Presente Perfeito A. D. Feldman

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Presente Perfeito A. D. Feldman"

Transcrição

1

2

3 Presente Perfeito A. D. Feldman

4 Encontramo-nos em algum lugar de um pequeno planeta e observamos a beleza fria e ao mesmo tempo arrebatadora do infinito em sua profundeza impenetrável. Lá a morte e a vida se fundem em uma unidade, e não há nenhum tornar-se e nenhum destino, há somente o ser. Albert Einstein

5 I II GÊNESE Antes do Tempo (poesia sem título) Espelho Terra Incógnita Mar-estrela EXISTIR A rosa As estrelas O ódio O relógio Sensações III INSTANTES Infância Fotografia Maturidade Instante Claridade Os medos Brinquedos celestes (título sem poesia) IV METAFÍSICA Metafísica Retorno à solidão Retrogênese Homenagem

6 I GÊNESE

7 ANTES DO TEMPO A luz da escuridão Da noite que era eterna A primeira vida O som iluminado No vazio inconsciente Um futuro a surgir O antes que era infinito Antes da realidade... A música não parará A luz será ouvida No brilho silencioso da escuridão. 8

8 Azul escuro infinito Solidão rebuscada de silêncio Brilhos celestes viventes Vaguear, movimento em negrito O tudo que nos olha Com o nada que espelha Os olhos que não vemos Vigilante secreto Medo dormente Girar no vazio Sem olhos vendo 9

9 ESPELHO Espumas do mar, Lágrimas do céu. Estrelas do céu, Águas do mar. Silêncio do mar, Movimento do céu. Ondas do mar, Luzes do céu. Águas do mar, Estrelas do céu. Lágrimas do céu, Espumas do mar. 10

10 TERRA INCÓGNITA Ouçam... Ouçam... Ouçam o silêncio... Na cidade de cima A profundidade sem fim As luzinhas. Ouçam... A dança ritmada Das claridades E das sombras. Ouçam... O cheiro vazio O medo solitário O girar O girar Ouçam... 11

11 MAR-ESTRELA Imensidão infinita celeste Luzes de um mar desconhecido Sem ondas, apenas vida. No vazio o amor do sentir No amor o vazio do silêncio Semblante de solidão... Mar-estrela quero te viver Mergulhar n alma tua e ser na eternidade do passar alegria de esperanças 12

12 II EXISTIR 13

13 A ROSA A flor por mais bela Sem raíz é morta Mesmo que as pétalas abram Mesmo que agradem aos olhos São morte Como um corpo que resiste um dia à falta do espírito A flor fora do jardim é falsa A água alivia a tortura da obrigação de existir A dor da flor é meu coração morto esquecido O som do violino afinado ao ouvido é o choro de alma da flor que as pessoas não percebem A flor por mais bela Sem raíz é morta 14

14 Mesmo que seja colorida Mesmo que seja de presente A flor sem raíz é morta Como as pessoas Minh alma é água Minha vida um vaso A flor por mais morta é bela O tempo a resseca E o vento espalha a morte invisível no infinito existir 15

15 AS ESTRELAS Luzes de estrelas chegam mortas na retina. Reflexo longínquo do passado geométrico No olhar o último existir do viver morrem nos olhos vida e luz. 16

16 O ÓDIO Vermelho rio dos homens sem margens 17

17 O RELÓGIO Antes-depois do agora O instante Arma do assassino Filicida Para quem a humanidade reza. 18

18 SENSAÇÕES A cor do vento, O silêncio d água A morte da vida A vida da morte.... infinito para dentro 19

19 III INSTANTES 20

20 INFÂNCIA Sorrisos não codificados socialmente, liberdade de ser. imaginação faz de conta de viver Esperança sem espera. Tempo com prazer. O sempre brincar de viver Planos do silêncio do que todos já sentiram bola roda mundo azul... arco-íris 21

21 FOTOGRAFIA À direita o passado À esquerda os amigos Atrás a parede e o piano Mãe, pai, irmãos, irmãs Parentes A festa (...) À frente o agora que olha um instante congelado 22

22 MATURIDADE O primeiro inverno sem infância é mais frio. Com vento chuva medo. Com solidão frio e silêncio. A segunda gênese sem parto é mais dolorosa Sem vento com lágrimas e silêncio. O primeiro instante sem infância é mergulho No ilimitado livre pensamento do existir 23

