ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG"

Transcrição

1 DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP SUBTRECHO: ACESSO A NOVA ERA SUL JOÃO MONLEVADE SEGMENTO: KM 335,8 KM 356,5 EXTENSÃO: 21,00KM LOTE: 05 Contrato n.º: UT-6/00571/2009 Diretoria de Planejamento e Pesquisa José Florentino Caixeta MAPA DE SITUAÇÃO NOVA ERA LOTE 5 Página 01/14 LOTE 05 1

2 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO Extensão total do lote 5 = 21,00km Extensão em pista simples = 15,70km Extensão em pista simples com vias marginais = 1,30km Extensão em pista dupla = 4,00km Extensão em tangente = 9,07km Extensão em curva = 11,92 92km Declividade máxima = 9,116% Extensão em rampa máxima= 280m Relevo = Montanhoso Velocidade Operacional = 60km/h PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO SEÇÃO TIPO SEÇÕES TIPO MELHORAMENTO DE TRAÇADO DUPLICAÇÃO (CADA PISTA) VIAS MARGINAIS Largura das faixas de rolamentos 2 x 3.60m 2 x 3.60m 2 x 3.00m Largura dos Acostamentos 2.50m 2.50m - Largura das terceiras faixas 3.50m - - Largura da faixa de segurança m - Largura dos passeios m TRÁFEGO (COM VARIANTE SANTA BÁRBARA) SEGMENTOS LOCALIZAÇÃO Nº "N" VOLUME MÉDIO DIÁRIO (ANO DE ABERTURA ) ESTACA INICIAL ESTACA FINAL AUTOS ÔNIBUS CAMINHÃO TOTAL Nova Era - Interseção com a BR x Interseção com a BR João Monlevade x LOTE 05 2

3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROJETO SEÇÃO TIPO SEÇÕES TIPO MELHORAMENTO DE TRAÇADO DUPLICAÇÃO (CADA PISTA) VIAS MARGINAIS Largura das faixas de rolamentos 2 x 3.60m 2 x 3.60m 2 x 3.00m Largura dos Acostamentos 2.50m 2.50m - Largura das terceiras faixas 3.50m - - Largura da faixa de segurança m - Largura dos passeios m TRÁFEGO (SEM VARIANTE SANTA BÁRBARA) SEGMENTOS LOCALIZAÇÃO Nº "N" VOLUME MÉDIO DIÁRIO (ANO DE ABERTURA ) ESTACA INICIAL ESTACA FINAL AUTOS ÔNIBUS CAMINHÃO TOTAL Nova Era - Interseção com a BR x Interseção com a BR João Monlevade x PRINCIPAIS INTERVENÇÕES INTERVENÇÃO 01 MELHORIA DO TRAÇADO ESTACA ,18 à ,02 LOTE 05 3

4 DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 02 (PARTE 01) VILA LAJES ESTACA ,40 à ,69 PASSAGEM INFERIOR VIAS MARGINAIS INÍCIO DE VILA LAJES PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 02 (PARTE 02) VILA LAJES ESTACA ,40 à ,69 PASSARELA DE PEDESTRES RETORNO 01 FINAL VILA LAJES LOTE 5 Página 04/14 LOTE 05 4

5 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 03 INTERSEÇÃO ESTACA ,00 à ,00 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 04 BELA VISTA DE MINAS ESTACA ,51 à ,00 RETORNO 02 INÍCIO BELA VISTA DE MINAS PASSARELA DE PEDESTRES VIADUTO S/ A PRAÇA TANCREDO NEVES FINAL BELA VISTA DE MINAS LOTE 05 5

6 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 05 MELHORIA DO TRAÇADO ESTACA ,08 à ,47 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 06 RETORNO 03 VIADUTO S/BR-226 BINÁRIO / DUPLICAÇÃO E INTERSEÇÃO COM A BR ESTACA ,01 à ,00 LOTE 05 6

7 PRINCIPAIS INTERVENÇÕES - INTERVENÇÃO 07 P/ RIO PIRACICABA DISTRITO INDUSTRIAL DE JOÃO MONLEVADE RETORNO 04 VIADUTO S/BR-381 PONTE /VIADUTO RIO PIRACICABA E EFVM RETORNO 05 DUPLICAÇÃO / INTERSEÇÃO PARA RIO PIRACICABA - ESTACA ,00 à ,00 TERRAPLENAGEM PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS Movimentação de Terras m³ Origem - Cortes m³ Destino - Aterros Bota Foras m³ m³ LOTE 05 7

8 A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente. Se ainda assim aparecer o x vermelho, poderá ser necessário excluir a imagem e inseri-la novamente. DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 DRENAGEM Principais Quantidades de Serviços Drenagem de Talvegue (bueiros de grota) Prolongamento de Bueiros Existentes Bueiros Novos 147 m 530 m Drenagem Superficial Valetas, Sarjetas, Meios-fios e descidas d'água 69,572m Caixas Coletoras 89 ud Bueiros de Greide 1,457m Drenagem Profunda Implantação de Drenos Profundos 10,933m Drenagem de Travessia Urbana Tubulação de drenagem urbana-d=0,80m Poços de Visita e Bocas de Lobo 433 m 24 ud PAVIMENTAÇÃO OCORRÊNCIAS DE MATERIAIS E LOCALIZAÇÃO DOS CANTEIROS DE OBRAS E USINAS LOTE 05 8

9 A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente. Se ainda assim aparecer o x vermelho, poderá ser necessário excluir a imagem e inseri-la novamente. DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 PAVIMENTAÇÃO PAVIMENTO NOVO SEGMENTO: NOVA ERA (ESTACA 2000) - INTERSEÇÃO COM A BR-262 (ESTACA 2730) SERVIÇOS A EXECUTAR 1 - REGULARIZAÇÃO DO SUBLEITO 2 - SUB-BASE DE SOLO ESTABILIZADO GRANULOMETRICAMENTE e=15cm 3 - BASE DE BGTC, COM 4% DE CIMENTO e=15cm 4 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-2C, PARA CURA DA BASE 5 - TRATAMENTO SUPERFICIAL DUPLO (TSD) 6 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 7 - CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) FxB, COM ASFALTO BORRACHA e=6,0cm 8 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 9 - CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) FxC, COM ASFALTO BORRACHA e=4,0cm PAVIMENTAÇÃO RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO EXISTENTE SEGMENTO: NOVA ERA (ESTACA 2000) - INTERSEÇÃO COM A BR-262 (ESTACA 2730) SERVIÇOS A EXECUTAR 1 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 2 - CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) FxC, COM ASFALTO BORRACHA e=4,0cm a 6,0cm LOTE 05 9

