NOSSO MIx DE produtos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOSSO MIx DE produtos"

Transcrição

1 MINERAÇÃO

2 CERTIFIED NOSSO MIx DE produtos Estudos e projetos de infraestrutura de rodovias, ferrovias e vias urbanas; Projetos de edificações; Projetos de silos; Projetos de pontes; Projetos de viadutos; Projetos de Aeroportos; Projetos de despoluição de lagoas e represas; Projetos de implantação e ampliação de estção de tratamento de águas ETA e Esgotos ETE; Aálise de sistemas de transportes; Estudo de tráfego; Planos diretores; Estudo de viabilidade técnico econômica; Estudos e projetos de proteção ao meio ambiente; Supervisão de obras rodoviárias, ferroviárias e ambientais.

3 INSTITuCIONAL Fundada em 1989, a Direção Consultoria e Engenharia Ltda. é uma empresa especializada em prestação de serviços que desenvolve estudos, pesquisas, diagnósticos e projetos de engenharia, bem como de serviços de supervisões, controles tecnológicos, assessoramentos técnicos e gerenciamentos de obras de construção. A empresa dispõe de com ampla experiência em desenvolvimento de estudos e projetos de engenharia e em supervisões, e gerenciamentos de obras, assim como em logística de operação em serviços correlatos, aos quais confere competências essenciais. DIREÇÃO MINERAÇÃO Com grande experiência no setor rodoviário, atualmente a empresa investe na mineração nacional, uma vez que o Brasil é um dos países com maior potencial mineral do mundo. A Direção está de acordo e cumpre todas as exigências do Código de Mineração porque compreende a importância de evitar ao máximo um dos maiores problemas causados pela atividade mineradora que é a devastação ambiental e que pode ocorrer de diferentes maneiras, desde alterações na paisagem até a contaminação da água por metais como o mercúrio. Além de realizar o relatório de impacto ambiental e um plano de recuperação da área degradada pela mineração, ambos exigidos por lei, toda e qualquer atividade desenvolvida pela empresa preza pelo respeito às pessoas e ao meio ambiente, marca da empresa.

4 política DE SEGuRANÇA NO TRAbALHO O termo segurança no trabalho vai muito além de tornar seguro o ambiente de execução das atividades dos colaboradores, é assegurar para que estes trabalhem em um ambiente organizado, estejam protegidos contra todos os tipos de riscos, sejam bem geridos, entre outras importantes caracteristicas. A segurança dos colaboradores é uma prioridade para a DIREÇÃO. A empresa entende que tão importante quanto oferecer equipamentos de segurança é essencial ofertar um ambiente de trabalho seguro e confortável. Com o objetivo de garantir integridade física e promover a saúde de seus colaboradores, a DIREÇÃO busca constantemente desenvolver projetos que orientam quanto aos Perigos e Riscos a Saúde e Segurança através de sua avaliação e controle. Além disso, a empresa desenvolve ações que asseguram o cumprimento da legislação e de outros compromissos de Saúde e Segurança subscritos pela empresa. Ginástica laboral, SIPAT e treinamentos, Fala RH (diálogo quinzenal sobre segurança, saúde e qualidade de vida no trabalho), complementam as ações desenvolvidas pela empresa para alcançar os melhores níveis possíveis de segurança e informação. Respeito às pessoas e ao meio ambiente, segurança no trabalho e qualidade são as bases do trabalho desenvolvido pela DIREÇÃO. Sendo assim, não deve haver limitação no que tange a segurança dos trabalhadores, pois são estes que formam o patrimônio de maior valor de toda e qualquer organização, os resultados destes esforços são altamente apreciativos para a empresa e os benefícios são recíprocos para toda a sociedade.

5 portfólio projeto DE AEROpORTOS Elaboração do Projeto de Engenharia do Aeródromo de Ji-Paraná e do Projeto de Adequação do Aeródromo de Pimenta Bueno. Serviços Executados: Estudos e p rojetos diversos para restauração e ampliação da p ista existente no Aeródromo d e Ji-Paraná, a lém da pavimentação e adequação do Aeródromo de Pimenta Bueno. Tempo de Execução: 1200 dias Contratante: DER/RO Extensão: Pista com 2,0 km e 1,2 km Valor: R$ ,00 projeto DE ponte projeto DE DupLICAÇÃO Projeto para reforço e alargamento da Ponte sobre o Rio Machado e Vias de Acesso na travessia urbana da Cidade de Jí-Paraná. Serviços Executados: Estudos e p rojetos para as obras d e construção da ponte, i ncluindo passagens i nferiores, a largamento e reforço d a ponte existente, sinalização, segurança, reabilitação ambiental e vias de acesso. Tempo de Execução: 1200 dias Contratante: Prefeitura Municipal de Jí-Paraná Extensão: 880 m Valor: R$ ,00 Projeto Executivo de Duplicação da Rodovia BR-163 / MT Serviços Executados: Estudos de viabilidade técnico-econômico e ambiental e de elaboração de Projeto Executivo de Duplicação de Rodoviária. Tempo de Execução: dias Contratante: DENIT/MT Extensão: 61,6 km Valor: R$ ,00 projeto DE RESTAuRAÇÃO Projeto de Engenharia para Restauração com Melhorias na Rodovia BR-163/MT Serviços Executados: Estudos e p rojetos diversos para as obras d e restauração c om melhorias da Rodovia, que c onta ainda c om Reabilitação Ambiental. Tempo de Execução: 486 dias Contratante: DENIT/MT Extensão: 265,90 km Valor: R$ ,00

6 projeto DE CONSTRuÇÃO Elaboração do Projeto Executivo de Engenharia para Construção da RodoviaBR-429/RO Serviços Executados: Estudos e p rojetos diversos para obras d e construção da r odovia, incluindo travessias urbanas, acessos, canteiros, passeios, sinalização urbana e reabilitação ambiental. Tempo de Execução: 360 dias Contratante: DENIT/RO Extensão: 165 km Valor: R$ ,00 SupERvISÃO DE RESTAuRAÇÃO Supervisão das Obras de Restauração na Rodovia BR- 163/PR Serviços Executados: Supervisão das Obras de Restauração na Rodovia. Tempo de Execução: 720 dias Contratante: DENIT/PR Extensão: 63,3 km Valor: R$ ,00 SupERvISÃO DE CONSTRuÇÃO Supervisão de Obrasde Restauração na Rodovia BR-116/MG Serviços Executados: Supervisão da Obras de Restauração na Rodovia. Tempo de Execução: 720 dias Contratante: DENIT/MG Extensão: 106,6 km Valor: R$ ,00 SupERvISÃO AMbIENTAL Levantamento do Passivo Ambiental e Projeto de Soluções de Reabilitação Ambiental. Serviços de Apoio a Supervisão Ambiental de Obras de Pavimentação de Trechos Rodoviários no Estado de Minas Gerais Serviços Executados: ensaios e sondagens e apresentação de Soluções Ambientais. Supervisão ambiental de diversos trechos rodoviários, compreendendo ambiental do licenciamento. Tempo de Execução: 1394 dias / 720 dias Contratante: DER/MG Extensão: ,00 km / 6.063,40 km Valor: R$ ,00 / R$ ,00

7 ATESTADOS

8 ATESTADOS

9 ATESTADOS Certidão Contratante Objeto Extensão (km) Tipos de Serviço do Atestado Início Término Dias Corridos Função 9339 DER / RO Coordenação Geral, Supervisão, Fiscalização e Controle das Obras de Pavimentação Asfáltica, da RO-470, trecho: BR-364/Mirante da Serra, no Município de Ouro Preto/RO. 60,00 Coordenação Geral, Supervisão, Fiscalização e Controle das Obras de Pavimentação Asfáltica. 10/08/89 19/08/ /95 DVOP / MT Serviços de Assessoramento à Fiscalização do DVOP das Obras de Implantação e Pavimentação na Rodovia MT-246, trecho Entr. MT-199 (Vila Bela da Santíssima Trindade) - Entr. BR-174 (A)/MT-473 (Pontes e Lacerda). 75,974 Assessoramento de Obras de Implantação e Pavimentação (não tem Engenheiro na equipe). 20/08/91 31/03/ /98 DVOP / MT Serviços de Assessoramento à Fiscalização do DVOP das Obras de Implantação e Pavimentação da BR-158/MT, trecho Entr. BR-242(A)/ MT Córrego dos Gaviões (PNV 158BMT0210 ao 158BMT0222). 97,50 Assessoramento de Obras de Implantação e Pavimentação (não tem Engenheiro na equipe). 01/09/92 31/08/ DER / RO Serviços de Consultoria para Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Recuperação leve e pesada de rodovias na zona 1 do zoneamento sócio-econômico-ecológico do Planaforo. - Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Recuperação leve e pesada de Rodovias. 18/10/93 09/05/ DEVOP / RO Serviços de Consultoria para Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Recuperação leve/pesada de rodovias vicinais, estaduais, municipais e alimentadoras da zona 1 do zoneamento sócio-econômico-ecológico do Planaforo. 556,00 Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Recuperação leve e pesada de Rodovias DEVOP / RO Serviços de Consultoria para Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação Asfáltica da rodovia RO-470, trecho BR-364 / km 22,5 e suas respectivas Obras-de-Arte Especiais no município de Nova União. 22,50 Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação Asfáltica 20/09/94 27/12/ Engº Supervisor / 0479/96 DVOP / MT Serviços de Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação da Rodovia MT-248, trecho Araputanga - Jaurú, subtrecho Araputanga - km 34 (Lote 1). 34,00 Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação Asfáltica /96 DVOP / MT Serviços de Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação da Rodovia MT-248, trecho Araputanga - Jaurú, subtrecho km 34 - Jaurú (Lote 2). 34,00 Fiscalização e Acompanhamento das Obras de Pavimentação Asfáltica DEVOP / RO Serviços de Consultoria de Complementação da Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução das Obras de Pavimentação Asfáltica da Rodovia RO-470, trecho BR-364 / km 22,5 e km 22,5 / km 45,0 no município de Nova União/RO. 45,00 Complementação da Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução das Obras de Pavimentação Asfáltica. 21/10/96 30/11/ /2004 SINFRA/MT Supervisão, Acompanhamento e Controle das Obras de Restauração da Rodovia Pavimentada RO-MT-240, trecho Entr BR-364/MT (Novo Diamantino) - Alto Paraguai (Acesso) - Nortelândia - Arenápolis - Santo Afonso, Lote ,90 Supervisão, Acompanhamento e Controle das Obras de Restauração de Rodovias Pavimentadas. 23/04/98 30/06/ DEVOP / RO Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução das Obras de Pavimentação Asfáltica da Rodovia RO-473, trecho Entr. BR Urupá, no município de Urupá/RO. 54,00 Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução de Obras de Pavimentação Asfáltica. 01/08/01 30/09/ Engº Supervisor / 218/2005 DNIT Supervisão, Coordenação e Controle das Obras de Construção e Pavimentação da Rodovia BR-174/MT, trecho Entr. BR-070(A)/MT (Cáceres) - Divisa MT/AM, subtrecho Entr. MT-473 (Pontes e Lacerda) - Entr. MT-199 (Vila Bela da Santíssima Trindade). 76,00 21/06/01 28/02/ Supervisão, Coordenação e Controle das Obras de Construção e Pavimentação DEVOP / RO Consultoria de Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da execução das Obras de Pavimentação asfáltica. 147,80 Realização dos Controles de qualidade de obras realizadas, acompanhamento das medidas de controle e de proteção ambiental, assessoramento técnico-administrativo e apresentação de relatórios de andamento dos serviços concluídos, referentes às obras de terraplenagem, pavimentação, drenagem, obras de arte correntes, sinalização, obras de arte especiais, obras complementares e obras de conservação rodoviária. 23/10/02 31/12/03 434

10 ATESTADOS Certidão Contratante Objeto Extensão (km) Tipos de Serviço do Atestado Início Término Dias Corridos Função 168/2006 SINFRA/MT Assessoramento e Supervisão de Obras de Pavimentação Asfáltica na Rodovia MT-225, trecho Entr. BR-163 (Rio Celeste) - Rio Celeste. 35,00 Supervisão de Obras de Pavimentação Asfáltica. 14/11/03 20/09/ /07 DER / MG Serviços de Consultoria de supervisão de obras. 89,90 Supervisão dos serviços de terraplenagem,base estabilizada granulometricamente, drenagem e pavimentação em tratamento superficial duplo. 02/05/05 30/06/ SETPU/MT Serviços s de Supervisão, Acompanhamento e Controle da Obra de Pavimentação Asfáltica na Rodovia BR-158/MT. Trecho Divisa MT/PA - Divisa MT/GO, subtrecho Km km 514,8, segmento Km 375,10 - Km 412,90. 37,80 Supervisão dos serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização, reabilitação ambiental, OAC, OAE - Meso e Superestrutura (ponte Córrego Três Maria 30m). 03/05/ DER / RO Serviços de Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução de Obras de Pavimentação Asfáltica e Ambiental na RO-481, trecho Nova Brasilândia/São Miguel, em vários subtrechos. 48,56 Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução de Obras de Pavimentação Asfáltica e Ambiental. 21/08/06 27/12/ Coordenador / DER / RO Serviços de Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução de Obras de Pavimentação Asfáltica e Ambiental na RO-133, trecho Theobroma/ Vale do Anari, Lotes 1, 2, 3 e 4. 53,41 Supervisão, Fiscalização e Acompanhamento da Execução de Obras de Pavimentação Asfáltica e Ambiental. 21/08/06 24/12/ Coordenador / /11 DER / MG Serviços de Consultoria de supervisão de obras. 22,36 Supervisão e consultoria de terraplanagem, sinalização rodoviária, drenagem, pavimentação, conservação, obras de arte especiais, pavimento de concreto. 14/06/07 14/11/ /11 DER/MG Serviços de Apoio à Supervisão de Obras Rodoviárias do PROACESSO 137,33 Supervisão obras rodoviárias 16/06/ /11 DER/MG Serviços de Apoio à Supervisão de Obras Rodoviárias do PROACESSO 165,37 Supervisão obras rodoviárias 16/06/

11 ATESTADOS Certidão Contratante Objeto Extensão (km) Tipos de Serviço do Atestado Início Término Dias Corridos Função 0296/95 DVOP / MT Elaboração de Estudo de Viabilidade -Econômico das seguintes rodovias: MT-175 (trecho Araputnga - Reserva do Cabaçal), MT-343 (trecho Cáceres - Barra dos Bugres), MT-320 (trecho Colider - Comunidade de Água Boa e Distrito Industrial de Cuiabá). 269,50 Estudos de Viabilidade - Econômica 14/05/91 12/07/ /03 DNIT/MG Elaboração de Levantamentos, Pesquisas e Estudos para Revisão do Plano Nacional de Viação (PNV), em segmentos das Rodovias: BR-146/MG, BR-265/ MG, BR-464/MG e BR-479/MG. - Levantamentos de Campo com utilização de GPS, com identificação das ligações existentes no PNV, Estudos e Reconhecimento de Campo de novas alternativas locacionais de traçado, estudo sócio-econômicos e apresentação de justificativas técnicas e econômicas das novas alternativas identificadas. 09/08/00 07/10/ /10 DNIT/DF Elaboração de Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para as Obras de Melhoria e Adequação da Capacidade na Rodovia BR-010/MA, no subtrecho Entr. MA-280 (Gov. Edison Lobão) - Entr. MA-125 (p/ Cidelândia) no segmento do km 247,40 ao km 258,68. 11,28 Estudos Ambientais (diagnósticos); Estudos de Tráfego; Estudo de Traçado (alternativas); Estudos Topográficos; Estudos Socioeconômicos; Estudos de Concepções de Engenharia e Avaliação Econômico-Financeira das alternativas. 25/08/08 20/12/09 65 Coordenador / 123/2004 Prefeitura Municipal de Vilhena/RO Projeto Final de Engenharia para Pavimentação das Avenidas Celso Mazutti (7,29km) e Marechal Rondon (6,0 km). 13,29 Estudos de Tráfego, topográficos, geotécnicos, hidrológicos e os projetos geométrico, de terraplenagem, pavimentação, drenagem urbana, sinalização urbana e obras complementares. 01/08/91 31/10/91 91 Coordenador / 122/2004 Prefeitura Municipal de Vilhena/RO Projeto Final de Engenharia para Vias Urbanas da Cidade de Vilhena, para Pavimentação das seguintes vias: Av. Paraná (3,48 km), Av. Tancredo Neves (1,38 km), Av. Pato Branco (0,28 km), Rua 25 (0,24 km), Av. Presidente Nasser (0,63 km), Av. 512 (0,28 km), Av. 545 (0,22 km), Av. Amazonas (0,40 km), Rua Alfredo Fontinelli (0,40 km), Rua Cláudio Coutinho (0,06 km), Rua Pedro Álvares Cabral (0,62 km) e outras 23 vias de extensões de 0,12 km. 10,75 Estudos de tráfego, topográficos, geotécnicos, hidrológicos e os projetos geométrico, de terraplenagem, pavimentação, drenagem urbana, sinalização urbana e obras complementares. 01/10/91 31/12/91 91 Coordenador / 137/2004 Secretaria de Estado de Transportes MT (antigo DVOP) Projeto Final de Engenharia do Acesso a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no Perímetro Urbano de Cáceres. 5,10 03/11/92 25/02/ Estudos de Traçado, Tráfego, Topográficos, Hidrológicos, Geológico- Geotécnicos e Projeto Geométrico, de Terraplenagem, Drenagem Urbana, Pavimentação, Desapropriação, Sinalização Urbana, Obras Complementares e Especificações Particulares e Complementares. 121/2004 CCL - Comércio Engenharia e Construções Ltda. Elaboração de Levantamento Topográfico para demarcação de área de Loteamento, perfazendo ,3373 Ha, no municipio de Nova Canaã do Norte/MT. - Levantamento das Poligonais Internas para divisão de área (270,60961 km), Poligonais externas para divisão das áreas (102,46639 km), Implantação de 609 Marcos. 04/03/91 12/06/91 100

12

13

14

15 RECEITA BRUTA DIREÇÃO CONSULTORIA E ENGENHARIA LTDA

16 Belo Horizonte - MG Av. Contorno, º e 7º andar Prado CEP: Tel.: 55 (31) Ouro Preto do Oeste - RO Rua Castelo Branco, 1552 CEP: Tel.: 55 (69) Brasília - DF SCN Quadra 5 Bloco A sala 308 Torre Sul Brasília Shopping CEP: Tel.: 55 (61) Cuiabá - MT Rua São Benedito, 356-1º andar sala 06 Lixeira CEP: Tel.: 55 (65) Rio de Janeiro - RJ Rua do Catete, 347 sala 601 Catete CEP: Tel.: 55 (21) São Luis - MA Rua Bom Jesus Jardim São Cristóvão 15C Quadra 136 CEP: Tel.: 55 (21)

Desenvolvimento Urbano

Desenvolvimento Urbano Estudos de concepção Estudos populacionais Estudos de viabilidade técnico-econômica Assessoria aos pedidos de financiamento junto aos agentes: BNDES / CEF / BIRD / BID, dentre outros Anteprojetos e projetos

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP

Leia mais

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013 14/03/2013 - EDIÇÃO Nº 042- PÁG. 1/5 ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013 menor preço, para serviços de recuperação e manutenção rodoviária, Programa PROMG, de acordo com o Termo de referência,

Leia mais

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012 29/08/2012 - EDIÇÃO Nº 153- PÁG. 1/8 ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012 menor preço, para Contratação de Empresa para execução dos serviços abaixo descritos, no Perímetro Urbano de

Leia mais

Índice. Estádio Nilton Santos - Palmas, TO. A LCM Diferenciais Estrutura Capital Humano Sustentabilidade Missão/Qualidade Valores Clientes

Índice. Estádio Nilton Santos - Palmas, TO. A LCM Diferenciais Estrutura Capital Humano Sustentabilidade Missão/Qualidade Valores Clientes Índice Estádio Nilton Santos - Palmas, TO A LCM Diferenciais Estrutura Capital Humano Sustentabilidade Missão/Qualidade Valores Clientes 6 8 10 12 14 16 18 20 A LCM - Construção e Comércio S/A Nós somos

Leia mais

Infra-estrutura de Minas Gerais: Prazo de validade vencido. Realização: Sinaenco

Infra-estrutura de Minas Gerais: Prazo de validade vencido. Realização: Sinaenco Infra-estrutura de Minas Gerais: Prazo de validade vencido Realização: Sinaenco Objetivos Alertar as autoridades e a sociedade sobre a urgência e a importância da adoção por parte dos órgãos públicos das

Leia mais

O DNIT e o Investimento em Infraestrutura de Transportes

O DNIT e o Investimento em Infraestrutura de Transportes O DNIT e o Investimento em Infraestrutura de Transportes Adailton Cardoso Dias Diretor de Pesquisa e Planejamento Brasília 06 de Outubro de 2015 Infraestrutura Federal Rodovias* % km Pavimentadas 53,8

Leia mais

Ministério dos Transportes A INFRAESTRUTURA PARA GRANDES EVENTOS NO BRASIL: RIO + 20 COPA DO MUNDO EM 2014 JOGOS OLÍMPICOS EM 2016

Ministério dos Transportes A INFRAESTRUTURA PARA GRANDES EVENTOS NO BRASIL: RIO + 20 COPA DO MUNDO EM 2014 JOGOS OLÍMPICOS EM 2016 Ministério dos Transportes A INFRAESTRUTURA PARA GRANDES EVENTOS NO BRASIL: RIO + 20 COPA DO MUNDO EM 2014 JOGOS OLÍMPICOS EM 2016 Brasília/DF, 2 de dezembro de 2010 Ligações entre as cidades-sede Rodovias

Leia mais

Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Espírito Santo

Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Espírito Santo Estudo para Estruturação da Concessão da 3a. Etapa de Concessões de Rodovias Federais Fase II Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Espírito Santo 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia

105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia Programa 2075 - Transporte Rodoviário Número de Ações 227 105S - Adequação de Trecho Rodoviário - Divisa SE/BA - Entroncamento BR-324 - na BR-101 - no Estado da Bahia UO: 39252 - Departamento Nacional

Leia mais

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DE INVESTIMENTOS. DNIT www.dnit.gov.br

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DE INVESTIMENTOS. DNIT www.dnit.gov.br DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DE INVESTIMENTOS BREVE HISTÓRICO SISTEMA DE GERÊNCIA DE PAVIMENTOS O SISTEMA DE GERÊNCIA DE PAVIMENTOS (SGP) É UM CONJUNTO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA

SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA SECRETARIA DE ESTADO DE INTEGRAÇÃO REGIONAL, DESENVOLVIMENTO URBANO E METROPOLITANO NOTA TÉCNICA AV. INDEPENDÊNCIA 2 OBJETO: Implantação de Alça Rodoviária - Rodovia Independência/1ª Etapa JUSTIFICATIVA:

Leia mais

BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Situação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 12 em 20/06/2014

BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Situação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 12 em 20/06/2014 BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 12 em 20/06/2014 Legenda: Contratada/Em contratação Em análise Aguarda nova licitação Edital-Lote Lote

Leia mais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Diretoria de Infra-Estrutura Manual de Fiscalização de Obras e Vias Rurais Rodovia: Contrato: Lista de Verificação das Principais Atividades do Eng. Fiscal

Leia mais

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório ainda não Apreciado pelo TCU

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório ainda não Apreciado pelo TCU Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório ainda não Apreciado pelo TCU Caracterização da obra Ano orçamento: 2002 UF: MG Nome do programa de trabalho: Adequação de Contornos Rodoviários no Corredor

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO JÁ NAS BOAS-VINDAS, A CERTEZA DE TER FEITO O MELHOR NEGÓCIO. Parabéns! Agora, na melhor localização de Palhoça, você vai longe. E a Lumis tem orgulho em fazer parte desta importante

Leia mais

Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo

Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo Método utiliza blocos de EPS no aterro de viaduto em Jundiaí, interior de São Paulo Em substituição ao aterro feito com terra, tecnologia está sendo executada pela Rota das Bandeiras, empresa do grupo

Leia mais

Reunião Pública. 17 de novembro de 2015. Relações com Investidores

Reunião Pública. 17 de novembro de 2015. Relações com Investidores Reunião Pública 17 de novembro de 2015 Relações com Investidores Índice Pag. 3 1.Desempenho 9M15 2.Endividamento 3.Investimentos 4.Compromisso Arteris 1. Desempenho 9M15 Operacional e Financeiro Destaques

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS PROJETO EXECUTIVO DE RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS NA RODOVIA

Leia mais

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Belo Horizonte Brasília, Abril de 2012

Balanço 2012 - Copa do Mundo Cidade-sede Belo Horizonte Brasília, Abril de 2012 CodeP0 Balanço 2012 Copa do Mundo Cidadesede Belo Horizonte Brasília, CodeP1 Valores Consolidados R$ mi, abr/12 Total Empreendimentos Investimento Total Federal Local Federal Estádio 1 695,0 400,0 295,0

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS CONTRATADOS COM RECURSOS DO FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS INVESTIMENTOS 2009 R$ 841.363,96 2.181 FAMÍLIAS BENEFICIADAS Execução de terraplenagem Moradias

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS MOBILIDADE URBANA EM PRÓXIMAS OBRAS 1 AV. AGUANAMBI 2 INTERVENÇÕES AV. ENGENHEIRO SANTANA JR. 3 PE. ANTONIO TOMÁS 4 5 AV. RAUL BARBOSA / RUA MURILO BORGES AV. JOSÉ BASTOS / AV. AUGUSTO DOS ANJOS 6 AV.

Leia mais

2º Balanço. Julho - Setembro 2011

2º Balanço. Julho - Setembro 2011 2º Balanço Julho - Setembro 2011 Amapá Apresentação O programa que mudou o Brasil agora está de cara nova. Mais recursos para continuar construindo a infraestrutura logística e energética e sustentar o

Leia mais

ESPECIAL. PAVISERVICE Com mais de 15 anos de mercado, empresa é referência em obras rodoviárias

ESPECIAL. PAVISERVICE Com mais de 15 anos de mercado, empresa é referência em obras rodoviárias ESPECIAL PAVISERVICE Com mais de 15 anos de mercado, empresa é referência em obras rodoviárias 22 Brasil Vias Edição 60 Maio/2012 Presente em vários Estados, a Paviservice está entre as cinco maiores empresas

Leia mais

Subsecretaria de Captação de Recursos SUCAP/SEPLAN Secretaria de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal SEPLAN Governo do Distrito Federal

Subsecretaria de Captação de Recursos SUCAP/SEPLAN Secretaria de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal SEPLAN Governo do Distrito Federal Subsecretaria de Captação de Recursos SUCAP/SEPLAN Secretaria de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal SEPLAN Governo do Distrito Federal TERMO DE REFERÊNCIA À SECRETARIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO 1 RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO TC 044.367/2012-0 Fiscalização 1363/2012 DA FISCALIZAÇÃO Modalidade: conformidade Ato originário: Acórdão 2.382/2011 - Plenário Objeto da fiscalização: Obras de

Leia mais

II - INFRA-ESTRUTURA PARA O DESENVOLVIMENTO

II - INFRA-ESTRUTURA PARA O DESENVOLVIMENTO II - INFRA-ESTRUTURA PARA O DESENVOLVIMENTO aceleração do desenvolvimento sustentável no Brasil. Dessa forma, o país poderá superar os gargalos da economia e estimular o aumento da produtividade e a diminuição

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM OBRA DE SOLO REFORÇADO NA DUPLICAÇÃO DA RODOVIA FERNÃO DIAS, BR 381 MG

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM OBRA DE SOLO REFORÇADO NA DUPLICAÇÃO DA RODOVIA FERNÃO DIAS, BR 381 MG APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM EM OBRA DE SOLO REFORÇADO NA DUPLICAÇÃO DA RODOVIA FERNÃO DIAS, BR 381 MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Paulo Marcio Monteiro de Faria Luis Otávio

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. LOGIT Engenharia Consultiva

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA. LOGIT Engenharia Consultiva INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL-AERONÁUTICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO LOGIT Engenharia Consultiva São Paulo SP, 14 de novembro de 2013 Samuel Carvalho Lima Holanda FOLHA DE APROVAÇÃO

Leia mais

ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA

ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL EIA COMPLEXO ECOTURÍSTICO RESERVA GARAÚ CONDE / PB INTERESSADO: LORD NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS LTDA. ELABORAÇÃO: GEOCONSULT CONSULTORIA, GEOLOGIA & MEIO AMBIENTE LTDA. CNPJ. n.º

Leia mais

OBRAS EM EXECUÇÃO REFERENTES A MAIO/2014

OBRAS EM EXECUÇÃO REFERENTES A MAIO/2014 NÚMERO DO PROCESSO OBJETO OBRAS EM EXECUÇÃO REFERENTES A MAIO/2014 VALOR (R$) RECURSO TOTAL (R$) CONVÊNIO PRÓPRIO FISICO % SITUAÇÃO VALOR REALIZADO (R$) OBSERVAÇÕES OBRAS DE RESTAURAÇÃO E DUPLICAÇÃO DA

Leia mais

INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA BR-101 PB

INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA BR-101 PB INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA BR-101 PB INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA INFRAESTRUTURA LOGÍSTICA Evolução do Monitoramento do PAC Das 1.575 ações do eixo de Infraestrutura Logística monitoradas em dezembro de 2009,

Leia mais

Principais Serviços. Projeto. Supervisão e Gerenciamento

Principais Serviços. Projeto. Supervisão e Gerenciamento A Empresa Engespro é uma empresa de engenharia consultiva criada há 30 anos, pelo Engenheiro Civil Jeronymo Pacheco Pereira que com grande força empreendedora vislumbrou oportunidades de mercado fundando

Leia mais

UTILIZAÇÃO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NO RECAPEAMENTO DA RODOVIA BR-040 NOVA LIMA MG

UTILIZAÇÃO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NO RECAPEAMENTO DA RODOVIA BR-040 NOVA LIMA MG UTILIZAÇÃO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA ANTI-REFLEXÃO DE TRINCAS NO RECAPEAMENTO DA RODOVIA BR-040 NOVA LIMA MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Distribuidor: Bimig Comércio e Representação

Leia mais

CONCESSÕES DE RODOVIAS

CONCESSÕES DE RODOVIAS RODOVIAS CONCESSÕES DE RODOVIAS 1995-2002 Tarifa média ponderada R$ 10,4 1.316 km concedidos em 6 rodovias 2003-2010 Tarifa média ponderada R$ 3,8 3.305 km concedidos em 8 rodovias 2011-2014 Tarifa média

Leia mais

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Caracterização da obra Ano orçamento: 2002 UF: MS Nome do programa de trabalho: Construção de Contornos Ferroviários no Corredor Sudoeste -

Leia mais

Estudos preliminares de CONCESSÕES / PPP. Operacionalização do Plano Diretor Rodoviário do Estado do Espírito Santo - DER/ES

Estudos preliminares de CONCESSÕES / PPP. Operacionalização do Plano Diretor Rodoviário do Estado do Espírito Santo - DER/ES Estudos preliminares de CONCESSÕES / PPP Operacionalização do Plano Diretor Rodoviário do Estado do Espírito Santo - DER/ES Objetivos $ Aumentar a competitividade da economia Escoar com eficiência a produção

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento) DE 11 PONTES NA RODOVIA BR-222/PA

PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento) DE 11 PONTES NA RODOVIA BR-222/PA MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO PARÁ/AMAPÁ PROJETO EXECUTIVO, PARA RECUPERAÇÃO, REFORÇO E REABILITAÇÃO (Alargamento)

Leia mais

Infraestrutura para Telecomunicações

Infraestrutura para Telecomunicações Infraestrutura para Telecomunicações Figueiredo Ferraz Infraestrutura para Telecomunicações Vimos por meio desta apresentar a V. Sas., nossa empresa, Figueiredo Ferraz, Consultoria e Engenharia de Projeto

Leia mais

Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo

Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo Ações de Transporte e Logística para a Copa do Mundo 9 de novembro de 2012 SINAENCO Sindicato da Arquitetura e da Engenharia 1 ARENA INDEPENDÊNCIA Estádio Raimundo Sampaio, o Independência Inaugurado em

Leia mais

CURSO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE OBRAS

CURSO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE OBRAS CURSO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE OBRAS Este curso tem por finalidade preparar o aluno no aprendizado dos principais recursos do MS Project destinado ao gerenciamento de obras de engenharia, ministrando-lhe

Leia mais

TRECHO. km Código PNV km Código PNV

TRECHO. km Código PNV km Código PNV km Inicial TRECHO km Final km Código PNV km Código PNV EXTENSÃO (km) ES BR 101 Simples 16,10 101BES2030 17,10 101BES2050 1,00 ES BR 101 Simples 25,30 101BES2050 26,40 101BES2050 1,10 ES BR 101 Simples

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO TC nº 006.343/2008-7 Fiscalização nº 115/2008 DA FISCALIZAÇÃO Modalidade: conformidade - levantamento Ato originário: Acórdão 461/2008 - Plenário Objeto da fiscalização:

Leia mais

Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Bahia

Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Bahia Estudo para Estruturação da Concessão da 3a. Etapa de Concessões de Rodovias Federais Fase II Relatório Final Volume 1 Introdução Rodovia BR101 - Bahia 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

gerenciamento e supervisão

gerenciamento e supervisão gerenciamento e supervisão A ENGECORPS é uma empresa de engenharia consultiva pronta a responder a todos os desafios de crescimento do país e globalização da economia. Interessada em manter-se bem colocada

Leia mais

Logística e Desenvolvimento Econômico

Logística e Desenvolvimento Econômico Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna rede de infraestrutura Logística eficiente Modicidade tarifária Programa de Aceleração

Leia mais

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina (Palhoça Passo de Torres/Divisa SC-RS) Relatório de andamento de obras Junho 2013 Fase 1 Obras contratadas

Leia mais

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas 1 Situação das rodovias Chuvas 2013/2014 Atualização: 27/06/2014 17h BA BR-235 Perímetro urbano da cidade de Uaua Km 230 20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas Equipe no local

Leia mais

De acordo com o nível de Governo, os órgãos rodoviários classificam-se em: Federais, Estaduais e Municipais.

De acordo com o nível de Governo, os órgãos rodoviários classificam-se em: Federais, Estaduais e Municipais. 2. A ORGANIZAÇÃO RODOVIÁRIA De acordo com o nível de Governo, os órgãos rodoviários classificam-se em: Federais, Estaduais e Municipais. Esfera Federal de Governo DNIT - Departamento Nacional de Infra-estrutura

Leia mais

LEI Nº 1.931, DE 12 DE JUNHO 2.001.

LEI Nº 1.931, DE 12 DE JUNHO 2.001. LEI Nº 1.931, DE 12 DE JUNHO 2.001. Cria a Área de Proteção Ambiental (APA) da Pedra Gaforina e define o seu Zoneamento Ambiental (Ecológico-Econômico), no Município de GUANHÃES-MG. Faço saber que a Câmara

Leia mais

COMITÊ DE ANÁLISE E ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTAS DE PARCERIA UNIDADE CENTRAL DE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO

COMITÊ DE ANÁLISE E ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTAS DE PARCERIA UNIDADE CENTRAL DE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO COMITÊ DE ANÁLISE E ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTAS DE PARCERIA UNIDADE CENTRAL DE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔNICO As Parcerias de Reembolso Tributário As Parcerias

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

Obras da BR-230/PA (Transamazônica)

Obras da BR-230/PA (Transamazônica) Audiência Comissão de Integração Nacional, de Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), da Câmara dos Deputados Obras da BR-230/PA (Transamazônica) MIGUEL DE SOUZA Secretário de Gestão dos Programas

Leia mais

Grupo Paritário de Trabalho- GPT

Grupo Paritário de Trabalho- GPT Grupo Paritário de Trabalho- GPT Relatório de Melhorias nas Rodovias LOTE 7 BR 116 (Contorno Leste de Curitiba) BR 376/PR e BR 101/SC RECOMENDAÇO ES E SUGESTO ES DE MELHORIAS FI SICAS E OPERACIONAIS

Leia mais

Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada

Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada Outubro 2014 Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) Parceria Público Privada Secretaria de Desenvolvimento Econômico Unidade Central PPP www.ppp.mg.gov.br 1 Aerotrópole de Belo Horizonte e o CTCA

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX

Desenvolvimento Sustentável do Brasil INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA. APROVAÇÃO T.E Nome Rubrica Nome Rubrica E DIREX Nº Fls.: 01/16 INDICAR NESTE QUADRO EM QUE REVISÃO ESTÁ CADA FOLHA Rev/ Rev/ Fls. 01 02 0 04 05 06 07 08 09 Fls. 01 02 0 04 05 06 07 08 09 01 16 02 17 0 18 04 19 05 20 06 21 07 22 08 2 09 24 10 25 11 26

Leia mais

Latersolo. Portfólio

Latersolo. Portfólio Latersolo Portfólio 2015 Orientar clientes na solução de problemas de infraestrutura e projetos que viabilizam resultados positivos. Índice 01. Sobre a Latersolo 02. Expertises 1 Sobre a Latersolo 5 1

Leia mais

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil

Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil 40ª RAPv Reunião Anual de Pavimentação Plano de Investimentos para os Eventos Internacionais Esportivos no Brasil INFRAERO Superintendência de Obras Ricardo Ferreira ricardof@infraero.gov.br 26 Outubro

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Alinhando às necessidade de desenvolvimento social e econômico

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Alinhando às necessidade de desenvolvimento social e econômico DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Alinhando às necessidade de desenvolvimento social e econômico Portifólio.2016 apresentação A Ecominas é uma empresa de consultoria ambiental e urbanística que elabora projetos

Leia mais

Programa de Investimento em Logística

Programa de Investimento em Logística Programa de Investimento em Logística HÉLIO MAURO FRANÇA Empresa de Planejamento e Logística Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna

Leia mais

MINUTA Anúncio de Início da 2ª Distribuição Pública de Certificados de Potencial Adicional de Construção CEPAC da

MINUTA Anúncio de Início da 2ª Distribuição Pública de Certificados de Potencial Adicional de Construção CEPAC da MINUTA Anúncio de Início da 2ª Distribuição Pública de Certificados de Potencial Adicional de Construção CEPAC da PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CURITIBA. Av. Cândido de Abreu, 817, Centro Cívico Curitiba,

Leia mais

Relatório Anual 2014 2

Relatório Anual 2014 2 relatório anual 2014 Relatório Anual 2 2014 sicoob a maior instituição Financeira cooperativa do país. o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) possui mais de 2,9 milhões de cooperados em

Leia mais

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004 Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2004 IDENTIFICAÇÃO DA OBRA Caracterização da obra Processo: 6094/2004-7 Ano Orçamento: 2004 UF: RO Nome do PT: Adequação de Trechos Rodoviários na BR-364

Leia mais

Estradeiro BR-163. Movimento Pró-Logística/Aprosoja

Estradeiro BR-163. Movimento Pró-Logística/Aprosoja Estradeiro BR-163 Movimento Pró-Logística/Aprosoja O Estradeiro Pelo terceiro ano consecutivo, a Aprosoja realiza estradeiros pelas principais vias de escoamento da produção agrícola de Mato Grosso, com

Leia mais

Triunfo Iesa Infraestrutura S.A.

Triunfo Iesa Infraestrutura S.A. Triunfo Iesa Infraestrutura S.A. ORIGEM Construção Pesada Obras Rodoviárias Obras Portuárias Usinas Hidrelétricas Obras de Metrô/VLT Produtos Asfálticos Fornecimento de Material Obras de Micropavimento

Leia mais

Aquisição de Equipamentos Necessários para o Patrulhamento das Rodovias e Estradas Federais

Aquisição de Equipamentos Necessários para o Patrulhamento das Rodovias e Estradas Federais Secretaria de Orçamento Programa 0663 SEGURANÇA NAS RODOVIAS FEDERAIS Objetivo Reduzir a incidência de acidentes de trânsito nas rodovias federais. Público Alvo Usuários das rodovias federais Ações Orçamentárias

Leia mais

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Coordenação AÇÃO DA Participação Entidade 7 Nova 381... Trajeto rodoviário que ligará Belo Horizonte a Governador Valadares, no estado de Minas Gerais, com

Leia mais

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP

INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP INSTITUTO MUNICIPAL DE URBANISMO PEREIRA PASSOS IPP AVISO Com base nos Art. 30 e 31 da Lei Complementar Municipal n 16, de 04 de junho de 1992, o Município do Rio de Janeiro torna público seu interesse

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais

Leia mais

Custos Totais de Implantação do Empreendimento PLANILHA 01 AEROPORTO

Custos Totais de Implantação do Empreendimento PLANILHA 01 AEROPORTO Custos Totais de Implantação do PLANILHA 01 AEROPORTO 1. Custo de aquisição do terreno, reassentamentos (com toda infraestrutura) e outras ações de caráter indenizatório. 2. Estudos ambientais 3. Projetos

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas.

PALAVRAS-CHAVE: Faixa de Domínio, linhas físicas de telecomunicações, cabos metálicos e fibras ópticas. fls. 1/6 ÓRGÃO: MANUAL: DIRETORIA DE ENGENHARIA ADMINISTRAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO Autorização para implantação de Linhas Físicas de Telecomunicações, com Cabos Metálicos e com Fibras Ópticas. PALAVRAS-CHAVE:

Leia mais

Demanda de túneis no projeto do TAV - Trem de Alta Velocidade Rio de Janeiro/RJ - Campinas/SP

Demanda de túneis no projeto do TAV - Trem de Alta Velocidade Rio de Janeiro/RJ - Campinas/SP Demanda de túneis no projeto do TAV - Trem de Alta Velocidade Rio de Janeiro/RJ - Campinas/SP Eloi Angelo Palma Filho Engº Civil, M. Eng. eloi.palma@epl.gov.br www.epl.gov.br/tav TAV Trem de Alta Velocidade

Leia mais

TRECHO. km Código PNV km Código PNV

TRECHO. km Código PNV km Código PNV km Código PNV km Código PNV ES BR 101 Simples 16,10 101BES2030 17,10 101BES2050 1,00 ES BR 101 Simples 25,30 101BES2050 26,40 101BES2050 1,10 ES BR 101 Simples 63,60 101BES2110 64,60 101BES2110 1,00 ES

Leia mais

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2005 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2005 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2005 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator IDENTIFICAÇÃO DA OBRA Caracterização da obra Processo: 9186/2005-2

Leia mais

Associação Brasileira de Consultores de Engenharia

Associação Brasileira de Consultores de Engenharia ABCE Associação Brasileira de Consultores de Engenharia Filiada à Federación Panamericana de Consultores FEPAC. Membro do Conselho Consultivo da Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP. Banco de Dados

Leia mais

Manutenção da Ponte Tocantins Estrada de Ferro Carajás / Km 724 + 806 - Marabá / PA

Manutenção da Ponte Tocantins Estrada de Ferro Carajás / Km 724 + 806 - Marabá / PA Manutenção da Ponte Tocantins Estrada de Ferro Carajás / Km 724 + 806 - Marabá / PA Introdução A Vale é a empresa que mais investe em logística no Brasil. Ao longo dos anos, temos trabalhado para aprimorar

Leia mais

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos

Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Programa de Investimentos em Logística: Rodovias, Ferrovias e Portos Logística e Desenvolvimento Econômico Imperativos para o desenvolvimento acelerado e sustentável: Ampla e moderna rede de infraestrutura

Leia mais

Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre.

Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre. Quarta-Feira 05/01/11 32º 22º Lagoa Trânsito na Avenida Borges de Medeiros segue lento sentido Rebouças. Já sentido Leblon, tráfego é livre. Botafogo Tráfego livre nas Ruas São Clemente e Voluntários da

Leia mais

BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Situação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 10 em 09/09/2013

BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Situação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 10 em 09/09/2013 BR-381/MG Norte Projeto de Duplicação Atual Quadro Síntese Levantamento Inicial de 09/01/2013 Revisão 10 em 09/09/2013 Legenda: Contratada/Em contratação Em análise Aguarda nova licitação Edital-Lote Lote

Leia mais

Robinson Bonato. Resumo. Experiência

Robinson Bonato. Resumo. Experiência Robinson Bonato Engenheiro Civil Sênior Engenharia Construção Projetos Gestão de Equipe Em Transição de Carreira. rjbonato15@gmail.com Resumo Engenheiro Civil. Graduado em Engenharia Civil pela UNIVAP-

Leia mais

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético

Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Plano Especial de Auditoria de Obras 2002 Relatório Sintético Caracterização da obra Ano orçamento: 2002 UF: GO Nome do programa de trabalho: Construção de Trechos Rodoviários no Corredor Araguaia-Tocantins

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS PROJETO EXECUTIVO DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA INDÚSTRIA CATARINENSE Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina FIESC Glauco José

Leia mais

BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 DISTRITO FEDERAL

BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 DISTRITO FEDERAL BALANÇO 4 ANOS 2007-2010 DISTRITO FEDERAL Apresentação Ao lançar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em janeiro de 2007, o Governo Federal assumiu o compromisso de fazer o Brasil crescer de

Leia mais

Santa Rita do Passa Quatro SP

Santa Rita do Passa Quatro SP DECRETO N.º 2.576, DE 13 DE ABRIL DE 2015. APROVA O PROJETO DE LOTEAMENTO RESIDENCIAL E COMERCIAL JEQUITIBÁ ROSA, A SER IMPLANTADO EM GLEBA DE 135.807,83 M2, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. DR.LEANDRO LUCIANO

Leia mais

ABCE Associação Brasileira de Consultores de Engenharia

ABCE Associação Brasileira de Consultores de Engenharia ABCE Associação Brasileira de Consultores de Engenharia Filiada à Federación Panamericana de Consultores FEPAC Membro do Conselho Consultivo da Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 1. Empresa Banco

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABREÚVA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CABREÚVA PREFEITURA MUNICIPAL DE CABREÚVA GABINETE DO PREFEITO LEI COMPLEMENTAR N 329, DE 12 DE MAIO DE 2011. DISPÕE SOBRE A ALTERAÇÃO DO ANEXO I - QUADRO DE EMPREGOS PÚBLICOS DE NATUREZA PERMANENTE, REGIDOS PELA..

Leia mais

ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT Crédito Suplementar

ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT Crédito Suplementar ÓRGÃO: 39000 - Ministério dos Transportes UNIDADE: 39252 - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes - DNIT ANEXO I Crédito Suplementar PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTAÇÃO) Recurso de Todas

Leia mais

1 - Projetos de Investimentos. a) Terceira faixa na serra

1 - Projetos de Investimentos. a) Terceira faixa na serra 1 - Projetos de Investimentos a) Terceira faixa na serra A Serra de Teresópolis receberá a terceira faixa de rolamento em 12 de seus 14 quilômetros. O projeto, previsto no contrato de concessão, foi liberado

Leia mais

JOSÉ ALMEIDA COSTA CREA 3364-D

JOSÉ ALMEIDA COSTA CREA 3364-D CURRICULUM VITAE JOSÉ ALMEIDA COSTA CREA 3364-D Rua Amazonas, 801, Apt. 901, Pituba Salvador - BA CEP: 41830-380 Tel.: (71) 248-6475 Cel.: (71) 9979-4005 E-mail: costa@jacengenharia.com EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Leia mais

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2007 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator

Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2007 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator Relatório Sintético do Levantamento de Auditoria/ 2007 Relatório Preliminar da Unidade Técnica ainda sem Manifestação do Ministro Relator IDENTIFICAÇÃO DA OBRA Caracterização da obra Processo: 9649/2007-2

Leia mais

3. PLANO DE EMPREENDIMENTO SELECIONADO E SITUAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO. 3.1. Projeto Ação Metrópole - Obras integradas de transporte

3. PLANO DE EMPREENDIMENTO SELECIONADO E SITUAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO. 3.1. Projeto Ação Metrópole - Obras integradas de transporte 3. PLANO DE EMPREENDIMENTO SELECIONADO E SITUAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO 3.1. Projeto Ação Metrópole - Obras integradas de transporte 3.1.1. SÍNTESE DO PROJETO AÇÃO METRÓPOLE Como o 1.º projeto do sistema

Leia mais

GERAÇÃO DO RCC COM CNPJ (CONSTRUTORAS FORMAIS) => 25% SEM CNPJ (MERCADO INFORMAL) => 25% COM CPF (AUTÔNOMOS) => 15% SEM CPF (LIMPEZA PÚBLICA) => 35%

GERAÇÃO DO RCC COM CNPJ (CONSTRUTORAS FORMAIS) => 25% SEM CNPJ (MERCADO INFORMAL) => 25% COM CPF (AUTÔNOMOS) => 15% SEM CPF (LIMPEZA PÚBLICA) => 35% GERAÇÃO DO RCC COM CNPJ (CONSTRUTORAS FORMAIS) => 25% SEM CNPJ (MERCADO INFORMAL) => 25% COM CPF (AUTÔNOMOS) => 15% SEM CPF (LIMPEZA PÚBLICA) => 35% LEGISLAÇÃO PERTINENTE - Resolução CONAMA n 307/2002

Leia mais

SISTEMA FERROVIÁRIO DE SANTA CATARINA FERROVIA LITORÂNEA e CORREDOR FERROVIÁRIO DE SC

SISTEMA FERROVIÁRIO DE SANTA CATARINA FERROVIA LITORÂNEA e CORREDOR FERROVIÁRIO DE SC SISTEMA FERROVIÁRIO DE SANTA CATARINA FERROVIA LITORÂNEA e CORREDOR FERROVIÁRIO DE SC FASES DOS PROJETOS O PROJETO Nas últimas décadas, diversas foram as iniciativas de implantação de um sistema ferroviário

Leia mais

Associação Brasileira de Consultores de Engenharia. Constituição Jurídica: Sociedade Civil por Cotas de Responsabilidade Limitada

Associação Brasileira de Consultores de Engenharia. Constituição Jurídica: Sociedade Civil por Cotas de Responsabilidade Limitada ABCE Associação Brasileira de Consultores de Engenharia Filiada à Federación Panamericana de Consultores FEPAC Membro do Conselho Consultivo da Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP 1. Empresa Banco

Leia mais

INFORMATIVO EDIÇÃO ABRIL DE

INFORMATIVO EDIÇÃO ABRIL DE INFORMATIVO EDIÇÃO ABRIL DE 2015 CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE COMEÇOU NESTA SEGUNDA, DIA 04 DE MAIO. Começou nesta segunda-feira (4) a campanha nacional de vacinação contra a gripe, com

Leia mais

EXTRATO DAS DELIBERAÇÕES DA 44ª REUNIÃO DA DIRETORIA COLEGIADA DO DNIT

EXTRATO DAS DELIBERAÇÕES DA 44ª REUNIÃO DA DIRETORIA COLEGIADA DO DNIT EXTRATO DAS DELIBERAÇÕES DA 44ª REUNIÃO DA DIRETORIA COLEGIADA DO DNIT A Diretoria Colegiada desta Autarquia, em sua 44ª Reunião, realizada no dia 19/11/2013, com início às 15 horas e 10 minutos, proferiu

Leia mais

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Coordenação AÇÃO DA Participação Entidade 7 Nova 381... Trajeto rodoviário que ligará Belo Horizonte a Governador Valadares, no estado de Minas Gerais, com

Leia mais

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. MISSÃO, VISÃO E VALORES 3. EQUIPE 4. SERVIÇOS 5. TRABALHOS REALIZADOS 6. CLIENTES 7. PARCEIROS

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. MISSÃO, VISÃO E VALORES 3. EQUIPE 4. SERVIÇOS 5. TRABALHOS REALIZADOS 6. CLIENTES 7. PARCEIROS ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. MISSÃO, VISÃO E VALORES 3. EQUIPE 4. SERVIÇOS 5. TRABALHOS REALIZADOS 6. CLIENTES 7. PARCEIROS 3 4 5 6 9 14 15 1. APRESENTAÇÃO A VETIVER Consultoria e Projetos Ambientais é u

Leia mais