DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS INGLÊS/PORTUGUÊS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS INGLÊS/PORTUGUÊS"

Transcrição

1 DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS INGLÊS/PORTUGUÊS TERMO INGLÊS TERMO PORTUGUÊS A ABC CLASSIFICATION ACCEPTANCE ACCESSIBILITY ACCORDION ROLLER CONVEYOR ACCUMULATING ACCURACY ACKNOWLEDGEMENT OF DELIVERY ACKNOWLEDGEMENT OF RECEIPT ACTIVE INVENTORY ACTIVITY BASED COSTING ACTIVITY PLANNING ADDED VALUE ADDITIONAL PRODUCT DOCUMENTATION ADVANCED CHARGE CLASSIFICAÇÃO ABC ACEITE ACESSIBILIDADE TRANSPORTADOR CONTÍNUO EXTENSÍVEL ACUMULAÇÃO ACURÁCIA CONFIRMAÇÃO DE ENTREGA CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO ESTOQUE ATIVO CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES PLANEJAMENTO DE ATIVIDADE VALOR AGREGADO DOCUMENTAÇÃO ADICIONAL DE PRODUTO COBRANÇA ANTECIPADA ADVANCED PLANNING SYSTEMS SISTEMA DE PLANEJAMENTO AVANÇADO ADVANCED SHIPMENT NOTIFICATION (ASN) AVISO ANTECIPADO DE EMBARQUE

2 ADVANCED SUPPLY CHAIN MANAGEMENT AGGREGATE FORECAST AGGREGATE PLANNING AGGREGATED STOCK AHEAD SCHEDULING AIR FREIGHT FORWARDER AIRCARGO TERMINAL AIRPORT AIRWAY BILL AIRWAY TRANSPORTATION AISLE ALL TIME ORDER ALLOCATED STOCK ALLOCATION ALLOWANCE ALL-TIME ORDER ALTERNATIVE ROUTING ANTICIPATED DELAY REPORT ANTICIPATION INVENTORY AQUISITION ANNUAL COST AQUISITION COST GERENCIAMENTO AVANÇADO DA CADEIA DE ABASTECIMENTO PREVISÃO AGREGADA PLANEJAMENTO AGREGADO ESTOQUE AGREGADO PROGRAMAÇÃO À FRENTE EXPEDIDOR DE FRETE AÉREO TERMINAL DE CARGA AÉREA AEROPORTO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE AÉREO TRANSPORTE AÉREO CORREDOR PEDIDO FINAL ESTOQUE FINAL ALOCAÇÃO ABATIMENTO PEDIDO FINAL ROTEIRO ALTERNATIVO RELATÓRIO DE ATRASO PREVISTO ESTOQUE DE ANTECIPAÇÃO CUSTO ANUAL DE AQUISIÇÃO CUSTO DE AQUISIÇÃO ARTICLE DANGEREUX DE ROUTE TRANSPORTE DE ARTIGO PERIGOSO

3 AS SOON AS POSSIBLE (ASAP) ASSEMBLE TO ORDER ASSEMBLY ASSORTING ATTAINABLE CUBIC FEET AUTHORIZED DEVIATION AUTOMATED GUIDED VEHICLE (AGV) AUTOMATED STORAGE/RETRIEVAL SYSTEM (AS/RS) AUTOMATIC SORTATION AUTOMATION AUTOMATION IDENTIFICATION SYSTEM AVAILABILITY AVAILABLE STOCK AVAILABLE-TO-PROMISE AVERAGE DEVIATION AVERAGE INVENTORY AXLE LOAD TÃO LOGO QUANTO POSSÍVEL MONTAGEM SOB ENCOMENDA MONTAGEM CLASSIFICAÇÃO ESPAÇO CÚBICO PERMITIDO DESVIO AUTORIZADO VEÍCULO AUTOMATICAMENTE GUIADO SISTEMA DE ESTOCAGEM/ RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA SEPARAÇÃO AUTOMÁTICA AUTOMAÇÃO SISTEMA AUTOMÁTICO DE IDENTIFICAÇÃO DISPONIBILIDADE ESTOQUE DISPONÍVEL DISPONÍVEL PARA PROMESSA DESVIO MÉDIO ESTOQUE MÉDIO CARGA SOBRE EIXO

4 B BACK ORDER BACK SCHEDULING BACKFLUSHING BACKHAULING BACKLOG BACKWARD INTEGRATION BAR CODING BARGE BASE STOCK BASIC STRUCTURE OF GOODS FLOW BATCH BATCH MANUFACTURING BATCH NUMBER BATCH PICKING BATCH PROCESSING BAY BELT BERTH BERTH CARGO BEST OF BREED BEST PRACTICES PEDIDO EM ATRASO PROGRAMAÇÃO RETROATIVA BAIXA POR EXPLOSÃO VIAGEM DE RETORNO PEDIDO PENDENTE INTEGRAÇÃO REVERSA CÓDIGO DE BARRAS BARCAÇA ESTOQUE DE BASE ESTRUTURA BÁSICA DE FLUXO DE PRODUTOS LOTE FABRICAÇÃO EM LOTE NÚMERO DE LOTE SEPARAÇÃO EM LOTE PROCESSAMENTO POR LOTE BAIA CORREIA ANCORADOURO LASTRO MELHOR DA CLASSE MELHORES PRÁTICAS

5 BILL OF LABOUR BILL OF LADING BILL OF MATERIALS BILLING BILLING TERMINAL BIMODAL DISTRIBUTION BIN BIN STORAGE BLANKET PURCHASE ORDER BLEND ORDER BLOCK LAYOUT BLOCK SCHEDULING BLOCK STACKING BLOCKING BONDED WAREHOUSE BORDEREAU BOTTLENECK BOUNDED BOX BREAK-BULK BREAKBULK CARGO BREAK-EVEN-POINT BREAKING-DOWNTIME LISTA DE TRABALHO CONHECIMENTO DE EMBARQUE LISTA DE MATERIAIS FATURAMENTO TERMINAL DE FATURAMENTO DISTRIBUIÇÃO BIMODAL ESCANINHO ESTOCAGEM EM CONTENEDORES PEDIDO DE COMPRA EM ABERTO ORDEM DE MISTURA LAYOUT DE BLOCOS PROGRAMAÇÃO POR BLOCOS BLOCAGEM CALÇO ARMAZÉM ALFANDEGADO ROMANEIO GARGALO RETIDO CAIXA FRACIONAMENTO DE CARGA CARGA GERAL PONTO DE EQUILÍBRIO TEMPO DE REABILITAÇÃO

6 BREAK-OUT AREA BREEDER BILL OF MATERIAL BRIDGE SHIPMENT BROKEN STOWAGE BUCKETED SYSTEM BUCKETLESS SYSTEM BUDGET BUFFER BUFFER INVENTORY BUFFER MANAGEMENT BUILT TO ORDER BULK CARGO BULK CARRIER BULK CONTAINER BULK STORAGE BULK UNITIZATION CHARGE BURDEN BUSINESS PLAN BUSINESS PLANNING ÁREA DE QUEBRA LISTA DE MATERIAL REGENERADORA REDESPACHO PERDA DE ESTIVA SISTEMA DE PLANEJAMENTO SINCRONIZADO SISTEMA DE PLANEJAMENTO DEFASADO ORÇAMENTO PULMÃO ESTOQUE-PULMÃO GERENCIAMENTO DO PULMÃO CONSTRUÍDO SOB ENCOMENDA CARGA A GRANEL GRANELEIRO CONTÊINER GRANELEIRO ESTOCAGEM A GRANEL TARIFA DE UNITIZAÇÃO DE CARGA A GRANEL ENCARGOS PLANO DO NEGÓCIO PLANEJAMENTO DO NEGÓCIO

7 C CABOTAGE CAGED STORAGE CALCULATED CAPACITY CALL CENTER CALL-OF ORDER CALL-OFF LIST CALL-OFF QUANTITY CALL-OFF SYSTEM CANTILEVER RACK CAPACITY CONSTRAINT RESOURCE CAPACITY MANAGEMENT CAPACITY PLANNING CAPACITY SIMULATION CAPTIVE PALLET CARGO CARGO DECLARATION CARGO MANIFEST CARRIAGE AND INSURANCE PAID TO CARRIAGE PAID TO CARRIER CARRIER HAULAGE CABOTAGEM ESTOCAGEM DE ACESSO CONTROLADO CAPACIDADE CALCULADA CENTRAL DE ATENDIMENTO PEDIDO A PRAZO FIXO LISTA DE PEDIDO A PRAZO FIXO QUANTIDADE A PRAZO FIXO SISTEMA DE PEDIDOS A PRAZO FIXO ESTRUTURA DE BRAÇOS EM BALANÇO RECURSO COM RESTRIÇÃO DE CAPACIDADE GERENCIAMENTO DA CAPACIDADE PLANEJAMENTO DA CAPACIDADE SIMULAÇÃO DA CAPACIDADE PÁLETE CATIVO CARGA CARGA DECLARADA MANIFESTO DE CARGA TRANSPORTE E SEGURO PAGO ATÉ TRANSPORTE PAGO ATÉ TRANSPORTADORA DESPESA COM TRANSPORTE

8 CARRIER LIABILITY CASCADING YIELD LOSS CASH AGAINST DOCUMENTS CASH BEFORE DELIVERY CASH COLLECTION SHIPMENT CASH ON DELIVERY CATEGORY MANAGEMENT CELL CELLULAR MANUFACTURING CENTRALIZED PURCHASING CHANGEOVER COST CHARTER PARTY CHARTERER CLEARED WITHOUT EXAMINATION RESPONSABILIDADE DO TRANSPORTADOR ACÚMULO DE PERDAS DE RENDIMENTO PAGAMENTO CONTRA ENTREGA DE DOCUMENTO PAGAMENTO ANTES DA ENTREGA PAGAMENTO CONTRA EXPEDIÇÃO PAGAMENTO CONTRA ENTREGA GERENCIAMENTO DE CATEGORIA CÉLULA MANUFATURA CELULAR COMPRA CENTRALIZADA CUSTO DE MUDANÇA DE FABRICAÇÃO CONTRATO DE FRETAMENTO FRETADOR LIBERADO SEM INSPEÇÃO CLOSED DISTRIBUTION SYSTEM SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO FECHADA COLECT ON DELIVERY COLLABORATIVE EVENT MANAGEMENT CO-LOAD COMBI COMBINATION JOIN RATE COMBINED TRANSPORT COBRANÇA NA ENTREGA GERENCIAMENTO DE EVENTO COLABORATIVO CARGA COMBINADA AVIÃO MISTO TARIFA COMBINADA DE TRANSPORTE TRANSPORTE COMBINADO

9 COMPUTER AIDED DESIGN (CAD) PROJETO AUXILIADO POR COMPUTADOR CONDITIONING CONFIGURATION CONFIRMATION OF DISPATCH CONSIGNMENT NOTE CONSOLIDATED BILL OF LOADING CONSOLIDATION POINT CONTAINERIZED LOAD CONTIGENCE PLAN CONTINUOUS REPLENISHMENT CONTINUOUS REPLENISHMENT CAPABILITY CONTRACT LOGISTIC CONTRIBUTION MARGIN CONVEYOR CO-OPETITION COORDINATED TRANSPORTATION COST AND FREIGHT COST, INSURANCE, FREIGHT (CIF) COUNT POINT COUNT POINT BACKFLUSH CRANE ACONDICIONAMENTO CONFIGURAÇÃO CONFIRMAÇÃO DE DESPACHO CONHECIMENTO DE CARGA CONHECIMENTO DE EMBARQUE CONSOLIDADO PONTO DE CONSOLIDAÇÃO CARGA CONTEINERIZADA PLANO DE CONTINGÊNCIA REABASTECIMENTO CONTÍNUO CAPACIDADE CONTÍNUA DE ABASTECIMENTO LOGÍSTICA CONTRATADA MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO TRANSPORTADOR CONTÍNUO CO-OPETIÇÃO TRANSPORTE COORDENADO CUSTO E FRETE CUSTO, SEGURO, FRETE PONTO DE CONTAGEM BAIXA NO PONTO DE CONTAGEM GUINDASTE

10 CRITICAL RATIO CUSTOM CUSTOMER PICK-UP CUSTOMER SERVICE CUT-OFF PROCEDURE CUT-OFF TIME CYCLE TIME CYCLICAL INVENTORY ÍNDICE DE CRITICIDADE ADUANA RETIRADA POR CONTA DO CLIENTE SERVIÇO AO CLIENTE PROCEDIMENTO DE CORTE TEMPO DE CORTE TEMPO DE CICLO INVENTÁRIO CÍCLICO

11 D DECLARED VALUE DE-CONSOLIDATION CENTER DEDICATED CONTRACT CARRRIAGE DELAY RATE DELIVERY SPEED DEMAND FORECASTING UNIT DEMAND PLAN DEMONSTRATED CAPACITY DIMENSIONAL WEIGHT DIRECT LOAD DIRECT SUPPLY DISCRETE PICKING DISPATCH LIST DISPATCHING DISTRIBUTION CHANNEL DISTRIBUTION LOGISTIC DISTRIBUTION NETWORK DISTRIBUTION REQUIREMENTS PLANNING DISTRIBUTION WAREHOUSE DOCK RECEIPT DOCK-TO-STOCK TIME VALOR DECLARADO CENTRO DE DESCONSOLIDAÇÃO TRANSPORTE CONTRATADO DEDICADO ÍNDICE DE FILA RAPIDEZ DE ENTREGA UNIDADE DE PREVISÃO DE DEMANDA PLANO DE DEMANDA CAPACIDADE DEMONSTRADA PESO DIMENSIONAL CARGA DIRETA ABASTECIMENTO DIRETO SEPARAÇÃO DISCRETA LISTA DE LIBERAÇÃO LIBERAÇÃO CANAL DE DISTRIBUIÇÃO LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO REDE DE DISTRIBUIÇÃO PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE DISTRIBUIÇÃO ARMAZÉM DE DISTRIBUIÇÃO RECIBO DE DOCA TEMPO DA DOCA AO ESTOQUE

12 DOLLY DOWN TIME DRAUGHT DRIVEWAY ACCESS DRUM-BUFFER-ROPE DRY PORT DUNNAGE DURABLE PRODUCTS ROMEU E JULIETA TEMPO DE PARADA CALADO RAMPA NIVELADORA TAMBOR-PULMÃO-CORDA PORTO SECO SEPARADOR BENS DE CONSUMO DURÁVEIS

13 E ECHELON CHANNEL CANAL ESCALONADO ECONOMIC LOGISTIC QUANTITY QUANTIDADE LOGÍSTICA ECONÔMICA ECONOMIC VALUE ADDED (EVA) VALOR ECONÔMICO AGREGADO EFFICIENT CONSUMER RESPONSE (ECR) ELETRONIC DATA INTERCHANGE (EDI) EXCHANGE PALLET EXPEDITE EXPERIMENTAL ORDER EXTENDED SUPPLY CHAIN RESPOSTA EFICIENTE AO CONSUMIDOR INTERCÂMBIO ELETRÔNICO DE DADOS PÁLETE DE INTERCÂMBIO AGILIZAR PEDIDO EXPERIMENTAL CADEIA DE ABASTECIMENTO ESTENDIDA

14 F FACILITY FAST MOVER FASTENER FEEDER SERVICE FEEDER SHIP FERRYBOAT FILL-IN ORDER FINAL ASSEMBLY SCHEDULE FIRST FINISH DATE FIRST PICK RATIO FIRST TIME DATE FIRST TO EXPIRE FIRST OUT (FEFO) FIRST-COME-FIRST-SERVED FIRST-IN-FIRST-OUT (FIFO) FIRST-IN-LAST-OUT (FILO) FIXED ORDER QUANTITY FLAT BILL OF MATERIAL FLEET FLEET MONITORING FLEXIBLE CAPACITY INSTALAÇÃO ALTO GIRO PRENDEDOR SERVIÇO DE ABASTECIMENTO NAVIOS DE ABASTECIMENTO BALSA PEDIDO EM ATENDIMENTO PROGRAMA DE MONTAGEM FINAL PRIMEIRA DATA DE TÉRMINO ÍNDICE DE PRIMEIRA SEPARAÇÃO PRIMEIRA DATA DE VENCIMENTO PRIMEIRO A EXPIRAR, PRIMEIRO A SAIR PRIMEIRO A CHEGAR, PRIMEIRO A ATENDER PRIMEIRO A ENTRAR, PRIMEIRO A SAIR PRIMEIRO A ENTRAR, ÚLTIMO A SAIR SISTEMA DE PEDIDO COM QUANTIDADE FIXA LISTA DE MATERIAL ABERTA FROTA MONITORAMENTO DA FROTA CAPACIDADE FLEXÍVEL

15 FLEXIBLE SCHEDULE FLEXTIME FLOATING ORDER POINT FLOOR READY MERCHANDISE FOLLOW UP FORECASTING FORTH PART LOGISTICS FORTY FOOT EQUIVALENT UNIT (FEU) FORWARD ORDER FORWARDING FREE ASTRAY FREE CARRIER FREE ON TRUCK FREE TRADE ZONE FREEPORT FULL CONTAINER LOAD FULL PEGGING FULL TRUCK LOAD FUNCTIONAL LAYOUT FUTURE ORDER PROGRAMA FLEXÍVEL HORÁRIO FLEXÍVEL PONTO DE PEDIDO FLUTUANTE MERCADORIA PRONTA NO CHÃO ACOMPANHAMENTO PREVISÃO QUARTEIRIZADOR LOGÍSTICO UNIDADE EQUIVALENTE A QUARENTA PÉS PEDIDO ANTECIPADO ANTECIPAÇÃO DE EXPEDIÇÃO LISTA DE EXTRAVIO TRANSPORTADORA ISENTA DE TAXA LIVRE SOBRE O VEÍCULO ZONA DE LIVRE COMÉRCIO PORTO LIVRE CARGA COMPLETA DE CONTEINER RASTREAMENTO COMPLETO CARGA COMPLETA DE CAMINHÃO LAYOUT FUNCIONAL PEDIDO FUTURO

16 G GANGWAY GANTRY CRANE GANTT CHART GENERAL CARGO PRANCHA PÓRTICO GRÁFICO DE GANTT CARGO GERAL GENERAL COMMODITY CARRIER TRANSPORTADORA DE CARGA GERAL GIPSY GLOBAL POSITIONING SYSTEM (GPS) GLOBAL SOURCING GLOBAL SUPPLYING COST GOOD MANUFACTURING PRACTICE (GMP) GOODS MOVEMENT GRAVITY LIVE STORAGE GROSS REQUIREMENT GROSS SALE GROSS WEIGHT GROUPED PICKING GROUPING GUS CLASSIFICATION CARRETEIRO SISTEMA DE POSICIONAMENTO GLOBAL FORNECIMENTO GLOBAL CUSTO GLOBAL DE FORNECIMENTO BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO MOVIMENTAÇÃO DE PRODUTOS ESTOCAGEM POR GRAVIDADE NECESSIDADE BRUTA VENDA DE BRUTA PESO BRUTO SEPARAÇÃO AGRUPADA AGRUPAMENTO CLASSIFICAÇÃO DE GUS

17 H HAND HELD TERMINAL HANDLING HAZARDOU MATERIAL HISTOGRAM HOLD ORDER HOLDING COST HORIZONTAL CAROUSEL HUB AIRPORT HYBRID INVENTORY SYSTEM TERMINAL PORTÁTIL MANUSEIO MATERIAL PERIGOSO HISTOGRAMA PEDIDO SUSPENSO CUSTO DE POSSE CARROSSEL HORIZONTAL AEROPORTO HUB SISTEMA DE ESTOQUE HÍBRIDO

18 I IMPORTATION POINT IN TRANSIT STOCK INACTIVE INVENTORY INBOND INBOUND LOGISTIC INBOUND STOCK POINT INCOMING INSPECTION INDEPENDENT DEMAND INDIRECT COST INFINITE LOADING INFORMATION TECNOLOGY INQUIRY INTEGRATED LOGISTIC INTEGRATED LOGISTIC SUPPORT INTEGRATED SUPPLY INTERMEDIATE BULK CONTAINER INTERMEDIATED WAREHOUSE INTERMITTENT MANUFACTURING PONTO DE IMPORTAÇÃO ESTOQUE EM TRÂNSITO ESTOQUE INATIVO ALFANDEGADO LOGÍSTICA DE ABASTECIMENTO SUPERMERCADO INSPEÇÃO DE RECEBIMENTO DEMANDA INDEPENDENTE CUSTO INDIRETO CARREGAMENTO INFINITO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SOLICITAÇÃO LOGÍSTICA INTEGRADA SUPORTE LOGÍSTICO INTEGRADO ABASTECIMENTO INTEGRADO CONTENEDOR INTERMEDIÁRIO PARA GRANÉIS ARMAZÉM INTERMEDIÁRIO FABRICAÇÃO INTERMITENTE INTERMODAL TRANSPORT UNIT UNIDADE DE TRANSPORTE INTERMODAL INTERMODAL TRANSPORTATION TRANSPORTE INTERMODAL

19 INTERNAL FAILURE COST INTERNATIONAL FREIGHT FORWARDER INTERPLANT DEMAND INTERPLANT TRANSFER INVENTORIED COST PER UNIT INVENTORY POLICY INVENTORY PROJECTED ON HAND INVENTORY RECORD INVENTORY TURN INVENTORY VALUATION INVENTORY VELOCITY INVOICE CUSTO INTERNO DE FALHA EXPEDIDOR DE FRETE INTERNACIONAL DEMANDA INTERFÁBRICAS TRANSFERÊNCIA ENTRE FÁBRICAS CUSTO POR UNIDADE ESTOCADA POLÍTICA DE ESTOQUE ESTOQUE PROJETADO DISPONÍVEL REGISTRO DE INVENTÁRIO GIRO DO ESTOQUE VALORIZAÇÃO DO ESTOQUE VELOCIDADE DO ESTOQUE FATURA

20 K KEY MEASUREMENT KIT KNOCK-DOWN KNOWLEDGE MANAGEMENT MEDIÇÃO CHAVE CONJUNTO DESMONTAGEM PARA EXPEDIÇÃO GERENCIAMENTO DO CONHECIMENTO

