Caracterização das práticas contraceptivas das mulheres em Portugal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Caracterização das práticas contraceptivas das mulheres em Portugal"

Transcrição

1 Caracterização das práticas contraceptivas das mulheres em Portugal Apresentação de resultados do estudo Porto, 8 de Março de 2005

2 Objectivos Objectivo principal O objectivo principal deste estudo é a avaliação das práticas contraceptivas das mulheres, em Portugal. Objectivos secundários Caracterização das expectativas das mulheres face à contracepção. Avaliação das práticas contraceptivas das mulheres, em Portugal, por Região.

3 Metodologia O estudo decorreu em duas fases: Na primeira fase foi efectuado um estudo piloto incluindo 100 indivíduos, na Região de Lisboa e Vale do Tejo. Esta fase visou optimizar as estratégias para recolha de informação. Após a realização e avaliação destes questionários foi decidido efectuar algumas alterações ao questionário, pelo que os indivíduos incluídos nesta primeira fase não foram incluídos na análise final. Na segunda fase o estudo decorreu em todas as regiões do país. O período de recolha de dados teve a duração total de três meses, de Novembro de 2004 a Fevereiro de 2005.

4 Metodologia Amostra Foram incluídos no estudo indivíduos do sexo feminino com idade entre os 15 e os 49 anos, residentes em Portugal. Por Região Norte 555 Centro 560 LVT 498 Alentejo 586 Algarve 536 Madeira 509 Açores 614 Por grupo etário 15 a 19 anos a 29 anos a 39 anos a 49 anos 889

5 Metodologia Amostra Foram incluídos no estudo indivíduos do sexo feminino com idade entre os 15 e os 49 anos, residentes em Portugal. A amostra nacional foi seleccionada aleatoriamente tendo sido estratificada por região e grupo etário. Deste modo foi constituída uma amostra de indivíduos (intervalo de confiança de 2.7%). A amostra regional foi constituída de acordo com a mesma metodologia, mas considerando cada região individualmente, isto é, do total de inquéritos realizados em cada uma das regiões foram seleccionados cerca de 500, em cada região, de forma aleatória, estratificados por grupos etários (intervalo de confiança de 4.5%).

6 Metodologia Os questionários foram aplicados por entrevista directa. A percentagem de recusas em responder ao questionário não ultrapassou os 12% em nenhuma das Regiões. Assumiu-se um nível de significância de 95%.

7 A quase totalidade das inquiridas afirmou conhecer a pílula e o preservativo masculino. O método menos conhecido é o implante subcutâneo. 87% afirmaram sentir-se suficientemente informadas sobre métodos contraceptivos.

8 Informação suficiente sobre os métodos contraceptivos disponíveis, por Região Norte Centro LVT Alentejo Algarve Madeira Açores Informação suficiente sobre os métodos contraceptivos disponíveis, por grupo etário Sim Não

9 91% das inquiridas já tinham tido relações sexuais e 79% tinham actualmente relações sexuais. Relações sexuais Já teve Tem actualmente

10 Relações sexuais, por grupo etário Já teve Tem actualmente

11 Tema da contracepção abordado, alguma vez, pelos professores na escola Não 53% 47% Sim Tema da contracepção abordado, alguma vez, pelos professores na escola, por Região Norte Centro LVT Alentejo Algarve Madeira Açores Sim Não

12 Tema da contracepção abordado, alguma vez, pelos professores na escola Não 53% 47% Sim Tema da contracepção abordado, alguma vez, pelos professores na escola, por grupo etário Sim Não

13 Com quem costuma falar sobre métodos contraceptivos? Ginecologista Amigas Parceiro Médico de Família Colegas de trabalho Mãe Enfermeiro Farmacêutico Outros

14 Actualmente utiliza algum método contraceptivo? Não 18% 82% 81.9% (intervalo de confiança a 95% entre 79.5% e 84.3%) das inquiridas que afirmaram ter relações sexuais actualmente, referiram utilizar um método contraceptivo. Sim 10 Utilização actual de algum método contraceptivo por Região Norte Centro LVT Alentejo Algarve Madeira Açores Sim Não

15 Actualmente utiliza algum método contraceptivo? Não 18% 82% Sim Utilização actual de algum método contraceptivo por grupo etário Sim Não

