Guia Plano de E-Marketing

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Plano de E-Marketing"

Transcrição

1 Guia Plano de E-Marketing FONTE: Greb Babayans e Maria Manuel Busto. Estratégias de e-marketing. Matosinhos: E&D Data - Sistemas de Informação e Assessoria Empresarial, Lda; 2005: 368

2 4 passos essenciais Quando se pensa num plano de e-marketing, temos que considerar 4 passos essenciais: 1 Análise estratégica Definir os objectivos estratégicos Formulação de estratégias Implementação das estratégias 2

3 1º passo Análise estratégica 1 Análise da economia envolvente (macro e micro economia). As necessidades dos consumidores devem ser estudadas ao pormenor, tendo a noção que o mercado on-line está sempre em constante mutação e a concorrência pode ser feroz. A análise da concorrência também é essencial, assim como a avaliação de oportunidades do mercado. 3

4 2º passo 2 Definir os objectivos estratégicos É essencial estabelecer objectivos claros e ambiciosos para dar força a todo o projecto. Cada acção, cada passo, cada estratégia e cada implementação, tem que ser suportada por um objectivo. 4

5 3º passo 3 Formulação de estratégias Desenvolver estratégias segmentadas por target. Implementar estratégias de diferenciação, é essencial marcar a diferença garantindo posicionamento no mercado. Garantir que todo o projecto está suportado por ferramentas de controlo (CRM s e controlo financeiro). Desenvolver novas estratégias para o desenvolvimento de produtos ou serviços. Delinear estratégias de preço competitivas e dentro dos valores do mercado. Definir claramente as ferramentas de comunicação a utilizar, assim como os métodos de estudo para desenvolvimento do negócio. 5

6 4º passo 4 Implementação das estratégias É nesta fase que se executa as acções para atingir os objectivos traçados. Nesta fase é importante ter uma forte estratégia de comunicação. 6

7 Guia para um Plano de E-marketing 0 Sumário Executivo Resumo da presente conjuntura Aspectos - chave do plano 1 Análise da situação Características do (e) Marketing Possíveis factores de sucesso Análise da concorrência Factores tecnológicos Factores legais Análise SWOT Factores sociais 2 Objectivos do (e)marketing Perfil do produto/serviço Mercado alvo Objectivos 7

8 Guia para um Plano de E-marketing (cont.) 3 Estratégias do (e)marketing Estratégia do produto/serviço Preço Promoção Distribuição Recursos Humanos Recursos tecnológicos Politicas 4 Suporte Técnico Conteúdo do portal Pesquisa Segurança Registo Respostas automáticas Relatórios de encomenda Privacidade Formas de pagamento Staff especializado 8

9 Guia para um Plano de E-marketing (cont.) 5 Plano de contigência Prevenção Antecipação 6 Controlo de resultados Das estratégias Da comunicação Dos objectivos 9

10 Obrigado Central Park Rua Alexandre Herculano, Edf. 1-4ºC Linda-a-Velha Portugal tel /4 fax

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso

Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Como elaborar um Plano de Negócios de Sucesso Pedro João 28 de Abril 2011 Fundação António Cupertino de Miranda Introdução ao Plano de Negócios Modelo de Negócio Análise Financeira Estrutura do Plano de

Leia mais

Prof. Jorge Romero Monteiro 1

Prof. Jorge Romero Monteiro 1 Marketing 1 CONCEITOS DE MARKETING 2 Conceitos de Marketing O MARKETING é tão importante que não pode ser considerado como uma função separada. É o próprio negócio do ponto de vista do seu resultado final,

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema tem solução e que cada

Leia mais

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 2006-2015 Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 Portugal 2015 Portugal 2015 - Metas 2005 2015 Douro Douro Oeste Oeste Serra da Estrela Serra da Estrela Alqueva Litoral Alentejano Litoral Alentejano

Leia mais

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa

Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa Catala Consulting, Lda. Apresentação da empresa A nossa Missão Ajudar as empresas a enfrentar os desafios do presente e do futuro e a encontrar ou retomar os caminhos do sucesso Sabemos que cada problema

Leia mais

Escola Secundaria de Paços de Ferreira Técnicas de secretariado 2009/2010

Escola Secundaria de Paços de Ferreira Técnicas de secretariado 2009/2010 Marketing mix Trabalho realizado por: Sandra Costa 12ºS Marketing mix É formado por um conjunto de variáveis controláveis que influenciam a maneira com que os consumidores respondem ao mercado e é dividido

Leia mais

Marketing e Comunicação para Bibliotecas Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda Rigor nos compromissos. Excelência nos processos.

Marketing e Comunicação para Bibliotecas Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Marketing e Comunicação para Bibliotecas Valor I Pessoas, Consultoria Empresarial, Lda Rigor nos compromissos. Excelência nos processos. Marketing e Comunicação para Bibliotecas Atendendo ao crescente

Leia mais

Etec Paulino Botelho Rua Marechal Deodoro 3183 Vila Nery São Carlos SP (16) 3371 1027 -www.etepb.com.br. Plano de Trabalho Docente 2ºsem / 2015

Etec Paulino Botelho Rua Marechal Deodoro 3183 Vila Nery São Carlos SP (16) 3371 1027 -www.etepb.com.br. Plano de Trabalho Docente 2ºsem / 2015 Plano de Trabalho Docente 2ºsem / 2015 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL

4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4. ESTRATÉGIAS DE MARKETING INTERNACIONAL 4.1- TIPOS DE ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.2- PLANEAMENTO ESTRATÉGICO PARA O MARKETING 4.3- ESTRUTURA CONCEPTUAL PARA ESTRATÉGIA DE MARKETING 4.4- MODELOS COMO INSTRUMENTOS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores

PLANO DE MARKETING. Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20. TAG 4/2010 17 Valores 0366 PLANO DE MARKETING Trabalho realizado por: Vera Valadeiro, nº20 TAG 4/2010 17 Valores Índice Introdução Diagnóstico Análise do Mercado Análise da Concorrência Análise da Empresa Análise SWOT Objectivos

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. Conteúdo Programático

Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. Conteúdo Programático INTRODUÇÃO AO MARKETING / 75h Prof. Walter Sande [EBAPE/FGV]M. Sc. Em Administração [Instituto de Pesquisa e Pós- Graduação em Administração de Empresas da Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPEAD/UFRJ]

Leia mais

Rua Comendador Raínho, 1192, 3700-231 S. João da Madeira Tlf.: +351 256 826 832/ 234 Fax: +351 256 826 252 geral@amrconsult.com www.amrconsult.

Rua Comendador Raínho, 1192, 3700-231 S. João da Madeira Tlf.: +351 256 826 832/ 234 Fax: +351 256 826 252 geral@amrconsult.com www.amrconsult. 1 s & amrconsult 2010 2 1- Enquadramento: No último estudo realizado pelo INE sobre em Portugal, conclui-se que Portugal é o terceiro país da EU com taxa de criação de empresas mais elevada (14,2%). No

Leia mais

Fazer um plano de marketing

Fazer um plano de marketing Gerir - Guias práticos de suporte à gestão Fazer um plano de marketing A coerência e articulação das diferentes políticas da empresa ou produto(s) é responsável em grande parte pelo seu sucesso ou insucesso.

Leia mais

FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES

FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES FORMAÇÃO PARA EMPREENDEDORES QUADRO RESUMO: FORMAÇÃO UFCD (H) Noções de Economia de Empresa 5437 25 Métodos e Práticas de Negociação 5442 50 Empresa Estrutura Organizacional 7825 25 Perfil e Potencial

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Administração Qualificação:

Leia mais

Plano de Direcionamento. Conhecimento de Mercado

Plano de Direcionamento. Conhecimento de Mercado Plano de Direcionamento Conhecimento de Mercado Conhecimento de Mercado É necessário conhecer o mercado para que sejam desenvolvidos produtos que atendam as necessidades e expectativas dos clientes. Segmentação

Leia mais

Apresentação de Solução

Apresentação de Solução Apresentação de Solução Solução: Gestão de Altas Hospitalares Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros,

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação COTEC 2010/10/19 Conteúdo - Apresentação da empresa - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação - Processo de implementação - Factores críticos de sucesso visão.c Apresentação

Leia mais

O Sistema de Gestão da Qualidade - um meio para a Profissionalização. Exemplo de uma empresa familiar

O Sistema de Gestão da Qualidade - um meio para a Profissionalização. Exemplo de uma empresa familiar O Sistema de Gestão da Qualidade - um meio para a Profissionalização Exemplo de uma empresa familiar CAPITULOS DA INTERVENÇÃO ALGUNS DADOS SOBRE EMPRESAS FAMILIARES CARACTERÍSTICAS DO CRESCIMENTO- EMPRESA

Leia mais

Marketing Territorial: uma aposta regional?

Marketing Territorial: uma aposta regional? Marketing Territorial: uma aposta regional? Conferência Alentejo Atractivo: nas rotas do Investimento Global Évora, 10 de Março de 2012 Contexto Contexto de competição entre territórios - regiões, cidades,

Leia mais

Cidades e desenvolvimento

Cidades e desenvolvimento Cidades e desenvolvimento Que papel para a Cidade no contexto económico actual? Sónia Ribeiro 19.Outubro.2011 Sumário A cidade e o desenvolvimento: as questões fundamentais As funções milenares das cidades

Leia mais

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática

Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico de Castelo Branco Licenciatura em Engenharia Informática Aspectos Sócio-Profissionais da Informática Portugal Golfe e a Internet Alunos Número André

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015

Plano de Trabalho Docente 2015 Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA / SP Eixo tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1 BluePlanetDVD.com Study Case www.blueplanetdvd.com 1 A Ideia Necessidades não satisfeitas para o cliente; Uma IDEIA; Dois anos a amadurecer a ideia, de forma a ser inovadora, tecnologicamente avançada,

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Profª Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

Período de validade do curso: 60 (sessenta) dias podendo ser acessado a qualquer hora e quantas vezes desejar.

Período de validade do curso: 60 (sessenta) dias podendo ser acessado a qualquer hora e quantas vezes desejar. DETALHES DO CURSO Disciplina: Gestão Empresarial Professor: Wellington de Toledo Garcia, Graduado em Administração de Empresas com MBA Executivo (Master of Business Administration) em Gestão Empresarial

Leia mais

Novos Produtos /Serviços para doentes com Demências/Alzheimer/Envelhecimento Cerebral

Novos Produtos /Serviços para doentes com Demências/Alzheimer/Envelhecimento Cerebral Novos Produtos /Serviços para doentes com Demências/Alzheimer/Envelhecimento Cerebral Objectivos Objectivos Objectivos O Angelini University Award 2010/2011 tem por finalidade atribuir um prémio ao melhor

Leia mais

Contexto das PME s em Moçambique

Contexto das PME s em Moçambique MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO Conferência sobre Fontes Alternativas de Financiamento às Contexto das em Moçambique Por Claire Zimba, Director Geral Indy Village, 09:30Hrs, 21 de Maio de 2015, Cidade

Leia mais

ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL. EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School

ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL. EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School ESCOLA INTERNACIONAL PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL EXECUTIVE EDUCATION Área de Formação Executiva ESIC Business & Marketing School PROGRAMA EXECUTIVO EM MARKETING DIGITAL BENEFÍCIO A internet

Leia mais

Gestão da Formação em Manutenção de Aeronaves

Gestão da Formação em Manutenção de Aeronaves Luis Santana Workshop 23 de Fevereiro de 2012 Quidgest - Portugal R. Castilho n.º 63 6.º 1250-068 Lisboa Portugal tel. (+351) 213 870 563 fax. (+351) 213 870 697 Sector de Manutenção Referência A, implementada

Leia mais

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro.

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro. NEWSLETTER 1 O IDIT O IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica é uma associação privada de utilidade pública, sem fins lucrativos, cujo objectivo primordial é contribuir para a modernização

Leia mais

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO

INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO Janeiro 2004 INICIATIVA ESTRATÉGICA CONHECIMENTO E INOVAÇÃO 1 - OBJECTIVOS O Conhecimento é fonte de Desenvolvimento. A criação e transmissão do Conhecimento

Leia mais

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes;

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes; Gerir - Guias práticos de suporte à gestão A análise SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada pelas empresas para o diagnóstico estratégico. O termo SWOT é composto pelas iniciais

Leia mais

Formulário de Projecto de Investimento

Formulário de Projecto de Investimento Formulário de Projecto de Investimento 1. Identificação do Projecto Título do projecto: Nome do responsável: Contacto Telefónico: Email: 1.1. Descrição sumária da Ideia de Negócio e suas características

Leia mais

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013

Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Concurso de Ideias Jovem Empreendedor Estarreja 2013 Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa promovida pela DESTAC em parceria com a DOW Portugal, a Câmara Municipal de Estarreja e a Escola Secundária

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

O SECTOR A SOLUÇÃO Y.make Num mundo cada vez mais exigente, cada vez mais rápido e cada vez mais competitivo, o papel dos sistemas de informação deixa de ser de obrigação para passar a ser de prioridade.

Leia mais

REGULAMENTO. Preâmbulo

REGULAMENTO. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo O espírito de iniciativa, a criatividade, a capacidade de detectar e aproveitar oportunidades, de assumir o risco e formar decisões, constituem premissas essenciais para o sucesso

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

Concurso de Ideias de Negócio

Concurso de Ideias de Negócio Concurso de Ideias de Negócio Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa desenvolvida através do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) de Estarreja 7 Desafios em Rede, promovido pela DESTAC

Leia mais

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras

Agente. Análise SWOT. Auditoria de marketing. Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização. Cash-and-carry Central de compras Termo Agente Análise SWOT Auditoria de marketing Break-even-point Cadeia de lojas Canal de distribuição Canibalização Cash-and-carry Central de compras Ciclo de vida do produto/serviço Contexto de marketing

Leia mais

SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT

SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT SE O OBJETIVO É A EXPORTAÇÃO, A SOLUÇÃO É O START EXPORT SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA PARA EXPORTAR? Já participou de feiras internacionais do setor? Você pode adequar/modificar seu produto? Seu site e catálogos

Leia mais

FÁBRICA DE TINTAS 2000, SA

FÁBRICA DE TINTAS 2000, SA Sérgio Faria sfaria@tintas2000.pt Lisboa - Julho de 2009 FÁBRICA DE TINTAS 2000, SA A CRIATIVIDADE E A INOVAÇÃO COMO FACTORES DE COMPETITIVIDADE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL www.tintas2000.pt Fábrica

Leia mais

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural I Seminário sobre Turismo Rural e Natureza Diferenciar o Produto, Qualificar a Oferta, Internacionalizar o Sector MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural TÂNIA

Leia mais

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM:

O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: O ESTADO PORTUGUÊS EM CONJUNTO COM: Decidiu apoiar as PME através deste programa, que permite: Modernizar a sua infraestrutura de comunicações Fazer crescer o seu negócio Incorporar competências essenciais

Leia mais

[Escrever texto] Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral)

[Escrever texto] Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral) Trabalho realizado por: Ana Margarida de Oliveira Duarte nº 9062 Marketing e Publicidade (Pos Laboral) 1 Introdução O objectivo do presente trabalho é elaborar um plano de marketing para a empresa Bacardi

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro.

Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. Feira do Empreendedor 2014 Documento que sistematiza informação sobre a ideia de negócio, como pretende implementá-la, e que resultados espera obter no futuro. É essencial para a estruturação e defesa

Leia mais

www.intelac.pt Pacote de Serviços Integrados Disponibilizados pela Intelac Rh a MICRO EMPRESAS

www.intelac.pt Pacote de Serviços Integrados Disponibilizados pela Intelac Rh a MICRO EMPRESAS www.intelac.pt Pacote de Serviços Integrados Disponibilizados pela Intelac Rh a MICRO EMPRESAS 1 3 4 recursos humanos contabilidade e gestão DINAMIZAÇÃO DO NEGÓCIO 1 2 área comercial área HST Enquadramento

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Nº horas 40. Nº horas 40 Actividades de diagnóstico 45m Desenvolvimento

Nº horas 40. Nº horas 40 Actividades de diagnóstico 45m Desenvolvimento Agrupamento de Escolas João da Silva Correia ANO LETIVO 2014-2015 Escola Secundária João da Silva Correia P L A N I F I C A Ç Ã O - CURSO PROFISSIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: OTET 12º ANO Técnico

Leia mais

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas

Apresentação da Solução. Divisão Área Saúde. Solução: Gestão de Camas Apresentação da Solução Solução: Gestão de Camas Unidade de negócio da C3im: a) Consultoria e desenvolvimento de de Projectos b) Unidade de Desenvolvimento Área da Saúde Rua dos Arneiros, 82-A, 1500-060

Leia mais

Planejamento de Marketing.

Planejamento de Marketing. Planejamento de Marketing. Análise de Mercado Identificação de Riscos e Oportunidades Segmentação de mercado; Seleção de mercado alvo Objetivos de Marketing Estratégia de diferenciação de produto Estratégia

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

Estratégia e Competitividade

Estratégia e Competitividade Este documento é de circulação restrita aos destinatários. A sua transcrição ou reprodução não é permitida sem prévia autorização escrita da EUROGROUP Consulting. Estratégia e Competitividade João Pacheco

Leia mais

Agência para o Desenvolviemnto Empresarial e Inovação ADEI. Rede Nacional de Incubadoras de Negócio RENI. Anúncio de Concurso

Agência para o Desenvolviemnto Empresarial e Inovação ADEI. Rede Nacional de Incubadoras de Negócio RENI. Anúncio de Concurso Agência para o Desenvolviemnto Empresarial e Inovação ADEI Rede Nacional de Incubadoras de Negócio RENI Anúncio de Concurso Contratação de uma empresa especializada e qualificada para a produção de WEBSITE

Leia mais

Desenvolver uma estratégia de marketing

Desenvolver uma estratégia de marketing Gerir - Guias práticos de suporte à gestão Desenvolver uma estratégia de marketing O principal objectivo de uma Estratégia de Marketing é o desenvolvimento do negócio, tendo em linha de conta, a análise

Leia mais

A. Novo Paradigma de Desenvolvimento

A. Novo Paradigma de Desenvolvimento S E M I N Á R I O AUDITORIAS DE VALOR 11 de Outubro de 2010 A. Novo Paradigma de Desenvolvimento 2007/2013 Passagem do Objectivo 1 (Convergência) para o Objectivo 2 (Competitividade e Emprego). Alteração

Leia mais

CONCEITO DE ESTRATEGIA

CONCEITO DE ESTRATEGIA CONCEITO DE ESTRATEGIA O termo estratégia deriva do grego stratos (exército) e agein (conduzir). O strategos era o que conduzia o exercito, isto é, o general, o comandante-chefe, o responsável pela defesa

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005.

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. Cooperação empresarial, uma estratégia para o sucesso Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. É reconhecida a fraca predisposição

Leia mais

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias GESTÃO DA INOVAÇÃO AGENDA 1. IDT Consulting 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias 4. Diagnósticos Estratégicos de Inovação 5. Implementação de

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL

PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM ADMINISTRAÇÃO PARTE TÉCNICA GESTÃO EMPRESARIAL 1. História da Teoria da Administração: fundamentos da Administração: Era Clássica; Revolução Industrial;

Leia mais

Uma parceria forte e segura. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã

Uma parceria forte e segura. Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã Uma parceria forte e segura Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã Experiência consolidada - no reforço das relações bilaterais! Maior e mais dinâmica Câmara estrangeira em Portugal com mais de 1.000

Leia mais

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação

Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Executive Revolution Programs Competitive intelligence e inovação Neste curso serão abordadas as melhores práticas que permitem gerir estrategicamente a informação, tendo em vista a criação de valor para

Leia mais

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1.

Índice. rota 3. Enquadramento e benefícios 6. Comunicação Ética 8. Ética nos Negócios 11. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13. Percurso 1. rota 3 CLIENTES Rota 3 Índice Enquadramento e benefícios 6 Percurso 1. Comunicação Ética 8 Percurso 2. Ética nos Negócios 11 Percurso 3. Promoção para o Desenvolvimento Sustentável 13 responsabilidade

Leia mais

Uma rede que nos une

Uma rede que nos une Uma rede que nos une Uma rede que nos une O IMTT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P. é um organismo da Administração Central, dotado de autonomia administrativa e financeira,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS EMPRESÁRIOS ANJE Bruno Nunes brunonunes@anje.pt www.anje.pt 14 de Dezembro Gouveia 1ª Encontro de Jovem Produtor de Queijo da Serra da Estrela ANJE Introdução O que é: Associação

Leia mais

Relatório Preliminar

Relatório Preliminar Relatório Preliminar Concurso para Aquisição de Serviços de Formação e Consultoria Especializada no âmbito do Projecto QI-PME Norte, iniciativa Formação para Empresários Ao segundo dia do mês de Agosto

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Análise SWOT Pedro Vaz Paulo 1. PROJECTO CRIAR EMPRESA 1. Projecto Definição 1. Âmbito do negócio 2. Inovação 3. Concorrência 4. Análise SWOT 5. ( ) 2. ANÁLISE SWOT Definição A Análise

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO REMOTA DE EQUIPAMENTOS Sobre a SOL-S e SOLSUNI Fundada em 1992; Integrador de Soluções, com vasta experiência de Tecnologias de Informação, disponibiliza um completo portfolio

Leia mais

Tel.: 220 931 192 www.informar.pt

Tel.: 220 931 192 www.informar.pt Tel.: 2 931 192 Apresentação do Informar.pt O Informar.pt é um portal de formação profissional, que pretende organizar informação sobre entidades formadoras, formadores e público interessado em formação

Leia mais

IEMinho. Incubadora. VilaVerde. Minho. Glossário. http://www.portaldoempreendedor.pt/index.php?op=11&id=508. 1 of 5 18-08-2011 11:20

IEMinho. Incubadora. VilaVerde. Minho. Glossário. http://www.portaldoempreendedor.pt/index.php?op=11&id=508. 1 of 5 18-08-2011 11:20 1 of 5 18-08-2011 11:20 Formulário de pesquisa pesquisa notícias agenda formação oportunidades de negócio bolsa de emprego contactos login registo Feed RSS IEMinho IEMinho Missão Equipa Benefícios Objecto

Leia mais

A Construção Sustentável e o Futuro

A Construção Sustentável e o Futuro A Construção Sustentável e o Futuro Victor Ferreira ENERGIA 2020, Lisboa 08/02/2010 Visão e Missão O Cluster Habitat? Matérias primas Transformação Materiais e produtos Construção Equipamentos Outros fornecedores

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS

RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS ONU - ACÇÃO RSE E OS DIREITOS HUMANOS Lisboa, 13 de NOVEMBRO 2012 ESTRATÉGIA DA UE PARA A RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS ODETE SEVERINO UE: Responsabilidade Social das Empresas 2002 COM - RSE: um

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE TURISMO DE BLUMENAU. Senac Santa Catarina

PLANO MUNICIPAL DE TURISMO DE BLUMENAU. Senac Santa Catarina PLANO MUNICIPAL DE TURISMO DE BLUMENAU Senac Santa Catarina PLANO MUNICIPAL DE TURISMO UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA Órgão Proponente: Prefeitura Municipal Órgão Executor: Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO

PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO PLANO SUCINTO DE NEGÓCIO Título do projecto: Nome do responsável: Contacto telefónico Email: 1.1. Descrição sumária da Ideia de Negócio e suas características inovadoras (Descreva

Leia mais

Soluções com valor estratégico

Soluções com valor estratégico Soluções com valor estratégico Contexto O ambiente económico e empresarial transformou-se profundamente nas últimas décadas. A adesão de Portugal à U.E., a adopção do euro e o mais recente alargamento

Leia mais

PROJECTO CRIAR EMPRESA

PROJECTO CRIAR EMPRESA PROJECTO CRIAR EMPRESA Conceito, Análise de Concorrência 1. INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO INDÚSTRIA CONSTRUÇÃO Custos Prazo de execução /Esforço Qualidade EXTRAS Ambiente Socio-Políticos Imposições legais Segurança

Leia mais

GESTÃO DA INFORMAÇÃO. 29.05.2008 Teresinha Fernandes 10º CICLO DE SEMINÁRIOS TRANSPORTE RODOVIÁRIO ALARGAR OS HORIZONTES

GESTÃO DA INFORMAÇÃO. 29.05.2008 Teresinha Fernandes 10º CICLO DE SEMINÁRIOS TRANSPORTE RODOVIÁRIO ALARGAR OS HORIZONTES DOMÍNIOS CRÍTICOS DA ACTIVIDADE ASSOCIATIVA: - Intervenção Política e Institucional / Produção Normativa; - Formação; - Assistência Técnica; - Assistência Documental; - Tratamento e Fornecimento de Informação:

Leia mais

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO

CAPI CANISM TAL DE O DE C RISCO APIT AL DE RISCO MECANISMO CAPITAL DE CAPITAL DE RISCO DE RISCO António Carvalho A Portugal Ventures InovCapital AICEP Capital Global Turismo Capital Clarificação de objectivos estratégicos e concentração de meios para

Leia mais

Inovação e Criação de Novos Negócios

Inovação e Criação de Novos Negócios INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA Inovação e Criação de Novos Negócios Luís Mira da Silva Cristina Mota Capitão Isabel Alte da Veiga Carlos Noéme Inovação INOVAÇÃO Inovação: introdução INOVAR

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 11 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

Como fazer uma apresentação

Como fazer uma apresentação Como fazer uma apresentação Etapas para fazer uma apresentação Definição dos 1 objectivos da apresentação de acordo com as necessidades e o perfil da audiência Preparação de uma linha de trabalho de um

Leia mais

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS

REGULAMENTO DO VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS REGULAMENTO DO CINC CASCAIS VI CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO DO CONCELHO DE CASCAIS Preâmbulo O CINC CASCAIS - VI Concurso de Ideias de Negócio do Concelho de Cascais é uma iniciativa de captação de ideias

Leia mais

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência

PAEX Parceiros para a Excelência PAEX Parceiros para a Excelência Estabelecer parcerias por melhores resultados: uma prática comum na natureza e nas empresas que querem se desenvolver. CONHECA A FDC Alianças Internacionais: Uma Escola

Leia mais

CONCEITOS DE MARKETING

CONCEITOS DE MARKETING Introdução ao Conceito de Marketing CONCEITOS DE MARKETING Objectivos: Compreender a evolução do conceito de marketing Compreender a importância do marketing Analisar várias definições de marketing Familiarizar

Leia mais

Isabel Beja. Gestão Estratégica

Isabel Beja. Gestão Estratégica Isabel Beja Gestão Estratégica Financiamento: Entidade Coordenadora Local Entidade Promotora Objectivos Objectivo Geral A importância de uma correta definição de missão, visão e dos valores da instituição;

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL DE GESTÃO

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL DE GESTÃO DISCIPLINA: GESTÃO (Módulo 12A controlo de tesouraria) ANO 2013/2014 1. Controlo de tesouraria 1.1 objetivos 1.2 natureza do controlo 1.3 processos de controlo 2. sistema de controlo 2.1 características

Leia mais

CONTROLPLAN CONSULTING

CONTROLPLAN CONSULTING A ESTRATÉGIA É IMPORTANTE, MAS A EXECUÇÃO É QUE CONTA CONTROLPLAN CONSULTING O SEU PARCEIRO DE NEGÓCIOS CONTROLPLAN CONSULTING APRESENTAÇÃO ESTUDOS DE MERCADO A ControlPlan Consulting tem sido uma referência

Leia mais

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt

das Auditorias na Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 www.apcer.pt O Papel das Auditorias na Gestão Empresarial Hélder Estradas helder.estradas@apcer.pt 18 de Outubro de 2010 Auditoria Processo sistemático, independente e documentado, realizado com o propósito p de obter

Leia mais

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS 04-06-2008 Índice A. NOVO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007-2013. B. ACÇÃO INTEGRADA DO IDE-RAM NO PERÍODO 2007-2013. C. APOIOS À ACTIVIDADE

Leia mais

O ciclo de estratégia, planeamento, orçamento e controlo

O ciclo de estratégia, planeamento, orçamento e controlo O ciclo de estratégia, planeamento, orçamento e controlo João Carvalho das Neves Professor catedrático, Finanças e Controlo, ISEG Professor convidado, Accounting & Control, HEC Paris Email: Página Web:

Leia mais

(WRIGHT; KROLL; PARNELL, 2000)

(WRIGHT; KROLL; PARNELL, 2000) de Marketing e Estratégias de Marketing Parte 01 OPORTUNIDADES E AMEAÇAS DO AMBIENTE EXTERNO Marcoambiente Ambiente setorial Estratégia Administração Estratégica Estratégico Organização / Direção Estratégia

Leia mais