Planejamento Estratégico e Sustentabilidade como Drivers para Governança de TI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planejamento Estratégico e Sustentabilidade como Drivers para Governança de TI"

Transcrição

1 Planejamento Estratégico e Sustentabilidade como Drivers para Governança de TI Tereza Cristina M. B. Carvalho Diretora do Centro de Computação Eletrônica Diretora do Lab de Arquitetura e Redes de Computadores Universidade de São Paulo Brasil 1- SP Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008].

2 Agenda Objetivos Cenário USP e CCE (Centro de Computação Eletrônica) Sustentabilidade Planejamento Estratégico em TI Governança de TI Framework MIT-CISR Matriz de Arranjos Desenho de Governança Considerações Finais 2

3 Universidade de São Paulo em números Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 3

4 Research in IT at the University of São Paulo April, Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008].

5 Research in IT at the University of São Paulo April, 2006 Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 5

6 USP em números Fundada em 1934,possui: 7 campi (cidade de São Paulo e outras cidades do interior do estado). 72 unidades estudantes graduação, pósgraduação e especialização professores. 214 programas de graduação. 229 programas de pós-graduação. 6

7 USP e Seus Campi Ribeirão Preto Pirassununga São Carlos Bauru Piracicaba São Paulo Lorena 7

8 Importância no Brasil ISI artigos indexados: MIT : Yale: U texas + Harvard + UCLA + Stanford + Yale + MIT + Princeton 13% USP 24% Other US Univ 87% Other Brazilian Univ. 76% 8

9 USP e Tecnologia de Informação A Tecnologia de Informação na USP é administrada através da: CTI (Coordenadoria de Tecnologia de Informação): Estratégia de TI. 7 órgãos centrais de execução de TI, sediados nos seus diferentes campuses. 9

10 Centro de Computaçâo Eletrônica em números Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 10

11 CCE em números Empregados: Superior 42 Técnico 108 Básico 31 Estúdio Multimídia Studio (2007): Transmissão de Vídeo 185 (cerca 1200 horas). Vídeo-Conferência 252 (cerca 756 horas). Suporte a Audio-Visual 96 de 23 unidades. Número de Chamados para Instalação e Mautenção de Microcomputadores (2007):

12 CCE em números Telefonia: Números de PABX 22 (Capital 13) Número de Terminais: Capital: 10604; Interior: 6200 Número de chamadas para instalação e manutenção: 2987 o Rede: Serviço de Rede (instalação e manutenção): 941 Projetos de Redes Locais (LAN) 23 Número de Conexões de Rede: Capital 25000; Interior:

13 CCE em números Junho 2008 USPnet Sem Fio: Número de Usuários Ativos: Número de Usuários Cadastrados: Número de Potenciais Usuários: Número de Acesos: 500/dia. Acesso Remoto: Usuários ADSL (Speedy Telefônica): 812. Número de Acessos ADSL : 293/dia. Número de Acessos Discados: 7/dia. Número de domínios de Internet registrados: Domínios Primários: 62 Domínios Secundários: 69 13

14 CCE em números Junho 2008 Correio Eletrônico Número de contas cadastradas Número de contas ativas Caixa postal professores 1GB. Mensagens recebidas e enviadas: Recebidas: Total: /dia. Filtros de Spam: /dia. Filtros de Attachment: /diay. válidos: /dia. Enviadas: /dia. Número de chamadas referentes à configuração de e- mail, VPN e acesso discado 5743 (total ). 14

15 CCE em números Segurança: Número de incidentes respondidos: 105/mês. VPN (Conexão Privada): Número de usuários externos ativos: Acessos externos:260/dia. Dados permanentes armazenados: Acesso Imediato: 4 para (10+10) Tbytes. Acesso por Back-Up: 21 Tbytes. 15

16 CCE Organização Divisões: DA (Administrativa Finanças, Compras, HR). DAT (Suporte ao Usuário). DVEMIC (Manutenção de Microcomputador). DVRedes (Redes e Telefonia). DTO (Serviços Básicos ; Data Center; Segurança). Diretor Divisão Administrativa (DA) Divisão de Suporte Técnico (DAT) Divisão de Equiip Microinformática (DVEMIC) Divisão de Redes (DvRedes) Divisão de Operação (DTO) 16

17 Sustentabilidade Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 17

18 "Atender as necessidades da geração atual sem comprometer os recursos naturais para as gerações futuras" 18

19 Planejamento da Cadeia de Transformação do lixo eletrônico visando o seu reaproveitamento e/ou descarte. 19

20 O que é e-waste? O e-waste (lixo eletrônico) é tudo o que é enviado para o lixo proveniente de peças e equipamentos eletro-electrônicos. 20

21 Exemplos de e-waste no CCE: Hard Disks; Drives; PCs; Teclados; Impressoras; Mouses; 21

22 Componentes; placas de vídeo; placas de rede; placas-mãe Cabos de rede; cabos AC; fibra óptica; switches e outros equipamentos de rede e telefonia. 22

23 Equipamentos USP Impressoras: 15,593 Microcomputadores: 37,420 Equipamentos de Rede: 3,998 Índice de Obsolescência: 10%/ano 23

24 Planejamento Estratégico Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 24

25 O que é estratégia? Estratégia é o meio de estabelecer o propósito organizacional em termos de metas e objetivos de longo prazo, definindo as principais ações a serem tomadas e os recursos necessários para atingir tais objetivos e metas. 25

26 Framework básico Missão da Organização Escopo e competências centrais Seleção de Domínio Competitivo Posicionamento Vantagem Competitiva Sustentável Pontos Fortes e Fracos Estrutura da Indústria Fatores que afetam a indústria. Oportunidades e Ameaças Formulação e Implementação da Estratégia Definicão e execução de tarefas gerenciais 26

27 Perspectivas da Estratégia Corporativa Negócios Operacional 27

28 Estratégia Corporativa Escrutínio Interno Missão da organização. Segmentação negócios. Estratégia horizontal. Integração vertical. Filosofia corporativa. Definição dos pontos fortes e fracos Estratégia Coorporativa A Organização Posicionamento Estratégico da Organização Motivador Estratégico Objetivos de Desempenho Corporativo Alocação de Recursos Gerenciamento de Portfolio Ambiente Situação Econômica Análise crítica dos setores da indústria. Tendências tecnológicas, RH, políticas, sociais e legais. Identificação de oportunidades e ameaças Infra-estrutura Managerial Estrutura organizacional e sistemas administrativos Recursos Humanos Gerenciamento Pessoal Crítico Source: HAX & Majluf The Strategy Concept and Process,

29 Estratégia de Negócios Escrutínio Interno Identificação de fatores críticos. Avaliação geral. Definição dos pontos fortes e fracos Missão do Negócio Definição do escopo do negócio, serviços e mercados. Identificação de competências únicas. Ambiente Identificação de fatores externos Avaliação geral. Identificação de oportunidades e ameaças Formulação da Estratégia de Negócios Identificação de Plano de Ações Plano Estratégico Especificação e avaliação de planos específicos de ações Orçamento Especificação do Orçamento 29

30 Planos de Ações Quais os novos serviços vamos oferecer? Como vamos explorar as nossas competências únicas? Como vamos desenvolver novas competências? Como vamos superar os pontos fracos? Como vamos explorar os pontos fortes? Como vamos combater as ameaças? Como vamos aproveitar as oportunidades? 30

31 Plano de Ação Responsável: Estratégia associada: Ação Decorrente: Áreas envolvidas: Indicador de desempenho: Prazo de implementação: de: até: Custo: Grau de necessidade de implementação: Condições para implementação: Baixo Médio Alto 31

32 Planos de Ação Projetos Indicadores Governança 32

33 Estudo de Caso Centro de Computação Eletrônica Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 33

34 Missão do CCE Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 34

35 Missão Ser referência em prestação de serviços de Tecnologia de Informação sustentável em campus universitário. 35

36 Cultura Corporativa Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 36

37 Valores Éticos Excelência. Eficiência & Eficácia. Transparência. Honestidade. União. Fidelidade. Respeito Mútuo. Compreensão da Diversidade. Participação. Pro-atividade. Responsabilidade. Comprometimento. Solidariedade. Crescimento. Igualdade. 37

