1. Ambiente de Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Ambiente de Trabalho"

Transcrição

1 1 Ambiente de Trabalho 1. Ambiente de Trabalho Ao nível do ambiente de trabalho, depois de o Excel 2007 ter introduzido novos componentes (e.g., Botão Office e Friso) e eliminado alguns dos componentes históricos das versões anteriores (e.g., menus e barras de ferramentas tradicionais), o Excel 2010 apresenta algumas novidades mas constitui essencialmente uma versão melhorada de diversas funcionalidades. A alteração mais visível ao nível do ambiente de trabalho é o abandono daquele que foi apresentado como uma das grandes novidades do Excel 2007, o Botão Office, que acabou por ser convertido num novo separador do Friso, o separador Ficheiro. O separador Ficheiro agrupa fundamentalmente os principais comandos de manipulação de ficheiros, acessíveis através da designada Vista Backstage (consultar Secção 1.1.1). À parte da criação do separador Ficheiro e da melhoria gráfica e rearranjo de alguns separadores, grupos e comandos do Friso, não existem outras alterações significativas ao nível do ambiente de trabalho do Excel Assim, no ambiente de trabalho do Excel 2010 destacam-se essencialmente dois componentes: Friso: que agrupa, através de separadores, os comandos necessários para aceder às diversas funcionalidades. Barra de Acesso Rápido: que permite o acesso simples e rápido (no topo da janela do Excel) aos comandos utilizados com maior frequência. Para além destes componentes, o Excel 2010 mantém no seu ambiente de trabalho alguns dos componentes mais tradicionais como a Barra de Fórmulas (onde poderão ser introduzidas e editadas as células), o Separador de Folhas (onde poderão ser realizadas as operações com as folhas de um livro), a Barra de Estado e as áreas de Zoom e de Esquema de Página. A Figura 1.1 apresenta e identifica os principais componentes do ambiente de trabalho do Excel

2 Utilização do Excel 2010 para Economia & Gestão Barra de Acesso Rápido Separadores Friso Friso Barra de Fórmulas Célula Activa Comando Friso Grupo Friso Separador de Folhas Barra de Estado Modos de Visualização Zoom Fig. 1.1: Ambiente de Trabalho do Excel FRISO O Friso é o principal meio no Excel 2010 para aceder às diversas funcionalidades, que poderão ser aplicadas sobre um documento do Excel (designado por Livro), sendo constituído pelos seguintes componentes (Figura 1.2): Separadores: agrupam os comandos relevantes por actividades ou tarefas. Grupos: organizam dentro de um separador os comandos relacionados. Comandos: representados por botões, caixas de listagem, caixas de verificação ou pequenos menus, executam uma determinada tarefa ou funcionalidade. Iniciadores de Caixa de Diálogo: representados pelo botão posicionado no canto inferior direito de alguns grupos, dão acesso às caixas de diálogo associadas aos comandos desses grupos. 6

3 Utilização do Excel 2010 para Economia & Gestão 4.4 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS (ER) EXERCÍCIO ER 7 - OPERADORES, REFERÊNCIAS E FUNÇÕES CONSIDERE A SEGUINTE FOLHA ( FTEXCEL04.XLSX/ER7 ) COM DADOS DAS VENDAS: ER 7.1 PREENCHA A COLUNA VALOR C/ DESCONTO, CONSIDERANDO A TAXA DE DESCONTO DE 20%. Resolução: Genericamente, o valor com desconto poderá ser calculado da seguinte forma: Valor c/ Desconto = Preço * Quantidade - Preço * Quantidade * Taxa Desconto ou simplificando: Valor c/ Desconto = Preço * Quantidade * (1 Taxa Desconto) De acordo com esta expressão para o primeiro produto (célula E3), tendo em consideração que o Preço Unitário está na célula C3, a Quantidade na D3 e a Taxa de Desconto é de 20%, a fórmula a introduzir deverá ser: =C3*D3*(1-20%) Para completar as restantes células da coluna (E4:E10) não é necessário introduzir as fórmulas uma a uma, para tal basta copiar a célula E3 para esse intervalo de células. O Copiar e Colar normal são suficientes, uma vez que as referências relativas serão actualizadas automaticamente. 86

