CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA"

Transcrição

1 CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA PREVENTIVA EM LER/DORT Ana Isabel Buson * Mirian Sá * Sarah Tavares * Josenilda Malveira Cavalcanti ** *Discentes do curso de Fisioterapia da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza **Docente do curso de Fisioterapia da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza Processo de Cuidar RESUMO A LER (lesão por esforço repetitivo) e DORT (Distúrbios Osteo musculares relacionados ao Trabalho), são acometimentos muito vivenciados por trabalhadores, devido a diversos erros ou até mesmos por não ter um ambiente de trabalho que forneça conforto e segurança. É sabido também que o grupo de doenças relacionadas aos esforços repetitivos é imenso e é necessário agir de forma a não somente tratar, mas sim prevenir e tornar o trabalhador consciente do processo saúde/trabalho, através de educação e saúde. O objetivo deste trabalho foi abordar a ação do fisioterapeuta em pré diagnostico de lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteo musculares (DORT) relacionados ao Trabalho de forma preventiva. Para que assim seja possível fornecer uma melhor qualidade de vida a estes indivíduos. Palavras chaves: Lesões por esforço repetitivo, saúde do trabalhador, fisioterapia preventiva

2 INTRODUÇÃO As lesões estabelecidas pelos movimentos repetitivos sejam no trabalho ou em AVD s, são mais conhecidas popularmente por LER/DORT. Segundo o INSS (1998) com o serviço 606 de 05/08/98 conceitua a LER/DORT como uma síndrome clínica muito caracterizada por dor crônica, sendo acompanhada ou não por alterações específicas como inflamação, e que são manifestadas devido à repetição do mesmo movimento em uma frequência elevada ou fora do normal. O instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) também afirma LER/DORT podem ocorrer também pela permanência de segmentos do corpo em determinadas posições, por tempo prolongado. A Terminologia usada para as Lesões por Esforço Repetitivo (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) ainda é um assunto em discussão (VERONESI, 2008). Segundo Veronesi (2008), a terminologia que tem sido preferida por alguns autores tem sido DORT por não apontar causas ou efeitos definidos. Segundo Chiavegato e Pereira (2004, p. 150) As lesões por esforços repetitivos (LER) ou distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) são um conjunto de doenças que afetam músculos, tendões, nervos e vasos dos membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços, braços, ombro, pescoço e coluna vertebral) e inferiores (joelho e tornozelo, principalmente) e que têm relação direta com as exigências das tarefas, ambientes físicos e com a organização do trabalho. Não há uma causa única para a ocorrência de LER/DORT, pode-se constatar que existem fatores psicológicos, biológicos e sociológicos envolvidos na gênese desses distúrbios. Inicialmente as LER/DORT eram reconhecidas como decorrentes preponderantemente das condições de trabalho. Houve o aumento explosivo da incidência entre várias categorias profissionais, o que transformou LER/DORT em uma epidemia (CHIAVEGATO, PEREIRA, 2004) Qualquer trabalhador que não siga ou respeite os limites biomecânicos ou não execute de forma correta suas atividades, podem sofrer com o acometimento destes tipos de lesão.

3 As bases que fundamentam o trabalho e suas relações com os distúrbios musculoesqueléticos, onde os trabalhadores são submetidos a um trabalho que não é organizado por eles e para eles. Onde as potencialidades intelectuais são colocadas em segundo plano e as condições de trabalho inibem as relações humanas, o que pode levar à fragilização afetiva e intelectual de quem o executa (ASSUNÇÃO & ROCHA 1993). Sintomas como dor, dormência, formigamento, sensação de pontadas ou agulhadas, diminuição da força, sensação de peso ou cansaço nos membros, inchaço, dificuldade de movimentação, desconforto, entre outros, podem ser decorrentes de diversas condições não relacionadas às sobrecargas biomecânicas no ambiente de trabalho (Sociedade Brasileira de Reumatologia, 2010). É confirmado que o acometimento em sua maioria é determinado pelo trabalho, porém existem diversos outros fatores que podem suscitar nas lesões, o que desperta o questionamento; em quais ações do trabalhador ou condições no trabalho, podem ocasionar isto. Ambientes de trabalho desconfortáveis, atividades que exijam força excessiva com as mãos, posturas inadequadas e desfavoráveis às articulações, repetição de um mesmo padrão de movimento, tempo insuficiente para realizar determinado trabalho com as mãos, ritmos intensos de trabalho ocasionados por pressão do chefe sobre o empregado com jornada de trabalho prolongada, manter uma postura fixa por tempo prolongado, tensão excessiva e repetitiva provocada por alguns tipos de esportes desconhecimento do trabalhador e ou empregador sobre o assunto. Para as mulheres isto fica bem mais agravado já que que estas possuem geralmente uma jornada dupla ocasionada pelos serviços domésticos. O objetivo deste trabalho foi abordar a ação do fisioterapeuta em pré diagnostico de lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteo musculares relacionados ao Trabalho (DORT) de forma preventiva. Para que assim seja possível fornecer uma melhor qualidade de vida a estes indivíduos. DESENVOLVIMENTO/PERCURSO METODOLOGICO O presente trabalho utilizou uma revisão bibliográfica através de um levantamento realizado em base de dados nacionais e estrangeiros, para o levantamento dos artigos, realizou-se consulta online, avançada e sistemática na BVS. Com este propósito foi efetuada uma revisão das publicações na área de saúde, tendo sido

4 consultadas as bases de dados Scielo, com o uso das palavras chaves Lesões por esforço repetitivo, saúde do trabalhador, fisioterapia preventiva. A LER não corresponde a uma doença ou enfermidade. LER é uma sigla e representa um grupo de afecções do sistema musculoesquelético. São diversas afecções que apresentam manifestações clínicas distintas e que variam em intensidade. DORT são distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho e veio para substituição a sigla LER (Para a Sociedade Brasileira de Reumatologia, 2010, p.16) Um outro fator que induz a LER/ DORT é o trabalho muscular estático, que se caracteriza pela permanência na mesma posição por um determinado período de tempo. Se ao trabalho muscular estático for acrescida carga (peso), há uma propensão maior e indução mais rápida à fadiga e às lesões do sistema músculo- esquelético (RENNER, 2005, p ) O processo de adoecimento ficou dividido em quatro graus, como (MIRANDA, et al 1993) Estágio ou Grau I: o paciente apresenta sensação de peso e desconforto no membro afetado, dor espontânea localizada em membros superiores ou cintura escapular. Os sinais flogísticos estão ausentes, a dor não se irradia, melhora com o repouso e o prognóstico é bom. Estágio ou Grau II: a dor torna-se mais intensa e persistente, aparecendo durante a jornada de trabalho de modo intermitente, o que provoca queda na produtividade. Demora mais a se recuperar com o repouso, os sinais clínicos estão ausentes e o prognóstico é favorável. Estágio ou Grau III: a intensidade da dor aumenta, tornando-se mais persistente, sendo comum a ocorrência de dor noturna. Edema, hipertrofia e alterações de sensibilidade estão presentes. O sistema nervoso autônomo pode sofrer alterações, provocando sudorese e palidez. A produtividade é muito afetada, e às vezes a tarefa torna-se impossível de ser realizada. O prognóstico já não é tão favorável. Estágio ou Grau IV: a dor torna-se contínua e às vezes insuportáveis. O edema torna-se persistente, e nesta fase se caracterizam a atrofia e as deformidades. Alterações

5 do perfil psicológico podem acompanhar o quadro. A capacidade de trabalho é anulada e advém a incapacidade. O prognóstico é sombrio. Desta forma compreende-se que é impossível um trabalhador manter uma produção com qualidade sentindo-se desconfortável ou no auge de dores submetidas por conta do processo de trabalho; então logo torna- se imprescindível para o bem do trabalhador e a sobrevivência das empresas eliminar a dor do trabalho. É exatamente neste aspecto que a fisioterapia preventiva é inserida. A fisioterapia preventiva e profilática vem a ser um conjunto de ações que visam, fundamentalmente, atuar na amenização das causas das dores e desconfortos no trabalho. Quando se trata de distúrbios ocupacionais, a fisioterapia vem a ser um complemento da ergonomia na orientação de posturas e movimentos mais funcionais e menos críticos a serem adotados durante as atividades de trabalho (LOURINHO, 2011) Foi possível perceber que o profissional irá atuar em ações de educação e saúde que são primordiais para o bom êxito, voltando o olhar para uma reeducação postural, conscientizando o mesmo de que é necessárias tais ações no dia a dia, com uma adoção de métodos ergonômicos nos locais de trabalho visando mais conforto para o trabalhador, mantendo uma relação individual e em grupo com estes. As orientações devem ser individuais, considerando o modus operandi de cada trabalhador, assim como orientações para a prática de exercícios preventivos e compensatórios que permitam o relaxamento das estruturas músculo-esqueléticas mais utilizadas (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2011) RESULTADOS Estudos comprovam que os trabalhadores mais acometidos com LER/DORT e mais atendidos em serviços de saúde são em sua grande maioria pessoas mais jovens e prevalece o índice do sexo feminino devido a dupla jornada de trabalho. A primeira, de forte impacto social, se explicaria pela qualidade de vida negada, uma vez que os incapacitados por essas doenças, majoritariamente jovens e mulheres (SALIM, 2003, p.17)

6 Ministério da Saúde (2001) associa que os profissionais digitadores, cozinheiros, passadeiras, caixa de supermercado, costureiras, telefonista, embalador e operador de telemarketing, são alguns dos mais atingidos com movimentos repetitivos em trabalho, por isso são profissionais que estão bem sujeitos a enfrentar problemas de saúde nesta área. Segundo o CESAT (2011) DORT têm se constituído em grande problema da Saúde Pública em muitos dos países industrializados. Essas doenças representam mais da metade das doenças ocupacionais, contabilizando 65% dos casos de diagnósticos de doenças ocupacionais. Para as empresas, existem inúmeras vantagens de investir em programas de ergonomia com a fisioterapia preventiva pois, destacam-se as melhorias na qualidade de vida do trabalhador, propiciando a redução de gastos com assistência médica por doenças ocupacionais e futuros afastamentos, diminuição da rotatividade do quadro de empregados na empresa, e o consequente aumento na eficiência do trabalho. Para os empregados, proporciona a redução da fadiga muscular e do desconforto físico, como consequência vem a redução do estresse psicológico, a diminuição do gasto energético na execução das tarefas e do acometimento de LER/ DORT. CONCLUSÃO Após análise das informações encontradas nos artigos revisados, podemos concluir que é impossível um trabalhador produzir bem e com qualidade quando se sente dor e desconforto, para as empresas, existem inúmeras vantagens de investir em programas de ergonomia com a fisioterapia preventiva. Assim, o fisioterapeuta insere-se com nova perspectiva de cuidado para esse grupo de indivíduos, atuando não apenas quando os sinais e sintomas já estão instalados, mas principalmente na educação em saúde e prevenção, são realizadas atividades que envolvem a reorganização do ambiente, eliminação e amenização de fatores que possam trazer prejuízos a saúde do trabalhador a curto e longo prazo, priorizando a qualidade geral do ambiente, da iluminação e dos utensílios do dia a dia, além do trabalho corporal(laboral), psicológico, social e manutenção da totalidade na qualidade de vida do mesmo.

7 REFERÊNCIAS L.E.R. Lesões por Esforços Repetitivos. Normas técnicas para avaliação da incapacidade. Brasília: INSS/CGSP; ALVES, J. H. F. Ginástica Laborativa Método para Prescrição de Exercícios Terapêuticos no Trabalho. Revista Fisioterapia Brasil, v. 1, n. 1, set. /out., p ALVES, S.; VALE, A. Ginástica Laboral - Caminho para uma Vida mais Saudável no Trabalho. Revista Cipa Benefícios da Ginástica no Trabalho. São Paulo, n. 232, v. 20, mar., p ASSUNÇÃO, A. A. Os Dort e a Dor dos Dort. Conferência apresentada no XI Congresso da Associação Nacional de Medicina do Trabalho, Belo Horizonte, 29 de abril a 3 de maio, p MIYAMOTO, S. T. et al. Fisioterapia preventiva atuando na ergonomia e no stress no trabalho. Fisioterapia e Pesquisa, v. 6, n. 1, p , BARBOSA, M. S. A.; SANTOS, R. M; TREZZA, M. C. S. F. A vida do trabalhador antes e após a Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e Doença Osteomuscular Relacionada ao Trabalho (DORT). Rev Bras Enferm, v. 60, n. 5, p , Instrução Normativa n. 98. Ministério da Previdência Social: Brasil; 2003.

Lesão por esforço Repetitivo

Lesão por esforço Repetitivo Lesão por esforço Repetitivo Lesão por esforço repetitivo Inrodução A lesão por esforço repetitivo ( LER),são lesões nos sistemas músculo esquelético e nervoso por tarefas repetitivas, esforços vigorosos,

Leia mais

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER)

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) AUTORES LEANDRO FERRO BORGES THIAGO MATHEUS GOMES PACHECO GLAUCIA AVELINA DOS SANTOS MAGNA DE JESUS LEAL ANANDA LIMA HASSAN 1 - Que é LER? O termo LER refere-se a um

Leia mais

ERGONOMIA. Prof.ª Rosana Abbud

ERGONOMIA. Prof.ª Rosana Abbud ERGONOMIA Prof.ª Rosana Abbud ERGONOMIA CIÊNCIA QUE ESTUDA A ADAPTAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO AO HOMEM, BEM COMO A FORMA DAS FERRAMENTAS DE ACORDO COM A SUA FUNÇÃO. EXEMPLOS FORMATO DE TALHERES E ESCOVAS

Leia mais

SAÚDE DO TRABALHADOR - LER. Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa

SAÚDE DO TRABALHADOR - LER. Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa SAÚDE DO TRABALHADOR - LER Nome: Silvia Kelly Leão Silva de Freitas Gilvan Carvalho Barbosa Este trabalho tem por objetivo trazer mais conhecimento sobre uma patologia que aflige muitas pessoas atualmente

Leia mais

H - LE L R E /D / OR O T

H - LE L R E /D / OR O T Histórico - LER/DORT Doenças Ocupacionais 1700 - Ramazzini - Pai da Medicina do trabalho - "doença dos escribas e notórios". 1920 - Doença das tecelãs (1920) 1965 - Doença das lavadeiras Década de 80 Universalização

Leia mais

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (L.E.R.) Causas, prevenção e tratamento

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (L.E.R.) Causas, prevenção e tratamento LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (L.E.R.) Causas, prevenção e tratamento CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA Hoje em dia, vivemos mais tempo conectado ao mundo virtual do que ao mundo real. As novas tecnologias digitais,

Leia mais

DIAGNÓSTICO SINDRÔMICO

DIAGNÓSTICO SINDRÔMICO LER / DORT DIAGNÓSTICO SINDRÔMICO José Roberto Teixeira Outubro/2005 PÓLO SAÚDE, Assessoria e Consultoria em Saúde Ocupacional histórico paralisia de mãos em trabalhador após esforço prolongado (Hipócrates,

Leia mais

O impacto da tecnologia no mercado de trabalho

O impacto da tecnologia no mercado de trabalho O impacto da tecnologia no mercado de trabalho Tecnologia no mercado de trabalho Vivemos em uma era digital onde a sociedade atual passa por uma grande evolução tecnológica, sendo o computador uma das

Leia mais

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA Termo ergonomia Ergonomia Palavra de origem grega Ergo Trabalho LILIANE GRAÇA SANTANA CEREST-ES Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA É o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas

Leia mais

A L.E.R. e as ferramentas de TIC s no trabalho

A L.E.R. e as ferramentas de TIC s no trabalho A L.E.R. e as ferramentas de TIC s no trabalho Esta revista tem por objetivo esclarecer dúvidas sobre Lesão por Esforço Repetitivo (L.E.R) no ambiente de trabalho; quais as suas causas, formas de prevenção,

Leia mais

Capítulo 4 PONTOS FUNDAMENTAIS DA ABORDAGEM MÉDICA DOS DORT Estabelecimento do Médico Responsável, Formação da Equipe Assistencial e

Capítulo 4 PONTOS FUNDAMENTAIS DA ABORDAGEM MÉDICA DOS DORT Estabelecimento do Médico Responsável, Formação da Equipe Assistencial e ÍNDICE PARTE 1 17 Capítulo 1 ENTENDENDO OS MEMBROS SUPERIORES E A SOBRECARGA RELACIONADA AO TRABALHO 19 1.1 Estruturas Musculoesqueléticas de Interesse para Compreensão do Funcionamento dos Membros Superiores

Leia mais

PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS

PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS PROJETO DE GINÁSTICA LABORAL PARA OS SERVIDORES DA RESUMO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALVORADA RS GRAZIELE ALVES DIAS 1 LIA T. HOFFMANN 2 O Projeto de Ginástica Laboral Para os Servidores da Prefeitura Municipal

Leia mais

Legislação sobre doenças como LER/DORT e suas prevenções. Marco Aurélio Barbosa Catalano Assessor Jurídico Assessoria Jurídica - Reitoria

Legislação sobre doenças como LER/DORT e suas prevenções. Marco Aurélio Barbosa Catalano Assessor Jurídico Assessoria Jurídica - Reitoria Legislação sobre doenças como LER/DORT e suas prevenções Marco Aurélio Barbosa Catalano Assessor Jurídico Assessoria Jurídica - Reitoria O QUE É LER? O QUE É DORT? LER Lesões por Esforço Repetitivo Entende-se

Leia mais

TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO.

TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO. TÍTULO: ESTUDO ERGONÔMICO DA POSTURA SENTADA EM COLABORADORAS DE UMA INDÚSTRIA DE CONFECÇÃO. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE JAGUARIÚNA

Leia mais

Lilian do Nascimento Silva

Lilian do Nascimento Silva CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO ERGONÔMICA EM UM SETOR DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA EM POÇOS DE CALDAS Lilian

Leia mais

O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças

O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças Saúde & Tecnologia O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças Os aparelhos digitais, fonte de informação e entretenimento, tem levado muitos usuários a permanecerem por longos períodos conectados

Leia mais

AULA 7. Coluna vertebral LER / DORT

AULA 7. Coluna vertebral LER / DORT Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo CONFORTO AMBIENTAL: ERGONOMIA E ANTROPOMETRIA 30.03.2015 AULA 7 Coluna vertebral LER / DORT Profª Mª Claudete Gebara J. Callegaro claudete.callegaro@ibirapuera.edu.br

Leia mais

Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica

Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica Sintomas Patológicos na Sociedade Tecnológica A L.E.R. é uma síndrome dolorosa e de incapacidade funcional, localizada nos membros superiores e inferiores, causada pelo uso deles em tarefas que implicam

Leia mais

Como identificar as LER/DORT

Como identificar as LER/DORT O que são as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT)? São doenças graves originadas do uso excessivo ou inadequado do sistema que agrupa nervos,

Leia mais

ERGONOMIA. Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho

ERGONOMIA. Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho ERGONOMIA Erica Cristina Possoli Técnica em Segurança do Trabalho CONCEITO DE ERGONOMIA ERGONOMIA ERGO (Trabalho) + NOMOS (Leis) ERGONOMIA É o estudo do relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento

Leia mais

Saúde do Trabalhador. Fabrício Augusto Menegon Doutor em Saúde Pública FSP/USP Professor do Departamento de Saúde Pública - UFSC

Saúde do Trabalhador. Fabrício Augusto Menegon Doutor em Saúde Pública FSP/USP Professor do Departamento de Saúde Pública - UFSC apresentam Saúde do Trabalhador Fabrício Augusto Menegon Doutor em Saúde Pública FSP/USP Professor do Departamento de Saúde Pública - UFSC 1ª parte Ampliando conceitos... Da Medicina do Trabalho à Saúde

Leia mais

Módulo 5 Riscos Ergonômicos

Módulo 5 Riscos Ergonômicos Módulo 5 Riscos Ergonômicos Introdução a Ergonomia A ergonomia ou engenharia humana é uma ciência relativamente recente que estuda as relações entre o homem e seu ambiente de trabalho. A Organização Internacional

Leia mais

BANCÁRIO. conheça os seus direitos sobre a LER/DORT

BANCÁRIO. conheça os seus direitos sobre a LER/DORT BANCÁRIO conheça os seus direitos sobre a LER/DORT INTRODUÇÃO Todo bancário já ouviu falar em LER/DORT, as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

Leia mais

Computadores e Sociedade Aula IX: Doenças

Computadores e Sociedade Aula IX: Doenças Computadores e Sociedade Aula IX: Doenças Elverton Fazzion 2017/01 Doença profissional x Doença do trabalho Doença profissional assim entendida a produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar

Leia mais

Ergonomia. Giselle Sousa. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina)

Ergonomia. Giselle Sousa. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina) Ergonomia Giselle Sousa Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina (Cora Coralina) O que é Ergonomia? ERGOS = TRABALHO NOMOS = LEI, REGRA "Conjunto de conhecimentos científicos relativos

Leia mais

DORT EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL INTRODUÇÃO FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT - MULTICAUSALIDADE

DORT EDITORIAL INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO EDITORIAL INTRODUÇÃO FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O APARECIMENTO DAS LER/DORT - MULTICAUSALIDADE EDITORIAL EDITORIAL INTRODUÇÃO COMBATE A LER/ DORT PARA TER UM AMBIENTE DE TRABALHO SAÚDAVEL Sérgio Butka Presidente da Força Sindical do Paraná A legião de pessoas com Ler /Dort e outras doenças do trabalho

Leia mais

Barbara Correia Neves; Laura Motta Fernandes; Maysa Alahmar Bianchin; Bolsa de IC Faculdade de Medicina de S.J.Rio Preto

Barbara Correia Neves; Laura Motta Fernandes; Maysa Alahmar Bianchin; Bolsa de IC Faculdade de Medicina de S.J.Rio Preto Barbara Correia Neves; Laura Motta Fernandes; Maysa Alahmar Bianchin; Bolsa de IC Faculdade de Medicina de S.J.Rio Preto INTRODUÇÃO No campo dos cuidados da saúde, o trabalho de enfermagem, além de insalubre,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA

CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARACTERIZAÇÃO DIAGNÓSTICA DAS LER/DORT NA AVALIAÇÃO FISIOTERAPÊUTICA ALVES, Ana Caroline Marques¹ DE MORAES, Bruna Lorena Lacerda¹ FREIRE, Aléxia Carlos¹ PEDROSA, Ana Luiza de Paiva¹ DE ALENCAR, Jerônimo

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

Ergonomia no Trabalho: Produzindo com Conforto

Ergonomia no Trabalho: Produzindo com Conforto Ergonomia no Trabalho: Produzindo com Conforto Exigência Legal Norma Regulamentadora nº 17 NR 17 Portaria MTPS nº 3.751, de 23 de novembro de 1990 17.1.2. Para avaliar a adaptação das condições de trabalho

Leia mais

INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1

INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 Nascimento, Eduardo Silva do²; Ribeiro, Felipe Brum²; SILVA JÚNIOR, Gerson Ribeiro da²; Ruviaro, Luiz Fernando²;

Leia mais

Questões assunto 10. 1) (ANAMT, 06/2008) Na adoção de padrões de conforto pela ergonomia, os percentis mais utilizados em Antropometria são:

Questões assunto 10. 1) (ANAMT, 06/2008) Na adoção de padrões de conforto pela ergonomia, os percentis mais utilizados em Antropometria são: Questões assunto 10 1) (ANAMT, 06/2008) Na adoção de padrões de conforto pela ergonomia, os percentis mais utilizados em Antropometria são: a) 5%, 50% e 95%; b) 5%, 95% e mediana; c) 95% e 50%; d) 5% e

Leia mais

Ergonomia. Profa. Dra. Soraya Ferreira Habr

Ergonomia. Profa. Dra. Soraya Ferreira Habr Ergonomia Profa. Dra. Soraya Ferreira Habr Ergonomia Palavras Gregas: ergon = trabalho, nomos = leis. tarefa que se adapte ao trabalhador, e não forçar o trabalhador a adaptar-se à tarefa. Ergonomia É

Leia mais

Autor(es) LYGIA ALMEIDA PRADO DE MORAES. Orientador(es) GISLAINE CECÍLIA DE OLIVEIRA CERVENY. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1.

Autor(es) LYGIA ALMEIDA PRADO DE MORAES. Orientador(es) GISLAINE CECÍLIA DE OLIVEIRA CERVENY. Apoio Financeiro FAPIC/UNIMEP. 1. 19 Congresso de Iniciação Científica EVOLUÇÃO CLÍNICO-FUNCIONAL DE PACIENTES COM DIAGNÓSTICO DE LER/DORT ATENDIDOS NO ESTÁGIO DA ÁREA DE FISIOTERAPIA EM SAÚDE COLETIVA DA UNIMEP NO PERÍODO DE 2003 A 2009

Leia mais

Ergonomia. para. Escritórios

Ergonomia. para. Escritórios Ergonomia para Escritórios Manual de Segurança sobre Ergonomia para Escritórios Objetivos Abrangência Público Alvo Este Manual irá permitir a você: entender melhor os elementos básicos da Ergonomia para

Leia mais

Saúde no âmbito da Educação no Trabalho. L.E.R. e as Tecnologias Digitais

Saúde no âmbito da Educação no Trabalho. L.E.R. e as Tecnologias Digitais Saúde no âmbito da Educação no Trabalho L.E.R. e as Tecnologias Digitais O QUE É L.E.R. Lesão do esforço repetitivo, D.O.R.T.(Distúrbio OsteomuscuIares Relacionados ao Trabalho),e tantas outras denominações,

Leia mais

O problema de saúde relacionado com o trabalho mais comum na Europa

O problema de saúde relacionado com o trabalho mais comum na Europa Prevenção das lesões músculo-esqueléticas (LME) O problema de saúde relacionado com o trabalho mais comum na Europa Os objectivos comunitários no âmbito da Estratégia de Lisboa prevêem a criação de empregos

Leia mais

O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO

O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO O que é a SÍNDROME do DESFILADEIRO TORÁCICO Consiste em um complexo sintomático resultante da compressão do fluxo neurovascular na saída torácica (artéria, veia ou nervos do plexo braquial) no seu percurso

Leia mais

PROJETO FISIOTERAPIA DO TRABALHO

PROJETO FISIOTERAPIA DO TRABALHO PROJETO FISIOTERAPIA DO TRABALHO DE ALENCAR, Jerônimo Farias 1 DINIZ, Jorge Luiz Medeiros² CARDIA, Maria Claúdia Gatto 3 FREIRE, Mariana Pessoa Jacob de Miranda 4 RESUMO: As Lesões por Esforços Repetitivos

Leia mais

ERGONOMIA AULA FLORIANÓPOLIS

ERGONOMIA AULA FLORIANÓPOLIS ERGONOMIA AULA FLORIANÓPOLIS 15.10.2016 Ergonomia na Atualidade História 1700 Brenardino Ramazzini livro De Morbis Artificum. 1857 Wojciech Jastrzebowski cita o termo Ergonomia. 1912 - Taylor Princípios

Leia mais

Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems

Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems Avaliação da efetividade de um protocolo de Exercícios de Relaxamento Muscular em músicos com alterações músculoesqueléticas

Leia mais

INCIDÊNCIA DOS SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM FOTÓGRAFOS DA CIDADE DE TERESINA-PI

INCIDÊNCIA DOS SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM FOTÓGRAFOS DA CIDADE DE TERESINA-PI INCIDÊNCIA DOS SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM FOTÓGRAFOS DA CIDADE DE TERESINAPI Diego Rodrigues Pessoa, Diego Pereira Barros ; Lívia Danyelle Viana Lima, Rosana Maria Nogueira Gonçalves Soares 3 ; Janaína

Leia mais

AVALIAÇÃO DO RISCO DE LOMBALGIA EM TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA ATIVIDADE DE CAPINA QUÍMICA

AVALIAÇÃO DO RISCO DE LOMBALGIA EM TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA ATIVIDADE DE CAPINA QUÍMICA AVALIAÇÃO DO RISCO DE LOMBALGIA EM TRABALHADORES ENVOLVIDOS NA ATIVIDADE DE CAPINA QUÍMICA Emília Pio da Silva 1 ; Luciano José Minette 1 ; Amaury Paulo de Souza 1 ; Felipe Leitão da Cunha Marzano 1 ;

Leia mais

Você conhece alguém que não tem celular ou que, de alguma forma, seja em casa ou no trabalho, que não faça uso de alguma ferramenta multimídia?

Você conhece alguém que não tem celular ou que, de alguma forma, seja em casa ou no trabalho, que não faça uso de alguma ferramenta multimídia? Dor por Lesão Você conhece alguém que não tem celular ou que, de alguma forma, seja em casa ou no trabalho, que não faça uso de alguma ferramenta multimídia? Provavelmente, não. Também, não é para menos:

Leia mais

Lesão por Esforço Repetitivo (LER)

Lesão por Esforço Repetitivo (LER) Lesão por Esforço Repetitivo (LER) O que é Lesão por esforço repetitivo? Sinônimos: ler, l.e.r., lesão traumática cumulativa Denomina-se Lesão do Esforço Repetitivo ou simplesmente LER, a lesão causada

Leia mais

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos.

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Eugênio da Silva Lima Professor Licenciado em Biologia - ISULPAR Especialista em Libras/Língua

Leia mais

LER A DOENÇA DO SÉCULO

LER A DOENÇA DO SÉCULO LER A DOENÇA DO SÉCULO Introdução Muitas vezes sofremos lesões que procedem de comportamentos cotidianos que não nos damos conta de ser danosos a nossa saúde até começarmos a sentir a dores que são ocasionadas

Leia mais

Lesões por Esforços Repetitivos, também conhecidas como L. T. C. - Lesões por Traumas Cumulativos são inflamações dos tendões, músculos, nervos e ligamentos, de origem ocupacional, que acometem principalmente

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA Objetivo Geral Objetivos Específicos Metodologia: tratamento individualizado

TÍTULO: AUTORES: e-mail: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA Objetivo Geral Objetivos Específicos Metodologia: tratamento individualizado TÍTULO: PROGRAMA DE FISIOTERAPIA DO TRABALHO PROFIT LER/DORT AUTORES: Karina Duarte Souza; Ana Edite Gonçalves; Maria Aparecida Alves; Bethânia Medeiros Lopes; Gaspar de Brito Cavalcante; Adriana Araújo

Leia mais

Bursite Tem Cura? Causas, Tratamentos e Dicas Seg, 17 de Julho de :49 - Última atualização Seg, 17 de Julho de :53

Bursite Tem Cura? Causas, Tratamentos e Dicas Seg, 17 de Julho de :49 - Última atualização Seg, 17 de Julho de :53 Ao longo dos últimos anos, houve um aumento expressivo dos casos de pessoas que sofrem com problemas relacionados às dores articulares. As lesões causadas por esforços repetitivos fazem parte dos problemas

Leia mais

PLANO DE CURSO PRÉ-REQUISITO:

PLANO DE CURSO PRÉ-REQUISITO: CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho CÓDIGO: Fisio 231 CH TOTAL: 60 horas PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

Esta é uma publicação das seguintes entidades: CARTILHA LER DORT Agosto de 2001 APRESENTAÇÃO

Esta é uma publicação das seguintes entidades: CARTILHA LER DORT Agosto de 2001 APRESENTAÇÃO Esta é uma publicação das seguintes entidades: Federação dos Trabalhadores no Comércio no Estado de Santa Catarina (Fecesc) Sindicato dos Empregados no Comércio de Florianópolis Sindicato dos Empregados

Leia mais

CENSO PARA DETECÇÃO DE DESCONFORTO EM MEMBROS SUPERIORES Autor: Hudson de Araújo Couto Versão Julho de 2004

CENSO PARA DETECÇÃO DE DESCONFORTO EM MEMBROS SUPERIORES Autor: Hudson de Araújo Couto Versão Julho de 2004 1 CENSO PARA DETECÇÃO DE DESCONFORTO EM MEMBROS SUPERIORES Autor: Hudson de Araújo Couto Versão Julho de 2004 1- Você sente atualmente algum desconforto nos membros superiores ou coluna relacionado ao

Leia mais

ERGONOMIA e Saúde do Trabalhador nos Ambientes de Atenção à Saúde

ERGONOMIA e Saúde do Trabalhador nos Ambientes de Atenção à Saúde Curso: Gestão Hospitalar Disciplina: Arquitetura Hospitalar ERGONOMIA e Saúde do Trabalhador nos Ambientes de Atenção à Saúde Professora Ma. Tainá Menezes Belém/PA 2016 ERGONOMIA: Estudo entre homem e

Leia mais

SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE NR-17- ERGONOMIA

SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE NR-17- ERGONOMIA Zelãene dos Santos SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE NR-17- ERGONOMIA O termo ergonomia é derivado das palavras ergon(trabalho) e nomos(regras). Resumidamente, pode-se dizer que a ergonomia se aplica

Leia mais

SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO

SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO SAÚDE NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO (LER) CONCEITO Em toda máquina, o desgaste de uma peça acaba por comprometer o funcionamento de todo

Leia mais

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO

LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO LESÃO POR ESFORÇO REPETITIVO LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS L.E.R. No Brasil as lesões por esforços repetitivos representam quase 70 do conjunto das doenças profissionais registradas. É a segunda causa

Leia mais

A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO

A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO A FISIOTERAPIA DO TRABALHO NA CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O ESTRESSE EM UM SETOR ADMINISTRATIVO Favato, A. C.; Bernini, G.; Andolfato, K. R. Resumo: O estresse no ambiente de trabalho (EAT) pode ter consequências

Leia mais

OCORRÊNCIA DE SINTOMA OSTEOMUSCULAR EM TRABALHADORES DA INDÚSTRIA METALÚRGICA

OCORRÊNCIA DE SINTOMA OSTEOMUSCULAR EM TRABALHADORES DA INDÚSTRIA METALÚRGICA OCORRÊNCIA DE SINTOMA OSTEOMUSCULAR EM TRABALHADORES DA INDÚSTRIA METALÚRGICA FLAVIA TORRES FERNANDO PARTICA DA SILVA ANTÔNIO AUGUSTO DE PAULA XAVIER Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus

Leia mais

Causas da LER em jovens. Uso indevido da tecnologia. Como prevenir?

Causas da LER em jovens. Uso indevido da tecnologia. Como prevenir? Causas da LER em jovens. Uso indevido da tecnologia. Como prevenir? Com o avanço crescente da tecnologia da informação e comunicação, com o evento da internet e do mundo virtual ocorreram mudanças na sociedade,

Leia mais

LISIANE DA SILVA PEREIRA JOÃO CARLOS JACCOTTET PICCOLI JACINTA SIDEGUN RENNER Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS

LISIANE DA SILVA PEREIRA JOÃO CARLOS JACCOTTET PICCOLI JACINTA SIDEGUN RENNER Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS PREVALÊNCIA DE DESCONFORTO E DOR E NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE TRABALHADORES DO SETOR ADMINISTRATIVO DE EMPRESAS PÚBLICAS E PRIVADAS DE PORTO ALEGRE, RS. LISIANE DA SILVA PEREIRA JOÃO CARLOS JACCOTTET

Leia mais

Educação para a Saúde

Educação para a Saúde Educação para a Saúde Exercícios Laborais Setembro de 2006 Raquel Faria Araújo de Oliveira Ergonomista e Educadora física Saúde Segundo a Organização Mundial de Saúde: Saúde é um estado de completo bem-estar

Leia mais

Administração. Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo. Administração Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO Higiene do Trabalho pode ser definida

Leia mais

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Apresentação Olá, esse conteúdo é a realização de uma parceria entre a Cefig e a Fisioterapia Integrativa. Nesse E-book vamos abordar algumas dicas para prevenção

Leia mais

INSTITUIÇÃO DO TEMPO DE RECUPERAÇÃO DE FADIGA (TRF) EM SETOR DE COSTURA CASE MALWEE MALHAS JARAGUÁ DO SUL SC. Apresentação. Equipe

INSTITUIÇÃO DO TEMPO DE RECUPERAÇÃO DE FADIGA (TRF) EM SETOR DE COSTURA CASE MALWEE MALHAS JARAGUÁ DO SUL SC. Apresentação. Equipe INSTITUIÇÃO DO TEMPO DE RECUPERAÇÃO DE FADIGA (TRF) EM SETOR DE COSTURA CASE MALWEE MALHAS JARAGUÁ DO SUL SC Apresentação Dr. Lucas Bevervanço Medicina do Trabalho / Ergonomia Equipe Vanderléia Fischer

Leia mais

Problemas músculo- esqueléticos relacionados com o trabalho

Problemas músculo- esqueléticos relacionados com o trabalho Problemas músculo- esqueléticos relacionados com o trabalho Fernando Gonçalves Amaral Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção / UFRGS Distúrbios osteomusculares relacionados com o trabalho

Leia mais

CARTILHA LER/DORT PREVINA-SE. Governador do Estado Simão Robson Oliveira Jatene

CARTILHA LER/DORT PREVINA-SE. Governador do Estado Simão Robson Oliveira Jatene Governador do Estado Simão Robson Oliveira Jatene Vice-Governador do Estado e Secretário Especial de Estado de Gestão Helenilson Cunha Pontes Secretária de Estado de Administração Alice Viana Soares Monteiro

Leia mais

Bem estar e produtividade no trabalho

Bem estar e produtividade no trabalho Bem estar e produtividade no trabalho Camila Greco Müller dos Santos Fisioterapeuta Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Especialista em osteopatia, terapia manual e biomecânica clínica O bem-estar

Leia mais

COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009

COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009 COMISSÃO DE ESPORTE PROJETO DE LEI Nº 6.083, DE 2009 Institui a obrigatoriedade de realização de ginástica laboral no âmbito dos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta. Autor:

Leia mais

Lombalgia Posição do problema Fernando Gonçalves Amaral

Lombalgia Posição do problema Fernando Gonçalves Amaral Lombalgia Posição do problema Fernando Gonçalves Amaral Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - UFRGS Riscos associados à manutenção manual Músculo-esqueléticos Lombares Membro superior Riscos

Leia mais

Patologias osteomusculares e neurológicas relacionadas ao trabalho LER/DORT

Patologias osteomusculares e neurológicas relacionadas ao trabalho LER/DORT Patologias osteomusculares e neurológicas relacionadas ao trabalho LER/DORT LER/DORT LER - Lesões por esforços repetitivos DORT - Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho ATENÇÃO: NÃO É UMA

Leia mais

APLICAÇÃO DA ERGONOMIA EM BIBLIOTECAS RESUMO

APLICAÇÃO DA ERGONOMIA EM BIBLIOTECAS RESUMO APLICAÇÃO DA ERGONOMIA EM BIBLIOTECAS Cézar Wilson Martinez Félix RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar uma definição de Ergonomia e sua relação com algumas das áreas científicas ou ciências auxiliares

Leia mais

AVALIAÇÃO POSTURAL DA ATIVIDADE DE DERRUBADA E TRAÇAMENTO COM MOTOSSERRA

AVALIAÇÃO POSTURAL DA ATIVIDADE DE DERRUBADA E TRAÇAMENTO COM MOTOSSERRA AVALIAÇÃO POSTURAL DA ATIVIDADE DE DERRUBADA E TRAÇAMENTO COM MOTOSSERRA Luciano José Minette 1 ; André Luiz Petean Sanches 1 ; Emília Pio da Silva 1 ; Amaury Paulo de Souza 1 ; Regiane Valentim Leite

Leia mais

ERGONOMIA APLICADA AO TRABALHO

ERGONOMIA APLICADA AO TRABALHO ERGONOMIA APLICADA AO TRABALHO HISTÓRICO A ergonomia nasce da constatação de que o Homem não é uma máquina, pois: - ele não é um dispositivo mecânico; - ele não transforma energia como uma máquina a vapor;

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL X BURSITE: UMA INTERVENÇÃO PROGRAMADA

GINÁSTICA LABORAL X BURSITE: UMA INTERVENÇÃO PROGRAMADA GINÁSTICA LABORAL X BURSITE: UMA INTERVENÇÃO PROGRAMADA MARCOS VALÉRIO SOARES NASCIMENTO 1 REJANE DUARTE L. MONTEIRO 2 2 BÁRBARA R. DE MOURA Universidade de Brasília Brasília DF BRASIL mr_labor@yahoo.com.br

Leia mais

AVALIAÇÃO DA DOR EM TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA TÊXTIL NO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.

AVALIAÇÃO DA DOR EM TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA TÊXTIL NO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL. AVALIAÇÃO DA DOR EM TRABALHADORES DE UMA INDÚSTRIA TÊXTIL NO INTERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL. José Felipe Costa da Silva 1, Marcelo Cardoso de Souza 2 Joyce Raquel Cândido de Medeiros 3, Juliana

Leia mais

TIPOS DE LESÕES. Adaptado de CHAFFIN e ANDERSON (1991) TIPO DE TRAUMA

TIPOS DE LESÕES. Adaptado de CHAFFIN e ANDERSON (1991) TIPO DE TRAUMA LESÕES NO TRABALHO TIPOS DE LESÕES TIPO DE TRAUMA CAUSA EFEITO Trauma por impacto Uma força repentina de grande intensidade Contusões, lacerações, fraturas, amputações, subluxações articulares, concussões,

Leia mais

LER/DORT ATENÇÃO: NÃO É UMA DOENÇA NÃO ESTÃO INCLUÍDOS NO CID 10 GRANDE PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA

LER/DORT ATENÇÃO: NÃO É UMA DOENÇA NÃO ESTÃO INCLUÍDOS NO CID 10 GRANDE PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA LER/DORT Lesões por esforços repetitivos Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho podem envolver músculo, fáscia, tendão, sinóvia, articulação, nervos ATENÇÃO: NÃO É UMA DOENÇA NÃO ESTÃO INCLUÍDOS

Leia mais

BIOMECÂNICA OCUPACIONAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

BIOMECÂNICA OCUPACIONAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior BIOMECÂNICA OCUPACIONAL Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior BIOMECÂNICA OCUPACIONAL Biomecânica Ocupacional é a área da biomecânica que possui como objeto de estudo o universo organizacional, atendo-se

Leia mais

II SIEPS XX ENFERMAIO I MOSTRA DO INTERNATO EM ENFERMAGEM

II SIEPS XX ENFERMAIO I MOSTRA DO INTERNATO EM ENFERMAGEM II SIEPS XX ENFERMAIO I MOSTRA DO INTERNATO EM ENFERMAGEM Fortaleza - CE 23 a 25 de Maio de 2016 SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM APLICADO A UM PACIENTE COM AIDS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Mariane

Leia mais

TECNOLOGIA EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFICAÇÕES. M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira

TECNOLOGIA EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFICAÇÕES. M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira TECNOLOGIA EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFICAÇÕES BIOMECÂNICA OCUPACIONAL M.Sc. Arq. Elena M. D. Oliveira DEFINIÇÃO Estuda as interações entre o trabalho e o homem sob o ponto de vista dos movimentos

Leia mais

Formação treinadores AFA

Formação treinadores AFA Preparação específica para a atividade (física e mental) Equilíbrio entre treino e repouso Uso de equipamento adequado à modalidade (ex: equipamento, calçado, proteções) E LONGEVIDADE DO ATLETA Respeito

Leia mais

DORT/LER: Estudo sobre a síndrome que cresce entre os trabalhadores da construção civil

DORT/LER: Estudo sobre a síndrome que cresce entre os trabalhadores da construção civil ISSN 1984-9354 DORT/LER: Estudo sobre a síndrome que cresce entre os trabalhadores da construção civil Área temática: Gestão da Saúde e Segurança Ocupacional & Ergonomia Antonio Carlos Andrade Batista

Leia mais

PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE BANCÁRIOS COM SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA

PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE BANCÁRIOS COM SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE BANCÁRIOS COM SINTOMAS OSTEOMUSCULARES EM VITÓRIA DA CONQUISTA, BAHIA AUDREY CABRAL FERREIRA DE OLIVEIRA, Argemiro Correia Santos Júnior. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE

Leia mais

PROTOCOLO DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS LER/DORT

PROTOCOLO DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS LER/DORT PROTOCOLO DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS LER/DORT REPETITIVE STRAIN INJURY/WORK-RELATED MUSCULOSKELETAL DISORDERS DIAGNOSIS PROTOCOL AND TREATMENT Rodolpho Repullo Junior Médico, especialista em Medicina

Leia mais

Métodos de avaliação em ergonomia. Profª Ms. Évelin Moreno

Métodos de avaliação em ergonomia. Profª Ms. Évelin Moreno Métodos de avaliação em ergonomia Profª Ms. Évelin Moreno Objetivos Abordar os principais check lists e instrumentos utilizados em ergonomia. Explicar o objetivo de aplicação de cada check list e demais

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SEGURANÇA DO TRABALHO E GESTÃO AMBIENTAL

INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SEGURANÇA DO TRABALHO E GESTÃO AMBIENTAL INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SEGURANÇA DO TRABALHO E GESTÃO AMBIENTAL A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA NA SEGURANÇA DO AMBIENTE DE TRABALHO E NO BEM-ESTAR DO TRABALHADOR DIRLEI

Leia mais

Fisioterapeuta Priscila Souza

Fisioterapeuta Priscila Souza Fisioterapeuta Priscila Souza * Passou de 7 bilhões o número de celulares no mundo. (União Internacional de Telecomunicações UIT, 2015) *Segundo a ONU em 2000 o número de aparelhos celulares era de 738

Leia mais

TRABALHO E SAÚDE MENTAL. Cargas de trabalho e possíveis transtornos

TRABALHO E SAÚDE MENTAL. Cargas de trabalho e possíveis transtornos TRABALHO E SAÚDE MENTAL Cargas de trabalho e possíveis transtornos A influência das características atuais do trabalho sobre a saúde mental dos trabalhadores pode decorrer de inúmeros fatores e situações:

Leia mais

Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica

Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica Incapacidade Fática x Incapacidade Jurídica Art. 59. O auxílio-doença será devido ao segurado que, havendo cumprido, quando for o caso, o período de carência exigido nesta Lei, ficar incapacitado para

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado PELA MANHÃ VOCÊ SE SENTE ASSIM? E NO TRABALHO, VOCÊ SE SENTE ASSIM? SUA VIDA ESTA ASSIM? OU TUDO ESTA ASSIM? ESTRESSE Ocorre diante de uma situação (real ou imaginária)

Leia mais

INDÍCE: 2. TIPOS DE ERGONOMIA 3 3. DESLOCAR, LEVANTAR E TRANSPORTAR CARAS MANUAIS DEFINIÇÃO OBJETIVO 5 3.

INDÍCE: 2. TIPOS DE ERGONOMIA 3 3. DESLOCAR, LEVANTAR E TRANSPORTAR CARAS MANUAIS DEFINIÇÃO OBJETIVO 5 3. 1 INDÍCE: 1. QUANDO SURGIU A ERGONOMIA. 2 1.1 DEFINIÇÃO 2 1.2 A ERGONOMIA ESTUDA A SITUAÇÃO DE TRABALHO 2 1.3 ONDE PODEMOS APLICAR UM ESTUDO ERGÔNOMICO 2 2. TIPOS DE ERGONOMIA 3 3. DESLOCAR, LEVANTAR E

Leia mais

Incidência de dor em funcionárias do setor de Manutenção do Claretiano Centro Universitário

Incidência de dor em funcionárias do setor de Manutenção do Claretiano Centro Universitário 55 Incidência de dor em funcionárias do setor de Manutenção do Claretiano Centro Universitário Danielle da SILVEIRA 1 Matheus Raphael Guedes MORALES 2 Letícia FABBRI 3 Carmen Aparecida Malaguti BARROS

Leia mais

A EFICÁCIA DA GINÁSTICA LABORAL NA DIMINUIÇÃO DAS ALGIAS E MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DAS SECRETÁRIAS DE UMA FACULDADE EM VIÇOSA/MG

A EFICÁCIA DA GINÁSTICA LABORAL NA DIMINUIÇÃO DAS ALGIAS E MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DAS SECRETÁRIAS DE UMA FACULDADE EM VIÇOSA/MG A EFICÁCIA DA GINÁSTICA LABORAL NA DIMINUIÇÃO DAS ALGIAS E MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DAS SECRETÁRIAS DE UMA FACULDADE EM VIÇOSA/MG Introdução: KARINA OLIVEIRA MARTINHO, FERNANDA SILVA FRANCO, FABIANA

Leia mais

A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho

A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho A Importância da Ergonomia nas Relações de Trabalho Jaques Sherique Eng. Mecânico e de Segurança do Trabalho 2º vice-presidente do CREA-RJ Secretário da SOBES Presidente da ABPA-SP sherique@gbl.com.br

Leia mais

Ergonomia: Sinais/sintomas (demanda)

Ergonomia: Sinais/sintomas (demanda) Ergonomia: Sinais/sintomas (demanda) I - Alta incidência de afastamentos ao trabalho (doenças ou acidentes); II- Grande rotatividade de funcionários; III- Necessidade de melhoria de desempenho e produtividade

Leia mais

PREVALÊNCIA DE DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES EM ENFERMEIROS

PREVALÊNCIA DE DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES EM ENFERMEIROS PREVALÊNCIA DE DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES EM ENFERMEIROS INTRODUÇÃO MILENA NUNES ALVES DE SOUSA GENILDO MEDEIROS DA SILVA TARCIANA SAMPAIO COSTA ROSA MARTHA VENTURA NUNES HELLEN RENATTA LEOPOLDINO MEDEIROS

Leia mais

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona.

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona. CEFALÉIAS As cefaléias (dores de cabeça) encontram-se entre os problemas médicos mais comuns. Alguns indivíduos apresentam cefaléias freqüentes, enquanto outros raramente as apresentam. As cefaléias podem

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL. Distribuição Interna

CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL. Distribuição Interna CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL Distribuição Interna ÍNDICE Apresentação 3 O que é Lesão por esforço repetitivo (LER)? 4 Prevenção 5 Dicas para evitar lesões 6 Exercícios 8 Ginástica Laboral

Leia mais