Relatório Analítico 19 de abril de 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Analítico 19 de abril de 2012"

Transcrição

1 VENDA Código de Negociação Bovespa AM BV4 Segmento de Atuação Principal Alimentos Categoria segundo a Liquidez 1 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 80,99 Valor Econômico por Ação (R$) 81,05 Potencial de Valorização (%) 0,07% Preço sobre Lucro (Histórico) 18,75 Preço sobre EBITDA (Histórico) 11,97 Preço sobre Vendas (Histórico) 5,56 Preço sobre VPA (Histórico) 5,74 Taxa de Pay Out (Histórico) 83,59% Dividend Yield (Histórico) 4,33% Lucro Líquido em 2011 (R$ mil) Receita Líquida em 2011 (R$ mil) Valor de Mercado Atual (R$ mil) Número Total de Ações (mil) Ações em Circulação (Atual) 29,10% Variação do Índice no Ano 8,47% Variação das Ações no Ano 12,95% Variação das Ações em 12m 69,63% Cotação Máxima em 12 m (R$) 81,19 Cotação Mínima em 12 m (R$) 42,85 Ambev A Companhia Bebidas das Américas (AMBEV) foi constituída em 1999, a partir da fusão entre as cervejarias Brahma e Antarctica. Desde então, a Companhia atua como empresa aberta, listando suas ações na Bolsa de Valores de São Paulo e em Nova York. Dentre os principais de sua história recente, vale destacar as alianças com a Quilmes (maior cervejaria da Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai), que abriu o mercado sul americano, e com a CabCorp (principal fabricante da Pespi na América Central), que permitiu que a empresa ampliasse sua participação na América Latina. Além dos eventos mencionados, em 2003, a AMBEV comprou a Suramericana (a segunda maior cervejaria do Equador), e logo em seguida deu continuidade ao seu plano de expansão internacional, entrando no mercado canadense através da subsidiária Labatt. Finalmente, em 2005, a AMBEV deu o maior passo de sua história, ao unir-se com a Interbrew, e constituir a INBEV. Com isso, a empresa conseguiu simplificar sua estrutura de custos e aumentar sua eficiência operacional, alcançando 14 países e uma participação de quase 70,0% do mercado de cervejas no Brasil. Atualmente, a AMBEV é líder do setor de bebida no Brasil, de onde vem 60,0% de suas vendas. A Companhia é reconhecida por suas diversas marcas e pela inovação de seus produtos. Neste sentido, vale destacar o lançamento do rótulo termosensível, da primeira cerveja maturada em carvalho no Brasil (Bohemia Oaken), das embalagens de um litro e 3,3 litros em PET, e do método de dupla filtragem (Antartica Sub Zero). Além do mercado de cervejas, a AMBEV também produz e comercializa refrigerantes e água gaseificada, sendo inclusive parceira da Pepsi no Brasil desde Diante disso, vale destacar o lançamento da H2OH em 2006, que foi um dos produtos de maior sucesso neste segmento, e a criação do sabor cola com limão (Pepsi Twist), que impulsionou as vendas de refrigerantes. O sucesso das operações da Companhia tem se reflito em seus números, como é o caso do EBITDA, que tem mostrado um crescimento estável ao longo dos últimos 11 anos, mesmo com a alteração das condições econômicas. Diante disso, a AMBEV foi apontada em 2010 como a melhor empresa da década pelo prêmio Destaque Agência Estado Empresas. Não obstante, em um ranking elaborado pela Agência Estado e pela Consultoria Economática, a AMBEV foi apontada como a melhor empresa dos últimos dez anos do ponto de vista dos acionistas. Múltiplos de Mercado Atual Preço sobre Vendas (x) 9,31 8,31 7,42 Preço sobre Lucro (x) 29,22 26,77 24,03 Preço sobre EBITDA (x) 19,18 17,07 15,17 Preço sobre VPA (x) 9,78 8,93 8,22 Dividend Yield (%) 2,61% 2,80% 3,23%