4 Introdução a Fórmulas e Funções ER 7.2 NA CÉLULA E12 INTRODUZA A FÓRMULA QUE CALCULE O SUBTOTAL DA COLUNA VALOR C/ DESCONTO. Resolução: A fórmula para o cálculo do subtotal poderá ser construída de duas formas: A forma mais trabalhosa será utilizando apenas operadores e referências: =E3+E4+E5+E6+E7+E8+E9+E10 A mais rápida será utilizando a função matemática SOMA (a estudar no Capítulo 5): =SOMA(E3:E10) ER 7.3 NA CÉLULA E13 CALCULE O VALOR DO IVA, CONSIDERANDO A TAXA DE IVA DE 5%. Resolução: Genericamente a fórmula de cálculo do Valor do IVA é a seguinte: Valor IVA = Subtotal * Taxa IVA Tendo em consideração que o Subtotal já se encontra calculado na célula E12 e a Taxa IVA é de 5%, a fórmula a introduzir em E13 deverá ser: =E12*5% Ou então, =E12*0,05 ER 7.4 COMPLETE A CÉLULA E14 COM A RESPECTIVA FÓRMULA DE CÁLCULO DO TOTAL DE VENDAS. Resolução: Genericamente o total de vendas poderá calculado da seguinte forma: Total Vendas = Subtotal + Valor IVA Dado o Subtotal já ter sido calculado em E12 e o valor do IVA em E13, a fórmula em E14 deverá ser: =E12+E13 ER 7.5 CONSIDERE QUE A TAXA DE DESCONTO, UTILIZADA NO CÁLCULO DO VALOR C/ DESCONTO, PODE SER ALTERADA COM ALGUMA FREQUÊNCIA. ALTERE A FOLHA DE CÁLCULO E A FÓRMULA DE CÁLCULO DA COLUNA VALOR C/ DESCONTO, DE MODO A GARANTIR QUE OS VALORES NA TABELA SÃO 87

5 7 Funções Financeiras 7. Funções Financeiras As funções financeiras do Excel permitem realizar diversos tipos de cálculos financeiros como, por exemplo, determinar o pagamento de um empréstimo, o valor final de um depósito ou o capital inicial de um investimento. Ao utilizar funções financeiras é necessário compreender alguns conceitos-chave de matemática financeira, nomeadamente os conceitos: Valor actual: representa o capital ou valor inicial de um investimento ou de um empréstimo. Num depósito a prazo, este valor representa o valor inicial do depósito. No caso de um empréstimo, o valor actual representa o valor contratualizado com a instituição de crédito. Valor futuro: representa o valor final de um investimento ou empréstimo depois de terem sido efectuados pagamentos. No caso de um depósito a prazo o valor futuro será igual, no final do prazo, ao capital inicial mais os juros entretanto capitalizados. No caso de um empréstimo, o valor futuro corresponde ao valor em dívida ao fim de um determinado período, no limite este valor será 0 (zero). Prazo: representa o tempo total que durará determinado investimento ou empréstimo. Períodos: representam a unidade de tempo na qual o prazo de um investimento ou empréstimo poderá ser dividido. Por exemplo, no caso dos empréstimos é comum a periodicidade dos pagamentos ser mensal. Nos depósitos a prazo poderemos ter, por exemplo, uma periodicidade mensal, trimestral, semestral ou anual. Os períodos poderão ser definidos em termos de dias, semanas, meses, trimestres, semestres, anos ou outro período de tempo especificado pelo utilizador. Pagamento: representa o montante pago em cada um dos períodos estabelecidos para um investimento ou empréstimo. Taxa: representa a taxa de juros de um empréstimo ou investimento. Para além destes conceitos, aquando da utilização das funções financeiras é necessário considerar e respeitar duas regras básicas: Manter a consistência das unidades de tempo utilizadas, principalmente na especificação das taxas e do número de períodos. 133

6 Utilização do Excel 2010 para Economia & Gestão Utilizar valores negativos para pagamentos e depósitos e valores positivos para receitas e levantamentos. Em relação à primeira regra, considere, por exemplo, que pretende calcular o valor mensal a receber por um investimento a N anos a uma determinada taxa de juro anual. Independentemente da função financeira a aplicar neste caso, para que o Excel calcule correctamente o valor mensal é imprescindível que a taxa anual seja convertida para uma taxa mensal, dividindo a taxa anual por 12 meses, e o número de períodos sejam definidos em meses, multiplicando os N anos por 12 meses. Se esta regra não for cumprida, as funções financeiras acabarão por devolver valores incorrectos. No que diz respeito à utilização de valores negativos e valores positivos, tal como para a regra anterior, as funções financeiras poderão devolver valores incorrectos que, por sua vez, poderão conduzir a interpretações erradas. Em qualquer função financeira, sempre que se pretende referir o valor de um depósito ou pagamento, o valor introduzido deverá ser negativo, indicando de certa forma uma saída de dinheiro. Por outro lado, para referir os valores de levantamentos ou receitas deverá ser introduzido um valor positivo, indicando dessa forma que se trata de uma entrada de dinheiro. Da mesma forma, se uma função financeira devolver um valor positivo, significa que é um valor a receber e, se devolver um valor negativo, significa que se trata de um valor a pagar. 7.1 CÁLCULO DE VALOR INICIAL E VALOR FINAL Para determinar o valor inicial ou o valor final de um investimento ou de um empréstimo com pagamentos e taxa de juro constantes, o Excel disponibiliza duas funções: a função VA para o cálculo do valor inicial e a função VF para o cálculo do valor final. As sintaxes destas duas funções são as seguintes: VA(taxa; nper; pgto; vf; tipo) taxa: taxa de juro por período. nper: número total de períodos. pgto: pagamento feito em cada período. vf: valor futuro ou saldo que se pretende obter depois do último pagamento. Se vf for omitido, será considerado o valor 0 (zero). 134

7 Utilização do Excel 2010 para Economia & Gestão ER 23.3 ALTERE A MARCA DA SÉRIE DE DADOS PARA BOLAS (EM VEZ DE LOSANGOS) COM TAMANHO 8. Resolução: Para alterar a marca da série de dados: 1) Faça clique sobre um dos pontos de dados da série de dados Tempo (em dias) até esta ficar toda seleccionada. 2) No separador contextual Esquema (ou Formatar), grupo Selecção Actual, seleccione o comando Formatar Selecção. 3) Na caixa de diálogo Formatar Série de Dados: 3.1) Seleccione Opções de Marcador. 3.2) No grupo Tipo de Marcador escolha a opção Incorporado e altere os campos: * Tipo: com uma marca em formato de bola. * Tamanho: ) Termine fazendo clique no botão Fechar. EXERCÍCIO ER 24 - CRIAÇÃO E FORMATAÇÃO DE GRÁFICOS SPARKLINE CONSIDERE A SEGUINTE FOLHA ( FTEXCEL13.XLSX/ER24 ) COM A EVOLUÇÃO TRIMESTRAL DOS PREÇOS DO PETRÓLEO: 240

8 Gráficos ER 24.1 CONSTRUA QUATRO SPARKLINE DE COLUNAS PARA OS SEGUINTES DADOS: * Cotações USD célula I3. * Val. USD célula I4. * Cotações EUR célula I5. * Val. EUR célula I6. Resolução: Uma vez que os Sparkline desejados são do mesmo tipo (Linha) e irão ficar em células contíguas, é possível e mais expedito construir todos em simultâneo, no entanto, se os gráficos não ficassem em células contíguas não seria aconselhável fazê-lo. Nesse caso, deveriam ser criados individualmente. Assim sendo, para criar todos os Sparkline simultaneamente: 1) Seleccione as células I3:I6 (onde os Sparkline irão ser criados). 2) No separador Inserir, grupo Gráficos Sparkline, seleccione o comando Coluna. 3) Na caixa de diálogo Criar Gráficos Sparkline: 3.1) No campo Intervalo de Dados introduza o intervalo de células onde estão colocados os dados, ou seja, B3:H3. 3.2) No campo Intervalo da Localização verifique se o intervalo de células apresentado é onde são pretendidos os gráficos, ou seja, I3:I6. 3.3) Faça clique no botão OK. Nota: Ao criar simultaneamente os quatro Sparkline estes ficarão agrupados, o que significa que, sempre que um deles for reconfigurado, automaticamente os outros também o serão. ER 24.2 ALTERE O TIPO DOS SPARKLINE DOS DADOS VAL. USD E VAL. EUR PARA O TIPO LINHA. Resolução: Dado no exercício anterior todos os Sparkline terem sido criados ao mesmo tempo e, consequentemente, terem ficado agrupados, para evitar que todos sejam alterados para o tipo Linha, antes de mais, será necessário proceder ao desagrupamento dos Sparkline que irão ser alterados. Para o efeito: 1) Seleccione as células dos Sparkline do Val. USD (I4) e Val. EUR (I6). 241

9 Análise de Hipóteses EXERCÍCIO ER 36 - CENÁRIOS E ATINGIR OBJECTIVO CONSIDERE A SEGUINTE FOLHA ( FTEXCEL17.XLSX/ER36 ) COM A INFORMAÇÃO SOBRE UM CONJUNTO DE FUNDOS DE INVESTIMENTO NEGOCIADOS EM DÓLARES: ER 36.1 CONSTRUA TRÊS CENÁRIOS QUE PERMITAM ANALISAR E AVALIAR O IMPACTO QUE A VARIAÇÃO DA TAXA DE CÂMBIO DO EURUSD (CÉLULA K14) PODERÁ TER NOS RESULTADOS DOS FUNDOS. OS TRÊS CENÁRIOS SÃO OS SEGUINTES: * Cenário EURUSD Actual : valor 1,4787. * Cenário EURUSD Val. EURO : valor 1,5400. * Cenário EURUSD Val. DOLAR : valor 1,4200. Resolução: Para criar o cenário EURUSD Actual : 1) No separador Dados, grupo Ferramentas de Dados, no comando Análise de Hipóteses escolha a opção Gestor de Cenários. 2) Na caixa de diálogo Gestor de cenários faça clique no botão Adicionar. 3) Preencha a caixa de diálogo Adicionar cenário de acordo com o seguinte: * Nome do cenário: insira o texto EURUSD Actual. * Células variáveis: insira a referência da célula que contém o câmbio EURUSD, ou seja, K14. * Comentário: coloque um texto qualquer. 3.1) Faça clique no botão OK. 4) Na caixa de diálogo Valores de cenário: 4.1)Na caixa de entrada referente à célula variável $K$14, insira o valor 1, )Faça clique no botão OK. 353