38 Valores Crenças O Humano é que promove resultados. Regras de Comportamento: Colaboração para atingir as metas. 38

39 Pontos Fracos Falta de uma visão única do negócio. Falta de agilidade para responder às demandas da comunidade de usuários. Morosidade dos processos. Inexistência de mecanismos de avaliação da percepção da qualidade dos serviços prestados. Falta de disciplina e padronização de processos & procedimentos. Falta de valorização do funcionário. Cultura de serviço público nas relações de trabalho. Comunicação interna e externa ineficiente (Inexistência de Marketing).. Falta de contingência e continuidade de negócios. 39

40 Pontos Fortes o Capacitação Técnica. o Referência em serviços de Informática na USP. o Motivação dos funcionários. o Identificação dos funcionários com CCE. o Boa Infra-estrutura para trabalho. o Atualização constante do corpo de funcionários. o Capacidade de mobilização em situações críticas para a Universidade. o Foco nas atividades fim. 40

41 Ameaças Reclamações infundadas sobre a qualidade dos serviços prestados. Falta de política de TI para as diversas unidades da USP (desconhecimento sobre o crescimento e as mudanças da infra-estrutura de TI das unidades). Concentração de serviços de TI em grandes players. Dependência do DI para acesso aos dados corporativos. Assédio a profissionais altamente qualificados. 41

42 Oportunidades Demanda crescente de serviços de TI pela comunidade da USP. Demandas da CTI, dos Centros de Informática e do DI. Participação de foruns como SBRC, Internet 2, EDUCAUSE. Parcerias com agências de fomento à pesquisa, provedores de serviços de Internet (e.g., RNP, RedeCOMEP, NIC, entre outros) e centros de serviços nacionais e internacionais. Reclamações argumentadas sobre a qualidade dos serviços prestados. 42

43 5,5 Planos de Ação CCE 5 4,5 4 3,5 3 2,5 Condição de implementação 2 1,5 1 0,5 0 Cartório Digital Federação Segurança Capacitação Técnica Custos CRM Sistema de Conhecimento Suporte à Serviços 24x7 Pesquisa Comunicação Externa 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5 5 5,5 Visão Única do Negócio Melhoria Serviços TI (Contingência) Sustentabilidade Valorização Funcionário Governança de TI Grau de Necessidade 43

44 Plano Ação - Reaproveitamento e/ou descarte do e-waste Responsável: CCE com apoio da Agência USP de Inovação Objetivo: Reduzir e reciclar o e-waste além de desenvolver uma estratégia para o seu descarte de forma correta. Áreas envolvidas: todas divisões do CCE. Indicador de Desempenho: Volume de lixo eletrônico Prazo de Implementação: Primeira Fase: Setembro Segunda Fase: Junho Custo: R$10,000,00/ano Baixo Médio Alto Grau de Necessidade de Implementaçâo: Alto Condições de Implementação: Médio 44

45 Desafios Como consolidar o Planejamento Estratégico e garantir o seu sucesso? Como avaliar se os objetivos e metas do Planejamento Estratégico foi atendido? Como avaliar a contribuição de TI para se atingir as metas e cumprir a missão da organização? 45

46 Desafios Mecanismos indicadores indicadores Planejamento Estratégico Governança de TI Governança Corporativa Estratégia Visão do Futuro 46

47 Governanças de TI e Corporativa Acionistas Monitoração Governança Corporativa Conselho Stakeholders Divulgação Equipe de Executivos Sênior Estratégia Comportamento Desejável Humano Financeiro Físico IP Informação Relacionamento e TI Mecanismos de Governança Financeira Principais Ativos Mecanismos de Governanca de TI Principais ativos de governança 47 Source: MIT Sloan CISR

48 Governança de TI Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 48

49 O que é Governança de TI? MIT-CISR: Especificação dos direitos de decisão e framework de contabilização para estimular o comportamento desejável do uso de TI: Governança é determinar sistematicamente quem toma cada tipo de decisão (direito de decisão), quem fornece subsídios ou informações para a tomada de uma decisão (direito a participar) e como essas pessoas (ou grupos) são cobradas por suas funções 49

50 O que é Governança de TI? Governança de TI está relacionada a: Criação de valor do negócio (alinhamento estratégico). Preservação do valor de negócio (gerenciamento de risco). 50

51 Governanças de TI e Corporativa Governança de TI é parte integral da Governança Corporativa. Necessidade de alinhamento estratégico entre o negócio e o TI. Aprender de boas governanças corporativas e financeira. 51

52 Como implementar Governança de TI? Utilização de algumframework para avaliar e projetar a Governança de TI. Muitosframeworks têm sido propostos com diferentes níveis de análise e abordagens, tais como: MIT-CISR Frameworks. IT-Governance Diamond (Peterson 2001). Essesframeworks podem ser usados em conjunto com: Balanced Scorecards. COBIT and ITIL. SLA. COBIT Control Objectives for Information and related Technologies ITIL IT Infrastructure Library. SLA Sevice Level Agreement 52

53 MIT ITG Framework Governança de TI deve responder 3 questões: Quais decisões devem ser tomadas para garantir o gerenciamento e uso efetivo de TI? Quem deve tomar essas decisões direitos de participação e decisão? Como estas decisões devem ser tomadas e monitoradas? 53

54 MIT ITG Frameworks As respostas para estas questões Matriz de Arranjos de Governança. Framework de Desenho de Governança. 54

55 Matriz de Arranjos de Governança Domínio de Decisão IT Principles IT Architecture IT Infrastructure Business Application Needs IT Investment Input Decision Input Decision Input Decision Input Decision Input Decision Business Monarchy Arquetipo de Governança IT Monarchy Feudal Federal Duopoly Anarchy? Source: MIT Sloan CISR 55

56 Matriz de Arranjos de Governança Decision Domain IT Principles IT Architecture IT Infrastructure Business Application Needs IT Investment Input Decision Input Decision Input Decision Input Decision Input Decision Governance Archetype Business Monarchy IT Monarchy Feudal Federal Duopoly Anarchy X X X X X X X X X X Exemplo para CCE (Centro de Computação Eletrônica) da USP 56

57 Tipos de Decisão MIT ITG Algumas Descobertas Quem toma as melhores decisões Gerentes de negócio ou TI? Negócio Princípios de TI Necessidades da Aplicação Negócio Investimento TI TI Arquitetura de TI Infra-estrutura Source: MIT Sloan CISR Direito de Decisão (%) Negócio TI Conjunta = = = + Top Performers - Poor Performers = No Difference 57

58 Estratégia da Empresa & Organização Framework Desenho Governança Arranjos de Governança de TI - Direitos de Decisão via Monarquias, Feudalismo,. Metas de Desempenho de Negócio Organização & Comportamento Mecanismos de Governança de TI (e.g., Committees, budgets etc.) Métricas & Monitoração Source: MIT Sloan CISR Desejável de TI Harmoniza o que? Domínios de Decisão de TI Principles Architecture Infrastructure Applications Investment Harmoniza como? 58

59 Drivers Estratégicos Estratégia da Empresa & Organização Organização & Comportamento Desejável de TI Arranjos de Governança de TI - Direitos de Decisão via Monarquias, Feudalismo Mecanismos de Governança de TI (e.g., Committees, budgets etc.) Domínios de Decisão de TI Principles Architecture Infrastructure Applications Investment Drivers Estratégicos Críticos Disciplinas de Valor Excelência Operacional. Intimidade com Cliente. Liderança de Produto. Relação das Business Units Sinergia. Autonomia. Agilidade Source: MIT Sloan CISR Harmoniza o que? Harmoniza como? 59

60 Metas de Desempenho Metas & Métricas Típicas de Desempenho Utilização de Ativos & ROA. Lucro & ROI ou ROE. Crescimento & Porcentagem de mudança de Receita Líquida. Arranjos de Governança de TI - Direitos de Decisão via Monarquia, Feudalismo etc. Mecanismos de Governança de TI (e.g., Committees, budgets etc.) Domínios de Decisão de TI Principles Architecture Infrastructure Applications Investment Metas de Desempenho do Negócio Métricas & Monitoração de TI Source: MIT Sloan CISR Harmoniza o que? Harmoniza como? 60

61 CASE - Framework Desenho Governança Estratégia Empresa & Organização Excelência Operacional em prestação de serviços. Padronizar processos de negócio. Uso de TI para criar soluções inovadoras. Atribuir poder de decisão a funcionários qualificados. TI Organização & Comportamento Desejável Desenvolver competência técnica em projetos e processos de TI. Otimizar e padronizar processos, procedimentos de projeto e plataformas tecnológicas.. Múltiplos níveis de suporte... Harmonizar O que Governança de TI Arranjos Monarquia de Negócios: Princípios de TI. Federal: Investimento em TI. Necessidades de aplicações de negócios.. Infra-estrutura. Arquitetura. Governança de TI Mecanismos Comitê Governança TI. Comitê acompanha implementação de projetos críticos de Ti. ITIL para gestão de incidentes e problemas.. Gerenciamento de sistema e rede. SLA. Intranet para comunicação. Harmonizar Como Metas de Desempenho do Negócio Crescimento Sustentável. Redução de estrutura de custos.. Posicionamento como referência internacional em eficiência e uso de.tecnologias avançadas. Métricas de TI & Medição KPI (Key Performance Indicators) na qualidade de serviço e tempo de entrega. Adoção de padrões. Resposta às necessidades e reclamações de clientes.. 61

62 Framework Desenho Governança Estratégia da Empresa & Organização Organização de TI & Comportamento Desejável Governança de Relacionamento Governança de Ativos Físicos Relationship Governance Governança de PI Mechanisms Physical Asset Governance Governança de HR Mechanisms IP Governance Governança Mechanisms Financeira HR Governance Arranjos de Mechanisms Governança de TI Financial Governance Mecanismos Mechanisms de Governança de TI Decisões de TI Metas de Desempenho do Negócio Métricas de TI & Medição Harmonizar O que? Source: MIT Sloan CISR Harmonizar COmo 62

63 Considerações Finais Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 63

64 Desafios Mecanismos indicadores indicadores Planejamento Estratégico Governança de TI Governança Corporativa Estratégia Visão do Futuro 64

65 Considerações Finais Source: MIT Sloan CISR Fatores Críticos Sucesso da Governança de TI 1. Transparência: mais transparência -> maior credibikidade. 2. Concepção de governança ativo. 3. Saber quando redesenhar. 4. Educar: gerentes engajar, reinforçar e redirecionar comportamentos. 5. Boa governança requer escollhas (não é otimizada para todos comportamentos desejáveis). 6. Ter um processo de tratamento de exceções claro. 7. Garantir que a Governança de TI tenha dono e tenha métricas & incentivos. 8. Incentivos e métricas de governança desalinhados destroem a própria governança. 9. Conceber a governança em nível da empresa e das BUs. 65

66 Frameworks de Governança de TI MIT CISR Frameworks Process Control COBIT BSC Process Execution ITIL 66

67 Status Atual Alinhamento com Programa da Reitoria GESPUBLICA. Mudança Cultural Planejamento Estratégico Planos de Ação - Projetos Avaliação a cada 3 meses Governança Definição de indicadores e mecanismos alinhados com o Planejamento Estratégico. Ferramenta para monitorar a execução do Planejamento Estratégico. Adoção do framework do MIT-CISR. Incorporação gradativa do ITIL e COBIT. 67

68 Status Atual Mudança Cultural Sustentabilidade Eliminação do Lixo Eletrônico Editais Verdes Crenças e Valores O Humano é que promove resultados. Envolvimento de Todos Funcionários Trabalho colaborativo. Comprometimento. Responsabilização. Liderança Coaching & Mentoring. Mapeamento de Competências Direcionar treinamento. Desenvolvimento de novas Competências 68

69 O Humano é que promove resultados Copyright - Tereza Cristina Carvalho- CCE/USP [2008]. 69

70 Obrigada! Perguntas? 70

Governança de TI: Desafios, Beneficios e Estrategias

Governança de TI: Desafios, Beneficios e Estrategias Governança de TI: Desafios, Beneficios e Estrategias Outubro de 2014 Profa. Dra. Tereza Cristina M. B. Carvalho terezacarvalho@usp.br Agenda 1. Universidade de São Paulo 2. Mo7vação 3. Obje7vos 4. Planejamento

Leia mais

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues Gerenciamento de TI Paulo César Rodrigues *Analista de Sistemas; *Tutor do curso de graduação em Tecnologia em Sistemas de Computação (UFF/Cederj); * Professor do curso Técnico em Informática da Prefeitura

Leia mais

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações CobIT Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações Eduardo Mayer Fagundes Copyright(c)2008 por Eduardo Mayer Fagundes 1 Agenda 1. Princípio de Gestão Empresarial

Leia mais

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology

C O B I T Control Objectives for Information and related Technology C O B I T Control Objectives for Information and related Technology Goiânia, 05 de Janeiro de 2009. Agenda Evolução da TI Desafios da TI para o negócio O que é governança Escopo da governança Modelos de

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

INFORMAÇÕES ADICIONAIS APRENDA SOBRE GOVERNANÇA DE TI Programa de Qualificação COBIT 5 Presencial ou EAD O COBIT 5 define as necessidades das partes interessadas da empresa como ponto de partida das atividades de governança

Leia mais

O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI

O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO NA GOVERNANÇA DE TI Claudio Gottschalg Duque Professor Departamento de Ciência da Informação Universidade de Brasília (UnB) Brasil Mauricio Rocha Lyra Aluno

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração.

Cobit e ITIL. Cobit. Planejamento e organização; Aquisição e implementação; Entrega e suporte; Monitoração. Cobit e ITIL GOVERNANÇA, GP - RISCO, GP PROJETOS - PMP, SEGURANÇA DAIANA BUENO OUTUBRO 20, 2010 AT 8:00 3.496 visualizações Atualmente, as empresas estão com seus processos internos cada vez mais dependentes

Leia mais

Gestão do Valor Tecnológico

Gestão do Valor Tecnológico Maison do Conhecimento Grupo ECC Gestão do Valor Tecnológico A Tecnologia Gerenciada como Ativo CONFIDENCIAL Sobre o Grupo ECC www.grupoecc.com.br O grupo é formado por empresas de consultoria, tecnologia,

Leia mais

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Conceitos de Governança de TI Fatores motivadores das mudanças Evolução da Gestão de TI Ciclo da Governança

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 1 Destaques do levantamento de referências de associações internacionais Além dos membros associados, cujos interesses são defendidos pelas associações, há outras

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Secretaria de Gestão Pública de São Paulo Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Objetivos As empresas e seus executivos se esforçam para: Manter informações de qualidade para subsidiar

Leia mais

EMPRESA COM CONHECIMENTO EM TI

EMPRESA COM CONHECIMENTO EM TI EMPRESA COM CONHECIMENTO EM TI Referência Conhecimento em TI : O que executivos precisam saber para conduzirem com sucesso TI em suas empresas. Peter Weill & Jeanne W. Ross Tradução M.Books, 2010. 2 O

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Redes de Computadores MISSÃO DO CURSO Com a modernização tecnológica e com o surgimento destes novos serviços e produtos, fica clara a necessidade de profissionais

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES

ADMINISTRAÇÃO DE REDES E DATA CENTER 1º PERÍODO DE TECNOLOGIA DE REDES DESENHO DE SERVIÇO Este estágio do ciclo de vida tem como foco o desenho e a criação de serviços de TI cujo propósito será realizar a estratégia concebida anteriormente. Através do uso das práticas, processos

Leia mais

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor

15/09/2015. Gestão e Governança de TI. Modelo de Governança em TI. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor. A entrega de valor Gestão e Governança de TI Modelo de Governança em TI Prof. Marcel Santos Silva PMI (2013), a gestão de portfólio é: uma coleção de projetos e/ou programas e outros trabalhos que são agrupados para facilitar

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

Atividade: COBIT : Entendendo seus principais fundamentos

Atividade: COBIT : Entendendo seus principais fundamentos SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS FLORIANO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PERÍODO

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion

Governança de TI. Importância para as áreas de Auditoria e Compliance. Maio de 2011. IT Governance Discussion Governança de TI Importância para as áreas de Auditoria e Compliance Maio de 2011 Page 1 É esperado de TI mais do que deixar o sistema no ar. Page 2 O que mudou o Papel de TI? Aumento de riscos e de expectativas

Leia mais

Governança de TI. O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo

Governança de TI. O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo Governança de TI O alinhamento da TI ao negócio da organização - diferencial competitivo Fabio Marzullo Carlos Henrique de Azevedo Moreira Jose Roberto Blaschek Créditos Este trabalho foi desenvolvido

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

SENAC GO. Gestão da Tecnologia da Informação. Tópicos especiais em administração. Professor Itair Pereira da Silva. Alunos: Eduardo Vaz

SENAC GO. Gestão da Tecnologia da Informação. Tópicos especiais em administração. Professor Itair Pereira da Silva. Alunos: Eduardo Vaz SENAC GO Gestão da Tecnologia da Informação Tópicos especiais em administração Professor Itair Pereira da Silva Alunos: Eduardo Vaz Jalles Gonçalves COBIT COBIT (CONTROL OBJETIVES FOR INFORMATION AND RELATED

Leia mais

Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT

Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT Gestão de Sistemas de Informação II Introdução ao COBIT Professor Samuel Graeff prof.samuel@uniuv.edu.br COBIT O que e? COBIT significa Control Objectives for Information and related Technology - Objetivos

Leia mais

ASSET 55. Como a gestão por meio da PAS 55 promove a excelência operacional e aumenta a rentabilidade da empresa?

ASSET 55. Como a gestão por meio da PAS 55 promove a excelência operacional e aumenta a rentabilidade da empresa? Como a gestão por meio da PAS 55 promove a excelência operacional e aumenta a rentabilidade da empresa? Conselho de Administração / Alta Direção Nós estamos extraindo o maior valor possível dos nossos

Leia mais

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL

GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL GERENCIANDO SERVIÇOS DE MENSAGENS OTT PARA UM PROVEDOR DE TELECOM GLOBAL A Sytel Reply foi comissionada por uma grande operadora global de Telecom para o fornecimento de um Service Assurance de qualidade.

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS Treinamento ISO 20000 Foundation Presencial ou EAD O Gerenciamento de Serviços de TI tem como foco o fornecimento eficiente e eficaz de serviços que assegura a satisfação

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br

Professor: Conrado Frassini cfrassini@uol.com.br Governança de TI e ISO20000 Quo Vadis TI? quinta-feira, 14 de agosto de 2008, 17h09 A área de Tecnologia da Informação vem sofrendo mudanças profundas e esse fenômeno aumentará nos próximos anos. Além

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL

Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL Estruturando a TI com COBIT, PMBOK e ITIL Palestrante: Alisson Teixeira (MSc., PMP, ITIL e COBIT) Patrocínio Diamante Patrocínio Ouro Governança X Gestão Governança X Gestão Governança - assegura que as

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais. Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança Catálogo de Entrega de Valor de TI com AGIL-GPR Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Entrega de Valor de TI...

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight

Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight CUSTOMER SUCCESS STORY Scitum reduz em 50% o tempo de produção de relatórios com CA Business Service Insight PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Empresa: Scitum Funcionários: 450+ EMPRESA Empresa

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente;

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL Mas o que gerenciar? Gerenciamento de Serviço de TI. Infra-estrutura

Leia mais

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização:

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS Realização: Ademar Luccio Albertin Mais de 10 anos de experiência em Governança e Gestão de TI, atuando em projetos nacionais e internacionais

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Wesley Vaz, MSc., CISA

Wesley Vaz, MSc., CISA Wesley Vaz, MSc., CISA Objetivos Ao final da palestra, os participantes deverão ser capazes de: Identificar e compreender os princípios do Cobit 5; Identificar e conhecer as características dos elementos

Leia mais

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC {aula #1} com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11) 9962-4260 http://rildosan.blogspot.com/

Leia mais

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra

A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos. Agenda da palestra A implantação da governança de TI:abordagens, barreiras e requisitos Limeira, 27 de outubro de 2010 Aguinaldo Aragon Fernandes, DSc,CGEIT www,aragonconsultores.com.br Copyright 2010 By Aragon. Agenda da

Leia mais

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning

Balanced Scorecard. Planejamento Estratégico através do. Curso e- Learning Curso e- Learning Planejamento Estratégico através do Balanced Scorecard Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna 24/09/2013 COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna Luiz Claudio Diogo Reis, MTech, CISA, CRISC, COBIT (F), MCSO Luiz.reis@caixa.gov.br Auditor Sênior Caixa Econômica Federal Currículo

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão

ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM. Reflexões voltadas para a Gestão ANEC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UMA ABORDAGEM Reflexões voltadas para a Gestão MUDANÇAS EDUCAÇÃO NO BRASIL 1996 Lei 9.934 LDB 1772 Reforma Pombalina 1549 Ensino Educação público no dos Brasil Jesuítas Lei

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

FRAMEWORK DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: Da Implementação à Conformidade. Marcelo Veloso

FRAMEWORK DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: Da Implementação à Conformidade. Marcelo Veloso FRAMEWORK DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: Da Implementação à Conformidade Marcelo Veloso O Desafio Fonte: UOL, 2013 2 Fórum Nacional Segurança da Informação Brasília/DF 2 O Desafio

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

MBA: Master in Project Management

MBA: Master in Project Management Desde 1968 MBA: Master in Project Management Projetos e Tecnologia da Informação FMU Professor: Marcos A.Cabral Projetos e Tecnologia da Informação Professor Marcos A. Cabral 2 Conceito É um conjunto de

Leia mais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais

Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Fórum de Governança Tecnologia e Inovação LabGTI/UFLA Como vai a Governança de TI no Brasil? Resultados de pesquisa com 652 profissionais Pamela A. Santos pam.santos91@gmail.com Paulo H. S. Bermejo bermejo@dcc.ufla.br

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR NOV/2011 1 Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Auditoria Interna de TI...

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada

Vice-Presidência de Tecnologia. Governança de TI Uma Jornada Vice-Presidência de Tecnologia Governança de TI Uma Jornada Contexto Conhecer-se é condição fundamental para evoluir Evolução da TI Governança de TI Contexto Evolução da TI Aumento de importância e complexidade

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro.

Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. Alta performance: a base para os nossos clientes, a base para o seu futuro. www.accenture.com.br/carreiras www.facebook.com/accenturecarreiras www.twitter.com/accenture_vagas Quem somos A Accenture é uma

Leia mais

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY)

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NÚCLEO SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Mapa Estratégico da Indústria (2007-2015) 2015) Objetivo Criar a cultura da Responsabilidade Social nas Empresas, incorporando as suas políticas às estratégias corporativas,

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Unidade V GOVERNANÇA DE TI

Unidade V GOVERNANÇA DE TI GOVERNANÇA DE TI Unidade V CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY (COBIT) 1 O CobiT é um guia para a gestão de TI recomendado pelo Information Systems Audit and Control Foundation (ISACF)

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português

SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português 1 de 7 28/10/2012 16:47 SIMULADO: Simulado 3 - ITIL Foundation v3-40 Perguntas em Português RESULTADO DO SIMULADO Total de questões: 40 Pontos: 0 Score: 0 % Tempo restante: 55:07 min Resultado: Você precisa

Leia mais

S e g u r a n ç a. d a. I n f o r m a ç ã o 2007

S e g u r a n ç a. d a. I n f o r m a ç ã o 2007 S e g u r a n ç a d a I n f o r m a ç ã o 2007 Uma corrente não é mais forte do que seu elo mais fraco. Tem medo de ataques? Tranque sua rede numa sala!. Só gerenciamos aquilo que medimos, só medimos aquilo

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Balanced Scorecard. As quatro perspectivas de desempenho compreendem diversos indicadores, tais como:

Balanced Scorecard. As quatro perspectivas de desempenho compreendem diversos indicadores, tais como: Balanced Scorecard Inicialmente desenvolvido pelo Dr. Robert Kaplan e David Norton - Harvard, o Balanced Scorecard é uma filosofia prática e inovadora de gestão da performance das empresas e organizações.

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi

GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi GERENCIAMENTO E PROCESSO Porque adotá-los? Onivaldo Roncatti e Leonardo Noshi 1 Sobre a empresa A Business Station é uma provedora de soluções de tecnologia. Possui 5 filiais: São Paulo (matriz), Campinas,

Leia mais

ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT

ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT LONDRINA - PR 2015 ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT Trabalho de Conclusão

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS IS/TI DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência se necessário.

Leia mais