SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA"

Transcrição

1 SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA Planejamento e Realização de Formaturas Alessandra Borinato Coordenação do Cerimonial A conclusão do curso certamente é a celebração pelo acadêmico de uma grande conquista. A cerimônia de Formatura é um dos mais belos momentos da jornada. Com ela se compartilha a alegria com os entes mais queridos, assim como, expressa o reconhecimento para aqueles que, de alguma forma, contribuíram para essa vitória. Além disso, a Solenidade de Colação de Grau é um momento de magnitude da Instituição de Ensino, quando dirigentes, professores, funcionários, pais e alunos externam seus sentimentos para provar que a missão de ensinar foi cumprida e o esforço valeu a pena. O presente Manual tem o objetivo de fornecer orientações ao acadêmico formando da FACECA, visando a facilitar e organizar as diversas etapas que precedem e envolvem sua formatura. A COLAÇÃO DE GRAU É UMA CERIMÔNIA OFICIAL DA INSTITUIÇÃO. O ROTEIRO É DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO CERIMONIAL DA FACECA, TRATA-SE DE UM ATO, ACADÊMICO-ADMINISTRATIVO. Não é aceita a intermediação de empresas promotoras, na organização do cerimonial da outorga de grau solene. É fundamental, também, que cada formando informe aos seus familiares e amigos a proibição de entrar no auditório com comidas e bebidas, instrumentos sonoros, apitos, buzinas, cornetas, pois os mesmos serão retirados pela equipe da segurança. Também, em respeito a todos, devem ser evitados assobios, gritos e outras manifestações hilárias ou exacerbadas, não condizentes com um ato formal. AGENDAMENTO: O agendamento da formatura (envolvendo missa, colação e baile) deverá ser feito com um ano de antecedência. Recomendamos que a colação de grau aconteça na última semana de janeiro ou nos meses de fevereiro e março. MONTAGEM DA ESTRUTURA (PALCO) E LIMPEZA RESPONSABILIDADE DA FACULDADE, se a solenidade acontecer nas dependências da Instituição. DECORAÇÃO**, SOM, LOCAÇÃO DE BECA, CAPELO, CANUDOS, PLACAS DE HOMENAGENS, FOTOS, FILMAGEM, TELÃO RESPONSABILIDADE DA COMISSÃO DE FORMATURA. **FLORES PARA DECORAÇÃO DO AMBIENTE; FUNDO DO PALCO OU REBAIXAMENTO DE TETO; TAPETES; PASSADEIRAS; MONTAGEM DA MESA DE HONRA; ÁGUA PARA FORMANDOS E P/MESA DE HONRA; MÚSICAS; PLACAS PARA HOMENAGEADOS, PONTO DE FOTO E OUTROS DETALHES PARA COMPOR O ESPAÇO DA COLAÇÃO. A COORDENAÇÃO DO CERIMONIAL É RESPONSÁVEL PELA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO DAS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU. TODAS AS ATIVIDADES/DISCURSOS DEVERÃO SER ENCAMINHADOS PARA

2 APROVAÇÃO DA DIRETORIA, UMA SEMANA ANTES DA FORMATURA VIA A SOLENIDADE OFICIAL É DIRIGIDA, POR ROTEIRO, PREVIAMENTE APROVADO PELA DIRETORIA, DE ACORDO COM AS NORMAS A SEGUIR RELACIONADAS: 1. ATOS PROTOCOLARES SÃO ATOS PROTOCOLARES, DITOS OBRIGATÓRIOS DO CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO: 1. ENTRADA DOS CONVIDADOS (PAIS DE ALUNOS E FAMILIARES) 2. ABERTURA (MESTRE DE CERIMÔNIA) 3. COMPOSIÇÃO DA MESA DE HONRA 4. INSTALAÇÃO DA SOLENIDADE (DIRETOR) 5. ATO CÍVICO (HINO NACIONAL) 6. JURAMENTO (ESPECÍFICO DA ÁREA) 7. ORADOR DA TURMA (UM POR CURSO). 8. OUTORGA DO GRAU (POR ALUNO) 9. PARANINFO (DISCURSA E ENTREGA OS CANUDOS) 10. PATRONO 11. HOMENAGEM AOS PAIS (ÚNICA PARA TODOS OS CURSOS ou PODERÁ SER FEITA DURANTE O BAILE) 12. HOMENAGEM AOS MESTRES. 13. PRONUNCIAMENTO DO DIRETOR E ENCERRAMENTO 14. SAÍDA DOS ALUNOS PARA CUMPRIMENTOS 2. COMPETÊNCIA A COLAÇÃO DE GRAU COMPETE AO DIRETOR DA FACECA, SENDO QUE, EM SUA FALTA OU IMPEDIMENTO, DEVE SER OBEDECIDA A SEGUINTE HIERARQUIA, POR DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIA: VICE-DIRETOR OU COORDENADOR DO CURSO. 3. TRAJES NA CERIMÔNIA OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU, TODOS OS FORMANDOS DEVEM TRAJAR BECA NA COR PRETA; FAIXA NA CINTURA, NA COR DA ÁREA DE CONHECIMENTO E CAPELO. MULHERES: BECA, CALÇA COMPRIDA ESCURA, SAIA OU VESTIDO, SAPATO OU SANDÁLIA PRETA E MEIA FINA, PRETA. HOMENS: BECA, SAPATO PRETO, CAMISA OU CAMISETA, CALÇA COMPRIDA PRETA E MEIA SOCIAL PRETA. DIRETOR E VICE DIRETOR: BECA E PELERINE PATRONO, PARANINFO E PROFESSORES DA INSTITUIÇÃO: TERNO

