ORIENTAÇÕES CARTÃO SPTrans

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORIENTAÇÕES CARTÃO SPTrans"

Transcrição

1

2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 INTRODUÇÃO... 4 PRINCIPAIS MUDANÇAS... 5 I - SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans GESTANTE NOVA... 5 PASSO-A-PASSO LOJA VIRTUAL... 7 II - SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS INICIAIS II - SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS GESTANTE ACOMPANHADA NA PRÓPRIA UNIDADE GESTANTE ACOMPANHADA EM OUTROS PONTOS (HOSPIT AIS/AMBULATÓRIOS) III CARTÃO DE GESTANTE JÁ CADASTRADA IV FECHAMENTO MENSAL V - FLUXO NA COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE CRS DÚVIDAS MAIS FREQÜENTES EM RELAÇÃO AO CARTÃO SPTRANS ANEXOS - FORMULÁRIOS FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans FORMULÁRIO ORIENTAÇÕES NO RECEBIMENTO DO CARTÃO SPTRANS FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS MODELO DE PLANILHA PARA CONTROLE DO ANDAMENTO MODELO DE PLANILHA PARA CONTROLE DE CADASTRO MODELO DE PLANILHA PARA CONTROLE DE CRÉDITOS ADICIONAIS LEGISLAÇÃO LEI Nº , 13 DE NOVEMBRO DE DECRETO Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 2

3 APRESENTAÇÃO O Programa Rede de Proteção Mãe Paulistana tem como missão Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil. Um dos benefícios oferecidos pelo Programa é o transporte público gratuito durante o pré-natal e primeiro ano de vida do bebê. Desde sua implantação em março/2006 mais de 230 mil cartões já foram emitidos pelas Coordenadorias de Regionais de Saúde. No entanto, apesar do trabalho intensivo de todos permanecem algumas dificuldades: há demora no processo de confecção e entrega dos cartões às gestantes e algumas não conseguem receber o cartão durante o pré-natal. Diante deste grande desafio estamos modificando as regras de fornecimento dos cartões procurando diminuir etapas de trabalho para agilizar e controlar melhor todo o processo e também para tornar homogêneo o processo em todas as regiões da cidade. Este documento pretende fornecer as orientações necessárias para praticarmos as mudanças. Esperamos assim, atingir juntos a nossa meta: permitir o transporte público gratuito a todas as gestantes da rede pública de saúde do município de São Paulo! Equipe Mãe Paulistana Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 3

4 INTRODUÇÃO Em 2006 foi estruturada a Rede de Proteção à Mãe Paulistana (RPMP), programa municipal que visa melhorar a qualidade da assistência à gestante e recém-nascido até o primeiro ano de vida. Este programa promove a articulação, integração e monitoramento dos serviços de saúde ambulatoriais e hospitalares, municipais e estaduais, e conta com uma Central de Regulação Obstétrica e Neonatal (CRON) e com um Grupo de Assessoria Técnica à Rede de Proteção à Mãe Paulistana. Como beneficio do Programa RPMP, a concessão do cartão SPTrans é o meio para conceder isenção de pagamento de tarifa no sistema de transporte coletivo municipal. Este benefício encontra respaldo legal como segue: LEI Nº , 13 DE NOVEMBRO DE 2001: Artigo 5º: São benefícios garantidos às participantes do Programa de Proteção da Saúde da Gestante e do Recém-Nascido, durante o período do tratamento: II - concessão de isenção de pagamento de tarifa no sistema de transporte coletivo operado pela São Paulo Transportes S/A, incluindo linhas dos sistemas executivos, microônibus e lotações; DECRETO Nº , DE 25 DE JUNHO DE 2002 Art. 6º - O benefício a que se refere o item II do artigo 5º dar-se-á por intermédio do fornecimento, por SMS, de passes de ônibus para ida e retorno às consultas do pré-natal ou intercorrências relacionadas à gestação. DECRETO Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 Art. 2º - A Rede de Proteção à Mãe Paulistana fundamenta-se nas seguintes diretrizes: IV - toda gestante terá direito a transporte público gratuito durante a gravidez, conforme previsto no inciso II do artigo 5º da Lei nº , de 2001, incluindo o primeiro ano de vida da criança para acesso aos serviços de saúde. Além do compromisso legal, a gratuidade no transporte pretende eliminar barreiras vinculadas ao custo do transporte, facilitando e estimulando o acesso aos serviços de saúde durante o prénatal e primeiro ano de vida da criança. Dessa maneira, o transporte gratuito pode ser considerado uma ação de saúde. Assim, para atingir seus objetivos, é importante que o benefício seja concedido de maneira oportuna (no início da assistência pré-natal) e contínua. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 4

5 PRINCIPAIS MUDANÇAS A principal mudança no processo de concessão do transporte público gratuito às gestantes é a descentralização do processo para as Unidades Básicas de Saúde UBS. Cada UBS será responsável pelas gestantes vinculadas ao Programa na própria unidade e assim realizarão o cadastro das novas gestantes (solicitação do cartão SPTrans), solicitação de recargas(créditos adicionais) e de 2ª via. A principal ferramenta para este processo será a Loja Virtual da SPTrans. As Coordenadorias Regionais de Saúde- CRS serão responsáveis pela aprovação dos créditos concedidos e controle do processo de pagamento dos cartões e dos créditos, através dos procedimentos administrativos. Serão descritos a seguir os procedimentos para solicitação de cartão (gestante nova), gestantes já cadastradas (gestação em curso) e solicitação de créditos adicionais. I - SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans GESTANTE NOVA 1. A gestante é acolhida na UBS pelos profissionais de saúde. É feito o preenchimento da primeira página do Prontuário de Acompanhamento da Gestação, é feita a digitação no SIGA/SISPRENATAL dos campos sombreados (cinza); 2. Como parte do acolhimento, ocorre a solicitação do cartão SPTrans: gestante preenche e assina a parte I CADASTRO do FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTRANS. É importante reforçar o preenchimento de todos os campos e solicitar que a gestante utilize o nº de CPF próprio. Observar figura 1 a seguir. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 5

6 Figura 1: Parte I Cadastro do formulário SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans. Todas as informações são obrigatórias. USAR CPF DA GESTANTES NÃO ESQUECER A ASSINATURA 3. Profissional responsável pelo acolhimento preenche parte II - UNIDADE DE SAÚDE do FORMULÁRIO; registrando o nº do SISPRENATAL e idade gestacional atual da gestante; seu nome (do profissional), nº do Registro Funcional e Assinatura, conforme Figura 2. Figura 2: Parte II UNIDADE DE SAÚDE do formulário SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans. Preenchido pelo Prof de Saúde Preenchido pelo ATA/AGPP no momento do cadastro na Loja Virtual 4. O ATA/AGPP confere formulário, observando que todos os campos do cadastro são obrigatórios e preenche e recorta a parte III PROTOCOLO DE SOLICITAÇÃO, no Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 6

7 formulário e entrega à gestante orientando sobre prazo estimado para entrega do cartão (15 dias), conforme figura 3 a seguir. Figura 3: Parte III PROTOCOLO DE SOLICITAÇÃO do formulário SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans. 5. O ATA/AGPP faz a inclusão da gestante no SIGA, preenchendo todos os campos obrigatórios e os campos relacionados ao cartão. Lembramos que o uso de CPF genérico deve ser reservado para exceções criteriosamente identificadas. 6. O ATA/AGPP acessa o site da São Paulo Transportes S/A - SPTrans, através do site: e clica no ícone da loja virtual seguindo os passos a seguir: PASSO-A-PASSO LOJA VIRTUAL Passo1: Página inicial do site da São Paulo Transportes S/A Sptrans. Clicar no link Empregador Loja Virtual VT. Clique aqui Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 7

