Física. Exercícios de Revisão I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Física. Exercícios de Revisão I"

Transcrição

1 Nome: n o : E nsino: S érie: T urma: Data: Prof(a): Médio Ednilson 1 a Física Exercícios de Revisão I 1) (UFPE) Um gafanhoto adulto pode saltar até 0,80 m com um ângulo de lançamento de 45 o. Desprezando a resistência do ar e a força de sustentação aerodinâmica sobre o gafanhoto, calcule quantos décimos de segundo ele permanecerá em voo. 2) (FEI-SP) Um projétil é lançado do solo numa direção que forma um ângulo com a horizontal. Sabe-se que ele atinge uma altura máxima h máx = 15 m e que sua velocidade no ponto de altura máxima é v = 10 m/s. Determine a sua velocidade inicial e o ângulo α de lançamento. (Adote g = 10 m/s 2.) 3) Um canhão dispara um projétil do alto de uma elevação de 100 m de altura, segundo um ângulo de 30 o com a horizontal, com velocidade de 300 m/s, conforme a figura. Admitindo g = 10 m/s 2, determine o tempo que o projétil leva para atingir um alvo localizado a m de altura, conforme indica a figura. (Faça 3 = 1,7.)

2 2 4) (UFV-MG) Um jogador de futebol chuta uma bola que descreve a trajetória parabólica ilustrada abaixo. a) Compare os módulos das velocidades da bola nos pontos A, C e E, utilizando os sinais: >, = ou <. b) Compare os módulos das acelerações da bola nos pontos A, C e E, utilizando os sinais: >, = ou <. c) Represente, no desenho, o sentido da aceleração a e a velocidade v da bola nos pontos A, B, C, D e E. 5) (Vunesp-SP) Um golfista arremessa a bola a uma distância de 80 m, a partir do solo, sob um ângulo θ, num campo perfeitamente plano e horizontal. A bola permanece 4,0 s no espaço. Desprezando o atrito com o ar e assumindo g = 10 m/s 2, calcule: a) a intensidade da velocidade de lançamento da bola (v 0 ) e o ângulo de tiro θ; b) a altura máxima atingida (H). 6) (Unitau-SP) Numa competição de motocicletas, os participantes devem ultrapassar um fosso e, para tornar possível essa tarefa, foi construída uma rampa conforme mostra a figura. Desprezando as dimensões da moto e considerando L = 7,0 m, cos 10 o = 0,98 e sen 10 o = 0,17, determine a mínima velocidade com que as motos devem deixar a rampa a fim de que consigam atravessar o fosso. (Faça g = 10 m/s 2.)

3 3 No teste a seguir, a resposta é dada pela soma dos números que identificam as alternativas corretas. 7) (UFBA) Um corpo, lançado de um ponto O no solo, segundo um ângulo θ, e com velocidade v o de módulo igual a 100 m/s, descreve a trajetória representada na figura abaixo. Considere-se o módulo da aceleração da gravidade local igual a 10 m/s 2, cos θ= 0,80 e sen θ = 0,60. Nessas condições, desprezando-se a resistência do ar, é correto afirmar: (01) A velocidade resultante do corpo, no ponto mais alto da trajetória, é nula. (02) A altura máxima atingida pelo corpo, em relação ao solo, é igual a 180 m. (04) A força-peso realiza trabalho sobre o corpo, no movimento de subida. (08) O corpo encontra-se com velocidade resultante de módulo igual a 30 m/s após 3 s de movimento. (16) O alcance horizontal do corpo é igual a 960 m. 8) (UFPE) Dois bocais de mangueiras de jardim, A e B, estão fixos ao solo. O bocal A é perpendicular ao solo e o outro está inclinado de 60 o em relação à direção de A. Correntes de água jorram dos dois bocais com velocidades idênticas. Qual a razão entre as alturas máximas de elevação da água? 9) (UFAL) Um corpo é lançado do solo com velocidade de 40 m/s, formando um ângulo de 30 o com a horizontal. Ele atinge o telhado de um pequeno edifício 3,0 s após o lançamento. (Dados: sen 30 o = 0,50; cos 30 o = 0,87.) Adotando g = 10 m/s 2 e desprezando a resistência do ar, determine a altura do edifício.

4 4 10) (UERJ) Um atirador de facas faz seus arremessos a partir de um ponto P, em direção a uma jovem que se encontra em pé, encostada em um painel de madeira. A altura do ponto P é de 2,0 m e sua distância ao painel é de 3,0 m. A primeira faca é jogada para o alto com a componente horizontal da velocidade igual a 3,0 m/s e a componente vertical igual a 4,0 m/s. A faca se move em um plano vertical perpendicular ao painel. Desprezando a resistência do ar e qualquer movimento de giro da faca em torno de seu carro de gravidade, determine a altura do ponto em que ela atinge o painel. 11) (UFPR) Uma bola é lançada, a partir do solo, com uma velocidade cujo componente horizontal vale 45 m/s e cujo componente vertical vale 20 m/s. Determine sua velocidade, em metros por segundo, 2 s após o lançamento. Considere g = 10 m/s 2 e despreze a resistência do ar. Física & Cotidiano A experiência da torre Conta-se que Galileu Galilei ( ) fez uma experiência na Torre de Pisa, na qual ele teria subido até o topo, diante de grande audiência, e lançado dois corpos de pesos diferentes, ao mesmo tempo. Como os corpos chegassem ao mesmo tempo ao chão, Galileu teria demonstrado que a afirmação de Aristóteles ( a.c.) de que o corpo mais pesado cairia mais rápido era falsa. A experiência de fato existiu, mas foi conduzida pelo aristotélico Giorgio Coressio que, soltando algumas esferas de ferro do alto da torre, teria constatado uma queda mais rápida para os corpos mais pesados confirmando a proposta de Aristóteles! O resultado não é surpreendente, já que as condições em que o teste foi realizado não eram ideais, tais como: a queda ocorre no ar e não no vácuo; as esferas não têm formato aerodinâmico ideal para minimizar a resistência do ar; a altura da torre é suficientemente grande para que os corpos tenham tempo de sofrer os efeitos de resistência do ar, de ventos em direções diferentes etc. 12) Um projétil é atirado horizontalmente do alto de uma torre de 125 m de altura com velocidade inicial de 80 m/s. Admitindo g = 10 m/s 2, determine: a) o tempo que o projétil leva para atingir o solo; b) a velocidade do projétil ao atingir o solo; c) as coordenadas do projétil no instante 2 s; d) o alcance.

5 5 13) Um avião Xavante está a 8 km de altura e voa horizontalmente a 700 km/h, patrulhando a costa brasileira. Em um dado instante, ele observa um submarino inimigo parado na superfície. Desprezando as forças de resistência do ar e adotando g = 10 m/s 2, calcule o tempo de que dispõe o submarino para deslocar-se após o avião ter soltado uma bomba. 14) Uma bola é lançada horizontalmente do alto de um edifício, tocando o solo decorridos aproximadamente 2 s. Sendo de 2,5 m a altura de cada andar, qual o número de andares do edifício? (Use g = 10 m/s 2.) 15) (Cefet-MG) Uma bola de pingue-pongue rola sobre uma mesa com velocidade constante de 0,20 m/s. Após sair da mesa, cai, atingindo o chão a uma distância de 0,20 m dos pés da mesa. Considerando g = 10 m/s 2 e a resistência do ar desprezível, determine: a) a altura da mesa; b) o tempo gasto pela bola para atingir o solo. 16) (Vunesp-SP) Em voo horizontal, a m de altitude, com a velocidade 540 km/h, um bombardeiro deixa cair uma bomba. Esta explode 15 s antes de atingir o solo. Desprezando a resistência do ar, calcule a velocidade da bomba no momento da explosão. (g = 10 m/s 2 )

6 6 17) Um avião voa horizontalmente a m de altura com velocidade de 250 m/s no instante em que abandona um pacote. Adote g = 10 m/s 2 e despreze a ação do ar. Determine: a) o tempo de queda do pacote; b) a distância que o pacote percorre na direção horizontal desde o lançamento até o instante em que atinge o solo; c) o módulo da velocidade do pacote ao atingir o solo. 18) Da beira de um barranco situado a 39,2 m em relação ao nível inferior do solo, um garoto chuta uma bola, imprimindo-lhe uma velocidade horizontal de 4,0 m/s, como mostra a figura abaixo. Na parte inferior do barranco, a 40,0 m da vertical do primeiro garoto, um outro garoto vai tentar pegar a bola. Determine a que distância, à frente ou atrás do segundo garoto, a bola chutada cairá (adote g = 10 m/s 2 e despreze a resistência do ar).

7 7 19) Um avião de socorro voa horizontalmente a uma altura h = 720 m, a fim de lançar um pacote de mantimentos para uma população flagelada. Quando o avião se encontra à distância d = m da população, na direção horizontal (veja a figura), o piloto abandona o pacote. (Adote g = 10 m/s 2.) a) Qual é a trajetória do pacote vista pelo piloto, considerando que o avião mantenha invariável o seu movimento? b) Qual é a trajetória do pacote vista por uma pessoa da população? c) Quanto tempo o pacote leva até chegar aos flagelados? d) Qual é o módulo da velocidade v do avião? e) Qual é o módulo da velocidade do pacote quando ele chega ao solo? 20) Uma bolinha rola com velocidade de módulo constante v = 5 m/s sobre uma mesa horizontal de altura h = 1,25 m e, com essa velocidade, abandona a borda da mesa. (Adote g = 10 m/s 2.) a) Desenhe a trajetória descrita pela bolinha, em relação ao solo, após abandonar a mesa. b) Em quanto tempo a bolinha chega ao chão? c) O intervalo de tempo calculado no item anterior seria maior, menor ou igual, se a bolinha fosse apenas abandonada a partir da borda da mesa? Por quê? d) Localize o ponto em que a bolinha toca o chão, calculando seu deslocamento na direção horizontal a partir do instante em que abandona a borda da mesa. e) Calcule o módulo da velocidade com que a bolinha chega ao chão.

