Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2"

Transcrição

1 Portal de Chamados Softplan Guia prático para abertura de Chamados Perfil 2 Descrição: Guia prático para abertura Responsável: Jailson Martins Revisão: de Chamados Detalhes: Detalhamento dos passos necessários para abertura de chamados pelo Data: 22/01/2016 Portal do Cliente

2 Sumário 1. Conhecendo o Portal do Cliente Acessando o Portal do Cliente Endereço Web Usuário e senha para acesso - login Abertura de Chamados (SALT) Cadastro de Chamado (SALT) Tela de Cadastro Dados da solicitação Dados do Item Inserindo Anexos Visualizando a SALT recém-aberta Consulta de Chamados (SALT) Configurando os parâmetros de pesquisa Resultado da Pesquisa Consultando Detalhes de uma SALT Pesquisada Consulta de Pendências Filtrando as opções para identificar as Pendências Atuando nas Pendências /26

3 1. Conhecendo o Portal do Cliente Figura 1 O Portal do Cliente O Portal do Cliente da Softplan foi criado com o intuito de facilitar e agilizar o contato do cliente com a empresa, principalmente em assuntos relacionados à chamados (SALT 1 ). O Portal do Cliente possibilita: Abrir chamados (SALT) para suporte ao SAJ 2 ; Consultar o andamento dos chamados (SALT) em aberto; Consultar chamados (SALT) encerrados; Gerar relatórios dos chamados (SALT) para melhor gestão pelo cliente. Conhecendo o Portal do Cliente 1 SALT: a sigla SALT significa Solicitação de Alteração, é uma nomenclatura utilizada desde as primeiras versões do SAJ para referenciar os chamados abertos pelo cliente. Logo, SALT para a Softplan, significa que há um chamado aberto pelo cliente que pode ser desde um erro que impede o funcionamento do sistema bem como um registro de dúvidas ou orientações sobre o funcionamento de determinadas funcionalidades. 2 SAJ: a sigla SAJ significa Sistema de Automação da Justiça que é um sistema de tramitação de processos jurídicos de forma digital. O CNJ classifica esta modalidade como Processo Eletrônico. 3/26

4 2. Acessando o Portal do Cliente Para acesso ao portal do cliente, se faz necessário um navegador com acesso à internet, o endereço web de acesso ao portal e um usuário e senha (fornecidos pela Softplan) para possibilidade de login ao ambiente restrito do Portal Endereço Web Para acesso ao Portal do Cliente, digite o seguinte endereço web em um navegador de sua preferência (Chrome, Firefox, Internet Explorer, Safari, Microsfot Edge, Opera, etc): A seguinte tela para digitação de login e senha se abrirá: 2.2. Usuário e senha para acesso - login Figura 2 Tela de login O usuário de acesso ao portal será o seu do Tribunal de Justiça de Santa Catarina acrescido de.ipesg. Por exemplo: Se o seu é seu usuário será joao.silva.ipesg A senha para o primeiro acesso será Softplan#2016 Figura 3 Digitando Usuário e senha No primeiro acesso, o sistema lhe solicitará que altere a senha. Para esta ação, aparecerá neste acesso a seguinte tela: 4/26

5 Figura 4 Tela de troca de senha (primeiro acesso) Nesta tela preencha os campos com as informações respectivamente solicitadas para que sua senha seja alterada para uma senha pessoal. Após login a área de trabalho do Portal de Chamados será apresentada da seguinte maneira: Figura 5 Tela inicial do Portal do cliente Acessando o Portal do Cliente 5/26

6 3. Abertura de Chamados (SALT) Quando for identificado pelo cliente algum incidente, problema ou haja alguma dúvida quanto às funcionalidades do SAJ de modo que necessite um suporte técnico da Softplan, faz-se necessário a abertura um chamado (SALT) para que a situação seja avaliada e sejam registradas as medidas de resolução do incidente/problema Cadastro de Chamado (SALT) Para realizar o cadastro de uma SALT, siga os seguintes passos: Tela de Cadastro A partir da área de trabalho do Portal do Cliente, clique na aba Cadastro de Solicitação, conforme Figura 6: Figura 6 Navegação até o cadastro Ao clicar em Cadastro de Solicitação, a seguinte tela será carregada no navegador: Figura 7 Tela de cadastro de chamados 6/26

7 Dados da solicitação Considere as seguintes informações para entendimento da Figura 8: Cliente: informa o nome do cliente que está abrindo a SALT. Este campo já é preenchido automaticamente quando na abertura da SALT; Contato: informa o nome de quem está abrindo a SALT. Este campo já é preenchido automaticamente com o nome completo de quem está logado no Portal; Projeto: informa o nome do Projeto a que se refere a abertura da SALT e ao qual está cadastrado o usuário que está logado no Portal no momento. Figura 8 Dados da solicitação (Cliente, Contato e Projeto) Os campos acima representam, respectivamente: Local/Setor: informa o local e/ou setor de origem do chamado, ou seja, o Fórum/Cidade de origem do Chamado; Figura 9 Dados da solicitação (Local/Setor, Sistema e Versão) Sistema: informa qual o sistema de origem do chamado. O SAJ possui os módulos de usuário (SG5), administração (ADM) e de protocolo (PROSG5), logo, o solicitante deverá selecionar o módulo em que foi identificado o incidente/problema/dúvida; 7/26

