CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL"

Transcrição

1 Programa 5S Base da implantação da qualidade total nas organizações. Introdução: É possível eliminar o desperdício (tudo que gera custo extra), em cinco fases, com base no programa 5S, surgido no Japão no fim da década de 60. 5S é uma metodologia utilizada para melhorar a organização dos ambientes de trabalho, graças à mudança de atitude das pessoas ao seguirem os 5 passos recomendados pelo programa. O 5S torna os processos mais eficientes e melhora o bem estar do trabalhador. Sua principal contribuição é a redução do desperdício de materiais, de tempo e de espaço. Foi desenvolvido por Kaoru Ishikawa, no Japão após a Segunda Guerra Mundial, provavelmente devido ao grande caos em que se encontrava o país. Foi um dos fatores para a recuperação de empresas Japonesas e a base para a implantação dos programas de qualidade total nas organizações. Uma das formas de se iniciar a caminhada em busca da qualidade é através da prática dos 5S. Isto porque a prática dos 5S cria um ambiente agradável, seguro e produtivo, facilitando o entendimento e a prática dos princípios, conceitos e ferramentas da qualidade total. Qualidade também é segurança e satisfação no trabalho. Se você já conhece, vai ter a oportunidade de repensá-lo e talvez, encará-lo de uma outra maneira. Afinal, com o passar do tempo, a partir das experiências que vamos vivendo, tornase muito mais fácil trabalhar com o programa 5S. Treinamento de Atualização Técnica ORGANZAÇÃO E NORMAS 1

2 Qualidade também é segurança e satisfação no trabalho. 1º SENSO - SEIRI (DESCARTE) Tenha só o necessário, na quantidade certa. Vantagens: - REDUZ a necessidade de espaço, estoque, gasto com sistemas de armazenamento, transporte e seguros. - FACILITA o transporte interno, o arranjo físico, o controle de produção, a execução do trabalho no tempo previsto. - EVITA a compra de materiais e componentes em duplicidade e também os danos à materiais ou produtos armazenados. - AUMENTA o retorno do capital empregado. - AUMENTA a produtividade das máquinas e pessoas envolvidas. - TRAZ maior senso de organização econômica, menor cansaço físico, maior facilidade de operação. QUANTIFIQUE E AVALIE O QUE ESTÁ SENDO DESCARTADO CONFORME OS QUESITOS ABAIXO: - O que deve ser jogado fora? - O que deve ser guardado num depósito? - O que pode ser útil para outro setor? - O que deve ser consertado? - O que deve ser vendido? Treinamento de Atualização Técnica ORGANZAÇÃO E NORMAS 2

3 2º SENSO - SEITON (ARRUMAÇÃO) Um lugar para cada coisa, cada coisa em seu lugar. Ter o que é necessário, na quantidade certa, na qualidade certa, na hora e lugar certos. - MENOR tempo de busca do que é preciso para operar. - MENOR necessidade de controle de estoque e produção. - FACILITA o transporte interno, controle de produção e a execução do trabalho no prazo. - EVITA a compra de materiais e componentes desnecessários e os danos a materiais ou produtos armazenados. - AUMENTA o retorno do capital. - AUMENTA a produtividade das pessoas e máquinas. - MAIOR racionalização do trabalho, menor cansaço físico e mental, melhor ambiente de trabalho. QUANTIFIQUE E AVALIE O QUE ESTÁ SENDO ARRUMADO, CONFORME OS QUESITOS ABAIXO: - É possível reduzir os estoques? - O que está à mão precisa mesmo estar ali? - Os nomes das coisas estão padronizadas? - Qual o melhor local para cada coisa? Treinamento de Atualização Técnica ORGANZAÇÃO E NORMAS 3

4 3º SENSO - SEISO (LIMPEZA) A GENTE MERECE O MELHOR AMBIENTE, UM AMBIENTE LIMPO LEMBRA QUALIDADE E SEGURANÇA. - MAIOR produtividade das pessoas, máquinas e materiais, evitando o retrabalho. - FACILITA a venda do produto ou serviço. - EVITA perdas e danos de materiais e produtos. - É fundamental para a imagem (interna e externa) da empresa. QUANTIFIQUE E AVALIE A LIMPEZA EM SEU AMBIENTE DE TRABALHO, SEGUINDO OS PASSOS ABAIXO: - TODOS devem deixar ferramentas e utensílios limpos antes de guardá-los. - As mesas, armários e móveis devem estar limpos e em condições de uso. - NADA deve ser jogado no chão. - DIARIAMENTE, retirar pó e sujeira dos pisos, paredes, tetos, janelas, portas, prateleiras, armários, mesas, cortinas, cadeiras e locais usados. - NÃO existe exceção quando se trata de limpeza. O objetivo não é impressionar visitantes, mas proporcionar o ambiente ideal para se obter a qualidade. 4 SENSO - SEIKETSU (HIGIENE) Qualidade de Vida no trabalho. Higiene é manutenção de limpeza. Em um ambiente limpo a segurança é maior - FACILITA a segurança e o melhor desempenho dos empregados. - EVITA danos à saúde do operário e do consumidor. - MELHORA a imagem da empresa internamente e para o cliente. - ELEVA o nível de satisfação e motivação do pessoal para com o trabalho e a empresa. Treinamento de Atualização Técnica ORGANZAÇÃO E NORMAS 4

5 QUANTIFIQUE E AVALIE A HIGIENE EM SEU AMBIENTE DE TRABALHO, SEGUINDO OS PASSOS ABAIXO: - AVISOS que ajudem as pessoas a evitar erros nas operações, em seus locais de trabalho. - AVISOS de perigo e outras advertências. - EXPLICAÇÕES de locais onde coisas devem ser colocadas. - DESIGNAÇÕES e/ou informações sobre equipamentos e máquinas. - LEMBRETES e advertência e/ou lembretes operacionais. - AVISOS de manutenção preventiva. - Instruções necessárias ao trabalho 5º SENSO - SHITSUKE (AUTODISCIPLINA) ORDEM, ROTINA E CONSTANTE APERFEIÇOAMENTO. É A BUSCA CONSTANTE DA MELHORIA. É A EDUCAÇÃO DO SER HUMANO. - REDUZ a necessidade de controle. - FACILITA a execução de toda e qualquer tarefa/operação. - EVITA perdas oriundas do não surgimento de rotinas. - TRAZ previsibilidade do resultado final de qualquer operação. - OS produtos ficam dentro dos requisitos de qualidade, reduzindo a necessidade de controles, pressões, etc. A consciência dos direitos e deveres de cada um, na empresa ou na comunidade, tornam as pessoas solidárias, participativas, motivadas e em constante crescimento, profissionais e humanas. As pessoas devem conhecer o que fazem, como fazem e porque realizam determinadas atividade. Embora os 5S sejam reconhecidos mundialmente como originários do Japão, a sua essência está presente em qualquer população, nação, sociedade, família, ou pessoa que pratique bons hábitos, que zele pela higiene, segurança, bem-estar, sensatez e respeito ao próximo. Com o objetivo de complementar os 5S, recentemente foram propostos mais três novos sensos que passam a dar origem ao Programa 8S destinado à melhoria da qualidade e aumento da produtividade. Treinamento de Atualização Técnica ORGANZAÇÃO E NORMAS 5

6 Outros Três Sensos: 6º SENSO SHIDO (TREINAMENTO) Este senso tem como filosofia o treinamento profissional e a educação do ser humano. Estas ações qualificam o profissional e engrandecem o ser humano que passa a ter melhor empregabilidade, essencial nos tempos modernos. 7ºSENSO SHIKARIYARO (DETERMINAÇÃO E UNIÃO) Este senso tem como premissa a participação determinada da alta administração em parceria com a união de todos os funcionários. o exemplo vem da cúpula. Motivação, liderança e comunicação são as chaves deste senso. 8º SENSO SETSUYAKU (ECONOMIA E COMBATE AOS DESPERDÍCIOS) Uma vez que os sete sensos anteriores estejam incorporados ao comportamento das pessoas, estas se sentem motivadas para seguir as modificações e melhorias de baixo risco ou nenhum investimento, mas que combatem os desperdícios reduzindo os custos e aumentando a produtividade. Treinamento de Atualização Técnica Organzação e Normas

OBJETIVOS. O que são os 5 S

OBJETIVOS. O que são os 5 S OBJETIVOS Preparar uma empresa, departamento, bairro, escola, cidade, ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente. Histórico Concebido por Kaoru Ishikawa; 0 no Japão; Colocar

Leia mais

Sensibilizando para Organização e Limpeza

Sensibilizando para Organização e Limpeza Sensibilizando para Organização e Limpeza Origens 1 9 5 0 Kaoru Ishikawa Japão Pós-Guerra Também conhecido como Housekeeping... promove uma revolução dentro das empresas Objetivos Melhorar a qualidade

Leia mais

Porque mudar é preciso!!

Porque mudar é preciso!! 5S Porque mudar é preciso!! COMO SURGIU: Após a Segunda Guerra (1950), o Japão, sem recursos, reuniu engenheiros japoneses e americanos para criar um método de combate ao desperdício Nosso Hospital SEIRI

Leia mais

Os 5 sensos da qualidade. Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior

Os 5 sensos da qualidade. Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior Os 5 sensos da qualidade Mestrando: Rodrigo Andreo Santos Orientador: Fernando Miranda de Vargas Junior Principal objetivo da Técnica dos 5S Melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores, diminuindo os

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL UNIFEBE Centro Universitário de Brusque Engenharia Civil Construção Civil II SISTEMA DE GESTÃO DA DEFESA CIVIL/SC 300 CASAS QUALIDADE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL Prof. Diogo Visconti GESTÃO DA QUALIDADE NORMALIZAÇÃO

Leia mais

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I. Aula 24 Programa 5S

DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I. Aula 24 Programa 5S DPS1036 SISTEMAS DA QUALIDADE I Aula 24 Programa 5S Origem 2 No Japão pós-guerra faltava tudo: Alimentos, roupas, Moradia, trabalhadores, Máquinas, equipamentos, Materiais, métodos de gestão. Não podia

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA.

UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA. UTILIZAÇÃO DO 5S E GESTÃO DE ESTOQUES DE ITENS PARA AULA PRÁTICA: EXPERIÊNCIA NO CAMPUS EXPERIMENTAL DE ITAPEVA. MELHORES PRÁTICAS DE GESTÃO UNESP ÁGUAS DE LINDÓIA/SP SETEMBRO/2010 Introdução O entendimento

Leia mais

5S Aplicação. na Gestão

5S Aplicação. na Gestão 5S Aplicação na Gestão Praticamos?? Metodologia de trabalho 5S é uma metodologia de trabalho que usa uma lista de cinco palavras japonesas: Seiri utilização, seleção Seiton arumação ão,, ordem Seiso -

Leia mais

Prof.ª: Suziane Antes Jacobs

Prof.ª: Suziane Antes Jacobs Prof.ª: Suziane Antes Jacobs Introdução Filosofia de qualidade originária do Japão Objetivo: elevar a organização a um nível superior de qualidade Japonês Seiri Seiton Seiso Seiketsu Shitshuke Português

Leia mais

FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA

FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA FERRAMENTAS DE MELHORIA CONTÍNUA 5S; 6 SIGMA PROCESSO DE MELHORIA CONTÍNUA O 5S se baseia em cinco passos aparentemente muito simples para embasar o desenvolvimento da qualidade. São eles: organização,

Leia mais

Apostila do curso de. OS 8S s Administrativos

Apostila do curso de. OS 8S s Administrativos Apostila do curso de OS 8S s Administrativos 1- A Metodologia 8S 2- Seiri (Utilização) 3- Seiton (Ordem, Arrumação) 4- Seiso (Limpeza) 5- Seiketsu (Padronização) 6- Shitsuke (Disciplina) 7- Shido (Capacitação)

Leia mais

Housekeeping 5S. Gestão e otimização da produção. Gestão e Otimização da Produção. Marco Antonio Dantas de Souza