8 Passo 2: Clique em clique para entrar. Passo 3: Em seguida, na página seguinte, digitar o usuário e a senha da Coordenadoria Digitar o usuário e senha da Coordenadoria (observando letras maiúsculas e minúsculas) Passo 4: Depois da identificação, clique em cadastros Clique em Cadastros Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 8

9 Passo 5: Clique em empregados. Passo 6: Clique em Cadastrar Novo Empregado Clique Cadastrar Novo Empregado Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 9

10 Passo 7: Aparece a tela para preenchimento Dados Cadastrais do Empregado. MUITA ATENÇÃO PARA ENDEREÇO DE ENTREGA Preencher todos os campos obrigatórios (*) e SALVAR 7. Preencher o cadastro da gestante; utilizando os dados da parte I CADASTRO, do FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTRANS. Preencher todos os campos obrigatórios que estão marcados com asterisco (*). Atenção: No campo Endereço de Entrega escolher o endereço da UBS caso isto não ocorra, o sistema escolherá automaticamente o primeiro endereço da lista e o cartão será enviado para lá. Importante: após preenchimento clique em salvar, pois se não o fizer, o cadastro não será registrado. 8. Após cadastro, o ATA/AGPP registra no final parte II (UNIDADE DE SAÚDE), do FORMULÁRIO, a data do cadastro na Loja Virtual e o seu nome. Conforme figura: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 10

11 9. Após estes procedimentos o Formulário - SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTRANS é arquivado em ordem de datas do pedido, em pasta exclusiva para o cartão Mãe Paulistana. 10. No dia seguinte consultar novamente a Loja Virtual, para confirmar o cadastro. Repita os passos de 1 a 5. No passo 6 preencher o nome da gestante cadastrada e clicar em consultar, conforme figura a seguir: Clique em Consultar 11. Se o cadastro foi efetuado retorna a tela com o nome da gestante preenchido, figura a seguir: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 11

12 Se o cadastro não foi aceito, o nome da gestante não aparece: Neste caso fazer contato com a SPTrans, por ou telefone para checar os motivos da recusa e corrigir o problema. Principais motivos para recusa de cadastro: gestante já cadastrada (por vale transporte, por exemplo), documento com número errado. 12. Com o cadastro aprovado, em no máximo sete dias úteis, os cartões chegam à UBS, entregues pelos Correios. Os envelopes devem ser abertos e os cartões conferidos, vistados na relação que os acompanha (romaneio) e arquivados junto com os FORMULÁRIOS DE SOLICITAÇÃO para facilitar localização na entrega. 13. Depois da conferência é preciso acusar o recebimento dos cartões na Loja Virtual. Usando o romaneio o ATA/AGPP, acessa a Loja Virtual da SPTrans, repetindo os passos de 1 a 3. No passo 4, clicar em pedidos: Clique em Pedidos Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 12

13 Clicar em Controle de Remessas: Abre-se uma tela semelhante à seguinte: Clicar na lista Situação e escolher Enviados : e depois clicar no botão Consultar: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 13

14 Aparece a lista com os lotes enviados pela a SPTrans para todas as UBS da Coordenadoria. Procure na lista o nº do lote correspondente ao que foi recebido (aparece no romaneio, é o nº da remessa). Clicando sobre ele aparecem o nome ou nomes das gestantes que compõem o lote conforme figura a seguir: Após conferir os nomes das gestantes que compõem os lotes, clique no quadrado no lado esquerdo e em seguida clique em Confirmar Recebimento. Com este procedimento de confirmação o lote aparece como recebido na Loja Virtual e os cartões são considerados ativos pela SPTrans e podem receber os créditos. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 14

15 II - SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS INICIAIS 1. Para solicitar os quatro créditos iniciais, após ter confirmado o recebimento dos cartões, o ATA/AGPP retorna para a tela inicial da Loja Virtual SPTrans, clica em pedidos, conforme figura: Clique em Pedidos E, seguida clicar em créditos: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 15

16 Aparece a tela a seguir. O ATA/AGPP deve lançar o nome ou o RG da gestante que aparece no romaneio e clicar em consultar. Escolha a gestante conferindo o nome e o número do cartão (aparece no romaneio). Clique no quadrado à esquerda do nome correspondente e em adicionar ao carrinho. Aparece a figura de um carrinho na frente do nome: Caso tenha mais gestantes no lote continuar a consulta para as demais. Veja a consulta usando o RG (não pode ser o genérico). Limpe o campo do nome (ilumine e clique Del se não o fizer não vai conseguir fazer a consulta por RG). Digite o RG no campo RG e clique em consultar. Aparece uma tela semelhante a seguir. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 16

17 Quando terminar de lançar todos os nomes do pedido, clicar em continuar pedido. Aparece uma tela com todos os nomes selecionados anteriormente, que compõem o lote, conforme figura a seguir: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 17

18 Como todas as gestantes receberão quatro créditos iniciais usar a primeira parte da tela (com fundo cinza). Quatro créditos correspondem a 2 dias úteis (ida e volta), então preencher com o número 2 e clicar em aplicar. Aparece uma mensagem conforme figura abaixo, clicar em OK. Observar que na parte de baixo todas as gestantes ficarão com 2 dias. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 18

19 Em seguida, na janela da tarifa escolher Ônibus Municipal na lista e clicar em Aplicar. Novamente aparece uma mensagem, clicar em OK. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 19

20 Todas as gestantes ficarão com o mesmo valor de tarifa. Confira os nomes e os valores e clique em fechar pedido. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 20

21 Rolando a tela aparece o número do pedido do crédito. ANOTE DO Nº DO PEDIDO, e envie um para a Coordenadoria informando este número, para que ocorra o pagamento do pedido de crédito. O pedido também deve ser salvo no computador, clicando em aqui e na tela seguinte em Salvar; Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 21

22 Crie um pasta com o nome Pedidos de Créditos e salve o arquivo nesta pasta, colocando na frente do número a data do pedido (isto é importante para o controle mensal e localização). Todos os pedidos deverão ser salvos nesta pasta, facilitando a organização posterior. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 22

23 Clicando sobre o arquivo abre-se o Excel : Este arquivo deve ser completado com o número dos SISPRENATAL (que deve aparecer no formulário de solicitação, campo II UNIDADE DE SAÚDE), para facilitar o fechamento mensal. 14. Finalizado o pedido dos créditos e enviado o para Coordenadoria é possível acompanhar o pagamento do pedido. Entrar na Loja Virtual seguindo os passos de 1 a 3, clicar em Pedidos e em Consulta, aprece a tela: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 23

24 Preencher nesta tela a data da requisição e clicar em filtrar. Aparece o número do pedido e a situação: Pendente de pagamento. Quando a Coordenadoria efetuar o pagamento do pedido para a SPTrans a situação aparece como Liberado para recarga 15. Após a liberação para recarga (isto acontece depois do pagamento pela Coordenadoria), o cartão está pronto para ser entregue para a gestante. Lembramos Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 24

25 que se o cartão for entregue antes da liberação, ele não poderá ser utilizado pois não vai funcionar. No momento da entrega, o ATA/AGPP deve solicitar para a gestante a assinatura do recibo de recebimento, parte IV, no FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO CARTÃO SPTrans e entregara a ela o formulário ORIENTAÇÕES (em anexo). Os formulários com assinatura de recebimento podem ser arquivados nos prontuários das gestantes. Reforçar para a gestante a orientação de carregar os créditos nos postos de recarga da SPTrans : terminais de ônibus, estações de trem e de metrô ou outros postos autorizados, como Casas Lotéricas, bancas de jornal, padarias, farmácias, supermercados, shoppings e outros. Reforçar que se este procedimento não for feito antes de tomar o ônibus, o cartão não vai funcionar. 16. Para facilitar o controle do processo de cadastro usar o relatório de andamento de cadastros (figura 4). Este relatório deverá ser consolidado mensalmente (linha totais) e os valores enviados para coordenadoria. Figura 4 Relatório de andamento de cadastros. Em relação ao trânsito das informações, lembramos que na maioria dos Códigos de Ética Profissional, o sigilo profissional é um dever fundamental de todos os profissionais e também Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 25

26 das instituições. Todos os funcionários administrativos têm o mesmo compromisso, que os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que atuam diretamente com pacientes, para com a preservação de todas as informações que tiverem acesso por força de sua atuação profissional, podendo ser punidos legalmente pelo Código Civil, no caso de divulgação indevida. II - SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS GESTANTE ACOMPANHADA NA PRÓPRIA UNIDADE Os créditos adicionais são definidos pelos profissionais que acompanham o pré-natal de acordo com as necessidades de assistência (consultas e exames) e de transporte de cada gestante, levando-se em conta as distâncias a serem percorridas e o local de residência da mãe. Assim, essa definição deverá ser individual e pode variar durante o processo de prénatal. Todos os deslocamentos e seus motivos devem ser registrados na página 7 do PRONTUÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DA GESTAÇÃO, onde existe campo específico para marcar o nº de deslocamentos e o profissional responsável. O número de deslocamentos deve ser sempre corretamente avaliado em relação à sua necessidade e anotado no prontuário. O médico define as necessidades clínicas e a ENFERMEIRA ou SERVIÇO SOCIAL determinam o numero de deslocamentos individualizados, levando-se em conta as distâncias a serem percorridas e o local de residência da mãe. Recomendamos que os créditos tenham previsão para dois meses de uso. Tendo a definição do nº de deslocamentos anotados no prontuário, e com o nº do cartão da gestante em mãos, o ATA/AGPP acessa a Loja Virtual e atribui os créditos que foram definidos pelos profissionais que acompanham o pré-natal da gestante. Na Loja Virtual o procedimento é semelhante ao usado para atribuição dos créditos iniciais. A diferença é que os créditos adicionais são atribuídos individualmente, através da área branca da tela. Feito este procedimento o ATA/AGPP envia um para a Coordenadoria solicitando o pagamento do pedido e informando o nome da gestante, nº do pedido de créditos, os motivos e o profissional responsável. GESTANTE ACOMPANHADA EM OUTROS PONTOS (HOSPIT AIS/AMBULATÓRIOS) Caso a gestante seja encaminhada para Ambulatório de Especialidades (pré-natal de alto risco), será utilizado o FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS(anexo), que é Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 26

27 composto de três partes:i Unidade Solicitante, II UBS e III Usuária. A equipe de saúde das unidades de atendimento (Ambulatório ou Hospital), preenchem e assinam a parte I. Com o formulário preenchido em mãos a gestante retorna à UBS em que foi cadastrada para encaminhar o pedido de créditos. No caso de recém-nascidos (RN) prematuros e/ou internados em Unidade Neonatal (UN), a mãe deve solicitar ao neonatologista da Unidade Neonatal que acompanha o bebê, o preenchimento com a assinatura e carimbo do profissional. Este formulário deve ser levado a UBS onde foi realizado o pré-natal. A UBS providenciará a recarga do cartão, ou a solicitação de um (para as mães que não receberam anteriormente). Para cada nova recarga deve ser preenchido um novo formulário. A atribuição dos créditos deve considerar a evolução clínica de cada caso. Recomendamos que a atribuição dos créditos seja mensal. Não esquecer de solicitar os créditos na Loja Virtual seguindo o procedimento de atribuição de créditos individuais. O formulário preenchido deve ficar na UBS e ser anexado ao prontuário da mulher, para que possa servir de comprovante nos casos de auditoria posterior. III CARTÃO DE GESTANTE JÁ CADASTRADA Para atender as gestantes com gestação em curso, o ATA/AGPP, deve verificar se a mesma já se encontra em acompanhamento na UBS, checando se já possui nº de SISPRENATAL, já foi cadastrada no SIGA, ou seja, se passou pelo acolhimento na unidade. Em caso positivo se a gestante informa não possuir o cartão SPTrans, o ATA/AGPP deve realizar uma consulta ao banco de dados da SPTrans, acessando a Loja Virtual, passos 1 e 2 e no passo 3, digitar o usuário: gabsms (tudo junto letra minúscula) e a senha igual: gabsms. Na tela que surge a seguir escolher cadastros e empregados. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 27

28 Na tela seguinte preencher o nome da gestante (se tive os documentos também pode preencher, pois ajuda na busca). Se a gestante não aparece como cadastrada, iniciar os procedimentos descritos na solicitação para gestante nova, preencher o FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans, cadastrar na Loja Virtual. Recomendamos que a pesquisa no banco de cadastros seja feita com bastante cuidado, pois a equipe da UBS poderá ser responsabilizada no caso de gestante com dois cartões. Caso apareça o nome da gestante apareça na lista, clicando sobre ele aparecerá o cadastro e a Coordenadoria a que pertence, como no exemplo: Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 28

29 Com as informações do cadastro realizar busca do cartão na própria UBS se a gestante for vinculada à mesma, ou na Coordenadoria. Se o cartão não for encontrado, deve ser solicitada uma segunda via através da SPTrans. Para isto enviar um à SPTrans (para a Marilene: solicitando a segunda via, informando o nome da gestante/mãe e o número do cartão. Os pedidos de segunda via deverão estar listados em planilha separada e serão enviados junto com as planilhas de cadastro (no mesmo memorando). Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 29

30 IV FECHAMENTO MENSAL No primeiro dia útil do mês subseqüente o ATA/AGPP deve preparar um memorando à ser enviado para Coordenadoria Regional de Saúde, com a posição do Cartão SPTrans do mês anterior. Utilizando o relatório de andamento de cadastro, somando as marcas das colunas de 1 a 8, deve informar: 1. Nº Cadastros iniciais (papel) 2. Nº Cadastros Loja Virtual 3. Nº Cadastros confirmados na Loja Virtual 4. Nº Cartões entregues SPTrans 5. Nº Cartões Recebidos na Loja Virtual 6. Nº Solicitações dos créditos iniciais Loja Virtual 7. Nº pagamentos confirmados 8. Nº Cartões entregue para gestantes/mães Além disso, todos os cadastros realizados no mês anterior deverão ser consolidados em uma planilha Excel, contendo nº do lote, nome das mães, nº do cartão, conforme modelo na figura 8 a seguir. Esta planilha deverá ser impressa e assinada pelo gerente e pelo ATA/AGPP e enviada anexa ao memorando para Coordenadoria. Os relatórios de remessa (romaneios) vistados, devem acompanhar o memorando e a planilha. Importante: as Coordenadorias não devem aceitar planilhas sem as assinaturas do gerente e do ATA/AGPP das UBS. Veja abaixo na figura 5, o modelo para de planilha. Figura 5 - Planilha de controle de cadastros. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 30

