Presente Perfeito A. D. Feldman

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Presente Perfeito A. D. Feldman"

Transcrição

1

2

3 Presente Perfeito A. D. Feldman

4 Encontramo-nos em algum lugar de um pequeno planeta e observamos a beleza fria e ao mesmo tempo arrebatadora do infinito em sua profundeza impenetrável. Lá a morte e a vida se fundem em uma unidade, e não há nenhum tornar-se e nenhum destino, há somente o ser. Albert Einstein

5 I II GÊNESE Antes do Tempo (poesia sem título) Espelho Terra Incógnita Mar-estrela EXISTIR A rosa As estrelas O ódio O relógio Sensações III INSTANTES Infância Fotografia Maturidade Instante Claridade Os medos Brinquedos celestes (título sem poesia) IV METAFÍSICA Metafísica Retorno à solidão Retrogênese Homenagem

6 I GÊNESE

7 ANTES DO TEMPO A luz da escuridão Da noite que era eterna A primeira vida O som iluminado No vazio inconsciente Um futuro a surgir O antes que era infinito Antes da realidade... A música não parará A luz será ouvida No brilho silencioso da escuridão. 8

8 Azul escuro infinito Solidão rebuscada de silêncio Brilhos celestes viventes Vaguear, movimento em negrito O tudo que nos olha Com o nada que espelha Os olhos que não vemos Vigilante secreto Medo dormente Girar no vazio Sem olhos vendo 9

9 ESPELHO Espumas do mar, Lágrimas do céu. Estrelas do céu, Águas do mar. Silêncio do mar, Movimento do céu. Ondas do mar, Luzes do céu. Águas do mar, Estrelas do céu. Lágrimas do céu, Espumas do mar. 10

10 TERRA INCÓGNITA Ouçam... Ouçam... Ouçam o silêncio... Na cidade de cima A profundidade sem fim As luzinhas. Ouçam... A dança ritmada Das claridades E das sombras. Ouçam... O cheiro vazio O medo solitário O girar O girar Ouçam... 11

11 MAR-ESTRELA Imensidão infinita celeste Luzes de um mar desconhecido Sem ondas, apenas vida. No vazio o amor do sentir No amor o vazio do silêncio Semblante de solidão... Mar-estrela quero te viver Mergulhar n alma tua e ser na eternidade do passar alegria de esperanças 12

12 II EXISTIR 13

13 A ROSA A flor por mais bela Sem raíz é morta Mesmo que as pétalas abram Mesmo que agradem aos olhos São morte Como um corpo que resiste um dia à falta do espírito A flor fora do jardim é falsa A água alivia a tortura da obrigação de existir A dor da flor é meu coração morto esquecido O som do violino afinado ao ouvido é o choro de alma da flor que as pessoas não percebem A flor por mais bela Sem raíz é morta 14

14 Mesmo que seja colorida Mesmo que seja de presente A flor sem raíz é morta Como as pessoas Minh alma é água Minha vida um vaso A flor por mais morta é bela O tempo a resseca E o vento espalha a morte invisível no infinito existir 15

15 AS ESTRELAS Luzes de estrelas chegam mortas na retina. Reflexo longínquo do passado geométrico No olhar o último existir do viver morrem nos olhos vida e luz. 16

16 O ÓDIO Vermelho rio dos homens sem margens 17

17 O RELÓGIO Antes-depois do agora O instante Arma do assassino Filicida Para quem a humanidade reza. 18

18 SENSAÇÕES A cor do vento, O silêncio d água A morte da vida A vida da morte.... infinito para dentro 19

19 III INSTANTES 20

20 INFÂNCIA Sorrisos não codificados socialmente, liberdade de ser. imaginação faz de conta de viver Esperança sem espera. Tempo com prazer. O sempre brincar de viver Planos do silêncio do que todos já sentiram bola roda mundo azul... arco-íris 21

21 FOTOGRAFIA À direita o passado À esquerda os amigos Atrás a parede e o piano Mãe, pai, irmãos, irmãs Parentes A festa (...) À frente o agora que olha um instante congelado 22

22 MATURIDADE O primeiro inverno sem infância é mais frio. Com vento chuva medo. Com solidão frio e silêncio. A segunda gênese sem parto é mais dolorosa Sem vento com lágrimas e silêncio. O primeiro instante sem infância é mergulho No ilimitado livre pensamento do existir 23

23 INSTANTE Um piscar de olhos, Um sorriso. Não sei seu nome, Nunca mais a vi. 24

24 CLARIDADE Mergulha em meus olhos o sol e o azul do céu o vermelho da maçã. Mergulha em minha alma os vapores das brancas nuvens o brilho diamante da poça d água, o verde. Mergulha em meus olhos o vento, o toque e o silêncio das cores... 25

25 OS MEDOS No passar de dois medos Entre as vidas O futuro a estar A sombra assustada Medonha e pesada Do incerto sem palavras No intervalo entre dois medos Tudo continua a passar Se o silêncio existir Nele quero abrigo. 26

26 BRINQUEDOS CELESTES 27

27 IV METAFÍSICA 28

28 METAFÍSICA Espaço de sinestesia Águas e luzes iguais sempre outras 29

29 RETORNO À SOLIDÃO Na terra na flor Aos céus viaja o vento A solidão antes do princípio O vazio vazio existente na terra o homem no antes solidão 30

30 RETROGÊNESE Morrer no silêncio delicioso apodrecido dos pensamentos Respirar a vida decompor Vazio. 31

31 HOMENAGEM Silêncio! Silêncio. Silêncio... Silêncio? 32

32 Presente Perfeito é a seqüência da vida que parte de um ponto desconhecido Gênese a outro Metafísica, cujos rastros são sensações e experiências Existir e Instantes. Através dessa divisão o autor A. D. Feldman leva o leitor a visualizar um caminho comum que todos nós seguimos. Sem querer esgotar as possibilidades que a poesia proporciona Presente Perfeito é ironicamente sutil ao lembrar que apenas o silêncio contém todas as palavras. projeto gráfico e edioraçção eletrônica Kélia Cistina Botta

Comigo mais poesia. Nelson Martins. Reflexões e Sentimentos

Comigo mais poesia. Nelson Martins. Reflexões e Sentimentos Comigo mais poesia Comigo mais poesia Nelson Martins Reflexões e Sentimentos Apresentação A poesia de Nelson Martins conduz o leitor à territorialidade da existência humana, como memória grifada de cada

Leia mais

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para Oceano em Chamas Querida, Tentei em vão, fazer um poema a você, não consegui. Me faltavam palavras para descrever-te, então pedi aos poetas do universo para me ajudarem. O primeiro com quem conversei,

Leia mais

AMOR Grande, Profundo, Indestrutível...

AMOR Grande, Profundo, Indestrutível... AMOR Grande, Profundo, Indestrutível... 1 DEDICATÓRIA Porque Ele me amou primeiro, dedico a Ele esse livro, em letras cadenciadas, com todo o meu amor, louvor e adoração. Em unidade com o Espírito Santo,

Leia mais

Fabiany Monteiro do Nascimento. Amor Perfeito

Fabiany Monteiro do Nascimento. Amor Perfeito Fabiany Monteiro do Nascimento Amor Perfeito Dedico este livro a... Grandes pessoas que fizeram de minha vida uma fábula de sonhos reais. Primeiro agradeço a Deus, que mesmo nós momentos ruins, nunca me

Leia mais

MDias Tatuagens Primeira edição: 2016

MDias Tatuagens Primeira edição: 2016 MDias Tatuagens Primeira edição: 2016 1 Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Sendo extremamente proibida a reprodução ou transmissão, parcial ou total desta obra, sejam

Leia mais

Comitê da Cultura de Paz parceria UNESCO Associação Palas Athena

Comitê da Cultura de Paz parceria UNESCO Associação Palas Athena Grande parte de seus poemas são pequenos relâmpagos, quase haicais, que se vão depurando e purificando no decorrer do tempo. Manifestam buscas e encontros essenciais do ser. O próximo dia 12 de outubro

Leia mais

MAIS UM DIA. Tom: B. Intro: B9. Nasce mais um dia F# Nasce com o sol E Vejo a primeira luz. Vejo alem do olhar. G#m7

MAIS UM DIA. Tom: B. Intro: B9. Nasce mais um dia F# Nasce com o sol E Vejo a primeira luz. Vejo alem do olhar. G#m7 MAIS UM IA Tom: Intro: 9 9 #m7 Nasce mais um dia # Nasce com o sol Vejo a primeira luz 9 Vejo alem do olhar #m7 Preciso de algo novo # ansado de esperar evia ter amado mais #m7 evia ter me dado mais Por

Leia mais

1.º C. 1.º A Os livros

1.º C. 1.º A Os livros 1.º A Os livros Os meus olhos veem segredos Que moram dentro dos livros Nas páginas vive a sabedoria, Histórias mágicas E também poemas. Podemos descobrir palavras Com imaginação E letras coloridas Porque

Leia mais

Deixo meus olhos Falar

Deixo meus olhos Falar Tânia Abrão Deixo meus olhos Falar 1º Edição Maio de 2013 WWW.perse.com.br 1 Tânia Abrão Biografia Tânia Abrão Mendes da Silva Email: Tania_morenagata@hotmail.com Filha de Benedito Abrão e Ivanir Abrão

Leia mais

Inês Carolina Rilho SINTONIA

Inês Carolina Rilho SINTONIA Inês Carolina Rilho Nasceu no Recife-PE. Formou-se em Letras e Direito. Escreve desde os 15 anos. Possui poemas, conto e um romance em fase de conclusão. Tem participado de várias antologias. SINTONIA

Leia mais

Avenida da Saudade. Miguel Teixeira de Andrade ( )

Avenida da Saudade. Miguel Teixeira de Andrade ( ) Avenida da Saudade Estas pedras d avenida Que sob meus pés tenho Carregam as vidas De antepassados foragidos. Avenida que ecoa sonhos De meninos nas festas Do Maio sofredor, Onde toda a dor permanece Guardada

Leia mais

Apresento a todos, o início de um trabalho feito. Com muito carinho. São poemas e alguns contos.

Apresento a todos, o início de um trabalho feito. Com muito carinho. São poemas e alguns contos. APRESENTAÇÃO Apresento a todos, o início de um trabalho feito Com muito carinho. São poemas e alguns contos. Para Vocês: VIRTUALMENTE EU USO A MINHA LUZ INTERIOR PARA FALAR AOS CÉUS E A CADA ESTRELA QUE

Leia mais

ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo

ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo E quando ficou sozinha em casa, todos os fantasmas vieram ao seu encontro. Sempre gostei de histórias de duplos: as de Edgar Poe, Hoffmann, Henry James, Dostoievski,

Leia mais

INVASORA DOS MEUS SONHOS

INVASORA DOS MEUS SONHOS Gonzaga Filho Página 1 Gonzaga Filho Página 2 Gonzaga Filho INVASORA DOS MEUS SONHOS Primeira Edição Guamaré - RN 2015 Gonzaga Filho Página 3 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara

Leia mais

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza 1 2 3 Poemas de um Fantasma Fantasma Souza 2012 4 5 Fantasma Souza Todos os Direitos Reservados TITULO ORIGINAL POEMAS DE UM FANTASMA Projeto Gráfico Midiartes Capa Erisvaldo Correia Edição e Comercialização

Leia mais

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este

Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este Vivo num sonho que não é realidade Faz parte do meu viver Crescer sonhando esquecendo os planos Sou eu quem vivo esta é minha vida Prazer este EU Hoje deixei pra lá me esqueci de tudo Vivo minha vida sobre

Leia mais

Liberte Minha Liberdade! Francisco Alves Bezerra

Liberte Minha Liberdade! Francisco Alves Bezerra Liberte Minha Liberdade! Francisco Alves Bezerra Liberte Minha Liberdade! Desde quando o homem é dono do meu pensamento? Até quando o meu silêncio o fará parar de me perseguir? Seu dinheiro sujo não me

Leia mais

António Gedeão. Relógio D'Água. Notas Introdutórias de Natália Nunes. A 383134 Obra Completa

António Gedeão. Relógio D'Água. Notas Introdutórias de Natália Nunes. A 383134 Obra Completa António Gedeão A 383134 Obra Completa Notas Introdutórias de Natália Nunes Relógio D'Água ÍNDICE Notas Introdutórias de Natália Nunes 19 Poesia POESIAS COMPLETAS (1956-1967) A Poesia de António Gedeão

Leia mais

1º Edição

1º Edição Sensações 1º Edição WWW.Perse.com.br Página 1 Codinome: Tabrao Email: Tania_morenagata@hotmail.com Nasceu no dia 09 de Agosto de 1984 Natural da cidade de Lapa - PR Reside a Rua Francisco Veloso, 282 Ponta

Leia mais

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Primeira Edição Curitiba 2012 PerSe Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ÍN Matos, Maria Helena Morais

Leia mais

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça.

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Nas asas da poesia A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Bem, um dos meus grandes sonhos sempre foi escrever um livro de poemas. Ainda muito pequena já começava a rabiscar algumas coisas como

Leia mais

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR!

O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O CAMINHO QUE NOS LEVA À FELICIDADE É O AMOR! O verdadeiro caminho a ser peregrinado por nossas vidas, é sem dúvida o da felicidade, e para se chegar até ele, precisamos de um combustível que só pode ser

Leia mais

LISTA 2 ESPELHOS PLANOS (MÓD. 3 E 4)

LISTA 2 ESPELHOS PLANOS (MÓD. 3 E 4) 1. (Epcar (Afa) 2016) Considere um objeto formado por uma combinação de um quadrado de aresta a cujos vértices são centros geométricos de círculos e quadrados menores, como mostra a figura abaixo. Colocando-se

Leia mais

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris.

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. DISPERSÃO DA LUZ BRANCA Quando um prisma é atravessado obliquamente por luz branca, ela é decomposta nas cores do arco-íris, e a este fenômeno damos o nome de dispersão.

Leia mais

CAPÍTULO 1: PAIXÃO. Apaixonado. O meu coração Pra você eu guardei Antes mesmo de me conhecer Eu te amei Procurei a lealdade Mas não encontrei

CAPÍTULO 1: PAIXÃO. Apaixonado. O meu coração Pra você eu guardei Antes mesmo de me conhecer Eu te amei Procurei a lealdade Mas não encontrei A POESIA FALANTE 1 CAPÍTULO 1: PAIXÃO Apaixonado O meu coração Pra você eu guardei Antes mesmo de me conhecer Eu te amei Procurei a lealdade Mas não encontrei Durante muito tempo A solidão eu enfrentei

