Clóvis de Barros Filho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Clóvis de Barros Filho"

Transcrição

1 Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: Vídeos Produção acadêmica

2 ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia) racionais e objetivos a respeito do comportamento do homem na sociedade Aula anterior MORAL - prática Conjunto de normas / regras que regulam o comportamento do indivíduo Normas sociais são incorporadas com o tempo

3 Capítulos 2) Ética grega antiga 3) Ética e religião 4) Os ideais éticos

4 Sócrates Platão Aristóteles Ética grega a.c a.c a.c. antiga Análise e reflexão sobre o agir do homem Pesquisas sobre a natureza do bem moral Princípio absoluto de conduta Consideravam que deveria haver uma lei moral

5 FUNDADOR DA MORAL Sócrates Questionamentos da leis sociais Costumes dos grupos Consulta ao seu demônio interior Conhece-te a ti mesmo INDIVÍDUO SUBJETIVIDADE

6 SUMO BEM Idéia central: busca da felicidade Buscar durante a vida a contemplação da IDEIA DO BEM Platão Crença na vida após a morte Imortalidade da alma Condena a vida voltada aos prazeres Busca da felicidade depois da morte

7 Grande sistematizador dos conhecimentos de Sócrates FILÓSOFO - SÁBIO Platão Contempla a vida Busca ordem, harmonia e equilíbrio: todos desejam Vida (hábito) submetido a RAZÃO DIALÉTICA Contraposição de uma opinião com a crítica que dela podemos fazer Contemplação de ideias

8 SER e BEM Platão IDEIA DO BEM ABSOLUTA IMUTÁVEL SUPREMO Escala de bens Igual para todos IDEIA DO SER INDIVÍDUO: IMUTÁVEL

9 VIRTUDE Platão Qualidade moral particular, específica é uma disposição a praticar o bem Adequação da vida pessoal às ideias supremas Busca da purificação: o homem aprende a desprender-se do corpo com tudo o que este tem de terreno e de sensível Busca semelhança Deus (grego) CONTEMPLAÇÃO DO MUNDO - IDEAL - IMUTÁVEL - ETERNO SUMO BEM

10 PRINCIPAIS VIRTUDES PLATÃO JUSTIÇA: Virtude geral, que ordena e harmoniza e, assim, nos assemelha ao invisível, divino, imortal e sábio PRUDÊNCIA OU SABEDORIA: Virtude própria da alma RACIONAL RAZÃO: divino no homem/ pensamento em ordem FORTALEZA OU VALOR: Prazer subordinado ao dever TEMPERANÇA: Serenidade autodomínio Harmonia individual

11 OBSERVAÇÃO EMPÍRICA Aristóteles Fonte de coleta de informações: Depoimentos/observações Pessoas e cidades IDEIA DO BEM Para cada ser pode variar Cada indivíduo busca o seu bem Compreensão do que é BEM para o SER (indivíduo) é CONCRETO

12 ÉTICA ARISTOTÉLICA Ser em busca de um fim: FELICIDADE (eudaimonia) EUDEMONISTA: - felicidade é o objetivo da vida humana O QUE É O BEM? PLATÃO BEM SUPREMO CONJUNTO DE BENS SUPREMOS ARISTÓTELES BEM ESPECÍFICO CONJUNTO DE VÁRIOS BENS TIPOS DIFERENTES

13 ÉTICA ARISTOTÉLICA Quais são os melhores BENS? Viver, sentir e RAZÃO: VIVER RACIONALMENTE BEM, VIRTUDE MAIS ALTA VIDA TEÓRICA Dedicada ao estudo Contemplação Vida da inteligência PENSAMENTO

14 ÉTICA ARISTOTÉLICA ALMA CORPO ESPIRITUAL MATERIAL Bons hábitos intelectuais Desejos Paixões VIRTUDES INTELECTUAIS são valorizadas GUIA Vontade humana Deliberações Tomadas de decisões

15 Sócrates Platão Aristóteles Ética grega a.c a.c a.c. antiga SUBJETIVIDADE INDIVÍDUO ESPECULAÇÃO TEÓRICA BEM idealizado OBSERVAÇÃO EMPÍRICA BEM concreto CONHECIMENTO NÃO SISTEMATIZADO CONHECIMENTO SISTEMATIZADO

16 ÉTICA TEOCÊNTRICA Idade Média Ética grega antiga - Religião: Deuses da natureza Leis da polis aspecto mais forte na influência da ética e moral individual TRANSIÇÃO Religião cristã - Único Deus: Está acima de tudo - Indivíduo: adota princípios éticos e comportamentos morais conforme a vontade de Deus Ética e religião DEUS aspecto central

17 ÉTICA TEOCÊNTRICA Idade Média Religião Como os princípios éticos religiosos influenciam na construção do princípio ético individual? Ética religiosa ética individual Como as normas sociais religiosas influenciam o comportamento individual? Moral religiosa moral individual Ética e religião DEUS aspecto central

18 ÉTICA TEOCÊNTRICA Consequências em termos éticos e morais: Como o indivíduo age? O que guia a conduta do indivíduo? O que influencia na tomada de decisão do indivíduo? O que influencia na sua liberdade?