16 No momento de realização do questionário, cerca de 7 das inquiridas estavam a tomar a pílula. Quem a aconselhou sobre o método contraceptivo que utiliza? Mãe Médico de Família Amigas Ginecologista Parceiro Farmacêutico Colegas de trabalho Enfermeiro Outros Pílula Preservativo DIU

17 Tempo de utilização do método corrente de contraceptivo meses 7-12 meses 1-2 anos 3-5 anos +5 anos De 1 a 10 quanto confia no seu método contraceptivo Pílula Preservativo DIU

18 Com que frequência se esquece de tomar a pílula? 15% 4 a 12 ciclos/ ano 1 a 3 ciclos/ ano 71% 14% Todos os ciclos O que faz quando se esquece de tomar a pílula? Costuma contar ao seu médico que se esqueceu de tomar a pílula? Toma duas 34% 31% Usa outro método Nunca 34% 45% Sim/ Ás vezes 35% 21% Nada, continua Raramente

19 A preocupação de ficar grávida influencia a sua vida sexual? Nunca Raramente Algumas vezes Muitas vezes Sempre Alguma vez tomou a pílula do dia seguinte? Sim 13.3% (intervalo de confiança a 13% 95% entre 11.4% e 15.2%) das inquiridas já tinha tomado a pílula do dia seguinte, pelo menos uma vez. Não 87%

20 Percentagem de inquiridas que já tomou a pílula do dia seguinte, por Região 25% 2 15% 1 5% Norte Centro LVT Alentejo Algarve Madeira Açores Percentagem de inquiridas que já tomou a pílula do dia seguinte, por grupo etário

21 Caracterização das práticas contraceptivas das mulheres em Portugal

22 Amostra Amares Mirandela Moimenta da B eira Porto T erras do B ouro Cartaxo L isboa Moita Rio Maior T omar Carregal do S al Castelo B ranco Figueira da F oz Oliveira do B airro Vila Nova de P aiva P onta Delgada L agoa R ibeira Grande Nordes te Vila F ranca do Campo Calheta Funchal Machico Ribeira B rava S antana E stremoz Moura Ourique S ines Viana do Alentejo Cas tro Marim Faro L agos L oulé Portimão

23 Amostra 3858 inquéritos aos aos aos aos 49 ± 500 por Região Randomizada uma amostra nacional estratificada por idade e Região Amostra CENSOS 1362 inquéritos Norte Centro 36,7 21,0 37,4 21,5 L isboa e Vale do T ejo (L VT ) 26,9 26,0 Alentejo 7,0 6,6 Algarve 4,3 3,6 Madeira 2,0 2,5 Açores 2,2 2,4

24 Amostra Amostra CENSOS 500 Norte 36,7 37, inquéritos Centro L isboa e Vale do T ejo (L VT ) 21,0 26,9 21,5 26, Alentejo Algarve Madeira Açores 7,0 4,3 2,0 2,2 6,6 3,6 2,5 2, Norte 43,36 29,93 26,71 Centro 42,74 29,28 27,98 Lisboa e Vale do Tejo (LVT) 42,81 28,87 28,32 Alentejo 42,48 28,91 28,61 Algarve 41,85 29,59 28,56 Madeira 43,74 30,73 25,54 Açores 47,57 28,30 24,13

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O INQUÉRITO AOS DIPLOMADOS EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS 2011/2012 traçar o perfil

Leia mais

Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006

Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006 Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006 Metodologia Dimensão da amostra Datas das entrevistas Margem de erro Idioma das entrevistas 1,000 Brasileiros adultos 23 Novembro

Leia mais

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO População Portuguesa Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO INQUÉRITO...3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...3

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004 Principais Resultados NOTA METODOLÓGICA (SÍNTESE) O Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA Índice 2 11 Enquadramento 3 2 Amostra 7 3 Resultados 9 3 1 Enquadramento Objetivos 4 No âmbito da parceria entre a APAV e a INTERCAMPUS,

Leia mais

Consultoria Técnica: Keypoint, Consultoria Científica, Lda. Operacionalização do estudo: Lénia Nogueira Relatório Estatístico: Ana Macedo

Consultoria Técnica: Keypoint, Consultoria Científica, Lda. Operacionalização do estudo: Lénia Nogueira Relatório Estatístico: Ana Macedo 2015 Consultoria Técnica: Keypoint, Consultoria Científica, Lda. Operacionalização do estudo: Lénia Nogueira Relatório Estatístico: Ana Macedo 2015 Avaliação das práticas contracetivas das mulheres em

Leia mais

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO População Portuguesa Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO INQUÉRITO...3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...3

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003. Principais Resultados

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003. Principais Resultados Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Principais Resultados NOTA METODOLÓGICA (SÍNTESE) O Inquérito à Utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Utilização da cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Mais de metade das famílias portuguesas ainda não dispõe de computador mas o parque informático dos agregados familiares

Leia mais

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008

A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito. 2 de Abril de 2008 A relação dos portugueses com o dinheiro e o crédito 2 de Abril de 2008 Caracterização dos inquiridos Sexo 37% 63% Feminino Masculino Idade 12% 18-25 anos 18% 26-35 anos 36-45 anos 54% 16% > de 45 anos

Leia mais

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003 9 de Janeiro de 4 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 3 Em Junho de 3, 38,3% dos agregados domésticos portugueses

Leia mais

MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL

MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL MICROCRÉDITO UMA AVALIAÇÃO DE CASOS EM PORTUGAL 1-INTRODUÇÃO 1.1- Este estudo teve por objectivo conhecer a situação actual dos negócios apoiados pela ANDC junto dos indivíduos que até 2012 inclusivé concluíram

Leia mais

Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento

Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento Evento: Local: Data: CONFERÊNCIA REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO Centro de Formação Profissional de Santarém 10 de Março

Leia mais

Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoactivas na População Portuguesa - 2001

Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoactivas na População Portuguesa - 2001 CEOS, Investigações Sociológicas, FCSH, UNL 1 Inquérito Nacional ao Consumo de Substâncias Psicoactivas na População Portuguesa - 2001 Casimiro Balsa Tiago Farinha Cláudia Urbano André Francisco A- APRESENTAÇÃO

Leia mais

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS Contacto: nelma.marq@gmail.com QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS O presente questionário pretende servir de apoio ao desenvolvimento de um estudo relacionado

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2010 16 de Fevereiro de 2011 A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2010 foi de 11,1%. Este

Leia mais

Observatório Nacional de Recursos Humanos

Observatório Nacional de Recursos Humanos RUBRICA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados nacionais agregados de 211 O Observatório Nacional de Recursos Humanos (ONRH) celebra este ano 1 anos de existência.

Leia mais

Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família. Introdução

Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família. Introdução Estudo de investigação sobre a comunicação no âmbito do programa Janela Aberta à Família Introdução O programa Janela Aberta à Família (website em www.janela-aberta-familia.org) teve início no Algarve

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre Stalking, Cyberstalking, Bullying e Cyberbullying Preparado para: Associação

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre Stalking, Cyberstalking, Bullying e Cyberbullying Preparado para: Associação 1 Barómetro APAV Perceção da População Portuguesa sobre Stalking, Cyberstalking, Bullying e Cyberbullying Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Junho de 2013 2 Índice 2 Metodologia

Leia mais

Estudo sobre situação profissional dos. jovens enfermeiros em Portugal

Estudo sobre situação profissional dos. jovens enfermeiros em Portugal Ordem dos Enfermeiros Rede de Jovens Enfermeiros Estudo sobre situação profissional dos jovens enfermeiros em Portugal Autores: Raul Fernandes (Coordenador) Beto Martins, Bruno Maurício, Daniela Matos,

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

Metodologia. Método de recolha de dados

Metodologia. Método de recolha de dados Amigas dos Idosos Entidade Promotora/co-financiadora Entidades Co-Financiadoras Metodologia Método de recolha de dados O processo de recolha de dados que foi desenvolvido no âmbito do projeto cidades envolveu

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 05 DEE NOVVEEMBBRRO DEE 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2010 Metade dos agregados domésticos em Portugal

Leia mais

INQUÉRITO ÀS ENTIDADES GESTORAS NORMA ISO 24510 1 OBJECTIVO DO INQUÉRITO 2 CONSTITUIÇÃO DO INQUÉRITO RELATÓRIO FINAL

INQUÉRITO ÀS ENTIDADES GESTORAS NORMA ISO 24510 1 OBJECTIVO DO INQUÉRITO 2 CONSTITUIÇÃO DO INQUÉRITO RELATÓRIO FINAL INQUÉRITO ÀS ENTIDADES GESTORAS NORMA ISO 24510 RELATÓRIO FINAL 1 OBJECTIVO DO INQUÉRITO A publicação das normas ISO 24500 (ISO 24510, ISO 24511 e ISO 24512), que constituem o primeiro conjunto de normas

Leia mais

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS

ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS ANEXO CONDIÇÕES OU RESTRIÇÕES RESPEITANTES À UTILIZAÇÃO SEGURA E EFICAZ DO MEDICAMENTO A SEREM IMPLEMENTADAS PELOS ESTADOS-MEMBROS 1 Os Estados-Membros devem garantir que todas as condições ou restrições

Leia mais

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9%

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9% Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2007 16 de Novembro de 2007 A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2007 foi de 7,9. Este valor

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde

Pesquisa Nacional de Saúde Diretoria de Pesquisas Coordenação de Trabalho e Rendimento Pesquisa Nacional de Saúde 21/08/15 Histórico INVESTIGAÇÃO DO TEMA SAÚDE... 1998 2003 2008 2013 PNAD Características da PNS Pesquisa Domiciliar

Leia mais

Comportamentos de Risco na Adolescência: Factores de Risco e Factores de Protecção

Comportamentos de Risco na Adolescência: Factores de Risco e Factores de Protecção Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Instituição Parceria Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto Estudo Autora Comportamentos

Leia mais

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL Resultados Quantitativos Outubro 2008 1 METODOLOGIA FICHA TÉCNICA Total da Amostra: 606 Entrevistas telefónicas, realizadas por CATI (computer assisted telephone interview).

Leia mais

Síntese de Resultados Janeiro de 2004

Síntese de Resultados Janeiro de 2004 A Imprensa na Internet Síntese de Resultados Janeiro de 2004 Netsonda - Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Travessa. do Jasmim, 10, 1º Tel: 213 429 318 netsonda@netsonda.pt 1200-230 Lisboa

Leia mais

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL

Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL INQUÉRITO AO CRÉDITO Fevereiro 2009 ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL PORTUGUESA CONFEDERAÇÃO EMPRESARIAL Introdução O Inquérito ao Crédito Fevereiro 2009, realizado pela AIP-CE, teve como base uma amostra constituída

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento.

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento. Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes

Leia mais

Portugal. Turismo Náutico 20-02-2012. 2011 Quota (%) 2011 Instalações Náuticas (nº) Portos Recreio Docas Recreio. Bandeira Azul (nº)

Portugal. Turismo Náutico 20-02-2012. 2011 Quota (%) 2011 Instalações Náuticas (nº) Portos Recreio Docas Recreio. Bandeira Azul (nº) Turismo áutico Portugal Marinas Instalações áuticas (nº) Portos Recreio Docas Recreio IDICADORE Postos Amarração (nº) Quota (%) Bandeira Azul (nº) 23 13 Total UT II 13.082 100% 16 4 1 1 orte 1.218 2 6

Leia mais

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 18 de Maio de 2010 A taxa de desemprego foi de 10,6% no 1º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2010 foi de 10,6%. Este valor

Leia mais

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio

Barómetro APAV INTERCAMPUS Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio 1 Barómetro APAV Perceção da População Portuguesa sobre a Violência contra Crianças e Jovens Preparado para: Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) Outubro de 2015 2 Índice 1 Objetivos e Metodologia

Leia mais

Preventivos pelo Homem, em Portugal Continental

Preventivos pelo Homem, em Portugal Continental Uma observação sobre a Utilização de Cuidados Preventivos pelo Homem, em Portugal Continental www.onsa.pt Uma observação sobre a utilização de cuidados preventivos pelo homem, em Portugal Continental Relatório

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 38% DAS PESSOAS COM IDADE ENTRE 16 E 74 ANOS CONTACTAM COM ORGANISMOS

Leia mais

CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE

CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE O questionário do IDS de 1997 conteve várias questões para investigar as preferências reprodutivas da população entrevistada. Foi recolhida

Leia mais

Anuários Estatísticos Regionais Informação estatística à escala regional e municipal

Anuários Estatísticos Regionais Informação estatística à escala regional e municipal Anuários Estatísticos Regionais 213 19 de dezembro de 214 Anuários Estatísticos Regionais Informação estatística à escala regional e municipal O INE divulga os Anuários Estatísticos Regionais, que constituem

Leia mais

A Intervenção das Farmácias no Tratamento das Toxicodependências

A Intervenção das Farmácias no Tratamento das Toxicodependências Programas Terapêuticos de Administração de Metadona, Buprenorfina e Naltrexona A Intervenção das Farmácias no Tratamento das Toxicodependências Relatório de 2008 Uma contribuição vital A intervenção das

Leia mais

Auto-eficácia e comportamentos de saúde

Auto-eficácia e comportamentos de saúde Auto-eficácia e comportamentos de saúde Modelos cogntivos (Becker, 1979; Ajzen e Fishbein, 1980) Modelos cognição social Perceção de barreiras dos comportamentos de saúde Auto-eficácia inclui as crenças

Leia mais

O QUE PENSAM OS PORTUGUESES SOBRE O ESTADO SOCIAL? Resultados de um inquérito por questionário

O QUE PENSAM OS PORTUGUESES SOBRE O ESTADO SOCIAL? Resultados de um inquérito por questionário O QUE PENSAM OS PORTUGUESES SOBRE O ESTADO SOCIAL? Resultados de um inquérito por questionário O Inquérito Este inquérito analisa atitudes sociais sobre o Estado Social em Portugal. A informação recolhida

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

Estudo sobre Comportamentos de Risco

Estudo sobre Comportamentos de Risco quadernsquadernsanimacio.netnº10;julhode2009animacio.netnº10;julhode2009 quadernsanimacio.net nº11;janeirode2010 EstudosobreComportamentosdeRisco ResultadosdeInquéritonumaPerspectiva depromoçãodasaúde

Leia mais

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS Departamento da Qualidade na Saúde Maio 2015 Ficha Técnica Relatório elaborado pelo Departamento da Qualidade na Saúde Ano: 2015 Condução

Leia mais

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses

iagnóstico de Situação Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses No Marco Sabemos Mais Sobre @ Doenças Sexualmente Transmissíveis / Métodos Contracetivos (SMS@DST) Dia iagnóstico de Situação na Escola Secundária com 3º Ciclo do Marco de Canaveses Realizado pela: ASSOCIAÇÃO

Leia mais

Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares

Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares Questionário Europeu de Literacia em Saúde aplicado em Portugal (HLS-EU-PT): Apresentação dos resultados preliminares HLS EU ES Espanha IE Irlanda NL Holanda DE Alemanha AT Áustria EL Grécia PL Polónia

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Sociedade da Informação e do Conhecimento 04 de Novembro 2008 Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Banda larga presente em 86% dos agregados domésticos

Leia mais

Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética. Estudo de mercado Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética

Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética. Estudo de mercado Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética Estudo de mercado Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética 28 setembro 2011 Agenda Objectivo Metodologia Áreas temáticas Distribuição

Leia mais

RELATÓRIO FRANCHISING

RELATÓRIO FRANCHISING RELATÓRIO FRANCHISING ESTUDO DO PERFIL E SATISFAÇÃO DO FRANCHISADO EM PORTUGAL JULHO 2013 Índice ENQUADRAMENTO... 3 METODOLOGIA (FICHA TÉCNICA)... 4 ANÁLISE DE RESULTADOS... 5 CARACTERIZAÇÃO DO FRANCHISADO...

Leia mais

Portugueses com mais de 65 anos Breve caracterização estatística

Portugueses com mais de 65 anos Breve caracterização estatística E S T U D O S Cada etapa da vida tem as suas próprias especificidades mas tem, também, os seus próprios desafios e as suas próprias capacidades, para a construção de uma sociedade para todas as idades.

Leia mais

1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59%

1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59% 490 responses Summary See complete responses 1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59% 3. Habilitações literárias

Leia mais

CRÉDITO À HABITAÇÃO ENDIVIDAMENTO E INCUMPRIMENTO EM PORTUGAL

CRÉDITO À HABITAÇÃO ENDIVIDAMENTO E INCUMPRIMENTO EM PORTUGAL CRÉDITO À HABITAÇÃO ENDIVIDAMENTO E INCUMPRIMENTO EM PORTUGAL CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA FACULDADE DE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Fevereiro de 2002 1 1. Crédito à habitação 1.1. Crédito à habitação

Leia mais

Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus

Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus Dia Mundial da diabetes 14 de novembro 1983-2013 EMBARGO ATTÉ 13 DE NOVEMBRO DE 2014,, ÀS 11 HORAS Em 2013 perderam-se 4 683 anos potenciais de vida devido à diabetes mellitus Em 2013, as doenças endócrinas,

Leia mais

ANEXO III 15-03-2013 RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL

ANEXO III 15-03-2013 RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL ANEXO III RECOLHA DE PERCEPÇÕES INOVAÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL -- ÍNDICE ÍNDICE. OBJECTIVOS E ÂMBITO DO ESTUDO. METODOLOGIA. RESUMO. INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL. INOVAÇÃO NOS ÚLTIMOS 6 ANOS 6. APRENDIZAGEM

Leia mais

Redes Sociais em Portugal

Redes Sociais em Portugal Relatório de Resultados Redes Sociais em Portugal Dezembro de 2009 Estudo NE396 Netsonda - Network Research Quem Somos? Com quase 10 anos de actividade, a Netsonda foi a primeira empresa em Portugal a

Leia mais

CESOP. Data /05/2007 Hora do início : Hora do fim : Entrevistador:

CESOP. Data /05/2007 Hora do início : Hora do fim : Entrevistador: Inquérito n.º CESOP Saúde e Sexualidade Versão Masculina (V2) Data /05/2007 Hora do início : Hora do fim : Entrevistador: Chamo-me e trabalho para o Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade

Leia mais

Estudo quantitativo. Fevereiro 2012. Em parceria com

Estudo quantitativo. Fevereiro 2012. Em parceria com Estudo quantitativo Duarte Vilar Fevereiro 2012 Em parceria com CARACTERIZAÇÃO GERAL CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA 40 35 44,6 Masculino 30 25 55,0 Feminino 20 15 10 5 0 19 E MENOS 20-29 MAIS DE 30 35,0 30,0

Leia mais

O retrato do comportamento sexual do brasileiro

O retrato do comportamento sexual do brasileiro O retrato do comportamento sexual do brasileiro O Ministério da Saúde acaba de concluir a maior pesquisa já realizada sobre comportamento sexual do brasileiro. Entre os meses de setembro e novembro de

Leia mais

ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE

ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE ALTO COMISSARIADO DA SAÚDE 05 Determinantes e Estilos de Vida 076 05. Determinantes e Estilos de Vida Atlas do Plano Nacional de Saúde Determinantes e Estilos de Vida Considerações

Leia mais

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada.

Tecnologia para a regulação dos nascimentos? gravidez indesejada. Quais os contributos da Ciência e da Tecnologia para a regulação dos nascimentos? São utilizados para prevenir uma São utilizados para prevenir uma gravidez indesejada. Mét. Contracepção A - Não Naturais

Leia mais

Relatório de Integração VMER & SIV 11/2012

Relatório de Integração VMER & SIV 11/2012 11/2012 Despacho n.º 14898/2011, de d 3 de novembro Pontoo 7: O INEM,, I. P., apresentar um relatório anual ao membro do Governo responsável pela área da saúde que permita a análise interna e a melhoria

Leia mais

Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética

Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética Mudança de Comportamento no âmbito da Eficiência Energética Abril 2011 Metodologia Universo Residentes, em território do Continente, com idade compreendida entre os 18 e os 65 anos Amostra 1 005 entrevistas

Leia mais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais Estudo do grau de conhecimento e das necessidades de protecção de dados pessoais entre os alunos do ensino secundário e do ensino superior de Macau 2014 Sumário Para saber qual o grau de conhecimento e

Leia mais

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas

Observatório da Criação de Empresas. Observatório da Criação de Empresas Observatório da Criação de Empresas O Observatório da Criação de Empresas é um projecto desenvolvido pelo IAPMEI, com a colaboração da Rede Portuguesa de Centros de Formalidades das Empresas (CFE), que

Leia mais

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes 11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes Projecto desenvolvido por: Beatriz Delgado, nº4 Leonor Evangelista, nº17 Rita Soromenho Sequeira, nº25 Sofia Velosa da Silva, nº28 Tatiana Malheiros, nº29 4 de Maio

Leia mais

Nível Secundário e Nível 3 de Formação (S 3 )

Nível Secundário e Nível 3 de Formação (S 3 ) Análise dos dados do questionário aplicado aos alunos, professores e funcionários da escola sobre os hábitos e comportamento de viagem Caracterização sócio-demográfica dos inquiridos Quadro I: Dados pessoais

Leia mais

Violência Doméstica e Educação Análise do Envolvimento Parental na Escola em Mulheres Vítimas de Violência Conjugal

Violência Doméstica e Educação Análise do Envolvimento Parental na Escola em Mulheres Vítimas de Violência Conjugal Tema: Vítimas com Necessidades Específicas Violência Doméstica e Educação Análise do Envolvimento Parental na Escola em Mulheres Vítimas de Violência Conjugal Investigador: Miguel Rodrigues miguel.ol.rodrigues@hotmail.com

Leia mais

ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS

ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS ESTATÍSTICAS APAV VIOLÊNCIA SEXUAL 2012 WWW.APAV.PT/ESTATISTICAS índice - introdução 2 - vítima 3 - autor(a) do crime 9 - vitimação 14 - crianças vítimas de violência sexual 20 1 introdução A violência

Leia mais

Informar para saber...saber para desenvolver.

Informar para saber...saber para desenvolver. INQUÉRITO AO EMPREGO 4º Trimestre de 2011 Serviço Regional de Estatística dos Açores Informar para saber......saber para desenvolver. INQUÉRITO AO EMPREGO 4º TRIMESTRE DE 2011 NOTA INTRODUTÓRIA A presente

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística Índice Introdução Proveito Médio de Aposento Conceitos Anexos Proveitos

Leia mais

Perfis de Operadores Privados de Televisão

Perfis de Operadores Privados de Televisão Perfis de Operadores Privados de Televisão (resultados gerais) Janeiro 2014 Publicações OberCom ISSN 2182-6722 0 Índice Sumário Executivo..2 Perfis de Operadores Privados de Televisão (resultados gerais)...3

Leia mais

Portos da I República Roteiro

Portos da I República Roteiro Portos da I República Roteiro Ponto de interesse : Junta Autónoma da ria e barra de Aveiro 07-12-1921 Aveiro >> Aveiro >> Latitude: 40.63240900 Longitude: -8.73023800 Ponto de interesse : Junta Autónoma

Leia mais

Agradecimentos (por ordem alfabética):

Agradecimentos (por ordem alfabética): Agradecimentos (por ordem alfabética): Alexandra Esteves (ECAV/UTAD) Alexandra Sanfins (FMV/ULHT) Américo Dias (ESE/IPPorto) Ana Allen Gomes (DCE/UAveiro) Ângela Maia (EP/Uminho) Célia Alves (ESPAB, Sines)

Leia mais

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios Informação à Comunicação Social 4 de Fevereiro de 2002 CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios A disponibilização destes resultados provisórios dos Censos 2001 sobre a população

Leia mais

M t é o t d o os o Contraceptivos

M t é o t d o os o Contraceptivos Métodos Contraceptivos São meios utilizados para evitar a gravidez quando esta não é desejada, permitindo a vivência da sexualidade de forma responsável. Permitem o planeamento familiar. 2 Como se classificam

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE DR. RICARDO JORGE

INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE DR. RICARDO JORGE www.onsa.pt INSTITUTO NACIONAL DE SAÚDE DR. RICARDO JORGE A DOR NA POPULAÇÃO PORTUGUESA ALGUNS ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS Relatório Sara Rabiais (Estatista) Paulo Jorge Nogueira (Estatista) José Marinho

Leia mais

Elaborado por: Dr. Samuel Mucavele CLIENTE: AMCS

Elaborado por: Dr. Samuel Mucavele CLIENTE: AMCS RELATÓRIO DE PESQUISA SOBRE O HIV/SIDA (FORMAS DE TRANSMISSÃO, PREVENÇÃO, ACONSELHAMENTO, TESTE VOLUNTÁRIO, COMBATE AO ESTIGMA E DESCRIMINAÇÃO) NOS CLUBES DE ESCUTA DA CIDADE E PROVÍNCIA DE MAPUTO (AMCS)

Leia mais

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013

Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 Comunicado de Imprensa Netsonda realiza estudo sobre o Natal e a Internet em Portugal Oeiras, 9 de Dezembro de 2013 A Netsonda levou a cabo o estudo de opinião sobre um conjunto de questões relacionadas

Leia mais

Maria Júlia Ladeira 26 de Maio 2007

Maria Júlia Ladeira 26 de Maio 2007 Jornadas dos Administrativos da Saúde A estratégia té do IGIF para as TI na Saúde Maria Júlia Ladeira 26 de Maio 2007 A estratégia do IGIF para as TI na Saúde Programa de Transformação dos SI da Saúde

Leia mais

Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social: Saúde da Mulher. Chyrly Elidiane de Moura Félix Enfermeira. Parnamirim-RN

Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social: Saúde da Mulher. Chyrly Elidiane de Moura Félix Enfermeira. Parnamirim-RN III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família Brasília-DF Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social: Sustentabilidade nas Ações de Saúde da Mulher. Chyrly Elidiane de Moura Félix Enfermeira

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO entre o SEP ( Sindicato dos Enfermeiros Portugueses) e a APHP ( Associação Portuguesa de Hospitalização Privada)

CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO entre o SEP ( Sindicato dos Enfermeiros Portugueses) e a APHP ( Associação Portuguesa de Hospitalização Privada) CONTRATO COLECTIVO DE TRABALHO entre o SEP ( Sindicato dos Enfermeiros Portugueses) e a APHP ( Associação Portuguesa de Hospitalização Privada) No dia 8 de Janeiro de 2010, foi finalmente publicado o Contrato

Leia mais

A calculadora se vamos utilizar na proposta de resolução deste exame nacional é a fx-cg20

A calculadora se vamos utilizar na proposta de resolução deste exame nacional é a fx-cg20 A calculadora se vamos utilizar na proposta de resolução deste exame nacional é a fx-cg20 2. Na actualidade, há uma crescente preocupação com a preservação da natureza, nomeadamente, quanto à necessidade

Leia mais

Barómetro Político Marktest: Sondagem Legislativas 2015

Barómetro Político Marktest: Sondagem Legislativas 2015 Barómetro Político Marktest: Sondagem Legislativas 3 Setembro de Marktest Dir.Estudos Sectoriais 3-9- I. Ficha Técnica da Sondagem A presente sondagem é da responsabilidade da seguinte entidade: Marktest,

Leia mais

FICHA TÉCNICA PARA O DEPÓSITO DE SONDAGEM 1 2 3 (de acordo com o artigo 6º da Lei nº 10/2000 de 21 de Junho)

FICHA TÉCNICA PARA O DEPÓSITO DE SONDAGEM 1 2 3 (de acordo com o artigo 6º da Lei nº 10/2000 de 21 de Junho) FICHA TÉCNICA PARA O DEPÓSITO DE SONDAGEM 1 2 3 (de acordo com o artigo 6º da Lei nº 10/2000 de 21 de Junho) 1. Entidade responsável pela realização da sondagem: art.º 6/1/a: A denominação e a sede da

Leia mais

da Uniiversiidade de Évora

da Uniiversiidade de Évora Universidade de Évora Rellatóriio sobre o Inquériito aos Liicenciiados da Uniiversiidade de Évora Pró-Reitoria para a Avaliação e Política da Qualidade Jacinto Vidigal da Silva Luís Raposo Julho de 2010

Leia mais

Projecto de Desenvolvimento Escolar Comenius Acção Comenius 1 - Parcerias entre escolas

Projecto de Desenvolvimento Escolar Comenius Acção Comenius 1 - Parcerias entre escolas Projecto de Desenvolvimento Escolar Comenius Acção Comenius 1 - Parcerias entre escolas Avaliação: um passo determinante para a implementação da qualidade no ensino O objectivo deste projecto é a compreensão

Leia mais