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

1 O sol cobre de sangue o horizonte e a pálida lua, trêmula, lança seu pungente olhar sobre a terra.

1 O sol cobre de sangue o horizonte e a pálida lua, trêmula, lança seu pungente olhar sobre a terra. HAI KAI Victor Knoll Universidade de São Paulo (USP). 1 O sol cobre de sangue o horizonte e a pálida lua, trêmula, lança seu pungente olhar sobre a terra. 2 O poder do Astro Rei desfalece no horizonte

Leia mais

OS FANTASMAS DO VINHO

OS FANTASMAS DO VINHO PAN2.qxd 29/1/16 16:16 Página 17 OS FANTASMAS DO VINHO Quando chegou a manhã e da cama revolta te levantas, contemplas com os olhos grudados, trémulos, as conhecidas paredes familiares, os acumulados livros,

Leia mais

Na Terra, a sinfonia e a melodia não são mais que ecos débeis e deformados dos concertos celestes. Nossos instrumentos, mesmo os mais perfeitos,

Na Terra, a sinfonia e a melodia não são mais que ecos débeis e deformados dos concertos celestes. Nossos instrumentos, mesmo os mais perfeitos, Na Terra, a sinfonia e a melodia não são mais que ecos débeis e deformados dos concertos celestes. Nossos instrumentos, mesmo os mais perfeitos, sempre têm qualquer coisa de mecânico e de áspero, enquanto

Leia mais

Título original Poemas, Maurício Ribeiro: Espírito e Alma.

Título original Poemas, Maurício Ribeiro: Espírito e Alma. 1 Título original Poemas, Maurício Ribeiro: Espírito e Alma. Todos os direitos reservados: nenhuma parte dessa publicação pode ser reproduzida ou transmitida por meio eletrônico, mecânico, fotocópia ou

Leia mais

Haicai - Uma viagem pela poesia japonesa tradicional

Haicai - Uma viagem pela poesia japonesa tradicional Haicai Haicai - Uma viagem pela poesia japonesa tradicional Dedicatória : Dedicamos este livro a todos os alunos, professores e funcionários da E.M.E.F.M Rubens Paiva. Agradecimento: Agradecemos à professora

Leia mais

Teoria das Cores Cor Pigmento

Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Primárias Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Secundárias Cores Terciárias Cores Quentes Cores Neutras Cores Frias 1 Cores Complementares Cores Análogas Análogas do amarelo Análogas do verde Análogas

Leia mais

Conheço esse Sentimento. Conheço esse sentimento que é como a cerejeira quando está carregada de frutos: excessivo peso para os ramos da alma.

Conheço esse Sentimento. Conheço esse sentimento que é como a cerejeira quando está carregada de frutos: excessivo peso para os ramos da alma. Conheço esse Sentimento que é como a cerejeira quando está carregada de frutos: excessivo peso para os ramos da alma. que é o da orla da praia lambida pela espuma da maré: quando o mar se retira as conchas

Leia mais

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

As Fadas Verdes. Matilde Rosa Araújo. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho As Fadas Verdes Matilde Rosa Araújo Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 1. Lê os poemas Que o silêncio / verde, A cor do silêncio, A sandália de setembro

Leia mais

Alguns autores escrevem de acordo com o novo A. O., outros segundo a antiga ortografia

Alguns autores escrevem de acordo com o novo A. O., outros segundo a antiga ortografia Olhar de Amor - COLECTÂNEA DE POESIA - VÁRIOS AUTORES Título Olhar de Amor Colectânea de Poesia - Edição Tecto de Nuvens, Edições e Artes Gráficas, LDA. Rua Camilo Pessanha, 152, 4435-638 Baguim do Monte

Leia mais

Vagueei pela beira da água, sob as árvores húmidas, O meu espírito embalado pelo crepúsculo, os juncos envolven do me os joelhos, O meu espírito

Vagueei pela beira da água, sob as árvores húmidas, O meu espírito embalado pelo crepúsculo, os juncos envolven do me os joelhos, O meu espírito O Indiano acerca de Deus Vagueei pela beira da água, sob as árvores húmidas, O meu espírito embalado pelo crepúsculo, os juncos envolven do me os joelhos, O meu espírito embalado por suspiros e pelo sono;

Leia mais

Anna Karenina. Cartas Para Uma Desconhecida

Anna Karenina. Cartas Para Uma Desconhecida Cartas Para Uma Desconhecida 1 Cartas Para Uma Desconhecida Homenagens E Agradecimentos Á Jeová o Deus da Eternidade E seu Filho Jesus Cristo. Aos Poetas e Escritores do Site Depressão E Poesia... Escrever

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1)

Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1) Poesias, filosofias e reflexões Márcio Mercês (vol.1) Cinzas de Mim Não fales... Apenas beijes minha boca e respires o meu ar. Não resistas... Apenas admitas que jamais encontrarás no futuro vestígios

Leia mais

Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA

Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA Raimundo Soares de Andrade 1- O EFEITO DA POESIA A poesia encanta E envolve quem a escreve e quem a lê. O Efeito da Poesia quem diria É devastador, cheio de amor. Capaz de provocar reações inexplicáveis

Leia mais

MODERNISMO 2ª GERAÇÃO. Por Carlos Daniel S. Vieira

MODERNISMO 2ª GERAÇÃO. Por Carlos Daniel S. Vieira MODERNISMO 2ª GERAÇÃO Por Carlos Daniel S. Vieira CONTEXTO HISTÓRICO-SOCIAL CONTEXTO HISTÓRICO-SOCIAL Duas guerras mundiais Crack da bolsa (1929) Instabilidade social e política O homem busca esperanças......