19 ÉTICA TEOCÊNTRICA Consequências em termos éticos e morais: Homem não age mais conforme as leis da natureza (religião grega deuses da natureza) Não age com base na sua convicção pessoal Compreensão individual de felicidade / bem é desvalorizada A liberdade na tomada de decisão depende da força superior: DEUS Força superior é o guia do comportamento

20 ÉTICA ANTROPOCÊNTRICA - IDADE MODERNA ÉTICA LAICA E RACIONAL Concepção racionalistadeduzir da natureza as formas corretas da ação moral ALGUMAS TENDÊNCIAS VANTAGEM PARTICULAR Bom é o que ajuda meu: progresso econômico Meu sucesso pessoal SÍNTESE DO PENSAMENTO ÉTICO FILOSÓFICO Relacionar as doutrinas religiosas com as concepções filosóficas POSITIVISMO LÓGICO formas concretas da linguagem moral

21 Qual seria o ideal da vida ética? DEPENDE Época e costumes da sociedade Ética grega (Grécia antiga): ( a.c) Busca teórica e prática da ideia do BEM FELICIDADE - PRAZER Os ideiais éticos Ética cristã (Idade Média): Sec. V e VI Homem: viver para conhecer, amar e servir a DEUS

22 Qual seria o ideal da vida ética? Ética Renacentista (iluminista): Séc. XV e XVIII Igreja perde força política com o crescimento da buguesia Lema: Viver de acordo com a liberdade pessoal Ética de Kant: Ideal ético ideal da autonomia individual CRITÉRIO DA MORALIDADE Homem racional, autônomo Age segundo a razão e a liberdade

23 Qual seria o ideal da vida ética? Ética de Georg Wilhelm Friedrich HEGEL Filósofo alemão Ideal ético: Vida livre dentro de um Estado livre Estado de direito dos homens Estado que cobrasse seus deveres direitos e deveres

24 SÉCULO XX EXISTENCIALISMO Liberdade como ideal ético Privilegiavam o aspecto pessoal Pensamento social /dialético Ideal ético: vida mais justa busca a justiça econômica Os ideiais éticos Busca do prazer/felicidade/bem - Posse material de bens -

VALLS, Álvaro L. M. O que é ética. 9ª ed. São Paulo: Brasiliense, ISBN

VALLS, Álvaro L. M. O que é ética. 9ª ed. São Paulo: Brasiliense, ISBN VALLS, Álvaro L. M. O que é ética. 9ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. ISBN 85-11-01177-3. Edvaldo Rogério Santos Teixeira * Mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo A ética

Leia mais

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES GRÉCIA, SÉC. V a.c. Reflexões éticas, com um viés político (da pólis) _ > como deve agir o cidadão? Nem todas as pessoas eram consideradas como cidadãos Reflexão metafísica: o que é a virtude? O que é

Leia mais

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes

22/08/2014. Tema 7: Ética e Filosofia. O Conceito de Ética. Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes Tema 7: Ética e Filosofia Profa. Ma. Mariciane Mores Nunes O Conceito de Ética Ética: do grego ethikos. Significa comportamento. Investiga os sistemas morais. Busca fundamentar a moral. Quer explicitar

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

ÉTICA e CONDUTA PROFISSIONAL

ÉTICA e CONDUTA PROFISSIONAL ÉTICA e CONDUTA PROFISSIONAL Introdução à Engenharia Civil Profª Mayara Custódio SOMOS SERES PASSIONAIS As paixões desequilibram nosso caráter... Paixões = emoções (ambição, vaidade, ódio...) Ética é a

Leia mais

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Nunca deixou nada escrito Patrono da Filosofia Sh As principais fontes: Platão, Xenofonte e Aristóteles Questões Antropológicas O início

Leia mais

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO

A ÉTICA NA HISTÓRIA DO PENSAMENTO SOFISTAS Acreditavam num relativismo moral. O ceticismo dos sofistas os levava a afirmar que, não existindo verdade absoluta, não poderiam existir valores que fossem validos universalmente. A moral variaria

Leia mais

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR Ética e História Como a Ética estuda a moral, ou seja, o comportamento humano, ela varia de acordo com seu objeto ao longo do

Leia mais

Álvaro Luiz Montenegro Valls

Álvaro Luiz Montenegro Valls Álvaro Luiz Montenegro Valls Formação: -Doutorado em Filosofia (1981) Atuação profissional: - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil. São Leopoldo - RS Linha de pesquisa: Sistemas éticos

Leia mais

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução

TEORIA DOS VALORES. Quais são os valores que você mais preza? Introdução TEORIA DOS VALORES Quais são os valores que você mais preza? Introdução Os filósofos tentaram determinar a boa conduta segundo dois princípios fundamentais: considerando alguns tipos de conduta bons em

Leia mais

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010

NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 NODARI, Paulo César. Sobre ética: Aristóteles, Kant e Levinas. Caxias do Sul: Educs, 2010 12 Daniel José Crocoli * A obra Sobre ética apresenta as diferentes formas de se pensar a dimensão ética, fazendo

Leia mais

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral.

Moral e Direito. Moral e Direito. Filosofia Moral. Moral e Direito 09/03/2014. Do ser ao que deve-ser. Distinção entre Moral e Ética. Moral. Filosofia Moral Ética Do ser ao que deve-ser O homem é uma interseção entre dois mundos: o real e o ideal. Pela liberdade humana, os valores do mundo ideal podem atuar sobre o mundo real. Nicolai Hartmann

Leia mais

A ORIGEM DA FILOSOFIA

A ORIGEM DA FILOSOFIA A ORIGEM DA FILOSOFIA UMA VIDA SEM BUSCA NÃO É DIGNA DE SER VIVIDA. SÓCRATES. A IMPORTÂNCIA DOS GREGOS Sob o impulso dos gregos, a civilização ocidental tomou uma direção diferente da oriental. A filosofia

Leia mais

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 Índice 1. Ética Geral...3 1.1 Conceito de ética... 3 1.2 O conceito de ética e sua relação com a moral... 4 2 1. ÉTICA GERAL 1.1 CONCEITO DE ÉTICA Etimologicamente,

Leia mais

ÉTICA ARISTOTÉLICA A ÉTICA EM ARISTÓTELES

ÉTICA ARISTOTÉLICA A ÉTICA EM ARISTÓTELES A ÉTICA EM ARISTÓTELES ÉTICA ARISTOTÉLICA - A Ética aristotélica faz parte do saber prático: distingue-se do saber teórico porque seu objetivo não é o conhecimento de uma realidade determinada, mas do

Leia mais

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA

FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA FILOSOFIA BREVE PANORAMA GERAL FILOSOFIA ANTIGA SOBRE FILOSOFIA DEFINIÇÃO TRADICIONAL (segundo a perspectiva ocidental) TEOLOGIA CIÊNCIA certezas dúvidas Bertrand Russell (1872-1970) utiliza seus temas

Leia mais

FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA -

FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA - FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL -GRÉCIA ANTIGA - Prof. Jailson Costa S O F I S T A S Filosofia, ÉTICA, POLÍTICA ética e E desenvolvimento SOCIEDADE humano Sofistas e o relativismo ético Sofistas e o relativismo

Leia mais

COLÉGIO CEC 24/08/2015. Conceito de Dialética. Professor: Carlos Eduardo Foganholo DIALÉTICA. Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de

COLÉGIO CEC 24/08/2015. Conceito de Dialética. Professor: Carlos Eduardo Foganholo DIALÉTICA. Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de COLÉGIO CEC Professor: Carlos Eduardo Foganholo Conceito de Dialética DIALÉTICA Originalmente, é a arte do diálogo, da contraposição de ideias que leva a outras ideias. O conceito de dialética, porém,

Leia mais

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015

Aula Véspera UFU Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 Aula Véspera UFU 2015 Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Professor Uilson Fernandes Uberaba 16 Abril de 2015 NORTE DA AVALIAÇÃO O papel da Filosofia é estimular o espírito crítico, portanto, ela não pode

Leia mais

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33.

Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 91 tornar-se tanto quanto possível imortal Aristóteles, Ética a Nicômaco, X 7, 1177 b 33. 92 5. Conclusão Qual é o objeto da vida humana? Qual é o seu propósito? Qual é o seu significado? De todas as respostas

Leia mais

O conceito ética. O conceito ética. Curso de Filosofia. Prof. Daniel Pansarelli. Ética filosófica: conceito e origem Estudo a partir de Aristóteles

O conceito ética. O conceito ética. Curso de Filosofia. Prof. Daniel Pansarelli. Ética filosófica: conceito e origem Estudo a partir de Aristóteles Curso de Filosofia Prof. Daniel Pansarelli Ética filosófica: conceito e origem Estudo a partir de Aristóteles O conceito ética Originado do termo grego Ethos, em suas duas expressões Êthos (com inicial

Leia mais

DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA:

DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA: DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSOR: ENRIQUE MARCATTO DATA DE ENTREGA 19/12/2016 VALOR: 20,0 NOTA: NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 3ª SÉRIE/EM TURMA: Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO

Leia mais

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 04. DIREITO NATURAL E DIREITO POSITIVO Prof. Milton Correa Filho

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 04. DIREITO NATURAL E DIREITO POSITIVO Prof. Milton Correa Filho CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito Aula 04 DIREITO NATURAL E DIREITO POSITIVO Prof. Milton Correa Filho 1.Motivação: O que é o que é (Gonzaguinha) -Dialógo de Antigona 2.Apresentação