10 A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida. Reinicie o computador e abra o arquivo novamente. Se ainda assim aparecer o x vermelho, poderá ser necessário excluir a imagem e inseri-la novamente. DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 PAVIMENTAÇÃO PAVIMENTO NOVO SEGMENTO: INTERSEÇÃO COM A BR-262 (ESTACA 2730) JOÃO MONLEVADE (ESTACA ,76) SERVIÇOS A EXECUTAR 1 - REGULARIZAÇÃO DO SUBLEITO 2 - SUB-BASE DE SOLO ESTABILIZADO GRANULOMETRICAMENTE e=15cm 3 - BASE DE BGTC COM 4% DE CIMENTO e=15cm 4 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-2C, PARA CURA DA BASE 5 - TRATAMENTO SUPERFICIAL DUPLO (TSD) 6 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 7 - CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) FxB, COM ASFALTO BORRACHA e=7,5cm 8 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 9 - CONCRETO BETUMINOSO USINADO A QUENTE (CBUQ) FxC, COM ASFALTO BORRACHA e=5,0cm PAVIMENTAÇÃO RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO EXISTENTE SEGMENTO: INTERSEÇÃO COM A BR-262 (ESTACA 2730) JOÃO MONLEVADE (ESTACA ,76) SERVIÇOS A EXECUTAR H 4,0 1 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 2 - CBUQ COM ASFALTO BORRACHA FxC, e=4,0cm H 8,0 1 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 2 - CBUQ COM ASFALTO BORRACHA FxB, e=5,0cm 3 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 4 - CBUQ COM ASFALTO BORRACHA FxC, e=3,0cm H 10,0 1 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 2 - CBUQ COM ASFALTO BORRACHA FxB, e=6,0cm 3 - PINTURA DE LIGAÇÃO COM RR-1C 4 - CBUQ COM ASFALTO BORRACHA FxC, e=4,0cm LOTE 05 10

11 PAVIMENTAÇÃO PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS Regularização do subleito m² Sub-base (solo) m³ Base de Brita Tratada com 4% de cimento em peso m³ Pintura de ligação m² Tratamento superficial duplo m² Concreto asfáltico(cbuq) com Asfalto Borracha ton OBRAS DE ARTE ESPECIAIS ESTACAS NOME LADO SERVIÇO EXTENSÃO (m) LARGURA (m) Passagem Inferior e Cortina Atirantada - Nova Passarela de Pedestres - Nova Passarela de Pedestres - Nova Viaduto s/ a Praça Tancredo Neves - Reforço e Alargamento Passarela de Pedestres - Nova Viaduto s/ a BR Reforço e Alargamento (Eixo Aux.13) Ponte Viaduto s/ Rio Piracicaba e EFVM D Reforço e Alargamento Viaduto s/ a BR Reforço e Recuperação QUANTIDADE DE OBRAS PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS 8 EXTENSÃO TOTAL (m) 1, ÁREA TOTAL (m) Área (m²) 13, LOTE 05 11

12 SINALIZAÇÃO PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS Pinturas no Pavimento m² Placas de Sinalização - 615m² Pórticos - 4 ud Tachas e Tachões ud OBRAS COMPLEMENTARES PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS Cercas m Passeios de Pedestres m² Paradas de Ônibus 12 ud Limpa Rodas 50 acessos / 6.982m² Acessibilidade Ao longo das vias marginais e paradas de ônibus Defensas Metálicas m LOTE 05 12

13 PROTEÇÃO AMBIENTAL PRINCIPAIS QUANTIDADES DE SERVIÇOS 1- Recuperação de áreas de canteiros de obras, bota foras, mata ciliar do Rio Piracicaba e passivo ambiental Plantio de grama (Hidrossemeadura) Plantio de mudas de árvores e arbustos m² 333 ud 2 - Taludes de cortes e aterros Plantio de grama (Hidrossemeadura) m² 3 - Paisagismo das áreas de interseções e retornos Plantio de grama (enleivamento) Plantio de mudas de árvores m² m² ORÇAMENTO ORÇAMENTO RESUMO DE PREÇOS DISCRIMINAÇÃO DATA BASE (sub total dos itens do Quadro de Quantidades) Novembro de 2011 ITEM Valor em R$ 1 - TERRAPLENAGEM , DRENAGEM , OBRAS DE ARTE CORRENTES , PAVIMENTAÇÃO , OBRAS DE ARTE ESPECIAIS , SINALIZAÇÃO , OBRAS COMPLEMENTARES , PROTEÇÃO AMBIENTAL , PAISAGISMO , ILUMINAÇÃO , SINALIZAÇÃO DE OBRAS , REMANEJAMENTO DE REDES DE SERVIÇOS PÚBLICOS , CANTEIRO DE OBRA , MOBILIZAÇÃO E DESMOBILIZAÇÃO ,89 TOTAL DA PLANILHA DE QUANTIDADES E PREÇOS ,78 VALOR / KM ,75 LOTE 05 13

14 JBR CONSÓRCIO ENGENHARIA CONTÉCNICA - PRODEC LTDA RUA AV. FRANCISCO GONÇALVES SALES, DIAS, 4º ANDAR 123 CAMPO SANTA GRANDE, EFIGÊNIA RECIFE/PE CEP.: BELO HORIZONTE/MG Telefone: / Fax: Telefone: Fax: LOTE 05 14

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS PROJETO EXECUTIVO DE RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS NA RODOVIA

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG

AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA RODOVIA BR-381/MG - SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS PROJETO EXECUTIVO DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS

Leia mais

Planilha de Preços Unitários

Planilha de Preços Unitários 1.0 F(5)100% + H(4) + Geogrelha + H(3) Fresagem Contínua do Pav. (e = 5,0 cm) m3 4.009,300 142,92 573.009,15 Selagem das juntas m 30.270,793 3,34 101.104,44 CBUQ Faixa B t 7.778,045 118,34 920.453,84 CBUQ

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTE DNIT SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS AUDIÊNCIA PÚBLICA OBRAS DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS NA RODOVIA BR-381/MG Trecho:

Leia mais

PREÇO (R$) DNER (km) UNITÁRIO TOTAL 0.0 SERVIÇOS PRELIMINARES

PREÇO (R$) DNER (km) UNITÁRIO TOTAL 0.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 0.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 0.1 Despesas com Instalação e Manutenção de Canteiros e Acampamento 1 5.690.795,64 5.690.795,64 0.2 Despesas com Mobilização e Desmobilização 1 2.522.919,40 2.522.919,40 SUBTOTAL

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1 1 a QUESTÃO Supondo que você é o engenheiro responsável pela elaboração do projeto geométrico do Arco Metropolitano do Recife, projeto que irá conectar o pólo de desenvolvimento industrial do litoral norte

Leia mais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais

Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais Diretoria de Infra-Estrutura Manual de Fiscalização de Obras e Vias Rurais Rodovia: Contrato: Lista de Verificação das Principais Atividades do Eng. Fiscal

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA

MEMORIAL DESCRITIVO PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIO A EXECUÇÃO DOS ENSAIOS DE CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA, SENDO INDISPENSÁVEL À APRESENTAÇÃO DO LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E DOS RESULTADOS

Leia mais

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015

SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 SEINFRA SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA JUNHO/2015 Corredores de Ônibus Manaus: Atendem três condicionantes: 1) Plano de Estruturação da Malha Viária do Governo do Estado do Amazonas; 2) Demanda

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M)

MEMORIAL DESCRITIVO TERRAPLENAGEM REMOÇÃO DE CAMADA SUPERFICIAL (0,20 M) MEMORIAL DESCRITIVO É OBRIGATÓRIA A APRESENTAÇÃO DE LAUDO TÉCNICO DE CONTROLE TECNOLÓGICO E OS RESULTADOS DOS ENSAIOS REALIZADOS EM CADA ETAPA DOS SERVIÇOS, CONFORME EXIGÊNCIAS DO DNIT Departamento Nacional

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUDIÊNCIA PÚBLICA Duplicação e reabilitação da pista existente, implantação de Ruas Laterais e Restauração/Construção de Obra-de-Arte Especiais

Leia mais

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MUNICÍPIO: INDAIAL PLANILHA DE ORÇAMENTO PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA PROJETO: PAVIMENTAÇÃO INTERTRAVADA COM BLOCO DE CONCRETO LOCALIZAÇÃO: TRECHO: RUA MINAS GERAIS (EST. 0+00 PP) AO PARQUE MUNICIPAL

Leia mais

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA " DESCIDAS D AGUA". 1 - DIMENSÕES EM cm.d

0 JAN/2013 - - - - 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS PARA  DESCIDAS D AGUA. 1 - DIMENSÕES EM cm.d 1 - DIMENSÕES EM cm.d 2 - AJUSTAR NA OBRA A ZONA DE CONTATO DA ENTRADA COM A DESCIDA D ÁGUA TIPO RÁPIDO EM MEIO - CANA DE CONCRETO OU CALHA METÁLICA 3 - O PONTO CHAVE INDICA A AMARRAÇÃO AOS DETALHES APRESENTADOS

Leia mais

VALOR (R$) - c/ BDI 12.675.927,42 74,64% 15.818.304,02 74,67% 4.307.581,46 25,36% 5.366.018,71 25,33% 16.983.508,88 21.184.322,73

VALOR (R$) - c/ BDI 12.675.927,42 74,64% 15.818.304,02 74,67% 4.307.581,46 25,36% 5.366.018,71 25,33% 16.983.508,88 21.184.322,73 LOCAL OBRA : RIO VERDE : CANALIZAÇÃO E PISTAS MARGINAIS - CÓRREGO SAPO R E S U M O D O O R Ç A M E N T O SERVIÇO VALOR (R$) - s/ % VALOR (R$) - c/ % 1.0 - CANAL 1.1 - TERRAPLENAGEM... 5.269.441,44 31,03%

Leia mais

Glossário das Colunas do Boletim Eletrônico de Medição

Glossário das Colunas do Boletim Eletrônico de Medição Glossário das Colunas do Boletim Eletrônico de Coluna 1 Serviço Coluna 2 Descrição Coluna 3 Coluna 4 Coluna 5 Coluna 6 Coluna 7 Coluna 8 Coluna 9 Coluna 10 Unidade de Projeto Físico desta de Acumulada

Leia mais

Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos

Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Soluções Utilizadas Pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Engª Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Apoio Engº. Alexsander Maschio ABCP Apresentação Pavimento

Leia mais

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE OUTUBRO DE 2010 1. Data, Hora e Local:

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO DE RODOVIA DUPLICAÇÃO 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES

PAVIMENTAÇÃO DE RODOVIA DUPLICAÇÃO 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES I PAVIMENTAÇÃO DE RODOVIA DUPLICAÇÃO 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 INSTALAÇÃO DE CANTEIRO E ACOMPANHAMENTO VB 1,000 cento e vinte e seis mil, quatrocentos e noventa e sete 126.497,18 reais e dezoito 126.497,18

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL 2 Publicação IPR - 727/2006 Diretrizes Básicas

Leia mais

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina

Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES Duplicação BR-101 Sul - Santa Catarina (Palhoça Passo de Torres/Divisa SC-RS) Relatório de andamento de obras Junho 2013 Fase 1 Obras contratadas

Leia mais

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013 14/03/2013 - EDIÇÃO Nº 042- PÁG. 1/5 ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG EDITAL: CP nº 022/2013 menor preço, para serviços de recuperação e manutenção rodoviária, Programa PROMG, de acordo com o Termo de referência,

Leia mais

1ª ERRATA. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Presencial nº 0377/2013-09

1ª ERRATA. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Presencial nº 0377/2013-09 Processo nº. 50609.000592/201311 1ª ERRATA Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Presencial nº 0377/201309 O Departamento Nacional de Infraestrutura DNIT, autarquia Federal vinculada ao Ministério

Leia mais

fl: 01 OBRA: TRECHO: EXTENSÃO: TOTAL DO ITEM: 1.1 R$ 322.651,12

fl: 01 OBRA: TRECHO: EXTENSÃO: TOTAL DO ITEM: 1.1 R$ 322.651,12 ANEXO VII - RUA 24 DE MAIO 637 metros (ETAPAS DO CONCEDENTE) 1 1.1 PAVIMENTO RUA 24 DE MAIO 1.1.1 TERRAPLANAGEM 8.475,72 1.1.1.1 Escavação Carga e Transporte mat.1ª Cat.c/ Escavadeira 1.200

Leia mais

COMPANHIA METROPOLITANA DE TRANSPORTES COLETIVOS - CMTC

COMPANHIA METROPOLITANA DE TRANSPORTES COLETIVOS - CMTC MT Companhia Metropolitana detransportes Coletivos COMPANHIA METROPOLITANA DE TRANSPORTES COLETIVOS - CMTC Projeto Executivo de Implantação do Corredor Norte Sul com a Solução do Tipo Bus Rapid Transit

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica

MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica PREFEITURA MUNICIPAL DE GALVÃO ESTADO DE SANTA CATARINA MEMORIAL DESCRITIVO Pavimentação Asfáltica Rua Manoel Lustosa Martins Julho 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Execução de pavimentação asfáltica sobre

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPITÃO - RS CAPEAMENTO DIVERSAS RUAS LOCAL: CAPITÃO - RS RUAS EXTENSÃO (m) LARGURA (m) CONCORDÂNCIAS (m2) CANTEIRO (m2) ÁREA TOTAL (m2) RUA 20 DE JULHO 221,00 9,50 4,00 2.103,50

Leia mais

PROJETO BR-116 BR-381 BR 116 BR 381 PESQUISAS E ESTUDOS DE VIABILIDADE DE PPP. Sistema Rodoviário Federal - Minas Gerais.

PROJETO BR-116 BR-381 BR 116 BR 381 PESQUISAS E ESTUDOS DE VIABILIDADE DE PPP. Sistema Rodoviário Federal - Minas Gerais. BNDES PESQUISAS E ESTUDOS DE VIABILIDADE DE PPP Sistema Rodoviário Federal - Minas Gerais GO BA DISTRITO FEDERAL MINAS GERAIS GOIÁS BR 116 BR 040 PROJETO BR-116 BR-381 BR 381 ES SP RJ Produto 3A ESTUDOS

Leia mais

EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011

EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011 EDITAL DE CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA 002/2011 JUAREZ ALVES DA COSTA, PREFEITO MUNICIPAL DE SINOP, ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais e atendendo ao que dispõe a Constituição Federal,

Leia mais

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Coordenação AÇÃO DA Participação Entidade 7 Nova 381... Trajeto rodoviário que ligará Belo Horizonte a Governador Valadares, no estado de Minas Gerais, com

Leia mais

IP-04 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO LEVE E MÉDIO

IP-04 INSTRUÇÃO PARA DIMENSIONAMENTO DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS PARA TRÁFEGO LEVE E MÉDIO 1. OBJETIVO O objetivo deste documento é apresentar as diretrizes para o dimensionamento de pavimentos flexíveis de vias urbanas submetidas a tráfego leve e médio no Município de São Paulo. 2. ESTUDO GEOTÉCNICO

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA - 1 - PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí Carlos Alberto Bley

Leia mais

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 Trecho: Divisa ES/MG - Divisa MG/SP Subtrecho: Rio Una - Entroncamento MG-435 (Caeté) Segmento Atual:

Leia mais

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases:

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases: ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Passarela para Pedestres em Projetos de Engenharia Ferroviária. 2. FASES DO PROJETO O

Leia mais

1.3 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DA OBRA (3,0 x 1,5 m) 74209/001 M² 4,50 232,82 291,03 1.309,64 2 PAVIMENTAÇÃO 952.

1.3 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DA OBRA (3,0 x 1,5 m) 74209/001 M² 4,50 232,82 291,03 1.309,64 2 PAVIMENTAÇÃO 952. PLANILHA DE CUSTO - PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA OBRA: PAVIMENTAÇÃO DE VIAS URBANAS abr/14 LOCAL: DIVERSAS VIAS DO MUNICIPIO DE VAZEA DA PALMA - MG DATA BASE SINAPI: MARÇO/2014 BDI: PRAZO DE EXECUÇÃO: 180 dias

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM EM SISTEMA DE DRENAGEM PROFUNDA NA RODOVIA BR116 TRECHO ALÉM PARAÍBA-TERESÓPOLIS RJ

UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM EM SISTEMA DE DRENAGEM PROFUNDA NA RODOVIA BR116 TRECHO ALÉM PARAÍBA-TERESÓPOLIS RJ UTILIZAÇÃO DE GEOTÊXTIL BIDIM EM SISTEMA DE DRENAGEM PROFUNDA NA RODOVIA BR116 TRECHO ALÉM PARAÍBA-TERESÓPOLIS RJ Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Distribuidor: Geomaks Comércio de Geossintéticos

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA. FICHA DE INSCRIÇÃO PARA QUESTIONAMENTOS (preencha de forma clara, legível e objetiva os campos abaixo)

