SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIAP - Sistema de Apoio ao Professor"

Transcrição

1

2

3 Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação desse projeto, além da extinção da chamada diária dos estudantes em sala de aula, o cadastro de notas e avaliações dos mesmos será realizado pelos educadores no Diário Eletrônico e, automaticamente, lançado nos boletins escolares. Assim, evita-se a sobrecarga de trabalho dos professores e, principalmente, contribui com a economia financeira das escolas na compra dos diários tradicionais. O SIAP foi criado para ser utilizado pelos professores no uso do diário eletrônico, mas também será utilizado pela unidade escolar, uma vez que a mesma é responsável por fazer configurações que antecedem o trabalho do professor, assim como a SEDUC e Subsecretaria Regional na organização e acompanhamento do calendário escolar. O sistema apresenta funções diferentes para cada tipo de usuário. Nesse sistema temos usuários com perfil de administração, perfil de subsecretarias, perfil de unidade escolar e perfil de professor ao qual se destina o diário escolar. Nesse manual você conhecerá os diferentes perfis e saberá como e quando utilizar o sistema com cada acesso. Você verá ainda que alguns itens desse manual faz referência a funções que foram exemplificadas no manual do Calendário Escolar essas funções estarão descritas no perfil SEDUC e outras no perfil ESCOLA. Veja também ao final do manual, explicações que ajudam na configuração do navegador de internet para impressão em cores dos relatórios e demais páginas do sistema.

4 SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Acessando o Sistema Para acessar o sistema, entre na página web da SEDUC pelo endereço localize o ícone do SIAP no lado esquerdo da página, clique sobre o item para acessar conforme a imagem a seguir: Entrando com os dados de acesso no Sistema Faça o login com o seu usuário e a sua senha conforme a imagem a seguir:

5 Usando o Sistema SIAP No menu do sistema, escolha o trabalho que será feito: O menu é composto de: Configurações: definir dados iniciais para serem usados nas operações do sistema e por diversos usuários; Operações: são as atividades e cadastros realizados dentro do sistema; Relatórios: são os dados gerados a partir dos cadastros e das operações realizadas no sistema. A partir de agora, demostraremos a utilização do sistema partindo de cada perfil de usuário. No SIAP temos quatro tipos de usuário, são eles: Secretaria (Seduc), Subsecretaria, Escola e Professor, que serão os que utilizarão o sistema. Perfis de Usuário Usuário com perfil SEDUC No menu configurações, você define os eventos para calendário e vincula as disciplinas ao currículo referência da SEDUC. 1. EVENTOS: cria novos eventos letivos ou não letivos no sistema de calendário:

6 Listando e Criando novos Eventos. Os eventos cadastrados serão utilizados durante a criação do calendário. Alguns eventos são letivos, significa que devem ser executados durante o período letivo no calendário, entre o início e o fim das aulas. Os eventos não letivos podem ser realizados dentro ou fora do período de aulas. Ao acessar a função, clique no botão LISTAR. O sistema mostrará todos os eventos cadastrados no sistema do calendário. Veja imagem a seguir: Para adicionar um novo evento clique no botão NOVO na parte inferior da tela; Informe uma descrição para o evento e marque o seu tipo: letivo ou não letivo. Depois é necessário determinar uma cor para identificá-lo no calendário.

7 Ao final da criação do novo evento, clique em INLCUIR no botão verde. Também é possível editar um evento já cadastrado, basta listá-lo na opção anterior, clicar sobre o item e clicar no botão EDITAR. Fazer a modificação necessária e clicar em ALTERAR, conforme a imagem a seguir. 2. Vincular Disciplina ao Currículo Referência: Cadastro das disciplinas que farão parte do currículo referência. Selecionar as disciplinas para o currículo referência Cadastrar as disciplinas para o currículo referência é listar as disciplinas básicas que serão usadas em cada composição de ensino por todas as unidades escolares. Essas disciplinas são indicadas pela SEDUC. Veja a seguir como cadastrar as disciplinas ao currículo referência. 1. Selecionar a composição de ensino;

8 2. Incluir as disciplinas à composição de ensino; 3. Localizar as disciplinas; No menu Operações temos as atividades realizadas pelo usuário que contém no perfil indicado. As atividades são elaborar o calendário da Rede estadual, aprovar um calendário municipal, um calendário escolar e fazer o currículo referência das disciplinas vinculadas. Veja o exemplo a seguir.

9 Calendário da Rede Estadual Cadastrando um Novo Calendário No espaço de cadastro de calendário para rede estadual de ensino você tem as opções: LISTAR: lista os calendários já cadastrados na rede estadual; NOVO: cria um novo calendário para a rede estadual; VISUALIZAR: exibe o calendário selecionado no resultado da listagem; EXCLUIR: apaga um calendário caso esse seja selecionado na listagem. Depois de você listar todos os calendários cadastrados, clique no calendário que você quer visualizar e editar ou se deseja cadastrar um novo, cliquem em NOVO. O cadastrado do calendário consiste em informar uma atividade para o dia selecionado. Alguns dias já estarão marcados como atividades não letivas definidos no sistema do calendário como por exemplos os feriados nacionais. Clique no quadro correspondente a data, uma janela abrirá e você deve selecionar o que conterá nesta data, após marcar, cliquem em DEFINIR.

10 Se você quer saber o que está marcado em uma data, passe o mouse sobre o dia que o sistema informará o que tem para o dia indicado. Após finalizar a marcação dos dias letivos no calendário, no final da página você deve clicar no botão INLCUIR para confirmar o cadastrado. Pronto, o calendário estará pronto pra ser usado e liberado para as Subsecretarias fazerem suas modificações, se necessário. Quando você abre um calendário para editar ou para incluir um novo, na parte superior tem o botão EXIBIR CALENDÁRIO. Se você clicar no botão informado, o calendário será exibido para confirmar os dados cadastrados, se estiver tudo ok, no final da página você pode libera-lo para a Subsecretaria fazer suas modificações caso necessário. Quando clicar em EXIBIR CALENDÁRIO, um calendário conforme a imagem a seguir é mostrado. Se você quiser imprimi-lo, um botão acima do calendário estará habilitado, é só clicar e imprimir.

11 Exibição do Calendário Pronto Olhe as informações disponíveis na página que pode ser impressa. O calendário completo com feriados, com as legendas informando o que cada cor indica e os dias letivos no semestre e ano. Outros botões de ação são exibidos quando você seleciona um calendário na listagem, mostrado no início desse tópico. ALTERAR: altera um calendário cadastrado; LIBERAR: libera um calendário cadastrado para as subsecretarias regionais e escolas; IMPRIMIR: imprime um calendário cadastrado;

12 Aprovando ou Reprovando Calendário Municipal A subsecretaria regional envia pedido de aprovação para os calendários municipais editados por ela, também adiciona os feriados locais quando existentes e outras atividades que julga necessário para cada município e depois submete o calendário à aprovação, o perfil administrador recebe a notificação da existência de calendários para aprovar ou reprovar. Acessando a função, você pode listar todos os calendários disponíveis ou fazer um filtro com as opções de pesquisa, diminuindo a quantidade de informação. Localize os calendários que estão aguardando aprovação; Clique sobre um calendário de um município e no final da página clique em VISUALIZAR; O calendário será exibido mostrando as alterações, feitas pela subsecretaria com círculos de cores diferentes. Veja a imagem a seguir. Marque se o calendário da submetido pela subsecretaria será aprovado ou reprovado. Quando reprovado, um motivo deve ser inserido ou uma justificativa pela desaprovação. Após a marcação clique no botão APROVAR/REPROVAR em azul, conforme a imagem a cima. Pronto, a subsecretaria receberá a comunicação da aprovação ou reprovação. Aprovando ou Reprovando Calendário Escolar A unidade escolar submete o calendário escolar à aprovação pela subsecretaria de sua região, se aprovado o perfil administrador também recebe o pedido para aprovação. Para fazer a aprovação ou reprovação do calendário modificado por uma unidade escolar acesse a função CALENDÁRIO ESCOLAR no menu do perfil.

13 Você pode fazer pesquisa por uma escola especifica para fazer a liberação do calendário quando solicitado ou ainda listar todas as escolas que enviaram os calendários para aprovação. Depois de pesquisado, clique sobre o calendário e visualize-o clicando no botão no final da página. Marque se o calendário da escola será aprovado ou reprovado. Quando reprovado um motivo deve ser inserido ou uma justificativa pela desaprovação. Após a marcação clique no botão APROVAR/REPROVAR em azul, conforme a imagem a cima. Pronto, a escola receberá a comunicação da aprovação ou reprovação. Currículo Referência O cadastro do currículo referência é uma atividade realizada pela SEDUC sempre no período antecedente as aulas. Pois a partir do cadastro os dados serão usados nos conteúdos usados no diário do professor.

14 O cadastro do currículo referência consiste em cadastrar um EIXO TEMÁTICO que são os temas principais do curso, também cadastrar as expectativas e os conteúdos do currículo, um para cada bimestre do ano letivo. Veja a imagem a seguir: Veja como selecionar os bimestres para inserir as informações:

15 Logo após o cadastros das informações o sistema mostra os dados cadastrados conforme a imagem a seguir: Logo após o cadastro do currículo referência, é sempre importante LIBERAR o currículo pronto. A partir disso esse currículo referência estará disponível para ser usado para todas as unidades escolares que ministram essa disciplina.

16 No meu Relatórios temos o resultado dos cadastros e das operações realizadas que podem ser impressas e arquivados se necessário. Veja os procedimentos a seguir para gerar os relatórios. Relatório dos Calendários Municipais:

17 Relatório dos Calendários Escolares Usuário com Perfil Subsecretaria O perfil subsecretaria possui dois menus Operação e Relatório. No menu Operação temos o item Calendário Municipal que é a criação de calendários para os municípios da sua região e o item Calendário Escolar que faz aprovação do calendário elaborado pela unidade escolar. Criando Calendário para os Municípios da Regional A criação do calendário para um município é a partir do calendário liberado pelo perfil administrador (SEDUC).

18 Acesse a função CALENDÁRIO MUNICIPAL. Listar: se já tiver calendários em desenvolvimento; Novo: para cadastrar um novo calendário para o município; Excluir: para apagar um calendário que já foi iniciado. Cadastrando um Novo calendário Clique no botão novo, será exibido um calendário com alguns dias já marcados pelo perfil administrador (SEDUC), continue a edição: Selecione o município; Lista de Municípios é o evento; Adicione novos itens ao calendário, clicando na data e informando qual

19 Marcando uma Data com Evento Depois de informados todos os eventos para o município, cliquem no final da página em INCLUIR; Se tiver necessidade de alterar, clique na listagem dos calendários sobre o desejado e clique no botão visualizar; Faça as alterações necessárias e confirme clicando em ALTERAR no final da página; Libere o calendário para aprovação/reprovação pela Secretaria perfil administrador. O calendário submetido à aprovação/reprovação pela Subsecretaria será enviado ao perfil Administrador (SEDUC), após aprovação o mesmo será encaminhado ao perfil Escola que fará a criação/modificação para a sua unidade escolar de acordo com o planejamento escolar. Aprovando Calendário Escolar Depois que uma unidade escolar cria um calendário ou faz modificações, o calendário é submetido à aprovação/reprovação pela subsecretaria, que nessa função faz a liberação.

20 Listar: as unidades escolares que solicitaram aprovação/reprovação; Você pode filtrar a pesquisa informando o código da escola, município ou selecionando a unidade na lista de escolas. Visualizar: exibir o calendário selecionado; Marque o calendário para aprovar ou reprovar; Se marcar reprovado, deve ser informada uma justificativa/motivo. Clique no botão APROVA/REPROVAR em azul para confirmar. O calendário ainda esta é em processo de liberação. O perfil Administrador (SEDUC) receberá uma notificação de um calendário existente para ser liberado. Após as duas liberações a unidade escolar receberá uma notificação que o calendário está pronto. No menu de Relatório podemos gerar os relatórios dos calendário aprovados pela SEDUC para cada município da região e também os calendário aprovados para as unidades escolares. Veja os procedimentos a seguir para gerar os relatórios:

21 Relatório de Aprovação dos Calendários Municipais O relatório seguinte mostra os calendários de todos os municípios da regional da subsecretaria e as suas respectivas situações, veja a seguir: Relatório de Aprovação dos Calendários das Escolas do Município O relatório seguinte mostra os calendários de todas as escolas do município escolhido da regional da subsecretaria e as suas respectivas situações, veja a seguir:

22 Usuário com Perfil Escola No perfil Escola temos três itens menu que são Configuração, Operação e Relatórios. Em configurações você pode definir o calendário que será usado para padronizar as datas e atividades da escola no uso do quadro de atividades, também você informa ao sistema o horário das aulas. Veja a seguir:

23 Definir Calendário em Uso Você deve definir um calendário para cada composição de ensino que tem na unidade escolar. Quando definimos um calendário estamos informando ao sistema como obter as informações de dias letivos e períodos de aula e outras atividades. Obs. A unidade Escola pode ter mais um calendário ativo, por isso há necessidade de selecionar o calendário que padronizará os dados de cada composição. Veja a seguir: Horário de Aula Considerando o turno e a composição é necessário o cadastrado dos períodos de aulas e de intervalos, informando o início e termino de cada um. Esses períodos cadastrados serão a base para o Quadro de Horário. O horário de aula é o começo do cadastro do quadro de

24 horário, aqui definimos o tempo de cada aula para cada composição e turno. Veja o exemplo: Se os horários já estão cadastrados e há a necessidade de alteração, selecione o horário aula já cadastrado como mostra a imagem anterior e clique em EDITAR. O cadastro do horário de aula deve ser visto com bastante atenção. O primeiro tempo de início de aula você defini, a partir do segundo o sistema já indicará 1minuto após o fim da aula anterior; Na montagem dos horários o sistema permite a inserção de quantas aulas a escola precisar, porém somente 1 intervalo é inserido; O sistema não faz distinção entre tempo de aula, a escola defini o tempo da aula; É cadastrado um horário de aula para cada turno e composição, mas deve ser verificado antes se haverá choque de horário de professores em composições diferentes.

25 No menu de Operações você pode fazer o calendário da unidade escolar, faz o quadro de horários e o planejamento anual das disciplinas. Veja os procedimentos a seguir. Calendário Escolar O primeiro passo consiste em criar um calendário com base no calendário da Subsecretária. A escola deverá solicitar a aprovação do mesmo...colar do manual do calendário já pronto Quadro de Horário O cadastro do Quadro de Horário será feito baseado no calendário e Horário Aula definidos nos passos anteriores. Os professores devem estar modulados nas suas respectivas disciplinas. O quadro de horário é o local onde você define os horários e as turmas que os professores ministrarão as aulas, ele é cadastrado por turno e por semestre. Uma unidade escolar pode ter mais de um calendário em uso, porém há algumas regras que regem essa criação. Veja os procedimentos. Na imagem a seguir mostra quadros de horários já prontos e o que podemos fazer para modificar ou os passados para criação de um novo: Para criar um quadro de horário novo, siga os passos a seguir conforme a imagem: Ao visualizar o quadro de horário novo, todo ele aparecerá em branco para ser preenchidos. Veja de que é composto o quadro de horário: 1. Ano letivo; 2. Semestre em vigência; 3. Turno do quadro de horário será cadastrado um quadro de horário para cada turno na unidade escola;

26 4. Início da Vigência o primeiro quadro de horário começa no primeiro dia de aula do ano letivo, os quadros de horários seguintes sempre terão o início das atividades em uma segunda-feira; 5. Lista das turmas as turmas exibidas no quadro de horário são carregadas diretamente do SIGE, igualmente cadastradas no programa, para alteração de algum dado, a turma deve ser modificado no SIGE; 6. Hora aula a hora aula fio definida no menu configuração no passo anterior, observe que o horário definido é exibido igualmente foi cadastrado. Ex. se foi cadastrado 5 aula, terá 5 quadros para preenchimento; 7. Professores os professores exibidos na lista são carregados diretamente do SIGE, ou seja, somente os professores devidamente modulados aparecerão na listagem. Preenchendo o quadro de horário. 1. Na tabela exibida clique sobre um quadro vazio para selecionar o professor que ocupará a hora marcada. Observe que ao posicionar o mouse sobre o quadro da hora o sistema destaca o quadrinho e informa o período da aula. 2. A lista de professore abrirá e você pode clicar sobre o professor que deseja incluir no quadrinho/hora selecionado. Obs. Reveja a modulação do professor no SIGE caso esse não aparece na listagem do quadro de horário. 3. Ao clicar no professor que preencherá o quadro o sistema mostra qual a disciplina que o professor pode ministrar, a carga horária anual da disciplina, a

27 quantidade de aulas que o professor tem na semana e a quantidade de aulas já vinculadas ao quadro de horário. 4. Clicar no botão confirmar depois de escolhido o professor para aquele quadro indicado. 5. Ao finalizar o preenchimento de todo o quadro de horário, clique no final da página no botão INCLUIR, o sistema salvará os dados indicados e você retornará para a página anterior que mostra os quadros de horário em desenvolvimento. Ativar o Quadro de Horário para Uso 6. Na tela de listagem do quadro de horário, selecionando aquele que você preencheu completamente e clique em visualizar. O sistema mostra o botão ATIVAR, clique no botão e o quadro de horário estará pronto para ser usado pelo sistema. Planejamento Anual O Planejamento Anual é cadastrado por disciplina, conforme matriz curricular da escola, para todas as composições de ensino ofertadas. Algumas disciplinas possuem Currículo Referência que não serão alterados, mas podem ser complementados. O planejamento anual é realizado nas disciplinas oferecidas pela unidade escolar que foram adicionadas a cada composição de ensino pela SEDUC. Veja os procedimentos a seguir para fazer o planejamento anual. Os planejamentos podem estar em até 4 situações: Aguardando Cadastro; O planejamento da disciplina está disponível para ser cadastrado pela unidade escolar, ou ainda ser

28 complementado quando o currículo mínimo foi cadastrado pela SEDUC. Em Desenvolvimento; A unidade escola começou a fazer o cadastro, mas inda não aprovou o que permite ainda ser alterado. Aprovado; A unidade escolar depois de cadastrado todo o planejamento aprova-o liberando pra ser usado no diário do professor. Reprovado. Quando a unidade escolar não está de acordo com os dados inseridos no planejamento anual, assim tem a necessidade de um novo cadastro. Cadastrando um Planejamento de uma Disciplina O primeiro passo para edição do planejamento anual é cadastrar as informações: 1. Adicionar um Eixo Temático que é o tema principal clicando no ícone de adição: 2. Digitar o título do eixo e clicar em confirmar: 3. Adicionar os dados das expectativas, dos conteúdos, das metotdologias e das avaliações. Nessa parte os cadastros devem ser por tópicos e por bimestre:

29 4. Ao abrir a janela para cadastrar o tópico do tema escolher o bimestre onde será inserindo: 5. Confira os dados cadastrado no planejamento para não haver erros na utilização no diário do professor. Visualize o planejamento da disciplina outra vez, agora o sistema permitirá liberar o planejamento para ser usado ou alterar algum dado. Pronto, as configurações e os cadastros foram realizados, os planejamentos das disciplinas já estão liberados. No menu Relatórios do perfil escola temos os relatórios gerados a partir do dos cadastros realizados no itens anteriores. Veja a seguir.

30 Relatório do Quadro de Horários por Professor Nesse relatório a escola pode gera-los por professor ou então todos os professores selecionando o item todos da lista. A escola pode imprimir e entregar para os professores: Exemplo do relatório gerado: Relatório do Quadro de Horários por Turma O relatório do quadro de horários por turma e escola deve escolher os itens para gerar de cada turma o quadro de horário. Depois de gerado a escola pode imprimi-los. Veja o exemplo a seguir.

31 Usuário com Perfil Professor No perfil do professor, temos no menu dois itens: Configurações e Operações. Veja a seguir os exemplos de como fazer as configurações e a utilização do sistema em operações. Definindo a Escola A definição de escola é necessária porque existem professores que possuem modulação em mais de uma unidade de ensino, neste caso o professor antes de utilizar o diário defini qual a escola que ele acessará o diário. Veja o procedimento.

32 Pronto, você vera no topo da página que você está acessando o sistema dentro da unidade escolar definida. Trabalhando com o Diário Para utilizar o diário o professor precisa fazer os planejamentos de aula. O sistema possibilita duas formas de fazer o planejamento: por série ou por turma. Entenda qual a diferença e como fazer. Planejamento do Professor por Série O planejamento do professor por série é um planejamento do que será realizado no dia da aula. Esse planejamento ficará disponível para todas as turmas da respectiva série. Para um melhor entendimento: se o professor ministra aula em três turmas de 9º ano, ele pode fazer um planejamento para a série do 9º ano que esse estará no diário das três turmas igualmente. Veja os passos: 1. Informe a série, selecionando a composição, série e turno; 2. Clique em listar para ver as disciplinas; 3. Marque a disciplina que você fará o planejamento; 4. Clique em visualizar. O programa mostrará de acordo com o calendário todas as aulas do professor para a disciplina escolhida no passo anterior. Veja o quadro.

33 Cada quadrinho com um número significa uma aula. Por exemplo: o quadro com o número 10 indica a 10ª aula desse professor nessa disciplina para essa série. Para seguir com o planejamento da série, clique sobre uma das aulas.

34

35 Quando você clicar sobre a aula, o programa mostrará a tela igual a imagem acima, mostrando os dados do que pode ser utilizado para fazer o planejamento da série. Vamos dividir a tela para melhor demonstrar, observe: Veja nessa imagem acima que estamos trabalhando com o planejamento da primeira aula da 9ª série, está marcado o planejamento para aula e não avaliação, o primeiro eixo selecionado e o 1º bimestre, nesse caso só os dados cadastros para o 1º bimestre estão na listagem. Veja na imagem a cima que temos dois lados de informação:

36 Ao lado esquerdo temos os dados cadastrado no planejamento anual realizado pela unidade escolar, dividido por eixo, por bimestre, cada expectativa cadastrada em seu respectivo bimestre assim como os conteúdos, as metodologias e as avaliações do plano. O cadastro deve ser cadastrado por tópico para permitir ao professor que selecione um por um para inserir no plano. Ao lado direito estão os tópicos escolhido por você professor para ser trabalho nas séries. O professor deve escolher pelo menos uma expectativa, pelo menos um conteúdo, pelo menos uma metodologia e pelo menos uma avaliação, para completar o planejamento da série. Ao final da inserção dos dados do plano, clicar no final da página em salvar para completar o cadastro do planejamento para aquela série e para aquela respectiva aula selecionada. Após a aula ser planejada o programa mostra o quadro marcado com outra cor: A imagem acima demostra que as aula 1, aula 2 e aula 17 estão planejadas e que as demais em branco, ainda precisam ser cadastradas planejadas. Ao clicar em cima da aula já planejada é possível fazer alterações ou exclusões caso seja necessário. Para um novo cadastro basta selecionar uma aula ainda não cadastrada e repetir os passos acima. Planejamento do Professor por Turma O planejamento por turma significa que eu você vai fazer um plano de aula para uma turma especifica, diferente do planejamento por série, este planejamento estará disponível apenas para a turma que você escolher na filtragem, acompanhe o procedimento.

37 Selecione os itens na filtragem para listar a turma e a disciplina que você pretende fazer o planejamento. Depois se selecione clique em visualizar. O programa mostrará em

38 forma de calendário os dias possíveis das aulas na turma indicada. Veja a imagem a seguir: Veja por partes o que essa imagem representa: 1. A primeira imagem identifica em que disciplina e turma você está fazendo o planejamento;

39 2. A segunda imagem mostra em forma de calendário os dias de aula que a turma possui, e ainda em azul destacados os dias respectivos da disciplina nessa turma. No exemplo acima, a disciplina de Educação Física nessa turma possui duas aulas por semana, então veja que em cada semana tem dois dias em azul destacado. 3. Abaixo do quadro, tem o informativo de quantos dias letivos tem o mês, a quantidade de aula que você terá com a sua disciplina e quantas aulas você já fez o planejamento. Veja os procedimentos para fazer o planejamento para as suas aulas 1) Você deve escolher o dia clicando sobre o quadro referente; 2) Na janela que vai ser aberta, clique sobre a aula nº ; Veja que o quadro faz referencia ao dia da aula, diferente no planejamento da turma, que você faz sem saber qual o dia específico. 3) Clique sobre a guia se você quer fazer o planejamento da AULA ou um planejamento de uma AVALIAÇÃO ; 4) Selecione o Eixo Temático, pois nele que contem as expectativas, os conteúdos, as metodologias e as avaliações;

40 5) Clique sobre os tópicos das expectativas para adiciona-las ao quadro de planejamento, também nos tópicos de conteúdos, metodologias e avaliações. 6) Ao final clique em SALVAR; Veja na imagem acima que depois de salvo os planejamentos os dias que foram cadastrados mudaram de cor, indicando que para aquele dia já tem um planejamento realizado.

41 7) Repita os passos para fazer novos planejamentos para outras aulas. Pronto os planejamentos já estão realizado, agora as informações para serem usadas nos diários estão completas. Diário do Professor O diário é uma funcionalidade de registro diário das ações executadas pelo professor em aula. Um das partes importante par ao uso do diário é ter cadastrado no sistema um planejamento por série ou por turma. A página está dividida em duas partes: Alunos-Frequência e Conteúdos. O que contem na página do diário: Frequência e Alunos 1. Lista dos alunos da turma a lista de alunos que é mostrada no diário é trazida do sistema SIGE, caso algum aluno não esteja na listagem os dados do mesmo não estão completos no SIGE, a unidade escolar deve rever os alunos na turma no SIGE; 2. Tabela de frequência a tabela de frequência é gerada da coleta de frequência realizada pela unidade escolar no SIGE e então é trazida para o diário do professor;

42 3. Tabela de Avaliações você deve cadastrar as avaliações que fará na turma, nessa parte você cadastrará quantas avaliações for trabalhar na turma; 4. Tabela de Notas Extras caso o professor for trabalhar com notas extras, nesse espaço você adiciona notas aos alunos. A nota extra soma com a média das outras notas inseridas em avaliações; 5. Tabela de Total de Notas esse espaço o sistema faz a média das avaliações e informa a nota final do aluno;

43 Conteúdos 6. Tabela de Conteúdos Executados a parte de conteúdos executados você define a partir do que planejou para o dia da aula e o que você realmente realizou, arrastando os tópicos da parte de conteúdos planejados; 7. Tabela de Conteúdos Planejados em conteúdos planejados mostra os tópicos cadastrados no planejamento da turma ou planejamento da série que você fez nos passos anteriores. Para inserir o conteúdo planejado em conteúdos executados, clique sobre o tópico e arraste até o dia que você ministrou o conteúdo, solte o botão e o sistema colocará no dia informado. Ao final do processo salve as alterações.

44 Pronto, a utilização do diário está completa. Repita os passos para fazer novos cadastros e utilizar o diário do professor. Bom trabalho.

45 Configurando o Navegador para Imprimir arquivos, imagens e planos de fundos de página em cores. O Internet Explorer está padronizado para imprimir somente o conteúdo de página. Porém para imprimir as páginas coloridas devemos seguir alguns passos. Os exemplos a abaixo ajudam a configurar/habilitar o navegar INTERNET EXPLORER para imprimir as páginas em cores. No menu de navegação clique em Arquivo > Configurar Pagina. Quando você clicar em configurar página, abrirá a janela para você fazer a configuração do que será impresso. Veja a imagem a seguir: Faça os paços indicados na figura acima. Pronto, essa configuração é suficiente para permitir que seja impresso arquivos colorido pelo seu navegador.

46 Dúvidas Se você está com dúvidas na utilização do sistema SIAP entre em contato através: Central de Atendimento da SEDUC Equipe SIAP através do Nos casos de perda de senha de acesso, envie para o pedido de alteração (reset de senha) e informe: Quando Usuário da Unidade Escolar Código MEC da unidade escolar, número do CPF do diretor da unidade que é responsável pelo cadastro e nome. Quando Professor Informe o seu nome completo e o número do seu CPF. Quando Servidor da Subsecretaria Regional Informe o seu login de acesso ao computador da rede, o número do seu CPF, nome completo e a Subsecretaria de lotação.

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24 Página 1 de 24 SISTEMA DE CALENDÁRIO ESCOLAR O Sistema de Calendário Escolar é a primeira etapa de uma grande evolução que ocorrerá nos sistemas de informatização da Secretaria de Estado da Educação. As

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG Professor On-line Em construção versão: 16/01/2015 Tela inicial de acesso Nº do IP do equipamento que está acessando o sistema 2 Login Matrícula no formato NNNNNN-D-VV (número, dígito, vínculo) Obs: independente

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM

GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Requisitos... 3 3. Mesclando Documentos... 3 Página 2 de 13 1. Objetivo Este guia tem como objetivo demonstrar como realizar a

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB Conteúdo 1. ABERTURA DO SISTEMA... 3 1.1. Barra principal de Ferramentas... 4 1.2. Filtro de consultas... 5 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 6 3. SELECIONAR ESCOLA... 7 4. SISTEMA

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp 1 2 Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp Para acessar ao sistema DIGITE CPF E SENHA. Clique em ENVIAR para entrar. Depois

Leia mais

Manual Docente Online 2013 Lançamento de Notas e Currículo Mínimo

Manual Docente Online 2013 Lançamento de Notas e Currículo Mínimo Manual Docente Online 2013 Lançamento de Notas e Currículo Mínimo 1 CONTEÚDO Conteúdo..2 Introdução... 3 Como acessar o Portal?... 4 Lançamento de Notas... 6 Lançamento de Frequência para Programas / Projetos

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

SISCOF - Manual do Usuário

SISCOF - Manual do Usuário SISCOF - Manual do Usuário SERPRO / SUPDE / DECTA / DE901 SISTEMA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA Versão 1.2 Sumário SISCOF Sistema de Controle de Frequência 1. Login e Senha... 2 1.1 Como Efetuar Login No Sistema...

Leia mais

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar Sistema de Gestão Escolar Manual do Usuário versão 2.0 Dezembro/2011 1 Índice Introdução... 4 Acesso ao Sistema... 5 Cadastro de Funcionários... 5 Cadastro de Tipos de Usuários... 8 Cadastro de Usuários...

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

Manual Q-Acadêmico 2.0. Módulo Web - Professor

Manual Q-Acadêmico 2.0. Módulo Web - Professor Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Professor Índice 1 Acessando o sistema via internet... 3 2 Menu de Funcionalidades... 6 2.1 Acompanhamento de Calendários Acadêmicos... 7 2.2 Alterar Senha... 9 2.3

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA

Leia mais

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento.

Tutorial Folha Express. Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Tutorial Folha Express Como otimizar a confecção da folha de pagamento. Índice Apresentação Pág. 2 Passo 1 Pág. 3 Disponibilização da Folha de Pagamento Passo 2 Pág. 5 Exportação de clientes e Folha de

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

DIÁRIO DE CLASSE. Atenciosamente,

DIÁRIO DE CLASSE. Atenciosamente, DIÁRIO DE CLASSE Estamos apresentando aos Professores e Professoras da UNEB o sistema de registros acadêmicos que será feito online a partir de qualquer computador com acesso à internet. Salientamos que

Leia mais

QUALIDATA Soluções em Informática. Módulo CIEE com convênio empresas

QUALIDATA Soluções em Informática. Módulo CIEE com convênio empresas FM-0 1/21 ÍNDICE 1. MÓDULO DESKTOP(SISTEMA INSTALADO NO CIEE)... 2 Cadastro de Ofertas de Empregos:... 2 Cadastro de Eventos:... 3 Cadastro de Instituições do Curriculum:... 5 Cadastro de Cursos do Curriculum:...

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE

CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE Life Sistemas Manual do Professor 1. Introdução O Centro Universitário Geraldo Di Biase apresenta, neste manual, os serviços do Sistema Life Educacional que você,

Leia mais

Orientações para o Lançamento de Notas. Diretor

Orientações para o Lançamento de Notas. Diretor Orientações para o Lançamento de Notas Diretor 1 CONTEÚDO Conteúdo... 2 Como acessar o Conexão Educação... 3 Lançamento de Notas... 5 Notas por Turma... 5 Liberação de Lançamento de Notas... 13 2 COMO

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros.

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros. Manual para Utilização Site DVA Express Versão 2.0 para Parceiros. Introdução O presente manual tem por finalidade instruir os parceiros e representantes na utilização do site para consultas, rastreabilidade

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline):

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): Sumário 1 - EDOutletOffline (sem internet):... 1 2 EDOutlet (com internet)... 7 2.1 DIGITANDO AS REFERÊNCIAS:... 9 2.2 IMPORTAÇÃO DE PEDIDOS:... 11 3 ENVIANDO

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática Gerência de Recursos Humanos GRH/PRAD/UFMS Manual do Sistema de RMO Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de RMO Registro Mensal

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia.

Esse tutorial visa apresentar as principais funcionalidades do Editor de Roteiro de Aprendizagem do Portal Clickideia. Sumário Introdução... 1 Objetivos... 1 Instruções para utilização do Tutorial... 1 Metodologia... 2 Apresentação do Editor de Roteiro de Aprendizagem... 2 Inserir Roteiro de Aprendizagem... 3 Meus Roteiros...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE Versão 1.0 24/01/2012 1

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Manual das funcionalidades Webmail AASP

Manual das funcionalidades Webmail AASP Manual das funcionalidades Webmail AASP 1. Configurações iniciais 2. Regras 3. Histórico da conta 4. Autorresposta 5. Dados de acesso (alterando senha de acesso) 6. Identidade (assinatura) 7. Redirecionamento

Leia mais

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores)

E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira. Manual de Uso. Sistema Interno (Professores) E.E.E.B. Professor José Fernandes de Oliveira Manual de Uso Sistema Interno (Professores) Desenvolvido por Six Interfaces www.6i.com.br Telefone: (54) 3232.8486 Suporte: contato@6i.com.br Sumário Acessar

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica APRESENTAÇÃO: Este Manual apresenta as telas que são utilizadas para a navegação no Sistema de Comissão Nacional de Residência Médica. Neste manual estão

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS

FUNCIONAMENTO DOS CURSOS 1 SUMÁRIO Funcionamento dos Cursos... 03 Guia de Percurso... 05 Manual Acadêmico... 07 Ambiente Virtual de Aprendizagem... 09 Edição do Perfil... 12 Acessando as Atividades... 14 Iniciando o Semestre...

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões URI Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação PROPEPG Manual de Utilização Sistema de Projetos URI Módulo Projetos Versão 1 - Revisão

Leia mais

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima:

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima: Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceitos básicos... 2 2.1. Fluxo do sistema... 3 2.2. Acesso ao sistema... 4 2.2.1. Login... 4 2.2.2. Logoff... 4 2.2.3. Esqueci minha senha... 5 2.3. Conhecendo o Sistema...

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

Manual do Painel Administrativo

Manual do Painel Administrativo Manual do Painel Administrativo versão 1.0 Autores César A Miggiolaro Marcos J Lazarin Índice Índice... 2 Figuras... 3 Inicio... 5 Funcionalidades... 7 Analytics... 9 Cidades... 9 Conteúdo... 10 Referência...

Leia mais

Manual da Turma Virtual: MATERIAIS. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo:

Manual da Turma Virtual: MATERIAIS. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: Manual da Turma Virtual: MATERIAIS Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: MENU TURMA VIRTUAL MENU MATERIAIS CONTEÚDO/PÁGINA WEB Esta operação possibilita que

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA

Manual de Referência do Usuário. Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5. Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Programa de Tratamento de Registro de Ponto (PTRP) - JPonto5 Copyright 2012 Tecno Soluções em Informática LTDA Todos os Direitos Reservados Índice Cadastro de usuários... 8 Elementos da tela.... 8 Cadastrando

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL E CONCEITUAL - Orientações sobre cadastro de atividades no SIGA Extensão

MANUAL OPERACIONAL E CONCEITUAL - Orientações sobre cadastro de atividades no SIGA Extensão MANUAL OPERACIONAL E CONCEITUAL - Orientações sobre cadastro de atividades no SIGA Extensão ÍNDICE ACESSO AO SIGA EXTENSÃO... 03 CADASTRO DOCENTE... 08 CADASTRO DE ATIVIDADE... 12 COMO VINCULAR ATIVIDADES...

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Área Responsável Implantação Preparado por: Leonardo Moulin Franco 27 de maio de 2009 Revisão 00 TABELA DE REVISÃO DESTE MANUAL REVISÃO

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

1. ACESSO AO SISTEMA. LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com.

1. ACESSO AO SISTEMA. LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com. Manual de uso 1. ACESSO AO SISTEMA LOGIN E SENHA Para ter acesso ao painel administrativo de seu site, acesse o link: http://atualiza.urldosite.com.br Após acessar o link acima, favor digitar seu LOGIN

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço)

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) SuperStore Sistema para Gestão de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) REQUISITOS Requisitos são tópicos anteriores a serem observados antes de iniciar a utilização do módulo de Ordem de Serviço.

Leia mais

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Universidade Federal do Espírito Santo Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) Novembro/2014 Sumário 1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 1.1 O que é o menu

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06

ÍNDICE BLUELAB A UTILIZAÇÃO DO BLUELAB PELO PROFESSOR RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ÍNDICE BLUELAB RECURSOS PARA PROFESSORES E ALUNOS...05 INICIANDO O BLUELAB PROFESSOR...06 ELEMENTOS DA TELA INICIAL DO BLUELAB PROFESSOR guia Meu Espaço de Trabalho...07 A INTERFACE DO BLUELAB...07 INICIANDO

Leia mais

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS - MDA - SPOA - CGMI SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS MANUAL DO USUÁRIO Pesquisa no Sistema BRASÍLIA, AGOSTO DE 2007 Versão 1.0 SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS MANUAL

Leia mais

Manual Instalação Pedido Eletrônico

Manual Instalação Pedido Eletrônico Manual Instalação Pedido Eletrônico 1 Cliente que não utiliza o Boomerang, mas possui um sistema compatível. 1.1 Instalação do Boomerang Inserir o CD no drive do computador, clicar no botão INICIAR e em

Leia mais

CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES

CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES CRIANDO O SEU CURRÍCULO LATTES Aprenda a cadastrar e construir seu currículo Lattes Abra o navegador de internet Mozilla Firefox. Para isso, clique no Menu Iniciar/Programas/Mozilla Firefox e clique no

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais