Lista de exercícios Aulas 01 e 02

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lista de exercícios Aulas 01 e 02"

Transcrição

1 Lista de exercícios Aulas 01 e 02 Prof. Fernanda Dias 1) (Unicamp) Três frascos não rotulados encontram-se na prateleira de um laboratório. Um contém benzeno; outro, tetracloreto de carbono e o terceiro, metanol. Sabe-se que suas densidades são: 0,87 g/cm 3 (benzeno); 1,59 g/cm 3 (tetracloreto de carbono) e 0,79 g/cm 3 (metanol). Dos três líquidos, apenas o metanol é solúvel em água, cuja a densidade é 1,00 g/cm 3. Com base nessas informações, explique o que você faria para reconhecer os três líquidos. Obs.: Os três líquidos são altamente tóxicos e não devem ser cheirados. 2) Assinale a afirmação correta. a) Sistema constituído de água e 5 cubos de gelo apresenta 2 fases. b) Sistema constituído de água e sal é sempre homogêneo. c) Sistema formado apenas de água é obrigatoriamente homogêneo. d) Uma fase não pode apresentar descontinuidade física. e) Um sistema gasoso pode ser homogêneo ou heterogêneo. 3) (Unicamp) A figura abaixo mostra o esquema de um processo usado para a obtenção de água potável a partir de água salobra (que contém alta concentração de sais). Este aparelho improvisado é usado em regiões desérticas da Austrália. a) Que mudanças de fase ocorrem com a água dentro do aparelho? b) Onde, dentro do aparelho, ocorrem essas mudanças? c) Qual dessas mudanças absorve energia e de onde essa energia provém? 4) (Unicamp) A gasolina comercializada nos postos de serviço contém um teor-padrão de álcool de 22% (volume/volume), permitido por lei. O teste utilizado para verificar esse teor é feito da seguinte maneira: em uma proveta de 100 cm 3 adicionam-se 50 cm 3 de gasolina e 50 cm 3 de água, e agita-se. Formando-se duas fases distintas, ou seja, uma fase superior de gasolina e uma fase inferior de água mais álcool. a) Qual é o volume de cada uma dessas fases?

2 b) Como esse teste indica se a gasolina vendida em determinado posto contém mais álcool que o permitido? 5) (Vunesp) Aquecendo-se continuamente uma substância pura, à pressão constante, quando se observa a passagem do estado sólido para o líquido, a temperatura do sistema: a) é constante e igual ao ponto de ebulição. b) é constante, mesmo depois que todo o sólido tenha desaparecido. c) é constante enquanto há sólido. d) aumenta gradativamente. e) aumenta até acabar todo o sólido. 6) (Fuvest) Ar, iodo, gás carbônico, latão, naftaleno, ouro 18 quilates. Se esses materiais forem classificados em substâncias puras e misturas, pertencerão ao grupo das substâncias puras: a) ar, gás carbônico e latão. b) iodo, ouro 18 quilates e naftaleno. c) gás carbônico, latão e iodo. d) ar, ouro 18 quilates e naftaleno. e) gás carbônico, iodo e naftaleno. 7) Em um cilindro graduado, com 25 cm 3 de água, foi colocado um objeto com 41 g de massa, supostamente de ouro. O volume do líquido subiu para 27 cm 3. a) Calcule a densidade do objeto. b) A densidade do ouro é 19,3 g/cm 3. O objeto foi fabricado somente com ouro? Por quê? c) A densidade da platina e a do chumbo são, respectivamente, 21,6 g/cm 3 e 11,3 g/cm 3. Qual dessas substâncias teria sido utilizada, com o ouro, na fabricação do objeto? 8) (Unicamp) Em algumas extrações de ouro, sedimentos de fundo de rio e água são colocados em uma bateia, recipiente cônico que se assemelha a um funil sem o buraco. Movimentos circulares da bateia permitem que o ouro metálico se deposite sob o material sólido ali presente. Esse depósito, que contém principalmente ouro, é posto em contato com mercúrio metálico; o amálgama formado é separado e aquecido com um maçarico, separando-se o ouro líquido do mercúrio gasoso. Numa região próxima dali, o mercúrio gasoso se transforma em líquido e acaba indo para o leito dos rios. Os três segmentos acima grifados se referem, respectivamente, às seguintes propriedades: a) peso, temperatura de gaseificação e temperatura de liquefação. b) densidade, temperatura de sublimação e temperatura de fusão. c) peso, temperatura de ebulição e temperatura de fusão. d) densidade, temperatura de ebulição e temperatura de liquefação.

3 9) (Unicamp) Na readequação de alguns estádios de futebol, por conta de uma atitude ecológica coerente, milhares de assentos serão produzidos a partir de garrafas PET. Para cada assento serão necessárias cerca de 100 garrafas PET de capacidade de 600 ml e massa de 18 g cada uma. Pode-se afirmar que a redução de volume do material reaproveitado para a fabricação dos assentos será, aproximadamente, igual a a) 2,3 % b) 33,3 % c) 66,6 % d) 97,7 % Dados: Densidade do PET = 1,3 g cm-3. Considere que no reaproveitamento do PET não ocorre perda de massa, e que o volume externo da garrafa é de 600 ml. 10) (Unicamp) As margarinas, muito usadas como substitutos da manteiga, contêm gorduras vegetais hidrogenadas. A diferença fundamental entre uma margarina light e outra normal está no conteúdo de gordura e de água. Colocou-se em um tubo de ensaio uma certa quantidade de margarina normal e, num outro tubo de ensaio idêntico ao primeiro, colocou-se a mesma quantidade de margarina light. Aqueceu-se em banho-maria os dois tubos contendo as margarinas até que aparecessem duas fases, como esquematizado na figura ao lado. a) Reproduza, na resposta, a figura do tubo correspondente à margarina light, identificando as fases lipídica e aquosa. b) Admitindo que as duas margarinas tenham o mesmo preço e considerando que este preço diz respeito, apenas, ao teor da gordura de cada uma, em qual delas a gordura custa mais e quantas vezes (multiplicação) este preço é maior do que na outra? 11) (ITA) Num experimento, um estudante verificou ser a mesma a temperatura de fusão de várias amostras de um mesmo material no estado sólido e também que esta temperatura se manteve constante até a fusão completa. Considere que o material sólido tenha sido classificado como: I. Substância simples pura II. Substância composta pura III. Mistura homogênea eutética IV. Mistura heterogênea Então, das classificações acima, está(ão) errada(s):