2 Indicadores de 2011 Receita Líquida (R$ mil) Resultado Líquido (R$ mil) Resultado EBITDA (R$ mil) Aplicação Líquida (R$ mil) Dívida Líquida / EBITDA (x) - Alavancagem Financeira (x) 1,79 Retorno Patrimonial (%) 33,45% Projeções para 2012 Receita Líquida (R$ mil) Resultado Líquido (R$ mil) Resultado EBITDA (R$ mil) Aplicação Líquida (R$ mil) Dívida Líquida / EBITDA (x) - Alavancagem Financeira (x) 1,72 Retorno Patrimonial (%) 33,37% Projeções para 2013 Receita Líquida (R$ mil) Resultado Líquido (R$ mil) Resultado EBITDA (R$ mil) Aplicação Líquida (R$ mil) Dívida Líquida / EBITDA (x) - Alavancagem Financeira (x) 1,71 Retorno Patrimonial (%) 34,21% Preço-Alvo A partir da evolução de seus resultados e de suas perspectivas futuras, obtivemos o preço-alvo de R$ 81,05, por ação da Ambev, o que representa um potencial de valorização de 0,07% em relação ao preço de fechamento do 18 abril, 2012, que foi de R$ 80,99. Este potencial de valorização se encontra abaixo da nossa amostra, que está em 41,60% e, em função disso, acreditamos que o desempenho das ações da Companhia seja inferior à média do mercado. Apesar do bom desempenho histórico e das boas perspectivas, recomendamos VENDA para as ações da Ambev (AMBV4) por acreditarmos que seus fundamentos já estejam refletidos na cotação atual de seus papéis. Mesmo com tal recomendação, ressaltamos como pontos positivos: i) o bom desempenho histórico e a disciplina de caixa, que permitem a empresa aliar uma boa política de distribuição de proventos ao aproveitamento de oportunidades de crescimento; ii) a melhora das condições econômicas, como o crescimento da renda, e seus possíveis reflexos no consumo de bebidas; iii) a posição de liderança no setor de bebidas e a maior facilidade de levantar recursos, uma vez que a AMBEV é a única empresa do setor a possuir ações negociadas em bolsa; iv) a forte imagem de suas marcas e as inovações em seus produtos; v) o plano de investimentos que está voltado ao atendimento do aumento de demanda. Preço Alvo (+) Valor Presente Fluxo Caixa (R$) (+) Valor da Perpetuidade (R$) (+) Aplicações Financeiras (R$) (+) Ativo/Passivo Não Operac. (R$) ( ) (-) Obrigações Financeiras (R$) ( ) (-) Participações Minoritárias (R$) ( ) (=) Valor Econômico (R$) Número Total de Ações Valor Econômico por Ação (R$) 81,05 Valor de Mercado por Ação (R$) 80,99 Potencial de Valorização (%) 0,07% A despeito dos pontos negativos, relacionamos os seguintes pontos negativos: i) o sucesso das vendas depende cada vez mais, da imagem e da reputação dos produtos da empresa, o que a expõe à questões mercadológicas; ii) o acirramento no mercado de cervejas, que está concentrado nas mãos de poucos players, e a recente perda de market share; iii) a possibilidade de aumento de impostos sobre os produtos da empresa; e iv) a volatilidade nos preços de commodities, como alumínio, açúcar, milho, trigo e PET e seus reflexos na estrutura de custos. No que tange os indicadores de mercado, a Ambev é negociada com uma relação entre valor de mercado e lucro líquido (P/L) de 29,22 anos, o que é superior à média setorial que está em 21,05 anos. Já a relação entre o valor de mercado e o resultado EBITDA (P/EBITDA) está em 19,18 anos, o que é maior que o setor, que se mantém em 10,48 anos. Por fim, o valor de mercado da empresa está 9,78 vezes o seu valor patrimonial (P/VPA), contra 2,90 vezes de seus pares setoriais. Apesar de seus números serem maiores que o setor de alimentos, acreditamos que a AMBEV tenha características únicas, como um crescimento maior e mais estável e um risco menor, o que nos faz preferir comparar a empresa com ela mesma. Diante disso, para os próximos dois anos, trabalhamos com um P/L de 26,77 e 24,03 anos, respectivamente, tomando como base nossas projeções de lucro. Já o P/EBITDA esperado para o período é de 17,07 (2012) e 15,17 anos (2013). Finalmente, o P/VPA deverá se manter, segundo nossa expectativa para o patrimônio líquido, em 8,93 e 8,22 x, respectivamente. Com isso, apesar de se encontrarem em patamares elevados, a empresa apresenta uma tendência generalizada de melhora, que deve se refletir em seus indicadores.

3 Premissas Para encontrarmos o valor econômico da Companhia, utilizamos o fluxo de caixa descontado, que exige a projeção dos principais demonstrativos financeiros para os próximos dez anos. Assim, para os primeiros dois anos estimamos: FUXO DE CAIXA LIVRE DA EMPRESA 2011 % RL 2012 % RL 2013 % RL (=) Resultado da Atividade ,17% ,50% ,91% (-) Imp. de Renda e Contr. Social ( ) -6,42% ( ) -11,99% ( ) -12,67% (+) Depreciação e Amortização ,36% ,18% ,99% (=) Incremento de Caixa Operacional ,11% ,69% ,23% (-) Investimentos em Cap Permanente ( ) -13,42% ( ) -13,00% ( ) -12,00% (+/-) Alteração do Capital de Giro ,90% ( ) -2,79% ,74% (+/-) Alt do Capital de Longo Prazo ,23% ,79% ,10% (=) Fluxo de Caixa Operacional ,82% ,69% ,07% Os componentes do fluxo de caixa livre foram projetados segundo a evolução histórica da empresa, perspectivas macro-econômicas, setoriais e projetos, bem como estratégias, adotados e/ou anunciados. Diante disso, consideramos as seguintes premissas: Em relação à Receita Líquida, trabalhamos com um avanço de 12,00% ao ano para os próximos dois anos. Já para o período entre 2014 e 2016, nossa expectativa é de um crescimento anual composto (CAGR) de 10,33%. Finalmente, para os últimos cinco anos de projeção, esperamos uma estabilidade no ritmo de expansão, que deverá oscilar entre 9,00% e 7,00% ao ano; No que tange ao Resultado da Atividade, que exclui o efeito da equivalência patrimonial do resultado EBIT, trabalhamos com uma margem de 43,50% e 43,91% para 2012 e 2013, respectivamente. Posteriormente, mantivemos uma margem da atividade média de 45,33%, entre 2014 e 2021; A despeito do Investimento em Capital Permanente, trabalhamos com um orçamento (CAPEX) de R$ e R$ milhões - ou 2,51 e 2,40 vezes a depreciação e amortização - para 2012 e 2013, respectivamente. De 2014 à 2016, utilizamos um Capex médio de 1,96x a depreciação e amortização do período. Em seguida, esperamos uma queda no nível de investimento, em virtude de um menor ritmo de crescimento da receita. Assim, de 2017 à 2021, trabalhamos com um orçamento entre 1,68x e 1,26x a depreciação e amortização; Sobre a Alteração do Capital de Giro e de Longo Prazo, relacionamos as diversas contas ao nível de atividade da empresa. Com isso, esperamos uma alteração de R$ 609 e (R$ 626) milhões - ou 2,01% e -1,84% da receita líquida - nos próximos dois anos, respectivamente. Já para os demais anos trabalhamos com uma alteração de capital de giro e de longo prazo média de -1,08% da receita; Finalmente, para o Imposto de Renda e Contribuição Social (Corrente e Diferido), adotamos a alíquota média de 30,14% sobre o resultado antes dos tributos para os primeiros cinco anos de projeção e 34,00% os demais anos. Além das premissas mencionadas, utilizamos uma taxa de desconto variável, de acordo com a alteração de recursos próprios e de terceiros na estrutura de capital da empresa. Diante disso, partimos de um custo médio ponderado de capital (WACC) de 7,96% e terminamos o período de projeção com 9,91%. Por fim, para o crescimento na perpetuidade, adotamos uma taxa de 4,00% ao ano, refletindo o crescimento econômico (PIB) e a inflação esperada. WACC / PERP 4,00% 4,50% % 5,50% 6,00% 8,00% 106,84 117,79 132,39 152,82 183,48 9,00% 90,21 97,02 105,54 116,49 131,09 1% 78,77 83,42 88,99 95,81 104,32 11,00% 70,34 73,71 77,64 82,28 87,86 12,00% 63,80 66,36 69,28 72,65 76,58 13,00% 58,55 60,55 62,81 65,36 68,28 14,00% 54,21 55,82 57,61 59,62 61,87

4 Indicadores A seguir relacionamos a evolução nos principais indicadores de mercado da empresa dos últimos dois anos e nossa expectativa para 2012 e Para construção dos indicadores, tomamos como base os valores acumulados dos últimos quatro trimestres e o valor de mercado do período correspondente. Valor de Mercado sobre Lucro Líquido (x) Valor de Mercado sobre EBITDA (x) 3 18, ,00 14, , ,00 1 6,00 4,00 2,00 Valor de Mercado sobre Valor Patrimonial (x) Dividend Yield (%) 1 6,00% 9,00 8,00 % 7,00 6,00 4,00% 3,00% 4,00 3,00 2,00% 2,00 1,00 1,00% % 9,00 Valor de Mercado sobre Vendas (x) 4 Valor de Mercado sobre Fluxo de Caixa Acionista (x) 8,00 4 7,00 3 6, ,00 2 3,00 1 2,00 1 1,00

5 Demonstrativos Balanço Patrimonial Pro Forma (R$ mil) BALANÇO PATRIMONIAL 2011 % AT 2012 % AT 2013 % AT ATIVO TOTAL % % % Ativo Circulante ,82% ,48% ,06% Realizável a Longo Prazo ,41% ,98% ,80% Capital Permanente ,78% ,54% ,15% PASSIVO TOTAL % % % Passivo Circulante ,23% ,31% ,78% Exigível a Longo Prazo ,79% ,54% ,91% Patrimônio Líquido ,98% ,16% ,31% Demonstração de Resultados dos Exercícios Pro Forma (R$ mil) DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO 2011 % RL 2012 % RL 2013 % RL (+) Receita de Venda % % % (-) Custo dos Produtos Vendidos ( ) -32,42% ( ) -32,00% ( ) -32,00% (=) Resultado Bruto ,58% ,00% ,00% (-) Despesas Comerciais ( ) -23,04% ( ) -23,27% ( ) -23,00% (-) Despesas Administrativas ( ) -4,35% ( ) -4,22% ( ) -4,09% (-) Perda Pela Não Recup de Ativos 0 % 0 % 0 % (+) Outras Receitas Operacionais ,98% ,00% ,00% (-) Outras Despesas Operacionais 0 % 0 % 0 % (=) Resultado da Atividade ,17% ,50% ,91% (+) Equivalência Patrimonial 479 % 452 % 403 % (=) Resultado EBIT ,17% ,51% ,91% (+) Depreciação e Amortização ,36% ,18% ,99% (=) Resultado EBITDA ,53% ,69% ,90% (+) Receita Financeira ,82% ,80% ,84% (-) Despesa Financeira ( ) -4,55% ( ) -2,08% ( ) -1,98% (=) Resultado Financeiro ( ) -1,73% (87.136) -0,29% (48.989) -0,14% (=) Resultado Antes dos Tributos ,44% ,22% ,77% (-) Imposto Corrente ( ) -6,16% ( ) -11,91% ( ) -12,63% (+/-) Imposto Diferido ( ) -3,13% 0 % 0 % (=) Res Líq Operações Continuadas ,14% ,31% ,14% (+/-) Res Líq de Operações Descont 0 % 0 % 0 % (=) Res Consolidado do Período ,14% ,31% ,14% (-) Res Atribuído a Minoritários (78.788) -0,29% (79.090) -0,26% (88.103) -0,26% (=) Res Atribuido a Controladores ,85% ,05% ,88% (-) Proventos Distribuídos ( ) -23,89% ( ) -23,29% ( ) -23,93% (=) Resultado Retido ,96% ,76% ,95%

6 RELATÓRIO ANALÍTICO O Relatório Analítico utiliza toda informação disponível no mercado sobre determinada empresa para analisar seus fundamentos e lhe atribuir um valor justo, com o intuito de respaldar e orientar investidores na tomada de decisão. O relatório contempla todas as companhias acompanhadas por nossa equipe e é atualizado sempre que houver a alteração drástica de fundamentos. DISCLAIMER Tendo em vista o disposto na Instrução CVM nº 483 de 06/07/2010, o analista de investimentos envolvido na elaboração deste Relatório declara que a recomendação contida neste reflete exclusivamente sua opinião pessoal sobre a companhia e suas ações, e foi elaborada de forma independente e autônoma, inclusive em relação à TÉCNICA Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda. Declara também que pode deter diretamente ou indiretamente, ações de emissão de algumas companhias objeto deste Relatório, e desta forma pode estar envolvidos na aquisição ou alienação destas ações, dentro dos padrões estabelecidos pela Instrução CVM nº 483. INFORMAÇÕES ADICIONAIS Este relatório foi preparado pela Técnica Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial (Técnica), não podendo ser reproduzido ou distribuído por qualquer pessoa sem expressa autorização da Técnica. Este relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações, e o retorno e o risco associado de quaisquer decisões de investimento ou desinvestimento tomadas a partir de sua informação, são exclusivamente do cliente ou usuário deste relatório. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, as informações aqui contidas não representam por parte da Técnica garantia de exatidão das informações prestadas e projeções efetuadas. Analista Responsável Yen See Chen, CNPI

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 14/04/2010 CIA BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV A Companhia COMPRA Código em Bolsa AMBV4 Setor BEBIDAS Cotação em 01/04/10 R$ 162,50 Preço Alvo R$ 207,12 Potencial de Valorização 27,46% Valor de Mercado (em

Leia mais

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES

ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES ANÁLISE FUNDAMENTALISTA COM FOCO PARA A RECOMENDAÇÃO DE COMPRA / VENDA DE AÇÕES! A análise do desempenho histórico! Análise setorial! Análise de múltiplos! Elaboração de projeções de resultados! Determinação

Leia mais

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011 Pág. 1 AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2011 São Paulo, Companhia de Bebidas das Américas Ambev [BOVESPA: AMBV4, AMBV3; e NYSE: ABV, ABVc], anuncia hoje os seus resultados do primeiro trimestre

Leia mais

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Empresa Código Recomendação Fechamento* Preço-Teórico* Upside Risco Lote Copel PNB CPLE6 Compra 21,85 35,00 60,2% Elevado 1 EV/EBITDA (atual)

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Porto Seguro S.A. A história da Porto Seguro tem como marco inicial a comercialização de seguros por COMPRA Código em Bolsa PSSA3 Setor de Atuação Seguros Categoria 1 Linha Cotação Atual R$ 22,5 Preço Alvo R$ 32,7 Potencial de Valorização 42,52% Preço / Lucro (11E) 13,28 Preço / Vendas (11E),76 Preço

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

InBev Companhia de Bebidas das Américas - AmBev

InBev Companhia de Bebidas das Américas - AmBev InBev Companhia de Bebidas das Américas - AmBev NOTA IMPORTANTE Este laudo ( Laudo de Avaliação ) foi preparado pelo Banco Itaú BBA S.A. ( Itaú BBA ) para os fins previstos na Instrução n 361, de 5 de

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração

Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Informações Trimestrais 4º trimestre e exercício de 2015 (4T15 e 2015) Relatório da Administração Prezados acionistas A administração da WLM Indústria e Comércio S.A. (WLM), em conformidade com as disposições

Leia mais

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 1ª Emissão de Debêntures Relatório

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Resultados do 4T09 e 2009

Resultados do 4T09 e 2009 18 /03/2010 Resultados do 4T09 e 2009 Eduardo Alcalay Presidente Destaques do Ano MAIOR RENTABILIDADE Crescimento de EBITDA num cenário econômico desafiador Ganho de rentabilidade: crescimento de 21% no

Leia mais

BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi

BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi Índice Bovespa BOVESPA Fechamento: 52.440 SU: 48.015 Tendência de C/M/L prazos IFR Volume IBOV Variação: -0,01% RE: 59.523 Baixa / Baixa / Baixa 38,08% R$ 4,66 bi -0,01% -10,85% -24,33% -21,35% O IBOV

Leia mais

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior

Receita Operacional Líquida alcança R$ 20,9 milhões, aumento de 9,7% ante o trimestre anterior Última Cotação em 30/09/2014 FBMC4 - R$ 20,60 por ação Total de Ações: 726.514 FBMC3: 265.160 FBMC4: 461.354 Valor de Mercado (30/09/2014): R$ 20.269,7 mil US$ 9.234,5 mil São Bernardo do Campo, 12 de

Leia mais

PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL versus VALOR DE MERCADO Cálculo do patrimônio líquido pelo valor de mercado

PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL versus VALOR DE MERCADO Cálculo do patrimônio líquido pelo valor de mercado UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 37 PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL versus VALOR DE MERCADO Cálculo do patrimônio líquido pelo valor de mercado Autor: Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas

Leia mais

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%)

Evolução do PIB Brasileiro x PIB da Construção Civil (%) o Margem Bruta atinge 42% no 3T07 e distribuição de proventos chega a R$ 40 milhões nos 9M07. 3T07 Cotação (31/10/07) ETER3 R$/ação 8,46 US$/ação 4,83 Base Acionária (31/10/07) Total 72.555.934 Free Float

Leia mais

Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados

Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados São Paulo, 12 de março de 2013 Copasa (CSMG3) ::: Volume de Fevereiro: Forte Crescimento Impulsionado pelo Número de Dias Faturados Notícias OGX (OGXP3) ::: Atualização Muito Decepcionante Sobre a Produtividade

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Uma potência no mundo

Uma potência no mundo Slide 1/15 Uma potência no mundo Ana Carolina Fernando Francielle Muller Renilce Slide 2/15 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. HISTÓRIA DA EMPRESA 2.1 HISTÓRICO ANO A ANO 3. VISÃO DA EMPRESA NO MUNDO 4. NEGÓCIO

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em:

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda. Suas unidades de negócio estão divididas em: 23/04/2010 FERTILIZANTES FOSFATADOS S.A. - FOSFERTIL A Companhia COMPRA Código em Bolsa FFTL4 Setor FERTILIZANTES Cotação em 08/04/10 R$ 17,27 Preço Alvo R$ 28,43 Potencial de Valorização 64,61% Valor

Leia mais

Destaques do 3º trimestre de 2015

Destaques do 3º trimestre de 2015 Destaques do 3º trimestre Principais Destaques Manutenção dos níveis de EBITDA consolidado e de margem EBITDA, apesar da sobreoferta de aço mundial e das adversidades econômicas no Brasil. Redução de 5,9%

Leia mais

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015

POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15. 17 de agosto de 2015 POSITIVO INFORMÁTICA RESULTADOS 2T15 17 de agosto de 2015 Seção I Destaques & Conjuntura Positivo Informática registra crescimento de 3,1% na receita líquida no varejo no 2T15 Mesmo em um trimestre de

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 23/07/2010 AMIL S.A. A Companhia COMPRA Código em Bolsa AMIL3 Setor SAÚDE Cotação em 15/07/10 R$ 15,00 Preço Alvo R$ 20,60 Potencial de Valorização 37,33% Valor de Mercado (em mil) R$ 5.426.775 Cotação

Leia mais

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA REVISANDO O CÁLCULO DO EVA QUAIS AS VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DA MÉTRICA EVA? COMO FAZER OS AJUSTES NA AVALIAÇÃO DOS S / INVESTIMENTOS?

Leia mais

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques

Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9. Destaques Prolagos S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 02.382.073/0001-10 NIRE: 33.300.167.285 Código CVM 2346-9 Receita Líquida¹ no 1T16 atinge R$69,6 milhões, alta de 24,8% em comparação ao mesmo período do ano anterior

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

EZTec: Vemos outro trimestre favorável à frente, com melhoria dos números T/T, ainda que não tão sólido relativamente ao ano anterior.

EZTec: Vemos outro trimestre favorável à frente, com melhoria dos números T/T, ainda que não tão sólido relativamente ao ano anterior. 24 DE JULHO DE 2014 Relatório Setorial Construtoras CONSTRUTORAS BRASILEIRAS PRÉVIA DOS RESULTADOS DO 2T14: RESULTADOS HETEROGÊNEOS Fabiola Gama Renan Manda Conclusão: Como esperávamos, o campeonato mundial

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - ESTACIO PARTICIPAÇÕES SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 08/03/2010 M.DIAS BRANCO S.A IND. COM. ALIMENTOS A Companhia COMPRA Código em Bolsa MDIA3 Setor Alimentos Cotação em 08/03/10 R$ 45,20 Preço Alvo R$ 56,83 Potencial de Valorização 25,72% Valor de Mercado

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Anexo IV Metas Fiscais IV.1 Anexo de Metas Fiscais Anuais (Art. 4 o, 1 o, inciso II do 2 o da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio de 2000)

Anexo IV Metas Fiscais IV.1 Anexo de Metas Fiscais Anuais (Art. 4 o, 1 o, inciso II do 2 o da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio de 2000) Anexo IV Metas Fiscais IV.1 Anexo de Metas Fiscais Anuais (Art. 4 o, 1 o, inciso II do 2 o da Lei Complementar n o 101, de 4 de maio de 2000) Em cumprimento ao disposto na Lei Complementar n o 101, de

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures CRUZEIRO DO SUL EDUCACIONAL S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Cruzeiro do Sul Educacional S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual

Leia mais

Teleconferência e Webcast de Resultados 4T12

Teleconferência e Webcast de Resultados 4T12 Teleconferência e Webcast de Resultados 4T12 Sexta-feira, 8 de Março de 2013 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EST) Webcast: http://ri.lasa.com.br/webcast4t12 Tel: +55 (11) 4688-6361

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 02/06/2010 YARA BRASIL FERTILIZANTES S.A. A Companhia A Yara International ASA é uma empresa global especializada em produtos agrícolas e agentes de proteção ambiental. A empresa, sediada em Oslo, tem

Leia mais

Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012

Estudo Especial. Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012 Estudo Especial Evolução do EC Bahia Finanças e Marca 2008/2012 1 Sumário Introdução... pg 04 Análise do Balanço Patrimonial... pg 05 Highlights... pg 06 Principais Indicadores... pg 16 Valor da Marca...

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO A ACAL CONSULTORIA E AUDITORIA S/S, empresa especializada em avaliações, com escritório na Avenida Paulista 2300, andar Pilotis conj. 60, São Paulo SP,

Leia mais

Relatório Analítico 8 de maio de 2012

Relatório Analítico 8 de maio de 2012 MANUTENÇÃO Código de Negociação Bovespa AM AR3 Segmento de Atuação Principal Comércio Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 23,16 Valor Econômico por Ação (R$) 26,30 Potencial

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T06 Eusébio CE, 09 de novembro de 2006 A M. Dias Branco S.A. (Bovespa: MDIA3), empresa líder nos mercados de biscoitos e de massas no Brasil, anuncia hoje seus resultados do terceiro

Leia mais

Relatório Analítico 30 de abril de 2012

Relatório Analítico 30 de abril de 2012 MANUTENÇÃO Código de Negociação Bovespa ALPA4 Segmento de Atuação Principal Têxtil e Vestuário Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 15,55 Valor Econômico por Ação (R$) 18,67

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Gerdau S.A.

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Gerdau S.A. A Companhia 24/02/2011 COMPRA Código em Bolsa GGBR4 Setor de Atuação Siderúrgia Porte da Empresa Bluechip Cotação Atual R$ 22,46 Preço Alvo R$ 44,55 Potencial de Valorização 98,37% Preço/Lucro (L09) 30,36

Leia mais

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014:

CRESCIMENTO DAS MARGENS E RESULTADOS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015 Em relação ao primeiro semestre de 2014: PARIS, 28 de julho de 2015 O Conselho de Administração da Teleperformance, líder mundial em multichannel customer experience, examinou recentemente os relatórios financeiros consolidados para o semestre

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

ANÁLISE GRÁFICA GRÁFICO MILHO SETEMBRO BM&F (CCMU10) SUPORTE 1 R$ 20,50 RESISTÊNCIA1 R$ 20,70 SUPORTE 2 R$ 20,20 RESISTÊNCIA 2 R$ 20,80

ANÁLISE GRÁFICA GRÁFICO MILHO SETEMBRO BM&F (CCMU10) SUPORTE 1 R$ 20,50 RESISTÊNCIA1 R$ 20,70 SUPORTE 2 R$ 20,20 RESISTÊNCIA 2 R$ 20,80 ANÁLISE MERCADO FUTURO DE SOJA 09/08/2010 SOJA COMENTÁRIO - Preços firmes para a soja em Chicago neste início de semana. As preocupações com o tempo seco ao sul e oeste do Cinturão e região do Delta do

Leia mais

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08

Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Net Serviços de Comunicação S.A. Resultados do 1T08 Destaques do Trimestre 2 Lançamento recente do Net Fone.com, produto que combina os serviços de telefonia, acesso rápido à internet e melhoria de imagem,

Leia mais

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03

BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 BANRISUL AUTOMÁTICO FUNDO DE INVESTIMENTO CURTO PRAZO CNPJ/MF nº 01.353.260/0001-03 PROSPECTO AVISOS IMPORTANTES I. A CONCESSÃO DE REGISTRO PARA A VENDA DAS COTAS DESTE FUNDO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA

Leia mais

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2016 EM IFRS

AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2016 EM IFRS Pág. 1 AMBEV DIVULGA RESULTADO DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2016 EM IFRS São Paulo, Ambev S.A. [BOVESPA: ABEV3; NYSE: ABEV] anuncia hoje os resultados do primeiro trimestre de 2016 (1T16). As informações operacionais

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T11

Apresentação de Resultados 3T11 Apresentação de Resultados 3T11 Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E 469/08. Dispõe sobre a avaliação de investimentos em sociedades coligadas e controladas e sobre os procedimentos

Leia mais

Resultados 1T15 12 de Maio de 2015

Resultados 1T15 12 de Maio de 2015 Resultados 12 de Maio de 2015 Disclaimer As informações financeiras consolidadas da T4F Entretenimento S/A aqui apresentadas estão de acordo com os critérios do padrão contábil internacional - IFRS, emitido

Leia mais

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009 Brasil Relatório Sintético Ratings Ratings Atuais Moeda Estrangeira IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Moeda Local IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Nacional Longo Prazo Curto Prazo Individual

Leia mais

Panorama Semanal. Análise Fundamentalista. Análise XP. Top Picks. Índice. Estratégia & Portfólio. 11 de janeiro de 2016. Destaques na Agenda

Panorama Semanal. Análise Fundamentalista. Análise XP. Top Picks. Índice. Estratégia & Portfólio. 11 de janeiro de 2016. Destaques na Agenda Análise Fundamentalista Análise XP Panorama Semanal Estratégia & Portfólio Top Picks Nesta semana reduziremos nossa exposição ao setor de papel e celulose, além de retirar Kroton e incluir Ambev na carteira.

Leia mais

Apresentação da Companhia e Discussão do Resultados do 1T05

Apresentação da Companhia e Discussão do Resultados do 1T05 Apresentação da Companhia e Discussão do Resultados do 1T05 Safe Harbor Statement Certas declarações na apresentação a seguir estão relacionadas com resultados futuros, que são considerados como projeções,

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da TOTVS referente aos resultados do 2T14. Estão presentes os senhores Alexandre Mafra, Vice-Presidente Executivo e Financeiro e Vice-Presidente de

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. Resultados do 4T07 Destaques 2 Lançamento do NET Digital HD, que combina as funções de gravador e conversor de alta definição; Aquisição da BIGTV traz 12 importantes cidades

Leia mais

NUTRIPLANT ON (NUTR3M)

NUTRIPLANT ON (NUTR3M) NUTRIPLANT ON (NUTR3M) Cotação: R$ 1,79 (18/06/2014) Preço-Alvo (12m): R$ 2,10 Potencial de Valorização: 18% 4º. Relatório de Análise de Resultados (1T14) Recomendação: COMPRA P/L 14: 8,0 Min-Máx 52s:

Leia mais

IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005

IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005 IDEIASNET ANUNCIA RECEITA BRUTA RECORDE EM 2005 Rio de Janeiro, 04 de abril de 2006 A Ideiasnet S.A. (Bovespa: IDNT3), veículo para investimento de longo prazo em Tecnologia de Informação (TI) no Brasil,

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER ESTRUTURADO BOLSA EUROPEIA 3 MULTIMERCADO 11.714.787/0001-70 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL

CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL CAPITAL DE GIRO: ESSÊNCIA DA VIDA EMPRESARIAL Renara Tavares da Silva* RESUMO: Trata-se de maneira ampla da vitalidade da empresa fazer referência ao Capital de Giro, pois é através deste que a mesma pode

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique.

2. O que representa e como é calculado o valor de uma empresa na Teoria Financeira? Exemplifique. Prova Parcial Malvessi Questão 1 (15%) 1. A teoria moderna de administração financeira consagra 3 decisões estratégicas básicas para a tomada de decisão do administrador financeiro. Conceitue-as claramente.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

Como as empresas financiam investimentos em meio à crise financeira internacional

Como as empresas financiam investimentos em meio à crise financeira internacional 9 dez 2008 Nº 58 Como as empresas financiam investimentos em meio à crise financeira internacional Por Fernando Pimentel Puga e Marcelo Machado Nascimento Economistas da APE Levantamento do BNDES indica

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 Resultados Janeiro Março / 2011 ÍNDICE MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO 1 DESTAQUES 2 RECEITAS OPERACIONAIS 4 GASTOS OPERACIONAIS 6 DADOS FINANCEIROS 8 NOTAS ADICIONAIS 11 MERCADO DE CAPITAIS 13 DIVIDENDOS E

Leia mais

Ciências Econômicas 28/10/2015. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.30) Prof. Johnny 1 MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS

Ciências Econômicas 28/10/2015. Marcado Financeiro e de Capitais (Aula-2015/10.30) Prof. Johnny 1 MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ Ciências Econômicas Análise Fundamentalista Professor : Johnny Luiz Grando Johnny@unochapeco.edu.br Pode-se conceituar a análise fundamentalista como o estudo

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

ÍNDICES DE LUCRATIVIDADE E DESEMPENHO: IMPORTANTES FERRAMENTAS PARA ANÁLISE FINANCEIRA DA EMPRESA

ÍNDICES DE LUCRATIVIDADE E DESEMPENHO: IMPORTANTES FERRAMENTAS PARA ANÁLISE FINANCEIRA DA EMPRESA ÍNDICES DE LUCRATIVIDADE E DESEMPENHO: IMPORTANTES FERRAMENTAS PARA ANÁLISE FINANCEIRA DA EMPRESA KELLY RIBEIRO DE SOUZA Graduanda do Curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Pará. kellysouza@oi.com.br

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008

AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 AGÊNCIA ESPECIAL DE FINANCIAMENTO INDUSTRIAL FINAME RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE DEZEMBRO DE 2008 Senhor acionista e demais interessados: Apresentamos o Relatório da Administração e as informações

Leia mais

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06

Contato RI. Teleconferência de Resultados do 2T06 29 de Agosto de 2006 - GP Investments, Ltd ( GP Investments ou Companhia ) [BOVESPA: GPIV11], um dos líderes no mercado de private equity no Brasil anuncia um lucro líquido de US$4,9 milhões e receitas

Leia mais

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Unipar Participações S.A

COMPRA. Relatório de Acompanhamento Unipar Participações S.A COMPRA Código em Bolsa UNIP6 Setor de Atuação Químico Porte da Empresa Médio Cotação em 23/12/2010 R$ 0,57 Preço Alvo R$ 0,95 Potencial de Valorização 66,67% Preço/Lucro (L09) 17,62 anos Preço/Vendas (V09)

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Operadora: Alexandre Dias:

Operadora: Alexandre Dias: Operadora: Boa tarde, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência de resultados do 3T da Anhanguera Educacional. Hoje nós temos a presença do Sr. Alexandre Dias, CEO da Companhia, Sr. Ricardo

Leia mais

Press Release Novembro/07

Press Release Novembro/07 Press Release Novembro/07 Lucro Líquido de R$395,4 milhões ou R$ 5,14 por ação, de Janeiro a Novembro de 2007. São Paulo, 02 de janeiro de 2008 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Mudanças Recentes no Passivo Externo Brasileiro

Mudanças Recentes no Passivo Externo Brasileiro Mudanças Recentes no Passivo Externo Brasileiro As contas externas do país registraram a seqüência de cinco anos de superávits em transações correntes entre 2003 e 2007, proporcionando a ocorrência de

Leia mais

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07

ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Página 1 de XX ALL ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T07 Curitiba, 14 de maio de 2007 A América Latina Logística S.A. 1 ALL (Bovespa: ALLL11) 2, a maior empresa independente de serviços de logística da América

Leia mais