23 INSTANTE Um piscar de olhos, Um sorriso. Não sei seu nome, Nunca mais a vi. 24

24 CLARIDADE Mergulha em meus olhos o sol e o azul do céu o vermelho da maçã. Mergulha em minha alma os vapores das brancas nuvens o brilho diamante da poça d água, o verde. Mergulha em meus olhos o vento, o toque e o silêncio das cores... 25

25 OS MEDOS No passar de dois medos Entre as vidas O futuro a estar A sombra assustada Medonha e pesada Do incerto sem palavras No intervalo entre dois medos Tudo continua a passar Se o silêncio existir Nele quero abrigo. 26

26 BRINQUEDOS CELESTES 27

27 IV METAFÍSICA 28

28 METAFÍSICA Espaço de sinestesia Águas e luzes iguais sempre outras 29

29 RETORNO À SOLIDÃO Na terra na flor Aos céus viaja o vento A solidão antes do princípio O vazio vazio existente na terra o homem no antes solidão 30

30 RETROGÊNESE Morrer no silêncio delicioso apodrecido dos pensamentos Respirar a vida decompor Vazio. 31

31 HOMENAGEM Silêncio! Silêncio. Silêncio... Silêncio? 32

32 Presente Perfeito é a seqüência da vida que parte de um ponto desconhecido Gênese a outro Metafísica, cujos rastros são sensações e experiências Existir e Instantes. Através dessa divisão o autor A. D. Feldman leva o leitor a visualizar um caminho comum que todos nós seguimos. Sem querer esgotar as possibilidades que a poesia proporciona Presente Perfeito é ironicamente sutil ao lembrar que apenas o silêncio contém todas as palavras. projeto gráfico e edioraçção eletrônica Kélia Cistina Botta

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

António Gedeão. Relógio D'Água. Notas Introdutórias de Natália Nunes. A 383134 Obra Completa

António Gedeão. Relógio D'Água. Notas Introdutórias de Natália Nunes. A 383134 Obra Completa António Gedeão A 383134 Obra Completa Notas Introdutórias de Natália Nunes Relógio D'Água ÍNDICE Notas Introdutórias de Natália Nunes 19 Poesia POESIAS COMPLETAS (1956-1967) A Poesia de António Gedeão

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está PRA TE LOUVAR Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está Tudo que eu preciso é estar bem junto a ti Viver a alegria

Leia mais

TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO

TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO TROVAS MAIS ALÉM... ESPÍRITOS DIVERSOS PSICOGRAFIA DE LEONARDO PAIXÃO 1 Capa: Leonardo Paixão Digitação: Leonardo Paixão Permitida a reprodução desde que citada a fonte, conforme Lei 9.610, de 19 de Fevereiro

Leia mais

Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 ISSN - 2317-1871 VOL 02 2º Edição Especial JUL DEZ 2013 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO

Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 ISSN - 2317-1871 VOL 02 2º Edição Especial JUL DEZ 2013 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 42 PAULO HENRIQUE PRESSOTTO Labirinto de vidro 2013 Web Revista Diálogos & Confrontos Revista em Humanidades 43 Início e fim? Um silêncio denso

Leia mais

1. VOZES UNIDAS. Letra e Música: Márcio Catunda

1. VOZES UNIDAS. Letra e Música: Márcio Catunda 1. VOZES UNIDAS Letra e Música: Márcio Catunda Canto em nome do mundo querendo que a paz permaneça no ar e quem souber o segredo pode num segundo fazê-la brilhar. E no silêncio da vida a voz clarividente

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas do Viso. Escola E. B. 2.3 do Viso. A vida é uma folha de papel

Agrupamento Vertical de Escolas do Viso. Escola E. B. 2.3 do Viso. A vida é uma folha de papel 1.º Prémio A vida é uma folha de papel A vida pode ser Escura como a noite, Ou clara como as águas cristalinas Que brilham ao calor do sol. A vida pode ser Doce como o mel Ou amarga como o fel. A vida

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

Qual o sentido De fazer sentido? Se sem nada Somos muito mais. Somos liberdade Livres de vaidade Somos todos loucos E nada mais

Qual o sentido De fazer sentido? Se sem nada Somos muito mais. Somos liberdade Livres de vaidade Somos todos loucos E nada mais FOLIE Erica Maia 1 Qual o sentido De fazer sentido? Se sem nada Somos muito mais Somos liberdade Livres de vaidade Somos todos loucos E nada mais 2 SAUDADE Saudade Que supera a verdade Pela mente escondida

