UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE"

Transcrição

1 UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE MBA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DISCIPLINA : MODELAGEM E GESTÃO DE PROCESSOS TÓPICO: - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PROFESSOR: Dr. Ruben H. Gutierrez (D.Sc.)

2 Sistemas e Processos ANALISE SISTEMICA BASICA Requisitos Controles Fornecedores Executores Clientes Entrada (insumos) Processamento Produtos ou serviços (saídas) Recursos Indicadores de produtividade Indicador de Capacidade

3 Em Engenharia de Produção

4

5 Visão PIRAMIDAL DA EMPRESA Gutierrez Chairman CEO Lúcia V.P. Logística Pereyra V.P. Financeiro DA Silva Recursos Humanos CUSTOS

6 O pessoal na Organização Alta direção: Nível estratégico: Indicadores macro, grande abrangência e pouco detalhe: dinheiro, relações, índices Nível Gerencial: Indicadores intermediários, resumos, mercados, linhas de produtos, unidades de organizações Nível Operacional: Indicadores operacionais, pequena abrangência e muito detalhe: unidades tecnológicas de medida

7 FEUDALISMOS NA ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL

8 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL OBJETIVO: AUXILIAR NO PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, CONTROLE E DIREÇÃO DOS NEGÓCIOS. FINANÇAS MATERIAIS RECURSOS HUMANOS MARKETING

9 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL Finanças Contas à Receber Contas à Pagar Contab. Geral Controladoria Análise de Lucratividade Custo de Produção Logística Vendas Compras gger. de Estoques Recursos Humanos Folha de Pagamento Rentabilidade C. Lucro

10

11 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Com o aparecimento do computador o famoso CPD surgiu como um elemento dentro da empresa capaz de desenvolver cálculos, processar e imprimir dados a alta velocidade. Nesta fase jurássica as aplicações eram transpostas para o computador segundo processos similares aos manuais usados até então.

12 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dessa forma, aplicações como : folha de pagamento, controle de estoques, contabilidade e orçamento etc eram atendidas isoladamente, não se dando maior importância às duplicidades de processos e de dados.

13

14 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Num segundo estágio, as empresas começaram a sentir a necessidade de integrar estas aplicações isoladas deviam conversar umas com outras. Apareceram assim os Sistemas Integrados. Evitou-se a redundância dos dados nos diversos arquivos, e Aumentou-se a frequência de se transferir informações, entre aplicações, e via computador.

15 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Esta integração natural aliou-se à Teoria de Sistemas, para formar o enfoque sistêmico. A utilização de Sistemas de Informação, deu ao computador uma nova dimensão. Transformado-o de mero processador de dados em elemento preponderante na racionalização e na dinamização do trabalho na Empresa. Assim o computador passou a ser uma ferramenta (meio) ao serviço da empresa.

16 Requisitos Controles Fornecedores Executores Clientes SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO BASEADO EM NORMAS ISO 9000 Entrada (insumos) Indicadores de produtividade Processamento Recursos Produtos ou serviços (saídas) Indicador de Capacidade

17 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMA é um conjunto de partes (entidades, subsistemas,.. ) coordenadas e interrelacionadas, cada uma fazendo uma função específica, mas que concorrem para a realização de um conjunto de objetivos comuns. Os sistemas aparecem em nosso mundo sempre estruturados em hierarquias. Um sistema pode sempre ser decomposto em sistemas menores denominados subsistemas, e ao mesmo tempo pode ser alocado dentro de outros sistemas maiores.

18 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EXEMPLO : O ser humano, é um composto de uma série de subsistemas, como : o sistema nervoso, o sistema muscular etc., e está, inserido em sistemas maiores, como a família, a organização a que pertence etc.

19 Requisitos Controles VISÃO SISTÊMICA DA EMPRESA Fornecedores Executores Clientes Entrada (insumos) Processamento Recursos Produtos ou serviços (saídas) Indicadores de produtividade Indicador de Capacidade SISTEMA REPRESENTA QUALQUER PARCELA DO UNIVERSO QUE ESTÁ SOB OBSERVAÇÃO COMPOSTO POR UM CONJUNTO DE PARTES COORDENADAS PARA REALIZAR UM CONJUNTO DE ATIVIDADES QUE TEM UM OBJETIVO CLARO, TRANSFORMANDO ENTRADAS EM SAÍDAS, EM UM CERTO TEMPO DE RESPOSTA.

20 CONCEITOS GERAIS SOBRE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Segundo Churchman devemos ter em mente cinco considerações básicas quando pensamos em um determinado sistema : Os objetivos totais do sistema. O ambiente do sistema Os recursos do sistema Os componentes do sistema, suas finalidades, atividades e medidas de rendimentos A administração do Sistema.

21 CONCEITOS GERAIS SOBRE OS OBJETIVOS DO SISTEMA Não confundir os objetivos reais do sistema com os objetivos declarados apregoados pelos elementos que compõem o sistema. Os objetivos declarados podem às vezes idealizar, racionalizar, distorcer, omitir ou mesmo esconder aspectos essenciais do funcionamento do sistema.

22 CONCEITOS GERAIS SOBRE OS OBJETIVOS DO SISTEMA (Ex.) O reitor de uma universidade, poderia descrever o propósito de sua instituição como sendo o de formar líderes para o país; O vice-reitor acadêmico pode ver como objetivo a qualidade do ensino Um coordenador de pós-graduação pode objetivar o desenvolvimento de trabalhos de pesquisa e, finalmente, Um professor de engenharia, o treinamento técnico dos jovens visando capacitá-los a obter um bom emprego.

23 Desdobramento dos Objetivos Anuais

24 CONCEITOS GERAIS SOBRE O AMBIENTE DO SISTEMA... é o conjunto dos elementos situados fora do sistema, que satisfaçam a uma das seguintes condições : Uma mudança nos seus atributos afeta o sistema os seus atributos podem ser mudados pelo funcionamento do sistema. Ex. : Os agentes distribuidores de uma editora, por exemplo, embora situados nas mais diferentes partes do país, fazem parte do sistema editora. Os leitores dos livros publicados são parte do ambiente do sistema.

25 CONCEITOS GERAIS SOBRE RECURSOS e COMPONENTES Sist. Recursos são os meios de que o sistema necessita para desempenhar as suas funções. Os recursos, ao contrário do ambiente, estão sob o controle do sistema. Ex.: Os recursos necessários para operar uma empresa, poderiam ser classificados em : dinheiro, equipamento e instalações, pessoal, material, suprimentos e serviços Os componentes são os elementos responsáveis pelo cumprimento das diversas missões essenciais ao funcionamento do sistema. Ex.: numa empresa, as funções de pesquisa, produção, marketing, finanças e pessoal.

26 CONCEITOS GERAIS SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA...é responsável pela elaboração, implantação e acompanhamento dos planos que, em função do ambiente existente, alocarão aos diversos componentes os recursos disponíveis, de modo a que os objetivos do sistema sejam alcançados com o máximo rendimento.

27 SISTEMA DE GESTÃO ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Responsabilidades Autoridades SISTEMA DE GESTÃO DOCUMENTAÇÃO Procedimentos Instruções RECURSOS Mão de Obra Material Máquina 4 M PROCESSOS Métodos

28

29

30 GERÊNCIA E CONTROLE FERRAMENTAL APROPRIADO

31 GERÊNCIA E CONTROLE FERRAMENTAL APROPRIADO

32 GERÊNCIA E CONTROLE : MONITORAR OS PROCESSOS DE FORMA SISTEMICA E INTEGRADA

33 MONITORAR RECURSOS USANDO FERRAMENTAS APROPRIADAS GERÊNCIA E CONTROLE:

34

35

36 Indicadores no Ciclo PDCA Os indicadores tanto servem para definir uma meta no planejamento, como para controlar a execução.verificam se atendemos aos requisitos ensejados ou controlamos a atuação sobre o processo. Conforme o caso eles serão um item de controle ou um item de verificação Metas Itens de controle Atuar Planejar Itens de verificação Verificar Executar Itens de Controle Indicadores no ciclo PDCA

Sistemas de Informação na Empresa

Sistemas de Informação na Empresa Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 04 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

O conjunto das gestões

O conjunto das gestões O conjunto das gestões Temos: Gestão da integração Gestão do escopo Gestão do tempo Gestão dos recursos Gestão dos custos Gestão da qualidade Gestão ambiental Gestão de pessoas Gestão das comunicações

Leia mais

Administração Matriz - Agosto

Administração Matriz - Agosto Administração Matriz - Agosto 1º PERÍODO Pré-requisito Comunicação Empresarial 60 3 3 - Fundamentos das Ciências Sociais 60 3 3 - Matemática Aplicada à Administração 80 4 4 - Tecnologia da Informação 60

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROVAS N2 1º PERÍODO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS PROVAS N2 1º PERÍODO CURSO: ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º PERÍODO 14/06/19 6ª feira - Matemática Aplicada - Comunicação Organizacional - Contabilidade I - Economia - Teoria Geral da Administração (TGA) - Língua Portuguesa

Leia mais

COMO AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DA SUA EMPRESA E A QUALIDADE DOS SEUS PRODUTOS POR MEIO DO CONTROLE DOS PROCESSOS DE NEGÓCIOS. Tadeu Cruz, Prof. M.Sc.

COMO AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DA SUA EMPRESA E A QUALIDADE DOS SEUS PRODUTOS POR MEIO DO CONTROLE DOS PROCESSOS DE NEGÓCIOS. Tadeu Cruz, Prof. M.Sc. COMO AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DA SUA EMPRESA E A QUALIDADE DOS SEUS PRODUTOS POR MEIO DO CONTROLE DOS PROCESSOS DE NEGÓCIOS Tadeu Cruz, Prof. M.Sc. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS É proibido a reprodução

Leia mais

Missão e objetivos da empresa X X X X X. Objetivos por área X X Qualidade das informações X X X X X Integração dos orçamentos por área

Missão e objetivos da empresa X X X X X. Objetivos por área X X Qualidade das informações X X X X X Integração dos orçamentos por área Visão por meio das atividades de valor) Preço Prazo Assistência Técnica Modelo de gestão Análise de aspectos políticos governamentais, econômicos e legais Planejamento estratégico Orçamento empresarial

Leia mais

Matriz 1 - Administração (Modalidade a Distância)

Matriz 1 - Administração (Modalidade a Distância) Matriz 1 - Administração (Modalidade a Distância) Nivelamento Língua Portuguesa 20 - - - 1º PERÍODO Comunicação Empresarial 60 3 3 - Fundamentos das Ciências Sociais 60 3 3 - Matemática Aplicada à Administração

Leia mais

MELHORIA DO DESEPENHO A PARTIR DA GESTÃO POR INDICADORES DE DESEMPENHO. Alexandre Fanfa Ribas Sócio

MELHORIA DO DESEPENHO A PARTIR DA GESTÃO POR INDICADORES DE DESEMPENHO. Alexandre Fanfa Ribas Sócio MELHORIA DO DESEPENHO A PARTIR DA GESTÃO POR INDICADORES DE DESEMPENHO Alexandre Fanfa Ribas Sócio alexandrefanfa@falconi.com Pensamento Sistêmico Indicadores de Desempenho Lacunas e Metas Planos de Ação

Leia mais

GERÊNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES GSI 2016/1

GERÊNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES GSI 2016/1 GERÊNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES GSI 2016/1 Revisão O que é um sistema de informações? O que é um requisito? Qual é o papel do analista de requisitos em um sistema

Leia mais

GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO PROF. BARBARA TALAMINI VILLAS BÔAS

GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO PROF. BARBARA TALAMINI VILLAS BÔAS GERENCIAMENTO DE INTEGRAÇÃO PROF. BARBARA TALAMINI VILLAS BÔAS 9 ÁREAS DE CONHECIMENTO DE GP / PMBOK / PMI DEFINIÇÃO O Gerenciamento de Integração do Projeto envolve os processos necessários para assegurar

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS AULA 03 UFPR. Prof.ª Nicolle Sotsek Ramos

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS AULA 03 UFPR. Prof.ª Nicolle Sotsek Ramos SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS AULA 03 UFPR Prof.ª Nicolle Sotsek Ramos BREVE REVISÃO Sistemas de informações como combustível para as organizações (dentro e fora da organização); Sistema de informação

Leia mais

Introdução aos sistemas de informação

Introdução aos sistemas de informação Introdução aos sistemas de informação Sistemas de Informação Sistemas de Informação Um conjunto de informações relacionadas que coletam, manipulam e disseminam dados e informações e fornecem realimentação

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AO CÁLCULO DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE FÍSICA DISCIPLINA: REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DISCIPLINA:

Leia mais

D. (49) N, 2º

D. (49) N, 2º CONTROLLER (CÓDIGO 1896) Para empresa de médio porte Atividades a serem desenvolvidas: - Análise de produtividade da fábrica; - Elaborar e apresentar as análises de indicadores de resultados; - Análise

Leia mais

1 Painel Impacto dos custos logísticos na cadeia comercial. Arthur Hill. Copyright Movimenta Serviços Logísticos todos os direitos reservados

1 Painel Impacto dos custos logísticos na cadeia comercial. Arthur Hill. Copyright Movimenta Serviços Logísticos todos os direitos reservados 1 Painel Impacto dos custos logísticos na cadeia comercial Arthur Hill Copyright Movimenta Serviços Logísticos todos os direitos reservados O desafio está em integrar a cadeia de suprimentos, desde o fornecimento

Leia mais

MATRICULE-SE com desconto chama no WhatsApp (99)

MATRICULE-SE com desconto chama no WhatsApp (99) FACULDADE ÚNICA 67 ADMINISTRAÇÃO APLICADA EM GESTÃO EMPRESARIAL 1 60 h 2 60 h 3 60 h 4 60 h 5 60 h 6 60 h ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 60 h 2 60 h 3 60 h 4 60 h 5 60 h 6 60 h AUDITORIA E CONTROLADORIA FINANCEIRA

Leia mais

Competências e Funções do Trabalho Gerencial

Competências e Funções do Trabalho Gerencial Competências e Funções do Trabalho Gerencial Aula 2 EAD-610 2017 1 SUMÁRIO O administrador e: os processos administrativos a visão sistêmica dos processos Modelo para entendimento do trabalho administrativo

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Sistemas de Informação Gerenciais Seção 1.2 Conceitos e perspectivas em SI Seção 1.3 Classificação dos SI 1 EMPRESA E TECNOLOGIA 2 Contexto Já perceberam que as empresas no mundo moderno estão relacionadas

Leia mais

Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores

Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores Escola Politécnica da USP Curso de Engenharia Ambiental Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores Princípios da Gestão Ambiental 1 Prioridade corporativa 9 - Pesquisa 2 Gestão Integrada

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS O que é Qualidade Entender o ciclo PDCA Apresentar técnicas para garantir a qualidade de software Apresentar ferramentas para

Leia mais

Sistemas de Informação e Decisão II. Douglas Farias Cordeiro

Sistemas de Informação e Decisão II. Douglas Farias Cordeiro Sistemas de Informação e Decisão II Douglas Farias Cordeiro Processos As empresas são grandes coleções de processo! Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo. Não existe

Leia mais

Trabalhos de uma forma diferente, eficiente e eficaz para ajudar pessoas e empresas

Trabalhos de uma forma diferente, eficiente e eficaz para ajudar pessoas e empresas Mensagem A Think Ahead iniciou suas atividades em 2006 para prover suporte às pequenas empresas na implantação de softwares. Naquela época éramos uma empresa de informática com DNA de uma empresa de consultoria,

Leia mais

Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas

Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas Seminário: Gestão e Competitividade na Indústria da Construção Copyright INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial Belo Horizonte, 13 de abril de 2012

Leia mais

CS&OP Certified Sales and Operations Planning Professional

CS&OP Certified Sales and Operations Planning Professional O Workshop de S&OP Em mercados competitivos o profissional que dominar o processo de S&OP possuirá grande diferencial estratégico e vantagem competitiva no ambiente de negócios. Neste cenário onde os clientes

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EMPRESARIAL

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EMPRESARIAL MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EMPRESARIAL O MBA Executivo em Gestão Empresarial foi desenvolvido sob medida para profissionais que atuam ou desejam atuar como executivos, a fim de prepara-los para fazer frente

Leia mais

Planejamento e Postura Estratégica

Planejamento e Postura Estratégica Planejamento e Postura Estratégica Gestão de Negócios Fabio Queda Silva Conceito de Planejamento Conceituação de Planejamento Um processo desenvolvido para o alcance de uma situação desejada de maneira

Leia mais

Definição. Sistema de Gestão Ambiental (SGA):

Definição. Sistema de Gestão Ambiental (SGA): Definição Sistema de Gestão Ambiental (SGA): A parte de um sistema da gestão de uma organização utilizada para desenvolver e implementar sua política ambiental e gerenciar seus aspectos ambientais. Item

Leia mais

3. CONCEITOS IMPORTANTES

3. CONCEITOS IMPORTANTES 3. CONCEITOS IMPORTANTES As organizações realizam essas funções, adquirindo e usando recursos, para desenvolver fornecer produtos e serviços, com o objetivo de resolver problemas de seus usuários e das

Leia mais

MAPEAMENTO E MODELAGEM DE PROCESSOS COM NOTAÇÃO BPMN

MAPEAMENTO E MODELAGEM DE PROCESSOS COM NOTAÇÃO BPMN MAPEAMENTO E MODELAGEM DE PROCESSOS COM NOTAÇÃO BPMN Fonte: Cláudio Márcio / Eder Bart - Pirâmides do Egito - Foram erguidas 2700 a.c. - 2,3 milhões de blocos de rocha, cada um pesando em média 2,5 toneladas

Leia mais

SI03 FUNDAMENTOS DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES I

SI03 FUNDAMENTOS DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÕES I 1 2 1. Entender a importância do Sistema de Informações Gerenciais (SIG); 2. Conhecer os conceitos básicos de tecnologia, sistema e sistemas de informação; 3. Conhecer a classificação dos sistemas de informação.

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Sistemas de Informação Gerenciais Seção 2.2 Sistemas Empresariais: ERP SCM 1 Sistema empresarial Constitui uma estrutura centralizada para uma organização e garante que as informações possam ser compartilhadas

Leia mais

Aula 1. Noções Básicas sobre Processos. Prof. Carina Frota Alves

Aula 1. Noções Básicas sobre Processos. Prof. Carina Frota Alves Aula 1 Noções Básicas sobre Processos Prof. Carina Frota Alves 1 O que significa BPM? BPM Business Process Modelling BPM Business Process Management Em geral, iniciativas BPM referem-se ao ciclo de vida

Leia mais

Etapas do processo de Administração Estratégica. DPS aula 3 Negócios

Etapas do processo de Administração Estratégica. DPS aula 3 Negócios Etapas do processo de Administração Estratégica Aula 3 Professor Douglas Pereira da Silva 1 2 As etapas envolvidas na administração estratégica Etapa 1: Análise do ambiente O processo de administração

Leia mais

PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA

PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA PROPOSTA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PARA NOVA REDAÇÃO DOS ARTIGOS 21 A 29 DO ESTATUTO SOCIAL, QUE TRATAM DOS CARGOS E ATRIBUIÇÕES DA DIRETORIA Senhores Acionistas, O Conselho de Administração da Metalfrio

Leia mais

PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL

PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL PRINCÍPIOS DA ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL INTRODUÇÃO À TÉCNICAS DE ADMINISTRAÇÃO O que é Administração? Administração vem do latim Ad = direção ou tendência para algo. Minister = subordinação ou obediência

Leia mais

MBA Executivo em Gestão Empresarial

MBA Executivo em Gestão Empresarial MBA Executivo em Gestão Empresarial Coordenador: Dr. Giancarlo Leite Certificado: Especialista MBA Executivo em Gestão Empresarial Duração: 1 ano e 3 meses Carga Horária: 450 h (360 de aulas + 90 complementares)

Leia mais

16 ANOS Avaliação das Práticas da Manutenção Avaliação das Práticas da Manutenção. Base para o Projeto de Melhoria Contínua

16 ANOS Avaliação das Práticas da Manutenção Avaliação das Práticas da Manutenção. Base para o Projeto de Melhoria Contínua Avaliação das Práticas da Manutenção Base para o Projeto de Melhoria Contínua Avaliação das Práticas da Manutenção (APM) Base para o Projeto de Melhoria Contínua JWB Engenharia: Empresa nacional de consultoria

Leia mais

Gestão de Processos Introdução Aula 1. Professor: Osmar A. Machado

Gestão de Processos Introdução Aula 1. Professor: Osmar A. Machado Gestão de Processos Introdução Aula 1 Professor: Osmar A. Machado Algumas definições de processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo. Não existe um produto ou serviço

Leia mais

Gestão Estratégica. Aula 4 Diagnóstico Estratégico Interno. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira

Gestão Estratégica. Aula 4 Diagnóstico Estratégico Interno. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Gestão Estratégica Aula 4 Diagnóstico Estratégico Interno Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INTENÇÃO ESTRATÉGICA DIAGNÓSTICO Negócio Áreas Estratégicas de Negócio

Leia mais

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros Sistemas de Informação Alberto Felipe Friderichs Barros Introdução Como consumidor você precisa lidar com os sistemas de informações que dão suporte às operações de muitas lojas de varejo em que você faz

Leia mais

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR Fonte: http://www.softex.br/mpsbr/_home/default.asp Apostilas disponíveis no site 1 NORMAS: NBR ISO NBR ISO/IEC CMM SPICE Continuação... 2 NORMAS VISÃO GERAL NBR

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Introdução

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Introdução SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução Sistemas de Informação - Parte 02 Prof. Geovane Griesang geovanegriesang@ifsul.edu.br www.geovanegriesang.com Agradecimento Agradecimentos ao professor Pablo Dall Oglio,

Leia mais

Funções da Administração

Funções da Administração Professor Bruno Eduardo www.brunoeduardo.com professor@brunoeduardo.com www.facebook.com/professorbrunoeduardo Conteúdo: Planejamento Estratégico. Processo Administrativo Planejamento; Organização; Direção;

Leia mais

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 03 IDENTIFICAÇÃO DOS PROCESSOS

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 03 IDENTIFICAÇÃO DOS PROCESSOS Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 03 IDENTIFICAÇÃO DOS PROCESSOS 3. Identificação dos Processos Organizacionais 3.1 Macroprocesso Tomando

Leia mais

Desenvolvimento de pessoas e de organizações

Desenvolvimento de pessoas e de organizações Desenvolvimento de pessoas e de organizações www.profsaravalli.com GESTÃO DE CONCEITOS E NOMENCLATURAS ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL A Gestão de Pessoas (GP) é responsável por um conjunto de políticas e práticas

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EY QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas (*) Horas-aula (**) I - Núcleo de Pessoas 1. Comunicação Interpessoal e Aspectos Motivacionais 2. Liderança 3. Negociação II - Núcleo de Controladoria

Leia mais

Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental.

Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental. Elaboração: Everaldo Mota Engenheiro Mecânico/Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental. Email: everaldomota@yahoo.com.br OBJETIVO * Demonstrar Estudo de Caso de Auditorias

Leia mais

Gerenciamento de Processos de Negócio - BPM Marcos Sganderlla Henrique Brodbeck

Gerenciamento de Processos de Negócio - BPM Marcos Sganderlla Henrique Brodbeck Gerenciamento de Processos de Negócio - BPM Marcos Sganderlla Henrique Brodbeck Agosto, 2013 Modelos de negócio Processos de negócio Modelos de processos de negócio 2 Modelo de negócio Descrição formal

Leia mais

Gestão Empresarial. RAD-1101 Prof.Dr.Jorge Henrique Caldeira de Oliveira

Gestão Empresarial. RAD-1101 Prof.Dr.Jorge Henrique Caldeira de Oliveira Gestão Empresarial RAD-1101 Bibliografia Filipe Sobral, Alketa Peci. Administração: teoria e prática no contexto brasileiro, cap.1. Objetivos da aula Definir os conceitos de administração e organização;

Leia mais

Gerência de Projetos de Software. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC.

Gerência de Projetos de Software. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC dovicchi@inf.ufsc.br http://www.inf.ufsc.br/~dovicchi Programa Projetos e Metodologias Tipos e abordagens Organização Estimativas de Esforço e Gerência de Riscos

Leia mais

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FGV CORPORATIVO 12.227/14_v3 QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas (**) Carga Horária (*) 1. Cooperativismo e Administração de Serviços

Leia mais

TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS

TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS MÓDULO 4 Os Diferentes Tipos e Padrões de Fluxogramas Há muitos tipos diferentes de fluxograma, cada um com sua aplicação específica. A seguir apresentaremos os

Leia mais

3) Grupos de Processos

3) Grupos de Processos 3) Grupos de Processos Iniciação: definir um novo projeto ou uma nova fase de um projeto já existente, obtendo-se autorização para tal. Planejamento: estabelecer o escopo total, definem e refinam os objetivos

Leia mais

ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR

ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR ESCOLARIDADE: Curso de Graduação completo em Administração. HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Decreto nº 61.934 - de 22 de dezembro de 1967 dispõe sobre

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE ISO/IEC Segunda Edição Prof. Edison A M Morais

QUALIDADE DE SOFTWARE ISO/IEC Segunda Edição Prof. Edison A M Morais QUALIDADE DE SOFTWARE ISO/IEC 12207 Segunda Edição 13.03.2009 Prof. Edison A M Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.br 1 Descrever o objetivo da Norma ISO 12207. Mostrar a estrutura da norma.

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO FINANCEIRA

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO FINANCEIRA MBA EXECUTIVO EM GESTÃO FINANCEIRA O MBA Executivo em Gestão Financeira foi desenvolvido sob medida para profissionais que atuam ou desejam atuar como executivos estratégicos na área financeira, a fim

Leia mais

Integração. ão, Monitoramento e Avaliação. de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão

Integração. ão, Monitoramento e Avaliação. de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão Integração ão, Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão João Bezerra Magalhães Neto GAG/GEPLAN Fórum CONSAD São Paulo, 01-07 07-0404

Leia mais

Gestor hospitalar e o mercado de trabalho: uma carreira de sucesso

Gestor hospitalar e o mercado de trabalho: uma carreira de sucesso Gestor hospitalar e o mercado de trabalho: uma carreira de sucesso MARCELO AUGUSTO NASCIMENTO Coordenador do curso Tecnólogo em Gestão Hospitalar 31 98869-9712 marcelo.coordenador@faculdadeunimed.edu.br

Leia mais

Organização. Necessidades de informação para toda a organização

Organização. Necessidades de informação para toda a organização Organização Processos gerenciais e sistemas Necessidades de informação para toda a organização Planejamento e seu vínculo com TI Bibliografia Básica BATISTA, Emerson de Oliveira. Sistemas de. O uso consciente

Leia mais

MBA Controladoria e Finanças com ênfase em Recursos Humanos

MBA Controladoria e Finanças com ênfase em Recursos Humanos MBA Controladoria e Finanças com ênfase em Recursos Humanos Coordenador: Dr. Giancarlo Leite Certificado: Especialista MBA em Controladoria e Finanças com ênfase em Recursos Humanos Duração: 1 ano e 3

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001308 - TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior Area Profissional: GESTAO DA ADMINISTRACAO Area de Atuacao: LOGISTICA/GESTAO Planejar,

Leia mais

Gerência de Projetos de TI

Gerência de Projetos de TI Gerência de de TI Experiência da COPEL SIMPROS 2001 Paulo Henrique Rathunde phr@copel.com Agenda Introdução Gerência de Definição dos Processos Implantação Reflexões 2/33 São Paulo, Brasil 17-20/09/2001

Leia mais

CSE Métodos e Processos na Área Espacial

CSE Métodos e Processos na Área Espacial CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais 23.06.2008 L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia

Leia mais

Aula 3. Sistemas de Armazenamentos Conceitos de Gerenciamento Informação. Elementos do S.I Situações Diagrama do S.I Evolução SIG

Aula 3. Sistemas de Armazenamentos Conceitos de Gerenciamento Informação. Elementos do S.I Situações Diagrama do S.I Evolução SIG Aula 3 Sistemas de Armazenamentos Conceitos de Gerenciamento Informação Processo Elementos do S.I Situações Diagrama do S.I Evolução SIG Sistemas de Armazenamento Qual o bem mais valioso em uma empresa?

Leia mais

Engenharia de Processos E m presariais. Eduardo Pito mbo Machado eduardo.pitom celera.inf.br

Engenharia de Processos E m presariais. Eduardo Pito mbo Machado eduardo.pitom celera.inf.br Engenharia de Processos E m presariais Eduardo Pito mbo Machado eduardo.pitom bo @ celera.inf.br Conteúdo Introdução Características dos Processos Balanced Scorecard Medições Traduzir a Missão em Resultados

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo 6: Os Sistemas de Informação para as Operações das Empresas e o Comércio Eletrônico 6-1 Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet James A. O'Brien Saraiva S/A Livreiros

Leia mais

Sistemas de informação aula 03

Sistemas de informação aula 03 Sistemas de informação aula 03 Sistemas? Informação ou conhecimento Informação Conjunto de procedimentos organizados que quando executados provem informação de suporte a organização [amaral-1994] Conhecimento

Leia mais

ESCOLA DE NEGÓCIOS E GESTÃO

ESCOLA DE NEGÓCIOS E GESTÃO MBA EM GESTÃO FINANCEIRA EMPRESARIAL A decisão de oferecer um curso de Gestão Financeira Empresarial se deve a demanda estimada na região, buscando atender às expectativas de formação profissional. Atualmente,

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. Dr. Ronaldo C. de Oliveira ronaldo.co@ufu.br www.facom.ufu.br/~ronaldooliveira FACOM - 2017 Requisitos do Sistema Introdução O que são requisitos de um software? Serviços

Leia mais

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO FNQ Interpretação dos Critérios de Excelência PRÊMIO QUALIDADE AMAZONAS - 2010 OBJETIVOS DESTE ENCONTRO Apresentar e facilitar o entendimento dos Critérios da Modalidade Gestão. Entender como demonstrar

Leia mais

2. MODELO EVOLUCIONÁRIO Incerteza Adaptação aos ambientes interno e externo

2. MODELO EVOLUCIONÁRIO Incerteza Adaptação aos ambientes interno e externo 3 PARADIGMAS DE GESTÃO 1. MODELO RACIONAL Passos no desenvolvimento da estratégia 1. Definição da missão - Definir utilidade - Definir objetivos estratégicos 2. Análise SWOT - Análise interna - Previsão

Leia mais

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS º PERÍODO CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EMENTAS - 2017.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: CÁLCULO I Estudo e aplicação de limites. Estudo e aplicação de derivadas. Estudo de soluções de problemas com utilização de derivadas.

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção MESTRADO E DOUTORADO Engenharias 33 Missão Formar pesquisadores capazes de planejar, conduzir e difundir pesquisa de alto impacto na área de Engenharia

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

AULA 02 Qualidade em TI

AULA 02 Qualidade em TI Bacharelado em Sistema de Informação Qualidade em TI Prof. Aderson Castro, Me. AULA 02 Qualidade em TI Prof. Adm. Aderson Castro, Me. Contatos: adersoneto@yahoo.com.br 1 Qualidade de Processo A Série ISO

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM VENDAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM VENDAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM VENDAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4023 08/10/13 Rev. 01 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 40 de 26/02/2008, Decreto 1.297 Publicado D.O 18.346 de 22/04/2008. Parecer

Leia mais

RAD Desenvolvimento de Sistemas de Informação

RAD Desenvolvimento de Sistemas de Informação RAD1604 - Desenvolvimento de Sistemas de Informação Prof. Ildeberto A. Rodello rodello@fearp.usp.br Profa. Silvia Dallavalle de Pádua dallavalle.silvia@gmail.com 1 Bibliografia p LAUDON, K. C; LAUDON,

Leia mais

O Papel da Controladoria sob o Enfoque da Gestão Econômica

O Papel da Controladoria sob o Enfoque da Gestão Econômica O Papel da sob o Enfoque da Gestão Econômica Prof. Carlos Alberto Pereira : necessidade ou modismo??? Foco: para se alcançar os objetivos é preciso clarificá-los Sinergia: a otimização isolada das partes

Leia mais

Gestão Estratégica da Qualidade

Gestão Estratégica da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Gestão Estratégica da Qualidade Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Aula 2 16/08 Objetivo: relembrar o que foi dado, tirar possíveis dúvidas

Leia mais

ARQUITETURA ORGANIZACIONAL

ARQUITETURA ORGANIZACIONAL ARQUITETURA ORGANIZACIONAL Capítulo 04 1 A ARQUITETURA ORGANIZACIONAL ESTÁ BASEADA NA DISTRIBUIÇÃO DE PODER E RESPONSABILIDADE MATERIALIZADA EM: ELEMENTOS DE UMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL FORMAS DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Fornecer exemplos dos principais tipos de sistemas de informação a partir de suas experiências com empresas do mundo real.

Fornecer exemplos dos principais tipos de sistemas de informação a partir de suas experiências com empresas do mundo real. Objetivos do Capítulo Fornecer exemplos dos principais tipos de sistemas de informação a partir de suas experiências com empresas do mundo real. Identificar os diversos desafios que um gerente pode enfrentar

Leia mais

PROTÓTIPO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS APLICADO A INDÚSTRIA DE BENEFICIAMENTO DE COURO BASEADO NA REDE PERT-CPM

PROTÓTIPO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS APLICADO A INDÚSTRIA DE BENEFICIAMENTO DE COURO BASEADO NA REDE PERT-CPM UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO PROTÓTIPO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS APLICADO A INDÚSTRIA

Leia mais

MODELAGEM DE PROCESSO

MODELAGEM DE PROCESSO MODELAGEM DE PROCESSO Helder Marcos Freitas Administrador UFJF Residente de Gestão Hospitalar HU/UFJF E-mail: residecoadm.hu@ufjf.edu.br Introdução Processo é uma agregação de atividades e comportamentos

Leia mais

ISO 9001: Abordagem de processo

ISO 9001: Abordagem de processo ISO 9001:2008 0.2. Abordagem de processo Apesar dos requisitos da ISO 9001 propriamente ditos só começarem no item 4 da norma, o item 0.2 Abordagem de processo, é uma exigência básica para a aplicação

Leia mais

Unidade I PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha

Unidade I PROCESSOS ORGANIZACIONAIS. Prof. Léo Noronha Unidade I PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Prof. Léo Noronha Introdução aos processos organizacionais Qualquer tamanho de empresa, até as informais ou do terceiro setor. Visão moderna de gestão organizacional,

Leia mais

Modelagem de Processos de Negócio Aula 10 Avaliação de AS-IS Andréa Magalhães Magdaleno

Modelagem de Processos de Negócio Aula 10 Avaliação de AS-IS Andréa Magalhães Magdaleno Modelagem de Processos de Negócio Aula 10 Avaliação de AS-IS Andréa Magalhães Magdaleno andrea@ic.uff.br 2018.02 Agenda Execução e monitoramento Avaliar situação atual (AS-IS) Avaliação da perspectiva

Leia mais

Indicadores de Desempenho

Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho 1 Conceito Características mensuráveis de processos, produtos ou serviços, utilizadas pela organização para acompanhar, avaliar e melhorar o seu desempenho. OS INDICADORES NECESSITAM

Leia mais

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo Sistemas de Informações Gerenciais A Empresa e os Sistemas de Informação Conceito de Sistemas Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário

Leia mais

Sistemas de Avaliação e Qualidade. Aula 3. Contextualização. Prof. Me. Elton Ivan Schneider

Sistemas de Avaliação e Qualidade. Aula 3. Contextualização. Prof. Me. Elton Ivan Schneider Sistemas de Avaliação e Qualidade Aula 3 Contextualização Prof. Me. Elton Ivan Schneider de Desempenho (IDs), com o seguinte conceito: Uma relação matemática que mede, numericamente, atributos de um processo

Leia mais

9- Preparação e respostas à emergências

9- Preparação e respostas à emergências Módulo 3 Etapas para implantação de um sistema de gestão integrado: planos de emergência, implantação dos processos comuns a todas as normas, documentação, vantagens, dificuldades, decisão e exercícios

Leia mais

PROJETO INTEGRADO AULA 3 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROF.: KAIO DUTRA

PROJETO INTEGRADO AULA 3 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROF.: KAIO DUTRA PROJETO INTEGRADO AULA 3 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROF.: KAIO DUTRA O que é um Projeto? Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

SOFTWARES DE GESTÃO SEGMENTO

SOFTWARES DE GESTÃO SEGMENTO SOFTWARES DE SEGMENTO MOVELEIRO CSW MOVELEIRO Um segmento que pede boas ferramentas de controle de estoques, demandas, pedidos e processos precisa de soluções seguras e eficientes para otimizar as rotinas

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Unidade II - Classificação e tipos de Sistemas de Informação Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 2.1 Sistemas de Processamento de Transações (SPT) 2.2 Sistemas de

Leia mais

Gestão da Qualidade. Profa. Ms. Ana Cabanas 02/09/ Aula 2 - QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL

Gestão da Qualidade. Profa. Ms. Ana Cabanas 02/09/ Aula 2 - QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL Gestão da Qualidade Profa. Ms. Ana Cabanas - Aula 2 - QUALIDADE TOTAL Qualidade Assegura 1980 Aspectos segurança e responsabilidade civil Produto/serviço QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL ISO 9000 Década

Leia mais

Gerencial Industrial ISO 9000

Gerencial Industrial ISO 9000 Gerencial Industrial ISO 9000 Objetivo: TER UMA VISÃO GERAL DO UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: PADRÃO ISO 9000 Qualidade de Processo Qualidade do produto não se atinge de forma espontânea. A qualidade

Leia mais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Empresa Deve: Ser organizada: padronização administrativa (planejamento e controle) Ter qualidade: atender a necessidade dos consumidores (prazo, preço,

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Profª Esp. Mônica Suely Guimarães de Araujo Conceito Logística são os processos da cadeia de suprimentos (supply chain) que planejam, estruturam e controlam, de forma eficiente e

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Como a SI pode ser obtida? Implementando CONTROLES, para garantir que os objetivos de segurança

Leia mais