8 Figura 10 Dados da solicitação (Opções de seleção de Sistemas) Versão: esta opção depende diretamente da seleção do campo sistema. Dependendo de qual sistema o usuário selecionou, aparecerá a lista de versões para que o solicitante selecione em qual versão houve o incidente/problema/dúvida. Figura 11 Dados da solicitação (Opções de seleção de Versões) Dados do Item Tipo: este é um item de extrema importância pios deve-se informar o tipo correto da ocorrência. Os tipos de atendimentos de SALTs que podem ser classificar segundo o que consta na Figura 12: Figura 12 Dados do Item (Tipos de Atendimento) 8/26

9 A opções de escolha de Tipo são as seguintes: Orientação sobre a utilização do sistema Objetivo: Tenho dúvida sobre um ou mais funcionalidades do SG5. Problema de migração de processos especiais Objetivo: Utilizado somente, para processos pautados para julgamento, processos das classes habeas corpus, mandado de segurança, medida cautelar, pedido de liminar, antecipação de tutela e auto de prisão em flagrante, ou processos que envolvam réu preso, matéria afeta à infância e juventude e/ou processos cuja tramitação seja prioritária nos termos da Resolução TJ n. 16, de 17 de julho de Processo migrado com erro que não impossibilite o uso do SG5 produção Objetivo: Processo que não se enquadra na classificação Processos especiais e não impossibilita a utilização do SG5. Processo não migrado que não impossibilite o uso do SG5 produção; Objetivo: Processo que não se enquadra na classificação Processos especiais e não impossibilita a utilização do SG5. Solicitação de migração sob demanda; Objetivo: Utilizado caso exista necessidade de realizar uma redistribuição de processos, que pertença a um órgão julgador diferente do ciclo atual, ou seja, processos de uma competência que ainda não foi migrado. É obrigado informar a lista de processo a serem migrados sob demanda, sendo o limite diário de 70 processos. Extração de relatórios. Objetivo: Solicitar a cópia de bases de conhecimento de um gabinete para outro. Para prover mais informações é recomendado indicar os campos abaixo: Menu do Sistema: informa qual o menu do sistema selecionado que apresentou um incidente/problema/dúvida. Local do Sistema: informa qual local do sistema ou tela em que o incidente/problema/dúvida está relacionado. Descrição detalhada, contexto, observações: é um campo de texto reservado à descrição livre do relato do incidente/problema/dúvida. Na descrição do chamado é muito importante citar todos os dados básicos necessários para que o suporte técnico da Softplan possa identificar o incidente/problema/dúvida da forma mais eficaz possível. Para tanto, sugerimos utilizar o template abaixo, que foi detalhado para melhor entendimento: Base de dados: nome da base de dados aonde a situação foi identificada. Foro: foro de a situação identificada. 9/26

10 Lotação: lotação do usuário que reportou a situação. Servidor de aplicação: esta informação pode ser coletada no canto inferior direito do aplicativo SAJ. Data e hora da ocorrência: para que o suporte possa analisar os logs e identificar a situação reportada. IP da máquina do usuário: para que o suporte possa analisar os logs e identificar a situação reportada. Matrícula do usuário: para que o suporte possa analisar os logs e identificar a situação reportada. Telefone: para contato do suporte em caso de necessidade de sanar dúvidas rápidas com o usuário. para contato do suporte em caso de necessidade de sanar dúvidas rápidas com o usuário. Número do Processo: para que o suporte possa analisar os logs e identificar a situação reportada. Descrição do incidente/problema/dúvida: a partir deste ponto descrever de forma detalhada a situação ocorrida. A Figura 14 mostra um exemplo que foi utilizado o template sugerido para abertura da SALT: Figura 14 Dados do Item (Descrição detalhada, contexto, observações) Abaixo mostramos dois exemplos para auxiliar no desenvolvimento da Descrição: 1) Exemplo de uma descrição de difícil entendimento para o suporte Softplan: Usuário sem acesso a tela de digitalização, pois sistema indica mensagem de erro, conforme anexo. 2) Exemplo de uma descrição de bom entendimento para o suporte Softplan: O usuário M está sem acesso a tela de Digitalização, acessada através do Menu Cadastro > Digitalização de peças processuais. Na tentativa de abertura, sistema indica mensagem MISMATCH IN DATAPACKET. Complemento que, o caso é apresentado para todos os usuários do cartório, E mesmo com a reinstalação do sistema, o erro persiste. Em anexo, exemplo do procedimento para maiores esclarecimentos. 10/26

