RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS"

Transcrição

1 1. Taxas de resposta RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS NOVOS ALUNOS 21% 29% 79% 71% Responderam Não responderam Responderam Não responderam Gráfico nº 1 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura Gráfico nº 2 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos do mestrado A maioria dos novos estudantes convidados a participar no inquérito respondeu ao mesmo, tendo-se obtido uma taxa de resposta de 79%, por parte dos alunos do curso de Licenciatura em Dança, e de 71% por parte dos alunos do curso de Mestrado em Ensino de Dança. 2. Entrada na ESD Curso Licenciatura em Dança 52 Mestrado em Ensino de Dança 15 Gráfico nº 3 - Frequência das respostas dos novos alunos à questão: identifique o seu curso A maioria (52) dos novos estudantes respondentes está inscrita no curso de Licenciatura em Dança. Quinze novos estudantes são do curso de Mestrado em Ensino de Dança. 2.1 Curso de Licenciatura em Dança Regime de acesso ao curso de Licenciatura em Dança 83% 9% Regime geral de acesso Mudança de curso Maiores de 23 anos Titulares de curso superior Gráfico nº 4 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos da licenciatura à questão: regime de acesso A maioria (83%) dos novos alunos do curso de Licenciatura em Dança teve acesso ao curso através do regime geral de acesso. Página 1 de 9

2 O curso de Licenciatura em Dança foi a sua 1ª escolha? Sim 9 Não Gráfico nº 5 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos da licenciatura à questão: este curso foi a sua primeira escolha Para a maioria (9) dos novos alunos da Licenciatura, o curso foi a sua primeira escolha. Notas de acesso ao curso de Licenciatura Nota de candidatura do 12º ano 10 14,5 19,2 Nota final de entrada na ESD (depois das provas de acesso) 9,8 12,3 15,1 Mínimo Média Máximo Gráfico nº 6 - Notas de candidatura do 12º ano e notas finais de entrada na ESD (depois das provas de acesso) dos novos alunos da Licenciatura As notas de candidatura do 12º ano dos novos alunos da Licenciatura variaram entre 10 e 19,2 valores, tendo-se registado uma média de 14,5 valores. Por sua vez, as notas finais de entrada na ESD variaram entre 9,8 e 15,1 valores, tendo-se registado uma média de 12,3 valores. 3. Perfil do novo aluno Idade (em anos) Mínimo Média Máximo Licenciatura Mestrado Gráfico nº 7 - Idades mínimas, médias e máximas dos novos alunos A idade média dos novos alunos do curso de Licenciatura é de 19 anos e do curso de Mestrado é de 30 anos. Página 2 de 9

3 Género Género Feminino Masculino Feminino Masculino Gráfico nº 8 - Freq. percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura à questão: género Gráfico nº 9 - Freq. percentual de respostas dos novos alunos do mestrado à questão: género A maioria dos novos alunos é do sexo feminino: 8 dos alunos da Licenciatura e 8 dos alunos do Mestrado. Região de residência Região de residência LVT 5 Alentejo 3% LVT 5 Algarve 3% Centro 2 Norte 1 Açores 3% Gráfico nº 10 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura quanto à região de residência Centro 3 Norte Gráfico nº 11 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos do mestrado quanto à região de residência Atendendo à região do concelho de residência constata-se que a maioria dos novos alunos reside na região de Lisboa e Vale do Tejo (5 dos alunos da Licenciatura e 5 dos alunos do Mestrado). % de alunos deslocados da sua residência permanente para estudar 53% 43% Gráfico nº 12 Percentagem de novos alunos deslocados da sua residência permanente para estudar A maioria (53%) dos novos alunos do curso de Licenciatura está deslocada da sua residência permanente para estudar. No caso dos novos alunos do Mestrado, a percentagem de deslocados é menor (43%). Página 3 de 9

4 Distância (em km) até à ESD Distância (em km) até à ESD de 16 a 30km 1 de 6 a 15km de 31 a 45km 21% de 46 a 60km de 6 a 15km de 16 a 30km 29% de 76 a 90km até 5km 25% mais de 90km 1 até 5km 3 mais de 90km Gráfico nº 13 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura quanto à distância (em km) até à ESD Gráfico nº 14 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos do mestrado quanto à distância (em km) até à ESD A distância da residência dos alunos até à Escola é muito variável, no entanto a maior parte dos novos alunos reside perto da Escola, estando com maior frequência até cinco quilómetros da ESD (25% dos licenciandos e 3 dos mestrandos). Em média, a distância da residência dos alunos até à Escola é de 93 km, no caso dos licenciandos, e de 86 km, no caso dos mestrandos. Distância (em minutos) até à ESD Distância (em minutos) até à ESD de 31 a 60min 5 de 61 a 90min 11% de 31 a 60min 43% de 91 a 120min até 30min 2 mais de 120min de 91 a 120min Gráfico nº 15 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura quanto à distância (em minutos) até à ESD até 30min 29% mais de 120min Gráfico nº 16 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos do mestrado quanto à distância (em minutos) até à ESD A maior parte dos alunos demora entre a sua residência e a Escola de 31 a 60 minutos (5 dos licenciandos e 43% dos mestrandos), tendo-se registado uma média de 46 minutos, no caso dos licenciandos, e de 50 minutos, no caso dos mestrandos. Foram também muitos, os alunos que responderam demorar até 30 minutos entre a sua casa e a ESD. Página 4 de 9

