1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea."

Transcrição

1 1) No instante t = 0 s, um carrinho cuja equação da velocidade era v = 10 2t, no SI, estava na posição de 8 m de certa trajetória retilínea. t = 0s V = 10 - st V = Vo + at So = 8m S = So + Vot + 9/2 t² Vo = 10 m/s S = t + t² V² = Vo² + 2 a (S - So) a = - 2 m/s a) Escreva a equação horária do deslocamento (ou posição) desse movimento. S = t + t² b) Verifique se o carrinho parou. Se isso aconteceu, mencione o instante e a posição de parada. V² = Vo² + 2a S 0 = 10² S 0 = S 4 S = 100 S = 100/4 S = 25 m V = Vo + at 0 = 10-2.t 2t = 10 t = 10/5 t = 2s c) Determine a posição e a velocidade de carrinho no instante t = 6 s. t = 6s S = ² S = S = 104 m V = V = V = - 2 m/s d) Classifique o movimento segundo as condições de velocidade e aceleração (progressivo ou retrógrado e acelerado ou retardado). MRU retardado 2) Um tijolo cai de um edifício em construção, chegando ao solo com velocidade de 20 m/s. V = 20 m/s Vo = 0 g = 10 m/s

2 a) Determine a altura do edifício. S = 5t² S = 5.4² S = 5.16 S = 80 m b) Calcule o tempo de queda do tijolo. V = Vo + at 20 = 0 + 5t 20/5 = t t = 4s c) Faça um esboço dos gráficos v (m/s) x t (s) e a (m/s) x t (s) para o movimento do tijolo. 3) Considerando-se a velocidade do som no ar, 320 m/s, deixa-se cair uma pedra num poço, ouvindo-se o som do choque contra o fundo 4,25 s após ter-se soltado a pedra. Qual é a profundidade do poço? V = 320 m/s t = 4,25 s

3 g = 10 m/s² S = So + Vot + 9/2 t² S = ,25 + 5t² S = 5t² S = 5t² S = 5. (4,25)² S = S = 90,31 m 4) Num local onde a gravidade vale g = 10 m/s2, uma pedra é abandonada de um helicóptero no instante em que ela está a uma altura de 1000 m em relação ao solo. Sendo 20 s o tempo que a pedra gasta para chegar ao solo, pode-se concluir que no instante do abandono da pedra o helicóptero (desprezar qualquer força resistiva): a) Subia. b) Descia. c) Estava parado. d) Encontra-se em situação indeterminada face aos dados do exercício. e) Esta situação é impossível fisicamente. g = 10 m/s² S = 1000 m t = 20 s (subia) 5) Do alto de um edifício são lançadas duas esferas idênticas, simultaneamente, com a mesma velocidade: uma verticalmente para cima e outra verticalmente para baixo. Desprezando a resistência do ar, é correto afirmar que as duas esferas:

4 01. Chegam juntas ao solo. 02. Sofrem o mesmo deslocamento até o solo. 04. Tem a mesma velocidade quando atingem o solo. 08. Tem a mesma aceleração quando atingem o solo. 16. Estão sujeitas a mesma força, durante o tempo em que estão no ar. Dê a resposta como a soma das afirmativas verdadeiras, preenchendo a lacuna ao lado: = 20 6) Uma pequena bola é lançada verticalmente para cima, sob a ação somente da força peso, em um local onde a aceleração da gravidade é 10 m/s2. O gráfico abaixo representa o deslocamento da bola em relação ao tempo. 01. No instante 2 s a bola atingiu a altura máxima e a aceleração atuante sobre ela é nula. 02. No instante 2 s a velocidade da bola e a força resultante sobre ela são nulas. 04. A velocidade inicial da bola é igual a 20 m/s. 08. A força resultante e a aceleração permanecem invariáveis durante todo o movimento. 16. No instante 2 s a velocidade da bola é nula, mas a aceleração e a força resultante que atua sobre a bola, apresentam valores diferentes de zero. 32. A aceleração é variável e atinge seu valor máximo no instante t = 4 s. 64. O movimento pode ser descrito pela função S = 20t 5t = 25 Dê a resposta como a soma das afirmativas verdadeiras, preenchendo a lacuna ao lado: 25 7) Um motociclista deseja saltar um fosso de largura d = 4,0 m, que separa duas plataformas horizontais. As plataformas estão em níveis diferentes, sendo que a primeira encontra-se a uma altura h = 1,25 m acima do nível da segunda, como mostra a figura ao lado. O motociclista salto o vão com certa velocidade vo e alcança a plataforma inferior, tocando-a com as duas rodas da motocicleta ao mesmo tempo. Sabendo-se que a distância entre os eixos das rodas é 1,0 m e

5 admitindo g = 10 m/s2, determine: S = So + Vot + 9/2 t² a = g = 10 m/s² a) O tempo gasto entre os instantes em que ele deixa a plataforma superior e atinge a inferior. 5 = t² 5-4 = 5t² 1/5 = t t = (raizquadrada) 1/5 = 0,44s b) Qual é a menor velocidade com que o motorista deve deixar a plataforma superior, para que não caia no fosso. V = Vo + at V = ,44 V = 44 m/s 8) Uma pedra é lançada com uma velocidade de módulo de 20 m/s, fazendo um ângulo de 40º acima da horizontal. Adote sen 40º = 0,6 e cos 40º = 0,8. Vo = 20 m/s a = g = - 20 m/s² a) Faça um diagrama mostrando a trajetória da pedra. b) Desenhe, em alguns pontos da trajetória, os vetores velocidade e a aceleração da pedra. c) Calcule os deslocamentos vertical e horizontal da pedra, após 1,5 segundos do lançamento. S = 20t t= 1,5s horizontal x = 20. 1,5 x = 30 m vertical S = So + Vot + 9/2 t²

6 y = t² y = 5.15 y = 7,5 m d) Calcule as componentes vertical e horizontal da velocidade da pedra, após 1,5 segundo do lançamento. V1y = Vo + at Vy = ,5 Vy = ,5 Vy = 27,5 m/s V²x = (Vo)² + (Vy)² V²x = 20² + (27,5)² V²x = ,25 Vx = (raizquadrada) 1156,25 Vx = 34 m/s e) É possível afirmar que a pedra já passou pela altura máxima, após 1,5 segundos do lançamento? Justifique sua resposta. Vox = Vo cos 40º = 20.0,8 = 16 m/s Voy = Vo. sen 40 = 20. 0,6 = 33,3 m/s 9) A figura abaixo representa as trajetórias dos projéteis A e B, desde seu lançamento simultâneo do topo de uma torre até atingirem o solo, considerado perfeitamente horizontal. A altura máxima é a mesma para as duas trajetórias, e o efeito do ar, desprezível nesses movimentos. Selecione a alternativa que preenche corretamente as lacunas do parágrafo abaixo. O projétil A atinge o solo o projétil B. Sobre a componente horizontal da velocidade no ponto mais alto da trajetória, pode-se afirmar que ela é. a) Antes que nula para ambos os projéteis. b) Antes que maior para o projétil B do que para o projétil A c) Antes que menor que o projétil B do que para o projétil A d) Ao mesmo tempo que menor para o projétil B do que para o projétil A e) Ao mesmo tempo que maior para o projétil B do que para o projétil A

7 10) Um audacioso motociclista deseja utilizar uma rampa de 4 m de altura e com inclinação de 30º para pular sobre um muro de altura de 34 m que está localizado a m do final da rampa. Para conseguir dar o salto desejado, a velocidade mínima da moto no final da rampa deverá ser igual a: 3 50 a) 144 km/h b) 72 km/h c) 80 km/h d) 50 km/h x = xo + Voxt 50 3 = 0 + ( 3 /2) Vot 50 = (Vot)/2 100 = Vot t = 100/Vo y = yo + Voyt + gt²/2 30 = 0 + (1/2) Vot 5t² 30 = 0 + (1/2) Vo (100/Vo) 5 (100/Vo)² 30 = /(V²o) -20 = (-50000)/(V²o)

8 V²o = (-50000)/(-20) V²o = 2500 Vo = 50m/s (*3,6) = 180 km/h

SuperPro copyright Colibri Informática Ltda.

