Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates"

Transcrição

1 PLATÃO

2 Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Origem Aristocrática Um dos principais discípulos de Sócrates

3 Platão foi o fundador da primeira instituição de ensino superior do mundo ocidental, a academia, criada em 387 a.c., teve esse nome por estar situada nos jardins do filósofo Academos

4 O Pensamento Platônico Realidade Inteligível Mundo constituído por idéias eternas, onde algo é imutável e igual a si mesmo Realidade Sensível - são realidades dependentes, mutáveis e são imagens das realidades inteligíveis Platão coloca uma nova visão sobre Parmênides e Heráclito

5 TEORIA DA CONTINGÊNCIA O que há de permanente em um objeto é a Idéia -A mudança ocorre porque esse objeto não é uma Idéia, mas uma incompleta representação da Idéia desse objeto

6 O mundo em que vivemos é mera sombra, onde nada é estável ou permanente, impossibilitando o verdadeiro conhecimento, existe um reino mais elevado e espiritual, o mundo luminoso das idéias. Como se libertar então?

7 TEORIA DA REMINISCÊNCIA

8 Divisões da Alma para Platão ALMA APETITIVA OU CONCUPISCENTE: busca comidas, bebidas, sexo, prazeres, isto é, tudo o que é necessário para a conservação do corpo e para a geração de outros corpos; é irracional, termina com a morte do corpo, sendo, portanto, mortal; é nossa parte passional, sempre sequiosa e insatisfeita, sempre à procura de novos objetos de prazer. (Diretamente ligada ao corpo) Alma apetitiva (Valorização dos apetites e dos desejos carnais sexo, bebidas, prazeres mortal e mutável)

9 Divisões da Alma para Platão ALMA COLÉRICA: se irrita contra tudo quanto possa ameaçar a segurança do corpo e da vida, tudo quanto cause dor e sofrimento; porque incita a combater perigos contra a vida; é mortal, pois existe para defender o corpo contra agressões á vida corporal e, como a alma concupiscente, é irracional. (Diretamente ligada ao corpo) Alma colérica (Valorização da preservação do Alma colérica (Valorização da preservação do corpo Raiva, ódio, sofrimento imortal e mutável)

10 Divisões da Alma para Platão ALMA RACIONAL: faculdade do conhecimento, parte espiritual e imortal, sede do pensamento e situada na cabeça; é a faculdade ativa e superior, o princípio divino em nós. Conhece o Bem e o Mal, a Verdade e as Idéias. Alma racional (Valorização do bem, da razão, da virtude eterna e imutável)

11

12 O CAMINHO DA VIRTUDE Mas o que se entende por virtude? (alma racional) Virtudes são as características formadoras da moralidade humana, são as virtudes dos homens que determinam seu comportamento social, sua conduta como homens. Justamente as virtudes sustentadas por Platão como as de maior importância, ou seja, a justiça associada à moderação, à coragem e à sabedoria, formando o quádruplo das mais importantes, podem ser abaladas pelas paixões com as quais qualquer indivíduo pode, em algum tempo, se deixar envolver.

13 A Teoria do conhecimento - Antes de nascer, a alma de cada pessoa vivia em uma estrela, onde se localizam as Idéias - Quando uma pessoa nasce, sua alma é "jogada" para a Terra, e o impacto que ocorre faz com que esqueça o que viu na estrela

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25 Comparação com a Atualidade Extraindo a sabedoria que A Alegoria da Caverna nos ensina, percebemos que muitas vezes a realidade é outra, encoberta pelas sombras do desconhecimento. E não é fácil aceitar a realidade, convencer-se de que uma doutrina acatada por dezenas de anos possa conter ilusões. Mostra-nos a visão de uma humanidade ignorante, prisioneira das sensações, do imediatismo e inconsciente de sua limitada perspectiva.

26 A analogia é um ataque aos nossos hábitos de pensamentos. Aceitamos os objetos concretos que nos cercam como reais. Mas eles não são. São apenas cópias imperfeitas e menos reais de formas imutáveis e eternas. Essas formas são as realidades permanentes, ideais e originais a partir das quais são construídas cópias concretas, imperfeitas e corruptíveis.

27 Questionamentos - O que é a caverna? O mundo em que vivemos. - O que são as sombras das estatuetas? As coisas materiais e sensoriais que percebemos. - Quem é o prisioneiro que se liberta e sai da caverna? O filósofo. - O que é a luz exterior do sol? A luz da verdade.