11 Ao finalizar o preenchimento destes campos e a descrição da situação, deve-se clicar no botão Salvar Solicitação que fica logo abaixo a caixa de texto Descrição(...), conforme Figura 15: 3.2. Inserindo Anexos Figura 15 Salvando Solicitação Após clicar em Salvar Solicitação o Portal lhe direcionará para a tela de inserção de anexos. É muito importante que sempre sejam anexados prints de tela ou, de preferência, um vídeo da ação que gera/gerou o incidente/problema/dúvida de modo que o suporte possa se inteirar mais facilmente da situação gerada na SALT. Para anexar arquivos, clique em Selecionar anexo : 11/26

12 Figura 16 Tela de adição de anexos na SALT Em seguida, a janela de seleção de arquivos se abrirá e você poderá selecionar e anexar o(s) arquivo(s) que contenham prints de tela e/ou os vídeos que demonstram o(s) erro(s): Figura 17 Seleção de arquivos para anexar Após selecionar os arquivos, a tela abaixo aparecerá. Nela, você pode escolher excluir algum arquivo que tenha sido inserido de forma errada, anexar um arquivo por vez quando mais de um ou anexar todos ao mesmo tempo, agilizando a finalização da SALT. 12/26

13 Figura 18 Anexando os arquivos selecionados Após anexar todos os arquivos, a tela ficará da maneira como exibida na figura abaixo. Em seguida, clique em Visualizar Solicitação para ver a SALT aberta Visualizando a SALT recém-aberta Figura 19 Arquivos de erro Após inserir os anexos e clicar em Visualizar Solicitação, as figuras 20 e 21 ilustram a tela que será exibida. Nelas você poderá conferir todos os dados que foram gerados por você na abertura da SALT: 13/26

14 Figura 20 A SALT (1) 14/26

15 Figura 21 A SALT (2) Abertura de Chamados (SALT) 15/26

16 4. Consulta de Chamados (SALT) Na tela principal do Portal de Chamados do Cliente, clique na aba superior esquerda denominada Consulta de Solicitação. Figura 22 Caminho para a consulta de chamados 4.1. Configurando os parâmetros de pesquisa Na tela que se abre após selecionar a aba Consultar Solicitação está exposta na figura abaixo. Nesta tela é possível realizar todas as configurações desejáveis da pesquisa que se deseja fazer. Por exemplo: vamos supor que necessitamos identificar todas as SALTs abertas nos últimos seis meses, de todos os módulos do SAJ, listando todas as pessoas que abriram SALT pelo TJSC (contato), com todas as severidades e todos os tipos de solicitação. A configuração da tela para esta pesquisa-exemplo ficaria assim: Figura 21 Configuração de parâmetros de pesquisa para consulta de chamados Após realizada a configuração da pesquisa, clique em Consultar ao final da página. A Figura 22 mostra a tela que apresenta o resultado da pesquisa e ilustra os botões que podem ser utilizados para alterarmos a visualização da página bem como abrir o conteúdo das SALTs listadas e a geração de relatório da pesquisa em PDF e XLS. 16/26

17 4.2. Resultado da Pesquisa Figura 22 Tela de resultado da pesquisa Levando em consideração a Figura 22, temos: 1 informa o período de consulta atual conforme configurado na figura anterior. 2 informa os números das SALTs de acordo com os filtros configurados durante a pesquisa. Talvez seja necessário utilizar a barra de rolagem do navegador para que seja possível consultar os demais itens da pesquisa. 3 informa os botões para que o usuário toma novas ações, como realizar uma nova pesquisa, imprimir a lista gerada na pesquisa, visualizar a lista em PDF ou, ainda, gerar um relatório editável para o Microsfot Excel Consultando Detalhes de uma SALT Pesquisada Para que você tenha acesso à SALT desejada após o resultado da pesquisa, clique no ícone conforme figura abaixo: Figura 23 Consultando uma SALT pesquisada 17/26

