Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia"

Transcrição

1 Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Jequié 2015

2 Introdução Depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais comuns Classificação Depressão reativa ou secundária Depressão melancólica ou recorrente Distúrbio bioquímico Depressão associada a transtorno bipolar Maníaco-depressivo Sintomas depressivos persistentes por mais de uma semana necessita de tratamento farmacológico

3 Introdução Patogenia Reserpina como indutor da depressão Depleção das reservas de catecolaminas Está associada à diminuição da transmissão sináptica Classes de antidepressivos Tricíclicos Inibidores da recaptação de aminas Inibidores da degradação (MAO)

4 Antidepressivos tricíclicos Núcleo com 3 anéis Semelhantes a anti histamínicos de primeira geração Fenotiazina Imipramina e amitriptilina são os protótipos dessa classe Inibidores da recaptação de norepinefrina e serotonina

5 Agentes de segunda e terceira geração geração Introduzidos entre 1980 e 2005 Podem ter o anel tricíclico ou não Venlafaxina, mirtazapina e duloxetina são representantes dessa classe

6 Inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS) Principal representante é a fluoxetina Pouca reação autonômica Estrutura totalmente diferentes dos tricíclicos

7 Inibidores da monoaminooxidase (MAO) A MAO é responsável pela degradação de neurotransmissores Tipos de MAO MAO-A MAO-B Inibidores seletivos para MAO-B selegilina Usada para depressão maior e Parkinson

8 Farmacocinética Antidepressivos tricíclicos Baixa biodisponibilidade Alto volume de distribuição Metabolismo Abertura do anel triciclo Monodesmetilação Alguns formam metabólitos ativos

9 Farmacocinética Agentes de segunda e terceira geração Semelhantes ao ADT Venlafaxina tem meia vida curta Inicia com mais de uma dose ao dia Apresentações de liberação prolongada podem ser administradas em dose única

10 Farmacocinética Inibidores seletivos da recaptação de serotonina Alguns possuem meia vida longa Fluoxetina citalopram A fluoxetina forma metabólito ativo Norfluoxetina que tem meia vida de 7 a 9 dias Existem alguns que são administrados 1 vez por semana Sertralina e paroxetina são semelhantes aos ADT em sua farmacocinética

11 Farmacocinética Inibidores da MAO Alta biodisponibilidade Meia vida não é útil para estabelecer dose Ação irreversível Efeitos perduram de 1 a 3 semanas após a interrupção do fármaco

12 Farmacodinâmica

13 Farmacodinâmica

14 14

15 15

16 16

17 17

18 18

19 Farmacologia clínica Indicações clínicas Depressão Humor deprimido Perda do interesse pelas atividades da vida Diagnóstico incerto Transtorno bipolar (maniaco-depressivo) Precisa ser tratada Alta incidência de suicídio Usa-se AD tradicionais

20 Farmacologia clínica Indicações clínicas Transtorno de ansiedade: Pânico, ansiedade generalizada e fobia social Imipramina apresenta boa resposta ISRS são utilizados e com menos efeitos colaterais Efeito se observa com 6 a 8 semanas Benzodiazepínicos são preferíveis Causam dependência física com o uso prolongado

21 Farmacologia clínica Indicações clínicas Transtorno obsessivo-compulsivo ISRS são os melhores a serem utilizados Alguns inibidores mistos podem ser utilizado Cormipramina Enurese noturna ADT podem ser utilizados Efeitos cardiovasculares limitam seu uso Altas doses Como seria o mecanismo?

22 Farmacologia clínica Indicações clínicas Dores crônicas Dores sem origem patológica definida ADT agem diretamente sobre a via da dor Tratam efeitos depressivos secundários à dor Venlafaxina e doloxetina tem ação contra dor ISRS não são efetivos para a dor crônica

23 Farmacologia clínica Indicações clínicas Outras indicações Transtorno da alimentação Fluoxetina Sibutramina Bulemina TPM Transtorno do déficit de atenção

24 Farmacologia clínica Escolha do fármaco Avaliar efeitos adversos Sedação Efeitos anticolinérgicos Taquicardia Tremores Sudorese Boca seca ADT x ISRS Avaliar preço Inibidores da MAO só são usados em pacientes que não responderam a outros tratamentos

25 Farmacologia clínica Interações medicamentosas Farmacodinâmicas Efeitos sedativos intensificados Contraposição de efeitos de anti hipertensivos IMAO com alimentos ricos em tiramina Efeitos no simpáticos ISRS com alimentos ricos em triptofano Síndrome serotoninérgica» Hipertermina» Rigidez muscular» Alterações nos sinais vitais

26 Farmacologia clínica Interações medicamentosas Interações farmacocinéticas Inibidores do citocromo P450 podem intensificar os efeitos dos antidepressivos Desmipramina Nortriptilina

Ansiedade. Estado de tensão,apreensão ou inquietude,com causa iden4ficável ou não

Ansiedade. Estado de tensão,apreensão ou inquietude,com causa iden4ficável ou não Ansiedade Estado de tensão,apreensão ou inquietude,com causa iden4ficável ou não Manifestações somá4cas freqüentemente associadas:(palpitação torácica,sudorese,tremores Ansiedade Manifestações leves ou

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 SOLICITANTE Juíza de Direito: Dr(a). Juizado Especial 0512 Pirapora NÚMERO DO PROCESSO nº0512.13 003595-3 DATA 17/05/2013 1- O medicamento solicitados Venlafaxina (Venlift),é

Leia mais

Drogas do Sistema Nervoso Central

Drogas do Sistema Nervoso Central Drogas do Sistema Nervoso Central Depressão Conceito: Transtorno do humor(abaixamento persistente de humor) que influencia profundamente o comportamento e o pensamento, uma síndrome com sintomas e sinais

Leia mais

Assistência Farmacêutica na Depressão

Assistência Farmacêutica na Depressão Definição Assistência Farmacêutica na Depressão Grupo de atividades relacionadas com o medicamento, destinadas a apoiar as ações de saúde demandadas por uma comunidade, envolvendo o abastecimento de medicamentos

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 185/2014 Informações sobre Depressão Donarem retard, Venlaxin, Frontal e Léptico

RESPOSTA RÁPIDA 185/2014 Informações sobre Depressão Donarem retard, Venlaxin, Frontal e Léptico RESPOSTA RÁPIDA 185/2014 Informações sobre Depressão Donarem retard, Venlaxin, Frontal e Léptico SOLICITANTE Dr. Rafael Murad Brumana Juiz de Direito de Lajinha NÚMERO DO PROCESSO Autos nº Nº 0377.14.000747-9

Leia mais

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969.

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. v. 14. DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e Semiologia

Leia mais

Fármacos AntiDepressivos

Fármacos AntiDepressivos Fármacos AntiDepressivos Prof. Dr. Marcos Moreira Prof. Adjunto de Farmacologia, ICB/UFJF Prof. Adjunto de Neurologia, FCMS/JF/SUPREMA Roteiro de Apresentação Definição de depressão; Histórico dos antidepressivos;

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.1563-7 DATA

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade

RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade SOLICITANTE Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da

Leia mais

Sensações intensas de melancolia, desesperança, desespero; Incapacidade de sentir prazer em atividades usuais;

Sensações intensas de melancolia, desesperança, desespero; Incapacidade de sentir prazer em atividades usuais; Curso - Psicologia Disciplina: Psicofarmacologia Resumo Aula 4- Depressão Maior e Distimia Sintomas da Depressão Sensações intensas de melancolia, desesperança, desespero; Incapacidade de sentir prazer

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA. Ilma Dra Valéria S. Sousa

RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA. Ilma Dra Valéria S. Sousa RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA SOLICITANTE Ilma Dra Valéria S. Sousa NÚMERO DO PROCESSO 0112.13.005931-7 DATA 07/03/2014 SOLICITAÇÃO Trata-se de Ação de Obrigação de Fazer

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da Fazenda Pública de Campo Belo Autos nº 112.14.001897-2

Leia mais

FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE

FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE Deverá ser preenchida pelo médico assistente O paciente não pode ter sido incluído na primeira fase do Epifibro Data: / / Nome: DN: / / RG: UF: Sexo: ( ) Feminino ( ) Masculino

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL. Fernanda Maria Fantacini ANTIDEPRESSIVOS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL. Fernanda Maria Fantacini ANTIDEPRESSIVOS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL Fernanda Maria Fantacini ANTIDEPRESSIVOS Ribeirão Preto-SP 2008 1 SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PROGRAMA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL

Leia mais

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais.

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Alternativas terapêuticas farmacológicas. Dr. João Luiz da Fonseca Martins Médico Psiquiatra Uniica . Principais

Leia mais

ANTIDEPRESSIVOS DE LIBERAÇÃO MODIFICADA: ESTUDOS COMPARATIVOS DOS MEDICAMENTOS COMERCIALIZADOS NO BRASIL.

ANTIDEPRESSIVOS DE LIBERAÇÃO MODIFICADA: ESTUDOS COMPARATIVOS DOS MEDICAMENTOS COMERCIALIZADOS NO BRASIL. ANTIDEPRESSIVOS DE LIBERAÇÃO MODIFICADA: ESTUDOS COMPARATIVOS DOS MEDICAMENTOS COMERCIALIZADOS NO BRASIL. ANTIDEPRESSIVES OF MODIFIED RELEASE: COMPARATIVE STUDIES OF MEDICINES COMMERCIALIZED IN BRAZIL.

Leia mais

Psicofarmacologia. Transtornos de Ansiedade. Transtornos de Ansiedade PSICOFARMACOLOGIA 15/05/2015

Psicofarmacologia. Transtornos de Ansiedade. Transtornos de Ansiedade PSICOFARMACOLOGIA 15/05/2015 Psicofarmacologia Prof. Herval de Lacerda Bonfante Departamento de Farmacologia PSICOFARMACOLOGIA Distúrbios Psiquiátricos - Tratamento : 1950 10 a 15% de prescrições - EUA Brasil prevalência de transtornos

Leia mais

Síndromes depressivas. Prof. Eduardo Henrique Teixeira

Síndromes depressivas. Prof. Eduardo Henrique Teixeira Síndromes depressivas Prof. Eduardo Henrique Teixeira 1 Definição Síndromes depressivas caracterizam-se por diminuição em quase todos os aspectos das emoções e do comportamento, humor desolado e pessimista.

Leia mais

DISTÚRBIOS AFETIVOS I) DEFINIÇÃO II) EPIDEMIOLOGIA III) QUADRO CLÍNICO A) DEPRESSÃO

DISTÚRBIOS AFETIVOS I) DEFINIÇÃO II) EPIDEMIOLOGIA III) QUADRO CLÍNICO A) DEPRESSÃO DISTÚRBIOS AFETIVOS I) DEFINIÇÃO II) EPIDEMIOLOGIA III) QUADRO CLÍNICO A) DEPRESSÃO SINTOMAS Emocionais --> tristeza, fossa, baixo astral ansiedade irritabilidade anedonia Psicológicos --> culpa, sensação

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ENF-109 Pré-requisito: ENF-103 Bioquímica Período

Leia mais

Farmacologia Aspectos gerais

Farmacologia Aspectos gerais PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Biologia Farmacologia Aspectos gerais Prof. Raimundo Jr, M.Sc Bibliografia Básica: SILVA, P. Farmacologia. 6ª ed. Rio

Leia mais

TEMA: Quetiapina e citalopram para tratamento misto ansioso e depressivo

TEMA: Quetiapina e citalopram para tratamento misto ansioso e depressivo NTRR 41/2013 Solicitante: Juiza Dra.Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Número do processo: 051213001877-7 Réu: Estado de Minas e Município de Pirapora Data: 11/04/2013 Medicamento X Material Procedimento

Leia mais

ANSIEDADE E DEPRESSÃO

ANSIEDADE E DEPRESSÃO ANSIEDADE E DEPRESSÃO PSICOPATOLOGIA E ASPECTOS DIAGNÓSTICOS Definição de Dor (IASP, 1979) Dor segundo a definição de Meskley, aceita pela IASP é: Experiência sensorial e emocional desprazerosa associada

Leia mais

Depressão e Transtornos de Ansiedade. Depressão. Prevalência. Critérios de depressão DSM-IV FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA.

Depressão e Transtornos de Ansiedade. Depressão. Prevalência. Critérios de depressão DSM-IV FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA. FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA Depressão e Transtornos de Ansiedade Alaor Santos Filho Professor de Psiquiatria da HGU/UNIC Doutor em Saúde Mental pela USP-FMRP alaorsantos@hotmail.com Prevalência

Leia mais

23/07/2013. É um sintoma fundamental de muitos distúrbios psiquiátricos e um componente de muitas condições clínicas e cirúrgicas.

23/07/2013. É um sintoma fundamental de muitos distúrbios psiquiátricos e um componente de muitas condições clínicas e cirúrgicas. Psicofarmacologia Prof. Herval de Lacerda Bonfante Departamento de Farmacologia PSICOFARMACOLOGIA Distúrbios Psiquiátricos - Tratamento : 1950 10 a 15% de prescrições - EUA Brasil prevalência de transtornos

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona SOLICITANTE Drª Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Juíza de Direito do Juizado Especial -Pirapora NÚMERO DO PROCESSO

Leia mais

TRANSTORNOS DE HUMOR NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA PELA PERSPECTIVA DA NEUROBIOLOGIA E AÇÕES MEDICAMENTOSAS

TRANSTORNOS DE HUMOR NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA PELA PERSPECTIVA DA NEUROBIOLOGIA E AÇÕES MEDICAMENTOSAS TRANSTORNOS DE HUMOR NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA PELA PERSPECTIVA DA NEUROBIOLOGIA E AÇÕES MEDICAMENTOSAS Marina Aparecida Luiz de Freitas 1 ; Sandra Cristina Catelan-Mainardes 2 RESUMO: O presente estudo

Leia mais

MEDICAMENTOS ANTIDEPRESSIVOS E ANTIPSICÓTICOS PRESCRITOS NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS) DO MUNICÍPIO DE PORCIÚNCULA RJ.

MEDICAMENTOS ANTIDEPRESSIVOS E ANTIPSICÓTICOS PRESCRITOS NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS) DO MUNICÍPIO DE PORCIÚNCULA RJ. MEDICAMENTOS ANTIDEPRESSIVOS E ANTIPSICÓTICOS PRESCRITOS NO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS) DO MUNICÍPIO DE PORCIÚNCULA RJ. Pablo Sevidanes BARBOZA 1 & Denise Aparecida da SILVA 2 1 Farmacêutico

Leia mais

Profº André Montillo

Profº André Montillo Profº André Montillo www.montillo.com.br Definição: É a causa mais comum de dor musculoesquelética generalizada. É a enfermidade reumática mais frequente Os primeiros relatos datam de 1850, onde os pacientes

Leia mais

Depressão diagnóstico e tratamento. Autor: Dr Adriano Simões Coelho Adaptação: Dr Alexandre de Araújo Pereira

Depressão diagnóstico e tratamento. Autor: Dr Adriano Simões Coelho Adaptação: Dr Alexandre de Araújo Pereira Depressão diagnóstico e tratamento Autor: Dr Adriano Simões Coelho Adaptação: Dr Alexandre de Araújo Pereira Depressão maior 1 Sintomas principais: - Humor deprimido + Anedonia + Fadiga ou perda de energia;

Leia mais

Porto Alegre/RS

Porto Alegre/RS UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Carlos Isaia Filho LTDA. A Pesquisa Clinica e suas Fases Carlos Isaia Filho Unidade de Pesquisa Clínica CMR Da Molécula ao Mercado. Aproximadamente

Leia mais

MANEJO FARMACOLÓGICO DO OFENSOR SEXUAL. Prof. MSc. Thiago Blanco

MANEJO FARMACOLÓGICO DO OFENSOR SEXUAL. Prof. MSc. Thiago Blanco MANEJO FARMACOLÓGICO DO OFENSOR SEXUAL Prof. MSc. Thiago Blanco Do currículo do apresentador Médico, Psiquiatra Geral e Psiquiatra da Infância e Adolescência Mestre em Psiquiatria e Psicologia Médica pela

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação à classificação diagnóstica em psiquiatria e considerando o DSM-IV-TR e a CID-10, julgue os itens a seguir. 63 O uso da L-tri-iodotironina (T3) com vistas a potencializar

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 186/2014 Informações sobre: Sertralina,Alprazolan,Galvus e Stanglit

RESPOSTA RÁPIDA 186/2014 Informações sobre: Sertralina,Alprazolan,Galvus e Stanglit RESPOSTA RÁPIDA 186/2014 Informações sobre: Sertralina,Alprazolan,Galvus e Stanglit SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dr Rafael Murad Brumana Juíz de Direito Lajinha Autos nº 0377.14.000745-3 DATA 13/04/2014

Leia mais

Interação medicamentosa em usuários de antidepressivos do sistema público de um município do sul do Brasil

Interação medicamentosa em usuários de antidepressivos do sistema público de um município do sul do Brasil ISSN: 1983-652X set.-dez. 2015;8(3):107-114 http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/about/ http://dx.doi.org/10.15448/1983-652x.2015.3.21093 Artigo Original Interação medicamentosa em

Leia mais

Psiquiatria para o clínico Dr. André I. Petroucic Filho 07 maio 2014 Introdução Psiquiatria do dia a dia do clínico Pontos importantes sobre as principais doenças psiquiátricas Depressão, Ansiedade, Doença

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 443/2014

RESPOSTA RÁPIDA 443/2014 RESPOSTA RÁPIDA 443/2014 SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito da Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO 0335.14.1576-9 DATA 01/08/2014 Ao NATS, SOLICITAÇÃO Reinteramos solicitão

Leia mais

Depressão Resumo de diretriz NHG M44 (junho 2012)

Depressão Resumo de diretriz NHG M44 (junho 2012) Depressão Resumo de diretriz NHG M44 (junho 2012) Van Weel-Baumgarten EM, Van Gelderen MG, Grundmeijer HGLM, Licht-Strunk E, Van Marwijk HWJ, Van Rijswijk HCAM, Tjaden BR, Verduijn M, Wiersma Tj, Burgers

Leia mais

CONCEITO EPISÓDIO MANÍACO 03/02/2014. Episódios depressivos e maníacos. Evolução recorrente. Plena recuperação nas intercrises

CONCEITO EPISÓDIO MANÍACO 03/02/2014. Episódios depressivos e maníacos. Evolução recorrente. Plena recuperação nas intercrises Prof. José Reinaldo do Amaral CONCEITO Episódios depressivos e maníacos Evolução recorrente Plena recuperação nas intercrises 1. Auto-estima inflada ou grandiosidade 2. Insônia 3. Mais falador que o habitual

Leia mais

BRATS. Antidepressivos no Transtorno Depressivo Maior em Adultos. Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde. Resumo.

BRATS. Antidepressivos no Transtorno Depressivo Maior em Adultos. Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde. Resumo. Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologias em Saúde 18 ISSN 1983-7003 Antidepressivos no Transtorno Depressivo Maior em Adultos Resumo A Organização Mundial da Saúde projeta que a depressão será a

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Farmácia Trabalho de Conclusão de Curso. Síndrome Serotoninérgica: Uma Revisão

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Farmácia Trabalho de Conclusão de Curso. Síndrome Serotoninérgica: Uma Revisão Pró-Reitoria de Graduação Curso de Farmácia Trabalho de Conclusão de Curso Síndrome Serotoninérgica: Uma Revisão Autor: Mariana Leite Neves Orientador: Esp. Débora Moraes Nunes Brasília - DF 2013 MARIANA

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Moclobemida Genedec 150 mg Comprimidos revestidos por película

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Moclobemida Genedec 150 mg Comprimidos revestidos por película FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR APROVADO EM Moclobemida Genedec 150 mg Comprimidos revestidos por película Moclobemida Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. Conserve

Leia mais

Anexo C. (alteração a medicamentos autorizados nacionalmente)

Anexo C. (alteração a medicamentos autorizados nacionalmente) Anexo C (alteração a medicamentos autorizados nacionalmente) ANEXO I CONCLUSÕES CIENTÍFICAS E FUNDAMENTOS RECOMENDANDO A ALTERAÇÃO AOS TERMOS DA(S) AUTORIZAÇÃO(ÇÕES) DE INTRODUÇÃO NO MERCADO Conclusões

Leia mais

Parnate comprimidos Modelo de texto de bula LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO

Parnate comprimidos Modelo de texto de bula LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO LEIA ATENTAMENTE ESTA BULA ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Parnate sulfato de tranilcipromina APRESENTAÇÃO Parnate é apresentado em embalagem com 20 comprimidos revestidos.

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR APROVADO EM Aurorix 150 mg comprimidos revestidos por película Moclobemida Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento. - Conserve este

Leia mais

V Simpósio de Atualização em Psicofarmacologia

V Simpósio de Atualização em Psicofarmacologia V Simpósio de Atualização em Psicofarmacologia Grupo de Interconsultas do Instituto de Psiquiatria do HC FMUSP Manejo Farmacológico dos Transtornos Ansiosos Médica pesquisadora do CEAPESQ - Centro de Apoio

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Mutabon possui esta associação de substâncias activas em várias dosagens:

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR. Mutabon possui esta associação de substâncias activas em várias dosagens: FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Mutabon M 10 mg + 2 mg comprimidos revestidos Mutabon D 25 mg + 2 mg comprimidos revestidos Mutabon F 25 mg + 4 mg comprimidos revestidos Perfenazina e

Leia mais

Interações medicamentosas entre psicofármacos em um serviço especializado de saúde mental

Interações medicamentosas entre psicofármacos em um serviço especializado de saúde mental PESQUISAS / RESEARCH / INVESTIGACIÓN Interações medicamentosas entre psicofármacos em um serviço especializado de saúde mental Interactions between pharmacotherapy in service mental health specialist Interacciones

Leia mais

Novidades Terapêuticas em Neuro-Psiquiatria: Tratamento da Insônia

Novidades Terapêuticas em Neuro-Psiquiatria: Tratamento da Insônia JORNADA MHF Tópicos em Neurologia, Neurocirurgia e Psiquiatria SNNRS, 15-16 de Maio 2015 Novidades Terapêuticas em Neuro-Psiquiatria: Tratamento da Insônia Suzana Veiga Schönwald Neurologia: Neurofisiologia

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 313/2014 Informações sobre Depressão: Venlafaxina

RESPOSTA RÁPIDA 313/2014 Informações sobre Depressão: Venlafaxina RESPOSTA RÁPIDA 313/2014 Informações sobre Depressão: Venlafaxina SOLICITANTE Drª Kellen Cristini de Sales e Souza Juíza de Direito da Comarca de Paraopeba NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0474.14.001582-4

Leia mais

Resumo Aula 9- Psicofármacos e Transtornos de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância, na adolescência e na idade adulta

Resumo Aula 9- Psicofármacos e Transtornos de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância, na adolescência e na idade adulta Curso - Psicologia Disciplina: Psicofarmacologia Resumo Aula 9- Psicofármacos e Transtornos de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância, na adolescência e na idade adulta Psicofármacos:Transtorno

Leia mais

Fibromialgia DOR - USP. Roberto Vlainich 2013

Fibromialgia DOR - USP. Roberto Vlainich 2013 Fibromialgia DOR - USP Roberto Vlainich 2013 1 Dados históricos 1900 Edward Gowers Fibrosite 1970 Smythe tender points 1970 Moldofsky Distúrbio sono 1980 Yunus Fibromialgia 1988 Vaeroy Substância P 1990

Leia mais

Pamelor. (cloridrato de nortriptilina) Cápsulas 10 mg, 25 mg, 50 mg e 75 mg

Pamelor. (cloridrato de nortriptilina) Cápsulas 10 mg, 25 mg, 50 mg e 75 mg Pamelor (cloridrato de nortriptilina) Cápsulas 10 mg, 25 mg, 50 mg e 75 mg PAMELOR cloridrato de nortriptilina APRESENTAÇÕES Cápsulas. Embalagens com 20 ou 30 cápsulas de 10 mg, 25 mg, 50 mg e 75 mg. VIA

Leia mais

26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais

26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais 26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais Dr. Sandro José Martins Coordenador Geral de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas Diretoria de Atenção Especializada e Temática Secretaria de

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 57/2014 Informações sobre Depressão: Pondera e Amytril

RESPOSTA RÁPIDA 57/2014 Informações sobre Depressão: Pondera e Amytril RESPOSTA RÁPIDA 57/2014 Informações sobre Depressão: Pondera e Amytril SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Drª Renata Perdigão, Juiza do MUNICÍPIO DE CRISTAIS/MG Autos nº 112.14.000762-9 DATA 07/02/2014 SOLICITAÇÃO

Leia mais

Posologia: A posologia habitual corresponde à ingestão de uma cápsula, três vezes por dia, no momento das principais refeições.

Posologia: A posologia habitual corresponde à ingestão de uma cápsula, três vezes por dia, no momento das principais refeições. RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Venosmil 200 mg cápsula 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Composição por cápsula: Substância ativa: Cada cápsula contém 200 mg de

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 100/2014

RESPOSTA RÁPIDA 100/2014 RESPOSTA RÁPIDA 100/2014 SOLICITANTE Dra. Juliana Mendes Pedrosa Juíza de Direito da Comarca de Itambacuri - MG NÚMERO DO PROCESSO 0327.14.000056-0 DATA 06/03/2014 Pois bem, versam os autos sobre o pedido

Leia mais

1 -Polimialgia reumática (dor crônica)

1 -Polimialgia reumática (dor crônica) RESPOSTA RÁPIDA 131/2014 Medicamentos para diabetes e depressão SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Perdigão Juiza de Campo Belo 0112.14.001472-4 DATA 13/03/2014 SOLICITAÇÃO Trata-se de Ação Cominatória

Leia mais

AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO DE CITALOPRAM NO MUNÍCIPIO DE CASTILHO/SP

AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO DE CITALOPRAM NO MUNÍCIPIO DE CASTILHO/SP AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO DE CITALOPRAM NO MUNÍCIPIO DE CASTILHO/SP Glaziely Jesus Freitas da Cruz Denise Cristina S. Takemoto Rodrigo Ferreira Corsato Graduando em Farmácia Juliana Gomes de Faria Silvana

Leia mais

Bromocriptina mesilato

Bromocriptina mesilato Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 32 H 40 BrN 5 O 5.CH 4 O 3 S Peso molecular: 750.72 DCB/ DCI: 01466 - mesilato de bromocriptina / 3365 CAS: 22260-51-1 INCI: não aplicável Sinonímia:

Leia mais

REDAÇÃO DE PATENTES. Parte IV Patentes em Química. 20 a 22 de Julho de 2010 Araraquara - SP

REDAÇÃO DE PATENTES. Parte IV Patentes em Química. 20 a 22 de Julho de 2010 Araraquara - SP REDAÇÃO DE PATENTES Parte IV Patentes em Química Alexandre Lopes Lourenço Pesquisador em Propriedade Industrial Divisão de Química II INPI - DIRPA Sérgio Bernardo Pesquisador em Propriedade Industrial

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 363/2014 Informações sobre Depressão: Venlaxim

RESPOSTA RÁPIDA 363/2014 Informações sobre Depressão: Venlaxim RESPOSTA RÁPIDA 363/2014 Informações sobre Depressão: Venlaxim SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.1408-5 DATA 21/02/2014

Leia mais

Gianni Mancini Josiane Budni Roberta de Paula Martins Paulo Silveira

Gianni Mancini Josiane Budni Roberta de Paula Martins Paulo Silveira Universidade Federal de Santa Catarina Programa de pós-graduação em bioquímica Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI Gianni Mancini Josiane Budni Roberta

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS NOTIFICAÇÕES DE ANTIDEPRESSIVOS PRESCRITOS EM UMA DROGARIA DE ERECHIM - RS

AVALIAÇÃO DAS NOTIFICAÇÕES DE ANTIDEPRESSIVOS PRESCRITOS EM UMA DROGARIA DE ERECHIM - RS AVALIAÇÃO DAS NOTIFICAÇÕES DE ANTIDEPRESSIVOS PRESCRITOS EM UMA DROGARIA DE ERECHIM RS AVALIAÇÃO DAS NOTIFICAÇÕES DE ANTIDEPRESSIVOS PRESCRITOS EM UMA DROGARIA DE ERECHIM - RS Evaluación de las notificaciones

Leia mais

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia.

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia fernandabrito@vm.uff.br Pharmakon FARMACOLOGIA Logos Ciência que estuda a ação dos compostos biologicamente ativos no organismos e areação do organismo a estes

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

Farmacodinamia. Estudo dos mecanismos de acção e efeitos dos fármacos

Farmacodinamia. Estudo dos mecanismos de acção e efeitos dos fármacos Sumário Farmacodinamia. Conceito de receptor. Afinidade e eficácia; constantes de afinidade. Tipos e subtipos de receptores. Mecanismos transductores / efectores; família da proteína G, receptores ligados

Leia mais

ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA. Maria da Graça Lopes Tarragó 2013

ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA. Maria da Graça Lopes Tarragó 2013 ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA Maria da Graça Lopes Tarragó 2013 Estimulação Magnética Transcraniana Aplicação de correntes elétricas para modificar a função cerebral é mencionada há mais de 200

Leia mais

Introdução ao estudo de neurofisiologia

Introdução ao estudo de neurofisiologia Introdução ao estudo de neurofisiologia Introdução ao estudo de neurofisiologia Peixe Réptil Ave Boi Humano Por que os cérebros são diferentes entre as espécies? Introdução ao estudo de neurofisiologia

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 2.611, DE 2007 (apensado PL 3.533/2.008)

PROJETO DE LEI N o 2.611, DE 2007 (apensado PL 3.533/2.008) COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 2.611, DE 2007 (apensado PL 3.533/2.008) Regulamenta restritivamente o emprego da Eletroconvulsoterapia (ECT) e dá outras providências. Autor:

Leia mais

FARMACOCINÉTICA FARMACODINÂMICA FARMACOCINÉTICA CONCEITOS PRELIMINARES EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM. Ação do medicamento na molécula alvo;

FARMACOCINÉTICA FARMACODINÂMICA FARMACOCINÉTICA CONCEITOS PRELIMINARES EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM. Ação do medicamento na molécula alvo; CONCEITOS PRELIMINARES Remédio; Medicamentos; Medicação; Fármaco; Droga; Eventos Adversos de Medicamentos (EAM). EVENTOS ADVERSOS DE MEDICAMENTOS EAM Associado ou não à um dano ao paciente. É o caminho

Leia mais

Modelo de texto de bula Profissional de Saúde Aropax

Modelo de texto de bula Profissional de Saúde Aropax LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Aropax cloridrato de paroxetina APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos, apresentados em embalagem com 30 unidades

Leia mais

INTRODUÇÃO: DEPRESSÃO

INTRODUÇÃO: DEPRESSÃO FARMACOLOGIA Prof.: Dalton Dittz Jr. INTRODUÇÃO: DEPRESSÃO Doença psiquiátrica importante; Prevalência de 10% na população mundial; Causa importante de sofrimento e incapacitação; Elevados custos indiretos

Leia mais

Wikibula: Consulta de medicamentos e bulas de remédios. .com.br. Deeplin bula DEEPLIN GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimido Revestido.

Wikibula: Consulta de medicamentos e bulas de remédios. .com.br. Deeplin bula DEEPLIN GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Comprimido Revestido. DEEPLIN GERMED FARMACÊUTICA LTDA Comprimido Revestido 20 mg Modelo de texto de bula profissionais da saúde LEIA ESTA BULA ATENTAMENTE ANTES DE INICIAR O TRATAMENTO. I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DEEPLIN

Leia mais

ANTIDEPRESSIVOS. Profa. Dra. Greicy Michelle M. Conterato

ANTIDEPRESSIVOS. Profa. Dra. Greicy Michelle M. Conterato ANTIDEPRESSIVOS Profa. Dra. Greicy Michelle M. Conterato DEPRESSÃO Reação humana normal diante de uma perda importante. Sentimento de tristeza: Distúrbio do Humor Distúrbio afetivo Comportamento Perda

Leia mais

Transtorno de estresse pós-traumático! e Transtornos de Adaptação. Prof. Eduardo Henrique Teixeira PUC - Campinas!

Transtorno de estresse pós-traumático! e Transtornos de Adaptação. Prof. Eduardo Henrique Teixeira PUC - Campinas! Transtorno de estresse pós-traumático e Transtornos de Adaptação Prof. Eduardo Henrique Teixeira PUC - Campinas Transtorno de estresse pós-traumático TEPT É uma condição que se desenvolve quando a pessoa

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 2014 Informações sobre Depressão: Sertralina

RESPOSTA RÁPIDA 2014 Informações sobre Depressão: Sertralina RESPOSTA RÁPIDA 2014 Informações sobre Depressão: Sertralina SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito da Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.579-4 DATA 07/03/2014

Leia mais

CLORIDRATO DE AMITRIPTILINA

CLORIDRATO DE AMITRIPTILINA CLORIDRATO DE AMITRIPTILINA FUNDAÇÃO PARA O REMÉDIO POPULAR - FURP Comprimido revestido 25 mg BULA PARA O PACIENTE cloridrato de amitriptilina 25 mg Comprimido revestido Medicamento Genérico, Lei nº. 9.787,

Leia mais

APRESENTAÇÕES Solução oral (gotas) com 20 mg de escitalopram base em cada ml, frasco contendo 15 ml ou 30 ml.

APRESENTAÇÕES Solução oral (gotas) com 20 mg de escitalopram base em cada ml, frasco contendo 15 ml ou 30 ml. Reconter oxalato de escitalopram MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÕES Solução oral (gotas) com 20 mg de escitalopram base em cada ml, frasco contendo 15 ml ou 30 ml.

Leia mais

EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA

EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA EXAME DE INGRESSO AO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA Nome:... Data: Assinatura:... ATENÇÃO: Responda todas as questões obrigatórias e 1 questão à sua escolha dos demais blocos (C à F). Para completar

Leia mais

Nota Técnica 129/2014. Selegilina, Levodopa+Benserazida, Novomix

Nota Técnica 129/2014. Selegilina, Levodopa+Benserazida, Novomix 07/07/2014 Nota Técnica 129/2014 Selegilina, Levodopa+Benserazida, Novomix SOLICITANTE :Dr. André Luiz Polydoro Juiz de Direito da Comarca de Santa Rita de Caldas - MG NÚMERO DO PROCESSO: 0009917-88.2014.8.13.0592

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 315/2014 Informações sobre Mirtazapina e Quetiapina no tratamento da depressão

RESPOSTA RÁPIDA 315/2014 Informações sobre Mirtazapina e Quetiapina no tratamento da depressão RESPOSTA RÁPIDA 315/2014 Informações sobre Mirtazapina e Quetiapina no tratamento da depressão SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Célia Maria Andrade Freitas Corrêa, juíza titular da 4ª vara cível da

Leia mais

Depressão no paciente diabético: diagnóstico e conduta

Depressão no paciente diabético: diagnóstico e conduta 2014-2015 Diretrizes SBD Depressão no paciente diabético: diagnóstico e conduta Introdução A avaliação da depressão é difícil em razão da fronteira imprecisa, e às vezes arbitrária, entre as formas clínicas,

Leia mais

Folha 01/07 DATA: 27/10/2011 DATA:27/10/2011 REVISÕES DATA RESPONSÁVEL 1ª REVISÃO 2ª REVISÃO 3ª REVISÃO 3ª REVISÃO 5ª REVISÃO

Folha 01/07 DATA: 27/10/2011 DATA:27/10/2011 REVISÕES DATA RESPONSÁVEL 1ª REVISÃO 2ª REVISÃO 3ª REVISÃO 3ª REVISÃO 5ª REVISÃO PROTOCOLO CLÍNICO Nº. 06 Folha 01/08 PROTOCOLOS CLÍNICOS Nº. 01/ Serviço de Psiquiatria do Hospital de Clínicas da UFPR. Folha 01/07 : PROTOCOLO CLÍNICO DE TRATAMENTO DO TRANSTORNO DEPRESSIVO SERVIÇO DE:

Leia mais

Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Comprimidos revestidos 25mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Comprimidos revestidos 25mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE IMIPRA (cloridrato de imipramina) Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. Comprimidos revestidos 25mg MODELO DE BULA PARA O PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Imipra cloridrato de imipramina APRESENTAÇÕES

Leia mais

Depressão em mulheres

Depressão em mulheres Depressão em mulheres Por que a depressão é maior em mulheres? O que é depressão? A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero,

Leia mais

Trimedal Tosse bromidrato de dextrometorfano

Trimedal Tosse bromidrato de dextrometorfano Trimedal Tosse bromidrato de dextrometorfano Forma farmacêutica, via de administração e apresentações: Filme de desintegração oral. Uso oral. Trimedal Tosse 7,5 mg: cartuchos com 16 filmes de desintegração

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1)

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) TAUANE PAULA GEHM Mestre e doutorando em Psicologia Experimental TEMAS Psicopatologia geral. Transtornos psicológicos, cognitivos, relacionados ao uso

Leia mais

Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Projeto de Extensão Farmacocinética Aplicada a Clínica. Parâmetros Farmacocinéticos

Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Projeto de Extensão Farmacocinética Aplicada a Clínica. Parâmetros Farmacocinéticos Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Projeto de Extensão Farmacocinética Aplicada a Clínica Parâmetros Farmacocinéticos Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor

Leia mais

FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente

FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente Data: / / Nome: 1) Avaliação de melhora pelo paciente (NÃO USAR NA PRIMEIRA): Muito pior Pior Igual Melhor Muito melhor 2) Índice de dor generalizada:

Leia mais

MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA

MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA Reconter oxalato de escitalopram MEDICAMENTO SIMILAR EQUIVALENTE AO MEDICAMENTO DE REFERÊNCIA APRESENTAÇÕES Solução oral (gotas) com 20 mg de escitalopram base em cada ml, frasco contendo 15 ml ou 30 ml.

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO. Cada cápsula contém 22,4 mg de hidrocloreto de fluoxetina equivalente a 20 mg de fluoxetina.

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO. Cada cápsula contém 22,4 mg de hidrocloreto de fluoxetina equivalente a 20 mg de fluoxetina. RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO Fluoxetina Accord 20 mg cápsulas 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada cápsula contém 22,4 mg de hidrocloreto de fluoxetina equivalente

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Fluoxetina Nodepe 20 mg cápsulas Fluoxetina (cloridrato) APROVADO EM Leia atentamente este folheto antes de começar a tomar Fluoxetina Nodepe Conserve

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Fluoxetina Jaba 20 mg Cápsulas fluoxetina (cloridrato) Leia atentamente este folheto antes de tomar Fluoxetina Jaba Conserve este folheto. Pode ter necessidade

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 301/2014 Informações sobre Depressão: Carbolitium CR,Cymbalta e Wellbutrin

RESPOSTA RÁPIDA 301/2014 Informações sobre Depressão: Carbolitium CR,Cymbalta e Wellbutrin RESPOSTA RÁPIDA 301/2014 Informações sobre Depressão: Carbolitium CR,Cymbalta e Wellbutrin SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da Fazenda Pública de Campo

Leia mais

Depressão. Coleção Guia de Referência Rápida. Tratamento e acompanhamento de adultos (incluindo pessoas portadoras de doenças crônicas)

Depressão. Coleção Guia de Referência Rápida. Tratamento e acompanhamento de adultos (incluindo pessoas portadoras de doenças crônicas) PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SMS Coleção Guia de Referência Rápida Depressão Tratamento e acompanhamento de adultos (incluindo pessoas portadoras de doenças crônicas)

Leia mais

Aurorix (moclobemida) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 150 e 300 mg

Aurorix (moclobemida) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 150 e 300 mg Aurorix (moclobemida) Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A. Comprimidos revestidos 150 e 300 mg Aurorix moclobemida Roche Antidepressivo APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 150 mg em caixa contendo

Leia mais

PREVALÊNCIA DE MEDICAMENTOS NEUROPSIQUIÁTRICOS UTILIZADOS POR IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS EM BOA VISTA/RR

PREVALÊNCIA DE MEDICAMENTOS NEUROPSIQUIÁTRICOS UTILIZADOS POR IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS EM BOA VISTA/RR PREVALÊNCIA DE MEDICAMENTOS NEUROPSIQUIÁTRICOS UTILIZADOS POR IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS EM BOA VISTA/RR Victória Câmara da Rocha; Amanda dos Santos Braga; Karen Ludimylla Bezerra Lima; Raquel Voges Caldart;

Leia mais

INTRODUÇÃO À BIOQUÍMICA DA CÉLULA. Bioquímica Celular Prof. Júnior

INTRODUÇÃO À BIOQUÍMICA DA CÉLULA. Bioquímica Celular Prof. Júnior INTRODUÇÃO À BIOQUÍMICA DA CÉLULA Histórico INTRODUÇÃO 1665: Robert Hooke Compartimentos (Células) 1840: Theodor Schwann Teoria Celular 1. Todos os organismos são constituídos de uma ou mais células 2.

Leia mais

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União Nota Técnica N 52 /2012 Brasília, maio de 2012. Princípio Ativo: sertralina. Nomes Comerciais 1 : Assert ; Cefelic ; Dieloft ; Inosert ; Sered ; Serenata ; Serolift ; Sertralin ; Tolrest ; Zoloft ; Zoltralina

Leia mais