21 L LABELING LANDBRIDGE LASER GUIDED VEHICLE (LGV) LAST IN FIRST OUT (LIFO) LATE DUE DATE LATE FINISH LATE START DATE LAYOUT LEAD TIME DURING DEMAND LEADER LOGÍSTIC LEAN PRODUCTION LEAST SQUARE METHOD LEG LESS THAN CARLOAD LESS THAN CONTAINER LOAD LESS THAN TRUCKLOAD LESSOR LETTER OF CREDIT LEVEL PLANT LOADING LEVELED CAPACITY PLAN LIFE CYCLE ANALYSIS LIFTING INDEX ETIQUETAGEM PONTE TERRESTRE VEÍCULO GUIADO A LASER ÚLTIMO A ENTRAR, PRIMEIRO A SAIR DATA MAIS TARDE ÚLTIMA DATA DE TÉRMINO DATA MAIS TARDE DE INÍCIO ARRANJO FÍSICO LEAD TIME DURANTE A DEMANDA LÍDER LOGÍSTICO PRODUÇÃO ENXUTA MÉTODO DOS MÍNIMOS QUADRADOS PERNA CARGA INFERIOR A UM VAGÃO CARGA INCOMPLETA DE UM CONTEINER CARGA INFERIOR A UM CAMINHÃO ARRENDADOR CARTA DE CRÉDITO CARREGAMENTO NIVELADO DA FÁBRICA PLANO DE CAPACIDADE NIVELADA ANÁLISE DO CICLO DE VIDA ÍNDICE DE ELEVAÇÃO

22 LINE BALANCING LINE FILL RATE LINE SIDE STORAGE LINEAR IN FREE OUT LINK LOAD BACKREST EXTENSION LOAD LIMIT LOAD PLANNING LOAD PROFILE LOAD SORTATION CENTER LOAD TRIMMING LOADING AREA LOADING SYSTEM LOCAL AREA NETWORK (LAN) LOCATION CHECKING LOGISTIC LOGISTIC CAPABILITY LOGISTIC CENTER LOGISTIC CHANNEL LOGISTIC DATA INTERCHANGE LOSS AND DAMAGE CLAIM LOT PURCHASING BALANCEAMENTO DE LINHA ÍNDICE DE ATENDIMENTO POR LINHA ESTOCAGEM AO LADO DA LINHA DESPESA DE EMBARQUE PELO ARMADOR E DESEMBARQUE PELO IMPORTADOR CONEXÃO EXTENSÃO PARA ENCOSTO DA CARGA LIMITE DA CARGA PLANEJAMENTO DA CARGA PERFIL DE CARGA CENTRO DE SEPARAÇÃO DE CARGAS ESTABILIZAÇÃO DE CARGAS ÁREA DE CARREGAMENTO SISTEMA DE CARREGAMENTO REDE DE ÁREA LOCAL VERIFICAÇÃO DE LOCAÇÃO LOGÍSTICA CAPACIDADE LOGÍSTICA CENTRO LOGÍSTICO CANAL LOGÍSTICO INTERCÂMBIO DE DADO LOGÍSTICO RECLAMAÇÃO DE PERDAS E DANOS COMPRA POR LOTE FIXO

23 LOT SIZE LUMPER LUMPY DEMAND TAMANHO DO LOTE CHAPA DEMANDA IRREGULAR

24 M MACHINE LOAD MAINTENANCE MAKE-OR-BUY MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM MANUFACTURING CYCLE MARKET SEGMENTATION MARKET SHARE MASS PRODUCTION MASTER CARTON MASTER PLAN MASTER PRODUCTION SCHEDULE MATERIAL FLOW ANALYSIS MATERIAL HANDLING MATERIAL MANAGEMENT MEAN LOGISTICS DELAY TIME CARGA-MÁQUINA MANUTENÇÃO COMPRAR OU FABRICAR SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO CICLO DE FABRICAÇÃO SEGMENTAÇÃO DE MERCADO PARTICIPAÇÃO DE MERCADO PRODUÇÃO EM MASSA CAIXA PRINCIPAL PLANO DIRETOR PROGRAMA MESTRE DE PRODUÇÃO ANÁLISE DO FLUXO DE MATERIAIS MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAL GERENCIAMENTO DE MATERIAL TEMPO MÉDIO DE ATRASO LOGÍSTICO MEAN TIME BETWEEN FAILURES TEMPO MÉDIO ENTRE FALHAS MEAN TIME TO REPAIR MERGE MERGE IN TRANSIT METRIC MEZZANINE TEMPO MÉDIO PARA REPARO FUSÃO CONSOLIDAÇÃO EM TRÂNSITO INDICADOR MEZANINO

25 MILESTONE MILK-RUN MINIMUM ORDER MINIMUM UNDERCLEARANCE MIN-MAX SYSTEM MIX MIXED LOAD MOBILE TECHNOLOGY MODAL SHARE MONEY COST MONORAIL MOVE ORDER MOVING AVERAGE MULTILEVEL BILL OF MATERIAL MULTIMODAL TRANSPORTATION OPERATOR MULTIPACK MULTIPLE HAZARDS MARCO COLETA PROGRAMADA PEDIDO MÍNIMO ALTURA MÍNIMA SISTEMA MÍNIMO-MÁXIMO VARIEDADE CARGA MISTURADA TECNOLOGIA MÓVEL COMPARTILHAMENTO DE MODAIS CUSTO DE CAPITAL MONOVIA ORDEM DE MOVIMENTO MÉDIA MÓVEL LISTA DE MATERIAL DE MÚLTIPLO NÍVEL OPERADOR DE TRANSPORTE MULTIMODAL EMBALAGEM MÚLTIPLA PERIGOS MÚLTIPLOS

