SAÚDE DO TRABALHADOR - LER. Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAÚDE DO TRABALHADOR - LER. Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa"

Transcrição

1 SAÚDE DO TRABALHADOR - LER Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa

2 Este trabalho tem por objetivo trazer mais conhecimento sobre uma patologia que aflige muitas pessoas atualmente na área de saúde ocupacional. Você já ouviu falar em Lesão por Esforço Repetitivo (L.E.R)? Quais são suas as causas? Quais partes do corpo esta patologia atinge mais? E quais são os tipos de tratamento para esse tipo de lesão? Para responder todas essas perguntas, entendemos que primeiro é preciso conhecer esta patologia, e nada melhor do que buscar o seu conceito. Vamos ao conceito por Carlos Roberto Dias, Fisioterapeuta:

3 Lesão por esforço repetitivo L.E.R são afecções de origem ocupacional que atingem os membros superiores, região escapular e pescoço, resultantes do desgaste muscular, tendinoso, articular e neurológico provocado pela inadequação do trabalho ao ser humano, e decorrem, de forma combinada ou não, da manutenção de postura inadequada e do uso repetido e/ou forçado de grupos musculares. Como vimos a L.E.R tem suas causas no uso repetido ou forçado de grupos musculares e também na combinação inadequada da postura ergonômica. Nas pesquisas que foram realizadas, achamos uma analogia bastante interessante em relação homem-trabalho e o manuseio dos instrumentos de TICs. Vamos pensar no corpo como uma máquina?

4 Em toda máquina, o desgaste de uma peça acaba por comprometer o funcionamento da máquina inteira. Também é assim com a máquina humana. De uma maneira prática, isso é o que acontece com as pessoas quando têm L.E.R. O desgaste em uma determinada peça do corpo, causada pela repetição de um mesmo movimento durante longo período de tempo, leva a lesões musculares e desgaste nos nervos e nas articulações, causando dores e inflamações. (retirado do site:http://www.abc.med.br) Estudos apontam que a L.E.R representam mais da metade das doenças ocupacionais na atualidade. Dados do Instituo Nacional de Previdência Social (INSS), jurisdição da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, foram identificados (mil e cinquenta e dois) trabalhadores recebendo benefícios previdenciários por causa de LER.

5 É importante ressaltar que está patologia não é propriamente uma doença, mas uma síndrome que afeta músculos, nervos e tendões dos membros superiores. Ela se desenvolve quase imperceptivelmente, o que leva as pessoas a não se prevenirem, pois só a percebem quando já existe um grande comprometimento da área afetada. Da mesma forma, que não causa incapacidade física, mas gera uma diminuição das atividades executadas, as situações mais graves, exigem intervenção cirúrgica e muito trabalho de fisioterapia, conforme o tratamento ministrado o indivíduo recupera os movimentos e podem retornar as suas atividades laborais. As principais causas desta patologia: Movimentos repetitivos prolongados. Postura inadequada por longo tempo.

6 Atividades que exijam força excessiva com as mãos. Atividades esportivas que exijam grande esforço dos braços, como jogar tênis, por exemplo. Mobiliário ergonomicamente incorreto. Choques e impactos constantes. Locais de trabalho: É no trabalho que cresce a cada dia o número de lesões por LER. A postura inadequada por longo tempo e os movimentos repetitivos são a causa destas síndromes que dão origem há muitas doenças. Hoje já existem estudos na área, o principal e sobre ergonomia que objetivam analisar as relações entre trabalhador e máquina e como agir de forma preventiva no trabalho para evitar tais doenças.

7 ERGONOMIA : (ergonomia) estudo das relações entre o trabalhador e o equipamento usado por este para realizar seu trabalho, da relação homem-máquina. SINTOMAS: Como vimos anteriormente o movimento repetitivo leva a um desgaste de partes do corpo humano, sendo assim, identificamos que as partes mais atingidas são as da articulação e musculaturas nervosas, os sintomas gerados tem como causa principal dores e inflamações que resultam em doenças como tendinite, bursite, síndrome de pronador entre outras.

8 A seguir: fotos que mostram como as patologias anteriormente citadas atingem as articulações: Tendinite nas articulações - joelho.

9 Outro exemplo de tendinite - mão Agora! Vamos identificar quais os tipos de tratamentos são indicados para LER. O tratamento depende do diagnóstico médico e do estágio em que a doença se encontra, para tanto, é realizado uma espécie anamnésia com paciente.

10 Foto de tratamento de tendinite: Durante os estudos verificamos que a melhor forma de evitar essas doenças é a prevenção diária através de alguns cuidados: Alongar periodicamente as áreas do corpo mais utilizadas, sobretudo na época do frio. Usar móveis ou instrumentos ergonomicamente apropriados.

11 Fazer pausas durante a realização de suas tarefas. Tomar água pelo menos a cada hora. Fazer ginástica laboral em intervalos regulares, no trabalho. Se possível, revezar as tarefas. Quando assentado, adotar a postura correta e ter um apoio adequado para os pés e para as costas. Se você trabalha assentado, levante-se de tempos em tempos, ande, espreguice e faça movimentos contrários aos de sua tarefa. Em caso de utilizar as mãos, tenha um apoio adequado para as mesmas. Finalizamos com a prevenção sobre LER em ambiente de trabalho: Observamos que o método mais indicado para a prevenção da LER é o desenvolvimento de controles técnicos para diminuir os riscos ergonômicos.

12 DICAS DE COMO PREVENIR LER NO AMBIENTE DE TRABALHO: tempo de exposição: pausas para descanso, redução da jornada de trabalho ou do tempo de trabalho na atividade geradora de LER. Alterações no processo e organização do trabalho: modificações visando a diminuição da sobrecarga muscular gerada por gestos e esforços repetitivos. adequação de máquinas, mobiliários, dispositivos, equipamentos e ferramentas de trabalho às características fisiológicas do trabalhador, de modo a reduzir a intensidade dos esforços aplicados e corrigir posturas desfavoráveis na realização de gestos e esforços repetitivos. FIM!!!

13 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: /lesao+por+esforco+repetitivo+ ou+l+e+r.htm ertos-sst/ https://www.dicio.com.br/ergonomia/

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER)

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) AUTORES LEANDRO FERRO BORGES THIAGO MATHEUS GOMES PACHECO GLAUCIA AVELINA DOS SANTOS MAGNA DE JESUS LEAL ANANDA LIMA HASSAN 1 - Que é LER? O termo LER refere-se a um

Leia mais

Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica

Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica A L.E.R. é uma síndrome dolorosa e de incapacidade funcional, localizada nos membros superiores e inferiores, causada pelo uso deles em tarefas que implicam

Leia mais

Saúde no âmbito da Educação no Trabalho. L.E.R. e as Tecnologias Digitais

Saúde no âmbito da Educação no Trabalho. L.E.R. e as Tecnologias Digitais Saúde no âmbito da Educação no Trabalho L.E.R. e as Tecnologias Digitais O QUE É L.E.R. Lesão do esforço repetitivo, D.O.R.T.(Distúrbio OsteomuscuIares Relacionados ao Trabalho),e tantas outras denominações,

Leia mais

Como identificar as LER/DORT

Como identificar as LER/DORT O que são as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT)? São doenças graves originadas do uso excessivo ou inadequado do sistema que agrupa nervos,

Leia mais

Ergonomia. Giselle Sousa. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina)

Ergonomia. Giselle Sousa. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina) Ergonomia Giselle Sousa Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina) O que é Ergonomia? ERGOS = TRABALHO NOMOS = LEI, REGRA "Conjunto de conhecimentos científicos relativos

Leia mais

DORT EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL INTRODUÇÃO FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT - MULTICAUSALIDADE

DORT EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL INTRODUÇÃO FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT - MULTICAUSALIDADE EDITORIAL EDITORIAL INTRODUÇÃO COMBATE A LER/ DORT PARA TER UM AMBIENTE DE TRABALHO SAÚDAVEL Sérgio Butka Presidente da Força Sindical do Paraná A legião de pessoas com Ler /Dort e outras doenças do trabalho

Leia mais

Higiene e segurança no trabalho

Higiene e segurança no trabalho Higiene e segurança no trabalho Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com O que é Ergonomia? Ergonomia é um termo que deriva do grego ergon, que

Leia mais

Capítulo 4 PONTOS FUNDAMENTAIS DA ABORDAGEM MÉDICA DOS DORT Estabelecimento do Médico Responsável, Formação da Equipe Assistencial e

Capítulo 4 PONTOS FUNDAMENTAIS DA ABORDAGEM MÉDICA DOS DORT Estabelecimento do Médico Responsável, Formação da Equipe Assistencial e ÍNDICE PARTE 1 17 Capítulo 1 ENTENDENDO OS MEMBROS SUPERIORES E A SOBRECARGA RELACIONADA AO TRABALHO 19 1.1 Estruturas Musculoesqueléticas de Interesse para Compreensão do Funcionamento dos Membros Superiores

Leia mais

BANCÁRIO. conheça os seus direitos sobre a LER/DORT

BANCÁRIO. conheça os seus direitos sobre a LER/DORT BANCÁRIO conheça os seus direitos sobre a LER/DORT INTRODUÇÃO Todo bancário já ouviu falar em LER/DORT, as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

Leia mais

A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT

A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT, Lda Fevereiro 2008 Estrutura da Apresentação Apresentação da Empresa Âmbito e Objectivos Análise Ergonómica dos Postos de Trabalho Resultados da Análise

Leia mais

Lesões do Esforço Repetitivo

Lesões do Esforço Repetitivo Lesões do Esforço Repetitivo O Brasil é composto por milhões de pessoas, que trabalham diariamente. Seja um ofício que dependa de esforço físico ou mental, ao longo dos anos de labor os resultados são

Leia mais

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA Termo ergonomia Ergonomia Palavra de origem grega Ergo Trabalho LILIANE GRAÇA SANTANA CEREST-ES Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA É o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas

Leia mais

Sintomas da LER- DORT

Sintomas da LER- DORT LER-DORT A LER e DORT são as siglas para Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Trabalho. Os termos LER/DORT são usados para determinar as afecções que podem lesar

Leia mais

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular BE066 Fisiologia do Exercício Flexibilidade Prof. Sergio Gregorio da Silva Flexibilidade É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular É altamente adaptável e é! aumentada

Leia mais

Bem estar e produtividade no trabalho

Bem estar e produtividade no trabalho Bem estar e produtividade no trabalho Camila Greco Müller dos Santos Fisioterapeuta Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Especialista em osteopatia, terapia manual e biomecânica clínica O bem-estar

Leia mais

Segurança do Trabalho na Construção Civil. Enga. Civil Olivia O. da Costa

Segurança do Trabalho na Construção Civil. Enga. Civil Olivia O. da Costa Segurança do Trabalho na Construção Civil Enga. Civil Olivia O. da Costa Qual a importância da Segurança do Trabalho na Construção Civil? A construção civil é o quinto setor econômico em número de acidentes

Leia mais

A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho

A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho Jaques Sherique Eng. Mecânico e de Segurança do Trabalho 2º vice-presidente do CREA-RJ Secretário da SOBES Presidente da ABPA-SP sherique@gbl.com.br

Leia mais

SERVIÇOS FLORESTAIS: TRABALHO COM SEGURANÇA PRINCIPAIS RISCOS DOS TRABALHOS FLORESTAIS. Interprev Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

SERVIÇOS FLORESTAIS: TRABALHO COM SEGURANÇA PRINCIPAIS RISCOS DOS TRABALHOS FLORESTAIS. Interprev Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho SERVIÇOS FLORESTAIS: TRABALHO COM SEGURANÇA PRINCIPAIS RISCOS DOS TRABALHOS FLORESTAIS Interprev Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Cecília Leonor Guarda, 02 de Outubro de 2012 PRINCIPAIS RISCOS DOS

Leia mais

S E G U R A N Ç A NR 31 - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO TRABALHO RURAL (CIPATR)

S E G U R A N Ç A NR 31 - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO TRABALHO RURAL (CIPATR) CIPATR S E G U R A N Ç A NR 31 - COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO TRABALHO RURAL (CIPATR) A CIPATR tem uma grande importância na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais nas atividades

Leia mais

Conceito da Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO)

Conceito da Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO) Ergonomia Conceito da Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO) A ergonomia é o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas e psicológicas do ser humano. Objetivo da Ergonomia Adaptar

Leia mais

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA ~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA Isadora Carneiro Kovalhuk 1 Daniela dos Santos 2 Recebido em: 20.10.2013 Aceito em: 20.11.2013 Resumo: Lombalgia é o

Leia mais

Métodos de avaliação em ergonomia. Profª Ms. Évelin Moreno

Métodos de avaliação em ergonomia. Profª Ms. Évelin Moreno Métodos de avaliação em ergonomia Profª Ms. Évelin Moreno Objetivos Abordar os principais check lists e instrumentos utilizados em ergonomia. Explicar o objetivo de aplicação de cada check list e demais

Leia mais

Módulo 5 Riscos Ergonômicos

Módulo 5 Riscos Ergonômicos Módulo 5 Riscos Ergonômicos Introdução a Ergonomia A ergonomia ou engenharia humana é uma ciência relativamente recente que estuda as relações entre o homem e seu ambiente de trabalho. A Organização Internacional

Leia mais

COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009

COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009 COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009 Institui a obrigatoriedade de realização de ginástica laboral no âmbito dos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta. Autor:

Leia mais

Ergonomia e Organização do Trabalho CNROSSI ERGONOMIA E FISIOTERAPIA PREVENTIVA

Ergonomia e Organização do Trabalho CNROSSI ERGONOMIA E FISIOTERAPIA PREVENTIVA Ergonomia e Organização do Trabalho Ergonomia Modern Times Charles Chaplin EUA/1936 Conceito Ergonomia é o estudo do relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento, ambiente e, particularmente,

Leia mais

SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO

SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) CONCEITO Em toda máquina, o desgaste de uma peça acaba por comprometer o funcionamento de todo

Leia mais

Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica

Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica Art. 59. O auxílio-doença será devido ao segurado que, havendo cumprido, quando for o caso, o período de carência exigido nesta Lei, ficar incapacitado para

Leia mais

Ergonomia, Higiene e Segurança do Trabalho. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção.

Ergonomia, Higiene e Segurança do Trabalho. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção. Ergonomia, Higiene e Segurança do Trabalho. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção. 2012 1 Nome Apresentação do Grupo. Mariana Arruda Caldas Stéfanie Alice Casali Tainá Barboza Introdução à Ergonomia,

Leia mais

PLANO DE CURSO PRÉ-REQUISITO:

PLANO DE CURSO PRÉ-REQUISITO: CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho CÓDIGO: Fisio 231 CH TOTAL: 60 horas PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho A utilização imprópria do equipamento, assim como a não observância das normas de segurança descritas neste treinamento pode por em risco

Leia mais

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN

Londrina, 29 a 31 de outubro de 2007 ISBN UM ESTUDO DAS MULTIPLAS CAPACIDADES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM PARALISIA CEREBRAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FISICA Lilian Ravazzi Universidade Estadual de Londrina RESUMO Quando se fala em Paralisia Cerebral,

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DE OPERADORES DE ESCAVADEIRA E PÁ-CARREGADEIRA

ANÁLISE ERGONÔMICA DE OPERADORES DE ESCAVADEIRA E PÁ-CARREGADEIRA ANÁLISE ERGONÔMICA DE OPERADORES DE ESCAVADEIRA E PÁ-CARREGADEIRA BRUNA ELISA SCHREINER 1 GUILHERME FERREIRA WENCELOSKI 2 ISABELLA KYANE NISHIYAMA 3 ISADORA BASSO BADALOTTI 4 RODRIGO EDUARDO CATAI 5 UTFPR

Leia mais

SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO ANEXO III

SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO ANEXO III ANEXO III RECOMENDAÇÕES ERGONÔMICAS O mobiliário deve estar de acordo com as informações contidas nas determinações da Norma Regulamentadora 17, que estabelece: 17.4.2. Nas atividades que envolvam leitura

Leia mais

Introdução à Segurança e Saúde no Trabalho. Tópicos de Segurança e Saúde no Trabalho

Introdução à Segurança e Saúde no Trabalho. Tópicos de Segurança e Saúde no Trabalho Introdução à Segurança e Saúde no Trabalho Tópicos de Segurança e Saúde no Trabalho Trabalho - Conceito Para Adam Smith, o trabalho é considerado a causa da riqueza das nações e um meio de promover o progresso

Leia mais

Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos

Entidades gestoras de fluxos específicos de resíduos AMBIENTE, SEGURANÇA, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO DESTINATÁRIOS Todos os colaboradores que pretendam adquirir conhecimentos na área do ambiente, segurança, higiene e segurança no trabalho. OBJETIVO

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DO EXCELENTÍSSIMO DEPUTADO FEDERAL FERNANDO DE FABINHO SOBRE O PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL

PRONUNCIAMENTO DO EXCELENTÍSSIMO DEPUTADO FEDERAL FERNANDO DE FABINHO SOBRE O PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PRONUNCIAMENTO DO EXCELENTÍSSIMO DEPUTADO FEDERAL FERNANDO DE FABINHO SOBRE O PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL SRAS. DEPUTADAS, SRS. DEPUTADOS, SR. PRESIDENTE Estamos encaminhando a esta Casa, Projeto de lei

Leia mais

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. E-mail: renatachequer@yahoo. com.br. 2

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. E-mail: renatachequer@yahoo. com.br. 2 AVALIAÇÃO DO PERFIL DAS CONDIÇÕES ERGONÔMICAS DE TRABALHO EM UMA UNIDADE PRODUTORA DE REFEIÇÃO NA CIDADE DE VIÇOSA, MG Renata Chequer de Souza 1, Veydiana Costa Condé 2, Rayane Terezinha Teixeira 3, Cristiane

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS Saúde e Seguranca Ocupacional Prof. Carlos William de Carvalho 1 NR-1 Disposições Gerais Determina a aplicabilidade de todas as normas regulamentadoras, assim como os direitos e

Leia mais

Seguem os números da gripe no Estado do Mato Grosso do Sul, considerando os três tipos de vírus de maior circulação (Influenza A, H1N1, Influenza A

Seguem os números da gripe no Estado do Mato Grosso do Sul, considerando os três tipos de vírus de maior circulação (Influenza A, H1N1, Influenza A Seguem os números da gripe no Estado do Mato Grosso do Sul, considerando os três tipos de vírus de maior circulação (Influenza A, H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B): ALERTAMOS QUE OS ÓBITOS RESIDENTES

Leia mais

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos.

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Eugênio da Silva Lima Professor Licenciado em Biologia - ISULPAR Especialista em Libras/Língua

Leia mais

Leia e veja como sua postura conta muito. Ergonomia

Leia e veja como sua postura conta muito. Ergonomia Leia e veja como sua postura conta muito. Ergonomia ERGONOMIA A ergonomia é a busca da relação ideal entre indivíduo e ambiente de trabalho. Ela visa proporcionar um ambiente de trabalho perfeitamente

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Diga adeus ao mau hálito!

