O Sistema GS1 Normas para os T&L

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Sistema GS1 Normas para os T&L"

Transcrição

1 O Sistema GS1 Normas para os T&L MARCA Optimize as suas Operações Workshop Movimente Normas GS1 Eficiência nos T&L 29 Novembro, Hotel Villa Rica - Lisboa

2 O QUE É A GS1? Sem Fins Lucrativos Neutra em relação aos operadores de negócio Orientada para os utilizadores Servindo todas as companhias desde PME s a Multinacionais Uma plataforma de acordos colaborativos entre parceiros de negócio A GS1 é uma organização sem fins lucrativos, dedicada ao desenho e implementação de standards globais, que se destinam a melhorar a eficiência e visibilidade das cadeias de valor, em todos os sectores e de forma a funcionarem em todo o mundo Uma Organização Global Múltiplos Sectores e Indústrias 111 Organizações Membro + 20 Áreas representadas + 1 Milhão de Utilizadores Fast Moving Consumer Goods Países Cuidados de Saúde Colaboradores Transportes & Logística Aeronáutica Defesa O Sistema de Normas aplicado aos negócios, mais utilizado em todo o Mundo

3 GS1 Um sistema global de standards A GS1 junta todas as entidades que participam em todas as fases das cadeias de valores Produtores, distribuidores, retalhistas, transportadores, alfândegas, programadores de software, autoridades reguladoras locais e internacionais e muitos mais, trabalham em conjunto sob a nossa orientação para criar standards

4 O que é a GS1 em Portugal? GS1 Portugal Somos os representantes legais da GS1, a Organização Mundial que lidera o desenvolvimento e implementação de standards para negócios. Uma das maiores associações empresariais do país....cerca de 7000 Associados (utilizadores) MISSÃO Desenvolver standards globais e promover a implementação de boas práticas operacionais, contribuindo assim para tornar mais eficiente e sustentável a relação entre os vários agentes na Cadeia de Valor, sempre com o objectivo de beneficiar os Consumidores finais.

5 Associação Portuguesa de Identificação e Codificação de Produtos Única organização a nível nacional Gestora do Sistema GS1 Fundada em 1985 Associação privada, sem fins lucrativos Produtores, Distribuidores, Retalhistas e Grossistas Prestadores de Serviço Identificação Nacional Atribuída à GS1 Portugal 560

6 Standards Globais Porque são importantes? Redução da Complexidade Dentro das próprias organizações Entre as diferentes organizações Para a produção Hardware e Software, bem como para as decisões de compra sobre os mesmos Redução de Custos Na implementação e na exploração das aplicações Hardware e Software e de Integração Facilitam a cooperação entre os diferentes parceiros das cadeias de valor Permitem que as organizações se concentrem mais nas maneiras de usar a informação, do que nas formas de a obter

7 Sistema GS1

8 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas Campos de dados numéricos definidos pela GS1, que asseguram de forma inequívoca e não ambígua a identificação no ambiente de uma cadeia de valor aberta GTIN Número Global Item Comercial Número de identificação para artigos comerciais em todo o mundo, isto é, para artigos que podem ser encomendados ou facturados em qualquer ponto da cadeia de valor GLN Número Global de Localização Número de identificação para localizações físicas, lógicas ou entidades legais SSCC Número Série Unidade Logística Número de identificação para unidades logísticas de transporte e/ou de armazenamento GIAI - Número Global Activo Individual Número de identificação para activos imobilizados, de características fixas, isto é, que não circulem entre diferentes parceiros comerciais GRAI Número Global Activo Retornável Número de identificação para activos imobilizados, de características circulantes, isto é, que sejam trocados entre diferentes parceiros comerciais GSIN GSIN Número Global Identificação Remessa É um número global e inequívoco, atribuído por um vendedor (remetente) de mercadorias. GINC Número Global Identificação Consignação Identifica um agrupamento lógico de mercadorias que foi consignado a um transitário ou a um transportador GINC

9 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas GTIN - Global Trade Item Number Número Global de Item Comercial Número que identifica inequivocamente qualquer item (produtos ou serviços) que possa ser vendido, encomendado ou facturado em qualquer ponto da cadeia de abastecimento. O GTIN tem como principal função oferecer uma identificação única e inequívoca, de modo a ser localizado em qualquer base de dados, por exemplo, para obter um preço, registar uma venda, confirmar a entrega ou identificar a sua encomenda, em qualquer ponto da cadeia de abastecimento e em qualquer lugar no mundo.

10 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas SSCC Serial Shipping Container Code Número de Série de Unidade Logística Número de identificação inequívoco para unidades logísticas de transporte e/ou de armazenamento que necessita de ser manuseada através da cadeia de abastecimento. O SSCC permite que uma unidade logística seja localizada individualmente, proporcionando o benefício do rastreio e o controlo da encomenda, da sua entrega e recepção automática.

11 GS1 ecom Chaves de Identificação Únicas GLN - Global Location Number Número Global de Localização Uma Chave de Identificação GS1 que possibilita o acesso à informação acerca de localizações e parceiros da cadeia de valor, que podem ser: Entidades físicas: um armazém, uma ala de um hospital, um cais de carga em particular, uma loja, etc. Entidades funcionais: uma fábrica, a farmácia de um hospital, o departamento de contabilidade ou de compras, etc. Entidades legais: um centro de atendimento público, uma corporação de empresas, a sede, etc.

12 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas GIAI - Global Individual Asset Identifier Identificador Global de Activo Individual Número de identificação para activos imobilizados, de características fixas, isto é, que não circulem entre diferentes parceiros comerciais Para fins de transporte isto pode incluir um camião, um atrelado, um dispositivo de carga unitária (ULD, Unit Load Device), um contentor, um vagão ferroviário, etc.

13 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas GRAI Global Returnable Asset Identifier Identificador Global de Activo Retornável É utilizado para identificar activos retornáveis, como equipamentos de transporte, bandejas, caixas, paletes ou barris de cerveja que são reutilizáveis. Pode ser utilizado para identificar e rastrear activos, ou pode ser utilizado como parte de um sistema de aluguer e contratação, através da colaboração de várias empresas, já que permite às mesmas controlar activos dentro ou fora do seu negócio.

14 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas GSIN Global Shipment Identification Number Número Global de Identificação de Remessa GSIN É um número global e inequívoco, atribuído por um vendedor (remetente) de mercadorias. Identifica um grupo lógico de unidades físicas que se movimentam na sequência de um aviso de expedição e/ou de um documento de transporte, como parte de uma relação vendedor/comprador especifico: a partir do expedidor (vendedor) para o destinatário (comprador).

15 Sistema GS1 Chaves de Identificação Únicas GINC Global Identification Number for Consignment Número Global de Identificação de Consignação GINC Identifica um agrupamento lógico de mercadorias (uma ou mais entidades físicas) que foi consignado a um transitário ou a um transportador e que se destina a ser transportado como um todo.

16 Sistema GS1

17 GS1 BarCodes Códigos de Barras GS1: O mais conhecido e universalmente identificável standard GS1. Negócios e organizações em todo o mundo usamnos para identificar automaticamente produtos, serviços, paletes e lugares, e assim gerirem as suas cadeias de valor mais eficientemente. Número Chaves de Identificação Simbologias EAN-13 / DataBar / ITF-14 / GS1-128 (01) (02) (15) (37) 40 (10) A501D (01)

18 GS1 BarCodes Simbologia GS1-128 Conteúdos Codificação das Chaves de Identificação GS1 Portugal GTIN: Data Val.: 25/10/2012 Quantidade: 40 Nº de Lote: A501D Simbologia utilizada GS1-128 (EAN/UCC-128) Conteúdos utilizados Informação baseada em IA s (Identificadores de Aplicação) (01) (15) (37) 40 (10) A501D (00)

19 GS1 BarCodes Simbologia GS1-128 Conteúdos IA s Identificadores de Aplicação IA s - são pequenos elementos, pré-definidos, que se intercalam nos dados das linhas de códigos barras e que dão informação sobre o significado e formato dos dados que lhes seguem. IA s DADOS FORMATO 00 SSCC-Número de Série da Unidade Logística n2 + n18 02 GTIN s contidos na Unidade Logística n2 + n14 10 Código de Lote n2 + an Data de validade n2 + n6 37 Quantidade contida na Unidade Logística n2 + n (x) Peso Líquido [(x) indica nº casas decimais] n4 + n6 400 Número Nota de Encomenda n3 + an GINC n3 + an GSIN n3 + n País de Origem do Produto n3 + n GRAI n4 + n14 + an GIAI n4 + an e muitos outros...

20 GS1 EPC Global GS1 EPCglobal standards: Colocar a tecnologia RFID a trabalhar para os negócios e as pessoas. Com os standards GS1 codificados em etiquetas de RFID, é possível saber de forma instantânea, continuamente e sem intervenção humana, o que é um artigo, onde esteve e quando esteve. Também é possível deduzir porquê esteve lá e em combinação com sensores, como esteve. Processos de acompanhamento de bens e produtos, mais simplificados, efectivos e céleres.

21 Sistema GS1

22 GS1 ecom O negócio é agora global: É necessário ser capaz de comunicar de forma rápida com clientes e parceiros por todo o mundo. Os standards GS1 ecom fornecem claras linhas de orientação, para a criação de versões electrónicas de muitos documentos de negócio, permitindo aos parceiros comerciais a troca electrónica de informação, sem sobressaltos. Isto significa mais rápido, melhor trabalho com menos desperdício de papel!

23 GS1 GDSN Trabalhar em conjunto: As empresas precisam de partilhar dados correctos, correctamente classificados. A GS1 Rede Global de Sincronização de Dados (GDSN) permite às empresas que fazem negócios entre si, terem sempre a mesma informação nos seus sistemas particulares. Quaisquer mudanças feitas por uma empresa, são disponibilizadas a todas as outras entidades, com as quais têm relações comerciais. Qualidade / Classificação / Sincronização

24 GS1 EPCIS O EPC Information Services (EPCIS) é um revolucionário avanço para a partilha de informação entre os parceiros comerciais EPCIS Cria uma nova dimensão de colaboração Uma aproximação baseada em normas, para a partilha segura de informação relativa à movimentação de produtos, que vai proporcionar visibilidade acrescida e melhorar os processos negociais de uma forma sem precedentes Fundamental para aumentar a visibilidade, precisão e automação ao longo da cadeia de valor Derivado da necessidade de partilhar informação relacionada com os acontecimentos, por parte dos utilizadores finais

25 Sistema GS1

26 Workshop Transportes & Logística Muito obrigado pela vossa presença Marcos Gaspar Carreira Técnico Inovação e Standards E. CODIPOR Associação Portuguesa de Identificação e Codificação de Produtos R. Prof. Fernando da Fonseca, 16 Esc.II Lisboa T F E. W.

NORMALIZAÇÃO Normas Globais para a Codificação de Produtos 14 de Dezembro 2010 Silvério Paixão

NORMALIZAÇÃO Normas Globais para a Codificação de Produtos 14 de Dezembro 2010 Silvério Paixão NORMALIZAÇÃO Normas Globais para a Codificação de Produtos 14 de Dezembro 2010 Silvério Paixão The global language of business Construindo pontes entre diversos parceiros da cadeia de distribuição Qual

Leia mais

GS1 Contributo para uma Classificação Global

GS1 Contributo para uma Classificação Global GS1 Contributo para uma Classificação Global GS1 Portugal e o Sistema GS1 1ª Reunião da Rede Portuguesa sobre Composição dos Alimentos Projecto PortFIR 16 Dezembro 2008 Agenda Quem somos Sistema GS1 Quem

Leia mais

Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade

Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade Sistema EAN UCC para a Rastreabilidade Marcos Gaspar Carreira Técnico de CAD Um Mundo Um Sistema The Global Language of Business A Linguagem Global dos Negócios GS1 Início de actividade em 1977; Com sede

Leia mais

Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor

Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor Norma Global para a Rastreabilidade: A base para a visibilidade, qualidade e segurança na cadeia de valor Introdução O Sistema GS1, devido à sua capacidade de fornecer uma identificação única e global

Leia mais

ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto

ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto ROADSHOW PORTO RFID aplicado à Gestão Logística 26 de Maio 2011 Luis Peixoto The global language of business GS1 EPCglobal/RFID Uma ferramenta logística RASTREABILIDADE INFORMAÇÃO EM TEMPO REAL GS1 EPC

Leia mais

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria

Rastreabilidade e Eficiência dos Negócios na Agro-indústria A origem e a qualidade dos alimentos estão na mira do Consumidor. Cada vez mais conscientes e exigentes, os Consumidores têm em conta uma série de atributos na hora de decidir o que vai para o carrinho

Leia mais

Ask the local Barcoding Expert. Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012

Ask the local Barcoding Expert. Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012 Ask the local Barcoding Expert Silvério Paixão, GS1 Portugal 23 Outubro, 2012 9 7 8 8 5 7 1 6 4 4 9 5 3 Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara. ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA José Saramago Agenda Quem Somos

Leia mais

Casos Práticos (Internacionais)

Casos Práticos (Internacionais) Casos Práticos (Internacionais) MARCA Optimize as suas Operações Workshop Movimente Normas GS1 Eficiência nos T&L 29 Novembro, Hotel Villa Rica - Lisboa Casos Estudo nos T&L Desenvolvido pelo GS1 Global

Leia mais

STILL (Standard International Logistic Label)

STILL (Standard International Logistic Label) STILL (Standard International Logistic Label) MARCA Optimize as suas Operações Workshop Movimente Normas GS1 Eficiência nos T&L 29 Novembro, Hotel Villa Rica - Lisboa Agenda Estudo LAUN STILL (Standard

Leia mais

GS1 EPCglobal: O que necessita saber...

GS1 EPCglobal: O que necessita saber... GS1 EPCglobal: O que necessita saber... GS1 EPCglobal Em 1999, um grupo de produtores e distribuidores identificou o potencial da RFID - Radio Frequency IDentification (Identificação por Rádio Frequência)

Leia mais

Experiência de implementação de soluções RFID e RTLS em função do Inventário e de controlo de stock tanto em armazéns como em lojas

Experiência de implementação de soluções RFID e RTLS em função do Inventário e de controlo de stock tanto em armazéns como em lojas Experiência de implementação de soluções RFID e RTLS em função do Inventário e de controlo de stock tanto em armazéns como em lojas Silvério Paixão l Director de Inovação & Standars l GS1 Portugal 17 e

Leia mais

O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados

O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados O Contributo Internacional da GS1 no Contexto da Sincronização de Bases de Dados Lançamento da Plataforma G.R.I.A. 20-04-2009 The global language of business O que é a sincronização de dados? 2009 GS1

Leia mais

Seminário GS1 Portugal FIPA

Seminário GS1 Portugal FIPA GS1 - The Global Language of Business Seminário GS1 Portugal FIPA Nuno Miranda 14.06.2012 2 EDI = Electronic Data Interchange - Transferência Electrónica de Documentos EDI é a transferência de MENSAGENS

Leia mais

Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO

Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO Roadshow GS1 PORTUGAL AVEIRO # Café-temático: Qualidade dos dados na Gestão da Informação Susana Gaspar Técnica de Qualidade dos dados GS1 4 de junho 2015 Agenda 1. Qualidade dos dados da informação 2.

Leia mais

Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA

Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA Rotulagem nutricional Intercâmbio de informação entre Sync PT, GS1 Portugal e PortFIR/SGRIA, INSA 6ª Reunião Anual PORTFIR 31 Outubro 2013 Silvério Paixão O Mundo está a mudar Sabia que? Os Consumidores

Leia mais

ÍNDICE. Identificadores-Chave & Dados Adicionais. Normas Globais para Identificação Automática. Normas Globais para Mensagens Electrónicas Comerciais

ÍNDICE. Identificadores-Chave & Dados Adicionais. Normas Globais para Identificação Automática. Normas Globais para Mensagens Electrónicas Comerciais SISTEMA DE NORMAS DA GS1 A Linguagem Global dos Negócios ÍNDICE ÁREA CORPORATIVA: A Organização Internacional A Arquitectura do Sistema de Normas Globais GS1 A Arquitectura do Sistema GS1 em Portugal GS1

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS GS1 Portugal entrada em vigor 01/01/2014

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS GS1 Portugal entrada em vigor 01/01/2014 TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS entrada em vigor 01/01/2014 ÍNDICE TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS 01 ADMISSÃO À GS1 PORTUGAL JÓia Quota Anual Condições Comerciais 02 PRODUTOS GS1 PORTUGAL

Leia mais

Normas GS1 nos Transportes e Logística

Normas GS1 nos Transportes e Logística scss CAPA Normas GS1 nos Transportes e Logística GS1 Portugal - 2 A GS1 conduz uma abordagem integrada para as empresas de T&L Há mais de 30 anos que a GS1 se tem dedicado à concepção e implementação de

Leia mais

Centro de Operações Logísticas do Futuro

Centro de Operações Logísticas do Futuro Centro de Operações Logísticas do Futuro Luís Simões Logística Integrada Workshop Normas GS1 nos T&L 29 de Novembro de 2012 - Villa Rica - Lisboa Agenda Apresentação Luís Simões Projeto COL do Futuro -

Leia mais

Distinga-se pelo conhecimento

Distinga-se pelo conhecimento 2012 Distinga-se pelo conhecimento Índice Clique na Informação que deseja consultar Calendário de Formação GS1 Porquê Formação no Sistema GS1? Modelos de Formação Competências Informação Práticas 02 03

Leia mais

Fonte: http://www.mckinsey.com

Fonte: http://www.mckinsey.com 30000000 70000000 Fonte: http://www.mckinsey.com 700000 1400000 Fonte: http://www.mckinsey.com 22000 43000 Fonte: http://www.mckinsey.com Fonte: http://www.mckinsey.com Disponível em: http://www.gs1.org/healthcare/mckinsey

Leia mais

GS1025-13 Miolo Wellcome Kit GS1.indd 2

GS1025-13 Miolo Wellcome Kit GS1.indd 2 Quem é a GS1 Como gerar seu Código de Barras Produtos e Soluções GS1 GS1025-13 Miolo Wellcome Kit GS1.indd 1 GS1025-13 Miolo Wellcome Kit GS1.indd 2 Quem é a GS1 GS1 Brasil A GS1 Brasil Associação Brasileira

Leia mais

Rastreabilidade. Sistema EAN UCC 128

Rastreabilidade. Sistema EAN UCC 128 Rastreabilidade Sistema EAN UCC 128 Enquadramento Legal Caracterização Objectivos Rastreabilidade Procedimentos - Etiquetagem Enquadramento legal Regulamento (CE) nº 178/2002, do Parlamento Europeu e do

Leia mais

ROADSHOW BRAGA Códigos de Barras (EAN, GS1-128, GS1 DataBar e GS1 DataMatrix) 25 de Novembro 2010 Marcos Gaspar Carreira

ROADSHOW BRAGA Códigos de Barras (EAN, GS1-128, GS1 DataBar e GS1 DataMatrix) 25 de Novembro 2010 Marcos Gaspar Carreira ROADSHOW BRAGA Códigos de Barras (EAN, GS1-128, GS1 DataBar e GS1 DataMatrix) 25 de Novembro 2010 Marcos Gaspar Carreira The global language of business Standards Globais Desempenham um importante papel

Leia mais

GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação. 2011 GS1 Brasil

GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação. 2011 GS1 Brasil GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação O que são padrões? São acordos que estruturam qualquer atividade ou setor da economia. São regras ou guias que todos aplicam. Ou uma forma de medição, descrição,

Leia mais

Portugal CODIPOR. Rastreabilidade da Carne de Bovino Case Study Santacarnes

Portugal CODIPOR. Rastreabilidade da Carne de Bovino Case Study Santacarnes Portugal CODIPOR Rastreabilidade da Carne de Bovino Case Study Santacarnes ENQUADRAMENTO A Montebravo é a última empresa e a face mais visível, de uma organização composta por um circuito totalmente integrado

Leia mais

PROJECTO-PILOTO RASTREABILIDADE DISPOSITIVOS MÉDICOS (DMS) EM AMBIENTE HOSPITALAR. Nuno Loureiro Silvério Paixão

PROJECTO-PILOTO RASTREABILIDADE DISPOSITIVOS MÉDICOS (DMS) EM AMBIENTE HOSPITALAR. Nuno Loureiro Silvério Paixão PROJECTO-PILOTO RASTREABILIDADE DISPOSITIVOS MÉDICOS (DMS) EM AMBIENTE HOSPITALAR Nuno Loureiro Silvério Paixão Junho 2015 ÂMBITO Em ambiente hospitalar do SNS* Universo de Dispositivos Médicos (DM s)

Leia mais

FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL

FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL FILIAÇÃO À GS1 PORTUGAL Jóia Admissão à Associação (Direitos e Deveres Estatutários) 150,00 Quota Anual Permanência como Associado e Acesso e Licença de Utilização dos Produtos/Serviços GS1 Volume de negócios

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO. UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO. UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO UMA QUESTÃO DE SEGURANÇA Padrões GS1: Tranquilidade para você e seu cliente. Volume 7 Padrões do Sistema GS1 Habilitando a visibilidade da cadeia de valor. Identificação

Leia mais

Classificação de Produtos (GPC)

Classificação de Produtos (GPC) Classificação de Produtos (GPC) Leonor Vale Roadshow GS1 Portugal AIMinho Braga 25.Nov.2010 The global language of business Definição da GS1 GPC GS1 GPC Global Product Classification Classificação Global

Leia mais

O Sistema GS1 na eficiência dos negócios

O Sistema GS1 na eficiência dos negócios O Sistema GS1 na eficiência dos negócios Do código de barras às soluções tecnológicas de gestão e partilha de informação Silvério Paixão Aveiro, 4 de Junho de 2015 Agenda Eficiência dos Negócios (Muito)

Leia mais

GS1. Um sistema de padrões que gera valor. 30 de Novembro 2012 10h00. Wilson José da Cruz Silva wilson.cruz@gs1br.

GS1. Um sistema de padrões que gera valor. 30 de Novembro 2012 10h00. Wilson José da Cruz Silva wilson.cruz@gs1br. GS1 Um sistema de padrões que gera valor 30 de Novembro 2012 10h00 Wilson José da Cruz Silva wilson.cruz@gs1br.org (11) 3068-6249 2 3 O conceito EPC Necessidade básica: Identificar 4 EPC como meio de identificação

Leia mais

ROADSHOW GS1 PORTUGAL

ROADSHOW GS1 PORTUGAL ROADSHOW GS1 PORTUGAL Módulo Temático 1: Rastreabilidade e Segurança Área alimentar, saúde e outros sectores Filipe Esteves 4 de Junho de 2015 Porque a rastreabilidade? 3 Porque a rastreabilidade? Necessidade

Leia mais

Centro de Inovação e Competitividade

Centro de Inovação e Competitividade Centro de Inovação e Competitividade Contexto para a criação do centro Tendência Internacional das MO s GS1 Análise de melhores práticas mostra que muitas MO s da GS1 têm vindo a implementar Centros Similares,

Leia mais

O SECTOR A SOLUÇÃO Y.make Num mundo cada vez mais exigente, cada vez mais rápido e cada vez mais competitivo, o papel dos sistemas de informação deixa de ser de obrigação para passar a ser de prioridade.

Leia mais

Conhecendo o GLN. Número Global de Localização. Volume 2

Conhecendo o GLN. Número Global de Localização. Volume 2 Conhecendo o GLN Número Global de Localização Volume 2 Conhecendo o GLN O material Conhecendo o GLN tem como objetivo integrar a sua empresa, de forma ainda mais eficiente, à cadeia de suprimentos. Além

Leia mais

Guia de Codificação para Livros

Guia de Codificação para Livros Guia de Codificação para Livros 1. Introdução A GS1 e as Agências Internacionais do ISBN e ISSN elaboraram diretrizes para ajudar os editores na compreensão das funcionalidades do Sistema GS1 para o setor

Leia mais

Eficiência, traceabilidade e segurança na cadeia de valor com standards da GS1

Eficiência, traceabilidade e segurança na cadeia de valor com standards da GS1 Eficiência, traceabilidade e segurança na cadeia de valor com standards da GS1 4º Congresso Internacional dos Hospitais Silvério Paixão, GS1 Portugal APDH, 7 Novembro 2012 Agenda Quem Somos Quem Somos

Leia mais

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3 Brasil EPC Código Eletrônico de Produto Volume 3 A implementação do código eletrônico de produto (EPC) e da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID), promete importantes benefícios aos consumidores

Leia mais

Standard Internacional para a Etiqueta Logística (STILL)

Standard Internacional para a Etiqueta Logística (STILL) Standard Internacional para a Etiqueta Logística (STILL) Sumário de Documento Document Item Título do documento Valor corrente Standard Internacional para a Etiqueta Logística (STILL) Data última modificação

Leia mais

Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool. Lisboa 2014-03-06

Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool. Lisboa 2014-03-06 Alinhamento de dados com Sync PT Data Pool Lisboa 2014-03-06 3 O Alinhamento de dados com a plataforma SYNC PT Data Pool O PROJETO IMPLEMENTAÇÃO O PROCESSO 4 O Alinhamento de dados com a plataforma SYNC

Leia mais

Workshop Normas GS1 nos Transportes e Logística:

Workshop Normas GS1 nos Transportes e Logística: Workshop Normas GS1 nos Transportes e Logística: Optimize as suas Operações Movimente Eficiência Lisboa, 29 Novembro 2012 Automotive Consumer Energy & Chemicals Retail Technology Life Sciences & Healthcare

Leia mais

O Valor e os Benefícios do Sistema de Padrões GS1

O Valor e os Benefícios do Sistema de Padrões GS1 O Valor e os Benefícios do Sistema de Padrões GS1 O GS1 projeta e gerencia um sistema global de padrões de cadeia de suprimentos. Nos últimos trinta anos, a GS1 dedicou-se ao projeto e implementação de

Leia mais

Rastreabilidade a Prática. Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil

Rastreabilidade a Prática. Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil 1 Rastreabilidade a Prática Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil O que é Rastreabilidade? É a capacidade de recuperação do histórico, da aplicação ou da localização de uma entidade (ou item)

Leia mais

Roadshow: Gestão Inteligente e Colaborativa da Cadeia de Abastecimento do produtor ao consumidor

Roadshow: Gestão Inteligente e Colaborativa da Cadeia de Abastecimento do produtor ao consumidor Roadshow: Gestão Inteligente e Colaborativa da Cadeia de Abastecimento do produtor ao consumidor GS1 Portugal em parceria com a NERSANT 23 de Maio de 2016 Necessidade flagrante: Linguagem Global dos Negócios

Leia mais

GM Light GM POS GESTÃO COMERCIAL. O parceiro ideal nas tecnologias de Informação

GM Light GM POS GESTÃO COMERCIAL. O parceiro ideal nas tecnologias de Informação GM As soluções de Gestão comercial GM são uma ferramenta essencial e indispensável para a correcta gestão de negócio e fomentador do crescimento sustentado das Empresas. Criado de raiz para ser usado em

Leia mais

Eficiência de Padrões na Cadeia Produtiva do Vinho. Ana Paula Vendramini Maniero

Eficiência de Padrões na Cadeia Produtiva do Vinho. Ana Paula Vendramini Maniero Eficiência de Padrões na Cadeia Produtiva do Vinho Ana Paula Vendramini Maniero A importância de padrões Calçados e tomadas são apenas dois exemplos simples Sem padrões, processos de negócios seriam muito

Leia mais

Volume 8 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO

Volume 8 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO Volume 8 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AU TOMAÇÃO Esta edição do Caderno Eficiência descreve as principais funcionalidades, benefícios e características do CADASTRO NACIONAL DE PRODUTOS, nova ferramenta on-line

Leia mais

Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT. IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA

Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT. IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA Segurança do Consumidor na Plataforma Sync PT IMPLEMENTAÇÃO DO REGULAMENTO (UE) N.º 1169/2011 2 de Abril 2014 INSA AGENDA 1. Enquadramento 2. Plataforma Sync PT 3. Qualidade da Informação 4. Regulamento

Leia mais

GS1 Portugal CODIPOR homenageada pelos seus 25 anos de actividade. Roadshow GS1 Portugal passou por Matosinhos em parceria com AEP

GS1 Portugal CODIPOR homenageada pelos seus 25 anos de actividade. Roadshow GS1 Portugal passou por Matosinhos em parceria com AEP GS1 Portugal CODIPOR homenageada pelos seus 25 anos de actividade Paulo Gomes e João de Castro Guimarães, respectivamente Presidente e Director Executivo da GS1 Portugal CODIPOR, foram agraciados com a

Leia mais

The global language of business

The global language of business Serviços de ECR Roadshow Braga 25 de Novembro de 2010 ECR Services Pedro Vítor The global language of business Visão e Missão VISÃO Ser promotora da excelência nas relações eficazes e eficientes ao longo

Leia mais

WMS On Demand. Facilidade de acesso e flexibilidade

WMS On Demand. Facilidade de acesso e flexibilidade Facilidade de acesso e flexibilidade Os utilizadores do armazém acedem aos servidores WMS On Demand do Generix Group por uma conexão simples e segura. Utilize esta aplicação em qualquer momento e lugar

Leia mais

Preços e Condições Comerciais 2016

Preços e Condições Comerciais 2016 A Linguagem Global dos Negócios Preços e Condições Comerciais 2016 Produtos GS1 Portugal ANOS Trusted Adviser ÍNDEX Adesão à GS1 Portugal Jóia Quota Anual Condições para transferência de Códigos entre

Leia mais

Varejo e Tecnologia:

Varejo e Tecnologia: Seminário GVcev Varejo e Tecnologia: Presente e Perspectivas Iniciativas de Colaboração Sergio Ribinik CEO da GS1 BRASIL MEMBRO DO ADVISORY COUNCIL DA GS1 MEMBRO DO BOARD DO EPC GLOBAL Agenda Tecnologia

Leia mais

A CURA GLOBAL PARA A SAÚDE PÚBLICA

A CURA GLOBAL PARA A SAÚDE PÚBLICA A CURA GLOBAL PARA A SAÚDE PÚBLICA Um relatório novo e independente divulgado pela McKinsey&Company estimou os benefícios em vidas e valor da implementação de um único padrão global para a saúde pública.

Leia mais

ecommerce RoadShow GS1 Portugal Porto 26 de Maio 2011 The global language of business

ecommerce RoadShow GS1 Portugal Porto 26 de Maio 2011 The global language of business ecommerce RoadShow GS1 Portugal Porto 26 de Maio 2011 The global language of business GS1 Portugal GTIN Global Trade Item Number GLN Global Location Number 2 GS1 Portugal Standards globais para identificação

Leia mais

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES

Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES .01 Regulamento Europeu de Informação Alimentar 1169/2011: GS1 Portugal, APED e FIPA realizam sessão informativa SOBRE Novas REGRAS DE VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES A GS1 Portugal, a Associação

Leia mais

Webinar Pergunte ao especialista.

Webinar Pergunte ao especialista. Webinar Pergunte ao especialista. Código de Barras: Entenda, crie e gerencie a identificação do seu produto. Edson Matos 26/02/2015 Padrões GS1 que serão abordados Webinar Para fazer perguntas coloque:

Leia mais

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi*

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Existem diversas atividades fundamentais desempenhadas pelas empresas no cumprimento de sua missão, sempre com o objetivo de agregar de

Leia mais

Julho_2012. e.newsletter AGÊNCIA GMDN ESTEVE EM PORTUGAL PARA FALAR DE NOMENCLATURA DOS DISPOSITIVOS MÉDICOS

Julho_2012. e.newsletter AGÊNCIA GMDN ESTEVE EM PORTUGAL PARA FALAR DE NOMENCLATURA DOS DISPOSITIVOS MÉDICOS .01 AGÊNCIA GMDN ESTEVE EM PORTUGAL PARA FALAR DE NOMENCLATURA DOS DISPOSITIVOS MÉDICOS.agenda 3-5 Jun 53º Encontro Anual da European Association of Pharmaceutical Wholesalers (GIRP), em Sintra 13 Jun

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço

BENCHMARKING 2014. Estudo dos niveis de serviço BENCHMARKING 2014 Estudo dos niveis de serviço Objetivo do estudo BENCHMARKING 2014 O objectivo deste estudo é conhecer o nível de serviço oferecido pelos fabricantes do grande consumo aos distribuidores,

Leia mais

Prof. Daniel J. Melo Brasil

Prof. Daniel J. Melo Brasil CÓDIGO DE BARRAS Objetivos Entender a tecnologia do código de barras Entender os padrões existentes e quais as suas adoções Entender os passos necessários para adoção da tecnologia de código de barras

Leia mais

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora

e.newsletter Abril_2014 .01 .02 .03 .calendário de Formação GS1 CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora.01 A GS1 Portugal vai realizar este ano a segunda edição do seu Congresso Nacional será no dia 23 de outubro, no Museu do Oriente, em Lisboa.

Leia mais

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório

PHC Clínica CS. A gestão operacional total da clínica ou consultório PHC Clínica CS A gestão operacional total da clínica ou consultório A informação confidencial sobre cada paciente, o seu historial e, se integrado com o módulo PHC Gestão CS, a gestão financeira e a facturação

Leia mais

Guia Utilizador do Serviço WebEDI da

Guia Utilizador do Serviço WebEDI da Guia Utilizador do Serviço WebEDI da Índice Activar conta WebEDI... 1 Aceder ao serviço WebEDI... 2 Recuperar dados de acesso... 3 WebEDI... 4 Editar dados do utilizador... 5 Consultar dados da Empresa...

Leia mais

Manual de código de Barras

Manual de código de Barras 1. VISÃO GERAL 1.1 MODITIVAÇÃO: O código de barras é uma forma de representar a numeração, que viabiliza a captura automática dos dados por meio de leitura óptica nas operações automatizadas (EAN Brasil,

Leia mais

e.newsletter GS1 Portugal

e.newsletter GS1 Portugal Caso não consiga visualizar corretamente, clique aqui A Linguagem Global dos Negócios Seminário Internacional de Boas Práticas Colaborativas Das plataformas logísticas às plataformas digitais. A 14 de

Leia mais

Estudo de Mercado Fiabilidade de Leitura em Loja

Estudo de Mercado Fiabilidade de Leitura em Loja Estudo de Mercado Fiabilidade de Leitura em Loja Decorreu no primeiro trimestre 2009, um estudo de avaliação de implementação e desempenho dos códigos de barras comerciais, no âmbito do espaço nacional.

Leia mais

Manual do Utilizador EAN UCC CODIPOR 72006. 1 www.gs1pt.org

Manual do Utilizador EAN UCC CODIPOR 72006. 1 www.gs1pt.org 1 www.gs1pt.org índice 1. INTRODUÇÃO... 4 2. FUNDAMENTOS E PRINCÍPIOS DO SISTEMA EAN UCC... 6 2.1 ÁREAS DE APLICAÇÃO... 6 2.2 IDENTIFICAÇÃO NUMÉRICA EAN UCC... 6 GTIN NÚMERO GLOBAL DE ITEM COMERCIAL...

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

Directrizes EAN UCC para a Rastreabilidade dos Produtos Hortofrutícolas

Directrizes EAN UCC para a Rastreabilidade dos Produtos Hortofrutícolas Directrizes EAN UCC para a Rastreabilidade dos Produtos Hortofrutícolas Índice SUMÁRIO...3 Limitações das Directrizes...3 Renúncia...3 AGRADECIMENTOS...4 1. Introdução...5 1.1 Sistema EAN UCC...5 1.2 Projecto

Leia mais

Noções essenciais sobre gestão de activos

Noções essenciais sobre gestão de activos Noções essenciais sobre gestão de activos Um White Paper da Zetes First-class partner for identification and mobility solutions www.zetes.com always a good id ÍNDICE 03 Introdução À hora certa e no lugar

Leia mais

Agenda. Simpósio Internacional EPC e GDSN 2005. A Importância da Padronização Para a Cadeia de Suprimentos

Agenda. Simpósio Internacional EPC e GDSN 2005. A Importância da Padronização Para a Cadeia de Suprimentos Simpósio Internacional EPC e GDSN 2005 A Importância da Padronização Para a Cadeia de Suprimentos Sergio Ribinik CEO GS1 BRASIL MEMBRO DO ADVISORY COUNCIL DA GS1 E DO BOARD OF GOVERNORS DO EPC GLOBAL Agenda

Leia mais

5 passos para. implementação. do código de barras IDENTIFIQUE CAPTURE COMPARTILHE

5 passos para. implementação. do código de barras IDENTIFIQUE CAPTURE COMPARTILHE 5 passos para implementação do código de barras IDENTIFIQUE CAPTURE COMPARTILHE O que é o código de Barras? Os números de identificação de um produto podem ser representados por meio de um código, possibilitando

Leia mais

R evolução no ponto-de-venda Mais dados menos espaço

R evolução no ponto-de-venda Mais dados menos espaço R evolução no ponto-de-venda Mais dados menos espaço 1 Como varejistas, estamos sempre a procura de formas para melhorar a experiência de compra dos clientes. Tendo como base os últimos 25 anos do Sistema

Leia mais

Gestão e tecnologia para PME s

Gestão e tecnologia para PME s www.sage.pt Gestão e tecnologia para PME s Sage Porto Sage Lisboa Sage Portugal A longa experiência que temos vindo a acumular no desenvolvimento de soluções integradas de software de gestão para as pequenas

Leia mais

Congresso Nacional GS1 Portugal 10 Novembro Museu do Oriente. Inscreva-se já!

Congresso Nacional GS1 Portugal 10 Novembro Museu do Oriente. Inscreva-se já! Congresso Nacional GS1 Portugal 10 Novembro Museu do Oriente. Inscreva-se já! A GS1 Portugal CODIPOR apresenta o Congresso Nacional [de]coding the Future Value Chain, inteiramente dedicado à Linguagem

Leia mais

Como vender na Internet

Como vender na Internet Como vender na Internet Ideias-base para uma iniciação à venda via Internet Gonçalo Carvalhinhos Secretário-Geral Associação do Comércio Electrónico em Portugal goncalo.carvalhinhos@portugalacep.org ACEP

Leia mais

Logótipo da Entidade

Logótipo da Entidade Logótipo da Entidade Codificação de medicamentos e produtos de saúde Perspectiva do INFARMED, I.P. Helder Mota Filipe INFARMED Autoridade Nacional de Medicamentos e Produtos de Saúde, IP Medicamentos Rastreabilidade

Leia mais

7 e 8 de Abril de 2010

7 e 8 de Abril de 2010 Edição 2010 O Ponto de Encontro Anual dos Profissionais do Sector 7 e 8 de Abril de 2010 Centro de Congressos do Estoril www.ife.pt Os resultados falam por si, o seu cliente visita o logitrans! OS DECISORES

Leia mais

Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil

Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação GS1 Brasil Estudo o uso do código de barras no Brasil 30 de junho de 2015 Consumidor e o Código de Barras 2 Consumidor e o Código de Barras - Perfil 45% - HOMENS 55%

Leia mais

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial.

A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. POWERING BUSINESS QUEM SOMOS A ARTSOFT é uma empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de soluções tecnológicas de apoio à gestão empresarial. Desde 1987 que desenvolvemos um trabalho

Leia mais

Apresentação. www.slog.pt

Apresentação. www.slog.pt Apresentação Quem Somos A S-LOG, Serviços e Logística, S.A., é uma empresa do Grupo Entreposto vocacionada para a prestação de serviços de logística nas suas várias componentes. A nossa actividade desenvolveu-se

Leia mais

Grupo MedLog. 35 anos de experiência e inovação em exclusivo na logística da saúde. Susana Quelhas Coimbra, 14 de Outubro 2010

Grupo MedLog. 35 anos de experiência e inovação em exclusivo na logística da saúde. Susana Quelhas Coimbra, 14 de Outubro 2010 Grupo MedLog 35 anos de experiência e inovação em exclusivo na logística da saúde Susana Quelhas Coimbra, 14 de Outubro 2010 MedLog - As Empresas MedLog Passado e Presente Distribuição de medicamentos

Leia mais

SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais

SUCH Serviço de Utilização Comum dos Hospitais Derechos Quem Somos O Serviço de Utilização Comum dos Hospitais é uma associação privada sem fins lucrativos, organizada e posicionada para a oferta integrada de Serviços Partilhados para o sector da Saúde.

Leia mais

ROADSHOW BRAGA Sistema de Rastreabilidade de montante a jusante 25 de Novembro 2010 Silvério Paixão

ROADSHOW BRAGA Sistema de Rastreabilidade de montante a jusante 25 de Novembro 2010 Silvério Paixão ROADSHOW BRAGA Sistema de Rastreabilidade de montante a jusante 25 de Novembro 2010 Silvério Paixão The global language of business Rastreabilidade Definição Rastreabilidade, a capacidade de detectar a

Leia mais

VISÃO E MISSÃOECR services

VISÃO E MISSÃOECR services VISÃO E MISSÃOECR services VISÃO Ser promotora da excelência nas relações eficazes e eficientes ao longo da cadeia de valor. MISSÃO Liderar o desenvolvimento e implementação de standards e de boas práticas

Leia mais

A PHC atingiu recentemente os 400 clientes Licença Garantida. No mercado há pouco mais de um ano, a modalidade que permite os clientes PHC renovarem a licença do seu software por três anos já representa

Leia mais

Julho 2006. Plataforma Logística de Lisboa Norte (V.F. Xira Castanheira do Ribatejo)

Julho 2006. Plataforma Logística de Lisboa Norte (V.F. Xira Castanheira do Ribatejo) Julho 2006 Plataforma Logística de Lisboa Norte (V.F. Xira Castanheira do Ribatejo) 1. 2. abertis logística, gestor de infra-estruturas logísticas Conceito de plataforma multimodal 3. Realizações de abertis

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

Rastreabilidade de medicamentos - dentro e fora do hospital - Nilson Gonçalves Malta

Rastreabilidade de medicamentos - dentro e fora do hospital - Nilson Gonçalves Malta Rastreabilidade de medicamentos - dentro e fora do hospital - Nilson Gonçalves Malta Hospital Israelita Albert Einstein Abril 2015 Requisitos para rastreabilidade Códigos de barras em todos os produtos

Leia mais

TEMA 1 Contabilidade na Gestão da actividade Agrícola - Contabilidade de Gestão - O Impacto da Contabilidade e Fiscalidade na Agricultura II

TEMA 1 Contabilidade na Gestão da actividade Agrícola - Contabilidade de Gestão - O Impacto da Contabilidade e Fiscalidade na Agricultura II PORTUGAL TEMA 1 Contabilidade na Gestão da actividade Agrícola - Contabilidade de Gestão - O Impacto da Contabilidade e Fiscalidade na Agricultura II Santarém, 5 de Junho de 2012 Plano da Apresentação:

Leia mais

Wingiic Gestão Integrada Indústria da Moda

Wingiic Gestão Integrada Indústria da Moda Wingiic Integrada Indústria da Moda Wingiic Integrada Indústria de Moda de Dados Técnicos Codificação de Materiais; Conceito de escalas e cartazes de cores ; Fichas Técnicas; Processos de Fabrico; Fichas

Leia mais

Logística e Gestão da Distribuição

Logística e Gestão da Distribuição Logística e Gestão da Distribuição Logística integrada e sistemas de distribuição (Porto, 1995) Luís Manuel Borges Gouveia 1 1 Sistemas integrados de logística e distribuição necessidade de integrar as

Leia mais

Apresentação do Sistema de Pagamentos. Easypay Tel +351 21 261 79 30 Fax +351 21 361 79 29 correio@easypay.pt

Apresentação do Sistema de Pagamentos. Easypay Tel +351 21 261 79 30 Fax +351 21 361 79 29 correio@easypay.pt Apresentação do Sistema de Pagamentos 2012 ÍNDICE 01 05 PORQUÊ EASYPAY EASYAPPS 02 06 COMO FUNCIONA SOBRE EASYPAY 03 07 PARA QUEM PARCERIAS 08 CONTACTOS 2 01 PORQUÊ EASYPAY Aumente as suas vendas aceitando

Leia mais

Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos

Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos Código: PT-130517 Módulo: PRODUTOS Data: 17/05/2013 Revisão: 17/05/2013 Assunto: Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos GTIN - "Global Trade Item Number" Número Global de Item Comercial na Nota

Leia mais

Congresso Internacional de Segurança e Saúde do Trabalho

Congresso Internacional de Segurança e Saúde do Trabalho 9º Congresso Internacional de Segurança e Saúde do Trabalho 1. O Grupo Salvador Caetano 2. A Responsabilidade Social e a SHST 3. Política de SHST 4. Estrutura de SHST 5. Responsabilidades e Responsáveis

Leia mais

Introdução à tecnologia RFID

Introdução à tecnologia RFID Sumário Como surgiu a tecnologia RFID... 2 Como funciona?... 2 Quais os benefícios e onde utilizar o sistema de RFID... 4 Utilização proposta... 4 Etapas para leitura de dados via RFID... 5 Diagrama de

Leia mais