18 Após o clique no ícone a tela exposta na Figura 24 abrirá. Nela conterão todas as informações da SALT, conforme explicações abaixo: Figura 24 Consultando uma SALT pesquisada Levando em consideração a Figura 24, temos: 1 Botão que direciona para a Tela de Consulta, conforme item 4.1 deste manual. 2 Botão que direciona para a impressora permitindo imprimir as informações. 3 Adiciona um novo item na SALT atual. Esta opção é muito utilizada quando ocorrem dois ou mais reportes de incidentes/problema/dúvidas de mesma situação. o Exemplo 01: caso houve um incidente no Peticionamento Inicial no dia 02 que foi solucionado pela Softplan e já teve a SALT encerrada, porém, voltou a ocorrer no dia 10, ao invés de abrir uma nova SALT com um novo número, o cliente pode clicar em Adicionar item, logo, será direcionado para a tela de Abertura de Chamados e seguirá os mesmos passos no item 3 deste manual. A única diferente é que agora a SALT, antes de número /1 (exemplo) agora será /2 e assim consecutivamente o Exemplo 02: caso houve um incidente no Peticionamento Inicial no dia 02 que ainda não foi solucionado pela Softplan e, no dia 03 ocorreu outro incidente, na mesma funcionalidade de Peticionamento Inicial, ao invés de abrir uma nova SALT com um novo número, o cliente pode clicar em Adicionar item, logo, será direcionado para a tela de Abertura de Chamados e seguirá os mesmos passos no item 3 deste manual. A única diferente é que agora a SALT, antes de número /1 (exemplo) agora será /2 e assim consecutivamente. o Exemplo 03: caso houve um incidente com a inserção de peças digitais nos autos no dia 15 e a SALT registrada foi de número /1, no dia 10 do mês houve outro incidente parecido, gerando a SALT /2 e, no mesmo mês, no dia 25 ocorreu novamente um problema de situação semelhante, o cliente pode adicionar um novo 18/26

19 item que gerará a SALT /3. Deste modo, tanta quantas forem as situações semelhantes, indefinidos itens podem ser gerados em cada SALT. 4 Informa as informações de abertura da SALT como número da SALT, nome do solicitante do TJSC, Tipo de Chamado, Severidade e data da abertura. 5 Este campo informa a Descrição do Incidente/Problema/Dúvida gerada a partir da abertura da SALT. Na Figura 25 ilustramos o complemento da tela anterior: Figura 25 Visualização dos anexos da SALT Levando em consideração a Figura 25, temos: 1 Caso seja necessário anexar um novo arquivo à SALT (um novo print de erro ou um novo vídeo, por exemplo) clicando no botão Selecionar anexo o usuário poderá incluir um novo arquivo conforme item 3.2 deste manual. 2 Neste campo estão listados todos os arquivos já anexados na SALT até o momento, que podem ser baixados. Na esquerda podemos observar o nome dos arquivos e na direita os botões servem para fazer o download dos arquivos, caso haja necessidade. Na próxima figura, 26, ilustramos mais um complemento da tela de SALT: 1 Quando a SALT tem seu atendimento iniciado Suporte ao Cliente da Softplan, ela será alocada que este fique responsável pela SALT, ou seja, haverá um analista designado para repassar as informações de andamento da SALT. 2 Este campo informa a data e hora do primeiro contato em que houve interação do analista de suporte responsável pela SALT com o cliente. 3 Quando houver necessidade de realizar alguma reclassificação de atendimento, como alteração do tipo do chamado por ter sido aberto de forma errônea, recategorização de SLA, entre outros, será disponibilizado neste campo uma opção para que o cliente possa aceitar (ou não) estas alterações. 4 Neste campo haverão todas as informações de andamento da SALT internamente na Softplan. Neste campo, o cliente poderá acompanhar todo o trâmite da SALT e quando seu estado atual sem a necessidade de realizar um contato pessoal (telefone ou ). 5 Neste campo constarão todos os históricos de contato do Suporte da Softplan com o cliente, sendo ele o contato que abriu a SALT ou mesmo outros contatos que porventura sejam necessários. 6 Neste campo serão exibidas as Pendências da SALT como Encerramento da SALT, Aguardando mais subsídios técnicos para análise da Softplan, Aceite de Cancelamento, entre outros. Exemplo: a figura abaixo mostra uma Pendência de 19/26

20 Aguardando Aceire de Cancelamento, ou seja, possivelmente o cliente ou o suporte ou o cliente solicitou o Cancelamento da SALT e informou uma justificativa para tal. 7 Neste campo estarão contidas as informações de encerramento da SALT após encerramento da SALT, obviamente de modo que possam ser consultadas de forma mais fácil quando necessário. Figura 26 Dados do andamento da SALT Consulta de Chamados (SALT) 20/26

21 5. Consulta de Pendências Para acessar a consulta de Pendências, clique na aba Pendências conforme Figura 27: Figura 27 Caminho para a consulta de pendências Após clicar na aba Pendências, a tela ilustrada na Figura 28 será mostrada: Figura 28 Consulta de pendências da SALT 5.1. Filtrando as opções para identificar as Pendências Para que seja possível filtrar as pendências do cliente no Portal de Chamados do Cliente faz-se necessário selecionar os sistemas cujo haja interesse na pesquisa. No exemplo que utilizaremos para ilustrar este tópica a partir da Figura 29, selecionaremos todas as opções, porém, é possível selecionar apenas um caso seja o desejo: Figura 29 Seleção de tipo de sistema para consulta de pendência (1) Após selecionar a opção Todos, clique em Verificar Pendências para que seja gerada a lista: Figura 30 Consulta de pendências 21/26

22 Após o clicar no botão Verificar Pendências a tela ilustrada na Figura 31 será mostrada: Figura 31 Resultado da consulta de pendências Perceba que há uma SALT com Pendência para o cliente que, no exemplo da figura anterior, tratase de um Cancelamento de SALT Atuando nas Pendências Para atuar numa pendência, é necessário clicar sobre a opção que a apresenta ao usuário a quantidade de pendências que este possui. Neste exemplo, utilizaremos a SALT que está Aguardando Cancelamento, porém, este procedimento é semelhante para os demais status. Para listar as pendências contidas como Cancelamento, vamos clicar sobre a opção desejada, neste caso, Cacelamento : Figura 32 Listagem de pendências A tela ilustrada na Figura 33 será apresentada e nela estarão contidas todas as SALTs com a pendência Cancelamento : 22/26

23 Figura 33 Listagem de pendências Nesta tela aparecerão algumas informações como o Sistema, a Severidade, Data de Abertura, Tipo de Incidente/Problema/Dúvida além da Descrição da SALT para uma rápida conferência. Caso seja necessário visualizar informações detalhadas da SALT, é possível clicar no ícone e seguir os passos contidos no item 4.3 deste manual. Perceba que surgiu uma coluna de questionamento ao usuário pedindo-o para que efetue uma ação: Figura 34 Coluna de ação do usuário do portal 1 informa o número da SALT em questão; 2 informa a opção para que o usuário aceite o cancelamento da SALT; 3 informa a opção para o usuário rejeitar o cancelamento da SALT. Neste caso, abrirá uma nova janela para que o usuário justifique o por quê do rejeite ao cancelamento, conforme a Figura 35: 23/26

24 Figura 35 Campo de texto de justificativa de rejeite Como queremos cancelar a SALT deste exemplo, vamos clicar em Cancelar. Ao clicar em Cancelar, automaticamente cancelaremos a SALT em questão, porém, para garantir que o cliente tem certeza da ação, uma caixa de texto é aberta para que o usuário confirme o cancelamento e deixe algum comentário caso deseja. A Figura 36 mostra a caixa de texto supracitada: Figura 36 Tela de questionamento de aceite de cancelamento Ao clicar em Sim, mesmo que o usuário do Portal não deixe qualquer comentário, a SALT é Encerrada automaticamente e o usuário do Portal recebe a confirmação, conforme Figura 37: 24/26

25 Figura 37 Tela de confirmação de aceite de cancelamento Após cancelada ou encerrada, a SALT não mais ficará disponível na tela de Pendências. Para que seja possível consultar novamente esta SALT, faz-se necessário uma consulta de chamados, conforme o item 3 deste manual. Este exemplo que utilizamos para ilustrar se referenciou para um cancelamento de SALT, porém, o procedimento é idêntico às demais modalidades de interação da SALT (Portal) com o usuário como Aceite Final, Aguardando subsídios, entre outros. onsulta de Pendências 25/26

26 Elaborado por Jailson Martins Em 21/10/2015 Para o Projeto IPESG. 26/26

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0

Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 Manual do usuário Sistema de Ordem de Serviço HMV/OS 5.0 DESENVOLVEDOR JORGE ALDRUEI FUNARI ALVES 1 Sistema de ordem de serviço HMV Apresentação HMV/OS 4.0 O sistema HMV/OS foi desenvolvido por Comtrate

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR

SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR SAW SISTEMA DE ATENDIMENTO WEB MINIGUIA OPERACIONAL Versão 1.0 ÁREA: ATENDIMENTO PERFIL: PRESTADOR 2015 Este miniguia

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Junho de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01 Produtos: Saúde Pró Upload Versão: 20130408-01 Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 LOGIN... 4 3 VALIDADOR TISS... 7 4 CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 10 4.1 DADOS CADASTRAIS MATRIZ E FILIAL... 11 4.2 CADASTRO DE

Leia mais

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Documentação de Sistemas Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Módulo de Protocolo Versão 1.17.0 Última revisão: 26/11/2015 2015 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

Tutorial WEB Soluço es Click.

Tutorial WEB Soluço es Click. Tutorial WEB Soluço es Click. Sumário Sumário... 1 1. Acesso ao site:... 2 2. Login:... 3 3. Página Principal:... 4 4. Navegando sobre o menu:... 4 5. Opção Chamado:... 5 5.1 Tela de Chamados:... 6 5.1.1

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Prestação de Contas Eletrônica

Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 Sumário 1- ACESSO... 3 2- TELA DE INÍCIO... 4 3- CADASTRAMENTO...

Leia mais

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014

CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 1 CONVÊNIO TJ-SC 10/2014 Sumário Acesso à aplicação... 3 Termo de Uso do Sistema... 3 Alteração de Senha... 3 Consultas Cadastrais e de crédito... 4 Histórico de Alterações Cadastrais... 4 Declarações/Jurídico...

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

Manual do Usuário. Protocolo

Manual do Usuário. Protocolo Manual do Usuário Protocolo Índice de capítulos Parte I - Processos............................... 01 1 - Buscar................................ 01 2 - Listar................................ 02 3 - Abertura..............................

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Manual de Solicitante

Manual de Solicitante Conteúdo 1. OBJETIVO DESTE DOCUMENTO... 3 2. CONHECENDO O MAXIMO... 4 3. CRIANDO UMA SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO.... 6 4. CONSULTAR CHAMADOS ABERTOS... 8 5. ACEITAR SOLUÇÃO DA SOLICITAÇÃO E REABERTURA DA SOLICITAÇÃO....

Leia mais

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES PROVAB 2014 Brasília/DF, 6 de outubro de 2014. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DE PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO MANUAL DO ADVOGADO E DO PROCURADOR MÓDULO 2 Sumário 1 Processos Não Protocolados3 11 Consultar Petições Não Protocoladas3 12 Remover

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Primeiramente deve-se digitar o login e senha de acesso para acessar o Jurídico 2000.

MANUAL DO USUÁRIO. Primeiramente deve-se digitar o login e senha de acesso para acessar o Jurídico 2000. MANUAL DO USUÁRIO Primeiramente deve-se digitar o login e senha de acesso para acessar o Jurídico 2000. O Jurídico 2000 exibe o cadastro de Processos assim que é inicializado. A partir dessa tela você

Leia mais

Acompanhamento e Execução de Projetos

Acompanhamento e Execução de Projetos Acompanhamento e Execução de Projetos Manual do Usuário Atualizado em: 28/11/2013 Página 1/24 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4. COMO ACESSAR O SISTEMA...

Leia mais

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Projeto ECA na Escola, Este tutorial pretende auxiliá-lo na navegação na Plataforma de Educação à Distância

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Empresas no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Empresas no SIGLA Digital Página 1 de 7 Passo a Passo do Cadastro Empresas no SIGLA Digital O cadastro de Empresas permite cadastrar quais empresas estarão configuradas para utilizar o SIGLA Digital. Caso necessário cadastrar uma

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema Protocolo

Manual de Utilização do Sistema Protocolo Manual de Utilização do Sistema Protocolo Setembro/2013. Introdução: Leia o manual Leia com atenção este manual e guarda-o para futuras consultas Lendo o manual, você conseguirá obter o rendimento máximo

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O COORDENADOR PLANO DE TRABALHO PROVAB

PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O COORDENADOR PLANO DE TRABALHO PROVAB PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O COORDENADOR PLANO DE TRABALHO PROVAB Brasília/DF, 14 março de 2016. 1 APRESENTAÇÃO Prezado(a) Coordenador(a) participante do PROVAB:

Leia mais

MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO

MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO 2013 MANUAL DO PETICIONAMENTO ELETRÔNICO Via Sistema de Automação da Justiça (SAJ) DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Homero Lupo Medeiros Defensor Público de Primeira Instância SUMÁRIO

Leia mais

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia 1 Acessar o endereço: http://facgtounafisco.facilinformatica.com.br 1.2 - Será exibida a página abaixo, selecionar o Tipo de acesso (Clínica (CNPJ) e/ou

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO EAD (Educação a Distância) ÍNDICE FORMAS DE ACESSO AO AMBIENTE EAD... 2 O AMBIENTE EAD... 3 TERMO DE COMPROMISSO... 4 CONHECENDO A HOME PAGE DO TREINAMENTO EAD... 4

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Passo a Passo do Cadastro Funcionários no SIGLA Digital Funcionários Página 1 de 12 O cadastro de funcionários permite cadastrar o usuário que vai utilizar o SIGLA Digital e também seus dados pessoais.

Leia mais

PRÉ TESTE CBT - SIMULADO ENEM 2013

PRÉ TESTE CBT - SIMULADO ENEM 2013 Este manual tem como objetivo a orientação de utilização do sistema CBT (Computer Based Testing) da AVALIA para responder aos instrumentos de avaliação que estarão disponíveis de forma online. Lembrando

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

e-sus Atenção Básica Manual de Utilização do Sistema Prontuário Eletrônico do Cidadão - PEC

e-sus Atenção Básica Manual de Utilização do Sistema Prontuário Eletrônico do Cidadão - PEC e-sus Atenção Básica Manual de Utilização do Sistema Prontuário Eletrônico do Cidadão - PEC PERFIL ENFERMEIRO Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ORIENTAÇÕES GERAIS... 4 3. CIDADÃO... 6 3.1 Visualizar prontuário...

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 30 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS Este manual não tem a pretensão de esgotar as dúvidas acerca dos procedimentos de compras de materiais e/ou serviços

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GLPI

Manual de Utilização do Sistema GLPI Manual de Utilização do Sistema GLPI 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração de inventário de equipamentos de informática,

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.0

Manual SAGe Versão 1.0 Manual SAGe Versão 1.0 Emissão de Parecer de Assessoria (após a versão 12.14.00) Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Recebimento do e-mail de solicitação de parecer... 3 3. Operações no sistema SAGe... 4 3.1

Leia mais

GUIA DO PORTAL MAXIPAGO

GUIA DO PORTAL MAXIPAGO GUIA DO PORTAL MAXIPAGO Versão 1.1.1 Sumário 1. Introdução... 4 2. Glossário... 5 3. Acesso ao Portal... 6 4. Mudando o Idioma do Portal... 6 5. Utilizando as Credenciais de Teste para Acesso ao Portal...

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

TUTORIAL PARA O TUTOR VALIDAR BOLSA DE SUPERVISOR

TUTORIAL PARA O TUTOR VALIDAR BOLSA DE SUPERVISOR PROJETO MAIS MÉDICOS PARA O BRASIL TUTORIAL PARA O TUTOR VALIDAR BOLSA DE SUPERVISOR Brasília/DF, 17 de novembro de 2015. 1 APRESENTAÇÃO Prezado (a) Tutor (a) participante do PROJETO MAIS MÉDICO PARA O

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Página 1 de 7 Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para vendas no balcão por ser uma venda rápida, mais simples, onde não é necessário

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO MANUAL DO MAGISTRADO 1ºGRAU MÓDULO 4 Sumário 1 Detalhamento 3 11 Aba Processo 4 12 Aba Assunto 8 13 Aba Partes 9 14 Aba Documentos

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO - SEED Sistema Obras Online Módulo Pedido Julho - 2013 Secretaria da Educação do Paraná Av. Água Verde, 2140 - Vila Isabel 80240-900 - Curitiba - PR 41 3340-1500 e Superintendência

Leia mais

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13

Manual do Usuário. Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural. dezembro de 13 Manual do Usuário Menus: Produtor Rural, Propriedade Rural e GTA Módulo: Produtor Rural dezembro de 13 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51) 3210-3100

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR Roteiro para utilização do GEP Versão de referência: GEP V1.00 Índice analítico I Apresentação... 2 I.1 Controles básicos do sistema;... 2 I.2 Primeiro acesso... 2 I.3 Para trocar a senha:... 3 I.4 Áreas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS

SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS - MDA - SPOA - CGMI SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS MANUAL DO USUÁRIO Administrador do Sistema BRASÍLIA, AGOSTO DE 2007 Versão 1.0 SISDEX SISTEMA DE CONTROLE DE DOCUMENTOS EXPEDIDOS

Leia mais

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s

C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s C o t a ç ã o E l e t r ô n i c a V i l l a r e s M e t a l s M a n u a l d o F o r n e c e d o r Portal de Compras Página 1 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Informações importantes... 3 3. Acessando o portal...

Leia mais

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1)

Portal do Fornecedor ANGELONI. Manual do usuário. (versão 1.1) Portal do Fornecedor ANGELONI Manual do usuário (versão 1.1) 1. Objetivo Este manual explica como funciona o Portal do Fornecedor ANGELONI. Todos os procedimentos para visualizar pedidos, gerar e enviar

Leia mais

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia

Wordpress - Designtec. Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia Wordpress - Designtec Manual básico de gerenciamento Práticas de Geografia 1 Índice Acessando o painel administrativo... 3 Gerenciamento de edições... 3 Gerenciamento de artigos... 3 Publicando mídias...

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

Manual do SISC Sistema de Informações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Perfil Gestor Estadual Abril/2014 Versão 1.

Manual do SISC Sistema de Informações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Perfil Gestor Estadual Abril/2014 Versão 1. Manual do SISC Sistema de Informações do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Perfil Gestor Estadual Abril/2014 Versão 1.0 SUMÁRIO Manual do SISC... 3 1. Finalidade do SISC... 3 2. Requisitos

Leia mais

SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência

SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Perfil: Rádio Operador Versão: 04.14.00 Sumário 1 ACESSO AO SISTEMA... 3 2 TELA DE PERFIS... 4 3 TELA INICIAL RÁDIO OPERADOR... 5 3.1. Acompanhamento de Despachos

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador Web V2

Manual de Utilização Autorizador Web V2 Manual de Utilização Autorizador Web V2 OBJETIVO Esse manual tem como objetivo o auxílio no uso do Autorizador de Guias Web V2 do Padre Albino Saúde. Ele serve para base de consulta de como efetuar todos

Leia mais

Manual do SeCI. Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses. Guia do Administrador

Manual do SeCI. Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses. Guia do Administrador Manual do SeCI Sistema Eletrônico de Prevenção de Conflitos de Interesses Guia do Administrador CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO CGU SAS, Quadra 01, Bloco A, Edifício Darcy Ribeiro 70070-905 Brasília-DF cgu@cgu.gov.br

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1

MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 MANUAL DE EMISSÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 VERSÃO 9 Atualizado em 10/10/2014 Página 1 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez e em sistema operacional Windows XP SP3 ou Windows

Leia mais

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL.

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL. Nome do Software: Gerenciador de Projetos Versão do Software: Gerenciador de Projetos 1.0.0 1. Visão Geral Este Manual de Utilização do Programa Gerenciador de Projetos via Web, tem por finalidade facilitar

Leia mais

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Curso A Escola no Combate ao Trabalho Infantil (ECTI), Este tutorial pretende

Leia mais

Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital

Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital Passo a Passo dos Relatórios de Venda no Sigla Digital Relatório de Vendas Página 1 de 7 Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para gerar relatórios das vendas realizadas pelo Orçamento

Leia mais

SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI

SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI Manual do Usuário Manual do Usuário SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de TI Suporte e Help Desk - IMA Linhas gerais - Objetivos SC Tickets Sistema de Cadastro de Tickets de Suporte, desenvolvido

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO Rua Afonso Arrechea, 240, Santo Ant. do Sudoeste - PR Tel 46 3563-1518 Fax 46 3563-3780 contato@diferencialcontabil.cnt.br www.diferencialcontabil.cnt.br MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOMINIO ATENDIMENTO VERSÃO

Leia mais

Portal de Vendas Online

Portal de Vendas Online Portal de Vendas Online Manual do Representante Versão 1.0 Manual do Representante 2 Sumário Introdução ao Portal da Dorma... 3 Fluxo de Vendas... 3 Fluxo de Cadastro ou Alteração de Cliente... 4 Orientações

Leia mais

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta

Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Manual de Operação do CADSUS WEB Modo Consulta Agosto/2014 Sumário Sistema CADSUS WEB... 3 Orientações para Navegadores... 4 Acesso ao Sistema... 4 Página para Consulta... 5 Alteração de senha... 7 Perda

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB

MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB MANUAL OPERACIONAL DE AUTORIZAÇÃO VIA WEB Fortaleza 2014 Pag:1 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domigos Gomes de Aguiar Filho SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

Leia mais

Atendimento WEB IAMSPE CEAMA v20120524.docx. Manual de Atendimento

Atendimento WEB IAMSPE CEAMA v20120524.docx. Manual de Atendimento Manual de Atendimento ÍNDICE INCLUIR PEDIDO (SOLICITAÇÃO DE SENHA)... 3 ACOMPANHAMENTO DE PEDIDO... 8 2 INCLUIR PEDIDO (SOLICITAÇÃO DE SENHA) Utilizado para solicitação de senha para procedimentos pré-autorizados.

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

SISTEMA AGHOS. Manual de Regulação Ambulatorial de Consultas Especializadas

SISTEMA AGHOS. Manual de Regulação Ambulatorial de Consultas Especializadas AGHOS - GESTÃO E REGULAÇÃO ASSISTENCIAL E FINANCEIRA DE SAÚDE MÓDULO DE REGULAÇÃO AMBULATORIAL DE CONSULTAS ESPECIALIZADAS ESPECIALIZADAS Manual de Regulação Ambulatorial de Consultas Especializadas SISTEMA

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (INTERNET EXPLORER) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 21 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

Sistema Integrado de Atendimento

Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento Sistema Integrado de Atendimento. Um sistema moderno, completo e abrangente que modifica a realidade do atendimento de sua empresa, proporcionando maior segurança na tomada

Leia mais

Recurso de Glosas Eletrônico RGE

Recurso de Glosas Eletrônico RGE Recurso de Glosas Eletrônico RGE Conhecendo o Sistema 2 Acessando o Sistema 3 Para acessar nosso sistema, você deve seguir os seguintes passos : Acesse nosso website : www.sulamerica.com.br Clique na aba

Leia mais

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 -

Guia do Usuário. idocs Content Server v.2.0-1 - Guia do Usuário idocs Content Server v.2.0-1 - 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 4 Inicializando a aplicação... 6 Ambiente... 7 Alterando o ambiente... 8 Senhas... 10 Alterando senhas... 10 Elementos

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Índice 1 -. Apresentação...3 2 -. Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 -. Normas do Pregão Eletrônico...5 4 -. Procedimentos do Pregão Eletrônico...6

Leia mais

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração.

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração. COMUNICADO A Courart Informática, visando à satisfação de seus clientes, efetuou a contratação de um novo servidor junto à Locaweb, onde está alocado o sistema TransControl IV com todos os seus componentes.

Leia mais

Advogado - Procurador

Advogado - Procurador Advogado - Procurador Conteúdo 1 Cadastro do Advogado 1.1 Verificar requisitos para o Cadastro 1.2 Orientação ao Advogado sobre os Links de instalações 1.3 Preencher o Formulário de Cadastro 1.4 Visualizar

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

F O R T A L E Z A MANUAL DO GUIA ON-LINE

F O R T A L E Z A MANUAL DO GUIA ON-LINE MANUAL DO GUIA ON-LINE Bem vindo ao Manual do Guia On-Line, aqui você irá aprender a utilizar esta eficiente ferramenta desenvolvida para facilitar e agilizar o atendimento odontológico. Tela inicial Na

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 6 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais