Manual do GesFiliais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual do GesFiliais"

Transcrição

1 Manual do GesFiliais

2 Introdução... 3 Arquitectura e Interligação dos elementos do sistema... 4 Configuração do GesPOS Back-Office... 7 Utilização do GesFiliais Outros modos de utilização do GesFiliais Página 2

3 Introdução O GesFiliais é um módulo do aplicativo GesPOS que permite sincronizar as bases de dados residentes nos diferentes grupos de terminais. Este é um módulo de envio, recepção e consolidação de dados oriundos de locais fisicamente separados. Com o objectivo de automatizar todo um processo "offline", sem qualquer intervenção do utilizador, destinado a empresas detentoras de cadeias de lojas comerciais, e/ou ao mercado franchising. Torna-se assim possível através do GesFiliais a interligação de todo o sistema informático da organização, mantendo os dados da mesma, actualizados e sincronizados em todos os terminais, independentemente da sua localização geográfica e de capacidade de processamento, conseguindo-se então de uma forma fácil, a sincronização de todos os dados fundamentais ao bom funcionamento da empresa/organização. De notar que no GesFiliais a sincronização dos referidos dados foi optimizada de modo a que só os dados que tenham sido adicionados, modificados ou eliminados sejam enviados e sincronizados entre as várias bases de dados. Ou seja, dum universo de milhares de artigos, clientes, movimentos e outros dados existentes só algumas dezenas são enviados quando se estabelece a ligação resumindo o processo de actualização a alguns segundos e não minutos ou horas. Todo este processo será feito em modo off-line, i.e., as actualizações serão feitas de uma só vez, ao contrário do modo on-line onde se esperaria que por cada operação efectuada numa base de dados, tal operação ficaria imediatamente visível às restantes base de dados do sistema informático. A vantagem do modo off-line é a de permitir uma maior optimização dos recursos, diminuindo o tempo total de ligação tornando assim o processo de actualização mais rápido. Página 3

4 Arquitectura e Interligação dos elementos do sistema Para tornar possível a comunicação e sincronização dos dados é necessário que o terminal onde se encontra localizada a base de dados utilizadas por um determinado grupo de terminais possua uma ligação a Internet. Além disso é necessário possuir uma conta de FTP numa máquina da Internet. Uma conta FTP consiste basicamente num espaço de trabalho num dado computador, que se torna possível de aceder através de um login e de uma password. Nessa conta será possível gerir (copiar e apagar) ficheiros, e executar outras operações permitidas ao respectivo utilizador. Além destes 2 requisitos o terceiro requisito será a aquisição da respectiva licença de utilização do software. De seguida passamos a explicar através de um exemplo, para que seja mais intuitivo, o modo como se processam as actualizações. T6 T5 T4 T3 T2 T1 Servidor FTP Figura 1. Esquema de funcionamento do GesFiliais Como podemos ver na figura 1, existem no sistema informático desta organização fictícia três grupos de trabalho. O primeiro formado pelos terminais 1, 2 e 3, o segundo grupo formado pelo terminal 4 e um último grupo formado pelos terminais 5 e 6. A cada um destes grupos está inerente apenas uma base de dados utilizada por todos os terminais desse grupo. Página 4

5 A sincronização das bases de dados através dos GesFiliais é sempre baseada num critério de data início e data fim. Ou seja apenas serão sincronizados dados relativos a introduções, alterações, movimentos e todas as outras operações susceptíveis de alteração do conteúdo das bases de dados. Qualquer alteração aos dados efectuada fora deste intervalo de tempo não será considerada na sincronização. O processo de sincronização tem então as seguintes fases: 1. Cada grupo de trabalho exporta para o servidor FTP as alterações efectuadas à sua base de dados local no intervalo de tempo definido pelo utilizador. A exportação dos dados será feita no formato XML 1, que antes de ser enviado (upload) será comprimido no formato zip. 2. Após se encontrarem no servidor todos os ficheiros de cada um dos grupos, resultantes da exportação, cada grupo irá efectuar o download dos ficheiros dos restantes grupos. 3. Uma vez finalizado o processo de download, o GesFiliais irá proceder ao processo de importação. Primeiro descomprime cada um dos ficheiros e de seguida importa os ficheiros em formato XML para a base de dados local que se encontra em formato mdb. NOTA: Este processo de importação respeita um conjunto de regras e definições, como poderemos ver mais à frente neste manual na secção de configuração de comunicações do Back-Office do GesPOS. Os ficheiros exportados pelos GesPOS seguem uma dada nomenclatura: XXX_?.zip Os três primeiros dígitos indicam o tipo de dados a exportar, seguido de um identificador do grupo de trabalho, que se pode configurar através do GesPOS Back-Office. A extensão final significa que o ficheiro se encontra compactado no formato zip. Na tabela 1 temos os tipos e descrições de cada um dos formatos desses ficheiros. Existem três grupos de dados: dados de tabelas, dados de stock e dados de movimentos. Nos dados de tabelas temos a informação relativa aos produtos simples ou por cores e tamanhos, famílias de produtos, clientes, zonas, vendedores, etc. Os dados de stock dizem respeito a toda a informação relativa aos documentos e movimentos de stocks dos produtos e os dados de movimentos referem-se à informação dos movimentos quer de compra quer de venda, como por exemplo vendas a balcão, facturas, recibos, etc. 1 Para mais informações visite Página 5

6 Nome Ficheiro Descrição Característica TAB_?.zip Ficheiro com dados Obrigatório contidos em tabelas do GesPOS STK_?.zip Ficheiro com dados Obrigatório relativos a Stocks MOV_?.zip Ficheiro com dados relativos a Movimentos Facultativo, conforme configuração Tabela 1 Ficheiros exportados pelo GesFiliais No ficheiro TAB_?.zip estão contemplados os dados relativos às seguintes tabelas: Produtos Produtos por Cores/Tamanhos Código de Barras Alternativos Cores Tamanhos Famílias Fornecedores Clientes Zonas Locais de carga/descarga Transportes Vendedores Armazéns Modalidades de pagamento Tipos de pagamento Descritivos Página 6

7 Configuração do GesPOS Back-Office Para o correcto funcionamento do GesFILIAIS é necessário proceder às correctas configurações no GesPOS Back Office. Factor importante é a identificação de cada documento de compra, venda e stock emitidos. O identificador de cada documento é composto por três campos: Abreviatura identifica o tipo de documento: VB para venda a balcão, FA para factura, CO para nota de consignação, etc. Identificador de série - identifica cada grupo de trabalho. Número de Documento identifica unicamente cada documento gerado. A composição destes três campos torna cada documento único em todo o sistema informático. Os campos abreviatura e número de documento são determinados de forma automática pelo GesPOS. No entanto o campo identificador de série terá que ser configurado, para que cada grupo de trabalho possua um identificador único. A série de documentos é definida em: Diversos / Configurações / Parâmetros separador Parâmetros Figura 2. Configuração do número de série No campo série documentos pode inserir então um valor identificador para o respectivo grupo de trabalho campo alfanumérico podendo adoptar séries do tipo LJ1 para a loja 1, sendo LJ2 a loja 2 por exemplo. Página 7

8 No mesmo menu mas tabulador Comunicações, possuímos três grupos de configurações: Identificação, Como Comunica e Opções ao Comunicar. Na parte de identificação, o campo Identificação da Localização permite introduzir uma referência para identificação do grupo de terminais. Esta referência será utilizada para nomear os ficheiros de exportação, ver página 5. Figura 3. Configuração da identificação do grupo nas comunicações Na caixa licenciado para:, encontra-se visível uma lista de número de postos que se encontram licenciados. Seleccione qual o terminal para o qual está licenciado o posto em questão e prima em adicionar para definir qual o terminal que irá fazer parte do grupo de trabalho que estamos a configurar e que irá ficar sujeito à sincronização efectuada através do GesFiliais. Figura 4. Configuração dos parâmetros de comunicação Página 8

9 Na parte de Como Comunica, ver figura 4, temos presente os seguintes campos: Campo Última comunicação FTP Host Address User Name Password Directoria Inicial Descrição Data da última comunicação efectuada através do GesFiliais. Endereço da máquina onde se encontra a conta FTP. Nome da conta. Palavra de acesso à conta. Directoria para onde serão copiados os ficheiros de exportação. Tabela 2 Campos de Configuração da Comunicação para o GesFiliais Como se mencionou anteriormente a importação dos dados a partir dos ficheiros de exportação para as bases de dados locais respeitam algumas restrições e regras. Algumas dessas restrições podem ser configuradas na parte de Opções ao Comunicar. As restantes restrições serão descritas mais adiante. Figura 5. Configuração de opções e restrições ao comunicar Aquando da importação dos dados podem surgir 2 situações: a chave identificadora dos dados não existe ou a chave dos dados já existe na base dados. Página 9

