MetodologiaparaOtimização daprodutividade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MetodologiaparaOtimização daprodutividade"

Transcrição

1 MetodologiaparaOtimização daprodutividade Prof. Me. Leonardo Vianna Administrador - FESJ Mestre em Engenharia de Transportes - IME

2 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

3 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

4 Produtividade?

5 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

6 Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional

7 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

8 Conceito de Produtividade A mais importante e, na verdade, a única contribuição da Administração no século XX foi o aumento, em 50 vezes, da produtividade do trabalhador manual em fabricação. A mais importante contribuição que a Administração precisa fazer no século XXI é, analogamente, elevar a produtividade do trabalho do conhecimento e do trabalhador do conhecimento. Os ativos mais valiosos de uma empresa do século XX eram seus equipamentos de produção. Os mais valiosos de uma instituição do século XXI, seja empresa ou não, serão seus trabalhadores do conhecimento e sua produtividade. Fonte: Desafios Gerenciais para o Século XXI. Drucker (2001)

9 Conceito de Produtividade Segundo Bandeira, é a razão entre as saídas obtidas e as entradas consumidas no processo de transformação, ou seja: (1) Resumindo, é a relação entre o que se produz e o que se devia produzir (%). Fonte: Indicadores de Desempenho, Instrumentos à Produtividade Organizacional. Bandeira, (2009)

10 Conceito de Produtividade Exemplo : Produção de 100 unidades em 1 hora, sendo que a linha ficou 20 minutos parada e o tempo padrão de 0,3 min/peça.

11 Eficiência É o máximo aproveitamento de meios de produção (não se desconsidera as horas paradas). Usando o mesmo exemplo.

12 Produtividade x Eficiência De nada adianta boa produtividade e baixa Eficiência. A Eficiência é mais importante!!!!

13 Fatores importantes para determinar a produtividade do trabalhador do conhecimento A produtividade do trabalhador do conhecimento requer que façamos a pergunta: Qual é a tarefa? ; Ela exige que coloquemos a responsabilidade pela produtividade nos próprios trabalhadores do conhecimento. Eles precisam gerenciar a si mesmos e ter autonomia; A inovação continuada tem que fazer parte do trabalho, da tarefa e da responsabilidade dos trabalhadores do conhecimento; O trabalho do conhecimento requer aprendizado contínuo por parte do trabalhador, mas também ensíno contínuo; A produtividade do trabalhador do conhecimento não é ao menos principalmente uma questão de quantidade produzida. A qualidade é, no mínimo, igualmente importante; Finalmente, a produtividade do trabalhador do conhecimento requer que ele seja visto e tratado como um ativo, e não como custo, e que os trabalhadores do conhecimento queiram trabalhar para organização. Fonte: Desafios Gerenciais para o Século XXI. Drucker (2001).

14 Por que melhorar sua Produtividade? Perda de produtividade e eficiência derrubam Brasil em ranking de competitividade. País cai de 38º para 44º em ranking com 59 países; EUA e Hong Kong lideram lista. Fonte: Estadão Maio/11; Ficamos Para Trás: Comparando com os EUA a produtividade Brasileira está estagnada há 50 anos, enquanto outros países, com destaque para a Coréia do Sul, vem avançando. Exame Fonte: Conference Board Total Economy - Out/2011.

15 O Preço é determinado pelo mercado, mas o custo pela eficiência dos processos O tempo é a ferramenta básica da organização empresarial

16 Impacto da Produtividade A produtividade afeta todos os resultados de nossas vidas: Carreira profissional; Concursos e estudos; Negócio próprio; Projetos pessoais.

17 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

18 Otimizando a Produtividade

19 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Cronoanálise Custos no Processo Planejamento e Controle da Produção PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

20 Visão da Produtividade Fonte: Manutenção Orientada para Resultados Nascif, Júlio

21 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

22 Custos no Processo Segundo Nascif (2009), os três custos básicos: Pessoal, Material e Serviços: O Custo tende a ser minimizado quando a velocidade das operações tende a ser maximizada em decorência de melhorias no processo. Nascif (2009), sugere o raciocínio: Bom: Maior Custo, Maior Disponibilidade de Ativos Melhor: Menor Custo e Maior Disponibilidade de Ativos Fonte: Nascif, 2009

23 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

24 Principais Objetivos: Cronoanálise Identificar o tempo padrão para execução das atividades; Identificar a Produtividade atual das áreas através dos tempos obtidos; Identificar oportunidades de melhorias nos processos; Melhorar a Produtividade.

25

26 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

27 Planejamento e Controle da Produção -PCP A sigla PCP é utilizada para designar o conjunto de atividades da Produção relacionadas ao Planejamento, Programação, Coordenação e Controle dos serviços. Sua razão de ser é a OTIMIZAÇÃO DOS RECURSOS da função Produção. (Nascif, 2009). Figura dos Processos do PCP. Fonte: Nascif, 2009.

28 Planejamento A importância do Planejamento.mpg

29 Planejamento Processo que leva ao estabelecimento de um conjunto coordenado de ações visando à consecução de determinados objetivos.

30 Programação O plano de trabalho de uma empresa ou organização para ser cumprido ou executado dentro de um determinado período de tempo.

31 Controles É a fiscalização exercida sobre atividades de pessoas ou departamentos para que não se desviem de normas preestabelecidas. Deve incluir atividades de correção de eventual desvio.

32 Project Curso de Administração

33 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

34 Ferramentas de Produtividade

35 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

36 Benchmarking É a busca das melhores práticas na indústria, que conduzem ao desempenho superior.

37 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

38 Coaching Sociedade Brasileira de Coaching.flv

39 Sumário Produtividade Produtividade da economia brasileira é baixa em comparação internacional Conceito de Produtividade Otimizando a Produtividade Visão da Produtividade Custos no Processo Cronoanálise Planejamento e Controle da Produção - PCP Ferramentas de Produtividade Benchmarking Coaching Bibliografia

40 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BANDEIRA, Anselmo Alves. Indicadores de Desempenho: Instrumentos à Produtividade Organizacional. Rio de Janeiro, Qualiymark, DRUCKER, Peter. Desafios Gerenciais para o Século XXI. Pioneira Thomson Learning, São Paulo, FILHO, Gil Branco. A Organização, o Planejamento e o Controle da Manutenção. Rio de Janeiro, Editora Ciência Moderna LTDA., FILHO, Gil Branco. Dicionário de Termos Técnicos de Manutenção, Confiabilidade e Qualidade. Rio de Janeiro, Editora Ciência Moderna LTDA., NASCIF, Júlio. Manutenção Orientada para Resultados. Rio de Janeiro, Qualiymark, 2009.

41 Obrigado pela atenção! Prof. Me. Leonardo Vianna Formação Acadêmica: Mestre em Engenharia de Transportes IME-RJ Especialista em Estatística Computacional UFJF Especialista em Engenharia de Produção - UFJF Especialista em Logística Empresarial - UFJF Graduado em Administração - FESJ

ANSELMO ALVES BANDEIRA INDICADORES DE DESEMPENHO: INSTRUMENTOS À PRODUTIVIDADE ORGANIZACIONAL

ANSELMO ALVES BANDEIRA INDICADORES DE DESEMPENHO: INSTRUMENTOS À PRODUTIVIDADE ORGANIZACIONAL ANSELMO ALVES BANDEIRA INDICADORES DE DESEMPENHO: INSTRUMENTOS À PRODUTIVIDADE ORGANIZACIONAL Salvador 2009 SUMÁRIO Prefácio... vi Capítulo 1 - Introdução... 1 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Justificativa...

Leia mais

TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA

TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA TÍTULO: LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES DA EMPRESA COR BELLA- AURIFLAMA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Livros Publicados. Marketing Pessoal e Organizacional. Dúvidas sobre a disciplina? Aula 1. Currículo do Docente. Fale com o professor 24 horas!

Livros Publicados. Marketing Pessoal e Organizacional. Dúvidas sobre a disciplina? Aula 1. Currículo do Docente. Fale com o professor 24 horas! Marketing Pessoal e Organizacional Dúvidas sobre a disciplina? Aula 1 Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior Fale com o professor 24 horas! Twitter: @achilesjunior Currículo do Docente Bacharelado em

Leia mais

10º CONGRESSO NACIONAL DE MANUTENÇÃO

10º CONGRESSO NACIONAL DE MANUTENÇÃO 10º CONGRESSO NACIONAL DE MANUTENÇÃO Gestão da Manutenção ou Gestão de Activos? (custos ao longo do Ciclo de Vida) (rassis@rassis.com ) (juliao@fe.lisboa.ucp.pt ) Faculdade de Engenharia da Universidade

