CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC)"

Transcrição

1 CONTROLE DA QUALIDADE TOTAL (TQC) Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT 1

2 Objetivos de uma empresa Objetivo principal Pessoas Meios Satisfação das necessidades das pessoas CONSUMIDORES EMPREGADOS ACIONISTAS VIZINHOS Qualidade Crescimento do ser humano Produtividade Contribuição social 2 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

3 Componentes da Qualidade Total Qualidade Total (Para satisfazer as necessidades das pessoas) Dimensões da Qualidade Total Qualidade Custo Entrega Moral Produto/Serviço Rotina Custo Preço Prazo certo Local certo Quantidade certa Empregados Pessoas Atingidas Cliente, Vizinho Cliente, Acionista, Empregado e Vizinho Cliente Empregado Segurança Empregados Usuários Cliente, Empregado, Vizinho 3 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

4 Controle da Qualidade Total (TQC) O significado de TQC poderia ser melhor entendido se fizéssemos uma equação: TQC = (CONTROLE + QUALIDADE) TOTAL TQC = CONTROLE TOTAL + QUALIDADE TOTAL 4 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

5 Controle da Qualidade Total (TQC) O Que é controle total? É o controle exercido por todas as pessoas da empresa, de forma harmônica (sistêmica) e metódica (baseada no PDCA). O Que é qualidade total? É o verdadeiro objetivo de qualquer organização humana. satisfação das necessidades de todas as pessoas. TQC é o controle exercido por todas as pessoas para a satisfação das necessidades de todas as pessoas. 5 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

6 Controle da Qualidade Total (TQC) Princípios básicos do TQC Japonês Qualidade em primeiro lugar. Satisfação total do cliente; Market-in. Orientação pelo cliente; O próximo processo é um cliente; Gerenciamento com base em fatos. Abordagem científica; Controle de processo. O processo deve ser gerenciado e controlado. (Quando o mau resultado ocorre a ação é tardia); 6 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

7 Controle da Qualidade Total (TQC) Princípios básicos do TQC Japonês Controle à montante. Prevenir a origem dos problemas cada vez mais à montante. Qualidade é determinada durante os processos de marketing, P&D, engenharia do produto e processo; Atenção prioritária aos problemas mais críticos; Ação preventiva para prevenir problemas recorrentes (o mesmo problema pela mesma causa); Gerenciamento participativo. Respeito pelo trabalhador. Envolvimento total; Comprometimento da alta gerência e direção. 7 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

8 Controle da Qualidade Total (TQC) Controle de Processo O controle de processo é a essência do gerenciamento em todos os níveis hierárquicos da empresa, desde o presidente até os operadores. O primeiro passo no entendimento do controle de processo é a compreensão da relacionamento de Causa-e- Efeito. Sempre que algo ocorre (efeito, fim, resultado) existe um conjunto de causas (meios) que podem ter influenciado. 8 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

9 Relacionamento de Causa e Efeito Causas terciárias Causas secundárias Causas primárias Espinha dorsal Característica Características (efeitos) Fatores (causas) Diagrama de Causa e Efeito ou Diagrama de espinha de Peixe ou Diagrama de Ishikawa 9 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

10 Diagrama de Causa e Efeito Mão-de-obra Medidas Matéria Prima Físico Mental Informação Procedimento Instrução Método Fornecedores Instrumento Fornecimento próprio Manutenção Manutenção Oficina Deteriorização Clima Máquina Meio Ambiente Efeito (Características da qualidade) (Item de controle) Fatores (causas) PROCESSO Fatores de Qualidade Itens de Verificação 10 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

11 Controle da Qualidade Total (TQC) Itens de Controle de um Processo Os itens de controle de um processo são índices numéricos estabelecidos sobre os principais efeitos de cada processo para medir a sua qualidade total. Os itens de verificação de um processo são índices numéricos estabelecidos sobre as principais causas que afetam determinado item de controle. 11 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

12 O Que é um problema? Um problema é o resultado indesejável de um processo O problema de cada um é a SUA meta não alcançada Problema Nível desejado para o item de controle Nível alcançado pelo item de controle 12 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

13 Exemplos de problema: Retrabalho Acidente Reclamações Sucata Atraso Defeito Custo Elevado Prejuízo Devoluções Baixo Faturamento Qualidade Ruim Metas não atingidas 13 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

14 Método de Controle de Processo Se você não tem um item de controle, você não gerencia Kaoru Ishikawa Método, é uma palavra de origem grega e é a soma das palavras: META além de HODOS caminho Método caminho para se chegar a um ponto além do caminho 14 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

15 Ciclo PDCA de Controle de Processo AGIR sobre as causas, em caso de não atingimento do planejado A P PLANEJAR onde se quer chegar: META Definir como chegar lá: MEIOS VERIFICAR os resultados obtidos, comparando-os com as Metas C D CAPACITAR as pessoas, se necessário EXECUTAR o que foi planejado 15 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

16 Ciclo PDCA para melhorias ( QC STORY ) Conclusão Identificação do problema 1 8 Observação 2 Padronização 7 3 Análise A 4 Plano de Ação P C D Verificação 6 5 Ação 16 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

17 O Conceito de Melhoria Contínua ROTINA NÍVEL DO RESULTADO A C S D PROCESSO EXISTENTE A P MELHORIA C D TEMPO INOVAÇÃO A P C D NOVO PROCESSO PROCESSO EXISTENTE 17 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

18 Manutenção (Ciclo SDCA) Melhoria (Ciclo PDCA) S D Meta Padrão POP Execução P Problema Observação Análise Plano de Ação C A S 4 efetivo? N 5 Verificação Ação Corretiva D C S 5 6 efetivo? N Execução Verificação A 7 8 Padronização Conclusão 18 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

19 Programas Participativos São programas que promovem o crescimento do ser humano à nível de operadores: CCQ Sistema de Sugestões Programa de Reuniões-Relâmpago Programa 5S 19 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

20 Círculos de Controle de Qualidade (CCQ) Objetivo: Busca a motivação do ser humano Os grupos desenvolvem atividades voltadas para a identificação e resolução de problemas. Localizar, examinar, analisar e solucionar problemas não só relacionados com a qualidade como também referentes à produtividade, segurança, relações no trabalho, custo, arrumação, limpeza da organização... É um programa que pode ser utilizado para desenvolver a sensibilidade e a tenacidade para mudanças, promovendo o crescimento do ser humano. 20 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

21 Círculos de Controle de Qualidade (CCQ) O CCQ é: Um grupo pequeno Que conduz de forma voluntária atividades de controle da qualidade Caracteristicas: Continuidade (melhoria contínua) Desenvolve e promove o auto-desenvolvimento e o mútuodesenvolvimento Foco na rotina de melhorias através do uso de técnicas de controle da qualidade Participação de todos os membros da organização 21 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

22 Círculos de Controle de Qualidade (CCQ) As idéias básicas por trás das atividades de CCQ são: Contribuir para a melhoria e desenvolvimento da empresa, Respeitar a natureza humana construir um local de trabalho alegre e brilhante no qual vale a pena viver Fornecer às pessoas uma oportunidade de participar criativamente em assuntos relacionados com suas próprias atividades 22 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

23 Sistemas de sugestões Objetivo: Participação e envolvimento de todas as pessoas da Organização (de todos os níveis). Pontos chaves: Motivar a proposição de melhorias para as organizações Possibilitar o envolvimento das pessoas em atividades criativas Deixar claro que maioria das idéias envolve efeitos pequenos 23 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

24 Programas de Reunião-Relâmpago Objetivo: Manter a atenção máxima dos envolvidos através de aulas/palestras de 5 15 minutos no máximo. Pontos chaves: Reuniões conduzidas nos locais de trabalho, em pé, antes do início de cada turno, nas segundas feiras. Dos quatros encontros mensais, três são conduzidos pelo supervisor da turma e um pela chefia da empresa. Melhoria do relacionamento Chefia-Subordinado 24 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

25 Programa 5S SEIRI Senso de UTILIZAÇÃO SEITON Senso de ORDENAÇÃO SEISO Senso de LIMPEZA SEIKETSU Senso de ASSEIO 25 UDESC/CCT ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS - Disciplina Gerência da Qualidade Prof. Leandro Zvirtes

Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT

Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Objetivos de uma empresa Objetivo principal Pessoas Meios Satisfação das necessidades das pessoas CONSUMIDORES EMPREGADOS ACIONISTAS VIZINHOS Qualidade Crescimento

Leia mais

Os Recursos Humanos e o TQM

Os Recursos Humanos e o TQM Os Recursos Humanos e o TQM Considerações Iniciais> Círculos de Controle de Qualidade> Trabalhos em equipes> > PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Os Recursos Humanos e o TQM TQM conjugação de métodos

Leia mais

Disciplina: Gestão da Qualidade

Disciplina: Gestão da Qualidade Disciplina: Gestão da Qualidade Controle do Processo pelo PDCA 1ª Parte Prof. Fernando Porto Introdução É comum encontrar gerentes e diretores que acham que, quando ocorrem maus resultados, saem com a

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Aula 09 Prof. Ewerton Monti Objetivo principal das empresas: Satisfação das necessidades das pessoas. Incluindo consumidores, empregados, acionistas, sociedade, fornecedores

Leia mais

Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho

Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho Unidade II SISTEMA DE QUALIDADE Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho Sistemas e Ferramentas de Gestão da Qualidade Estudaremos neste módulo técnicas e metodologias trabalhadas na área da administração

Leia mais

TQM Total Quality Management

TQM Total Quality Management TQM Total Quality Management Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT O que é TQM? Administração da Qualidade Total total quality management (TQM) Pode ser visto como uma extensão lógica da maneira como a

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS O que é Qualidade Entender o ciclo PDCA Apresentar técnicas para garantir a qualidade de software Apresentar ferramentas para

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento. Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento. Instrutor: José Roberto Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto 5 S Introdução PROGRAMA 5 S Surgiu no Japão final da década de 60 - É a visão sistêmica de todos os agentes envolvidos no processo produtivo,

Leia mais

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO OBJETIVOS DESTE ENCONTRO Apresentar e facilitar o entendimento dos Critérios da Modalidade Processo. Entender como demonstrar resultados requeridos nesta modalidade. 2 1 CRONOGRAMA 2010 ATIVIDADE MAR ABR

Leia mais

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015

9º ENTEC Encontro de Tecnologia: 23 a 28 de novembro de 2015 PROJETO DE CONSULTORIA EMPRESARIAL CendyVenancio de Resende¹; Fabiana Roberta Santos²; Isabelle Bisinoto Alves da Silva³, Roberto Saito 4 ; Yago Vieira Castanheira 5 ; Wagner Cardoso 6 ; 1,2,3,4,5,6 Universidade

Leia mais

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I CAPÍTULO 2 METODOLOGIAS DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS. Aula 07 PDCA

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I CAPÍTULO 2 METODOLOGIAS DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS. Aula 07 PDCA DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I CAPÍTULO 2 METODOLOGIAS DE ANÁLISE E SOLUÇÃO DE PROBLEMAS Aula 07 PDCA 2 Qual é uma tarefa constante para profissionais de todas as áreas? Como o PDCA se encaixa nisso?