10 Utilização do Excel 2010 para Economia & Gestão Para criar os dois cenários em falta, EURUSD Val. EURO (1,5400) e EURUSD Val. DOLAR (1,4200), repita os passos seguidos para a criação do cenário EURUSD Actual. Criados os três cenários, para verificar e analisar o impacto de cada um destes cenários na caixa de diálogo Gestor de cenários, seleccione o cenário desejado e faça clique no botão Mostrar. Nota: Para analisar o impacto dos cenários, não se esqueça de observar a própria folha. Termine este exercício, fechando a caixa de diálogo Gestor de cenários, fazendo clique no botão Fechar. ER 36.2 ALTERE O VALOR DA TAXA DE CÂMBIO PREVISTA NO CENÁRIO EURUSD VAL. DOLAR PARA 1,4500. Resolução: Para alterar os valores de um cenário já criado: 1) No separador Dados, grupo Ferramentas de Dados, no comando Análise de Hipóteses escolha a opção Gestor de Cenários. 2) Na caixa de diálogo Gestor de cenários: 2.1) Seleccione o cenário EURUSD Val. DOLAR. 2.2) Faça clique no botão Editar. 3) Na caixa de diálogo Editar cenário mantenha as definições, fazendo clique no botão OK. 4) Na caixa de diálogo Valores de cenário introduza o novo valor: 1, ) Faça clique no botão OK. 354

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Excel 2010 Colecção: Software

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados.

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados. Microsoft Excel Aula 4 Objetivos Trabalhar no Excel com cálculos de juros simples e compostos Trabalhar com as funções financeiras VF e PGTO do Excel Trabalhar com a ferramenta Atingir Meta Apresentar

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O

FICHA ORIENTADA Nº1. Barra de fórmulas. Área de trabalho T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O FICHA ORIENTADA Nº1 INTRODUÇÃO À FOLHA DE CÁLCULO CRIAÇÃO DE UMA FOLHA DE CÁLCULO O Microsoft Excel é um programa que faz parte das

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Excel - Ficha de Trabalho

Excel - Ficha de Trabalho Excel - Ficha de Trabalho Facturação Avançada O trabalho que se segue consistirá numa folha de cálculo com alguma complexidade, em que existirão diferentes folhas no mesmo livro. Neste serão criadas Bases

Leia mais

2. Altere o nome da folha1 para Stocks e da folha2 para Vendas.

2. Altere o nome da folha1 para Stocks e da folha2 para Vendas. DOMINE A 110% EXCEL 2010 Aplicação Prática Supondo que tem uma folha de cálculo de stocks e uma folha de cálculo de vendas, pretende-se que num mesmo livro seja preenchida a folha de vendas com base nos

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

EXCEL TABELAS DINÂMICAS

EXCEL TABELAS DINÂMICAS Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL TABELAS DINÂMICAS (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina Wanzeller

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas

Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Tarefa Orientada 18 Tabelas dinâmicas Análise de dados através de tabelas dinâmicas. Conceitos teóricos As Tabelas Dinâmicas são tabelas interactivas que resumem elevadas quantidades de dados, usando estrutura

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1 EXCEL 2007 O Excel 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office System de 2007, que sucede ao Office 2003. Relativamente à versão anterior (Excel 2003), o novo programa introduz inúmeras

Leia mais

FOLHA DE CÁLCULO EXCEL

FOLHA DE CÁLCULO EXCEL 1 FOLHA DE CÁLCULO EXCEL segunda-feira, 25 de Abril de 2011 SUMÁRIO 1. Características e Potencialidades de uma folha de cálculo. 2. Ambiente de trabalho do Excel. 3. Noção de livro e de folha de cálculo.

Leia mais

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre

Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL. Fevereiro/2002 - Portalegre Escola Superior de Tecnologias e Gestão Instituto Politécnico de Portalegre MS EXCEL Fevereiro/2002 - Portalegre Introdução A necessidade de efectuar cálculos complexos de uma forma mais rápida e fiável,

Leia mais

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO

Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Acordo de licenciamento do EMPRESÁRIO Ao abrir a caixa do CD que contém o programa EMPRESÁRIO, o utilizador aceita os termos do contracto de licenciamento deste acordo. Licença Garantias A T&T outorga-lhe

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2004 FICHEIROS COM EXEMPLOS Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para conhecer os endereços de Internet de onde poderá fazer o download dos ficheiros com os exemplos deste livro. Reservados todos

Leia mais

OBJECTIVO Aplicação de fórmulas

OBJECTIVO Aplicação de fórmulas FICHA 4 OBJECTIVO Aplicação de fórmulas No final deste exercício o utilizador deverá estar apto a realizar as seguintes operações: Aplicar fórmulas para o cálculo de valores Formatar condicionalmente as

Leia mais

Práticas Empresariais em Excel. Professor: Pádua

Práticas Empresariais em Excel. Professor: Pádua Práticas Empresariais em Excel Professor: Pádua SUMÁRIO 1 FÓRMULAS... 4 2 FUNÇÕES... 5 2.1 Data e hora... 5 2.1.1 Hoje... 5 2.1.2 Dia, Mês e... 5 2.1.3 Agora... 5 2.1.4 Hora, Minuto e Segundo... 5 2.2

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação.

Usando o Excel ESTATÍSTICA. A Janela do Excel 2007. Barra de título. Barra de menus. Barra de ferramentas padrão e de formatação. Barra de deslocamento ESTATÍSTICA Barra de menus Barra de título Barra de ferramentas padrão e de formatação Barra de fórmulas Conjuntos e Células (Intervalos) Área de trabalho Separador de folhas Barra

Leia mais

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical Word II Título: Iniciação ao WORD 2003. Nível: 1 Duração: 2 Tempos Objectivo: Iniciar o estudo da aplicação Microsoft Office Word. Dar a conhecer algumas ferramentas do Microsoft Office Word. Microsoft

Leia mais

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR

Módulo de Estatísticas MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR Versão 1.4 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA 3 3. CONTROLOS GERAIS DO WINDOWS 4 3.1 ESTRUTURA HIERÁRQUICA 4 3.2 CONTROLO DE DATA 5 4. INÍCIO DA UTILIZAÇÃO 8 5. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras.

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras. Exercício nº 30 Objectivo: Funções financeiras Nome do documento: Funções financeiras Pedidos: 1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as

Leia mais

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo.

5 - Se o documento estiver completo, com os campos totalmente inseridos e com o aspecto que pretende, poderá guardá-lo. Impressão em série de cartas de formulário e mailings em grande número Intercalação de correio Base de Dados em Excel Comece por planear o aspecto da sua página final - é uma carta, uma página de etiquetas

Leia mais

MANUAL DO EXCEL. Um campo é um espaço que contém determinada informação (ex: Nome do cliente X, Telefone do Sr. Y)

MANUAL DO EXCEL. Um campo é um espaço que contém determinada informação (ex: Nome do cliente X, Telefone do Sr. Y) MANUAL DO EXCEL BASE DE DADOS DEFINIÇÃO DE BASES DE DADOS Uma base de dados é um conjunto de informações, organizada segundo regras definidas à qual se pode aceder para extrair, actualizar, acrescentar

Leia mais

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4 EXCEL 2007 e 2010 2 ÍNDICE ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4 A série... 4 01 LISTA COM VALIDAÇÃO... 5 02 FUNÇÕES FINANCEIRAS... 7 03 FUNÇÃO DE BANCO DE DADOS... 12 04 RÓTULOS... 15 05 TABELA DINÂMICA... 18 06

Leia mais

Exercícios de Excel com Programação em VBA. Luís Vieira Lobo

Exercícios de Excel com Programação em VBA. Luís Vieira Lobo Exercícios de Excel com Programação em VBA Luís Vieira Lobo Programação das aulas de Excel: Exercícios 1 e 2 até 13/3/2004 (2 ou 3 aulas) Exercício 4 na semana de 15 a 20/3/2004 Exercício 5 na semana de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel.

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. PROGRAMAÇÃO LINEAR Resolução de problemas de programação linear usando o comando Solver, no Excel. Para além da resolução pelo método gráfico e/ou outros métodos, é possível resolver um problema de PL

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de Listas de Excel

Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de Listas de Excel Tarefa 18: Criar Tabelas Dinâmicas a partir de 1. Alguns conceitos sobre Tabelas Dinâmicas Com tabelas dinâmicas podemos criar dinâmica e imediatamente resumos de uma lista Excel ou de uma base de dados

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice Manual de Iniciação BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 a) BackOffice:... 4 b) Acesso BackOffice:... 4 4. Zonas... 6 c) Criar Zona:... 7 d) Modificar Zona:... 8 e) Remover

Leia mais

MANUAL DO EXCEL. Os elementos mais usuais numa fórmula são os operadores, os endereços e os valores constantes. =15000*16% =(C10*12)/B12 =B3*12+4^2

MANUAL DO EXCEL. Os elementos mais usuais numa fórmula são os operadores, os endereços e os valores constantes. =15000*16% =(C10*12)/B12 =B3*12+4^2 MANUAL DO EXCEL FÓRMULAS E FUNÇÕES CRIAÇÃO DE FÓRMULAS As fórmulas de cálculo são necessárias à realização de operações aritméticas e actualização dos dados após modificação. Estes cálculos podem ser simples

Leia mais

Exemplos com algumas das Funções básicas mais utilizadas

Exemplos com algumas das Funções básicas mais utilizadas Fórmulas e Funções Fórmulas Operadores e regras de prioridade; Tipos de Valores; Referências a células Funções Pré-definidas Sintaxe da função; Funções aninhadas ou embricadas; O Assistente de Funções

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS. Módulo 5 Folha de Cálculo

CADERNO DE EXERCÍCIOS. Módulo 5 Folha de Cálculo CADERNO DE EXERCÍCIOS Módulo 5 Folha de Cálculo Microsoft Office Excel 2010 Competências visadas: Conhecer a folha de cálculo e as suas finalidades funcionais. Usar a folha de cálculo de forma racional

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

Gestão de bases de dados e listas

Gestão de bases de dados e listas Gestão de bases de dados e listas Uma das tarefas mais comuns em que são utilizadas folhas de cálculo é a gestão de listas (listas de números de telefone, listas de clientes, listas de tarefas, listas

Leia mais

ARQUIMEDES E CONTROLE DE OBRA

ARQUIMEDES E CONTROLE DE OBRA Catálogo de Novidades Versão 2009.1 1 ARQUIMEDES E CONTROLE DE OBRA A versão 2009.1 apresenta várias novidades e melhorias relativamente ao programa Arquimedes e Controle de Obra, que se indicam seguidamente.

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Basicão de Estatística no EXCEL

Basicão de Estatística no EXCEL Basicão de Estatística no EXCEL Bertolo, Luiz A. Agosto 2008 2 I. Introdução II. Ferramentas III. Planilha de dados 3.1 Introdução 3.2 Formatação de células 3.3 Inserir ou excluir linhas e colunas 3.4

Leia mais

Manual de Apoio Microsoft Office Excel 2010

Manual de Apoio Microsoft Office Excel 2010 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE SANTARÉM MODALIDADE: Formação Modular (VIDA ATIVA) Local: BOMBARRAL

Leia mais

Excel. Excel conceitos básicos

Excel. Excel conceitos básicos Excel Docente: Ana Paula Afonso Excel conceitos básicos A folha de cálculo não é mais do que um programa que manipula um conjunto de células dispostas em formato de matriz, cujo conteúdo, quando numérico,

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado Manual Avançado Menus v2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 4. Menus... 4 b) Novo Produto:... 5 i. Separador Geral.... 5 ii. Separador Preços e Impostos... 7 iii.

Leia mais

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo Conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior; Windows: sistema operativo mais utilizado nos

Leia mais

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes

OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes ICHA OBJECTIVO Utilização da Função ProcV e listas pendentes Na continuação do exercício anterior voltamos à temática dos orçamentos e, desta vez, vamos elaborar um simulador para um serviço de eventos

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Actualização. Versão 5.1.36

Actualização. Versão 5.1.36 Actualização Versão 5.1.36 Julho 2009 2 JURINFOR Rua de Artilharia 1, Nº 79 3º Dtº - 1250-038 LISBOA PORTUGAL Introdução Este documento descreve as características principais adicionadas ao JURINFOR JuriGest.

Leia mais

Microsoft Office Word 2003 Tic 2007

Microsoft Office Word 2003 Tic 2007 Índice WORD...3 Criar/Abrir documento...4 Gravar...5 A janela do Word...6 Barras de Ferramentas:...6 Linha de Menus:...6 Régua:...6 Barras de Scroll:...7 Zona de edição:...7 Modo de visualização:...7 Barra

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Microsoft Word Folha

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio

Manual do utilizador da aplicação. MaisCondominio da aplicação MaisCondominio Este software destina-se a ser usado tanto por quem administra, apenas, um condomínio, como pelos profissionais, que administram vários condomínios. O MaisCondominio caracteriza-se

Leia mais

Excel MATERIAL COMPLEMENTAR 1º ANO TECNOLOGIAS APLICADAS AOS NEGÓCIOS

Excel MATERIAL COMPLEMENTAR 1º ANO TECNOLOGIAS APLICADAS AOS NEGÓCIOS TECNOLOGIAS APLICADAS AOS NEGÓCIOS MATERIAL COMPLEMENTAR 1º ANO PROFESSOR: JOÃO SOBRENOME Excel 2015 Este material complementar apresenta a descrição de alguns recursos e comandos relacionados à elaboração

Leia mais

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes

1. Lançamento em Contas Bancárias Liquidação de Clientes Título: MÓDULO DE GESTÃO DE BANCOS & CONTROLO LETRAS Pag.: 1 Módulo Gestão Contas Bancárias O módulo Gestão de Contas Bancárias, tem como principal objectivo, permitir ao utilizador saber num exacto momento,

Leia mais

Preenchimento automático, Séries

Preenchimento automático, Séries Preenchimento automático, Séries O Microsoft Excel pode preencher automaticamente datas, períodos de tempo e séries de números, incluindo números combinados com texto, como Mês 1, Mês 2,..., etc. Preenchimento

Leia mais

Manual Microsoft Excel 2000

Manual Microsoft Excel 2000 Manual Microsoft Excel 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO AO EXCEL 1 2. ENTRADA DE DADOS 2 3. TECLAS DE MOVIMENTAÇÃO 2 4. SELECCIONAR CÉLULAS COM O RATO 3 5. FORMATAR 4 5.1. FORMATAR NÚMEROS 4 5.2. ALINHAMENTO

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1

Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1 Cálculo de Juros Simples e Composto no Excel - Parte 1 Grau de Dificuldade: 5 Olá turma... Nos próximos artigos, estarei exemplificando diversas maneiras para trabalhar com Juros Simples e Composto no

Leia mais

Apêndice. Funções financeiras do Excel

Apêndice. Funções financeiras do Excel Apêndice B Funções financeiras do Excel B.1. INTRODUÇÃO...2 B.2. CÁLCULOS FINANCEIROS BÁSICOS...3 B.2.1. NOMENCLATURA E CONVENÇÕES ADOTADAS...3 B.2.2. FUNÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS SIMULADOR DA HP 12 C..

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Para informações sobre a formação online, visite: microsoft.com/expertzone

Para informações sobre a formação online, visite: microsoft.com/expertzone 2010 Fichas de Demonstração Demonstrações de Produtos Microsoft Office 2010 Para informações sobre a formação online, visite: microsoft.com/expertzone Compatibilidade de Ficheiros Novo e melhorado para

Leia mais

FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I. 1 Importar e exportar informação T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O

FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I. 1 Importar e exportar informação T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O T E C N O L O G I A S D E I N F O R M A Ç Ã O E C O M U N I C A Ç Ã O FICHA ORIENTADA Nº3 PARTE I 1 Importar e exportar informação IMPORTAR E EXPORTAR INFORMAÇÃO UTILIZAR A FOLHA DE CÁLCULO PARA PUBLICAR

Leia mais

MANUAL de FORMAÇÃO INICIAÇÃO. Sara Mota Marco Alves

MANUAL de FORMAÇÃO INICIAÇÃO. Sara Mota Marco Alves SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE FORMAÇÃO E ADAPTAÇÕES TECNOLÓGICAS DIVISÃO DE ADAPTAÇÃO ÀS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Manual. Formações Modulares Certificadas. A Relha Cooperativa de Serviços CRL. Formador/a: Ricardo Cabral. Data: 05/2013. N.

Manual. Formações Modulares Certificadas. A Relha Cooperativa de Serviços CRL. Formador/a: Ricardo Cabral. Data: 05/2013. N. Manual Formador/a: Ricardo Cabral Data: 05/2013 Formações Modulares Certificadas Área de Formação: Ciências Informáticas UFCD: 0755 Funcionalidades Avançadas N.º Horas: 25 A Relha Cooperativa de Serviços

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

Manipulação de Células, linhas e Colunas

Manipulação de Células, linhas e Colunas Manipulação de Células, linhas e Colunas Seleccionar células Uma vez introduzidos os dados numa folha de cálculo, podemos querer efectuar alterações em relação a esses dados, como, por exemplo: apagar,

Leia mais

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática FrontPage Express Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática O que é o FrontePage Express Para aceder ao programa que vai

Leia mais

MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS

MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS Manual de utilização e dicas para que conheça melhor esta nova ferramenta do millenniumbcp.pt. e da App Millennium para equipamentos ipad/ iphone / ipod touch.. 1 02 ÍNDICE

Leia mais

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo,

POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, Módulo POS Loja O que é um POS? Para que serve? POS significa Point of Sale Posto de Venda um local onde ocorre uma transação financeira, por exemplo, uma Loja que efetue venda ao público. Por outras palavras,

Leia mais

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio

Formação Microsoft Excel Nível Intermédio Formação Microsoft Excel Nível Intermédio António Araújo Silva - 2010 INTRODUÇÃO O presente documento procura efectuar a Planificação de uma acção de formação a decorrer nas instalações da Escola EBI de

Leia mais

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24

BPstat. manual do utilizador. Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BPstat manual do utilizador Banco de Portugal BPstat Estatísticas online Manual do Utilizador 1/24 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Estatística

Leia mais

Manual Prático Microsoft Excel 2007. Pedro Filipe C. Jesus Abril / 2008

Manual Prático Microsoft Excel 2007. Pedro Filipe C. Jesus Abril / 2008 Manual Prático Microsoft Excel 2007 Abril / 2008 2 P á g i n a w w w. p e d r o j e s u s. n e t INDICE APRESENTAÇÃO... 6 AMBIENTE DE TRABALHO... 7 A folha de cálculo... 7 O ambiente de trabalho do Excel...

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

Microsoft Excel. Folhas de Cálculo nível 1. Rui Camacho

Microsoft Excel. Folhas de Cálculo nível 1. Rui Camacho Microsoft Excel Folhas de Cálculo nível 1 INDICE - APRESENTAÇÃO AMBIENTE DE TRABALHO A folha de cálculo O ambiente de trabalho do Excel Os frisos do Excel - Separador Base - Separador Inserir - Separador

Leia mais

Manual Prático Microsoft Excel 2003. Pedro Filipe C. Jesus Abril / 2008

Manual Prático Microsoft Excel 2003. Pedro Filipe C. Jesus Abril / 2008 Manual Prático Microsoft Excel 2003 Abril / 2008 Manual Prático Microsoft Excel 2007 2 P á g i n a w w w. p e d r o j e s u s. n e t Manual Prático Microsoft Excel 2007 INDICE APRESENTAÇÃO... 6 AMBIENTE

Leia mais

Alterações Efectuadas na Versão 3.x da Contabilidade

Alterações Efectuadas na Versão 3.x da Contabilidade Criação de novos campos no ficheiro de contas para indicação das contas que são retenção de IRS/IRC na Fonte ou que dizem respeito a pagamento de Imposto do Selo. Nas contas que são contas de retenção

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado

ZSRest. Manual Profissional. Comandos Rádio X64. V2011-Certificado Manual Profissional Comandos Rádio X64 V2011-Certificado 1 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. Configuração inicial... 3 4. Configurações X64... 5 a) Definições Gerais... 5 b) Documentos e Periféricos... 8

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

Instituto Superior Politécnico do Kwanza Sul Material de Apoio para a Cadeira de Informática de Gestão II. Função SOMA.SE

Instituto Superior Politécnico do Kwanza Sul Material de Apoio para a Cadeira de Informática de Gestão II. Função SOMA.SE Função SOMA.SE (intervalo;critérios;intervalo_soma) = Significa a chamada para uma fórmula/função SOMASE Chamada para a fórmula SOMASE Intervalo Intervalo de células onde será feita a análise dos dados

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Alteração da taxa de IVA

Alteração da taxa de IVA Manual do Utilizador Alteração da taxa de IVA Software Sisgarbe Data última versão: 24-06-2010 Data última versão Base de Dados: Data criação: 01-06-2010 Versão: 1.00 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31

Leia mais

Início rápido. Ahead Software AG

Início rápido. Ahead Software AG Início rápido Ahead Software AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do utilizador Nero Cover Designer e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e são propriedade

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft PowerPoint 2010 Colecção: Software

Leia mais

MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS

MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS MANUAL DO GESTOR DE FINANÇAS Manual de utilização e dicas para que conheça melhor esta nova ferramenta do millenniumbcp.pt.. 1 02 ÍNDICE 03 1 PORQUÊ USAR O GESTOR DE FINANÇAS? 04 2 ADESÃO 04 Como aderir?

Leia mais

Paulo Mota (versão 1.2)

Paulo Mota (versão 1.2) Paulo Mota (versão 1.2) 2007 C.N.E. Núcleo de S. Miguel Departamento de Formação 2 ÍNDICE 1. Aceder à aplicação SIIE... 3 2. Importar dados... 4 2.1. Dados gerais dos elementos... 4 2.2. Dados gerais do

Leia mais

Criação de Páginas Web - MS Word 2000

Criação de Páginas Web - MS Word 2000 Gestão Comercial e da Produção Informática I 2003/04 Ficha de Trabalho N.º 9 Criação de Páginas Web - MS Word 2000 1. Criação de uma página Web (HTML): Escreva o seu texto e introduza as imagens pretendidas

Leia mais

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano

Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano Manual Gespos Passagem de Dados Fecho de Ano ÍNDICE PASSAGEM DE DADOS / FECHO DE ANO... 1 Objectivo da função... 1 Antes de efectuar a Passagem de dados / Fecho de Ano... 1 Cópia de segurança da base de

Leia mais

Transição de POC para SNC

Transição de POC para SNC Transição de POC para SNC A Grelha de Transição surge no âmbito da entrada em vigor, no ano de 2010, do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). O SNC vem promover a melhoria na contabilidade nacional,

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Capítulo 7 Noções de Matemática Financeira 1 O valor do dinheiro no tempo A operação básica da matemática financeira é a operação de empréstimo. Alguém que dispõe de um capital C (chamado de principal),

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1

Excel Avançado 2007 Excel Avançado 2007 1 1 Sumário: 1. Introdução...3 2. Funções...3 2.1 Função SE...4 2.2 Botão Inserir...7 2.3 Novas Funções Condicionais...8 2.4 Aninhando Funções...8 3. Análise de Dados Alternativos...9 3.1 Cenários...9 3.2

Leia mais

Microsoft Windows. Aspectos gerais

Microsoft Windows. Aspectos gerais Aspectos gerais É um sistema operativo desenvolvido pela Microsoft Foi desenhado de modo a ser fundamentalmente utilizado em computadores pessoais Veio substituir o sistema operativo MS-DOS e as anteriores

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais