XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - UNICAMP - Campinas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino - UNICAMP - Campinas - 2012 14"

Transcrição

1 14 TUTORIA VIRTUAL E DOCÊNCIA NA EAD: PROPOSTAS DE FORMAÇÃO Claudia Raimundo Reyes Ana Paula Rodrigues da Silva Marcelo José Araújo Priscila Cristina Fiocco Bianchi Universidade Federal de São Carlos Resumo Impulsionada pelo desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação e pela necessidade social de proporcionar educação aos segmentos da população não servidos pelo sistema presencial de ensino, a educação a distância (EaD) tem contribuído para ampliar o acesso à educação, promovendo a superação das barreiras de espaço e tempo. Essa nova configuração espaço-temporal tem contribuído para a configuração de um novo perfil de docência, a polidocência, na qual um grupo de profissionais desenvolve, colaborativamente, as atividades de ensino. Nessa concepção, destaca-se a figura do tutor virtual, que desempenha importante papel docente no acompanhamento da aprendizagem dos estudantes, dentro da proposta de EaD da UFSCar. Além da formação específica na área de conhecimento da disciplina, entendese que o tutor precisa desenvolver certos saberes e habilidades necessários para a docência na modalidade a distância, o que deu origem a um curso de formação inicial em tutoria virtual. Nele, são desenvolvidos conhecimentos básicos sobre a EaD e sobre a atuação do tutor virtual na modalidade a distância oferecidos pela instituição, além de instrumentalizá-los sobre o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem na função do tutor virtual. No entanto, o processo de acompanhamento e avaliação do trabalho da tutoria realizado por meio de pesquisa, a partir da perspectiva dos estudantes, revelou a necessidade de melhoria de alguns aspectos do trabalho do tutor virtual, sobretudo no que se refere à prática de feedback. Nesse sentido, propostas de formação continuada estão sendo desenvolvidas, visando a melhoria da qualidade da aprendizagem dos alunos. Um curso sobre feedback está em andamento, tendo como objetivo levar o tutor ao aprimoramento e reflexão sobre seu papel, tornando-o capaz de identificar suas potencialidades e utilizar os recursos necessários para elaboração de feedback mais eficazes. Palavras-chave: educação a distância, tutoria virtual, docência, processos de formação. 1. Introdução Atualmente, a educação a distância (EaD) tem contribuído para que pessoas que não tenham condições de frequentar o ensino presencial possam se matricular nos cursos dessa modalidade, beneficiando-se de uma maior flexibilidade para o horário e os locais de estudo. De acordo com o Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005, que regulamenta o Art. 80 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a EaD é uma modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação, que envolve estudantes Livro 2 - p

2 15 e professores no desenvolvimento de atividades educativas em lugares ou tempos diversos (BRASIL, 2005). É nesse sentido que a EaD cada vez mais atende às novas demandas educacionais e, por isso, é considerada uma forma alternativa e complementar para a formação humana. Do surgimento da EaD no Brasil até chegarmos ao modelo aplicado atualmente, com base na utilização das novas tecnologias de informação e comunicação, inúmeras evoluções ocorreram. Segundo Litto e Formiga (2009), a EaD surgiu no Brasil em 1904, com a instalação de escolas profissionalizantes. Nessas escolas eram oferecidos cursos destinados às pessoas desempregadas, especialmente dos setores de comércio e serviços. O envio do material didático era realizado pelos correios e, por isso, o ensino era por correspondência. Posteriormente, outras iniciativas influenciaram a EaD no Brasil, pois a educação passou a ser veiculada, num primeiro momento, por meio de transmissões radiofônicas e, num segundo momento, por meio de transmissões televisivas. Além disso, a partir da década de 1970, a evolução tecnológica das mídias eletrônicas possibilitou o surgimento dos computadores pessoais e sua consequente introdução na vida cotidiana das pessoas. O computador passou a ser utilizado para as mais variadas funções domésticas, entre elas o acesso, a partir da década de 1990, à rede mundial de computadores (a Internet) que possibilitou à EaD se propagar e se consolidar. Com ela foi possível oferecer melhores condições para o desenvolvimento do ensino, tornando as relações de ensino e aprendizagem antes lentas e desestimulantes mais intensas e efetivas. Além da Internet, essa nova forma de ensino dispôs de ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) que permitem uma mediação síncrona e assíncrona entre professor/tutor e aluno e entre os alunos. Para isso, é necessário que os professores incorporem novas possibilidades de comunicação em sua prática pedagógica, de forma a aprender um novo repertório para o desenvolvimento dos seus cursos. Embora ainda existam preconceitos relacionados à EaD, principalmente por haver muitas comparações com a educação na modalidade presencial, percebe-se que a modalidade de educação a distância se modificou com a criação de leis e estabelecimento de normas em âmbito nacional. A LDB 9394/96 conferiu aos cursos da modalidade a distância valor legal equivalente aos cursos presenciais. Conforme o Art. 80, o Poder Público incentivará o Livro 2 - p

3 16 desenvolvimento e a veiculação de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de ensino, e de educação continuada (BRASIL, 1996). Já o Decreto nº 5.622, aprovado em 2005, regulamenta o Art. 80 da LDB de Percebe-se que o incentivo proporcionado pela LDB fez com que a EaD se fortalecesse e se multiplicasse. Nesse cenário, importantes projetos de EaD se desenvolveram no setor público que resultaram no estabelecimento do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Criado pelo Ministério da Educação (MEC), em 2005, esse sistema tem como prioridade a formação de professores para a Educação Básica, com oferta de cursos de licenciatura e de formação continuada. Embora essa seja a prioridade do MEC, também são disponibilizados vários outros cursos superiores em diversas áreas do saber. De modo a promover, por meio da modalidade a distância, acesso ao ensino superior a diferentes regiões do país, a UAB realiza ampla articulação entre universidades, estados e municípios brasileiros. Portanto, o Sistema Universidade Aberta do Brasil fomenta a modalidade de EaD nas instituições públicas de ensino superior, bem como apoia pesquisas em metodologias inovadoras, respaldadas em tecnologias de informação e comunicação. Além disso, incentiva a colaboração entre a União e os entes federativos e estimula a criação de centros de formação permanentes por meio dos polos de apoio presencial em localidades estratégicas. Em síntese, a UAB funciona como um instrumento para a universalização do acesso ao ensino superior e para a requalificação do professor em outras disciplinas fortalecendo a escola no interior do Brasil, fato que minimiza a concentração de oferta de cursos de graduação nos grandes centros urbanos e evita o fluxo migratório para as grandes cidades. A partir dessa necessidade, a universidade ampliou o seu papel no processo de democratização do acesso ao ensino superior público, gratuito e de qualidade, passando a fazer parte das universidades parceiras do Sistema UAB. Em 2007, a Universidade começou a atender alunos de graduação pela modalidade a distância nos cursos de Licenciatura em Educação Musical, Licenciatura em Pedagogia, Bacharelado em Sistemas de Informação, Bacharelado em Engenharia Ambiental e Tecnologia em Produção Sucroalcooleira. Além dos cinco cursos de graduação ofertados nessa modalidade, a universidade também mantém outros projetos em parceria com o MEC, incluindo cursos de extensão, aperfeiçoamento e especialização. O Conselho Universitário, em outubro de 2008, aprovou documento acerca de uma política institucional voltada para a educação a distância e, consequentemente, o regimento de uma Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD), vinculada Livro 2 - p

4 17 diretamente à Reitoria. De acordo com a Resolução do Conselho Universitário, a finalidade desta Secretaria é executar as políticas e apoiar o desenvolvimento e implementação de ações de educação a distância, garantindo a qualidade educacional e do material didático mediante propostas educacionais inovadoras e integração de novas tecnologias de informação e comunicação. A instalação da SEaD ocorreu em janeiro de 2009 e, atualmente, é estruturada em cinco coordenadorias que visam o desenvolvimento de ações de apoio administrativo, técnico e pedagógico voltadas às necessidades dessa modalidade de ensino e aprendizagem. Em termos práticos, a SEaD oferece apoio para um conjunto de ações relacionadas ao planejamento, desenvolvimento e implantação de disciplinas e cursos na modalidade a distância. Os cursos de graduação e especialização nesta modalidade estão vinculados ao Conselho de Graduação (CoG), à Pró-Reitoria de Graduação (ProGrad) e à Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) e são submetidos às mesmas regras que os demais cursos da universidade. 2. Polidocência e tutoria na educação a distância Na educação presencial, a docência é desempenhada, geralmente, por um único professor com seus alunos. Esse educador exerce funções como: planejar a disciplina, organizar os materiais e conteúdos, agrupar e coordenar a turma de alunos, elaborar atividades avaliativas, acompanhar os estudantes, fechar a disciplina etc. Conforme Mill (2010), na EaD a docência ocorre de uma forma diferente. Embora as etapas de planejamento e oferta de uma disciplina sejam as mesmas nas modalidades de EaD ou presencial, a docência na educação a distância é realizada por um grupo de profissionais que, colaborativamente, desenvolvem as atividades do professor. São educadores que exercem os papeis de autores dos conteúdos, organizadores dos materiais e atividades presenciais e virtuais, formadores ou acompanhantes da formação dos estudantes, orientadores de atividades presenciais (grupos de estudos, atividades avaliativas e laboratoriais etc.). Em geral, os programas de formação pela EaD contam com professor autor, professor formador, tutor virtual, tutor presencial, projetistas educacionais (ou DI designer instrucional), além de outros especialistas da Equipe Multidisciplinar (profissionais de audiovisual, revisão pedagógica e linguística, webdesign, webconferência, animação, informática etc.). Dessa forma, o que se faz na educação presencial por um educador em sala de aula física é compartilhado por um grupo de educadores com funções complementares, cada um com sua importância. A esse Livro 2 - p

5 18 conjunto de profissionais que, juntos, compõem a docência na EaD, denomina-se Polidocência (MILL; RIBEIRO; OLIVEIRA, 2010). A polidocência na EaD é realizada da seguinte forma: um professor autor prepara o material didático em algumas mídias (impressa, audiovisual, virtual, conferências em tempo real etc.) e um grupo de tutores virtuais acompanha os alunos nos estudos destes materiais (Ibidem, 2010). A tutoria constitui um dos termos mais controversos da modalidade de educação a distância, tanto na sua terminologia (abarcando concepções diversificadas) quanto nas suas funções e competências (que são variadas e até contraditórias, dependendo da proposta pedagógica do curso e da concepção de tutoria adotada). Esta diversidade de concepções pode ser observada tanto na literatura, como em investigações científicas e práticas cotidianas da tutoria. A concepção de tutor recebe como sinônimos termos do tipo: educador online, mentor, orientador virtual, monitor pedagógico, e formadores, formadores virtuais etc. Como tutoria, há outras variações: tutor presencial, tutor virtual, tutor eletrônico, tutor a distância etc. Entretanto, apesar destas variações nos nomes, todos são compreendidos no que geralmente conhecemos como tutores para EaD. A tutoria é assim vista como a atividade do tutor, isto é, a tutoria é a atividade docente realizada pelo tutor, especialmente no âmbito da educação a distância. Como afirma Maggio (2001), o bom tutor é o bom docente, isto é, aquele que cria propostas de atividades para a reflexão, apoia sua resolução, sugere fontes de informação alternativas, oferece explicações, facilita os processos de compreensão. O tutor guia, orienta, apoia, e nisso consiste seu ensino. O tutor virtual dessa universidade desempenha atividades relacionadas ao acompanhamento, orientação e avaliação do processo de ensino e aprendizagem dos estudantes, ao longo de uma disciplina, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Cabe ao tutor virtual orientá-los no que se refere ao desenvolvimento dos conteúdos e atividades; auxiliar na solução de dúvidas; oferecer retorno das atividades e avaliações realizadas a distância, sempre em sintonia com o professor e o plano de ensino da disciplina, assumindo um importante papel docente. O tutor é um elemento central no processo educacional e, portanto, a qualidade do seu trabalho é primordial para a aprendizagem do estudante. Alguns requisitos são exigidos para o desempenho da função de tutor: formação de nível superior e experiência mínima de um ano no magistério do ensino básico ou superior, ou ter formação pós-graduada, ou estar vinculado a programa de pós- Livro 2 - p

6 19 graduação. Na SEaD, além desses requisitos necessários, outro critério para a seleção dos tutores virtuais é a formação específica na área de conhecimento da disciplina. Para desempenhar seu papel, entende-se que o tutor precisa desenvolver certos saberes e habilidades necessários para a docência na modalidade a distância, de modo que ele possa converter o seu domínio do conteúdo específico da disciplina em aprendizagem para os alunos. Para isso, a SEaD oferece um curso de formação inicial que todos os tutores da instituição devem realizar obrigatoriamente antes de iniciarem suas atividades. 3. Saberes envolvidos na formação inicial do tutor virtual O Curso de Formação em Tutoria Virtual é oferecido pela Coordenadoria de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Profissional (CODAP-SEaD), por meio da plataforma Moodle. Ele tem por objetivo desenvolver junto aos participantes conhecimentos básicos sobre educação a distância e sobre a atuação do tutor virtual nesse modelo de aprendizagem, além de instrumentalizá-los acerca do uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem na função do tutor virtual. Para tanto, o curso está estruturado em seis unidades de conteúdo, ao longo das quais os participantes interagem dentro de uma proposta de ensino e aprendizagem que prioriza a interatividade e o trabalho colaborativo. A primeira unidade do curso apresenta a proposta e a estrutura do programa Universidade Aberta do Brasil no modelo adotado pela universidade, bem como algumas particularidades da educação a distância, com destaque para os conceitos de interatividade e de comunidades virtuais de aprendizagem. Parte-se da concepção de que a integração das novas tecnologias à educação tornou possível a utilização de diferentes recursos para reforçar a interação entre os participantes de um processo educativo. Desse modo, professores e alunos fazem uso de diferentes ferramentas que lhes permitem estabelecer uma comunicação contínua durante todo o processo de formação. Nesse contexto, o conceito de interatividade, que se integra à EaD como nova modalidade comunicacional diante de uma necessidade crescente de não passividade (ORTIZ, 2010, p. 31), encontra-se na base das chamadas comunidades virtuais de aprendizagem. Potencializadas pelos recursos oferecidos por meio dos ambientes virtuais de aprendizagem, elas têm como objetivo específico a aprendizagem e seus participantes desenvolvem estratégias, planos, atividades e papeis para alcançar tal Livro 2 - p

7 20 objetivo. Nessas comunidades, todos os participantes estão potencialmente habilitados para ajudar e apoiar os colegas (LIMA; OLIVEIRA, 2011, p.77). A participação em comunidades virtuais de aprendizagem traz à tona a questão da Netiqueta, que está relacionada aos comportamentos adequados à convivência virtual, pautando-se no respeito, na ética e na cordialidade. Esse tema é explorado na segunda unidade do curso, cujo foco é discutir as mediações das novas tecnologias e a relação técnico-pedagógica de cada recurso do Moodle no acompanhamento e orientação dos estudantes. Nesse sentido, é analisado o potencial pedagógico e formas adequadas de interação dos tutores junto aos alunos nas ferramentas que possibilitam a comunicação coletiva e a socialização de trabalhos realizados pelos participantes (fórum de discussões, chat, wiki, glossário, base de dados), bem como nas ferramentas de produção e avaliação individual do aluno (tarefas, questionário, diário). A terceira unidade é dividida em duas temáticas complementares: primeiro, as singularidades do trabalho docente da tutoria virtual, suas principais funções e os saberes envolvidos na prática da tutoria, dentro da proposta da SEaD; segundo, a identificação do perfil do aluno virtual e, particularmente, do aluno virtual dos cursos de graduação a distância. Particularidades do processo avaliativo dos estudantes nos cursos da modalidade a distância, bem como as normas da instituição específicas para a modalidade, são apresentadas na quarta unidade do curso. Partindo-se de uma concepção de educação centrada no estudante, a avaliação deve necessariamente ser parte integrante do processo de educar, como ação constante de acompanhamento e diagnóstico de diferentes aspectos da relação ensino e aprendizagem vivenciada pelo estudante, integrada ao processo formativo, sistemático e contínuo que leva o docente a julgar as alternativas prévias às tomadas de decisões. Na quinta unidade do curso os participantes conhecem, avaliam e colocam em prática estratégias de feedback para o acompanhamento e orientação do aluno. Na concepção de EaD adotada, o feedback do tutor virtual é fator determinante para a qualidade dos processos educacionais, tendo potencial para promover a melhoria da aprendizagem dos estudantes. Para que isso ocorra, é importante que fatores como tempo, quantidade de informação e, sobretudo, linguagem empregada sejam adequadamente utilizados pelo tutor (ABREU-E-LIMA; ALVES, 2011). Por fim, na sexta e última unidade, são abordados aspectos do gerenciamento do trabalho do tutor virtual, no contexto das relações de docência compartilhada na Livro 2 - p

8 21 disciplina, com destaque para a gestão do tempo de trabalho na realização das diferentes atividades que ocorrem durante o planejamento, a oferta e o fechamento das disciplinas. Ao concluir esse curso de formação, espera-se que os participantes tenham desenvolvido saberes e habilidades básicas necessárias ao trabalho na tutoria virtual nos cursos da modalidade a distância oferecidos pela universidade. 4. Acompanhamento da tutoria virtual: desdobramentos para a formação continuada A fim de empreender ações no sentido de sistematizar o processo de acompanhamento e avaliação do trabalho da tutoria, o grupo de profissionais da Coordenadoria de Processos de Ensino e Aprendizagem (COPEA-SEaD) desenvolveu, em 2011, uma pesquisa com a finalidade de obter indicadores que possibilitassem a construção de um corpo de tutores virtuais cada vez mais comprometido e apto a trabalhar com EaD. A pesquisa, realizada a partir da perspectiva do aluno, tinha os seguintes objetivos: i) verificar a qualidade do trabalho desenvolvido pelos tutores virtuais, considerando os aspectos: frequência, Netiqueta, língua, domínio de conteúdo e feedback; ii) identificar elementos do trabalho do tutor virtual considerados satisfatórios e aspectos que poderiam ser melhorados em sua prática. Com base nos objetivos propostos optou-se pela aplicação de um questionário aos alunos, elaborado na ferramenta LimeSurvey e que foi desenvolvido em parceria com a equipe de técnicos em informática da Coordenadoria de Inovações em Tecnologias na Educação (CITE-SEaD). O instrumento foi aplicado aos alunos dos cinco cursos de graduação, ao final de um bloco de disciplinas que ocorreu de janeiro a abril de 2011, para as turmas ingressantes em 2007, 2008, 2009 e Foi solicitado aos alunos que respondessem de forma anônima oito questões objetivas e duas dissertativas versando sobre pontos centrais no trabalho do tutor virtual que o acompanhou nas disciplinas que estavam se encerrando. Ênfase especial foi dada para o feedback do tutor quatro das oito questões objetivas, o qual, de acordo com a proposta trabalhada, se configura como recurso pedagógico fundamental na EaD. O questionário foi aplicado entre março e abril de 2011 para 1613 alunos dos cinco cursos de graduação. Desse total, 490 estudantes responderam o questionário, garantindo uma taxa de participação de 30%, o que constitui uma amostra significativa. Diferentes procedimentos foram utilizados para a organização dos dados das questões objetivas e dissertativas. Livro 2 - p

9 22 Dos resultados provenientes das questões objetivas pode-se destacar no trabalho do tutor virtual como aspecto que foi mais bem avaliado pelos alunos o uso de Netiqueta 94% consideraram que seus tutores, em suas comunicações, mantiveram um diálogo cordial e incentivador. Quanto aos demais itens, 93% dos estudantes indicaram que os tutores demonstraram domínio sobre o conteúdo específico da disciplina; 91% indicaram que seus tutores foram cuidadosos com a linguagem, expressando-se com clareza, objetividade e correção em suas explicações; e 89% consideraram que os tutores foram frequentes no acesso ao ambiente virtual da disciplina e na interação com os alunos. Quanto ao feedback, os resultados foram os seguintes: 84% condução do processo de aprendizagem de forma satisfatória, orientando sobre dúvidas e enviando feedback relevantes; 82% envio de feedback com propósito motivacional, de forma a manter uma atitude positiva e a oferecer suporte emocional para os problemas e desafios enfrentados durante a disciplina; 83% auxílio para resolver problemas de ordem técnica e organizacional, orientando sobre a navegação no ambiente e procedimentos com relação às provas, exercícios, datas de entrega e orientações gerais; 84% envio de feedback com o propósito de orientação sobre o conteúdo desenvolvido na disciplina, localizando possíveis erros e dando indicações para que o objetivo das atividades fosse atingido. Para a análise das respostas das questões dissertativas, optou-se pela utilização de categorias analíticas. Para esse trabalho foi adotado o critério semântico, criando categorias temáticas que apoiaram a identificação de elementos considerados bem sucedidos no trabalho dos tutores virtuais e aqueles que poderiam ser melhorados, de acordo com a perspectiva dos alunos e tendo como referência a base de conhecimento para a docência proposta por Shulman (1987). A base de conhecimento é composta das seguintes categorias: conhecimento do conteúdo específico (matéria a ser ensinada); conhecimento de conteúdo pedagógico (domínio de uma área específica objetivos, metas, propósitos educacionais, de ensino, manejo de sala); conhecimento pedagógico do conteúdo, que seria um amálgama do conhecimento do conteúdo específico e outros tipos de conhecimento. Este é um conhecimento que é permanentemente construído e corresponde à capacidade do professor de transformar um conteúdo a ser ensinado em conteúdo aprendido pelos alunos (REALI; REYES, 2009, p. 17). No que diz respeito às categorias conhecimento de conteúdo específico e conhecimento de conteúdo pedagógico, essas aparecem apenas como resposta a questão Livro 2 - p

10 23 em que seu tutor já é bom. No entanto, a categoria conhecimento pedagógico do conteúdo está presente nas respostas em que seu tutor deve melhorar. Em outras palavras, os resultados mostram que não basta aos tutores terem o domínio do conteúdo específico e formas de ensinar, mas também é preciso que os tutores saibam converter todo processo em aprendizagem (REYES; BIANCHI; SILVA, 2011, p. 12). Os dados também revelaram alguns aspectos a serem melhorados como: envio de feedback como estratégia de orientação de dúvidas, de conteúdo e de navegação no ambiente virtual de aprendizagem, além do uso do feedback como estratégia de motivação durante a oferta da disciplina. Esse procedimento de avaliação serviu de base para a reflexão sobre a formação dos tutores virtuais, indicando a necessidade de se investir mais profundamente no aspecto feedback aos alunos. Esse ponto foi o que levou a CODAP à realização do curso de formação continuada Feedback: aprimoramento e reflexão sobre o papel da tutoria. Destinado aos tutores virtuais da instituição, o curso tem por objetivo torná-los capazes de identificar suas potencialidades e utilizar os recursos necessários para elaboração de feedback mais eficazes. Estão ainda previstos cursos de formação continuada aos tutores virtuais voltados para o uso da comunicação escrita e para a interação do tutor nas diferentes ferramentas do Moodle. 5. Considerações finais Este trabalho inicia-se com um breve percurso histórico da EaD no Brasil e como essa modalidade de ensino tem se estruturado na universidade. Foi indicada a perspectiva da polidocência como base das concepções adotadas pela SEaD sobre o papel do tutor virtual enquanto profissional que exerce função docente. Dada a natureza da tarefa, entende-se que o tutor necessita de uma formação que garanta, para além do conhecimento do conteúdo específico, o desenvolvimento de saberes relacionados ao conhecimento pedagógico e ao conhecimento pedagógico do conteúdo. Para isso, foram descritos os conteúdos trabalhados durante o curso de formação inicial e apresentados os resultados de uma pesquisa sobre a atuação dos tutores virtuais. Os resultados indicaram a necessidade de melhoria em alguns aspectos, sobretudo na prática do feedback, considerado uma das principais ferramentas de interação da tutoria a distância, ocasião em que o tutor faz uso do seu conhecimento pedagógico do conteúdo. Livro 2 - p

11 24 A partir dessas considerações, estão sendo desenvolvidos pela SEaD cursos de formação continuada para os tutores virtuais com expectativas de que isso se converta na melhoria da qualidade da aprendizagem dos alunos. Referências ABREU-E-LIMA, D. M. de; ALVES, M. N. O feedback e sua importância no processo de tutoria a distância. Pro-Posições, Campinas, v. 22, n. 2, Ago Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=s &lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 04 jan BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 20 dez Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato /2005/decreto/d5622.htm>. Acesso em: 08. abr BRASIL. Decreto nº 5.800, de 08 de junho de Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil UAB. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 09 jun Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato /2006/ Decreto/D5800.htm>. Acesso em: 08 abr BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 dez Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 08 abr LIMA, V. S.; OLIVEIRA, M. R. G. A importância da comunidade virtual de aprendizagem para o aluno da EaD. In: OTSUKA, J. et al. (Org.). Educação a Distância: formação do estudante virtual. São Carlos: EDUFSCar, 2011, p LITTO, F. M.; FORMIGA, M. (Org.). Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, p. MAGGIO, M. O tutor na educação a distância. In: LITWIN, E. (Org.). Educação a distância: temas para o debate de uma nova agenda educativa. Porto Alegre: Artmed, 2001, p MILL, D. Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza do processo de trabalho pedagógico na Educação a Distância. In: MILL, D. R. S.; RIBEIRO, L. R. de C.; OLIVEIRA, M. R. G. de (Org). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EDUFSCar, 2010, p MILL, D. R. S.; RIBEIRO, L. R. de C.; OLIVEIRA, M. R. G. de (Org). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EDUFSCar, p. ORTIZ, C. P. Os espaços de interação no processo de formação de professores num curso de pedagogia na modalidade a distância Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, REALI, A. M. M. R.; REYES, C. R. Reflexões sobre o fazer docente. São Carlos: EDUFSCar, p. 17. REYES, C. R.; BIANCHI, P. C. F.; SILVA, A. P. R. da. A tutoria virtual na perspectiva do aluno. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA, 8., 2011, Ouro Preto, MG. Anais... Ouro Preto: Unirede, Disponível em: <http://lite.dex.ufla.br/esud2011/images/abook_file/91366.pdf>. Acesso em: 04 jan SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, 57 (1), 1987, p Livro 2 - p

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Prof.ª Dr.ª do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICs) NO CONTEXTO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) E O CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM) AVINIO, Carina

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC - Educação a Distância: princípios e orientações. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO CENTRO DE REFENCIA EM FORMAÇÃO E APOIO

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT 1 RESOLUÇÃO CONSU 2015 04 de 14/04/2015 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO PARA TUTORES - PCAT Campus Virtual 2 A. JUSTIFICATIVA A vida universitária tem correspondido a um período cada vez mais

Leia mais

USO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS.

USO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. USO DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS. Elaine Jesus Alves UFT elainealves@uft.edu.br Introdução

Leia mais

SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA

SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA SALAS VIRTUAIS DE COORDENAÇÃO DO AVA MOODLE: ESPAÇOS PRIVILEGIADOS PARA GESTÃO DE DISCIPLINAS, TUTORIA E CURSOS A DISTÂNCIA Ouro Preto/ 05/2014 Biancca Nardelli Schenatz Universidade Federal de Ouro Preto

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo

Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo Formação continuada e Prática Profissional: Um olhar sobre o curso de formação de Ingressantes do Estado de São Paulo Idalise Bernardo Bagé 1 GD6- Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação

Leia mais

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD

FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD 1 FÓRUM: MEIO DE INTERAÇÃO NA EAD Elisangela Lunas Soares UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar elisangela.soares@unicesumar.edu.br Alvaro Martins Fernandes Junior UNICESUMAR Centro Universitário Cesumar

Leia mais

Educação a Distância na UFPR

Educação a Distância na UFPR 1ª JORNADA PARANAENSE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, NA EDUCAÇÃO BÁSICA Educação a Distância na UFPR Profa Dra Glaucia da Silva Brito glaucia@ufpr.br - Núcleo de Educação a Distância da Universidade Federal

Leia mais

PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES A DISTÂNCIA NA ÁREA DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO RESUMO. Maria Iolanda Monteiro Universidade Federal de São Carlos

PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES A DISTÂNCIA NA ÁREA DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO RESUMO. Maria Iolanda Monteiro Universidade Federal de São Carlos PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE EDUCADORES A DISTÂNCIA NA ÁREA DE ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO RESUMO Maria Iolanda Monteiro Universidade Federal de São Carlos mimonteiro@ufscar.br Cláudia Raimundo Reyes Universidade

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Recife PE - Abril 2010 Ivanda Maria Martins Silva - UFRPE martins.ivanda@gmail.com Categoria (Conteúdos e Habilidades) Setor Educacional (Educação

Leia mais

DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA 1 DOCÊNCIA ONLINE: UM ESTUDO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Brasília - DF setembro 2014 Omitido para avaliação Instituição email Classe Investigação Científica Setor Educacional Educação Superior Classificação

Leia mais

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Pedagógica Pós-graduação Epidemiologia Como surgiu a EAD O

Leia mais

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu Ambientação ao Moodle João Vicente Cegato Bertomeu AMBIENTAÇÃO A O MOODLE E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M SAUDE da FAMILIA Sumário Ambientação ao Moodle 21 1. Introdução 25 2. Histórico da EaD 25 3. Utilizando

Leia mais

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC INSTITUTO EDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA IC PRO-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EaD PRO-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO MÓDULO EaD 2013 PROCD Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento

Leia mais

IDENTIDADE DOCENTE NA TUTORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

IDENTIDADE DOCENTE NA TUTORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA IDENTIDADE DOCENTE NA TUTORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA IINTRODUÇÃO Educação a distância (EaD) é uma modalidade de educação na qual aluno e professor estão separados fisicamente, pautada no pressuposto de

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Nara Dias Brito 1 ; Daniel Mill 2 Grupo 2.1. Docência na educação a distância: Formação

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Andréa Tonini José Luiz Padilha Damilano Vera Lucia Marostega Universidade Federal de Santa Maria RS RESUMO A UFSM vem ofertando Cursos de Formação

Leia mais

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA

A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA A FORMAÇÃO INCLUSIVA DE PROFESSORES NO CURSO DE LETRAS A DISTÂNCIA Autor - Juliana ALVES - IFTM 1 Coautor - Andriza ASSUNÇÃO IFTM 2 Coautor - Aparecida Maria VALLE IFTM 3 Coautor - Carla Alessandra NASCIMENTO

Leia mais

A EAD NA UFSCAR: A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA UAB E SUAS ORIENTAÇÕES METODOLÓGICAS

A EAD NA UFSCAR: A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA UAB E SUAS ORIENTAÇÕES METODOLÓGICAS A EAD NA UFSCAR: A IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA UAB E SUAS ORIENTAÇÕES METODOLÓGICAS Secretaria Geral de Educação a Distância Universidade Federal de São Carlos Dezembro de 2010 A) HISTÓRICO O histórico da EaD

Leia mais

data PROJETO DE LEI N 8035/2010. 1 Supressiva 2. Substitutiva 3. Modificativa 4. Aditiva 5. Substitutivo global

data PROJETO DE LEI N 8035/2010. 1 Supressiva 2. Substitutiva 3. Modificativa 4. Aditiva 5. Substitutivo global Página Artigo: 6º Parágrafo: Único Inciso Alínea EMENDA MODIFICATIVA O parágrafo único do Artigo 6º do PL n 8035 de 2010, passa a ter a seguinte redação: Art. 6º... Parágrafo único. O Fórum Nacional de

Leia mais

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN Autor: Anne Charlyenne Saraiva Campos; Co-autor: Emerson Carpegiane de Souza Martins

Leia mais

A tutoria na UFAL. Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL

A tutoria na UFAL. Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL A tutoria na UFAL Mc. Rosana Sarita de Araujo CEDU/CIED/UFAL Quem é o tutor da UFAL? O tutor é o mediador entre: Professor Aluno TUTOR Conteúdo O Núcleo de Tutoria na CIED Sistema de relações internamente

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

PROFESSOR TUTOR - DESAFIOS DE UMA NOVA PROFISSÃO NO CENÁRIO EDUCACIONAL

PROFESSOR TUTOR - DESAFIOS DE UMA NOVA PROFISSÃO NO CENÁRIO EDUCACIONAL PROFESSOR TUTOR - DESAFIOS DE UMA NOVA PROFISSÃO NO CENÁRIO EDUCACIONAL Postado em Jan 03, 2012 Postado por Francilene Duarte Santos PROFESSOR TUTOR DESAFIOS DE UMA NOVA PROFISSÃO NO CENÁRIO EDUCACIONAL

Leia mais

A TUTORIA COMO FORMAÇÃO DOCENTE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A TUTORIA COMO FORMAÇÃO DOCENTE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 A TUTORIA COMO FORMAÇÃO DOCENTE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA São Carlos, 05/2009 Marcia Rozenfeld Gomes de Oliveira UFSCar - maroz.uab@gmail.com Daniel Mill UFSCar - mill@ufscar.br Luis Ribeiro

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: DILEMAS E PERSPECTIVAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MÚSICA

DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: DILEMAS E PERSPECTIVAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MÚSICA DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR: DILEMAS E PERSPECTIVAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MÚSICA Everson Ferreira Fernandes Universidade Federal do Rio Grande do Norte eversonff@gmail.com Gislene de Araújo Alves

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail. Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.com Perspectivas de análise: EAD e mudança Perspectivas de análise:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE Diretoria de Estudos e Acompanhamento das Vulnerabilidades Educacionais Avaliação da Rede de Educação para a Diversidade

Leia mais

SÍNTESE DO PROCESSO EVOLUTIVO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EaD DA UAB-UFSCAR

SÍNTESE DO PROCESSO EVOLUTIVO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EaD DA UAB-UFSCAR 1 SÍNTESE DO PROCESSO EVOLUTIVO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EaD DA UAB-UFSCAR SÃO CARLOS, MAIO/2011 Luiz Marcio Poiani UFSCar lmpoiani@ufscar.br Marilu Pereira

Leia mais

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD Ana Maria Ferreira Carvalho Mariza Russo Nadir Ferreira Alves Nysia Oliveira de Sá CBG/FACC/UFRJ

Leia mais

FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência

FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência FORMANDO PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL relato de experiência Marta Pinheiro¹, Ana Maria Petraitis Liblik² Universidade Federal do Paraná/Setor de Educação ¹mapi@ufpr.br, ²ampliblik@gmail.com Um

Leia mais

CHAMADA INTERNA PARA BOLSISTA UAB/CAPES

CHAMADA INTERNA PARA BOLSISTA UAB/CAPES UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL COORDENAÇÃO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA A DISTÂNCIA CHAMADA INTERNA PARA TUTORES PRESENCIAL

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL

Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Eje temático: EXPERIENCIAS Y ACCIONES CONCRETAS RELACIONADAS CON LA EDUCACIÓN MEDIÁTICA EN EL ÁMBITO DE LA EDUCACIÓN FORMAL Titulo: UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) Autor: Wilson dos Santos Almeida

Leia mais

FAÇA PARTE DESSE GRUPO MANUAL DO TUTOR

FAÇA PARTE DESSE GRUPO MANUAL DO TUTOR FAÇA PARTE DESSE GRUPO MANUAL DO TUTOR MANUAL DO TUTOR EAD Facinter SUMÁRIO Assuntos 1. Introdução 2. O que é o tutor na Facinter Páginas 04 05 3. A importância do trabalho do tutor no processo de educação

Leia mais

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB RESOLUÇÃO INTERNA CEAD Nº 001/2013-CONCENTRO (ALTERADA RES.05/2014) Sistema de Educação a Distância Do CEAD para a oferta do Curso de Pedagogia a Distância/UAB Dispõe sobre a metodologia do Curso de Pedagogia

Leia mais

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL. Brasília DF, 05/2014

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL. Brasília DF, 05/2014 1 A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL Brasília DF, 05/2014 Camila Aparecida de Carvalho Universidade Católica de

Leia mais

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM

ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM ASPECTOS QUALITATIVOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DO CURSO DE PEDAGOGIA EaD DA UFSM AVINIO, Carina de S.¹; ENDERLE, Mariana G.²; VISENTINI, Lucas³. 1 Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação

Leia mais

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD

PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA GESTÃO DE CURSOS EM EaD Maringá PR Maio 2012 Camilla Barreto Rodrigues Cochia CESUMAR camilla.cochia@ead.cesumar.br José Renato de Paula Lamberti

Leia mais

Cet. Base de conhecimento e aprendizagem da docência virtual: um estudo sobre Educação Musical a distância

Cet. Base de conhecimento e aprendizagem da docência virtual: um estudo sobre Educação Musical a distância Cet revista contemporaneidade educação e tecnologia revista contemporaneidad educacion y tecnologia contemporaneity, education and technology magazine Base de conhecimento e aprendizagem da docência virtual:

Leia mais

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli

Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Projeto de Implantação do Núcleo Tecnológico de Educação Aberta - NTEA Prof. Me. Gilson Aparecido Castadelli Ourinhos - 2012 2 1- DADOS GERAIS 1.1 UNIDADE EXECUTORA FIO - FACULDADES INTEGRADAS DE OURINHOS

Leia mais

Formação docente em serviço para o ensino presencial e a distância. Estudo de caso da UnisulVirtual

Formação docente em serviço para o ensino presencial e a distância. Estudo de caso da UnisulVirtual Formação docente em serviço para o ensino presencial e a distância. Estudo de caso da UnisulVirtual Linhas de ação Cursos a distância - Graduação, Pós- Graduação e Extensão; Disciplinas a Distância DAD

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

Projeto de Design Instrucional

Projeto de Design Instrucional Projeto de Design Instrucional Curso: Educação Financeira Modalidade: EaD on-line o que é Design Instrucional? A ação institucional e sistemática de ensino, que envolve o planejamento, o desenvolvimento

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO,

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, Juliana Cordeiro Soares Branco CEFET MG Juliana.b@ig.com.br OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales CEFET MG mariarita2@dppg.cefetmg.br

Leia mais

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO AMBIENTE VIRTUAL AS VANTAGENS DESSA MODERNA SISTEMÁTICA DO ENSINO SÃO: O PAPEL DO ALUNO PROFESSOR TUTOR AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM ACESSO AO AMBIENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ

AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ AVALIAÇÃO DOS COMPONENTES CURRICULARES NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL DOS CURSOS RECONHECIDOS DA UNOCHAPECÓ Marcela do Prado 1 Juliane Fernanda Kuhn 2 Resumo: O presente artigo aborda a avaliação dos componentes

Leia mais

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792

ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 ÀGORA, Porto Alegre, Ano 3, jan/jun.2012. ISSN 2175-3792 70 A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O USO DE AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA Rita de Cássia Viegas dos Santos

Leia mais

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO Carlos Eduardo Rocha dos Santos Universidade Bandeirante Anhanguera carlao_santos@yahoo.com.br Oswaldo

Leia mais

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EAD DA UAB-UFSCAR

ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EAD DA UAB-UFSCAR 1 ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL NA MODALIDADE EAD DA UAB-UFSCAR SÃO CARLOS/SP, MAIO/2012 Marilu Pereira Serafim Parsekian UFSCar mparsekian@gmail.com Luiz Marcio Poiani UFSCar

Leia mais

A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades de Extensão Universitária

A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades de Extensão Universitária Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 A Construção de Categorias e Indicadores para Avaliação Institucional de Cursos, Projetos e Atividades

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação Ambiente Virtual As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 Aprova a Reformulação do Regimento da Educação a Distância O Reitor da Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 25 do Estatuto da Universidade

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Curso de Especialização em Saúde da Família

Curso de Especialização em Saúde da Família MÓDULO: FAMILIARIZAÇÃO TECNOLÓGICA COM EAD UNIDADE 03 DOCÊNCIA E TUTORIA NA EAD Prof. Msc Rômulo Martins 2.1 Introdução A Educação a Distância, por meio dos inúmeros recursos didáticos e tecnológicos,

Leia mais

Um modo de ser. em educação a distância. dinâmica do meio educacional

Um modo de ser. em educação a distância. dinâmica do meio educacional dinâmica do meio educacional 1 :: marilú fontoura de medeiros professora doutora em Educação/UFRGS Um modo de ser em educação a distância Percorrer o atual contexto da Educação a Distância é trilhar um

Leia mais

A RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO E O PROCESSO DE INTERAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO E O PROCESSO DE INTERAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 13 A RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO E O PROCESSO DE INTERAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Marcia Maria Previato de Souza Professora do Centro Universitário de Maringá PR marciapreviato@cesumar.br João Luiz Gasparin

Leia mais

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação 2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO Porto Velho - RO - 03/2010 Sara Luize Oliveira Duarte, Universidade de Taubaté, saralod@msn.com Walace

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD

CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD 1 CONTRIBUIÇÕES PARA UMA APRENDIZAGEM ATIVA E COLABORATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA EM EaD Resende - RJ - Abril - 2014 Miguel Carlos Damasco dos Santos Associação Educacional Dom Bosco contato@profdamasco.site.br.com

Leia mais

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação - Modalidade a Distância Coordenação FACULDADE DE INFORMÁTICA - FACIN Profa. Dr. Adriana Beiler FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Profa. Msc. Sônia

Leia mais

DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009

DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009 1 DESIGN INSTRUCIONAL: APLICABILIDADE DOS DESENHOS PEDAGÓGICOS NA EAD ON-LINE BRASILIA-DF, MAIO, 2009 Karine Xavier Freire Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal karine.xavier@gmail.com Categoria

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEaD. Gerente: Liane Dal Molin Wissmann

COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEaD. Gerente: Liane Dal Molin Wissmann COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEaD Gerente: Liane Dal Molin Wissmann O ano de 2012 foi um período importante para a consolidação do modelo EaD da Unijuí, em especial pelos processos de Reconhecimento

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Dúvidas e Suporte

Leia mais

A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS TUTORES PRESENCIAIS DO POLO UAB DE FLORIANÓPOLIS: POSSIBILIDADES DE QUALIFICAÇÃO DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM.

A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS TUTORES PRESENCIAIS DO POLO UAB DE FLORIANÓPOLIS: POSSIBILIDADES DE QUALIFICAÇÃO DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM. A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS TUTORES PRESENCIAIS DO POLO UAB DE FLORIANÓPOLIS: POSSIBILIDADES DE QUALIFICAÇÃO DO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM. Resumo Fabiana Gonçalves¹ Prefeitura de Florianópolis Grupo de

Leia mais

Institucionalização da EaD no ensino superior: desafios e estratégias

Institucionalização da EaD no ensino superior: desafios e estratégias Institucionalização da EaD no ensino superior: desafios e estratégias Profa. Dra. Denise Martins de ABREU E LIMA Coordenação UAB-UFSCar Presidente do Fórum de Coordenadores UAB Sistema UAB O que é e como

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

José Severino da Silva UFPE js.pedagogo@gmail.com. Julho 2011. Educação Media e Tecnologia. Sistemas e Instituições. Descrição de Projeto em Andamento

José Severino da Silva UFPE js.pedagogo@gmail.com. Julho 2011. Educação Media e Tecnologia. Sistemas e Instituições. Descrição de Projeto em Andamento 1 O TRABALHO DO PROFESSOR-TUTOR NOS CURSOS A DISTÂNCIA: UM OLHAR SOBRE A REGULAMENTAÇÃO E A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DOCENTE EM ALGUMAS IES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO Julho 2011 José Severino da Silva UFPE

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA DIRETRIZES GERAIS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO O Estágio Curricular foi criado pela Lei 6.494, de 7 de dezembro de 1977 e regulamentado pelo Decreto 87.497, de 18 de agosto

Leia mais

A tutoria na Educação a Distância

A tutoria na Educação a Distância XII Workshop NPT em Educação a Distância A tutoria na Educação a Distância AMALI DE ANGELIS MUSSI UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UEFS 06 de novembro de 2015 TUTORIA... QUANDO PENSAMOS EM PRÁTICAS

Leia mais

O PAPEL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL NO CUMPRIMENTO DAS METAS DO PNE 2014-2024: POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES

O PAPEL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL NO CUMPRIMENTO DAS METAS DO PNE 2014-2024: POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES 1 O PAPEL DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL NO CUMPRIMENTO DAS METAS DO PNE 2014-2024: POTENCIALIDADES E FRAGILIDADES São Paulo, 12 de Junho de 2015 Rafael Dias de Souza Ferreira - Universidade Federal

Leia mais

GESTÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM EAD: POTENCIALIDADE DAS FERRAMENTAS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO. Maio de 2009

GESTÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM EAD: POTENCIALIDADE DAS FERRAMENTAS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO. Maio de 2009 GESTÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM EAD: POTENCIALIDADE DAS FERRAMENTAS DE PESQUISA E AVALIAÇÃO Maio de 2009 Elena Maria Mallmann UFSC elena@ead.ufsc.br Categoria (C- Métodos e Tecnologias) Setor Educacional

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições:

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: 1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Para os propósitos deste documento são aplicáveis as seguintes definições: Professor-autor é aquele que possui pleno domínio da área

Leia mais

PIBID DE FÍSICA MODALIDADE EAD- FUNCIONAMENTO, DESAFIOS E PERSPECTIVAS Patricia Martins Guarda Regina Lelis de Sousa

PIBID DE FÍSICA MODALIDADE EAD- FUNCIONAMENTO, DESAFIOS E PERSPECTIVAS Patricia Martins Guarda Regina Lelis de Sousa PIBID DE FÍSICA MODALIDADE EAD- FUNCIONAMENTO, DESAFIOS E PERSPECTIVAS Patricia Martins Guarda Regina Lelis de Sousa Resumo Este trabalho consiste no relato de experiência de coordenadores de área do Programa

Leia mais

ESCOLA DE GESTORES CEARÁ

ESCOLA DE GESTORES CEARÁ ESCOLA DE GESTORES CEARÁ Fortaleza 18 de Maio de 2009 Karla Colares Vasconcelos Universidade Federal do Ceará karlinha@virtual.ufc.br Marcos Dionísio Ribeiro do Nascimento Universidade Federal do Ceará

Leia mais

A IMPLANTAÇÃO DA EAD NA UFVJM: MOVIMENTOS VIVENCIADOS

A IMPLANTAÇÃO DA EAD NA UFVJM: MOVIMENTOS VIVENCIADOS A IMPLANTAÇÃO DA EAD NA UFVJM: MOVIMENTOS VIVENCIADOS RAMALHO, Mara Lúcia 1 - UFVJM REIS, Arlete Barbosa 2 UFVJM FERNANDES, Eduardo Gomes 3 - UFVJM Grupo de Trabalho Políticas Públicas, Avaliação e Gestão

Leia mais

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES 1 A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES São Paulo SP 04/2015. Juliana Moraes Marques Giordano USP julianagiordano@usp.br 2.1.1. Classe: Investigação Científica

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros 7 e 8 de maio de 2015 Encontro de integração das Escolas da Magistratura 1 Tema: Sistema de Gestão da EaD Práticas e desafios do

Leia mais

FAQ Estude Sem Dúvidas

FAQ Estude Sem Dúvidas FAQ Estude Sem Dúvidas Núcleo de Educação a Distância Faculdade Flamingo São Paulo Atualizado em: Outubro/2015 2 Estude sem dúvidas FAQ para os alunos de Pedagogia Presencial Caros alunos e alunas do curso

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO 2013 A Universidade

Leia mais

Possibilidades de Interação e Aprendizagem em AVA na Formação Continuada de Professores de Matemática de Salas de Tecnologia

Possibilidades de Interação e Aprendizagem em AVA na Formação Continuada de Professores de Matemática de Salas de Tecnologia Possibilidades de Interação e Aprendizagem em AVA na Formação Continuada de Professores de Matemática de Salas de Tecnologia Agnaldo de Oliveira 1 Suely Scherer 2 Resumo Este artigo apresenta alguns aspectos

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DO CAMPO COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA EJA CAMPO/ECOSOL Nível: Especialização Modalidade: Presencial / A distância Parte 1 Código / Área Temática 34/Educação de Jovens e

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque Ana Carolina Guedes Mattos 1 Luciana de Almeida Cunha 2 Priscila Silva Schröder 3 Adriana Rocha Bruno (orientadora)

Leia mais

PROJETO CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EAD Para atendimento a demandas específicas de instituições, sistemas municipais e estaduais

PROJETO CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EAD Para atendimento a demandas específicas de instituições, sistemas municipais e estaduais PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE GESTORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA PROGED PROJETO CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EAD Para atendimento a demandas específicas de instituições, sistemas municipais e estaduais

Leia mais

Planejamento Anual - 2014

Planejamento Anual - 2014 Planejamento Anual - 2014 Tutor Email SILVANA SOUZA SILVEIRA silvana.silveira@pucrs.br Informações do Planejamento Planejamento quanto à participação/contribuição do (a) tutor (a) nas atividades e na formação

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

ENSINO PROFISSIONALIZANTE A DISTÂNCIA E AS PERPECTIVAS DE INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL

ENSINO PROFISSIONALIZANTE A DISTÂNCIA E AS PERPECTIVAS DE INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL ENSINO PROFISSIONALIZANTE A DISTÂNCIA E AS PERPECTIVAS DE INCLUSÃO DIGITAL E SOCIAL Resumo Cláudia Luíza Marques 1 - IFB Grupo de Trabalho - Diversidade e Inclusão Agência Financiadora: não contou com

Leia mais

A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1

A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1 A DISCIPLINA DE LIBRAS NA EAD NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFJF: O MOODLE COMO RECURSO DIDÁTICO* 1 Camila Ribeiro Lisboa Ferreira Universidade Federal de Juiz de Fora RESUMO: Neste trabalho, apresentamos como

Leia mais

Educação a Distância: Opção Estratégica para Expansão do Ensino Superior Anaci Bispo Paim

Educação a Distância: Opção Estratégica para Expansão do Ensino Superior Anaci Bispo Paim Educação a Distância: Opção Estratégica para Expansão do Ensino Superior Anaci Bispo Paim Conselheira do Conselho Nacional de Educação Câmara de Educação Superior EAD NO BRASIL 1ª Fase: Década de 60 Ensino

Leia mais