10 Aquando da importação dos dados com o GesFiliais: Caso dos dados relativos a tabelas do GesPos Situação em que a chave identificadora dos dados não existe Neste caso, os registos (linha completa de dados) que não existam serão importados para a base de dados local. Situação em que a chave identificadora dos dados já existe No caso dos dados que estão a ser importados já existirem na base de dados local apenas os dados relativos aos produtos e que poderão ser alterados. Estes serão alterados no caso em que a opção Ao Importar altera os produtos já existentes com os dados provenientes da localização esteja activada, como se demonstra no exemplo da figura 6. Figura 6. Activação da sobreposição dos dados de produtos. Ao activar esta opção, a caixa de texto, passará a ficar activa, para ser possível definir a origem dos dados que irá prevalecer na importação. Retomando o exemplo inicial, vejamos a seguinte situação. Supondo que temos os terminais do grupo <T1, T2, T3> activados com esta opção e a localização definida para o terminal T4. Aquando da importação pode acontecer que os dados de produtos provenientes de T4 e T5 ou T6 sejam divergentes. Neste caso os dados a ser importados serão os dados com origem com terminal T4. Caso dos dados relativos a Movimentos do GesPos As duas opções iniciais deste sub-conjunto de configurações permitem definir a activação da importação / exportação dos dados de Movimentos, como se pode ver na figura 7. Figura 7. Activação da importação / exportação dos dados dos Movimentos. Página 10

11 Situação em que a chave identificadora dos dados não existe Neste caso verifica-se a criação na base de dados local dos documentos relativos aos movimentos não existentes. Situação em que a chave identificadora dos dados já existe Neste caso verifica-se a alteração dos documentos na base de dados local relativamente aos mesmos documentos importados mas cujos dados são distintos. Note-se que em ambas as situações requerem a activação da opção de importação, caso contrário a base de dados não será alterada. Caso dos dados relativos a Stocks do GesPos Neste caso os critérios utilizados são idênticos aos do caso anterior, excepto no facto de a importação e exportação estarem implícitas, i.e., encontram-se activas sem ser necessária qualquer configuração. Situação em que a chave identificadora dos dados não existe Neste caso verifica-se a criação na base de dados local dos documentos e registos relativos aos stocks ainda não existentes na base de dados local. Situação em que a chave identificadora dos dados já existe Neste caso verifica-se a alteração dos documentos e registos na base de dados local relativamente aos mesmos documentos e registos importados mas cujos dados são distintos. Exemplo: Loja 1 Nº do posto com que acede Activar as opções conforme o que pretende que este posto faça: exporta, importa de Informações relativas ao FTP Figura 8. Visão global da configuração do GesFiliais no Back-Office. Página 11

12 Utilização do GesFiliais Uma vez efectuada a configuração do GesPos Back-Office para o GesFiliais a utilização do mesmo é de extrema facilidade. Figura 9. Aplicativo GesFiliais Para proceder a importação / exportação dos dados de forma remota, basta então apenas introduzir a data início e a data fim, que por omissão estão configuradas para a data do momento de utilização. Para iniciar o processo basta premir em comunicar, podendo ser visualizado em Tarefa actual os ficheiros que estão a ser transferidos. Nota: A importação será efectuada para todos os documentos e dados que respeitem os critérios de transferência e cuja data de criação ou alteração esteja compreendida entre data início e data fim. Página 12

13 Outros modos de utilização do GesFiliais Para além do funcionamento em modo normal pode também utilizar o GesFiliais em modo silencioso, i.e., assim que o programa é executado é invocado de forma imediata a função Comunicar. Para tal basta invocar o executável do aplicativo com o parâmetro /auto, exemplo: gesfiliais.exe /auto Esta opção poderá ser particularmente útil se quiser invocar automaticamente este aplicativo, colocando a linha de comando anterior no escalonador de tarefas do sistema operativo. Página 13

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado

EDUTec Learning. José Paulo Ferreira Lousado EDUTec Learning MANUAL DO UTILIZADOR José Paulo Ferreira Lousado Índice Página Principal... ii Página de Desenvolvimento de Conteúdos... iii Página de Comunicações...iv Página de Transferência de Ficheiros...vi

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver Eticadata Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backoffice.... 3 Driver ERP Eticadata... 5 Configurações principais... 5 Configurações do vendedor... 6 Configurações

Leia mais

CCI.Courier. Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal. Manual de instruções. Referência: CCI.Courier v2.0

CCI.Courier. Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal. Manual de instruções. Referência: CCI.Courier v2.0 CCI.Courier Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal Manual de instruções Referência: CCI.Courier v2.0 Copyright 2014 Copyright by Competence Center ISOBUS e.v. Albert-Einstein-Str.

Leia mais

Distribuidor Autorizado

Distribuidor Autorizado Distribuidor Autorizado Manual Instalação Introdução PARABÉNS PELA SUA ESCOLHA!! Adquiriu um produto GesPos Escripovoa, uma ferramenta de gestão de alta qualidade, que ao mesmo tempo é poderosa, de uso

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A. ComServer ComServer Linux A Restauração do Séc. XXI Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A. 1. WinREST ComServer...5 1.1. Licença...5 1.2. Instalação e upgrade...6 1.3. Licenciamento...7 1.4. Interface...8

Leia mais

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas

SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas 01-01-2006 SRCT Sistema de Gestão de Receitas e Cobrança de Taxas Rev 1.0 1 INDICE 1 Indice... 2 2 Introdução... 3 2.1 Acesso ao sistema... 3 3 Login... 4 3.1 Primeiro Login... 4 4 Gestão de Declarações...

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver Artsoft Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver Artsoft Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver Artsoft Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backoffice.... 3 Driver ERP Artsoft... 5 Configurações principais... 5 Configurações do vendedor... 6 Configurações

Leia mais

Manual Gespos Recovery

Manual Gespos Recovery Manual Gespos Recovery Introdução...3 Edição de dados Edicão directa de dados...4 Eliminar todos os dados excluindo tabelas e configurações...6 Estrutura Verificar valores Null das tabelas...6 Recriar

Leia mais

Gescom isales. Aplicação Mobile Profissional para Vendedores

Gescom isales. Aplicação Mobile Profissional para Vendedores Aplicação Mobile Profissional para Vendedores Indíce Introdução... 3 Aplicação... 4 Produtos... 4 Categorias... 4 Produtos... 5 Carrinho de Vendas... 6 Encomendas... 7 Clientes... 10 Sincronização... 11

Leia mais

www.sysdevsolutions.com Driver PHC Versão 1.0 de 07-03-2011 Português

www.sysdevsolutions.com Driver PHC Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Driver PHC Versão 1.0 de 07-03-2011 Português Índice Configuração dos documentos no Backoffice.... 3 Driver ERP PHC... 4 Configurações principais... 5 Configurações do vendedor... 6 Configurações de Documentos...

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

BALANÇA DE BALCÃO RUBY DELTA SUPER

BALANÇA DE BALCÃO RUBY DELTA SUPER BALANÇA DE BALCÃO RUBY DELTA SUPER Página 1 Introdução... 3 Arquitectura da rede de balanças... 4 Interligação dos Elementos... 5 Configuração do Gateway... 6 Configuração de Balanças... 8 Configuração

Leia mais

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado Manual Profissional Comandos Rádio X64 V2011-Certificado 1 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. Configuração inicial... 3 4. Configurações X64... 5 a) Definições Gerais... 5 b) Documentos e Periféricos... 8

Leia mais

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda.

MicroMIX Comércio e Serviços de Informática, Lda. 1 P á g i n a Procedimentos Inventário AT 2014 Software Olisoft-SIG.2014 Verificar Versão dos Módulos Instalados Em primeiro lugar deveremos verificar se o programa SIG está actualizado. Esta nova rotina

Leia mais

Guia IPBRICK Billing 2.0

Guia IPBRICK Billing 2.0 Guia IPBRICK Billing 2.0 iportalmais 4 de Janeiro de 2013 1 Conteúdo 1 Introdução 3 2 Características 3 2.1 Novas características no Billing 2.0................... 3 3 Procedimento Básico 4 4 Instalação

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

O módulo dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre.

O módulo dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre. Descritivo completo PHC dmanager A solução ideal para monitorizar via Internet as áreas comercial e financeira da empresa e controlar as suas vendas, clientes e fornecedores, encomendas e stocks. Benefícios

Leia mais

Projecto eb.pos em Java

Projecto eb.pos em Java Projecto eb.pos em Java Introdução O presente documento apresenta de forma sucinta os principais processos de negócio e funcionalidades permitidos pelo sistema eb.pos da Eugénio Branco. Ao descrever o

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice Manual de Iniciação BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 a) BackOffice:... 4 b) Acesso BackOffice:... 4 4. Zonas... 6 c) Criar Zona:... 7 d) Modificar Zona:... 8 e) Remover

Leia mais

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software

Comunicação documentos de transporte AT via Webservice Singest Sistema Integrado de Gestão. 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software Comunicação documentos de transporte AT via Webservice 22-05-2013 Cambragest Serviços de Gestão e Software I. Índice I. Índice... 1 II. Introdução... 2 III. Configuração de documentos de transporte...

Leia mais

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007

SAFT para siscom. Manual do Utilizador. Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01. Data criação: 21.12.2007 Manual do Utilizador SAFT para siscom Data última versão: 07.11.2008 Versão: 1.01 Data criação: 21.12.2007 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289 899 629

Leia mais

Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A. ComServer ComServer A Restauração do Séc. XXI Copyright 2001-2005 GrupoPIE Portugal, S.A. 1. WinREST ComServer...5 1.1. Licença...5 1.2. Instalação...5 1.3. Licenciamento...6 1.4. Interface...7 1.5. Método

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

PHC dgestão. ππ Área de Clientes. ππ Área de Fornecedores ππ Área de Stocks e Serviços ππ Área de Tesouraria. ππ Todas as empresas com

PHC dgestão. ππ Área de Clientes. ππ Área de Fornecedores ππ Área de Stocks e Serviços ππ Área de Tesouraria. ππ Todas as empresas com PHC dgestão DESCRITIVO A qualquer momento e onde quer que esteja, o PHC dgestão permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos e documentos de facturação, encomendas e compras, guias de

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa.

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Descritivo completo dnegócio 3 A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Benefícios Consultar, alterar ou introduzir novos clientes;

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº8 Configuração e utilização do FTP 2004/2005 1 Objectivo Configuração de um servidor

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile POS

MANUAL ARTSOFT Mobile POS MANUAL ARTSOFT Mobile POS INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Sincronização... 6 Utilizadores... 7 Entrada de stock... 7 Acerca... 8 Configuração...

Leia mais

Guia IPBrick Billing

Guia IPBrick Billing Guia IPBrick Billing iportalmais 1 de Outubro de 2010 1 Introdução A crescente aceitação da facturação electrónica por parte dos consumidores e da comunidade empresarial tornou-nos conscientes da necessidade

Leia mais

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados.

BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO. Manual de Instalação Backup s IBERWEB (Versão1.0) 2008 IBERWEB, LDA. Todos os direitos reservados. BACKUP S IBERWEB MANUAL DE INSTALAÇÃO INTRODUÇÃO Aproveitamos desde já para agradecer a sua adesão ao serviço de Backup s da IBERWEB. De seguida iremos apresentar as principais funcionalidades de um dos

Leia mais

Manual de Access 2007

Manual de Access 2007 Manual de Access 2007 Índice Introdução... 4 Melhor que um conjunto de listas... 5 Amizades com relações... 6 A Estrutura de uma Base de Dados... 8 Ambiente do Microsoft Access 2007... 9 Separadores do

Leia mais

PHC dmanager. O módulo PHC dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre.

PHC dmanager. O módulo PHC dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre. PHC dmanager DESCRITIVO O módulo PHC dmanager permite ao gestor deter um controlo remoto constante sobre a sua empresa, onde quer que se encontre. PHC dmanager A solução ideal para monitorizar via Internet

Leia mais

Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento

Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento AUTOR: DGITA DATA: 2007-02-22 VERSÃO: 1.0 Sistema de Tratamento Automático da Declaração de Introdução no Consumo e do Documento Administrativo de Acompanhamento Sistema de Impostos Especiais sobre o Consumo

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line

Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Software de Facturação e Gestão Comercial On-Line Manual básico do Utilizador Software de Facturação e Gestão Comercial On-line Level 7 Basic, Light & Premium Este Software é fornecido com um número de

Leia mais

Excel - Ficha de Trabalho

Excel - Ficha de Trabalho Excel - Ficha de Trabalho Facturação Avançada O trabalho que se segue consistirá numa folha de cálculo com alguma complexidade, em que existirão diferentes folhas no mesmo livro. Neste serão criadas Bases

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados

Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados Descrição do serviço Serviço de Rastreio e Recuperação de Computadores Portáteis e Serviço de Eliminação Remota de Dados Apresentação do serviço A Dell tem o prazer de fornecer o Serviço de rastreio e

Leia mais

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes.

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Descritivo completo PHC dfront A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Benefícios Aumento da qualidade e eficiência

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

manual instalação e configuração v13 1

manual instalação e configuração v13 1 manual instalação e configuração v13 1 Conteúdo Introdução... 3 Conteúdo do DVD:... 3 Instalação e configuração do ERP... 4 Instalação do ERP... 4 Configuração do ERP... 6 Como actualização de versão...

Leia mais

BearingNet - Inventário

BearingNet - Inventário Contenuto Introdução... 2 Tabela O Seu Inventário... 3 Adicionar inventário... 4 Editar ou Eliminar Inventário... 5 Tabela de Manutenção de Inventário... 7 O seu inventário/ Lista de pedido de stock...

Leia mais

Conversão do POC para o SNC

Conversão do POC para o SNC Manual do Utilizador Conversão do POC para o SNC Data última versão: 18.02.2010 Versão: 128 Data criação: 3.12.2009 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

---- ECOpro ----- Manual de implementação

---- ECOpro ----- Manual de implementação ---- ECOpro ----- Manual de implementação Index Pag. PHP em IIS 7 2 Arquitectura 7 Configurar primeira entrada no ECO 11 Entrar no ECO pela primeira vez 12 Primeiros passos para configuração do ECO 13

Leia mais

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007

Manual de Utilizador Externo Arquivo Digital. Santos, Tânia 2007. Última actualização: 25-06-2007 Manual de Utilizador externo Arquivo Digital Santos, Tânia 2007 SIBUL Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de Lisboa Última actualização: 25-06-2007 1 Introdução...3 O que é o Arquivo Digital

Leia mais

www.sage.pt Manual Sage Retail v2011 Fase 1

www.sage.pt Manual Sage Retail v2011 Fase 1 www.sage.pt Manual Sage Retail v2011 Fase 1 www.sage.pt Versão Autor Data Observações 2011 Sage Portugal 12/11/2010 2011.01.001 www.sage.pt Índice MANUAL SAGE RETAIL V2011 FASE 1... 1 ÍNDICE... 1 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet PHC dgestão DESCRITIVO A qualquer momento e onde quer que esteja, o PHC dgestão permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos e documentos de facturação, encomendas e compras, guias de

Leia mais

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES]

Módulo de CRM. Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Módulo de CRM Customer Relationship Management [VERSÃO 1.0] [APRESENTAÇÃO DE FUNCIONALIDADES] Um software com cada vez mais funcionalidades a pensar no seu negócio! A quem se destina As empresas que pretendem

Leia mais

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja

PHC POS BENEFÍCIOS. _Fácil adaptação dos utilizadores, fácil aprendizagem. _Controlo total sobre valores e stocks da loja Com a solucão de POS da PHC, além de deter o controlo total sobre a actividade da loja, consegue que os utilizadores se adaptem rapidamente à solucão, dada a facilidade de utilizacão. PHC POS Controle

Leia mais

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0

MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 MANUAL DE INTRODUÇÃO AO ALFRESCO 3.0 Alfresco é uma marca registada da Alfresco Software Inc. 1 / 42 Índice de conteúdos Alfresco Visão geral...4 O que é e o que permite...4 Página Inicial do Alfresco...5

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de facturação, encomendas, compras,

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

SCA Sistema de Contabilidade Aduaneira

SCA Sistema de Contabilidade Aduaneira AUTOR: DGITA DATA: 2007-01- 20 VERSÃO: 1.0 Sistema de Contabilidade Aduaneira Aplicação EFAPI Entrega de Ficheiros Aduaneiros Por Internet MANUAL DO UTILIZADOR 25-10-2007 VERSÃO: 1.0 EFAPI PÁGINA: 1/31

Leia mais

PHC ControlDoc BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez de encontrar um documento

PHC ControlDoc BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez de encontrar um documento Com o ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc Reduza os custos

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales

MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales MANUAL ARTSOFT Mobile AutoSales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

Arranque do FrontOffice

Arranque do FrontOffice TOUCH Arranque do FrontOffice O FrontOffice Touch-Screen do Gespos permite-nos criar várias páginas com uma grande variedade de botões. Esses botões poderão ser usados para chamar artigos e funções. O

Leia mais

Copyright 2001-2004 Grupo PIE Portugal S.A. Manual Utilizador

Copyright 2001-2004 Grupo PIE Portugal S.A. Manual Utilizador WinREST MicroStore A Restauração do Séc. XXI WinREST MicroStore Copyright 2001-2004 Grupo PIE Portugal S.A. - 2 - Índice Índice Pag. 1. WinREST MicroStore... 5 1.1. Licença... 5 1.2. Operações... 6 1.3.

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1)

3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) 3. PLANEAMENTO DA PRODUÇÃO (NÍVEL 1) Neste ponto, são abordados os módulos de planeamento da produção do software BaaN. Este software dispõe dos seguintes três módulos complementares de planeamento: MPS

Leia mais

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados

Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Tarefa Orientada 2 Criar uma base de dados Objectivos: Criar uma base de dados vazia. O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access Criar uma base dados vazia O Access é um Sistema de Gestão de Bases

Leia mais

Data última actualização: 20-06-2014. Instalação E-Portals

Data última actualização: 20-06-2014. Instalação E-Portals Data última actualização: 20-06-2014 Instalação E-Portals 1. Conteúdo 1. Conteúdo... 2 2. Instalação e Manutenção do EPT... 3 3. Configuração de perfis de sincronização... 6 3.1 Módulos Oficinas, GCE e

Leia mais

Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras.

Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras. Para proceder a instalação do SPSS deve efectuar os seguintes passos tal como demonstrado nas figuras. 1º PASSO Efectuar o login na área de estudante na página da ESSA (www.essa.pt), tal como demonstrado

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales

MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales MANUAL ARTSOFT Mobile Pre Sales INDÍCE O que é?... 3 Como se configura?... 3 ARTSOFT... 3 ANDROID... 3 Login... 4 Home... 5 Funcionalidades... 6 Sincronização... 6 Contas... 7 Consultas... 7 Resumos...

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR DE REDE

MANUAL DO UTILIZADOR DE REDE MANUAL DO UTILIZADOR DE REDE Guardar o registo de impressão na rede Versão 0 POR Definições de notas Ao longo do Manual do utilizador, é utilizado o seguinte ícone: Notas sobre como enfrentar situações

Leia mais

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico de Castelo Branco Departamento de Informática Curso de Engenharia Informática Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais Ano Lectivo de 2005/2006

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Introdução A partir da versão 2014.26 o software XD passa a incluir sincronização de dados com o Sage Retail para todos os clientes com Active Protection, sendo possível

Leia mais

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.

Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença. Porquê NEXT Vision Porque as suas regras de negócio são específicas, precisa de uma sua solução de gestão que permite gerir essa diferença.... Poder de adaptação Porque cabe a si decidir como pretende

Leia mais

Implementação/Regras do Integrador AGROGESTÃO/ ArtSOFT

Implementação/Regras do Integrador AGROGESTÃO/ ArtSOFT Implementação/Regras do Integrador AGROGESTÃO/ ArtSOFT O objectivo central desta sincronização é a utilização por parte dos clientes das funcionalidades gerais de ERP do ArtSOFT, tal como: gestão documental,

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos. Séries

Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos. Séries Configuração de Séries, Tipos e Numeradores de Documentos Séries A aplicação permite configurar Noventa e Nove (99) séries de documentos. As séries são identificadas numericamente mas é possível configurar

Leia mais

METRAGEST. Apresentação do Software SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

METRAGEST. Apresentação do Software SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO METRAGEST Apresentação do Software SAÚDE, HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Junho de 2010 0 O Software MeTraGest foi desenvolvido para colmatar as necessidades operacionais nas áreas da Medicina do Trabalho

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS

MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS A instalação do Gespos para Windows deverá ser feita no Windows 98 Segunda Edição ou superior. Independentemente do Sistema Operativo, antes de proceder à instalação da

Leia mais

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes

PHC dfront. A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes PHC dfront DESCRITIVO O módulo PHC dfront permite, não só a introdução das encomendas directamente no próprio sistema, bem como a consulta, pelo cliente, de toda a informação financeira que lhe diz respeito.

Leia mais

Fecho de Ano WEuroGest 2000

Fecho de Ano WEuroGest 2000 Fecho de Ano WEuroGest 2000 INTRODUÇÃO Neste documento são descritos os passos a seguir para uma boa execução do fecho de ano e respectiva conversão da empresa em euros. No final é apresentada uma checklist

Leia mais

Manual Gespos Talões de Reembolso Cheques Prenda

Manual Gespos Talões de Reembolso Cheques Prenda Manual Gespos Talões de Reembolso Cheques Prenda ÍNDICE O MANUAL DE TALÕES DE REEMBOLSO/CHEQUES PRENDA... 1 Introdução... 1 Objectivos... 1 Condições de Utilização... 1 TALÕES DE REEMBOLSO/CHEQUE PRENDA...

Leia mais

GUIA PARA COMPRA ONLINE

GUIA PARA COMPRA ONLINE GUIA PARA COMPRA ONLINE www.tipsal.pt QUEM SOMOS A TIPSAL - Técnicas Industriais de Protecção e Segurança, Lda foi fundada em 1980. Somos uma empresa de capitais exclusivamente nacionais com sede social

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

vendas compras encomendas avenças gestão de filiais multi-moeda

vendas compras encomendas avenças gestão de filiais multi-moeda vendas stocks compras contas correntes encomendas auto-venda, pré-venda avenças multiposto gestão de filiais multi-utilizador multi-moeda multi-empresa CARACTERISTÍCAS GERAIS Extrema facilidade de utilização.

Leia mais

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2

Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Manual do utilizador das funções avançadas do sistema de correio de voz Cisco Unity Express 7.0.2 Última actualização: 12 March 2009 Este manual fornece informações sobre a utilização das funções de correio

Leia mais

sigtedmss Edition versão 2.70

sigtedmss Edition versão 2.70 sigtedmss Edition versão 2.70 Integração MSS com ERP Primavera Abril 2012 15 Novembro 2010 v.1.2 sigted MSS Edition O sigted MSS Edition é a solução para integração entre o MSS e o ERP Primavera, disponibilizando

Leia mais

Mensagens instantâneas

Mensagens instantâneas 2007 Nokia. Todos os direitos reservados. Nokia, Nokia Connecting People, Nseries e N77 são marcas comerciais ou marcas registadas da Nokia Corporation. Os nomes de outros produtos e empresas mencionados

Leia mais

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa

PHC dmanager. O controlo remoto constante da empresa Descritivo PHC dmanager PHC PHC dmanager O controlo remoto constante da empresa A solução ideal para monitorizar via Internet as áreas comercial e financeira da empresa e controlar as suas vendas, clientes

Leia mais

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site...

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... 2 Gerir Notícias no Site... 4 Inserir uma Notícia no Site...

Leia mais

PHC ControlDoc CS. ππ Empresas e organizações que desejem acabar com a circulação de papel BENEFÍCIOS SOLUCÃO DESTINATÁRIOS

PHC ControlDoc CS. ππ Empresas e organizações que desejem acabar com a circulação de papel BENEFÍCIOS SOLUCÃO DESTINATÁRIOS Com o PHC ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc CS Reduza os

Leia mais

PHC ControlDoc CS BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez na pesquisa de documentos. _Segurança detalhada no acesso aos documentos

PHC ControlDoc CS BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez na pesquisa de documentos. _Segurança detalhada no acesso aos documentos Com o PHC ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc CS Reduza os

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office

smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office smartdepositxt Máquina de Depósito para Back Office 1000 Notas por Minuto com Sistema de Gestão Centralizado O smartdepositxt é um sistema de depósito de numerário destinado a automatizar e facilitar o

Leia mais

Criação de Páginas Web - MS Word 2000

Criação de Páginas Web - MS Word 2000 Gestão Comercial e da Produção Informática I 2003/04 Ficha de Trabalho N.º 9 Criação de Páginas Web - MS Word 2000 1. Criação de uma página Web (HTML): Escreva o seu texto e introduza as imagens pretendidas

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Análise de dados através de tabelas dinâmicas. Conceitos teóricos As Tabelas Dinâmicas são tabelas interactivas que resumem elevadas quantidades de dados, usando estrutura

Leia mais