Leia mais

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro

AULA AO VIVO. Professora Laira Pinheiro AULA AO VIVO Professora Laira Pinheiro Folha de São Paulo, São Paulo, 28 out., 1993, pg.6, cad.4. Você sabe o que é ética? Será que ela tem preço? Qual é o seu valor? A ética está em crise? Vivemos numa

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Períodos Históricos da Filosofia Filosofia Grega ou Antiga (Séc. VI a.c. ao VI d.c.) Filosofia Patrística (Séc. I ao VII) Filosofia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE PESQUISA INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA - ICV RESUMO EXPANDIDO (2009-2010) A ÉTICA NA FORMAÇÃO DOS PEDAGOGOS

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN º PERÍODO SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I CÓD. ENUN 60004 1º PERÍODO TOTAL DE ENCONTROS: 20 SEMANAS SEMANA CONTEÚDOS/MATÉRIA TIPO DE AULA TEXTOS, FILMES E OUTROS MATERIAIS 1 UNIDADE I UMA ANÁLISE DA

Leia mais

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética. Definições e Conceitos O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética

Leia mais

DA IDADE MÉDIA À IDADE MODERNA. Prof. Adriano R. 1º Anos

DA IDADE MÉDIA À IDADE MODERNA. Prof. Adriano R. 1º Anos DA IDADE MÉDIA À IDADE MODERNA Prof. Adriano R. 1º Anos CONTEXTO E CARACTERÍSTICAS DA FILOSOFIA MEDIEVAL Séc. V ao Séc. XV d. C. Período da Idade Média (Mil anos de crescimento) - Reintroduzido o comércio

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA I (CÓD. ENUN60004) PERÍODO: 1 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 20 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes e outros

Leia mais

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture

Filosofia e Ética. Professor Ronaldo Coture Filosofia e Ética Professor Ronaldo Coture Quais os conceitos da Disciplina de Filosofia e Ética? Compreender os períodos históricos do pensamento humano. Conceituar a teoria axiológica dos valores. Conceituar

Leia mais

Aula 09. Gente... Que saudade!!!! Filosofia Medieval Patrística Sto. Agostinho

Aula 09. Gente... Que saudade!!!! Filosofia Medieval Patrística Sto. Agostinho Aula 09 Gente... Que saudade!!!! Filosofia Medieval Patrística Sto. Agostinho Filosofia Patrística (séc. I ao VII) Inicia-se com as Epístolas de São Paulo e o Evangelho de São João. Foi obra não só desses

Leia mais

Aristóteles e o Espanto

Aristóteles e o Espanto Aristóteles e o Espanto - Para Aristóteles, uma condição básica para o surgimento do conhecimento no homem era o espanto, o qual poderia gerar toda condição para o conhecimento e a elaboração de teorias.

Leia mais

Unidade 2 Ética Antiga

Unidade 2 Ética Antiga Unidade 2 Ética Antiga 1º Bimestre M2 Filosofia E-mail: eu@profpetterson.com Os Sofistas movimento intelectual na Grécia do séc. V (a.n.e.). "sofista" mestre ou sábio - sofia (sabedoria). saber a respeito

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: FILOSOFIA DO DIREITO (CÓD.: ENEX 60110) ETAPA: 2ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Conteúdo (a) Nascimento da filosofia (b) Condições históricas para seu nascimento (c) Os principais períodos

Leia mais

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada ..

O. 8. BITTÇ~R EDU~RDO. Curso de Etica Jurídica. É ti c a geral e profissional. 12ª edição, revista, atualizada e modificada .. EDU~RDO O. 8. BITTÇ~R "" Curso de Etica Jurídica É ti c a geral e profissional 12ª edição, revista, atualizada e modificada.. ~ o asaraiva SUMÁRIO Prefácio... 15 Apresentação... 19 PARTE I-Ética Geral

Leia mais

ARISTÓTELES I) TEORIA DO CONHECIMENTO DE ARISTÓTELES

ARISTÓTELES I) TEORIA DO CONHECIMENTO DE ARISTÓTELES AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas expostos. Todo exemplo citado em aula é, meramente,

Leia mais

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo.

Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. FILOSOFIA MODERNA Filosofia Moderna: a nova ciência e o racionalismo. Período histórico: Idade Moderna (século XV a XVIII). Transformações que podemos destacar: A passagem do feudalismo para o capitalismo

Leia mais

A Doutrina Espírita e seu Tríplice Aspecto Movimento Espírita Centro Espírita

A Doutrina Espírita e seu Tríplice Aspecto Movimento Espírita Centro Espírita A Doutrina Espírita e seu Tríplice Aspecto Movimento Espírita Centro Espírita Facilitadora: Mônica Oliveira / Mônica Urbano Data: 22/09/2012 Doutrina = Do latim Doctrina 1 - Conjunto de princípios em que

Leia mais

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA Capítulo 12 PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO (SÉC. VI V a.c.) SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO OU CLÁSSICO (SÉC. V IV a.c.): SÓCRATES E PLATÃO SISTEMÁTICO (SÉC IV III a.c.): ARISTÓTELES

Leia mais

PLATÃO E O MUNDO IDEAL

PLATÃO E O MUNDO IDEAL Introdução: PLATÃO E O MUNDO IDEAL - A importância do pensamento de Platão se deve justamente por conseguir conciliar os mundos: dos Pré-Socráticos, com suas indagações sobre o surgimento do Cosmo (lê-se:

Leia mais

Pensamento do século XIX

Pensamento do século XIX Pensamento do século XIX SÉCULO XIX Expansão do capitalismo e novos ideais De acordo com a periodização tradicional, considera-se a Revolução Francesa o marco inicial da época contemporânea. Esse movimento

Leia mais

Filosofia da Arte. Unidade II O Universo das artes

Filosofia da Arte. Unidade II O Universo das artes Filosofia da Arte Unidade II O Universo das artes FILOSOFIA DA ARTE Campo da Filosofia que reflete e permite a compreensão do mundo pelo seu aspecto sensível. Possibilita compreender a apreensão da realidade

Leia mais

INTRODUÇÃO AO O QUE É A FILOSOFIA? PENSAMENTO FILOSÓFICO: Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior

INTRODUÇÃO AO O QUE É A FILOSOFIA? PENSAMENTO FILOSÓFICO: Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO FILOSÓFICO: O QUE É A FILOSOFIA? Professor Cesar Alberto Ranquetat Júnior INTRODUÇÃO FILOSOFIA THEORIA - ONTOS - LOGOS VER - SER - DIZER - A Filosofia é ver e dizer aquilo que

Leia mais

Introdução À Ética e a Moral. A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal( )

Introdução À Ética e a Moral. A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal( ) Introdução À Ética e a Moral A verdadeira Moral zomba da Moral Blaise Pascal(1623-1662) Ética ou Filosofia Moral: Parte da filosofia que se ocupa com a reflexão a respeito das noções e princípios que fundamentam

Leia mais

Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates

Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates PLATÃO Platão 432 347 a.c. Arístocles Platão (Amplo) Origem Aristocrática Um dos principais discípulos de Sócrates Platão foi o fundador da primeira instituição de ensino superior do mundo ocidental, a

Leia mais

Introdução a Filosofia

Introdução a Filosofia Introdução a Filosofia Baseado no texto de Ludwig Feuerbach, A essência do homem em geral, elaborem e respondam questões relacionadas a este tema. 1- Quem foi Feuerbach? PERGUNTAS 2- Qual é a diferença

Leia mais

QUESTÕES MOODLE - 2º ANO 3º BIMESTRE

QUESTÕES MOODLE - 2º ANO 3º BIMESTRE QUESTÕES MOODLE - 2º ANO 3º BIMESTRE 1. Quando nos referimos ao conceito de liberdade, podemos fazê-lo a partir de diversas perspectivas. Há os que descreem da possibilidade de escolha livre e outros para

Leia mais

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia.

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia. Platão era filho da aristocracia ateniense. Foi discípulo de Sócrates. Sua obra reflete o momento caótico pelo qual passou Atenas no decorrer de sua vida A crise da sociedade ateniense está ligada à guerra

Leia mais

Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade

Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade Professora: Ana Priscila da Silva Alves Disciplina: Filosofia Série: 1 ª do Ensino Médio Tema: Felicidade COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE - CDS 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - 2016 DISCIPLINA: FILOSOFIA PROFESSORA:

Leia mais

A Ética na Administração Pública e seus Fundamentos

A Ética na Administração Pública e seus Fundamentos A Ética na Administração Pública e seus Fundamentos Min. Ives Gandra Martins Filho Presidente do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho CONTEXTUALIZANDO... Corrupção

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARENTIANO. Pós Graduação em Filosofia e Ensino da Filosofia. Sergio Levi Fernandes de Souza RA:

CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARENTIANO. Pós Graduação em Filosofia e Ensino da Filosofia. Sergio Levi Fernandes de Souza RA: CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARENTIANO Pós Graduação em Filosofia e Ensino da Filosofia Sergio Levi Fernandes de Souza RA: 1123930 Filosofia e Educação da Filosofia ESTADO E EDUCAÇÃO EM PLATÃO Santo André 2013

Leia mais

Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I

Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I Disciplina: Filosofia Série: 10 Unidade: Primeira Content Area: Philosophy Grade 10 Quarter I 1.1 1.2 1.3 Conhecimento filosófico, religioso, científico e senso comum. Filosofia e lógica. Milagre Grego.

Leia mais

ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO

ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO 1 ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO A ESCOLÁSTICA E OS PRINCIPAIS REPRESENTANTES ALBERTO MAGNO TOMÁS DE AQUINO Buscaram provar a existência de Deus utilizando argumentos racionais. 2 A UNIDADE ENTRE A FÉ

Leia mais

Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL. Prof. Aguinaldo Pereira Alves

Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL. Prof. Aguinaldo Pereira Alves Unidade I ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL Prof. Aguinaldo Pereira Alves Introdução Por que aprender Ética hoje? Uma sociedade em crise de princípios e valores. A cultura do relativismo: a) Niilismo. b) Hedonismo.