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SOBRE O CURSO O administrador é um profissional com um mercado vasto, pois é um generalista por natureza e pode trabalhar nas mais diversas áreas. O profissional

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial

Sistema de Informação Gerencial Sistema de Informação Gerencial Prof. Erwin Alexander Uhlmann Tecnologia, Sistemas e Administração UHLMANN, Erwin Alexander. Sistemas de Informação Gerencial: tecnologia, sistemas e administração. Instituto

Leia mais

A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM PROJETOS COMPLEXOS. Prof. Esp. Cesar Augusto Pereira Peixoto

A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM PROJETOS COMPLEXOS. Prof. Esp. Cesar Augusto Pereira Peixoto A GESTÃO DO CONHECIMENTO EM PROJETOS COMPLEXOS Prof. Esp. Cesar Augusto Pereira Peixoto Brasília, 26 de Agosto de 2014 Sumário APRESENTAÇÃO FUNDAMENTOS TEÓRICOS PRÁTICAS DE GESTÃO DO CONHECIMENTO ESTUDO

Leia mais

O que é Benchmarking?

O que é Benchmarking? BENCHMARKING Sumário Introdução Conhecer os tipos de benchmarking Aprender os princípios do bechmarking Formar a equipe Implementar as ações Coletar os benefícios Exemplos Introdução O que é Benchmarking?

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

Por que gerenciar comunicação nos projetos?

Por que gerenciar comunicação nos projetos? Por que gerenciar comunicação nos projetos? Rogério Magno Pires Rezende Engenheiro Mecânico, Gerente de orçamento, MIP Engenharia SA e pósgraduado em Gestão de Projetos pelo Ietec. Gerenciar comunicação

Leia mais

Mudanças Globais e os Impactos na Cultura Organizacional. Marcos Braun Filho MB Consultoria e Educação Corpora>va Consultor, Professor e Coach

Mudanças Globais e os Impactos na Cultura Organizacional. Marcos Braun Filho MB Consultoria e Educação Corpora>va Consultor, Professor e Coach Mudanças Globais e os Impactos na Cultura Organizacional Marcos Braun Filho MB Consultoria e Educação Corpora>va Consultor, Professor e Coach Formação Acadêmica em Pedagogia e em Marke3ng; MBA em Marke3ng

Leia mais

Lean Seis Sigma e Benchmarking

Lean Seis Sigma e Benchmarking Lean Seis Sigma e Benchmarking Por David Vicentin e José Goldfreind O Benchmarking elimina o trabalho de adivinhação observando os processos por trás dos indicadores que conduzem às melhores práticas.

Leia mais

Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes.

Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes. Planejamento da produção: Previsão de demanda para elaboração do plano de produção em indústria de sorvetes. Tiago Esteves Terra de Sá (UFOP) tiagoeterra@hotmail.com Resumo: Este trabalho busca apresentar

Leia mais

www.marcosbraun.com.br

www.marcosbraun.com.br Palestra: Os Desafios do Gestor Público Marcos Braun Filho Consultor, Professor de MBA e Coach Formação Acadêmica em Pedagogia e em Marketing; MBA em Marketing pela FGV/RJ; MBA em Gestão de Pessoas pela

Leia mais

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores

Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Empreendedorismo e comportamento empreendedor: como transformar gestores em profissionais empreendedores Ana Maria Bueno (CEFETPR/PG) ana@pg.cefetpr.br Dr ª. Magda L.G. Leite (CEFETPR/PG) magda@pg.cefetpr.br

Leia mais

Prof. Lillian Alvares. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Universidade de Brasília

Prof. Lillian Alvares. Departamento de Ciência da Informação e Documentação. Universidade de Brasília Prof. Lillian Alvares Departamento de Ciência da Informação e Documentação Universidade de Brasília Objetivos Melhorar a eficiência e produtividade no trabalho por meio do compartilhamento de conhecimento

Leia mais

Etec Professor Horácio Augusto da Silveira

Etec Professor Horácio Augusto da Silveira Etec Professor Horácio Augusto da Silveira 1. Química - (Base Nacional Comum Ensino Médio) Ciências com habilitação em Química (LP) Ciências da Natureza com habiltação em Química ( LP) Ciências Exatas

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Gestão e Negócios Componente Curricular: Gestão da Cadeia

Leia mais

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização S QUE VOCÊ ENCONTRA NO INAED Como instituição que se posiciona em seu mercado de atuação na condição de provedora de soluções em gestão empresarial, o INAED disponibiliza para o mercado cursos abertos,

Leia mais

Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR) E-mail: cristian_dk@ig.com.br Prof. Dr. João Luiz Kovaleski (PPGEP - UTFPR) E-mail: kovaleski@utfpr.edu.

Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR) E-mail: cristian_dk@ig.com.br Prof. Dr. João Luiz Kovaleski (PPGEP - UTFPR) E-mail: kovaleski@utfpr.edu. Determinação do momento ótimo para a realização da manutenção preventiva em equipamentos de uma indústria metalúrgica: um estudo voltado para a redução de custos Cristian Dekkers Kremer (PPGEP - UTFPR)

Leia mais

Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia

Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia Qualidade não é um destino, é uma jornada :: Líder pela Qualidade Edward Deming Carreira e Certificação em Teste de Software TDC2012 :: José Correia Coordenador José Correia Fundador da Iterasys, Consultor

Leia mais

B U S I N E S S I M P R O V E M E N T

B U S I N E S S I M P R O V E M E N T BUSINESS IMPROVEMENT A I N D E V E QUEM É A Indeve é uma empresa especializada em Business Improvement, composta por consultores com uma vasta experiência e com um grande conhecimento do mundo empresarial

Leia mais

McGraw-Hill. A reforma no centro de distribuição melhorou a capacidade de expedição e diminuiu a manutenção da editora educativa ESTUDO DE CASO

McGraw-Hill. A reforma no centro de distribuição melhorou a capacidade de expedição e diminuiu a manutenção da editora educativa ESTUDO DE CASO McGraw-Hill A reforma no centro de distribuição melhorou a capacidade de expedição e diminuiu a manutenção da editora educativa automação que traz resultados A reforma no centro de distribuição melhorou

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração

Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10. Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Tecnologia de Gestão em Administração Código: ENGP - 550

Leia mais

Juntos nos multiplicamos.

Juntos nos multiplicamos. Juntos nos multiplicamos. 1 + 1 = 11 Juntos nos multiplicamos. Quem somos Estamos aqui para transformar organizações em empresas de sucesso. Convergir conhecimento, visão sistêmica e resultado, buscando

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL E GESTÃO DE PESSOAS (396 hs)

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL E GESTÃO DE PESSOAS (396 hs) MBA ASSER RIO CLARO 2010 MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL E GESTÃO DE PESSOAS (396 hs) Objetivos do curso: Capacitar os profissionais de gestão administrativa e de pessoas a refletir e agir na sua vida prática

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 28/03/2016 Término das aulas: 10/12/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30 Semanal Quarta-Feira

Leia mais

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com

COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI. Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com COBIT Um kit de ferramentas para a excelência na gestão de TI Eduardo Mayer Fagundes e-mail: eduardo@efagundes.com Introdução Atualmente, é impossível imaginar uma empresa sem uma forte área de sistemas

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

Qual o papel do gestor efetivo?

Qual o papel do gestor efetivo? http://www.administradores.com.br/artigos/ Qual o papel do gestor efetivo? DIEGO FELIPE BORGES DE AMORIM Servidor Público (FGTAS), Bacharel em Administração (FAE), Especialista em Gestão de Negócios (ULBRA)

Leia mais

CONSULTORIA MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO

CONSULTORIA MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO MUDAR NEM SEMPRE É FÁCIL, MAS AS VEZES É NECESSÁRIO CONTEÚDO 1 APRESENTAÇÃO 2 PÁGINA 4 3 4 PÁGINA 9 PÁGINA 5 PÁGINA 3 APRESENTAÇÃO 1 O cenário de inovação e incertezas do século 21 posiciona o trabalho

Leia mais

Palavras-chave: Planejamento Tributário. Micro e Pequenas Empresas. Área da Saúde. INTRODUÇÃO

Palavras-chave: Planejamento Tributário. Micro e Pequenas Empresas. Área da Saúde. INTRODUÇÃO DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA EM EXCEL DE PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇO NA ÁREA DA SAÚDE DEVELOPMENT OF A TAX PLANNING TOOL IN EXCEL FOR MICRO AND

Leia mais

Seminário Telecentros Brasil

Seminário Telecentros Brasil Seminário Telecentros Brasil Inclusão Digital e Sustentabilidade A Capacitação dos Operadores de Telecentros Brasília, 14 de maio de 2009 TELECENTROS DE INFORMAÇÃO E NEGÓCIOS COMO VEÍCULO DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA

Leia mais

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014.

Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. Portaria Inep nº 249, de 02 de junho de 2014. Publicada no Diário Oficial da União em 04 de junho de 2014. O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

MBA Marketing de Serviços

MBA Marketing de Serviços MBA Marketing de Serviços Informações - Turma de Agosto 2014 Início das Aulas: 04/08/2014 Dias e horários das aulas: Segunda a sexta-feira das 19h00 às 22h50 (apenas na 1º semana) Quartas e quintas das

Leia mais

ESTUDO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO UTILIZADO PELA ÁREA INDUSTRIAL METALÚRGICA DE BENTO GONÇALVES EM SEU PROCESSO, GERENCIAMENTO E LOGÍSTICA

ESTUDO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO UTILIZADO PELA ÁREA INDUSTRIAL METALÚRGICA DE BENTO GONÇALVES EM SEU PROCESSO, GERENCIAMENTO E LOGÍSTICA ESTUDO DO PROCESSO DE INOVAÇÃO UTILIZADO PELA ÁREA INDUSTRIAL METALÚRGICA DE BENTO GONÇALVES EM SEU PROCESSO, GERENCIAMENTO E LOGÍSTICA W.L.MOURA 1 ; L.FILIPETTO 2 ; C.SOAVE 3 RESUMO O assunto sobre inovação

Leia mais

Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional

Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional Minicurso 1 40 vagas Como trabalhar em Equipe: Gestão de Pessoas e Psicologia Organizacional Palestrante: Paulo Edson Barroso Paulo Edson Barroso é formado em Administração pela Universidade Estadual de

Leia mais

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DA PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO Mercados dinâmicos demandam profissionais com formação completa e abrangente, aptos a liderarem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics

Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Apresentação por Leonardo Melo melo.leonardo@ieee.org Universidade Federal de Juiz de Fora PET Elétrica IEEE Institute Of Electrical and Electronics Engineers Prefácio O Engenheiro 2020 Como será ou deveria

Leia mais

ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS

ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS ESTRATÉGIAS EMPRESARIAIS Patrícia de Oliveira 1 Angélica Patrícia de Souza 2 Roginéia de Araújo Paula 3 RESUMO Buscou-se apresentar neste artigo, os principais pontos das estratégias empresarias e quais

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual:

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual: 1 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Ciências Contábeis

Leia mais

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL PORTFÓLIO INSTITUCIONAL Fundada em 01/08/2006 a PILLAR ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA - ME é uma empresa formada por profissionais capacitados, com o objetivo de prestar assessoria em serviços técnicos e

Leia mais

A Importância das Competências Comportamentais para Profissionais de Gerenciamento de Projetos. Ivo M. Michalick Vasconcelos, MSc, PMP, PMI-SP

A Importância das Competências Comportamentais para Profissionais de Gerenciamento de Projetos. Ivo M. Michalick Vasconcelos, MSc, PMP, PMI-SP A Importância das Competências Comportamentais para Profissionais de Gerenciamento de Projetos Ivo M. Michalick Vasconcelos, MSc, PMP, PMI-SP Por que projetos falham? Gestão Moderna (anos 90 em diante):

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE

CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE CALENDÁRIO GERAL 2016 VERSÃO 1.0 GRAMA PÓS-FLEX 2016 CÂMPUS ECOVILLE ÁREA DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA Recesso: 19 a de julho de 2016 29 de junho a 13 de julho de 2016 Legenda: Programa Pós-Flex Gestão e Negócios

Leia mais

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL Cristiane de Oliveira 1 Letícia Santos Lima 2 Resumo O objetivo desse estudo consiste em apresentar uma base conceitual em que se fundamenta a Controladoria.

Leia mais

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil

O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil O Segredo do Sucesso na Indústria da Construção Civil Planejamento estratégico pode ser o grande diferencial para a empresado ramo da construção civil, imobiliário e arquitetura que deseja obter mais sucesso

Leia mais

MANUTENÇÃO: VANTAGENS E DESVANTAGENS

MANUTENÇÃO: VANTAGENS E DESVANTAGENS 45º SEMINÁRIO DE ACIARIA -ABM PRIMARIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO: VANTAGENS E DESVANTAGENS Cléverson Stocco Moreira PORTO ALEGRE - MAIO/2014 CONCEITO DE MANUTENÇÃO: INTRODUÇÃO Garantir a confiabilidade e a disponibilidade

Leia mais

O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA?

O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA? O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA? O IEL O Instituto Euvaldo Lodi é uma entidade vinculada à CNI - Confederação Nacional da Indústria. Com 101 unidades em 26 estados e no Distrito

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Estratégia empresarial Professor: Salomão David Vergne Cardoso E-mail: vergne07@gmail.com Código: Carga Horária:

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Um Programa de Mestrado de Excelência:

Um Programa de Mestrado de Excelência: Um Programa de Mestrado de Excelência: Programa de conteúdo excelente para setores Industriais, de Serviços e Agroindustriais; Programa de conteúdo excelente para profi ssionais formados em ciências exatas,

Leia mais

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENADORIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA

Leia mais

O que é uma Empresa Líder em Logística?

O que é uma Empresa Líder em Logística? 133 O que é uma Empresa Líder em Logística? É aquela que oferece maior agregação de valor aos seus clientes em relação aos seus concorrentes a partir de uma combinação harmônica de práticas logísticas

Leia mais

PALESTRA: Gestão Pública e Captação de. Agosto / 2010

PALESTRA: Gestão Pública e Captação de. Agosto / 2010 PALESTRA: Gestão Pública e Captação de Recursos (SICONV) FACILITADOR: Prof. Ademar Dutra Agosto / 2010 Gestão: é fazer acontecer, é realizar. alocar e otimizar os recursos disponíveis criar sinergias,..

Leia mais

Público Alvo Pessoas interessadas em elaborar Planos de Negócios e Planos de Marketing para desenvolvimento de negócios

Público Alvo Pessoas interessadas em elaborar Planos de Negócios e Planos de Marketing para desenvolvimento de negócios GRATUITOS Curso 1 Como Elaborar Planos de Marketing & Negócios O Plano de Marketing. O Plano de Negócios. Etapas de um Plano. Pessoas interessadas em elaborar Planos de Negócios e Planos de Marketing para

Leia mais

M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas

M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Educação Continuada M.B.E (Master in Business Engineering) em Engenharia de Produção e Sistemas Curso disponível em Coordenador: Prof. MS Renato

Leia mais

Disciplina: Gestão da Manutenção Apresentações Iniciais

Disciplina: Gestão da Manutenção Apresentações Iniciais Disciplina: Gestão da Manutenção Apresentações Iniciais Prof. Geraldo Sales dos Reis Curso Técnico em Mecânica Apresentação Pessoal Nome: Geraldo Sales dos Reis Graduação: Engenheiro Mecânico Especialização:

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Nível

Leia mais

A e1.conceito é um compromisso com você e com sua empresa para atingirem seus objetivos.

A e1.conceito é um compromisso com você e com sua empresa para atingirem seus objetivos. A e1.conceito é um compromisso com você e com sua empresa para atingirem seus objetivos. Nossa missão Promover o desenvolvimento e fortalecimento empresarial com projetos que tragam, sempre, resultados

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: EMPREENDEDORISMO Código: ENF - 314 Pré-requisito: ENF 212 Enfermagem em Urgência

Leia mais

GABARITOS DISCIPLINAS DE DEPENDENCIA E SUPLEMENTAÇÃO EDDPS 2º ARE - PROVA REALIZADA SÁBADO, 23 DE MAIO

GABARITOS DISCIPLINAS DE DEPENDENCIA E SUPLEMENTAÇÃO EDDPS 2º ARE - PROVA REALIZADA SÁBADO, 23 DE MAIO METODOLOGIA DO ESTUDO EDDP729 LÓGICA E ARGUMENTAÇÃO EDDP726 COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO EDDP727 1 B 6 ANULADA 8 C 9 ANULADA 3 C 4 A 6 A FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA EDDP710 FUNDAMENTOS DE MARKETING EDDP714 HSMA

Leia mais

Introdução ao GED Simone de Abreu

Introdução ao GED Simone de Abreu Introdução ao GED Simone de Abreu GED O que é isso? O conhecimento teve, ao longo da história, diferentes significados e funções. No tempo das cavernas nossos antepassados transmitiam aos seus descendentes

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Informações sobre a disciplina: Professor: Eng. Carlos Bernardo Gouvêa Pereira Site: www.carlosbernardo.com Email: prof_carlospereira@camporeal.edu.br

Leia mais

Módulo 4. Módulo 4. Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões

Módulo 4. Módulo 4. Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões Módulo 4 Módulo 4 Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões Estudo de Caso: Biblioteca da Universidade AAA - BSC Aplicação do BSC Perspectiva

Leia mais

PESAGEM DE PREGOS EM BALANÇA ANALÍTICA

PESAGEM DE PREGOS EM BALANÇA ANALÍTICA ATENÇÃO: Não sou o detentor dos direitos e também não tenho a intenção de violá-los de nenhuma imagem, exemplo prático ou material de terceiros que porventura venham a ser utilizados neste ou em qualquer

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATA62 - Engenharia de Software I Comparação entre Ferramentas de Gerência de Projeto Salvador 2009.1 MATA62

Leia mais

Prof. Dr. Francisco Chaves

Prof. Dr. Francisco Chaves GESTÃO DE PROJETOS - 1 Escola de Engenharia de Lorena (Depto. Engenharia Química) Prof. Dr. Francisco Chaves chaves@dequi.eel.usp.br Características do Mundo Empresarial Velocidade das mudanças: Impacto

Leia mais

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1

PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1 1 INTRODUÇÃO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA MANUTENÇÃO (PCM) Parte 1 Luiz Carlos Dorigo Até a Segunda Guerra Mundial as atividades de Manutenção Industrial eram fundamentalmente atividades de Manutenção Corretiva.

Leia mais

Julio Nascif Xavier 31-3227-2705 nascif@tecem.com.br

Julio Nascif Xavier 31-3227-2705 nascif@tecem.com.br abraman Congresso de Manutenção - 2001 EFEITOS DA TERCEIRIZAÇÃO SOBRE A MANUTENÇÃO Julio Nascif Xavier 31-3227-2705 nascif@tecem.com.br Terceirização é a transferência para terceiros de atividades que

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5627/2015

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5627/2015 CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 5627/2015 1. Aplicativos Informatizados () (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em Hoteleira - Habilitação

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.0 SOBRE O CURSO O mercado de trabalho precisa de profissionais completos, com habilidades de gestão e que liderem equipes multidisciplinares em empresas de todos os setores econômicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO DO ANO LETIVO DE 2011

PLANO DE ENSINO DO ANO LETIVO DE 2011 PLANO DE ENSINO DO ANO LETIVO DE 2011 CURSO: Administração DISCIPLINA: Microeconomia CARGA HORÁRIA: 80 ANO: 1º. Ano PROFESSOR: Orlando Assunção Fernandes 1. EMENTA: A Ciência Econômica e o Papel da Microeconomia.

Leia mais

Formação de. Gestores em Operações Logísticas

Formação de. Gestores em Operações Logísticas Formação de Gestores em Operações Logísticas Sumário 03. Nossa Empresa 05. Formação de Gestores Operações Logísticas 06. Conteúdo Programático 11. Principais Instrutores 13. Visão dos Participantes 14.

Leia mais

Gestão e Estrutura Organizacional

Gestão e Estrutura Organizacional Gestão e Estrutura Organizacional I. INTRODUÇÃO Eduardo Marcondes Filinto da Silva Secretário Executivo e Pesquisador FIPE Rafael Martín Delatorre Graduando em Administração pela FEA/USP Um dos fenômenos

Leia mais

Sobre os Autores. Sobre os Autores MARGARETE LEMOS ANA

Sobre os Autores. Sobre os Autores MARGARETE LEMOS ANA Sobre os Autores ANA MARGARETE LEMOS É Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Funcionária da Superintendência de Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul.

Leia mais

Objetivos da Produção

Objetivos da Produção Objetivos da Produção Aula 3 Profª. Ms. Eng. Aline Soares Pereira Sistemas Produtivos I Objetivos da aula 1. Apresentar os objetivos e estratégias da produção 2 Produção: É o processo de obtenção de qualquer

Leia mais

Processos Administrativos de Compras

Processos Administrativos de Compras Processos Administrativos de Compras INTRODUÇÃO A função compras é um segmento essencial do Departamento de Materiais e Suprimentos, que tem pôr finalidade suprir as necessidades de materiais ou serviços

Leia mais

Maria do Carmo Sobral (1) Professora adjunta do Departamento de Engenharia Civil, UFPE, Engenheira Civil, Mestre

Maria do Carmo Sobral (1) Professora adjunta do Departamento de Engenharia Civil, UFPE, Engenheira Civil, Mestre VI-093 SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA NAS ÁREAS DE MEIO AMBIENTE, QUALIDADE, SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL UMA ABORDAGEM PRÁTICA NA INDÚSTRIA PETROFLEX-CABO/PE Maria do Carmo Sobral (1) Professora adjunta

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria

MBA. Controladoria PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Controladoria MBA Controladoria Controladoria O MBA Controladoria une a tradição do Ibmec em pesquisas avançadas em Administração, Economia e Finanças com a Controladoria. Com este embasamento, propõe-se desenvolver

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7)

CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO, DA PROGRAMAÇÃO E DO CONTROLE DA PRODUÇÃO PPCP (Petrônio Garcia Martins / Fernando Piero Martins Capítulo 7) A ESTRATÉGIA DA MANUFATURA E O SISTEMA PPCP: A estratégia

Leia mais

INDICADOR DA QUALIDADE DO PROCESSO PARADA PROGRAMADA

INDICADOR DA QUALIDADE DO PROCESSO PARADA PROGRAMADA INDICADOR DA QUALIDADE DO PROCESSO PARADA PROGRAMADA Santos, Julio Cezar Jeronimo (1) Melo, Welerson dos Reis Amaral (2) RESUMO Este trabalho fornece informações genéricas sobre o conceito de paradas programadas,

Leia mais

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores Treinamento Presencial: Gestão de Fornecedores Data: 20 de Maio de 2015 Carga horária: 8 horas Local: São Paulo/ SP Procurement Business School Quem somos: Procurement Business School é a mais completa

Leia mais

SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO. Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra

SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO. Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra 1 Apresentação ECOEE Empresa de Engenharia e Consultoria

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

TEMPLATE PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS EMPREENDEDORES FINALISTAS

TEMPLATE PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS EMPREENDEDORES FINALISTAS Edição 2014 TEMPLATE PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS EMPREENDEDORES FINALISTAS Disponibilizamos esse material com o objetivo de guiar os finalistas do Prêmio Santander Empreendedorismo 2014 na apresentação

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Administração

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Administração Catálogo de Requisitos de Titulação Habilitação: 1-Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Análise de Sistemas

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO DATAS DOS EXAMES * 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO DATAS DOS EXAMES * 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO 1º SEMESTRE CURRICULAR - NOTURNO SALA 301 Contabilidade I Matemática Geral Fundamentos da Administração Estatística Leitura e Produção de Textos Contabilidade I Matemática Geral Fundamentos da Administração

Leia mais

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos A Interdisciplinaridade dos Sistemas ERP CLEBER DE CARVALHO OLIVEIRA CLEVER LOPES RODRIGUES LEANDRO SILVA CAMPOS LILIANE VERÔNICA MICHELLE GOMES SAINÇA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL INSTITUTO LUTERANO

Leia mais

Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões

Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões Aplicação dos princípios de gestão da manutenção em uma fábrica de colchões 1 Laureilton José Almeida BORGES; 1 Débora Cristina de Souza RODRIGUES; 1 Warley Alves Coutinho CHAVES; 1 Caroline Passos de

Leia mais

Central. Estágios. Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado FAECO. 18/Novembro/2013 ATENÇÃO

Central. Estágios. Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado FAECO. 18/Novembro/2013 ATENÇÃO 2013 1 Central de Estágios FAECO Manual de Elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado Autor: Prof. Me. Luiz Carlos Barbosa de Lima Colaboradores: Prof. Me. Antonio Maia Navarro ATENÇÃO Data Final

Leia mais

Educação Corporativa no TCU. Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa

Educação Corporativa no TCU. Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa Educação Corporativa no TCU Vilmar Agapito Teixeira Diretor de Desenvolvimento de Competências Instituto Serzedello Corrêa Programa de Formação AUFC-TEFC 2009 Blog de concurseiro Para consultores, combinar

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Introdução Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros Planejamento: processo desenvolvido para o alcance de uma situação desejada de um modo mais eficiente, eficaz e efetivo, com a melhor

Leia mais