8 8 21) Um corpo é lançado obliquamente a partir do solo, no vácuo, sob ângulo de 60 o com a horizontal e com velocidade de 10 m/s. Adotando g = 10 m/s 2, sen 60 o = sen 120 o = 0,86 e cos 60 o = 0,50, determine: a) a velocidade escalar mínima assumida pelo corpo; b) o instante em que o corpo atinge o ponto mais alto da trajetória; c) a altura máxima atingida pelo corpo e o alcance do lançamento. 22) No lançamento oblíquo de um projétil, a altura máxima é 20 m. No ponto mais alto da trajetória, a velocidade escalar do projétil é 5 m/s. Desprezando a resistência do ar e adotando g = 10 m/s 2, determine: a) o tempo total do movimento e o tempo de subida; b) a velocidade escalar de lançamento; c) o ângulo de tiro expresso por uma de suas funções trigonométricas; d) o alcance do lançamento. 23) Uma bola está parada sobre o gramado de um campo horizontal, na posição A. Um jogador chuta a bola para cima, imprimindo-lhe velocidade v 0 de módulo 8,0 m/s, fazendo com a horizontal um ângulo de 60 o como mostra a figura. A bola sobe e desce, atingindo o solo novamente, na posição B. Desprezando-se a resistência do ar, qual será a distância entre as posições A e B? (Use g = 10 m/s 2, sen 60 o = 0,87 e cos 60 o = 0,5).

9 9 24) Um corpo é lançado de um ponto O do solo com velocidade inicial v 0, que forma com a horizontal um ângulo θ, como indica a figura, tal que cos θ= 0,80 e sen θ = 0,60. Sendo v 0 = 100 m/s e g = 10 m/s2, despreze a resistência do ar e determine: a) o instante em que o corpo atinge o ponto mais alto da trajetória; b) o instante em que o corpo está de volta ao solo; c) o alcance horizontal A; d) a altura máxima H; e) a velocidade escalar do corpo no ponto de altura máxima; f) a velocidade escalar do corpo no instante em que toca o solo.

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE Fixação 1) Duas pequenas esferas, uma de ferro, outra de chum-bo, são abandonadas, a partir do mesmo ponto, num mesmo local, onde

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO Como pode cair no enem (PUC) Suponha que Cebolinha, para vencer a distância que o separa da outra margem e livrar- -se da ira da Mônica, tenha conseguido

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 5 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS 1. Uma partícula, inicialmente a 2 m/s, é acelerada uniformemente e, após percorrer 8 m, alcança a velocidade de 6 m/s. Nessas condições, sua aceleração,

Leia mais

Balística Avançada. Questão 01 - (UEM PR/2012)

Balística Avançada. Questão 01 - (UEM PR/2012) Questão 01 - (UEM PR/2012) Do topo de uma plataforma vertical com 100 m de altura, é solto um corpo C 1 e, no mesmo instante, um corpo C 2 é arremessado de um ponto na plataforma situado a 80 m em relação

Leia mais

Equipe de Física. Física

Equipe de Física. Física Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 2R Ensino Médio Equipe de Física Data: Física Lançamento Vertical Um arremesso de um corpo, com velocidade inicial na direção vertical, recebe o nome de Lançamento

Leia mais

Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical

Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical 1ª) Um corpo é abandonado a 80m do solo. Sendo g = 10m/s² e o corpo estando livre de forças dissipativas, determine o instante e a velocidade que o móvel possui

Leia mais

Lançamento de projéteis

Lançamento de projéteis Lançamento de projéteis 01. Um projétil é lançado com velocidade inicial de intensidade igual a 50 m/s. A trajetória faz na origem um ângulo de 37 com a horizontal. As intensidades da velocidade e da aceleração

Leia mais

1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea.

1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea. 1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea. t = 0s V = 10 - st V = Vo + at So = 8m S = So + Vot + 9/2 t²

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo 1- Um corpo é abandonado a 80m do solo. Sendo

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA MODERNA ALUNO(A): SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE

Leia mais

Lançamento Horizontal e Oblíquo

Lançamento Horizontal e Oblíquo Lançamento Horizontal e Oblíquo Composição de movimentos Princípio da Independência dos Movimentos de Galilei - Se um corpo apresenta um movimento composto, cada um dos movimentos componentes se realiza

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

GABARITO DA AFE02 FÍSICA 2ª SÉRIE 2016

GABARITO DA AFE02 FÍSICA 2ª SÉRIE 2016 GABARITO DA AFE0 FÍSICA ª SÉRIE 016 1) A figura abaixo representa um móvel m que descreve um movimento circular uniforme de raio R, no sentido horário, com velocidade de módulo V. Assinale a alternativa

Leia mais

LANÇAMENTOS NO VÁCUO. I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL )

LANÇAMENTOS NO VÁCUO.  I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) LANÇAMENTOS NO VÁCUO www.nilsong.com.br I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) São os movimentos onde só cosndera-se atuando no móvel apenas a força de gravidade

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE PREPARAÇÃO PARA A PROVA

LISTA DE EXERCÍCIOS DE PREPARAÇÃO PARA A PROVA 1. (Fuvest 92) Adote: g = 10 m/s Uma pessoa sentada num trem, que se desloca numa trajetória retilínea a 20 m/s, lança uma bola verticalmente para cima e a pega de volta no mesmo nível do lançamento. A

Leia mais

Lançamento Horizontal e Oblíquo

Lançamento Horizontal e Oblíquo Lançamento Horizontal e Oblíquo Composição de Movimentos São movimentos que serão descritos sob referenciais de duas dimensões (y, x), ou seja, são movimentos que ocorrem em duas direções ao mesmo tempo.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

SuperPro copyright Colibri Informática Ltda.

SuperPro copyright Colibri Informática Ltda. 1. (Ufpe 2004) Um projétil é lançado obliquamente no ar, com velocidade inicial v³ = 20 m/s, a partir do solo. No ponto mais alto de sua trajetória, verifica-se que ele tem velocidade igual à metade de

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 # Velocidade escalar média # Movimento retilíneo uniforme # Movimento retilíneo uniformemente variado # Movimento de queda livre dos corpos # Movimento

Leia mais

2 - A fonte de uma praça dispara cinco jatos d água seqüenciais, como numera a figura a seguir.

2 - A fonte de uma praça dispara cinco jatos d água seqüenciais, como numera a figura a seguir. 1 - Um atirador dispara um revólver formando um ângulo de 37º com a horizontal, em uma região plana, a uma altura de 2 m do solo. O projétil atinge o solo a 88,8 m do ponto de lançamento. Qual é a velocidade

Leia mais

Universidade Federal fluminense. Física I e Física XVIII

Universidade Federal fluminense. Física I e Física XVIII Universidade Federal fluminense Física I e Física XVIII Lista 02 Movimento Unidimensional e Queda Livre Questões: 1)A cada segundo o coelho percorre metade da distância restante entre seu nariz e um pé

Leia mais

LISTA 1 DE EXERCÍCIOS

LISTA 1 DE EXERCÍCIOS CURSO: ENGENHARIAS LISTA 1 DE EXERCÍCIOS DISCIPLINA: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL - MECÂNICA Professora: Paula Beghelli paula-beghelli@anhanguera.com Instruções: Resolver esta lista INDIVIDUAL ou em GRUPO

Leia mais

2ª Prova de Física Profs. Beth/Reinaldo 2 a UP

2ª Prova de Física Profs. Beth/Reinaldo 2 a UP 2ª Prova de Física Profs. Beth/Reinaldo 2 a UP Nome 1ª série Nº Conceito Nº de questões: 17 testes Tempo: 90 min Datα: 16 / 06 / 2016 NÃO É permitido o uso de calculadora NEM o empréstimo de materiais.

Leia mais

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =)

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) 1) (MACKENZIE 2015) Dois corpos A e B de massas ma = 1,0 kg e mb = 1,0.10³ kg, respectivamente,

Leia mais

Aplicando as condições iniciais: 0 0, h0. temos:

Aplicando as condições iniciais: 0 0, h0. temos: 1) O Brasil, em 014, sediou o Campeonato Mundial de Balonismo. Mais de 0 equipes de diferentes nacionalidades coloriram, com seus balões de ar quente, o céu de Rio Claro, no interior de São Paulo. Desse

Leia mais

Composição de Movimento - Anual

Composição de Movimento - Anual Questão 01 - (UFRN/2011) Considere um grande navio, tipo transatlântico, movendo-se em linha reta e com velocidade constante (velocidade de cruzeiro). Em seu interior, existe um salão de jogos climatizado

Leia mais

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez 1. (Unesp 01) O gol que Pelé não fez Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia, Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê o goleiro tcheco adiantado, e arrisca um chute que

Leia mais

Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz

Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz QUESTÕES DO CAPÍTULO 2 DO LIVRO FUNDAMENTOS DE FÍSICA HALLIDAY & RESNICK - JEARL WALKER 6 ª - 7 ª e 9ª EDIÇÃO VOLUME 1

Leia mais

Prof. André Motta - d) 30 m e) 20 m

Prof. André Motta - d) 30 m e) 20 m Exercícios sobre Lançamento Horizontal Oblíquo 1-Considere uma mesma bolinha lançada de cima de uma mesa com três diferentes velocidades, caracterizando os três deslocamentos possíveis mostrados na figura.

Leia mais

Física I. Aula 03: Movimento em um Plano. Tópico 03: Movimento de Projéteis. Observação

Física I. Aula 03: Movimento em um Plano. Tópico 03: Movimento de Projéteis. Observação Aula 03: Movimento em um Plano Tópico 03: Movimento de Projéteis Todo mundo sabe que brasileiro é doido por futebol, mas dos que gostam de futebol, muitos não gostam de Física. Mas você sabia que tem muita

Leia mais

Universidade Federal Fluminense Física 1 / Física XVIII Lista 04 (Movimento Bi e Tridimensional)

Universidade Federal Fluminense Física 1 / Física XVIII Lista 04 (Movimento Bi e Tridimensional) Universidade Federal Fluminense Física 1 / Física XVIII Lista 04 (Movimento Bi e Tridimensional) Questões: 1) No salto a distância, é importante a altura alcançada? Quais os fatores que determinam o alcance

Leia mais

Queda Livre e lançamento vertical para cima

Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda livre vertical Movimento na superfície do planeta em que se despreza a resistência do ar e a única força que atua no corpo é seu peso. Características

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL r P r 1 1 r 2 r 2 vm r 2 1 a a t Eixo tangente à trajetória a c a Fixação 1) Um móvel percorre 4,0km para leste e 3,0km para norte. Isso ocorre em 20 minutos.

Leia mais

Professor: Renam Oliveira

Professor: Renam Oliveira Professor: Renam Oliveira TEXTO: 1 - Comum à questão: 1 Quando precisar use os seguintes valores para as constantes: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. 1,0 cal = 4,2 J = 4,2 10 7 erg. Calor específico

Leia mais

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein # Ler todas as teorias # Refazer todos os exercícios dados em aula. # Refazer todos os exercícios feitos do livro. # Refazer

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - Energia Mecânica

LISTA DE EXERCÍCIOS - Energia Mecânica MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS ITAJAÍ - CURSO: TÉCNICO INTEGRADO EM MECÂNICA PROFESSORES:

Leia mais

Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor

Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor falar em decomposição de movimentos) é pensar o movimento

Leia mais

Física - vetores. Página 1 de 9

Física - vetores. Página 1 de 9 1. (Ita) Um barco leva 10 horas para subir e 4 horas para descer um mesmo trecho do rio Amazonas, mantendo constante o módulo de sua velocidade em relação à água. Quanto tempo o barco leva para descer

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física Atrito e Trabalho de uma força

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física Atrito e Trabalho de uma força Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física Atrito e Trabalho de uma força 1- (PUC-RIO) Uma caixa cuja velocidade inicial

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Resultante Centrípeta

Resultante Centrípeta Questão 01) Uma criança está em um carrossel em um parque de diversões. Este brinquedo descreve um movimento circular com intervalo de tempo regular. A força resultante que atua sobre a criança a) é nula.

Leia mais

DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA:

DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA: EXERCÍCIOS ON LINE 1º Bimestre DISCIPLINA: FÍSICA 1 - PDF PROFESSOR(A): ANDERSON Curso: E.M. TURMA: 2101 / 2102 DATA: NOME: Nº.: 1) Uma barra de peso desprezível está em equilíbrio na posição horizontal,

Leia mais

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Saionara Chagas Data: / /2016 COMPONENTE

Leia mais

Bacharelado Engenharia Civil

Bacharelado Engenharia Civil Bacharelado Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Prof.a: Érica Muniz 1 Período Lançamentos Movimento Circular Uniforme Movimento de Projéteis Vamos considerar a seguir, um caso especial de movimento

Leia mais

1ªAula do cap. 04. Movimento em 2 Dimensões 2-D

1ªAula do cap. 04. Movimento em 2 Dimensões 2-D 1ªAula do cap. 4 Moimento em Dimensões -D Introdução ao moimento em -D. Vetor Posição e Deslocamento, Velocidade e aceleração, Princípio da Independência dos Moimentos, Moimento em -D Lançamento Horizontal,

Leia mais

Lista 5: Trabalho e Energia

Lista 5: Trabalho e Energia Lista 5: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder a

Leia mais

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia Sigla: Disciplina: Curso: FISAP Física Aplicada a Agronomia Agronomia Lista 4 MUV 01) A posição de um objeto movendo-se ao longo do eixo x é dada por x = 3t - 4t² + t³, onde x está em metros e t em segundos.

Leia mais

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito 1 Conceito Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática A cinemática é a parte da mecânica que estuda e descreve os movimentos, sem se preocupar com as suas causas 1.1 Referencial 1. Deslocamento

Leia mais

LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS A Equipe SEI, pensando em você, preparou este artio com exercícios resolvidos sobre lançamento oblíquo. Bons estudos!. (AFA 9) Uma bola de basquete

Leia mais

Lista de exercícios Queda dos corpos

Lista de exercícios Queda dos corpos 1. (UFMT) Galileu, na Torre de Pisa, fez cair vários objetos pequenos, com o objetivo de estudar as leis do movimento dos corpos em queda. A respeito dessa experiência, julgue os itens, desprezando o efeito

Leia mais

NOME: N O : TURMA: 1. PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: 1. PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila de Revisão n 5 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: 1 PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - 5. Trabalho e Energia 5.1. Trabalho realizado por forças constantes. 5.2. Energia cinética. 5.3.

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO P T P N θ P Como pode cair no enem? Uma máquina utiliza um carrinho para retirar carvão do interior de uma mina, puxando-o, sobre um plano inclinado, por meio

Leia mais

Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia )

Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia ) Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia ) 1) Uma força horizontal de 20 N arrasta por 5,0 m um peso de 30 N, sobre uma superfície horizontal. Os trabalhos realizados pela força de 20 N e pela

Leia mais

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Para começarmos esse assunto, vale primeiramente se perguntar: Por que os corpos caem, na superfície de qualquer planeta? A resposta é bem simples, os corpos

Leia mais

Resoluções dos exercícios propostos

Resoluções dos exercícios propostos oblíquo no ácuo Resoluções dos eercícios propostos 1 gt P.167 a) S. 5 t t s b) t 5 5. m c) gt 1 m/s h. m (5) () 3 m/s P.168 = 4, m/s h = 39, m 4, m d Tempo de queda: h gt 39, 1 Alcance horizontal: t 4,,8

Leia mais

Importante: i. As cinco páginas seguintes contém

Importante: i. As cinco páginas seguintes contém Lista 2: Cinemática Bi e Tridimensional NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. As cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção.

Leia mais

30's Volume 4 Física. 9 de janeiro de 2014

30's Volume 4 Física.  9 de janeiro de 2014 30's Volume 4 Física www.cursomentor.com 9 de janeiro de 2014 Q1. Uma escala de temperatura A se relaciona com uma escala de temperatura B de acordo com a expressão A = 20 + 10B. Está mesma escala B se

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Dinâmica Impulsiva

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Dinâmica Impulsiva Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Dinâmica Impulsiva 1. (Uerj 2012) Observe a tabela abaixo, que apresenta as massas de alguns corpos

Leia mais

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO 1 Duas partículas A e B estão do lado oposto de uma reta com 500 m de comprimento. A partícula A desloca-se na direção AB e no sentido de B, com uma velocidade constante

Leia mais

Queda Livre e Lançamentos no Espaço

Queda Livre e Lançamentos no Espaço LOGO FQA Queda Livre e Lançamentos no Espaço (Com resistência do ar desprezável) Queda Livre de Objetos A queda livre é o movimento de um objeto que se desloca livremente, unicamente sob a influência da

Leia mais

Lista4: Trabalho e Energia

Lista4: Trabalho e Energia Lista 4: Trabalho e Energia NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.responder a questão

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FÍSICA 1-2ºEM

LISTA DE RECUPERAÇÃO FÍSICA 1-2ºEM LISTA DE RECUPERAÇÃO FÍSICA 1-2ºEM 1) Uma pessoa caminha sobre um plano horizontal. O trabalho realizado pelo peso desta pessoa é a) sempre positivo b) sempre negativo c) sempre igual a zero d) positivo,

Leia mais

MOVIMENTO EM DUAS E TRÊS DIMENSÕES. O que um jogador de beisebol faz para saber onde deve estar para apanhar uma bola? CAPÍTULO 4

MOVIMENTO EM DUAS E TRÊS DIMENSÕES. O que um jogador de beisebol faz para saber onde deve estar para apanhar uma bola? CAPÍTULO 4 MOVIMENTO EM DUAS E TRÊS DIMENSÕES O que um jogador de beisebol faz para saber onde deve estar para apanhar uma bola? CAPÍTULO 4 Posição, velocidade e aceleração: Vetores Posição e velocidade: O vetor

Leia mais

Física I - AV 1 (parte 2) 2º período de Eng. Civil Prof. Dr. Luciano Soares Pedroso Data: / /2014 valor: 10 pontos Aluno (a) Turma

Física I - AV 1 (parte 2) 2º período de Eng. Civil Prof. Dr. Luciano Soares Pedroso Data: / /2014 valor: 10 pontos Aluno (a) Turma Física I - AV (parte 2) 2º período de Eng. Civil Prof. Dr. Luciano Soares Pedroso Data: / /204 valor: 0 pontos Aluno (a)turma _. No sistema a seguir, A tem massa mû = 0 kg. B tem massa m½ = 5 kg. = 45.

Leia mais

LANÇAMENTO OBLÍQUO. 1. O gol que Pelé não fez

LANÇAMENTO OBLÍQUO. 1. O gol que Pelé não fez LANÇAMENTO OBLÍQUO 1. O gol que Pelé não fez Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia, Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê o goleiro tcheco adiantado, e arrisca um chute

Leia mais

9 ANO Ensino Fundamental

9 ANO Ensino Fundamental E n s in o F o r t e e d e R e s u l t a do s Estudante: Centro Educacio nal Juscelino K ub itschek G u a r á / Valp ar aíso Exercícios Recuperação Semestral F Í S I C A 9 ANO Ensino Fundamental Data:

Leia mais

Desprezando-se a resistência do ar, a energia cinética da bola no ponto mais alto de sua trajetória é: sen α cos α

Desprezando-se a resistência do ar, a energia cinética da bola no ponto mais alto de sua trajetória é: sen α cos α 1. Na formação escolar é comum tratarmos de problemas ideais, como lançamentos verticais de objetos nos quais se despreza a resistência do ar. Mas podemos também abordar um problema destes sem esta simplificação.

Leia mais

Lista1: Cinemática Unidimensional

Lista1: Cinemática Unidimensional Lista 1: Cinemática Unidimensional NOME: Matrícula: Turma: Prof. : Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para serem resolvidos e entregues. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.

Leia mais

Roteiro de Estudos 9ª Ano 3º Trimestre Disciplina: Física Professor Hugo Prz

Roteiro de Estudos 9ª Ano 3º Trimestre Disciplina: Física Professor Hugo Prz Roteiro de Estudos 9ª Ano 3º Trimestre Disciplina: Física Professor Hugo Prz Lista dos Conteúdos Conceituais: Lançamento Horizontal Lançamento Vertical Lançamento Horizontal e Vertical simultaneamente

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de Exercícios 2_2 BIMESTRE Nome: Nº Turma: 1 EM Profa Kelly Data: Conteúdo: Queda livre e lançamentos verticais; Princípios fundamentais da dinâmica Parte

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

LISTA EXTRA - UERJ. Desprezando o atrito, o trabalho total, em joules, realizado por F, equivale a: a) 117 b) 130 c) 143 d) 156

LISTA EXTRA - UERJ. Desprezando o atrito, o trabalho total, em joules, realizado por F, equivale a: a) 117 b) 130 c) 143 d) 156 1. (Uerj 01) Uma pessoa empurrou um carro por uma distância de 6 m, aplicando uma força F de mesma direção e sentido do deslocamento desse carro. O gráfico abaixo representa a variação da intensidade de

Leia mais

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s².

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s². PROFESSOR: Raphael Carvalho BANCO DE QUESTÕES - FÍSICA 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== 01- Dois atletas em lados opostos

Leia mais

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s 1. Em julho de 009 comemoramos os 40 anos da primeira viagem tripulada à Lua. Suponha que você é um astronauta e que, chegando à superfície lunar, resolva fazer algumas brincadeiras para testar seus conhecimentos

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01181 Área I Lista 1 1. Calcule a velocidade escalar média nos seguintes casos: a) você percorre uma distância de

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Cinemática I Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem levar em consideração

Leia mais

Lista 3: Vetores e Sistemas de Coordenadas NOME:

Lista 3: Vetores e Sistemas de Coordenadas NOME: Lista 3: Vetores e Sistemas de Coordenadas Lista 3: Vetores e Sistemas de Coordenadas NOME: Turma: Prof. : Matrícula: Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar.

Leia mais

Decomposição de Forças e Plano Inclinado

Decomposição de Forças e Plano Inclinado Decomposição de Forças e Plano Inclinado Decomposição de Forças e Plano Inclinado 1. O conjunto ao lado, constituído de fio e polia ideais, é abandonado do repouso no instante t = 0 e a velocidade do corpo

Leia mais

FQA Ficha 9 Exercícios variados

FQA Ficha 9 Exercícios variados ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS FQA Ficha 9 Exercícios variados 11.º Ano Turma A e B 10 novembro 2014 NOME Nº Turma 1. Um grupo de alunos realizou a atividade de laboratório AL-1.4 - Satélite geostacionário

Leia mais

Lista 6: Sistema de Partículas NOME: a) O momento linear do sistema se conserva? (Para responder, encontre o vetor força externa resultante.

Lista 6: Sistema de Partículas NOME: a) O momento linear do sistema se conserva? (Para responder, encontre o vetor força externa resultante. Lista 6: Sistema de Partículas NOME: Turma: Prof. : Matrícula: Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii.responder

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual.