Leia mais

CÉU, A BELA CASA DE DEUS

CÉU, A BELA CASA DE DEUS Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Sarah S. Traduzido por: Judith Menga Produzido por: Bible for Children www.m1914.org

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 73 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Introdução à astronomia O Sistema Solar

Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução a astronomia A Lua A Terra Viver na Terra Introdução a Astronomia Astronomia é a ciência que estuda os astros e os fenômenos celestes. Universo é o conjunto

Leia mais

www.gruporuah.com LETRAS E CIFRAS DO CD VAI COMEÇAR A MISSA

www.gruporuah.com LETRAS E CIFRAS DO CD VAI COMEÇAR A MISSA www.gruporuah.com LETRAS E CIFRAS DO CD VAI COMEÇAR A MISSA 2010 1 1 VAI COMEÇAR A MISSA (Entrada) Intr.: F#7 D B7 E A B7 E Vai começar a missa e o amor de Deus está A E F#7 B7 Bem junto a nós, inundando

Leia mais

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO HINÁRIO NOVA DIMENSÃO Tema 2012: Flora Brasileira Rabo de Galo (Worsleya rayneri) Padrinho Alfredo Alfredo Gregório de Melo 1 www.hinarios.org 2 01 BRILHANTES PEDRAS FINAS Marcha - Valsa Ao pai eterno

Leia mais

A & C. Agradecemos confirmação até ao dia de Maio de 2012. A & C. Foi num momento especial que nos cruzamos,

A & C. Agradecemos confirmação até ao dia de Maio de 2012. A & C. Foi num momento especial que nos cruzamos, Primeiro foi o conhecimento, depois a amizade, seguiu-se um encontro, depois outro e outros mais e finalmente o amor, que nos une agora e para sempre. Será com a palavra sim que daremos início aquele que

Leia mais

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS)

YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA 01 MÃE DÁGUÁ RAIMHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR MÃE DÁGUA SEU CANTO É BONITO QUANDO FAZ LUAR..(.BIS) YEMANJA, YEMANJA...(BIS) RAINHA DAS ONDAS SEREIA DO MAR...BIS É BONITO O CANTO DE YEMANJA SEMPRE

Leia mais

C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO

C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO C E L E S T E P E R E I R A 2ª EDIÇÃO Bordar a Vida Pego em letras, estéreis quando isoladas, e tricoto-as cuidadosamente, compondo velhas palavras. Arranjo as palavras, muito delicadamente, bordando

Leia mais

PROJETO EDUCARE. (Educação, Amor e. Reconhecimento)

PROJETO EDUCARE. (Educação, Amor e. Reconhecimento) EDUCAÇÃO DA VIDA PROJETO EDUCARE (Educação, Amor e Reconhecimento) DESEJOS FUNDAMENTAIS DO SER HUMANO EDUCAÇÃO AMOR RECONHECIMENTO EDUCAÇÃO *Ser elogiado AMOR *Ser amado *Ser livre RECONHECIMENTO *Ser

Leia mais

POESIAS QUÂNTICAS E OUTRAS. Autor: Péricles Alves de Oliveira

POESIAS QUÂNTICAS E OUTRAS. Autor: Péricles Alves de Oliveira POESIAS QUÂNTICAS E OUTRAS Autor: Péricles Alves de Oliveira Olhai e contemplai o Cosmo em toda sua plenitude e possibilidades, e nele sentireis a verdadeira força e presença de Deus. (Péricles Alves de

Leia mais

Questionário de avaliação diagnóstica / Preliminary questionnaire

Questionário de avaliação diagnóstica / Preliminary questionnaire Este questionário foi aplicado durante o mês de Outubro a 105 alunos do 7º e 8º ano e pretende avaliar o nível de conhecimento que os alunos têm sobre Direitos da Criança. This questionnaire has been applied

Leia mais

HINÁRIO A ARTE DE AMAR

HINÁRIO A ARTE DE AMAR HINÁRIO A ARTE DE AMAR Tema 2012: Flora Brasileira Algodão do Cerrado (Cochlospermum vitifolium) CARLOS STRAZZER Carlos Augusto Strazzer 1 www.hinarios.org 2 I FÉ NA VIRGEM MARIA Oferecido por Isabela

Leia mais

física e astronomia aristotélica

física e astronomia aristotélica física e astronomia aristotélica andrea bettanin 183178 astronomia fundamental aristóteles (384 a.c - 322 a.c.) Aristóteles nasceu em Estágira, em 384 a.c., próxima da Macedônia. Seus pais morreram durante