Leia mais

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA

Liberdade. O comportamento moral: O bem e o mal. A ética hoje O QUE É ÉTICA Liberdade O QUE É ÉTICA O comportamento moral: O bem e o mal A ética hoje LIBERDADE ÉTICA Primeiro... Supomos que o indivíduo é livre Normas - Diz como devemos agir - PODEMOS agir ou não agir conforme

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FILOSOFIA Código: ENF 304 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo: 2016.2 Professor:

Leia mais

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA Capítulo 12 PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO (SÉC. VI V a.c.) SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO OU CLÁSSICO (SÉC. V IV a.c.): SÓCRATES E PLATÃO SISTEMÁTICO (SÉC IV III a.c.): ARISTÓTELES

Leia mais

Filosofia (aula 20) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE

Filosofia (aula 20) Dimmy Chaar Prof. de Filosofia. SAE Filosofia (aula 20) Prof. de Filosofia SAE leodcc@hotmail.com Teorias Éticas - Antropocentrismo; - Reflexão Filosófica; - Ascensão da Burguesia; - Surgimento do Capitalismo; - Visa tornar-se senhor da

Leia mais

O ESTADO MODERNO COMO PROCESSO HISTÓRICO A formação do Estado na concepção dialética de Hegel

O ESTADO MODERNO COMO PROCESSO HISTÓRICO A formação do Estado na concepção dialética de Hegel 1 O ESTADO MODERNO COMO PROCESSO HISTÓRICO A formação do Estado na concepção dialética de Hegel ELINE LUQUE TEIXEIRA 1 eline.lt@hotmail.com Sumário:Introdução; 1. A dialética hegeliana; 2. A concepção

Leia mais

Direito, Justiça, Virtude Moral & Razão: Reflexões

Direito, Justiça, Virtude Moral & Razão: Reflexões Direito, Justiça, Virtude Moral & Razão: Reflexões Maria de Assis Straseio * A obra do professor Moacyr Motta da Silva trata, com objetividade, em linguagem científica, de temas de interesse de pesquisadores,

Leia mais

Sócrates: após destruir o saber meramente opinativo, em diálogo com seu interlocutor, dava início ã procura da definição do conceito, de modo que, o

Sócrates: após destruir o saber meramente opinativo, em diálogo com seu interlocutor, dava início ã procura da definição do conceito, de modo que, o A busca da verdade Os filósofos pré-socráticos investigavam a natureza, sua origem de maneira racional. Para eles, o princípio é teórico, fundamento de todas as coisas. Destaca-se Heráclito e Parmênides.

Leia mais

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média:

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: EXERCÍCIOS ON LINE 3º BIMESTRE DISCIPLINA: Filosofia PROFESSOR(A): Julio Guedes Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: NOME: Nº.: Exercício On Line (1) A filosofia atingiu

Leia mais

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai.

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. FILOSOFIA CRISTÃ Unidade 01. Capítulo 04: pg. 53-54 Convite a Filosofia Unidade 08.

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

O QUE É ÉTICA? Definição clássica

O QUE É ÉTICA? Definição clássica O QUE É ÉTICA? Definição clássica É entendida como um estudo ou uma reflexão, científica ou filosófica, e eventualmente até teológica, sobre os costumes ou sobre as ações humanas; A ética estuda os grandes

Leia mais

RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO

RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO I - IDEAL GREGO DE HOMEM - LIVRE E RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO BUSCA A SABEDORIA PREPARAÇÃO PARA A PROCURA FORMAÇÃO INTEGRAL CORPO E ESPÍRITO

Leia mais

ÉTICA PROFISSIONAL e PROFISSIONALISMO

ÉTICA PROFISSIONAL e PROFISSIONALISMO Centro Federal de Educação Tecnológica SC Florianópolis 06 de outubro de 2008 ÉTICA PROFISSIONAL e PROFISSIONALISMO Professor Tito Sena MORAL CIÊNCIAS FILOSOFIA ÉTICA JUSTIÇA LIBERDADE ETIMOLOGIA ÉTICA

Leia mais

O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura

O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura O caminho moral em Kant: da transição da metafísica dos costumes para a crítica da razão prática pura Jean Carlos Demboski * A questão moral em Immanuel Kant é referência para compreender as mudanças ocorridas

Leia mais

ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO

ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO INTRODUÇÃO Renascimento: Período de transição entre Idade Média e Idade Moderna; Misturam-se o jeito de ser e pensar de dois momentos da sociedade europeia ocidental; Não é possível

Leia mais

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto

Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles. Profa. Ms. Luciana Codognoto Filosofia na Antiguidade Clássica Sócrates, Platão e Aristóteles Profa. Ms. Luciana Codognoto Períodos da Filosofia Grega 1- Período pré-socrático: (VII e VI a.c): início do processo de desligamento entre

Leia mais

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 31. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 31 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Objetivos Explicar a abrangência da Teoria dos valores e sua evolução histórica Analisar

Leia mais

Hans Kelsen. Prof. Nogueira. O que é Justiça?

