Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014"

Transcrição

1 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

2 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários... 8 Cadastro de Laboratórios Cadastro de Profissionais Cadastro de Pacientes Inclusão de Pacientes Cadastro de Exames CRM Gestão de Relacionamento com Consumidor Manutenção Alteração de Senha Pedidos Controle de Pedidos Alterar Pedidos Exames Relatórios Auditoria Estatística Controle Interno Pacientes - Exames Pacientes Agendados

3 Acesso ao Sistema Para acesso ao sistema de laboratório o usuário deverá informar o seguinte endereço na barra de endereços de qualquer navegador de internet, (figura 1). Figura 1: Acesso ao sistema. Tele principal de acesso, Home, nessa nova tela todos os módulos, possibilitaram ao usuário a configuração de acessos rápidos a menus que utilizam com mais frequência, para isso o usuário irá no menu e o arrasta até a caixa que desejar (figura 2). Figura 2: Menu Principal. 2

4 Algumas caixas são padronizadas para todos os módulos, o usuário não consegue realizar customização das mesmas, segue descrição: Acesso ao chat de COMUNICAÇÃO, destinado aos usuários do município que desejam falar entre si; Acesso à alteração de senha do usuário; Acesso aos aplicativos e manuais. Acesso ao CRM, Gestão de Relacionamento com Consumidor, CRM é uma sigla em inglês de (Consumer Relationship Management). Acesso a informações que a ICS, disponibilizara aos municípios, acessando essa caixa o sistema mostra todas as mensagens cadastradas. Acesso ao chat de SUPORTE, serão exibidos todos os usuários que estão disponíveis para auxilio no sistema. 3

5 Menu Cadastros O menu cadastro é a parte do sistema disponível para a realização dos cadastros iniciais, como Usuários, Pacientes, Unidades/Laboratórios, Exames e Profissionais. Para cada menu selecionado o sistema exibira uma tela correspondente e com um conjunto de informações que deveram ser preenchidas. Cadastro de usuários O menu cadastro de usuários destina-se ao cadastramento e alteração de usuários, cada módulo disponibilizará menus e permissões especificas conforme o sistema selecionado. Para acesso vá em Cadastro Usuários. Sempre que o usuário tiver permissão de acesso ao cadastro de usuários o sistema trará os dados do usuário que esta acessando a opção, (figura 3). Figura 3: Cadastro de Usuários. 4

6 Inclusão de Novo Usuário 1 Clique no botão <Novo> figura 3, o sistema limpa o formulário e aguarda que o usuário informe os dados cadastrais; 2 Informe o Nome, CPF, Login, Senha, confirme a senha, UF e Cidade; 3 Marque as permissões de acesso, para o sistema de laboratório são dividias em 3 abas, Cadastros, Pedidos e Diversos, (figuras: 4,5 e 6). Uma particularidade na aba Pedidos é a permissão Liberar On-line, essa permissão destina-se a liberar os laudos para que os pacientes consigam acessa-los pela internet; Figura 4: Aba de permissão, Cadastro. Figura 5: Aba de permissão, Pedidos. Figura 6: Aba de permissão, Diversos. 5

7 4 Vá até a aba Unidades e informe a unidade que o usuário terá acesso (figura 8); 4.1 Para remover uma unidade que o usuário tenha acesso, selecione a mesma e clique no botão Excluir selecionados, (figura 6.1); Figura 6.1: Exclusão de Unidades. 5 Vá até a aba Sistemas e informe o sistema Sistema de Laboratório (figura 9); 5.1 Para remover a permissão de algum sistema que o usuário tenha, clique no ícone (figura 7) para excluir. 6 Clique em <Salvar> para registrar o usuário no sistema, (figura 7); Figura 7: Inclusão de usuários. 6

8 Figura 8: Aba Unidades. Figura 9: Aba Sistemas. 7 Após registro do usuário deveremos incluir os menus de acesso ao mesmo, tal função só poderá ser feita por um usuário do TIPO ICS, podendo o município, cadastrar as permissões, informar as unidades e sistemas, mas os menus deveram ser incluídos pela empresa. 8 Vá até a aba Menu (figura 10) e informe os menus que o usuário terá acesso, basta marcar quais menus e clicar no botão para adicionarmos os menus ao 7

9 usuário. Caso deseja excluir os menus clique no botão já cadastrados. para remover os menus Figura 10: Aba Menus. Alteração de usuários 1 Para a alteração de um usuário vá em Cadastro Usuários, clique no botão <Localizar> (figura 11), Figura 11: Acesso aos Usuários cadastrados. 2 O sistema apresenta a tela para localizar o usuário, assim deve-se informar um dos dados para que o sistema localize, Nome, Login, Cpf e Cidade, depois de informado, clique em <Localizar>, (figura 12), assim que exibido o dado, para selecionar clique na linha que deseja selecionar. 8

10 Figura 12: Localizar Usuários cadastrados. 3 Assim que selecionado o sistema traz todas as informações cadastradas para o usuário (figura 13), nessa tela realiza-se as alterações necessárias e clique em <Salvar Alterações>, para salvar. Caso deseja realizar o bloqueio total de acesso do usuário, clique no botão <Bloquear> (figura 13); Figura 13: Dados dos Usuários cadastrados. 9