4 a) apenas I e II. b) apenas III e IV. c) apenas II e III. d) apenas IV. e) apenas III. 12) (UFSCar) Em competições esportivas é comum premiar os vencedores com medalhas que hierarquizam a classificação dos três primeiros colocados com ouro, prata e bronze. A medalha que tradicionalmente é conferida ao terceiro colocado é de bronze, que é: a) uma solução sólida de cobre e estanho. b) uma liga metálica formada por prata e iodo. c) uma mistura heterogênea de cobre e estanho. d) a denominação em latim do elemento bromo. e) um amálgama de mercúrio e enxofre. 13) (Mack) Das substâncias abaixo, assinale a única que NÃO é exemplo de solução verdadeira. a) Ar atmosférico filtrado b) Vinagre c) Água e óleo d) Álcool etílico 94o G.L. e) Água mineral engarrafada 14) Uma boa opção para separar uma mistura de cloreto de sódio, areia e iodo é: a) adicionar água, decantar, sifonar, destilar e sublimar. b) adicionar água, sublimar, filtrar e destilar. c) adicionar água, filtrar e destilar. d) sublimar, adicionar água, filtrar e destilar. e) não é possível separar essa mistura. 15) A extração de substâncias químicas - como as que apresentam atividade farmacológica, obtidas a partir de qualquer material de origem natural, seja ele vegetal ou animal - envolve diversas operações de laboratório. Nesse sentido, numere a 2a coluna de acordo com a 1a, relacionando as operações de laboratório com os respectivos equipamentos utilizados. 1. secagem 2. filtração a vácuo 3. destilação 4. medidas de volume de líquidos 5. trituração 6. filtração ( ) funil de Büchner ( ) proveta ( ) estufa ( ) almofariz e pistilo ( ) condensador

5 A seqüência numérica correta é: a) 6, 4,1, 5 e 3 b) 2, 4,1, 5 e 3 c) 1, 5, 3, 2 e 4 d) 1, 5, 3, 6 e 4 e) 6, 4, 3, 5 e 1 Gabarito 1) Adiciona-se cada um dos líquidos em um tubo de ensaio. Em seguida, adiciona-se água a cada um dos tubos. No tubo em que se observar uma mistura homogênea, será o tubo que contém metanol, pois este é solúvel em água. No tubo em que a água constituir a fase superior de uma mistura binária o composto presente será o tetracloreto de carbono, pois é mais denso. Por fim, no tubo em que a água ficar na parte inferior da mistura binária, será o tubo que contém benzeno, menos denso que a água. 2) a. 3) a) Evaporação e liquefação. b) Evaporação na superfície da água salobra e liquefação na superfície do plástico. c) Evaporação. A energia provém da luz solar. 4) a) Volume de álcool em 50 cm 3 de gasolina = 0,22 x 50 cm 3 = 11 cm 3 Volume de água + Volume de álcool (Fase inferior na proveta)= ( ) cm 3 = 61 cm 3. Volume de gasolina (Fase superior) = (100 61) cm 3 = 39 cm 3. b) Se ao misturar 50 cm 3 da gasolina com 50 cm 3 de água, o volume da fase inferior for superior a 61 cm 3, significa que a gasolina foi adulterada. 5) c. 6) e. 7) a) d = m/v = 41 g/ (27-25) cm 3 = 20,5 g/cm 3. b) Não, pois a densidade determinada é diferente da densidade do ouro, logo o objeto não pode ser ouro puro. c) Platina, pois a densidade do objeto é maior do que a do ouro, logo, uma substância utilizada com o ouro teria que aumentar a densidade do objeto, para aumentar a densidade é necessário uma mistura com uma substância mais densa. 8) d. 9) d.

6 10) a) b) A margarina light tem a metade do teor de gordura da normal, portanto a gordura da margarina light custa mais, ou seja, o dobro (duas vezes mais) da gordura da normal. ou Gordura da light = 4 (ml, cm3, %, etc.) Gordura da normal = 8 (ml, cm3, %, etc.) 4 custo L = 8 custo N } custo L = 2 custo N Portanto, a gordura da light custa 2 vezes mais do que a da normal. 11) d. 12) a. 13) c. 14) d. 15) b. Ligas metálicas Quase todos os objetos metálicos à nossa volta resultam de misturas de diferentes metais, as ligas metálicas. Ligas metálicas são misturas de metais e outros elementos, formuladas para ter as propriedades desejadas. Geralmente, uma liga é mais dura e resistente que o material puro, mas tem menor condutividade elétrica. Para obtermos uma liga é necessário que os metais, no estado líquido, sejam miscíveis, isto é, que uma vez fundidos, seja possível misturá-los para que se dissolvam um no outro. O chumbo e o alumínio, por exemplo, não se misturam no estado líquido e, portanto, não formam uma liga. Quando o mercúrio é um dos metais empregados na liga, esta é chamada amálgama. Algumas ligas metálicas são soluções homogêneas de fase única, Os exemplos são latão, bronze e ligas de cunhagem douradas. Outras ligas são misturas heterogêneas de fases cristalinas diferentes, tais como as soldas de estanho-chumbo e os amálgamas de mercúrio usados para tratamento dentário. Na tabela a seguir estão relacionadas algumas ligas, os metais que as formam e em que são utilizadas.

7 Ligas Composição Usos Ferro fundido ferro: 94%, carbono: 3%, Carcaças de máquinas, silício: 2%, manganês: 1% fornos Aço inoxidável Tubulação resistente à ferro: 97%, carbono: 1%, corrosão, partes de silício: 0,07%, cromo 1,93% máquinas Duralumínio Alumínio: 97%, cobre: 2%, magnésio: 1% Aeronaves, foguetes Bronze cobre: 70%, estanho: 30% Sinos, peças de navio, armas, fechaduras Latão cobre: 67%, zinco: 33% Instrumentos de sopro, torneiras, ornamentos Solda chumbo: 67%, estanho: 33% Solda Bibliografia: Nóbrega, O. S.; Silva, E. R.; Silva, R. H. Química. São Paulo, Editora Ática, 2007, 95 p. Atkins, P., Princípios de Química. Porto Alegre, Artmed Editora SA, p.

SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios

SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios SEI Ensina - MILITAR Química SEPARAÇÃO DE MISTURAS Exercícios 1.A água potável é um recurso natural considerado escasso em diversas regiões do nosso planeta. Mesmo em locais onde a água é relativamente

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q3 Fenômenos físicos e químicos

Química. Resolução das atividades complementares. Q3 Fenômenos físicos e químicos Resolução das atividades complementares 1 Química Q3 Fenômenos físicos e químicos p. 18 1 (UFG-GO) A Química está presente em nosso cotidiano sob as mais variadas maneiras. Ela está presente nos medicamentos,

Leia mais

O interesse da Química é analisar as...

O interesse da Química é analisar as... O interesse da Química é analisar as... PROPRIEDADES CONSTITUINTES SUBSTÂNCIAS E MATERIAIS TRANSFORMAÇÕES ESTADOS FÍSICOS DOS MATERIAIS Os materiais podem se apresentar na natureza em 3 estados físicos

Leia mais

Prof: René dos Reis Borges

Prof: René dos Reis Borges OS MATERIAIS E SUAS PROPRIEDADES 01) (FATEC) Um estudante recebeu uma amostra na forma de um pó branco, constituída por mistura das substâncias sólidas A e B, que frente à água comportam-se como registra

Leia mais

Aula 2: O estudo da matéria

Aula 2: O estudo da matéria KROTON S.A. UNIC EDUCACIONAL LTDA. ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2015/1 Aula 2: O estudo da matéria A Matéria Conceitos; Tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. - O que é massa? - Como se afere a massa de

Leia mais

Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia

Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia Lista 1 de Exercícios Professor Pedro Maia Questão 01 - (UEPG PR) As mudanças de estado físico, classificadas como fenômenos físicos, ocorrem com a variação de entalpia ( ). Sobre esses processos, assinale

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS. (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido

SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS. (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS (Processos mecânicos de separação) Sistema sólido - sólido Separação magnética: Separa misturas do tipo sólido-sólido nas quais um dos componentes tem propriedades magnéticas

Leia mais

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO TAREFINHA DE QUÍMICA - 1 COLEGIAL DATA DE ENTREGA: 28/03 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 1. (UGF-RJ) O aquecimento global já apresenta sinais visíveis em alguns pontos do planeta. Numa ilha do Alasca na aldeia

Leia mais

PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES

PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA VIII OLIMPÍADA DE QUÍMICA DA LIBERATO OQL DATA: 24/08/2013 MODALIDADE: EM-1 Nº DE INSCRIÇÃO: INFORMAÇÕES Escrever o NÚMERO DE INSCRIÇÃO na grade

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica

Química. Resolução das atividades complementares. Q42 Ligação metálica Resolução das atividades complementares 3 Química Q42 Ligação metálica p. 59 1 (Cefet-PR) Analise as afirmações a seguir: I. O metal X é leve, sofre pouca corrosão e é bastante utilizado na construção

Leia mais

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo:

PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS. 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: EXERCÍCIOS DE REVISÃO PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS 1- quais os métodos mais indicados para separa os componentes das misturas abaixo: a) areia e ferro na forma de lâmina separação magnética b) água

Leia mais

A resposta correta deve ser a letra B.

A resposta correta deve ser a letra B. ITA - 1999 1- (ITA-99) Assinale a opção CORRETA em relação à comparação das temperaturas de ebulição dos seguintes pares de substâncias: a) Éter dimetílico > etanol; Propanona > ácido etanóico; Naftaleno

Leia mais

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida.

A) a existência do oceano líquido é uma hipótese possível, pois um sal solúvel só forma uma mistura homogênea com a água, quando ela está líquida. TEXTO PARA A QUESTÃO 1. Sonda espacial detecta sal de cozinha em lua de Saturno A análise da composição química do anel mais externo de Saturno revelou a presença de 98% de água, 1% de cloreto de sódio,

Leia mais

Considerando-se as propriedades da matéria e a partir da analise das curvas de aquecimento I e II, é correto afirmar:

Considerando-se as propriedades da matéria e a partir da analise das curvas de aquecimento I e II, é correto afirmar: 2 EXERCÍCIOS Fala Gás Nobre, está na hora de reagir! Essa é uma lista complementar, os exercícios aqui contidos irão ajudá-lo a treinar um pouco mais e aprofundar nos temas. Ao contrário a lista L1, essa

Leia mais

SEPARAÇÃO DE MISTURAS

SEPARAÇÃO DE MISTURAS SEPARAÇÃO DE MISTURAS Os seguintes processos permitem a separação dos vários constituintes de uma mistura. Cada um destes processos tem uma utilização bem definida, dependendo do tipo e das propriedades

Leia mais

Atividade 1: Grandezas Químicas

Atividade 1: Grandezas Químicas COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9 Ano Prof.º: Hélen Cristina Disciplina Química Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação Data: / / Valor: Nota: Orientações: -Responder manuscrito; -Cópias de colegas,

Leia mais

Matéria e Estados da Matéria

Matéria e Estados da Matéria Matéria e Estados da Matéria A matéria é o material físico do universo. Matéria é tudo que tem massa e ocupa certo lugar no espaço. Na antiguidade, o homem chegou a acreditar que toda matéria existente