SuperPro copyright Colibri Informática Ltda. 1. (Ufpe 2004) Um projétil é lançado obliquamente no ar, com velocidade inicial v³ = 20 m/s, a partir do solo. No ponto mais alto de sua trajetória, verifica-se que ele tem velocidade igual à metade de

Leia mais

Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical

Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical Atividades Queda Livre e Arremesso Vertical 1ª) Um corpo é abandonado a 80m do solo. Sendo g = 10m/s² e o corpo estando livre de forças dissipativas, determine o instante e a velocidade que o móvel possui

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 17 REVISÃO DE LANÇAMENTO VERTICAL E QUEDA LIVRE Fixação 1) Duas pequenas esferas, uma de ferro, outra de chum-bo, são abandonadas, a partir do mesmo ponto, num mesmo local, onde

Leia mais

GABARITO DA AFE02 FÍSICA 2ª SÉRIE 2016

GABARITO DA AFE02 FÍSICA 2ª SÉRIE 2016 GABARITO DA AFE0 FÍSICA ª SÉRIE 016 1) A figura abaixo representa um móvel m que descreve um movimento circular uniforme de raio R, no sentido horário, com velocidade de módulo V. Assinale a alternativa

Leia mais

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS

EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS EQUAÇÃO DE TORRICELLI E LANÇAMENTO VERTICAL EXERCÍCIOS 1. Uma partícula, inicialmente a 2 m/s, é acelerada uniformemente e, após percorrer 8 m, alcança a velocidade de 6 m/s. Nessas condições, sua aceleração,

Leia mais

Lançamento Horizontal e Oblíquo

Lançamento Horizontal e Oblíquo Lançamento Horizontal e Oblíquo Composição de Movimentos São movimentos que serão descritos sob referenciais de duas dimensões (y, x), ou seja, são movimentos que ocorrem em duas direções ao mesmo tempo.

Leia mais

Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre

Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre Lista 3 de Mecânica Clássica Movimento Retilíneo Uniformemente Variado - Queda Livre Prof. Ismael Rodrigues Silva ismael fisica@hotmail.com As questões com uma bolinha são elementares e requerem uso de

Leia mais

Cinemática I Movimento Retilíneo

Cinemática I Movimento Retilíneo CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2016.2 Cinemática I Movimento Retilíneo Rafael Silva P. de Santana Engenharia Civil 5º Período Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem

Leia mais

Queda Livre e lançamento vertical para cima

Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda Livre e lançamento vertical para cima Queda livre vertical Movimento na superfície do planeta em que se despreza a resistência do ar e a única força que atua no corpo é seu peso. Características

Leia mais

Física. Exercícios de Revisão I

Física. Exercícios de Revisão I Nome: n o : E nsino: S érie: T urma: Data: Prof(a): Médio Ednilson 1 a Física Exercícios de Revisão I 1) (UFPE) Um gafanhoto adulto pode saltar até 0,80 m com um ângulo de lançamento de 45 o. Desprezando

Leia mais

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima

Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Queda Livre e Lançamento Vertical Para Cima Para começarmos esse assunto, vale primeiramente se perguntar: Por que os corpos caem, na superfície de qualquer planeta? A resposta é bem simples, os corpos

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 16 LANÇAMENTO OBLÍQUO Como pode cair no enem (PUC) Suponha que Cebolinha, para vencer a distância que o separa da outra margem e livrar- -se da ira da Mônica, tenha conseguido

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA

LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO Competência, ética e cidadania SECRETARIA DE EDUCAÇÃO LISTA DE EXERCÍCIOS - TERMOMETRIA Aluno(a): nº 2º ano MOVIMENTO UNIFORMEMENTE VARIADO Você já pensou o que acontece

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 5 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Curso de Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Lançamentos Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Queda dos corpos Quando um corpo é lançado verticalmente para cima verificaremos que ele sobe até

Leia mais

Balística Avançada. Questão 01 - (UEM PR/2012)

Balística Avançada. Questão 01 - (UEM PR/2012) Questão 01 - (UEM PR/2012) Do topo de uma plataforma vertical com 100 m de altura, é solto um corpo C 1 e, no mesmo instante, um corpo C 2 é arremessado de um ponto na plataforma situado a 80 m em relação

Leia mais

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =)

AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) AULA 16 13/07/2015 QUEDA LIVRE LANÇAMENTO VERTICAL LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO OBLÍQUO FÍSICA B PROFA. MI =) 1) (MACKENZIE 2015) Dois corpos A e B de massas ma = 1,0 kg e mb = 1,0.10³ kg, respectivamente,

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 5 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Cinemática Escalar. DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se

Cinemática Escalar. DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se Cinemática Escalar DEFINIÇÃO: estudo do movimento sem se preocupar com suas causas. REFERENCIAL: É o lugar onde está localizado de fato um observador em relação ao qual um dado fenômeno está sendo analisado.

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

LANÇAMENTOS NO VÁCUO. I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL )

LANÇAMENTOS NO VÁCUO.  I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) LANÇAMENTOS NO VÁCUO www.nilsong.com.br I) RESUMO DE LANÇAMENTOS NO VÁCUO (VERTICAL, QUEDA LIVRE, OBLIQUO E HORIZONTAL ) São os movimentos onde só cosndera-se atuando no móvel apenas a força de gravidade

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s

Desconsidere os efeitos do trabalho muscular após o início do salto. a) 4 m/s b) 6 m/s c) 7 m/s d) 8 m/s e) 9 m/s 1. Em julho de 009 comemoramos os 40 anos da primeira viagem tripulada à Lua. Suponha que você é um astronauta e que, chegando à superfície lunar, resolva fazer algumas brincadeiras para testar seus conhecimentos

Leia mais

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia

Lista 4 MUV. Física Aplicada a Agronomia Sigla: Disciplina: Curso: FISAP Física Aplicada a Agronomia Agronomia Lista 4 MUV 01) A posição de um objeto movendo-se ao longo do eixo x é dada por x = 3t - 4t² + t³, onde x está em metros e t em segundos.

Leia mais

Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO

Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO Nome: N. o : Turma: Data: Ficha de trabalho 5 AMPLIAÇÃO 1. Uma pedra é lançada do ponto P com uma velocidade de 10 m s 1 numa direcção que forma um ângulo de 45º com a horizontal, atingindo o ponto Q conforme

Leia mais

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil

CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA Cinemática I. Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2015.1 Cinemática I Bruno Conde Passos Engenharia Civil João Victor Engenharia Civil Cinemática Na cinemática vamos estudar os movimentos sem levar em consideração

Leia mais

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez

1. (Unesp 2012) O gol que Pelé não fez 1. (Unesp 01) O gol que Pelé não fez Na copa de 1970, na partida entre Brasil e Tchecoslováquia, Pelé pega a bola um pouco antes do meio de campo, vê o goleiro tcheco adiantado, e arrisca um chute que

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV

Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV Movimento Retilíneo Uniforme e Uniformemente Variado MRU e MRUV Evandro Bastos dos Santos 22 de Fevereiro de 2017 1 Movimento Retilíneo Uniforme(MRU) Um corpo que se desloca em trajetória retilínea e possui

Leia mais

Queda Livre e Lançamentos no Espaço

Queda Livre e Lançamentos no Espaço LOGO FQA Queda Livre e Lançamentos no Espaço (Com resistência do ar desprezável) Queda Livre de Objetos A queda livre é o movimento de um objeto que se desloca livremente, unicamente sob a influência da

Leia mais

Professor: Renam Oliveira

Professor: Renam Oliveira Professor: Renam Oliveira TEXTO: 1 - Comum à questão: 1 Quando precisar use os seguintes valores para as constantes: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. 1,0 cal = 4,2 J = 4,2 10 7 erg. Calor específico

Leia mais

LANÇAMENTO HORIZONTAL

LANÇAMENTO HORIZONTAL LANÇAMENTO HORIZONTAL Quando um corpo é lançado horizontalmente no vácuo, ele descreve uma trajetória parabólica em relação à superfície terrestre. Esse movimento pode ser considerado como o resultado

Leia mais

Aplicando as condições iniciais: 0 0, h0. temos:

Aplicando as condições iniciais: 0 0, h0. temos: 1) O Brasil, em 014, sediou o Campeonato Mundial de Balonismo. Mais de 0 equipes de diferentes nacionalidades coloriram, com seus balões de ar quente, o céu de Rio Claro, no interior de São Paulo. Desse

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

Professor Rafael Colucci Facebook: Rafael Colucci ou Aprenda com o Colucci (FANPAGE)

Professor Rafael Colucci Facebook: Rafael Colucci ou Aprenda com o Colucci (FANPAGE) Me chamo Rafael Colucci, sou licenciado em física pela Universidade Federal de Itajubá e atuo no ensino de física e matemática nos níveis médio e superior Trabalho com criação de conteúdos digitais e possuo

Leia mais

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012

LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 LISTAGEM DE CONTEÚDOS DE FÍSICA PARA O EXAME 1 ANO / 2012 # Velocidade escalar média # Movimento retilíneo uniforme # Movimento retilíneo uniformemente variado # Movimento de queda livre dos corpos # Movimento

Leia mais

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA E FÍSICA (QUESTÕES INTERDISCIPLINARES) 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 08/08/09

RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA E FÍSICA (QUESTÕES INTERDISCIPLINARES) 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 08/08/09 RESOLUÇÃO DA AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA E FÍSICA (QUESTÕES INTERDISCIPLINARES) 2 o ANO DO ENSINO MÉDIO DATA: 08/08/09 PROFESSORES: MALTEZ E EVERTON QUESTÕES DISCURSIVAS Em uma partida de basquete, um jogador

Leia mais

2 - A fonte de uma praça dispara cinco jatos d água seqüenciais, como numera a figura a seguir.

