Para solicitar o código de postagem enviar os dados abaixo preenchido para: NOME DO TITULAR DA NOTA FISCAL: ENDEREÇO COMPLETO (rua, nº, complemento, bairro, cidade, estado, cep): PONTO DE REFERÊNCIA: TELEFONE COM DDD:

11 CPF: OPERADORA: VALOR DA NOTA FISCAL: MODELO DO APARELHO: NUMERO DA NOTA FISCAL: DATA DE COMPRA: DEFEITO APRESENTADO: IMEI DO APARELHO: 1.7. Celulares Motorola Apartir do momento que o aparelho apresentar defeito, o cliente deve entrar em contato com o fabricante no telefone: Motorola Será fornecido um código de postagem, com esse código o cliente deve ir até o Correio e enviar seu aparelho sem custo, o produto irá para a fábrica e depois de consertado retornará para o endereço fornecido pelo cliente. O fabricante não fornece o código de postagem para o Lojista Celulares Nokia Quando defeitos em aparelhos Nokia, deve ligar no solicitar código de postagem com os dados abaixo: NOME (titular da nota fiscal): CPF (titular da nota fiscal): Endereço (para onde retornará o aparelho após o reparo): Bairro: Estado/Cidade: CEP: Telefone de contato: Nº nota fiscal de compra: Data de compra: Valor pago (que consta na nota fiscal): IMEI/ESN: Operadora: Revenda (onde adquiriu o aparelho): Defeito apresentado: O prazo para a informação do código é de até 72 horas. Após receber este código de postagem, o telefone deve ser levado até uma agencia dos correios e

12 postado com o numero que foi recebido por . Mandar junto com o aparelho somente a bateria e carregador quando for problema desse gênero, pois a assistência não se responsabiliza por perda de outros acessórios, como estojo, fone, etc Play III O prazo de garantia é de 3 meses. Dentro desse período, se o aparelho estiver em bom estado de conservação, pode-se efetuar a troca. Não pode estar quebrado ou danificado fisicamente Celulares Samsung Procedimentos Celulares STI Ficha a ser preenchida e enviada para a fim de obter a autorização de postagem do celular a fabrica. TEL. (11) / DADOS OBRIGATÓRIOS PARA ABERTURA DE ORDEM DE SERVIÇO Do Consumidor Nome completo CPF RG Rua/Número: Complemento: Bairro: CEP: Cidade: Estado:

13 Telefones: DDD (mínimo 2 se tiver) Do Equipamento Número de Série: Modelo: CT65 Tipo de equipamento: Celular Nº da NFiscal: Data Emissão: Revendedor: Defeito Reclamado/Dignosticado: CELULAR QUADRI BAND C/ TOUCHPLUS Política de devoluções de celulares Claro Para devolução de celulares com problemas dentro do prazo de sete dias, além da orientação passada em dezembro (que está descrita abaixo), deve ser observado a data de faturamento do telefone da Claro para a Certel, ou seja, a quanto tempo o aparelho está no estoque da Certel, que não pode ser superior a 120 dias. Portanto, a partir de agora, verificar o mesmo e se estiver okl efetuar a troca dos aparelhos para os clientes e assim mandar o aparelho para a matriz, completo com guia e NF 145 para o 97, pois o pessoal autorizado da Claro fará a triagem. Se o aparelho não estiver nos conformes voltará para a loja ficando de responsabilidade do gerente da loja. Para evitar problemas maiores, os vendedores, no momento da venda, devem pegar o celular que está a mais tempo no estoque da Certel. Para saber isso basta olhar a etiqueta com o código do produto, que é afixada pelo depósito central da Certel. Na parte superior dessa etiqueta está a data em que o produto foi recebido pela matriz, no formato dd/mm/aa. Devolução Técnica 1. Os aparelhos e os Sim Card's devem ter sido adquiridos no estoque central ou local Claro; 2. Este tipo de devolução deve ser válido somente para o equipamento que apresentar defeito até 7 (sete) dias corridos da emissão da nota fiscal de venda ao cliente, desde que o totalizador de chamadas registre menos de 60 (sessenta) minutos de conversação; 3. O Kit a ser devolvido deve estar completo, com todos os itens originais (aparelho, preferencialmente com o Sim Card, bateria, cabos, carregador, caixa, manual de usuário, certificado de garantia e outros acessórios que acompanham o Kit - capas, fones de ouvido, clipe de cinto, alça de segurança, etc); 4. Para Kits pré-ativados, deve ser efetuada apenas a devolução do item que apresentar defeito (o Sim Card ou o aparelho); 5. A devolução só pode ser efetuada se acompanhada pela nota fiscal de aquisição dos aparelhos e Sim Cards, adquiridos em kit ou individualmente, bem como pela cópia da nota fiscal de troca Celulares trocados nos 7 dias deverão obrigatoriamente vir acompanhados com o check list novo e também a copia da NF de venda do cliente. Sem a mesma o produto retorna para a loja com OBS de inconformidade. Para os fabricante e para a claro, acessório com defeito não é defeito no aparelho, então não adianta mandar para matriz, deve ser solicitado nos endereços e contatos abaixo: LG: NOKIA: MOTOROLA: SAMSUNG: / Imei do aparelho deve vir destacado na guia de conserto, campo nímero de serie. O check list abaixo deve ser anexo ao produto.

