Regime de IVA de Caixa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regime de IVA de Caixa"

Transcrição

1 Regime de IVA de Caixa Versão 1.4 maio de 2014 (Última atualização a )

2 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Notas prévias... 4 Configurações Gerais... 4 Administrador...4 ERP PRIMAVERA...8 Perfis de Utilizador... 9 Perfil 1: Vendas e/ou Compras...9 Emissão de Documentos de Venda... 9 Emissão de Recibos a clientes Documentos de Compra Pagamento de Compras Emissão do Mapa de IVA Perfil 2: Contabilidade Configurações: Administrador e ERP Registo de movimentos Consulta de Pendentes Importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA Apuramento do IVA Consulta de IVA de Caixa Perfil 3: Contabilidade, Vendas e/ou Compras Integração em Contabilidade Online Importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA Apuramento do IVA Classificação Contabilística: Caso Prático Questões Frequentes -Técnicas Pg 2

3 Introdução No intuito de promover a melhoria das condições de tesouraria do tecido empresarial Português foi aprovado e publicado o Decreto-Lei nº 71/2013, de 30 de maio, que prevê um regime de contabilidade de caixa em sede de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), o qual tem um carácter facultativo. Este regime tem em vista, promover a melhoria da situação financeira das empresas abrangidas, por via da diminuição da pressão de tesouraria e dos custos financeiros associados à entrega do IVA ao estado antes do respetivo recebimento. Em complemento, a dedução do imposto suportado nas aquisições de bens e serviços destinadas à atividade do sujeito passivo apenas será possível no momento do respetivo pagamento aos seus fornecedores. A opção por este regime por parte das empresas implicará, necessariamente, alterações ao nível da gestão comercial, sendo necessário um maior controlo no modo de emissão dos documentos financeiros: faturas e recibos. E ao nível da contabilidade com reflexos diretos no apuramento do IVA. Regra geral, as empresas poderão optar por este regime até 31 de outubro de cada ano para entrar em vigor em janeiro do ano seguinte. A opção por este regime tem de ser efetuada no portal das finanças aqui. A PRIMAVERA colocou à disposição dos seus parceiros e clientes desde julho de 2013 um simulador que permite fazer uma análise real das vantagens da utilização deste regime. Neste contexto, a PRIMAVERA implementou o tratamento do regime do IVA de caixa no seu ERP colocandose, novamente, na primeira linha de parceria tecnológica com os seus parceiros e clientes. A implementação destas novas funcionalidades revela alterações nos módulos de vendas, compras e contabilidade pelo que, para dar conhecimento dos processos inerentes ao tratamento do IVA de caixa no ERP PRIMAVERA, foram estabelecidos três perfis de utilizador: Perfil 1: Vendas e Compras; Perfil 2: Contabilidade; Perfil 3: Contabilidade, Vendas e/ou Compras. A PRIMAVERA alerta que este documento representa apenas um guia de utilização pelo que as imagens e processos apresentados podem não corresponder à versão mais atual disponibilizada ao mercado. A qualquer momento este documento pode ser atualizado. PKB Questões Frequentes (FAQ) Regime de IVA de Caixa Pg 3

4 Notas prévias O regime de IVA de Caixa implica um maior controlo dos documentos comerciais e contabilísticos e por consequência o registo destes movimentos na contabilidade. Neste sentido é necessário garantir: Documentos comerciais diferentes consoante o tipo de operação e destinatário; Criação de fichas de clientes e fornecedores; Atualização do Plano de IVA. Relativamente a este último ponto a PRIMAVERA disponibiliza um ConvertIVA que permitirá de forma automática adaptar o plano de Contas e de IVA de forma a suportar o Regime de IVA de Caixa. Para conhecer em detalhe o ConvertIVA de Caixa 2013 (PT) poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Manual ConvertIVA de Caixa 2013 (PT). Configurações Gerais Este capítulo pretende indicar as configurações gerais necessárias para uso da funcionalidade de regime de IVA de Caixa. Administrador Independentemente do perfil de utilizador, para que seja possível o tratamento do regime de IVA de caixa na v8.10 é necessário definir no administrador que a empresa se encontra sob o Regime do IVA de Caixa e definir o período correspondente. Para tal é necessário seguir estes passos: 1. Aceder ao Administrador ; 2. Na Base Aplicacional de Negócio escolher Parâmetros da Empresa ; 3. Selecionar o ano correspondente à opção pelo regime de IVA de Caixa; 4. Definir o período em trimestres ou meses; 5. Confirmar. Pg 4

5 No caso de a base de dados já conter tratamento de pendentes é necessário efetuar a configuração dos documentos contabilísticos e depois efetuar a atualização de pendentes Act. Pendentes No caso de um perfil de utilizador Vendas e Compras a utilizar a v8.00, para que seja possível o tratamento do regime de IVA de caixa pela empresa é necessário definir no administrador que a empresa se encontra sob o Regime do IVA de Caixa e definir o período correspondente. Para tal é necessário seguir estes passos: 1. Aceder ao Administrador ; 2. Em Logística e Tesouraria selecionar Parâmetros da Empresa ; 3. Em Tesouraria Pagamentos Recebimentos Selecionar a opção pelo regime de IVA de Caixa; 4. Definir o período em trimestres ou meses; 5. Confirmar. Pg 5

6 No caso de um perfil de utilizador Contabilidade a utilizar a v8.00, para que seja possível o tratamento do regime de IVA de caixa pela empresa é necessário definir no administrador que a empresa se encontra sob o Regime do IVA de Caixa e definir o período correspondente. Para tal é necessário seguir estes passos: 1. Aceder ao Administrador ; 2. Em Contabilidade selecionar Parâmetros da Empresa ; 3. Selecionar a opção pelo regime de IVA de Caixa; 4. Definir o período em trimestres ou meses; 5. Confirmar. Pg 6

7 No caso de um perfil de utilizador Contabilidade, Vendas e/ou Compras a utilizar a v8.00, para que seja possível o tratamento do regime de IVA de caixa pela empresa é necessário definir no administrador que a empresa se encontra sob o Regime do IVA de Caixa e definir o período correspondente. Para tal é necessário seguir estes passos: 1. Aceder ao Administrador ; 2. Em Contabilidade selecionar Parâmetros da Empresa ; 3. Selecionar a opção pelo regime de IVA de Caixa; 4. Definir o período em trimestres ou meses; 5. Confirmar. Neste perfil, ao definir-se a opção pelo regime de caixa apenas em contabilidade o sistema, de forma automática, assumirá as mesmas validações para o módulo de vendas e/ou compras. Pg 7

8 ERP PRIMAVERA Para dar suporte ao regime de IVA de Caixa é necessário definir uma série especial para o novo documento de venda na qual deverá estar obrigatoriamente configurada como IVA sob o regime de caixa. Para tal é necessário seguir estes passos: 1. Aceder ao ERP PRIMAVERA Tabelas; 2. Em Vendas selecionar Documento de Venda ; 3. Definir o documento a utilizar; 4. No separador gerais selecionar a opção IVA sob o regime de Caixa ; 5. Gravar. Alerta: Se a empresa abrangida pelo regime de IVA de Caixa efetuar vendas a consumidores finais deverá ter no seu sistema pelo menos dois tipos de documentos: Faturas com configuração IVA sob o regime de Caixa e Faturas sem esta configuração. Estas últimas deverão ser utilizadas para vendas a consumidores finais. Ao mesmo tempo na ficha de Cliente Dados Fiscais deverá ser retirada a opção Atividade Empresarial. Pg 8

9 Perfis de Utilizador A implementação destas novas funcionalidades revela alterações nos módulos de vendas, compras e contabilidade pelo que, para dar conhecimento dos processos inerentes ao tratamento do IVA de caixa no ERP PRIMAVERA, foram estabelecidos três perfis de utilizador: Perfil 1: Vendas e Compras; Perfil 2: Contabilidade; Perfil 3: Contabilidade, Vendas e/ou Compras. Perfil 1: Vendas e/ou Compras Neste perfil enquadra-se o utilizador com o Módulo de Vendas ou o Módulo de Compras (ou ambos). No ERP PRIMAVERA é necessário garantir que se encontra instalada a versão 8.0 ou superiores dos módulos de Vendas ou Compras (ou ambos). Ao nível do licenciamento mínimo é necessário garantir as seguintes licenças: Vendas: 8.00; Compras: Emissão de Documentos de Venda Após a configuração do documento de venda descrito aqui o processo de emissão do documento de venda não foi alterado, ou seja, para emitir um documento de venda deverá seguir os seguintes passos: 1. Aceder ao menu Vendas/Encomendas em Vendas Vendas/Encomendas; 2. Selecionar o tipo de documento; 3. Efetuar o preenchimento do documento; 4. Gravar ou Imprimir (ao imprimir o documento é gravado automaticamente); O documento de venda emitido no âmbito do regime de IVA de Caixa deverá apresentar menção ao regime no próprio documento. (ver imagem abaixo). Pg 9

10 As faturas relativas às operações abrangidas pelo regime do IVA de caixa devem ter uma série especial e conter a menção: IVA Regime de Caixa Pg 10

11 Emissão de Recibos a clientes O recibo emitido a cliente deverá, igualmente, fazer menção ao regime do IVA de Caixa. Para tal bastará, no módulo de tesouraria, em pagamentos e recebimentos, selecionar Operações sobre Contas Correntes, definir o período e selecionar o recibo a emitir. Pg 11

12 O layout dos recibos relativos a faturas emitidas fora do âmbito do Regime de IVA de Caixa mantêm-se igual, ou seja, sem menção ao regime e sem resumo do IVA. Consultar no final do manual algumas Faq s - Técnicas sobre este assunto. No âmbito do regime do IVA de Caixa os recibos são obrigatoriamente comunicados à AT, nos mesmos modos da comunicação obrigatória de faturas. Documentos de Compra Tal como descrito para os documentos de venda também os documentos de compra devem ser configurados para dar suporte ao regime de IVA de Caixa sendo necessário a criação de novo tipo de documento. A título de exemplo: Pagamento de Compras No âmbito do Regime de IVA de Caixa apenas o IVA mencionado no recibo emitido pelo fornecedor poderá ser dedutível. Assim, o processo de pagamento de compras poderá ser configurado da seguinte forma: Primeiro é necessário criar um novo tipo de conta: AGR Aguarda Recibo Fornecedor Pg 12

13 A Nota de Pagamento deverá assumir a tipologia de: Transf. de Conta/Estado. Pg 13

14 E deve ser configurada de modo a que seja transferida para CCF: Conta Corrente Fornecedores e para o estado AGR: Aguarda recibo Fornecedor. De seguida é necessário configurar um documento com tipologia de Liquidações que permitirá deste modo fechar o processo com recibo do fornecedor. Com a configuração atrás proposta é garantida que a dedução do IVA apenas se efetua com a receção do recibo emitido pelo fornecedor relativamente à operação. Emissão do Mapa de IVA O mapa de IVA disponível em Utilitários (Vendas ou Compras) foi otimizado de forma a possibilitar a gestão do IVA a entregar ao estado no âmbito do regime do IVA de caixa. Este mapa permite a consulta isolada do IVA (das vendas ou das compras) ou a emissão de forma global permitindo a análise real do IVA a entregar ao Estado. Pg 14

15 Para saber mais detalhes sobre a emissão deste mapa poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Mapas de IVA. De notar que a emissão deste mapa de IVA não substitui o apuramento do IVA de caixa a efetuar na Contabilidade. Perfil 2: Contabilidade Neste perfil enquadra-se o utilizador que apenas possui o Módulo de Contabilidade. No ERP PRIMAVERA é necessário garantir que se encontra instalada a versão 8.0 ou superiores do módulo de Contabilidade. Ao nível do licenciamento mínimo é necessário garantir a licença CBL.BAS Configurações: Administrador e ERP Administrador Para além das configurações gerais descritas aqui será necessário garantir que a funcionalidade Tratamento de pendentes se encontra selecionada. Pg 15

16 ERP Para cada tipo de documento objeto de registo na contabilidade, no âmbito do Regime IVA de Caixa, deve ser garantido que o documento se encontra sujeito ao Regime IVA de Caixa e definido o tipo de pendente: Criação ou Liquidação. No separador contas correntes verificar que não integra com contas correntes. Pg 16

17 Na conta da entidade na contabilidade é necessário definir que efetua o tratamento de pendentes. Na liquidação de pendentes é necessário configurar o documento com tratamento de pendente: Liquidação. Pg 17

18 Registo de movimentos Tendo em conta as configurações dos documentos da contabilidade, no tipo de documento com tratamento de IVA de Caixa que seja de Criação não existem alterações no registo de movimentos. Já no que concerne aos tipos de documento com tratamento de Iva de Caixa de Liquidação irá ser necessário efetuar dois passos: 1. Registo do pagamento ou recebimento; 2. Validação da fatura(s) de compra ou venda a pagar ou a receber. Pg 18

19 Exemplo: 1. Registo do recebimento Alerta: No caso de um cliente Consumidor Final deverá ser garantido que na configuração da ficha de cliente a opção Atividade Empresarial não se encontra selecionada. 2. Validação da Fatura a receber Para conhecer em detalhe o processo de liquidação de pendentes poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) os artigos que constam da categoria Liquidação de Pendentes. Pg 19

20 Consulta de Pendentes Para efetuar a consulta de pendentes devem seguir os seguintes passos: 1. No ERP aceder ao módulo de Contabilidade; 2. Em exploração aceder a Consulta de Pendentes 3. Atualizar. Para conhecer em detalhe a Consulta de Pendentes poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Consulta de Pendentes Importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA O módulo de contabilidade PRIMAVERA permite a importação de documentos externos via ficheiro de texto. Para conhecer em detalhe este processo deve ser consultado na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Formato do ficheiro magnético de importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA Apuramento do IVA O apuramento do IVA no âmbito do regime do IVA de caixa será efetuado nos mesmos termos atuais, no entanto, é de destacar a nova coluna de IVA Suspenso. Esta coluna apresentará o valor do IVA contido nas faturas que ainda não foram recebidas dos clientes ou pagas aos fornecedores. Pg 20

21 Para saber mais sobre o processo de apuramento do IVA poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Como efetuar o apuramento do IVA Consulta de IVA de Caixa No sentido de facilitar a conferência dos montantes do imposto foi criado um novo mapa Consulta IVA de Caixa. Com este novo mapa o utilizador tem a possibilidade de, a todo tempo, conhecer o montante de IVA em caixa e o montante de IVA já disponível para apuramento. Para consultar este mapa devem ser seguidos os seguintes passos: 1. No ERP PRIMAVERA aceder ao módulo Contabilidade; 2. Em Exploração selecionar Consulta IVA de Caixa 3. Atualizar. Pg 21

22 Valor total do Documento: Corresponderá ao valor total do documento (com IVA incluído). Valor Total Liquidado: Corresponde ao valor total liquidado de cada documento. Valor Inc. Pendente: Corresponde ao valor sobre o qual incidiu o IVA mas que se encontra pendente para recebimento. % Pendente: Corresponde ao valor (em percentagem) do valor total do documento que ainda se encontra por receber /pagar. IVA Exigível: esta coluna permitirá identificar de forma automática os documentos pendentes há mais de 12 meses e que devem fazer parte do apuramento do IVA do respetivo período; IVA (Total e Pendente): corresponderá ao valor do IVA total dos documentos e deste valor qual é que se encontra pendente até à data final indicada no intervalo de datas. IVA de Caixa: corresponderá ao total do IVA em caixa do período correspondente ao intervalo de datas indicado no separador Opções da Consulta IVA de Caixa. Para que os valores com IVA de Caixa sejam refletidos na Consulta de IVA de Caixa a conta do plano de contas associada à classe de IVA de Caixa apenas poderá estar associada à classe de IVA de Caixa. O utilizador poderá consultar informação adicional bastando para tal consultar o painel lateral direito. Pg 22

23 Adicionalmente, o utilizador poderá configurar a grelha da tabela de acordo com as suas necessidades específicas. Para tal deverá seguir os seguintes passos: 1. Com o cursor situado numa coluna da grelha aceder a Colunas (botão do lado direito do rato); 2. Retirar ou incluir novos campos; ou, 3. Alterar o nome de qualquer campo; ou, 4. Alterar a ordem dos campos; 5. Confirmar. Para saber mais sobre este novo mapa Consulta IVA de Caixa poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Consulta IVA de Caixa Pg 23

24 Quando esteja em causa o imposto incluído em faturas relativamente às quais ainda não ocorreu o recebimento, total ou parcial, o imposto torna-se exigível no 12º mês posterior à emissão da fatura. Com intuito de ajudar o utilizador no controlo desta obrigação foi implementado um alerta: Existem documentos pendentes há mais de 12 meses. Deseja visualizar?. Ao responder afirmativamente a Consulta IVA de Caixa é despoletada e todos os documentos que estão pendentes há mais de 12 meses são marcados na coluna de IVA exigível. Após a conferência dos documentos o utilizador ao efetuar o apuramento o sistema informará que o IVA remanescente das faturas será considerado caso prossiga com o apuramento do período. Pg 24

25 Perfil 3: Contabilidade, Vendas e/ou Compras Neste perfil enquadra-se o utilizador que possui o Módulo de Contabilidade, o Módulo de Vendas e/ou Compras e o Módulo Tesouraria Contas Correntes. Os registos são efetuados na contabilidade através de integração online. No ERP PRIMAVERA é necessário garantir que se encontra instalada a versão 8.0 ou superiores do módulo de Contabilidade, módulo de Vendas e/ou Compras e no módulo e Tesouraria Contas Correntes. Ao nível do licenciamento mínimo é necessário garantir as seguintes licenças: Contabilidade: CBL.BAS 8.11 Vendas: Compras: 8.00 Neste cenário o tratamento de pendentes deverá ser efetuado apenas do lado das Contas Correntes. Integração em Contabilidade Online Tendo em conta as configurações necessárias para os dois perfis anteriores o processo de integração em contabilidade online não é objeto de qualquer alteração. Para consulta de maior detalhe sobre a integração de contabilidade online poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Como configurar documentos para ligação à Contabilidade? Integração de movimentos na Contabilidade (offline) O processo de integração de documentos na contabilidade em momento posterior não é objeto de qualquer alteração. Para conhecer em maior detalhe este processo poderá consultar na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) os artigos presentes nas categorias de Configuração e Integração. Pg 25

26 Importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA O módulo de contabilidade PRIMAVERA permite a importação de documentos externos via ficheiro de texto. Para conhecer em detalhe este processo pode ser consultado na PRIMAVERA KnowledgeBase (PKB) o seguinte artigo: Formato do ficheiro magnético de importação de documentos na Contabilidade PRIMAVERA. Apuramento do IVA O apuramento do IVA encontra-se descrito aqui. Classificação Contabilística: Caso Prático Com o objetivo de, através de um exemplo, demonstrar o processo implementado pela PRIMAVERA no tratamento do regime de IVA de Caixa (RIC), apresentamos abaixo um caso prático. Caso prático: Determinada Empresa, que optou pelo Regime de IVA de Caixa com entrada em vigor a 1 de outubro de 2013 efetuou durante este trimestre compras, vendas e pagamento de parte da fatura de compra. Pela receção de uma fatura de compra (Out 2013): Débito da conta compra 3111: pelo valor de 8.130,08; Débito da conta IVA 2432: pelo valor de 1.869,92; Crédito da conta : pelo valor de Pela emissão de uma fatura de venda (Out 2013): Débito da conta compras : pelo valor de ; Crédito da conta 7111: pelo valor de ,16 ; Crédito da conta IVA 2433: pelo valor de 3.739,84. Pelo pagamento de metade do valor da compra (Nov 2013): Crédito da conta caixa 111: pelo valor de 5.000; Débito da conta : pelo valor de 5.000; O resultado das operações atrás descritas poderá ser confirmado no ERP PRIMAVERA da seguinte forma: Balancete 4º Trimestre 2013 antes de Apuramento: Pg 26

27 Apuramento de IVA de Caixa e Balancete3º Trimestre 2013 após Apuramento: Pg 27

28 Balancete inicial do 1º Trimestre 2014: Pg 28

29 Em Janeiro de 2014 a empresa recebe 40% da fatura emitida a cliente: Pelo recebimento de 40% do valor da venda (Jan 2014): Débito da conta caixa 111: pelo valor de 8.000; Crédito da conta : pelo valor de 8.000; Considerando que não houve outra operação no período, o resultado da operação atrás descrita poderá ser confirmado no ERP PRIMAVERA da seguinte forma: Apuramento de IVA de Caixa e Balancete 1º Trimestre 2014 após Apuramento: Balancete inicial do 2º Trimestre 2014: Pg 29

30 Questões Frequentes -Técnicas Num cenário em que uma empresa não aderiu ao Regime de IVA de Caixa, esta deve na mesma emitir recibos com esta menção para os seus clientes que tenham aderido ao Regime de IVA de Caixa. P: A empresa tem de criar no ERP um tipo de documento novo, específico para estes clientes? R: Sim, a empresa poderá manter o RE Recibo para os clientes sem Regime de IVA de Caixa e utilizar um novo tipo, por exemplo, RC Recibo de IVA de Caixa só para clientes com este regime. P: O documento RC Recibo IVA de Caixa, além de mencionar o texto IVA Regime de Caixa, também terá de ter uma designação fiscal própria para efeitos de SAFT/Comunicação? Pg 30

31 R: Sim, o documento RC Recibo IVA de Caixa deverá ter uma designação fiscal própria para efeitos de SAF-T. P: Este novo documento RC Regime IVA de Caixa tem de ter uma numeração sequencial, distinta do recibo normal (RE Recibo)? R: Sim, a numeração deverá ser sequencial e distinta do recibo normal. P: O RC Recibo IVA de Caixa deve discriminar os montantes do IVA por taxa ou basta ter a menção IVA Regime de IVA de Caixa? R: Sim, o RC Recibo IVA de Caixa deve discriminar os montantes do IVA por taxa. Pg 31

32 PRIMAVERA Business Software Solutions, S.A , All rights reserved Pg 32

DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR)

DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR) COPE - Configuração e Recolha de Informação (COMUNICAÇÃO DE OPERAÇÕES E POSIÇÕES COM O EXTERIOR) Versão 1.0 abril de 2013 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Configurações Gerais... 4 Administrador...4

Leia mais

IES - Configuração e Recolha de Informação (INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA)

IES - Configuração e Recolha de Informação (INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA) IES - Configuração e Recolha de Informação (INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA) Versão 1.0 junho de 2013 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Configurações no Administrador e ERP... 4 Administrador...4

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest POS Touch. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest POS Touch. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo Decreto-lei 71/2013, que regulamenta

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest Restauração. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest Restauração. 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Singest Restauração 15-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo Decreto-lei 71/2013,

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013. Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05)

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013. Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05) INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 22/2013 Regime de caixa de IVA (DL 71/2013, 30.05) Índice 1.Âmbito... 1 2.Opção pelo regime - permanência e saída por opção do mesmo... 1 2.1.Opção pelo regime em 2013... 1 2.2.

Leia mais

ERP AIRC. Transição de Ano Económico 2014-2015 (Receita) Apresentado por: AIRC

ERP AIRC. Transição de Ano Económico 2014-2015 (Receita) Apresentado por: AIRC Apresentado por: AIRC Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 ÂMBITO... 3 1.2 OBJETIVOS... 3 1.3 REQUISITOS A OBSERVAR... 3 1.3.1 Versões das aplicações... 3 1.4 RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS... 3 2. SCA ENTRADA EM VIGOR

Leia mais

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013

Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Alterações a vigorar a partir de 1 de outubro de 2013 Este documento deve ser impresso e lido com atenção, preferencialmente, na presença do contabilista da sua empresa. Caso subsistam dúvidas após a sua

Leia mais

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES)

Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Procedimentos para os Mapas Recapitulativos (IES) Este documento pretende auxiliar nas operações de configuração para Recapitulativos no ERP Primavera. 1. Enquadramento Os Mapas Recapitulativos consistem

Leia mais

Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte.

Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte. Comunicação documentos de transporte Gestix 5.0 Depois de instalado o software Gestix 5.0 Certificado AT o sistema fica pronto para comunicar as guias de transporte. É Facil e rapido. Comunicação dos Documentos

Leia mais

REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA)

REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA) REGIME DE CONTABILIDADE DE CAIXA EM SEDE DE IMPOSTO SOBRE O VALOR ACRESCENTADO (REGIME DE IVA DE CAIXA) APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 71/2013, DE 30 DE MAIO ALTERADO PELOS SEGUINTES DIPLOMAS: - LEI N.º

Leia mais

Novo Regime de IVA de Caixa

Novo Regime de IVA de Caixa QA#005 / Junho.2014 Mónica Veloso * Área Jurídica da Unidade Empreendedorismo ANJE Novo Regime de IVA de Caixa Na Quinta edição da QuickAid Notas Informativas Jurídicas da Unidade de Empreendedorismo ANJE,

Leia mais

Com o módulo TOC já pode, através do KeyInvoice, disponibilizar toda a informação relevante para o seu Dep. de Contabilidade.

Com o módulo TOC já pode, através do KeyInvoice, disponibilizar toda a informação relevante para o seu Dep. de Contabilidade. Módulo TOC Com o módulo TOC já pode, através do KeyInvoice, disponibilizar toda a informação relevante para o seu Dep. de Contabilidade. A partir deste menu, o seu Contabilista tem a possibilidade de consultar

Leia mais

1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3

1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3 1. Introdução... 3 2. Principais pontos de Impacto das novas imposições Legais para 2013:... 3 3. Alterações por imposição legal ao funcionamento da aplicação WINOPT:... 3 3.1. Alertas / Avisos... 3 3.2.

Leia mais

Obrigação de comunicação à AT

Obrigação de comunicação à AT Obrigação de comunicação à AT Perguntas e respostas sobre o impacto das novas regras de comunicação à AT nas empresas Page 2 of 10 Introdução A Publicação do Decreto-Lei nº 197/2012, de 24 de agosto introduz

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto. AQs (Frequently Asked Questions)

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto. AQs (Frequently Asked Questions) PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto AQs (Frequently Asked Questions) Como Instalar/Atualizar a nova versão 6.40 do PRIMAVERA EXPRESS (Saf-T PT 2010)? Para atualizar a versão que tem no seu computador,

Leia mais

Manual Atualização 4.2 Singest Faturação. 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda

Manual Atualização 4.2 Singest Faturação. 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Singest Faturação 04-10-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software, Lda Introdução A versão 4.2 do Singest foi lançada, de forma a responder às obrigatoriedades legais impostas pelo decreto de lei 71/2013,

Leia mais

User Guide. PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0. Março de 2012. Pg 1

User Guide. PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0. Março de 2012. Pg 1 User Guide PRIMAVERA EXPRESS V7 Versão 1.0 Março de 2012 Pg 1 1. Instalação Para poder efetuar o download do produto PRIMAVERA Express deve começar por se registar no site da PRIMAVERA, indicando os dados

Leia mais

Regime de IVA de caixa DL n.º 71/2013, de 30 de maio. Teoria / Aplicações práticas. Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013

Regime de IVA de caixa DL n.º 71/2013, de 30 de maio. Teoria / Aplicações práticas. Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013 DL n.º 71/2013, de 30 de maio Teoria / Aplicações práticas Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013 SEDE AVª General Eduardo Galhardo, Edificio Nucase, 115 2775-564 Carcavelos tel.

Leia mais

Manual Upgrade para a Versão 8

Manual Upgrade para a Versão 8 Manual Upgrade para a Versão 8 Gabinete de Manutenção Informática Unipessoal, Lda. Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 Fax. 21 274 34 43 www.gmi.co.pt * geral@gmi.mail.pt -1- Conteúdo

Leia mais

Manual de Instalação v7.60. PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 27.03.2014) (última actualização em 27.02.

Manual de Instalação v7.60. PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 27.03.2014) (última actualização em 27.02. Manual de Instalação v7.60 PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 27.03.2014) (última actualização em 27.02.2012) Índice Índice... 1 Introdução... 2 Instalação do Software... 3 Requisitos

Leia mais

Disponibilização da v4.20 do ETPOS - Procedimentos

Disponibilização da v4.20 do ETPOS - Procedimentos 1. Introdução... 3 2. Licenciamento via sms... 3 3. Configuração do ETPOS... 5 3.1. Ativação do Regime de IVA de caixa no cliente... 5 3.2. Criação de novos tipos de recibos... 5 3.2.1. Criar um recibo

Leia mais

Regime de Iva de Caixa

Regime de Iva de Caixa Regime de Iva de Caixa XD Rest/Pos 2014 1 Alterações Fiscais O Decreto Lei nº71/2013, que aprovou o regime de contabilidade de caixa em sede do Imposto Sobre o Valor Acrescentado (regime de IVA de caixa)

Leia mais

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Legislação: Decreto-Lei n.º 71/2013 de 30 de Maio Data de entrada em vigência: 1 de Outubro de 2013 Aplicação: o regime de IVA de caixa aplica-se a todas

Leia mais

Quando extrair o ficheiro SAFT

Quando extrair o ficheiro SAFT Conheça o seu ficheiro SAFT Quando extrair o ficheiro SAFT A partir de Janeiro de 2014 muitas empresas que não eram obrigadas a utilizar software de faturação certificado passaram a ser, tendo assim de

Leia mais

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas do RoadShow Mais PHC O novo SNC O que é necessário para produzir a demonstração de fluxos de caixa pelo método directo (único aceite a

Leia mais

Gestix 5.0. Enquadramento. Comunicação documentos de transporte

Gestix 5.0. Enquadramento. Comunicação documentos de transporte Comunicação documentos de transporte Enquadramento De acordo com o disposto no Decreto-Lei n.º 198/2012 de 24 de agosto, os sujeitos passivos de IVA têm de comunicar os documentos de transporte emitidos

Leia mais

Disponibilização da v4.12 do ETPOS, alterações e procedimentos

Disponibilização da v4.12 do ETPOS, alterações e procedimentos Introdução... 3 Comunicação dos elementos dos documentos de transporte... 3 Licenciamento via sms... 4 Configuração do ETPOS... 5 Dados para autenticação no Portal da AT... 5 Criação de uma nova série

Leia mais

Janeiro 2013 v1.2/dbg

Janeiro 2013 v1.2/dbg DBGEP Alteraço es para 2013 Janeiro 2013 v1.2/dbg Introdução... 3 Faturação... 4 Alterações legislativas... 4 Alterações no software... 5 A Subsídios e Propinas... 5 F - Faturação... 7 Processamento de

Leia mais

Vantagens da solução Starter Easy

Vantagens da solução Starter Easy Vantagens da solução Starter Easy Software certificado A solução Starter Easy obedece às regras de certificação dos programas informáticos de faturação definidos pela Autoridade Tributária, conforme o

Leia mais

Importação de Ficheiros SAFT

Importação de Ficheiros SAFT Importação de Ficheiros SAFT Foi Criada na contabilidade uma rotina de integração de ficheiros SAF-T PT para permitir integrar de forma simples e rápida o ficheiro utilizado para enviar a faturação mensal

Leia mais

Manual de Instalação v7.60. PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 23.01.2014) (última actualização em 27.02.

Manual de Instalação v7.60. PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 23.01.2014) (última actualização em 27.02. Manual de Instalação v7.60 PRIMAVERA Business Software Solutions (última atualização em 23.01.2014) (última actualização em 27.02.2012) Índice Índice... 1 Introdução... 2 Posso continuar a utilizar a versão

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto Como efetuo a mudança de ano do Ponto de Venda? No Programa Express aceda a Tabelas Pontos de Venda Postos de Venda abrir o separador Movimentos Caixa e: -

Leia mais

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes.

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes. Página1 TESOURARIA Âmbito Recibos O módulo de recibos do Multi permite associar os valores recebidos de terceiros aos documentos regularizados, registar os meios de liquidação e emitir o Recibo. O recibo

Leia mais

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto

PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto PRIMAVERA EXPRESS: Funcionalidades do Produto Faturação/ Vendas ao Balcão Emissão dos seguintes documentos de vendas: Faturas, Vendas a dinheiro, Notas de Crédito, Notas de Débito, Guias de Remessa e de

Leia mais

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO DOCUMENTOS DE FATURAÇÃO E COMUNICAÇÃO À AT W: www.centralgest.com E: comercial@centralgest.com 1987-2013 CentralGest - Produção de Software S.A. T: (+351) 231 209 530 Todos os

Leia mais

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada O SAFT 2013 1) Faturação simplificada Existe agora uma série com descrição FS. Esta série foi adicionada automaticamente com a versão 2.4.3.0 do SoftManagement, para que, possa ser utilizada em atividades

Leia mais

Os Serviços ELEVATION no ERP PRIMAVERA 9 Questões Frequentes sobre serviços cloud e a ligação do ERP ao ELEVATION

Os Serviços ELEVATION no ERP PRIMAVERA 9 Questões Frequentes sobre serviços cloud e a ligação do ERP ao ELEVATION Os Serviços ELEVATION no ERP PRIMAVERA 9 Questões Frequentes sobre serviços cloud e a ligação do ERP ao ELEVATION Versão 1.0 Última atualização a 30.01.2015 PRIMAVERA Business Software Solutions, S.A.

Leia mais

PHC Faturação CS. Chegou o software de faturação para todos

PHC Faturação CS. Chegou o software de faturação para todos PHC Faturação CS Chegou o software de faturação para todos Simples e fácil de usar para pequenos negócios, PME e trabalhadores independentes. Tudo o que precisa para começar a faturar. BUSINESS AT SPEED

Leia mais

Certificação de Software. Impacto nas operações das empresas

Certificação de Software. Impacto nas operações das empresas Certificação de Software Impacto nas operações das empresas Perguntas e respostas sobre o impacto da nova legislação relativa à certificação de software Page 2 of 9 Introdução A Portaria nº 363/2010, de

Leia mais

Alguns aspetos do regime de IVA de caixa

Alguns aspetos do regime de IVA de caixa Alguns aspetos do regime de IVA de caixa O Decreto-Lei n.º 71/2013, de 30 de maio, aprovou o regime de IVA de caixa, concretizando assim a autorização legislativa constante do Orçamento do Estado para

Leia mais

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira PHC InterOp CS O aumento da produtividade da área financeira A solução para o aumento significativo da produtividade da área financeira, através da execução simplificada e rápida de tarefas e operações

Leia mais

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

Ligação de CC para Centro de Conferencias de Faturas (CCF) Esclarecimentos sobre parametrização de plano de contas

Ligação de CC para Centro de Conferencias de Faturas (CCF) Esclarecimentos sobre parametrização de plano de contas OBJECTIVOS: Mapas XML - SIDC Consolidado Ligação de CC para Centro de Conferencias de Faturas (CCF) Esclarecimentos sobre parametrização de plano de contas Atualização de informação de cabimentos com AM,

Leia mais

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS.

As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS. Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. As novas regras de facturação para 2013 Novidades no Software PHC CS Principais alterações em todas as gamas da versão 2013 do PHC CS. Índice 1. Documentos que deixam de ser utilizados... 3 2. Factura

Leia mais

MDI Facturação Alterações Fiscais DL 197 e 198 de 24 de agosto de 2012

MDI Facturação Alterações Fiscais DL 197 e 198 de 24 de agosto de 2012 Introdução O conteúdo deste documento, por não ser uma descrição exaustiva, não invalida a consulta dos decretos-lei mencionados ou de qualquer informação complementar. Alterações fiscais Com efeito a

Leia mais

Novas regras de faturação. (DL n.º197/2012 de 24 de agosto)

Novas regras de faturação. (DL n.º197/2012 de 24 de agosto) 1 Novas regras de faturação (DL n.º197/2012 de 24 de agosto) Este diploma introduz alterações às regras de faturação em matéria de imposto sobre o valor acrescentado, em vigor a partir de 1 de janeiro

Leia mais

Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA

Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA Nuno Albuquerque Regime de contabilidade de caixa em sede de IVA VERBO jurídico TAX NEWS Junho 2013 O Novo Regime de IVA de caixa O DL n.º 71/2013, de 30 de Maio, aprovou, com efeitos a partir de 1.10.13,

Leia mais

FAQ'S - Perguntas frequentes

FAQ'S - Perguntas frequentes 1 de 5 SOBRE O E-FATURA FAQS CONTACTOS FAQ'S - Perguntas frequentes CLIENTE / CONSUMIDOR FINAL Em que consiste o novo regime de faturação eletrónica? O novo regime de faturação eletrónica consiste na obrigatoriedade

Leia mais

Conheça o seu ficheiro SAFT

Conheça o seu ficheiro SAFT Conheça o seu ficheiro SAFT Quando extrair o ficheiro SAFT A partir de 2013, passa a ser obrigatória a transmissão periódica do ficheiro SAFT às Finanças. Antes de 2013, a Lei exigia o SAFT para fins de

Leia mais

Comunicação de Documentos de Transporte à AT (portaria 161/2013)

Comunicação de Documentos de Transporte à AT (portaria 161/2013) Comunicação de Documentos de Transporte à AT (portaria 161/2013) Este documento pretende explicar de forma sucinta como fazer a parametrização do software Primavera para o envio dos Documentos de Transporte.

Leia mais

Banco de Portugal Comunicação de Operações e Posições com o Exterior. Formador: Tiago Nunes OTIMIZAMOS NEGÓCIOS

Banco de Portugal Comunicação de Operações e Posições com o Exterior. Formador: Tiago Nunes OTIMIZAMOS NEGÓCIOS Banco de Portugal Comunicação de Operações e Posições com o Exterior Formador: Tiago Nunes OTIMIZAMOS NEGÓCIOS SEDE AVª General Eduardo Galhardo, Edificio Nucase, 115 2775-564 Carcavelos tel. 214 585 700

Leia mais

Certificação de Software. Impacto nas operações das empresas

Certificação de Software. Impacto nas operações das empresas Certificação de Software Impacto nas operações das empresas Perguntas e respostas sobre o impacto da nova legislação relativa à certificação de software Page 2 of 10 Introdução A Portaria nº 363/2010,

Leia mais

PHC Faturação CS. Chegou o software de faturação para todos

PHC Faturação CS. Chegou o software de faturação para todos PHC Faturação CS Chegou o software de faturação para todos Simples e fácil de usar para pequenos negócios, PME e trabalhadores independentes. Tudo o que precisa para começar a faturar. BUSINESS AT SPEED

Leia mais

ERP AIRC. Alteração da Taxa de IVA Região Autónoma dos Açores (OE 2014) Apresentado por: AIRC

ERP AIRC. Alteração da Taxa de IVA Região Autónoma dos Açores (OE 2014) Apresentado por: AIRC Apresentado por: AIRC Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 ÂMBITO... 3 1.2 VERSÕES MÍNIMAS REQUERIDAS... 3 2. PROCEDIMENTOS... 4 2.1 PROCEDIMENTO [1]... 4 2.2 PROCEDIMENTO [2]... 5 2.2.1 TAX Sistema de Taxas

Leia mais

Serviço de Faturação Eletrónica

Serviço de Faturação Eletrónica E-Invoicing Serviço prestado em acordo de interoperabilidade com a: Nov.2013 Ref. 02.007.14353 ÍNDICE 1 O que é uma Fatura Eletrónica? 3 2 Porquê a Faturação Eletrónica? 4 3 Quais as Vantagens? 7 4 O papel

Leia mais

Conhecimentos essenciais na utilização de software PRIMAVERA Guia do curso

Conhecimentos essenciais na utilização de software PRIMAVERA Guia do curso Conhecimentos essenciais na utilização de software PRIMAVERA Guia do curso Pág. 1 Índice Índice... 2 Dados Gerais da formação... 3 Objetivos da formação... 3 Estrutura e desenvolvimento da formação...

Leia mais

Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2.

Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2. Mais-valias WinGSL v17.4.13... 5 1. Relatório Único... 5 Mais-valias WinGSL v17.4.04... 6 1. Introdução... 6 2. WinGSL... 6 2.1 Sobre Taxa... 6 2.2 Duodécimos dos Subsídios... 7 Mais-valias WinGSL v17.4.00...

Leia mais

Manual de Produto (última atualização em 28.11.2014)

Manual de Produto (última atualização em 28.11.2014) Manual de Produto (última atualização em 28.11.2014) PRIMAVERA Business Software Solutions Índice Introdução 4 Subscrição do Serviço 4 Como subscrevo o serviço? 4 Acesso ao ELEVATION Space 4 Portal ELEVATION

Leia mais

GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES. Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências

GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES. Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências GUIA DE PROCEDIMENTOS E CONFIGURAÇÕES Inclui informações sobre Cópias de Segurança e Comunicação do Inventário de Existências Alidata Versão 1.0 Data de Criação: 15.12.2014 INTRODUÇÃO Este documento inclui

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

SCORE Product Technician

SCORE Product Technician Coordenação PRIMAVERA Academy Destinatários Este programa de formação destina-se a técnicos ou potenciais técnicos que pretendam enveredar por uma carreira nas TIs, obtendo as competências básicas para

Leia mais

sage Infologia50 Contabilidade

sage Infologia50 Contabilidade Contabilidade Nova Versão SAFT-PT Sage 2008 e Analisador SAFT: Validação, consulta e exploração de dados do ficheiro SAFT. Automatização do CMVMC: Automatização do CMVMC, permitindo a introdução da existência

Leia mais

FAQ s ELEVATION Express

FAQ s ELEVATION Express FAQ s ELEVATION Express PRIMAVERA Business Software Solutions Contents FAQ s... 3 2 FAQ s 1. Como configurar Motivos de Isenção Diferentes por artigo na mesma FA? 1º Criar novos Tipos de Imposto para cada

Leia mais

Certificação de software para a emissão de Documentos de Transporte:

Certificação de software para a emissão de Documentos de Transporte: Certificação de software para a emissão de Documentos de Transporte: A 1 de Julho de 2013 entraram em vigor as novas regras para os Documentos de Transporte. Passa a ser obrigatório a comunicação, de todos

Leia mais

ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE

ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE ADSE DIRETA MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARA PRESTADORES DA REDE DA ADSE 2 ÍNDICE ADSE Direta... 4 Serviços Disponíveis... 6 Atividade Convencionada... 7 Atualizar/Propor Locais de Prestação... 9 Propor Novo

Leia mais

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime)

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime) Classificação: 020.01.10 Segurança: Processo: 2013 004333 ÁREA DE GESTÃO TRIBUTÁRIA DO IVA - GABINETE DO Of.Circulado N.º: 30150/2013 2013-08-30 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF): 770 004 407

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 120/2010, Série I, de 23/06, Páginas 2221-2223.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 120/2010, Série I, de 23/06, Páginas 2221-2223. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Portaria n.º 363/2010, de 23 de Junho Estado: vigente Legislação

Leia mais

2) Em Configurações Designação dos Documentos poderá visualizar os tipos de documentos, antes e após a aplicação do Decreto-lei n.

2) Em Configurações Designação dos Documentos poderá visualizar os tipos de documentos, antes e após a aplicação do Decreto-lei n. GESTWARE Vendas \ Pontos de Venda 1) Devem ser criados novos Locais de Venda (tantos quantos os necessários para substituírem os actuais) tendo o cuidado de assinalar a opção [x] Documentos de acordo com

Leia mais

TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Processo de Manutenção de Viaturas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 13 de Outubro de 2014 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Carolina Esteves Pedro

Leia mais

Resumo. As novas regras de Faturação para 2013

Resumo. As novas regras de Faturação para 2013 Resumo As novas regras de Faturação para 2013 Fontes: Decreto-Lei n.º 197/2012 Decreto-Lei n.º 198/2012 Ofícios Circulados 30.136 OE 2013 e restantes comunicações da AT Resumo 1. Regras de Faturação 2.

Leia mais

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO

NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO NOVAS REGRAS DE FATURAÇÃO Sessão de esclarecimento para associações 1 2 Ofício n.º 30141 de 4 de Janeiro de 2013 da Direção de Serviços do IVA Novas Regras de Faturação Instruções complementares ao Ofício-Circulado

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão

Princalculo Contabilidade e Gestão COMUNICAÇÃO EXTERNA Junho/2013 REGIME DOS BENS EM CIRCULAÇÃO A obrigação é a partir de quando? 1 de Julho de 2013 Quem está obrigado? Os que no ano anterior tiveram um volume de negócios superior a 100.000

Leia mais

Módulo: 780 Aplicações de Gestão Administrativa. Primavera Express Dicas e Configurações

Módulo: 780 Aplicações de Gestão Administrativa. Primavera Express Dicas e Configurações Avaliação CURSO EFA 2012 / 2013 Formando: Data: / / ÁREA/Assunto: Formando Formador / Mediador: Formador Módulo: 780 Aplicações de Gestão Administrativa Primavera Express Dicas e Configurações A PRIMAVERA

Leia mais

SCORE Senior Technician

SCORE Senior Technician Coordenação PRIMAVERA Academy Destinatários Este programa de formação destina-se a técnicos ou potenciais técnicos que pretendam enveredar por uma carreira nas TIs, obtendo as competências básicas para

Leia mais

IVA Na Actividade Agrícola

IVA Na Actividade Agrícola IVA Na Actividade Agrícola Maria Emília Pimenta Seminário A CONTABILIDADE E FISCALIDADE NA ACTIVIDADE AGRÍCOLA Santarém, 11 de Junho de 2013 1 Lei n.º66-b/2012, de 31 dezembro Revoga o n.º 33 do artigo

Leia mais

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1

Documento de actualização funcional. Refª JURI-DEV-20121221-v1 Documento de actualização funcional Refª JURI-DEV-20121221-v1 21 de Dezembro de 2012 Índice 1 Certificação com envio de ficheiro SAFT-PT para AT... 3 1.1 Sobre a Certificação... 3 1.2 Novas regras para

Leia mais

Portal Fornecedores 1

Portal Fornecedores 1 Portal Fornecedores 1 o endereço Internet: http://www.jumbo.pt/pfornecedores 2 3 O Fluxo da Informação Inscrição no Portal Atualizar Dados / Gerir Utilizadores Aprovar Inscrição Manutenção de Artigos Aprovar

Leia mais

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software Comunicação documentos de transporte AT via Webservice 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software I. Índice I. Índice... 1 II. Introdução... 2 III. Configuração de documentos de transporte...

Leia mais

Aplicação Administrativa de Gestão

Aplicação Administrativa de Gestão Aplicação Administrativa de Gestão DIAGNIMAGEM, Sociedade Unipessoal, Lda Clínica de Exames e Diagnósticos de Imagiologia A Empresa é constituída por 4 departamentos: Gerência (1) Administrativo/ Contabilidade

Leia mais

Primavera 8.10. Contabilidade:

Primavera 8.10. Contabilidade: Primavera 8.10 Contabilidade: Editor de Movimentos - inserção de Anexos Passa a ser possível anexar documentos externos aos documentos da contabilidade com o mesmo mecanismo que encontra noutras áreas

Leia mais

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio

Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio Manual SM Contratos & Avenças Versão 2.8.4 Um Software com mais funcionalidades...a pensar no seu negócio 1 Índice SoftSolutions, Lda 2000/2012. Todos os direitos reservados...3 Todos os direitos reservados...3

Leia mais

Manual da Área Financeira. 2Ás Contabilidade e Consultoria, Lda

Manual da Área Financeira. 2Ás Contabilidade e Consultoria, Lda Manual da Área Financeira 2Ás Contabilidade e Consultoria, Lda Rev. 1/2014 de 11/09/2014 Sumário 1. INTRODUÇÃO 3 2. REPORTS: CONSULTA 4 2.1 CRITÉRIOS DE SELEÇÃO 4 3. IMPOSTOS E OUTROS: CONSULTA 6 3.1 CRITÉRIOS

Leia mais

Certificação AT Portaria 22-A/2012 Página 2 de 9

Certificação AT Portaria 22-A/2012 Página 2 de 9 Certificação AT Portaria 22-A/2012 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 APLICABILIDADE... 4 1.2 IMPACTO DA INTRODUÇÃO DA LICENÇA CERTIFICADA EM SISTEMAS NÃO CERTIFICADOS... 4 1.3 ASSINATURA DE DOCUMENTOS EMITIDOS PELO

Leia mais

FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL

FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL Controlo da emissão e comunicação Comunicação dos inventários Incentivo fiscal DECRETO-LEI N.º 198/2012, DE 24 DE AGOSTO Estabelece medidas de controlo

Leia mais

GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT

GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT GUIA RÁPIDO SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT GUIA DE APOIO À SUBMISSÃO DO FICHEIRO SAF-T PT (STANDARD AUDIT FILE FOR TAX PURPOSES PORTUGUESE VERSION) ATRAVÉS DO PORTAL DAS FINANÇAS / E-FACTURA DATA DE ELABORAÇÃO:

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

DR nº 17/2012 Ser. I Supl. 1. Portaria nº 22-A/2012 de 24-01-2012

DR nº 17/2012 Ser. I Supl. 1. Portaria nº 22-A/2012 de 24-01-2012 BDJUR - Vista de Impressão Imprimir Fec har DR nº 17/2012 Ser. I Supl. 1 Portaria nº 22-A/2012 de 24-01-2012 A Portaria n.º 363/2010, de 23 de junho, regulamentou o processo de certificação dos programas

Leia mais

ERP AIRC Pr P ocedi d men e tos de alteração das Taxas de IVA

ERP AIRC Pr P ocedi d men e tos de alteração das Taxas de IVA ERP AIRC Procedimentos de alteração das Taxas de IVA Tabela de conteúdos 1. Introdução 3 1.1 Âmbito 3 1.2 Versões mínimas requeridas 3 2. Procedimentos 4 2.1 Procedimento [1] 4 2.2 Procedimento [2] 5 2.3

Leia mais

XD GESTÃO COMERCIAL ESPANHA

XD GESTÃO COMERCIAL ESPANHA CONFIGURAÇÃO INICIAL E FUNCIONALIDADES ESPECÍFICAS Configurar XD Gestão Comercial 1ª vez... 3 Funcionalidades Específicas para Mercado Espanhol... 7 1 Contas Bancárias.... 7 2 Configurar Entidade Conta

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 6º

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 6º Diploma: CIVA Artigo: 6º Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Localização das operações Sujeito passivo na Holanda onde importa bens, os quais são vendidos a consumidores finais em território nacional, através de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º 378/XII/2.ª INTRODUZ O REGIME FACULTATIVO DE CONTABILIDADE DE CAIXA DO IVA PARA AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Exposição de motivos As micro, pequenas e médias empresas

Leia mais

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas YET - Your Electronic Transactions Soluções globais de transações eletrónicas Conhecimento e experiência na desmaterialização de processos A YET Your Electronic Transactions é uma empresa especializada

Leia mais

Comunicação electrónica do Inventário à AT

Comunicação electrónica do Inventário à AT Comunicação electrónica do Inventário à AT aplicações v1.00-22 Dezembro 2014 Sumário Fundamento legal: Legislação A quem se aplica Formato do ficheiro Quando Operacionalidade: Como deve ser criado o ficheiro

Leia mais

P HC XL - Nem calcula o produto que temos para si...

P HC XL - Nem calcula o produto que temos para si... P HC XL - Nem calcula o produto que temos para si... Documento FAQs Poderão ser contemplados campos de utilizadores da ML? Essa possibilidade não existe. Os campos disponíveis são os campos base da tabela

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES PARA 2013 Índice CERTIFICAÇAO DOS PROGRAMAS DE FATURAÇAO... 3 DECRETO-LEI Nº 197/2012... 4 FATURAS... 5 PRAZO PARA EMISSÃO DAS FATURAS:... 5 ELEMENTOS E MENÇÕES EXIGÍVEIS NAS FATURAS...

Leia mais

1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura. A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que

1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura. A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que Guia IRS 2015 E-Factura 1. Passo-a-passo para validar as despesas no E-fatura A partir deste ano, o contribuinte pode consultar on-line todas as deduções que vão constar no seu IRS referente ao ano de

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC

Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC Perguntas e Respostas via WebCast Roadshow Mais PHC 2009 O novo SNC PERGUNTAS VIA WEB CAST: Dado que vamos ter necessariamente durante o período de transição que efectuar lançamentos manuais na contabilidade,

Leia mais

Alterações ao Gestor de Documentos

Alterações ao Gestor de Documentos Procuraremos neste documento descrever algumas das alterações mais significativas implementadas na versão 3.5 do Gestor de Documentos, principalmente no que respeita às modificações a implementar por força

Leia mais

XXXX xxxxxxx Assembleia da República n.º 124/2011

XXXX xxxxxxx Assembleia da República n.º 124/2011 Quarta alteração à Portaria n.º 363/2010, de 23 de junho que regulamenta a certificação prévia dos programas informáticos de faturação do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas A Portaria

Leia mais