31 Os deslocamentos também deverão ser consolidados numa planilha, onde deverá constar o nome da gestante, nº do cartão SPTrans, o nº do SISPRENATAL, o nº de deslocamentos solicitados, os motivos da solicitação, os profissionais responsáveis pela avaliação da necessidade e a data do pedido. Esta planilha deverá ser impressa e acompanhar o memorando de encaminhamento para a Coordenadoria, pois irá compor o processo de pagamento. A figura 6 a seguir apresenta o modelo de planilha de controle de recargas. Figura 6 - Planilha de controle de recargas. Resumidamente, para o fechamento mensal o memorando deve conter as informações da posição do mês, e em anexo as planilhas assinadas com os cadastros e pedidos de créditos adicionais e os romaneios. V - FLUXO NA COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE CRS As Coordenadorias devem: 1. Consultar na Loja Virtual o Pedido de Crédito realizado e informado pelas UBS; 2. Fazer a baixa do arquivo do Pedido gerado pela UBS; 3. Conferir o Pedido; 4. Encaminhar para a SPTrans, via Fax, o ofício solicitando a liberação do pedido gerado. É importante ligar para a SPTrans para confirmar o recebimento do Fax. A SPTrans pode efetuar a liberação do pedido de crédito na mesma data do recebimento do ofício. Neste caso, o Fax do Ofício deve ser encaminhado para a SPTrans até às 15 horas. Após esse horário, a liberação ocorrerá no dia seguinte. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 31

32 DÚVIDAS MAIS FREQÜENTES EM RELAÇÃO AO CARTÃO SPTRANS 1. Quem tem direito ao Cartão SPTrans Mãe Paulistana? Todas as gestantes, puérperas, mães adotivas e migrantes (nas condições anteriores, que passaram a ter residência fixa na capital) cadastradas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Município de São Paulo, desde que não existam duas faltas injustificadas às consultas, de acordo com o Art.6º da Lei Os endereços das UBSs podem ser encontrados na lista de estabelecimentos de saúde, na área destinada à Saúde do site da Prefeitura de São Paulo, ou diretamente no link: 2.Usuárias de outros municípios estão contempladas no Programa Mãe Paulistana? NÃO. Este Programa engloba somente as mães residentes no Município de São Paulo. Além disso, o cartão não dá direito a viagens intermunicipais. 3. Usuária que fez o pré-natal e parto em clínicas particulares tem o direito de receber o cartão? NÃO. Segundo o Decreto municipal nº de 02/02/2006, os meios de transporte e passes para transporte são gratuitos para as mães que acompanharam o pré-natal na rede municipal. 4. A gestante pode ser incluída no programa em qualquer idade gestacional? Ela terá direito a Créditos retroativos no cartão? A gestante pode e deve ser incluída no programa a qualquer momento. Lembramos que o Programa Mãe Paulistana é de prioritariamente de inclusão social. Os créditos têm como objetivo permitir o acesso aos serviços de saúde e sendo assim NÃO são concedidos créditos retroativos no cartão. Ressaltamos que estes casos devem ser as exceções, pois a captação precoce de gestantes e o cadastramento nos sistemas de monitoramento (SIGA/SISPRENATAL) é condição para a qualidade da assistência pré-natal. 5. A usuária é vizinha da UBS. Deve receber o cartão? Sim, TODA GESTANTE DEVE RECEBER O CARTÃO SPTRANS, INDEPENDENTE DA DISTÂNCIA e receberá quatro (4) créditos iniciais. Outros créditos devem ser avaliados criteriosamente pelo médico e enfermeira na dependência da necessidade de transporte para os serviços de saúde. 6. Na primeira solicitação quantos créditos devo fornecer a cada gestante? Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 32

33 Todas as gestantes cadastradas devem receber 4 (quatro) créditos na primeira solicitação. 7.O acompanhante da gestante tem direito ao transporte gratuito? NÃO. A única exceção é para os casos de gestação múltipla, ocasião em que pode ser fornecido um número maior de créditos. A mãe não pode carregar dois ou mais recém nascidos sozinha, mas esta situação deve ser claramente identificada nos motivos, na planilha de recargas. 8.Como eu cadastro uma usuária no Programa Mãe Paulistana? Com as mudanças implantadas são estes os procedimentos para cadastro: a)gestantes: = a equipe de saúde realiza o acolhimento da gestante preenchendo a página 1 do Prontuário de Acompanhamento da Gestação. O ATA/AGPP digita no SIGA as informações (campos com fundo cinza do prontuário). A Gestante preenche o formulário 1 Solicitação de Cartão SPTrans., A UBS deve preencher, obrigatoriamente, o SISPRÉNATAL. b) PUÉRPERA, MÃE ADOTIVA (de criança até um ano de idade) e MIGRANTE = Se por qualquer motivo a usuária deixou de ser cadastrada enquanto gestante, e já ganhou o bebê, mas fez o acompanhamento do pré-natal e parto na rede SUS, serão cadastradas na Loja Virtual para recebimento do Cartão SPTrans. Neste caso, não aparecerá o cadastro no siga e no SISPRENATAL, já que esses sistemas são para inclusão durante a gestação. Lembrar que isto deve ser exceção, pois todas as mães deveriam ser captadas em algum momento antes do seu parto. 9.Como eu peço o Cartão SPTrans para uma gestante cadastrada no Programa Rede de Proteção à Mãe Paulistana? No acolhimento à gestante pela equipe de saúde a gestante preenche a primeira parte do FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTRANS (em anexo). O profissional do acolhimento preenche e assina a parte II do mesmo formulário e o ATA/AGPP confere os dados e entrega à gestante ao protocolo de solicitação (parte IV do formulário). O ATA/AGPP ACESSA A Loja Virtual da SPTrans e efetua o cadastro. No dia seguinte o ATA/AGPP realiza consulta à Loja Virtual para checar se o cadastro foi aceito. Em caso positivo, após sete dias úteis o cartão chega até a UBS. O ATA/AGPP acessa novamente a loja virtual, acusa recebimento do cartão e solicita os quatro créditos iniciais. Após dois dias, o ATA/AGPP confere o pagamento dos créditos pela Coordenadoria Regional de Saúde e entrega o cartão à gestante, que assina a confirmação do recebimento na parte III do FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTRANS. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 33