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Diga adeus ao mau hálito! ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Diga adeus ao mau hálito! HALITOSE A halitose ou mau hálito é uma condição anormal do hálito que se altera de forma desagradável. A palavra halitose se origina do latim

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Trail Running Entorse de Tornozelo Prevenção

Trail Running Entorse de Tornozelo Prevenção Trail Running Entorse de Tornozelo Prevenção O entorse de tornozelo é uma das lesões mais comuns nas atividades esportivas e no trail running. O mecanismo de lesão mais comum ocorre com o tornozelo em

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL COMO UM RECURSO TERAPÊUTICO PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA: UMA VISÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL

GINÁSTICA LABORAL COMO UM RECURSO TERAPÊUTICO PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA: UMA VISÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL 196 GINÁSTICA LABORAL COMO UM RECURSO TERAPÊUTICO PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA: UMA VISÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL Amália Raquel Cavalcante Esprenger Andressa Giovana Romão Jimenes Soler Silene Alves

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA CURSO DE COSMETOLOGIA E ESTÉTICA DISCIPLINA: TEORIAS E TÉCNICAS DE MASSAGEM AVALIAÇÃO CORPORAL PROF.ª: DANIELLA KOCH DE CARVALHO A avaliação é a coleta e interpretação

Leia mais

Data: 20/08/2014. Resposta Técnica 01/2014. Medicamento Material Procedimento X Cobertura

Data: 20/08/2014. Resposta Técnica 01/2014. Medicamento Material Procedimento X Cobertura Resposta Técnica 01/2014 Solicitante: Dr. Renato Dresch Juiz de direito Nº Processo: 9010665.22.2014.813.0024 Ré: Unimed de Belo Horizonte Data: 20/08/2014 Medicamento Material Procedimento X Cobertura

Leia mais

Coluna lombar. Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica

Coluna lombar. Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica COLUNA LOMBAR Coluna lombar Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica 2 tipos de Articulações: Intervertebral cartilaginosa Proc. Articulares - sinovial Coluna lombar Coluna lombar

Leia mais

LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA

LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA Nome da atividade: Estágio Supervisionado em Fisioterapia em Reumatologia Tipo de atividade: Disciplina de graduação Responsáveis: Profa Jane D arc Brito Lessa Profa

Leia mais

Poliomielite um novo Olhar, comemorando a Vida, cuidando da Saúde!

Poliomielite um novo Olhar, comemorando a Vida, cuidando da Saúde! COMO TRATAR A FRAQUEZA MUSCULAR: EXCLUSIVO PARA SÍNDROME PÓS PÓLIO Esse artigo foi extraído do Manual de Diretrizes de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Síndrome Pós-Poliomielite e Co-morbidades. Editado

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO (AET) ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO (AET) ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO (AET) ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO (AET) A AET visa: Prevenção de LER/DORT Diminuição do absenteísmo; Adequação à Lei 3751/90 - NR-17

Leia mais

Lesões Meniscais. Anatomia. Tipos de Lesões

Lesões Meniscais. Anatomia. Tipos de Lesões Lesões Meniscais O joelho é uma das mais complexas articulações do corpo humano.. Lesões meniscais estão entre as lesões mais comuns do joelho. Atletas profissionais ou amadores, principalmente aqueles

Leia mais

A Saúde do Intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais): Cuidados para a Prevenção de Possíveis Dort

A Saúde do Intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais): Cuidados para a Prevenção de Possíveis Dort A Saúde do Intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais): Cuidados para a Prevenção de Possíveis Dort Judith Vilas Boas Santiago 1 Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Juliano Salomon

Leia mais

FRAQUEZA MUSCULAR. Diagnóstico

FRAQUEZA MUSCULAR. Diagnóstico FRAQUEZA MUSCULAR Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A fraqueza muscular é um problema comum, mas, freqüentemente, tem significados diferentes

Leia mais

Não Conformidades, Ações Corretivas e Preventivas

Não Conformidades, Ações Corretivas e Preventivas 1 Objetivo Estabelecer diretrizes para o tratamento de não conformidades detectadas na unidade de gestão, e estabelecer um método para realizar ações corretivas e ações preventivas que possam ser executadas

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 02)

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 02) SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE (OFICINA 02) Oficina 02 Ganhos Rápidos O que é Ganho Rápido (GR)? Resolução em curto prazo, de uma situação perigosa ou que polua o meio ambiente

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

Prof. Kemil Rocha Sousa

Prof. Kemil Rocha Sousa Prof. Kemil Rocha Sousa Miostática (miogênica)- A unidade musculotendínea está adaptativamente encurtada com perda significativa de ADM, mas sem patologia muscular específica. Embora possa haver uma redução

Leia mais

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES

CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CIÊNCIAS EJA 5ª FASE PROF.ª SARAH DOS SANTOS PROF. SILONE GUIMARÃES CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Ser Humano e Saúde 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 11.2 Conteúdo Doenças Sexualmente Transmissíveis

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Universitário Norte do Espírito Santo. Laboratório de Ensino de Matemática