2 - A fonte de uma praça dispara cinco jatos d água seqüenciais, como numera a figura a seguir. 1 - Um atirador dispara um revólver formando um ângulo de 37º com a horizontal, em uma região plana, a uma altura de 2 m do solo. O projétil atinge o solo a 88,8 m do ponto de lançamento. Qual é a velocidade

Leia mais

Lista 2: Cinemática em uma Dimensão

Lista 2: Cinemática em uma Dimensão Lista 2: Cinemática em uma Dimensão Importante: 1. Ler os enunciados com atenção. 2. Responder a questão de forma organizada, mostrando o seu raciocínio de forma coerente. 3. Siga a estratégia para resolução

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Lançamento de projéteis

Lançamento de projéteis Lançamento de projéteis 01. Um projétil é lançado com velocidade inicial de intensidade igual a 50 m/s. A trajetória faz na origem um ângulo de 37 com a horizontal. As intensidades da velocidade e da aceleração

Leia mais

REVISÃO. 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) S (m)

REVISÃO. 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) S (m) REVISÃO 1) Um carro descreve um movimento uniforme (M.U.). Com os valores de acordo com a tabela abaixo, determine: t (s) 0 1 2 3 S (m) 80 70 60 50 a) Um esboço do gráfico Sxt b) O valor da velocidade.

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 1 o ano Disciplina: Física - Lançamento vertical no vácuo 1- Um corpo é abandonado a 80m do solo. Sendo

Leia mais

1. 2. t = 0 segundos V (m/s) 7,0 6,0 t (s) S = 2 + 4t 2t2

1. 2. t = 0 segundos V (m/s) 7,0 6,0 t (s) S = 2 + 4t 2t2 1. Um caminhão se desloca em movimento retilíneo e horizontal com velocidade constante de 20 m/s. Sobre sua carroceria está um canhão, postado para tiros verticais, conforme indica a figura. Despreze a

Leia mais

LISTA 1 DE EXERCÍCIOS

LISTA 1 DE EXERCÍCIOS CURSO: ENGENHARIAS LISTA 1 DE EXERCÍCIOS DISCIPLINA: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL - MECÂNICA Professora: Paula Beghelli paula-beghelli@anhanguera.com Instruções: Resolver esta lista INDIVIDUAL ou em GRUPO

Leia mais

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito

Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática. 1 Conceito 1 Conceito Apostila de Física 01 Prof. Olívio Fernandes Jr Cinemática A cinemática é a parte da mecânica que estuda e descreve os movimentos, sem se preocupar com as suas causas 1.1 Referencial 1. Deslocamento

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 2º teste sumativo de FQA 24. novembro. 2014 Versão 1 11º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 11 páginas

Leia mais

FÍSICA PROFº JAISON MATTEI

FÍSICA PROFº JAISON MATTEI FÍSICA PROFº JAISON MATTEI QUEDA LIVRE Fórmulas: V h V. g. h Aceleração constante e igual g = 1 m/s Velocidade inicial sempre igual a zero. Despreza a resistência do ar. Objetos com formatos e massas diferentes,

Leia mais

Equipe de Física. Física

Equipe de Física. Física Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 2R Ensino Médio Equipe de Física Data: Física Lançamento Vertical Um arremesso de um corpo, com velocidade inicial na direção vertical, recebe o nome de Lançamento

Leia mais

Tabela de Constantes

Tabela de Constantes Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade Duração: 45 minutos Nome: N.º 8 páginas

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA MODERNA ALUNO(A): SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE

Leia mais

Bacharelado Engenharia Civil

Bacharelado Engenharia Civil Bacharelado Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Prof.a: Érica Muniz 1 Período Lançamentos Movimento Circular Uniforme Movimento de Projéteis Vamos considerar a seguir, um caso especial de movimento

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

Lançamento Horizontal e Oblíquo

Lançamento Horizontal e Oblíquo Lançamento Horizontal e Oblíquo Composição de movimentos Princípio da Independência dos Movimentos de Galilei - Se um corpo apresenta um movimento composto, cada um dos movimentos componentes se realiza

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Semana 9 Leonardo Gomes (Guilherme Brigagão) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

Fundamentos de Mecânica

Fundamentos de Mecânica Fundamentos de Mecânica 45 Lista de exercícios Primeiro semestre de Os exercícios da lista deverão ser todos feitos. Não há necessidade de entregá-los. O conteúdo será cobrado nas provas e provinhas, ao

Leia mais

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein # Ler todas as teorias # Refazer todos os exercícios dados em aula. # Refazer todos os exercícios feitos do livro. # Refazer

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE PREPARAÇÃO PARA A PROVA

LISTA DE EXERCÍCIOS DE PREPARAÇÃO PARA A PROVA 1. (Fuvest 92) Adote: g = 10 m/s Uma pessoa sentada num trem, que se desloca numa trajetória retilínea a 20 m/s, lança uma bola verticalmente para cima e a pega de volta no mesmo nível do lançamento. A

Leia mais

(Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais)

(Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais) Movimento vertical (Queda Livre, Lançamentos Verticais, velocidade media, mru, mruv, derivada e integrais) 1. Três bolinhas idênticas, são lançadas na vertical, lado a lado e em seqüência, a partir do

Leia mais

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA.

Trabalho e Energia. = g sen. 2 Para = 0, temos: a g 0. onde L é o comprimento do pêndulo, logo a afirmativa é CORRETA. Trabalho e Energia UFPB/98 1. Considere a oscilação de um pêndulo simples no ar e suponha desprezível a resistência do ar. É INCORRETO afirmar que, no ponto m ais baixo da trajetória, a) a energia potencial

Leia mais

Professor: Renan Oliveira

Professor: Renan Oliveira Professor: Renan Oliveira 1. (Mackenzie SP/2015) Um zagueiro chuta uma bola na direção do atacante de seu time, descrevendo uma trajetória parabólica. Desprezando-se a resistência do ar, um torcedor afirmou

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual.

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. Física 2ª Lei de Newton I 2 os anos Hugo maio/12 Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. 1. Aplica-se uma força F de intensidade 20

Leia mais

LANÇAMENTO OBLÍQUO No lançamento oblíquo, o objeto é lançado com uma dada velocidade inicial que forma um ângulo θ (compreendido entre 0º e 90º) com a horizontal e descreve uma trajetória parabólica.

Leia mais

FÍSICA. Prof. Emerson. Módulo 3

FÍSICA. Prof. Emerson. Módulo 3 FÍSICA Prof. Emerson Módulo 3 GRANDEZA FÍSICA A tudo aquilo que pode ser medido, associando-se um valor numérico a uma unidade de medida, dá-se o nome de GRANDEZA FÍSICA. TIPOS DE GRANDEZAS GRANDEZA ESCALAR

Leia mais

Exercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS

Exercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS Exercícios de Física Movimento Harmônico Simples - MHS 1.Um movimento harmônico simples é descrito pela função x = 7 cos(4 t + ), em unidades de Sistema Internacional. Nesse movimento, a amplitude e o

Leia mais

Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão

Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão Aula 3 Introdução à Cinemática Movimento em 1 dimensão FÍSICA Divisões da Física Quântica trata do universo do muito pequeno, dos átomos e das partículas que compõem os átomos. Clássica trata dos objetos

Leia mais

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com as figuras A, B e C.

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com as figuras A, B e C. Aluno (a): N Série: 1º A e B Professor : Vinicius Jacques Data: /06/2009 Disciplina: FÍSICA EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES / GRÁFICOS (MRU e MRUV) 1. Observe o gráfico abaixo. Associe os pontos 1, 2 e 3 com

Leia mais

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: FÍSICA CIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Saionara Chagas Data: / /2016 COMPONENTE

Leia mais

9 ANO Ensino Fundamental

9 ANO Ensino Fundamental E n s in o F o r t e e d e R e s u l t a do s Estudante: Centro Educacio nal Juscelino K ub itschek G u a r á / Valp ar aíso Exercícios Recuperação Semestral F Í S I C A 9 ANO Ensino Fundamental Data:

Leia mais

Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz

Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz Atividade Complementar para a DP de Física 1. Profs. Dulceval Andrade e Luiz Tomaz QUESTÕES DO CAPÍTULO 2 DO LIVRO FUNDAMENTOS DE FÍSICA HALLIDAY & RESNICK - JEARL WALKER 6 ª - 7 ª e 9ª EDIÇÃO VOLUME 1

Leia mais

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO

CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO CINEMÁTICA MOVIMENTO RETILÍNEO 1 Duas partículas A e B estão do lado oposto de uma reta com 500 m de comprimento. A partícula A desloca-se na direção AB e no sentido de B, com uma velocidade constante

Leia mais

REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI

REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI REVISÃO AULA 06 (20 / 02 / 2018) EQUAÇÃO DE TORRICELLI REVISÃO 06 (disponível a partir de 20/02/2017) Para receber nosso material semanalmente, inscreva-se: bit.ly/ft2018gratis Fala, FERA! Tranquilo!?

Leia mais

Resultante Centrípeta

Resultante Centrípeta Questão 01) Uma criança está em um carrossel em um parque de diversões. Este brinquedo descreve um movimento circular com intervalo de tempo regular. A força resultante que atua sobre a criança a) é nula.

Leia mais

Lista de exercícios Queda dos corpos

Lista de exercícios Queda dos corpos 1. (UFMT) Galileu, na Torre de Pisa, fez cair vários objetos pequenos, com o objetivo de estudar as leis do movimento dos corpos em queda. A respeito dessa experiência, julgue os itens, desprezando o efeito

Leia mais

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 2ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 15 de novembro Ano Letivo: 2016/2017 135 min + 15 min 1. Uma bola move-se segundo uma trajetória

Leia mais

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno

3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA. Física e Química A - 11ºAno 3ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos Turma: 11ºA Física e Química A - 11ºAno Professora Paula Melo Silva Data: 22 de novembro Ano Letivo: 2016/2017 135 min + 15 min 1. Considere o gráfico v(t) correspondente

Leia mais

Professora FLORENCE. A aceleração pode ser calculada pelo gráfico através da tangente do ângulo α.

Professora FLORENCE. A aceleração pode ser calculada pelo gráfico através da tangente do ângulo α. 1. Um ponto material desloca-se sobre uma reta e sua velocidade em função do tempo é dada pelo gráfico. Pedem-se: a) a equação horária da velocidade (função de v = f(t)) v(m/s) b) o deslocamento do ponto

Leia mais

Introdução à Cinemática

Introdução à Cinemática Mecânica: Cinemática Introdução à Cinemática Conceitos Iniciais Prof. Murillo Nascente I- CONCEITOS BÁSICOS DE CINEMÁTICA 1. Cinemática: É a parte da mecânica que estuda os movimentos dos corpos ou partículas

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 22 CINEMÁTICA VETORIAL r P r 1 1 r 2 r 2 vm r 2 1 a a t Eixo tangente à trajetória a c a Fixação 1) Um móvel percorre 4,0km para leste e 3,0km para norte. Isso ocorre em 20 minutos.

Leia mais

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período

Curso de Engenharia Civil. Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Curso de Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Movimento Prof.a: Msd. Érica Muniz 1 Período Posição e Coordenada de Referência Posição é o lugar no espaço onde se situa o corpo. Imagine três pontos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1

LISTA DE EXERCÍCIOS 1 LISTA DE EXERCÍCIOS 1 Esta lista trata dos conceitos de cinemática 1D, cinemática 2D, leis de Newton e aplicações. Tais temas são abordados nos capítulos 2, 3, 4 e 5 do livro-texto: Moysés Nussenzveig,

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo 1- Física e Química A 11º ANO 04/10/ minutos

Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo 1- Física e Química A 11º ANO 04/10/ minutos * Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo 1- Física e Química A 11º ANO 04/10/2013 90 minutos NOME Nº Turma Informação Professor Enc. de Educação TABELA DE CONSTANTES Velocidade de propagação da

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 4 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/03

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO P T P N θ P Como pode cair no enem? Uma máquina utiliza um carrinho para retirar carvão do interior de uma mina, puxando-o, sobre um plano inclinado, por meio

Leia mais

Questão Valor Grau Revisão

Questão Valor Grau Revisão PUC-RIO CB-CTC G1 DE FIS 1033 Nome: GABARITO Turma: Matrícula: Questão Valor Grau Revisão 1ª 3,0 2ª 4,0 3ª 3,0 TOTAL Identidades trigonométricas: sen (2 ) = 2 sen ( ) cos ( ) As respostas sem justificativa

Leia mais

O MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO (MRUV)

O MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO (MRUV) O que você deve saber sobre No movimento retilíneo uniforme (MRU), a velocidade não varia e a aceleração é nula. A partir de agora vamos revisar movimentos cuja velocidade varia de maneira uniforme, o

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO 3º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO 3º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE FÍSICA I 1º ANO EM TURMA 212 PROFº FABIANO

Leia mais

Recuperação de Física - Giovanni

Recuperação de Física - Giovanni Nome: nº Ano: LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA Recuperação de Física - Giovanni 1 - Qual a diferença entre o movimento uniforme (MU) e o movimento uniformemente variado (MUV)? 2 - A equação que representa

Leia mais

Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor

Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor Existem duas formas de se pensar a questão da composição de movimento. Uma primeira forma de se entender a composição de movimentos (aqui é melhor falar em decomposição de movimentos) é pensar o movimento

Leia mais

LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS LANÇAMENTO OBLÍQUO - INTERMEDIÁRIO EXERCÍCIOS RESOLVIDOS A Equipe SEI, pensando em você, preparou este artio com exercícios resolvidos sobre lançamento oblíquo. Bons estudos!. (AFA 9) Uma bola de basquete

Leia mais

1ªAula do cap. 04. Movimento em 2 Dimensões 2-D

1ªAula do cap. 04. Movimento em 2 Dimensões 2-D 1ªAula do cap. 4 Moimento em Dimensões -D Introdução ao moimento em -D. Vetor Posição e Deslocamento, Velocidade e aceleração, Princípio da Independência dos Moimentos, Moimento em -D Lançamento Horizontal,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO Como se deslocam no mesmo sentido, a velocidade relativa entre eles é: V rel = V A - V C = 80-60 = 20 km/h Sendo a distância relativa, S rel = 60 km, o tempo necessário para o alcance é: S rel 60 t = =

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 6 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/02

Leia mais

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira)

Fís. Semana. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Semana 5 Leonardo Gomes (Arthur Vieira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA 06/02

Leia mais

Lista 1 - Movimento Retilíneo, Unidades, Grandezas Físicas e Vetores

Lista 1 - Movimento Retilíneo, Unidades, Grandezas Físicas e Vetores Sigla: Disciplina: Curso: FISAP Física Aplicada Tecnologia em Construção Civil Lista 1 - Movimento Retilíneo, Unidades, Grandezas Físicas e Vetores 1) De volta para casa. Normalmente, você faz uma viagem

Leia mais

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s².

04- Uma escada homogênea de 40kg apóia-se sobre uma parede, no ponto P, e sobre o chão, no ponto C. Adote g = 10m/s². PROFESSOR: Raphael Carvalho BANCO DE QUESTÕES - FÍSICA 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== 01- Dois atletas em lados opostos

Leia mais

Cap.04 Cinemática em duas Dimensões

Cap.04 Cinemática em duas Dimensões Cap.04 Cinemática em duas Dimensões Do professor para o aluno ajudando na avaliação de compreensão do capítulo. Fundamental que o aluno tenha lido o capítulo. 4.1 Aceleração Entender a Eq. 4.1: o vetor

Leia mais

P2 MECÂNICA NEWTONIANA A (FIS 1025) 28/10/2011. Questão Valor Grau Revisão. -As respostas sem justificativas ou cálculos não serão computadas.

P2 MECÂNICA NEWTONIANA A (FIS 1025) 28/10/2011. Questão Valor Grau Revisão. -As respostas sem justificativas ou cálculos não serão computadas. P2 MECÂNICA NEWTONIANA A (FIS 1025) 28/10/2011 Nome: respostas Assinatura: Matrícula: Turma: Questão Valor Grau Revisão 1 a 3,0 2 a 2,5 3 a 3,0 Total 8,5 -As respostas sem justificativas ou cálculos não

Leia mais

Velocidade: Variação da distância percorrida por um corpo no tempo.

Velocidade: Variação da distância percorrida por um corpo no tempo. Apostila de Revisão n 1 DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: Mecânica - Cinemática 1. CINEMÁTICA: Nesse tópico, o foco principal é o conhecimento das relações entre deslocamento,

Leia mais