34 10. Quais documentos são necessários para inscrever a usuária no Mãe Paulistana? Nenhum documento é obrigatório, mas é importante fortalecer a qualidade do cadastro, portanto solicite à gestante algum documento de identidade (certidão de nascimento ou RG). Não esquecer que o nome da mãe da gestante é importante para discriminar homônimos no SIGA. 11.É obrigatório o CPF para a usuária ser inclusa no Programa ou para solicitar o cartão SPTrans? O CPF não é obrigatório, mas é muito importante estimular a gestante a tê-lo e usá-lo no momento do cadastro, pois conferirá mais segurança contra fraudes e cadastros duplicados, além de agilizar o cadastro na SPTrans e envio do cartão. O uso do CPF genérico deverá ser reservado apenas para as exceções criteriosamente identificadas. No momento do cadastro em papel o ATA/AGPP deve solicitar os documentos à gestante, caso ela não esteja com eles, deve orientá-la a retornar à UBS com os documentos para dar seqüência ao cadastro. O ATA/AGPP deve anotar no formulário preenchido: aguardando documentos e monitorar o retorno da gestantes nos dias seguintes para completar o cadastro, pois caso isto não ocorra o cartão não será solicitado. 12.Quando a gestante faz pré-natal em Ambulatório de Alto Risco, fora da UBS, como deve proceder para obter o cartão SPTRANS ou recarregá-lo? Para obter o cartão, ela deve efetuar o cadastro na UBS mais próxima de sua residência e para a recarga, é necessário levar a essa UBS, o formulário SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS, preenchido pela unidade em que a gestante está sendo acompanhada. TODOS OS CADASTRAMENTOS E RECARGAS SÃO FEITOS EXCLUSIVAMENTE NAS UBSs. 13.Feito o cadastro da usuária na UBS, qual o fluxo até a entrega do cartão? A grande mudança é que as gestantes são cadastradas pelas UBS diretamente na Loja Virtual da SPTrans. O Fluxograma completo é o seguinte: UBS Cadastra Gestantes na Loja Virtual SPTrans Valida o Cadastro das Gestantes SPTrans Associa e personaliza os cartões das Gestantes UBS Distribui os cartões para as gestantes UBS Confirma o recebimento dos cartões na Loja Virtual SPTrans Envia os cartões para as UBS Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 34

35 14. Qual o tempo estimado para que a gestante receba o cartão com créditos iniciais? Após a confirmação do cadastro em no máximo de quinze dias úteis o cartão esta pronto para ser entregue. 15. Quantos créditos iniciais são concedidos à gestante? Todas as gestantes receberão quatro créditos iniciais. 16.Como proceder para solicitar créditos adicionais (recarga)? Com o nº do cartão da gestante em mãos, o ATA/AGPP acessa Loja Virtual e atribui os créditos que foram definidos pelos profissionais que acompanham o pré-natal da gestante. Feito este procedimento o ATA/AGPP envia para a Coordenadoria informando a solicitação de créditos, os motivos e o profissional responsável. Semanalmente (ou em outro prazo definido pela Coordenadoria), os deslocamentos deverão ser consolidados numa planilha, onde deverá constar o nome da gestante, nº do cartão SPTrans, o nº do SISPRENATAL, o nº de deslocamentos solicitados, os motivos da solicitação, os profissionais responsáveis pela avaliação da necessidade e a data do pedido. 17.Quanto tempo demora a recarga? Muda o que deve ser preenchido ou lançado na planilha? Depois que o ATA/AGPP lança os créditos solicitados na Loja Virtual, o processamento depende da CRS aceitar o pedido e proceder ao pagamento junto à SPTrans. Após o pagamento em aproximadamente 24 horas os créditos estão liberados. A planilha de recarga é feita em separado da planilha de solicitação de cartões, deve ser identificada como planilha de recarga e conter o nome da gestante, a quantidade de deslocamentos, os motivos e o profissional responsável pela avaliação da necessidade. 18. Qual o número de deslocamentos que deve ser colocado pela UBS no cartão? Gestante e Crianças até um ano de idade = o nº de deslocamentos necessários deverá ser definido à partir da avaliação das necessidades de assistência (nº de consultas e exames) e das necessidades de transporte da gestante. Portanto, deverá existir uma avaliação da equipe em conjunto com a gestante. Após o nascimento, os créditos necessários para deslocamento da criança são carregados no bilhete da mãe. Recém-nascidos (RN) prematuros e/ou internados em Unidade Neonatal (UN) = A mãe deve solicitar ao neonatologista da Unidade Neonatal que acompanha este bebê, o preenchimento com a assinatura e carimbo do profissional, do formulário SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS. Este formulário deve ser levado a UBS onde foi realizado o pré-natal. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 35

36 A UBS providenciará a recarga do cartão, ou a solicitação de um (para as mães que não receberam anteriormente). O formulário preenchido deve ficar na UBS e ser anexado ao prontuário da mulher, para que possa servir de comprovante nos casos de auditoria posterior. O número de deslocamentos deve ser sempre corretamente avaliado em relação à sua necessidade e anotado no prontuário. O médico define as necessidades clínicas e a ENFERMEIRA ou SERVIÇO SOCIAL determinam o numero de deslocamentos individualizados, levando-se em conta as distâncias a serem percorridas e o local de residência da mãe. Recomendamos que os créditos tenham previsão para dois meses de uso. 19. E se houver interrupção da gestação por aborto, mudança para outro município ou óbito da mãe? No caso de interrupção da gestação (aborto) ou interrupção da assistência (mudança para outro município ou óbito), se o Bilhete foi entregue para a gestante ela continua com o Bilhete e os créditos que havia recebido. Se a gestante ainda não havia retirado o Bilhete na UBS, esse Bilhete deve ser devolvido o quanto antes para a CRS especificando o motivo. 20. O que fazer quando a gestante muda de endereço dentro do município de São Paulo, indo para outra Coordenadoria de Saúde? Ao identificar esta situação a UBS deve comunicar por a sua Coordenadoria que fará contato com a Coordenadoria de destino da gestante para regularizar a situação. A gestante deverá ser transferida para a outra Coordenação, de modo que não tenha que ficar retornando à unidade de origem. Lembramos que a assistência pré-natal deverá ser assumida integralmente pela outra unidade, e isto inclui o cartão SPTrans. 21. Como a usuária utiliza o cartão SPTRANS/Mãe Paulistana? Para iniciar o uso a usuária precisa carregar o cartão em dos Postos de Recarga da SPTrans: terminais de ônibus, estações de metrô e de trem e outros postos autorizados, como casas lotéricas, bancas de jornal, padarias, farmácias, supermercados, shoppings e outros. A usuária deve carregar o Bilhete na primeira vez que for utilizar e todas as vezes que receber novos créditos. Sem esse carregamento inicial não é possível utilizar o ônibus. É permitido entrar e sair no ônibus pela porta dianteira com a utilização do cartão, sendo obrigatório o giro da catraca pelo cobrador. 22.A usuária perdeu, roubaram ou quebrou o cartão, como orientá-la? Orientá-la a o Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia mais próxima de sua residência ou via internet. Solicite que comunique a perda na Central telefônica da SPTrans, informando o nº desse BO e anotar o número do protocolo que será fornecido pela SPTrans. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 36

37 Na UBS: a gestante deve informar o nº desse Protocolo para cancelar o cartão e aguardar a chegada do novo. O ATA/AGPP deve fazer contato com a SPTrans por e informar a perda e solicitar novo cartão. Os pedidos de 2ª via devem ser informados de maneira destacada na planilha de solicitação de cartões, com explicitação do motivo (roubo, perda, quebra). 23. Até quando os cartões SPTrans serão validados pelo Programa? Desde o início do pré-natal até a criança completar um ano de idade. Esse controle deverá ser feito pela UBS para que não se forneça crédito para crianças com idade superior a um ano de idade, conforme o Decreto nº , de 26/11/2006, artigo 2º, parágrafo IV. 24. O bilhete Mãe Paulistana faz integração? Sim, faz integração como o bilhete único convencional, no período de 2 horas, pagando uma única tarifa. Ele pode ser utilizado em todos os meios de transporte da rede pública, com exceção de trens e metrô, que o Programa não contempla. O Bilhete faz integração com o metrô e trens, pois é um Bilhete comum porém, atentem para o fato de que utilizando metrô ou trem, ela ficará com menos créditos, porquê os valores descontados são diferentes só para ônibus e para a combinação ônibus+metrô/trem. 25. Quanto tempo a UBS deve armazenar os Cartões não entregues às gestantes? Caso a gestante não seja encontrada para entrega dos cartão em 60 dias, o bilhete deve ser devolvido para a CRS que desvinculará o crédito e inutilizará o cartão (com perda do valor). A relação de bilhetes não entregues deve ser feita em duas vias (uma fica na Unidade e outra vai para a CRS) e encaminhada através de memorando. 26. As mães que trabalham e já possuem um cartão SPTrans também podem receber o cartão SPTrans Mãe Paulistana? Sim, proceder ao cadastro normalmente, pois a legislação garante o direito ao transporte gratuito a todas as gestantes independente da condição trabalhista. Os créditos vinculados ao Programa serão atribuídos no bilhete Mãe Paulistana e apenas este dá a ela o direito de descer pela porta dianteira do ônibus. NO CASO DE DÚVIDAS ENTRAR EM CONTATO COM ROSÂNGELA OU VALÉRIA NO TEL: REDE DE PROTEÇÃO À MÃE PAULISTANA Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 37