14

15 1.12. Devolução de Chip Claro Os CHIP CLARO que virem apresentar defeito devem ser trocados para os clientes dentro da garantia de 01 ano. Após trocar para cliente, encaminhar para o setor de assistência da matriz, que o pessoal autorizado da Claro passa e faz a triagem. Mandar obrigatoriamente a cópia da NF de venda do celular + chip junto com o formulário de devolução, pois o mesmo comprova que está dentro da garantia. LG LG Electronics de São Paulo Ltda Av. Dr. Chucri Zaidan, 940 3o andar Vila Cordeiro São Paulo SP Sony Ericsson Sony Ericsson Mobile Communications do Brasil Ltda Rua Ramos Batista, 198 São Paulo SP Gradiente Gradiente Eletrônica S. A Rua Dr. Fernandes Coelho, 64 São Paulo SP Siemens Benq Móbile Av. Pedroso de Moraes, o andar Pinheiros São Paulo SP Motorola Motorola Industrial Ltda Av. Chedid jafet, 222 D 2o São Paulo SP Nokia Nokia do Brasil Tecnologia Ltda Av. das Nações Unidas, Torre Norte 11o andar São Paulo SP Samsung Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda Rua Prof. Manoelito de Ornellas, 303 2o andar Chácara Santo Antonio São Paulo SP Notas Fiscais de Celulares devem ser LEGÍVEIS Recebemos uma comunicação das Assistências Técnicas de Celulares que NÃO IRÃO MAIS ACEITAR NFs ILEGÍVEIS. Estávamos recebendo muitos celulares com NFs ilegíveis onde providenciávamos uma Declaração de Compra e o Assistente acabava aceitando. A partir de hoje, dia 27/07/06 as ATs. não estão mais aceitando essa Declaração de Compra, assim

16 sendo, é preciso encaminhar as NFs de Venda dos clientes TOTALMENTE LEGÍVEIS, com todas as informações, sem cortes, fracas ou rasuradas. Estaremos tendo um controle mais rígido a partir de hoje sendo que NÃO VAMOS MAIS ACEITAR CELULARES COM NFs ILEGÍVEIS, estaremos mandando o celular de volta para a filial que encaminhou. Para que não haja atraso no atendimento dos celulares contamos com a colaboração de todos, pois sabemos que os clientes reclamam e com razão quando passa do prazo dos 30 dias. A responsabilidade é de quem encaminha o celular para a matriz. Venho reforçar que se vir celular com a NF ilegível o aparelho voltará para a Filial oque acarretará num atraso no atendimento. O Fabricante tem o prazo de 72 horas para dar retorno, caso o mesmo não retornar por , encaminhar a reclamação para César da Claro, lembrando que sempre é para mandar com cópia para para acompanharmos o caso e intervir caso seja necessário Modelo Declaração Motorola Segue modelo único de Declaração de Celulares da Motorola que é aceito nas Assistências Técnicas. O FABRICANTE SÓ ACEITA ESSE MODELO DE DECLARAÇÃO. Caso tenham celulares da Motorola para encaminhar para AT. em que a NF estiver ilegível, preencher o formulário de Declaração abaixo e enviar junto com o celular e a NF de Venda. Declaração de Compra Declaramos para os devidos fins que o Sr( ), portador( ) do CPF:, RG:, em / / adquiriu o produto abaixo discriminado da loja no endereço inscrita no CNPJ por meio do Cupom Fiscal / Nota Fiscal número. Dados do produto: Marca: Modelo: Cor: ESN / IMEI: MSN: Valor: R$ ( ). Carimbo da loja com as seguintes informações: - Nome da empresa - CNPJ - Endereço da Empresa ( ) - O documento deverá ser assinado pelo gerente ou supervisor da loja e respectivo telefone para contato direto Prazo de Garantia do Acessório Bateria e Carregador Objetivo: informar a TODOS sobre o prazo para atendimento em garantia do Acessório Bateria e Carregador. Período: Início: 17/07/2006 Término: indeterminado. Conforme alguns fabricantes, os acessórios - bateria e carregador - têm o prazo de garantia diferentes,

17 quando os mesmos forem comprados junto com o kit, segue abaixo tabela de atendimento em garantia das baterias e carregadores. MARCA BATERIA CARREGADOR AIKO 12 MESES 12 MESES BENQ-SIEMENS 06 MESES 12 MESES GRADIENTE 12 MESES 12 MESES LG 06 MESES 12 MESES NOKIA 12 MESES 12 MESES PANASONIC 12 MESES 12 MESES PANTECH 06 MESES 06 MESES SAMSUNG 06 MESES 12 MESES SENDO 12 MESES 12 MESES SONY ERICSSON 12 MESES 12 MESES VITELCOM 12 MESES 12 MESES VENKO 12 MESES 12 MESES ZTE 12 MESES 12 MESES MOTOROLA 06 MESES 12 MESES Obrigatório colocar observações na NF de Transferência Produtos incompletos que são enviados para o Setor de Assistência Técnica, como somente: (controle da TV ou do rádio, caixas de som, fone de ouvido, CPU, monitor, estofado só de 2 lugares ou de 3 lugares...) entre outros, devem obrigatoriamente vir com uma OBS. na NF de transferência para não haver problema na hora de conferir o estoque, colocar essa observação no campo dos dados adicionais. Na guia de conserto essa observação já é colocada, mas é preciso colocar também na NF de Transferência, é obrigatório!!! Exemplo: F-01 mandará para AT. somente o controle da TV Philco 29" na guia nº 01/888. Na NF de Transferência, NF 145 colocar obs. nos dados adicionais: guia 01/888 - somente o controle. Estamos pedindo para que comecem a colocar tbm nas NFs para não haver confusões pois acontece dos auditores irem para as lojas fazer conferência e muitas vezes estar sobrando uma TV, enquanto que transferiram somente o controle. Isso vale para todos os produtos, tanto de estoque como de cliente Obrigatório colocar NÚMERO DE SÉRIE na Emissão da NF de Venda A partir da data de hoje, dia 03/04/07, é OBRIGATÓRIO colocar o número de série do produto na NF de venda, ou seja, é preciso digitar no sistema o número de série do produto e sair impresso na NF de venda. O número de série deve ser colocado após digitar o código do produto no sistema onde abre uma tela indicando para colocar o número de série. Caso o produto cadastrado não tiver a opção desse campo "número de série" é preciso escrever o número de série a mão com caneta na NF de venda após emitida. Caso a NF de venda seja tirada antes de ter o produto na loja, é preciso segurar a NF de venda tirada e escrever o número de série a mão com caneta nas seguintes vias: 1ª e 3ª (azul e marrom) para entregar para o cliente e na 2ª via (vermelha) que fica arquivada na loja. A via verde deve ir para a contabilidade, nao segurar na loja, não é necessário escrever na via verde nesses casos. IMPORTANTE: Sempre colocar o número de série CORRETO na NF de venda, ou seja, conferir o número de série SEMPRE NO PRODUTO e não na caixa do produto.