Leia mais

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Propriedades da matéria e mudanças de estado físico Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Propriedades da Matéria A matéria é

Leia mais

CIEP Brizolão 355 Roquete Pinto Apostila de Química EJA IX Fase Profº Eduardo

CIEP Brizolão 355 Roquete Pinto Apostila de Química EJA IX Fase Profº Eduardo A matéria e suas propriedades A Química é a ciência que estuda a constituição da matéria, sua estrutura interna, as relações entre os diversos tipos de materiais encontrados na natureza, além de determinar

Leia mais

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso

A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso Atividade extra Fascículo 1 Química Unidade 1 Questão 1 Cecierj - 2013 A partir do século XVII, a ciência andava a passos largos e não dava mais para acreditar que tudo ao nosso redor era formado por apenas

Leia mais

QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL

QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL QUÍMICA AULA 02 06/03/2015 RAFAEL SUBSTÂNCIAS E MISTURAS Vimos na aula 1 que substâncias podem ser definidas como: toda porção da matéria que tem propriedades bem definidas e que lhes são características

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 1ª série Turma: FG

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. 1ª série Turma: FG COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: QUÍMICA Professora: Maria Luiza 1ª série Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015. Roteiro de estudos para recuperação trimestral

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015. Roteiro de estudos para recuperação trimestral COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2ª SÉRIE Ensino Médio -2015 Disciplina: Professor (a): QUÍMICA LUÍS FERNANDO Roteiro de estudos para recuperação trimestral Conteúdo: Referência para estudo: Sites recomendados:

Leia mais

QUÍMICA DESCOMPLICADA

QUÍMICA DESCOMPLICADA DISCIPLINA DE QUÍMICA SISTEMAS MATERIAIS 1. (UFRGS/01) - Analise os sistemas materiais abaixo, estando ambos na temperatura ambiente. I - Mistura de 10 g de sal de cozinha, 30 g de areia fina, 20 ml de

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Recursos Minerais e Energéticos

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Recursos Minerais e Energéticos COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca Recursos Minerais e Energéticos O que são recursos minerais? Recursos minerais são substâncias naturais inorgânicas que foram descobertas

Leia mais

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO

ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO ESTRUTURA DO MICROSCÓPIO ÓPTICO Lembre-se que o microscópio utilizado em nosso laboratório possui uma entrada especial para uma câmera de vídeo. Parte Mecânica: Base ou Pé: Placa de apoio do microscópio

Leia mais

Propriedades físicas e químicas das substâncias

Propriedades físicas e químicas das substâncias Propriedades físicas e químicas das substâncias Na Natureza há uma grande diversidade de materais. Muitos desses materais são substâncias mas será que são puras? Há substâncias que, mesmo misturadas com

Leia mais

1. (Unicamp) A fórmula geral dos hidrocarbonetos de cadeia aberta que contém uma dupla ligação é CŠH Š e são

1. (Unicamp) A fórmula geral dos hidrocarbonetos de cadeia aberta que contém uma dupla ligação é CŠH Š e são Colégio Plínio Leite Revisão de Quimica 3 Ano EM 1. (Unicamp) A fórmula geral dos hidrocarbonetos de cadeia aberta que contém uma dupla ligação é CŠH Š e são conhecidos por alquenos ou alcenos. a) Escreva

Leia mais

Exercícios de Química Tipos de Substâncias

Exercícios de Química Tipos de Substâncias Exercícios de Química Tipos de Substâncias 2) (GV-2000) 1) (UFRJ-2005) Amônia, ácido nítrico e nitrato de amônia correspondem, respectivamente, aos números: a) I, III, IV b) II, IV, VI c) I, V, VI d) I,

Leia mais

Propriedades coligativas

Propriedades coligativas Química Aula de Revisão 9 3 os anos Décio ago/09 Nome: Nº: Turma: Propriedades coligativas Objetivo O objetivo dessa ficha é dar continuidade à revisão do 3º ano Química, dos assuntos mais significativos.

Leia mais

Substâncias e Misturas

Substâncias e Misturas Química Atividade 1 - Revisão 1 os anos Décio ago/09 Nome: Nº: Turma: Substâncias e Misturas Objetivo O objetivo desta ficha é revisar alguns dos tópicos trabalhados no 1º semestre. As dúvidas devem ser

Leia mais

MATÉRIA E SUAS PROPRIEDADES

MATÉRIA E SUAS PROPRIEDADES 01- Conceitue matéria. Exemplifique. MATÉRIA E SUAS PROPRIEDADES 02- Do que é constituída a matéria? 03- Qual a finalidade do estudo da Química? 04- Como a matéria, provavelmente, foi originada? 05- O

Leia mais

Unidade XII: Termologia

Unidade XII: Termologia Colégio Santa Catarina Unidade XII Termologia 163 Unidade XII: Termologia 12.1 - Introdução: A termologia (termo = calor, logia = estudo) é o ramo da física que estuda o calor e seus efeitos sobre a matéria.

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek. LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE (2,0 pontos)

Centro Educacional Juscelino Kubitschek. LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE (2,0 pontos) Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _8 _ TURMA: TURNO: DISCIPLINA: Química PROFESSOR(A): Equipe de Química LISTA DE RECUPERAÇÃO 1º SEMESTRE

Leia mais

5. Unifor-CE) Considere a tabela de pontos de fusão e pontos de ebulição das substâncias a seguir, a um atmosfera de pressão:

5. Unifor-CE) Considere a tabela de pontos de fusão e pontos de ebulição das substâncias a seguir, a um atmosfera de pressão: CURSO PREPARATÓRIO PARA BOMBEIRO - COMBATENTE GRANCURSOS DISCIPLINA QUÍMICA PROF. MARCUS VINÍCIUS DIAS DE OLIVEIRA AULA 1 1. (UNB) Os diagramas representam modelos de substâncias simples, compostas e/ou

Leia mais

Propriedades da Matéria

Propriedades da Matéria Propriedades da Matéria EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (FAAP-SP) No texto: Um escultor recebe um bloco retangular de mármore e, habilmente, o transforma na estátua de uma celebridade do cinema, podemos identificar

Leia mais

ANEXO IV. II- um armário para armazenagem de solventes, com construção resistente ao fogo.

ANEXO IV. II- um armário para armazenagem de solventes, com construção resistente ao fogo. ANEXO IV ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUÍMICOS. No laboratório, almoxarifado e em locais em que se tenha que armazenar ou manipular substâncias químicas, deve-se ter em conta sua composição, pois muitas delas

Leia mais

AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES

AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES AULA 1: MATÉRIAS E SUAS PROPRIEDADES Prof.Me Elayne Química-Aula 1 MATÉRIA Tudo que ocupa lugar no espaço e tem massa é matéria. Energia tudo aquilo que pode modificar a estrutura da matéria, provocar

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA Questão 1: As bebidas alcoólicas contêm etanol e podem ser obtidas pela destilação do álcool (ex. whiskey e vodka) ou pela fermentação de uma variedade de produtos como frutas e outros vegetais (ex. vinho

Leia mais

MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET

MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET MATÉRIA E ENERGIA MATERIAL RETIRADO PARCIALMENTE OU NA INTEGRA DE LISTAS DE EXERCÍCIOS ENCONTRADAS NA INTERNET 1. Unifor-CE Um material que pode ser considerado substância pura é: a) o petróleo; b) o querosene;

Leia mais

Materiais têm personalidade?

Materiais têm personalidade? Materiais têm personalidade? Introdução O pior é que têm! Como? Pense um pouco. Por que o plástico é plástico? Por que o alumínio é mais leve que o ferro? Por que a borracha depois de esticada volta a

Leia mais

MATÉRIA E SEUS FENÔMENOS

MATÉRIA E SEUS FENÔMENOS MATÉRIA E SEUS FENÔMENOS 01- Leia o texto: Quando se acende uma vela, pode-se observar que: I- A parafina derrete e logo depois se consolida. II- Aparece fuligem quando colocamos um prato logo acima da

Leia mais

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS FENÔMENOS 1- A queima da gasolina; a sublimação da naftalina; o enferrujamento do prego e o derretimento de um bloco de gelo são respectivamente, fenômenos: A) Químico; físico; químico e físico. B) Físico;

Leia mais

Propriedades da matéria (Continuação)

Propriedades da matéria (Continuação) Propriedades da matéria (Continuação) Densidade m/v Experimentos / discussão Exercício 1) Um bloco de metal tem volume de 200 ml e massa de 1792 g. a) Qual a densidade desse metal, expressa em g / cm3?

Leia mais

IV Olimpíada Brasileira de Química Júnior Fase I

IV Olimpíada Brasileira de Química Júnior Fase I IV Olimpíada Brasileira de Química Júnior Fase I 8ª e 9ª séries do Ensino Fundamental INSTRUÇÕES 1. A prova consta de 20 questões objetivas, cada uma contendo quatro alternativas, das quais apenas uma

Leia mais

Química para vestibular Equipamentos e vidrarias de laboratório SIMBOLOS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

Química para vestibular Equipamentos e vidrarias de laboratório SIMBOLOS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO SIMBOLOS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO Os símbolos de risco são pictogramas representadas em forma quadrada, impressos em preto e fundo laranja-amarelo, utilizados em rótulos ou informações de produtos químicos.

Leia mais

Propriedades da Matéria

Propriedades da Matéria Professor: Robinho AULA 1 QMC E Propriedades da Matéria Matéria Massa Volume AR Matéria/Propriedades Pág. 263 DENSIDADE d = m V Matéria/Propriedades Pág. 263 Med (UFSC 2011)Uma medalha, supostamente de

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades LIVR 1 QUÍMIA 1 Resoluções das atividades Sumário Aula 1 Substâncias puras, misturas e sistemas...1 Aula Análise imediata I... Aula 3 Análise imediata II... 3 Aula 4 úmero de oxidação ox... 4 Aula 1 Substâncias

Leia mais

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar:

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar: 8 GABARITO 1 1 O DIA 2 o PROCESSO SELETIVO/2005 QUÍMICA QUESTÕES DE 16 A 30 16. Devido à sua importância como catalisadores, haletos de boro (especialmente B 3 ) são produzidos na escala de toneladas por

Leia mais

Identificando e diferenciando as espécies de matéria

Identificando e diferenciando as espécies de matéria Identificando e diferenciando as espécies de matéria Desde a antigüidade o homem utilizava materiais transformando-o em objetos. As escavações realizadas em várias partes da terra mostram utensílios domésticos,

Leia mais

Planeta Terra ou Planeta Água?

Planeta Terra ou Planeta Água? Volume 1 Módulo 2 Química Unidade 12 Planeta Terra ou Planeta Água? Para início de conversa... Lavar as mãos é um ato simples, você não acha? Figura 1: Uma mão lava a outra! Com água e sabão, suas mãos

Leia mais

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014

Aluno (a): Nº. Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 Lista de Exercícios Aluno (a): Nº. Professora: Núbia de Andrade Série: 1º ano (Ensino médio) Turma: Disciplina: Química Goiânia, / / 2014 01) A mudança de fase denominada sublimação ocorre quando a) o

Leia mais

PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL

PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DOS MATERIAIS QUÍMICA GERAL PROPRIEDADES DA MATÉRIA CONCEITOS BÁSICOS MATÉRIA: tudo o que tem massa e ocupa lugar no espaço. CORPO/OBJETO: porção limitada da matéria. MASSA: quantidade matéria,

Leia mais

Separação de Misturas

Separação de Misturas 1. Introdução Separação de Misturas As misturas são comuns em nosso dia a dia. Como exemplo temos: as bebidas, os combustíveis, e a própria terra em que pisamos. Poucos materiais são encontrados puros.

Leia mais

Conteúdo: Substancias e misturas

Conteúdo: Substancias e misturas LISTA 1º. ANO - Substâncias Conteúdo: Substancias e misturas 1- Com relação ao número de fases, os sistemas podem ser classificados como homogêneos ou heterogêneos. As alternativas correlacionam adequadamente

Leia mais

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 09 Síntese do cloreto de pentaaminoclorocobalto(iii)

QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier. Prática 09 Síntese do cloreto de pentaaminoclorocobalto(iii) UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC QIE0001 Química Inorgânica Experimental Prof. Fernando R. Xavier Prática 09 Síntese do cloreto

Leia mais

Química SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS

Química SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS SUBSTÂNCIAS, MISTURAS E PROCESSO DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS Átomos ligados entre si são chamados de moléculas, e representam substâncias químicas. Cada molécula é identificada por uma

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA E APARELHAGEM UTILIZADA EM LABORATÓRIO Objetivo: Explicação das normas básicas de segurança no laboratório. Aula teórica com retroprojetor, transparências e demonstração de algumas

Leia mais

EXERCÍCIOS - TABELA PERIÓDICA - 2012

EXERCÍCIOS - TABELA PERIÓDICA - 2012 EXERCÍCIOS - TABELA PERIÓDICA - 2012 1- (CEUB) Examine atentamente o gráfico que mostra a variação de determinada propriedade X com o número atômico Z. A) A propriedade X é uma propriedade periódica. B)

Leia mais

A Matéria Química Geral

A Matéria Química Geral Química Geral A Matéria Tudo o que ocupa lugar no espaço e tem massa. A matéria nem sempre é visível Noções Preliminares Prof. Patrícia Andrade Mestre em Agricultura Tropical Massa, Inércia e Peso Massa:

Leia mais

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular

Química. Química 3 SUMÁRIO. e Pré-vestibular Química SUMÁRIO Química 1 MÓDULO 1 Estrutura da matéria - Atomística... 3 Estrutura da matéria: modelos atômicos, Z, A, isótopos e íons Estrutura da matéria: A eletrosfera MÓDULO 2 Classificação periódica

Leia mais

d) o contato da água com o gelo força a água a se congelar a 0 C. e) o contato da água com o gelo força o gelo a se

d) o contato da água com o gelo força a água a se congelar a 0 C. e) o contato da água com o gelo força o gelo a se 1. (Uepg 2013) Quanto às características das substâncias puras e das misturas, assinale o que for correto. 01) Misturas sólidas homogêneas não podem ser consideradas soluções. 02) Densidade e ponto de

Leia mais

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor 3. Calorimetria 3.1. Conceito de calor As partículas que constituem um corpo estão em constante movimento. A energia associada ao estado de movimento das partículas faz parte da denominada energia intera

Leia mais

CAPÍTULO I ESCALAS TERMOMÉTRICAS

CAPÍTULO I ESCALAS TERMOMÉTRICAS CAPÍTULO I ESCALAS TERMOMÉTRICAS 1 - Um mesmo termômetro é graduado simultaneamente nas escalas Celsius e Fahrenheit. Pede-se determinar: a) qual a indicação fornecida por esse termômetro, na escala Fahrenheit,

Leia mais

23-05-2012. Sumário. Materiais. Algumas propriedades físicas e químicas dos materiais

23-05-2012. Sumário. Materiais. Algumas propriedades físicas e químicas dos materiais Sumário Correção do TPC. Algumas propriedades físicas características de substâncias. Os estados físicos da matéria e as mudanças de estado; Temperatura de fusão e temperatura de ebulição; Densidade. Estados

Leia mais

RESUMO EXERCÍCIOS DE REVISÃO. P: pressão V: volume T: temperatura absoluta (em K) n: número de mols de gás R: constante universal dos gases

RESUMO EXERCÍCIOS DE REVISÃO. P: pressão V: volume T: temperatura absoluta (em K) n: número de mols de gás R: constante universal dos gases Química Frente IV Físico-Química Prof. Vitor Terra Lista 02 Gases Equação de Clapeyron RESUMO Transformações gasosas (massa de gás = cte) P V T Lei Isobárica CTE Varia Varia Isocórica* Varia CTE Varia

Leia mais

Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos

Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos Matéria: Química Assunto: Materiais Prof. Gilberto Ramos Química Materiais, suas propriedades e usos Estados Físicos Estado vem do latim status (posição,situação, condição,modo de estar). O estado físico

Leia mais

-MATÉRIA E SISTEMAS QUÍMICOS -ALGARISMOS SIGNICATIVOS E UNIDADES Prof. Nilson Bispo

-MATÉRIA E SISTEMAS QUÍMICOS -ALGARISMOS SIGNICATIVOS E UNIDADES Prof. Nilson Bispo Departamento de Química e Ambiental Química I Aula 1: -APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA -MATÉRIA E SISTEMAS QUÍMICOS -ALGARISMOS SIGNICATIVOS E UNIDADES Prof. Nilson Bispo Dúvidas: Sala306 -Lab Tec Ambiental

Leia mais

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução Química QUESTÃO 1 Um recipiente contém 100 ml de uma solução aquosa de H SO 4 de concentração 0,1 mol/l. Duas placas de platina são inseridas na solução e conectadas a um LED (diodo emissor de luz) e a

Leia mais

CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E TROCA DE CALOR Lista de Exercícios com Gabarito e Soluções Comentadas

CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E TROCA DE CALOR Lista de Exercícios com Gabarito e Soluções Comentadas COLÉGIO PEDRO II PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA DOCENTE RESIDENTE DOCENTE: Marcia Cristina de Souza Meneguite Lopes MATRÍCULA: P4112515 INSCRIÇÃO: PRD.FIS.0006/15

Leia mais

Explora. Ano Internacional de Cooperação pela Água

Explora. Ano Internacional de Cooperação pela Água 1 Físico-Química Explora Duarte Nuno Januário Eliana do Carmo Correia Carlos Brás Público-alvo Alunos de Físico-Química de 8.º ano, podendo ser aplicado a alunos de outros anos de escolaridade do ensino

Leia mais

MATÉRIA- PROPRIEDADES DA MATÉRIA- SUBSTÂNICAS (Pura e Composta)- MISTURAS- ANÁLISE IMEDIATA.

MATÉRIA- PROPRIEDADES DA MATÉRIA- SUBSTÂNICAS (Pura e Composta)- MISTURAS- ANÁLISE IMEDIATA. ATENÇÃO: Não sou o detentor dos direitos e também não tenho a intenção de violá-los de nenhuma imagem, exemplo prático ou material de terceiros que porventura venham a ser utilizados neste ou em qualquer

Leia mais

ANEXO V MATERIAL DE APOIO:

ANEXO V MATERIAL DE APOIO: ANEXO V MATERIAL DE APOIO: FICHAS DE TRABALHO TEXTOS DE APOIO GUIÕES DE VISUALIZAÇÃO DOS VÍDEOS GUIÕES DE VISUALIZAÇÃO DAS ANIMAÇÕES ROTEIROS DE EXPLORAÇÃO PROTOCOLOS EXPERIMENTAIS Ficha de trabalho n.º

Leia mais

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Procedimentos e normas de segurança em laboratórios escolares parte 1

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Procedimentos e normas de segurança em laboratórios escolares parte 1 AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Procedimentos e normas de segurança em laboratórios escolares parte 1 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 3º ANO DO ENSINO MÉDIO OBJETIVO Propor e explicar procedimentos padrão

Leia mais

C.(30 20) + 200.1.(30 20) + 125.0,2.(30 130) = + 2000 2500 =

C.(30 20) + 200.1.(30 20) + 125.0,2.(30 130) = + 2000 2500 = PROVA DE FÍSIA 2º ANO - AUMULATIVA - 1º TRIMESTRE TIPO A 1) Assinale verdadeiro (V) ou falso (F) para as seguintes afirmativas. (F) Os iglus, embora feitos de gelo, possibilitam aos esquimós neles residirem,

Leia mais

Escola Secundária com 3.º ciclo Jorge Peixinho

Escola Secundária com 3.º ciclo Jorge Peixinho Escola Secundária com 3.º ciclo Jorge Peixinho Ciências Físico-Químicas: CEF-EM(N2) PROFESSORA: Daniela Oliveira MÓDULO 1 SEGURANÇA EM LABORATÓRIOS DE QUÍMICA Escola Secundária com 3.º ciclo Jorge Peixinho

Leia mais

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Esse molde é (quase) para sempre Manuais ou mecanizados, de precisão, não importa qual o processo de fundição que tenhamos estudado até agora, todos tinham em comum duas coisas: o fato de que o material

Leia mais

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS

SUBSTÂNCIAS E MISTURAS SUBSTÂNCIAS E MISTURAS 01 Dada a tabela a t = 25 C: EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Resultam sempre em soluções as misturas: a) I, II e III. b) I e IV. c) I, II e V. d) II, IV e V. e) III, IV e V. Portal de Estudos

Leia mais

X -2(3) X -2 x (4) X - 6 = -1 X 8 = -1 X = 5 X = 7

X -2(3) X -2 x (4) X - 6 = -1 X 8 = -1 X = 5 X = 7 2001 1. - Uma camada escura é formada sobre objetos de prata exposta a uma atmosfera poluída contendo compostos de enxofre. Esta camada pode ser removida quimicamente envolvendo os objetos em questão com

Leia mais

1ª série Ensino Médio - Simulado Química 1º bimestre 1. Seja uma mistura formada por: um pouco de areia, uma pitada de sal de cozinha, 100ml de álcool, 100ml de água e cubos de gelo. Quantas fases apresenta

Leia mais

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO

Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO DAS QUESTÕES É OBRIGATÓRIO IX Olimpíada Capixaba de Química 2011 Prova do Grupo I 1 a série do ensino médio Fase 01 Aluno(a): Instituição de Ensino: Município: Coordenador da Instituição de Ensino: ATENÇÃO: O DESENVOLVIMENTO TEÓRICO

Leia mais

Lista 1 Atomística e tabela periódica

Lista 1 Atomística e tabela periódica Lista 1 Atomística e tabela periódica 1. (Ufrn 2013) A Lei Periódica e sua representação gráfica, a Tabela Periódica, são dois conhecimentos essenciais para a química e para os químicos. D. Mendeleev (1834-1907),

Leia mais

OEstudo de Materiais Elétricos constitui-se em um tema básico para que sejam estudados tópicos

OEstudo de Materiais Elétricos constitui-se em um tema básico para que sejam estudados tópicos 1 - Materiais Elétricos Carlos Marcelo Pedroso 28 de julho de 2009 1 Introdução OEstudo de Materiais Elétricos constitui-se em um tema básico para que sejam estudados tópicos de Instalações Elétricas,

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios QUÍMICA I Capítulo 1 Materiais, suas Propriedades e Usos Substâncias e Misturas BLOC 1 E Na decantação a fase menos densa (petróleo) se separa da fase mais densa (água do mar).

Leia mais

Material: Substância pura ou composta que é produzida/obtida com alguma motivação tecnológica (APLICAÇÃO).

Material: Substância pura ou composta que é produzida/obtida com alguma motivação tecnológica (APLICAÇÃO). Resumo ICPOM P1: 1) Definições Básicas: Matéria-Prima ou 1º material: Pode ser mineral ou vegetal, de ocorrência natural nas minas. Material: Substância pura ou composta que é produzida/obtida com alguma

Leia mais

SPIRO, T. G.; STIGLIANI, W. M. Química ambiental. São Paulo: Pearson. 2009 (adaptado).

SPIRO, T. G.; STIGLIANI, W. M. Química ambiental. São Paulo: Pearson. 2009 (adaptado). 1. (Enem 2014) O principal processo industrial utilizado na produção de fenol é a oxidação do cumeno (isopropilbenzeno). A equação mostra que esse processo envolve a formação do hidroperóxido de cumila,

Leia mais

DISCIPLINA AMB30093 TERMODINÂMICA - Aula 3 17/10/2013. Prof. Robson Alves de Oliveira robson.aoliveira@gmail.com.br robson.oliveira@unir.