11 Cadastro de Laboratórios O cadastro de laboratórios tem como finalidade exibir as unidades de saúde que foram importadas através do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde(SCNES), a inclusão direta de unidade não é permitido, nela o usuário poderá somente associar quais exames laboratoriais a unidade realizara. Para acesso a uma determinada unidade o usuário devera: 1 - Clicar em <Localizar> (figura 14); 2 Na tela de Localizar Laboratórios (figura 15), informar o nome da unidade/laboratório no campo Nome e clicar em <Localizar> (figura 15); 3 Assim que retornados os resultados encontrados, selecione a unidade/laboratório que deseja para o sistema carregar os dados cadastrais e os exames que estão associados ao cadastro; Figura 14: Dados das Unidades de Saúde/Laboratórios. 10

12 Figura 15: Localizar Laboratórios. 4 Depois de carregados os dados, o sistema apresenta duas abas, Dados e Exames, na aba Dados o usuário poderá fazer uma personalização dos dados cadastrados, tais dados estarão disponíveis no momento da impressão dos laudos, na aba Exames, será onde o usuário definirá quais exames a unidade atende (figura 16). Sempre que alterado algum dado, o usuário para confirmação das alterações devera clicar no botão <Salvar Alterações>. Figura 16: Exames associados à unidade. 11

13 5 Para a inclusão de exames no cadastro da unidade, selecione o mesmo na seta do campo exame, assim o sistema disponibilizará todos os exames existentes, não existindo o mesmo o usuário devera entrar em contato com a empresa e solicitara a inclusão do mesmo apresentando um modelo e quais campos deveram constar no formulário, após selecionar o exame clique no botão <Incluir> para o exame solicitado, ou <Incluir Todos Exames> para incluir todos os exames de uma só vez no cadastro da unidade figura 17. Figura 17: Inclusão de exames no cadastro da unidade. 6 Para a retirada de um exame do cadastro da unidade clique no ícone e o sistema apresenta mensagem abaixo (figura 18), onde clicando em <OK> é confirmada a retirada e clicando em <Cancelar> o exame permanecera no cadastro e a ação não será executada. 12

14 Figura 18: Exclusão de exames do cadastro da unidade. 7 Caso o usuário deseje excluir todos os exames de uma só vez, devera clicar no botão <Marca/Desmarcar todos>, para o sistema selecionar todos os exames, depois de selecionados, clique em <Excluir Selecionados>. Figura 19: Exclusão de todos os exames do cadastro da unidade. 13

15 Cadastro de Profissionais O cadastro de profissionais, assim como o cadastro de unidades, não permite a inclusão dos profissionais, apenas personalização de algumas informações dos mesmos, todo o cadastro devera ser feito no sistema SCNES. Para acesso ao cadastro vá em Cadastro Profissionais. Assim que acessado o menu, o sistema apresenta a tela abaixo (figura 20). Figura 20: Cadastro de Profissionais. Para localizar um determinado profissional, cliquem em <Localizar> (figura 20), e o sistema apresenta a (figura 21), nessa tela informe um dos campos ou todos, Laboratório, Código e Nome, assim que localizado o registro, clique na linha correspondente para selecionar o mesmo e o sistema fara o carregamento das informações na tela de cadastro (figura 22). Figura 21: Localizar Profissionais. 14

16 Na aba Dados será permitido a personalização dos campos Especialidade, tipo do conselho e o nome abreviado para sair nos laudos, após alteração clique em <Salvar Alterações> (figura 22). Figura 22: Cadastro de Profissional. Na aba Unidades o usuário poderá emitir a Lista de Procedimentos e Adicionar ou Remover Autorizador aos laudos (figuras 23 e 24), adicionando autorizador aos laudos, as informações ficaram com o nome e especialidade extaram visíveis no rodapé dos laudos. Figura 23: Aba Unidades. 15

17 Figura 24: Aba Unidades. É possível também adicionar uma assinatura digitalizada para que a mesma saia nos laudos, cada profissional deve possuir uma senha de liberação para que somente com a sua autorização o sistema disponibilize o laudo com a assinatura digitalizada, (figura 25). Figura 25: Aba Assinatura Digital. Cadastro de Pacientes O cadastro de pacientes, tem por finalidade o cadastramento de pacientes que buscam o laboratório para a realização de exames mas não possuem cadastro da unidade, lembro que, o ideal é que o paciente realize o seu cadastramento no CARTAO SUS e que o município exporte as informações para a ICS, afim de manter um cadastro sempre atualizado, esse mesmo cadastro estra disponibilizado no momento em que se for registrar o pedido do exame no menu Pedidos Controle de Pedidos. Para acesso ao cadastro de pacientes vá em Cadastro Pacientes. Sempre que for realizar um novo cadastro é de bom costume primeiramente tentar localizar o mesmo, minimizando a entrada de cadastros repetidos no sistema, lembro que o sistema possui mecanismos que tentam evitar essa repetição sempre verificando se existem registros com os mesmos padrões informados no momento do cadastramento. 16

18 Para localizar um paciente já cadastrado, clique no botão <Localizar> (figura 26), e o sistema apresentara a tela de Localização de Pacientes (figura 27). Figura 26: Cadastro de Pacientes. Na localização (figura 27), o sistema permite que o usuário tente localizar o paciente de varias formas, pelo Nome, Data de Nascimento, Número de Prontuário, Cartão SUS, Cidade de Residência e por situação, se Ativo ou Bloqueado. Depois de passadas a informação ou as informações, clique no botão <Localizar> (figura 27) para que o sistema liste os resultados, assim que listados caso deseje realizar a alteração de algum dado no cadastro, clique em cima da linha do referido cadastro para carregar os mesmos na tela de Cadastro de Pacientes (figura 28). Figura 27: Localização de Pacientes. 17

19 Assim que carregados os dados o usuário poderá realizar as devidas correções e ou atualizações, clicando em <Salvar Alterações> (figura 28), o sistema grava os dados alterados. Caso queira desativar o cadastro do paciente selecionado, clique no botão <Bloquear> (figura 28). O sistema apresentara uma mensagem de confirmação da alteração bem no topo da pagina logo a baixo dos menus do sistema (figura 29). Figura 28: Cadastro de Pacientes. Figura 29: Mensagem de confirmação de alteração. Para confirmar o bloqueio do mesmo, clique em <OK> (figura 30) na mensagem para prosseguir. Figura 30: Bloqueio de Cadastro de Paciente. 18

20 Inclusão de Pacientes Para a inclusão do paciente, o usuário devera clicar em <Novo> (figura 26 ou 28), e realizar o preenchimento de no mínimo os campos que estão em cor cinza, estes campos são obrigatórios, informo que quanto mais dados forem repassados aos cadastros melhor e mais fidedignos estarão às informações para futuras consultas. Após o preenchimento clique em <Salvar> (figura 26) para poder registrar os dados. Cadastro de Exames O cadastro de exames é o local no sistema onde os usuários poderão incluir novos exames, atualizar referencia métodos, observações e também orientações que serão impressas no comprovante que será entregue ao paciente, para que o mesmo saiba como proceder para a realização dos exames. O cadastro de novos exames devera ser feito somente por um usuário do tipo ICS, devido ao cadastramento da estrutura do exame, os outros campos, como Método, Referencias, Observações e Orientações usuários com o tipo COMUM poderão acessar seus respectivos exames e fazer a inclusão ou alteração das informações, estaremos informando aqui neste manual como fazer a alteração das informações visto que a primeira inclusão das referencias a empresa fara o registro. Figura 31: Cadastro de Exames. Para localizar um exame, o usuário deve clicar em <Localizar> (figura 31), informar a descrição do exame no campo Descrição ou Código e clicar no botão <Localizar> (figura 32). 19

21 Figura 32: Localizar Exames. Depois de retornados os dados (figura32), clique na linha correspondente ao exame e o sistema exibira as informações já registradas (figura 33), na aba dados o sistema exibe o nome do exame o código do SUS associado e o setor que o exame pertence, caso uma unidade desejar alterar o setor a mesma o fara na aba Unidades. Figura 33: Cadastro de Exames. A cada aba exibida o sistema disponibiliza os campos para serem atualizados com as informações que o laboratório desejar. Na (figura 34) aba Estrutura, pode-se observar que o sistema não exibira as informações caso o usuário não tenha os privilégios para a alteração da estrutura do exame. 20

22 Figura 34: Cadastro de Exames Estrutura usuário sem permissão. Possuindo a permissão será exibida a (figura 35), a estrutura de um exame são campos que serão exibidos no laudo, tais campos receberam referencias para cada um e o sistema fara a comparação entre uma ou mais cadastradas na aba referencia, assim que o laudo for emitido. Sempre que um laboratório solicitar a inclusão de um exame que não conte na lista de exames cadastrados o mesmo devera informar a ICS, qual estrutura do exame para possamos adiciona-la e permitir a inclusão das outras informações. Figura 35: Cadastro de Exames Estrutura usuário com permissão. A aba Campos, são campos fixos, geralmente definidos como Material e Data de Coleta do mesmo, o material pode ser definido nessa aba já ficando fixo sempre que selecionado o exame na criação do pedido, data de entrada ou coleta o usuário devera informa-la somente na criação do pedido (figura 36). 21

23 Figura 36: Cadastro de Exames - Campos. Aba Unidades serão exibidos as unidades onde o exame selecionado esta cadastrado, nessa aba é possível fazer alteração no agrupamento dos laudos e também a exclusão do exame do cadastro da unidade, assim como é feito no menu Cadastro Unidades, na aba exames. Para fazer alterações no agrupamento, o usuário devera clicar em (figura 37) para que o sistema entre em modo alteração (figura 38), assim o usuário terá a liberdade de fazer novos agrupamentos e também de alterar a descrição do exame caso deseje, para salvar as alterações clique no botão <Salvar> (figura 38). Figura 37: Cadastro de Exames - Unidades. 22

24 Figura 38: Cadastro de Exames Unidades Alteração de Grupo e Descrição do Exame. Aba Métodos o usuário definira o método para o exame selecionado de acordo com o kit que utiliza, selecionando a unidade/laboratório no campo Incluir o sistema trará os campos para que sejam inclusos ou alterados os métodos dos exames (figura 40), assim que informado o método cliquem <Salvar> (figura 40). Figura 39: Cadastro de Exames - Métodos. Figura 40: Cadastro de Exames Métodos já Cadastrados. Aba Referências é onde serão informadas as referencias para cada campo que foi definido na estrutura do exame e terá variações dependendo o kit utilizado no laboratório. Para incluir uma nova referencia clique no campo Incluir e selecione a unidade/laboratório (figura 41), e conforme a estrutura definida na aba Estrutura os sistema mostra os campos a serem preenchidos (figura 42). Figura 41: Cadastro de Exames - Referências. 23

25 Na inclusão da referencia o usuário poderá dar um titulo para a mesma para que fique mais fácil sua identificação, informar a faixa de idade a qual o exame será utilizado podendo ser informado em Anos, Meses e Dias, o Sexo e depois a referência conforme a especificação dos campos anteriores, após isso clique em <Salvar> (figura 42). Figura 42: Cadastro de Exames Referências - Inclusão. Para visualizar uma referencia e fazer a sua alteração selecione a unidade no campo Visualizar (figura 43), e o sistema apresenta a ou as referencias já cadastradas, para alterar clique no botão <Editar> (figura 43). Figura 43: Cadastro de Exames Referências Exibindo referencia cadastrada. Assim que carregados os dados para alteração, faça a alteração e clique no botão <Alterar> (figura 44). Figura 44: Cadastro de Exames Referências - Alteração. 24

26 A aba Observações pode ser utilizada afim de exibir informações referentes aos exames onde não há campo definido na aba Referências, sempre que preenchida a informação, na emissão do laudo ela será exibida. Para incluir ou alterar, selecione a unidade/laboratório na opção Selecione e o sistema trará a observação se já houver ou permitira que informe uma nova. Após preenchimento ou alteração clique em <Salvar> (figura 45). Figura 45: Cadastro de Exames - Observações. Para a aba, Orientações o sistema permite que o usuário informe orientações de como o paciente devera proceder para a realização de cada exame que for realizar, como por exemplo estar em jejum. Escolha a unidade/laboratório no campo Selecione para que seja liberado a entrada de dados da orientação, se houver uma orientação cadastrada o sistema já á trará. Após o registro clique em <Salvar> (figura 46), para confirmar a inclusão e ou alteração. 25

27 Figura 46: Cadastro de Exames - Orientações. CRM Gestão de Relacionamento com Consumidor CRM vem é a abreviação da frase Consumer Relationship Management traduzida Gestão de Relacionamento com Consumidor. Essa ferramenta foi implementada para todos os módulos do sistema e traz como principal função a gestão de todas as inteirações realizadas entre Cliente Empresa, Empresa Cliente, Cliente Cliente e Empresa Empresa, visa dar mais segurança e reforça os laços entre as pontas envolvidas trazendo uma forma bem simplificada na criação e adequação de novos processos no sistema. Ao acessar o menu CRM tanto pelo menu CRM quanto pelo atalho, o sistema trará todas as solicitações ou interações que o usuário possua, estando essas classificadas como Pendentes, Em Andamento ou Finalizadas, com essa classificação fica fácil o acompanhamento de todas as solicitações que as pontas envolvidas fazem uns aos outros (figura 47). 26

28 Figura 47: CRM lista de mensagens. Para ver uma das solicitações clicar na linha correspondente e o sistema abrirá a janela com todas as mensagens trocadas, podendo incluir uma resposta à mensagem anterior ou alterar o status da mesma (figura 48). Figura 48: CRM Mensagem. Para responder a uma mensagem, clique no botão <Responder> (figura 48), assim o sistema abre a tela de resposta, com um campo livre para digitação e outros três para que sejam anexados arquivos caso necessário, lembrando que cada arquivo anexado não poderá ultrapassar o tamanho de 500kb, para finalizar e anexar a 27

29 resposta e os arquivos clique no botão <Postar> (figura 49) e se alterar o Status informe o que deseja e clique em <OK> (figura 49) Figura 49: CRM Resposta a mensagem. Para criar uma nova mensagem ou CRM, vá até a aba Postar, informe o assunto, faça um descrição do que deseja anexe o arquivo caso necessário e no campo destinatário informe o ou os usuários que poderão ver a mensagem clicando em <OK>, (figura 50), para finalizar clique em <Postar> (figura 50). Figura 50: CRM Criação de novo registro. 28

30 Manutenção Alteração de Senha A alteração de senha do usuário poderá ser feita por ele mesmo para isso acesso o menu Manutenção Alterar Minha Senha ou através do ícone na tela de atalhos do sistema. Assim que acessar tela (figura 51) é exibida, nela o usuário deve informar novamente sua senha atual e depois preencher os campos nova senha e Confirmar a nova senha, finalizando clicar no botão <Confirmar> (figura 51). Na próxima vez que for acessar o sistema o usuário devera informar a nova senha cadastrada por ele. Figura 51: Alteração de senha. 29

31 Pedidos Figura 52: Menus Pedidos. Controle de Pedidos O Controle de pedidos, e o local do sistema onde os usuários efetuaram o registro dos pedidos de exames realizados pelos profissionais aos pacientes. Para acesso a função vá em Pedidos Controle de Pedidos. Assim o sistema exibira a figura abaixo (figura 53). Figura 53: Controle de Pedidos. Nessa tela o usuário devera definir qual unidade/laboratório irá registar o(s) pedido(s), selecione a mesma na lista, e clique em <OK> (figuras 54). Figura 54: Controle de Pedidos Seleção de Unidade. Após clicar em <OK> (figura 54), o sistema dá opção para que o usuário localize um paciente ou realize o cadastramento de um novo caso não esteja cadastrado. (figura 55). Figura 55: Controle de Pedidos Seleção/Cadastro de Pacientes. 30

32 Observação: Sempre antes de tentar realizar um novo cadastro de paciente, tente localiza-lo até que todas as opção de localização tenham se esgotado. Clique em <Localizar>(figura 55), e o sistema apresenta a figura 56, que permite ao usuário a busca do paciente pelo Nome, Data de Nascimento, Código/Prontuário e Número do Cartão do SUS, após o preenchimento de um desses campos ou todos ao mesmo tempo, clique em <Localizar>(figura 56), para que o sistema retorne os resultados encontrados. Figura 56: Controle de Pedidos Localização de Pacientes. Depois de seguidas tentativas de localizar o paciente e o mesmo não sendo localizado, será permitido ao usuário, caso o mesmo tenha permissão, o cadastramento de pacientes sem a necessidade de se sair da tela de pedidos e ir ao menu Cadastro Pacientes, para isso clique no botão <Novo> (figura 55), onde o sistema disponibilizara a tela de cadastro do paciente (figura 57), essa tela foi abordada anteriormente na descrição do menu Cadastro Pacientes deve-se seguir os mesmos passos para o cadastramento, após o cadastramento que se finaliza clicando em <Salvar> (figura 57) ou selecionando um já cadastrado na localização do paciente (figura 56) o sistema carregara o código/prontuário para a tela de seleção do paciente (figura 58) e permitira que usuário clique no botão <Confirmar> (figura 58) para continuar a lançar os dados do pedido de exame. 31

33 Figura 57: Controle de Pedidos Cadastramento de Paciente. Figura 58: Controle de Pedidos Seleção do paciente. Assim que definido o paciente clicando em <Confirmar> (figura 58), essa definição poderá ser observada na (figura 60) no alto da tela, o sistema retorna a tela (figura 59) de definição de medico solicitante, campo Tipo de Profissional podendo o usuário selecionar um medico de seu município marcando a opção Cadastrado e depois clicar em, para localizar o profissional (figura 59) ou informar outro médico de outra localidade marcando a opção Outro. 32

34 Figura 59: Controle de Pedidos Localizar medico solicitante Nessa tela que o usuário poderá realizar agendamentos de exames de outras unidades para o laboratório, essa opção possui integração com o modulo [GA], menu Manutenção Controle de Orçamento, onde para cada unidade solicitante poderá definir uma quantidade de exames a agendar por cada unidade, e conforme agendado o paciente o sistema exibirá as datas onde já existe agendamento realizado (figura 60) campo Agendados. Outras opções podem ser utilizadas como informar se o exame é de urgência, para definir marcar o campo. Informar se o paciente é interno ou não, essa função visa trazer integração com o módulo [AIH]. Informar a Data de Realização de Exames no campo Data Real. Exames e repassar alguma observação relevante para a emissão do laudo, no campo Observação. 33

35 Figura 60: Controle de Pedidos Pedido Figura 61: Controle de Pedidos Preenchimento Após o preenchimento dos dados da aba Paciente, clique na aba Exames, para informar a previsão de entrega dos exames, e quais exames serão realizados 34

36 (figura 62), para incluir os exames informe o código do mesmo ou sua descrição e clique no botão <Incluir>, repita esse passo até incluir todos os exames constantes no pedido do médico. Figura 62: Controle de Pedidos Exames Solicitados Para excluir um exame do pedido clique em (figura 62), para a exclusão, assim será apresentada a figura 63, com a confirmação ou não da exclusão do exame. Figura 63: Controle de Pedidos Exclusão de Exames do Pedido. Assim que incluídos todos os exames o usuário devera clicar no botão <Salvar> registrando o pedido no sistema e disponibilizando a impressão do <Protocolo do Paciente> (figura 64) e a ficha de <Controle Interno> (figura 65). O protocolo do paciente (figura 64) constara informações importantes ao paciente, como data de entrega do exame, data de realização dos exames, Numero de Pedido, código de liberação para retirada do laudo na internet e também o site para retirada, já o controle interno (figura 65) destina-se ao laboratório no auxilio a emissão e digitação dos laudos. 35

37 Figura 64: Controle de Pedidos Protocolo do Paciente. Figura 65: Controle de Pedidos Controle Interno. 36

38 Para a digitação dos resultados, selecione a aba Laudos (figura 66), nessa aba o sistema apresenta todos os exames que foram incluídos na aba Exames, podendo agrupar alguns exames. Conforme o exame ou agrupamento de exame selecionado o sistema trará o laudo para digitação dos resultados (figura 67). Figura 66: Controle de Pedidos Laudos. Figura 67: Controle de Pedidos Digitação dos Laudos. (figura 68): Para cada laudo que é informado, o sistema disponibiliza algumas opções como <Imprimir>: para impressão do exame selecionado; <Imprimir todos>: para impressão de todos os exames que já foram lançados os resultados no pedido. <Liberar On-Line>: para liberar o exame para ser visualizado na internet. Essa opção de Liberar On-Line o usuário deverá ter a permissão para realizar tal procedimento. 37

39 Figura 68: Controle de Pedidos Controles. Clicando em <Imprimir> ou <Imprimir Todos> (figura 68), o sistema exibe o(s) laudo(s). Figura 67: Controle de Pedidos Controle Interno. Se o profissional desejar que sua assinatura já saia juntamente como exame, a mesma dever ser configurada no Cadastro do Profissional, e sua liberação é realizada na aba Liberação onde o profissional informa a senha cadastrada e clica no botão <Liberar Assinatura> (figura 68). 38

40 Figura 68: Controle de Pedidos Controle Interno. Assim que liberado a assinatura o sistema exibe a figura 69, que é a mensagem e confirmação da liberação. Figura 69: Controle de Pedidos Controle Interno. Alterar Pedidos Para alterar ou localizar um pedido já cadastrado, clique no botão <Localizar> (figura 53), o sistema apresenta a tela para busca de pedidos já registrados no sistema permitindo que o usuário informe Código/Número do Pedido, Unidade/Laboratório, Numero do Prontuário do Paciente, Cartão SUS, Data de Nascimento, Nome do Paciente e a situação do pedido, se Ativo ou Desativado, a situação desativado é como se o pedido estivesse excluído, como não excluímos os pedidos do sistema somente alteramos sua situação de ativo para desativado e exibimos apenas os ativos, caso queira visualizar os desativados altera a situação para desativado e clique em <Localizar> (figura 70). 39

41 Figura 70: Controle de Pedidos Localizar Pedidos Cadastrados. Depois de retornados os resultados, clique na linha correspondente ao paciente e pedido que deseje consultar ou alterar para o sistema carregar os dados nas abas, Paciente, Exames e Laudos. Exames Neste menu o sistema emite uma lista dos exames que são realizados no laboratório selecionado. Figura 71: Lista de Exames disponíveis na unidade/laboratorio. 40

42 Relatórios Figura 72: Menu Relatórios. O sistema disponibiliza alguns relatórios, tais relatórios visam mostrar ao usuário algumas informações que o auxiliaram no controle, para a emissão o usuário sempre devera informar a unidade/laboratório um período ou data especifica e clicar no botão <Ok> que estará disponível em cada uma das telas. Auditoria Lista todos os pedidos que foram registrados no sistema e informa o nome do paciente, quem fez o cadastro, quem alterou e data e hora de cada acesso ao laudo. Figura 73: Lista de pedidos, auditoria. Estatística Lista a contagem de todos os exames que foram realizados em determinado período informado pelo usuário, será exibido, o código do exame, código do sus, nome do exame e a quantidade. 41

43 Figura 74: Estatística. Controle Interno O controle interno é uma facilidade, que permite a emissão dos exames para que possam ser preenchidos com os resultados encontrados, trazendo mais organização para a emissão e para os profissionais que atual na analise dos materiais. Figura 75: Controle Interno. 42

44 Pacientes - Exames Este relatório permite ao usuário a emissão de uma lista de toso os pacientes que passaram pelo laboratório em um determinado período mostrando os exames solicitados por cada um dos pacientes. Figura 76: Lista de Pacientes e Exames solicitados. Pacientes Agendados Permite ao usuário emitir uma lista de pacientes que realizaram agendamentos, onde Unidade é unidade/laboratório que executa o exame, e solicitante é a unidade que solicitou o agendamento, tal função de agendamento conta no menu Pedidos Controle de Pedidos. Figura 77: Lista de Pacientes Agendados. 43

Manual Controle de Estoque

Manual Controle de Estoque 2014 Manual Controle de Estoque ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Manual de Utilização... 3 1 - Cadastro... 3 1.1 Cadastro de Fornecedores... 4 1.2 Grupo de Materiais... 6 1.3 Unidades

Leia mais

Atendimento de Urgência

Atendimento de Urgência Sumário Atendimento de Pacientes Urgência/Emergências... 2 Portaria... 2 Triagem... 8 Consultório... 13 1 Atendimento de Pacientes Urgência/Emergências O menu de atendimento de urgência destina-se as unidades

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

Manual do sistema SMARsa WEB

Manual do sistema SMARsa WEB Manual do sistema SMARsa WEB Módulo Solicitação/Ouvidoria SMARsa WEB Solicitação/Ouvidoria Versão 2.7 1 Sumário INTRODUÇÃO...4 OBJETIVOS...4 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo solicitação/ouvidoria...5

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Sistema de Informação de Nascidos Vivos. Ajuda do sistema Agosto/2009 Versão 2.1

Sistema de Informação de Nascidos Vivos. Ajuda do sistema Agosto/2009 Versão 2.1 Sistema de Informação de Nascidos Vivos Agosto/2009 Versão 2.1 Conteúdo Sistema de Informação de Nascidos Vivos... 1 1 - Acesso ao sistema... 4 2 - Configuração da data do sistema... 5 3 - Barra de ferramentas...

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARTE I - INTRODUÇÃO I Requisitos do Sistema. Para utilização do Sistema de Informações Gerenciais SIG, deve-se ter os seguintes requisitos: Acesso a Internet: Discado ou Banda Larga. Navegador de Internet:

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos.

Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos. 1 - PRIMEIRO ACESSO AO AUTORIZADOR Tutorial Autorizador WEB Roteiro de acesso ao Autorizador do Plan-Assiste para autorização de procedimentos. 1.1. Acessar o endereço http://assiste.mpu.gov.br/autorizadorweb;

Leia mais

MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA

MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA MANUAL DE USO FACGTO AUTORIZADOR ONLINE DE ODONTOLOGIA 1 Acessar o endereço www.unafiscosaude.org.br, no menu Credenciados>Prestadores odontológicos>se deseja acessar o Sistema Facgto clique aqui. 1.2

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar.

Consultório On-line. Tudo o que você precisa em um só lugar. Índice 1) Acesso ao sistema 2) Recepção do paciente 3) Envio do atendimento para faturamento: consulta médica ou procedimentos simples 4) Envio do atendimento para faturamento: procedimentos previamente

Leia mais

Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC

Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC 1 Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC Perfil: Requisitor e Autorizador de solicitações de materiais de consumo 2 Maceió, Fevereiro de 2013. Histório de versões

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

Manual do Prestador. Autorizador Web

Manual do Prestador. Autorizador Web Manual do Prestador Autorizador Web Instruções Gerais Quando houver a realização de consultas que os beneficiários estiverem sem o cartão de identificação, ou quando este cartão não for reconhecido na

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Página 1 de 7 Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para vendas no balcão por ser uma venda rápida, mais simples, onde não é necessário

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Manual Cartão SUS Manual de Operação Julho/2011 Conteúdo Sumário...

Leia mais

MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO

MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO 1 CONTEÚDO ÍNDICE DE FIGURAS ACESSO AO USUÁRIO CADASTRO DE CONTÊINERES REGIME DE EXPORTAÇÃO NOTA FISCAL AGENDAMENTO ALTERAR VEÍCULO/MOTORISTA

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Agendamento Regulado Unidades Solicitantes Manual de Operação

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte.

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. MANUAL DE SUPORTE Controle de Suporte Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. SUMÁRIO Considerações Iniciais... 3 Acesso... 4 Controle de Suporte... 5 1. Solicitação de Atendimento...

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico)

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico) Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular Manual do sistema (Médico) ÍNDICE 1. O sistema... 1 2. Necessidades técnicas para acesso ao sistema... 1 3. Acessando o sistema...

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA

Leia mais

TUTORIAL DA REDE VERMELHA

TUTORIAL DA REDE VERMELHA TUTORIAL DA REDE VERMELHA Sistema de dados dos filiados, militantes e Comitês do PCdoB Comissão Nacional de Organização Maio de 2013 Sumário Atenção: algumas funcionalidades contidas nesse tutorial podem

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Cadastros e Acessos Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 1.0 18/08/2010 MT Versão Inicial Índice

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI AUTOR: MÁRIO SÉRGIO CINTRA CAMARGO ÍNDICE ACESSANDO O WEBMAIL... 04 TRABALHANDO COM O CORREIO ELETRÔNICO... 09 CONCEITOS BÁSICOS... 09 O VISUAL DO CORREIO ELETRÔNICO... 10 CONHECENDO A JANELA INICIAL DO

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Gerenciamento Do Escritório Virtual Utilizando O Sistema Web Contábil IDEAL. Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil.

Gerenciamento Do Escritório Virtual Utilizando O Sistema Web Contábil IDEAL. Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil. Gerenciamento Do Escritório Virtual Utilizando O Sistema Web Contábil 2010 IDEAL Última Atualização: 01/2010 Atendimento: Tel : (11) 3857-9007 - e-mail: suporte@webcontabil.com ÁREA DE ADMINISTRAÇÃO A

Leia mais

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde.

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. PORTAL SPA TISS Manual do Credenciado Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. Equipe de Treinamento de Desenvolvimento TIS SPA Saúde Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo...

Leia mais

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO Departamento de Tecnologia da Informação tecnologia@unimeditabira.com.br 31 3839-771 3839-7713 Revisão 03 Itabira Setembro 2015 Sumário 1. Acessando

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8 março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Departamentos do Laboratório...

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

Permissão de Usuários

Permissão de Usuários Permissão de Usuários 1 Conteúdo 1. Propósito 3 2. Permissão de Usuários PrefGest 4 3. Permissão de Usuário para PrefCad 10 2 1. Propósito Este documento destina-se a explicar a ação para liberar permissões

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Iniciando o TR4... 8 2.1 Como efetuar o login... 8

Sumário. Capítulo 2 Iniciando o TR4... 8 2.1 Como efetuar o login... 8 1 Sumário Capítulo 1 Introdução ao TR4... 4 1.1 Requisitos Mínimos... 4 1.2 Layout do Sistema... 5 1.3 Legenda... 5 1.4 Visão geral das funcionalidades... 6 1.4.1 O Menu Administração... 6 1.4.2 O Menu

Leia mais

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário

Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Sistema Protocolo, Tramitação e Arquivamento de Processos Manual do Usuário Belém Pará Fevereiro 2000 Sumário Introdução... 3 Acesso ao Sistema...

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4 MANUAL DE UTILIZAÇÃO Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Instalação máquinas cliente... 2 3. Configurações gerais... 3 4. Cadastro de pessoas... 4 5. Cadastro de usuários para o sistema... 6 6. Cadastro de

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia 1 Acessar o endereço: http://facgtounafisco.facilinformatica.com.br 1.2 - Será exibida a página abaixo, selecionar o Tipo de acesso (Clínica (CNPJ) e/ou

Leia mais

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB Manual do Sistema SMARsa Módulo WEB Índice INTRODUÇÃO...1 OBJETIVOS....1 TELA DE LOGIN...2 Como Utilizar?...2 INICIANDO O TRABALHO...3 TELA INICIAL...3 PERDA DE CONEXÃO:...4 1. ADMINISTRAÇÃO...5 1.1. Alterar

Leia mais

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes)

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Page 1 of 30 Impressao Oficial de justiça De PJe - Manual imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Tabela de conteúdo 1 Manual do Oficial de Justiça

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE

PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA PASSO A PASSO PARA INSTALAÇÃO DO E-SUS E DIGITAÇÃO DAS FICHAS DO PSE 1º Passo Acesse o Portal

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática Gerência de Recursos Humanos GRH/PRAD/UFMS Manual do Sistema de RMO Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de RMO Registro Mensal

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Macaé, Outubro de 2010 SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Página 1 de 38 Controle de Revisões Data Comentário Responsável 01/10/2010 Revisão e correção de texto Marcos Lemos 01/10/2010 Correção

Leia mais

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj Manual Atendimento Caberj ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 ATENDIMENTO... 3 FATURAMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO UM NOVO USUÁRIO... 5 EDITANDO

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Manual CORP Microlins Dinâmica

Manual CORP Microlins Dinâmica Manual CORP Microlins Dinâmica Índice 1. Acesso ao CORP 2. Cadastro de Colaborador 1. Dados 2. Endereço 3. Telefone 4. E-mail 5. Franquias vinculadas 6. Cursos 7. Permissões 3. Cadastro de Recesso 4. Cadastro

Leia mais

Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial)

Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial) SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA Sistema Integrado de Automação Módulo TECHMANAGER Versão 1.0.0.77 (serial) Manual de Usuário TECHNEXT (2012) 1 de 28 SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA Página Sumário 1. Sobre o Techmanager...

Leia mais

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1 INFOGAB 3.0 Sistema de Automação de Gabinetes Manual do Usuário V 2.1 1. Descrição do Sistema O Sistema de Automação de Gabinetes da Câmara dos Deputados (Infogab) tem por finalidade apoiar as atividades

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA

MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA MANUAL DO ALUNO PARA NAVEGAR NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA MANUAL DO ALUNO PARA ACESSO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Conteúdo Tela de acesso... 4 Dados de Cadastro... 5 Dados cadastrais...

Leia mais

MÓDULO 1.0 Tela inicial do sistema, onde é identificado o usuário pelo próprio CRO sendo coerente com a senha, lhe é permitido o acesso via WEB ao sistema DENTAL GROUP. Quando carrego a tela de menu já

Leia mais

MANUAL PRÁTICO DE INSERÇÃO PROJETO DE TUTORIA ACADÊMICA

MANUAL PRÁTICO DE INSERÇÃO PROJETO DE TUTORIA ACADÊMICA MANUAL PRÁTICO DE INSERÇÃO PROJETO DE TUTORIA ACADÊMICA 2014 ACESSO AO SISTEMA Após acessar o site da UNIPAR www.unipar.br, deve-se acessar o link Diretorias Ensino Superior, e no campo Programa de Tutoria

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

SISTEMA DE E-LEARNING. efaculdade MANUAL DO ALUNO

SISTEMA DE E-LEARNING. efaculdade MANUAL DO ALUNO SISTEMA DE E-LEARNING efaculdade MANUAL DO ALUNO Conteúdo Tela de acesso... 2 Dados de Cadastro... 3 Dados cadastrais... 3 Alterar meu email... 4 Alterar minha senha... 4 Minha agenda... 5 Lista de cursos...

Leia mais

Manual Prescrição Fácil

Manual Prescrição Fácil TH Sistemas Web Manual Prescrição Fácil HTTP:// Sumário Prescrição Fácil... 3 Como cadastrar no sistema?... 3 Tela Inicial... 5 Configuração Parâmetro... 5 Configuração - Alterar Senha... 6 Prescrição

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização 1º PASSO: ACESSO À PAGINA PARA EMPREGADORES NÃO CADASTRADOS Acesse o site www.tripoa.com.br e selecione a opção Vale-transporte, ou então acesse www.trensurb.gov.br. Neste espaço você será informado sobre

Leia mais

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados

Copyright 2010, MundoClick Produtora de Internet. Todos os Direitos Reservados 1 Apresentação Este manual tem o intuito de orientar a utilização da ferramenta Loja Virtual. Através de descrições, passo a passo e imagens o objetivo é facilitar o uso, oferecer dicas e mostrar os pontos

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015 Versão 10/04/2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 ACESSANDO O SISTEMA... 04 CONSULTA DE VAGAS... 06 CRIAR SOLICITAÇÃO PARA REMOÇÃO 2015... 09 PREENCHENDO A COMARCA/FORO... 10 ALTERANDO A SOLICITAÇÃO CADASTRADA...

Leia mais