Estrutura de Sincronização de Informação Comercial da GS1 A Norma GS1 GDSN l A Plataforma Sync PT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estrutura de Sincronização de Informação Comercial da GS1 A Norma GS1 GDSN l A Plataforma Sync PT"

Transcrição

1 Estrutura de Sincronização de Informação Comercial da GS1 A Norma GS1 GDSN l A Plataforma Sync PT Workshop GS1 Portugal l FIPA APED Regulamento de Informação ao Consumidor EU 1169/2011 Novas Regras de informação para venda on-line de produtos alimentares 19 de Novembro de 2013

2 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

3 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

4 ENQUADRAMENTO A forma como compramos está a mudar

5 ENQUADRAMENTO A forma como compramos está a mudar Obter informação TV + folhetos + Internet (multicanal) Obter promoções Mail directo + Digital Decisões Influenciada pelas empresas Influenciado pelos pares Compra Lojas Lojas online

6 ENQUADRAMENTO A era digital irá crescer mais de 80% só nos EUA nos próximos 4 anos de uma forma direta ou indireta As vendas no retalho por influência USD Mil Biliões % p.a Vendas Online Vendas Onlineinfluenciadas vendas offline CAGR Percentagem Percentagem de crescimento Vendas Offline e 13e 14e 15e 2016e Fonte: Forrester Research (2011)

7 ENQUADRAMENTO A rápida penetração de smartphones irá acelerar a migração online Smartphone adopção por país % penetração EUA R. Unido Utilizadores de Smartphone efectuando compras no seu dispositivo móvel 2 % de proprietários que responderam Sim 1 EUA R. Unido China China 63 India 3 18 India Brasil Brasil Os utilizadores de Smartphones têm 3-8 vezes mais probabilidade de pesquisar e comprar online 1 População respostas ponderadas 2 Inclui compras não realizadas por dispositivos móveis, carteira ou POS (ex: compra do produtos via web) Fonte: McKinsey Mobile Payments Global Survey; Yankee Group; Strategy Analytics 32

8 ENQUADRAMENTO A situação de smartphones em Portugal A taxa de penetração dos smartphones em Portugal aumentou mais de sete pontos percentuais durante 2012, passando dos 25,8% registados em maio para os 32,5% em dezembro. Num mercado que parece imune à crise, o crescimento foi uniforme ao longo dos meses mas há registo de uma queda de 0,3% entre novembro e dezembro do ano passado. Numa análise demográfica as faixas etárias compreendidas entre os 15 e os 24 anos, assim como a faixa dos 25 aos 34 anos, são as que mais smartphones possuem. Com 25% de quota cada, as duas faixas representam 50% dos utilizadores portugueses de smartphones. Num outro parâmetro do estudo concluiu-se que as classes baixa e média baixa são as que têm mais smartphones, totalizando 44% das respostas, contra 31% da classe média e os 25% da classe média alta/alta.

9 ENQUADRAMENTO A situação do comércio eletrónico em Portugal O comércio em Portugal já conheceu verdadeiramente dias melhores. Contudo, na área online, as notícias são animadoras. Segundo o Barómetro Trimestral da Associação do Comércio Eletrónico e Publicidade Interativa (ACEPI) e da Netsonda, 64 por cento dos sites portugueses de comércio eletrónico aumentaram as suas vendas no primeiro trimestre de 2013, em comparação com o último de Entre esses, 20 por cento alcançou mesmo um milhão de euros em vendas. Quanto ao número de utilizadores, também há boas perspetivas para o futuro. Nos primeiros três meses do ano, mais de 10 por cento viu o seu número de utilizadores crescer a 100 por cento. 26 por cento dessa fatia, confirmou que teve mais de 10 mil clientes no primeiro trimestre.

10 ENQUADRAMENTO A necessidade de informação é cada vez maior e os consumidores estão cada vez mais exigentes!!! Informações específicas sobre o produto Comparação de preços Inspiração & ofertas Funções complementares: - Lista de compras - Localização na loja - Etc. Self- Scanning Pagamentos Coupons para Dispositivos móveis

11 ENQUADRAMENTO Se o consumidor não encontrar um produto na prateleira Perdeu uma venda! É o mesmo na internet! Qual a qualidade da informação? das leituras de códigos retornam descrições incorretas do produto das leituras de códigos retornam sem qualquer informação do produto das leituras de código não têm imagem associada Fonte: Mobile-sawy shopper report. GS1 UK and Canfield School of Managment

12 ENQUADRAMENTO Fornecer informações precisas sobre os nossos produtos é uma parte crítica da construção de confiança com os nossos consumidores Werner Geissler, Vice Presidente, Operações Globais, Procter & Gamble Confiança e seu impacto sobre comportamento de compra dos consumidores consideram importante que a informação do produto seja fidedigna não compra o produto se não confiar na informação exibida no seu smartphone não voltará a usar a aplicação se a informação do produto estiver incorreta não voltará a usar novamente a aplicação se a informação do produto estiver incorreta Fonte: B2C Consumer Survey GS1, Março 2011

13 ENQUADRAMENTO Os consumidores querem informações nutricionais dos produtos que consomem Informação Nutricional dos consumidores estão interessados em receberem informação nutricional estão interessados em informação nutricional estão interessados em informação sobre gordura saturada estão interessados em informação sobre açucares estão interessados em receber a lista de ingredientes Fonte: B2C Consumer Survey GS1, Março 2011

14 ENQUADRAMENTO Com mais de 20% de informação errada como se constrói fidelidade à marca e confiança por parte do consumidor???

15 ENQUADRAMENTO Excelência na informação Solução focada na "qualidade" dos dados Existe uma pressão crescente para Soluções que possibilitem: Partilhar dados Mestre Aumentar a eficiência Atender às exigências regulamentares Proteger a marca e aumentar a confiança do consumidor Aumentar as vendas

16 ENQUADRAMENTO É ai que surge sincronização de dados Global GS1

17 ENQUADRAMENTO O ambiente para a sincronização global de dados Dados fidedignos em tempo-real sobre o produto Um ambiente global automatizado baseado nos Standards GS1 para permitir a sincronização de dados contínua e segura entre os parceiros de Negócio. Possibilita que todos os parceiros tenham dados consistentes sobre o item nos seus sistemas de informação e no mesmo momento hoje 10 milhões de artigos nível Global 30 data pools certificadas que operam em 140 países + 20,000 parceiros de negócio

18 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

19 PLATAFORMA SYNC PT A plataforma de sincronização de dados Sync PT permite: Um único ponto de entrada para os dados mestre Introdução mais rápida e fácil de novos artigos Não há necessidade de tabelas de conversão Menos facturas que entram em litígio Forma eficiente de pesos e medidas Optimização do Planeamento de curto prazo Introdução de imagens do produto Gestão da informação para consumidores Menos trabalho administrativo.

20 PLATAFORMA SYNC PT App Mobile B2C BD s Externas Publicador Media Aggregator Outros Aggregators Subscritor DataPool Outras GDSN Data Pools

21 PLATAFORMA SYNC PT DATA POOL Media Aggregator DataPool Sync PT Data Pool (Catálogo Electrónico) - Base de Dados que disponibiliza as Fichas de Produto e permite a sua sincronização com um, ou vários parceiros de negócio. Esta base de dados está certificada pela Drumont Group, entidade certificadora, seleccionada pela GS1.

22 Sincronização PLATAFORMA SYNC de PT dados DATA mestre POOL Media Aggregator DataPool Largura Profundidade Peso Artigos por caixa Caixas por palete GTIN = Largura Profundidade Peso Artigos por caixa Caixas por palete GTIN Base de dados de produtos do lado do publicador Os parceiros comerciais que sincronizam os dados mestre podem confiar na informação transacionada Base de dados de produtos do lado do subscritor

23 PLATAFORMA SYNC PT DATA POOL Media Aggregator DataPool Base de dados do Publicador Datapool Origem 3 GS1 Global Registry Datapool Subscritora Base de dados do Subscritor 1. Carregar dados O fornecedor de informação carrega a informação de produtos e da empresa na Data pool 2. Registrar dados Um pequeno subconjunto de dados é enviado para a GS1 Global Registry 3. Pedido de Subscrição O destinatário da informação, através do seu próprio conjunto de dados, subscreve para receber as informações 4. Publicar dados A Datapool do fornecedor de informação publica a informação solicitada à Datapool do Subscritor 5. Confirmar & Informar O destinatário da informação envia uma confirmação para o fornecedor de informações via Datapool de cada empresa, que informa o fornecedor de informação das medidas tomadas pelo retalhista destinatário.

24 PLATAFORMA SYNC PT MEDIA Media Aggregator DataPool Publicações De Imagens Upload EDIINT (AS2, ) Client Tool Validação Manual Validar e Corrigir imagens publicadores 1 2 Qualidade Ordem de produção Subscritores Downloads, Subscrição Download EDIINT (AS2, ) Client Tool Publicação de Imagem Equipa Fotográfica

25 PLATAFORMA SYNC PT MEDIA Media Aggregator DataPool Costumizar look & feel Configurar Preferências Página Central para Publicar Mensagens Multilíngue Página Inicial Capacidades de Procura Atalhos para ações Principais

26 PLATAFORMA SYNC PT AGGREGATOR Media DataPool Aggregator Um serviço que recolhe ou mantém os dados sobre os produtos, e torna esta informação disponível para Internet Applications. Não se espera que cada Data Aggregator tenha a informação de todos os produtos, mas sim que interaja com outros Data Aggregators de acordo com as solicitações criando assim um sistema federado. Modelo Conceptual Produtores E n t r a d a d e D a d o s Mobile App Web Interface Dados Produtos Dados Imagens Outros Dados XML Webservice D A T A L O G Aggregator B2C Interface Web Site Vendedor Concumidor DataPool Media Integration API Bases de Dados Externas ONS Outros Aggregators Informação de Produtos Informação Analítica

27 PLATAFORMA SYNC PT AGGREGATOR Media DataPool Aggregator O objetivo do the GS1 Trusted Source of Data é apoiar a comunicação dos dados autênticos de produtos, por parte dos proprietários de marcas até os consumidores / compradores, retalhistas, aplicações da internet e autoridades governamentais, utilizando a internet e dispositivos móveis. Trusted Source of Data

28 PLATAFORMA SYNC PT AGGREGATOR Media Aggregator Prova de Conceito Mobile DataPool Idiomas: Português Plataforma: Integração directa com WebServices. Plataformas Mobile: Android e IOS Smartphone

29 PLATAFORMA SYNC PT A plataforma de sincronização de dados Sync PT Solução Global para transacionar informação entre produtores e consumidores baseada em normas de Qualidade respondendo a necessidades Regulamentares com o objetivo de servir toda a Cadeia de Valor Produtor Consumidor

30 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

31 QUALIDADE DOS DADOS Qualidade dos Dados (DQF) Antes de introduzir os dados na GS1 GDSN, eles devem ser precisos A qualidade dos dados é essencial para um programa de sincronização de dados bem sucedido: Sincronizar dados incorretos ou imprecisos só cria problemas, atrasos e custos na cadeia de abastecimento Dados mestre com qualidade são: completos consistentes precisos associados a uma data-hora baseados em padrões da indústria

32 QUALIDADE DOS DADOS Criação do nosso catálogo de produtos Codificação

33 QUALIDADE DOS DADOS Serviço de Data Quality, Cloud Based, para monitorizar ativamente e reportar a qualidade e grau de integridade dos dados existentes na rede GDSN

34 QUALIDADE DOS DADOS Nota Média dos participantes Resultado Global por participante Erros mais frequentes Linha de Tendências

35 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

36 REGULAMENTO EU-1169/2011 Objetivo Mais e melhor informação para o consumidor sobre os géneros alimentícios Áreas de aplicação Dezembro 2014 Menções obrigatórias no rótulo Rotulagem de alergéneos Origem do Produto Elegibilidade do Rótulo Venda à Distância Dezembro 2016 Rotulagem nutricional Fonte: Informação ao Consumidor, Guia de Aplicação, APED e FIPA, Outubro 2013

37 REGULAMENTO EU-1169/2011 Lista de Menções obrigatórias o nome do género alimentício; a lista de ingredientes; qualquer ingrediente ou composto processado que esteja incluído no Anexo II, qualquer derivado de uma substância ou de um produto referido no mesmo anexo, que provoque alergias ou intolerâncias, ou que seja utilizado na produção ou preparação de um alimento e que esteja ainda presente no alimento final, mesmo que numa forma alterada; a quantidade de determinados ingredientes ou categorias de ingredientes; o peso líquido do alimento; as condições especiais de conservação e/ou de utilização; a denominação social e a morada da empresa do sector alimentar referida no Artigo 8(1); o país ou o local de origem, nos termos previstos do Artigo 26; as instruções de uso, nos casos em que a utilização do alimento se revela difícil sem as referidas instruções; o teor de álcool, no caso das bebidas com teor superior a 1,2%; uma declaração nutricional. Fonte: Informação ao Consumidor, Guia de Aplicação, APED e FIPA, Outubro

38 REGULAMENTO EU-1169/2011 Rotulagem Nutricional Referência a nutrientes, declaração nutricional, doses diárias recomendadas ou valores de referência energética e nutricional deve ser explícita e harmonizada 1 2 Sequência Exigida Fonte: Informação ao Consumidor, Guia de Aplicação, APED e FIPA, Outubro

39 REGULAMENTO EU-1169/2011 Alergéneos As substâncias causadoras de alergias ou intolerâncias têm de ser indicadas na lista de ingredientes. Aconselha-se a indicação dos alergéneos a bold. Fonte: Informação ao Consumidor, Guia de Aplicação, APED e FIPA, Outubro 2013

40 REGULAMENTO EU-1169/2011 Venda à Distância de Produtos pré-embalados Lista de menções obrigatórias tem de estar nos suportes de venda à distância incluindo as plataformas online e mobile: - Antes da compra - Sem custos para o consumidor - No momento da entrega Venda à Distância de Produtos não pré-embalados Todos os ingredientes ou auxiliares tecnológicos que provoquem alergias ou intolerâncias devem ser disponibilizados antes da conclusão da compra Como posso garantir o cumprimento das novas regras de venda à distância? PARTILHA DE DADOS COMERCIAIS NORMALIZADOS Fonte: Informação ao Consumidor, Guia de Aplicação, APED e FIPA, Outubro

41 REGULAMENTO EU-1169/2011 Atributos Core e Nutricionais BASIC PRODUCT INFORMATION: Brand Name Product Name Brand Owner Name Product Description Product Image URL Product URL NUTRITIONAL PRODUCT INFORMATION: Vitamin A Fat-Total Vitamin C Fat-Saturated Calcium Fat-Trans Iron Fat-Polyunsaturated Proteins Fat-Monounsaturated Calories/Energy-Total Cholesterol Calories/Energy-From Fat Sodium Carbs-Total Carbs-Dietary Fibre Carbs-Sugars Serving Size Servings Per Container Allergens

42 AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade dos Dados 4. Regulamento EU-1169/ Casos de Sucesso Internacionais

43 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS ALBERT HEIJN Data Synchronisation For Albert Heijn the business trigger was to increase the data accuracy 850 suppliers contacted for detailed planning via >350 suppliers live Remaining 500: 250 suppliers are a member of a GDSN certified datapool 250 suppliers (mostly foreign suppliers) are not yet a member suppliers per month by Albert Heijn onboarding team Only a strong belief from executive management that the benefits can be achieved helps to overcome the hurdles 8

44 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS COCA-COLA Data Accuracy Data Quality Framework Participated in initial Self-Assessment Spring 2007 KPI Self-Assessment Score Total = 93.4% Highest = 100% Lowest = 74.1% We have a partially (60%) integrated process flow for item creation Product Life Cycle Management System is 3 years away from full process flow integration We have expansion and global implementation opportunities beyond our current Data Quality processes Like many other suppliers our journey continues

45 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS P&G Guiding Principle The quality of our master data, which we share with our internal and external customers, and use to drive our business, is as important to P&G s success as the quality of our packaging and the products themselves

46 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS P&G Accurate Weights & Dimensions Joint Value Business Case COST SAVINGS Retailers 1. Eliminate Duplicate Measurement Processes ~$1MM opportunity 2. Improve Freight Utilization $2MM realized; single category GBS to lead effort to uncover additional cost savings by category 3. Cost Avoidance Avoid 3 rd party measurements 1. Eliminate Measurement Processes Equipment costs ~$10M per cubiscan FTE costs 2. Optimize Distribution Network e.g., Wegmans utilized up to 18% more outbound capacity by using accurate weights & dimensions data

47 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS SUPERVALU SUPERVALU Current Status 610 suppliers in production 550 suppliers 100% completed all items 50 suppliers in test Over 60% of non-perishable dollar volume Syncing almost 200,000 GTINs Process relationship dependent data Suppliers publish by distribution center and can send different values by DC Allows more accurate data to be sent Part of top to top meetings with our suppliers

48 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS SUPERVALU Bad Data Creates Tremendous Inefficiencies SUPERVALU leverages significant automation in the distribution process Majority of products are fully mechanized from Put away De-palletization Picking Store built pallets Kick out products at for being over weight tolerance and have to manually validate Build pallets that exceed the dimensions Fines due to overweight truck Under utilize outbound trucks by over 5% because of bad data

49 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS KRAFT Data Consistency % item data with Correspondent attribute in Kraft Coop Master data Time to market (dd) Time needed for a product to be stored into master data GDS KPI s Measurements: Data quality Increase % 50% of time saving Source: Coop assessment Parameters Time to market is related to all the activities of the process (eg. Send information, Manual data entry, paper production) 100% 75% 50% 25% 0%

50 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS VALIDOO Correct and fast information about your trading partners and locations Publishes, stores and distributes quality assured product images with related trade item information Validates, stores and distributes Trade Item Information Quality assures the trade item information with a real product sample Checks the barcode quality and readability

51 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS VALIDOO Validoo Item 1331 suppliers 12 data recipients GTIN per year 96 % of news item within FMCG 2010 No local attributes Only GDSN

52 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS VALIDOO Validoo Q-lab Item information compared with sample of goods GDSN measurement rules ~35 attributes ~1000 samples per month 460 customers Wholesaler permission for pharmaceuticals

53 CASOS DE SUCESSO INTERNACIONAIS VALIDOO Media Store Simplify and streamline image and information flow Increase consumers trust on product information Increase sales through better product information and images

54 QUESTÕES?

55 Muito Obrigado CODIPOR Associação Portuguesa de Identificação e Codificação de Produtos R. Prof. Fernando da Fonseca, 16 Esc.II Lisboa T F E. W. Nuno Azevedo Área Inovação e Tecnologia E.

Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT. IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA

Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT. IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade da Informação 4. Regulamento

Leia mais

O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados

O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados Lançamento da Plataforma G.R.I.A. 20-04-2009 The global language of business O que é a sincronização de dados? 2009 GS1

Leia mais

Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO

Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO # Café-temático: Qualidade dos dados na Gestão da Informação Susana Gaspar Técnica de Qualidade dos dados GS1 4 de junho 2015 Agenda 1. Qualidade dos dados da informação 2.

Leia mais

Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA

Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA 6ª Reunião Anual PORTFIR 31 Outubro 2013 Silvério Paixão O Mundo está a mudar Sabia que? Os Consumidores

Leia mais

Partilhar dados na Saúde

Partilhar dados na Saúde Partilhar dados na Saúde Uma perspetiva Internacional Seminário internacional de Saúde 2015.06.25 Data synchronization is not just about technology it is about people and processes working together to

Leia mais

Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool. Lisboa 2014-03-06

Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool. Lisboa 2014-03-06 Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool Lisboa 2014-03-06 3 O Alinhamento de dados com a plataforma SYNC PT Data Pool O PROJETO IMPLEMENTAÇÃO O PROCESSO 4 O Alinhamento de dados com a plataforma SYNC

Leia mais

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora.01 A GS1 Portugal vai realizar este ano a segunda edição do seu Congresso Nacional será no dia 23 de outubro, no Museu do Oriente, em Lisboa.

Leia mais

ASAE TERÁ PAPEL ATIVO NA FISCALIZAÇÃO DO REG. EU 1169/11 560 E.INVOICE: UM SERVIÇO DE FATURAÇÃO ELETRÓNICA GRATUITO E SIMPLES PARA PME

ASAE TERÁ PAPEL ATIVO NA FISCALIZAÇÃO DO REG. EU 1169/11 560 E.INVOICE: UM SERVIÇO DE FATURAÇÃO ELETRÓNICA GRATUITO E SIMPLES PARA PME REGULAMENTO EUROPEU 1169/11 LISTA DE ATRIBUTOS OBRIGATÓRIOS EM CANAIS DE VENDA À DISTÂNCIA 1. Denominação ou nome do género alimentício; 2. Lista de ingredientes; 3. Indicação de todos os ingredientes

Leia mais

Guia de utilização da Plataforma GS1 Sync PT

Guia de utilização da Plataforma GS1 Sync PT Guia de utilização da Plataforma GS1 Versão 1.0 25/08/2015 Índice Introdução... 3 Como aceder ao Portal... 4 Ecrã Inicial... 5 Menu Inicial > Produtos... 5 Importação de produtos... 7 Exportação de produtos...

Leia mais

O Sistema GS1 Normas para os T&L

O Sistema GS1 Normas para os T&L O Sistema GS1 Normas para os T&L MARCA Optimize as suas Operações Workshop Movimente Normas GS1 Eficiência nos T&L 29 Novembro, Hotel Villa Rica - Lisboa O QUE É A GS1? Sem Fins Lucrativos Neutra em relação

Leia mais

RETALHO DECLARA APOIO EXPRESSO À PLATAFORMA SYNC PT PARA GARANTIR CUMPRIMENTO DO REGULAMENTO EUROPEU

RETALHO DECLARA APOIO EXPRESSO À PLATAFORMA SYNC PT PARA GARANTIR CUMPRIMENTO DO REGULAMENTO EUROPEU CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora REGULAMENTO EUROPEU 1169/11: CONTAGEM DECRESCENTE PARA AS NOVAS REGRAS DE ROTULAGEM E VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES Faltam cinco meses

Leia mais

DESENVOLVER A ECONOMIA DIGITAL EM PORTUGAL Alexandre Nilo Fonseca ACEPI Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteraGva

DESENVOLVER A ECONOMIA DIGITAL EM PORTUGAL Alexandre Nilo Fonseca ACEPI Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteraGva DESENVOLVER A ECONOMIA DIGITAL EM PORTUGAL Alexandre Nilo Fonseca ACEPI Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteraGva Workshop PME Digital Ordem dos Economistas 14 de Janeiro de 2014 ACEPI:

Leia mais

Classificação de Produtos (GPC)

Classificação de Produtos (GPC) Classificação de Produtos (GPC) Leonor Vale Roadshow GS1 Portugal AIMinho Braga 25.Nov.2010 The global language of business Definição da GS1 GPC GS1 GPC Global Product Classification Classificação Global

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS GS1 Portugal entrada em vigor 01/01/2014

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS GS1 Portugal entrada em vigor 01/01/2014 TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS entrada em vigor 01/01/2014 ÍNDICE TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS 01 ADMISSÃO À GS1 PORTUGAL JÓia Quota Anual Condições Comerciais 02 PRODUTOS GS1 PORTUGAL

Leia mais

e.newsletter GS1 Portugal

e.newsletter GS1 Portugal Caso não consiga visualizar corretamente, clique aqui A Linguagem Global dos Negócios Evento Da logística ao mobile: 3º Seminário de Boas Práticas Colaborativas debateu a eficiência e a qualidade dos dados

Leia mais

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria A origem e a qualidade dos alimentos estão na mira do Consumidor. Cada vez mais conscientes e exigentes, os Consumidores têm em conta uma série de atributos na hora de decidir o que vai para o carrinho

Leia mais

Sustentabilidade na Cadeia de Abastecimento

Sustentabilidade na Cadeia de Abastecimento Sustentabilidade na Cadeia de Abastecimento 9.11.01 Artur Andrade Gestor de Projectos MARCA www.gs1pt.org Workshop Normas GS1 nos T&L Optimize as suas Operações Movimente Eficiência 01 GS1 Portugal 9 Novembro,

Leia mais

Casos Práticos (Internacionais)

Casos Práticos (Internacionais) Casos Práticos (Internacionais) MARCA Optimize as suas Operações Workshop Movimente Normas GS1 Eficiência nos T&L 29 Novembro, Hotel Villa Rica - Lisboa Casos Estudo nos T&L Desenvolvido pelo GS1 Global

Leia mais

Monkey Business - fotolia.com. GS1 MobileCom Interagindo com os consumidores pelo celular

Monkey Business - fotolia.com. GS1 MobileCom Interagindo com os consumidores pelo celular Monkey Business - fotolia.com GS1 MobileCom Interagindo com os consumidores pelo celular Você está explorando o potencial das comunicações móveis para alcançar consumidores e ampliar seus negócios? Os

Leia mais

GS1 Contributo para uma Classificação Global

GS1 Contributo para uma Classificação Global GS1 Contributo para uma Classificação Global GS1 Portugal e o Sistema GS1 1ª Reunião da Rede Portuguesa sobre Composição dos Alimentos Projecto PortFIR 16 Dezembro 2008 Agenda Quem somos Sistema GS1 Quem

Leia mais

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017 ESTUDO IDC/ACEPI Economia Digital em Portugal 2009-2017 ECONOMIA DIGITAL NO MUNDO (2012) 2.5 mil milhões de internautas no mundo 850 mil milhões de euros 300 mil milhões de euros Europa maior mercado de

Leia mais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais 24 de maio de 2012 Auditório ISEGI - UNL Patrocínio Principal Apoios Patrocinadores Globais APDSI APDSI Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Um Caminho

Leia mais

e.newsletter GS1 Portugal

e.newsletter GS1 Portugal Caso não consiga visualizar corretamente, clique aqui A Linguagem Global dos Negócios Seminário Internacional de Boas Práticas Colaborativas Das plataformas logísticas às plataformas digitais. A 14 de

Leia mais

Rotulagem dos alimentos: impacto do regulamento de informação ao consumidor Perspetiva da distribuição Reg. (UE) nº 1169/2011

Rotulagem dos alimentos: impacto do regulamento de informação ao consumidor Perspetiva da distribuição Reg. (UE) nº 1169/2011 Rotulagem dos alimentos: impacto do regulamento de informação ao consumidor Perspetiva da distribuição Reg. (UE) nº 1169/2011 Encontro de formação OMV Joao Barbosa Isa Rosa Escapa Lisboa, 1 de Dezembro

Leia mais

e.newsletter GS1 Portugal

e.newsletter GS1 Portugal Caso não consiga visualizar corretamente, clique aqui A Linguagem Global dos Negócios III Fórum Solution Providers Tecnologias de informação e comunicação defendem normalização e qualidade da informação

Leia mais

Questões relevantes levantadas pela Indústria

Questões relevantes levantadas pela Indústria Questões relevantes levantadas pela Indústria Seminário Informação ao Consumidor Novas regras de rotulagem Catarina Dias Sumário O regulamento (UE) 1169/2011 1 O Regulamento (UE) 1169/2011 As razões para

Leia mais

ÍNDICE ID FLOW FÁBRICAS DO FUTURO VANTAGENS MÓDULOS FUNCIONAIS SOLUÇÕES FLOW FLOW MANUFACTURING FLOW QUALITY FLOW AUDIT FLOW RETAIL FLOW LOGISTIC

ÍNDICE ID FLOW FÁBRICAS DO FUTURO VANTAGENS MÓDULOS FUNCIONAIS SOLUÇÕES FLOW FLOW MANUFACTURING FLOW QUALITY FLOW AUDIT FLOW RETAIL FLOW LOGISTIC ÍNDICE 02 04 06 08 ID FLOW FÁBRICAS DO FUTURO VANTAGENS MÓDULOS FUNCIONAIS 10 12 16 20 24 28 SOLUÇÕES FLOW FLOW MANUFACTURING FLOW QUALITY FLOW AUDIT FLOW RETAIL FLOW LOGISTIC 02 ID Flow Criada em 2006,

Leia mais

NEWSLETTER / DEZEMBRO

NEWSLETTER / DEZEMBRO EFICIÊNCIA SEGURANÇA COLABORAÇÃO SUSTENTABILIDADE VISIBILIDADE AGENDA 10/12/2013 GS1 in Europe Regional Board Meeting em 11/12/2013 GS1 in Europe Regional Board Meeting em 18/12/2013 Reunião Tripartida

Leia mais

Ask the local Barcoding Expert. Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012

Ask the local Barcoding Expert. Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012 Ask the local Barcoding Expert Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012 9 7 8 8 5 7 1 6 4 4 9 5 3 Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara. ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA José Saramago Agenda Quem Somos

Leia mais

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES .01 Regulamento Europeu de Informação Alimentar 1169/2011: GS1 Portugal, APED e FIPA realizam sessão informativa SOBRE Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES A GS1 Portugal, a Associação

Leia mais

Fonte: http://www.mckinsey.com

Fonte: http://www.mckinsey.com 30000000 70000000 Fonte: http://www.mckinsey.com 700000 1400000 Fonte: http://www.mckinsey.com 22000 43000 Fonte: http://www.mckinsey.com Fonte: http://www.mckinsey.com Disponível em: http://www.gs1.org/healthcare/mckinsey

Leia mais

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio Eduardo Macedo Curro Gerente de Soluções de Mobilidade 2014 IBM Corporation 1 Quais são as principais tendências do mercado de

Leia mais

Como Gerir Dispositivos Moveis Techdata - TIC. Miguel Almeida Channel Manager at Avaya (almeidam@avaya.com)

Como Gerir Dispositivos Moveis Techdata - TIC. Miguel Almeida Channel Manager at Avaya (almeidam@avaya.com) Como Gerir Dispositivos Moveis Techdata - TIC Miguel Almeida Channel Manager at Avaya (almeidam@avaya.com) Tendências Sociais e de Mercado As organizações enfrentam uma economia difícil, concorrentes agressivos,

Leia mais

Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos. Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008

Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos. Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008 Estudo do Caso PT-SI: Dois passos em frente nos ambientes colaborativos Carlos Pinhão Lisboa, 2 de Abril 2008 Agenda O porquê da mudança Comunicações Conclusões 2 O porquê da mudança PT-SI conta com mais

Leia mais

Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor

Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor Introdução O Sistema GS1, devido à sua capacidade de fornecer uma identificação única e global

Leia mais

Sincronização de informação factor chave no Comércio Electrónico. Fernando Pereira

Sincronização de informação factor chave no Comércio Electrónico. Fernando Pereira Sincronização de informação factor chave no Comércio Electrónico Fernando Pereira Braga, 17 Novembro 2004 Agenda Apresentação da empresa Sincronização da informação Clarinet TM a solução da ParaRede Desafios

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO. UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO. UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7 Padrões do Sistema GS1 Habilitando a visibilidade da cadeia de valor. Identificação