DISCIPLINA AMB30093 TERMODINÂMICA - Aula 3 17/10/2013. Prof. Robson Alves de Oliveira robson.aoliveira@gmail.com.br robson.oliveira@unir. DISCIPLINA AMB30093 TERMODINÂMICA - Aula 3 17/10/2013 Prof. Robson Alves de Oliveira robson.aoliveira@gmail.com.br robson.oliveira@unir.br Ji-Paraná - 2013 Porque a água atinge o seu ponto máximo em 3,98

Leia mais

Ernesto entra numa fria!

Ernesto entra numa fria! A UU L AL A Ernesto entra numa fria! Segunda-feira, 6 horas da tarde, Cristiana e Roberto ainda não haviam chegado do trabalho. Mas Ernesto, filho do casal, já tinha voltado da escola. Chamou a gangue

Leia mais

MATÉRIA Mestranda Daniele Potulski Disciplina Química da Madeira I

MATÉRIA Mestranda Daniele Potulski Disciplina Química da Madeira I PROPRIEDADES DA MATÉRIA Mestranda Daniele Potulski Disciplina Química da Madeira I Química É a ciência que estuda a constituição da matéria; ESTRUTURA INTERNA RELAÇÕES ENTRE OS DIVERSOS TIPOS DE MATERIAIS

Leia mais

= = = F. cal AULA 05 TERMOMETRIA E CALORIMETRIA CALOR É ENERGIA TÉRMICA EM TRÂNSITO DE UM CORPO PARA OUTRO, DEVIDO A UMA DIFERENÇA DE TEMPERATURA.

= = = F. cal AULA 05 TERMOMETRIA E CALORIMETRIA CALOR É ENERGIA TÉRMICA EM TRÂNSITO DE UM CORPO PARA OUTRO, DEVIDO A UMA DIFERENÇA DE TEMPERATURA. AULA 05 TERMOMETRIA E ALORIMETRIA 1- TEMPERATURA Todos os corpos são constituídos de partículas, a olho nu nos parece que essas partículas estão em repouso, porém as mesmas têm movimento. Quanto mais agitadas

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág. Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 9 (pág. 102) AD TM TC Aula 10 (pág. 102) AD TM TC Aula 11 (pág. 104) AD TM TC Aula 12 (pág. 106) AD TM TC Aula 13 (pág. 107) AD TM TC Aula 14 (pág.

Leia mais

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose

Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose Exercícios sobre Propriedades coligativas - Osmose 01. (Pucsp) Osmose é a difusão do solvente através de uma membrana semipermeável do meio menos concentrado para o meio mais concentrado. A pressão osmótica

Leia mais

Atividade de Reforço2

Atividade de Reforço2 Professor(a): Eliane Korn Disciplina: Física Aluno(a): Ano: 1º Nº: Bimestre: 2º Atividade de Reforço2 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A ATIVIDADE I. Leia atentamente o resumo da teoria. II. Imprima a folha com

Leia mais

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas.

Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. 1 Parte I - Considere as informações abaixo: Lista exercícios N1 Química Geral Tabela Periódica, distribuição eletrônica e ligações químicas. Núcleo: Prótons e nêutrons. Eletrosfera: elétrons Os átomos

Leia mais

Química Geral Quimica I Prof. Vinícius CAP. 1 Substâncias Puras, Misturas e Sistemas

Química Geral Quimica I Prof. Vinícius CAP. 1 Substâncias Puras, Misturas e Sistemas Química Geral Quimica I Prof. Vinícius CAP. 1 Substâncias Puras, Misturas e Sistemas O PROFESSOR Vinícius Bigogno Costa Juiz de Fora/MG, 1989 Graduando em Engenharia Aeroespacial (ITA) E-mail: viniciuscosta.t15@gmail.com

Leia mais

MF-613.R-3 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE METAIS EM PARTÍCULAS EM SUSPENSÃO NO AR POR ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA COM CHAMA.

MF-613.R-3 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE METAIS EM PARTÍCULAS EM SUSPENSÃO NO AR POR ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA COM CHAMA. MF-613.R-3 - MÉTODO DE DETERMINAÇÃO DE METAIS EM PARTÍCULAS EM SUSPENSÃO NO AR POR ESPECTROMETRIA DE ABSORÇÃO ATÔMICA COM CHAMA. Notas: Aprovado pela Deliberação CECA nº 3.967, de 16 de janeiro de 2001

Leia mais

1) Materiais de laboratório

1) Materiais de laboratório 1) Materiais de laboratório MATERIAIS DE LABORATÓRIO Erlenmeyer Pipetas Tubo de ensaio É usado para efetuar reações com pequenas quantidades de reagentes. Pode ser aquecido diretamente na chama do bico

Leia mais

Polaridade de moléculas

Polaridade de moléculas Polaridade de moléculas 01. (Ufscar) É molécula polar: a) C 2 H 6. b) 1,2-dicloroetano. c) CH 3 Cl. d) p-diclorobenzeno. e) ciclopropano. 02. (Mackenzie) As fórmulas eletrônicas 1, 2 e 3 a seguir, representam,

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 Questão 01) Quando uma pessoa se aproxima de um espelho plano ao longo da direção perpendicular a este e com uma velocidade de módulo 1 m/s, é correto afirmar que

Leia mais

Prova de Química Vestibular ITA 1996

Prova de Química Vestibular ITA 1996 Prova de Química Vestibular ITA 1996 Versão 1.0 Química ITA 1996 01) (ITA-96) Qual dos ácidos abaixo é o menos volátil? hexano. a) HCl b) HI c) H 2 SO 3 d) H 2 SO 4 e) CH 3 CH 2 COOH 02) (ITA-96) Aquecendo,

Leia mais