Housekeeping 5S. Gestão e otimização da produção. Gestão e Otimização da Produção. Marco Antonio Dantas de Souza Gestão e otimização da produção Housekeeping 5S Marco Antonio Dantas de Souza MSc. Engenharia de Produção Engenheiro de Segurança do Trabalho 1 Fonte: www.tpfeurope.com/en_5sinfo.html 2 1 O é uma filosofia

Leia mais

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Apresentação da Professora. Aula 1. Contextualização. Organização da Aula. Função e Objetivos da Qualidade

Técnicas e Ferramentas da Qualidade. Apresentação da Professora. Aula 1. Contextualização. Organização da Aula. Função e Objetivos da Qualidade Técnicas e Ferramentas da Qualidade Aula 1 Apresentação da Professora Profa. Rosinda Angela da Silva Organização da Aula Visão geral da área de Qualidade A importância do uso de Ferramentas Qualificação

Leia mais

O PROGRAMA 5 S. Prof.ª Ghislaine Bonduelle, Drª UFPR

O PROGRAMA 5 S. Prof.ª Ghislaine Bonduelle, Drª UFPR O PROGRAMA 5 S Prof.ª Ghislaine Bonduelle, Drª UFPR SUMÁRIO O PROGRAMA 5 S (PROGRAMA 8 S) O PROGRAMA 8 S IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA 5 S / 8 S MANUTENÇÃO DO PROGRAMA 5 S / 8 S A EDUCAÇÃO E O 5 S / 8 S CONCLUSÃO

Leia mais

Marlos T. S. Sedrez Orientador: Paulo Roberto Dias

Marlos T. S. Sedrez Orientador: Paulo Roberto Dias SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA APLICAÇÃO E MANUTENÇÃO DO PROGRAMA DE QUALIDADE 5S Marlos T. S. Sedrez Orientador: Paulo Roberto Dias Roteiro da Apresentação Introdução; Objetivos; Fundamentação teórica; Trabalhos

Leia mais

MELHORIA CONTÍNUA. 5 S: fundamental para enfrentar os momentos de crise

MELHORIA CONTÍNUA. 5 S: fundamental para enfrentar os momentos de crise MELHORIA CONTÍNUA 5 S: fundamental para enfrentar os momentos de crise Eliminação de desperdícios, otimização do espaço e criação de um ambiente de trabalho agradável. Estes são alguns dos benefícios da

Leia mais

Patrícia de Souza Bressan

Patrícia de Souza Bressan Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Viçosa Viçosa (MG) - CEP 36570-000 CNPJ: 07.245.367/0001-14 Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Universidade Federal

Leia mais

PROGRAMA 5S Ferramenta para gestão da rotina

PROGRAMA 5S Ferramenta para gestão da rotina UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição PROGRAMA 5S Ferramenta para gestão da rotina Comissão de Gestão da Qualidade

Leia mais

Origem. No JAPÃO. Tendo sido formalmente lançado no Brasil em 1991, através da Fundação Christiano Ottoni. Após a 2ª Guerra Mundial

Origem. No JAPÃO. Tendo sido formalmente lançado no Brasil em 1991, através da Fundação Christiano Ottoni. Após a 2ª Guerra Mundial 5S Origem No JAPÃO Tendo sido formalmente lançado no Brasil em 1991, através da Fundação Christiano Ottoni Após a 2ª Guerra Mundial Reconstrução do país ORIGENS: Japão Pós - guerra Reorganização O que

Leia mais

GRUPO SPEEDY PROGRAMA 5S

GRUPO SPEEDY PROGRAMA 5S PROGRAMA 5S 1 PROGRAMA 5S SPEEDY FILM Implementar programas internos de Segurança, Ordem, Limpeza e OPA(Observar, Planejar e Agir) 2 Qual o objetivo do 5S? GRUPO SPEEDY Melhoria no ambiente de trabalho;

Leia mais

Implementação do programa 5S na gestão de resíduos na FCAV - Unesp

Implementação do programa 5S na gestão de resíduos na FCAV - Unesp 1 CICLO DE PALESTRAS COM FOCO NA GESTÃO DA QUALIDADE EM LABORATÓRIOS Implementação do programa 5S na gestão de resíduos na FCAV - Unesp Eng. Agron. Jairo O. Cazetta Professor Adjunto Departamento de Tecnologia

Leia mais

Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT

Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT Objetivos de uma empresa Objetivo principal Pessoas Meios Satisfação das necessidades das pessoas CONSUMIDORES EMPREGADOS ACIONISTAS VIZINHOS Qualidade Crescimento

Leia mais

SENAI-PE. Programa 5S

SENAI-PE. Programa 5S Programa 5S 2 Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco Presidente Jorge Wicks Côrte Real Departamento Regional do SENAI de Pernambuco Diretor Regional Antônio Carlos Maranhão de Aguiar Diretor

Leia mais

Módulo 2 Seiso/Limpeza, Seiketsu/Asseio, Shitsuke/Disciplina, o 6º S Setsuyaku/Economia, o 5S no dia-a-dia e seus benefícios, exercícios

Módulo 2 Seiso/Limpeza, Seiketsu/Asseio, Shitsuke/Disciplina, o 6º S Setsuyaku/Economia, o 5S no dia-a-dia e seus benefícios, exercícios Módulo 2 Seiso/Limpeza, Seiketsu/Asseio, Shitsuke/Disciplina, o 6º S Setsuyaku/Economia, o 5S no dia-a-dia e seus benefícios, exercícios Seiso Limpeza Conceito Sentido literal: retirar pó e sujeiras utilizando

Leia mais

Programa 5S. Profa. Reane Franco Goulart

Programa 5S. Profa. Reane Franco Goulart Programa 5S Profa. Reane Franco Goulart 1 Real Conceito do Programa 5S Devido ao novo cenário econômico mundial intensificado pela globalização fica mais intenso o código de defesa do consumidor em função

Leia mais

IMPLANTANDO O 5 S E COLHENDO ORGANIZAÇÃO

IMPLANTANDO O 5 S E COLHENDO ORGANIZAÇÃO IMPLANTANDO O 5 S E COLHENDO ORGANIZAÇÃO Stefanno Terkelli (1), João Carlos Bragiatto (2), Gisele Genaina O.S. Godoy (3), Diane R. De Sousa (4), Daiane Ap. Da Silva (5), Telma Aline Torricelli (6), Raquel

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO LUCAS LOURES DE ARAÚJO E SOUSA ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO GOIÂNIA, 2015 2 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

Leia mais

OS 5S INTRODUÇÃO OS 5S VSTREAM.WORDPRESS.PT

OS 5S INTRODUÇÃO OS 5S  VSTREAM.WORDPRESS.PT OS 5S INTRODUÇÃO OS 5S WWW.VALUESTREAM.PT VSTREAM.WORDPRESS.PT 1 OS 5S Seiri ( 整理 ) Seiton ( 整頓 ) Seiso ( 清掃 ) Seiketsu ( 清潔 ) Shitsuke ( 躾 ) Senso de Utilização Senso de Ordenação Senso de Limpeza Senso

Leia mais

Plano Financeiro. Projeto Empreendedor Redes de Computadores

Plano Financeiro. Projeto Empreendedor Redes de Computadores Plano Operacional e Plano Financeiro Projeto Empreendedor Redes de Computadores Plano Operacional 1.Layout Por meio do layout ou arranjo físico, você irá definir como será a distribuição dos diversos setores

Leia mais

APOSTILA SEITON: Senso de Ordenação

APOSTILA SEITON: Senso de Ordenação APOSTILA SEITON: Senso de Ordenação Apostila criada para o desenvolvimento do projeto 5S, da Universidade Federal do Pampa, tendo como objetivo auxiliar na aplicação da ferramenta nos laboratórios e demais

Leia mais

SISTEMA 5S. Centro Universitário Estadual da Zona Oeste UEZO Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval CoTCN

SISTEMA 5S. Centro Universitário Estadual da Zona Oeste UEZO Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval CoTCN Centro Universitário Estadual da Zona Oeste UEZO Curso Superior de Tecnologia em Construção Naval CoTCN SISTEMA 5S Sâmara Pinto Souza, 3 Período Matrícula: 1011367282 Rio de Janeiro 2011 SISTEMA 5S Trabalho

Leia mais

O Programa 5S nasceu em Maio de 1950 no Japão. O seu objetivo inicial era combater perdas e desperdícios.

O Programa 5S nasceu em Maio de 1950 no Japão. O seu objetivo inicial era combater perdas e desperdícios. PROGRAMA 5S INTRODUÇÃO O Programa 5S nasceu em Maio de 1950 no Japão. O seu objetivo inicial era combater perdas e desperdícios. É fundamentado em 5 regras básicas que promovem intensa mobilização e educação

Leia mais

Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de Gestão da Qualidade e Documentação

Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de Gestão da Qualidade e Documentação Elaboração: Professor José Silvino Filho Consultor de Projetos em Sistemas de Gestão da Qualidade e Documentação e-mail: silvino.qualidade@gmail.com Telefone: (61) 3877-9576, 9631-3707 Nada mais difícil

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 3S EM ALMOXARIFADO DE PEÇAS DE INDÚSTRIA DE FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS AGROINDUSTRIAIS

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 3S EM ALMOXARIFADO DE PEÇAS DE INDÚSTRIA DE FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS AGROINDUSTRIAIS IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 3S EM ALMOXARIFADO DE PEÇAS DE INDÚSTRIA DE FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS AGROINDUSTRIAIS Gabrielle Silverio¹ Paulo Henrique Mendonça Pinto² ¹ ² FATEC Ourinhos ¹gabrielle.silverio@yahoo.com.br

Leia mais

A implantação do programa de qualidade 5S em uma distribuidora de bebidas no município de Marabá-PA

A implantação do programa de qualidade 5S em uma distribuidora de bebidas no município de Marabá-PA A implantação do programa de qualidade 5S em uma distribuidora de bebidas no município de Marabá-PA Tiago Silva dos Santos (UEPA) tiagosilvaep2015@gmail.com Fernanda Coelho Corrêa (UEPA) fe-ernandacoelho@hotmail.com

Leia mais

Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho

Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho Unidade II SISTEMA DE QUALIDADE Prof. Linduarte Vieira da Silva Filho Sistemas e Ferramentas de Gestão da Qualidade Estudaremos neste módulo técnicas e metodologias trabalhadas na área da administração

Leia mais

Introdução: Sistema da Qualidade Conceito

Introdução: Sistema da Qualidade Conceito 1 5S Introdução: A gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição e para viabilizar o controle de atividades.informações e documentos. A meta é a boa prestação

Leia mais

Os cinco sensos 5Ss. Qualidade de Software. Cinco esses e cinco sensos. Resultados obtidos com a prática dos 5S

Os cinco sensos 5Ss. Qualidade de Software. Cinco esses e cinco sensos. Resultados obtidos com a prática dos 5S ORDEM E PROGRESSO Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com Qualidade de 5S Slide Adaptado Nelson Suga Curso de Pós-Graduação Especialização em Informática UFPR Os cinco sensos 5Ss Objetivos do

Leia mais

APOSTILA. Implantação do Programa 5S

APOSTILA. Implantação do Programa 5S APOSTILA Implantação do Programa 5S Apostila criada para o desenvolvimento do projeto 5S, da Universidade Federal do Pampa, tendo como objetivo auxiliar na aplicação da ferramenta nos laboratórios e demais

Leia mais

Mas o que é o 5S na prática SEIRI Utilização SEITON Organização SEISO Limpeza SEIKETSU Saúde Melhoria Contínua SHITSUKE Autodisciplina

Mas o que é o 5S na prática SEIRI Utilização SEITON  Organização SEISO  Limpeza SEIKETSU Saúde Melhoria Contínua SHITSUKE Autodisciplina 5S Proveniente dos ensinamentos japoneses e sistematizado pelo Professor Kaoru Ishikawa nos pós-guerra, o 5S apesar de simples é uma das práticas mais difundidas entre empresas do mundo todo. Foi criado

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC. RECICLANDO CONCEITOS: uma nova perspectiva de aplicação do Programa 8S

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC. RECICLANDO CONCEITOS: uma nova perspectiva de aplicação do Programa 8S SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC RECICLANDO CONCEITOS: uma nova perspectiva de aplicação do Programa 8S Bethania Solle Maria Helena Duarte Caçador 2009 1 INTRODUÇÃO Atualmente os clientes

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública Simplificação de Rotina de Trabalho Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Pública SIMPLIFICAÇÃO DE ROTINA DE TRABALHO A gestão da qualidade prevê

Leia mais

Unidade IV GESTÃO DA QUALIDADE. Profa. Ma. Maria Teresa Grimaldi Larocca

Unidade IV GESTÃO DA QUALIDADE. Profa. Ma. Maria Teresa Grimaldi Larocca Unidade IV GESTÃO DA QUALIDADE Profa. Ma. Maria Teresa Grimaldi Larocca Agenda 12 Programa 5S da Qualidade 13 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) 14 Resumo 12 Programa 5S da Qualidade É um método

Leia mais

APOSTILA SEIKETSU: Senso de Higiene e Saúde

APOSTILA SEIKETSU: Senso de Higiene e Saúde APOSTILA SEIKETSU: Senso de Higiene e Saúde Apostila criada para o desenvolvimento do projeto 5S, da Universidade Federal do Pampa, tendo como objetivo auxiliar na aplicação da ferramenta nos laboratórios

Leia mais

Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde. Profª Melissa Rodrigues de Lara

Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde. Profª Melissa Rodrigues de Lara Conteúdo 2 -Qualidade em Saúde Com o fenômeno da globalização da economia, aliado ao código do consumidor, as exigências do mercado consumidor, coloca as empresas e hospitais em desafio frente aos novos

Leia mais

A ORGANIZAÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO COM O MÉTODO 5S CUIDANDO DA SAÚDE DO TRABALHADOR 1 RESUMO

A ORGANIZAÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO COM O MÉTODO 5S CUIDANDO DA SAÚDE DO TRABALHADOR 1 RESUMO A ORGANIZAÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO COM O MÉTODO 5S CUIDANDO DA SAÚDE DO TRABALHADOR 1 RESUMO Rosângela Maria Greco 2 Denise Cristina Alves de Moura 2 Lívia Alves Cinsa 2 Lidiani Queiroz Pilate 2 Renata

Leia mais

OS CINCO SENSOS 5S E KAIZEN

OS CINCO SENSOS 5S E KAIZEN OS CINCO SENSOS 5S E KAIZEN Os cinco sensos, comumente chamados de 5S, são por assim dizer a porta de entrada de um Programa de Qualidade Total. Isto porque tem um grande efeito sobre a motivação para

Leia mais

Análise da Qualidade com o uso do Programa 5 S: Estudo de caso em uma indústria de confecções

Análise da Qualidade com o uso do Programa 5 S: Estudo de caso em uma indústria de confecções Análise da Qualidade com o uso do Programa 5 S: Estudo de caso em uma indústria de confecções João Manoel da Silva dos Santos (DEP/UEM)jmironmaden@hotmail.com Daiane Maria De Genaro Chiroli (DEP/UEM) dmgenaro@hotmail.com

Leia mais

Refrigerador de Vinho Termelétricos

Refrigerador de Vinho Termelétricos Refrigerador de Vinho Termelétricos Adega Modelo ADG03 1 Manual de Instrução Por favor, leia com cuidado e siga todas as normas de segurança e instruções de funcionamento antes de usar. I. Importantes

Leia mais

Implantação de uma Metodologia do Programa 5S em uma empresa reparadora automotiva

Implantação de uma Metodologia do Programa 5S em uma empresa reparadora automotiva Implantação de uma Metodologia do Programa 5S em uma empresa reparadora automotiva William da Rosa Gismonti (UVA) williamrg@hotmail.com Aluisio Monteiro dos Santos Junior (UFRJ) monteiroaluisio@gmail.com

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S EM UM MINIMERCADO NO INTERIOR DO ESTADO DO PARÁ

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S EM UM MINIMERCADO NO INTERIOR DO ESTADO DO PARÁ IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S EM UM MINIMERCADO NO INTERIOR DO ESTADO DO PARÁ Lorena Pinheiro de Brito (lorebrito16@gmail.com / Universidade do Estado do Pará) Flávia Rayssa da Silva Barbosa (flahbarbosa3@hotmail.com/

Leia mais

Mais controle. Maior rendimento

Mais controle. Maior rendimento Mais controle Maior rendimento REdUção de custos com FERRaMEntaS EM até 30% 60% MaiS RáPido na LocaLização de FERRaMEntaS MEnoR tempo PaRa SoLicitaR FERRaMEntaS MEnoR tempo de implantação do MERcado Atualmente

Leia mais

Uma pequena reflexão...

Uma pequena reflexão... Uma pequena reflexão... Nosso ambiente de trabalho poderia ser mais agradável? Não estamos guardando coisas que poderíamos jogar fora ou retirar do posto de trabalho? Nosso posto de trabalho está realmente

Leia mais

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (MPT) TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE (TPM)

MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (MPT) TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE (TPM) MANUTENÇÃO PRODUTIVA TOTAL (MPT) TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE (TPM) INTRODUÇÃO O sistema just-in-time é o tipo de sistema que utiliza o mínimo de estoque de matéria-prima quanto de produto acabado. Para

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA: GESTÃO AMBIENTAL: EM BUSCA DA CONSOLIDAÇÃO DE UM CEFET SUSTENTÁVEL

RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA: GESTÃO AMBIENTAL: EM BUSCA DA CONSOLIDAÇÃO DE UM CEFET SUSTENTÁVEL Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca CEFET/RJ Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIPPG Coordenadoria de Pesquisa e Estudos Tecnológicos COPET RELATÓRIO FINAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

Cursos Online EDUCA. Curso Gratuito Programa. Acredite no seu potencial, bons estudos! Carga horária: 50hs

Cursos Online EDUCA. Curso Gratuito Programa.  Acredite no seu potencial, bons estudos! Carga horária: 50hs Cursos Online EDUCA www.cursosonlineeduca.com.br Acredite no seu potencial, bons estudos! Curso Gratuito Programa 5S Carga horária: 50hs Conteúdo programático: Origem Objetivos do Programa Benefícios do

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SEGURANÇA

MANUAL DE INSTRUÇÕES SEGURANÇA MANUAL DE INSTRUÇÕES E SEGURANÇA INOX CLASIC Obrigado por escolher uma de nossas lareiras de combustível. Estas lareiras de combustível são uma solução respeituosa com o meio ambiente conseguindo um fogo

Leia mais

projeto DES PER TAR AUTODISCIPLINA EVOLUÇÃO LIMPEZA SAÚDE ORGANIZE SEU ESPAÇO DE PRODUÇÃO

projeto DES PER TAR AUTODISCIPLINA EVOLUÇÃO LIMPEZA SAÚDE ORGANIZE SEU ESPAÇO DE PRODUÇÃO projeto DES PER TAR UTILIZAÇÃO ORDENAÇÃO AUTODISCIPLINA EVOLUÇÃO SAÚDE LIMPEZA ORGANIZE SEU ESPAÇO DE PRODUÇÃO APRESENTAÇÃO Criado em novembro de 1991, o ICCAPE Instituto Centro de Capacitação e Apoio

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S NUMA EMPRESA TÊXTIL Uma visão organizacional e acadêmica

IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S NUMA EMPRESA TÊXTIL Uma visão organizacional e acadêmica IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA 5S NUMA EMPRESA TÊXTIL Uma visão organizacional e acadêmica Gilberto Kupas 1 Rodrigo Ademir da Silva 2 Resumo As empresas estão cada vez mais competitivas, procurando sempre atender

Leia mais

A nova era da Responsabilidade social mútua e o papel do consumidor. Uberaba, 14 de abril de Márcio Fernando dos Reis

A nova era da Responsabilidade social mútua e o papel do consumidor. Uberaba, 14 de abril de Márcio Fernando dos Reis A nova era da Responsabilidade social mútua e o papel do consumidor. Uberaba, 14 de abril de 2010. Márcio Fernando dos Reis Uberaba Uberaba éum município brasileiro do estado de Minas Gerais, na região

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 8 - Parte 4 -Assunto: Plano Operacional Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: Programa Housekeeping; Qualidade; Melhoria do ambiente; Sala de aula.

Resumo. Palavras-chave: Programa Housekeeping; Qualidade; Melhoria do ambiente; Sala de aula. Implantação do programa Housekeeping em uma sala de aula: um estudo de caso realizado em uma faculdade situada na região norte do Rio Grande do Sul Resumo A busca por um ambiente com maior qualidade é

Leia mais

HDEV ERP NF-e Emissor Fiscal. Sistema de Gestão Empresarial

HDEV ERP NF-e Emissor Fiscal. Sistema de Gestão Empresarial HDEV ERP NF-e Emissor Fiscal Sistema de Gestão Empresarial Nossa Empresa Somos uma empresa especializada em desenvolvimento de sistemas já atuante no mercado desde 1987, estamos presentes hoje em 11 estados

Leia mais

Os 5S no Processo Produtivo da Empresa A.L.Harms Buffet e Restaurante

Os 5S no Processo Produtivo da Empresa A.L.Harms Buffet e Restaurante Os 5S no Processo Produtivo da Empresa A.L.Harms Buffet e Restaurante Juliano Harms (UEPG) juharms@hotmail.com Msc. Sérgio Escorsim (UEPG) escorsim@uol.com.br Grazielle Helene Graczyk (UEPG) grazielle.adm@ibest.com.br

Leia mais

Aspirador de piscina robótico Mass 13 Manual de instruções

Aspirador de piscina robótico Mass 13 Manual de instruções PT Aspirador de piscina robótico Mass 13 Manual de instruções Conteúdo 1. INTRODUÇÃO... 68 2. ESPECIFICAÇÕES... 68 3. AVISOS E PRECAUÇÕES... 68 3.1 Avisos... 68 3.2 Precauções... 68 4. PEÇAS DO ASPIRADOR

Leia mais

Unidade IV. Limpeza. Seiso

Unidade IV. Limpeza. Seiso GESTÃO DA QUALIDADE Unidade IV 12 PROGRAMA S DA QUALIDADE Desenvolvido no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, o Programa S (conhecido também como Housekeeping) é um método utilizado pelos pais para ensinar

Leia mais

FORNO ELÉTRICO VCC-8028

FORNO ELÉTRICO VCC-8028 Manual de Instruções FORNO ELÉTRICO VCC-8028 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Leia atentamente as informações contidas neste manual antes de usar o aparelho. INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA: 1. Antes de utilizar o

Leia mais

GARANTA SUA GARANTIA LEIA E COMPREENDA O MANUAL DE INSTRUÇÕES.

GARANTA SUA GARANTIA LEIA E COMPREENDA O MANUAL DE INSTRUÇÕES. GARANTA SUA GARANTIA LEIA E COMPREENDA O MANUAL DE INSTRUÇÕES. VERIFIQUE SE A TENSÃO DO APARELHO CORRESPONDE A DA TOMADA ONDE SERÁ LIGADO (127V ou 220V). ASPIRADOR DE PÓ E ÁGUA WORK10 INTRODUÇÃO Parabéns

Leia mais

Programa 5S Treinamento dos Multiplicadores

Programa 5S Treinamento dos Multiplicadores Programa 5S Treinamento dos Multiplicadores Agenda 1. Introdução 2. Como multiplicar os conhecimentos do 5S 3. Exercícios práticos 4. Como preparar e ministrar o 5S GAME 5. Jogar e aprender 5S GAME Introdução

Leia mais

COMPRAS DIVERSAS JAN FEV MAR ABR MAI JUN

COMPRAS DIVERSAS JAN FEV MAR ABR MAI JUN COMPRAS DIVERSAS COMPRAS MERCADORIAS 34.649,09 78.586,72 46.759,68 48.263,44 66.093,41 101.268,46 MATERIAL DE CONSUMO 8.190,97 7.215,65 7.621,51 12.135,42 6.292,68 7.130,37 COMPRAS DE MERCADORIAS ST 102.509,12

Leia mais

TTS estão orgulhosos de fazer parte de

TTS estão orgulhosos de fazer parte de Garantia & Support Este produto é fornecido com uma garantia de um ano para problemas encontrados durante o uso normal. O uso inadequado do Easi-Headset ou a abertura da unidade invalidará esta garantia.

Leia mais

PLT PAPEL LIMPEZA TOTAL PARA LIMPEZA INDUSTRIAL

PLT PAPEL LIMPEZA TOTAL PARA LIMPEZA INDUSTRIAL PLT PAPEL LIMPEZA TOTAL PARA LIMPEZA INDUSTRIAL VANTAGENS DE PAPEL LIMPEZA TOTAL Que é um Papel Limpeza Total? São estruturas formadas por filamentos, naturais ou artificiais, dispostos em múltiplas direcções.

Leia mais

FACULDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ADMINISTRAÇÃO VIVIANE FERREIRA POLICENO. A Melhoria Contínua na Gestão de Qualidade

FACULDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ADMINISTRAÇÃO VIVIANE FERREIRA POLICENO. A Melhoria Contínua na Gestão de Qualidade FACULDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ADMINISTRAÇÃO VIVIANE FERREIRA POLICENO A Melhoria Contínua na Gestão de Qualidade Rio de Janeiro 2015.2 FACULDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ADMINISTRAÇÃO VIVIANE FERREIRA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE - UNIPLAC ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RAILSON WOLFF PUCCI

UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE - UNIPLAC ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RAILSON WOLFF PUCCI UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE - UNIPLAC ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RAILSON WOLFF PUCCI MELHORIA DO AMBIENTE DE TRABALHO UTILIZANDO A CULTURA 5S EM FÁBRICA DE CORTINA LAGES, 2015. RAILSON WOLFF PUCCI

Leia mais

Sobreviva sem armário: veja opções baratas para deixar as roupas em ordem

Sobreviva sem armário: veja opções baratas para deixar as roupas em ordem Sobreviva sem armário: veja opções baratas para deixar as roupas em ordem 91 Silvana Maria Rosso Colaboração para o UOL Não é fácil manter a ordem de roupas, sapatos, acessórios e itens pessoais dentro

Leia mais

Feuchtigkeits-Detector Moisture detector. Manual de instruções... 30

Feuchtigkeits-Detector Moisture detector. Manual de instruções... 30 Feuchtigkeits-Detector Moisture detector MD Manual de instruções... 30 Manual de instruções INTRODUÇÃO Este detector de humidade é um instrumento inflamável para determinar o teor de humidade da madeira

Leia mais

SOPROS SAXOFONE MANUAL DO PROPRIETÁRIO

SOPROS SAXOFONE MANUAL DO PROPRIETÁRIO SOPROS SAXOFONE MANUAL DO PROPRIETÁRIO ÍNDICE SOBRE O SAXOFONE...5 ANATOMIA...5 GUIA DE CONSERVAÇÃO...6 MONTAGEM...6 DESMONTAGEM...9 INSPEÇÃO E MANUTENÇÃO...10 PRECAUÇÕES...11 SOBRE O SAXOFONE O saxofone

Leia mais

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA 5S EM UMA EMPRESA DE VIDRAÇARIA E MOLDURAS NA CIDADE DE CAJAZEIRAS/PB

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA 5S EM UMA EMPRESA DE VIDRAÇARIA E MOLDURAS NA CIDADE DE CAJAZEIRAS/PB APLICAÇÃO DA FERRAMENTA 5S EM UMA EMPRESA DE VIDRAÇARIA E MOLDURAS NA CIDADE DE CAJAZEIRAS/PB RAIMUNDA JUDITH DE ALMEIRA BARRETO MENEZES - judithcz2010@hotmail.com FACULDADE SÃO FRANCISCO DA PARAÍBA -

Leia mais

Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite

Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite Fatores Importantes para o Sucesso das Boas Práticas de Produção Aceitação e cumprimento do Plano por parte do Produtor Rural; Engajamento de

Leia mais

DIAGNÓSTICO. Nome do Ambiente. Nome cliente / data

DIAGNÓSTICO. Nome do Ambiente. Nome cliente / data DIAGNÓSTICO Nome do Nome cliente / data 01 ROTEIRO -Desfazer-se dos itens que não permanecerão no projeto. Desapegue! Proteger os móveis que permanecerão no ambiente e embalar objetos pequenos; Preparação

Leia mais

WORKFLOW DE PEDIDOS DE COMPRAS. Objetivos. Benefícios. Premissas

WORKFLOW DE PEDIDOS DE COMPRAS. Objetivos. Benefícios. Premissas Objetivos 1) Padronização dos processos: Os ganhos em produtividade aumentam consideravelmente no trabalho quando se há padronização nos processos e na forma de conduzir cada etapa do negócio. Um sistema

Leia mais

Plano de Aula - QSMS Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde do Trabalho - cód Horas/Aula

Plano de Aula - QSMS Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde do Trabalho - cód Horas/Aula Plano de Aula - QSMS Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde do Trabalho - cód. 6454 24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Diretrizes do QSMS Aula 2 Capítulo 2 - Qualidade Aula 3 Continuação do Capítulo

Leia mais

CAFETEIRA SINGLE CADENCE CAF110

CAFETEIRA SINGLE CADENCE CAF110 CAFETEIRA SINGLE CADENCE CAF110 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA Após desembalar o produto, os invólucros plásticos e outros materiais da embalagem deverão ficar longe do alcance de crianças e animais

Leia mais

APLICAÇÃO DO PROGRAMA 5S: Uma Análise Crítica no Setor de Serviço

APLICAÇÃO DO PROGRAMA 5S: Uma Análise Crítica no Setor de Serviço APLICAÇÃO DO PROGRAMA 5S: Uma Análise Crítica no Setor de Serviço Gabriela Ehlerding Jabir Graduanda em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul UFMS Ricardo de Carvalho Turati

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE 5S A PORTA DE ENTRADA PARA UM PROGRAMA DE QUALIDADE TOTAL

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE 5S A PORTA DE ENTRADA PARA UM PROGRAMA DE QUALIDADE TOTAL UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE 5S A PORTA DE ENTRADA PARA UM PROGRAMA DE QUALIDADE TOTAL Por: Verônica Martins Silva Orientadora: Profª. Maria Esther de Araujo

Leia mais

Programa 5S. Unidade Curricular: Gestão da Qualidade. Docente: Prof. ª Doutora Margarida Saraiva. Discente: Francisco Marques, n.º11634.

Programa 5S. Unidade Curricular: Gestão da Qualidade. Docente: Prof. ª Doutora Margarida Saraiva. Discente: Francisco Marques, n.º11634. Mestrado em Gestão da Qualidade e Marketing Agro-Alimentar Ano lectivo 2013/2014 2º Semestre Programa 5S Unidade Curricular: Gestão da Qualidade Docente: Prof. ª Doutora Margarida Saraiva Discente: Francisco

Leia mais

AVISO: Não descarte este produto em lixo doméstico. Entregue-o a um ponto de coleta para reciclagem de aparelhos eletrônicos.

AVISO: Não descarte este produto em lixo doméstico. Entregue-o a um ponto de coleta para reciclagem de aparelhos eletrônicos. Garantia & Support Este produto é fornecido com garantia de um ano para problemas encontrados durante o uso normal. O mal uso ou Sound Shuffle a abertura da unidade invalidará esta garantia. Tudo, exceto

Leia mais

MICHEL CARVALHO DA SILVA PROGRAMA 5S QUALIDADE TOTAL

MICHEL CARVALHO DA SILVA PROGRAMA 5S QUALIDADE TOTAL MICHEL CARVALHO DA SILVA PROGRAMA 5S QUALIDADE TOTAL Assis, 2011 MICHEL CARVALHO DA SILVA PROGRAMA 5S QUALIDADE TOTAL Trabalho de conclusão de curso apresentado ao Instituto Municipal de Ensino Superior

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA 5S

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA 5S IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA 5S Christian Egidio da Silva (UNIFEI) csilva@confab.com.br Resumo O presente trabalho descreve uma metodologia de implantação de um programa 5S numa empresa de transformação,

Leia mais

Organize. Sua Casa. Enquanto Você Passa o Cafezinho!

Organize. Sua Casa. Enquanto Você Passa o Cafezinho! Organize Sua Casa Enquanto Você Passa o Cafezinho! Curta as Minhas Dicas de Organização Favoritas! Olá e obrigada por juntar-se a uma comunidade que está sempre crescendo e que ama a organização! Aqui

Leia mais

Como diagnosticar se preciso trocar a minha caixa d água?

Como diagnosticar se preciso trocar a minha caixa d água? Como diagnosticar se preciso trocar a minha caixa d água? Será que eu preciso mesmo trocar a minha caixa d água? Esta é uma pergunta que muitas pessoas fazem quando estão em dúvida se devem ou não trocar

Leia mais

10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL

10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL EXCLUSIVO PARA EMPRESAS QUE REDUZIR SEUS CUSTOS DE FORMA SUSTENTÁVEL 10 DICAS PARA A SUA EMPRESA SER SUSTENTÁVEL Prezado Empresário, O Grupo Quality preparou esse manual para ajudá-lo a implantar ações

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE E MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS. Profa. Simone de Carvalho Balian Depto Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal - VPS?

BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE E MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS. Profa. Simone de Carvalho Balian Depto Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal - VPS? BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE E MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS Profa. Simone de Carvalho Balian Depto Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal - VPS? BOAS PRÁTICAS DE HIGIENE E MANIPULAÇÃO BPHM GOOD MANUFACTURING

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO TEMPO planejamento. aprenda a planejar

ORGANIZAÇÃO DO TEMPO planejamento. aprenda a planejar ORGANIZAÇÃO DO TEMPO Por detrás de cada realização, pequena ou grande, encontra-se um planejamento. Lembre-se, se você realmente quer ver suas metas se concretizarem, aprenda a planejar. Mary Kay Ash ORGANIZAÇÃO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA 5S NO AMBIENTE ADMINISTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE

A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA 5S NO AMBIENTE ADMINISTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA 5S NO AMBIENTE ADMINISTRATIVO PARA O GERENCIAMENTO DA QUALIDADE Lorena Damaso de Souza 1 Alfredo Nazareno Pereira Boente, PhD 2 Renata Miranda Pires Boente 3 Resumo

Leia mais

Conservação Preventiva de Documentos em Arquivos: uma abordagem inicial. Pirassununga - Julho/ 2008

Conservação Preventiva de Documentos em Arquivos: uma abordagem inicial. Pirassununga - Julho/ 2008 Conservação Preventiva de Documentos em Arquivos: uma abordagem inicial 1 Pirassununga - Julho/ 2008 Preservação Conjunto de técnicas e métodos que visam conservar os documentos de arquivos e as informações

Leia mais

Limpeza Diária de Escritórios

Limpeza Diária de Escritórios Limpeza Diária de Escritórios Cartões de procedimento Se você tiver perguntas, comentários ou precisar encomendar novamente este conjunto de cartões, ligue para -800-558-2332. Início Verifique se o seu

Leia mais

CARREIRA COMERCIAL CHAVES PARA O. Organização e Rotina CRESCIMENTO DE EQUIPE

CARREIRA COMERCIAL CHAVES PARA O. Organização e Rotina CRESCIMENTO DE EQUIPE CARREIRA COMERCIAL CHAVES PARA O Organização e Rotina CRESCIMENTO DE EQUIPE Organização de Tempo = Sucesso Planeja seu trabalho e trabalhe seu plano Estabeleça um horário de trabalho Escolha uma hora de

Leia mais

ROTEIRO PARA POSTO DE COLETA DE ANÁLISES CLÍNICAS

ROTEIRO PARA POSTO DE COLETA DE ANÁLISES CLÍNICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA DA SAÚDE EQUIPE DE CONTROLE E VIGILÂNCIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE versão 06/03/2007 ROTEIRO PARA POSTO DE

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL FUNCIONAMENTO: 1) A água de chuva, ao chegar no filtro é "freada" na represa superior, sendo então conduzida para descer nas cascatas.

Leia mais