Leia mais

Poemas flores e amores

Poemas flores e amores Poemas flores e amores Cláudio Roberto de Pinho Créditos Capa: PerSe Diagramação: PerSe Fotos: Mirian Malzyner Cláudio Roberto de Pinho Poemas flores e amores Primeira Edição São Paulo 2013 Prefácio Poemas

Leia mais

Paulo. O sofrimento de Paulo

Paulo. O sofrimento de Paulo Paulo O sofrimento de Paulo Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados;

Leia mais

OS SERES VIVOS DO AMBIENTE PRÓXIMO

OS SERES VIVOS DO AMBIENTE PRÓXIMO OS SERES VIVOS DO AMBIENTE PRÓXIMO Comparo e classifico as plantas segundo alguns critérios. Desde sempre o homem tomou consciência da variedade de plantas que o rodeavam e sentiu necessidade de as reunir

Leia mais

V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia

V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia ENSINO SECUNDÁRIO 1º Prémio Ser poeta é Saber ser cada letra de um poema É sentir cada palavra a bater É entregar-se a um texto como à vida. Ser poeta é

Leia mais

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las.

c- Muitas vezes nos deparamos com situações em que nos sentimos tão pequenos e às vezes pensamos que não vamos dar conta de solucioná-las. FICHA DA SEMANA 5º ANO A e B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

A TEMPESTADE É BRISA

A TEMPESTADE É BRISA Intro: / G / Am C / G C G / A TEMPESTADE É BRISA Am C G C G Am C G C G O, o, o, o, Jesus, O, o, o, o, Jesus Am C G As ondas bravas do mar, um barco quer virar Am C G O vento forte a soprar, onde Jesus

Leia mais

O VENTO - Karina Gondim Togami - Série: 1ªA

O VENTO - Karina Gondim Togami - Série: 1ªA Inspirada em Arte de amar - Manuel Bandeira O VENTO - Karina Gondim Togami - Série: 1ªA Ser como o vento que passa Soprando na tarde vazia Dando as pessoas Uma enorme sensação de alegria. Ser como a chuva

Leia mais

O livro por escrever. Poderiam ser o início de um livro Fosse eu capaz de as libertar!

O livro por escrever. Poderiam ser o início de um livro Fosse eu capaz de as libertar! O livro por escrever Poderiam ser o início de um livro, estas palavras De um livro sem princípio nem fim Aquele espaço em que para me encontrar Teria de me ausentar por uma eternidade Afastar-me dos sons

Leia mais

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo!

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo! Amor perfeito À noite, o mar desponta Nos teus olhos doces No teu corpo, O doce brilho do luar Mexe a brisa Em teus cabelos negros E nessas mãos Tão cheias de carinho Encontro esse amor perfeito Que tens

Leia mais

Tratado dos pássaros

Tratado dos pássaros Tratado dos pássaros Nesta noite tive um sonho muito estranho, mas muito maravilhoso. Acordei sorrindo e com lágrimas nos olhos. Me sentia em êxtase, como se tudo que vivi não tivesse sido um sonho...

Leia mais

INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO FUNCIONAL VISUAL E AUDITIVA

INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO FUNCIONAL VISUAL E AUDITIVA INSTRUMENTO PARA AVALIAÇÃO FUNCIONAL VISUAL E AUDITIVA Este projeto é em parte assistido pelo Programa Hilton Perkins da Escola Perkins para cegos, WATERTOWN, MASS.U.S.A. O Programa Hilton Perkins é subvencionado

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio.

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. o amor se fez carne No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe

Leia mais

Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo

Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo Nome: Nº: Turma: Português 2º ano Índios João J. Mai/09 Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo Ter de volta todo o ouro Que entreguei a quem Conseguiu me convencer Que era prova de amizade Se alguém

Leia mais

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus?

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? C.S. Lewis Peso de Glória Se você perguntasse a vinte homens íntegros dos nossos dias qual acreditam ser a maior das virtudes, dezenove

Leia mais

UM OLHAR SOBRE O DOENTE

UM OLHAR SOBRE O DOENTE UM OLHAR SOBRE O DOENTE Dizem que os olhos são as janelas da alma. É nisso em que minha mente se fixa a cada instante desde que você adoeceu. Parece-me tão próximo, e ainda me lembro: um dia, de repente,

Leia mais

Carlos de Assumpção. Textos selecionados MÃE

Carlos de Assumpção. Textos selecionados MÃE Textos selecionados Carlos de Assumpção MÃE Os anos já pintaram de luar os teus cabelos, No entanto, tudo parece estar acontecendo agora, Neste instante. Após tantos anos, Neste momento, Vejo tudo diante

Leia mais

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos 1 Advento e Natal 2 Ano Novo 3 Epifania 4 Entrada Triunfal 5 Paixão 6 Páscoa 7 Ascensão 8 Pentecostes 9 Trindade 10 Morte e Vida Eterna, Juízo Final

Leia mais

Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO. Versículos para decorar:

Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO. Versículos para decorar: Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: 1- Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1:1 A CRIAÇÃO DO MUNDO Versículos para decorar: 2 Pois, por meio dele, Deus criou tudo, no céu

Leia mais

E sua sede começa a crescer Em angústia e desespero Enquanto os ruídos da cachoeira Da grande cachoeira das eras O convoca para mergulhar Mergulhar

E sua sede começa a crescer Em angústia e desespero Enquanto os ruídos da cachoeira Da grande cachoeira das eras O convoca para mergulhar Mergulhar Uma Estória Pois esta estória Trata de vida e morte Amor e riso E de qualquer sorte de temas Que cruzem o aval do misterioso desconhecido Qual somos nós, eu e tu Seres humanos Então tomemos acento No dorso

Leia mais

VIA SACRA MEDITADA PELAS FAMÍLIAS REFUGIADAS DA SÍRIA. D. Samir Nassar, Arcebispo de Damasco, Síria COMISSÃO EPISCOPAL PARA A FAMÍLIA NA SÍRIA

VIA SACRA MEDITADA PELAS FAMÍLIAS REFUGIADAS DA SÍRIA. D. Samir Nassar, Arcebispo de Damasco, Síria COMISSÃO EPISCOPAL PARA A FAMÍLIA NA SÍRIA VIA SACRA MEDITADA PELAS FAMÍLIAS REFUGIADAS DA SÍRIA COMISSÃO EPISCOPAL PARA A FAMÍLIA NA SÍRIA D. Samir Nassar, Arcebispo de Damasco, Síria Felizes os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque

Leia mais

Preciso Crer De Ludimila de Oliveira Cardoso

Preciso Crer De Ludimila de Oliveira Cardoso Preciso Crer De Ludimila de Oliveira Cardoso Às vezes tudo parece tão claro, Às vezes tudo parece confuso. Pensamentos, atitudes, fatos se confundem Razão e emoção. Tantas dúvidas, incertezas, medos, ansiedade,

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

Ceará e o eclipse que ajudou Einstein

Ceará e o eclipse que ajudou Einstein Ceará e o eclipse que ajudou Einstein Eixo(s) temático(s) Terra e Universo Tema Sistema Solar Conteúdos Sistema Terra-Lua-Sol / eclipses Usos / objetivos Retomada de conhecimentos / avaliação / problematização

Leia mais

Shué também cantou na Festa de Natal da Escola O Gotinhas...fim 42 43

Shué também cantou na Festa de Natal da Escola O Gotinhas...fim 42 43 O Gotinhas 43 Era uma vez um País feito de nuvens. Ficava no cimo de uma enorme montanha impossível de expugnar. Lá viviam muitos meninos. Cada um tinha a sua própria nuvem. Uma enorme cegonha do espaço

Leia mais

Só para que eles possam saciar meu desejo Incontrolável de apenas te olhar...

Só para que eles possam saciar meu desejo Incontrolável de apenas te olhar... APENAS... Eu vivi a cor dos teus olhos E respirei o brilho do teu olhar... Depois percebi que estava morrendo, Porque fechaste teus olhos E preferiste sonhar um outro sonho... Chorei, mas não sei se por

Leia mais

DEUS SEMPRE EMMANUEL. Psicografia: FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

DEUS SEMPRE EMMANUEL. Psicografia: FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER DEUS SEMPRE Psicografia: FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER ÍNDICE ANOTAÇÃO. AÇÃO A PRECE DA ROSEIRA BUSCANDO O ALVO CADA HORA CONFIA E SEGUE CONFIEMOS DEFESA DESCANSO EM PAZ ERGUE-TE MOMENTOS DE LUZ ORAÇÃO E LUZ

Leia mais

QUANDO ELA PASSA. Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa...

QUANDO ELA PASSA. Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa... QUANDO ELA PASSA Quando eu me sento à janela P los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa... passa... passa... N esta escuridão tristonha Duma travessa sombria Quando aparece risonha

Leia mais

copyright Todos os direitos reservados

copyright Todos os direitos reservados 1 2 Espaço das folhas 3 copyright Todos os direitos reservados 4 Autor Jorge Luiz de Moraes Minas Gerais 5 6 Introdução Folha é apenas uma folha, uma branca cor cheia de paz voltada para um querer, um

Leia mais

Amone Inacia Alves Graduada em História - UESB Especialista em Ciência Política - IBPEX Mestre em Sociologia das Organizações - UFPR

Amone Inacia Alves Graduada em História - UESB Especialista em Ciência Política - IBPEX Mestre em Sociologia das Organizações - UFPR Folclore Mede-se a inteligência de um povo pela sua capacidade de não só ser gente. Nascemos gente ao acaso, ao natural e transformamos em povo na busca perfeita pelas formas, curvas e cores. São as cores

Leia mais

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigital.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro BRUNA KARLA NA ETERNIDADE Eyshila - MK EDIÇÕES ISRC BR MKP 1300644 Quero

Leia mais

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille Água Tu és um milagre que Deus criou, e o povo todo glorificou. Obra divina do criador Recurso

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 28

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 28 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 28 Objetivos Analisar a citação de Jesus: Há muitas moradas na casa do Pai, à luz da

Leia mais

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho PASSAGENS BÍBLICAS O julgamento de Salomão Mar Vermelho ESPAÇO CATÓLICO Os espaços católicos têm diferentes denominações e cada uma tem significado próprio e um sentido para os fiéis. O mais comum é a

Leia mais

www.interaulaclube.com.br

www.interaulaclube.com.br A UU L AL A O mar Observe atentamente a figura abaixo. Uma olhada mais despreocupada para o desenho pode dar a impressão de que estamos diante de uma região desértica na superfície da Terra. Mas, prestando

Leia mais

A PINTORA Era madrugada, fumaça e pincéis estampavam a paisagem interna de um loft. Lá fora uma grande lua pintava as ruas semi-iluminadas com um fantasmagórico prateado. Uma mão delicada retocava a gravata

Leia mais

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE 1. "O amor supera todos os obstáculos, todos os sacrifícios. Por mais que fizermos tudo é pouco diante do que Deus faz por nós." 2. "Sempre que puder, fale de amor e com amor

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

sinal de tristeza. Sinal de morte!

sinal de tristeza. Sinal de morte! CULTO FAMÍLIA: Reflexão sobre a morte e o luto Acreditamos que todos nós já sofremos a perda de alguém, seja familiar, amigo, vizinho ou apenas conhecido. Nos sentimos impotentes, indefesos, medrosos diante

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO PREENCHA O CALENDÁRIO ABAIXO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO AGORA, RESPONDA: A) QUANTOS DIAS TÊM NO MÊS? B) QUE DIA DA SEMANA COMEÇOU O MÊS? C) QUE DIA DA SEMANA TERMINOU O MÊS?

Leia mais

MEDO ANSIEDADE. Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça ao bem-estar, integridade ou sobrevivência do indivíduo

MEDO ANSIEDADE. Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça ao bem-estar, integridade ou sobrevivência do indivíduo Prof. José Reinaldo do Amaral Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Psicologia PSICOPATOLOGIA CLÍNICA 2013 / 2 Conjunto de respostas comportamentais e neurovegetativas a uma ameaça

Leia mais

Especulações sobre o amor

Especulações sobre o amor Especulações sobre o amor Janete Luiz Dócolas, Psicanalista O amor é um mistério que há muito tempo, talvez desde que fora percebido, os homens vem tentando compreender, descrever ou ao menos achar um

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

Óptica. Feixe de Raios Paralelos: A luz do sol que atinge a terra pode ser considerada um feixe de raios paralelos.

Óptica. Feixe de Raios Paralelos: A luz do sol que atinge a terra pode ser considerada um feixe de raios paralelos. Óptica Os fenômenos ópticos que observamos através do nosso aparelho de visão (Olho Humano) são todos devidos às propriedades da luz. Para estudarmos a óptica, ou seja, os efeitos sofridos pela luz, utilizaremos

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

INTRODUÇÃO. A fragilidade do cristal não é fraqueza, mas pureza. Frase do filme Na natureza selvagem

INTRODUÇÃO. A fragilidade do cristal não é fraqueza, mas pureza. Frase do filme Na natureza selvagem INTRODUÇÃO A fragilidade do cristal não é fraqueza, mas pureza. Frase do filme Na natureza selvagem Quero tocar as estrelas Mas já sei Que não poderei Senti-las Pois a viagem É sem volta. Nash Ngaïve,

Leia mais

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO 1 CATEQUESE VOCACIONAL 1. ACOLHIMENTO 2. ORAÇÃO INICIAL: A catequese deve iniciar sempre com uma oração conjunta: Todos de pé rezamos pedindo ao Senhor que continue a chamar jovens para a vida sacerdotal

Leia mais

O que as cores falam...

O que as cores falam... TENDÊNCIAS 2014 O que as cores falam... A VOZ das cores entra em sintonia com a sua vida. Ela permeia a diversidade de situações do dia a dia, reflete intenções, descreve personalidades, retrata momentos

Leia mais

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof.

COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES. Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. COMPUTAÇÃO GRÁFICA CORES Curso: Tecnológico em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 4º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CORES EM COMPUTAÇÃO GRÁFICA O uso de cores permite melhorar

Leia mais

Hermínio Corrêa de Miranda (Sob o pseudônimo de João Marcus) Candeias na noite escura

Hermínio Corrêa de Miranda (Sob o pseudônimo de João Marcus) Candeias na noite escura Hermínio Corrêa de Miranda (Sob o pseudônimo de João Marcus) Candeias na noite escura Candeias na noite escura.indd 3 01/09/2014 14:22:36 Sumário 1 Candeias na noite escura...11 2 Carta à mãe católica...15

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade

Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade Anésio Rodrigues Salmo 23 Salmo 23:! Viva uma vida com tranquilidade Salmo 23 O SENHOR é o meu pastor; e nada me faltará. Salmo 23 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

1. O rapaz da história faz realmente uma sopa de pedras? Explique.

1. O rapaz da história faz realmente uma sopa de pedras? Explique. Nome: Data: Unidade 1 Leia o texto a seguir e depois responda às questões de 1 a 9. A sopa de pedras Um rapaz pobre e faminto andava pelo campo em busca de alimento. Teve uma ideia e resolveu colocá-la

Leia mais

Festa Sagrada Família

Festa Sagrada Família Festa Sagrada Família Homilia para a Família Salesiana (P. J. Rocha Monteiro) Sagrada Família de Jesus, Maria e José 1. No Domingo, dentro da oitava do Natal, celebra-se sempre a festa da Sagrada Família.

Leia mais

Exposição Exploratorium (piso 1)

Exposição Exploratorium (piso 1) Exposição Exploratorium (piso 1) Departamento Educativo - PNE Vivemos numa floresta de sons, cores, tonalidades, reflexos e texturas de uma realidade que nos chega pelos sentidos e molda a imagem perceptiva

Leia mais

Agradeço a Deus por ter me orientado na confecção deste primeiro trabalho e dedico estas singelas poesias à minha família e amigos.

Agradeço a Deus por ter me orientado na confecção deste primeiro trabalho e dedico estas singelas poesias à minha família e amigos. Agradeço a Deus por ter me orientado na confecção deste primeiro trabalho e dedico estas singelas poesias à minha família e amigos. Vozes poéticas é uma reunião de poesias que vão desde uma abordagem mística

Leia mais

C O L É G I O F R A N C O - B R A S I L E I R O

C O L É G I O F R A N C O - B R A S I L E I R O C O L É G I O F R A N C O - B R A S I L E I R O Nome: N.º: Turma: Professora: Série: 1ª Data: / / LISTA DE RECUPERAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 1ª SÉRIE Texto 1: (As Brumas de Avalon Marion Zimmer Bradley,

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Repentinamente, o leste impetuoso, dominador veloz desliza o viril corpo sobre as águas dos cristalizadores

Repentinamente, o leste impetuoso, dominador veloz desliza o viril corpo sobre as águas dos cristalizadores 303 Poemas 1 Benito Barros As dez torres Repentinamente, o leste impetuoso, dominador veloz desliza o viril corpo sobre as águas dos cristalizadores Em arrepios, as águas ejaculam gozosas espumas. Antes

Leia mais

Arte da Capa: Arte Digital: Luiz Alberto Costa

Arte da Capa: Arte Digital: Luiz Alberto Costa Arte da Capa: Arte Digital: Luiz Alberto Costa Esclarecimento Este trabalho nasceu após os estudos que fiz com Dr Moacyr Castellani sobre Psicologia Integral. Na bibliografia recomendada, dentre outros

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

Veio Gente. Símbolo Veio Gente Detalhamento. - Concepção.

