SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA"

Transcrição

1 SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais (Interseção Castelinho Trevo da Uglione Ponte s/ Arroio Taquara) Porto Alegre 07 de novembro de 2012

2 Sumário 1. Roteiro da Sessão de Audiência Pública 2. Apresentação dos Componentes da Mesa 3. Objetivos da Audiência Pública 4. Normas que Nortearão a Audiência Pública 5. Objeto 6. A licitação 7. Escopo Básico

3 1 - ROTEIRO DA SESSÃO Apresentação dos componentes da Mesa, os objetivos da Audiência Pública e leitura das Normas que regerão a sessão. Apresentação do Empreendimento, sua concepção, informações técnicas e licitação 1 hora. Entrega das Fichas de Inscrição para participação nos debates 10 minutos. Intervalo 15 minutos. Debates: O tempo determinado para os debates será estipulado pela Mesa, em função do número de inscritos. Encerramento da Audiência Pública.

4 2 - COMPONENTES DA MESA Engº Pedro Luzardo Gomes - Superintendente Regional do Rio Grande do Sul Engº João Loureiro Chefe do Serviço de Engenharia SR/RS Engº Hugo Sternick Gerencia de Projeto / Diretoria Geral / DNIT/Sede

5 3 OBJETIVOS DA AUDIÊNCIA PÚBLICA Esta Audiência Pública, em atendimento ao disposto no artigo 39 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, objetiva tornar público a execução da Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais - TRAVESSIA URBANA DE SANTA MARIA BR- 158/287/RS, no estado do Rio Grande do Sul. Os trabalhos apresentados no decorrer desta sessão visam informar, esclarecer, dirimir dúvidas, obter sugestões, conciliando-as, como forma de mostrar a importância deste empreendimento e evitar qualquer tipo de desinformação sobre o mesmo.

6 4 - Normas que Nortearão a Audiência Pública 4.1. A Audiência Pública será aberta pela Presidência dos trabalhos Todos os presentes poderão manifestar-se dentro das Normas que regem a Audiência O tempo previsto de duração é de 2 (duas) horas, com início às 14h30min horas e término às 16h30min, admitindo-se sua prorrogação por um prazo não superior a 1 (uma) hora As inscrições e os questionamentos deverão ser feitos por escrito, através das Fichas de Inscrição, que deverão ser entregues, pelos interessados, no intervalo da Sessão Os questionamentos serão obrigatoriamente por escrito, devendo os inscritos sempre identificarem-se. A leitura dos questionamentos será feita pelo Presidente dos trabalhos, que indicará o(s) responsável(is) pelas respostas.

7 4 - Normas que Nortearão a Audiência Pública 4.6. Os questionamentos serão respondidos pela ordem de recebimento O Presidente dos trabalhos poderá impugnar perguntas não pertinentes ao objeto da Audiência e solicitar maiores esclarecimentos para as respostas Todos os inscritos terão direito a pergunta e réplica A critério do Presidente dos trabalhos, em função do número de perguntas, bem como da complexidade das mesmas, poderá ser fornecida resposta por escrito a posteriori, no prazo de 3 (três) dias úteis Os membros da mesa poderão intervir quando necessário.

8 4 - Normas que Nortearão a Audiência Pública Documentos escritos e assinados pertinentes ao empreendimento, poderão ser entregues à Mesa ou ao DNIT, até 3 (três) dias úteis após o encerramento da Sessão, desde que a intenção de fazê-lo seja expressa publicamente durante a Audiência, para que conste em Ata. Esses documentos deverão ser assim endereçados: SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO DNIT NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Superintendente: Eng Pedro Luzardo Gomes Tel.: (51) (51) /9557 Fax: (51) Endereço: Rua Siqueira Campos, 664 Centro CEP Porto Alegre/RS

9 4 - Normas que Nortearão a Audiência Pública 4.12 A ata da Assembleia será encerrada e assinada pelos integrantes da mesa e pelos que o desejarem, dentro do prazo de 3 (três) dias úteis após o término da Sessão, no endereço indicado no item Caberá ao Presidente dos trabalhos encerrar a Sessão.

10 5 - OBJETO Contratação de empresas para execução dos projetos e obras de Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais - TRAVESSIA URBANA DE SANTA MARIA - BR-158/287/RS.

11 6 A LICITAÇÃO - Lei nº , Decreto Nº Fundamento legal: inciso IV, art. 1º, da Lei Nº , de 2011 (Lei /11) Forma de Execução da Licitação: RDC - Regime Diferenciado de Contratação Pública; Tipo de licitação: TÉCNICA E PREÇO Modalidade: CONTRATAÇÃO INTEGRADA (Projeto + Obra)

12 6 A LICITAÇÃO - Lei nº , Decreto Nº A licitação reger-se-á: pelo disposto no Edital e seus Anexos, pela Lei nº , de 05 de Agosto de 2011, Regime Diferenciado de Contratações Públicas - RDC pelo Decreto nº 7.581, de 11 de outubro de 2011 que Regulamenta o RDC, pelo fato da obra objeto ter sido incluída no PAC pelo Decreto nº 6.450/2008, de 08 de maio de 2008;

13 7 ESCOPO BÁSICO GRUPOS DE ATIVIDADES GRUPO 01 Projetos Básico e Executivo de Engenharia GRUPO 02 Duplicação e Reabilitação da Pista Existente, Ruas Laterais (terraplenagem, drenagem e OAC, pavimentação e reabilitação da pista existente, obras complementares) GRUPO 03 Interseções incluindo suas respectivas Obras de arte Especiais (Viadutos e Passagens Inferiores) GRUPO 04 Obras de arte Especiais (Pontes e Passarelas) GRUPO 05 Sinalização GRUPO 06 Iluminação GRUPO 07 Componente Ambiental e Paisagismo GRUPO 08 Remanejamento de Redes de Serviços Públicos

14 7 ESCOPO BÁSICO LOTES DE CONSTRUÇÃO

15 7 ESCOPO BÁSICO LOTES DE CONSTRUÇÃO

16 SANTA CATARINA ARGENTINA RIO GRANDE DO SUL SANTA MARIA PORTO ALEGRE URUGUAI

17 Final do Lote 2 Ponte sobre o Arroio Taquara km ,60 Início do Lote 1 km 0+186,58 SANTA MARIA CAMOBI >> ERS-509 BR-287/RS BR-158/RS PORTO ALEGRE >> Divisa de Lotes Final do Lote 1 Inicio do Lote 2 km 5+300,00 LOTE 1 LOTE 2

18 QUADRO DE CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

19 LOTE 1

20 SEGMENTO 1 Castelinho Interseção com a BR-287/RS para Camobi - Duplicação de pista separada por barreira central de concreto (NJ) posicionada na borda direita ou esquerda da pista atual. - Segmento montanhoso. - Faixa de Domínio simétrica 35 LD e 35 LE.

21 SEÇÃO TRANSVERSAL-TIPO Segmento 1

22 Km 0,2 ao Km 2,0

23 Interseção do Castelinho Km 0,5 Passarela a construir (254,34 m) Viadutos a construir sobre a BR-158/RS, (Trevo do Castelinho) (2 x 99m) Início da Duplicação km 0+186,58 Soluções Projetadas Construção de dois viadutos sobre a BR-158/RS, separando o trânsito local do fluxo da rodovia federal.

24 Acesso ao Bairro Cerrito Km 1,5 Viaduto a construir sobre a BR-158/RS, no acesso ao Bairro Cerrito (1 x 40,10 m) Soluções Projetadas Substituição do atual viaduto metálico por um novo em concreto armado e implantação de ramos laterais, possibilitando o acesso de veículos ao bairro e também a Vila Floresta.

25 SEGMENTO 2 Interseção com a BR-287/RS para Camobi - Uglione - Duplicação de pista separada por barreira central de concreto (NJ) posicionada no eixo da pista atual. - Segmento com predomínio de empresas as margens da rodovia. - Faixa de Domínio simétrica 35 LD e 35 LE. - Ruas laterais LD e LE.

26 SEÇÃO TRANSVERSAL-TIPO Segmento 2

27 Km 2,0 ao Km 3,5

28 Km 3,5 ao Km 5,3

29 Interseção Camobi Km 2,5 Viaduto a construir sobre a BR-287/RS (1 x 47,50m) Viaduto existente a reforçar sobre a BR-287/RS (1 x 47,50m) Soluções Projetadas Entroncamento da BR-158/RS com a BR-287/RS que liga a cidade de Santa Maria a Capital do Estado. Será implantado um novo viaduto à esquerda do atual, com o máximo de aproveitamento dos ramos da interseção existente.

30 Acesso à Av. Duque de Caxias Km 3,5 Viadutos a construir sobre os acessos à av. Duque de Caxias e à Estrada Pedro Parcianello (2 x 204 m) Soluções Projetadas Viadutos projetados na rodovia federal sobre rótula alongada, permitirão a interconexão da Av. Duque de Caxias, da Estr. Pedro Parcianello e das ruas laterais.

31 Interseção da Uglione Km 4,5 Trincheira (Rebaixamento da Pista) no acesso à BR-392/RS Viaduto a construir sobre a trincheira (1 x 34,50 m) Viadutos a construir sobre a BR-392/RS (Trevo da Uglione) (1 x 356,00 m) (1 x 382,00 m) Viaduto a construir sobre a trincheira (1 x 31,18 m) Soluções Projetadas Entroncamento de acesso ao Porto de Rio Grande, pela BR-392/RS. Interseção projetada em três níveis: - elevação de BR-158/RS com implantação de viadutos - rotatória em nível atual - trincheira no nível inferior.

32 RESUMO DAS OBRAS DE DUPLICAÇÃO E MELHORAMENTOS NA TRAVESSIA URBANA DE SANTA MARIA LOTE 1 EXTENSÕES: - Duplicação da Pista: 5,1 km - Ruas Laterais: 4,8 km - Ramos e Acessos: 18,5 km VIADUTOS E PONTES - 10 Viadutos a construir - 01 Viaduto a reforçar PASSARELAS: - 1 un. (Vila Floresta)

33 LOTE 2

34 SEGMENTO 3 Uglione BR-158/RS para Rosário do Sul e Av. Walter Jobim - Duplicação à esquerda da pista atual separada por canteiro central de 6,00 m. - Faixa de Domínio assimétrica 25 LD e 45 LE. - Ruas laterais LD e LE até o acesso ao bairro Uhrlândia.

35 SEÇÃO TRANSVERSAL-TIPO Segmento 3

36 Km 5,3 ao Km 6,5

37 Km 6,5 ao Km 8,0

38 Acesso ao Bairro Uhrlândia Km 6,5 Passagem inferior sob a BR-158/287/RS no acesso ao Bairro Uhrlândia (1 x 25,50 m) Passarela Existente Soluções Projetadas Uma passagem inferior, projetada, facilitará a ligação segura entre os bairros Uhrlândia e Duque de Caxias, independente do tráfego de passagem da rodovia. A passarela existente será mantida e restaurada.

39 Acesso ao Bairro Patronato Km 7,0 Passagem inferior sob a BR-158/287/RS, ligação da av. Maurício Sirotsky Sobrinho com a rua Irmã Dulce (1 x 28,20 m) Soluções Projetadas Passagem inferior na ligação da av. Maurício Sirotsky Sobrinho com a rua Irmã Dulce, que facilitará o tráfego e criará mais um ponto seguro para o acesso da rodovia ao centro urbano.

40 Ponte sobre o arroio Cadena Km 7,5 Ponte a construir sobre o Arroio Cadena (1 x 60,00 m) Ponte a alargar/reforçar sobre o Arroio Cadena (1 x 58,00 m) Soluções Projetadas Construção de uma nova ponte à esquerda da existente. A ponte existente será reforçada e alargada.

41 SEGMENTO 4 BR-158/RS para Rosário do Sul Retorno Oeste - Segmento densamente urbanizado. - Duplicação tipo avenida com três faixas de trânsito em cada pista com passeios laterais e ciclovia, separadas por canteiro central de 6,00 m de largura. - Faixa de Domínio assimétrica variando de 55,00 m a 70,00 m (parcialmente ocupada) até o acesso Santa Marta, após passa a ser simétrica até o final do trecho com largura de 70 m.

42 SEÇÃO TRANSVERSAL-TIPO Segmento 4

43 Km 8,0 ao Km 9,5

44 Km 9,5 ao Km 11,0

45 Km 11,0 ao Km 12,5

46 Interseção para Rosário do Sul Km 8,0 Viadutos a construir sobre os acessos à av. Walter Jobim (LD) e à BR-158/RS para Rosário do Sul (LE) (2 x 68,00 m) Av. Walter Jobim Soluções Projetadas A implantação de dois viadutos sobre rotatória permitirá a organização entre o tráfego de passagem na BR-287/RS com os acessos à BR-158/RS e à av. Walter Jobim.

47 Cruzamento da rua Cap. Vasco da Cunha Km 9,5 Passagem inferior sob a BR-287/RS no cruzamento da rua Capitão Vasco da Cunha (1 x 41,00 m) Rua Cap. Vasco da Cunha Soluções Projetadas Construção de uma passagem inferior, interligando os bairros Juscelino Kubistchek, São João e Pinheiro Machado.

48 Interseção com a av. Alcides Roth Km 10,0 Viadutos a construir sobre os acessos ao Bairro Santa Marta (LD) e ao Hospital Regional (LE) (2 x 68,00 m) Soluções Projetadas Viadutos na BR-287/RS sobre rotatória, facilitando o acesso aos bairros Juscelino Kubistchek e Pinheiro Machado. E ramos laterais possibilitando o acesso ao centro da cidade e ao Hospital Regional.

49 Acesso ao Bairro Tancredo Neves Km 11,5 Viadutos a construir sobre os acessos ao Bairro Tancredo Neves (LE) e ao Distrito Industrial (LD) (2 x 170,00 m) Soluções Projetadas Construção de dois viadutos na BR-287/RS sobre uma rótula alongada, permitindo a interconexão da rodovia e dos bairros Tancredo Neves, Pinheiro Machado e Distrito Industrial.

50 Retorno Oeste Km 12,5 Rotatória em nível no limite oeste do Bairro Pinheiro Machado Soluções Projetadas Implantação de uma rotatória em nível, permitindo o acesso aos bairros Tancredo Neves e Pinheiro Machado

51 SEGMENTO 5 Retorno Oeste Arroio Taquara - Duplicação à esquerda da pista atual separada por canteiro central de 6,00 m de largura. - Segmento rural com faixa de domínio simétrica de 70,00 m

52 SEÇÃO TRANSVERSAL-TIPO Segmento 5

53 Km 12,5 ao Km 14,0

54 Km 14,0 ao Km 14,7

55 Ponte sobre o Arroio Ferreira e acesso à Boca do Monte Km 13,5 Rotatória em nível com o acesso à Boca do Monte (ULBRA) Ponte a construir sobre o Arroio Ferreira (1 x 26,00 m) Ponte a construir sobre o Arroio Ferreira (1 x 26,00 m) Soluções Projetadas Implantação de duas novas pontes sobre o Arroio Ferreira, à esquerda da atual, que será demolida. E uma rotatória em nível no acesso a Boca do Monte e à ULBRA.

56 Ponte sobre o Arroio Taquara Km 14,7 Final da Duplicação Km ,60 Ponte a construir sobre o Arroio Taquara (1 x 26,00 m) Ponte a construir sobre o Arroio Taquara (1 x 26,00 m) Soluções Projetadas Com extensão de 26,0 m, as pontes sobre o Arroio Taquara, marcarão o final da duplicação. A ponte existente será demolida.

57 RESUMO DAS OBRAS DE DUPLICAÇÃO E MELHORAMENTOS NA TRAVESSIA URBANA DE SANTA MARIA LOTE 2 EXTENSÕES: - Duplicação da Pista: 9,4 km - Ramos e Acessos: 10,0 km VIADUTOS E PONTES - 06 Viadutos a construir - 05 Pontes a construir - 01 Ponte a alargar e reforçar PASSAGENS INFERIORES - 3 un. (Bairro Uhrlândia, Rua Irmã Dulce e Rua Cap Vasco da Cunha) PASSARELAS: - 2 un. (Bairro São João e Bairro Pinheiro Machado)

58 SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DOESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Obrigado! TRAVESSIA URBANA DE SANTA MARIA BR-158/ 287/RS Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais Porto Alegre 07 de novembro de 2012

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA RESTAURAÇÃO/RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA NAS RODOVIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre 06 de novembro de 2012

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA OBRAS DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS NA RODOVIA BR-381/MG Trecho:

Leia mais

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 Trecho: Divisa ES/MG - Divisa MG/SP Subtrecho: Rio Una - Entroncamento MG-435 (Caeté) Segmento Atual:

Leia mais

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 Corredores de Ônibus Manaus: Atendem três condicionantes: 1) Plano de Estruturação da Malha Viária do Governo do Estado do Amazonas; 2) Demanda

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA. FICHA DE INSCRIÇÃO PARA QUESTIONAMENTOS (preencha de forma clara, legível e objetiva os campos abaixo)

AUDIÊNCIA PÚBLICA. FICHA DE INSCRIÇÃO PARA QUESTIONAMENTOS (preencha de forma clara, legível e objetiva os campos abaixo) NOME: RENATO SILVA JUNIOR ÓRGÃO/ENTIDADE/EMPRESA: PREFEITURA SANTA LUZIA DO ITANHY Como no trecho do Rio Piaui que liga a zona urbana a zona rural do Município de Estância, logo há um grande fluxo de veiculo

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP

Leia mais

Governo Estadual RS 509

Governo Estadual RS 509 1 - RODOVIAS / TRAVESSIA URBANA Governo Federal BR 158, BR 287 e BR 392 Governo Estadual RS 509 Governo Municipal Av. Helvio Basso 2 - MOBILIDADE URBANA Plano Diretor de Mobilidade Urbana TR está pronto.

Leia mais

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 Institui a Lei do Sistema Viário do Município de Cafeara, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE

Leia mais

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina (Palhoça Passo de Torres/Divisa SC-RS) Relatório de andamento de obras Junho 2013 Fase 1 Obras contratadas

Leia mais

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG NORMA INTERNA: UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE SINALIZAÇÃO DE OBRAS E

Leia mais

ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC. (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa)

ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC. (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa) ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa) Setembro de 2015 Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC Glauco José Côrte Presidente

Leia mais

NOVEMBRO 2013 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO

NOVEMBRO 2013 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO NOVEMBRO 2013 ESTUDO PRELIMINAR PARA IMPLANTAÇÃO DE PONTE SOBRE O RIO SÃO FRANCISCO, ENTRE OS MUNICÍPIOS DE PENEDO/AL E NEÓPOLIS/SE 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO ESTUDO PRELIMINAR PARA IMPLANTAÇÃO DE PONTE

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL 2 Publicação IPR - 727/2006 Diretrizes Básicas

Leia mais

NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE. Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família.

NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE. Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família. NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE Menos tempo no trânsito. Mais tempo com a família. NOVAS OBRAS DE MOBILIDADE BRT Cristiano Machado Empreendimento BRT Antônio Carlos / Pedro I -Meta 4A Trecho Centro - Pampulha

Leia mais

ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL

ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL LEI N. ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DO IPOJUCA VIAS ARTERIAIS VIA PE-060 PE-038 PE-009 I - Requalificação com sua duplicação em todo o trecho

Leia mais

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU)

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) Legenda da priorização das propostas: Ações que já foram iniciadas, devemos MONITORAR o andamento. Articular para 2013 o inicio da execução das Propostas. Sem prazo definido. Articular o inicio a medida

Leia mais

ÍNDICE. Capítulo I...5. Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5. Capítulo II...5. Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6

ÍNDICE. Capítulo I...5. Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5. Capítulo II...5. Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6 ÍNDICE Capítulo I...5 Do Sub-Sistema Viário Estrutural...5 Capítulo II...5 Do Sub-Sistema de Apoio...5 DISPOSIÇÕES FINAIS...6 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CRATEÚS PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO PDDU

Leia mais

5. CLASSIFICAÇÃO DA SINALIZAÇÃO DE INDICAÇÃO

5. CLASSIFICAÇÃO DA SINALIZAÇÃO DE INDICAÇÃO 5. CLASSIFICAÇÃO DA SINALIZAÇÃO DE INDICAÇÃO 5.1 Placas de identificação Posicionam o condutor ao longo do seu deslocamento, ou com relação a distâncias, ou locais de destino. 5.1.1 Placas de identificação

Leia mais

Obras de mobilidade urbana de BH

Obras de mobilidade urbana de BH Obras de mobilidade urbana de BH Belo Horizonte foi a primeira cidade sede da Copa do Mundo Fifa 2014 a assinar os contratos de financiamentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade,

Leia mais

ARCO METROPOLITANO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE OBRAS

ARCO METROPOLITANO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE OBRAS DO RIO DE JANEIRO HISTÓRICO 1974 - passou a integrar o Plano Rodoviário Estadual (PRE) como RJ-109, rodovia planejada do trecho entre a BR 040 e a BR 101 (Sul) 1977 e 1984 - O Estado contratou projeto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO PDDU LEI DO SISTEMA VIÁRIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO PDDU LEI DO SISTEMA VIÁRIO PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ KL Serviços e Engenharia S/C PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO PDDU LEI DO SISTEMA VIÁRIO LEI Nº Dispõe sobre o sistema Viário do Município de Quixadá e dá outras

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA

SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA 2 OBJETO: Implantação de Alça Rodoviária - Rodovia Independência/1ª Etapa JUSTIFICATIVA:

Leia mais

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014

DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA WALTER FERNANDES DE MIRANDA NETO SECRETÁRIO ADJUNTO DE PLANEJAMENTO DE OBRAS DA COPA 2014 INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA PARA A COPA INVESTIMENTOS SECRETARIA ADJUNTA EM MOBILIDADE DE PLANEJAMENTO URBANA DE OBRAS PARA DA A COPA MOBILIDADE URBANA - COPA DÂMOCLES PANTALEÃO LOPES TRINTA SECRETÁRIO

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 INFRAESTRUTURA PARA A COPA 2014 Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 Novembro/12 Agosto/2011 Empreendimentos de Mobilidade Urbana BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1: Interseção com Av.

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 Fevereiro/2014 1 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA), Associação

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: BR-290/RS & BR-116/RS 121,00 KM PORTO ALEGRE RS CONCEPA OSÓRIO PORTO ALEGRE - GUAÍBA

RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: BR-290/RS & BR-116/RS 121,00 KM PORTO ALEGRE RS CONCEPA OSÓRIO PORTO ALEGRE - GUAÍBA RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: CONCEPA BR-290/RS & BR-116/RS OSÓRIO PORTO ALEGRE - GUAÍBA 121,00 KM PORTO ALEGRE RS DEZEMBRO DE 2015 ÍNDICE ITEM DESCRIÇÃO PÁGINA 1. Informações

Leia mais

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA " DESCIDAS D AGUA". 1 - DIMENSÕES EM cm.d

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA  DESCIDAS D AGUA. 1 - DIMENSÕES EM cm.d 1 - DIMENSÕES EM cm.d 2 - AJUSTAR NA OBRA A ZONA DE CONTATO DA ENTRADA COM A DESCIDA D ÁGUA TIPO RÁPIDO EM MEIO - CANA DE CONCRETO OU CALHA METÁLICA 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS

Leia mais

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014

Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Projetos de Melhoria da Mobilidade Urbana até 2014 Melhoria da Infraestrutura Viária e Transporte na Capital Abril/2011 Mobilidade Urbana em Belo Horizonte BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1 VIADUTOS DE

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM Secretaria de Logística e Transportes Estrutura da Secretaria de Logística e Transportes Pátio 2 Obra Secretaria de Logística e Transportes Porto de São Sebastião Realizações 2011/2012 Descrição Nivelamento

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana e Transporte Público Porto Alegre Copa 2014 AGOSTO - 2012

Obras de Mobilidade Urbana e Transporte Público Porto Alegre Copa 2014 AGOSTO - 2012 AGOSTO - 2012 Matriz de Responsabilidades invest. R$ 866,3 milhões Corredor Avenida Tronco Corredor Terceira Perimetral Corredor Padre Cacique Monitoramento dos Corredores BRT Protásio Alves BRT Assis

Leia mais

11 ideias para ciclovias mais seguras

11 ideias para ciclovias mais seguras 11 ideias para ciclovias mais seguras Legislação Política Nacional de Mobilidade Urbana A Política Nacional de Mobilidade Urbana é orientada pelas seguintes diretrizes: II prioridade dos modos de transportes

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS MOBILIDADE URBANA EM PRÓXIMAS OBRAS 1 AV. AGUANAMBI 2 INTERVENÇÕES AV. ENGENHEIRO SANTANA JR. 3 PE. ANTONIO TOMÁS 4 5 AV. RAUL BARBOSA / RUA MURILO BORGES AV. JOSÉ BASTOS / AV. AUGUSTO DOS ANJOS 6 AV.

Leia mais

105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia

105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia Programa 2075 - Transporte Rodoviário Número de Ações 227 105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia UO: 39252 - Departamento Nacional

Leia mais

Manutenção e desenvolvimento das atividades da Secretaria. Atividade mantida. Manutenção da Limpeza pública Cidade Limpa

Manutenção e desenvolvimento das atividades da Secretaria. Atividade mantida. Manutenção da Limpeza pública Cidade Limpa LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - ANEXO III - METAS E PRIORIDADES OBJETIVO ESTRATÉGICO : Prestar serviços urbanos de utilidade pública visando proporcionar melhor qualidade de vida aos cidadãos. PROGRAMA:

Leia mais

Desenvolvimento Urbano

Desenvolvimento Urbano Estudos de concepção Estudos populacionais Estudos de viabilidade técnico-econômica Assessoria aos pedidos de financiamento junto aos agentes: BNDES / CEF / BIRD / BID, dentre outros Anteprojetos e projetos

Leia mais

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN

COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 Cidade-sede Natal RN GT - INFRAESTRUTURA GT - INFRAESTRUTURA Grupo de Trabalho INFRAESTRUTURA Responsável pela proposição de projetos e operações de infraestrutura, além do acompanhamento na execução destes, necessários à

Leia mais

Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos

Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Engª Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Apoio Engº. Alexsander Maschio ABCP Apresentação Pavimento

Leia mais

Modernos conceitos de acessibilidade (estacionamento, assentos, banheiros, rampas e elevadores para o Portadores de Necessidades Especiais);

Modernos conceitos de acessibilidade (estacionamento, assentos, banheiros, rampas e elevadores para o Portadores de Necessidades Especiais); ARENA DAS DUNAS ARENA DAS DUNAS Descrição da Obra Construção de ARENA MULTIUSO para utilização na Copa 2014; PPP (Participação Público Privada) entre Governo do Estado do Rio Grande do Norte e a Arena

Leia mais

* LIMITES DA FAIXA DE DOMÍNIO - LOTE 02

* LIMITES DA FAIXA DE DOMÍNIO - LOTE 02 PR-986 0,000 0,490 Variável 0,490 1,380 30 30 60 Medido a partir do eixo da rodovia 1,380 1,640 40 40 80 Medido a partir do eixo da rodovia 1,640 1,760 40 35 75 Medido a partir do eixo da rodovia 1,760

Leia mais

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO PAC - RIO

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO PAC - RIO PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO PAC - RIO ARCO METROPOLITANO TRAÇADO GERAL E SEGMENTAÇÃO Ligação entre a BR 101/NORTE em Manilha/Itaboraí a BR-101/SUL (Rod. Rio-Santos) em Itaguaí Extensão de 145

Leia mais

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases:

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases: ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Passarela para Pedestres em Projetos de Engenharia Ferroviária. 2. FASES DO PROJETO O

Leia mais

Rio Branco, capital do Estado do Acre, foi fundada no final de 1882, na margem direita do Rio Acre pelo seringalista NeutelMaia com onome Voltada

Rio Branco, capital do Estado do Acre, foi fundada no final de 1882, na margem direita do Rio Acre pelo seringalista NeutelMaia com onome Voltada Prefeitura Municipal de Rio Branco Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito RBTRANS II Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável Programa Cidades Sustentáveis Melhor Mobilidade,

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 1. Belo Horizonte Copa do Mundo FIFA 2014 CODE-2 Belo Horizonte Belo Horizonte Quantitativo de Empreendimentos e Investimentos por Tema Nº de Empreendimentos Investimento Total (R$ mi) Estádio Mobilidade

Leia mais

Prefeitura Municipal de Registro

Prefeitura Municipal de Registro Prefeitura Municipal de Registro Departamento Municipal de Administração Rua José Antônio de Campos, nº 250 Centro CEP: 11.900-000 Registro SP Fone: (13) 3828-1000 Fax: (13) 3821-2565 e-mail prefeitura@registro.sp.gov.br

Leia mais

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 24 DE JULHO DE 2012 1. Data, Hora e Local: Aos

Leia mais

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES

INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES AÇÕES EXECUTADAS A retomada dos investimentos em transporte determinou a implantação de programas governamentais que otimizassem o gasto público por meio

Leia mais

NOSSO MIx DE produtos

NOSSO MIx DE produtos MINERAÇÃO CERTIFIED NOSSO MIx DE produtos Estudos e projetos de infraestrutura de rodovias, ferrovias e vias urbanas; Projetos de edificações; Projetos de silos; Projetos de pontes; Projetos de viadutos;

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM. Apresentação de Projetos - SP 250 (Piedade)

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM. Apresentação de Projetos - SP 250 (Piedade) Estrutura da Secretaria de Logística e Transportes Malha Rodoviária do Estado de São Paulo TIPO DE ESTRADA EIXO ÓRGÃO DER (km) CONCESSÕES (km) TOTAL ESTADUAL (km) FEDERAL (km) MUNICIPAL (km) TOTAL (km)

Leia mais

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO

PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO PREFEITO E PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF ANUNCIAM NOVOS INVESTIMENTOS EM MOBILIDADE URBANA NO RIO Governo Federal libera R$ 1,63 bilhão para implantação do BRT Transbrasil e do VLT do Centro A presidenta Dilma

Leia mais

FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA

FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA FICHA DE ANÁLISE DA PROPOSTA TÉCNICA EDITAL N o 258/2004-00 - LOTE 01 (Duplicação e Restauração da Pista Existente) TÓPICOS PONTUAÇÃO MÁX CONSOL-ENGENHEIROS CONSULTORES ETEL ESTUDOS TÉCNICOS LTDA. ENGESPRO

Leia mais

Licitações Revogadas pelo DER em 27/06/2015-01/07/2015-02/07/2015 Diário Oficial

Licitações Revogadas pelo DER em 27/06/2015-01/07/2015-02/07/2015 Diário Oficial do aviso no de 020/2014 - TP adequação geométrica do ramo de acesso do km 306 da SP 055, município de Mongaguá. 25/04/2014 503.862,35 03 meses 26/05/2014 025/2014 - TP a elaboração do projeto executivo

Leia mais

ANEXO 21 PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007. Relação de Empreendimentos:

ANEXO 21 PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007. Relação de Empreendimentos: ANEXO 21 Unidade da Federação: RIO GRANDE DO SUL Processo nº 50000.061537/2006-18 Programa de Trabalho publicado no Diário Oficial da União, de 21 de dezembro de 2006, seção 1, pág. 118, na forma da portaria

Leia mais

Autorização para ocupação transversal e/ou longitudinal da faixa de domínio por linhas físicas de transmissão e distribuição de energia.

Autorização para ocupação transversal e/ou longitudinal da faixa de domínio por linhas físicas de transmissão e distribuição de energia. fls. 1/11 ÓRGÃO: MANUAL: DIRETORIA DE ENGENHARIA ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para ocupação transversal e/ou longitudinal da faixa de domínio por linhas físicas de transmissão e distribuição

Leia mais

RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO

RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO MACHADO PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONVITE nº 008/2008 PROJETOS: GEOMÉTRICO, TERRAPLENAGEM, PAVIMENTAÇÃO, DRENAGEM E SINALIZAÇÃO DE VIAS RUA CAETANO GONÇALVES e RUA VEREADOR PINTO

Leia mais

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE OUTUBRO DE 2010 1. Data, Hora e Local:

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) Objetivo Indicador Métrica Proposta Entraves Ações Viabilizadoras

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) Objetivo Indicador Métrica Proposta Entraves Ações Viabilizadoras PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DE MOBILIDADE URBANA E RODOVIAS -"A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que Santa Maria tenha em 2050 um Sistema Viário e de transporte público sustentável,

Leia mais

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) 2 Adequar/Ampliar o Sistema Viário

1 Elaborar o Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PDMU) 2 Adequar/Ampliar o Sistema Viário PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DE MOBILIDADE URBANA E RODOVIAS - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão: Que Santa Maria tenha em 2050 um Sistema Viário e de transporte público sustentável,

Leia mais

DIRETORIA DE ENGENHARIA. ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos.

DIRETORIA DE ENGENHARIA. ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos. fls. 1/5 ÓRGÃO: DIRETORIA DE ENGENHARIA MANUAL: ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de oleodutos. PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, oleodutos. APROVAÇÃO EM: Portaria SUP/DER-

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento) DE 11 PONTES NA RODOVIA BR-222/PA

PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento) DE 11 PONTES NA RODOVIA BR-222/PA MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO PARÁ/AMAPÁ PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento)

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM Matriz de Transporte Brasil Estado de São Paulo Modal Participação Modal Participação Rodoviário 61,20% Ferroviário 20,70% Hidroviário 13,60% Dutoviário 4,20% Aéreo 0,40% Rodoviário 93,10% Ferroviário

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

Projetos funcionais em 3D

Projetos funcionais em 3D Eng. Marcelo Monteiro Missato Planservi Engenharia Eng. Walter Luis Guimaraes Nieyama Planservi Engenharia Engenharia Civil, Estrutural e Obras de Grande Porte Objetivo de aprendizado Ao final desta palestra

Leia mais

Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160) Trecho: Romelândia / Anchieta

Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160) Trecho: Romelândia / Anchieta SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA DEINFRA Departamento Estadual de Infraestrutura Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160)

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL. CONCESSIONÁRIA: Concessionária de Rodovias Galvão BR-153

RELATÓRIO MENSAL. CONCESSIONÁRIA: Concessionária de Rodovias Galvão BR-153 RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: Concessionária de Rodovias Galvão BR-153 RODOVIA: BR-153 TO/GO TRECHO: Entre o entroncamento da BR-060 em Anápolis, no estado de Goiás, e o entroncamento com a TO-070 (Oeste)

Leia mais

w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m

w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m Belo Horizonte - MG Sobre a Vereda Engenharia A Vereda Engenharia Ltda. atua na indústria da construção civil, desde 1986, na construção e comercialização

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS SECRETÁRIO MUNICIPAL DE OBRAS APRESENTAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE ALEXANDRE PINTO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE JULHO/2011 UMA BREVE APRESENTAÇÃO... A Secretaria Municipal de Obras é uma das pastas mais importantes da Prefeitura. Toda execução

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas.

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas. fls. 1/6 ÓRGÃO: MANUAL: DIRETORIA DE ENGENHARIA ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de Linhas Físicas de Telecomunicações, com Cabos Metálicos e com Fibras Ópticas. PALAVRAS-CHAVE:

Leia mais

AMPLIAÇÃO E ADEQUAÇÃO FUNCIONAL DA BR-101/SP NO TRECHO URBANO DE UBATUBA/SP

AMPLIAÇÃO E ADEQUAÇÃO FUNCIONAL DA BR-101/SP NO TRECHO URBANO DE UBATUBA/SP AMPLIAÇÃO E ADEQUAÇÃO FUNCIONAL DA BR-101/SP NO TRECHO URBANO DE UBATUBA/SP KM 42.8 KM 43,1 INTERSEÇÃO DE ACESSO AO PEREQUÊ-AÇU KM 52.1 KM 51,6 INTERSEÇÃO PRAIA GRANDE (ACESSO AO ITAGUÁ) KM 47,3 INTERSEÇÃO

Leia mais

Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso

Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso Nos termos do Contrato de Concessão, bem como dos regulamentos administrativos impostos pelo Poder Concedente, compete à ECO101 Concessionária

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM. ARSESP - Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM. ARSESP - Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo Matriz de Transporte Modal Brasil Participação Estado de São Paulo Modal Participação Rodoviário 61,20% Ferroviário 20,70% Hidroviário 13,60% Dutoviário 4,20% Aéreo 0,40% Rodoviário 93,10% Ferroviário

Leia mais

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 19 DE JULHO DE 2010 1. Data, Hora e Local: Aos

Leia mais

Quarta Feira, 11 de Junho de 2014 Diário Oficial Nº 26310 Página 63 tual contratação de empresa especializada na locação de palco, som, iluminação, tendas, arquibancadas e banheiros químicos a fim de atender

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE PAISAGISMO PARA ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO 10º ENEPEA

CONCURSO NACIONAL DE PAISAGISMO PARA ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO 10º ENEPEA CONCURSO NACIONAL DE PAISAGISMO PARA ESTUDANTES DE ARQUITETURA E URBANISMO 10º ENEPEA Proposta Paisagística para Percurso Urbano - Parque Linear Arroio Dilúvio em Porto Alegre EDITAL / REGULAMENTO A Comissão

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS CAPEAMENTO DIVERSAS RUAS LOCAL: CAPITÃO - RS RUAS EXTENSÃO (m) LARGURA (m) CONCORDÂNCIAS (m2) CANTEIRO (m2) ÁREA TOTAL (m2) RUA 20 DE JULHO 221,00 9,50 4,00 2.103,50

Leia mais

Superintendência de Planejamento e Gestão Territorial (SGT)

Superintendência de Planejamento e Gestão Territorial (SGT) Superintendência de Planejamento e Gestão Territorial (SGT) SEMINÁRIO CONFEA/CREA-BA: ACOMPANHAMENTO OBRAS DA COPA 12/04/2011 OBRAS A CARGO DA SEDUR Corredor Estruturante Aeroporto-Acesso Norte, do Sistema

Leia mais

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel

3.1. Prolongamento da Avenida Jornalista Roberto Marinho via túnel 3. CARACTERIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS Este capítulo apresenta as principais características das obras propostas para o prolongamento da Avenida Roberto Marinho via túnel e o Parque Linear com vias locais,

Leia mais

INICIATIVAS INSPIRADORAS ESPAÇOS PÚBLICOS REQUALIFICAÇÃO DA PRAÇA SAVASSI BELO HORIZONTE MG

INICIATIVAS INSPIRADORAS ESPAÇOS PÚBLICOS REQUALIFICAÇÃO DA PRAÇA SAVASSI BELO HORIZONTE MG ESPAÇOS PÚBLICOS INICIATIVAS INSPIRADORAS REQUALIFICAÇÃO DA PRAÇA SAVASSI BELO HORIZONTE MG ÍNDICE INTRODUÇÃO PERFIL DA CIDADE OS PASSOS PARA A REQUALIFICAÇÃO DA PRAÇA DA SAVASSI DIRETRIZES DO PROJETO

Leia mais

ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO

ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO ISF 209: PROJETO GEOMÉTRICO 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto Geométrico dos Projetos de Engenharia Ferroviária, Projeto Básico e Projeto Executivo. 2. FASES DO PROJETO

Leia mais

Segurança viária na Lomba do Pinheiro - Porto Alegre/RS.

Segurança viária na Lomba do Pinheiro - Porto Alegre/RS. Segurança viária na Lomba do Pinheiro - Porto Alegre/RS. Marcelo Hansen; Alessandra Andrea Both Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) Gerência de Planejamento de Trânsito Rua João Neves da

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NO RECAPEAMENTO ASFÁLTICO DA AVENIDA PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK JUIZ DE FORA MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Luis Otávio de Pinho Tavares

Leia mais

Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências.

Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências. LEI COMPLENTAR Nº 136, DE 15 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito Municipal de Nova Mutum, Estado

Leia mais

1 Educar para o Trânsito

1 Educar para o Trânsito PLANILHA DE OBJETIVOS E AÇÕES VIABILIZADORAS GT DE MOBILIDADE URBANA E RODOVIAS - "A SANTA MARIA QUE QUEREMOS" Visão de Futuro: Que Santa Maria tenha em 2050 um Sistema Viário e de transporte público sustentável,

Leia mais

Infraestrutura e Logística do Brasil. Bahia. Situação atual e perspectivas futuras. Ministério dos Transportes. Salvador/BA, 20 de maio de 2013

Infraestrutura e Logística do Brasil. Bahia. Situação atual e perspectivas futuras. Ministério dos Transportes. Salvador/BA, 20 de maio de 2013 Infraestrutura e Logística do Brasil Bahia Situação atual e perspectivas futuras Salvador/BA, 20 de maio de 2013 Ministério dos Transportes Dimensão dos Transportes no Brasil/Bahia Malha Rodoviária Federal

Leia mais

Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto

Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto Lei complementar Nº122, de 14 de Março de 2005 Autoria vereadores Jair Gomes de Toledo e Marilda Prado Yamamoto Dispõe sobre a regulamentação de posicionamento de caçambas usadas na remoção de entulhos,

Leia mais

ANEXO. PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007 1ª alteração. Relação de empreendimentos

ANEXO. PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007 1ª alteração. Relação de empreendimentos ANEXO Unidade da Federação: RIO GRANDE DO SUL Processo nº 50000.061537/2006-18 Programa de Trabalho contendo as alterações propostas pelo Estado recebidas em 20 de junho de 2007 e publicado no Diário Oficial

Leia mais

DO E-TEC IDIOMAS SEM FRONTEIRAS PARA SERVIDORES EFETIVOS DO IFRO, ALUNOS REGULARES DO IFRO E ALUNOS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL

DO E-TEC IDIOMAS SEM FRONTEIRAS PARA SERVIDORES EFETIVOS DO IFRO, ALUNOS REGULARES DO IFRO E ALUNOS DA REDE PÚBLICA ESTADUAL PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO PARA ACESSO AOS CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC EM INGLÊS NÍVEL A1 E EM ESPANHOL NÍVEL A1, NA MODALIDADE A DISTÂNCIA, NO ÂMBITO DA REDE E- TEC BRASIL DO E-TEC

Leia mais

140/DIREX 50600.013973/2015-11. Aprovado rodoviária sobre o Rio Araguaia e seus acessos, na rodovia BR-153/TO/PA.

140/DIREX 50600.013973/2015-11. Aprovado rodoviária sobre o Rio Araguaia e seus acessos, na rodovia BR-153/TO/PA. EXTRATO DAS DELIBERAÇÕES DA 41ª REUNIÃO DA DIRETORIA COLEGIADA DO DNIT A Diretoria Colegiada desta Autarquia, em sua 41ª Reunião, realizada no dia 10/11/2015, com início às 10 horas e 39 minutos, proferiu

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA INDÚSTRIA CATARINENSE Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina FIESC Glauco José

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol.

ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol. fls. 1/5 ÓRGÃO: DIRETORIA DE ENGENHARIA MANUAL: ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para Implantação de Ductos para Petróleo, Combustíveis Derivados e Etanol. PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio,

Leia mais

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos. Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba

Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos. Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Apresentação Pavimentos de Concreto em Curitiba Evolução

Leia mais

30/05/2015 sábado. Chegada proximo ao portal 15. às 06h00 solo. Solo, Trio, Sexteto, Octetos CIA DE EVENTOS

30/05/2015 sábado. Chegada proximo ao portal 15. às 06h00 solo. Solo, Trio, Sexteto, Octetos CIA DE EVENTOS REGULAMENTO Alterado dia 20/02/2015 PROGRAMAÇÃO: Data: Local: Percurso: Largada/ Chegada: 30/05/2015 sábado Largada Bertioga / Chegada Maresias aproximadamente 75 km de corrida Largada ao lado do Forte

Leia mais

XI ENCONTRO DOS GRUPOS PET DA USP

XI ENCONTRO DOS GRUPOS PET DA USP Prezado Tutor É com grande satisfação que o Grupo PET - Zootecnia do Curso de Zootecnia da da Universidade de São Paulo, FZEA/USP, Campus de Pirassununga, vem à presença de Vossa Senhoria convidar seu

Leia mais

PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS NORTE FRONTEIRA NORTE NORDESTE ARAGUAIA- TOCANTINS FRONTEIRA NORTE OESTE NORTE SÃO FRANCISCO SUDOESTE LESTE

PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS NORTE FRONTEIRA NORTE NORDESTE ARAGUAIA- TOCANTINS FRONTEIRA NORTE OESTE NORTE SÃO FRANCISCO SUDOESTE LESTE PROGRAMAS REGIONAIS PROGRAMAS REGIONAIS BR-174 BR-364 BR-317 BR-319 BR-230 BR-230 BR-163 BR-364 BR-230 BR-158 BR-364 MT-170 BR-010 BR-316 PA-150 BR-222 BR-020 BR-020 BR-230 BR-230 BR-304 BR-407 BR-101

Leia mais

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320 Aquis./ BALANÇO GERAL - 214 ANEXO II / 4.32 Exercício de 1991 2 - Constr. de meio fios em div. ruas e aven.,2,2 Constr. Pont. cor. sec. loc. Faz. Campo Seco,1,1 Constr. de meio fios div. ruas e av.,1,1

Leia mais

João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs

João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs Bicicletas e ciclovias João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs O veículo Um prisma com: Largura: 1,0m Comprimento: 1,75m Altura: 2,25m Vantagens para saúde Ciclismo é um dos esportes aeróbicos

Leia mais

Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil

Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil Esquema operacional de trânsito para a construção do BRT TransBrasil Desde sábado, dia 10 de janeiro, a Avenida Brasil tem 2,5 faixas interditadas no trecho Caju e Manguinhos A Prefeitura do Rio, por meio

Leia mais

ANEXO. PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007 2ª alteração. Relação de empreendimentos

ANEXO. PROGRAMA DE TRABALHO PARA 2007 2ª alteração. Relação de empreendimentos ANEXO Unidade da Federação: RIO GRANDE DO SUL Processo nº 50000.061537/2006-18 Programa de Trabalho contendo as alterações propostas pelo Estado recebidas em 25 de outubro de 2007 e publicado no Diário

Leia mais

LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO

LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO Abril/14 Julho/14 Agosto/14 Outubro/14 Dezembro/14 Abril/15 Via 040 assume a BR-040 Início dos trabalhos de conservação e manutenção, realizados de forma contínua desde então.

Leia mais