26 N NARROW AISLE TRUCK NEED DATE NOMINAL CAPACITY EMPILHADEIRA PARA CORREDOR ESTREITO PRAZO CAPACIDADE NOMINAL

27 O OBSOLESCENCE RISK OFF-ROUTE POINT ON-BOARD COMPUTER ONE-WAY TRIP ON-GOING GOODS ON-HAND BALANCE ON-ORDER STOCK ON-TIME DELIVERY OPEN ORDER OPEN-TO-RECEIVE OPERATIONAL RESEARCH OPPORTUNITY COST OPTICAL CHARACTER RECOGNITION OPTIMIZATION SOFTWARE OPTIMIZED PRODUCTION TECHNOLOGY ORDER ALLOCATION ORDER BILL OF LOADING ORDER CLERK ORDER COST ORDER CYCLE TIME RISCO DE OBSOLESCÊNCIA PONTO FORA DE ROTA COMPUTADOR DE BORDO VIAGEM DE MÃO ÚNICA PRODUTOS EM TRÂNSITO SALDO DISPONÍVEL CARTEIRA DE PEDIDOS ENTREGA A TEMPO PEDIDO ABERTO ABERTO PARA RECEBIMENTO PESQUISA OPERACIONAL CUSTO DE OPORTUNIDADE RECONHECIMENTO ÓTICO DE CARACTER SOFTWARE DE OTIMIZAÇÃO TECNOLOGIA OTIMIZADA DE PRODUÇÃO ALOCAÇÃO DE PEDIDOS CONHECIMENTO DE EMBARQUE DE PEDIDO AGENTE DE PEDIDOS CUSTO DO PEDIDO TEMPO DE CICLO DE PEDIDO

28 ORDER FILL CAPACITY ORDER FULLFILMENT ORDER PICKING ORDER PICKING LIFTTRUCK ORDER POINT SYSTEM ORDER POOLING ORDER-UP-TO-LEVEL OUT OF GAUGE CARGO OUTLET OUTSOURCING OVER TAX OVER WEIGHT OVER, SHORT AND DAMAGE OVERALL LOWERED HEIGHT OVERFLOW WAREHOUSE OVERHEAD COST OVERPACK OVERSEAS PACK CAPACIDADE DE ATENDER O PEDIDO ATENDIMENTO DO PEDIDO SEPARAÇÃO DO PEDIDO EMPILHADEIRA SELECIONADORA DE PEDIDOS SISTEMA DE PONTO DO PEDIDO COMBINAÇÃO DE PEDIDO NÍVEL MÁXIMO CARGA FORA DAS DIMENSÕES VENDA DIRETA TERCEIRIZAÇÃO TARIFA ADICIONAL EXCESSO DE PESO RELATÓRIO DE AVARIA, FALTA E EXCESSO ALTURA MÁXIMA ABAIXADO ARMAZÉM TEMPORÁRIO CUSTO GLOBAL EMBALAGEM EXTERNA EMBALAGEM ULTRAMARINA

29 P PACKAGE ID NUMBER PALLET PALLET LOAD PARENT ITEM PART DELIVERY PART LOAD PART NUMBER PARTIAL ORDER PARTNERSHIP PERCENT OF FILL PERIODIC INVENTORY PERIODIC REPLENISHMENT PERPETUAL INVENTORY PHYSICAL DISTRIBUTION PICK DEMAND PICK TIME PICK TO LIGHT PICK UP SHEET PICKING FACE PICKING LIST PICK-PACK NÚMERO DE IDENTIFICAÇÃO DA EMBALAGEM PÁLETE CARGA PALETIZADA ITEM COMPOSTO ENTREGA PARCIAL CARGA FRACIONADA NÚMERO DA PEÇA PEDIDO PARCIAL PARCERIA PORCENTAGEM DE ATENDIMENTO INVENTÁRIO PERIÓDICO REABASTECIMENTO PERIÓDICO INVENTÁRIO PERPÉTUO DISTRIBUIÇÃO FÍSICA DEMANDA DE PICO TEMPO DE SEPARAÇÃO SEPARAÇÃO POR LUZ LISTA DE COLETA FACE DE SEPARAÇÃO LISTA DE SEPARAÇÃO SEPARAR E EMBALAR

30 PIER TO PIER PIGGYBACK TRAILER ON FLATCAR PILFERAGE PILOT LOT PILOT ORDER PILOT PLAN PILOTAGE PIPELINE PIPELINE STOCK PIPELINE TRANSPORTATION PLACE UTILITY PLACEMENT PLANNED ISSUE PLANNED LOAD PLANNED ORDER PLANNED ORDER RECEIVING PLIMSOLL MARK POINT OF SALE POOL DISTRIBUTION PORT PORT AUTHORITY PORT OF CALL CAIS A CAIS CARRETA INTERMODAL FURTO LOTE PILOTO PEDIDO PILOTO PLANO PILOTO PILOTAGEM CANAL ESTOQUE NO CANAL TRANSPORTE DUTOVIÁRIO UTILIDADE DO LOCAL POSICIONAMENTO EMISSÃO PLANEJADA CARGA PLANEJADA PEDIDO PLANEJADO RECEBIMENTO PLANEJADO DO PEDIDO MARCA DE CALADO PONTO DE VENDA DISTRIBUIÇÃO EM POOL PORTO AUTORIDADE PORTUÁRIA PORTO DE ESCALA