Leia mais

É tão fácil dizer que saem dos olhos das mulheres andorinhas verdes (Crítica à poesia das imagens aos cachos. Como de costume, autocrítica)

É tão fácil dizer que saem dos olhos das mulheres andorinhas verdes (Crítica à poesia das imagens aos cachos. Como de costume, autocrítica) É tão fácil dizer que saem dos olhos das mulheres andorinhas verdes (Crítica à poesia das imagens aos cachos. Como de costume, autocrítica) É tão fácil dizer que saem dos olhos das mulheres andorinhas

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

JOSÉ ARAÚJO. Poema & Poesia. Magia e Sedução

JOSÉ ARAÚJO. Poema & Poesia. Magia e Sedução JOSÉ ARAÚJO Poema & Poesia Magia e Sedução 1 2 JOSÉ ARAÚJO Poema & Poesia Magia e Sedução 3 Editoração e Edição José Araújo Revisão e diagramação José Araújo Capa José Araújo Copyright 2011 José Araújo

Leia mais

Material Educativo: Disse o Dicionário

Material Educativo: Disse o Dicionário Material Educativo: Disse o Dicionário Atividade que pensa os sentidos literais e simbólicos de palavras utilizadas em dicionários e poemas escolhidos, para que os participantes criem significados particulares

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Mulher lendo Renoir, c. 1895, óleo sobre tela, 32 x 28 cm. Coleção particular.

Mulher lendo Renoir, c. 1895, óleo sobre tela, 32 x 28 cm. Coleção particular. Mulher lendo Renoir, c. 1895, óleo sobre tela, 32 x 28 cm. Coleção particular. Poesia Miguel Reale Eterna juventude Quando em meus olhos os teus olhos pousas vejo-te jovem como via outrora: luz interior

Leia mais

Rumo à Solenidade de Nossa Senhora do Carmo (4)

Rumo à Solenidade de Nossa Senhora do Carmo (4) (4) Maria na sua missão de mãe de família, na sua casa de Nazaré Contemplamos Maria como mãe de família, na sua casa em Nazaré, na vida simples de todos os dias, na intimidade do Seu lar de amor, onde

Leia mais

Sobre o pó e alma dela

Sobre o pó e alma dela Ninguém, o meu nome é Ninguém. O grande Polifemo coçava a cabeça em sinal de espanto e incompreensão. Ninguém?! Como te podes chamar Ninguém? Tu és alguém e essa condição necessita de um nome próprio,

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter

Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter VIDA CIGANA / GO BACK / NA RUA, NA CHUVA, NA FAZENDA Fl.01 Am7 Bm7 Am7 G Oh! Meu amor não fique triste Saudade existe pra quem sabe ter Am7 Bm7 C F D Minha vida cigana me afastou de você Por algum tempo

Leia mais

METAMORFOSE. Keller Reis F.

METAMORFOSE. Keller Reis F. METAMORFOSE Keller Reis F. Keller Reis F. METAMORFOSE 1ª Edição São Paulo Grupo Editorial Beco dos Poetas & Escritores Ltda. 2012 www.becodospoetas.com.br www.literaturaperiferica.com.br Capa: Marcio M.

Leia mais

Minha inspiração. A Poesia harmoniza o seu dia

Minha inspiração. A Poesia harmoniza o seu dia Minha inspiração A Poesia harmoniza o seu dia Meu jeito de amar Meu jeito de amar é alegre e autêntico É sincero puro e verdadeiro Meu jeito de amar é romântico Me doo me dedico por inteiro Meu jeito de

Leia mais

A tristeza. A tristeza

A tristeza. A tristeza E a leitura continua..."o Principezinho" - quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2013 No capítulo V, o Principezinho demonstra muita tristeza nas suas palavras. Após a leitura, foi proposto aos alunos escreverem

Leia mais

PÉTALAS E SANGUE. De: Batista Mendes

PÉTALAS E SANGUE. De: Batista Mendes PÉTALAS E SANGUE De: Batista Mendes 1 Editoração e capa: Batista Mendes Revisão: Batista Mendes Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida ou armazenada, sob qualquer

Leia mais

Tom: G. te ofereço paz. te ofereço amor te ofereço amizade ouço tuas necessidades vejo tua beleza sinto os teus sentimentos

Tom: G. te ofereço paz. te ofereço amor te ofereço amizade ouço tuas necessidades vejo tua beleza sinto os teus sentimentos te ofereço paz letra e música valter pine Tom: te ofereço paz te ofereço amor te ofereço amizade ouço tuas necessidades vejo tua beleza sinto os teus sentimentos minha sabedoria flui de uma fonte superior

Leia mais

Poesia da Natureza. Concurso Literário 2015

Poesia da Natureza. Concurso Literário 2015 Poesia da Natureza Concurso Literário 2015 JARDIM DE INFÂNCIA 1.º CICLO Poesia da Natureza numa árvore de poemas Poesia o que és? És as palavras bonitas És uma festa de brincar És uma coisa da Primavera

Leia mais

/ 1

/ 1 www.a-afonso.com / 1 . Poemas 1/ A Vida não é uma História 2/ Pensar o amor 3/ Amor de cão1 4/ Amor de cão2 5/ Ser velho 6/ Chuva 7/ Pássaros 8/ Árvores 9/ Nada que é tudo 10/ Gosto de ervilhas 11/ Tenho

Leia mais

OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA

OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA OS COMBOIOS QUE VÃO PARA ANTUÉRPIA Em janeiro eu estava em Bruxelas, nos subúrbios, numa casa sobre a linha férrea. Os comboios faziam estremecer o meu quarto. Fora-se o natal. Algo desaparecera, uma coisa

Leia mais

Material Educativo: Disse o Dicionário

Material Educativo: Disse o Dicionário Material Educativo: Disse o Dicionário Atividade que permite pensar sobre os sentidos denotativos e conotativos de palavras existentes em dicionários e presentes em poemas escolhidos, com o objetivo de

Leia mais

Paulo Henrique de Farias. Um Tal Gato Azul. 2ª Edição

Paulo Henrique de Farias. Um Tal Gato Azul. 2ª Edição Um Tal Gato Azul Paulo Henrique de Farias Um Tal Gato Azul 2ª Edição 2015 Capa Baseada no desenho de autor desconhecido da capa do single espanhol El Gato Que Esta Triste y Azul (CBS 8468) de Roberto

Leia mais

Violão Básico. Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão Esquerda Mão Direita

Violão Básico. Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão Esquerda Mão Direita Violão Básico Música Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão squerda Mão ireita Melodia: e o som que da identidade a música, e pode ser executado por um instrumento solo ou pela voz. Harmonia: e o acompanhamento

Leia mais

O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua

O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua De Pedro Santos de Oliveira Versão COMPLETA Por Pedro Santos de Oliveira Ilustrações de Luis de Lacerda Estrela PLIP009 www.plip.ipleiria.pt 2013 O Pequeno Trevo e os

Leia mais

ATRAVÉS DA REALIDADE E DOS SONHOS!

ATRAVÉS DA REALIDADE E DOS SONHOS! ATRAVÉS DA REALIDADE E DOS SONHOS! Não podemos jamais perder tempo com momentos que nos transformam em derrotados, devemos sim continuar nossa peregrinação tomando como aprendizado seja qual for o sentido

Leia mais

Três Poemas Sobre Pinturas De Christopher Pratt

Três Poemas Sobre Pinturas De Christopher Pratt 265 Três Poemas Sobre Pinturas De Christopher Pratt José Manuel Lopes PORCH LIGHT Permanecerá sempre nesse alpendre a mesma ambiguidade (instante de dúvida ou de segredo) luz que sobre a porta aponta para

Leia mais

O Pequeno Gigante Poeta

O Pequeno Gigante Poeta O Pequeno Gigante Poeta 1ª Edição, São Paulo, 2014. 1 O Pequeno Gigante Poeta Autor: Dias, Edinei Fernandes Ano: 2014 - São Paulo, Brasil Gênero: Poesia Palavras Chave: Poesia, Poema, Gigante, Edinei Fernandes

Leia mais

O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em

O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em O Amor O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em ter alguém por perto ou fazer algo que goste.

Leia mais

O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA

O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA LEITURA FÁCIL De Pedro Santos de Oliveira Ilustrações de Luis de Lacerda Estrela PLIP009 Adaptação e revisão de texto Ana Cristina Luz Desenvolvido no âmbito do projeto

Leia mais

Dessa vida quero te levar comigo. Em meu coração para o avante das estrelas. Que nos condiciona a uma melhor visibilidade. Da derradeira eternidade

Dessa vida quero te levar comigo. Em meu coração para o avante das estrelas. Que nos condiciona a uma melhor visibilidade. Da derradeira eternidade 1 Dessa Vida Dessa vida quero te levar comigo Em meu coração para o avante das estrelas Que nos condiciona a uma melhor visibilidade Da derradeira eternidade Que sem humanidade Para viver sem que seja

Leia mais

A cor das vogais. A cor das vogais. Vergílio Alberto Vieira. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

A cor das vogais. A cor das vogais. Vergílio Alberto Vieira. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho A cor das vogais Vergílio Alberto Vieira Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho 27 Fichas de leitura Ficha 1 1. Lê os poemas Sofia cotovia, História de um chapéu, O golfinho almirante,

Leia mais

SOBRE VENTOS E TEMPESTADES

SOBRE VENTOS E TEMPESTADES SOBRE VENTOS E TEMPESTADES sobre ventos e tempestades ESSÊNCIA Prefiro ser veleiro, que no vento descobre seu caminho e saboreia os embalos das marés. Prefiro ser vira-lata, que percorre lixos doutros

Leia mais

Por tudo que eu escrevo...

Por tudo que eu escrevo... Por tudo que eu escrevo... Agradeço ao meu filho Lucas que transformou em poesia os meus dias, que fez da minha vida uma sinfonia de amo. Ao meu filho Lucas todo amor que houver nessa vida! Te amo! Por

Leia mais

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20).

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). A comunicação de uma Igreja em Saída. Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). Uma comunicação rápida, em todos os lugares, em todas as ocasiões, sem repugnâncias

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO. Prof. Andriza

LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO. Prof. Andriza LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO Prof. Andriza andriza.becker@luzerna.ifc.edu.br Ementa da disciplina: Revisão da gramática aplicada ao texto oral e escrito: Fonética; regras de acentuação, ortografia (Novo

Leia mais

Pela beleza que há no amor e na pureza da inspiração que não morre, e que adormece dentro de cada um, despertada no som do silêncio.

Pela beleza que há no amor e na pureza da inspiração que não morre, e que adormece dentro de cada um, despertada no som do silêncio. Pela beleza que há no amor e na pureza da inspiração que não morre, e que adormece dentro de cada um, despertada no som do silêncio. Que esta passagem por aqui seja alicerçada na harmonia da afeição natural

Leia mais

Superando os momentos difíceis

Superando os momentos difíceis Superando os momentos difíceis Valdir José de Castro Superando os momentos difíceis para viver melhor Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes Revisão:

Leia mais

1. VOZES UNIDAS. Letra e Música: Márcio Catunda

1. VOZES UNIDAS. Letra e Música: Márcio Catunda 1. VOZES UNIDAS Letra e Música: Márcio Catunda Canto em nome do mundo querendo que a paz permaneça no ar e quem souber o segredo pode num segundo fazê-la brilhar. E no silêncio da vida a voz clarividente

Leia mais

POETANDO PARA ELAS ( ) E POR MIM ANDERSON MARCELO DA SILVA

POETANDO PARA ELAS ( ) E POR MIM ANDERSON MARCELO DA SILVA POETANDO PARA ELAS E POR MIM (1997-2002) ANDERSON MARCELO DA SILVA ANDERSON MARCELO DA SILVA POETANDO PARA ELAS E POR MIM (1997-2002) Primeira Edição São Paulo 2015 DEDICATÓRIA Dedico estes escritos,

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

CECÍLIA MEIRELLES CIRANDA CULTURAL 2º ANO A/2011 CIRANDA CULTURAL_POEMAS

CECÍLIA MEIRELLES CIRANDA CULTURAL 2º ANO A/2011 CIRANDA CULTURAL_POEMAS CECÍLIA MEIRELLES 1901-1964 CIRANDA CULTURAL_POEMAS 2º ANO A/2011 CIRANDA CULTURAL 2º ANO A/2011 ILUSTRADORES: AILA, ANA LUIZA VIANNA, LIVIA MARIA, VITÓRIA Uma Palmada Bem Dada Cecília Meireles É a menina

Leia mais

1º Lista de exercícios óptica geométrica Prof: Ricardo

1º Lista de exercícios óptica geométrica Prof: Ricardo 1º Lista de exercícios óptica geométrica Prof: Ricardo Questão 1: (PUC-SP) A um aluno foi dada a tarefa de medir a altura do prédio da escola que frequentava. O aluno, então, pensou em utilizar seus conhecimentos

Leia mais

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você?

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você? Olhares Ando pelas ruas e a multidão quase esbarra em mim. Tenho certeza que se me deitasse no chão seria pisoteada. As pessoas não olham mais para o chão, aliás as pessoas não olham mais nem para si mesmas.

Leia mais

O HOMEM-CONCHA. a casa do penhasco. Johnny Virgil

O HOMEM-CONCHA. a casa do penhasco. Johnny Virgil O HOMEM-CONCHA a casa do penhasco Johnny Virgil I Ele nasceu no mar. Quando a tempestade se acalmou e o oceano refreou a sua fúria, ele veio rastejando em direção à praia, com sua concha colada às costas.

Leia mais

Gabriel Arruda Burani. EstilhACos. de Mim

Gabriel Arruda Burani. EstilhACos. de Mim EstilhACos de Mim Gabriel Arruda Burani EstilhACos de Mim Copyright 2013 by Gabriel Arruda Burani Todos os direitos reservados. 1ª Edição A reprodução não autorizada desta publicação em sua totalidade

Leia mais

O começo da história

O começo da história O começo da história Fotografia: Anastácia de Moura Leonardo Koury Martins O começo da história Todos nós temos um começo, um início, uma primeira vez. O importante é que desde este primeiro passo, possamos

Leia mais

DANIELLE STEEL PORTO SEGURO. Tradução de MARIA EDUARDA CORREIA

DANIELLE STEEL PORTO SEGURO. Tradução de MARIA EDUARDA CORREIA PORTO SEGURO DANIELLE STEEL PORTO SEGURO Tradução de MARIA EDUARDA CORREIA Aos meus incríveis e maravilhosos filhos, Beatrix, Trevor, Todd, Sam, Victoria, Vanessa, Maxx, Zara e Nick, que me fazem sentir

Leia mais

VÍVIDO FOTOGRAFIA DE NATUREZA DANILO ARNALDO BRISKIEVICZ

VÍVIDO FOTOGRAFIA DE NATUREZA DANILO ARNALDO BRISKIEVICZ VÍVIDO FOTOGRAFIA DE NATUREZA DANILO ARNALDO BRISKIEVICZ 3 0 DANILO ARNALDO BRISKIEVICZ VÍVIDO FOTOGRAFIA DE NATUREZA 3 EDIÇÃO DO AUTOR BELO HORIZONTE / 2014 1 APRESENTAÇÃO O cerrado mineiro de São Gonçalo

Leia mais

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I 1. Exemplos de astros com luz própria são: A. o Sol e a Lua. B. as estrelas e a Lua. C. as estrelas. 2. As galáxias são formadas por: A. apenas estrelas. B. estrelas e planetas.

Leia mais

Poesia Jacineide Travassos i

Poesia Jacineide Travassos i Poesia Jacineide Travassos i Esboço Para o Rosto da Musa a Baudelaire faltaram cores para tingir a noite não soprar o vento retinha as nuvens e a tarde o branco do céu se liquefizera versos se marmorizaram

Leia mais

Mariana Ianelli i. Eutomia, Recife, 15 (1): , Jul. 2015

Mariana Ianelli i. Eutomia, Recife, 15 (1): , Jul. 2015 535 Mariana Ianelli i 536 ÚLTIMA VEZ É depois de perdida a casa aonde chegar por espirais de escadas com espelhos azulejados nos degraus é depois subindo de olhos fechados tocando de memória o corrimão

Leia mais

Associação dos Profissionais Tradutores / Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais de Mato Grosso do Sul - APILMS

Associação dos Profissionais Tradutores / Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais de Mato Grosso do Sul - APILMS Curso Básico de LIBRAS Comunicando com as Mãos de Judy Esminger Associação dos Profissionais Tradutores / Intérpretes de Língua Brasileira de Sinais de Mato Grosso do Sul - Curso Básico de LIBRAS Ilustração:

Leia mais

Contos Dos Infernos 2012

Contos Dos Infernos 2012 Contos Dos Infernos 2012 Titulo original: Contos Dos Infernos Uma obra de: Donnefar Skedar. Copyright 2012 por Donnefar Skedar Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser utilizada

Leia mais

O Peregrino do Deserto

O Peregrino do Deserto O Peregrino do Deserto Sinopse: Experiências de um peregrino que viveu no deserto só. Autor: Rhenan Carvalho Descalço Onde você estaria descalço? qual a diferença de estar descalço ou calçado em um deserto

Leia mais

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor.

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Uma Boa Prenda Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Prenda essa que pode Ser dada por um qualquer Seja rico ou seja pobre Simples homem ou mulher.

Leia mais

COLORINDO SEUS SONHOS...

COLORINDO SEUS SONHOS... COLORINDO SEUS SONHOS... DICAS PARA PINTURA DE QUARTO DE SEU MAIOR TESOURO: UM FILHO... Escolhendo a cor e a tinta certa para o quarto do bebê Prezar pelo bem-estar da criança é o ponto primordial na hora

Leia mais

TODAS AS PALAVRAS poesia reunida

TODAS AS PALAVRAS poesia reunida Manuel António Pina TODAS AS PALAVRAS poesia reunida (1974-2011) ASSÍRIO & ALVIM Farewell Happy Fields I Entre a minha vida e a minha morte mete-se subitamente A Atlética Funerária, Armadores, Casa Fundada

Leia mais

Janeiro Compartilhe com o mundo! Use a hashtag #ClicandoeAndando365 nas suas fotos.

Janeiro Compartilhe com o mundo! Use a hashtag #ClicandoeAndando365 nas suas fotos. Janeiro 2017 1 Domingo Começo 2 Segunda Resoluções 3 Terça Saudável 4 Quarta Bebidas Geladas 5 Quinta Mágico 6 Sexta Azul 7 Sábado Frio 8 Domingo Nascer do Sol 9 Segunda Botas 10 Terça Escuro 11 Quarta

Leia mais

Pede-se a um agnóstico que defina a palavra luz. A tentação primeira, confesso, é dizer que Luz é Deus

Pede-se a um agnóstico que defina a palavra luz. A tentação primeira, confesso, é dizer que Luz é Deus Texto de Carlos Magno para a procissão Luz na Cidade Pede-se a um agnóstico que defina a palavra luz. A tentação primeira, confesso, é dizer que Luz é Deus Mas o que é Deus? Quem é Deus? No princípio era

Leia mais