EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO. Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO. Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014."

Transcrição

1 EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014.

2 Bolhas orofaringeanas Constipação Fibrose submucosa Cáries dentárias Bolhas e rigidez esofágicas Deformidades das mãos Ingestão inadequada Anorexia Apatia Perda de nutrientes pela pele Deficiências nutricionais Déficit de crescimento Cicatrização deficiente Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; Haynes. Nutrition for Babies with Epidermolysis Bullosa; Haynes. Nutrition for Epidermolysis Bullosa for children over 1 year of age.

3 Manifestações clínicas e repercussões nutricionais Obstipação Refluxo gastroesofágico Disfagia Anemia Desnutrição: aumento das necessidades, baixa ingestão Fine et al. JPGN 2008; 46: Fewtrell et al. Brit J Dermatol 2006; 154: Freeman et al. Brit J Dermatol 2008; 158: Haynes. Clinical Practice Guidelines for Nutrition Support in infants and children with EB. SHS/ Nutricia. 2007

4 Manifestações clínicas e repercussões nutricionais Retardo de crescimento e desenvolvimento Osteoporose, osteopenia Problemas com dentição Atraso do desenvolvimento sexual Atinge as condições físicas e psicológicas Fine et al. JPGN 2008; 46: / Fewtrell et al. Brit J Dermatol 2006; 154: Freeman et al. Brit J Dermatol 2008; 158: / Haynes. Clinical Practice Guidelines for Nutrition Support in infants and children with EB. SHS/ Nutricia. 2007

5 Objetivos: Terapia nutricional Promover crescimento adequado para idade e sexo Promover funcionamento adequado do sistema imunológico e cicatrização de feridas Promover mobilidade Promover qualidade de vida Haynes L. Brit J Nurs 2006; 15 (20):

6 Objetivos: Terapia nutricional Aliviar o estresse associado com a dificuldade em se alimentar Compensar os nutrientes perdidos pelas feridas e lesões, avaliando as deficiências de macro e micronutrientes Aliviar a dor associada à evacuação e promover função intestinal normal Haynes L. Brit J Nurs 2006; 15 (20):

7 Avaliação nutricional Antropometria (dificuldades): Peso/ Estatura Crescimento Exames laboratoriais Avaliação da ingestão alimentar Presença de lesões e infecções

8 Avaliação alimentar Dia alimentar habitual Capacidade de mastigação/deglutição Consistência dos alimentos Temperatura dos alimentos Tempo da refeição Alimentos ricos em ferro e fibras Hábito Instestinal Náuseas e Vômitos

9 Energia: Planejamento dietético % das recomendações kcal/kg peso atual até 225 kcal/kg (se há lesão importante de pele e déficit de crescimento) Proteínas: % das recomendações 2,5 a 4g/kg de peso Micronutrientes (casos graves): % das recomendações Haynes. Dermatol Clin 28(2010): Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

10 Vitaminas Não há recomendação específica Pode ser necessário suplementação Vitamina A: integridade da pele Vitamina C: aumenta absorção de ferro e tem papel na síntese de colágeno Vitamina D: falta de exposição solar Não ultrapassar UL Haynes. Dermatol Clin 28(2010): Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

11 Ferro e anemia Maior risco: EB distrófica recessiva, juncional, Dowling-meara na infância Avaliar parâmetros de ferro Hb, VCM, Ferritina, CTLF Interpretação: infecção, processo inflamatório Efeitos colaterais da suplementação: constipação e irritação gástrica (dividir a dose) Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

12 Zinco Papel importante Crescimento Cicatrização Função imune Estabilidade de membrana Suplementar quando há lesão grave Efeitos colaterais: náusea (dividir a dose, junto com alimentos) Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

13 Selênio e Carnitina Miocardiopatia dilatada Suplementação: 50mcg/dia mg/kg/d de carnitina Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

14 Quando suplementar? Lesões na boca Dificuldade para mastigar e engolir os alimentos Aumento dos requerimentos nutricionais Haynes. Nutrition for Babies with Epidermolys Bullosa. 2008

15 Prebióticos e Probióticos Melhoram a integridade do cólon e a imunidade Reduz a incidência de infecções intestinais Regulam o hábito intestinal Haynes. Dermatol Clin 28(2010):

16 Dieta: Características Hipercalórica Hiperprotéica Pastosa Rica em ferro Rica em fibras Temperatura morna/fria Sem ácidos

17 Terapia nutricional Lactentes Indicado o aleitamento materno Lubrificar os lábios do bebê e mamilos para evitar atritos com bochechas, lábios e gengivas Respeitar o tempo de amamentação do bebê Retirar o leite materno para oferecer com colher ou conta-gotas Haynes. Nutrition for Babies with EB

18 Lactentes: Terapia nutricional Fórmula com acréscimos ou aumento da concentração Aumento gradual de volume Bico de fenda palatina, xícara,colher Lubrificar o bico com água ou alimento Aumentar o buraco do bico da mamadeira Analgésico oral Haynes L. Nutrition for babies with Epidermolysis Bullosa; Haynes L. Brit J Nurs 2006; 15 (20):

19 Lactentes: Terapia nutricional Introdução de alimentos Colher rasa, de plástico, macia ou dedo do cuidador ou com alimento macio Novos sabores e texturas Evitar jejum Alimentos cítricos X bolhas Alimentos duros, crocantes Haynes L. Brit J Nurs 2006; 15 (20):

20 Terapia nutricional Crianças: Aumentar a densidade energética: Suplementação lipídica Leite em pó, queijo, cream cheese, ovo Manteiga, margarina, maionese, geléia, mel Suplementos nutricionais Birge K. J Am Diet Assoc 1995; 95: Haynes L. Brit J Nurs 2006; 15 (20):

21 Terapia nutricional Crianças: Alimentos liquidificados: Problemas de mastigação e deglutição Sopa e sorvete são monótonos Visualizar o alimento antes de bater Alimentos batidos separadamente Haynes L. Nutrition in Epidermolysis Bullosa for children over 1 year of age; 2008.

22 Orientações Nutricionais Utilizar utensílios de metais ou plástico sem bordas afiadas Não oferecer alimentos que possam machucar a boca da criança (duros, crocantes, torradas) Oferecer os alimentos na consistência de purê, liquidificados Evitar frutas cítricas (lesões na boca)

23 Orientações Nutricionais Não oferecer alimentos salgados e com condimentos picantes Acrescentar alimentos hipercalóricos nas refeições O açúcar deve ser oferecido junto com as principais refeições Ingerir líquidos

24 Orientações Nutricionais Oferecer os alimentos em porções pequenas Fracionar as refeições Evitar o uso de mamadeiras Momento das refeições deve ser tranquilo Não forçar a alimentação Criança precisa ter um tempo para realizar outras atividades

25 Orientações Nutricionais Oferecer os alimentos separados As refeições devem ser atraentes e coloridas Permitir que a criança experimente sabores diferentes Oferecer os alimentos na temperatura fria Utilizar leite, leite de coco, suco de frutas, caldo de legumes e carne para diluir as preparações

26 Nutrição Enteral Sonda nasogástrica: Lactentes com lesão importante Pós-operatório de cirurgia dentária na EBDR Haynes et al. Brit J Dermatol 1996; 134: Shaw e Lawson. Clinical Paediatric Dietetics; 2001.

27 Gastrostomia: Nutrição Enteral Atraso do crescimento O ato de se alimentar é doloroso Dificuldade para administrar suplementos Momento das refeições passa a ser estressante e demorado Dilatação do esôfago não resolve as questões acima Haynes. Dermatol Clin 28(2010):

28 Benefícios - Gastrostomia Recuperar a desnutrição Menor interferência da aversão alimentar Permite administrar suplementos nutricionais Melhora do hábito intestinal Melhora da qualidade de vida Procedimento reversível Haynes. Dermatol Clin 28(2010):

29 Desvantagens - Gastrostomia Crianças não gostam de mudanças Problemas com enurese e evacuação noturna grandes volumes período da noite Risco de contaminação Haynes. Dermatol Clin 28(2010):

30 Gastrostomia Iniciar com pequenos volumes Não é recomendado utilizar fórmulas artesanais Não é recomendado administrar no período noturno

31 Obrigada!

10 Alimentos importantes para sua saúde.

10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. 10 Alimentos importantes para sua saúde. Os alimentos funcionais geram inúmeros benefícios para o organismo. Como muitas patologias se desenvolvem por deficiência

Leia mais

Cuidado nutricional no tratamento quimioterápico

Cuidado nutricional no tratamento quimioterápico Cuidado nutricional no tratamento quimioterápico Centro Regional de Hematologia e Oncologia Importância da alimentação durante o tratamento do câncer Cuidar da alimentação durante a vida é importante

Leia mais

Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos

Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos 1-Por que crianças menores de 2 anos precisam de uma alimentação saudável? A criança menor de 2 anos está crescendo rápido e por isso

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya

RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya RESPOSTA RÁPIDA 364/2014 Isosource Soya SOLICITANTE Dr. André Luiz Polydoro Juiz de Direito - Comarca de Santa Rita de Caldas/MG NÚMERO DO PROCESSO 0012218-08.2014.8.13.0592 DATA 09/07/2014 SOLICITAÇÃO

Leia mais

Guia de nutrição para pacientes e cuidadores

Guia de nutrição para pacientes e cuidadores Guia de nutrição para pacientes e cuidadores SUMÁRIO Prezado paciente...................... 03 O que fazer quando ocorrer.................. 04 Falta de apetite...................... 04 Dor na boca ou garganta..................

Leia mais

EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS

EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS EMEF TI MOACYR AVIDOS DISCIPLINA ELETIVA: COZINHANDO COM OS NÚMEROS (ALUNOS) Público Alvo: 6ºs E 7ºs ANOS (DISCIPLINA) Área de Conhecimento: MATEMÁTICA e LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSORES: JANAINA ROSEMBERG

Leia mais

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz Amamentação: sobrevivência infantil e qualidade de vida 1 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO POR QUE A AMAMENTAÇÃO É IMPORTANTE? A Organização Mundial da Saúde

Leia mais

Nutrição no tratamento da AIDS

Nutrição no tratamento da AIDS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO (PPGAN) Ciclo de Palestras Nutrição no tratamento da AIDS Verônica Mayrinck Mestranda em Alimentos e Nutrição

Leia mais

Alimentação complementar. Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas

Alimentação complementar. Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas Alimentação complementar Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas Alimentação saudável O conhecimento correto e atualizado sobre a alimentação da criança é essencial para a

Leia mais

Residência Saúde 2012. Nutrição Clínica. Discursiva C COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO D A. wwww.cepuerj.uerj.br ATIVIDADE DATA LOCAL

Residência Saúde 2012. Nutrição Clínica. Discursiva C COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO D A. wwww.cepuerj.uerj.br ATIVIDADE DATA LOCAL HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PEDRO ERNESTO C COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO D A Nutrição Clínica Discursiva Residência Saúde 2012 ATIVIDADE DATA LOCAL Divulgação do gabarito - Prova Discursiva 31/10/2011

Leia mais

NUTRIÇÃO E SÍNDROME DE RETT

NUTRIÇÃO E SÍNDROME DE RETT NUTRIÇÃO E SÍNDROME DE RETT É fundamental propiciar boa nutrição às pessoas com Síndrome de Rett. Mas, atenção: BOA NUTRIÇÃO É DIFERENTE DE COMER BEM OU BASTANTE! Muitas das meninas com Síndrome de Rett,

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 222/2014 Isosource Soya baunilia

RESPOSTA RÁPIDA 222/2014 Isosource Soya baunilia RESPOSTA RÁPIDA 222/2014 Isosource Soya baunilia SOLICITANTE Dra Herilente de Oliveira Andrade NÚMERO DO PROCESSO 0335.14.994-5 DATA 26/04/2014 Juíza de Direito da Comarca de Itapecirica Ao NATS, SOLICITAÇÃO

Leia mais

Alimentação no primeiro ano de vida. Verônica Santos de Oliveira

Alimentação no primeiro ano de vida. Verônica Santos de Oliveira Alimentação no primeiro ano de vida Verônica Santos de Oliveira Nutrição nos Primeiros Anos de Vida Deixe que a alimentação seja o seu remédio e o remédio a sua alimentação ( Hipócrates ) Nutrição nos

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 427/2014 Nutrison Soya Multifiber

RESPOSTA RÁPIDA 427/2014 Nutrison Soya Multifiber RESPOSTA RÁPIDA 427/2014 Nutrison Soya Multifiber SOLICITANTE Dr. WAGNER JOSÉ DE ABREU PEREIRA JUIZ DE DIREITO Município de Governador Valadares NÚMERO DO PROCESSO 0105 13 003 412 4 DATA 23/07/2014 SOLICITAÇÃO

Leia mais

ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação!

ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação! ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação! ISABEL DINIS Fases da Infância e as Problemáticas Infantis. Oliveira do Hospital, 2009 Importância da alimentação saudável Estado de saúde adequado Óptimo

Leia mais

COMPLICAÇÕES DIGESTIVAS DE CRIANÇAS COM CDG

COMPLICAÇÕES DIGESTIVAS DE CRIANÇAS COM CDG COMPLICAÇÕES DIGESTIVAS DE CRIANÇAS COM CDG As crianças com CDG têm frequentemente queixas digestivas e problemas nutricionais. As causas não estão bem esclarecidas, são múltiplas e em última análise,

Leia mais

ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR Secretaria de Saúde do Estado do Tocantins Gerência de Alimentação e Nutrição E-mail: nutricao@saude.to.gov.br (63) 3218 1789 Terezinha Franco Nutricionista ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

Leia mais

Guia. Nutricional. para gestantes

Guia. Nutricional. para gestantes Referências bibliográficas consultadas: 1. Committee on Nutritional Status During Pregnancy and Lactation, Institute of Medicine. Nutrition During Pregnancy: Part I: Weight Gain, Part II: Nutrient Supplements.

Leia mais

PROTÉICO-CALÓRICACALÓRICA. Prof a. Dr a. Andréia Madruga de Oliveira Nutrição p/ Enfermagem 2009/2

PROTÉICO-CALÓRICACALÓRICA. Prof a. Dr a. Andréia Madruga de Oliveira Nutrição p/ Enfermagem 2009/2 DESNUTRIÇÃO PROTÉICO-CALÓRICACALÓRICA Prof a. Dr a. Andréia Madruga de Oliveira Nutrição p/ Enfermagem 2009/2 Desnutrição protéico-calóricacalórica Síndrome clínica em conseqüência de um balanço energético

Leia mais

Nossa Linha de Produtos

Nossa Linha de Produtos Nossa Linha de Produtos PerSHAKE Chocolate e Baunilha Fonte de proteína de soja, vitaminas, minerais e fibras. 0% Gordura, 0% Açúcar e 0% Sódio. A alimentação equilibrada vai além do bom funcionamento

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

Muito obrigada por baixar nosso e-book. Quem somos?

Muito obrigada por baixar nosso e-book. Quem somos? Muito obrigada por baixar nosso e-book. É muito gratificante saber que nosso conteúdo pode inspirar as pessoas a alcançarem mais saúde, mais conhecimento e melhor qualidade de vida através da nutrição

Leia mais

Assistência Nutricional à. Pacientes em. Radioterapia

Assistência Nutricional à. Pacientes em. Radioterapia Assistência Nutricional à Pacientes em Radioterapia Cristiane Almeida Hanasihiro Nutricionista do Departamento de Oncologia do Hospital Beneficência Portuguesa São Paulo. Estimativas Estimativas no Brasil

Leia mais

Guia Nutricional de Alta Hospitalar

Guia Nutricional de Alta Hospitalar Guia Nutricional de Alta Hospitalar para Pacientes em Tratamento Oncológico Apoio: Esta cartilha tem como objetivo fornecer informações sobre uma alimentação adequada para pacientes e familiares durante

Leia mais

Intolerância à Lactose

Intolerância à Lactose Intolerância à Lactose A intolerância à lactose é a condição que se refere aos sintomas decorrentes da má digestão da lactose. Esta situação ocorre quando o organismo não produz lactase suficiente, uma

Leia mais

Nutrição & cuidados no tratamento do câncer. Valéria Bordin Nutricionista CRN3-4336

Nutrição & cuidados no tratamento do câncer. Valéria Bordin Nutricionista CRN3-4336 04/10/2014 Nutrição & cuidados no tratamento do câncer Valéria Bordin Nutricionista CRN3-4336 Nutrição & cuidados no tratamento do câncer O Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que

Leia mais

Granola Soft. Benefícios

Granola Soft. Benefícios Granola Soft A granola é um mix de cereais, castanhas e frutas secas que contêm vitaminas, proteínas, nutrientes, muitas fibras e outros componentes importantes para o equilíbrio do organismo e para controle

Leia mais

Criança nutrida & criança Vitaminada

Criança nutrida & criança Vitaminada Criança nutrida & criança Vitaminada IMC INFANTIL Muitos pais se preocupam com o peso e a estatura de seu filho. Questionam-se se a massa corporal da criança está de acordo com a idade, se a alimentação

Leia mais

A DIETA CERTA SAÚDE IATE

A DIETA CERTA SAÚDE IATE Ganhar músculos ou perder peso requer alimentos diferentes. Adequar o hábito alimentar aos objetivos garante resultados mais rápidos e eficazes A DIETA CERTA A alimentação equilibrada é essencial para

Leia mais

Anamnese Alimentar Infantil

Anamnese Alimentar Infantil Anamnese Alimentar Infantil Identificação da Criança Nome do Aluno: Data de Nascimento: Tipo Sanguíneo: Refeições realizadas na escola: ( ) Colação ( ) Almoço ( ) Lanche Gravidez e Pós-Parto Com quantas

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

Dieta Sólida Recomendações:

Dieta Sólida Recomendações: Dieta Sólida Sua dieta voltará a ter consistência normal, porém, de agora em diante, siga uma alimentação adequada, tanto em quantidade quanto em qualidade. Inclua fontes de vitaminas, minerais e proteínas

Leia mais

Alface lisa: possui sabor suave, folhas solta e lisas. É o tipo de alface mais utilizado no Brasil. Muito boa para saladas, pesto e fazer charutos.

Alface lisa: possui sabor suave, folhas solta e lisas. É o tipo de alface mais utilizado no Brasil. Muito boa para saladas, pesto e fazer charutos. Saladas e Molhos 01 Introdução Fonte de baixa caloria e alto teor de água, além do fácil preparo, a salada proporciona benefícios à saúde, que ajudam a manter o bom funcionamento do organismo. Os vegetais

Leia mais

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam. Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer Após a cirurgia A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

Leia mais

Nutrição. Diana e Silva, Marta Rola

Nutrição. Diana e Silva, Marta Rola Outras dimensões Nutrição Diana e Silva, Marta Rola Hospital Pediátrico Integrado/ Centro Hospitalar São João Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto Suporte Nutricional

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

NECESSIDADES NUTRICIONAIS DO LACTENTE

NECESSIDADES NUTRICIONAIS DO LACTENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE NÚCLEO DE NUTRIÇÃO Profa Danielle Góes Disciplina Nutrição Materno-Infantil NECESSIDADES NUTRICIONAIS DO LACTENTE 1. NECESSIDADES

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 147/2014 Peptamen Junior, fibra em pó, equipos

RESPOSTA RÁPIDA 147/2014 Peptamen Junior, fibra em pó, equipos RESPOSTA RÁPIDA 147/2014 Peptamen Junior, fibra em pó, equipos SOLICITANTE Dra Regina Célia Silva Neves Juíza de Direito da Comarca de Itaúna NÚMERO DO PROCESSO 0338.14.001204-2 DATA 21/03/2014 SOLICITAÇÃO

Leia mais

ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE:

ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE: CURSO DE NUTRIÇÃO ROTEIROS E ORIENTAÇÕES PARA OS RELATÓRIO DE ESTÁGIO NA ÁREA DE: MANUAL DO ESTAGIÁRIO NUTRIÇÃO CLÍNICA PROFESSORA SUPERVISORA Valéria Cristina Schneider São Carlos 2013 A - Estágio Supervisionado

Leia mais

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje.

Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. CENTRO UNIVERSITÁRIO ASSUNÇÃO- Vida saudável. Dicas e possibilidades nos dias de hoje. Profa. Dra. Valéria Batista O que é vida saudável? O que é vida saudável? Saúde é o estado de complexo bem-estar físico,

Leia mais

Especialista explica a importância do consumo de frutas e verduras 12/11/2011 TAGS: ALIMENTAÇÃO, COMPORTAMENTO

Especialista explica a importância do consumo de frutas e verduras 12/11/2011 TAGS: ALIMENTAÇÃO, COMPORTAMENTO Especialista explica a importância do consumo de frutas e verduras 12/11/2011 TAGS: ALIMENTAÇÃO, COMPORTAMENTO ricos em cores, aromas e sabores. As frutas e hortaliças (legumes e verduras) são alimentos

Leia mais

PEDIALYTE 45 Zinco cloreto de sódio gliconato de zinco glicose monoidratada citrato de sódio diidratado citrato de potássio monoidratado

PEDIALYTE 45 Zinco cloreto de sódio gliconato de zinco glicose monoidratada citrato de sódio diidratado citrato de potássio monoidratado MODELO DE BULA PARA O PACIENTE I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO PEDIALYTE 45 Zinco cloreto de sódio gliconato de zinco glicose monoidratada citrato de sódio diidratado citrato de potássio monoidratado APRESENTAÇÃO

Leia mais

Tema: Receitas para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia

Tema: Receitas para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia Tema: Receitas para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia Os tratamentos de quimioterapia e radioterapia geralmente causam diversos efeitos colaterais que, apesar de serem temporários,

Leia mais

Manual de Alimentação Saudável para Crianças. Criança bem alimentada é criança saudável... ...é Criança Feliz! Por Eliane Petean Arena Nutricionista

Manual de Alimentação Saudável para Crianças. Criança bem alimentada é criança saudável... ...é Criança Feliz! Por Eliane Petean Arena Nutricionista Manual de Alimentação Saudável para Crianças Criança bem alimentada é criança saudável......é Criança Feliz Por Eliane Petean Arena Nutricionista Manual de Alimentação Saudável para Crianças Criança bem

Leia mais

Análise Nutricional do Contador de Pontos (Carinhas)

Análise Nutricional do Contador de Pontos (Carinhas) Análise Nutricional do Contador de Pontos (Carinhas) Finalidade da ferramenta Verificar se a alimentação do dia está adequada, contendo alimentos de boa qualidade, ou seja, com baixa quantidade de gorduras,

Leia mais

Bettercreme. Experimente esta novidade! Informações cadastrais

Bettercreme. Experimente esta novidade! Informações cadastrais Bettercreme Novo Bettercreme sabor Doce de Leite! A combinação perfeita entre o sabor do Doce de Leite com a qualidade que só Bettercreme tem. Com sabor incrível e consistência firme e cremosa, deixe o

Leia mais

Hospital de grande porte e alta complexidade, exclusivamente SUS São 419 leitos ativos (55 de UTI adulto e 10 de UTI Ped) 44 especialidades médicas,

Hospital de grande porte e alta complexidade, exclusivamente SUS São 419 leitos ativos (55 de UTI adulto e 10 de UTI Ped) 44 especialidades médicas, Hospital de grande porte e alta complexidade, exclusivamente SUS São 419 leitos ativos (55 de UTI adulto e 10 de UTI Ped) 44 especialidades médicas, 38 enfermarias, 22 unidades de procedimentos especializados,

Leia mais

EMAGREÇA COM CHÁ DE GENGIBRE

EMAGREÇA COM CHÁ DE GENGIBRE 1 EMAGREÇA COM CHÁ DE GENGIBRE O gengibre é um rizoma com caules retorcidos, não sendo uma raiz. Este poderoso alimento é rico em propriedades medicinais, e usado há mais de 3 mil anos como remédio para

Leia mais

PÓS-OPERATÓRIO: ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL

PÓS-OPERATÓRIO: ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL PÓS-OPERATÓRIO: ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL Eu fui submetida à gastroplastia videolaparoscópica, cirurgia de Fobi-capella ( sem anel ) para tratamento da obesidade mórbida. (A cirurgia consta de uma gastroplastia

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

Cachorro Quente de Forno

Cachorro Quente de Forno Cachorro Quente de Forno 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 2 xícaras (chá) de leite 2 ovos 3 colher de sopa de fermentem pó 100 g de queijo parmesão ralado Recheio: 8 salsichas cozidas e picadas 1 cebola

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento.

O ritmo acelerado de emagrecimento é observado até o terceiro mês, e a partir daí, passa a ser mais lento. Manual de Orientação Nutricional na Cirurgia Bariátrica- GCBV Elaborado por: Célia Ap Valbon Beleli Nutricionista CRN3.1501 Especialista em Obesidade e Emagrecimento Nutricionista do Grupo de Cirurgia

Leia mais

Problemas de alimentação e cancro

Problemas de alimentação e cancro Eating problems and cancer: Portuguese Problemas de alimentação e cancro Estas informações debruçam-se sobre dieta e cancro. As palavras sublinhadas estão explicadas no glossário no final. Esperamos que

Leia mais

Módulo 4: NUTRIÇÃO. Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Como monitorar o crescimento dos recém-nascidos?

Módulo 4: NUTRIÇÃO. Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Como monitorar o crescimento dos recém-nascidos? Atenção à saúde do Recém-nascido de Risco Superando pontos críticos Módulo 4: NUTRIÇÃO Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Q Quais uais são são as as necessidades

Leia mais

Alimentação Saudável

Alimentação Saudável ANO LECTIVO 2010/2011 Alimentação Saudável Turma: 8º A Elaborado por: Adriana nº1, Carolina Pereira nº8 e Cátia nº10 Disciplina: Área de Projecto e Formação Cívica Professores: Eurico Caetano e Helena

Leia mais

NUTRICIONISTA PORTUGUÊS

NUTRICIONISTA PORTUGUÊS NUTRICIONISTA PORTUGUÊS 01. Seus amigos realmente confiam em que você vença na vida?. Sintaticamente a oração em destaque classifica-se como: a.( ) Oração subordinada substantiva subjetiva b.( ) Oração

Leia mais

Nutrientes. E suas funções no organismo humano

Nutrientes. E suas funções no organismo humano Nutrientes E suas funções no organismo humano O corpo humano necessita de uma série de substâncias básicas indispensáveis para a formação de tecidos, para obtenção de energia, para a realização de atividades

Leia mais

A COUVE-FLOR NA ESCOLA DO SABOR

A COUVE-FLOR NA ESCOLA DO SABOR ESCOLA DO SABOR Os alimentos são fonte de energia e garantia de sobrevivência. Sem uma alimentação adequada à criança não pode se desenvolver ou crescer. O bom desenvolvimento corporal e intelectual exige

Leia mais

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 03 FEV 2014 Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão Já pensou em tomar sorvete de mandioca? E doce de casca de maracujá?

Leia mais

O PRÉ-ESCOLAR DE DOIS A CINCO ANOS DE IDADE: COMO ANDA SUA ALIMENTAÇÃO?

O PRÉ-ESCOLAR DE DOIS A CINCO ANOS DE IDADE: COMO ANDA SUA ALIMENTAÇÃO? ISBN 97-5-191-5-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 7 a 3 de outubro de 9 O PRÉ-ESCOLAR DE DOIS A CINCO ANOS DE IDADE: COMO ANDA SUA ALIMENTAÇÃO? Pâmela Carla de Andrade¹, Fabíola Roberta

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

Fenilcetonúria Tratamento e Acompanhamento Nutricional

Fenilcetonúria Tratamento e Acompanhamento Nutricional Serviço Especial de Genética Ambulatório de Fenilcetonúria - HC Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico - NUPAD Faculdade de Medicina / UFMG Fenilcetonúria Tratamento e Acompanhamento Nutricional

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável dicas Alimentação saudável O que é uma alimentação saudável? É aquela que tem todos os alimentos de que necessitamos, com variedade e equilíbrio. Para quem vive com HIV e aids, a alimentação adequada ajuda

Leia mais

Maio 2011. Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa.

Maio 2011. Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa. Maio 2011 Mais saúde e bem estar para você e seus colaboradores. Maior produtividade para sua empresa. O que comer antes e após a atividade física? Alimentação e exercício Importância da alimentação saudável

Leia mais

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena

ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE. Profª MSc Monyke Lucena ALIMENTOS, NUTRIENTES E SAÚDE Profª MSc Monyke Lucena Para podermos praticar esportes, estudar ou realizar qualquer outra atividade, devemos ter energia no nosso organismo; Essa energia é fornecida pelos

Leia mais

Descrição dos produtos

Descrição dos produtos Descrição dos produtos Item Quant. Unid Descrição 01 1.100 latas (800g) 02 600 latas (800g) 03 4.000 Litros Produto de referência: Nutrison Soya, Nutri Enteral Soya ou similar. Nutrição enteral em pó a

Leia mais

O PAPEL DO FERRO SOBRE A NUTRIÇÃO E A SAÚDE

O PAPEL DO FERRO SOBRE A NUTRIÇÃO E A SAÚDE O PAPEL DO FERRO SOBRE A NUTRIÇÃO E A SAÚDE Introdução O ferro é um nutriente mineral encontrado em alimentos de origem vegetal e animal, e de grande importância para a saúde por seu papel como constituinte

Leia mais

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO

ALIMENTAÇÃO NO VERÃO ALIMENTAÇÃO NO VERÃO 1 - Quais os alimentos devem ser privilegiados no verão e quais devem ser evitados? Os alimentos que devem ser privilegiados no verão são as frutas, verduras e legumes, pois são ótimas

Leia mais

QUICHE LORRAINE PETIT-FOUR DE CHOCOLATE. Integral. Integral INGREDIENTES: MODO DE FAZER:

QUICHE LORRAINE PETIT-FOUR DE CHOCOLATE. Integral. Integral INGREDIENTES: MODO DE FAZER: QUICHE LORRAINE Massa: - 1 clara de ovo - 3 colheres de sopa de manteiga - 3 colheres de sopa de óleo - 3 colheres de sopa de azeite - Farinha de trigo (até dar o ponto) Recheio: - 4 ovos inteiros - 1

Leia mais

Dicas para comer quando tem feridas na boca e dores de garganta

Dicas para comer quando tem feridas na boca e dores de garganta Dicas para comer quando tem feridas na boca e dores de garganta UHN Eating Tips for Sore Throat and Mouth Portuguese Para pacientes que têm feridas na boca e dores de garganta durante o tratamento oncológico.

Leia mais

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é?

COMIDA DE ESCOLA NA COZINHA. O que é? Receitas COMIDA DE ESCOLA O que é? Comida de Escola é um conjunto de vídeos de culinária gravados no ambiente real da escola e destinados às merendeiras. Neles, um chefe e duas cozinheiras compartilham

Leia mais

Pão de banana e laranja

Pão de banana e laranja Pão de banana e laranja 4 colheres de sopa de suco de laranja (natural fica melhor) 200 ml de água 2 bananas pequenas e amassadas (você pode usar banana prata) 3 colheres de sopa de Mel 500 Gr de Farinha

Leia mais

QFase REVISTA TJ 11. Tiago Elias Junior. Volume 02 julho/2014 Ano 1 Bebedouro SP. Redator chefe. Experiências. Bebe da Semana. Obesidade infantil

QFase REVISTA TJ 11. Tiago Elias Junior. Volume 02 julho/2014 Ano 1 Bebedouro SP. Redator chefe. Experiências. Bebe da Semana. Obesidade infantil Marca registrada Volume 02 julho/2014 no 1 Bebedouro SP QFase REVIST Obesidade infantil Por : Dr. Tiago Elias Diferença da criança gordinha da criança obesa Bebe da Semana O Bebê da semana do facebook

Leia mais

Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco

Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco RESPOSTA RÁPIDA 63/2014 Assunto: Isosource Soya e risperidona SOLICITANTE Dr. André Luiz Melo da Cunha Juiz de Direito da comarca de Visconde do Rio Branco NÚMERO DO PROCESSO 0720.14.000599-5 DATA 10/02/2014

Leia mais

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia!

Não deixe de aproveitar os pratos com a economia do TodoDia! Esta revista foi pensada para deixar você com água na boca do início ao fim. Nela, vou mostrar duas de minhas especialidades na cozinha: receitas de massas e tortas. Nada mais versátil para agradar à família

Leia mais

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA.

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. LANCHEIRA SAUDÁVEL Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. Não é para menos: Muito mais que o momento das brincadeiras, o lanchinho entre as

Leia mais

Método de Amenorréia Lactacional

Método de Amenorréia Lactacional CAPÍTULO 19 Método de Amenorréia Lactacional Pontos Básicos para Profissionais/Serviços de Saúde e Clientes É um método de planejamento familiar baseado na amamentação. Proporciona contracepção para a

Leia mais

BISCOITINHO DE QUEIJO

BISCOITINHO DE QUEIJO ÍNDICE DE RECEITAS Salgados Biscoitinho de queijo, 3 Cheesecake de salmão defumado, 4 Mousse de azeitona, 5 Nhoque de ricota, 6 Pão de queijo, 7 Samboussek, 8 Torta de queijo, 9 Doces Bolo de côco ralado,

Leia mais

CONSTIPÇÃO INTESTINAL

CONSTIPÇÃO INTESTINAL AEROFAGIA A maior parte do gás intestinal é constituída de cinco gases: N², O², CO², H² e CH4 {metano}. O indivíduo normal usualmente elimina menos de 100ml de gás por hora. Se esta quantidade for excedida,

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br

www.500receitasparaemagrecer.com.br Olá, Querido (a) amigo (a), É com imenso prazer que trago para você este guia prático e fácil para ajuda-lo na tarefa árdua que é perder peso e principalmente mantêlo. O que dificulta muitas vezes manter

Leia mais

PACIENTE COM PARALISIA CEREBRAL

PACIENTE COM PARALISIA CEREBRAL RESPOSTA RÁPIDA 127 /2014 Assunto: ISOSOURCE SOYA FIBER OU TROPHIC BASIC EM PACIENTE COM PARALISIA CEREBRAL Dra. Grazziela Maria de Queiroz Franco Peixoto Juíza de Direito da Comarca de Presidente Olegário

Leia mais

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL ABRALE

ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL ABRALE ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL ABRALE A boa nutrição é importante para todos, mas é essencial para indivíduos como você, pois neste momento um dos componentes-chave para o tratamento de sua patologia é uma dieta

Leia mais

Quiche de palmito. levíssima massa recheada com palmito fresco temperado com cúrcuma.

Quiche de palmito. levíssima massa recheada com palmito fresco temperado com cúrcuma. CARDÁPIO DETOX Quiche de palmito levíssima massa recheada com palmito fresco temperado com cúrcuma. Quiche de Espinafre levíssima massa recheada com creme de espinafre finamente temperado e harmonizado

Leia mais

Através do projeto vivenciando valores na saúde o Colégio Adventista Ellen G. White com informações do site R7.com, fornecerão a você receitas

Através do projeto vivenciando valores na saúde o Colégio Adventista Ellen G. White com informações do site R7.com, fornecerão a você receitas Através do projeto vivenciando valores na saúde o Colégio Adventista Ellen G. White com informações do site R7.com, fornecerão a você receitas de refrescos rápidos e saudáveis para os dias quentes. Confira,

Leia mais

Alimentação infantil Dicas para emagrecer

Alimentação infantil Dicas para emagrecer Alimentação infantil Dicas para emagrecer 01 Introdução Alimentar-se é fonte de prazer, mas, primeiramente, fonte de energia e nutrientes para o organismo. Quando se fala em dieta ou disciplina alimentar

Leia mais

O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s. Para colocação de

O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s. Para colocação de O r i e n t a ç õ e s N u t r i c i o n a i s Para colocação de Etapa 1 DIETA LÍQUIDA: Tempo de duração - 7 dias Primeiras 24-48 horas Nesta etapa, a dieta é composta por líquidos que forneçam poucos resíduos

Leia mais

Suplementos de A a Z

Suplementos de A a Z Suplementos de A a Z Hoje existe uma enorme lista de suplementos nas lojas. Mas para que servem? Descubra o que a tecnologia alimentícia pode fazer por você. Otimizar os resultados dos treinos, aumentar

Leia mais

Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar.

Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar. Já está na mesa o novo cardápio da alimentação escolar. Prove as receitas, veja como está gostoso e, o mais importante, nutritivo! A Prefeitura de Ipatinga elaborou para você este livro com receitas que

Leia mais

O Batido. O leite e a fruta apresentam na sua constituição um. Os batidos constituem-se como uma excelente fonte de

O Batido. O leite e a fruta apresentam na sua constituição um. Os batidos constituem-se como uma excelente fonte de O Batido Resulta de uma extraordinária combinação de sabores! O leite e a fruta apresentam na sua constituição um interessante perfil nutricional a sua combinação é, por isso, de excelência! Os batidos

Leia mais

ô.,i^n,,, clc 06) suptemento arimentar padrão para desnutrição protéico carórica

ô.,i^n,,, clc 06) suptemento arimentar padrão para desnutrição protéico carórica Cl ns O47- SND/2014. Caçapava, 31 de julho de20!4. Alc Júlio César Licitações clc Vanessa Camargo Gerente Operacional Ref: Resposta dos esclarecimentosolicitados pela empresa Humana Alimentar Segue, conforme

Leia mais

Saiba mais sobre eles antes de consumir Todas as informações que você precisa ter antes de consumir ou não estes produtos que prometem maravilhas

Saiba mais sobre eles antes de consumir Todas as informações que você precisa ter antes de consumir ou não estes produtos que prometem maravilhas Saiba mais sobre eles antes de consumir Todas as informações que você precisa ter antes de consumir ou não estes produtos que prometem maravilhas Matéria publicada em 02 de Maio de 2014 Uma cápsula de

Leia mais

Atividades de Fixação. Nutrição Infantil Fabiana Borrego

Atividades de Fixação. Nutrição Infantil Fabiana Borrego Atividades de Fixação Nutrição Infantil Fabiana Borrego Gestante Gestante de 18 anos com 22 semanas gestacionais, acompanhada no centro de saúde, foi encaminhada a nutrição por apresentar baixo peso. Fumante:

Leia mais

Os erros que te impedem de emagrecer!

Os erros que te impedem de emagrecer! Os erros que te impedem de emagrecer! Os 20 erros que comprometem o seu emagrecimento Este artigo é de total responsabilidade e criação de GWBrasil. Acesse e saiba mais: http://goworkoutbrasil.com 1. Não

Leia mais

1 Uso reduzido de produtos industrializados.

1 Uso reduzido de produtos industrializados. Somos um EMPÓRIO e RESTAURANTE de alimentação saudável, orgânica, sem glúten, sem lactose, vegetariana e vegana. Optamos por não servir alimentos com carne por uma questão de respeito aos animais. Mas,

Leia mais