Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz"

Transcrição

1 Amamentação: sobrevivência infantil e qualidade de vida 1 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz

2 PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO

3 POR QUE A AMAMENTAÇÃO É IMPORTANTE? A Organização Mundial da Saúde estima que a cada ano um milhão e meio de mortes poderiam ser evitadas por meio da prática da amamentação. Crianças em amamentação exclusiva adoecem 2 vezes e meia menos do que crianças que tomam leite artificial. OMS, 1994, Chadan, 1979, Feachem 1984 e Victora, 1987

4 POR QUE A AMAMENTAÇÃO É IMPORTANTE PARA O BEBÊ? Proporciona uma nutrição superior e um ótimo crescimento. Fornece água adequada para hidratação. Favorece o vínculo afetivo e o desenvolvimento. Protege contra infecções, diarréia e alergias. 21

5 OUTRAS VANTAGENS PARA O BEBÊ Proteção contra diabetes, obesidade, pressão alta e câncer na infância Melhor resposta a vacinação Recuperação mais rápida nas doenças Menos problemas ortodônticos e fonoaudiológicos associados ao uso de mamadeira. Melhor desempenho em testes de QI 23

6 VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO PARA A MÃE 24 Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, reduzindo o risco de hemorragia Aumenta as reservas de ferro Reduz o risco de câncer de mama e de ovário Ajuda a retardar uma nova gravidez

7 VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO PARA A MÃE O aleitamento materno torna conveniente as viagens e as mamadas noturnas. A depressão pós parto é reduzida. É mais prático e menos trabalhoso. O leite está pronto, não necessita preparo. O leite não estraga e não é preciso se preocupar com a falta de estoque. É mais econômico.

8 26 VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO PARA A FAMÍLIA Melhor saúde e nutrição resultam em melhor ambiente psico-social e bem estar. Menos gastos com cuidados médicos. A economia que se faz pode ser revertida em outros benefícios.

9 RISCOS DA ALIMENTAÇÃO ARTIFICIAL bebê interfere no vínculo bebê mais diarréia e infecção respiratória mais alergia e intolerância ao leite diarréia persistente maior risco de doenças crônicas desnutrição e deficiência de vit. A obesidade maior mortalidade menor desempenho em testes de inteligência pode ficar grávida precocemente MÃE maior risco de anemia, câncer de ovário e de mama

10 Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde recomendam: Amamentação exclusiva nos 6 primeiros meses e Amamentação continuada até os 2 anos de idade ou mais 3 4

11 COMPOSIÇÃO DO LEITE MATERNO O LEITE MATERNO É ESPÉCIE-ESPECÍFICO GORDURA ÁGUA ENZIMAS AÇÚCAR FERRO SAIS VITAMINAS PROTEÍNA ANTICORPOS

12 17

13 VITAMINAS PRESENÇA DE VITAMINAS NOS DIFERENTES LEITES VITAMINA B VITAMINA C VITAMINA B VITAMINA A HUMANO VITAMINA C VITAMINA A VACA 19

14 Ao longo da mamada a criança recebe um leite único, com características distintas e ajustáveis a cada momento em que está no peito.

15 Termos e definições do aleitamento materno Aleitamento Materno Exclusivo A criança recebe somente leite materno (diretamente do peito ou ordenhado) e nenhum outro líquido ou sólido, com exceção de suplementos minerais ou vitaminas. Alimentação Complementar Oportuna A criança recebe leite materno complementado por alimentos sólidos, semi sólidos e/ou outros líquidos a partir do 6º mês.

16 COLOSTRO Aparece por volta do 7º mês de gestação. É espesso, pegajoso e amarelo claro. É completo como primeiro alimento para o bebê.

17 PROPRIEDADE IMPORTÂNCIA rico em anticorpos protege contra infecções e alergias muitos leucócitos laxante expulsa o mecônio, ajuda a prevenir a icterícia fatores de crescimento acelera a maturação intestinal, previne alergia e intolerância rico em vitamina A reduz a gravidade de algumas infecções (como sarampo e diarréia); previne doenças oculares causadas por deficiência de vitamina A De: OMS/CDR/93.6 COLOSTRO 8

18 Primeiro leite colostro

19 colostro Pequenas quantidades- ideal para o bebê

20 Desde a Sala de Parto

21 Na primeira hora de vida Mantenha o peito disponível e perto da boca do bebê e seja paciente. Permita que ele o lamba e explore. 10

22 Estimular o reflexo de busca tocando a boca do bebê com o mamilo Esperar que o bebê esteja com a boca bem aberta (como se fosse bocejar) Colocar toda (ou quase) aréola e o bico na boca do bebê

23 PEGA 1- boca bem aberta 2- labio inferior voltado para fora 3- aréola: mais visível acima da boca do bebê do que abaixo 4- queixo toca a mama (ou quase)

24 POSICIONAMENTO 1. cabeça e tronco do bebê alinhados 2. boca bem de frente da região mamilo-areolar 3. corpo do bebê próximo e voltado para mãe 4. Apoiar o bebê no pescoço, ombros e se for RN, apoiar suas nádegas

25 A sucção do bebê no peito Observar o ciclo: Sucção Deglutição Respiração 4

26 O que você está vendo? Boa pega Má pega

27 O que você está vendo? Boa pega Má pega

28 POR QUE NÃO USAR MAMADEIRA, CHUPETA,CHUCA OU PROTETOR DE MAMILO (BICO INTERMEDIÁRIO)

29 DESVANTAGENS CONFUSÃO DE BICOS PROBLEMAS NA FALA PROBLEMAS NA DENTIÇÃO RESPIRAÇÃO BUCAL FISSURAS DIMINUI A PRODUÇÃO DE LEITE INGURGITAMENTO MAMÁRIO

30 Maior risco de contaminar o leite e provocar doenças; Atrapalha o aleitamento materno, causando confusão de bicos; Pode modificar a posição dos dentes, prejudicar a fala e respiração fazendo o bebê respirar pela boca; É mais caro e sua preparação dá mais trabalho; Diminui o contato entre mãe e filho;

31 Consequências do uso de bicos e mamadeiras Confusão de bicos Dor/ pouco ganho peso Fissura + ingurgitamento

32 PRODUZIR LEITE QUANTO MAIS O BEBÊ SUGAR, MAIS LEITE VAI SER PRODUZIDO LIVRE DEMANDA POSIÇÃO E PEGA CORRETA A MÃE DEVE TOMAR ÁGUA SUFICIENTE PARA SE HIDRATAR TEMPO E DEDICAÇÃO

33 Sempre que o bebê quiser, de dia ou de noite

34 Em cada mamada, oferecer ambos os peitos, se o bebê desejar.deixar o bebê mamar até soltar o peito

35 COMO TERMINAR A MAMADA Deixar o bebê mamar até soltar o peito espontaneamente. Se preciso, a mãe pode colocar o dedo mindinho na boca do bebê para ele soltar.

36 Posições para Arrotar

37 Tamanho e formato de mamas e mamilos Existem muitos formatos e tamanhos diferentes de mamas e mamilos. Os bebês mamam na maioria deles

38 TRAUMAS MAMILARES FISSURAS INGURGITAMENTO MAMAS CHEIAS MASTITE

39 Quando ocorre? Quando a língua atrita o bico do mamilo OMS/CDR/93.6 Quando as gengivas pressionam e ferem a base do mamilo.

40 FISSURA

41 1. Mamas cheias 2.Mama ingurgitada

42 Mastite

43 CUIDADO!!! Quando o peito estiver muito cheio, antes de amamentar, massagear e espremer a região da aréola para tirar um pouco de leite. Isto é para deixar a aréola mais macia e mais fácil para o bebê mamar.

44 RETIRADA DO LEITE DO PEITO (ORDENHA) EXTRAÇÃO MANUAL Porque facilita a amamentação; Quando o peito estiver cheio ou empedrado; Preferir a retirada do leite com as mãos; Amamentar somente o seu filho; Quando a mãe é HIV positivo não pode amamentar o filho e o seu leite deve ser secado;

45 AMAMENTAÇÃO EXCLUSIVA Após seis meses continuar amamentando até os dois anos de idade ou mais e introduzir os alimentos da família

46 A FAMÍLIA E A AMAMENTAÇÃO O QUE É IMPORTANTE? Participação do pai e dos avós desde as consultas de pré-natal, até o parto e pós-parto; Encorajar e incentivar a mãe a amamentar;

47 A FAMÍLIA E A AMAMENTAÇÃO O QUE É IMPORTANTE? Participar em casa nos momentos de amamentação, envolvendo os outros filhos; Ajudar no cuidado com a casa e os filhos;

48 A FAMÍLIA E A AMAMENTAÇÃO O QUE É IMPORTANTE? Não trazer para casa produtos que prejudicam a amamentação, como latas de leite, mamadeiras e chupetas;

49 A FAMÍLIA E A AMAMENTAÇÃO O QUE É IMPORTANTE? Não fumar na presença do bebê; Orientar a mãe a procurar o serviço de saúde em casos de dúvidas sobre a amamentação;

50 ALIMENTAÇÃO Até 6 meses sem água,chá e outros complementos( sobrecarga) Não oferecer leite de vaca ( riscos no primeiro ano de vida ) Após os 6 meses oferecer alimentação complementar + leite materno

51 GRATA

Vínculo entre mãe e bebê

Vínculo entre mãe e bebê Vínculo mãe/bebê Vínculo entre mãe e bebê Tenha uma idéia audaciosa hoje. Amanhã ela já não será nova. O bebê precisa reconhecer quem cuida dele, por isso, precisa ser cuidado sempre pela mesma pessoa.

Leia mais

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê.

OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. OS AMIGOS DO PRÉ NATAL O pré natal é muito importante para a saúde da mãe e do bebê. O preparo da mama durante a gestação pode ser feito a partir do 6º mês, com banho de sol que fortalece os mamilos e

Leia mais

Amamentar. a melhor escolha!

Amamentar. a melhor escolha! Amamentar a melhor escolha! Unidade de Aleitamento Materno Maternidade Odete Valadares Unidade de Aleitamento Materno Banco de Leite Humano Diretora Geral Lúcia Elisa Prado Moreira Carré Gerente Assistencial

Leia mais

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura Dicas para a Amamentação Material impresso e distribuído em janeiro/2013. Código: XXXX. MS 2.1087.0299. Cuidar e proteger quem mais merece Cuidar e proteger quem mais merece Para o bebê O leite materno

Leia mais

Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos

Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos Orientações para alimentação saudável de crianças menores de dois anos 1-Por que crianças menores de 2 anos precisam de uma alimentação saudável? A criança menor de 2 anos está crescendo rápido e por isso

Leia mais

Aleitamento Materno Por que estimular?

Aleitamento Materno Por que estimular? Aleitamento Materno Por que estimular? Francine Canovas Dias Nutricionista Especializanda Disciplina de Gastroenetrologia Pediátrica Escola Paulista de Medicina/UNIFESP Recomendações 1980-1 s estudos sobre

Leia mais

Figura 1 Adaptação da boca do bebé à mama da mãe (pega) Fonte: Adaptado OMS/UNICEF, 1995

Figura 1 Adaptação da boca do bebé à mama da mãe (pega) Fonte: Adaptado OMS/UNICEF, 1995 Amamentação Na Figura 1 pode observar-se como o bebé se aproxima da mama. Ele aproxima-se por debaixo do mamilo. Isto ajuda a uma boa adaptação entre a sua boca e a mama da mãe porque o mamilo está bem

Leia mais

APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA

APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA APOIO ÀS S MÃES NO CONSULTÓRIO DO PEDIATRA Ana Júlia Colameo Apresentação elaborada para o Seminário: Se o assunto é amamentar, apoio à mulher em primeiro lugar O pediatra é um médico que tem a missão

Leia mais

Amamentar. Introdução

Amamentar. Introdução Amamentar Introdução O leite materno é o melhor alimento para o bebé. Tem um valor nutritivo equilibrado e fornece a quantidade perfeita de proteínas, hidratos de carbono, gorduras, vitaminas e ferro para

Leia mais

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública Universidade Atlântica 4.º Ano - Investigação Aplicada AVALIAÇÃO DO GRAU DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A AMAMENTAÇÃO Projecto de Investigação Docente: Ana Cláudia

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO um factor promotor de saúde

ALEITAMENTO MATERNO um factor promotor de saúde ALEITAMENTO MATERNO um factor promotor de saúde Direcção-Geral da Saúde Ministério da Saúde 12 Outubro 2007 Objectivo da sessão Abordar/relembrar os principais benefícios do aleitamento materno Lactente

Leia mais

1.5.2 Avaliar a Amamentação

1.5.2 Avaliar a Amamentação 1.5.2 Avaliar a Amamentação Primeiro decida se você vai avaliar a amamentação da criança. Avaliar sempre que: tiver sendo consultada pela 1ª vez no serviço de saúde ou tiver qualquer dificuldade em se

Leia mais

2 Cartilha Aleitamento Materno

2 Cartilha Aleitamento Materno 2 Cartilha Aleitamento Materno AMAMENTAÇÃO São inúmeros os benefícios da amamentação para o bebê, mãe e família. O leite materno é o melhor alimento para o bebê e deve ser a única fonte de alimento para

Leia mais

As vantagens do aleitamento materno - relato de casos

As vantagens do aleitamento materno - relato de casos MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA E PESQUISA EM SAÚDE ESCOLA GHC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO

Leia mais

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria

Amamentação. Factos e Mitos. Juntos pela sua saúde! Elaborado em Julho de 2011. USF Terras de Santa Maria Elaborado em Julho de 2011 USF Terras de Santa Maria Rua Professor Egas Moniz, nº7 4520-909 Santa Maria da Feira Telefone: 256 371 455/56 Telefax: 256 371 459 usf _terrassantamaria@csfeira.min-saude.pt

Leia mais

Amamentação na primeira hora, proteção sem demora.

Amamentação na primeira hora, proteção sem demora. Amamentação na primeira hora, proteção sem demora. Amamentar logo após o nascimento, na primeira hora, é muito importante para a mãe e para o bebê porque: Protege mais o bebê contra doenças. Ajuda a mulher

Leia mais

Ordenha do Leite Materno

Ordenha do Leite Materno Ordenha do Leite Materno Mais benefícios para mamãe e bebê. ordenha do leite materno O Guia para ordenha do leite materno apresenta informações importantes para ajudar a mamãe nesse momento ÚNICO! o que

Leia mais

Aleitamento Materno Manejo da Amamentação UEFS CIAMA/BLH/HGCA Aleitamento Materno Vantagens Nutricionais: adequado crescimento e desenvolvimento Imunológico: proteção contra doenças a curto e longo prazo

Leia mais

"UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria?

UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO.O que é a Odontopediatria? "UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Medicina Dentária que oferece aos bebés,

Leia mais

Método de Amenorréia Lactacional

Método de Amenorréia Lactacional CAPÍTULO 19 Método de Amenorréia Lactacional Pontos Básicos para Profissionais/Serviços de Saúde e Clientes É um método de planejamento familiar baseado na amamentação. Proporciona contracepção para a

Leia mais

Vínculo entre mãe e bebê

Vínculo entre mãe e bebê Vínculo mãe/bebê Vínculo entre mãe e bebê Tenha uma idéia audaciosa hoje. Amanhã ela já não será nova. O bebê precisa reconhecer quem cuida dele, por isso, precisa ser cuidado sempre pela mesma pessoa.

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA INFLUÊNCIA DA ESCOLARIDADE NOS TRAUMAS

Leia mais

Carla Eduarda da Silva Sousa. Questionário. O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno

Carla Eduarda da Silva Sousa. Questionário. O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno Carla Eduarda da Silva Sousa Questionário O Conhecimento dos docentes da Faculdade de Ciências da Saúde da UFP sobre Aleitamento Materno Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE AS VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO. Por: Ivanilde Gelli Perin

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE AS VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO. Por: Ivanilde Gelli Perin UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE AS VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO Por: Ivanilde Gelli Perin Orientador Profa. Dra. Maria da Conceição Maggioni Poppe São José

Leia mais

COMO AMAMENTAR SEU FILHO

COMO AMAMENTAR SEU FILHO COMO AMAMENTAR SEU FILHO Cabeça e corpinho do bebê ficam alinhados em uma mesma reta. Barriga do bebê fica encostada na barriga da mãe. Apoiar o bumbum do bebê. Mãe segura a mama com seu dedão acima da

Leia mais

Cliente: Prontobaby Hospital da Criança Data: 02/08/2012 Dia: Qui Assunto: Aleitamento Materno

Cliente: Prontobaby Hospital da Criança Data: 02/08/2012 Dia: Qui Assunto: Aleitamento Materno Veículo: Chris Flores Seção: Saúde Site: chrisflores.net RM http://www.chrisflores.net Amamentação Mulheres com próteses de silicone podem amamentar? Saiba o que é mito ou verdade http://www.chrisflores.net/saude/3/materia/2098/amamentacao.html

Leia mais

DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1

DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1 DIFICULDADES VIVIDAS NO PROCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO 1 CREMONESE, Luiza 2 ; WILHELM, Laís Antunes 2 ; SANTOS, Carolina Carbonell dos 2 ; ALVES, Camila Neumaier 2 ; MARTELLO, Naiashy Vanuzzi 2 ; SILVA,

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO 1) LACTAÇÃO

ALEITAMENTO MATERNO 1) LACTAÇÃO ALEITAMENTO MATERNO O leite materno é o alimento ideal para o recém-nascido, já que também atende às necessidades físicas e psíquicas do bebê. A Sociedade Brasileira de Pediatria e a Academia Americana

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO 1

ALEITAMENTO MATERNO 1 ALEITAMENTO MATERNO ALEITAMENTO MATERNO 1 AMAMENTAÇÃO UM ATO DE AMOR Um bom alimento é fundamental para o desenvolvimento da criança. E o melhor alimento do mundo para o bebê é o leite materno. O leite

Leia mais

Cuidados simples são fundamentais para o sucesso desta fase de criação e muitas vezes são negligenciados pelo produtor. Saiba quais são eles.

Cuidados simples são fundamentais para o sucesso desta fase de criação e muitas vezes são negligenciados pelo produtor. Saiba quais são eles. Cuidados simples são fundamentais para o sucesso desta fase de criação e muitas vezes são negligenciados pelo produtor. Saiba quais são eles. Publicado em 03/09/2010 por Breno Bracarense, graduando em

Leia mais

Centro de Referência em Aleitamento Materno Banco de Leite Humano SESAB 2 a DIRES- HGCA

Centro de Referência em Aleitamento Materno Banco de Leite Humano SESAB 2 a DIRES- HGCA Centro de Referência em Aleitamento Materno Banco de Leite Humano SESAB 2 a DIRES- HGCA APOSTILA - ALEITAMENTO MATERNO CONHECIMENTOS MÍNIMOS Autores: Graciete Oliveira Vieira Suelly Pinto Teixeira de M.

Leia mais

Instrumentos de proteção legal da amamentação no Brasil

Instrumentos de proteção legal da amamentação no Brasil Instrumentos de proteção legal da amamentação no Brasil O Brasil está entre os seis primeiros países a incorporar o Código em sua legislação Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes

Leia mais

ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação!

ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação! ALIMENTAÇÃO/APETITE como lidar com a situação! ISABEL DINIS Fases da Infância e as Problemáticas Infantis. Oliveira do Hospital, 2009 Importância da alimentação saudável Estado de saúde adequado Óptimo

Leia mais

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO Identificar a necessidade da mãe em receber orientação quanto ao aleitamento materno adequado; Orientar as mães, acompanhantes e/ou familiares,

Leia mais

Seu guia para uma amamentação bem-sucedida

Seu guia para uma amamentação bem-sucedida Seu guia para uma amamentação bem-sucedida VirtuaBaby Sistemas de apoio e recursos de amamentação Disque-amamentação/lactação do Hospital Virtua Voorhees Hospital (856) 247-2793 Disque-amamentação/lactação

Leia mais

PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO

PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO Orientação sobre o uso do Álbum Seriado Você é muito importante para este trabalho educativo do Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno no Brasil. Existem provas de

Leia mais

Alimentação no primeiro ano de vida. Verônica Santos de Oliveira

Alimentação no primeiro ano de vida. Verônica Santos de Oliveira Alimentação no primeiro ano de vida Verônica Santos de Oliveira Nutrição nos Primeiros Anos de Vida Deixe que a alimentação seja o seu remédio e o remédio a sua alimentação ( Hipócrates ) Nutrição nos

Leia mais

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar da UVA Chefe da Equipe de Fonoaudiologia

Leia mais

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil a ser realizado com apoio do Senac São Paulo e Santander Universidades Maio 2008 2 Nome da organização:

Leia mais

Recomendações úteis para a manutenção do aleitamento materno em mães que trabalham fora do lar ou estudam

Recomendações úteis para a manutenção do aleitamento materno em mães que trabalham fora do lar ou estudam Recomendações úteis para a manutenção do aleitamento materno em mães que trabalham fora do lar ou estudam Essas recomendações foram elaboradas para orientar mães e profissionais de saúde nas situações

Leia mais

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano Acompanhamento Sejam bem-vindos Nós desenvolvemos este guia para ajudá-lo a se preparar para a alta de sua criança. Muitas famílias acreditam que aprendendo e conversando antes da alta hospitalar de sua

Leia mais

Amamentar é vida. e também seu direito!

Amamentar é vida. e também seu direito! Amamentar é vida e também seu direito! Amamentarseéu direito Esta cartilha sobre amamentação foi criada exclusivamente para você, gestante ou futura mamãe aeroviária de Guarulhos. Essa publicação fala

Leia mais

O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL?

O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL? 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL? Priscila Amanda Ramos Galego 1 ; Cristiane Faccio Gomes 2 RESUMO: Este estudo teve como

Leia mais

Actualizado em 21-09-2009* Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar

Actualizado em 21-09-2009* Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar Doença pelo novo vírus da gripe pandémica (H1N1) 2009 Mulheres grávidas ou a amamentar Destaques A análise dos casos ocorridos, a nível global, confirma que as grávidas constituem um grupo de risco, pelo

Leia mais

Diretrizes Assistenciais

Diretrizes Assistenciais Diretrizes Assistenciais ALIMENTAÇÃO NO LACTENTE I Versão eletrônica atualizada em Maio 2009 Relatores: Adalberto Stape (stape@einstein.br) Maria Teresa Bechere Fernandes (mtbechere@einstein.br) Núcleo

Leia mais

Mulheres grávidas ou a amamentar*

Mulheres grávidas ou a amamentar* Doença pelo novo vírus da gripe A(H1N1) Fase Pandémica 6 OMS Mulheres grávidas ou a amamentar* Destaques: A análise dos casos ocorridos, a nível global, confirma que as grávidas constituem um grupo de

Leia mais

RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO

RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO RECOMENDAÇÕES E CUIDADOS NO PRÉ-NATAL PARA PREVENIR TRANSTORNOS MAMÁRIOS NO PUERPÉRIO CORINTIO MARIANI NETO Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros Universidade Cidade de São Paulo Comissão Nacional

Leia mais

Gripe H1N1 ou Influenza A

Gripe H1N1 ou Influenza A Gripe H1N1 ou Influenza A A gripe H1N1 é uma doença causada por vírus, que é uma combinação dos vírus da gripe normal, da aviária e da suína. Essa gripe é diferente da gripe normal por ser altamente contagiosa

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA INFÂNCIA Andréa Ott 1, Arléia Maria Gassen 1, Catiana de Moura Morcelli 1, Elisângela Maria Politowski 1, Débora Krolikowski 2 Palavras-chave: nutrição humana, criança, saúde. INTRODUÇÃO

Leia mais

A importância da primeira infância

A importância da primeira infância A importância da primeira infância Cesar Victora Professor Emérito da Universidade Federal de Pelotas Presidente da Associação Epidemiológica Internacional Perito em Nutrição Infantil da Organização Mundial

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO APRESENTAÇÃO O aleitamento materno exclusivo (AME) é sinônimo de sobrevivência para o recém-nascido,

Leia mais

Apresentação. Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais.

Apresentação. Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais. Apresentação Tá na hora! O momento é de felicidade. Tudo indica que seu bebê está para nascer! É tempo de cuidados mais que especiais. A gravidez dura 280 dias ou 40 semanas, de acordo com os médicos,

Leia mais

para Sugar e Morder 4 5

para Sugar e Morder 4 5 Let s Grow Os artigos para bebé devem ser sempre seguros e fiáveis. Os nossos artigos são testados até à exaustão, não apenas pelos nossos fornecedores como também pelo nosso laboratório Difrax. Experimentamos

Leia mais

Spots para a Semana Mundial de Aleitamento Materno 2011. Amamentação: uma experiência em 3D

Spots para a Semana Mundial de Aleitamento Materno 2011. Amamentação: uma experiência em 3D Spots para a Semana Mundial de Aleitamento Materno 2011 Amamentação: uma experiência em 3D 1. Mulher trabalhadora (mais informações em www.saude.gov.br) VOCÊ, MULHER QUE TRABALHA FORA: REIVINDIQUE 6 MESES

Leia mais

Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS

Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS Enfermeira Joice Marques SMS/Ibirubá-RS Dados do município * População : 18.633 habitantes, IBGE (2000). * Área: 611,81 km² * IDH: 0.824/PNUD (2000) * Distância à Capital: 238.4083Km * Atividade econômica:

Leia mais

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA:

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA: TÍTULO: AÇÕES EDUCATIVAS EM ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO PRIMEIRO ANO DE VIDA EM UMA COMUNIDADE DA CIDADE DO RECIFE. AUTORAS: Osório, M.M.; Javorski,M.; Santana, S.C.S.; Leal, L.P.;

Leia mais

Abrah Associação Brasileira de Reciclagem e Assistência em Homeopatia

Abrah Associação Brasileira de Reciclagem e Assistência em Homeopatia ROSÁRIA MARIA GIANNELLA ESTANISLAU Abrah Associação Brasileira de Reciclagem e Assistência em Homeopatia Orientador Drª Maria Aparecida de Melo DESMAME PRECOCE x TUBERCULINISMO Introdução Até que ponto

Leia mais

PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012.

PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012. PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012. Dayane Marcela Carvalho da Silveira (Apresentadora) 1, Adriana Zilly (Colaboradora) 2, Marieta Fernandes (Orientadora) 3.

Leia mais

ORLIPID (orlistate) EMS SIGMA PHARMA LTDA. cápsula. 120mg

ORLIPID (orlistate) EMS SIGMA PHARMA LTDA. cápsula. 120mg ORLIPID (orlistate) EMS SIGMA PHARMA LTDA cápsula 120mg 1 ORLIPID (orlistate) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ORLIPID (orlistate) APRESENTAÇÕES Cápsulas de 120mg: Embalagem contendo 21, 30, 42, 60, 84 ou

Leia mais

INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS.

INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS. 46º Congresso de Ginecologia e Obstetrícia do Distrito Federal INGURGITAMENTO MAMÁRIO E HIPOGALACTIA. DROGAS GALACTAGOGAS. CORINTIO MARIANI NETO Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros Universidade

Leia mais

Alimentação infantil. Aleitamento materno e fórmulas infantis. Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas

Alimentação infantil. Aleitamento materno e fórmulas infantis. Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas Alimentação infantil Aleitamento materno e fórmulas infantis Prof. Orlando Antônio Pereira Faculdade de Ciências Médicas Unifenas Ilustração da etnia Guarani/Kaiowá, A Organização Mundial de Saúde

Leia mais

EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO. Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014.

EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO. Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014. EPIDERMÓLISE BOLHOSA NUTRIÇÃO Andréa Gislene do Nascimento Nutricionista Chefe Serviço de Nutrição e Dietética 16 de agosto de 2014. Bolhas orofaringeanas Constipação Fibrose submucosa Cáries dentárias

Leia mais

Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza

Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza Conteúdos 2ª Avaliação do 4º bimestre Área de Ciências da Natureza Habilidades Revisar os conteúdos da Área de Ciências

Leia mais

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno 1 Ter uma política de aleitamento materno escrita, que seja rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados da saúde. 2 Capacitar toda equipe de

Leia mais

ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS NÃO AMAMENTADAS

ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS NÃO AMAMENTADAS ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS NÃO AMAMENTADAS ALIMENTAÇÃO PARA CRIANÇAS NÃO AMAMENTADAS Quando o desmame não pôde ser revertido após orientações e acompanhamento dos profissionais ou em situações em que a

Leia mais

Dr.Orlando Antônio Pereira. Apostila de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Unifenas.

Dr.Orlando Antônio Pereira. Apostila de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Unifenas. ALIMENTAÇÃO DA CRIANÇA Dr.Orlando Antônio Pereira Apostila de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Unifenas. Alfenas 2011 Índice 1 O ALEITAMENTO MATERNO 1 1.1 Qualidades do Leite Materno........................

Leia mais

Amamentação e Segurança Alimentar

Amamentação e Segurança Alimentar Amamentação e Segurança Alimentar Penny Van Esterik Segurança alimentar significa a garantia de obtenção de alimento em quantidade e qualidade suficiente para que todos possam manter uma vida produtiva

Leia mais

Massagens para Crianças. Telma Batista 27 de Janeiro

Massagens para Crianças. Telma Batista 27 de Janeiro Massagens para Crianças Telma Batista 27 de Janeiro A Importância do acto de TOCAR 1 - Após a Segunda Guerra Mundial pesquisas realizadas revelaram que a causa do marasmo estava relacionada Com a falta

Leia mais

12 MÃE NO ALOJAMENTO DE PUÉRPERAS 12

12 MÃE NO ALOJAMENTO DE PUÉRPERAS 12 Página 1 Índice ÍNDICE 1 CAPÍTULO 1 - AMBULATÓRIO PRÉ-NATAL 3 TRIAGEM 3 ANAMNESE DIRIGIDA 3 EXAME FÍSICO DAS MAMAS 3 CONSULTA DE ALEITAMENTO MATERNO 3 CONSULTAS MULTIPROFISSIONAIS 3 VANTAGENS DO ALEITAMENTO

Leia mais

Objetivos da SMAM 2013

Objetivos da SMAM 2013 Objetivos da SMAM 2013 1. Conscientizar da importância dos Grupos de Mães (ou do Aconselhamento em Amamentação) no apoio às mães para iniciarem e manterem a amamentação. 2. Informar ao público sobre os

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (x) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM:

Leia mais

SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil

SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil MINISTÉRIO DA SAÚDE SAÚDE DA CRIANÇA: Nutrição Infantil Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Caderno de Atenção Básica, nº 23 Brasília DF 2009 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde

Leia mais

Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral

Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral Stresstabs 600 com zinco polivitamínico e polimineral Nome comercial: Stresstabs 600 com zinco Nome genérico: polivitamínico e polimineral Forma farmacêutica e apresentação referente a esta bula: Stresstabs

Leia mais

considerando a necessidade de diminuir o risco de infecção hospitalar, evitar as complicações maternas e do recém-nascido;

considerando a necessidade de diminuir o risco de infecção hospitalar, evitar as complicações maternas e do recém-nascido; PORTARIA Nº 1.016, DE 26 DE AGOSTO DE 1993 O Ministério de Estado da Saúde, Interino no uso das atribuições legais, e. considerando a necessidade de incentivar a lactação e o aleitamento materno, favorecendo

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução ALEITAMENTO MATERNO I Introdução O incentivo ao aleitamento materno continua sendo um grande desafio em saúde pública, considerando-se o alto índice de desmame precoce e o grande número de óbitos infantis

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS Perguntas respondidas pelo Dr. Diógenes L. Rocha, cirurgião plástico, professor da Universidade de São Paulo e voluntário da Operação Sorriso. 1-O que é lábio leporino?

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES COM INTERNAÇÕES AGENDADAS PREZADO CLIENTE:

ORIENTAÇÕES PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES COM INTERNAÇÕES AGENDADAS PREZADO CLIENTE: ORIENTAÇÕES PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES COM INTERNAÇÕES AGENDADAS PREZADO CLIENTE: Pensando em seu bem-estar e tranquilidade, preparamos este guia rápido com informações úteis para sua internação, tornando

Leia mais

MEU BEBÊ ESTÁ MAMANDO O SUFICIENTE? COMO SABER? Estou preocupada se meu bebê está recebendo leite suficiente como posso ter certeza?

MEU BEBÊ ESTÁ MAMANDO O SUFICIENTE? COMO SABER? Estou preocupada se meu bebê está recebendo leite suficiente como posso ter certeza? MEU BEBÊ ESTÁ MAMANDO O SUFICIENTE? COMO SABER? Estou preocupada se meu bebê está recebendo leite suficiente como posso ter certeza? Melhor do que preocupar-se e tentar adivinhar se seu bebê amamentado

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR INFORMAÇÕES DO PERINATAL A CONFIRMAR/CORRIGIR 0a. Qual o seu nome

Leia mais

46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL. Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF

46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL. Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF 46º CONGRESSO BRASILEIRO DE GINECOLOGIA E OBSTETRICIA DO DISTRITO FEDERAL Brasília 2013, Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília-DF 24 a 26 de abril de 2013 FISSURAS MAMÁRIAS Algoritmo Prático

Leia mais

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES Francis Farias de Oliveira 1 ; Caroline Maressa Alves

Leia mais

Silimalon (slimarina + metionina)

Silimalon (slimarina + metionina) Silimalon (slimarina + metionina) Zydus Nikkho Farmacêutica Ltda Drágeas 70 mg / 100 mg Bula do Paciente Silimalon drágea- Versão 01 11/2010- paciente Página 1 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SILIMALON

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA. Composição: Cada comprimido de VENORUTON contém 500 mg de rutosídeo. Excipientes: macrogol e estearato de magnésio.

MODELO DE TEXTO DE BULA. Composição: Cada comprimido de VENORUTON contém 500 mg de rutosídeo. Excipientes: macrogol e estearato de magnésio. MODELO DE TEXTO DE BULA VENORUTON rutosídeo Forma farmacêutica e apresentações: Comprimidos. Embalagem contendo 20 comprimidos. Cápsulas. Embalagem contendo 20 cápsulas. USO ADULTO E PEDIÁTRICO Composição:

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Livazo 1 mg, 2 mg e 4 mg comprimidos revestidos por película Pitavastatina Leia atentamente este folheto antes de tomar Livazo. Conserve este folheto.

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Montelucaste Generis 10 mg Comprimidos Montelucaste de sódio Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento -Conserve este folheto. Pode

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções.

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções. INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA (IRC) Os Rins e suas funções. Possuímos dois rins que têm cor vermelho-escura, forma de grão de feijão e medem cerca de 12 cm em uma pessoa adulta.localizam-se na parte posterior

Leia mais

06/06/2014. Manejo de suínos do nascimento ao abate. Manejo de suínos do nascimento ao abate. Manejo de suínos do nascimento ao abate

06/06/2014. Manejo de suínos do nascimento ao abate. Manejo de suínos do nascimento ao abate. Manejo de suínos do nascimento ao abate Considerações no pré-parto: Limpeza e desinfecção da maternidade Verificar condições do escamoteador suinesp@gmail.com Ao nascimento Secar o leitão Principalmente boca e narinas Evitar perda de T C corporal

Leia mais

o que é boca seca? Por que precisamos da saliva?

o que é boca seca? Por que precisamos da saliva? Você sente a boca seca quando não há saliva suficiente para manter sua boca molhada. boca seca o que é boca seca? Por que você fica com a boca seca? Alguns remédios podem fazer com que sua boca fique seca,

Leia mais

FONOAUDIOLOGIA ALIMENTAÇÃO DO BEBÊ

FONOAUDIOLOGIA ALIMENTAÇÃO DO BEBÊ CEFAC CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL FONOAUDIOLOGIA X ALIMENTAÇÃO DO BEBÊ RITA DE CÁSSIA VASCONCELOS DE ALBUQUERQUE RECIFE 1998 CEFAC CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA

Leia mais

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão.

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão. Nutrição na Infância e Adolescência A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

Xenical. (orlistate) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Cápsulas 120 mg (acondicionado em blister tríplex)

Xenical. (orlistate) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Cápsulas 120 mg (acondicionado em blister tríplex) Xenical (orlistate) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Cápsulas 120 mg (acondicionado em blister tríplex) Xenical orlistate Roche Agente antiobesidade de ação periférica APRESENTAÇÃO Caixa com

Leia mais

DICAS SOBRE AMAMENTAÇÃO

DICAS SOBRE AMAMENTAÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE HOSPITAL MUNICIPAL MATERNIDADE-ESCOLA VILA NOVA CACHOEIRINHA DR. MÁRIO DE MORAES ALTENFELDER SILVA DICAS SOBRE AMAMENTAÇÃO Hospital Amigo

Leia mais

O aleitamento materno na prática clínica

O aleitamento materno na prática clínica S238 Jornal de Pediatria - Vol. 76, Supl.3, 2000 0021-7557/00/76-Supl.3/S238 Jornal de Pediatria Copyright 2000 by Sociedade Brasileira de Pediatria ARTIGO DE REVISÃO O aleitamento materno na prática clínica

Leia mais