28 - O que é o mundo exterior? O mundo das idéias verdadeiras ou da verdadeira realidade. - Qual o instrumento que liberta o filósofo e com o qual ele deseja libertar os outros prisioneiros? A dialética. - O que é a visão do mundo real iluminado? A filosofia. - Por que os prisioneiros zombam, espancam e matam o filósofo (Platão está se referindo à condenação de Sócrates à morte pela assembléia ateniense)? Porque imaginam que o mundo sensível é o mundo real e o único verdadeiro.

29 REFLEXÕES: O homem sabe que o poder corrompe. O homem quer o poder para mudar o que está errado. Logo, o homem quer se corromper para mudar. O poder seduz o ignorante, o despreparado, o homem que não caminha em direção à luz, mas que precisa do jogo político para se sentir importante. Fora do jogo não sobrevive a um mínimo pensar. O aprendizado para tornar-se um homem lúcido passa por sofrimento e solidão, já que pensar é uma ato individual e necessita abstrair-se de prazeres materiais e transitórios. Pensar necessita querer sair das trevas da ignorância com coragem e abnegação.

30 As amarras individuais são verdadeiras prisões guardadas pelo medo e pela ignorância, onde quebrar os ferrolhos leva o homem ao caminho da luz e da soberania. Uma vez livre, a própria liberdade se encarregará de uni-lo a outros homens, também livres, formando nova corrente do pensar. Vamos sair da caverna. Vamos descobrir que a luz do sol Vamos sair da caverna. Vamos descobrir que a luz do sol brilha intensamente e é possível determinar que os rumos das nossas vidas podem ser direcionadas por nós, não por homens de almas lamacentas.

31 POLÍTICA: O CAMINHO PARA A REALIZAÇÃO PLENA DA FILOSOFIA A República

32

33

34 "Os males não cessarão para os humanos antes que a raça dos puros e autênticos filósofos chegue ao poder, ou antes, que os chefes das cidades, por uma divina graça, ponham-se a filosofar verdadeiramente." (Platão, Carta Sétima, 326b). - Magistrados e Militares não deveriam manter nenhuma posse, pois: a propriedade impede as pessoas de se dedicarem ao bem da coletividade - O casamento e a vida familiar seriam proibidos, as uniões seriam decididas por juízes, com o objetivo de manter o vigor da raça - O que Platão imaginava como uma sociedade perfeita não passava de um novo regime aristocrático, dirigido por homens e mulheres inteiramente dedicados ao serviço público e ao aperfeiçoamento da raça humana.

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos)

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) 3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) Questão (1) - A filosofia se constitui, a partir das concepções de Sócrates, Platão e Aristóteles, como o pensamento que investiga: a) A questão da dívida externa.

Leia mais

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia

FILOSOFIA. a) Tales de Mileto; b) Anaximandro de Mileto; c) Pitágoras de Samos; d) Anaxímenes de Mileto; e) Zenão de Eléia FILOSOFIA 01 - Nem a água nem algum dos elementos, mas alguma substancia diferente, ilimitada e dela, nascem os céus e os mundos neles contidos. In Fundamentos da Filosofia. O texto acima se refere à busca

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

Édipo responde à Esfinge Ingres.

Édipo responde à Esfinge Ingres. Mito CONCEITO É a narrativa da origem divina das coisas: Universo, Natureza, Homem, Sociedade, Objetos, Instituições. A linguagem mítica é uma das primeiras tentativas de compreensão humana da sua existência

Leia mais

Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II

Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II Orientação de estudo semanal turma 231 Filosofia II Na orientação dessa semana faremos questões objetivas sobre filosofia política. II. Questões sobre Filosofia Política 1. Foi na Grécia de Homero que

Leia mais

TEMA 3 CIÊNCIA: ENTRE A RAZÃO E A FÉ

TEMA 3 CIÊNCIA: ENTRE A RAZÃO E A FÉ A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 42 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A Iniciando nosso diálogo Prezado aluno, No tema 1 FILOSOFIAS E FILOSOFIA enfatizamos as diferentes

Leia mais

Ética na prática profissional. Dra. Jussara Loch - PUCRS

Ética na prática profissional. Dra. Jussara Loch - PUCRS Ética na prática profissional Dra. Jussara Loch - PUCRS Conceitualização do termo ética Uma aproximação à ética do nutricionista: As bases éticas da relação clínica Mínimos e Máximos éticos O bom profissional

Leia mais

ESCOLAS FILOSÓFICAS JÔNICA

ESCOLAS FILOSÓFICAS JÔNICA ESCOLAS FILOSÓFICAS Depois das reflexões iniciais sobre ética, moral e suas relações, vejamos resumidamente as escolas filosóficas. A melhor forma de se compreender a história do pensamento humano, é através

Leia mais

Unidade: Aspectos da filosofia Antiga e Medieval. Unidade I:

Unidade: Aspectos da filosofia Antiga e Medieval. Unidade I: Unidade: Aspectos da filosofia Antiga e Medieval Unidade I: 0 Unidade: Aspectos da filosofia Antiga e Medieval A Filosofia Grega A Civilização grega foi uma das civilizações mais marcantes da tradição

Leia mais

Caminhando Com as Estrelas

Caminhando Com as Estrelas Caminhando Com as Estrelas Espiritualidade que Liberta Com Alessandra França e Jaqueline Salles Caminhando Com as Estrelas Espiritualidade que Liberta Aula 1 Com Alessandra França Temas: O Reino dos Céus

Leia mais

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! SÉRIE: QUEM É JESUS? Jesus é o Cordeiro de Deus Data: / 09 / 2010 - Semana 4. No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 1 / 7 1)

Leia mais

O BEM COMO FINALIDADE DA EDUCAÇÃO EM PLATÃO

O BEM COMO FINALIDADE DA EDUCAÇÃO EM PLATÃO O BEM COMO FINALIDADE DA EDUCAÇÃO EM PLATÃO Sinicley da Silva 1 Jocemar Malinoski 2 Ricardo Antonio Rodrigues 3 Resumo: Esse trabalho pretende discutir a concepção de educação em Platão e sua possível

Leia mais

Pré-socráticos - Questões de Vestibulares - Gabarito

Pré-socráticos - Questões de Vestibulares - Gabarito Pré-socráticos - Questões de Vestibulares - Gabarito 1. (Uncisal 2012) O período pré-socrático é o ponto inicial das reflexões filosóficas. Suas discussões se prendem a Cosmologia, sendo a determinação

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS: Index. S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS Índice Geral 1. Se existem virtudes teologais.

Leia mais

O CONHECIMENTO DE SI MESMO

O CONHECIMENTO DE SI MESMO O CONHECIMENTO DE SI MESMO Paulo Luccas paulo.luccas@consultoriafocus.com.br Resumo O conhecimento de si mesmo, ou ao menos, de quem é o homem em sua dimensão antropológica, é hoje um das mais urgentes

Leia mais

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA Série de Estudos Teológicos By Rev. Roger Rangel AS PARÁBOLAS DO NT Parábola do sal e de seu sabor Mt 5:13 Mc 9:50 Lc 14:34,35 Essa parábola será estudada em conjunto com a da luz

Leia mais

O Auge do Pensamento Clássico I - Platão João Pedro Ricaldes dos Santos

O Auge do Pensamento Clássico I - Platão João Pedro Ricaldes dos Santos 1 O Auge do Pensamento Clássico I - Platão João Pedro Ricaldes dos Santos Platão (428 347 a.c) é o primeiro sistematizador da filosofia. Retomou todos os temas de seus predecessores, reformulando-os em

Leia mais

Sexualidade e Câncer de Mama

Sexualidade e Câncer de Mama Sexualidade e Câncer de Mama LÚCIO FLAVO DALRI GINECOLOGIA MASTOLOGIA CIRURGIA PÉLVICA MÉDICO EM RIO DO SUL - SC PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA REGIONAL DE SC CHEFE DO SERVIÇO DE MASTOLOGIA

Leia mais

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses.

Era considerado povo os cidadãos de Atenas, que eram homens com mais de 18 anos, filhos de pais e mães atenienses. Trabalho de Filosofia Mito e Filosofia na Grécia Antiga Texto 1 1- (0,3) Democracia quer dizer poder do povo. De acordo com o texto, quem era considerado povo em Atenas Antiga? Explique com suas palavras.

Leia mais

O Semeador, Van Gogh - óleo sobre tela, Museu Van Gogh, Amsterdan, Olanda

O Semeador, Van Gogh - óleo sobre tela, Museu Van Gogh, Amsterdan, Olanda Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: Parábola do Semeador O Semeador, Van Gogh - óleo sobre tela, Museu Van Gogh, Amsterdan, Olanda Capítulo 17 de "O Evangelho Segundo o Espiritismo" - Sede Perfeitos

Leia mais

Prezados alunos e alunas.

Prezados alunos e alunas. Prezados alunos e alunas. O presente questionário tem por objetivo dirigir seu olhar para os principais pontos a serem observados, servindo como uma apostila de nossas aulas, o texto que aqui apresento

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

Sumário. Prefácio... 7 Nota do autor... 9. Parte 1: A natureza da depressão 1. A experiência da depressão... 13 2. Causas da depressão...

Sumário. Prefácio... 7 Nota do autor... 9. Parte 1: A natureza da depressão 1. A experiência da depressão... 13 2. Causas da depressão... Sumário Prefácio... 7 Nota do autor... 9 Parte 1: A natureza da depressão 1. A experiência da depressão... 13 2. Causas da depressão... 27 Parte 2: Passado doloroso 3. Entenda o passado... 45 4. Lide com

Leia mais

O Período Ético. Características Gerais

O Período Ético. Características Gerais O Período Ético Características Gerais Prof. Murillo Mendes O terceiro período do pensamento grego abrange os três séculos que decorrem da morte de Aristóteles ao início da era vulgar. Na história da civilização

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

JESUS NÃO QUER MUDAR A TUA VIDA.

JESUS NÃO QUER MUDAR A TUA VIDA. 1 JESUS NÃO QUER MUDAR A TUA VIDA. (João 1.43) Talvez, algum dia da sua vida, antes de ir para a igreja, você estava no banheiro tomando banho e bateu um desânimo violento, com pensamentos altamente pessimistas.

Leia mais

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO Roteiro 3

Leia mais

O AMOR. O amor está presente em todo o universo

O AMOR. O amor está presente em todo o universo O AMOR O amor está presente em todo o universo A vida e o amor são inseparáveis, portanto, onde há vida, há também amor. Até a consciência mais rudimentar sempre tenta romper as suas limitações e viver

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3 SUMÁRIO Introdução............................................ 2 Objetivos............................................. 2 Possibilidades de Trabalho........................... 3 INTRODUÇÃO A disciplina

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina

Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Associação Tenda Espírita Pai Joaquim D Angola e Vovó Cambina Psicografias Outubro de 2014 Sumário Cavaleiro da Chama-Vermelha.... 2 Dr. Emanuel.... 2 João Augusto... 3 Mago Horax... 3 Caravana de Koré....

Leia mais

Explique o significado filosófico da oposição entre as sombras no ambiente da caverna e a luz do sol.

Explique o significado filosófico da oposição entre as sombras no ambiente da caverna e a luz do sol. 1. Leia o texto a seguir. Para esclarecer o que seja a imitação, na relação entre poesia e o Ser, no Livro X de A República, Platão parte da hipótese das ideias, as quais designam a unidade na pluralidade,

Leia mais

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO A Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão 2 A Habilidades: Identificas as diferenças e semelhanças entre as religiões

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

* Aparentemente, as primeiras páginas do diário perderam se. 1. Um Diário de Preces.indd 17 06/08/14 12:39

* Aparentemente, as primeiras páginas do diário perderam se. 1. Um Diário de Preces.indd 17 06/08/14 12:39 [entradas sem data] [ ] * esforço artístico neste domínio, ao invés de pensar em Ti e de me sentir inspirada pelo amor que tanto desejaria sentir. Meu bom Deus, não consigo amar Te como pretendo. És o

Leia mais

Primeira Parte: Aprender a Relacionar-se. Capítulo Três: A Relação Consigo Mesmo

Primeira Parte: Aprender a Relacionar-se. Capítulo Três: A Relação Consigo Mesmo A ARTE DE VIVER A RELAÇÃO por Jorge Waxemberg Copyright 1992 por Jorge Waxemberg Tradução - Equipe da ECE - Editora de Cultura Espiritual Direitos para a língua portuguesa adquiridos pela ECE Primeira

Leia mais

A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA

A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA A FILOSOFIA HELENÍSTICA A FILOSOFIA APÓS A CONQUISTA DA GRÉCIA PELA MACEDÔNIA O IMPÉRIO ALEXANDRINO A FILOSOFIA ESTOICA PARTE DA SEGUINTE PERGUNTA: COMO DEVO AGIR PARA VIVER BEM? COMO POSSO VIVER BEM E,

Leia mais

A Física na Grécia Antiga Primeira Parte: Os Pré-Socráticos. Antônio Roque USP Ribeirão Preto

A Física na Grécia Antiga Primeira Parte: Os Pré-Socráticos. Antônio Roque USP Ribeirão Preto A Física na Grécia Antiga Primeira Parte: Os Pré-Socráticos Antônio Roque USP Ribeirão Preto Grécia antiga Etapas da Filosofia Grega Período pré-socrático (c. 630 a.c. a 450 a.c.). Período clássico: Sócrates

Leia mais

CONHECIMENTO E COMPREENSÃO

CONHECIMENTO E COMPREENSÃO CONHECIMENTO E COMPREENSÃO - 03/08/2014 Pedro (Espírito) Psicofonia compilada por Maria Regina Neves Campos Revisão: Filipe Alex da Silva Resumo: Pedro revisa duas considerações, a saber: pedagógica e

Leia mais

SANTO TOMÁS DE AQUINO:

SANTO TOMÁS DE AQUINO: SANTO TOMÁS DE AQUINO: A Igreja e o pensamento ocidental Elaine Gai Torres* RESUMO Este artigo propõe uma visão de Santo Tomás de Aquino dentro da Escolástica, a influência de Aristóteles u em seus escritos,

Leia mais

Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva

Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva Hinário AMOR DIVINO De Antônio Gomes da Silva Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita por Dona Adália Gomes, zeladora do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 O NOSSO PAI É SOBERANO

Leia mais

José Roberto Marques & Marta Ribeiro

José Roberto Marques & Marta Ribeiro José Roberto Marques & Marta Ribeiro Instituto Brasileiro de Coaching Editora IBC 13 Vencendo Desafios com Coaching 14 Instituto Brasileiro de Coaching Editora IBC José Roberto Marques & Marta Ribeiro

Leia mais

Budismo: uma religião sem Deus

Budismo: uma religião sem Deus Budismo: uma religião sem Deus O budismo é uma das religiões que não reconhece a idéia ia de Deus, mas suas práticas carregam uma profunda espiritualidade. A doutrina budista ultrapassa o campo da filosofia

Leia mais

HINÁRIO A ARTE DE AMAR

HINÁRIO A ARTE DE AMAR HINÁRIO A ARTE DE AMAR Tema 2012: Flora Brasileira Algodão do Cerrado (Cochlospermum vitifolium) CARLOS STRAZZER Carlos Augusto Strazzer 1 www.hinarios.org 2 I FÉ NA VIRGEM MARIA Oferecido por Isabela

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES

CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES ÍNDICE OBSERVAÇÃO... 4 EXEMPLO... 5 CANSAÇO INÚTIL... 6 PERIGOS... 7 AUTO-BURILAMENTO... 8 LEMBRANÇAS... 9 OUVIR MAIS... 10 DÚVIDA... 11 REMORSO...

Leia mais

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito Aula 03 E Prof. Milton Correa Filho 1.Motivação: O que é o que é (Gonzaguinha) -Dialógo de Antigona 2.Apresentação dos slides 3.Tira duvidas 4.Avisos

Leia mais

MEDIUNIDADE - O QUE É. Amag Ramgis

MEDIUNIDADE - O QUE É. Amag Ramgis MEDIUNIDADE - O QUE É Amag Ramgis Mediunidade é a faculdade humana, pela qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos. A mediunidade é uma facudade natural, inerente a todo ser humano, por

Leia mais

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s...

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... Aqui não estão as mensagens mediúnicas, mas algumas palavras

Leia mais

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO

OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO 1 RESUMO OS EFEITOS DAS EMOÇÕES NEGATIVAS NA SAÚDE DE NOSSO CORPO Glória Maria A. F. Cristofolini Nada se passa na mente que o corpo não manifeste, cita Hermógenes. Quando a medicina ocidental passou a

Leia mais

NOTAS DE AULA ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA

NOTAS DE AULA ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA E-book 1 NOTAS DE AULA ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA Fabiano Viana Oliveira Ms FABIANO VIANA OLIVEIRA 2 NOTAS DE AULA PARA ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA 1ª Edição Salvador Edição do Autor 2012 3 F002 OLIVEIRA, Fabiano

Leia mais

O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA. Números 10: 10

O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA. Números 10: 10 O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA Números 10: 10 Semelhantemente, no dia da vossa alegria e nas vossas solenidades, e nos princípios de vossos meses, também tocareis as trombetas sobre os vossos holocaustos,

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

ALMA SEGUNDO A BÍBLIA

ALMA SEGUNDO A BÍBLIA A REALIDADE DA ALMA A busca do homem pela compreensão da alma, essência divina e base da consciência imortal que peregrina através das reencarnações a caminho da iluminação. O conhecimento que o ser humano

Leia mais

O chamamento de Levi (Mateus), Pedro, André, João e Tiago Maior

O chamamento de Levi (Mateus), Pedro, André, João e Tiago Maior O chamamento de Levi (Mateus), Pedro, André, João e Tiago Maior Roteiro 3 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo

Leia mais

Estudos sobre o livro de Gênesis LIÇÃO Nº 4 A QUEDA DA RAÇA HUMANA

Estudos sobre o livro de Gênesis LIÇÃO Nº 4 A QUEDA DA RAÇA HUMANA Estudos sobre o livro de Gênesis LIÇÃO Nº 4 A QUEDA DA RAÇA HUMANA ONa sequência dos estudos sobre o livro de Gênesis, estudaremos hoje o capítulo 3. OO salário do pecado é a morte Slide 2 O Homem e mulher

Leia mais

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal Colégio Militar Dom Pedro II Departamento de Ensino. Seção Técnica de Ensino

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal Colégio Militar Dom Pedro II Departamento de Ensino. Seção Técnica de Ensino Aluno: Série: 6º ANO Turma: Data: 24/05/2012 Disciplinas: Matemática, CFB, Filosofia e Artes. Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal Colégio Militar Dom Pedro II Departamento de Ensino 2º Bimestre

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Em Espírito e Verdade. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Em Espírito e Verdade. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Em Espírito e Verdade Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 08/11/2002 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA Luiz Fernando Bandeira de Melo lfbmelo@prove.ufu.br Vani Terezinha de Rezende Faculdade Católica de Uberlândia O método

Leia mais

FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE

FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE FILOSOFIA 12º ANO 3ª UNIDADE: UMA OBRA DA ÉPOCA CONTEMPORÂNEA: A ORIGEM DA TRAGÉDIA, DE NIETZSCHE SUBUNIDADE 1: Introdução CONTEÚDOS OBJECTIVOS / COMPETÊNCIAS ESTRATÉGIAS / RECURSOS T.L. AVALIAÇÃO Os objectivos

Leia mais

2. Só sei que nada sei

2. Só sei que nada sei 12 2. Só sei que nada sei Estamos em 399 a.c. Vive-se na Grécia um período de inovação científica e cultural. Heródoto (c. 484-420 a.c.) introduzira na Europa, havia menos de um século, a história científica

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência

Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência Os Sete Termos Sinônimos de Deus Satisfazem a Necessidade que o Mundo Tem de um Novo Sistema de Referência Joel Jessen Traduzido para o Português do Brasil por Guita R. Herman a partir da versão inglesa

Leia mais

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r

APOCALIP-SE. Marcelo Ferrari. 1 f i c i n a. 2ª edição - 1 de agosto de 2015. w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Marcelo Ferrari 1 f i c i n a 2ª edição - 1 de agosto de 2015 w w w. 1 f i c i n a. c o m. b r APOCALIP-SE Ser humano não é ser uma pessoa, ser humano é ser um aluno. Aluno de que e de quem?

Leia mais

HÁ UMA PORTA NO CORAÇÃO DA ROSACRUZ ESCOLA INTERNACIONAL DA ROSACRUZ ÁUREA LECTORIUM ROSICRUCIANUM

HÁ UMA PORTA NO CORAÇÃO DA ROSACRUZ ESCOLA INTERNACIONAL DA ROSACRUZ ÁUREA LECTORIUM ROSICRUCIANUM HÁ UMA PORTA NO CORAÇÃO DA ROSACRUZ ESCOLA INTERNACIONAL DA ROSACRUZ ÁUREA LECTORIUM ROSICRUCIANUM 1 A rosa é o símbolo do centro energético da alma original no coração do ser humano. Ela é a chave que

Leia mais

THIAGO JUNGLHAUS O ANTIPLATONISMO DE NIETZSCHE

THIAGO JUNGLHAUS O ANTIPLATONISMO DE NIETZSCHE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA - MESTRADO ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: HISTÓRIA DA FILOSOFIA MODERNA E CONTEMPORÂNEA THIAGO JUNGLHAUS

Leia mais

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X.

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. 1 AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. Precisamos aprender como devemos agir. Já que Deus nos deu tantas coisas boas, é normal que procuremos viver dentro de Sua Lei, praticando

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum FILOSOFIA QUESTÃO 01 FILOSOFIA QUESTÃO 01 Leia atentamente o seguinte verso do fragmento atribuído a Parmênides. Assim ou totalmente é necessário ser ou não. SIMPLÍCIO, Física, 114, 29, Os Pré-Socráticos. Coleção Os Pensadores.

Leia mais

Preciso DE ME DESPIR do que aprendi. Desencaixotar AS minhas EMOÇÕES verdadeiras. Desembrulhar-me e ser EU! Uma aprendizagem de desaprendizagem...

Preciso DE ME DESPIR do que aprendi. Desencaixotar AS minhas EMOÇÕES verdadeiras. Desembrulhar-me e ser EU! Uma aprendizagem de desaprendizagem... Preciso DE ME DESPIR do que aprendi. Desencaixotar AS minhas EMOÇÕES verdadeiras. Desembrulhar-me e ser EU! Uma aprendizagem de desaprendizagem... Alberto Caeiro Do senso comum: -Sabedoria -Instinto social

Leia mais

"Ajuntai tesouros no céu" - 2

Ajuntai tesouros no céu - 2 "Ajuntai tesouros no céu" - 2 Jesus nos ensinou a "alinharmos" os nossos valores aos valores de seu Reino, comparando em sua mensagem aquilo que é terreno e passageiro com aquilo que é espiritual e eterno.

Leia mais

O PAPEL DOS SENTIDOS NA PRÁTICA

O PAPEL DOS SENTIDOS NA PRÁTICA O PAPEL DOS SENTIDOS NA PRÁTICA HOMEOPÁTICA ARISTOTÉLICO-TOMISTA Dr. Conrado Mariano Tarcitano Filho Este trabalho tem por objetivo, a partir do conceito de enfermidade e cura proposto por Masi Elizalde,

Leia mais

A relação corpo-alma no Timeu em função do binômio saúde-doença

A relação corpo-alma no Timeu em função do binômio saúde-doença A relação corpo-alma no Timeu em função do binômio saúde-doença Expositor: Ivan Frias 1 Desde os Pré-Socráticos até a contemporaneidade a relação corpo-alma moveu o interesse dos filósofos. Alcméon de

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA A ETERNA MENSAGEM REVELAÇÕES ESPIRITUAIS AO LONGO DOS TEMPOS

THEREZINHA OLIVEIRA A ETERNA MENSAGEM REVELAÇÕES ESPIRITUAIS AO LONGO DOS TEMPOS THEREZINHA OLIVEIRA A ETERNA MENSAGEM REVELAÇÕES ESPIRITUAIS AO LONGO DOS TEMPOS CAMPINAS SP 2010 Sumário Capítulo 1 A eterna mensagem... 1 Uma história antiga... 1 A humanidade e as revelações espirituais...

Leia mais

Manual prático sobre Relacionamentos Afetivos com base no Tantra

Manual prático sobre Relacionamentos Afetivos com base no Tantra Manual prático sobre Relacionamentos Afetivos com base no Tantra O intuito de escrever esse manual prático é trazer uma fórmula simples e rápida para que as pessoas possam se encontrar e relacionarem-se

Leia mais

PERÍODO PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO

PERÍODO PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO PERÍODO PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO Os primeiros filósofos gregos No século VII a.c., o comércio se intensificava na Grécia, gerando riquezas que favoreceram importantes progressos materiais e culturais.

Leia mais

DO CATIVEIRO NO EGITO À LIBERDADE EM CANAÃ

DO CATIVEIRO NO EGITO À LIBERDADE EM CANAÃ 1 DO CATIVEIRO NO EGITO À LIBERDADE EM CANAÃ Esse trajeto feito por Israel demonstra, simbolicamente, a nossa saída do egito (que representa o sistema do mundo que jaz em trevas, afastado de Deus) para

Leia mais

A Terra do Inesquecimento

A Terra do Inesquecimento A Terra do Inesquecimento Olá! O meu nome é Otávio. Eu vivo numa terra muito pequenina, chamada Terrra do Inesquecimento. Chama-se assim, porque aqui ninguém se esquece de nada. Estou farto de viver nesta

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS Pr. Cristiano Nickel Junior O propósito é que a Igreja seja um exército com bandeiras Martyn Lloyd-Jones No princípio era aquele

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

O CONCEITO DE DEUS NA DOUTRINA ESPÍRITA À LUZ DO PENSAMENTO ARISTOTÉLICO

O CONCEITO DE DEUS NA DOUTRINA ESPÍRITA À LUZ DO PENSAMENTO ARISTOTÉLICO O CONCEITO DE DEUS NA DOUTRINA ESPÍRITA À LUZ DO PENSAMENTO ARISTOTÉLICO Ao longo da história da humanidade, crer na existência de Deus sempre esteve na preocupação do ser pensante, e foi no campo da metafísica

Leia mais

O Céu e o inferno na visão Espírita

O Céu e o inferno na visão Espírita O Céu e o inferno na visão Espírita Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse eu vo-lo teria dito... (Jesus Jo. 14: 1-3) Cleto Brutes Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

Leia mais

FEED FORWARD #35 JANEIRO 2015. Propósito e Coaching. Alexandra Lemos Executive Coach International Coach Trainer da ICC para Portugal WWW.MINDCOACH.

FEED FORWARD #35 JANEIRO 2015. Propósito e Coaching. Alexandra Lemos Executive Coach International Coach Trainer da ICC para Portugal WWW.MINDCOACH. WWW.MINDCOACH.PT FEED FORWARD Propósito e Coaching #35 JANEIRO 2015 Alexandra Lemos Executive Coach International Coach Trainer da ICC para Portugal ZÉLIA OLIVEIRA MARQUES EXECUTIVE, BUSINESS & TEAM COACH

Leia mais

HOMEM-NATUREZA: UMA RELAÇÃO CONFLITANTE AO LONGO DA HISTÓRIA

HOMEM-NATUREZA: UMA RELAÇÃO CONFLITANTE AO LONGO DA HISTÓRIA 171 HOMEM-NATUREZA: UMA RELAÇÃO CONFLITANTE AO LONGO DA HISTÓRIA GONÇALVES, Júlio César 1 Este texto surgiu como resultado de uma pesquisa pessoal na tentativa de buscar algumas respostas a diversos questionamentos

Leia mais

I CONGRESSO DO CREMESP I JORNADA PAULISTA DE ÉTICA MÉDICA

I CONGRESSO DO CREMESP I JORNADA PAULISTA DE ÉTICA MÉDICA I CONGRESSO DO CREMESP I JORNADA PAULISTA DE ÉTICA MÉDICA MAKSOUD PLAZA SÃO PAULO 30/3 a 1/4 de 2006 CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO CONSELHOS DE MEDICINA E CÓDIGO DE ÉTICA MÉDICA

Leia mais

JOSÉ RAIMUNDO Brasil. Edição do dia 14/09/2012 14/09/2012 22h31 - Atualizado em 25/09/2012 22h48

JOSÉ RAIMUNDO Brasil. Edição do dia 14/09/2012 14/09/2012 22h31 - Atualizado em 25/09/2012 22h48 Entenda como funciona a terapia pela imposição das mãos http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2012/09/entenda-como-funciona-terapia-pela-imposicao-dasmaos.html (assista ao vídeo com a reportagem completa)

Leia mais

O ser humano que, hoje, se abre para a fé, que escuta e responde à Palavra divina, descobre sua natureza filial e relacional, descobre a si mesmo

O ser humano que, hoje, se abre para a fé, que escuta e responde à Palavra divina, descobre sua natureza filial e relacional, descobre a si mesmo 1 INTRODUÇÃO A fé cristã como possibilidade de uma verdadeira existência humana, segundo Joseph Ratzinger, é o tema desta dissertação que almeja perscrutar a realidade e o dinamismo da fé nos dias de hoje,

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

CANTOS À SANTA BEATRIZ

CANTOS À SANTA BEATRIZ (MÚSICA:DOCE É SENTIR) Santa Beatriz, com imenso amor Humildemente corre ao Senhor Entra no céu com grande alegria Acompanhada da Virgem Maria. Que maravilha vê-la exaltada assim, Na glória eterna de Deus

Leia mais

A HISTÓRIA DA FILOSOFIA ANTIGA E A FORMAÇÃO DO PENSAMENTO OCIDENTAL

A HISTÓRIA DA FILOSOFIA ANTIGA E A FORMAÇÃO DO PENSAMENTO OCIDENTAL A HISTÓRIA DA FILOSOFIA ANTIGA E A FORMAÇÃO DO PENSAMENTO OCIDENTAL Cláudia Alves Fernandes Aluna do Curso de Filosofia da Universidade Federal de Juiz de Fora. clafer@nextwave.com.br Ricardo de Oliveira

Leia mais

A Experiência do Novo Nascimento

A Experiência do Novo Nascimento Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church A Experiência do Novo Nascimento A Série das Verdades do Evangelho (caderno 6) The Born Again Experience Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa

Leia mais

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS UM ATO DE AMOR AO PRÓXIMO

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS UM ATO DE AMOR AO PRÓXIMO DOAÇÃO DE ÓRGÃOS UM ATO DE AMOR AO PRÓXIMO 1 A DOUTRINA ESPÍRITA E A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS Espiritismo é contra ou a favor do transplante de órgãos e da doação deles? R) A Doutrina Espírita é inteiramente a

Leia mais

Estudo de Texto 1º ano

Estudo de Texto 1º ano TEXTO 01 BUROCRATAS CEGOS Estudo de Texto 1º ano A decisão, na sexta-feira, da juíza Adriana Barreto de Carvalho Rizzotto, da 7a Vara Federal do Rio, determinando que a Light e a Cerj também paguem bônus

Leia mais

Se isso não for amor...

Se isso não for amor... Se isso não for amor... Cantata de Páscoa da Igreja Batista Memorial 2011 Abertura Narrador: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não

Leia mais

O pensamento político grego

O pensamento político grego Introdução Os mitos gregos eram recolhidos pela tradição e transmitidos oralmente pelos medos e lapsodos, cantores ambulantes que davam forma poética a esses relatos e os recitavam de cor em praça pública.

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais