FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE"

Transcrição

1 FICHA DE INCLUSÃO DO PACIENTE Deverá ser preenchida pelo médico assistente O paciente não pode ter sido incluído na primeira fase do Epifibro Data: / / Nome: DN: / / RG: UF: Sexo: ( ) Feminino ( ) Masculino Estado Civil: ( ) Solteiro ( ) Casado ( ) Viúvo ( ) Divorciado Escolaridade: ( ) Não Alfabetizado ( ) Ensino Fundamental Incompleto ( ) Ensino Fundamental Completo ( ) Ensino Médio Incompleto ( ) Ensino Médio Completo ( ) Ensino Superior Incompleto ( ) Ensino Superior Completo ( ) Pós-graduação Incompleto ( ) Pós-graduação Completo Setor: ( ) Público ( ) Privado Tipo de atendimento: ( ) Paciente de primeira vez ( ) Paciente já em seguimento Critérios para Inclusão: Dor por mais de 3 meses: ( ) Sim ( ) Não

2 Assinale as áreas que o paciente refere dor: Na sua opinião, esse paciente tem diagnóstico de Fibromialgia? ( ) Sim ( ) Não 1) Situação Profissional ( ) Empregado ( ) Desempregado ( ) Informal ( ) Aposentado por Invalidez ( ) Aposentado por Tempo de Serviço ( ) Do Lar

3 2) Recebe auxílio doença (afastamento temporário)? ( ) Sim ( ) Não 3) Renda familiar mensal: ( ) < 1 Salário mínimo ( ) 1 A 3 Salários mínimos ( ) 4 A 7 Salários mínimos ( ) 7 A 1 Salários mínimos ( ) >1 Salários mínimos 4) Há quanto tempo você tem dor? ( ) <1 ano ( ) 1 A 3 anos ( ) 3 A 5 anos ( ) 5 A 1 anos ( ) > 1 anos 5) Você tem alguma outra doença? ( ) Diabetes Mellitus ( ) Hipertensão Arterial ( ) Doença de Tireoide ( ) Doença Cardiovascular (AVC, Angina ) ( ) Lombalgia ( ) Osteoartrite ( ) Artrite Reunatoide ( ) Colagenoses ( ) Lesões de Partes Moles ( ) Nenhuma das respostas acima ( ) Outras 6) Avaliação de melhora pelo paciente (NÃO USAR NA PRIMEIRA): Muito pior Pior Igual Melhor Muito melhor

4 7) Índice de dor generalizada: Assinale as áreas onde sentiu dor na última semana. Total: O resultado será a soma do número de áreas assinaladas.

5 8) Escala de gravidade de sintomas: Assinale o número correspondente à intensidade ou à quantidade dos sintomas que sentiu na última semana, conforme as escalas descritas a seguir. Fadiga (cansaço ao realizar atividades) Não sentiu nível leve nível moderado nível grave Sono não reparador (acordar cansado) Não sentiu nível leve nível moderado nível grave Sintomas cognitivos (dificuldade de memória e concentração) Não sentiu nível leve 1 nível moderado 2 nível grave 3 Dor abdominal, depressão, cefaleia Nenhum sintoma presente Um sintoma Dois sintomas Três sintomas Total: O resultado será a soma dos níveis assinalados

6 9) Presença de tender points: de 18 marcar na figura.

7 1) Sintomas e comorbidades associados: ( ) Sono não reparador ( ) Síndrome das pernas inquietas ( ) Apneia do sono ( ) Cefaleia ( ) Fadiga ( ) Síndrome do intestino irritável ( ) Síndrome de bexiga irritável ( ) Parestesias inespecíficas ( ) Déficit cognitivo (dificuldade de memória, concentração e atenção) ( ) Ansiedade ( ) Depressão ( ) Nenhuma das respostas acima ( ) Outros: 11) Assinale a terapêutica medicamentosa que o paciente está utilizando neste momento: ( ) Analgésicos simples: paracetamol e dipirona ( ) Anti-inflamatório não hormonais ( ) Ppioides médios: codeína ( ) Tramadol ( ) Tramadol + paracetamol ( ) Opioides fortes: morfina. Metadona, fentanila,oxicodona ( ) Pregabalina ( ) Gabapentina ( ) Duloxetina ( ) Outros antidepressivos de ação dual (inibidores de recaptação da serotonina e noradrenalina):desvenlafaxina, venlafaxina. ( ) Antidepressivos inibidores de recaptação de serotonina: fluoxetina, sertralina,paroxetina, citalopram, escitalopram ( ) Antidepressivos tricíclicos: amitriptilina, nortriptilina, imipramina ( ) Outros antidepressivos:trazodona ( ) Ciclobenzaprina ( ) Tizanidina ( ) Benzodiazepínicos: clonazepam,alprazolam ( ) Hipnóticos não benzodiazepínicos: zolpidem, zoplicona ( ) Pramipexole ( ) Nenhuma das respostas acima ( ) Outro: especificar

8 12) Assinale abaixo as terapêuticas não medicamentosa que o paciente está utilizando neste momento: ( ) Acupuntura ( ) Biofeedback ( ) Infiltrações de pontos miofasciais ( ) Educação sobre a doença ( ) Exercícios aeróbicos ( ) Exercicios de alongamento ( ) Fisioterapia tradicional ( ) Hidroterapia ( ) Hipnose ( ) Massoterapia ( ) Musculação ( ) Quiropraxia ( ) Osteopatia ( ) Pilates ( ) Psicoterapia cognitivo-comportamental ( ) RPG ( ) Técnicas de relaxamento ( ) Nenhuma das respostas acima 13) Assinale a terapêutica medicamentosa que será prescrita nesta consulta ( ) Analgésicos simples: paracetamol e dipirona ( ) Anti-inflamatório não hormonais ( ) Opioides médios: codeína ( ) Tramadol ( ) Tramadol + paracetamol ( ) Opioides fortes: morfina. Metadona, fentanila,oxicodona ( ) Pregabalina ( ) Gabapentina ( ) Duloxetina ( ) Outros antidepressivos de ação dual (inibidores de recaptação da serotonina e noradrenalina):desvenlafaxina, venlafaxina. ( ) Antidepressivos inibidores de recaptação de serotonina: fluoxetina, sertralina, paroxetina, citalopram, escitalopram ( ) Antidepressivos tricíclicos: amitriptilina, nortriptilina, imipramina ( ) Outros antidepressivos:trazodona ( ) Ciclobenzaprina ( ) Tizanidina ( ) Benzodiazepínicos: clonazepam,alprazolam ( ) Hipnóticos não benzodiazepínicos: zolpidem, zoplicona ( ) Pramipexole ( ) Nenhuma das respostas acima ( ) Outro: especificar

9 14) Assinale abaixo a terapêuticas não medicamentosa que será prescrita nesta consulta ( ) Acupuntura ( ) Biofeedback ( ) Infiltrações de pontos miofasciais ( ) Educação sobre a doença ( ) Exercícios aeróbicos ( ) Exercícios de alongamento ( ) Fisioterapia tradicional ( ) Hidroterapia ( ) Hipnose ( ) Massoterapia ( ) Musculação ( ) Quiropraxia ( ) Osteopatia ( ) Pilates ( ) Psicoterapia cognitivo-comportamental ( ) RPG ( ) Técnicas de relaxamento

10 FIQR Nome data / / 1) Marque quanto a sua fibromialgia dificultou para executar as atividades abaixo relacionadas, nos últimos 7 dias: Escovar ou pentear os cabelos Sem dificuldade Muito Difícil Caminhar por 2 minutos sem parar Preparar uma refeição caseira Passar aspirador de pó ou esfregar Ou varrer o chão Levantar e carregar uma sacola de mercado cheia Subir um lance de escada Trocar a roupa de cama Ficar sentado (a) continuamente Por 45 minutos Sair para compras de comida ou De roupas

11 2) Marque como a sua fibromialgia afetou sua capacidade funcional nos últimos 7 dias: Fui impedido (a) de finalizar a maioria de minhas tarefas/objetivos da semana: Nunca Sempre 3) Marque como a sua fibromialgia afetou o seu bem-estar nos últimos 7 dias: Sentiu-se totalmente dominado(a) pelos meus sintomas de fibromialgia: Nunca Sempre Para cada uma das 1 questões abaixo, marque o grau de intensidade dos seus sintomas de fibromialgia, nos últimos 7 dias: 4) Intensidade da dor: nível de dor: Sem Dor Dor Insuportável 5) Grau de disposição: grau de disposição: Disposto Totalmente Indisposto

12 6) Rigidez: Por favor, avalie de zero a dez a rigidez do seu corpo: Nenhuma Intensa 7) Qualidade do sono: sono: Descansado Acorda muito cansado 8) Grau de depressão (tristeza): nível de depressão: Nenhuma Muito Triste 9) Problemas de memória: nível de memória: Boa Memória totalmente fraca

13 1) Grau de ansiedade: Por favor, avalie de zero a dez seu nível de ansiedade: Nenhuma Muito Ansioso 11) Grau de dolorimento à palpação: nível de sensibilidade à dor: Nenhuma Muito Dolorido 12) Problemas de equilíbrio: nível de equilíbrio: Com Equilibrio Desequilibrio grave 13) Sensibilidade ao ambiente externo nível de sensibilidade, levando em consideração: ruídos altos, luzes fortes, cheiros ou o frio: Nada Totalmente Sensível

FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente

FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente FICHA DE CONSULTA Deverá ser preenchida pelo médico assistente Data: / / Nome: 1) Avaliação de melhora pelo paciente (NÃO USAR NA PRIMEIRA): Muito pior Pior Igual Melhor Muito melhor 2) Índice de dor generalizada:

Leia mais

DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA. Laura Sousa Castro Peixoto

DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA. Laura Sousa Castro Peixoto DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA Laura Sousa Castro Peixoto DOR Dor é uma sensação ou experiência emocional desagradável, associada com dano tecidual real ou potencial. IASP Tratamento

Leia mais

Profº André Montillo

Profº André Montillo Profº André Montillo www.montillo.com.br Definição: É a causa mais comum de dor musculoesquelética generalizada. É a enfermidade reumática mais frequente Os primeiros relatos datam de 1850, onde os pacientes

Leia mais

26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais

26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais 26ª Reunião, Extraordinária Comissão de Assuntos Sociais Dr. Sandro José Martins Coordenador Geral de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas Diretoria de Atenção Especializada e Temática Secretaria de

Leia mais

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Jequié 2015 Introdução Depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais comuns Classificação Depressão

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA. Ilma Dra Valéria S. Sousa

RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA. Ilma Dra Valéria S. Sousa RESPOSTA RÁPIDA 106/2014 APRAZ NO TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA SOLICITANTE Ilma Dra Valéria S. Sousa NÚMERO DO PROCESSO 0112.13.005931-7 DATA 07/03/2014 SOLICITAÇÃO Trata-se de Ação de Obrigação de Fazer

Leia mais

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos,

Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Alguns sintomas físicos ocorrem sem nenhuma causa física e nesses casos, Diretrizes Gerais de Abordagem das Somatizações, Síndromes ansiosas e depressivas Alexandre de Araújo Pereira Patologias psiquiátricas mais prevalentes na atenção básica: Somatizações Transtornos Depressivos

Leia mais

NEUROPATIA DIABÉTICA

NEUROPATIA DIABÉTICA NEUROPATIA DIABÉTICA FATORES DE RISCO Hiperglicemia crônica Idade Duração da doença Obesidade HAS Tabagismo Etilismo Dislipidemia DCV Albuminúria Retinopatia Diabética CAUSAS Ocorrem vários processos cujo

Leia mais

Diretrizes Assistenciais DIRETRIZ DE TRATAMENTO FARMACOLOGICO DA DOR

Diretrizes Assistenciais DIRETRIZ DE TRATAMENTO FARMACOLOGICO DA DOR Diretrizes Assistenciais DIRETRIZ DE TRATAMENTO FARMACOLOGICO DA DOR Versão eletrônica atualizada em março/2012 Definição Diretriz que orienta a prescrição de fármacos que visam aliviar a Dor Aguda e Crônica

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA

ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA HISTÓRICO 1904 Gowers Fibrosite 1981 Yunus Fibromialgia ASPECTOS GERAIS DA FIBROMIALGIA FIBRO fibras de tecido conjuntivo MIA músculo ALGIA dor ou condição dolorosa EPIDEMIOLOGIA CONCEITO 5% da população

Leia mais

REVISÃO: O ENIGMA DA FIBROMIALGIA (também conhecida por Síndrome da fadiga crônica)

REVISÃO: O ENIGMA DA FIBROMIALGIA (também conhecida por Síndrome da fadiga crônica) REVISÃO: O ENIGMA DA FIBROMIALGIA (também conhecida por Síndrome da fadiga crônica) Jin H, Patil PM, Sharma A. Topical review: the enigma of fibromyalgia. Journal of Oral & Facial Pain and Headache. 2014;

Leia mais

Idade avançada DPOC ou outros quadros pulmonares

Idade avançada DPOC ou outros quadros pulmonares Idade avançada q Idade avançada DPOC ou outros quadros pulmonares q Idade avançada DPOC ou outros quadros pulmonares Doença coronariana Insuficiência cardíaca Portadores de marca-passo q Idade avançada

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 SOLICITANTE Juíza de Direito: Dr(a). Juizado Especial 0512 Pirapora NÚMERO DO PROCESSO nº0512.13 003595-3 DATA 17/05/2013 1- O medicamento solicitados Venlafaxina (Venlift),é

Leia mais

Síndroma de apneia do sono

Síndroma de apneia do sono Síndroma de apneia do sono - mais uma peça no puzzle do cluster de fatores de risco cardiovascular Cátia Costa, Joana Rodrigues, Nuno Cabanelas, Filipa Valente, Margarida Leal, Isabel Monteiro Serviço

Leia mais

Fluxo de atendimento e dados de alerta para qualquer tipo de cefaléia no atendimento do Primeiro Atendimento

Fluxo de atendimento e dados de alerta para qualquer tipo de cefaléia no atendimento do Primeiro Atendimento Fluxo de atendimento e dados de alerta para qualquer tipo de cefaléia no atendimento do Primeiro Atendimento Versão eletrônica atualizada em Fevereiro 2009 Fluxo de atendimento e dados de alerta para qualquer

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 366/2014 Dor Difusa - Duloxetina

RESPOSTA RÁPIDA 366/2014 Dor Difusa - Duloxetina RESPOSTA RÁPIDA 366/2014 Dor Difusa - Duloxetina SOLICITANTE Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da Fazenda Pública de Campo Belo NÚMERO DO PROCESSO Autos nº. 0112.14.005276-5 DATA

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME FIBROMIÁLGICA

DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME FIBROMIÁLGICA DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME FIBROMIÁLGICA PROF DR MARCOS LEAL BRIOSCHI Membro da Comissão de Termografia Pericial da ABML Pres Associação Brasileira de Termologia Pres da Sociedade Paranaense para Estudo da

Leia mais

SERVIÇO DE DOR E CUIDADOS PALIATIVOS PROVA DE SELEÇÃO 2016 RESIDÊNCIA MÉDICA EM DOR

SERVIÇO DE DOR E CUIDADOS PALIATIVOS PROVA DE SELEÇÃO 2016 RESIDÊNCIA MÉDICA EM DOR 1) De acordo com a International Association for the Study of Pain (IASP), dor é uma sensação ou experiência emocional desagradável, associada com dano tecidual real ou potencial. A dor pode ser classificada

Leia mais

PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO QUESTIONÁRIO

PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO QUESTIONÁRIO PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO QUESTIONÁRIO O presente questionário foi elaborado no âmbito da disciplina Estágio e Projecto de Graduação, do 4º ano, da licenciatura em Enfermagem da Faculdade de Ciências da

Leia mais

Drogas do Sistema Nervoso Central

Drogas do Sistema Nervoso Central Drogas do Sistema Nervoso Central Depressão Conceito: Transtorno do humor(abaixamento persistente de humor) que influencia profundamente o comportamento e o pensamento, uma síndrome com sintomas e sinais

Leia mais

Cálculo do Escore do SF36. Fase 1: Ponderação dos dados.

Cálculo do Escore do SF36. Fase 1: Ponderação dos dados. Cálculo do Escore do SF36 Fase 1: Ponderação dos dados. QUESTÃO PONTUAÇÃO 01 Se a resposta for: 1 5,0 2 4,4 3 3,4 4 2,0 5 1,0 02 Manter o mesmo valor 03 Soma de todos os valores 04 Soma de todos os valores

Leia mais

Fibromialgia DOR - USP. Roberto Vlainich 2013

Fibromialgia DOR - USP. Roberto Vlainich 2013 Fibromialgia DOR - USP Roberto Vlainich 2013 1 Dados históricos 1900 Edward Gowers Fibrosite 1970 Smythe tender points 1970 Moldofsky Distúrbio sono 1980 Yunus Fibromialgia 1988 Vaeroy Substância P 1990

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA 1 a Atividade Física 2013.indd 1 09/03/15 16 SEDENTARISMO é a falta de atividade física suficiente e pode afetar a saúde da pessoa. A falta de atividade física

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal

RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal RESPOSTA RÁPIDA 430/2014 Informações sobre Depressão: Clo e Frontal SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO Autos nº 0335.14.1563-7 DATA

Leia mais

Tratamento da dor crônica secundária à fibromilagia

Tratamento da dor crônica secundária à fibromilagia Data: 14/05/2014 NOTA TÉCNICA 88/2014 Medicamento x Material Procedimento x Cobertura x Solicitante: Juíza de Direito JACQUELINE DE SOUZA TOLEDO E DUTRA Processo: 006658-71.2014.8.13.0525 Requerente: IRAILDES

Leia mais

Relação dos medicamentos que possuem maior demanda judicial

Relação dos medicamentos que possuem maior demanda judicial Relação dos medicamentos que possuem maior demanda judicial Pregabalina medicamento utilizado no tratamento da dor, não padronizado na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME 2014). No entanto,

Leia mais

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União Nota Técnica N 180 /2012 Brasília, maio de 2012. Princípio Ativo: ciclobenzaprina. Nomes Comerciais 1 : Mirtax, Miosan, Muscuprina, Miofibrax, Cizax, Benziflex, Musculare. Medicamento de Referência: Miosan

Leia mais

SF 36 PEQUISA EM SAÚDE. Sexo: Profissão: (se aposentado descreva ocupação anterior)

SF 36 PEQUISA EM SAÚDE. Sexo: Profissão: (se aposentado descreva ocupação anterior) SF 36 PEQUISA EM SAÚDE SCORE Nome: Idade: Sexo: Profissão: (se aposentado descreva ocupação anterior) Grau de instrução: Endereço: Tel: Patologia: Instruções: Esta pesquisa questiona você sobre sua saúde.

Leia mais

CONTROLE DA DOR. Rosmary Arias. Geriatria HSPE. Agosto 2011

CONTROLE DA DOR. Rosmary Arias. Geriatria HSPE. Agosto 2011 CONTROLE DA DOR Rosmary Arias Geriatria HSPE Agosto 2011 CONCEITO DE DOR Experiência sensorial e emocional desagradável, associada a dano real ou potencial, ou descrita em termos de tal dano. IASP) ( Associação

Leia mais

ANSIEDADE E DEPRESSÃO

ANSIEDADE E DEPRESSÃO ANSIEDADE E DEPRESSÃO PSICOPATOLOGIA E ASPECTOS DIAGNÓSTICOS Definição de Dor (IASP, 1979) Dor segundo a definição de Meskley, aceita pela IASP é: Experiência sensorial e emocional desprazerosa associada

Leia mais

INSTRUMENTO DE COLHEITA DE DADOS

INSTRUMENTO DE COLHEITA DE DADOS INSTRUMENTO DE COLHEITA DE DADOS 1 Sexo: - Masculino. (1) - Feminino.. (2) 2 Idade: 3 Estado Civil: - Solteiro (1) - Casado.. (2) - União de Facto (3) - Divorciado..... (4) - Separado..... (5) - Viúvo...

Leia mais

A depressão é uma doença que afeta: o bem estar físico provocando cansaço, alterações no sono e mudanças de apetite. o bem estar mental provocando

A depressão é uma doença que afeta: o bem estar físico provocando cansaço, alterações no sono e mudanças de apetite. o bem estar mental provocando Antidepressivos A depressão é uma doença que afeta: o bem estar físico provocando cansaço, alterações no sono e mudanças de apetite. o bem estar mental provocando alterações de ânimo, no pensamento e no

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 159/2014. Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina

RESPOSTA RÁPIDA 159/2014. Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina RESPOSTA RÁPIDA 159/2014 Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina NAPOLEÃO DA SILVA CHAVES SOLICITANTE Juiz de Direito do 3º JESP da Unidade Jurisdicional do Juizado

Leia mais

Cuidados Paliativos e Decisões no Paciente Oncológico Terminal

Cuidados Paliativos e Decisões no Paciente Oncológico Terminal Cuidados Paliativos e Decisões no Paciente Oncológico Terminal Curso de atualização 2013 Ilka Lopes Santoro Disciplina de Pneumologia Unifesp - EPM Objetivos Definições e Princípios Ações Controle da dor

Leia mais

Doença de Huntington. Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos. quinta-feira, 29 de maio de 14

Doença de Huntington. Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos. quinta-feira, 29 de maio de 14 Doença de Huntington Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos Doença de Huntington Doença neuro-degenerativa de causa genética Herança autossômica dominante Mutação genética no cromossomo 4 - região

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE ATIVIDADE FÍSICA 1 2 SEDENTARISMO é a falta de atividade física suficiente e pode afetar a saúde da pessoa. A falta de atividade física não está ligada a não praticar esportes.

Leia mais

Farmacoterapia na Depressão

Farmacoterapia na Depressão Farmacoterapia na Depressão TRANSTORNOS MENTAIS Entendem-se como transtornos mentais e comportamentais condições clinicamente significativas caracterizadas por alterações do modo de pensar e do humor (emoções)

Leia mais

Fisioterapia na melhora dos sintomas da fibromialgia

Fisioterapia na melhora dos sintomas da fibromialgia 1 Fisioterapia na melhora dos sintomas da fibromialgia Larissa Cristina Sousa de Vasconcelos 1 larissavasconcelos.fisio@yahoo.com.br Richelma de Fátima de Miranda Barbosa 2 Pós-graduação em ortopedia e

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 330/2014. Beum (tiamina), Tegretol (carbamazepina), Prebictal (pregabalina)

RESPOSTA RÁPIDA 330/2014. Beum (tiamina), Tegretol (carbamazepina), Prebictal (pregabalina) 22/06/2014 RESPOSTA RÁPIDA 330/2014 Beum (tiamina), Tegretol (carbamazepina), Prebictal (pregabalina) SOLICITANTE :Dra. Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito de Itapecerica - MG NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

Assistência Farmacêutica na Depressão

Assistência Farmacêutica na Depressão Definição Assistência Farmacêutica na Depressão Grupo de atividades relacionadas com o medicamento, destinadas a apoiar as ações de saúde demandadas por uma comunidade, envolvendo o abastecimento de medicamentos

Leia mais

Estudo sobre a forma de avaliação dos pacientes atendidos com indicação clínica de Fibromialgia no serviço de fisioterapia do ISECENSA

Estudo sobre a forma de avaliação dos pacientes atendidos com indicação clínica de Fibromialgia no serviço de fisioterapia do ISECENSA INSTITUTOS SUPERIORES DE ENSINO DO CENSA INSTITUTO SUPERIOR DE CINECIAS SOCIAIS APLICADAS E DA SAÚDE CURSO DE FISIOTERAPIA Artigo de Conclusão de Estágio I Estudo sobre a forma de avaliação dos pacientes

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina

RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina RESPOSTA RÁPIDA 150/2014 Informações sobre Depressão: Sertralina SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da Fazenda Pública de Campo Belo Autos nº 112.14.001897-2

Leia mais

Prevenção de Eventos Cardiovasculares em Pacientes com Hipertensão Arterial PREVER 2 SEGUIMENTO 15 MESES

Prevenção de Eventos Cardiovasculares em Pacientes com Hipertensão Arterial PREVER 2 SEGUIMENTO 15 MESES Prevenção de Eventos Cardiovasculares em Pacientes com Hipertensão Arterial PREVER 2 Número do Centro l ID do Participante l Data do Atendimento l l l / l l l / 201l l Iniciais do Participante SEGUIMENTO

Leia mais

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Alguns autores colocam como alterações de comportamento não acompanhadas de alterações de consciência Conceito de neurose Conceito de psicose

Leia mais

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969.

FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. FREUD, S. (1915). Luto e melancolia. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1969. v. 14. DALGALARRONDO, P. Psicopatologia e Semiologia

Leia mais

Doenças Reumáticas dos Tecidos Moles

Doenças Reumáticas dos Tecidos Moles Doenças Reumáticas dos Tecidos Moles Doenças Reumáticas dos Tecidos Moles DEFINIÇÃO Grupo de afecções reumáticas em que o distúrbio musculoesquelético se restringe aos tecidos moles ou periarticulares,

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA AMIGA DO PEITO

ATIVIDADE FÍSICA AMIGA DO PEITO ATIVIDADE FÍSICA AMIGA DO PEITO Elaboração: Maria Clara Noman de Alencar Colaboração: Equipe Tele-educação da Rede de Teleassistência de Minas Gerais SUMÁRIO Introdução -------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Anexo I. Consentimento informado

Anexo I. Consentimento informado Anexo I Consentimento informado Eu, Tânia Guimarães, finalista da licenciatura em Fisioterapia da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, venho por este meio solicitar a sua participação num estudo de

Leia mais

Saúde do Homem. Medidas de prevenção que devem fazer parte da rotina.

Saúde do Homem. Medidas de prevenção que devem fazer parte da rotina. Saúde do Homem Medidas de prevenção que devem fazer parte da rotina. saúde do Homem O Ministério da Saúde assinala que muitos agravos poderiam ser evitados caso os homens realizassem, com regularidade,

Leia mais

GUIÃO DA ENTREVISTA. A Perfil sociodemográfico do cuidador informal

GUIÃO DA ENTREVISTA. A Perfil sociodemográfico do cuidador informal Data da entrevista: Numero: / / GUIÃO DA ENTREVISTA A Perfil sociodemográfico do cuidador informal 1) Género 2) Idade 3) Estado Civil Feminino Masculino 4) Composição do Agregado Familiar Anos Casado /União

Leia mais

Qualidade de Vida 02/03/2012

Qualidade de Vida 02/03/2012 Prof. Dr. Carlos Cezar I. S. Ovalle Descreve a qualidade das condições de vida levando em consideração fatores como saúde, educação, expectativa de vida, bem estar físico, psicológico, emocional e mental.

Leia mais

Depressão. Um distúrbio que tem solução.

Depressão. Um distúrbio que tem solução. Depressão Um distúrbio que tem solução. DEPRESSÃO Depressão é um transtorno psiquiátrico sem causa definida. Afeta o humor, levando à perda de interesse e de prazer por quase todas as atividades do dia

Leia mais

Dra. Fabiana Hauser Fisiatra e Acupunturista Serviço de Dor e Cuidados Paliativos Hospital Nossa Senhora da Conceição Porto Alegre

Dra. Fabiana Hauser Fisiatra e Acupunturista Serviço de Dor e Cuidados Paliativos Hospital Nossa Senhora da Conceição Porto Alegre Dra. Fabiana Hauser Fisiatra e Acupunturista Serviço de Dor e Cuidados Paliativos Hospital Nossa Senhora da Conceição Porto Alegre Dor Crônica Cuidados Paliativos Atendimento ambulatorial Internação Ambulatório

Leia mais

Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões:

Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões: O que é Insônia? Insônia é a percepção ou queixa de sono inadequado, ou de baixa qualidade, por causa das seguintes razões: Dificuldade em cair no sono Levantar freqüentemente durante a noite com dificuldade

Leia mais

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União

Ministério da Saúde Consultoria Jurídica/Advocacia Geral da União Brasília, Nota Técnica janeiro N de 932012. /2012 Nomes Princípio Comerciais1: Ativo: paracetamol Ultracet, + cloridrato Paratram. de tramadol. Medicamento Medicamentos de Similares: Referência: Paratram.

Leia mais

Código QUESTIONÁRIO GERAL SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE

Código QUESTIONÁRIO GERAL SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE Código QUESTIONÁRIO GERAL SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE Instruções: Assinale com um X a resposta que considera mais correta em relação a cada uma das perguntas. Em alguns casos a questão é de resposta múltipla.

Leia mais

1 -Polimialgia reumática (dor crônica)

1 -Polimialgia reumática (dor crônica) RESPOSTA RÁPIDA 131/2014 Medicamentos para diabetes e depressão SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Dra. Renata Perdigão Juiza de Campo Belo 0112.14.001472-4 DATA 13/03/2014 SOLICITAÇÃO Trata-se de Ação Cominatória

Leia mais

FIBROMIALGIA. Dr Roberto E. Heymann UNIFESP- EPM

FIBROMIALGIA. Dr Roberto E. Heymann UNIFESP- EPM FIBROMIALGIA Dr Roberto E. Heymann UNIFESP- EPM O que é Fibromialgia? Quadro de dor crônica no corpo todo associado a uma grande variedade de outros sintomas Qual a população mais sujeita a Fibromialgia?

Leia mais

DIRETRIZES PARA O DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA

DIRETRIZES PARA O DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA DIRETRIZES PARA O DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA QUE CURIOSO??? JÁ ESTOU FICANDO VELHA! ELA É TODA NOSSA! COMISSÃO DE DOR, FIBROMIALGIA E OUTRAS SÍNDROMES DOLOROSAS DE PARTES MOLES DA S.B.R.

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina

RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina RESPOSTA RÁPIDA 375/2013 Informações sobre Desvenlafaxina e Lamotrigina SOLICITANTE Sra LÚCIA HELENA FERREIRA ESCRIVÃ JUDICIAL Juizado Especial da Comarca de Pará de Minas - MG NÚMERO DO PROCESSO Nº 0471-13-017860-4.

Leia mais

Vertigens, desmaios e crises convulsivas. Prof. Sabrina Cunha da Fonseca Site:

Vertigens, desmaios e crises convulsivas. Prof. Sabrina Cunha da Fonseca   Site: Vertigens, desmaios e crises convulsivas Prof. Sabrina Cunha da Fonseca E-mail: sabrina.cfonseca@hotmail.com Site: www.profsabrina.comunidades.net Vertigens: Vertigem refere-se a diminuição da força, visão

Leia mais

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva - 2009 Programa de Reabilitação Pulmonar Rosângela H. Araújo Santos Divisão Cooperados Total: 838 0,04% Gerência Executiva da Assistência e Promoção à Saúde

Leia mais

Síndrome Fibromiálgica - Fibromialgia 06/08/2014

Síndrome Fibromiálgica - Fibromialgia 06/08/2014 IV Curso de Educação Continuada em Fisiopatologia e Tratamento da Dor Síndrome Fibromiálgica - Fibromialgia 06/08/2014 Hazem Adel Ashmawi 2014 Dados históricos 1900 Edward Gowers Fibrosite 1970 Smythe

Leia mais

Mente Sã Corpo São! Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1

Mente Sã Corpo São! Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1 Abanar o Esqueleto - Os factores que influenciam as doenças osteoarticulares. Workshop 1 Mente Sã Corpo São! Unidade de Cuidados na Comunidade Centro de Saúde de Alfândega da Fé Elaborado por: Rosa Correia

Leia mais

Anexo Questionário Rural

Anexo Questionário Rural 3º RELATÓRIO CONSOLIDADO DE ANDAMENTO DO PBA E DO ATENDIMENTO DE CONDICIONANTES 4.2.3 PROJETO DE RECOMPOSIÇÃO DAS ATIVIDADES COMERCIAIS RURAIS Anexo 4.2.3-1 Questionário Rural UHE BELO MONTE 4.2.3 Projeto

Leia mais

FREMEC FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO INICIAL

FREMEC FORMULÁRIO SOLICITAÇÃO INICIAL Caros passageiros, Para facilitar a viagem de passageiros regulares com condições médicas estáveis, após a análise de cada caso, nossa empresa passará a emitir o cartão FREMEC - Cartão Médico. O cartão

Leia mais

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais.

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Alternativas terapêuticas farmacológicas. Dr. João Luiz da Fonseca Martins Médico Psiquiatra Uniica . Principais

Leia mais

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE RECURSOS HUMANOS SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE RECURSOS HUMANOS SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DE PERNAMBUCO INSTITUTO DE RECURSOS HUMANOS SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA Não deixe de preencher as informações a seguir: DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO Prédio

Leia mais

CA, DIABETES MEDICAMENTOS PARA DEPRESSÃO MELLITUS, INFECÇÃO CRÔNICA. Data: 05/06/2013 NOTA TÉCNICA 82 /2013

CA, DIABETES MEDICAMENTOS PARA DEPRESSÃO MELLITUS, INFECÇÃO CRÔNICA. Data: 05/06/2013 NOTA TÉCNICA 82 /2013 NOTA TÉCNICA 82 /2013 Data: 05/06/2013 Medicamento x Material Procedimento Cobertura Solicitante: Juiz Daniel da Silva Ulhoa Número do processo: 0687130020043-5 MEDICAMENTOS PARA DEPRESSÃO RESSÃO, FIBROMIALGIA,

Leia mais

Para: Geral AR Âmbito: Outro Nome: Joana Filipa Santos Mensagem: Petição em defesa de todos os doentes portadores de Fibromialgia

Para: Geral AR Âmbito: Outro Nome: Joana Filipa Santos Mensagem: Petição em defesa de todos os doentes portadores de Fibromialgia De: noreply@ar.parlamento.pt [mailto:noreply@ar.parlamento.pt] Enviada: segunda-feira, 21 de Março de 2016 21:11 Para: www Team Assunto: Correio do Cidadão - Petição pública

Leia mais

Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b

Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b Utilização de diretrizes clínicas e resultados na atenção básica b à hipertensão arterial Construindo Estratégias e Avaliando a Implementação de Diretrizes Clínicas no SUS Edital 37/2004 CNPq ENSP/FIOCRUZ

Leia mais

Manejo customizado da Dor Aguda e das exacerbações da Dor Crônica

Manejo customizado da Dor Aguda e das exacerbações da Dor Crônica Manejo customizado da Dor Aguda e das exacerbações da Dor Crônica DRA KAREN SANTOS FERREIRA Neurologista do Ambulatório de Cefaléias e Dor Neuropática do Hospital das Clínicas da FMRP USP Especialista

Leia mais

CONDIÇÃO DE PRODUÇÃO VOCAL PROFESSOR

CONDIÇÃO DE PRODUÇÃO VOCAL PROFESSOR CONDIÇÃO DE PRODUÇÃO VOCAL PROFESSOR Prezado professor: O questionário CPV-P tem como objetivo fazer um levantamento das condições da voz do professor. Por gentileza, responda todas as questões marcando

Leia mais

Fibromialgia Sociedade Brasileira de Reumatologia

Fibromialgia Sociedade Brasileira de Reumatologia Fibromialgia Fibromialgia Cartilha para pacientes CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: Comissão de Dor, Fibromialgia e Outras Síndromes Dolorosas de Partes Moles CREDITO IMAGEM DA CAPA: http://www.singpr.com/business/singapore-telcocompanies-see-fiber-optic-light-as-future-for-broadband

Leia mais

Abordagem da Criança com Cefaléia. Leticia Nabuco de O. Madeira Maio / 2013

Abordagem da Criança com Cefaléia. Leticia Nabuco de O. Madeira Maio / 2013 Abordagem da Criança com Cefaléia Leticia Nabuco de O. Madeira Maio / 2013 Introdução Epidemiologia: Queixa comum em crianças e adolescentes Elevação da frequência com o aumento da idade Até 12 anos prevalência

Leia mais

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2:

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2: RECADASTRAMENTO DOS SERVIDORES DO MUNICIPIO DE URUGUAIANARS A realização deste Recadastramento não autoriza a alteração do regime de emprego (CLT) ou do regime de previdência social (RGPS). Documentos

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA MENU ATIVIDADE FÍSICA. A Atividade Física tem como finalidade trabalhar em conjunto o corpo e mente. Atendimento:

ATIVIDADE FÍSICA MENU ATIVIDADE FÍSICA. A Atividade Física tem como finalidade trabalhar em conjunto o corpo e mente. Atendimento: Atendimento: +55 15 3326-6784 MENU E-mail atendimentoctes@gmail.com ATIVIDADE FÍSICA A Atividade Física tem como finalidade trabalhar em conjunto o corpo e mente. / Informações Úteis / Atividade Física

Leia mais

IV Programa de Educação Continuada em Fisiopatologia e Tratamento da dor

IV Programa de Educação Continuada em Fisiopatologia e Tratamento da dor IV Programa de Educação Continuada em Fisiopatologia e Tratamento da dor 64% pacientes com câncer avançado (Breitbart et al, 1996) Subtratamento em 40 % (Cohen et al, 2003) Intrumentos usados para investigar

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade

RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade RESPOSTA RÁPIDA 122/2014 Informações sobre transtorno de ansiedade generalizada e distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade SOLICITANTE Dra. Renata Abranches Perdigão Juíza de Direito do JESP da

Leia mais

Migrânea refratária Ronald Moura Fiuza

Migrânea refratária Ronald Moura Fiuza Migrânea refratária Ronald Moura Fiuza Migrânea refratária Ronald Moura Fiuza Doutor, eu tenho muita dor de cabeça! Já tentei tudo! Nada deu certo! O senhor é minha última esperança! Por que o paciente

Leia mais

Farmacologia dos transtornos de ansiedade. Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA

Farmacologia dos transtornos de ansiedade. Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA Farmacologia dos transtornos de ansiedade Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA Grego: ANSHEIN que significa OPRIMIR/ SUFOCAR O que é ansiedade? Angústia: Desejo,

Leia mais

Medicina PADRÃO DE RESPOSTA

Medicina PADRÃO DE RESPOSTA Medicina PADRÃO DE RESPOSTA Em termos de atendimento à proposta, espera-se que o estudante estabeleça relação entre a qualidade do serviço de esgotamento sanitário e de tratamento da água para o agravamento

Leia mais

Cartilha de Orientação dos Medicamentos para Dor. Serviço de Tratamento da Dor Setor de Farmácia

Cartilha de Orientação dos Medicamentos para Dor. Serviço de Tratamento da Dor Setor de Farmácia Cartilha de Orientação dos Medicamentos para Dor Serviço de Tratamento da Dor Setor de Farmácia Responsáveis: Flávia Camila Gonçalves Lavoyer Heloísa Arruda Gomm Barreto Roberto Teixeira de Castro Bettega

Leia mais

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado?

5. No último ano, alguma vez notou alterações da cor da sua pele, como vermelho, branco ou arroxeado? Appendix 1. Portuguese version of COMPASS 31 1. No último ano, alguma vez sentiu-se fraco ou estonteado (sensação de tontura) ou teve dificuldade em pensar logo após se levantar de uma posição sentada

Leia mais

Depressão e Transtornos de Ansiedade. Depressão. Prevalência. Critérios de depressão DSM-IV FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA.

Depressão e Transtornos de Ansiedade. Depressão. Prevalência. Critérios de depressão DSM-IV FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA. FACULDADE DE MEDICINA UNIC/HGU PSIQUIATRIA Depressão e Transtornos de Ansiedade Alaor Santos Filho Professor de Psiquiatria da HGU/UNIC Doutor em Saúde Mental pela USP-FMRP alaorsantos@hotmail.com Prevalência

Leia mais

Seminário Grandes Síndromes

Seminário Grandes Síndromes Seminário Grandes Síndromes TEMA: DISPEPSIA Residente: Paloma Porto Preceptor: Dr. Fortunato Cardoso DEFINIÇÃO De acordo com os critérios de Roma III, dispepsia é definida por 1 ou mais dos seguintes sintomas:

Leia mais

DOR E CEFALEIA. Profa. Dra. Fabíola Dach. Divisão de Neurologia FMRP-USP

DOR E CEFALEIA. Profa. Dra. Fabíola Dach. Divisão de Neurologia FMRP-USP DOR E CEFALEIA Profa. Dra. Fabíola Dach Divisão de Neurologia FMRP-USP Dor Experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos. Cada indivíduo

Leia mais

TEMA: Quetiapina e citalopram para tratamento misto ansioso e depressivo

TEMA: Quetiapina e citalopram para tratamento misto ansioso e depressivo NTRR 41/2013 Solicitante: Juiza Dra.Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Número do processo: 051213001877-7 Réu: Estado de Minas e Município de Pirapora Data: 11/04/2013 Medicamento X Material Procedimento

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face.

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Dores na mandíbula e na face. ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Dores na mandíbula e na face. O que é ATM? ATM significa articulação temporomandibular, que é a articulação entre a mandíbula e o crânio. Portanto, temos duas ATM, cada

Leia mais

A. Dor As próximas cinco questões referem-se à sua situação na últma semana

A. Dor As próximas cinco questões referem-se à sua situação na últma semana International steoporosis Foundation Questionário de Qualidade de Vida Qualeffo-41 (10 Dezembro 1997) International steoporosis Foundation Cópias deste questionário e de traduções autorizadas podem ser

Leia mais

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM DEPRESSÃO Fernanda Shayonally Araújo Carlos Faculdade Mauricio de Nassau (fernandashayonally@gmail.com) Marineide de Oliveira Farias Faculdade Mauricio de Nassau

Leia mais

INTRODUÇÃO. Transtornos do humor ou transtornos afetivos:

INTRODUÇÃO. Transtornos do humor ou transtornos afetivos: ANTIDEPRESSIVOS Profª. MSc. INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO Transtornos do humor ou transtornos afetivos: Unipolar ocorrência de episódios depressivos; Bipolar ocorrência de episódios depressivos e de mania. INTRODUÇÃO

Leia mais

NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL.

NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL. NADA MAIS DE FICHAS IMPRESSAS, FALTA DE PADRÃO NO PREENCHIMENTO E ACÚMULO DE MATERIAL. O Aplicativo MAS contém as fichas do atendimento básico e o Portal MAS possui recursos para que o gestor acompanhe

Leia mais

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana.

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. : 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. Conteúdo: Doenças relacionadas ao sedentarismo Diabetes. Doenças relacionadas ao sedentarismo Hipertensão arterial e dislipidemias. Habilidades:

Leia mais

Centro de Dor e Neurocirurgia do Hospital Nove de Julho

Centro de Dor e Neurocirurgia do Hospital Nove de Julho Cliente Centro de Dor e Neurocirurgia do Hospital Nove de Julho Veículo Terra Coluna/Programa Chat Data 21/8/2008 Chat com Cláudio Corrêa (21/8/2008) 11:12:46 Dr. Cláudio Corrêa Cláudio Fernandes Corrêa

Leia mais

PRESCRIÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA PARA PORTADORES DE DIABETES MELLITUS

PRESCRIÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA PARA PORTADORES DE DIABETES MELLITUS PRESCRIÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA PARA PORTADORES DE DIABETES MELLITUS Acadêmica de medicina: Jéssica Stacciarini Liga de diabetes 15/04/2015 Benefícios do exercício físico em relação ao diabetes mellitus:

Leia mais

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica?

1. Identificação Nome: Está interessado(a) em receber as nossas Newsletters? ( ) Sim ( ) Não Como ficou a conhecer a nossa clínica? Preparação 1ª consulta Anti-envelhecimento Responda ao seu questionário o mais rigorosamente possível porque da exatidão das suas respostas depende a eficácia da nossa consulta e melhor será orientado

Leia mais

Conteúdo. O que é a fibromialgia?

Conteúdo. O que é a fibromialgia? O que é a fibromialgia? 2 Conteúdo O que é a fibromialgia?... 3 Qual a prevalência da Fibromialgia na população?... 3 Qual a história da Fibromialgia?... 3 Qual a origem fisiopatológica da fibromialgia?...

Leia mais

Recursos TEP RESULTADO DO RECURSO QUESTÕES COMENTÁRIO

Recursos TEP RESULTADO DO RECURSO QUESTÕES COMENTÁRIO 6 INDEFERIDO Considerando que um pré-escolar de dois anos sadio pesa em média de 11 a 13 kg o único tratamento recomendado é a Permetrina tópica. 9 INDEFERIDO As verrugas são infecção virais causadas pelo

Leia mais