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL)

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) EVOLUÇÃO DA ORGANIZAÇÃO ONTEM (MERCADO FECHADO E PROTEGIDO): CUSTOS + LUCRO = PREÇO DE VENDA A PROTEÇÃO AMBIENTAL é vista como um fator de

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE

MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE MOTIVAÇÃO PARA A QUALIDADE Irene Szyszka 07/11/2002 Lucem Sistemas Integrados de Gestão - Direitos Reservados 1 O QUE É MOTIVAÇÃO? MOTIVOS PARA AÇÃO??? Segundo Michaelis: Ato de motivar. Espécie de energia

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE TOTAL TOTAL QUALITY MANAGEMENT

GESTÃO DA QUALIDADE TOTAL TOTAL QUALITY MANAGEMENT GESTÃO DA QUALIDADE TOTAL TOTAL QUALITY MANAGEMENT FILME O PROBLEMA NÃO É MEU!!!! Conceituação de TQM TQM é o sistema de atividades dirigidas para se atingir clientes satisfeitos (delighted), empregados

Leia mais

Aula 03 Conceitos Atuais de Manutenção

Aula 03 Conceitos Atuais de Manutenção TPM. (Total Productive Maintenance): O TPM consiste em um procedimento de administração da manutenção que teve início por volta dos anos 50 e apresentou resultados expressivos na economia Japonesa na década

Leia mais

Gestão de Processos. Tópico 4. Ferramentas de Qualidade: PDCA

Gestão de Processos. Tópico 4. Ferramentas de Qualidade: PDCA Gestão de Processos Tópico 4 Ferramentas de Qualidade: PDCA Sumário 1. O que é o Ciclo PDCA... 3 2. Importância do Ciclo PDCA... 3 3. Etapas do Ciclo PDCA... 3 3.1 Planejar (PLAN)... 3 3.1.1 Qual é o problema/processo

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos Controle da Qualidade Total (CQT) Histórico Pré-história * Rebuscar ferramentas de caça Idade Média * Guildas - instituíam punições para os membros que produziam produtos de qualidade inferior; * Reis

Leia mais

Introdução à Qualidade

Introdução à Qualidade Introdução à Qualidade Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT 1 Introdução A Gerência da Qualidade quando focada na busca pela Qualidade Total possibilita a empresa dirigir seus esforços para: Melhorar de

Leia mais

Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde. Profª Melissa Rodrigues de Lara

Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde. Profª Melissa Rodrigues de Lara Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde Com o fenômeno da globalização da economia, aliado ao código do consumidor, as exigências do mercado consumidor, coloca as empresas e hospitais em desafio frente aos novos

Leia mais

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 1. A Norma NBR ISO 9001:2000 A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 A ISO International Organization for Standardization, entidade internacional responsável

Leia mais

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Apresentação da Professora. Aula 1. Contextualização. Organização da Aula. Função e Objetivos da Qualidade

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Apresentação da Professora. Aula 1. Contextualização. Organização da Aula. Função e Objetivos da Qualidade Técnicas e Ferramentas da Qualidade Aula 1 Apresentação da Professora Profa. Rosinda Angela da Silva Organização da Aula Visão geral da área de Qualidade A importância do uso de Ferramentas Qualificação

Leia mais

Ref.: COMO GERENCIAR CONTRATOS COM EMPREITEIROS

Ref.: COMO GERENCIAR CONTRATOS COM EMPREITEIROS FSP Faculdade Sudoeste Paulista Departamento de Engenharia Civil Docente: Eng. Ana Lúcia de Oliveira Daré, Prof. M.Sc. Ref.: COMO GERENCIAR CONTRATOS COM EMPREITEIROS COMO GERENCIAR CONTRATOS COM EMPREITEIROS

Leia mais

Gestão da Qualidade 1

Gestão da Qualidade 1 Gestão da Qualidade 1 Gestão da Qualidade Total (TQM) 2 QUALIDADE TOTAL GARANTIA DA QUALIDADE CONTROLE DA QUALIDADE INSPEÇÃO PROCESSO PREVENÇÃO PESSOAS 3 Oito princípios de Gestão da Qualidade Foco no

Leia mais

Gestão da Produção EEL - USP. Bruno H. S. Julio Paula Gagliardo Rafael A. de Oliveira Raquel Mesquita Renata Rezende

Gestão da Produção EEL - USP. Bruno H. S. Julio Paula Gagliardo Rafael A. de Oliveira Raquel Mesquita Renata Rezende Gestão da Produção EEL - USP Bruno H. S. Julio Paula Gagliardo Rafael A. de Oliveira Raquel Mesquita Renata Rezende KAI ZEN Mudar Bom Mudar para melhor Aperfeiçoamento constante MELHORIA CONTÍNUA MUDANÇAS

Leia mais

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA)

TOTAL GERAL 1.000 ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (OPTATIVA) ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM RECURSOS HUMANOS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4021 19/12/2013 Rev. 01 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 469 de 24/11/2009. DECRETO No 2.929, de 21 de dezembro de

Leia mais

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL 1 MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL A manutenção produtiva total, conhecida pela sigla TPM, que tem origem nas palavras em inglês total productive maintenance. 5 1 MANUTENÇÃO PRODUTIVA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL UNIFEBE Centro Universitário de Brusque Engenharia Civil Construção Civil II SISTEMA DE GESTÃO DA DEFESA CIVIL/SC 300 CASAS QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL Prof. Diogo Visconti GESTÃO DA QUALIDADE NORMALIZAÇÃO

Leia mais

Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores

Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores Escola Politécnica da USP Curso de Engenharia Ambiental Modelo de Gestão, Política Ambiental, Missão, Visão e Valores Princípios da Gestão Ambiental 1 Prioridade corporativa 9 - Pesquisa 2 Gestão Integrada

Leia mais

Organização e funcionalidade interna da Comunidade Terapêutica ( 5S )

Organização e funcionalidade interna da Comunidade Terapêutica ( 5S ) Capacitação - Monitores Organização e funcionalidade interna da Comunidade Terapêutica ( 5S ) Capacitação Monitores 1 Capacitação Monitores Organização e funcionalidade O 5s é uma prática desenvolvida

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 2

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 2 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Gestão Aplicada a SST Segurança e Saúde do Trabalho AULA 2 COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTA AULA Os fundamentos do 5S e 8S ; Princípios de Gestão

Leia mais

Ferramentas da Qualidade. Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT

Ferramentas da Qualidade. Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Ferramentas da Qualidade Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT DIAGRAMA DE CAUSA-E-EFEITO Diagrama de Causa e Efeito O Diagrama de Causa e Efeito é uma ferramenta utilizada para apresentar a relação existente

Leia mais

O QUE É UM SISTEMA DE GESTÃO?

O QUE É UM SISTEMA DE GESTÃO? O QUE É UM SISTEMA DE GESTÃO? É UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DOS FATORES DE PRODUÇÃO, MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, PROCESSOS E RECURSOS HUMANOS, VOLTADOS PARA A SOBREVIVÊNCIA DA EMPRESA, ATRAVÉS DA BUSCA CONSTANTE

Leia mais

Sistema da Gestão da Qualidade. Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original

Sistema da Gestão da Qualidade. Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original Sistema da Gestão da Qualidade Agradecimentos ao Prof. Robson Gama pela criação da apresentação original 1 CONCEITO QUALIDADE O que é Qualidade? 2 Qualidade Conjunto de características de um objeto ou

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos ISO 9001:2008 GESTÃO DE QUALIDADE O que é ISO? ISO = palavra grega que significa Igualdade O Comitê - ISO A Organização Internacional de Normalização (ISO) tem sede em Genebra na Suíça, com o propósito

Leia mais

PROGRAMA 5S. Uma dose de BOM SENSO em tudo o que a gente faz.

PROGRAMA 5S. Uma dose de BOM SENSO em tudo o que a gente faz. Uma dose de BOM SENSO em tudo o que a gente faz. Deve-se ter em mente: que não há nada mais difícil de executar, nem de sucesso mais duvidoso, nem mais perigoso de se conduzir, do que iniciar uma nova

Leia mais

PROGRAMA 5 S. Jailson de Souza* Reginaldo Otto Nau** Centro Universitário Leonardo da Vinci-UNIASSELVI

PROGRAMA 5 S. Jailson de Souza* Reginaldo Otto Nau** Centro Universitário Leonardo da Vinci-UNIASSELVI PROGRAMA 5 S Jailson de Souza* Reginaldo Otto Nau** Centro Universitário Leonardo da Vinci-UNIASSELVI RESUMO O programa 5s surgiu no Japão, na década de 50. É formado de 5 sensos, que em japonês todos

Leia mais

Sensibilizando para Organização e Limpeza

Sensibilizando para Organização e Limpeza Sensibilizando para Organização e Limpeza Origens 1 9 5 0 Kaoru Ishikawa Japão Pós-Guerra Também conhecido como Housekeeping... promove uma revolução dentro das empresas Objetivos Melhorar a qualidade

Leia mais

CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Professor ADERSON Castro, Me. MATERIAL DIDÁTICO 1º.sem/2013.

CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Professor ADERSON Castro, Me. MATERIAL DIDÁTICO 1º.sem/2013. BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: QUALIDADE EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Professor ADERSON Castro, Me. MATERIAL DIDÁTICO 1º.sem/2013. Fonte:

Leia mais

Os 5 sensos da qualidade. Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior

Os 5 sensos da qualidade. Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior Os 5 sensos da qualidade Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior Principal objetivo da Técnica dos 5S Melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores, diminuindo os

Leia mais

Introdução ao CEP- Controle Estatístico de Processo

Introdução ao CEP- Controle Estatístico de Processo Introdução ao CEP- Controle Estatístico de Processo Prof. José Carlos de Toledo GEPEQ Grupo de Estudo e Pesquisa em Qualidade DEP- UFSCar 1. A METODOLOGIA DO CONTROLE DA QUALIDADE E O CEP O controle da

Leia mais

Capítulo 5 Gerenciamento do Escopo do projeto. Introdução. Antes de iniciarmos vamos pensar um pouco.