38 ANEXOS - FORMULÁRIOS FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CARTÃO SPTrans. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 38

39 FORMULÁRIO ORIENTAÇÕES NO RECEBIMENTO DO CARTÃO SPTRANS. Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 39

40 FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO DE CRÉDITOS ADICIONAIS Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 40

41 MODELO DE PLANILHA PARA CONTROLE DO ANDAMENTO Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 41

42 MODELO DE PLANILHA PARA CONTROLE DE CADASTRO Missão/Visão: Proteger a saúde da mãe e da criança promovendo a excelência da atenção materno infantil 42

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br Loja Virtual Aquisição de Créditos Eletrônicos 1 lojavirtual@sptrans.com.br O que é a Loja Virtual Ferramenta que possibilita a aquisição de créditos eletrônicos diretamente pelo site da SPTrans. 2 Quem

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

REDE DE PROTEÇÃO À SMS - ACI CLIPPING

REDE DE PROTEÇÃO À SMS - ACI CLIPPING REDE DE PROTEÇÃO À SMS - ACI CLIPPING LEI N.: 13.211 DE 13/11/01 DECRETO N.: 46.966 DE 02/02/06 OBJETIVOS: APRIMORAMENTO DAS PRÁTICAS ASSISTENCIAIS AO PRÉ-NATAL, PARTO, PUERPÉRIO E AO RECÉM-NASCIDO REDUÇÃO

Leia mais

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização 1º PASSO: ACESSO À PAGINA PARA EMPREGADORES NÃO CADASTRADOS Acesse o site www.tripoa.com.br e selecione a opção Vale-transporte, ou então acesse www.trensurb.gov.br. Neste espaço você será informado sobre

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Nota: na sequência do cadastramento você será convidado a responder uma pesquisa, visando à melhoria do Sistema de Transporte.

Nota: na sequência do cadastramento você será convidado a responder uma pesquisa, visando à melhoria do Sistema de Transporte. 1. O que é Bilhete Único Mensal? O Bilhete Único Mensal é o cartão que permite ao seu titular, com um único pagamento do valor definido para o mês, o uso do transporte coletivo durante 31 dias a contar

Leia mais

Região Metropolitana de São Paulo

Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2015 Página: 1 / 14 2015 Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2015 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14

MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14 MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 1 / 14 MA-GCF-002 Versão: 01 Vigência: 2013 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização... 4 3. Sem direito ao benefício do passe

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Secretaria de Administração Escolar

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Secretaria de Administração Escolar São Paulo, 14 de janeiro de 2013 Prezado (a) Aluno (a), Ref.: Bilhete Único Cursos da Graduação Informamos que, no início de cada semestre, enviamos à Central de Atendimento do Bilhete Único um arquivo

Leia mais

MANUAL DO SINASC_LOCAL

MANUAL DO SINASC_LOCAL MANUAL DO SINASC_LOCAL Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC - 2006 1 Módulo - Usuário Manual do Sinasc Módulo Usuário Capítulo 01 - Introdução O SINASC é um instrumento fundamental para informações

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

CHEGOU O BILHETE ÚNICO. O MELHOR JEITO DE CIRCULAR NA CIDADE.

CHEGOU O BILHETE ÚNICO. O MELHOR JEITO DE CIRCULAR NA CIDADE. CHEGOU O BILHETE ÚNICO. O MELHOR JEITO DE CIRCULAR NA CIDADE. CHEGOU O BILHETE ÚNICO. O MELHOR JEITO DE CIRCULAR EM JUNDIAÍ. Com a implantação do Bilhete Único, a prefeitura abriu caminho para uma grande

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 02/2011

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 02/2011 pg. 1/9 ORDEM DE SERVIÇO 02/2011 Dispõe sobre as regras de auditoria para homologação eletrônica da atualização de cadastro de médicos credenciados no IPERGS. O DIRETOR DE SAÚDE DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DA ASSEFAZ TISS TROCA DE INFORMAÇÕES EM SAÚDE SUPLEMENTAR VERSÃO 2 1 Brasília/DF - 2007 1. Introdução A meta deste trabalho é estruturar e auxiliar no correto preenchimento das Guias

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

Região Metropolitana de São Paulo

Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2016 Página: 1 / 14 2016 Região Metropolitana de São Paulo MA-GCF-002 Versão: 02 Vigência: 2016 Página: 2 / 14 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

MANUAL LOJA VIRTUAL - PORTAL PHARMA LINK

MANUAL LOJA VIRTUAL - PORTAL PHARMA LINK Data: Abril de 2014 MANUAL LOJA VIRTUAL - PORTAL PHARMA LINK ÍNDICE Objetivo:... 2 Premissas:... 2 1 CADASTRO NA LOJA VIRTUAL... 3 1.1 Acesso...3 1.2. Cadastrar Loja...3 1.3 Ativação de Cadastro...6 1.3.1

Leia mais

Consulta e Acompanhamento de Propostas

Consulta e Acompanhamento de Propostas Consulta e Acompanhamento de Propostas 03 Consulta e Acompanhamento de propostas Posição de Propostas Análise da Proposta 07 10 17 Proposta Rejeitada 02 Consulta e Acompanhamento de Propostas No momento

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB ÍNDICE ÍNDICE... 2 1) Apresentação... 3 2) Informações importantes... 3 3) Programas e configurações necessários... 4 3.a. Programas necessários.... 4 3.b. Configurações necessárias....

Leia mais

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL.

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL. DÚVIDAS MAIS FREQUENTES - DO CLIENTE 1. Qual o procedimento para se cadastrar na Guia Eletrônica? - Rolar a página e procure pelo item Novo Cliente? - Escolher o perfil: Próprio Interessado: Pessoa Física

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA DEPARTAMENTO DE RECURSOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL PARA PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTOS ON-LINE Mogi das Cruzes, 2010. Sumário 1. Requerimentos Disponíveis...

Leia mais

LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 LEI Nº 1.726 DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008 Dispõe sobre a acessibilidade no transporte público coletivo no Município de Rio Branco e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE RIO BRANCO - ACRE, usando

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Município. Prefeitura Municipal de Piraí do Norte - BA. Terça-Feira - 15 de dezembro de 2009 - Ano IV - N º 49

Município. Prefeitura Municipal de Piraí do Norte - BA. Terça-Feira - 15 de dezembro de 2009 - Ano IV - N º 49 do Município Prefeitura Municipal de Piraí do Norte - BA Terça-Feira - 15 de dezembro de 2009 - Ano IV - N º 49 EDITAL GSME Nº 01/2009, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre: Diretrizes, normas e períodos

Leia mais

Região Metropolitana de Campinas

Região Metropolitana de Campinas MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 1 / 11 Região Metropolitana de Campinas 1 MA-GRC-001 Versão: 01 Vigência: 2015 Página: 2 / 11 ÍNDICE 1. Objetivo... 3 2. Direito de obtenção e utilização...

Leia mais

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL

ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL ORIENTAÇÕES SOBRE A ATUALIZAÇÃO CADASTRAL DO SERVIDOR MUNICIPAL Apresentação A Prefeitura Municipal de Goiânia realizará a atualização cadastral dos Servidores

Leia mais

SPTRANS PROCESSO DE SOLICITAÇÃO DO BILHETE ÚNICO ESTUDANTE/PROFESSOR MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO

SPTRANS PROCESSO DE SOLICITAÇÃO DO BILHETE ÚNICO ESTUDANTE/PROFESSOR MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO SPTRANS PROCESSO DE SOLICITAÇÃO DO BILHETE ÚNICO ESTUDANTE/PROFESSOR MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA INSTITUIÇÕES DE ENSINO Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o processo. Revisado

Leia mais

A POLÍTICA DE PROTEÇÃO DA MATERNIDADE JULIO MAYER DE CASTRO FILHO

A POLÍTICA DE PROTEÇÃO DA MATERNIDADE JULIO MAYER DE CASTRO FILHO A POLÍTICA DE PROTEÇÃO DA MATERNIDADE JULIO MAYER DE CASTRO FILHO Ministério da Saúde Diretrizes gerais Pacto pela Saúde Estados ComissãoBi partite Municípios Plano Municipal de Saúde Objetivos Ações estratégicas

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria SEI

Leia mais

Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos. Manual. Autorizador

Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos. Manual. Autorizador Tecnologia e Segurança na Ponta dos Dedos Manual UP Autorizador UP Índice Divulgação do sistema Autorizador para os beneficiários... 3 Cadastro da digital do beneficiário... Justificativa de falha na autenticação

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Como Fazer o seu Pedido

Como Fazer o seu Pedido 1 Como Fazer o seu Pedido Agora que você já está cadastrado e sabe como acessar o seu escritório virtual, é muito importante que saiba como enviar seus pedidos. No tutorial Como Fazer o seu Cadastro você

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos SBCTrans A tecnologia facilitando a vida do cidadão Índice Cadastro e Primeiro Acesso... 05 Acessando o Sistema... 08 Menu de

Leia mais

Saúde Online. Serviços Médicos / Faturamento

Saúde Online. Serviços Médicos / Faturamento Saúde Online Serviços Médicos / Faturamento Página 1 INDICE 1 Introdução Página 03 2 Acesso Página 03 3 Faturamento Eletrônico Página 03 4 Guia de Consulta Página 05 5 Guia SP/SADT Página 07 6 Guia de

Leia mais

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria-SEI 1 de 4 de agosto de 2015, que instituiu o Sistema Eletrônico de Informações - SEI no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES EM SAÚDE SEÇÃO DE SAÚDE BUCAL MANUAL PARA SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE BUCAL DO SUS PORTO ALEGRE Julho 2007 1- APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

Sistema de Informação sobre Mortalidade. Ajuda do sistema Agosto/2009 Versão 2.2

Sistema de Informação sobre Mortalidade. Ajuda do sistema Agosto/2009 Versão 2.2 Sistema de Informação sobre Mortalidade Agosto/2009 Versão 2.2 Conteúdo Sistema de Informação sobre Mortalidade... 1 1 - Acesso ao sistema... 4 2 - Configuração da data do sistema... 5 3 - Barra de ferramentas...

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Manual Prescrição Fácil

Manual Prescrição Fácil TH Sistemas Web Manual Prescrição Fácil HTTP:// Sumário Prescrição Fácil... 3 Como cadastrar no sistema?... 3 Tela Inicial... 5 Configuração Parâmetro... 5 Configuração - Alterar Senha... 6 Prescrição

Leia mais

PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA

PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA PROGRAMA MÃE CORUJA DO IPOJUCA Às gestantes do Ipojuca O Programa Mãe Coruja é uma grande conquista das mulheres de Pernambuco. E no Ipojuca, um avanço da administração municipal em busca de melhor assistir,

Leia mais

produção MANUAL APRESENTAÇÃO

produção MANUAL APRESENTAÇÃO MANUALWEB 1 APRESENTAÇÃO MANUAL da produção online Conheça as funções, características e as facilidades para autorizar e faturar os atendimentos realizados aos beneficiários Unimed. Rio MANUALWEB 2 SUMÁRIO

Leia mais

LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003. (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT)

LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003. (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT) LEI Nº 13.574, DE 12 DE MAIO DE 2003 (Projeto de Lei nº 611/02, da Vereadora Claudete Alves - PT) Dispõe sobre a transformação e inclusão no Quadro do Magistério Municipal, do Quadro dos Profissionais

Leia mais

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Divisão de Patrimônio DIPM/GRM/PRAD Manual do Sistema de Patrimônio Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de Patrimônio Núcleo

Leia mais

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS

Cadastro NOVO Bilhete Único - SPTRANS ÍNDICE 1. Objetivo...02 2. Cadastramento para emissão do NOVO Bilhete Único...3/10 3. Sessão Expirada...11/13 4. Etapas do Cadastro...14/16 5. Finalização do Cadastro...17/18 6. Pesquisa de Satisfação...19/19

Leia mais

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias.

Art. 4º. Esta lei complementar entrará em vigor na data de sua publicação, devendo ser regulamentada no prazo de 60 (sessenta) dias. B. Passe Livre Lei Complementar do Estado de São Paulo nº 666, de 26/11/1991, regulamentada pelo Decreto Estadual n 34.753, de 01/04/92, e Resolução STM nº 101, de 28 de maio de 1992, que disciplina as

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARTE I - INTRODUÇÃO I Requisitos do Sistema. Para utilização do Sistema de Informações Gerenciais SIG, deve-se ter os seguintes requisitos: Acesso a Internet: Discado ou Banda Larga. Navegador de Internet:

Leia mais

Treinamento Proposta Online

Treinamento Proposta Online Treinamento Proposta Online 03 Procedimentos para preenchimento da Proposta Preenchendo a Proposta Online Digitalizando os documentos 06 20 26 Status das Propostas 02 Procedimentos para preenchimento da

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

SPTRANS BILHETE ÚNICO ESTUDANTE MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA ESTUDANTES

SPTRANS BILHETE ÚNICO ESTUDANTE MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA ESTUDANTES SPTRANS BILHETE ÚNICO ESTUDANTE MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA ESTUDANTES Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o processo. Revisado em dezembro/2012 ÍNDICE 1. Introdução...

Leia mais

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV Sistema de de Eletrônica SETRANSP DOTFLEX MANUAL MÓDULO PDV REGIÃO MANUAL METROPOLITANA MÓDULO PESSOA Revisão JURÍDICA 02 / Setembro SBE de 2008 - DOTFLEX Revisão 00 / Março de 2009 MANUAL MÓDULO EMPRESA

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso Manual do Usuário SCA - Sistema de Controle de Acesso Equipe-documentacao@procergs.rs.gov.br Data: Julho/2012 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51)

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento

Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento Manual PME On line Movimentação Cadastral e Faturamento Caro, Cliente, Obrigado, por escolher a Intermédica Sistema de Saúde S.A. como a operadora de Saúde dos seus funcionários. A Intermedica, tem como

Leia mais

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4

ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 ÍNDICE 1. SEJA BEM-VINDO... 2 1.1 Seja Bem-Vindo!... 2 SOBRE O SISTEMA... 3 1.2 Sobre o sistema... 3 1.3 Navegação... 3 2. FUNCIONALIDADES DO SISTEMA... 4 2.1 Efetuar Login Internet... 4 2.1.1 Efetuar

Leia mais

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Manual de instruções Cadastro Avaliação 2013 Caro Usuário, Este manual contém todas as instruções necessárias para preenchimento dos dados de sua escola e alunos.

Leia mais

NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO

NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO NOVIDADES TRANSPORTE COLETIVO Segunda Passagem Integrada Grátis 1) Quando será lançada a segunda passagem gratuita? Será lançada no dia 1 de julho. 2) Como funcionará a segunda passagem gratuita? O passageiro

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição

Leia mais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Cadastros Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Cadastro de Grupos de Usuário... 3 Cadastro de Usuários... 4 Cadastro de Clientes... 7 Cadastro de Empresas...

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO MANUAL ITCMD - DOAÇÃO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 3 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8

CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8 1 2 SUMÁRIO CAPÍTULO 1.0 PADRÃO UNIMED CUIABÁ DE AUTORIZAÇÃO EMULADOR BIOMETRIA 5 CAPÍTULO 2.0 - COMO INICIAR O EMULADOR 5 CAPÍTULO 3.0 AUTORIZAÇÃO DE CONSULTA 8 CAPÍTULO 4.0 REIMPRIMINDO O EXTRATO DA

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

MANU AL DO COMPRADOR

MANU AL DO COMPRADOR MANUAL DO COMPRADOR Conhecendo o Vale Transporte Eletrônico O que é o Vale Transporte Eletrônico? O vale-transporte é um benefício definido pela Lei Federal nº 7.418/85 e Lei Federal 7.619/87 oferecido

Leia mais

PROGRAMA MÃES DE MINAS A IMPORTÂNCIA DO ACS NA CAPTAÇÃO PRECOCE DA GESTANTE

PROGRAMA MÃES DE MINAS A IMPORTÂNCIA DO ACS NA CAPTAÇÃO PRECOCE DA GESTANTE PROGRAMA MÃES DE MINAS A IMPORTÂNCIA DO ACS NA CAPTAÇÃO PRECOCE DA GESTANTE Antônio Jorge de Souza Marques MINAS GERAIS Superfície: 586.523 Km2 População (Estimativas IBGE, 2012): 19.855.332 hab. Municípios:

Leia mais

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS

SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS SISTEMA HILUM FISIOTERAPIAS 2014 Tecnologia da Informação - TI Unimed Cascavel MANUAL HILUM 4.0 - FISIOTERAPIA A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas

PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE. Baixa Simplificada de Empresas PORTAL EMPRESA SIMPLES Registro e Licenciamento de Empresas MANUAL RLE Baixa Simplificada de Empresas 2 Sumário 1 Como preparar o computador para uso do certificado digital...04 2 Primeiro Acesso: Cadastro

Leia mais

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj Manual Atendimento Caberj ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 ATENDIMENTO... 3 FATURAMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO UM NOVO USUÁRIO... 5 EDITANDO

Leia mais

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar)

Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) Manual de Preenchimento da TISS (Troca de Informações em Saúde Suplementar) 0 Última Atualização: 16/05/07 9:30h SUMÁRIO I Introdução Página 2 II - Formulários/ Legendas Página 5 II.1 Guias Página 5 2.1.1

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O SUPERVISOR

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O SUPERVISOR PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O SUPERVISOR 3º CICLO DA AVALIAÇÃO PELO SUPERVISOR PROVAB 2014 Brasília/DF, 30 de dezembro de 2014. 1 Prezado(a) Supervisor(a) do

Leia mais

Bilhetagem eletrônica

Bilhetagem eletrônica Introdução O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Espírito Santo (Setpes) lança este material, que tem como objetivo apresentar uma maneira mais ágil, segura e confortável de realizar

Leia mais

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5 Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S.A. SANESUL MANUAL OPERACIONAL COMPRAS Gerência de Suprimentos SUP/GESU SUMÁRIO Acessar o sistema MICROSIGA... 3 Elaborar Solicitação de Compra... 5 Gerar Relatório

Leia mais

Com FLOWww esse processo dura poucos segundos. Basta dirigir-se à Gestão de Clientes no seu menu de FLOWww e clicar sobre Cadastro rápido.

Com FLOWww esse processo dura poucos segundos. Basta dirigir-se à Gestão de Clientes no seu menu de FLOWww e clicar sobre Cadastro rápido. Gestão de Clientes A Gestão de Clientes de FLOWww permite registrar rapidamente novos clientes, realizar buscas simples e avançadas, obter bancos de dados completos, além de administrar informações, histórico,

Leia mais

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB Manual do Sistema SMARsa Módulo WEB Índice INTRODUÇÃO...1 OBJETIVOS....1 TELA DE LOGIN...2 Como Utilizar?...2 INICIANDO O TRABALHO...3 TELA INICIAL...3 PERDA DE CONEXÃO:...4 1. ADMINISTRAÇÃO...5 1.1. Alterar

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

SICLOM Estoque. 1 Estoque. Manual de utilização do menu de Estoque. Versão: 2013. SICLOM Operacional

SICLOM Estoque. 1 Estoque. Manual de utilização do menu de Estoque. Versão: 2013. SICLOM Operacional 1 Estoque SICLOM Estoque Manual de utilização do menu de Estoque SICLOM Operacional Versão: 2013 2 Estoque 3 Estoque Índice Estoque................... 5 Entrada...................... 5 Nova entrada..........................

Leia mais

Manual BPNET. Portabilidade

Manual BPNET. Portabilidade 2014 Manual BPNET Portabilidade 1 Sumário CARACTERÍSTICAS... 3 PREMISSAS... 3 FLUXO... 3 PORTABILIDADE INSS... 4 CADASTRO DE INTENÇÃO DE PORTABILIDADE... 4 Passo 1 Dados de Validação... 4 Código de Segurança

Leia mais

GUIA DE USO. Sobre o Moip

GUIA DE USO. Sobre o Moip GUIA DE USO Sobre o Moip Sobre o Moip 2 Qual o prazo de recebimento no Moip? Clientes Elo 7 possuem prazo de recebimento de 2 dias corridos, contados a partir da data de autorização da transação. Este

Leia mais

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso

Procedimento Quanto a Solicitação e Emissão de Cheque Avulso I - FINALIDADE: Informatizar o processo de solicitação e emissão de cheques avulsos, além de proporcionar maior segurança e sigilo das informações. II - ÂMBITO DE APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica

Leia mais

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO UNIHOSP SAÚDE S/A CNPJ: 01.445.199/0001-24 Rua Campos Sales, 517 Centro Santo André - SP MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Este manual visa esclarecer as regras e normas para o serviço

Leia mais

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014.

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. DISPÕE SOBRE O SERVIÇO VOLUNTÁRIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE IRAMAIA, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara

Leia mais

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA

1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1 - AQUISIÇÃO DO CARTÃO BB PESQUISA 1º PASSO: Recebimento do e-mail de aprovação do projeto. 2º PASSO: Preenchimento e assinatura do Termo de Aceitação de Apoio Financeiro e do Cadastro de Portador, que

Leia mais