3 EXCETO PATRONO, PARANINFO E PROFESSORES do CURSO DE DIREITO, que deverão usar BECA. OBS.: O ALUNO QUE OPTAR POR NÃO PARTICIPAR DAS DEMAIS ATIVIDADES DA FORMATURA (MISSA E BAILE) DEVERÁ ALUGAR A SUA BECA COM A COMISSÃO DE FORMATURA, PARA QUE TODOS ESTEJAM IGUAIS. O VALOR DO ALUGUEL NÃO DEVERÁ ULTRAPASSAR 30% DO VALOR DO SALÁRIO MINIMO. CASO A COMISSÃO EXIJA DO FORMANDO UM VALOR EXTORSIVO DO ALUGUEL DA BECA, O FATO DEVERÁ SER COMUNICADO IMEDIATAMENTE Á COORDENAÇÃO DO CERIMONIAL. 4. ABERTURA E CONDUÇÃO DA SESSÃO DE COLAÇÃO DE GRAU A CONDUÇÃO DA CERIMÔNIA DEVE SER FEITA PELO MESTRE DE CERIMÔNIAS, OU, NA FALTA DESTE, POR PROFISSIONAL DESIGNADO PARA A FUNÇÃO, SEMPRE COORDENADO PELO CHEFE DO CERIMONIAL DA FACULDADE E APOIADO PELAS RECEPCIONISTAS. O MESTRE DE CERIMÔNIAS É A LIGAÇÃO ENTRE AS FASES DA SOLENIDADE, OS PARTICIPANTES E OS CONVIDADOS. TEM A INCUMBÊNCIA DE ANUNCIAR AS FASES DA CERIMÔNIA, IDENTIFICANDO OS ENVOLVIDOS EM CADA UMA E ACRESCENTANDO INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES, QUANDO NECESSÁRIAS. DEVE SEGUIR O ROTEIRO OFICIAL - CHAMADO DE ORDEM DO DIA-. ESSE ROTEIRO DEVE SER TRANSMITIDO AO MESTRE DE CERIMÔNIAS PELO ORGANIZADOR DO EVENTO, E USADO JÁ NOS ENSAIOS DAS TURMAS DE FORMANDOS. 5. O HINO NACIONAL AO SER EXECUTADO NUMA SOLENIDADE, O PÚBLICO DEVE ESTAR EM PÉ, EM SILÊNCIO, MANTENDO UMA POSTURA FORMAL, EM SINAL DE RESPEITO. A EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL SÓ TERÁ INÍCIO DEPOIS QUE O DIRETOR HOUVER OCUPADO O LUGAR QUE LHE ESTIVE R RESERVADO, SALVO NAS CERIMÔNIAS SUJEITAS A REGULAMENTOS ESPECIAIS. 6. MÚSICAS PARA A SOLENIDADE: A MÚSICA, COMPONENTE QUE SIMBOLIZA A OUTORGA DE GRAU, DEVE SER BEM ESCOLHIDA, APROPRIADA À SOLENIDADE. AS MÚSICAS DEVERÃO SER GRAVADAS EM CD DE ÓTIMA QUALIDADE, EM ÁUDIO (NÃO PODENDO SER EM FORMATO MP3), SEGUINDO A ORDEM ABAIXO: NO CD DEVERÁ CONSTAR MÚSICAS PARA: ENTRADA DOS FORMANDOS ( MÚSICA FORTE E IMPACTANTE)

4 SAÍDA DOS OUTORGADOS (MÚSICA QUE IDEALIZE O SENTIMENTO DA TURMA) A COMISSÃO DE FORMATURA DEVERÁ ENTREGAR Á DIREÇÃO DO CERIMONIAL O CD DE MÚSICAS, UMA SEMANA ANTES DA COLAÇÃO. 7. O JURAMENTO O JURAMENTO SOLENE CORRESPONDE AO ATO DE COMPROMISSO DO FORMANDO EM RELAÇÃO À PROFISSÃO QUE VAI EXERCER. O MESTRE DE CERIMÔNIAS CONVIDA O JURAMENTISTA DE CADA ÁREA PARA IR ATÉ A TRIBUNA E PROFERIR O JURAMENTO, EM NOME DAS TURMAS. ESSE FORMANDO DIRIGE-SE À TRIBUNA E, COM O BRAÇO DIREITO ESTENDIDO, LÊ O JURAMENTO, ENQUANTO OS DEMAIS, EM PÉ, TAMBÉM COM O BRAÇO DIREITO ESTENDIDO, ACOMPANHAM A LEITURA E REPITAM A UMA SÓ VOZ. SOLICITAR O TEXTO DO JURAMENTO VIA PARA SER UTILIZADO NO CONVITE E NA COLAÇÃO: 8. O ORADOR OS ALUNOS DEVEM DESIGNAR UM FORMANDO PARA DISCURSAR EM NOME DAS TURMAS, GERALMENTE QUEM SE DESTACOU DURANTE O CURSO, COM BOA DICÇÃO, COMUNICATIVO, CALMO ETC. ELE ESCREVE O DISCURSO E SUBMETE-O À TURMA E À DIREÇÃO DA FACECA. O ORADOR DA TURMA DEVE DIRIGIR-SE À TRIBUNA E FAZER SEU PRONUNCIAMENTO, EM NOME DOS COLEGAS. SOBRE OS DISCURSOS E PRONUNCIAMENTOS: ESTARÃO PRESENTES, NA SOLENIDADE, CRIANÇAS E IDOSOS. NADA MAIS CANSATIVO EM UM EVENTO DO QUE LONGOS PRONUNCIAMENTOS, PRINCIPALMENTE EM UMA SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU, NA QUAL VÁRIAS PESSOAS FALARÃO. PARA EVITAR ISSO, O CERIMONIAL PEDE QUE: TODOS OS INTEGRANTES DA MESA DIRETORA, QUE FARÃO USO DA PALAVRA, SEJAM AVISADOS ANTECIPADAMENTE DO REGULAMENTO DA SESSÃO: LOCAL ONDE SE SENTARÃO E ORDEM DE PRONUNCIAMENTO. DURAÇÃO DOS DISCURSOS: DUAS FOLHAS DIGITADAS EM FONTE ARIAL TAMANHO 14. TEMA: NO DISCURSO DO ORADOR, DEVE-SE FAZER MENÇÃO À IMPORTÂNCIA DA FIGURA DO PARANINFO, PATRONO, RELATA-SE A TRAJETÓRIA DA TURMA, A IMPORTÂNCIA DA FACECA NA SUA GRADUAÇÃO E SUAS EXPECTATIVAS PARA O FUTURO.

5 O DISCURSO DEVERÁ SER MOSTRADO ANTERIORMENTE PARA OS FORMANDOS, AFIM DE SE EVITAREM SURPRESAS DESAGRÁVEIS. NÃO DEVERÃO SER TRATADOS ASSUNTOS QUE FEREM A BOA REPUTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO, BEM COMO DE SEUS COMPONENTES. PENDÊNCIAS DEVERÃO SER RESOLVIDAS ANTERIORMENTE. COLAÇÃO INDIVIDUAL: SERÃO CHAMADOS OS ALUNOS CONCLUINTES, INDIVIDUALMENTE. O FORMANDO DEVERÁ SE DIRIGIR À MESA DE HONRA, PARA IMPOSIÇÃO DA BORLA PELO DIRETOR E DIZER: ASSIM PROMETO, (NESTE MOMENTO COLOCA-SE O CAPELO NA CABEÇA) RECEBER O CANUDO DAS MÃOS DO PARANINFO E RETORNAR AO SEU LUGAR. OS CUMPRIMENTOS AOS DEMAIS COMPONENTES DA MESA É OPCIONAL. 9. OUTRAS NORMAS É PRERROGATIVA DO DIRETOR OU SEU SUBSTITUTO PRESIDIR A ABERTURA E O ENCERRAMENTO DA SESSÃO SOLENE. O DIRETOR OU MESTRE DE CERIMÔNIA CONVIDA A TODOS PARA, EM PÉ, OUVIREM O HINO NACIONAL. O DIRETOR FAZ A ABERTURA E SEU PRONUNCIAMENTO NA PRÓPRIA MESA, EM PÉ OU SENTADO, COMO PREFERIR. A TRIBUNA É DESTINADA AO MESTRE DE CERIMÔNIAS E ORADORES. PATRONO: SIGNIFICA O CARGO MÁXIMO NA HIERARQUIA DAS HOMENAGENS. NÃO DISCURSA. PARANINFO: É O PADRINHO. COMPETE A ELE PROFERIR O DISCURSO AOS FORMANDOS. NOME DA TURMA: É A PESSOA QUE LEVA O NOME DA TURMA. NÃO DISCURSA. HOMENAGENS: ENTREGA DE FLORES, PLACAS ETC. MÁXIMO DE 5 HOMENAGEADOS POR TURMA. HOMENAGENS PÓSTUMAS: FAZER AS DEVIDAS REFERÊNCIAS. o QUANDO O PATRONO E PARANINFO FOREM DO SEXO FEMININO, DEVERÃO SER INTITULADOS RESPECTIVAMENTE DE PATRONA E PARANINFA. O TERMO "PATRONESSE" É USADO SOMENTE EM HOMENAGENS SOCIAIS E FILANTRÓPICAS. A ESCOLHA DO PATRONO, PARANINFO E NOME DE TURMA DEVE, PREFERENCIALMENTE, RECAIR ENTRE PROFESSORES OU PESSOAS LIGADAS AO CURSO. QUEM ESTIVER DISCURSANDO DEVE ATENTAR PARA: POSTURA, TIQUES NERVOSOS, IMPOSTAÇÃO DE VOZ, DOMÍNIO DO MICROFONE. ENFIM, UMA REGRA PARA QUANDO FALAR EM PÚBLICO: FALE ALTO PARA SER OUVIDO, FALE EM PÉ PARA SER VISTO, E FALE POUCO PARA NÃO SER MAÇANTE.

6 CONVITES Dados que devem constar no convite: NOME DA INSTITUIÇÃO E MANTENEDORA NOME DO PRESIDENTE NACIONAL, NOME DO CURSO; NOME DO DIRETOR NOME DO COORDENADOR DO CURSO NOME DO PARANINFO, PATRONO E DOS HOMENAGEADOS NOME DO ORADOR NOME DO JURAMENTISTA NOME DE TODOS OS FORMANDOS ( POR ORDEM ALFABÉTICA) NOMES DOS PROFESSORES DO CURSO INTEGRANTES DA COMISSÃO ( OPCIONAL) JURAMENTO NOMES DOS HOMENAGEADOS A COMISSÃO FICARÁ RESPONSÁVEL EM ENVIAR CONVITES DA COLAÇÃO PARA PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS HOMENAGEADOS. TAMBÉM PODERÃO SER CONVIDADOS AUTORIDADES E EMPRESÁRIOS. 10. ENSAIO DA COLAÇÃO DE GRAU TODOS OS FORMANDOS DEVEM PARTICIPAR DO ENSAIO GERAL EM DATA PREVIAMENTE MARCADA PELA COORDENAÇÃO DE CERIMONIAL. PARA O ATO DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU, O ALUNO DEVERÁ: CHEGAR AO LOCAL DA SOLENIDADE (DEVIDAMENTE ARRUMADO), COM UMA HORA DE ANTECEDÊNCIA. 11. DOCUMENTAÇÃO OS FORMANDOS DEVEM ESTAR EM DIA COM A SECRETARIA REFERENTE À DOCUMENTAÇÃO: HISTÓRICO ESCOLAR DO ENSINO MÉDIO; CERTIDÃO DE NASCIMENTO OU CASAMENTO; TÍTULO DE ELEITOR E CERTIFICADO DE RESERVISTA. APÓS A DATA DA COLAÇÃO DE GRAU OS FORMANDOS DEVERÃO PROCURAR O SECRETÁRIO GERAL DA FACECA, RUY SEBASTIÃO DAS NEVES, OU ÉRIKA MIRANDA PARA PROVIDENCIAR O REGISTRO DO DIPLOMA. IMPORTANTE!!! Só poderá participar da colação (vestir beca, tirar fotos e receber o canudo) o aluno que concluir o curso (incluindo dependências, trabalho de conclusão de curso, adaptações, estágio e monografia). Toda e qualquer inovação na Cerimônia de Colação de Grau deverá ser aprovada pelo Cerimonial da FACECA.

7 Para que a Solenidade de Colação de Grau tenha o sucesso desejado pela turma é preciso que haja harmonia e planejamento entre os formandos e principalmente siga as normas de Protocolo do Cerimonial Universitário. Informações importantes para as Comissões de Formatura Comissão de Formatura Cada curso elege a sua Comissão de Formatura, composta, no mínimo, por três representantes, com delegação para a tomada de decisões e providências relativas ao processo de formatura, sempre em articulação com a Direção do Curso. São atribuições da Comissão de Formatura: realizar reuniões com os concluintes; manter informada a Direção Geral e a Direção do Curso sobre a escolha dos homenageados (patrono, paraninfo, nome da turma), do orador, do juramentista e do requerente de grau; oficializar convites ao homenageados da turma concluinte; providenciar a confecção dos convites e da placa, submetendo a sua arte final à apreciação da Direção do Curso; locação de beca, capelo e serviço fotográfico; outras atribuições. Determinado quem e quantos alunos irão constituir a Comissão de Formatura, qual a primeira providência que deverá ser tomada? A Comissão de Formatura deverá elaborar um Estatuto para a criação de uma associação sem fins lucrativos e registrá-lo no Cartório Civil de Pessoas Jurídicas. Este estatuto vocês encontram cópias deles com facilidade na internet, por empresas de formatura e no portal geralmente são padrões podendo ter algumas alterações caso seja necessário. O que é Estatuto? É um documento que deverá conter um conjunto de normas, previamente acordadas pela Comissão de Formatura, que será necessário para reger todas as suas atividades. Quais as formas de arrecadação que a Comissão de Formatura pode utilizar? A comissão de formatura poderá realizar festas, viagens, bazares de roupas e acessórios, rifas. Uma ótima oportunidade de arrecadar dinheiro é aproveitar as contribuições, através de rifas de brindes (algumas vezes já vem com o talão) que algumas empresas de formatura oferecem. Contratação dos serviços

8 A partir do 2 ou 3 ano já é uma boa hora de começar a pesquisar serviços, custos, condições de pagamento, entre outras questões. A Comissão de Formaturas pode optar em escolher profissionais para cada tipo de serviço, como, por exemplo: Fotógrafos e Filmagens, Salão, Buffet e Decoração, Banda e Músicos para Missa, Colação e Baile, Convites, Canudos e Placas de Homenagens, Becas ou contratar uma empresa que faça todos esses serviços. Numa contratação, além do talento, considere outras qualidades igualmente importantes como qualificação profissional, especialização na área de atuação, experiências na carreira, dinamismo, flexibilidade e confiabilidade, que podemos resumir na palavra: PROFISSIONALISMO. Os orçamentos variam muito. Lembre-se que para discutir preços, é necessário ter algum conhecimento sobre como se desenvolverá o trabalho. Peça para ver um álbum e um dvd de um evento por inteiro. Converse com o profissional, colocando suas dúvidas e dificuldades. A comunicação franca leva a um relacionamento saudável e tranqüilo, que pode ser traduzido em satisfação profissional. Deixe bem claro o que você espera do trabalho. É importante que os profissionais conheçam a seqüência dos acontecimentos do evento. A Comissão poderá verificar no PROCON se consta algum tipo de reclamação contra a empresa. São necessários alguns cuidados como solicitar documentação da empresa (contrato social, CNPJ, Certidão Negativa de Protestos), verificar também o tempo de atuação no mercado, trabalhos já realizados etc. Muitas empresas permitem a entrada das Comissões em seus bailes para avaliação da qualidade de prestação de serviços, o momento é bem oportuno, pois a comisão pode conferir diretamente com os acadêmicos a qualidade do serviço Definir com a turma quantos alunos participarão das solenidades e qual o tipo do serviço contratado (por exemplo, o que será servido no baile? Espumante, whisky ou cerveja e vinho nacional; coquetel com comida de buteco ou canapés finos; mesa de frios; salgados fritos etc.) Estes DETALHES fazem toda a diferença no orçamento do baile... Quanto cada aluno poderá desembolsar por mês? Serão quantos meses de investimento? Os que atrasarem as parcelas mensais pagarão qual percentual de juros? A Comissão fará contratos individuais? Atentar para as cláusulas que falam a respeito dos serviços, estes devem estar explicitados de forma bem detalhada. Se ocorrer quebra de contrato, a forma de rescisão e as penalidades para ambas as partes devem ser de conhecimento dos componentes da comissão. Cuidar de todos os detalhes e acompanhar todas as etapas da organização da festa e da colação. A comissão deve DEFENDER OS INTERESSES DE TODOS OS FORMANDOS, o que significa fiscalizar o que foi firmando nos contratos. Outro fator é a atenção para a clausula RESCISÃO, pois há reclamações no PROCON de formandos que quiseram desistir da formatura por motivos particulares e tiveram de pagar as despesas. A Comissão poderá contar com a Assessoria do Escritório Jurídico da FACECA, para leitura e avaliação das cláusulas do contrato.

9 Procure fazer mais de um orçamento dos serviços a serem contratados. PÓS EVENTO Doações das sobras para uma instituição de caridade. Encerramento de conta bancária; regularização do débito; desativação do crédito e comunicação ao banco sobre o encerramento da conta. Outras informações com: ALESSANDRA BORINATO / ERIKA MIRANDA

Solenidade de Colação de Grau

Solenidade de Colação de Grau FACULDADES INTEGRADAS SANTA CRUZ DE CURITIBA FARESC CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO Solenidade de Colação de Grau Orientações Gerais para Sessões Solenes de Colação de Grau A colação de grau é obrigatória e faz

Leia mais

Manual de Formatura Regulamento e Normas

Manual de Formatura Regulamento e Normas FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA Manual de Formatura Regulamento e Normas UBERLÂNDIA MG 1 Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso certamente é a celebração do estudante de uma grande conquista.

Leia mais

MANUAL de FORMATURA UCPEL MANUAL DE FORMATURA

MANUAL de FORMATURA UCPEL MANUAL DE FORMATURA MANUAL DE FORMATURA INTRODUÇÃO Este manual tem por objetivo publicar normas e procedimentos para o planejamento, a organização e a execução das cerimônias de formatura da Universidade Católica de Pelotas

Leia mais

SOBRE A COLAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS

SOBRE A COLAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS Conteúdo SOBRE A COLAÇÃO... 1 ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS... 1 Solicitação de Colação de Grau... 1 Documentação... 1 ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes)... 2 ORIENTAÇÕES PARA AS COMISSÕES...

Leia mais

Perguntas Frequentes Colação de Grau FURB

Perguntas Frequentes Colação de Grau FURB COLAÇÃO DE GRAU 1) Quem está apto a colar grau? O acadêmico que concluir, com assiduidade e aproveitamento, todos os componentes curriculares do curso em que se encontra matriculado, inclusive as atividades

Leia mais

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Profa. Dra. Fátima Ahmad Rabah Abido Diretora Silvia Regina Tedesco Rodella Diretora Acadêmica Luci Mieko Hirota Simas Assistente Técnico Administrativo I Profa.

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA 2013

MANUAL DE FORMATURA 2013 MANUAL DE FORMATURA 2013 Manual de Formatura da FACIG 1 MANUAL DE FORMATURA DA FACIG FACULDADE DE CIÊNCIAS GERENCIAIS DE MANHUAÇU válido para turmas que Colarão Grau a partir de dezembro de 2012 1. FORMATURA

Leia mais

Manual de Formatura 2010. Manual de Formatura UNIPBFPB

Manual de Formatura 2010. Manual de Formatura UNIPBFPB Manual de Formatura UNIPBFPB 2010 I FORMATURA SUMÁRIO Manual de Formatura 2010 II ORIENTAÇÕES PARA OS FORMANDOS 1. Solicitação de Colação de Grau 2. Documentação para a Colação de Grau III INFORMAÇÕES

Leia mais

NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA. CAPÍTULO I Da Solenidade

NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA. CAPÍTULO I Da Solenidade NORMAS DA COLAÇÃO DE GRAU E CERIMONIAL DE FORMATURA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFCSPA CAPÍTULO I Da Solenidade Art. 1º A colação de grau da UFCSPA é o ato oficial, de caráter obrigatório, público e solene

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU DA ADJETIVO - CETEP Solenidade de Colação de Grau A Colação de grau é o ato Institucional que se realiza para conferir graus acadêmicos aos formandos, em dia e hora marcados.

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2 MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FORMANDOS 2011/2 UNIÃO BRASILIENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA Diretor Presidente: Pe. Décio Batista Teixeira Diretor Primeiro Vice-Presidente: Pe. Valdomiro Alves Barbosa Diretor Segundo

Leia mais

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau

CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO. Solenidade de Colação de Grau CERIMONIAL UNIVERSITÁRIO Solenidade de Colação de Grau A cerimônia de colação de grau é o último ato institucional da Faculdade, quando, perante a comunidade acadêmica e representantes externos, é outorgado

Leia mais

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008.

RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. RESOLUÇÃO DE REITORIA Nº 109/2008, DE 05 DE MAIO DE 2008. Institui Normas e Procedimentos para as Solenidades de Colação de Grau dos Cursos de Graduação e Graduação Tecnológica do Unilasalle. O Reitor

Leia mais

FORMATURA INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS 01 MANUAL DE

FORMATURA INTRODUÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS 01 MANUAL DE 01 MANUAL DE FORMATURA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS INTRODUÇÃO Este manual tem por objetivo publicar normas e procedimentos para o planejamento, a organização e a execução das cerimônias de formatura

Leia mais

Solenidade de Colação de Grau

Solenidade de Colação de Grau Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso é a celebração do estudante em face de uma grande conquista. A Cerimônia de Conclusão é um dos mais belos momentos da jornada. Com ela se compartilha

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA 1 ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 3 APRESENTAÇÃO... 3 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 3 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 ESCOLHA DO PATRONO... 4 ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DA DIRETORA...03 APRESENTAÇÃO...03 PROVIDÊNCIAS LEGAIS...03 COMISSÃO DE FORMATURA...04

Leia mais

CAPÍTULO I DO OBJETIVO

CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO E INTEGRADO CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1º. O presente regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação

Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação Faculdade de Talentos Humanos Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação Prezados Formandos e Formandas, Depois de dedicar anos de sua vida aos estudos, é chegada a hora

Leia mais

VI COMISSÃO DE FORMATURA

VI COMISSÃO DE FORMATURA MODALIDADE DE FORMATURA INTEGRADA UNISC I FORMATURA INTEGRADA É a modalidade de formatura que integra um ou mais cursos na realização do cerimonial e protocolo da colação de grau organizada pela UNISC,

Leia mais

I. DO ATO DA FORMATURA

I. DO ATO DA FORMATURA 1 I. DO ATO DA FORMATURA...3 II. Orientações Específicas para os Formandos...3 1. Solicitação de Formatura...3 III. INFORMAÇÕES PRELIMINARES...3 1. Do Polo de Apoio Presencial...3 2. Das Atribuições da

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS

REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS REGULAMENTO DAS SESSÕES PÚBLICAS SOLENES OU SIMPLES DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO E TECNÓLOGOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO E LETRAS FACEL Este regulamento pretende servir

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE GUAIRACÁ CAPITULO I DOS OBJETIVOS E FINS Este regulamento serve como instrumento informativo e orientador

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA 2015

MANUAL DE FORMATURA 2015 MANUAL DE FORMATURA 2015 MANUAL DE FORMATURA DA FACIG válido para turmas que Colarão Grau a partir de dezembro de 2015 1. FORMATURA A Formatura ou Colação de Grau é um ato oficial que marca o fim do curso

Leia mais

FORMATURAS Manual de procedimentos

FORMATURAS Manual de procedimentos FORMATURAS Manual de procedimentos Sumário 1. RESPONSABILIDADE DOS FORMANDOS... 3 1.1 Comissão de formatura... 3 1.2 Agendamento de data... 3 1.3 Contratação de empresa para cerimonial... 3 1.4 Convite...

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CEFET-BAMBUÍ CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST).

PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST). PORTARIA N 015/2011/FEST REGULA OS ATOS SOLENES DE COLAÇÃO DE GRAU DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA (FEST). A DIRETORA GERAL da Faculdade de Educação Santa Terezinha (FEST) no uso de suas prerrogativas,

Leia mais

Manual de Formatura/ FAEL. Manual de Formatura FAEL

Manual de Formatura/ FAEL. Manual de Formatura FAEL Manual de Formatura FAEL 1 I - DO ATO DA FORMATURA... 4 II ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS PARA OS FORMANDOS... 4 1 - Solicitação de Formatura... 4 III INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 4 1 - Da Comissão de Formatura...

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU FACNOPAR 1 MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Administração da Faculdade do Norte Novo de Apucarana MANTENEDOR: Umberto Bastos Sacchelli DIRETOR GERAL: Danilo Lemos Freire VICE- DIRETORA

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 2 APRESENTAÇÃO... 2 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 2 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 A ESCOLHA DO PATRONO... 3 A ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

Manual de Formatura TÉCNICO EM ENFERMAGEM

Manual de Formatura TÉCNICO EM ENFERMAGEM Manual de Formatura TÉCNICO EM ENFERMAGEM A conclusão do curso certamente é a celebração de uma grande conquista para o estudante e sua família. A cerimônia de Formatura é um dos mais belos momentos da

Leia mais

Faculdade Santa Terezinha - CEST

Faculdade Santa Terezinha - CEST 1. A COLAÇÃO DE GRAU A solenidade de outorga de grau, denominada Colação de Grau, é o ato oficial, público e obrigatório, em que o aluno, ao finalizar seu curso de graduação, recebe o grau ao qual tem

Leia mais

Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012

Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012 Manual de Formatura da Faculdade Horizontina 1ª edição, Aprovada pelo Colegiado Administrativo, Vigente desde Março - 2012 Comissão Institucional de Formatura FAHOR Aline de Mattos, Perceval Lautenschlager,

Leia mais

Manual de Formaturas

Manual de Formaturas Manual de Formaturas Rede Romano de Educação Manual de Formatura A conclusão do curso certamente é a celebração de uma grande conquista para o estudante e sua família. A cerimônia de Formatura é um dos

Leia mais

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR.

REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. REGULAMENTO DAS SESSÕES SOLENES E PÚBLICAS DE COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE SÃO SALVADOR. Este regulamento pretende servir de instrumento informativo e orientador das cerimônias

Leia mais

Norma nº 04/2001. Páginas: 09

Norma nº 04/2001. Páginas: 09 Norma nº 04/2001 Páginas: 09 Preparado por: Núcleo de Eventos Autorizado por: Portaria do Reitor nº 42/2001, de 20.12.2001 Objeto: Norma de Colação de Grau e Diplomação Abrangência: Universidade Vila Velha

Leia mais

Série FACTO - Manuais. 2ª Edição

Série FACTO - Manuais. 2ª Edição Série FACTO - Manuais 2ª Edição Série FACTO - Manuais 'Manual de Colação de Grau'' Católica do Tocantins Abril de 2015 2ª Edição Diretor Geral Pe. José Romualdo Degasperi Vice Diretor Acadêmico Galileu

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT

MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT 2014 MANUAL DE FORMATURA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL CLAUDINO FRANCIO FACULDADE CENTRO MATO-GROSSENSE SORRISO/MT M A N U A L D E F O R M A T U R A 2 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OUTORGA DE GRAU... 4 2 ORIENTAÇÕES

Leia mais

MANUAL DOS FORMANDOS

MANUAL DOS FORMANDOS MANUAL DOS FORMANDOS 2013 1 PARABÉNS! Você é um vencedor. Você está prestes a concluir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora de organizar a comemoração. Para tentar facilitar

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014.

RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014. RESOLUÇÃO nº 130, de 18 de junho de 2014. Estabelece normas para as Colações de Grau dos alunos que concluírem Cursos de Graduação na UNIPLAC e dá outras providências. O Reitor da Universidade do Planalto

Leia mais

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau;

- Local, data e horário da Sessão Solene da Colação de Grau; MANUAL DO FORMANDO A Colação de Grau é um ato oficial e obrigatório para Conclusão de Curso e obtenção de diploma realizado em Sessão Solene ou Colação Especial, em data, horário e local previamente autorizado

Leia mais

ESCOLA DO DIREITO COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA

ESCOLA DO DIREITO COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA COMUNICADO AOS ALUNOS CONCLUINTES E COMISSÕES DE FORMATURA Inicia-se a contagem regressiva para o momento de importância peculiar na vida de todos vocês: a Colação de Grau no Curso de Direito da Universidade

Leia mais

Sumário. 1. Definições... 4. 2. Etapas do Cerimonial... 5

Sumário. 1. Definições... 4. 2. Etapas do Cerimonial... 5 Sumário 1. Definições... 4 2. Etapas do Cerimonial... 5 3. Regulamentações de Eventos Centro Universitário UNISEB. Colaçao de Grau- do Centro Universitário UNISEB Interativo.... 6 3.1 Colação de Grau...

Leia mais

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU

SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Por meio deste documento, a Faculdade Campo Limpo Paulista FACCAMP define critérios e regulamenta as seguintes diretrizes para o Cerimonial de Colação de Grau. A Cerimônia

Leia mais

Colação de Grau. Perguntas frequentes

Colação de Grau. Perguntas frequentes Colação de Grau Perguntas frequentes 1. O que preciso fazer para participar da cerimônia de colação de grau pública? Para participar da Colação de Grau pública, é preciso que o aluno tenha concluído 100%

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA

INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA INSTRUÇÕES PARA COLAÇÃO DE GRAU COMISSÕES DE FORMATURA Caros formandos A solenidade de outorga de grau, denominada Colação de Grau, é o ato oficial, público e obrigatório, por meio do qual o aluno, concluinte

Leia mais

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU DOS CURSOS DA FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS FACIT MANTIDA PELA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MONTES CLAROS - FEMC TÍTULO I - DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente

Leia mais

FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU. Cursos de Graduação. Lucas do Rio Verde-MT

FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU. Cursos de Graduação. Lucas do Rio Verde-MT FACULDADE LA SALLE MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COLAÇÃO DE GRAU Cursos de Graduação Lucas do Rio Verde-MT Caro Graduando! 2015 Ao cumprir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora

Leia mais

I. DA COLAÇÃO DE GRAU E COMISSÃO DE FORMATURA 1) O

I. DA COLAÇÃO DE GRAU E COMISSÃO DE FORMATURA 1) O COLAÇÃO DE GRAU O presente documento tem por objetivo orientar os acadêmicos quanto as normas e procedimentos relativos a Colação de Grau dos Cursos de Graduação do Instituto de Ensino Superior de Londrina

Leia mais

RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012

RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012 RESOLUÇÃO CAS Nº 02/2012 Aprova o Regulamento de Colação de Grau da Faculdade Norte Paranaense. O Conselho Acadêmico Superior, em reunião ordinária realizada em 18 de maio de 2012, no uso de suas atribuições

Leia mais

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS REGULAMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS SUPERIORES DO CAMPUS BARBACENA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS 2007

MANUAL DE FORMATURAS 2007 MANUAL DE FORMATURAS 2007 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DEFINIÇÃO DAS DATAS... 3 3. DEFINIÇÃO DO LOCAL... 3 4. DOCUMENTAÇÃO DE CONCLUSÃO DE CURSO... 4 5. COMISSÃO DE FORMATURA... 4 6. FORMANDOS... 5 7.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERALDE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO legal. Art. 1º. NORMAS PARA COLAÇÕES DE GRAU Capítulo I DO ATO As cerimônias de colação de grau serão presididas pelo Reitor

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU REGULAMENTO PARA AS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU Faculdade Cenecista de Joinville - FCJ Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CNEC APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior certamente é a celebração

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU O presente manual tem por objetivo orientar os acadêmicos e as empresas do segmento de formatura, quanto às normas e procedimentos relativos à colação de grau dos cursos de graduação

Leia mais

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA Coronel Fabriciano, Abril de 2010 1 SUMÁRIO TITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 TÍTULO II DA COMISSÃO PERMANENTE DE FORMATURA 3 TÍTULO III DA SOLENIDADE 5 CAPÍTULO

Leia mais

Manual de Colação de Grau

Manual de Colação de Grau Manual de Colação de Grau Sumário INTRODUÇÃO...3 1 REGULAMENTO DAS SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU...3 2 SETOR DE FORMATURAS...3 3 ATRIBUIÇÕES DA SECRETARIA E COORDENAÇÃO ACADÊMICA...4 4 TIPOS DE SOLENIDADES

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO E DAS COMISSÕES DE FORMATURA SETOR DE FORMATURAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Agosto de 2012 1 ÍNDICE Página 1. Regulamento das solenidades de Colação de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012.

RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Ibirubá RESOLUÇÃO Nº 010, de 19 de dezembro de 2012.

Leia mais

CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS

CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS CHEFIA DE CERIMONIAL E EVENTOS REGIMENTO PARA A SOLENIDADE DE OUTORGA DE GRAU DOS CURSOS TÉCNICOS E DE GRADUAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ CAPÍTULO

Leia mais

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU

- FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU - FACULDADES PROMOVE E INFÓRIUM - MANUAL DE INSTRUÇÕES COLAÇÃO DE GRAU APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista na vida do acadêmico. Tem grande importância;

Leia mais

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA

REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA REGIMENTO DE SOLENIDADE DE FORMATURA Coronel Fabriciano, Abril de 2010 SUMÁRIO TITULO I TÍTULO II TÍTULO III DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DA COMISSÃO PERMANENTE DE FORMATURA DA SOLENIDADE 3 3 4 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS

REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS RESOLUÇÃO Nº 14/2005 DG/ESBAM REGULAMENTO DE FORMATURA DA ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º - O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as normas e procedimentos

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS E FINS

REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS E FINS MUNICÍPIO DE GURUPI ESTADO DO TOCANTINS FUNDAÇÃO UNIRG CENTRO UNIVERSIÁRIO UNIRG REITORIA REGULAMENTO PARA AS COLAÇÕES DE GRAU DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UnirG CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º Este

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU 2 Faculdade Católica Dom Orione Cerimonial e Eventos Universitários - CEU MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS COLAÇÃO DE GRAU Araguaína, 2014 3 O Cerimonial é a rigorosa observância de um conjunto de formalidades,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA AS COMISSÕES DE COLAÇÃO DE GRAU

ORIENTAÇÕES PARA AS COMISSÕES DE COLAÇÃO DE GRAU ORIENTAÇÕES PARA AS COMISSÕES DE COLAÇÃO DE GRAU 1 - A COLAÇÃO DE GRAU É uma Assembléia Universitária onde é conferido pela autoridade máxima da Universidade o grau acadêmico aos formandos da Instituição.

Leia mais

MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DA SOLENIDADE OFICIAL DE COLAÇÃO DE GRAU APRESENTAÇÃO Depois de dedicar anos de sua vida aos estudos, é chegada a hora da recompensa - a Colação de Grau é um momento único, especial, e por isso

Leia mais

MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU. Cerimonial Acadêmico

MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU. Cerimonial Acadêmico MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU Cerimonial Acadêmico Juína MT 1 Disposições Gerais A conclusão de um curso superior, certamente é o ápice da celebração do acadêmico - resultado de uma grande conquista.

Leia mais

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU O presente manual tem por objetivo orientar os acadêmicos e as empresas do segmento de formatura quanto às normas e procedimento relativos à colação de grau dos cursos de graduações

Leia mais

Manual de Formaturas. Faculdades Opet. Normas e procedimentos

Manual de Formaturas. Faculdades Opet. Normas e procedimentos Manual de Formaturas Faculdades Opet Normas e procedimentos 2014 0 Prof. José Antonio Karam Presidente do Grupo Educacional Opet Profª Adriana Veríssimo Karam Koleski Superintendente Educacional do Grupo

Leia mais

Prezado(a) Acadêmico(a),

Prezado(a) Acadêmico(a), MANUAL DE FORMATURA 2 Prezado(a) Acadêmico(a), Ao cumprir a integralização curricular estabelecida para seu curso, está na hora de organizar a comemoração. Para tentar facilitar esta tarefa, a FACIMP elaborou

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA

MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA MANUAL DE FORMATURAS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA SERRA GAÚCHA A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista, portanto a cerimônia de formatura se transforma num momento especial

Leia mais

REITORIA REGULAMENTO CERIMÔNIAS OFICIAIS DE COLAÇÃO DE GRAU

REITORIA REGULAMENTO CERIMÔNIAS OFICIAIS DE COLAÇÃO DE GRAU REITORIA REGULAMENTO CERIMÔNIAS OFICIAIS DE COLAÇÃO DE GRAU Aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Vila Velha, em 24/06/2015, através da Resolução nº 12/2015. VILA VELHA

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU 1. Da Compreensão da Solenidade de Colação de Grau A Solenidade de Colação de Grau, informalmente denominada de formatura, constitui um ato oficial e solene da Universidade destinado

Leia mais

GUIA DE FORMATURAS. Caros Formandos

GUIA DE FORMATURAS. Caros Formandos GUIA DE FORMATURAS Caros Formandos É com imensa satisfação que apresentamos o nosso Guia de Formatura. Este documento pretende oferecer aos alunos que estão em fase de conclusão de curso as informações

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO RESOLUÇÃO Nº 012/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Leia mais

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Dispõe sobre Solenidade de Colação de Grau da Faculdade de Educação de Bom Despacho e dá outras providências. As solenidades de Colação

Leia mais

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL PARA SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE COLAÇÃO DE GRAU Dispõe sobre Solenidade de Colação de Grau da Faculdade de Educação de Bom Despacho e dá outras providências. As solenidades de Colação

Leia mais

Manual para Solenidades de Formatura do IFMS

Manual para Solenidades de Formatura do IFMS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Manual para Solenidades de Formatura do IFMS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Instituto

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS SECRETARIA ACADÊMICA I - Colação de Grau A Colação de Grau é um ato oficial e solene que marca a conclusão de curso de graduação. É pública e normalmente realizada em

Leia mais

Manual de Formatura. Manual de Formatura NOVA Faculdade

Manual de Formatura. Manual de Formatura NOVA Faculdade Manual de Formatura Direção Diretora Executiva Renata Carla Castro Diretor Geral Pablo Bittencourt Diretor Acadêmico Ricardo Medeiros Ferreira Este manual tem a finalidade de orientar os procedimentos

Leia mais

Resolução CONSAD nº 01/2001 R E S O L V E

Resolução CONSAD nº 01/2001 R E S O L V E CONSELHO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA CONSAD Resolução CONSAD nº 01/2001 O Presidente do Conselho Superior de Administração Universitária CONSAD e Reitor da Universidade de Cuiabá, Professor

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS.

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS. COORDENAÇÃO DO MANUAL DOS FORMANDOS ORIENTAÇÕES, PROCEDIMENTOS E NORMAS.. Pires do Rio Goiás, 2012. Flávia de Oliveira Fornari Coordenadora do Curso de Direito CORPO ADMINISTRATIVO FACULDADE DO SUDESTE

Leia mais

MODALIDADE A DISTÂNCIA

MODALIDADE A DISTÂNCIA MODALIDADE A DISTÂNCIA MANUAL DA SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU DOS ALUNOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE UBERABA Todas as solenidades de colação de grau devem ser organizadas de acordo com

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE MARÇO DE 2013. Estabelece normas para as cerimônias de Colação de Grau dos cursos superiores da UVV - ES A UNIVERSIDADE VILA VELHA ES, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU]

Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU] Faculdade SENAC [REGULAMENTO DE COLAÇÃO DE GRAU] Regulamento de Colação de Grau Documento revisado em MARÇO/2012 APRESENTAÇÃO A conclusão de um curso superior é a celebração de uma grande conquista, portanto,

Leia mais

MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos

MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos MANUAL DE FORMATURA E COLAÇÃO DE GRAU: Orientação, Normas e Procedimentos 1 DIRIGENTES MANTENEDORA Conselho das Associadas Conselheiro Presidente Ir. Jardelino Menegat Conselho de Administração e representação

Leia mais

MANUAL DE FORMATURAS

MANUAL DE FORMATURAS MANUAL DE FORMATURAS I FORMATURA Formatura ou colação de grau é o ato oficial de conclusão de curso de graduação. Na UNISC, a cerimônia habitualmente é realizada em Auditório com a presença do conjunto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SERGIPE Av. Jorge Amado, 1551 Loteamento Garcia, Bairro Jardins - CEP 49025-330

Leia mais

Manual de Formatura - FAEL. Manual de Formatura FAEL

Manual de Formatura - FAEL. Manual de Formatura FAEL 1 Manual de Formatura FAEL 2014 2 INTRODUÇÃO... 5 I. DO ATO DA FORMATURA... 5 II. DAS ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS PARA OS FORMANDOS... 5 1. Da Solicitação de Formatura...5 III. DAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES...6

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA. Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA. Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA Manual da Solenidade de Colação de Grau dos Alunos dos Cursos de Graduação 2006 Solenidade de Colação de Grau A conclusão do curso certamente é a celebração do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CURITIBA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINS Art. 1º. O presente Regulamento tem por objetivo estabelecer as

Leia mais

Normas para a Cerimônia de Outorga de Grau

Normas para a Cerimônia de Outorga de Grau Normas para a Cerimônia de Outorga de Grau 1 Da Apresentação O presente manual visa ordenar corretamente a solenidade de outorga de grau a alunos formandos, abordando procedimentos como disciplina, hierarquia,

Leia mais

Instituto Bíblico da Assembléia de Deus Ministério de Caetés FORMA DO CRISTÃOS COMO COLU A E FIRMEZA DA VERDADE MANUAL DE FORMATURA

Instituto Bíblico da Assembléia de Deus Ministério de Caetés FORMA DO CRISTÃOS COMO COLU A E FIRMEZA DA VERDADE MANUAL DE FORMATURA Instituto Bíblico da Assembléia de Deus Ministério de Caetés FORMA DO CRISTÃOS COMO COLU A E FIRMEZA DA VERDADE MANUAL DE FORMATURA APRESENTAÇÃO Este manual, elaborado pela Diretoria do IBADEC, tem como

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene 1 APRESENTAÇÃO A Solenidade de Colação de Grau ou Formatura é um dos momentos mais importantes para a comunidade acadêmica, pois concretiza o trabalho desenvolvido durante o período de estudos na faculdade

Leia mais

GUIA DO FORMANDO. Cerimônia de Colação de Grau UNINORTE / EVENTOS 1. GUIA DO FORMANDO Cerimônia de Colação de Grau

GUIA DO FORMANDO. Cerimônia de Colação de Grau UNINORTE / EVENTOS 1. GUIA DO FORMANDO Cerimônia de Colação de Grau UninorteOficial @uniorte @uniorte_manaus UNINORTE / EVENTOS 1 2 UNINORTE / EVENTOS Prezado Formando (a), Chegou tão esperada hora na vida de um (a) acadêmico (a). Iremos passar os procedimentos mais importantes

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Leia mais

Informações gerais 3. A Cerimônia/Categorias 4. Passo-a-passo 5. Responsabilidades da Comissão de Formatura 6. Músicas da Cerimônia 7

Informações gerais 3. A Cerimônia/Categorias 4. Passo-a-passo 5. Responsabilidades da Comissão de Formatura 6. Músicas da Cerimônia 7 Índice Informações gerais 3 A Cerimônia/Categorias 4 Passo-a-passo 5 Responsabilidades da Comissão de Formatura 6 Músicas da Cerimônia 7 Convite de Formatura 8 O Juramento 10 O orador 11 Perguntas Frequentes

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO

FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO FAEC Regulamento da Colação de Grau 2007 TÍTULO I Disposições Gerais Art. 1º Colação de grau é um ato acadêmico-administrativo de reconhecimento institucional da conclusão

Leia mais