Capítulo 5 Gerenciamento do Escopo do projeto. Introdução. Antes de iniciarmos vamos pensar um pouco. Capítulo 5 Gerenciamento do Escopo do projeto 1 Introdução Antes de iniciarmos vamos pensar um pouco. 2 Introdução 3 Introdução 4 Introdução 5 Introdução O projeto se inicia com a definição de quais objetivos

Leia mais

FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA

FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA O 5S se baseia em cinco passos aparentemente muito simples para embasar o desenvolvimento da qualidade. São eles: organização,

Leia mais

2.6 Conceito de controle de processo...47 2.6.1 Manutenção de equipamentos e processo gerencial...48 2.7 GQT e atividades de manutenção de

2.6 Conceito de controle de processo...47 2.6.1 Manutenção de equipamentos e processo gerencial...48 2.7 GQT e atividades de manutenção de Sumário Prefácio à 2ª edição...11 Prefácio...13 1 Visão geral da manutenção de equipamentos...17 1.1 Introdução...19 1.2 Conceito de manutenção...19 1.3 Abrangência das atividades de manutenção...21 1.4

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Prof. Sam da Silva Devincenzi sam.devincenzi@gmail.com Princípios da Qualidade Total 1. Total satisfação dos clientes 2. Gerência participativa 3. Desenvolvimento dos recursos humanos

Leia mais

AS SETE FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira

AS SETE FERRAMENTAS DA QUALIDADE. Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira AS SETE FERRAMENTAS DA QUALIDADE Disciplina: GESTÃO DE PROCESSOS E QUALIDADE Prof. Afonso Celso M. Madeira 3º semestre ISHIKAWA: classificou as técnicas de controle estatístico em três grupos de complexidade

Leia mais

Módulo 3 Indícios de 5S, etapas para implantação do 5S e exercícios

Módulo 3 Indícios de 5S, etapas para implantação do 5S e exercícios Módulo 3 Indícios de 5S, etapas para implantação do 5S e exercícios Indícios para 5S 2. Odor 3. Ruído TEMA 1. Iluminação 4. Vibração 5. Temperatura 6. Pó e poeira 7. Material tóxico, volátil e/ou explosivo

Leia mais

Projeto: Campanha de Eficiência (conscientização) - Outubro JD Engenharia

Projeto: Campanha de Eficiência (conscientização) - Outubro JD Engenharia Projeto: Campanha de Eficiência (conscientização) - Outubro 2009 JD Engenharia Ampliar relacionamento de parceria, visando a satisfação das partes interessadas. Buscar a melhoria contínua no sistema de

Leia mais

A importância estratégica do gerenciamento e mapeamento de processos. Plataforma da Informação

A importância estratégica do gerenciamento e mapeamento de processos. Plataforma da Informação A importância estratégica do gerenciamento e mapeamento de processos. Plataforma da Informação Prazer, Vitor Mol 2012.2 Analista de Qualidade 2013 Diretor de Qualidade 2014 Presidente 2015 Presidente do

Leia mais

Gestão Estratégica da Qualidade

Gestão Estratégica da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Gestão Estratégica da Qualidade Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Aula 2 16/08 Objetivo: relembrar o que foi dado, tirar possíveis dúvidas

Leia mais

Gestão Estratégica da Qualidade

Gestão Estratégica da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Gestão Estratégica da Qualidade Aula Revisão 06/09 Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Questões 1 Como pode ser definida a 1ª fase da qualidade?

Leia mais

Controle da qualidade total definição

Controle da qualidade total definição Controle da qualidade total definição Introdução O objetivo principal de uma empresa que está inserida numa sociedade é atender às demandas das pessoas, que também podem ser chamados de clientes, de consumidores,

Leia mais

CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DA QUALIDADE INDUSTRIAL

CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DA QUALIDADE INDUSTRIAL CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DA QUALIDADE INDUSTRIAL OS PRIMÓRDIOS DA QUALIDADE Egípcio Imhotep (pai do controle do processo antigo): OBEDIÊNCIA A PADRÕES ERA A CHAVE PARA A QUALIDADE DO PRODUTO FINAL

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

DPS1037 SISTEMAS DA QUALIDADE II ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFSM O QUE É QUALIDADE? TÓPICOS DESTA AULA. Contexto histórico. Definições de qualidade

DPS1037 SISTEMAS DA QUALIDADE II ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFSM O QUE É QUALIDADE? TÓPICOS DESTA AULA. Contexto histórico. Definições de qualidade Cronograma parcial DPS1037 Morgana Pizzolato, Dr a. Aula 01 Introdução à Engenharia da Qualidade DPS1037 SISTEMAS DA QUALIDADE II ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFSM Data Aula Conteúdo 10/ago 1 Introdução à Engenharia

Leia mais

Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação) Act (Ação)

Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação) Act (Ação) MODELO PDCA O ciclo PDCA tem por princípio tornar mais claros e ágeis os processos envolvidos na execução da gestão da qualidade, dividindo-a em 4 passos: Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação)

Leia mais

Introdução à Qualidade

Introdução à Qualidade Introdução à Qualidade Professora MSc Ketlin Cristine Batista Mancinelli Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Disciplina: Gerência da Qualidade

Leia mais

Unidade 3 Inspeção para aceitação. Prof a. Dr a. Luciana Leite

Unidade 3 Inspeção para aceitação. Prof a. Dr a. Luciana Leite Unidade 3 Inspeção para aceitação Prof a. Dr a. Luciana Leite Conteúdo 3.1 Inspeção da Qualidade 3.2 Riscos e parâmetros 3.3 Tipos de amostragem 3.4 Planos de amostragem 3.5 Inspeção Retificadora Inspeção

Leia mais

Primeira Fase - Identificar

Primeira Fase - Identificar PROJETO PARA MELHORIA DA QUALIDADE DOS REBANHOS NACIONAIS Este projeto é constituido de duas fases consequentes: 1ª Identificação das doenças que acometem os rebanhos brasileiros; 2ª Aplicação de medidas

Leia mais

PDCA. Imaginem a seguinte situação: Após lavar a louça do café da manhã a torneira da cozinha não fecha... A água sai continuamente...

PDCA. Imaginem a seguinte situação: Após lavar a louça do café da manhã a torneira da cozinha não fecha... A água sai continuamente... PDCA PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Imaginem a seguinte situação: Após lavar a louça do café da manhã a torneira da cozinha não fecha... A água sai continuamente... O que fazer?? Gerência da Qualidade

Leia mais

Qualidade Conceitos Fundamentais

Qualidade Conceitos Fundamentais Qualidade Conceitos Fundamentais Qualidade significa satisfação dos usuários: produtos ou serviços que satisfazem as necessidades e expectativas dos usuários J. R. Tony Arnold Qualidade e política de

Leia mais

QUALIDADE TOTAL NAS EMPRESAS

QUALIDADE TOTAL NAS EMPRESAS QUALIDADE TOTAL NAS EMPRESAS PREFÁCIO O Programa 5S surgiu, no início da década de 1960, quando a equipe do Prof. Kaoru Ishikawa lançou um método de combate aos desperdícios visando otimizar os parcos

Leia mais

GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO

GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO DO PROJETO Gestão de Projetos de Infraestrutura Luciano Rodrigues de Souza GESTÃO DO TEMPO Começar um trabalho sem planejá-lo primeiro, ou seja, partir para o AGIR antes do PENSAR em como agir. Fazer atividades

Leia mais

Análise do Processo. Análise do Processo QUALIDADE NA GESTÃO DO NEGÓCIO. Participantes. Método ou Ferramenta

Análise do Processo. Análise do Processo QUALIDADE NA GESTÃO DO NEGÓCIO. Participantes. Método ou Ferramenta Análise do Processo QUALIDADE NA GESTÃO DO NEGÓCIO Aula 5: MASP Metodologia de Análise e Solução de Problemas Prof. Marco Aurelio Albernaz A análise de processo é uma seqüência de procedimentos lógicos,

Leia mais

(DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE)

(DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE) 1/9 (DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE) Elaborado Aprovado Adilson Ferreira Nunes (Gestor do SGQ) Mauricio de Souza (Supervisor Compras) 2/9 Índice 1. O MANUAL DO FORNECEDOR... 3 INTRUDUÇÃO...

Leia mais

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS)

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS) SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE FAMÍLIA NBR ISO 9000 INDEXAÇÃO TEMÁTICA Abordagem de processo [VT: Princípios de Gestão da Qualidade] 0.2 / 2.4 0.2 / 4.3 0.2 Abordagem de sistemas de gestão da qualidade

Leia mais

Introdução FERRAMENTAS PARA A GESTÃO DA QUALIDADE. Introdução. Ferramentas para a gestão da qualidade

Introdução FERRAMENTAS PARA A GESTÃO DA QUALIDADE. Introdução. Ferramentas para a gestão da qualidade Introdução FERRAMENTAS PARA A GESTÃO DA QUALIDADE Ferramentas da Qualidade são técnicas utilizadas para definir, mensurar, analisar e propor soluções para os problemas que interferem no bom desempenho

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA.

UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA. UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA. MELHORES PRÁTICAS DE GESTÃO UNESP ÁGUAS DE LINDÓIA/SP SETEMBRO/2010 Introdução O entendimento

Leia mais

Método de Análise e Solução de Problemas PROGRAMA DE QUALIDADE USP. Tópicos principais: MÉTODO PDCA. 1 Método PDCA para gerenciamento de melhorias.

Método de Análise e Solução de Problemas PROGRAMA DE QUALIDADE USP. Tópicos principais: MÉTODO PDCA. 1 Método PDCA para gerenciamento de melhorias. Método de Análise e Solução de Problemas PROGRAMA DE QUALIDADE USP Ano 2006 Prof. Jésus L. Gomes Tópicos principais: 1 Método PDCA para gerenciamento de melhorias. 2 Abordagem para identificação de problemas

Leia mais

Controle da Qualidade Total

Controle da Qualidade Total Capítulo 6 Controle da Qualidade Total Flávia Leite Soares 1, Willame Pereira de Oliveira 2 [amlv1] Comentário: Incluir rodap[e para e-mail. Willame: Incluido. Falta email da Flavia. Este capítulo tem

Leia mais

Elaboração e implantação de um plano de manutenção produtiva total (TPM) em uma fazenda do município de Medeiros MG

Elaboração e implantação de um plano de manutenção produtiva total (TPM) em uma fazenda do município de Medeiros MG Elaboração e implantação de um plano de manutenção produtiva total (TPM) em uma fazenda do município de Medeiros MG Estefânia Paula da Silva (1) ; Rafaela Leite das Chagas (1) ; Rodrigo Caetano Costa (2)

Leia mais

GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO

GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO GERENCIAMENTO DA QUALIDADE DO PROJETO Planejar a Qualidade O gerenciamento da qualidade do projeto inclui os processos e as atividades da organização executora que determinam as políticas de qualidade,

Leia mais

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE...

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE... GEPLANES 3 Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. SUMÁRIO 1. CONCEITOS CHAVE...2 MISSÃO...2 VISÃO...2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO...2 BSC...3

Leia mais

Ferramenta 6 Diagrama de causa e efeito

Ferramenta 6 Diagrama de causa e efeito ferramentas apresentadas 1. Brainstorming 2. Estratificação 3. Folha de Verificação 4. Diagrama de Pareto 5. Gráfico sequencial / carta de tendência Gerência da Qualidade - Engenharia de Produção - UFRGS

Leia mais

Administração das Operações Produtivas

Administração das Operações Produtivas Administração das Operações Produtivas MÓDULO 14: A VISÃO DA QUALIDADE, DOS SISTEMAS E DOS MELHORAMENTOS Mesmo tendo sido acabado todo o projeto do produto e do processo, resta a atividade contínua do

Leia mais

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade

Formação Técnica em Administração. Modulo de Padronização e Qualidade Formação Técnica em Administração Modulo de Padronização e Qualidade Competências a serem trabalhadas ENTENDER OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 E OS SEUS PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS SISTEMA DE GESTÃO

Leia mais

Qualidade. Qualidade é a Satisfação do Cliente com produtos ou serviços!

Qualidade. Qualidade é a Satisfação do Cliente com produtos ou serviços! Qualidade é a Satisfação do Cliente com produtos ou serviços! Breve Histórico O Japão evoluiu muito o conceito de qualidade, mas na verdade ela vem da época dos artesãos. A revolução industrial introduziu

Leia mais

OBJETIVOS. O que são os 5 S

OBJETIVOS. O que são os 5 S OBJETIVOS Preparar uma empresa, departamento, bairro, escola, cidade, ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente. Histórico Concebido por Kaoru Ishikawa; 0 no Japão; Colocar

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PROCESSOS. Professora: Vanessa Leonardo de Araujo

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PROCESSOS. Professora: Vanessa Leonardo de Araujo INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PROCESSOS Professora: Vanessa Leonardo de Araujo OBJETIVOS DO CURSO Colaborar para a qualificação e aperfeiçoamento contínuo dos servidores da Assembleia Legislativa do Estado de

Leia mais

Housekeeping 5S. Gestão e otimização da produção. Gestão e Otimização da Produção. Marco Antonio Dantas de Souza

Housekeeping 5S. Gestão e otimização da produção. Gestão e Otimização da Produção. Marco Antonio Dantas de Souza Gestão e otimização da produção Housekeeping 5S Marco Antonio Dantas de Souza MSc. Engenharia de Produção Engenheiro de Segurança do Trabalho 1 Fonte: www.tpfeurope.com/en_5sinfo.html 2 1 O é uma filosofia

Leia mais

Prof.ª: Suziane Antes Jacobs

Prof.ª: Suziane Antes Jacobs Prof.ª: Suziane Antes Jacobs Introdução Filosofia de qualidade originária do Japão Objetivo: elevar a organização a um nível superior de qualidade Japonês Seiri Seiton Seiso Seiketsu Shitshuke Português

Leia mais

Agilidade & Cia. Engº Adail Muniz Retamal. adail@heptagon.com.br

Agilidade & Cia. Engº Adail Muniz Retamal. adail@heptagon.com.br Agilidade & Cia Engº Adail Muniz Retamal adail@heptagon.com.br Café com Leite... Fotos: Irene Muller www.pbase.com/daria90 No Mundo Físico É Assim! Uma ação... causa uma reação... que causa outra reação...

Leia mais

Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO. Prof. Me. Livaldo dos Santos

Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO. Prof. Me. Livaldo dos Santos Unidade II TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS Prof. Me. Livaldo dos Santos Objetivos Ferramentas para análise dos processos Etapas do Processo de Racionalização Outras técnicas de apoio à melhoria

Leia mais

CATÁLOGO REGIONAL PALESTRAS, OFICINAS E CURSOS

CATÁLOGO REGIONAL PALESTRAS, OFICINAS E CURSOS CATÁLOGO REGIONAL PALESTRAS, OFICINAS E CURSOS GET GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHADOR SESI/DRMG MINAS GERAIS 2015 www.fiemg.com.br SUMÁRIO 1. PALESTRAS 1.1 MAIS INFORMAÇÕES... 4 2. OFICINAS 2.1 ÉTICA

Leia mais

ISO 9001: Abordagem de processo

ISO 9001: Abordagem de processo ISO 9001:2008 0.2. Abordagem de processo Apesar dos requisitos da ISO 9001 propriamente ditos só começarem no item 4 da norma, o item 0.2 Abordagem de processo, é uma exigência básica para a aplicação

Leia mais

Controle - 3. Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho. Mauricio Lyra, PMP

Controle - 3. Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho. Mauricio Lyra, PMP Controle - 3 Realizar o Controle da Qualidade Relatório de Desempenho 1 Realizar o Controle da Qualidade Preocupa-se com o monitoramento dos resultados do trabalho, a fim de verificar se estão sendo cumpridos

Leia mais

Formação Interempresas 2017

Formação Interempresas 2017 Formação Interempresas 2017 1 1 Calendário das acções 1º Semestre Lisboa 1 Lean Management 1d Ferramentas Básicas da Qualidade 2 1d 21 5S & Gestão Visual 3 1d 22 Gestão de Equipas 4 1d 5 6 TPM Total Productive

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública Simplificação de Rotina de Trabalho Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Pública SIMPLIFICAÇÃO DE ROTINA DE TRABALHO A gestão da qualidade prevê

Leia mais

8.2.4 Controle de estoque de matérias-primas...193 8.2.5 Conceito de cadeia competitiva...194 8.3 Tópicos para reflexão pelos grupos de cumbuca...

8.2.4 Controle de estoque de matérias-primas...193 8.2.5 Conceito de cadeia competitiva...194 8.3 Tópicos para reflexão pelos grupos de cumbuca... Sumário 1 Sobrevivência e produtividade...25 1.1 Conceito de qualidade...26 1.2 Conceito de produtividade...27 1.3 Como melhorar a produtividade...29 1.4 Conceito de competitividade...31 1.5 Conceito de

Leia mais

Objetivo: Garantir a continuidade das ações de melhoria no ambiente de trabalho, visando a produtividade e bem estar dos colaboradores da Unidade.

Objetivo: Garantir a continuidade das ações de melhoria no ambiente de trabalho, visando a produtividade e bem estar dos colaboradores da Unidade. Definição: Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de manter padrões de organização e limpeza, agilizando atividades diárias e diminuindo tempo e custos. Objetivo: Garantir a continuidade das ações

Leia mais

TÍTULO: APLICAÇÃO DO PDCL NO FORNECIMENTO DE SERVIÇOS AUTOMOTIVOS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS

TÍTULO: APLICAÇÃO DO PDCL NO FORNECIMENTO DE SERVIÇOS AUTOMOTIVOS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS 16 TÍTULO: APLICAÇÃO DO PDCL NO FORNECIMENTO DE SERVIÇOS AUTOMOTIVOS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ENIAC AUTOR(ES): PATRÍCIA FRANCO

Leia mais

ENVOLVIMENTO DOS FUNCIONÁRIOS E EMPODERAMENTO NO LOCAL DE TRABALHO

ENVOLVIMENTO DOS FUNCIONÁRIOS E EMPODERAMENTO NO LOCAL DE TRABALHO ENVOLVIMENTO DOS FUNCIONÁRIOS E EMPODERAMENTO NO LOCAL DE TRABALHO Fujikazu Suzuki Diretor, Rede de Cultura do Trabalho Seminário HIDA/CNI 2014 no Brasil 5 de setembro em São Paulo, 10 de setembro no Rio

Leia mais

Infra-estrutura de Informática e formas de acesso às redes de informação

Infra-estrutura de Informática e formas de acesso às redes de informação Infra-estrutura de Informática e formas de acesso às redes de informação A FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE entende que deve acompanhar as necessidades de atendimento da área acadêmica e administrativa

Leia mais

Atitude de MELHORIA CONTÍNUA

Atitude de MELHORIA CONTÍNUA KAI ZEN Mudança Bom Atitude de MELHORIA CONTÍNUA FILOSOFIA DE VIDA Mensagem da Estratégia Kaizen: Um dia não deveria passar sem que alguma forma de melhoria tenha sido feita. Para o seu criador MASAAKI

Leia mais

Gestão da Qualidade e Produtividade

Gestão da Qualidade e Produtividade Gestão da Qualidade e Produtividade Prof. Msc. Rômulo Martins França Curso de Administração UFMA Universidade Federal do Maranhão Unidade 3 1 UNIDADE 3 2 Introdução No dia a dia dos trabalhadores de cada

Leia mais

Barker, J. (1993). 56

Barker, J. (1993). 56 PROCESSO CAPÍTULO VI CONSTRUINDO A VISÃO DA QUALIDADE TOTAL... não fui desobediente à visão celestial Apóstolo Paulo Como já vimos anteriormente, as empresas vivem num cenário de grandes desafios. A concorrência,

Leia mais

Unidade 2 Controle da Qualidade. Prof. Luciana Leite

Unidade 2 Controle da Qualidade. Prof. Luciana Leite Unidade Controle da Qualidade Prof. Luciana Leite Área de Estudo da Disciplina Atividades da Trilogia da Qualidade Planejamento da Qualidade Controle da Qualidade Melhoria da Qualidade Estabelecer os objetivos

Leia mais

Guia Prático do Planejamento Estratégico

Guia Prático do Planejamento Estratégico Guia Prático do Planejamento Estratégico Introdução A todo o momento surgem ideias para melhorar nossas vidas. A maior parte destas ideias morre, porque não são sistematizadas. Numa empresa também é assim,

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE: ciclo PDCA e Brainstorming. Me. Edvin Kalil Freitas Granville Foz do Iguaçu, Agosto de 2010

FERRAMENTAS DA QUALIDADE: ciclo PDCA e Brainstorming. Me. Edvin Kalil Freitas Granville Foz do Iguaçu, Agosto de 2010 FERRAMENTAS DA QUALIDADE: ciclo PDCA e Brainstorming Me. Edvin Kalil Freitas Granville Foz do Iguaçu, Agosto de 2010 OBJETIVOS Apresentar a definição de Controle de Qualidade; Verificar a aplicação do

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Introdução Engenharia de Software O principal objetivo da Engenharia de Software (ES) é ajudar a produzir software de qualidade; QUALIDADE DE SOFTWARE Empresas que desenvolvem software de qualidade são

Leia mais