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Universitário Norte do Espírito Santo. Laboratório de Ensino de Matemática Universidade Federal do Espírito Santo Centro Universitário Norte do Espírito Santo Laboratório de Ensino de Matemática ATIVIDADE Modelagem Matemática Situação- Problema Nível Descrição Materiais Procedimentos

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia Preventiva CÓDIGO: Fisio 212 PRÉ-REQUISITO: ------- PERÍODO LETIVO:

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA Objetivo Geral Objetivos Específicos Metodologia: tratamento individualizado

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA Objetivo Geral Objetivos Específicos Metodologia: tratamento individualizado TÍTULO: PROGRAMA DE FISIOTERAPIA DO TRABALHO PROFIT LER/DORT AUTORES: Karina Duarte Souza; Ana Edite Gonçalves; Maria Aparecida Alves; Bethânia Medeiros Lopes; Gaspar de Brito Cavalcante; Adriana Araújo

Leia mais

Hipertensão Arterial Sistêmica

Hipertensão Arterial Sistêmica Hipertensão Arterial Sistêmica Pressão alta merece atenção. o que É HiPerteNsão ArteriAL sistêmica (HAs)? É uma doença crônica caracterizada por níveis elevados e sustentados de Pressão Arterial (PA),

Leia mais

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA

MANUAL DE PESSOAL CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA 1 MÓDULO 20: SEGURANÇA NO TRABALHO CAPÍTULO 2: CONSTITUIR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES CIPA ANEXOS: 1 Fluxo do Subprocesso Constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA 2 Formulário

Leia mais

Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração.

Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração. ESQUELETO ARTICULAÇÃO LESÕES MUSCULARES, ESQUELÉTICAS E ARTICULARES Sustentação do corpo Proteção dos órgãos nobres Cérebro Pulmões Coração. Junção de ossos (dois ou mais) Estruturas Ligamentos Ligar ossos

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E B A R C E L O S

C Â M A R A M U N I C I P A L D E B A R C E L O S O presente regulamento visa dar cumprimento ao disposto no artigo 5.º do REGULAMENTO INTERNO DE SEGURANÇA, HIGIENE E SAÚDE NO TRABALHO do MUNICIPIO DE BARCELOS. Pretende-se estabelecer um conjunto de normas

Leia mais

FLEXIBILIDADE É A AMPLITUDE DE MOVIMENTO DISPONÍVEL AO REDOR DE UMA ARTICULAÇÃO OU DE UMA SÉRIE DE ARTICULAÇÕES. A FLEXIBILIDADE É IMPORTANTE NÃO

FLEXIBILIDADE É A AMPLITUDE DE MOVIMENTO DISPONÍVEL AO REDOR DE UMA ARTICULAÇÃO OU DE UMA SÉRIE DE ARTICULAÇÕES. A FLEXIBILIDADE É IMPORTANTE NÃO FLEXIBILIDADE É A AMPLITUDE DE MOVIMENTO DISPONÍVEL AO REDOR DE UMA ARTICULAÇÃO OU DE UMA SÉRIE DE ARTICULAÇÕES. A FLEXIBILIDADE É IMPORTANTE NÃO APENAS PARA O SUCESSO NO DESEMPENHO FÍSICO, MAS TAMBÉM

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

CONHEÇA O LEGÍTIMO PADRÃO OURO NO TRATAMENTO DA OSTEOARTRITE

CONHEÇA O LEGÍTIMO PADRÃO OURO NO TRATAMENTO DA OSTEOARTRITE CONHEÇA O LEGÍTIMO PADRÃO OURO NO TRATAMENTO DA OSTEOARTRITE Industria Farmacêutica Ltda. Quais são as caudas da osteoartrite? A osteoartrite é a forma mais comum de artrite, é uma degeneração progressiva

Leia mais

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão André Montillo UVA Lesões Traumáticas do Membro Superior Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão Lesões do Ombro e Braço Fratura da Escápula Fratura da Clavícula Luxação

Leia mais

Ergonomia. LER/DORT Como prevenir. Cézar Maurício Pretto

Ergonomia. LER/DORT Como prevenir. Cézar Maurício Pretto Ergonomia LER/DORT Como prevenir Cézar Maurício Pretto Introdução Os DORT se constituem num sério problema humano e econômico, que afeta a qualidade de vida dos trabalhadores O prejuízo para as organizações

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE Primeira 1/7 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Silvia Helena Correia Vidal Aloísio Barbosa de Carvalho Neto HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

Escrito por Vipgospel Sex, 06 de Dezembro de :00 - Última atualização Sex, 06 de Dezembro de :05

Escrito por Vipgospel Sex, 06 de Dezembro de :00 - Última atualização Sex, 06 de Dezembro de :05 Carregar bolsas ou mochilas pesadas, postura errada, não se acomodar na cadeira, dirigir muito, ter sobrepeso ou levar uma vida sedentária. Se você se encaixa em uma (ou mais) dessas situações, provavelmente

Leia mais

MANUTENÇÃO E RESTAURAÇÃO DE OBRAS

MANUTENÇÃO E RESTAURAÇÃO DE OBRAS MANUTENÇÃO E RESTAURAÇÃO DE OBRAS Prof. Arq. Aline Fernandes 2013 PATOLOGIA DE FUNDAÇÕES Fases que os problemas podem ocorrer ou ser originados: - Caracterização do comportamento do solo; - Análise e projeto

Leia mais

REQUERIMENTO Nº DE 2007

REQUERIMENTO Nº DE 2007 REQUERIMENTO Nº DE 2007 (Do Sr. Carlos Sampaio) Requer o envio de indicação ao Poder Executivo, solicitando a inclusão da neurocisticercose na lista de enfermidades consideradas graves por classificação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança. Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem Qualificação:

Leia mais

MAPEAMENTO DE RISCO O MAPA DE RISCOS

MAPEAMENTO DE RISCO O MAPA DE RISCOS Professor: Eng. Alexandre Dezem Bertozzi MAPEAMENTO DE RISCO Percebeu-se, na década de 70, a necessidade de se criar uma nova metodologia que mapeasse os riscos ambientais dos locais de trabalho. Esse

Leia mais

Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil- Escola de Pára-quedistas

Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil- Escola de Pára-quedistas MEIOS UTILIZADOS PARA HIDRATAÇÃO E RESFRIAMENTO CORPORAL Baseado nas informações constantes na Portaria Nr 009-COTER, de 16 de DEZEMBRO de 2009, que aprova a INSTRUÇÃO SOBRE PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA INSTRUÇÃO

Leia mais

NORMA OPERACIONAL Nº 01. Unidade SOST Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho

NORMA OPERACIONAL Nº 01. Unidade SOST Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho NORMA OPERACIONAL Nº 01 Unidade SOST Saúde Ocupacional e Segurança do Trabalho REGRAS A Norma Operacional nº. 01 estabelece e disciplina os padrões de saúde e segurança no trabalho, que devem ser praticados

Leia mais

ANATOMIA EM PROTÓTIPOS

ANATOMIA EM PROTÓTIPOS 1 ANATOMIA EM PROTÓTIPOS Natasha Logsdon Mestre em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente DADOS DE IDENTIFICAÇÃO O trabalho Anatomia em Protótipos trata-se da representação de algumas articulações

Leia mais

Métodos Anticoncepcionais

Métodos Anticoncepcionais Métodos Anticoncepcionais Tabelinha O que é? A tabelinha, também conhecida por método rítmico, é baseada em um cálculo realizado a partir de um calendário, para saber o início e o fim do período fértil.

Leia mais

AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? 16/09/2014

AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? 16/09/2014 AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? A AVALIAÇÃO POSTURAL CONSISTE EM DETERMINAR E REGISTRAR SE POSSÍVEL ATRAVÉS DE FOTOS, OS DESVIOS OU ATITUDES POSTURAIS DOS INDIVÍDUOS, ONDE O MESMO É

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 3-CEPE/UNICENTRO, DE 28 DE JANEIRO DE 2013. REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 12/2015-CEPE/UNICENTRO. Aprova o Curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional, modalidade modular,

Leia mais

[ERLICHIOSE CANINA]

[ERLICHIOSE CANINA] [ERLICHIOSE CANINA] 2 Erlichiose Canina A Erlichiose Canina é uma hemoparasitose causada pela bactéria Erlichia sp. Essa bactéria parasita, geralmente, os glóbulos brancos (neste caso, Erlichia canis)

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM /

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / FISIOTERAPIA RESPIRATóRIA PEDIáTRICA (FEV 2015) - PORTO Sabe como intervir numa criança com patologia respiratória? Uma correta avaliação e diagnóstico é a chave para o sucesso! Não basta apenas saber

Leia mais

ALUNAS: MARIA VITÓRIA SILVA GOMES JULIANA FERREIRA WHIRILENE CASSIANO GINOELY SHIRLEY G. GÁRCIA

ALUNAS: MARIA VITÓRIA SILVA GOMES JULIANA FERREIRA WHIRILENE CASSIANO GINOELY SHIRLEY G. GÁRCIA ALUNAS: MARIA VITÓRIA SILVA GOMES JULIANA FERREIRA WHIRILENE CASSIANO GINOELY SHIRLEY G. GÁRCIA O sistema musculoesquelético é composto pelos ossos, músculos e articulações. Tecido ósseo Os ossos compõem

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R O QUE SÃO AS LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS LER são doenças do trabalho provocadas pelo uso inadequado e excessivo do

Leia mais

CADEIRAS E POLTRONAS: ERGONOMIA E PRODUTOS ESTE GUIA FOI CRIADO PARA AUXILIAR O PROFISSIONAL NA CONFIGURAÇÃO DE SUA ÁREA DE TRABALHO.

CADEIRAS E POLTRONAS: ERGONOMIA E PRODUTOS ESTE GUIA FOI CRIADO PARA AUXILIAR O PROFISSIONAL NA CONFIGURAÇÃO DE SUA ÁREA DE TRABALHO. CADEIRAS E POLTRONAS: ERGONOMIA E PRODUTOS ESTE GUIA FOI CRIADO PARA AUXILIAR O PROFISSIONAL NA CONFIGURAÇÃO DE SUA ÁREA DE TRABALHO. Obrigado por ter adquirido os nossos produtos. A Lavore Móveis segue

Leia mais

SELO EDUCACIONAL ABRAFIT

SELO EDUCACIONAL ABRAFIT SELO EDUCACIONAL ABRAFIT Esta Instrução Normativa tem como objetivo determinar eventos, ações e projetos educacionais e científicos que solicitem o apoio, Selo ABRAFIT. Fazem parte desses apoios nos quais

Leia mais

O TAMANHO DO PROBLEMA

O TAMANHO DO PROBLEMA O TAMANHO DO PROBLEMA Doenças cardiovasculares Total de mortes: 281.695/ano AVC 89.489 80% DAC 84.798 40% Outras DCV 107.408 Hipertensão Fonte: Datasus 2001 Dados Mundiais Mortes em 2000 atribuíveis a

Leia mais

CURSO DE AUXILIAR DE ACÇÃO MÉDICA / ASSISTENTE OPERACIONAL

CURSO DE AUXILIAR DE ACÇÃO MÉDICA / ASSISTENTE OPERACIONAL CURSO DE AUXILIAR DE ACÇÃO MÉDICA / ASSISTENTE OPERACIONAL O amor á profissão pode torná-lo um bom profissional, mas só um diploma pode formar um profissional completo 1. OBJECTIVOS GERAIS O curso Profissional

Leia mais

relatam sentir somente a dor irradiada, não percebendo que sua origem está na coluna. Portanto, todo indivíduo com queixa de dor irradiada

relatam sentir somente a dor irradiada, não percebendo que sua origem está na coluna. Portanto, todo indivíduo com queixa de dor irradiada FISIOTERAPIA Coluna e Dores Irradiadas Dores musculoesqueléticas localizadas em pontos distantes da coluna podem ser causadas por distúrbios da própria coluna. Márcia Maria Cruz Problemas da coluna se

Leia mais

nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO

nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO nº 08/2016 PMAS - Pense no Meio Ambiente SIRTEC Tema: PREO POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE POLÍTICA INTEGRADA Disponíveis nos murais e no site da empresa PRINCÍPIOS REQUISITOS LEGAIS:

Leia mais

(LAING, COUGLEY, KLENERMAN, % 50% ; BIRKE

(LAING, COUGLEY, KLENERMAN, % 50% ; BIRKE 1 - INTRODUÇÃO 2 As alterações de sensibilidade no paciente portador de diabetes mellitus são responsáveis diretas pela considerável morbidade relacionada com as úlceras plantares e suas conseqüências.

Leia mais

Vigilância Epidemiológica. Profa. Rachel Sindeaux

Vigilância Epidemiológica. Profa. Rachel Sindeaux Vigilância Epidemiológica Profa. Rachel Sindeaux Vigilância Atividade contínua, permanente e sistemática; Foco para resultados inespecíficos para obtenção de metas; Utilização de dados relacionados com

Leia mais

MICROSEOMETIA IRÍDIA FLOR DE ÍRIS - Reumatismo

MICROSEOMETIA IRÍDIA FLOR DE ÍRIS - Reumatismo O Termo reumatismo é o nome popular dado a qualquer desordem ou dor a nível dos ossos, músculos e articulações. Usa-se popularmente para descrever condições que variam da dor mais inofensiva à temível

Leia mais

OSTEOPATIA APLICADA AO DESPORTO (DEZ 2016) - PORTO

OSTEOPATIA APLICADA AO DESPORTO (DEZ 2016) - PORTO OSTEOPATIA APLICADA AO DESPORTO (DEZ 2016) - PORTO Neste curso, aprenderá a receber, avaliar, tratar e aconselhar os atletas, tendo em conta o seu ambiente, características individuais e particularidades

Leia mais

Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos

Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos Agrupamento Escolas de Figueiró dos Vinhos Disciplina de Estudo do Movimento Professor Ricardo Ramos Ano letivo 2014/2015 Módulo 4 Qualidades Físicas Técnico de Apoio à Gestão Desportiva Aluno: N.º : Classificação:

Leia mais

SINALMAX COML E INDL DE SINALIZAÇÃO LTDA. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FISPQ

SINALMAX COML E INDL DE SINALIZAÇÃO LTDA. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FISPQ 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: SOLVEMAX Código interno: SSU 200 Empresa: Sinalmax Comercial e Industrial de Sinalização Ltda. e-mail: contato@sinalmaxsinalizacao.com.br Endereço:

Leia mais