AUDIÊNCIA PÚBLICA. FICHA DE INSCRIÇÃO PARA QUESTIONAMENTOS (preencha de forma clara, legível e objetiva os campos abaixo) NOME: RENATO SILVA JUNIOR ÓRGÃO/ENTIDADE/EMPRESA: PREFEITURA SANTA LUZIA DO ITANHY Como no trecho do Rio Piaui que liga a zona urbana a zona rural do Município de Estância, logo há um grande fluxo de veiculo

Leia mais

ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS

ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS ANEXO VIII Características Geométricas e Perfis Viários Propostos 1. CARACTERÍSTICAS GEOMÉTRICAS DAS VIAS MUNICIPAIS CATEGORIAS DAS VIAS MUNICIPAIS SEÇÃO NORMAL DA VIA (m) PISTA DE ROLAMENTO (m) FAIXA

Leia mais

ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM SUPERFICIAL. Prof. Vinícius C. Patrizzi

ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM SUPERFICIAL. Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS DRENAGEM SUPERFICIAL Prof. Vinícius C. Patrizzi 2 DRENAGEM SUPERFICIAL DRENAGEM SUPERFICIAL OBJETIVOS INTERCEPTAR AS ÁGUAS QUE POSSAM ATINGIR A PLATAFORMA VIÁRIA E CONDUZI-LAS PARA

Leia mais

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta

AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta AUTOPISTA REGIS BITTENCOURT S.A. CNPJ/MF nº 09.336.431/0001-06 NIRE 35.300.352.335 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 19 DE JULHO DE 2010 1. Data, Hora e Local: Aos

Leia mais

R E P Ú P L I C A F E D E R A T I V A D O B R A S I L M I N I S T É R I O D O S T R A N S P O R T E S

R E P Ú P L I C A F E D E R A T I V A D O B R A S I L M I N I S T É R I O D O S T R A N S P O R T E S R E P Ú P L I C A F E D E R A T I V A D O B R A S I L M I N I S T É R I O D O S T R A N S P O R T E S DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DNIT SUPERINTENDENCIA REGIONAL NO ESTADO DE

Leia mais

Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos. Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba

Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos. Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Soluções Utilizadas pela Prefeitura Municipal de Curitiba nos Pavimentos Urbanos Engª. Manuela do Amaral Marqueño Prefeitura Municipal de Curitiba Apresentação Pavimentos de Concreto em Curitiba Evolução

Leia mais

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI Nº 370, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 Institui a Lei do Sistema Viário do Município de Cafeara, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE CAFEARA APROVA E EU, PREFEITO DO MUNICÍPIO, SANCIONO A SEGUINTE

Leia mais

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM

Secretaria de Logística e Transportes DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM Secretaria de Logística e Transportes Estrutura da Secretaria de Logística e Transportes Pátio 2 Obra Secretaria de Logística e Transportes Porto de São Sebastião Realizações 2011/2012 Descrição Nivelamento

Leia mais

ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL

ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL LEI N. ANEXO XI: INTERVENÇÕES PRIORITÁRIAS NO SISTEMA VIÁRIO MUNICIPAL PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DO IPOJUCA VIAS ARTERIAIS VIA PE-060 PE-038 PE-009 I - Requalificação com sua duplicação em todo o trecho

Leia mais

ÍNDICE. ... 26 5.3.2.2.Qualidade do Ar... 27 5.3.2.3.Nível de Ruído... 28

ÍNDICE. ... 26 5.3.2.2.Qualidade do Ar... 27 5.3.2.3.Nível de Ruído... 28 ÍNDICE I 1.APRESENTAÇÃO... 1 2.IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR, CONSTRUTOR E CONSULTORES...... 3 2.1.Empreendedor... 3 2.2.Construtor... 3 2.3.Consultorias Ambientais... 3 3.EQUIPE TÉCNICA... 4 3.1.Coordenadores...

Leia mais

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012

ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012 29/08/2012 - EDIÇÃO Nº 153- PÁG. 1/8 ÓRGÃO LICITANTE: DER/MG ADIAMENTO EDITAL: CP nº 032/2012 menor preço, para Contratação de Empresa para execução dos serviços abaixo descritos, no Perímetro Urbano de

Leia mais

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS

MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS MEMÓRIA DE CALCULO E ESP.TECNICAS 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte das obras de Pavimentação Asfáltica de 3.511,00m

Leia mais

O presente memorial descritivo tem por finalidade descrever os serviços que compõe a obra de Capeamento Asfáltico nas vias acima descritas.

O presente memorial descritivo tem por finalidade descrever os serviços que compõe a obra de Capeamento Asfáltico nas vias acima descritas. MEMORIAL DESCRITIVO CAPEAMENTO ASFÁLTICO SOBRE PEDRAS IRREGULARES Proprietário: MUNICÍPIO DE ITATIBA DO SUL Local: - Rua Argentina = 5.910,43 m²; - Rua Estados Unidos = 1.528,98 m². Total = 7.439,41 m²

Leia mais

Início E. 2345+13,98. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1. 1 a QUESTÃO

Início E. 2345+13,98. UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Glauber Carvalho Costa Estradas 1. 1 a QUESTÃO 1 a QUESTÃO Supondo que você foi designado para desenvolver o projeto geométrico do Arco Metropolitano do Recife, que corresponderá a uma o obra rodoviária ligando a região norte do estado, próximo ao

Leia mais

3ª ETAPA DE CONCESSÕES RODOVIÁRIAS - FASE 1

3ª ETAPA DE CONCESSÕES RODOVIÁRIAS - FASE 1 BNDES 3ª ETAPA DE CONCESSÕES RODOVIÁRIAS - FASE 1 Sistema Rodoviário Federal - Minas Gerais GO BA DISTRITO FEDERAL MINAS GERAIS GOIÁS BR 116 BR 040 BR 381 ES PROJETO TRECHO NORTE BR-381 SP RJ Produto 3B

Leia mais

7. DA ABERTURA E DO JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS

7. DA ABERTURA E DO JULGAMENTO DA PROPOSTA DE PREÇOS 1ª ERRATA Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Presencial nº 0352/2013-09 O Departamento Nacional de Infraestrutura DNIT, autarquia Federal vinculada ao Ministério dos Transportes, através

Leia mais

ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC. (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa)

ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC. (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa) ANÁLISE EXPEDITA da Situação Física das Obras na Rodovia BR-470/SC (Duplicação e CREMA- 2ª Etapa) Setembro de 2015 Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina - FIESC Glauco José Côrte Presidente

Leia mais

Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM

Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM Capítulo 6 ELEMENTOS GEOMÉTRICOS DAS ESTRADAS DE RODAGEM 6.1. INTRODUÇÃO A geometria de uma estrada é definida pelo traçado do seu eixo em planta e pelos perfis longitudinal e transversal. A Fig. 6.1 apresentada

Leia mais

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO

RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO RECUPERAÇÃO ASFÁLTICA DOS ACESSOS INTERNOS MEMORIAL DESCRITIVO Concórdia, dezembro de 2008 1 - APRESENTAÇÃO Este projeto refere-se à recuperação da pavimentação asfáltica em CAUQ (Concreto Asfáltico Usinado

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO RODOVIÁRIA (CONSERVAÇÃO / RECUPERAÇÃO) PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO (PATO)

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO RODOVIÁRIA (CONSERVAÇÃO / RECUPERAÇÃO) PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO (PATO) M I N I S T É R I O D O S T R A N S P O R T E S DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIDADE LOCAL DE CÁCERES-MT PROGRAMA DE MANUTENÇÃO

Leia mais

NOSSO MIx DE produtos

NOSSO MIx DE produtos MINERAÇÃO CERTIFIED NOSSO MIx DE produtos Estudos e projetos de infraestrutura de rodovias, ferrovias e vias urbanas; Projetos de edificações; Projetos de silos; Projetos de pontes; Projetos de viadutos;

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO RODOVIÁRIA (CONSERVAÇÃO / RECUPERAÇÃO) PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO (PATO)

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO RODOVIÁRIA (CONSERVAÇÃO / RECUPERAÇÃO) PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO (PATO) M I N I S T É R I O D O S T R A N S P O R T E S DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DO ESTADO DE DE MATO GROSSO UNIDADE LOCAL DE CÁCERES-MT PROGRAMA DE MANUTENÇÃO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS ANEXO IV MEMORIAL DESCRITIVO Projeto: Capeamento asfáltico Município: Fontoura Xavier / RS Local: Rua Pedro Azelin da Silva Trecho: Entre a Rua 09 de Julho e a Rua Ernesto Ferreira Maia Área: TRECHO 01:

Leia mais

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320

BALANÇO GERAL - 2014 ANEXO II / 4.320 Aquis./ BALANÇO GERAL - 214 ANEXO II / 4.32 Exercício de 1991 2 - Constr. de meio fios em div. ruas e aven.,2,2 Constr. Pont. cor. sec. loc. Faz. Campo Seco,1,1 Constr. de meio fios div. ruas e av.,1,1

Leia mais

PC 14_Planilha_Rua Israel O.da Silva.xls

PC 14_Planilha_Rua Israel O.da Silva.xls ESTIMATIVA DE CUSTO PONTOS CRÍTICOS: RUA ISRAEL OLIVEIRA DA SILVA. 01 - SERVIÇOS PRELIMINARES 0,00 01.01 - Instalação do canteiro, fornecimento de placas indicativas Un 0,00 0,00 0,00 01.02 - Serviços

Leia mais

Página 1 / 10PC 18 25_Planilha_Lagoa do Natal Shopping_Mirassol.xls

Página 1 / 10PC 18 25_Planilha_Lagoa do Natal Shopping_Mirassol.xls 01 - SERVIÇOS PRELIMINARES 0,00 01.01 - Instalação do canteiro, fornecimento de placas indicativas Un 0,00 0,00 0,00 01.02 - Serviços topográficos, locação e aconpanhamento Mês 0,00 0,00 0,00 01.02 - Elaboração

Leia mais

Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS

Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS Prof. Vinícius C. Patrizzi ESTRADAS E AEROPORTOS Elementos geométricos de uma estrada (Fonte: PONTES FILHO, 1998) GEOMETRIA DE VIAS 1. INTRODUÇÃO: A geometria de uma estrada é definida pelo traçado do

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: pavimentação asfáltica. Município: QUINZE DE NOVEMBRO MEMORIAL DESCRITIVO Obra: pavimentação asfáltica Município: QUINZE DE NOVEMBRO 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução dos serviços e empregos dos materiais que farão parte

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SORRISO Responsável Técnico: CREA/RNP 121120804-4 Unidade Total da Preço da Direto (%) 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 16.364,43 74209/001 1.1 Placa de obra em chapa de aço galvanizado m2 12,50 R$ 389,02 24,11% R$

Leia mais

área da bacia e sua forma; comprimento e declividade do canal mais longo (principal); tipo, recobrimento vegetal, uso da terra, etc.

área da bacia e sua forma; comprimento e declividade do canal mais longo (principal); tipo, recobrimento vegetal, uso da terra, etc. 3.5.4. TEMPO DE RECORRÊNCIA (TR) O tempo de recorrência para o projeto dos dispositivos de drenagem foi fixado, levandose em consideração os seguintes fatores: Importância e segurança da obra; No caso

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG

UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG UTILIZAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM NA RESTAURAÇÃO DO PAVIMENTO DA AVENIDA PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS BELO HORIZONTE MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Leonardo de Carvalho Thimotti

Leia mais

ANEXO VI - ORÇAMENTO

ANEXO VI - ORÇAMENTO ANEXO VI - ORÇAMENTO. PAVIMENTO RUA 24 DE MAIO 426.437,32 8.475,72... Escavação Carga e Transporte mat.ª Cat.c/ Escavadeira.200

Leia mais

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS...

PAVIMENTAÇÃO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PADRONIZADOS... 1/25 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 11 RETIRADA DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 2 12 EXECUÇÃO DE PAVIMENTOS, GUIAS E SARJETAS... 3 13 RECOMPOSIÇÃO DE

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS

MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS PREFEITURA MUNICIPAL DE ASCURRA ESTADO DE SANTA CATARINA CNPJ: 83.102.772/0001-61 MEMORIAL DE CÁLCULO DOS QUANTITATIVOS OBRA: Pavimentação de Rua e Calçada PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Ascurra

Leia mais

DNIT. Requisitos para a qualidade na execução de obras rodoviárias - Procedimento NORMA DNIT 013/2004 - PRO. 2 Referências normativas... 2.

DNIT. Requisitos para a qualidade na execução de obras rodoviárias - Procedimento NORMA DNIT 013/2004 - PRO. 2 Referências normativas... 2. DNIT NORMA DNIT 013/2004 - PRO Requisitos para a qualidade na execução de obras rodoviárias - Procedimento MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES Autor: Diretoria

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA estado do rio grande do sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO INHACORÁ MEMORIAL DESCRITIVO OBRA CALÇAMENTO - PAVIMENTAÇÃO COM PEDRAS IRREGULARES NO PERIMETRO URBANO DE SÃO JOSE DO INHACORA COORDENADAS:

Leia mais

Tabela AVP 27. Investimentos rodoviários aplicados no programa PRODETUR/CE I Projetos e Obras

Tabela AVP 27. Investimentos rodoviários aplicados no programa PRODETUR/CE I Projetos e Obras Fonte: SETUR/2001 Figura AVP 12. Mapa de rodovias do PRODETUR/CE I O conjunto de trechos de rodovias que foi beneficiado pelo PRODETUR/CE I perfaz um total de aproximadamente 252,86 quilômetros com investimentos

Leia mais

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios

Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Página 1 de 9 Noções de Topografia Para Projetos Rodoviarios Capitulos 01 - Requisitos 02 - Etaqpas 03 - Traçado 04 - Trafego e Clssificação 05 - Geometria 06 - Caracteristicas Técnicas 07 - Distancia

Leia mais

w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m

w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m w w w. v e r e d a e n g e n h a r i a. c o m Belo Horizonte - MG Sobre a Vereda Engenharia A Vereda Engenharia Ltda. atua na indústria da construção civil, desde 1986, na construção e comercialização

Leia mais

ÓRGÃO LICITANTE: COPASA MG - AVISO DE ADIAMENTO. EDITAL: CP nº DVLI.1020120265 ÓRGÃO LICITANTE: CODEVASF SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL MONTES CLAROS

ÓRGÃO LICITANTE: COPASA MG - AVISO DE ADIAMENTO. EDITAL: CP nº DVLI.1020120265 ÓRGÃO LICITANTE: CODEVASF SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL MONTES CLAROS 13/12/2012 - EDIÇÃO Nº 221- PÁG. 1/5 ÓRGÃO LICITANTE: COPASA MG - AVISO DE ADIAMENTO EDITAL: CP nº DVLI.1020120265 Endereço: Rua Carangola, 606, Térreo, bairro Santo Antônio, Belo Horizonte/MG. Maiores

Leia mais

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas

20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas 1 Situação das rodovias Chuvas 2013/2014 Atualização: 27/06/2014 17h BA BR-235 Perímetro urbano da cidade de Uaua Km 230 20/12/2013 Rompimento de bueiros e da pista com excesso de águas Equipe no local

Leia mais

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br

Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas www.ibraop.com.br ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT - IBR 001/2006 PROJETO BÁSICO Primeira edição: válida a partir de 07/11/2006 Palavras Chave: Projeto Básico,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto;

MEMORIAL DESCRITIVO. * escavação dos materiais constituintes do terreno natural até o greide de terraplenagem indicado no projeto; MEMORIAL DESCRITIVO Município: Piratini/RS Local da obra: Rua 24 de Maio, Rua Princesa Isabel e Rua Rui Ramos. Área total: 12.057,36 m² 1) Introdução: O presente Memorial Descritivo tem por finalidade

Leia mais

Estudo de Viabilidade de PPP Sistema Rodoviário BR-116/BR-324/BA. Volúmen IV - Avaliação Econômica. Março 2006. (Consultant logo here)

Estudo de Viabilidade de PPP Sistema Rodoviário BR-116/BR-324/BA. Volúmen IV - Avaliação Econômica. Março 2006. (Consultant logo here) Estudo de Viabilidade de PPP Sistema Rodoviário BR-116/BR-324/BA Volúmen IV - Avaliação Econômica Março 2006 (Consultant logo here) TOMO 02 RESTAURAÇÃO E MANUTENÇÃO Índice Página Glossário 02 Seção 01

Leia mais

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00 Data de referência 1-fev-14 ORÇAMENTO Agente Promotor / Proponente Prefeitura Municipal de Correia Pinto Empreendimento Pavimentação Asfaltica, Drenagem Pluvial e Sinalização Viária da Rua Braz Manoel

Leia mais

NOVEMBRO 2013 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO

NOVEMBRO 2013 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO NOVEMBRO 2013 ESTUDO PRELIMINAR PARA IMPLANTAÇÃO DE PONTE SOBRE O RIO SÃO FRANCISCO, ENTRE OS MUNICÍPIOS DE PENEDO/AL E NEÓPOLIS/SE 1º RELATÓRIO DE ANDAMENTO ESTUDO PRELIMINAR PARA IMPLANTAÇÃO DE PONTE

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO TC nº 014.086/2009-0 Fiscalização nº 408/2009 DA FISCALIZAÇÃO Modalidade: conformidade Ato originário: Acórdão 345/2009 - Plenário Objeto da fiscalização: Trechos

Leia mais

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014

Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 INFRAESTRUTURA PARA A COPA 2014 Obras de Mobilidade Urbana em Belo Horizonte COPA 2014 Novembro/12 Agosto/2011 Empreendimentos de Mobilidade Urbana BRT Antônio Carlos/Pedro I Meta 1: Interseção com Av.

Leia mais

LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO

LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO LINHA DO TEMPO DA CONCESSÃO Abril/14 Julho/14 Agosto/14 Outubro/14 Dezembro/14 Abril/15 Via 040 assume a BR-040 Início dos trabalhos de conservação e manutenção, realizados de forma contínua desde então.

Leia mais

OBRAS COMPLEMENTARES PARA RODOVIAS

OBRAS COMPLEMENTARES PARA RODOVIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES OBRAS COMPLEMENTARES PARA RODOVIAS CURSO: ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: TT-401 - TRANSPORTES A PROFESSORES: Djalma Martins

Leia mais

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia

Estado de Mato Grosso PREFEITURA MUNICIPAL DE PRIMAVERA DO LESTE Secretaria Municipal de Infraestrutura Departamento de Engenharia MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DE ROTATÓRIAS, CANTEIROS E FAIXAS ELEVADAS EM DIVERSAS VIAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO Local 1: BORGUETTI; Local 2: Local 3: - RUA DO COMÉRCIO, ENTRE AV. INÁCIO CASTELLI E RUA

Leia mais

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364

RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 RELATÓRIO SITUAÇÃO DA BR 163/364 Fevereiro/2014 1 1. Introdução O Movimento Pró-Logística, que reúne as entidades Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (APROSOJA), Associação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA:

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: SERVIÇOS INICIAIS, CAPEAMENTO ASFÁLTICO, QUEBRA-MOLA, SINALIZAÇÃO E SERVIÇOS FINAIS E COMPLEMENTARES MUNICÍPIO: ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL - RS LOCAL: RUA LUIZ GRAEF ÁREA: 427,20

Leia mais

CURSO DE DRENAGEM DE RODOVIAS

CURSO DE DRENAGEM DE RODOVIAS CURSO DE DRENAGEM DE RODOVIAS - 2 - Engº Marcos Augusto Jabor 2 PROJETO DE DRENAGEM Normas ( Diâmetros mínimos e máximos, carga hidráulica, velocidades máximas); Materiais (tubos); Drenagem Superficial

Leia mais

TERRAPLENAGEM Conceitos Básicos de Terraplenagem Definição Operações básicas da terraplenagem: Classificação dos materiais:

TERRAPLENAGEM Conceitos Básicos de Terraplenagem Definição Operações básicas da terraplenagem: Classificação dos materiais: - Conceitos Básicos de Terraplenagem - Elaboração do Projeto de terraplenagem - Movimento de terra Cálculo de volumes, DMT e notas de serviço - Diagrama de Bruckner - Execução de terraplenagem- equipamentos

Leia mais

01 MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DUPLICAÇÃO DA CIRCULAR URBANA - 3ª FASE

01 MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DUPLICAÇÃO DA CIRCULAR URBANA - 3ª FASE 01 MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA DUPLICAÇÃO DA CIRCULAR URBANA - 3ª FASE 1. Considerações Gerais O estudo que se apresenta respeita à 3ª fase da duplicação da circular urbana e tem como principal

Leia mais

As águas podem causar inúmeros problemas nas estradas, dentre os quais:

As águas podem causar inúmeros problemas nas estradas, dentre os quais: Estradas 2 Segunda Parte Drenagem Uma estrada é construída para permitir o tráfego em qualquer condição climática. No Brasil isto é essencialmente verdade nas estações chuvosas, onde ocorrem alagamentos.

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO 1 RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO - SINTÉTICO TC 006.396/2012-7 Fiscalização 208/2012 DA FISCALIZAÇÃO Modalidade: conformidade Ato originário: Acórdão 2.382/2011 - Plenário Objeto da fiscalização: Obras de Revitalização

Leia mais

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01

Ensaios Geotécnicos Material do subleito os ensaios estão apresentados no quadro 01 PROCEDIMENTO PARA DIMENSIONAR PAVIMENTAÇÃO EM VIAS DE TRÁFEGO LEVE E MUITO LEVE DA PMSP PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO/P01 1 Introdução Apresenta-se os procedimentos das diretrizes para o dimensionamento

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS OBRA: Pavimentação Asfáltica Tipo CBUQ, sobre Pavimentação de Pedra Irregular na Rua 1 - INTRODUÇÃO Tem este por finalidade orientar e especificar a execução

Leia mais

Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160) Trecho: Romelândia / Anchieta

Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160) Trecho: Romelândia / Anchieta SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA DEINFRA Departamento Estadual de Infraestrutura Projeto Executivo de Engenharia Rodoviária para as Obras de Implantação e Pavimentação da Rodovia SC-471 (nova SC-160)

Leia mais

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas

Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Um novo caminho para o desenvolvimento de Minas Coordenação AÇÃO DA Participação Entidade 7 Nova 381... Trajeto rodoviário que ligará Belo Horizonte a Governador Valadares, no estado de Minas Gerais, com

Leia mais

Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso

Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso Faixa de Domínio Solicitação para adequação/regularização de acesso Nos termos do Contrato de Concessão, bem como dos regulamentos administrativos impostos pelo Poder Concedente, compete à ECO101 Concessionária

Leia mais

Ecoplan Engenharia Ltda. Rua Felicíssimo de Azevedo 924 Porto Alegre/RS Fone 051-3342-8990 - http://www.ecoplan.com.br/

Ecoplan Engenharia Ltda. Rua Felicíssimo de Azevedo 924 Porto Alegre/RS Fone 051-3342-8990 - http://www.ecoplan.com.br/ SUMÁRIO 1 PROJETO BÁSICO AMBIENTAL ASPECTOS GERAIS 1-1 1.1 Apresentação 1-1 1.2 Identificação da Empresa Consultora 1-3 1.3 Equipe Técnica 1-4 1.4 Informações Gerais 1-5 1.5 Projeto Executivo 1-8 1.6 EIA/RIMA

Leia mais

Aquisição de Equipamentos Necessários para o Patrulhamento das Rodovias e Estradas Federais

Aquisição de Equipamentos Necessários para o Patrulhamento das Rodovias e Estradas Federais Secretaria de Orçamento Programa 0663 SEGURANÇA NAS RODOVIAS FEDERAIS Objetivo Reduzir a incidência de acidentes de trânsito nas rodovias federais. Público Alvo Usuários das rodovias federais Ações Orçamentárias

Leia mais