Leia mais

ROADSHOW GS1 PORTUGAL

ROADSHOW GS1 PORTUGAL ROADSHOW GS1 PORTUGAL Módulo Temático 1: Rastreabilidade e Segurança Área alimentar, saúde e outros sectores Filipe Esteves 4 de Junho de 2015 Porque a rastreabilidade? 3 Porque a rastreabilidade? Necessidade

Leia mais

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Desafios da Facturação Electrónica A facturação electrónica (e-invoicing) poderá fazer parte das iniciativas emblemáticas

Leia mais

Microsoft Services Provider License Program

Microsoft Services Provider License Program Microsoft Services Provider License Program Agenda Programa SPLA Service Provider License Agreement O que é um Fornecedor de Serviços? O que são Serviços de Software? O que é o SPLA? O SPLA é a oferta

Leia mais

Distinga-se pelo conhecimento

Distinga-se pelo conhecimento 2012 Distinga-se pelo conhecimento Índice Clique na Informação que deseja consultar Calendário de Formação GS1 Porquê Formação no Sistema GS1? Modelos de Formação Competências Informação Práticas 02 03

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves Soluções para SMART CITIES Nuno Alves Agenda Contexto Organizacional Conceito e Objetivos Intergraph Smart Cities 12/7/2014 2014 Intergraph Corporation 2 Intergraph Corporation Intergraph Intergraph helps

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE 2013 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 08 Entidades Inquiridas

Leia mais

Serviços Windows Live. Para Universidades inovadoras. Pedro Rosa, Microsoft

Serviços Windows Live. Para Universidades inovadoras. Pedro Rosa, Microsoft Serviços Windows Live. Para Universidades inovadoras Pedro Rosa, Microsoft Agenda Quais são os serviços Windows Live. Vantagens para as Universidades. Como aderir ao Windows Live. Perguntas & Respostas.

Leia mais

A ECONOMIA DIGITAL NUM MUNDO GLOBAL

A ECONOMIA DIGITAL NUM MUNDO GLOBAL 7ª FÓRUM LUSÓFONO DAS COMUNICAÇÕES DESAFIOS DA ECONOMIA DIGITAL 18 E 19 DE FEVEREIRO DE 2016 SÃO TOMÉ E PRINCIPE A ECONOMIA DIGITAL NUM MUNDO GLOBAL Alexandre Nilo Fonseca PRESIDENTE ACEPI 15 ANOS A PROMOVER

Leia mais

Utilização de informação geoespacial na gestão e apoio à decisão das empresas

Utilização de informação geoespacial na gestão e apoio à decisão das empresas Utilização de informação geoespacial na gestão e apoio à decisão das empresas A Gisgeo Alguns dados da empresa: Fundada em 2008; Integrada no UPTEC Parque de Ciência e Tecnologia da UP; 3 sócios + 2 colaboradores,

Leia mais

XD 2014 - Novas Implementações XDPEOPLE

XD 2014 - Novas Implementações XDPEOPLE XD 2014 - Novas Implementações XDPEOPLE Novo SAF- T 1.03: Foi implementada na versão 2014 do software XD a nova exportação do SAF- T de acordo com Portaria n.º 274/2013 de 21 de Agosto que introduz alterações

Leia mais

ecommerce Recomendações sociais na loja Comparação de preços Promoções e descontos na loja Pagamentos móveis Busca online, compra local

ecommerce Recomendações sociais na loja Comparação de preços Promoções e descontos na loja Pagamentos móveis Busca online, compra local ecommerce na loja Comparação de preços na loja Pagamentos móveis Recomendações sociais Promoções e descontos Busca online, compra local Mobile Local Social Digital + Online $600B Offline + Web $3T Offline

Leia mais

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship Sucesso é a união de três elementos: confiança, reciprocidade e trabalho, tendo o trabalho um fator duplo de multiplicação (success is basically the union of three elements: trust, reciprocity and work,

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

Soluções de Certificação para o Sector dos Seguradores

Soluções de Certificação para o Sector dos Seguradores Soluções de Certificação para o Sector dos Seguradores Seminário: "Excelência na Gestão através da Certificação no sector dos Seguradores" Agenda Contexto Porquê Certificação? ISO/IEC 27001 (Segurança

Leia mais

Tendências do futuro: Novos consumidores e novos canais como conquistar o shopper num cenário adverso

Tendências do futuro: Novos consumidores e novos canais como conquistar o shopper num cenário adverso ANTHONY GIBSON Presidente Publicis Group Creative Agencies Portugal Tendências do futuro: Novos consumidores e novos canais como conquistar o shopper num cenário adverso APED Jan 11 Lisboa A importância

Leia mais

Relatório descritivo do Sistema de Contabilidade Analítica da PT Comunicações, S.A. 2012

Relatório descritivo do Sistema de Contabilidade Analítica da PT Comunicações, S.A. 2012 Relatório descritivo do Sistema de Contabilidade Analítica da PT Comunicações, S.A. 2012 Relatório para o ICP - Autoridade Nacional de Comunicações (Versão Publica) 9 de dezembro de 2013 Conteúdo 1. Descrição

Leia mais

O sucesso dos nossos clientes é o nosso sucesso

O sucesso dos nossos clientes é o nosso sucesso Na atitude está a nossa diferença O sucesso dos nossos clientes é o nosso sucesso Faturação Eletrónica Desmaterialização Documental Outsourcing TI Solução integrada para desmaterialização de documentos

Leia mais

Seminário GVcev. Relacionamento Varejo e Indústria: desenvolvendo parcerias ganha-ganha

Seminário GVcev. Relacionamento Varejo e Indústria: desenvolvendo parcerias ganha-ganha Seminário GVcev Relacionamento Varejo e Indústria: desenvolvendo parcerias ganha-ganha Tecnologia como alavancador de relacionamentos Alejandro S. Padron padron@br.ibm.com No ciclo de vida de um produto,

Leia mais

ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto

ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto The global language of business GS1 EPCglobal/RFID Uma ferramenta logística RASTREABILIDADE INFORMAÇÃO EM TEMPO REAL GS1 EPC

Leia mais

Serviços de Ecommerce

Serviços de Ecommerce Amen ecommerce 1 Serviços de Ecommerce Ideal para iniciar o seu negócio on-line; ou Complementar as vendas da sua loja física; Os Serviços Ecommerce são soluções poderosas fáceis e acessíveis para criar

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA CRISTINA ZAK RIBEIRO ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA São Paulo 2007 CRISTINA ZAK RIBEIRO

Leia mais

Estudo de Fiabilidade de Leitura em Loja EFICIÊNCIA DOS NÍVEIS SERVIÇO E QUALIDADE DOS DADOS DE PRODUTO

Estudo de Fiabilidade de Leitura em Loja EFICIÊNCIA DOS NÍVEIS SERVIÇO E QUALIDADE DOS DADOS DE PRODUTO Estudo de Fiabilidade de Leitura em Loja EFICIÊNCIA DOS NÍVEIS SERVIÇO E QUALIDADE DOS DADOS DE PRODUTO Agenda 1. Enquadramento a) Circunstâncias que justificam o projecto b) Objectivos gerais c) Vectores

Leia mais

Workshop. Rastreabilidade na Indústria Alimentar. Com a presença de. Évora, 27 de Fevereiro. Definição e regras de rastreabilidade

Workshop. Rastreabilidade na Indústria Alimentar. Com a presença de. Évora, 27 de Fevereiro. Definição e regras de rastreabilidade Workshop Rastreabilidade na Indústria Alimentar Definição e regras de rastreabilidade Legislação aplicável Aplicações em suporte papel e em suporte digital Casos práticos Com a presença de Évora, 27 de

Leia mais

Unificando Dados e Execução de Marke5ng

Unificando Dados e Execução de Marke5ng Unificando Dados e Execução de Marke5ng Melhore a aquisição, a retenção e o valor gerado por seus clientes Luciana Castro Consultora de Vendas Principal Oracle Marke5ng Cloud Junho, 2015 Copyright 2015,

Leia mais

GS1 EPCglobal: O que necessita saber...

GS1 EPCglobal: O que necessita saber... GS1 EPCglobal: O que necessita saber... GS1 EPCglobal Em 1999, um grupo de produtores e distribuidores identificou o potencial da RFID - Radio Frequency IDentification (Identificação por Rádio Frequência)

Leia mais

FAQ. Esperamos que aprecie a versão de teste do Siebel CRM On Demand da Oracle! Perguntas gerais sobre o produto -1-

FAQ. Esperamos que aprecie a versão de teste do Siebel CRM On Demand da Oracle! Perguntas gerais sobre o produto -1- Introdução As Perguntas Mais Frequentes (FAQ) fornecem respostas breves às perguntas mais frequentes que os novos utilizadores têm quando trabalham com o Siebel CRM On Demand da Oracle. Além deste recurso,

Leia mais

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem

Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem Amen Check- in Online Segurança e Confiança no Comércio Electrónico Acreditação Confiança Online e Arbitragem JORGE LANDAU Director ExecuBvo Associação do Comércio Electrónico e Publicidade InteracBva

Leia mais

BPM (Business Process Management)

BPM (Business Process Management) Instituto Superior de Economia e Gestão Ano lectivo 2007/2008 Cadeira de Tecnologias de Informação BPM (Business Process Management) Planeamento e Controlo de Gestão Baseados nos Processos de Negócio José

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online e-commerce. now plug & play. Alfragide, 16 de Maio de 2007 Agenda 9h30-9h45: Boas vindas 9h45-10h15 Marketplaces 10h15-10h30 Anúncios online Google Adwords

Leia mais

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço BENCHMARKING 2014 Estudo dos niveis de serviço Objetivo do estudo BENCHMARKING 2014 O objectivo deste estudo é conhecer o nível de serviço oferecido pelos fabricantes do grande consumo aos distribuidores,

Leia mais

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação Introdução à aplicação móvel da plataforma Android A aplicação (app) móvel SanDisk +Cloud Mobile App permite-lhe aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta a partir do seu dispositivo móvel. Com a aplicação

Leia mais

Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados. ISO/IEC 20000 IT Service Management

Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados. ISO/IEC 20000 IT Service Management Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados ISO/IEC 20000 IT Service Management Agenda ISO/IEC 20000 ISO/IEC 20000 ISO/IEC 20000 Âmbito ISO/IEC 20000 vs ITIL ITSM Motivação Benefícios

Leia mais

Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil

Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil Estudo o uso do código de barras no Brasil 30 de junho de 2015 Consumidor e o Código de Barras 2 Consumidor e o Código de Barras - Perfil 45% - HOMENS 55%

Leia mais

O Futuro dos Padrões no Setor Varejista e de Bens de Consumo. Roberto Masubayashi Innovation and Strategic Alliances Director

O Futuro dos Padrões no Setor Varejista e de Bens de Consumo. Roberto Masubayashi Innovation and Strategic Alliances Director O Futuro dos Padrões no Setor Varejista e de Bens de Consumo Roberto Masubayashi Innovation and Strategic Alliances Director O começo... Invenção Código de Barras 1949 Código de Barras é inventado por

Leia mais

BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados

BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados BIG DATA Armazenamento e Gerenciamento de grandes volumes de dados Carlos Marques Business Development Manager, Data Connectivity and Integration Latin America & Caribbean Market (CALA) O que veremos hoje?

Leia mais

FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL

FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL Jóia Admissão à Associação (Direitos e Deveres Estatutários) 150,00 Quota Anual Permanência como Associado e Acesso e Licença de Utilização dos Produtos/Serviços GS1 Volume de negócios

Leia mais

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business

Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Session 8 The Economy of Information and Information Strategy for e-business Information economics Internet strategic positioning Price discrimination Versioning Price matching The future of B2C InformationManagement

Leia mais

WWW.TASKMOBILE.COM.BR SOLUÇÕES MÓVEIS PARA O SEU NEGÓCIO TASK MOBILE

WWW.TASKMOBILE.COM.BR SOLUÇÕES MÓVEIS PARA O SEU NEGÓCIO TASK MOBILE WWW.TASKMOBILE.COM.BR SOLUÇÕES MÓVEIS PARA O SEU NEGÓCIO TASK MOBILE TASK MOBILE CARDÁPIO Pesquisar ou consultar os seus pratos, bebidas e vinhos intuitivamente. Dê a seus clientes um diferencial em relação

Leia mais

Nós fazemos fácil o difícil

Nós fazemos fácil o difícil O serviço TrustThisProduct é baseado na ideia de que informação detalhada e de confiança sobre um produto é a forma de chegar às mãos do consumidor. Como resultado, a pessoa ficará mais satisfeita com

Leia mais

Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code

Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code Framework para Rastreabilidade de Grãos com Tecnologia QR Code Monica Cristine Scherer Vaz 1, Paulo Cézar Santana 2, Maria Salete Marcon Gomes Vaz 3 1, 2, 3 Departamento de Informática Universidade Estadual

Leia mais

Documentação Técnica. GS1 Portugal. Sync PT - Documentação Técnica 1

Documentação Técnica. GS1 Portugal. Sync PT - Documentação Técnica 1 Documentação Técnica GS1 Portugal 1 Índice Introdução... 3 Atributos GDSN... 4 Especificação de Requisitos 1169/2011... 4 Mapeamento Requisito/Atributo... 5 Listas de Códigos... 8 Árvore da mensagem CIN...

Leia mais

Qualidade de Dados e conformidade com os Standards GS1 III FÓRUM SOLUTION PROVIDERS 2015.09.24

Qualidade de Dados e conformidade com os Standards GS1 III FÓRUM SOLUTION PROVIDERS 2015.09.24 Qualidade de Dados e conformidade com os Standards GS1 III FÓRUM SOLUTION PROVIDERS 2015.09.24 Data synchronization is not just about technology it is about people and processes working together to form

Leia mais

Your Partner for a Safe IT Operation

Your Partner for a Safe IT Operation Your Partner for a Safe IT Operation is Integrated Systems AG Öschlestrasse 77 78315 Radolfzell Germany Tel. +(49) (0) 7732/9978 0 Fax +(49) (0) 7732/9978 20 info@integratedsystems.de www.integratedsystems.de

Leia mais

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com

Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal. www.quidgest.com quidgest@quidgest.com Agilidade organizacional e competitividade das empresas em Portugal www.quidgest.com quidgest@quidgest.com 1. Introdução Novo contexto económico e tecnológico Metodologia 2. Agilidade Organizacional das

Leia mais

Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica. Estudo de caso: GooPortal na Arquivística

Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica. Estudo de caso: GooPortal na Arquivística Ambientes ecléticos na nuvem - uma abordagem de integração tecnológica Universidade de Évora, 4 de Outubro de 2014 Estudo de caso: GooPortal na Arquivística PLATAFORMA COMPUTACIONAL DE REDE Desmaterialização

Leia mais

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience)

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) 1 Jose de Ribamar, Ger Qualidade e Food Safety Cargill Amidos e Adoçantes América do Sul jose_ribamar@cargill.com

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL UTILIZANDO A FERRAMENTA ERP-ADEMPIERE SISTEMAS INTEGRADOS OPEN SOURCE (FREE); MÓDULO CLIENTES/FORNECEDORES/RH

GESTÃO EMPRESARIAL UTILIZANDO A FERRAMENTA ERP-ADEMPIERE SISTEMAS INTEGRADOS OPEN SOURCE (FREE); MÓDULO CLIENTES/FORNECEDORES/RH REVISTA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA GESTÃO EMPRESARIAL UTILIZANDO A FERRAMENTA ERP-ADEMPIERE SISTEMAS INTEGRADOS OPEN SOURCE (FREE); MÓDULO CLIENTES/FORNECEDORES/RH Eriovaldo Coelho Magalhaes Faculdade

Leia mais

O QUEIJO DA SERRA COMUNICAÇÃO E FORMAS DE VENDA NUM MERCADO GLOBAL

O QUEIJO DA SERRA COMUNICAÇÃO E FORMAS DE VENDA NUM MERCADO GLOBAL E FORMAS DE VENDA NUM MERCADO O mundo mudou: Jornal Publico 24 novembro 2013 A distância entre o consumidor e o produtor de qualquer produto, reduziu se drasticamente um computador, uma ligação à internet

Leia mais

www.uatt.com powered by TikiCMS

www.uatt.com powered by TikiCMS Sumário 1. Iniciando as atividades a. O TikiCMS 3 b. Como acessar o TikiCMS c. Como criar novos administradores para o TikiCMS 2. Principais cadastros a. Cadastro de clientes i. Cadastrando distribuidores

Leia mais

A plataforma de software modular ud121 E-Business, oferece uma das mais sofisticadas ferramentas para comunicações integradas multi-canal.

A plataforma de software modular ud121 E-Business, oferece uma das mais sofisticadas ferramentas para comunicações integradas multi-canal. A plataforma de software modular ud121 E-Business, oferece uma das mais sofisticadas ferramentas para comunicações integradas multi-canal. Adoptada por diversas empresas líderes de mercado em vários sectores

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA RESTAURAÇÃO, RETALHO E MOBILIDADE. Jan 2015

SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA RESTAURAÇÃO, RETALHO E MOBILIDADE. Jan 2015 SOLUÇÕES DE SOFTWARE PARA RESTAURAÇÃO, RETALHO E MOBILIDADE Jan 2015 Sumário Executivo A Zone Soft é uma empresa que opera no setor da restauração e retalho, com mais de 23.000 clientes ativos e a crescer

Leia mais

Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHC Mensagens SMS CS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS CS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso:

Leia mais

Soluções e Tecnologias

Soluções e Tecnologias Soluções e Tecnologias 100% Fundada em 1986 Milão (Itália). Seu desenvolvimento registra crescimento de faturamento e recursos humanos. Reinversão total do lucro no negócio ao longo de todos os anos. Os

Leia mais

Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade

Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade Marcos Gaspar Carreira Técnico de CAD Um Mundo Um Sistema The Global Language of Business A Linguagem Global dos Negócios GS1 Início de actividade em 1977; Com sede

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

Meu CIO trouxe um tablet. E agora? Autenticando o usuário e o dispositivo. Fernando Indech Systems Engineer

Meu CIO trouxe um tablet. E agora? Autenticando o usuário e o dispositivo. Fernando Indech Systems Engineer Meu CIO trouxe um tablet. E agora? Autenticando o usuário e o dispositivo Fernando Indech Systems Engineer 1 Agenda 1 2 3 4 Mobilidade voltada ao negócio Confiança no Dispositivo e Usuário Soluções Q&A

Leia mais

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012

SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 New Standards for Business SCORE INNOVATION Corporate Profile Luanda Maputo, 1 de Novembro 2012 Quem Somos A SCORE INNOVATION é uma empresa que tem como objecto social a prestação de serviços em consultoria,

Leia mais