CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014:"

Transcrição

1 PARIS, 28 de julho de 2015 O Conselho de Administração da Teleperformance, líder mundial em multichannel customer experience, examinou recentemente os relatórios financeiros consolidados para o semestre que encerrou em 30 de junho de O Grupo também está divulgando os resultados do semestre. CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014: Receitas: milhões aumento de % Crescimento Like-for-like*: + 7,8 % EBITA antes dos itens não recorrentes: 144 milhões aumento de + 43,6% Margem EBITA antes dos itens não recorrentes: 8,7% versus 8,1% ano-a-ano Lucro por ação diluído: 1,45 aumento de + 45, 1% Fluxo de caixa livre líquido: 95 milhões versus 15 milhões ano-a-ano 2015 ORIENTAÇÃO CONFIRMADA Crescimento de pelo menos 7% nas receitas Like-for-Like Aumento da margem EBITA de pelo menos %, versus 9.7% em CONFIRMADA A LIDERANÇA NO MERCADO GLOBAL Presença global em mais de 60 países Expansão contínua da presença do Grupo durante o primeiro semestre de 2015, com a criação de cerca de 8 mil novas estações de trabalho nos mercados essenciais, principalmente nas Filipinas, China e Sul da Europa.

2 Um saudável mix geográfico: quase 50% da receita gerada na América do Norte e na região Ásia-Pacífico, 26% na América Latina e 25% na Europa, Oriente Médio e África. *considerada taxas de câmbio constantes e escopo de consolidação N.B.: As demonstrações financeiras do primeiro semestre de 30 de junho de 2014 e 30 de junho de 2015 foram analisadas pelos auditores. DESTAQUES FINANCEIROS INTERMEDIÁRIOS milhões H H % variação 1 = US$ 1,12 1 = US$ 1,37 Receitas ,2 % Crescimento Like-for-like + 7,8 % EBITA antes dos itens não recorrentes * ,6 % % da receita 8,7% 8,1% Lucro operacional ,3 % Lucro líquido participação do Grupo % Lucro por ação diluído ( ) % *Lucro operacional antes da amortização da aquisição de intangíveis relacionados, perdas de goodwill e exclusão dos itens não recorrentes. Paulo César Vasques, Presidente Global da Teleperformance afirmou: "Neste ano, tivemos um bom primeiro semestre com crescimento da receita like-for-like de + 7,8% e uma melhora na margem EBITA de 8,7%, em alinhamento com as nossas metas para Impulsionada por desempenhos robustos nas três regiões em que operamos, a Teleperformance fortaleceu, ainda mais, a liderança global de mercado. Na América do Norte, o crescimento foi sustentado após a aquisição estratégica da Aegis USA Inc. em Na América Latina, o Brasil vive um momento particularmente saudável nos negócios. Na Europa, onde o Grupo mantém uma liderança indiscutível, o crescimento mais expressivo ocorreu nas regiões sul e leste.nosso crescimento não foi apenas lucrativo, mas também controlado com margens aprimoradas e disciplina na gestão da liquidez, ambas refletidas na elevada geração de fluxo de caixa. Para 2015 confirmamos a orientação para o ano todo, com o objetivo de atingir a meta de pelo menos + 7% de crescimento na receita like-for-like e uma margem EBITA antes dos itens não recorrente, de pelo menos 10,3%, apesar do aumento nos custos devido às medidas necessárias para o fortalecimento da segurança de dados e ao efeito do mix geográfico de menor crescimento nas atividades do Grupo no exterior. Daniel Julien, Chairman da Teleperformance acrescentou: "Com a nossa posição financeira e fluxos de caixa excelentes, ainda temos muitas oportunidades de expansão e criação de valor para nossos acionistas e clientes. A terceirização ainda está relativamente pouco desenvolvida no mercado altamente fragmentado de relacionamento com o cliente. A expansão continua do Grupo também será sustentada pela crescente complexidade das nossas atividades, não apenas devido às novas necessidades decorrentes da revolução digital, mas também pelos desafios da segurança de dados. Com o passar dos anos, essas áreas oferecerão oportunidades genuínas e significativas de fazermos a diferença e ganharmos, ainda mais, participação de

3 mercado. analisados pelos auditores. RECEITAS DO PRIMEIRO SEMESTRE E DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 RECEITA CONSOLIDADA A receita consolidada atingiu o valor de milhões no primeiro semestre de 2015, representando um aumento ano-a-ano de + 7,8%, considerando taxas de câmbio constantes e o escopo de consolidação (like-for-like). Nos termos relatados, o crescimento foi acima de 33.2% e inclui a contribuição agregada de 190 milhões da Aegis USA Inc., consolidada desde 7 de agosto de 2014 e da City Park Technologies (CPT), consolidada desde 1º de julho de Também reflete o efeito positivo da moeda de 117 milhões, decorrente da valorização do dólar americano, da libra esterlina e de algumas outras moedas em relação ao euro. A receita consolidada para o segundo trimestre atingiu 827 milhões, um aumento acima de 30.2%, conforme relatado e de + 5.7% like-for-like. RECEITA POR REGIÃO No primeiro semestre de 2015, todas as regiões em operação relataram um crescimento like-for-like satisfatório, acima da média do mercado global. O mix geográfico permanece robusto e 75% das receitas geradas nos mercados predominantes agregam rentabilidade e crescimento, comparadas a 65% em Durante o período, o mercado de língua inglesa e a região Ásia-Pacífico representaram aproximadamente 50% da receita consolidada, a região Ibero- LATAM 26% e a Europa Continental e MEA (Oriente Médio e África) 25%. milhões % variação Relatado Like-for-like PRIMEIRO SEMESTRE Mercado de idioma Inglês e Ásia-Pacífico % + 6.4% Ibero-LATAM % + 8.1%

4 Europa Continental e MEA % + 9.8% TOTAL % + 7.8% SEGUNDO TRIMESTRE Mercado de idioma Inglês e Ásia-Pacífico % + 3.0% Ibero-LATAM % + 7.9% Europa Continental e MEA % + 7.8% TOTAL % + 5.7% PRIMEIRO TRIMESTRE Mercado de idioma Inglês e Ásia-Pacífico % + 9.9% Ibero-LATAM % + 8.3% Europa Continental e MEA % % TOTAL % % N.B.: Os relatórios financeiros semestrais de 30 de junho de 2014 e 30 de junho de 2015 foram Mercado de língua inglesa e Ásia-Pacífico Comparada ao ano anterior, a receita regional like-for-like do primeiro semestre cresceu + 6.4% e % conforme relatado, principalmente devido à aquisição nos Estados Unidos e ao efeito positivo da moeda. No segundo trimestre, a receita like-for-like cresceu + 3.0% e % conforme relatado, devido a moeda favorável e às aquisições. Em seguida, no segundo trimestre, o crescimento da receita like-for-like foi menos sustentável - refletindo uma forte base de comparação em 2014 e a desaceleração nos negócios no exterior com alguns clientes mas o fluxo deve manter-se favorável no segundo semestre, impulsionado por novos contratos assinados recentemente nos Estados Unidos, nas áreas de

5 assistência médica, serviços financeiros e seguros. O ritmo de crescimento também permanece forte na região Ásia-Pacífico, principalmente na China, onde a Teleperformance foi bem-sucedida na consolidação de relações preferenciais de parceria com multinacionais norte-americanas que operam no local. O Grupo continua a fortalecer a sua presença expandindo e abrindo novas instalações. Ibero-LATAM A região Ibero-LATAM concretizou um forte crescimento na receita no primeiro semestre de 2015, avançando + 8,1% like-for-like e %, conforme relatado. A diferença deve-se principalmente ao efeito favorável da moeda, impulsionado pela valorização do dólar americano. No segundo trimestre, a receita like-for-like cresceu + 7.9% e %, conforme relatado, graças ao efeito favorável da moeda. Apesar da pouca vitalidade da economia, o Brasil permanece o mais dinâmico mercado do Grupo na região Ibero-LATAM e a Teleperformance continuou se beneficiando, no primeiro semestre de 2015, do aumento de novos contratos assinados com os clientes premium no segundo semestre do ano passado. As operações em Portugal continuam a proporcionar crescimento satisfatório ainda impulsionado pelo sucesso das plataformas multilíngues em Lisboa. Europa Continental e MEA A receita regional like-for-like cresceu + 9.8% e + 9.9%, conforme relatado no primeiro trimestre, e + 7.8% like-for- like e + 8.4% conforme relatado no segundo trimestre. A desaceleração trimestre a trimestre na região deve-se, em grande parte, a uma base de comparação mais elevada relativa a entrada de uma operação de um importante contrato de gestão terceirizada das solicitações de visto, no segundo trimestre de O Grupo continua a apresentar sólidos ganhos comerciais com clientes globais, principalmente na Holanda, Leste Europeu (Rússia, Polônia e Romênia) e no sul da Europa (Grécia, Turquia e Egito). A Alemanha e, em menor extensão, os países nórdicos, permanecem altamente competitivos onde o desenvolvimento das soluções do Grupo de forma rentável é mais desafiador. Graças ao crescimento vigoroso dos negócios externos no Marrocos e na Tunísia, a França apresentou uma melhora no desempenho ano-a-ano, conforme esperado. Planos de ação com o objetivo de restaurar a lucratividade na França continuam em ritmo acelerado e estão alinhados às metas do Grupo. N.B.: Os relatórios financeiros semestrais de 30 de junho de 2014 e 30 de junho de 2015 foram RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 O EBITA antes dos itens não recorrentes subiu para 144 milhões, crescendo % em relação aos 100 milhões relatados no primeiro semestre de A margem EBITA antes dos

6 itens não recorrentes foi ampliada para 8.7% em relação a margem de 8.1% do ano anterior. EBITA ANTES DOS ITENS NÃO RECORRENTES POR REGIÃO EXCLUÍDAS AS COMPANHIAS CONTROLADORAS milhões H H Mercado de idioma Inglês e Ásia-Pacífico % da receita 9,2% 9,4% Ibero-LATAM % da receita 10.4% 9.8% Europa Continental e MEA 9 4 % da receita 2.1% 1.0% Total inclusive as companhias controladoras % da receita 8.7% 8.1% O EBITA antes dos itens não recorrentes da região de idioma inglês e Ásia-Pacífico cresceu para 75 milhões no primeiro semestre de 2015, comparado aos 47 milhões no mesmo período do ano anterior. Os ganhos foram impulsionados pelo volume satisfatório de crescimento, pela contribuição da Aegis USA Inc., adquirida em agosto de 2014 e pela acentuada valorização do dólar americano em relação ao euro. A margem EBITA antes dos itens não recorrentes permaneceu alta, -- 9,2% em comparação aos 9,4% do mesmo período do ano anterior. O ligeiro declínio deveu-se principalmente aos custos de implantação dos principais contratos nos Estados Unidos, um efeito desfavorável combinado, decorrente da tendência de negócios com alguns clientes e também do impacto nos custos da folha de pagamento da nova Lei de Proteção ao Paciente e de Assistência Acessível dos Estados Unidos (Obama Care). O EBITA antes dos itens não recorrentes na região Ibero-LATAM cresceu para 44 milhões no primeiro semestre de 2015, comparado aos 37 milhões no mesmo período do ano anterior. A margem EBITA antes dos itens não recorrentes permaneceu alta, subindo para 10,4% em relação aos 9,8% do primeiro semestre de 2014, principalmente devido ao sólido e lucrativo crescimento no mercado Brasileiro, juntamente com as tendências monetárias favoráveis aos negócios no México, atendendo ao mercado dos Estados Unidos. O EBITA antes dos itens não recorrentes na região Continental e MEA atingiu 9 milhões, proporcionando uma margem de 2,1% versus 1,0% no mesmo período do ano anterior. Essa melhora reflete o sucesso da estratégia de recuperação de rentabilidade adotada pela Teleperformance na região ao longo dos últimos anos. O Grupo também se beneficiou com o crescimento saudável dos negócios em alguns países do sul e do norte da Europa e com a expansão sustentada dos negócios com a TLScontact na gestão terceirizada das solicitações de vistos.

7 O lucro operacional atingiu 126 milhões, um aumento de % em relação aos 89 milhões do primeiro semestre de O lucro operacional do primeiro semestre de 2015 reflete a amortização de ativos intangíveis no montante de 12 milhões em comparação aos 4 milhões do mesmo período do ano anterior. O aumento deveu-se à aquisição da Aegis USA Inc. em agosto de 2014, combinado a despesas não recorrentes, principalmente devido à despesa contábil de 6 milhões sobre os planos de participação baseados em desempenho definidos em O resultado financeiro atingiu 4 milhões, em comparação aos 5 milhões de Embora a dívida tenha aumentado após a aquisição nos Estados Unidos em 2014, o aumento da renda dos juros foi mais que compensado pelos ganhos cambiais resultantes da ativa política de hedge do Grupo. As despesas com imposto de renda atingiram 38 milhões, correspondentes a uma alíquota efetiva de 31.6%, em comparação aos 31.4% do mesmo período do ano anterior. A participação minoritária no lucro líquido foi de 1 milhão. Lucro líquido - a participação do Grupo aumentou em %, para 83 milhões em relação aos 57 milhões do mesmo período do ano anterior. Os ganhos diluídos por ação atingiram 1.45, um aumento de % ano-a-ano. FLUXOS DE CAIXA E ESTRUTURA FINANCEIRA O fluxo de caixa após os impostos cresceu para 158 milhões em relação aos 108 milhões do primeiro semestre de A alteração na exigência de capital de giro consolidado foi um fluxo de 23 milhões, em comparação com os 17 milhões no mesmo período do ano anterior. O bom desempenho reflete o sucesso da política adotada para aprimorar a liquidez do Grupo. As despesas de capital líquidas chegaram a 86 milhões, ou 5.2% da receita, versus 76 milhões, ou 6.1% da receita do primeiro semestre de 2014, que incluíram algumas despesas significativas relacionadas ao contrato de gestão das solicitações de vistos assinado com o governo do Reino Unido. No primeiro semestre de 2015, o dispêndio de capital do Grupo foi concentrado na criação e expansão de centrais de atendimento em importantes mercados da Ásia, América do Norte e América Latina e CEMEA. No total, houve um aumento expressivo do fluxo de caixa livre, para 95 milhões em relação aos 15 milhões no mesmo período do ano anterior. Após o pagamento de 53 milhões em dividendos, a dívida líquida atingiu o valor de 429 milhões em 30 de junho de Dessa forma, a estrutura financeira do Grupo permanece muito sólida e o patrimônio líquido atingiu 1,701 milhões em 30 de junho de 2015.

8 ACONTECIMENTOS RECENTES No primeiro semestre de 2015, a Teleperformance continuou a implementar a sua estratégia de expansão em diversos países importantes, inaugurando novas instalações na Ásia (China e Filipinas), América Latina (Guiana e Suriname) e CEMEA (Albânia e Dubai). A maioria desses avanços fortaleceu a rede de conexões do Grupo no exterior. O Grupo também expandiu o número de estações de trabalho em instalações existentes no Canadá, Filipinas, China, El Salvador, México e CEMEA (Grécia, Itália, Marrocos, Holanda e Rússia). No total, foram instaladas 8 mil novas estações de trabalho durante o primeiro semestre. PERSPECTIVAS PARA 2015 Com base nos resultados do primeiro semestre, a Teleperformance confirma a sua orientação para este ano, visando atingir ao menos a meta de crescimento da receita like-for-like de + 7% e uma margem EBITA de ao menos 10,3%, apesar do aumento de alguns custos devido às medidas necessárias para fortalecer a segurança de dados e ao efeito desfavorável no mix geográfico causado pela tendência dos negócios de alguns clientes. Além disso, a Teleperformance espera concretizar um sólido crescimento no seu fluxo de caixa livre em comparação com o ano de REUNIÃO COM INVESTIDORES E ANALISTAS Dia: 28 de julho de 2015 às 18:30 Horário de Verão Centro Europeu (CEST na sigla em inglês) A apresentação dos materiais também estará disponível no nosso site CALENDÁRIO DO INVESTIDOR Receita do terceiro trimestre de 2015: Quinta feira, 12 de novembro de 2015 SOBRE O GRUPO TELEPERFORMANCE A Teleperformance, líder mundial em multichannel customer experience, trabalha com empresas de todo o mundo, prestando serviços de relacionamento com o cliente, suporte técnico, aquisição de clientes e programas de cobrança de dívidas. Em 2014, informou uma receita consolidada de milhões (U$ milhões, considerada a taxa de câmbio de 1 = $1.33). O Grupo opera em 135 mil posições de atendimento, com mais de 182 mil colaboradores em aproximadamente 270 centrais de atendimento, em 62 países, que atendem a mais de 160 mercados. Administra programas em 75 idiomas e dialetos em nome de grandes empresas multinacionais que operam em uma grande variedade de setores. As ações da Teleperformance são negociadas no Euronext Paris market, Compartimento A, e

9 são elegíveis para serviços de liquidação diferida. Estão incluídas nos seguintes índices: STOXX 600, SBF 120, Next 150, CAC Mid 60 e CAC Support Services.Símbolo: RCF - ISIN: FR Reuters: ROCH.PA - Bloomberg: RCF FP Para mais informações: Siga-nos no CONTATOS RELAÇÕES COM OS INVESTIDORES E COM A IMPRENSA QUY NGUYEN-NGOC Tel: APÊNDICES DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO SEMESTRE milhões Primeiro Semestre Primeiro Semestre ano 2015 ano 2014 Receitas Outras receitas operacionais 3 3 Pessoal Despesas externas Outros impostos além do imposto de renda -8-6 Depreciações e amortizações Amortização de ativos intangíveis adquiridos como parte de combinação de negócios Pagamentos baseados em ações -6-3 Outros lucros e despesas operacionais -2 Lucro operacional Resultado sobre disponibilidades imediatas 1

10 Juros sobre o passivo financeiro Custos financeiros líquidos Outros ganhos financeiros Outras despesas financeiras Resultado financeiro Lucro antes dos impostos Imposto de renda Lucro líquido Lucro líquido participação do Grupo Lucro líquido atribuível a interesses não controladores 1 0 Lucro básico por ação (em ) 1,45 1,00 Lucro distribuído por ação (em ) 1,45 1,00 DEMONSTRAÇÃO CONSOLIDADA DOS FLUXOS DE CAIXA milhões Primeiro Semestre Primeiro Semestre Fluxos de caixa das atividades operacionais ano 2015 ano 2014 Lucro líquido Participação do Grupo Lucro líquido atribuível a interesses não controladores 1 0 Despesas com Imposto de Renda Despesas (ganhos) sem efeito de caixa Imposto de renda pago Fundos de operações gerados internamente Alteração no capital de giro Fluxo de caixa líquido das atividades operacionais Fluxo de caixa das atividades de investimento

11 Aquisição de ativos intangíveis, propriedades, Instalações e equipamentos Empréstimos contraídos -1 0 Ganhos da alienação de ativos intangíveis, propriedades, instalações e equipamentos 2 1 Pagamento de empréstimos 2 1 Fluxo de caixa líquido das atividades de investimento Fluxo de caixa de atividades financeiras Aquisições/alienações de ações em tesouraria -2-1 Mudanças de propriedade em entidades controladas -2-7 Dividendos pagos aos acionistas da empresa controladora Aumento nas obrigações financeiras Pagamento de obrigações financeiras Fluxo de caixa líquido das atividades financeiras Variações de caixa e disponibilidade 73 5 Efeito do câmbio no caixa disponível Caixa líquido em 1º de janeiro Caixa líquido em 30 de junho BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO milhões Ativo não circulante ATIVO Goodwill

12 Outros ativos intangíveis Propriedades, instalações e equipamentos Ativos financeiros Ativos de impostos diferidos Total do ativo não circulante Ativo circulante Receita corrente de imposto de renda recebível Contas a receber Comércio Outros ativos circulantes Outros ativos financeiros Disponível Total do ativo circulante Total ativos PATRIMÔNIO LÍQUIDO E PASSIVO Patrimônio líquido Capital em ações Ágio na emissão de ações Reserva Translation Outras reservas Patrimônio líquido atribuível aos proprietários da empresa Interesses dos não controladores 6 5 Patrimônio líquido total dos acionistas Passivo não circulante Provisões Obrigações financeiras Impostos diferidos Total do passivo não circulante Passivo Circulante Provisões Imposto de renda a pagar Contas a pagar Comércio Outros passivos circulantes Outras obrigações financeiras Total do passivo circulante Total patrimônio líquido e passivos

13

Paris, 25 de fevereiro de 2015

Paris, 25 de fevereiro de 2015 Paris, 25 de fevereiro de 2015 O Conselho da Teleperformance, empresa líder mundial em terceirização da gestão multicanal da experiência do cliente, reuniu-se no dia 25 de fevereiro para revisar os demonstrativos

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2010 1. Mercado de Capitais Cotações: (14/05/2010) ALPA3 R$ 6,10 ALPA4 R$ 5,95 Valore de Mercado: R$ 2,1 bilhões 2. Teleconferência Data: 18/05/2010 às 16h00

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA SGPS SA Sociedade Aberta Capital Social Eur 84.000.000 Rua Ribeiro Sanches, 65 Número Fiscal 502 437 464 Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Lisboa,

Leia mais

Obrigado. Octavio Pereira Lopes

Obrigado. Octavio Pereira Lopes Mensagem do CEO Apesar de um contexto macroeconômico longe do ideal, continuamos avançando na execução do nosso plano estratégico de longo prazo. Novamente, nossa performance foi acima do crescimento de

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas

Hering inicia o ano com crescimento de 41% do EBITDA e salto de 35% em vendas Blumenau, 07 de maio de 2008 Cia. Hering (Bovespa: HGTX3), uma das maiores empresas de varejo e design de vestuário do Brasil, divulga os resultados do 1º trimestre de 2008 (1T08). As informações operacionais

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06 29 de Agosto de 2006 - GP Investments, Ltd ( GP Investments ou Companhia ) [BOVESPA: GPIV11], um dos líderes no mercado de private equity no Brasil anuncia um lucro líquido de US$4,9 milhões e receitas

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T11

Apresentação de Resultados 3T11 Apresentação de Resultados 3T11 Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011 Pág. 1 AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011 São Paulo, Companhia de Bebidas das Américas Ambev [BOVESPA: AMBV4, AMBV3; e NYSE: ABV, ABVc], anuncia hoje os seus resultados do primeiro trimestre

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 14 10º -1050-121 Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros - NIPC e Mat. na C.R.C. de Lisboa sob

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

Reunião APIMEC / Abril Educação

Reunião APIMEC / Abril Educação Reunião APIMEC / Abril Educação Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação BM&FBOVESPA ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 Derivativos e outras receitas não ligadas a volumes direcionaram o crescimento na receita total Crescimento do lucro líquido ajustado 1 resultou,

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 1. Sumário Para mais informação contactar: Cláudia Falcão claudia.falcao@jeronimomartins.pt (+351-21 752 61 05) Hugo Fernandes hugo.fernandes@jeronimomartins.pt

Leia mais

Relatório Analítico 19 de abril de 2012

Relatório Analítico 19 de abril de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa AM BV4 Segmento de Atuação Principal Alimentos Categoria segundo a Liquidez 1 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 80,99 Valor Econômico por Ação (R$) 81,05 Potencial

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 COMUNICADO DE IMPRENSA PARIS LA DÉFENSE, 27 DE JULHO DE 2015 RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Resultados impactados por dificuldades operacionais na Guadalupe Assinatura de dois contratos de venda

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008)

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008) INFORMAÇÃO TRIMESTRAL (3º trimestre de 2008) Em cumprimento das obrigações legais aplicáveis (Código dos Valores Mobiliários) o Conselho de Administração da IMPRESA apresenta a INFORMAÇÃO relativa ao 3º

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta

SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadora Capital Social: 169.764.398 Euros sob o número único de matrícula e de pessoa colectiva 503 219 886 COMUNICADO

Leia mais

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7%

MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% MAHLE REPORTA EBITDA DE R$ 104,6 MILHÕES NO 2T14; MARGEM DE 17,7% Mogi Guaçu (SP), 11 de agosto de 2014 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BM&FBOVESPA: LEVE3), Companhia líder na fabricação e comercialização de

Leia mais

Comunicado de Resultados

Comunicado de Resultados Comunicado de Resultados Resultados Consolidados 30 de Junho de 2007 Sonae Distribuição S.G.P.S., SA Em destaque A Sonae Distribuição apresentou ao longo do primeiro semestre de 2007 um crescimento de

Leia mais

Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento

Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento Global Development Finance: uma perspectiva mais positiva para os países em desenvolvimento Os países em desenvolvimento estão se recuperando da crise recente mais rapidamente do que se esperava, mas o

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - VIX LOGÍSTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

3T11 Teleconferência de Resultados

3T11 Teleconferência de Resultados 3T11 Teleconferência de Resultados 16 de novembro de 2011 A GP Investments apresenta seus resultados de private equity excluindo as participações de não-controladores com o objetivo de refletir a sua participação

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

INFORME AOS INVESTIDORES 2T15

INFORME AOS INVESTIDORES 2T15 INFORME AOS INVESTIDORES 2T15 São Paulo, 12 de agosto de 2015 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)] anuncia os resultados referentes ao segundo trimestre de

Leia mais

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013 Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013 No terceiro trimestre, reforçámos as nossas posições de liderança tanto na Polónia como em Portugal com aumento de quotas de mercado

Leia mais

INFORME AOS INVESTIDORES 2T14

INFORME AOS INVESTIDORES 2T14 INFORME AOS INVESTIDORES 2T14 São Paulo, 14 de agosto de 2014 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)] anuncia os resultados referentes ao 2T14. Estrutura dos

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%)

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%) o Margem Bruta atinge 42% no 3T07 e distribuição de proventos chega a R$ 40 milhões nos 9M07. 3T07 Cotação (31/10/07) ETER3 R$/ação 8,46 US$/ação 4,83 Base Acionária (31/10/07) Total 72.555.934 Free Float

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

Transcrição Teleconferência Resultados 3T07 Trisul 14 de Novembro de 2007

Transcrição Teleconferência Resultados 3T07 Trisul 14 de Novembro de 2007 Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência dos resultados referentes ao 3T07 da. Hoje nós temos a presença do Sr. Jorge Cury Neto, Diretor Presidente, Sr. Marco Antonio Cattini

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

Ao final de 2008, a Contax contava com 74.499 colaboradores, sendo uma das maiores empregadoras do país.

Ao final de 2008, a Contax contava com 74.499 colaboradores, sendo uma das maiores empregadoras do país. Senhores Acionistas, A Administração da Contax Participações S.A. ( Contax Participações ) submete, em conjunto com as demonstrações financeiras e o parecer dos auditores independentes, o Relatório da

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CENÁRIO E MERCADO Ao final do primeiro semestre de 2001, a necessidade de racionamento de energia elétrica e o agravamento da situação argentina provocaram uma pressão mais acentuada

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Página 1 de XX ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Curitiba, 14 de maio de 2007 A América Latina Logística S.A. 1 ALL (Bovespa: ALLL11) 2, a maior empresa independente de serviços de logística da América

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004

www.telemar.com.br/ri Maio - 2004 Apresentação Corporativa Maio - 2004 Apresentação Telemar - Agenda 1. Destaques 2003/2004 1 2. Estratégia de Crescimento 3 3. Revisão do Resultado Operacional 12 4. Resultados Financeiros 20 1 Destaques

Leia mais

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões

4 T 10 RESULTADOS DO 4T10. Dados em 31/12/2010. Grazziotin PN (CGRA4) R$ 16,00. Valor de Mercado R$ 338,0 milhões 4 T 10 Passo Fundo, 14 de março de 2011 A Grazziotin (BM&FBOVESPA: CGRA3 e CGRA4), empresa de comércio varejista do segmento de vestuário e utilidades domésticas, localizada na região sul do país, divulga

Leia mais

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009 Brasil Relatório Sintético Ratings Ratings Atuais Moeda Estrangeira IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Moeda Local IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Nacional Longo Prazo Curto Prazo Individual

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES A Receita dos Serviços de Locação da Ouro Verde registrou novamente crescimento significativo, de 25,0% na comparação com o 1S13. A receita líquida total, incluindo

Leia mais

Proposta de Administração

Proposta de Administração Proposta de Administração São Paulo, 19 de março de 2010. A BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros vem, por meio deste, submeter às Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 29 de outubro de 2015

Teleconferência de Resultados 3T15. 29 de outubro de 2015 Teleconferência de Resultados 3T15 Exoneração de Responsabilidade As eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência relativas à perspectiva dos negócios, às projeções e metas

Leia mais

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/3/1999 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da TOTVS referente aos resultados do 2T14. Estão presentes os senhores Alexandre Mafra, Vice-Presidente Executivo e Financeiro e Vice-Presidente de

Leia mais

Resultados Operacionais melhoram em 73,5% e Resultados líquidos (antes de mais valias) 15%

Resultados Operacionais melhoram em 73,5% e Resultados líquidos (antes de mais valias) 15% INAPA INVESTIMENTOS, PARTICPAÇÕES E GESTÃO, SA ( Sociedade Aberta ) Sede: Rua do Salitre, n.º 142, 1269-064, Lisboa Capital social: 27 237 013 Matrícula n.º 500 137 994 (anteriormente 36 338) da Conservatória

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011 RESULTADOS 2T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 26 de julho de 2011 DESTAQUES DO 2T11 Impacto macroeconômico > IPCA 12 meses: +6,7% > Crescimento real GPA Alimentar: +2,3% > Aumento taxa Selic

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Release de Resultados do 4T13

Release de Resultados do 4T13 São Paulo, 19 de fevereiro de 2014 A Eucatex (BM&FBovespa: EUCA3 e EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados,

Leia mais

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior Última Cotação em 30/09/2014 FBMC4 - R$ 20,60 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2014): R$ 20.269,7 mil US$ 9.234,5 mil São Bernardo do Campo, 12 de

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

Dufry assina acordo para adquirir 100% do Grupo Nuance criando valor significativo e reforçando sua liderança global no mercado de varejo de viagem

Dufry assina acordo para adquirir 100% do Grupo Nuance criando valor significativo e reforçando sua liderança global no mercado de varejo de viagem FATO RELEVANTE Basileia, 4 de Junho de 2014. Nos termos do artigo 157, parágrafo 4, da Lei 6.404/76, conforme alterada, e nos termos da Instrução n 358/02 da Comissão de Valores Mobiliários CVM, a Dufry

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 02 (R2) Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL Renara Tavares da Silva* RESUMO: Trata-se de maneira ampla da vitalidade da empresa fazer referência ao Capital de Giro, pois é através deste que a mesma pode

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14. 11 de novembro de 2014 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 3T14 11 de novembro de 2014 Seção I Destaques 3T14 Positivo Informática registra lucro líquido de R$ 13,5 milhões no 3T14 Retomada dos volumes no varejo e aceleração no

Leia mais

Resultados do 4T09 e 2009

Resultados do 4T09 e 2009 18 /03/2010 Resultados do 4T09 e 2009 Eduardo Alcalay Presidente Destaques do Ano MAIOR RENTABILIDADE Crescimento de EBITDA num cenário econômico desafiador Ganho de rentabilidade: crescimento de 21% no

Leia mais

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva

Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva Fitch Afirma Rating da Unidas; Perspectiva Revisada Para Positiva 13 Fev 2015 17h00 Fitch Ratings - Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2015: A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T05

Divulgação de Resultados 3T05 Localiza Anuncia EBITDA de R$70,8 milhões no 3T05 Receita Líquida cresce 49,1% e EBITDA cresce 31,1% Belo Horizonte, 8 de novembro de 2005 - A Localiza Rent A Car S.A. (Bovespa: RENT3), a maior rede de

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Tereos Internacional Resultados do Primeiro Trimestre 2014/15

Tereos Internacional Resultados do Primeiro Trimestre 2014/15 Tereos Internacional Resultados do Primeiro Trimestre 20 São Paulo 12 de agosto de 2014 Principais Iniciativas e Destaques do Operacional 2 Cana-de-açúcar Brasil: Aumento dos benefícios do programa Guarani

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 44. Demonstrações Combinadas

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 44. Demonstrações Combinadas COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 44 Demonstrações Combinadas Índice OBJETIVO E ALCANCE 1 DEFINIÇÕES, FORMA E CONTEÚDO DAS DEMONSTRAÇÕES COMBINADAS Item 2 12 Demonstrações

Leia mais

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional Brasília, 18 de setembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional Exmas. Sras. Senadoras e Deputadas

Leia mais

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Em geral as estatísticas sobre a economia brasileira nesse início de ano não têm sido animadoras

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

turbo warrants manual /////// www warrants commerzbank com ///////////////////////////////////////////////////////////////////// Warrants Estruturados Turbo warrants Turbo Warrants Acelere os seus investimentos

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 1ª Emissão de Debêntures Relatório

Leia mais