Hans Kelsen. Prof. Nogueira. O que é Justiça? Hans Kelsen Prof. Nogueira O que é Justiça? Biografia Básica 1881 1973 Austríaco Judeu Biografia Básica 1 ed. Teoria Pura do Direito 1934 O que é Justiça? 1957 2 ed. Teoria Pura do Direito 1960 Histórico

Leia mais

ÉTICA E COMPORTAMENTO MORAL PROF. IVES ALEJANDRO MUNOZ

ÉTICA E COMPORTAMENTO MORAL PROF. IVES ALEJANDRO MUNOZ ÉTICA E COMPORTAMENTO MORAL PROF. IVES ALEJANDRO MUNOZ ÉTICA Nas origens da filosofia grega antiga a Ética é um tipo de saber normativo, isto é, um saber que pretende orientar as ações humanas. A Ética

Leia mais

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg Filosofia Iluminista Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p.57-58 Unidade 08. Capítulo 05: pg. 442-446 Filosofia da Ilustração ou Iluminismo (meados do século XVIII ao começo do século

Leia mais

Prova Global Simulado 6º. Filosofia 2014/2 Devolutiva das questões

Prova Global Simulado 6º. Filosofia 2014/2 Devolutiva das questões Prova Global Simulado 6º. Filosofia 2014/2 Devolutiva das questões Questão nº 1 - Resposta B Justificativa: O amante do mito é de certo modo também um filósofo, uma vez que o mito se compõe de maravilhas

Leia mais

Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD COD

Escola Secundária 2-3 de Clara de Resende COD COD CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 27 de outubro de 2015) No caso específico da disciplina de FILOSOFIA, do 10º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ao nível do

Leia mais

Roteiro 16. Livre-arbítrio. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas

Roteiro 16. Livre-arbítrio. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Roteiro 16 Livre-arbítrio FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas Correlacionar o conceito de livre-arbítrio ao de ética, moral, vontade,

Leia mais

CONCEPÇÕES DO SER HUMANO NA FILOSOFIA OCIDENTAL A CONCEPÇÃO CLÁSSICA DO SER HUMANO

CONCEPÇÕES DO SER HUMANO NA FILOSOFIA OCIDENTAL A CONCEPÇÃO CLÁSSICA DO SER HUMANO CONCEPÇÕES DO SER HUMANO NA FILOSOFIA OCIDENTAL A CONCEPÇÃO CLÁSSICA DO SER HUMANO Mundo dos mortais(thanato)= efêmeros (ephémeroi), isto é, seres de um dia, e infelizes (talaíporoi) LINHA TEOLÓGICA Mundo

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): FILOSOFIA JOSÉ LUCIANO GABEIRL Conteúdo: Referência para estudo: A Filosofia de Aristóteles A Filosofia Helenística Idade Média

Leia mais

Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE. Ramiro Marques

Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE. Ramiro Marques Cap. 2 - O BEM E A FELICIDADE Ramiro Marques A maior parte das pessoas identificam o bem com a felicidade, mas têm opiniões diferentes sobre o que é a felicidade. Será que viver bem e fazer o bem é a mesma

Leia mais

UNESP 2013 (Questão 12)

UNESP 2013 (Questão 12) UNESP 2013 (Questão 12) Do lado oposto da caverna, Platão situa uma fogueira fonte da luz de onde se projetam as sombras e alguns homens que carregam objetos por cima de um muro, como num teatro de fantoches,

Leia mais

FILOSOFIA MEDIEVAL E OUTROS TEMAS PROFESSOR DANILO BORGES FILOSOFIA 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II

FILOSOFIA MEDIEVAL E OUTROS TEMAS PROFESSOR DANILO BORGES FILOSOFIA 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II FILOSOFIA MEDIEVAL E OUTROS TEMAS PROFESSOR DANILO BORGES FILOSOFIA 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II FILOSOFIA NA IDADE MEDIEVAL A IDADE MÉDIA INICIOU-SE NA Europa com as invasões germânicas ou bárbaras no

Leia mais

A NOÇÃO DE FELICIDADE NA FILOSOFIA ANTIGA

A NOÇÃO DE FELICIDADE NA FILOSOFIA ANTIGA FELICIDADE E INTRODUÇÃO À FILOSOFIA (1ª SÉRIE) FILOSOFIA: ETIMOLOGIA. Philo (philia): amizade, amor fraterno, respeito entre os iguais. Sophia: sabedoria. E dela vem a palavra sóphos, sábio. Filosofia:

Leia mais

CURSO PREPARATORIO PARA DEFENSORIA

CURSO PREPARATORIO PARA DEFENSORIA , CURSO PREPARATORIO PARA DEFENSORIA, PUBLICA - SP FILOSOFIA E SOCIOLOGIA PROF. NOGUEIRA METODOLOGIA Sete encontros 1 º encontro""? Sófocles, Platão e Aristóteles. 2º encontro""? Kelsen. 3º encontro""?

Leia mais

Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho DIREITO, FILOSOFIA E A HUMANIDADE COMO TAREFA

Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho DIREITO, FILOSOFIA E A HUMANIDADE COMO TAREFA Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho DIREITO, FILOSOFIA E A HUMANIDADE COMO TAREFA São Paulo 2009 Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho DIREITO, FILOSOFIA E A HUMANIDADE COMO TAREFA Tese de Livre

Leia mais

Os Sociólogos Clássicos Pt.2

Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Os Sociólogos Clássicos Pt.2 Max Weber O conceito de ação social em Weber Karl Marx O materialismo histórico de Marx Teoria Exercícios Max Weber Maximilian Carl Emil Weber (1864 1920) foi um intelectual

Leia mais

FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA

FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA COMENTÁRIO DA PROVA DE FILOSOFIA Mais uma vez a UFPR oferece aos alunos uma prova exigente e bem elaborada, com perguntas formuladas com esmero e citações muito pertinentes. A prova de filosofia da UFPR

Leia mais

Exercícios de Revisão 1

Exercícios de Revisão 1 Exercícios de Revisão 1 1. Quando começamos a estudar, somos logo levados a buscar o que ela é. Nossa primeira surpresa surge ao descobrirmos que não há apenas uma definição da, mas várias. Uma primeira

Leia mais

Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio. Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa

Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio. Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio Prof. Eliseu Mocitaíba da Costa Karma, Reencarnação e Livre Arbítrio O Karma - Ação e Reação Reencarnação Livre Arbítrio - O Pensamento Labirintos da Alma - Os Pecados

Leia mais

Pensar de modo autônomo e A filosofia, a curiosidade e o Capítulo 1: Decifra-me ou te devoro

Pensar de modo autônomo e A filosofia, a curiosidade e o Capítulo 1: Decifra-me ou te devoro PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO QUADRO CURRICULAR FILOSOFIA TEMAS NOÇÕES/CONCEITOS HABILIDADES O olhar filosófico Pensar de modo autônomo e A filosofia, a curiosidade e o Capítulo 1: Decifra-me ou te devoro

Leia mais

Filosofia Moderna. Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista)

Filosofia Moderna. Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista) Filosofia Moderna Antecedentes e pensamento cartesiano (epistemologia racionalista) O projeto moderno se define, em linhas gerais, pela busca da fundamentação da possibilidade de conhecimento e das teorias

Leia mais

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA MITO: FORMA DE EXPLICAÇÃO MITO: vem do vocábulo grego mythos, que significa contar ou narrar algo. Mito é uma narrativa que explica através do apelo ao sobrenatural,

Leia mais

AJUDA INTELECTUAL AUTOAJUDA E REFERÊNCIAS

AJUDA INTELECTUAL AUTOAJUDA E REFERÊNCIAS AJUDA INTELECTUAL AUTOAJUDA E REFERÊNCIAS 1 2 AJUDA INTELECTUAL AUTOAJUDA E REFERÊNCIAS ALEXANDRE ZANCA BACICH 3 Copyright 2016 by Alexandre Zanca Bacich Todos os direitos reservados e protegidos pela

Leia mais

Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas

Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas A filosofia no Ensino Médio e a ditadura 1971 a disciplina de filosofia é retirada do Ensino Médio pelo Governo Militar

Leia mais

FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL

FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL Santo Agostinho séc. IV São Tomás de Aquino séc. XIII PATRÍSTICA e ESCOLÁSTICA Platão séc. IV a.c. Aristóteles séc. III a.c A RELAÇÃO ENTRE FÉ E RAZÃO Questões fundamentais para

Leia mais

Immanuel Kant. Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis".

Immanuel Kant. Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis. Immanuel Kant Como é possível o conhecimento? O conhecimento é possível porque o homem possui faculdades que o tornam possíveis". Em Kant, há duas principais fontes de conhecimento no sujeito: A sensibilidade,

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO ESTUDAR PARA A PROVA TRIMESTRAL DO SEGUNDO TRIMESTRE PROFESSORA: TATIANA SILVEIRA 1 - Seguiu-se ao período pré-socrático

Leia mais

TEMA: O QUE É FILOSOFIA / A FILOSOFIA DO DIREITO PROFESSOR: CLARA BRUM. 1 - Considerações sobre a importância da Filosofia para o curso de Direito

TEMA: O QUE É FILOSOFIA / A FILOSOFIA DO DIREITO PROFESSOR: CLARA BRUM. 1 - Considerações sobre a importância da Filosofia para o curso de Direito CURSO: OAB X EXAME - NOITE DISCIPLINA: FILOSOFIA DO DIREITO PROFESSOR: CLARA BRUM AULA 01 BLOCO: 01-04 MATÉRIA: O QUE É FILOSOFIA / A FILOSOFIA DO DIREITO Indicações de bibliográficas: EOAB Lei 8906/94

Leia mais