18 Nem todos os produtos possuem número de série, caso o produto nao tenha número de série escrever a mão que o produto não tem número de série. A partir da data do dia 03/04/07 não aceitaremos mais produtos onde as NFs de venda estejam SEM o número de série, esse procedimento passa a ser OBRIGATÓRIO! Relação de AT. para onde enviamos os aparelhos Posto Autorizado Eletrônica Zillmer Código Telefone Marcas Autorizadas CCE, Semp Toshiba, Sony, Pioneer, Gama, calculadoras HP, Lenox, Motorola, Moll Eletro Sul Furadeira e parafusadeira Bosch e Skill Beutécnica Schulz, Wap, Karcher Jairo Oceano - Wahlbrinck Consertel Consul, Fischer,Suggar, Mueller, Newmaq, Electrolux, Komeco, Wanke, Colormaq, Nardelli, Midea, Kin, Brastemp Irmãos Cadence, NKS, Vicini, Mallory, Kalkmann Mondial, Lenoxx, Faet, Taiff, Ventisol Klima Cold Komeco, Electrolux, Midea, Gree (ar condicionado) Capelão Duchas e torneiras Lorenzetti Getúlio Cortadores e aparadores de grama Máquinas Tramontina SS Motores Husqvarna Eletrônica Garantech Positivo, CCE, STI, Philco, Visão JVC Teutomaq Máquinas Tekna, Black e Decker, Wap, DWT, Trapp, Nakashi, Cid Stoll e César Máquinas a gasolina Trapp, Tekna Eletrônica Philips/Walita, CCE, Wahl, Gradiente Ulsenheimer Eletrotécnica Black e Decker, Arno, Trapp, Famac, Lajeadense Lorensid Lajetecno Computadores e impressoras STI, (Módulo) Positivo, Canon, HP, Hacer, Leader Tech Eletrônica Chapinhas, secadores, depiladores Astral Gama, TV LCD LG Siltec Philips (televisores), CCE Eletrovale Bombas Anauger Eletrônica Panasonic Armborst Átria Itautec - Informática Astro Lavor Wash Relação de contato com os Representantes Código Empresa Representante Fone Celular ANGRASAT(CROMUS) RAFAEL

19 ANODILAR PAULO ANTONIO BASTIAN ANTONIO ARKE PEDRÃO ARMAZÉM DO LAR JORGE ARNO RODRIGO ATLAS CECO AULIK (LENOXX) JOÃO CARLOS BCP (CLARO) FILIPE BLACK&DECKER SCHERER BOSCH FERRAMENTAS RENÊ BRITANIA HUMBERTO BSH/CONTINENTAL GIULIANO CADENCE JAIR CAPRI AVILA CBB PAULO CCE IVANO CCM (NAKASHI) DARLAN CICLO ROQUE CID HUMBERTO DAKO (FOGÕES) JUNIOR DISTR.SCHWEICKERT (PILHAS) GUSTAVO DREAM GENECI ELECTROLUX(BRANCA) ANTONIO ELECTROLUX(PORTÁTEIS) IVAN FAET MAITELLI GE DAKO (REFR.) JUNIOR GRADIENTE NILSON GREE LUIS HYATS (VICINI) LUIZ INTELBRAS RICARDO IRMÃOS FISCHER JAIR KÄRCHER JOEL KIN SAMPAIO KOMECO ARCANJO LATINA JOEL MADSON (SUGGAR) MOISES MALLORY PAULO MARTAU JORGE MAX COLOR MARCIO MDX MOTOROLA JOEL MERCABEL (TAIFF) WALMOR MET. MOR ELPIDIO MET. PROMESUL JOSE CARLOS MET. WANKE ERNANI MET. ZAKA SILVÉRIO MET.HAMMER CLAUDETE METAVILA PAULO ROCHA MODULO INFORMÁTICA MARCELO MOTOBRAS VICENTE MOURA DIRCEU MUELLER (FOGÕES) INÉDIO MUELLER (LAVADORAS) EUGÊNIO MULTIBRAS ALEXANDRE NARDELLI EDSON NKS PAULO PANASONIC ANDRÉ PAUTA IMPRESSORAS JOÃO CARLOS

20 PHILCO SILVEIRA PHILIPS ANTONIO PIPPI PNEUS DIRCEU PIONNER OSWALDIR PRODTEL(DYNACOM) NEI PROGAS PAULO REISTAR (PRECISION) LEONARDO SAMSUNG CLAUDIONOR SEMP TOSHIBA ENIO SIEMENS HUMBERTO SONY RODRIGO TIGA (CARTÃO MEMÓRIA) JOÃO CARLOS TRAMONTINA(SUL) HENRIQUE TRAPP NELSON VENAX JONAS WALITA ANTONIO XALINGO JARBAS YASHICA CLAUDIONOR Procedimento Ronconi Para efeito de informação, estamos remetendo este comunicado a todas as lojas para explicar como proceder em caso de solicitação de assistência técnica dos produtos RONCONI. Qualquer dúvida, colocamos à disposição nosso escritório que atende no horário comercial, nos telefones: (54) e com Andriane, ou a) COLCHÃO DE ESPUMA: A Certel e a Ronconi firmaram um convênio que facilita a troca do colchão com defeito por um novo, desde que seguido o procedimento abaixo. Procedimento: O gerente da loja deverá mandar um vendedor até a residência do seu cliente para verificar o colchão e constatar se o defeito realmente existe. Ele deverá olhar o colchão em ambos os lados, ver se o tecido está manchado (de urina, sangue, sujeira) se está mofado ou rasgado. Deverá também se informar sobre o peso e altura individual de cada pessoa que usa o produto, e se está sendo virado freqüentemente. Se o colchão estiver limpo e sem rasgos e o vendedor entender que realmente a espuma cedeu além do normal, (mais que 25%, conforme garantia) deverá passar ou ligar para nosso escritório passando via fax, cópia da nota de compra do cliente ou cupom fiscal para que seja emitido um Relatório de Assistência Técnica (RAT) que será enviado para a loja. Este Relatório deverá acompanhar o colchão com problema, devidamente embalado para o depósito da Certel e de lá o mesmo será remetido à fábrica para troca. Para a loja ganhar tempo, o colchão poderá ser trocado por um novo e aguardar o Relatório de Assistência Técnica para remeter o usado para o depósito. A responsabilidade nas informações do estado do colchão a ser trocado, é da gerência da loja, por isso é importante que alguém da loja olhe o colchão, pois muitas vezes o problema alegado não existe. O depósito só aceitará o colchão, devidamente embalado e com o relatório anexo. b) COLCHÃO DE MOLAS: Quando houver alguma reclamação quanto aos colchões de molas, o procedimento muda: Procedimento: O gerente da loja deverá mandar um vendedor até a residência do seu cliente para verificar o estado do colchão. Ele deverá olhar o colchão em ambos os lados, ver se o tecido está manchado (de urina, sangue, sujeira) se está mofado ou rasgado. Deverá também se informar sobre o peso e altura individual de cada pessoa que usa o produto e se está sendo virado freqüentemente. Cerca de 98% das reclamações são resolvidas com esta visita da loja, pois o cliente tem dúvidas sobre o estado do colchão e acha que está com defeito, mas na realidade está normal pelo tempo de uso. Se a pessoa que foi olhar o colchão achar que realmente tem problemas, ligará para nosso escritório e solicitará a visita do representante, para analisar o colchão, nos passando o modelo do colchão, nome, endereço, bairro, telefone do cliente, o peso e altura de cada pessoa que usa o produto, a data da compra

Pós Venda Rcell. Fabio Rigamonti

Pós Venda Rcell. Fabio Rigamonti Pós Venda Rcell Conceitos de DOA Fluxo de Teste Funcional Triagem Processo de Devolução Fluxo de Triagem e Devolução Processo de Remessa para Conserto Fluxo de Remessa para Conserto Garantia e Tempo de

Leia mais

Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site

Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site Como solicitar um código de postagem LG Collect pelo site Para solicitar um código de postagem para envio do seu produto para uma Assistência Técnica, realize os seguintes passos: Acesse WWW.LGE.COM.BR

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... 4 COMO CONFIGURAR O CNAB... 5 CADASTRO DE BANCOS... 5 PARAMETROS DO CNAB...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Índice. Política Geral de Garantia...3. Equipamento com Defeito...4. Envio de Equipamentos...5. Pessoa Física...5. Pessoa Jurídica...

Índice. Política Geral de Garantia...3. Equipamento com Defeito...4. Envio de Equipamentos...5. Pessoa Física...5. Pessoa Jurídica... Índice Política Geral de Garantia...3 Equipamento com Defeito...4 Envio de Equipamentos...5 Pessoa Física...5 Pessoa Jurídica...5 Emissão da Nota Fiscal (Pessoa Jurídica)...4 Pessoa Jurídica sem inscrição

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

MANUAL DO FRANQUEADO EXPRESSO GUANABARA

MANUAL DO FRANQUEADO EXPRESSO GUANABARA MANUAL DO FRANQUEADO EXPRESSO GUANABARA 1 MANUAL DO FRANQUEADO 2 Sumário 1. Solicitação do bilhete de passagem...4 2. Recebimento do bilhete de passagem...5 3. Sistema SRVP...5 3.1. Login...5 3.2. Modalidade

Leia mais

WMSL Warehouse Management System Lite

WMSL Warehouse Management System Lite WMSL Warehouse Management System Lite Tela Inicial Esta é a tela inicial do sistema WMSL (Warehouse Management System - Lite) da Logistock. Cadastro Administrativo Pesquisa Movimentação Encerrar Cadastro

Leia mais

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER O acesso ao Portal deve ser feito através do site da Mueller sendo www.mueller.ind.br. Logo abaixo, o posto deverá clicar no rodapé da página em Intranet/Extranet.

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Troca e Devolução Lojasmm.com

Troca e Devolução Lojasmm.com Troca e Devolução Lojasmm.com Informações Gerais. Nosso objetivo é garantir sempre sua satisfação nas compras realizadas no nosso site. Visando uma parceria de respeito e confiança, criamos a Política

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

Guia Prático do Usuário

Guia Prático do Usuário Guia Prático do Usuário 3. O que esse Manual aborda Esse manual é um guia prático de utilização do sistema, ele aborda noções gerais sobre gerenciamento de sua empresa além de ter informações detalhando

Leia mais

RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria)

RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria) RMA - DN Automação (Autorização para Retorno de Mercadoria) Orientações gerais aos parceiros de negócios A DN Automação trabalha exclusivamente através de parceiros de negócios (revendedores e agentes),

Leia mais

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso I - FINALIDADE: Informatizar o processo de solicitação e emissão de cheques avulsos, além de proporcionar maior segurança e sigilo das informações. II - ÂMBITO DE APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica

Leia mais

MANUAL SIMPLIFICADO Versão 1.3 (08/02/2014)

MANUAL SIMPLIFICADO Versão 1.3 (08/02/2014) MANUAL SIMPLIFICADO Versão 1.3 (08/02/2014) www.tiranota.com.br para empresas optantes do SIMPLES NACIONAL By Luiz Resende www.acontabilidade.com.br LEGENDA Algumas siglas usadas neste manual NFE = Nota

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais

Módulo SAC Atendimento ao Cliente

Módulo SAC Atendimento ao Cliente Módulo SAC Atendimento ao Cliente Objetivo O Módulo SAC ou Serviço de Atendimento ao Cliente é uma ferramenta que gerencia, cria e administra informações num canal de comunicação informatizado entre a

Leia mais

INTRODUÇÃO. Sua consulta é muito fácil, abaixo daremos algumas dicas que facilitarão o seu dia a dia.

INTRODUÇÃO. Sua consulta é muito fácil, abaixo daremos algumas dicas que facilitarão o seu dia a dia. Referência Rápida INTRODUÇÃO Este manual de referência rápida foi criado com o objetivo de orientar de uma forma simples o caminho para as rotinas mais usadas no sistema Megga Fransys. Sua consulta é muito

Leia mais

MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS

MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS MANUAL SISTEMA WEB 1) BAIXANDO O SISTEMA NO SITE DA BELSINOS Acessar o site www.belsinos.com.br Ir em Seja Cliente Clicar na Sistema de Operações Clicar em Baixar o aplicativo Baixar o instalador do WebFactoring

Leia mais

Almoxarifado SEF. Manual do Usuário Versão 1.3. União Sul Brasileira da IASD. Departamento de TI 01/01/2008

Almoxarifado SEF. Manual do Usuário Versão 1.3. União Sul Brasileira da IASD. Departamento de TI 01/01/2008 2008 Almoxarifado SEF Manual do Usuário Versão 1.3 União Sul Brasileira da IASD Departamento de TI 01/01/2008 SUMÁRIO SEF - Almoxarifado Introdução... 3 Cadastro da Entidade/Loja... 3 Menu Almoxarifado...

Leia mais

Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÃO... 3 5. RESPONSABILIDADE... 3 6. HISTÓRICO DE REVISÕES...

Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÃO... 3 5. RESPONSABILIDADE... 3 6. HISTÓRICO DE REVISÕES... REF: CE-M-001 REV: 2 de 9 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. REFERÊNCIA... 3 4. DEFINIÇÃO... 3 5. RESPONSABILIDADE... 3 6. HISTÓRICO DE REVISÕES... 4 7. DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO... 4 POLÍTICAS...

Leia mais

Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço.

Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço. Quando as pessoas trabalham em equipe concretizam tarefas inteiras num menor espaço de tempo e com menor esforço. O sistema Megga Fransys trabalha em equipe com o revendedor permitindo a execução das rotinas

Leia mais

Maio de 2009. Razão Social / Nome Fantasia. Pendente CCE DA AMAZÔNIA S/A / ( 0 ) 07.130.025/0003-10 2 0 2 LATINA ELETRODOMESTICOS S/A /

Maio de 2009. Razão Social / Nome Fantasia. Pendente CCE DA AMAZÔNIA S/A / ( 0 ) 07.130.025/0003-10 2 0 2 LATINA ELETRODOMESTICOS S/A / Maio de 2009 CCE DA AMAZÔNIA S/A / LATINA ELETRODOMESTICOS S/A / LG ELETRONICS DA AMAZONIA LTDA / LOJAS PINGUIM LTDA / PRECISION LTDA / RICARDO ELETRO LTDA-MATRIZ / SONY ERICSSON BRASIL / 07.130.025/0003-10

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

Treinamento Proposta Online

Treinamento Proposta Online Treinamento Proposta Online 03 Procedimentos para preenchimento da Proposta Preenchendo a Proposta Online Digitalizando os documentos 06 20 26 Status das Propostas 02 Procedimentos para preenchimento da

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

Apresentação...2. 1. Como acessar o sistema...3

Apresentação...2. 1. Como acessar o sistema...3 Índice: Apresentação...2 1. Como acessar o sistema...3 1.1. Já estando cadastrado... 3 1.2. Não estando cadastrado... 4 1.2.1 Como cadastrar um Consultor... 4 1.2.2 Salvando o cadastro... 8 1.2.3 Inserindo

Leia mais

Treinamento de. Linx Pos

Treinamento de. Linx Pos Treinamento de caixa Linx Pos Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: Linx POS ÍNDICE Abertura de caixa e leitura X Lançamentos Cancelamento de itens Consulta preços no ato

Leia mais

Cartilha - RACO Resolução 632/14 Anatel. Público: Canais Presenciais

Cartilha - RACO Resolução 632/14 Anatel. Público: Canais Presenciais Cartilha - RACO Resolução 632/14 Anatel Público: Canais Presenciais T7lefonica Vivo 07/07/2014 Índice O que é a RACO - Resolução 632/14 da Anatel Resumo das principais mudanças Protocolo Único Proposta

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento

Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento Caro, Cliente, Obrigado, por escolher a Intermédica Sistema de Saúde S.A. como a operadora de Saúde dos seus funcionários. A Intermedica, tem como

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

Recomendado para quem esta iniciando a utilização do sistema Gestor New

Recomendado para quem esta iniciando a utilização do sistema Gestor New Recomendado para quem esta iniciando a utilização do sistema Gestor New INDICE 1 1. CADASTRO DE USUÁRIOS...1 2. MODULO EMPRESA...4 2.1. Cadastro da Empresa...4 2.2. Parâmetros da Empresa...4 3. MÓDULO

Leia mais

Módulo Faturamento. Sistema Gestor New. Instruções para cadastros e configurações do módulo Faturamento

Módulo Faturamento. Sistema Gestor New. Instruções para cadastros e configurações do módulo Faturamento Roteiro passo a passo Módulo Faturamento Sistema Gestor New Instruções para cadastros e configurações do módulo Faturamento Recomendado para quem esta iniciando a utilização do sistema Gestor New 1 INDICE

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO...

1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... ÍNDICE 1. PRAZOS... 1 2. SOLICITAÇÃO DE DEVOLUÇÃO... 1 3. MOTIVOS DE DEVOLUÇÃO... 2 4. TIPOS DE DEVOLUÇÃO... 3 4.1. Integral ato da entrega... 3 4.2. Integral pós-recebimento... 3 4.3. Parcial pós-recebimento...

Leia mais

MANIFESTO E EXPEDIÇÃO DE CARGAS (PROCESSO DE EMISSÃO DE CT-e)

MANIFESTO E EXPEDIÇÃO DE CARGAS (PROCESSO DE EMISSÃO DE CT-e) 1. OBJETIVO Padronizar a sistemática de emissão do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) e Manifesto de Cargas Intermunicipais e Interestaduais da Irapuru. 2. REGRAS / CONSIDERAÇÕES GERAIS É de

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02 Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

Manual Mercador WEB. Sistema Mercador. Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0

Manual Mercador WEB. Sistema Mercador. Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0 Manual Mercador WEB Sistema Mercador Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0 Menu do Vendedor... 4 Cadastros... 4 Consultas... 4 Analises... 4 Entrando no Sistema Mercador WEB... 5 Equipamento necessário...

Leia mais

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin

Módulo 14. CgaInformatica. NFe. NFe para o Sistema Retwin Módulo 14 CgaInformatica NFe NFe para o Sistema Retwin 2 Sumário O que é... 3 Benefícios... 3 Requisitos para Instalação e Implantação... 3 Obrigação Backup... 4 Configuração Geral do Sistema... 5 Cadastro

Leia mais

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO.

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. PO-CL-AT- 1/6 1. OBJETIVO Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO: Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Leia mais

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015 1/6 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para concessão de linhas telefônicas móveis, aparelhos e modens, ao pessoal, Técnico, Administrativo e Operacional das empresas do Grupo Santa Helena. Este procedimento

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA 1 Conteúdo Introdução... 3 Objetivo... 3 Esclarecimentos... 3 O que é considerado garantia... 4 O que são considerados itens de manutenção... 4 O que são considerados materiais

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes: a) de um lado, a empresa GEPER DESENVOLVIMENTO

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1 Manual de Operação do SIMPLES 1 MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. Manual de Operação do SIMPLES 2 A Empresa A ASP Desenvolvimento de Softwares

Leia mais

PROCEDIMENTOS DO FINANCEIRO PARA VENDA LOJAS

PROCEDIMENTOS DO FINANCEIRO PARA VENDA LOJAS PROCEDIMENTOS DO FINANCEIRO PARA VENDA LOJAS FORMAS DE PAGAMENTOS Nossa loja aceita as seguintes formas de pagamento: - Dinheiro; - Moeda estrangeira ( dólar e euro ) - Cheque à vista; - Cheque pré-datado;

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Manual do Módulo. MerchNotas

Manual do Módulo. MerchNotas Manual do Módulo MerchNotas Bento Gonçalves (RS), Agosto de 2010 Índice 1. Introdução... 4 2. Menu Entrada de Notas... 5 2.1. Entrada de Notas (F11)... 5 2.2. Entrada de Notas NFe (F12)... 8 2.3. Apuração

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Mudanças do layout 1.04 para o Layout Registros Incluídos na Versão Marcar Clientes Como Sincronizado - (v ) Marcar Endereços Adicionais

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED I - Site Portocred Para acessar o site Portocred, devemos entrar no link: extranet.portocred.com.br/cp e após clicar na opção Credito Pessoal Perto Check. *Lançar o usuário e a senha que serão informadas

Leia mais

ÍNDICE. Introdução. Definições. Contatos. Roteiro para Atendimento em Garantia. 1. Produtos. 2. Prazos de Garantia. 3.

ÍNDICE. Introdução. Definições. Contatos. Roteiro para Atendimento em Garantia. 1. Produtos. 2. Prazos de Garantia. 3. 1 ÍNDICE Introdução Definições Contatos Roteiro para Atendimento em Garantia 1. Produtos 2. Prazos de Garantia 3. Análise Técnica 4. Remessa para Análise 5. Concessão da Garantia 6. Rejeição da Garantia

Leia mais

Página 1. Manual do Operador de Caixa

Página 1. Manual do Operador de Caixa Página 1 Manual do Operador de Caixa Página 2 Sumário Conhecendo a tela de abertura do sistema... 03 Tela principal do sistema... 05 Tela de consulta... 06 Inserir clientes na venda... 07 Funções especiais...

Leia mais

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco

Manual do Usuário do Cell Bridge GSM Tronco INTRODUÇÃO Parabéns! Você acaba de adquirir mais um produto com a qualidade e a tecnologia IDENTECH. O Cell Bridge é uma interface celular diferenciada. O Cell Bridge funciona como uma interface celular

Leia mais

NewOxxy. 1 passo Abrir o caixa. Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. Selecionar o usuário

NewOxxy. 1 passo Abrir o caixa. Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. Selecionar o usuário NewOxxy Esse é o sistema de uso exclusivo da nossa empresa. Cada loja terá seu usuário e sua senha. selecionar a loja Selecionar o usuário Digitar a senha 1 passo Abrir o caixa Selecionar o menu caixa

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL PILKINGTON

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL PILKINGTON 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão, para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística da Pilkington (OE-Operação Marcopolo) e Pilkington AGR de recebimento, armazenagem

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

Serviço de Atendimento ao Cliente SAC

Serviço de Atendimento ao Cliente SAC Serviço de Atendimento ao Cliente SAC Índice: 1 - Como Atua o Sac 2 - Ferramentas de Trabalho do SAC 3 - Irregularidades nos dados da Nota Fiscal 4 - Irregularidades na Entrega 5 - Devoluções de mercadoria

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2

Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2 Conteúdo PARAMETRIZAÇÃO STOREMANAGER... 2 CONFIGURAÇÕES DA GUIA GERAIS DO STOREMANAGER... 2 Seção Geral... 2 BOTÕES DE CONFIRMAÇÃO... 3 Seção Código de Barras... 4 Seção Abertura / Fechamento de Caixa...

Leia mais

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 MÓDULO CLIENTE Conteúdo 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 2.2 HOME 4 2.3 A VALECARD 5 2.4 PRODUTOS 6 2.5 REDE CREDENCIADA 7 2.6 ROTA 9 2.7 CONTATO 9 3. EMPRESAS 11 3.1. ACESSO

Leia mais

Novidades da versão 3.0.0.45 dos Sistemas OnixNet e TrucksNet

Novidades da versão 3.0.0.45 dos Sistemas OnixNet e TrucksNet Novidades da versão 3.0.0.45 dos Sistemas OnixNet e TrucksNet Abaixo a lista com as principais implementações dessa versão: Assistência Técnica - Criado processo de reserva de vagas automático Assistência

Leia mais

LEV-30. Manual do produto. Laminador Elétrico

LEV-30. Manual do produto. Laminador Elétrico Manual do produto Antes de utilizar o seu produto Arke, leia atentamente este manual. Temos certeza que lhe será bastante útil. Laminador Elétrico LEV-30 PARABÉNS POR SUA ESCOLHA! Você adquiriu um produto

Leia mais

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP)

INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) INFORMAÇÕES AO DESENVOLVEDOR (ERP) Ano: 2015 Elaborada por: A. Linguanoto Tabelas Exportadas pelo Lúnet- Finalidade A Lúnet Soluções em Tecnologia, desenvolveu este manual técnico com a finalidade de proporcionar

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

produção MANUAL APRESENTAÇÃO

produção MANUAL APRESENTAÇÃO MANUALWEB 1 APRESENTAÇÃO MANUAL da produção online Conheça as funções, características e as facilidades para autorizar e faturar os atendimentos realizados aos beneficiários Unimed. Rio MANUALWEB 2 SUMÁRIO

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO... Sumário INTRODUÇÃO... 3 INTEGRAÇÃO COM O EMPRESÁRIOERP... 3 AGILIDADE NOS PROCESSOS E APOIO AOS CONTROLES INTERNOS... 3 SAC - ATENDIMENTO... 4 CADASTRO DO TIPO DO ATENDIMENTO... 5 CADASTRO DE CATEGORIAS...

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ADRIANA SILVA DA MATA ADRIANA LOPES DOS SANTOS CAMILA DE JESUS OLIVEIRA E-COMMERCE S&L Celulares Samsung Tatuí 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 1.1 SOBRE

Leia mais

dos por defeitos ou vícios, resultantes

dos por defeitos ou vícios, resultantes Garantia Termo de Garantia Limitada do Fabricante OBSERVAÇÃO: Esta Garantia Limitada não afeta seus direitos legais de acordo com as leis nacionais aplicáveis relacionadas à venda de bens de consumo. Sempre

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred

ROTEIRO OPERACIONAL - PORTOCRED EMPRÉSTIMO PESSOAL COM GARANTIA DE CHEQUE I - Site Portocred I - Site Portocred Para acessar o site Portocred, devemos entrar no link: extranet.portocred.com.br/cp e após clicar na opção Crédito Pessoal Perto Check. *Lançar o usuário e a senha que serão informadas

Leia mais

Manual Sistema de Autorização Online GW

Manual Sistema de Autorização Online GW Sistema de Autorização Online GW Sumário Introdução...3 Acesso ao sistema...4 Logar no sistema...4 Autorizando uma nova consulta...5 Autorizando exames e/ou procedimentos...9 Cancelamento de guias autorizadas...15

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA CORREÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTAS DO VESTIBULAR TRADICIONAL DOMINGO

INSTRUÇÕES PARA CORREÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTAS DO VESTIBULAR TRADICIONAL DOMINGO Página 1 de 11 [ INSTRUÇÕES PARA CORREÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTAS DO VESTIBULAR DOMINGO LOCAIS DE COMUNICAÇÃO COM O COORDENADOR DE POLO Em DOCUMENTOS E LINKS, dentro da aba VESTIBULAR DOMINGO estarão disponíveis

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DOS SERVIÇOS DO SISTEMA DE DÉBITO DIRETO AUTORIZADO

CONDIÇÕES GERAIS DOS SERVIÇOS DO SISTEMA DE DÉBITO DIRETO AUTORIZADO CONDIÇÕES GERAIS DOS SERVIÇOS DO SISTEMA DE DÉBITO DIRETO AUTORIZADO Pelo presente instrumento, BANCO TRIÂNGULO S.A, instituição financeira, com sede e foro na Cidade de Uberlândia, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Suporte Técnico A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Horário de Atendimento De segunda-feira à sexta-feira das 09:00 ás 19:00

Leia mais

Controle Patrimonial WEB

Controle Patrimonial WEB Cccc Controle Patrimonial WEB Manual Unidade de Guarda Conteúdo 1. Acessar o Controle Patrimonial - Web... 4 1.1. Login... 4 1.2. Esquecer sua senha?... 5 2. Alterar a senha... 6 3. Cadastrar novo usuário...

Leia mais

Manual do Usuário. Vixen PDV

Manual do Usuário. Vixen PDV 1 Manual do Usuário Vixen PDV 2 Índice 1. INTRODUÇÃO 3 2. ENTRANDO NO SISTEMA 4 2.1 TELA LOGIN 4 2.2 CARGA DE TABELAS LOCAIS 4 3. MENU INICIAL 5 4. BARRA DE STATUS 6 5. ABRINDO O CAIXA 6 6. VENDA 7 6.1

Leia mais

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja.

Lista Aberta: A loja sugere uma relação de presentes e deixa o convidado à vontade para comprar o presente que deseja da loja. Oferecemos atendimento personalizado para elaborar a sua lista de presentes. Dispomos de uma completa linha de produtos de decoração, utilidades, presentes, cama, mesa, banho e móveis, além de marcas exclusivas

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br ..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br E-mail..: suporte@giovaneinformatica.com.br 1-) CADASTRANDO DE PRODUTOS -Detalhes da tela -Salvando

Leia mais

MARISOL ON LINE MANUAL. IDMarisol 1

MARISOL ON LINE MANUAL. IDMarisol 1 MANUAL Índice Tela de Login.... ª Via do Boleto Bancário.... Quero me Cadastrar.... Esqueci Minha Senha...... Consulta de Ordens... Consulta de Duplicatas...0 Consulta de Notas Fiscais... Peça Fácil Proposta

Leia mais

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.

PRESSURIZADOR PL - 9 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GARANTIA. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com. PRESSURIZADOR ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR 0800 0 17 28 44 www.lorenzetti.com.br Lorenzetti S.A. Indústrias Brasileiras Eletrometalúrgicas Av. Presidente Wilson, 1230 - CEP 03107-901 Mooca - São Paulo - SP

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO I - Formalização e Aceitação do Pedido 1.1 - O Aceite será automático caso o fornecedor não faça uma recusa parcial ou total, Por escrito no prazo de 2(dois) após o recebimento

Leia mais

Sistema Gestor. Cordialmente, Cláudio Gomes Programador

Sistema Gestor. Cordialmente, Cláudio Gomes Programador Sistema Gestor Parabéns por estar utilizando o sistema gestor da Star With Informática, abaixo indicamos por tópicos como realizar operações diversas, para que você possa obter de forma prática e rápida

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual [NF-e] ===== Manual. Nota Fiscal Eletrônica NF-e

U3 Sistemas Análise e Desenvolvimento de Softwares ===== Manual [NF-e] ===== Manual. Nota Fiscal Eletrônica NF-e 1 Manual Nota Fiscal Eletrônica NF-e 2 01 Introdução 01.01 Por ser um sistema que antecede a Legislação da Nota Fiscal Eletrônica o U3 Marmoraria Plus, utiliza o emissor externo gratuito da NF-e para somente

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PROJETO PROEDUCAR MANUAL DE ORIENTAÇÃO 1 - O QUE É O PROJETO PROEDUCAR? O projeto PROEDUCAR leva o nome do Consórcio que ganhou a licitação para atualizar os equipamentos distribuídos por meio do programa

Leia mais

Sumário 1. Apresentação Janela Principal 2.1. Cadastrar dispositivo 2.1.1. Gerenciamento de equipamento 2.2. Cadastro de Usuários 2.2.1.

Sumário 1. Apresentação Janela Principal 2.1. Cadastrar dispositivo 2.1.1. Gerenciamento de equipamento 2.2. Cadastro de Usuários 2.2.1. VERSÃO DO MANUAL 3.0 de 22/01/2014 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Janela Principal... 3 2.1. Cadastrar dispositivo... 4 2.1.1. Gerenciamento de equipamento... 4 2.2. Cadastro de Usuários... 6 2.2.1. Cadastro

Leia mais

W3SAC Automação Comercial

W3SAC Automação Comercial Automação Comercial Elaborado pela W3 Automação e Sistemas Informação de Propriedade do Grupo Jomóveis Este documento, com todas as informações nele contidas, é confidencial e de propriedade do Grupo Jomóveis,

Leia mais

Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo

Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo Sistema de Automaçaõ de Vendas Manual Passo a Passo Transmissão Antes de começar a trabalhar, vamos entender o item do menu transmissão, é nele que se faz atualização dos dados do moinho para o seu computador,

Leia mais

Qualidade de Crédito

Qualidade de Crédito Qualidade de Crédito 03 Análise de documentos Como conhecer o futuro cliente Preencher proposta fora da loja é seguro? Trabalhando com a Proposta Online 08 16 25 26 Prevenção de fraudes no momento da venda

Leia mais

Sistemas & Informática

Sistemas & Informática Orçamentos / Vendas Sistemas & Informática O produto SOFTSOL, começa com a tela de identificação do usuário e sua senha, pois, dependendo do perfil do usuário ele terá acesso a determinados sistemas e

Leia mais