Veio Gente. Símbolo Veio Gente Detalhamento. - Concepção. Símbolo Veio Gente Detalhamento - Concepção. A concepção do símbolo do projeto Veio Gente nasceu das explicações da idéia e do conceito do evento durante conversas que tive com a Cris, principalmente a

Leia mais

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba

EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda ENTREVISTA. Carilissa Dall Alba EAA Editora ARARA AZUL Ltda Revista Virtual de Cultura Surda IDENTIFICAÇÃO Nome: Cidade: Estado: País: Formação: Profissão: Local de Trabalho: Local de Estudo: Contatos: Santa Maria RS Brasil Mestrado

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU ROBERTA ESBERARD BROSCO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU ROBERTA ESBERARD BROSCO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU ROBERTA ESBERARD BROSCO Análise comparativa dos níveis de proteína C-reativa altamente sensível entre indivíduos portadores e não portadores

Leia mais

O QUE SABEMOS: O QUE QUEREMOS SABER: ONDE PODEMOS SABER: O QUE É O CINEMA? O QUE É PRECISO PARA FAZER FILMES? O QUE CONTAM OS FILMES?

O QUE SABEMOS: O QUE QUEREMOS SABER: ONDE PODEMOS SABER: O QUE É O CINEMA? O QUE É PRECISO PARA FAZER FILMES? O QUE CONTAM OS FILMES? SALA 4B Após a exploração de uma história em que a ilustração mostrava uma cidade toda cinzenta, as crianças levantaram hipóteses sobre a sua possível causa: - Parece o tempo antigo (Tiago F.) - Parece

Leia mais

Meu Guia. Pamella Padilha

Meu Guia. Pamella Padilha Meu Guia Pamella Padilha Meu Guia Sentir se confiante (postura na coluna) para falar, pensar, agir, olhar. Posso olhar e falar com qualquer pessoa, desde o mendigo até a pessoa mais linda do mundo, ter

Leia mais

Realize o sonho de morar neste espaço nobre e inspirador, rodeado de natureza em meio ao charme e encanto do centro histórico de São José.

Realize o sonho de morar neste espaço nobre e inspirador, rodeado de natureza em meio ao charme e encanto do centro histórico de São José. Realize o sonho de morar neste espaço nobre e inspirador, rodeado de natureza em meio ao charme e encanto do centro histórico de São José. Fachada O residencial Recanto dos Poetas proporciona momentos

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Uma história de amor. Elisa Tiegs Gnewuch

Uma história de amor. Elisa Tiegs Gnewuch Uma história de amor Elisa Tiegs Gnewuch Capa TSA - sobre arquivo livre do banco de imagens Morguille (morguefile.com) Todos os direitos desta obra são exclusivos da autora. As mais lindas palavras de

Leia mais

Sites. www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com. Skype: filha.da.mata

Sites. www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com. Skype: filha.da.mata Sites www.bemestareconhecimento.weebly.com www.universoholisticodoser.weebly.com Skype: filha.da.mata Ritual para o Conselho Cármico Todas as pessoas encarnadas, nesta noite de 31 de (março, junho, setembro

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor!

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor! LIÇÕES DE VIDA Regilene Rodrigues Fui uma menina sem riquezas materiais Filha de pai alcoólatra e mãe guerreira. Do meu pai não sei quase nada, Algumas tristezas pela ignorância e covardia Que o venciam

Leia mais

Neurivan Sousa. Pequenas Pérolas. Frases & Pensamentos. 2013 Curitiba 2ª edição

Neurivan Sousa. Pequenas Pérolas. Frases & Pensamentos. 2013 Curitiba 2ª edição Neurivan Sousa Pequenas Pérolas Frases & Pensamentos 2013 Curitiba 2ª edição Dedicatória Dedico esse singelo livreto especialmente a três mulheres que são o meu tesouro na terra: minha esposa Vânia Tereza,

Leia mais

João Eduardo Lohse Corrêa. Personagens: Homem. Mulher. Menina. Senhor. Senhora

João Eduardo Lohse Corrêa. Personagens: Homem. Mulher. Menina. Senhor. Senhora A Última Rosa 1 João Eduardo Lohse Corrêa Personagens: Homem Mulher Menina Senhor Senhora 2 Cena 1 Homem e mulher Mulher: Lindas seringas. Homem: Elas fazem furos. Furam a pele Penetram nas veias. Mulher:

Leia mais