5 Bolsa de Estudo Bolsa de estudo 73% 2 8 Estudante sem bolsa Estudante sem bolsa Candidato a bolseiro dos SAS do IPL Gráfico nº 17 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos da licenciatura à questão: bolsa de estudo Candidato a bolseiro dos SAS do IPL Gráfico nº 18 - Frequência percentual de respostas dos novos alunos do mestrado à questão: bolsa de estudo A maioria dos novos estudantes dos cursos de Licenciatura (73%) e de Mestrado (8) não tem bolsa de estudo. 2 dos novos alunos da Licenciatura e do Mestrado candidataramse a bolsa dos SAS do IPL. % de alunos com atividade profissional 1 79% Gráfico nº 19 - Frequência percentual de novos alunos com atividade profissional, por curso Enquanto a maioria (79%) dos novos alunos do curso de Mestrado já tem atividade profissional, apenas 1 dos novos alunos da Licenciatura têm atividade profissional. % de alunos que vão requerer o estatuto de trabalhar-estudante 33% 3 Gráfico nº 20 - Frequência percentual de novos alunos que pretende requerer o estatuto de trabalhador-estudante, por curso Um terço dos alunos da Licenciatura com atividade profissional pretende requerer o estatuto de trabalhador-estudante. No caso dos alunos do curso de Mestrado, esta proporção é ligeiramente maior (3). Página 5 de 9

6 4. Fatores de escolha do curso e da ESD Vocação, gosto pelas matérias O curso tem saídas profissionais O curso tem boa componente prática 19% 31% % 80% Outro: obrigatoriedade/necessidade do diploma Boa empregabilidade dos diplomados Outro: formação especializada em educação Médias de entrada acessíveis Licenciatura Mestrado Gráfico nº 21 - Frequência das respostas dos novos alunos à questão: quais os motivos porque escolheu este curso Para os alunos da Licenciatura, os principais motivos que determinaram a escolha do curso são a vocação/gosto pelas matérias (83%), a boa componente prática do curso (31%) e as saídas profissionais (19%). Estes também foram os principais motivos que determinaram a escolha do curso dos alunos de Mestrado, mas com percentagens diferentes: vocação/gosto pelas matérias (80%), saídas profissionais (4) e boa componente prática do curso (2) Prestígio 40% 50% Localização 31% Possibilidade de trabalhar e estudar 20% Custos mais reduzidos 20% Qualidade da vida académica e convívio Outro - única escola superior de dança no país com boas componentes práticas Outro - única instituição com este curso e profissionalização Outro - já frequentou a licenciatura 19% Licenciatura Mestrado Gráfico nº 22 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos à questão: quais os motivos porque escolheu a ESD Página 6 de 9

7 Entre os motivos que determinaram a escolha da ESD, no caso dos novos alunos do curso de Licenciatura, destacam-se: o prestígio (50%), a localização (31%) e a qualidade da vida académica e convívio (19%). Para os novos alunos do Mestrado, os principais motivos que determinaram a escolha da ESD foram: o prestígio (40%), a possibilidade de trabalhar e estudar (20%) e os custos mais reduzidos (20%). Alguns respondentes indicaram outros motivos para a escolha da ESD, tais como a componente prática do currículo, o facto de ser a única Escola com curso de profissionalização para o Ensino da Dança e a familiarização com o curso de Licenciatura em Dança por parte dos novos alunos do Mestrado. 5. Informação sobre a ESD Mecanismos de conhecimento e escolha do curso pelos novos alunos da Licenciatura em Dança Opinião de amigos ou familiares Opinião de antigos diplomados Sítio da ESD na internet Visita à ESD Serviços de orientação escolar 15% 10% 35% 35% % 6 Documentação própria da ESD Outro Sítio do IPL na internet Informação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Informação na imprensa Fórum Estudante, Futurália ou outras feiras de formação Tomou conhecimento Que dados considerou Gráfico nº 23 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos da licenciatura às questões: como tomou conhecimento do curso e que dados considerou na escolha Página 7 de 9

8 Entre os mecanismos que permitiram aos novos alunos tomar conhecimento do curso destacam-se a opinião de antigos diplomados (para 5 dos alunos), a opinião de amigos ou familiares (para 5 dos alunos) e o sítio da ESD na internet (para 35% dos alunos). Entre os dados que foram considerados na escolha do curso de Licenciatura destacam-se a opinião de amigos ou familiares (para 6 dos alunos), a opinião de antigos diplomados (para 50% dos alunos) e o sítio da ESD na internet (para 35% dos alunos). Mecanismos de conhecimento e escolha do curso pelos novos alunos do Mestrado em Ensino de Dança Opinião de amigos ou familiares 2 53% Opinião de antigos diplomados 33% 4 Sítio da ESD na internet 2 40% Documentação própria da ESD 20% 33% Visita à ESD 20% Outro Informação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Tomou conhecimento Que dados considerou Gráfico nº 24 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos do mestrado às questões: como tomou conhecimento do curso e que dados considerou na escolha Entre os mecanismos que permitiram aos novos alunos do curso de Mestrado em Ensino de Dança tomar conhecimento do curso destacam-se: a opinião de antigos diplomados (para 33% dos alunos), a opinião de amigos ou familiares (para 2 dos alunos) e o sítio da ESD na internet (para 2 dos alunos). Entre os dados que foram considerados na escolha do curso de Licenciatura destacam-se: a opinião de amigos ou familiares (para 53% dos alunos), a opinião de antigos diplomados (para 4 dos alunos) e o sítio da ESD na internet (para 40% dos alunos). Página 8 de 9

9 6. Fatores importantes na frequência da ESD Bons professores Garantia de saídas profissionais Qualidade dos curricula dos cursos Boas infraestruturas (salas de aula e apoio didático) Apoio em intercâmbios com o estrangeiro Atividade de investigação científica Localização (facilidade de transporte) 2 31% 31% 2 23% 4 53% 60% 8 Boa biblioteca Boa organização geral Serviços médicos e sociais Elevado sucesso escolar da instituição Prestígio do estabelecimento Zona de refeições Atividades extracurriculares Uma boa associação de estudantes Bons meios informáticos 1 10% 10% 10% Licenciatura Mestrado Gráfico nº 25 - Frequência percentual das respostas dos novos alunos à questão: quais as 3 características que deverão ser mais privilegiadas pela ESD No que diz respeito às expetativas dos novos alunos da licenciatura e daquilo que eles consideram como as características que a ESD deve privilegiar, destacam-se três aspetos: bons professores (para 60% dos alunos), boas infraestruturas (para 31% dos alunos) e o apoio em intercâmbios com o estrangeiro (para 31% dos alunos). Por sua vez, os novos alunos do mestrado consideram que a ESD deve privilegiar: bons professores (para 8 dos alunos), a garantia de saídas profissionais (para 53% dos alunos) e a qualidade dos curricula dos cursos (para 4 dos alunos). Página 9 de 9

Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS

Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS Resultados dos inquéritos aos novos alunos da ESCS No prosseguimento da política de qualidade da ESCS, foram realizados, no início do ano lectivo 2011/2012 e à semelhança do que aconteceu no ano anterior,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESCS Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESCS - 2013/2014 1. Caracterização Ao inquérito realizado aquando da matrícula dos alunos que entraram em 1ª

Leia mais

ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05. Dados Estatísticos PARTE II

ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05. Dados Estatísticos PARTE II ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ NUM CURSO DE NÍVEL SUPERIOR EM PORTUGAL NO ANO LECTIVO 2004/05 Dados Estatísticos PARTE II ESTUDANTES DE PÓS-LICENCIATURA (Mestrados e Doutoramentos) DSAS- Direcção

Leia mais

Sistema Interno de Garantia da Qualidade

Sistema Interno de Garantia da Qualidade ISEL Sistema Interno de Garantia da Qualidade RELATÓRIO Inquérito Novos Alunos Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Gabinete de Avaliação e Qualidade Janeiro 2014 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 4 1.1

Leia mais

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST)

MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico (IST) PERFIL DO ALUNO UNIVERSITÁRIO DO MARTA GRAÇA, CARLA PATROCÍNIO, MARTA PILE Gabinete de Estudos e Planeamento (GEP) Instituto Superior Técnico () 1. Introdução Esta comunicação faz uma caracterização do

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD UTAD 2011 OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD (2003-2007) O. Enquadramento As políticas públicas de ensino superior

Leia mais

Categoria Profissional

Categoria Profissional 1. Taxa de resposta Todos os docentes convidados a participar no inquérito responderam ao mesmo, tendo-se obtido assim uma taxa de resposta de 100%. 2. Situação profissional dos docentes Categoria Profissional

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC. Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DA ESTC Resumo dos resultados do inquérito aos novos alunos da ESTC Ano letivo de 2013/2014 06-11-2013 Índice 1. Caracterização... 2 Género...

Leia mais

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O

Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O Inquérito Diplomados Ciências Farmacêuticas 2011/2012 O E OBSERVATÓRIO DA EMPREGABILIDADE N O S E C T O R F A R M A C Ê U T I C O INQUÉRITO AOS DIPLOMADOS EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS 2011/2012 traçar o perfil

Leia mais

COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS

COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE DEPARTAMENTO DE MÁQUINAS MARÍTIMAS COMISSÃO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS RELATÓRIO DE ANÁLISE AOS INQUÉRITOS DE INGRESSO DOS NOVOS ALUNOS

Leia mais

Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento

Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento Título da comunicação: A Situação Profissional de Ex-Bolseiros de Doutoramento Evento: Local: Data: CONFERÊNCIA REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO Centro de Formação Profissional de Santarém 10 de Março

Leia mais

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Escola Superior de Educação de Almada Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Ciclos de Estudo de Mestrado Apresentação de Resultados Departamento para a Garantia da Qualidade Fevereiro,

Leia mais

ÍNDICE. Que expectativas académicas, que organização do estudo e conciliação entre estudos e emprego? 6

ÍNDICE. Que expectativas académicas, que organização do estudo e conciliação entre estudos e emprego? 6 Relatório Síntese: Perfil do Trabalhador-Estudante do IST Introdução ÍNDICE Qual a proporção de trabalhadores-estudantes no IST nos últimos 5 anos lectivos? 2 Qual a População-alvo deste inquérito? 2 A

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: História da Educação (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS ESTUDANTES ERASMUS OUTGOING

RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS ESTUDANTES ERASMUS OUTGOING Aplicado em outubro/novembro de 04 Universo de estudantes Erasmus Outgoing: 5 Total de respondentes: 9. Taxa de resposta Estudantes Erasmus Outgoing 40% 60% Responderam Não responderam Gráfico nº - Frequência

Leia mais

Inquérito de Empregabilidade

Inquérito de Empregabilidade Inquérito de Empregabilidade / Qual a situação face ao emprego dos nossos diplomados do ano letivo 2012/2013? Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Índice I. O que é o Relatório de Empregabilidade...2

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa

Estratégia de Especialização Inteligente para a Região de Lisboa Diagnóstico do Sistema de Investigação e Inovação: Desafios, forças e fraquezas rumo a 2020 FCT - A articulação das estratégias regionais e nacional - Estratégia de Especialização Inteligente para a Região

Leia mais

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca

IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca IESG - INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GARÇA LTDA. Rua América, 281 Garça/SP CEP 17400-000 (14) 3407-2505 www.uniesp.edu.br/garca PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS O Instituto de Ensino de Garça,

Leia mais

Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos

Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos Indicadores de Desempenho para Apoiar os Processos de Avaliação e Acreditação dos Cursos Alexandra Sevinate Pontes fevereiro 2012 Proposta de adaptação dos Indicadores de Desempenho ao Ensino a Distância

Leia mais

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA INQUÉRITOS AOS ESTUDANTES EM MOBILIDADE histórico Designação interna Objetivos População alvo Serviço Modalidade Responsável

Leia mais

OS CURSOS NA FEUP FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO

OS CURSOS NA FEUP FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO OS CURSOS NA FEUP Dulce Campos (ee12134); Flávio Dantas (ee12153); João Neves (ee12035); João Espírito Santo (ee12057); Miguel Costa (ee12091); 0 1MIEEC07_3

Leia mais

ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE

ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE ATLAS DO PLANO NACIONAL DE SAÚDE ALTO COMISSARIADO DA SAÚDE 05 Determinantes e Estilos de Vida 076 05. Determinantes e Estilos de Vida Atlas do Plano Nacional de Saúde Determinantes e Estilos de Vida Considerações

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ZONA URBANA DE VISEU (161858) FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ZONA URBANA DE VISEU (161858) FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015 FORMULÁRIO DO PONTO 9.2 DO AVISO N.º 8/2014-2015 CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Horário da DGAE Nº de candidato Horário nº DADOS PESSOAIS Nome Completo: Código do horário Data de nascimento: Sexo:

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Tomar

Escola Superior de Tecnologia de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar Novos Alunos Ano Lectivo 2007/2008 Março 2008 Nota Introdutória A Escola Superior de Tecnologia de Tomar (ESTT) aplicou questionários, elaborados pelo Gabinete de

Leia mais

1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59%

1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59% 490 responses Summary See complete responses 1. Grupo etário < 15 1 0% 15-24 53 11% 25-34 141 29% 35-44 202 41% 45-54 61 12% > 54 32 7% 2. Sexo Masculino 199 41% Feminino 291 59% 3. Habilitações literárias

Leia mais

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Artigo 1.º Criação 1.1. A Escola Superior de Comunicação Social inclui na sua oferta educativa, uma

Leia mais

Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006

Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006 Inquérito público aos Brasileiros residentes em Portugal 25 de Maio de 2006 Metodologia Dimensão da amostra Datas das entrevistas Margem de erro Idioma das entrevistas 1,000 Brasileiros adultos 23 Novembro

Leia mais

Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016

Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Relatório sobre o Inquérito aos Candidatos ao Mestrado em Música da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Gabinete para a Cultura da Qualidade Dezembro de 2015 Índice Geral Índice Geral...

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO PELA PROFESSORA DOUTORA ELISA RANGEL- COORDENADORA CIENTÍFICA DO CURSO DE DOUTORAMENTO

DISCURSO PROFERIDO PELA PROFESSORA DOUTORA ELISA RANGEL- COORDENADORA CIENTÍFICA DO CURSO DE DOUTORAMENTO DISCURSO PROFERIDO PELA PROFESSORA DOUTORA ELISA RANGEL- COORDENADORA CIENTÍFICA DO CURSO DE DOUTORAMENTO Magnífico Reitor da Universidade Agostinho Neto, Excelentíssimo Decano Interino da Faculdade de

Leia mais

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330)

CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) CURSOS DE COMPLEMENTO DE FORMAÇÃO EM ENSINO DE INGLÊS PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO NA FCSH/UNL (PARA OS GRUPOS DE DOCÊNCIA 110, 220 E 330) Artigo 1º Apresentação 1. No âmbito do Decreto Lei n.º 176/2014,

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

09/12/2014 JUSTIFICATIVAS A PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ESCOLA. Questões norteadoras SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM ESTILOS DE VIDA & SAÚDE

09/12/2014 JUSTIFICATIVAS A PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ESCOLA. Questões norteadoras SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM ESTILOS DE VIDA & SAÚDE SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM ESTILOS DE VIDA & SAÚDE PROMOÇÃO DE ESTILOS DE VIDA SAUDÁVEIS NA ESCOLA Prof. Mario Renato de Azevedo Júnior A PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ESCOLA Questões norteadoras

Leia mais

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR Documento orientador de integração de Praticantes Critérios de financiamento às Federações Desportivas 2014/2015 O Centro de Alto Rendimento do Jamor (CAR Jamor) é uma

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL

UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTUDANTE INTERNACIONAL EM PORTUGAL, A ULISBOA É LÍDER NOS PRINCIPAIS RANKINGS INTERNACIONAIS Academic Ranking of World Universities 2014 (Shanghai) 2.ª Universidade Ibero-Americana

Leia mais

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA

barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA barómetro BARÓMETRO APAV/INTERCAMPUS #2 CRIMINALIDADE E INSEGURANÇA Índice 2 11 Enquadramento 3 2 Amostra 7 3 Resultados 9 3 1 Enquadramento Objetivos 4 No âmbito da parceria entre a APAV e a INTERCAMPUS,

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

ERRATA 01 EDITAL Nº 20/2015 EAD/IFRO PROGRAMA REDE E-TEC

ERRATA 01 EDITAL Nº 20/2015 EAD/IFRO PROGRAMA REDE E-TEC 1 ERRATA 01 EDITAL Nº 20/2015 EAD/IFRO PROGRAMA REDE E-TEC 2. DOS REQUISITOS PARA A INSIÇÃO 2.1 Possuir formação mínima exigida, conforme consta no quadro do item 3.2 2. DOS REQUISITOS PARA A INSIÇÃO 2.1

Leia mais

UM RETRATO SOCIOECONÓMICO QUE SE PERPÉTUA OU SE TRANSFORMA?

UM RETRATO SOCIOECONÓMICO QUE SE PERPÉTUA OU SE TRANSFORMA? BOLSEIROS DO ENSINO SUPERIOR PRIVADO UM RETRATO SOCIOECONÓMICO QUE SE PERPÉTUA OU SE TRANSFORMA? INDICE 1 - INTRODUÇÃO 4 1.1 - Âmbito e Objectivos de Estudo 5 1.1.1 - Âmbito 5 1.1.2 - Objectivos 5 1.2

Leia mais

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação

Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação Gestão Bancária Gestão e Sistemas de Informação O Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB) é um estabelecimento de ensino superior dirigido preferencialmente às necessidades de todo o Setor Financeiro.

Leia mais

GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS GABINETE DO REITOR COORDENAÇÃO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE GRADUAÇÃO / POSGRADUAÇÃO / MESTRADO E DOUTORADO / PESSOAL ACADEMICO FELLOW-MUNDUS Edital de Seleção de bolsas Fellow Mundus. 01.2015

Leia mais

Os Diplomados e o Emprego na UL

Os Diplomados e o Emprego na UL Os Diplomados e o Emprego na UL NOTA PRÉVIA A Universidade de Lisboa (UL) foi pioneira no estudo da empregabilidade dos diplomados saídos dos cursos que oferece. Em 2000 e em 2005 publicaram-se dois relatórios,

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)*

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INDIVIDUAL PARA BOLSAS DE DOUTORAMENTO EM EMPRESAS (BDE)* Bolsa / / Reservado aos Serviços A preencher pelo candidato Nome completo: Domínio científico principal (indicar apenas

Leia mais

申 請 人 須 於 研 究 生 資 助 發 放 技 術 委 員 會 的 網 上 系 統 填 寫 申 請 表, 然 後 列 印 並 簽 署, 連 同 有 關 申 請 文 件 一 併 遞 交

申 請 人 須 於 研 究 生 資 助 發 放 技 術 委 員 會 的 網 上 系 統 填 寫 申 請 表, 然 後 列 印 並 簽 署, 連 同 有 關 申 請 文 件 一 併 遞 交 申 請 人 須 於 研 究 生 資 助 發 放 技 術 委 員 會 的 網 上 系 統 填 寫 申 請 表, 然 後 列 印 並 簽 署, 連 同 有 關 申 請 文 件 一 併 遞 交 Os candidatos a bolsas de mérito para estudos pós-graduados devem preencher on-line o boletim de candidatura.

Leia mais

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO

ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO Joaquim Mourato (Presidente do CCISP e do IP de Portalegre) XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Centro de Congressos da Alfândega do Porto 18.10.2014 SUMÁRIO

Leia mais

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios

CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios Informação à Comunicação Social 4 de Fevereiro de 2002 CENSOS 2001 Análise de População com Deficiência Resultados Provisórios A disponibilização destes resultados provisórios dos Censos 2001 sobre a população

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Título Perfil do Docente 2010/2011 Línguas estrangeiras

FICHA TÉCNICA. Título Perfil do Docente 2010/2011 Línguas estrangeiras FICHA TÉCNICA Título Perfil do Docente 2010/2011 Línguas estrangeiras Autoria Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) Direção de Serviços de Estatísticas da Educação (DSEE) Divisão

Leia mais

4. CONCLUSÕES. 4.1 - Principais conclusões.

4. CONCLUSÕES. 4.1 - Principais conclusões. 4. CONCLUSÕES Neste último Capítulo da nossa investigação iremos apresentar as principais conclusões deste estudo, como também as suas limitações e sugestões para futuras investigações. 4.1 - Principais

Leia mais

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Lisboa

Leia mais

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL Perspectiva das Entidades Empregadoras Julho 2011 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento e Qualidade

Leia mais

Número total de vagas 40

Número total de vagas 40 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI EDITAL 07/ 28/10/2015 O Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação pela Arte Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior de Educação João de Deus

Leia mais

11,00 classificações obtidas 1.4 De conclusão de curso do curso de especialização tecnológica

11,00 classificações obtidas 1.4 De conclusão de curso do curso de especialização tecnológica TABELA DE EMOLUMENTOS DO IPL 1 1 Certidões: Euros 1.1 Certidão do registo de graus e diplomas de ensino superior (licenciatura; mestrado; diploma de estudos superiores de curta duração; 15,00 conclusão

Leia mais

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Número de Alunos Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Susana Justo, Diretora Geral da Qmetrics 1. Formação em ensino superior, graduada e pós graduada. Em Portugal continua

Leia mais

PERFIL DOS ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ, NO 1º ANO NA ESEL ANO LETIVO 2013/2014

PERFIL DOS ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ, NO 1º ANO NA ESEL ANO LETIVO 2013/2014 PERFIL DOS ESTUDANTES QUE INGRESSARAM PELA 1ª VEZ, NO 1º ANO NA ESEL ANO LETIVO 2013/2014 Realização: Ana Paula Fontinha Ana Cristina Santos Disponibilização de Dados Estatísticos: Bruno Ramos Coordenação:

Leia mais

EFA Escolar Nível Secundário

EFA Escolar Nível Secundário Inquérito EFA Escolar Nível Secundário O presente inquérito enquadra-se num estudo de natureza pessoal que está a ser desenvolvido sobre os cursos de Educação e Formação de Adultos Escolar - de Nível Secundário.

Leia mais

FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA. Regulamento de Bolsas de Investigação Científica. Capítulo I Disposições gerais

FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA. Regulamento de Bolsas de Investigação Científica. Capítulo I Disposições gerais FUNDAÇÃO CONVENTO DA ORADA - ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA Regulamento de Bolsas de Investigação Científica Capítulo I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento, segue o modelo aprovado pela

Leia mais

We acknowledge financial support from FCT Fundação para a Ciência e a Tecnologia

We acknowledge financial support from FCT Fundação para a Ciência e a Tecnologia Business Research Unit (UNIDE-IUL) / Instituto Universitário de Lisboa Ed. ISCTE-IUL, Av. Forças Armadas 1649-026 Lisbon Portugal Phone: 210 464 019 E-mail: bru-unide@iscte.pt Internet: http://www.bru-unide.iscte.pt/

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas

Utilização da Internet cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Utilização da cresce quase 20 por cento nos últimos dois anos nas famílias portuguesas Mais de metade das famílias portuguesas ainda não dispõe de computador mas o parque informático dos agregados familiares

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZONIA - FAMAZ REITORIA

FACULDADE METROPOLITANA DA AMAZONIA - FAMAZ REITORIA Página: 1 de 24 1) Como sua instituição viabiliza o acesso dos estudantes de graduação à Internet para atender às necessidades do curso? Plenamente 36% Parcialmente 62% Não viabiliza para os estudantes

Leia mais

RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2012/13 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO

RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 2012/13 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO Estudantes à Saída do Secundário 12/13 RELATÓRIO GLOBAL DE ESCOLA DO QUESTIONÁRIO ESTUDANTES À SAÍDA DO SECUNDÁRIO 12/13 Código da Escola OTES1213 N.º de respostas 41658 I - CARACTERIZAÇÃO DOS ESTUDANTES

Leia mais

CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS

CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS Versão 1.1 Setembro 2013 1. Critérios (mínimos) de referência quanto à qualificação do corpo docente para a acreditação

Leia mais

Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português

Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português Avaliação de impacto e medidas prospetivas para a oferta do Português Língua Não Materna (PLNM) no Sistema Educativo Português Ana Madeira Joana Teixeira Fernanda Botelho João Costa Sofia Deus Alexandra

Leia mais

D E S P A C H O Nº 16/2012

D E S P A C H O Nº 16/2012 D E S P A C H O Nº 16/2012 Por proposta do Conselho Pedagógico, foram aprovados os Calendários Escolares (1.º, 2.º e 3.º ciclos) para o ano lectivo de, que se anexam ao presente Despacho e dele fazem parte

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação Especial: Domínio Cognitivo e Motor Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de Mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

EDUCAÇÃO EM NÚMEROS. Portugal 2015

EDUCAÇÃO EM NÚMEROS. Portugal 2015 EDUCAÇÃO EM NÚMEROS Portugal 2015 FICHA TÉCNICA Título Educação em Números - Portugal 2015 Autoria Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) Direção de Serviços de Estatísticas da Educação

Leia mais

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003

SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2003 9 de Janeiro de 4 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 3 Em Junho de 3, 38,3% dos agregados domésticos portugueses

Leia mais

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Apoio: Fórum Nacional de Professores de Jornalismo FNPJ Associação Brasileira

Leia mais

A procura de emprego dos Diplomados. com habilitação superior

A procura de emprego dos Diplomados. com habilitação superior RELATÓRIO A procura de emprego dos Diplomados com habilitação superior Dezembro 2007 Fevereiro, 2008 Ficha Técnica Título A procura de emprego dos diplomados com habilitação superior Autor Gabinete de

Leia mais

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL DO ISVOUGA

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL DO ISVOUGA Página 1 de 5 Artigo 1.º (objeto) Num contexto económico e social com elevados níveis de competitividade e em que o processo de escolarização se revela fundamental para a aquisição/reforço de competências

Leia mais

Regulamento de Bolsas do CCMar

Regulamento de Bolsas do CCMar Regulamento de Bolsas do CCMar CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento, aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia ao abrigo do Decreto-Lei nº 123/99, de 20 de Abril,

Leia mais

3. EDUCAÇÃO. O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º).

3. EDUCAÇÃO. O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º). 3. EDUCAÇÃO Quadro legal O Estado reconhece a todos o direito à educação e à cultura (CRP, art.º 73º), bem como ao ensino (CRP, art.º 74º). A Lei de Bases do Sistema Educativo (Lei n.º 46/86, de 14 de

Leia mais

Vila Real, 4 de Outubro de 2010

Vila Real, 4 de Outubro de 2010 Profissão Médico Veterinária Passado, Presente e Futuro João Paulo Costa Médico Veterinário Ensino Medicina Veterinária Escola Militar Veterinária Criada por Alvará de D. Miguel em 7 de Abril de 1830

Leia mais

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Aprovado pelo Conselho Geral da UPorto em 26 de Fevereiro de 2010 Alterado pelo Conselho Geral da UPorto em 18 de Março de 2011 Ao abrigo da Lei n.º 37/2003,

Leia mais

Mobilidade Urbana Urbana

Mobilidade Urbana Urbana Mobilidade Urbana Urbana A Home Agent realizou uma pesquisa durante os meses de outubro e novembro, com moradores da Grande São Paulo sobre suas percepções e opiniões em relação à mobilidade na cidade

Leia mais

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD.

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. 2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer a opinião

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações)

Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações) Relatório dos Inquéritos Novos Alunos (Licenciaturas, Mestrados e Pós-Graduações) Índice ESCS 2016/2017 INFORMAÇÃO DE CANDIDATURAS AOS CURSOS DE LICENCIATURA 2016 / 2017.. 3 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INQUÉRITO

Leia mais

Por Talamira Taita Rodrigues Brito

Por Talamira Taita Rodrigues Brito Programas acadêmicos e o ensino de graduação: estratégias para o fortalecimento da formação - Panorama da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Por Talamira Taita Rodrigues Brito Localização

Leia mais

10% Gráfico nº 1 Taxa de resposta ao inquérito

10% Gráfico nº 1 Taxa de resposta ao inquérito 1. Taxa de resposta RESULTADOS DO INQUÉRITO AOS DOCENTES ANO LETIVO 2014/2015 10% 90% Responderam Não responderam Gráfico nº 1 Taxa de resposta ao inquérito Num total de 31 docentes convidados a participar

Leia mais

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso

Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Gestão do Lazer e Animação Turística Apresentação do curso Francisco Silva francisco.silva@eshte.pt Director do Curso de Gestão do Lazer e Animação Turística Maio 2011 ESHTE Curso de Gestão do Lazer e

Leia mais

Relatório de Monitorização Pedagógica

Relatório de Monitorização Pedagógica Relatório de Monitorização Pedagógica Inquérito aos Alunos do 1º Ciclo 2011/2012 1º Semestre Janeiro 2012 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI EDITAL PROPI 006/2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Relatório sobre o Inquérito aos Novos Alunos da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016

Relatório sobre o Inquérito aos Novos Alunos da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Relatório sobre o Inquérito aos Novos Alunos da Escola Superior de Música de Lisboa: Ano letivo 2015/2016 Gabinete para a Cultura da Qualidade Dezembro de 2015 Índice Geral Índice Geral... i Abreviaturas,

Leia mais

AVISO CONCURSO PARA BOLSA DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

AVISO CONCURSO PARA BOLSA DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA AVISO CONCURSO PARA BOLSA DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma bolsa de gestão de ciência e tecnologia no âmbito do CIDEEFF Centro de Investigação em Direito

Leia mais

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Relatório Resumo Junho de 2012 Índice 1. Objectivo... 3 2. Enquadramento... 3 3. Trabalho realizado... 3 4. Dados síntese da Licenciatura

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

1. Introdução. Ao nível dos diplomas complementares destaca-se:

1. Introdução. Ao nível dos diplomas complementares destaca-se: ÍNDICE 1. Introdução 3 2. Organograma 7 3. Caracterização Global do Efectivo 9 4. Emprego 10 5. Estrutura Etária do Efectivo 13 6. Antiguidade 14 7. Trabalhadores Estrangeiros 15 8. Trabalhadores Deficientes

Leia mais

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros Certified Quality System in compliance with the standard UNI EN ISO 9001:2000. Certificate n SQ.41823. Pixel Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros CURSOS INDIVIDUAIS PARA ESTRANGEIROS

Leia mais

REGULAMENTO. Estudante Internacional

REGULAMENTO. Estudante Internacional Estudante Internacional REGULAMENTO Elaboradopor: Aprovado por: Versão Gabinete de Apoio à Reitoria Reitor 1.1 Revisto e confirmadopor: de Aprovação Inicial Secretario Geral 11 de Agosto 2014 de aplicação

Leia mais

Número total de vagas 20

Número total de vagas 20 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ IFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PROPI EDITAL 12/2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí

Leia mais

Uma das maiores áreas territoriais de Portugal, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km

Uma das maiores áreas territoriais de Portugal, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km As Regiões de - Região O Território Porquê o? Uma das maiores áreas territoriais de, com uma fronteira terrestre internacional de 568 km e um perímetro da linha de costa de 142 km Area (km 2 ): 21.286

Leia mais

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante ERASMUS Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Guia do Estudante Normas Gerais A mobilidade de estudantes, uma das acções mais frequentes do Programa, inclui duas vertentes de actividade: realização

Leia mais

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Processo de Matricula - Alunos 1º Ano 1ª Vez O processo de matrícula consiste em 3 passos: 1. Pagamento e entrega de documentos (nos

Leia mais