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. Física 2ª Lei de Newton I 2 os anos Hugo maio/12 Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. 1. Aplica-se uma força F de intensidade 20

Leia mais

Fís. Leonardo Gomes (Arthur Ferreira Vieira)

Fís. Leonardo Gomes (Arthur Ferreira Vieira) Semana 11 Leonardo Gomes (Arthur Ferreira Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Trabalho de uma força

Trabalho de uma força Questão 01 Um bloco de massa m desce escorregando por uma rampa inclinada, inicialmente com velocidade v, até atingir a base inferior da rampa com velocidade 2v, como mostra a figura. Sabendo que não há

Leia mais

Parte 2 - PF de Física I NOME: DRE Teste 1

Parte 2 - PF de Física I NOME: DRE Teste 1 Parte 2 - PF de Física I - 2017-1 NOME: DRE Teste 1 Nota Q1 Questão 1 - [2,5 ponto] Um astronauta está ligado a uma nave no espaço através de uma corda de 120 m de comprimento, que está completamente estendida

Leia mais

Cinemática I Movimento Retilíneo

Cinemática I Movimento Retilíneo CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2016.2 Cinemática I Movimento Retilíneo Rafael Silva P. de Santana Engenharia Civil 5º Período Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem

Leia mais

ESPELHOS ESFÉRICOS - INTERMEDIÁRIO

ESPELHOS ESFÉRICOS - INTERMEDIÁRIO ESPELHOS ESFÉRICOS - INTERMEDIÁRIO A Equipe SEI selecionou exercícios de concursos sobre espelhos esféricos, para que você possa aprimorar seus conhecimentos. Os exercícios selecionados são de nível intermediário.

Leia mais

Mecânica 2007/ ª Série

Mecânica 2007/ ª Série Mecânica 007/008 ª Série Questões: 1. Se a velocidade média é nula durante um intervalo de tempo t e se v(t) é uma função contínua, mostre que a velocidade instantânea se deve anular em algum instante

Leia mais

a) 3, e 9, b) 9, e 4, c) 9, e 3, d) 3, e 4, e) 4, e 3,

a) 3, e 9, b) 9, e 4, c) 9, e 3, d) 3, e 4, e) 4, e 3, 1 - - (Anhembi Morumbi SP) - Considere um ônibus espacial, de massa aproximada 1,0 10 5 kg, que, dois minutos após ser lançado, atingiu a velocidade de 1,34 10 3 m/s e a altura de 4,5 10 4 m. Sabendo que

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA PROVA ESPECÍFICA E TESTÃO 1 ANO 4 BIMESTRE

EXERCÍCIOS PARA PROVA ESPECÍFICA E TESTÃO 1 ANO 4 BIMESTRE 1. (Unesp 89) Um cubo de aço e outro de cobre, ambos de massas iguais a 20 g estão sobre um disco de aço horizontal, que pode girar em torno de seu centro. Os coeficientes de atrito estático para aço-aço

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 05 ROLDANAS E ELEVADORES T T Como pode cair no enem? (CEFET) Nos sistemas seguintes, em equilíbrio, as roldanas, os fios e as hastes têm massas desprezíveis. Os dinamômetros

Leia mais

Física e Química A 11º ano B

Física e Química A 11º ano B Escola Técnica Liceal Salesiana de S. to António Estoril Física e Química A 11º ano B MINI-TESTE 1 3/10/2008 versão 1 Nome: nº Classificação Enc. Educ. Professor 1. Uma pedra de massa m = 0,10 kg é lançada

Leia mais

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 5 Lançamento Horizontal Lançamento Oblíquo Movimento Circular Prof.: Célio Normando

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 5 Lançamento Horizontal Lançamento Oblíquo Movimento Circular Prof.: Célio Normando Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 5 Lançamento Horizontal Lançamento Oblíquo Movimento Circular Prof.: Célio Normando 1) (FUVEST-2001) Um motociclista de motocross move-se com velocidade v

Leia mais

Vetores. Grandeza Escalar precisa somente de um número e sua unidade.

Vetores. Grandeza Escalar precisa somente de um número e sua unidade. Vetores Grandeza Escalar precisa somente de um número e sua unidade. Grandeza Vetorial precisa de módulo, direção e sentido para ficar perfeitamente representado. VETOR É o ente matemático que nos ajuda

Leia mais

PROCESSO SELETIVO TURMA DE 2016 FASE 1 PROVA DE FÍSICA E SEU ENSINO

PROCESSO SELETIVO TURMA DE 2016 FASE 1 PROVA DE FÍSICA E SEU ENSINO PROCESSO SELETIVO TURMA DE 2016 FASE 1 PROVA DE FÍSICA E SEU ENSINO Caro professor, cara professora, esta prova tem 2 partes; a primeira parte é objetiva, constituída por 14 questões de múltipla escolha,

Leia mais

Física. Física Módulo 1 Velocidade Relativa, Movimento de Projéteis, Movimento Circular

Física. Física Módulo 1 Velocidade Relativa, Movimento de Projéteis, Movimento Circular Física Módulo 1 Velocidade Relativa, Movimento de Projéteis, Movimento Circular Velocidade Relativa Um Gedankenexperiment Imagine-se agora em um avião, a 350 km/h. O destino (a direção) é por conta de

Leia mais