31 PORT OF DEPARTURE PORT OF ENTRY PORTABLE CONVEYOR POSTPONEMENT PRECARRIER PRE-EXPEDITING PRE-SHIPPING INFORMATION PRE-SLINGING PRIVATE WAREHOUSE PRO FORMA INVOICE PROCESS PROCESS CAPABILITY PROCESS MAPPING PROCESS RELIABILITY PROCESSING UNIT PROCUREMENT PRODUC LIFE CYCLE PRODUCT TREE PRODUCTION ACTIVITY CONTROL (PAC) PRODUCTION LOTE SIZE PRODUCTION PLAN PRODUCTION RATE PORTO DE PARTIDA PORTO DE ENTRADA TRANSPORTADOR CONTÍNUO PORTÁTIL POSTERGAÇÃO PRÉ-TRANSPORTE PRÉ-EXPEDIÇÃO INFORMAÇÃO PRÉ-EXPEDIÇÃO PRÉ-IÇAMENTO ARMAZÉM PRIVADO FATURA PRO FORMA PROCESSO CAPACIDADE DO PROCESSO MAPEAMENTO DO PROCESSO CONFIABILIDADE DO PROCESSO UNIDADE DE PROCESSAMENTO SUPRIMENTO CICLO DE VIDA DO PRODUTO ÁRVORE DE PRODUTOS CONTROLE DE ATIVIDADE DA PRODUÇÃO TAMANHO DO LOTE DE PRODUÇÃO PLANO DE PRODUÇÃO ÍNDICE DE PRODUÇÃO

32 PRODUCTIVE CAPACITY PRODUCTIVITY PROGRAMMABLE LOGIC CONTROLLER (PLC) PROGRAMMABLE RECEIVING PROJECT MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM PROOF OF DELIVERY PROPER SHIPPING NAME PROTECTIVE CAPACITY PUBLIC WAREHOUSE PULL SYSTEM PURCHASE INFORMATION SYSTEM PURCHASE ORDER PURCHASING PUSH BACK RACKING PUSH SYSTEM PUT-AWAY RULES CAPACIDADE PRODUTIVA PRODUTIVIDADE CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL RECEBIMENTO PROGRAMADO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETO COMPROVANTE DE ENTREGA DISCRIMINAÇÃO DE MERCADORIAS CAPACIDADE PROTETIVA ARMAZÉM GERAL SISTEMA DE PUXAR SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE COMPRAS ORDEM DE COMPRA COMPRA ESTRUTURA PORTA PÁLETES PUSH BACK SISTEMA EMPURRAR REGRAS PARA ENVIO AO ESTOQUE

33 Q QUANTITY CHARGE QUARENTINE QUAY QUEUE TIME QUEUING TEORY QUICK RESPONSE QUOTA QUOTATION TARIFA POR QUANTIDADE QUARENTENA CAIS TEMPO DE FILA TEORIA DAS FILAS RESPOSTA RÁPIDA COTA COTAÇÃO

34 R RACK RACK UNIT CLEARANCE RACKING RADIO FREQUENCY DATA COMMUNICATION RADIO FREQUENCY IDENTIFICATION RADIO FREQUENCY TERMINAL RAILWAY TRANSPORTATION RANDOM LOCATION STORAGE RAW MATERIAL REACH FORKLIFT REAL TIME PROCESSING RECEIVING RECEIVING POINT RECONCILING INVENTORY RECORD ACCURACY RECYCLED PALLET REDUNDANT STOCK REENGINEERING REJECTED MATERIAL RELEASED VALUE RATE RENEWAL STORAGE MONTANTE VÃO EM ESTRUTURA ESTRUTURA PORTA-PÁLETES COMUNICAÇÃO DE DADOS VIA RADIOFREQUÊNCIA IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO-FREQUÊNCIA TERMINAL DE RÁDIO FREQUÊNCIA TRANSPORTE FERROVIÁRIO ESTOCAGEM EM LOCAL ALEATÓRIO MATÉRIA-PRIMA EMPILHADEIRA DE MASTRO RETRÁTIL PROCESSAMENTO EM TEMPO REAL RECEBIMENTO PONTO DE RECEBIMENTO RECONCILIAÇÃO DE INVENTÁRIO ACURACIDADE DE REGISTROS PÁLETE RECICLÁVEL ESTOQUE REDUNDANTE REENGENHARIA MATERIAL REJEITADO TAXA DE VALOR LIBERADO ESTOCAGEM DE RENOVAÇÃO

35 RENTAL PALLET REORDER COST REORDER LEVEL REPACKAGING REPAIRABLE PERIOD REPETITIVE MANUFACTURING REPLACEMENT COST REPLENISHMENT SYSTEM REQUEST FOR INFORMATION (RFI) PALETE DE ALUGUEL CUSTO DE RE-PEDIDO NÍVEL DE PEDIDO REEMBALAGEM TEMPO DE REPARAÇÃO FABRICAÇÃO REPETITIVA CUSTO DE REPOSIÇÃO SISTEMA DE REABASTECIMENTO SOLICITAÇÃO PARA INFORMAÇÃO REQUEST FOR PROPOSAL (RFP) SOLICITAÇÃO PARA PROPOSTA REQUEST FOR QUOTE (RFQ) REQUIRED CAPACITY RETAIL MANAGED INVENTORY RETROFIT RETURNABLE BOX RETURNABLE PALLET REUSABLE PALLET REVERSE AUCTION REVERSE DISTRIBUTION RISK RISK MANAGEMENT ROAD RAILLER SOLICITAÇÃO PARA COTAÇÃO CAPACIDADE REQUERIDA ESTOQUE GERENCIADO PELO VAREJISTA REMODELAGEM CAIXA RETORNÁVEL PALETE RETORNÁVEL PÁLETE REUTILIZÁVEL LEILÃO REVERSO DISTRIBUIÇÃO REVERSA RISCO GERENCIAMENTO DE RISCO RODOTREM

36 ROADWAY TRANSPORTATION ROBOT ROLL TRAILER ROUNDING ORDER QUANTITY ROUTE ROUTING RUNNING RUSH ORDER TRANSPORTE RODOVIÁRIO ROBÔ REBOQUE SOBRE RODAS MÚLTIPLO DE EMBALAGEM ROTA ROTEIRIZAÇÃO CORRIDA DE PRODUÇÃO PEDIDO URGENTE

37 S SAFE WORKING LOAD SAFETY CAPACITY SALES AND OPERATIONS PLANNING SALES PLAN SALVAGE MATERIAL SAMPLING SCANNER SCHEDULE ATTAINMENT SCHEDULING SCRAP SEAL SEASONAL INVENTORY SEASONALITY SECOND PACK SELECTIVE DISTRIBUTION COVERAGE SELF-REPLENISHEMENT SEQUENCE SELL-OUT SET UP TIME SHARED DISTRIBUTION SHARED RESOURCE CARGA SEGURA DE TRABALHO CAPACIDADE DE SEGURANÇA PLANEJAMENTO DAS VENDAS E OPERAÇÕES PLANO DE VENDAS MATERIAL INATIVO AMOSTRA COLETOR CONSECUÇÃO DO PROGRAMA PROGRAMAÇÃO RESÍDUOS LACRE ESTOQUE SAZONAL SAZONALIDADE EMBALAGEM SECUNDÁRIA COBERTURA SELETIVA DE DISTRIBUIÇÃO SEQUÊNCIA DE AUTO-REABASTECIMENTO LIQUIDAÇÃO TEMPO DE TROCA DE FERRAMENTA DISTRIBUIÇÃO COMPARTILHADA RECURSO COMPARTILHADO

38 SHELF LIFE SHELUE SHELVING RACK SHIELDING SHIP BROKER SHIP WITH OTHER GOODS SHIP-AGE LIMIT SHIPMENT SHIPPING SHIPPING AREA SHIPPING LEAD TIME SHIPPING NOTE SHIPPING PALLET SHIPPING PERMIT SHIPPING POINT SHIPPING TOLERANCE SHOP FLOOR CONTROL SHRINK FILM SHRINKAGE SHRINKAGE FACTOR SHUTTLE SERVICE SIGNALLING LIMIT SINGLE LEVEL BACKFLUSH VIDA DE PRATELEIRA PRATELEIRA ESTANTE ACOLCHOAMENTO AGENTE MARÍTIMO ENVIADO COM OUTROS PRODUTOS DATA LIMITE DE EXPEDIÇÃO EMBARQUE / REMESSA EXPEDIÇÃO ÁREA DE EXPEDIÇÃO LEAD TIME DE EXPEDIÇÃO NOTA DE EXPEDIÇÃO PÁLETE DE EXPEDIÇÃO PERMISSÃO DE EMBARQUE PONTO DE EXPEDIÇÃO TOLERÂNCIA DE EXPEDIÇÃO CONTROLE DE CHÃO DE FÁBRICA FILME TERMO-RETRÁTIL ENCOLHIMENTO FATOR DE REDUÇÃO TRANSPORTE VAIVÉM LIMITE DE SINALIZAÇÃO BAIXA EM ESTOQUE DE NÍVEL ÚNICO

39 SINGLE LEVEL BILL OF MATERIAL SINGLE WAREHOUSE CHANNEL SIX SIGMA SKID SKIN-PACK SKIP-LOT INSPECTION SLOT SLOW-MOVING ITEM SMART CARD SORTING SOURCE SPARE PART SPECULATION SPLIT DELIVERY SPLIT LOT SPOKE SPOT CHECK SPREADER STANDARD STANDARD BATCH QUANTITY STANDARD CARGO UNIT STANDARD CONTAINER LISTA DE MATERIAL DE NÍVEL ÚNICO CANAL DE ARMAZÉM ÚNICO SEIS SIGMA ESTRADO CARTELA INSPEÇÃO ALTERNADA DE LOTE VÃO ITEM DE MOVIMENTAÇÃO LENTA CARTÃO INTELIGENTE SORTIMENTO FONTE PEÇA DE REPOSIÇÃO ESPECULAÇÃO ENTREGA FRACIONADA LOTE FRACIONADO RAIO VERIFICAÇÃO FOCALIZADA DISPOSITIVO DE ELEVAÇÃO NORMA QUANTIDADE PADRÃO POR LOTE UNIDADE DE CARGA PADRÃO CONTENEDOR PADRÃO

40 STANDARD COST STANDARD OPERATING PROCEDURE STATISTICAL INVENTORY CONTROL STEWPOT STOCK INVESTIMENT STOCK KEEPING ANNUAL COST STOCK LEVEL STOCK LOCATOR SYSTEM STOCK OUT STOCK OUT COST STORAGE POINT STORAGE SPACE STOWAGE STOWAGE FACTOR STRAPPING STRATEGIC ALLIANCE- HORIZONTAL CUSTO PADRÃO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO CONTROLE ESTATÍSTICO DO ESTOQUE ESTUFAR / OVAR INVESTIMENTO EM ESTOQUE CUSTO ANUAL DE MANUTENÇÃO DE ESTOQUE NÍVEL DE ESTOQUE SISTEMA DE LOCALIZAÇÃO NO ESTOQUE FALTA EM ESTOQUE CUSTO DE FALTA PONTO DE ESTOCAGEM ESPAÇO PARA ESTOCAGEM ESTIVA FATOR DE CARREGAMENTO CINTAMENTO ALIANÇA ESTRATÉGICA HORIZONTAL STRATEGIC ALLIANCE-VERTICAL ALIANÇA ESTRATÉGICA VERTICAL STRATEGIC PLANNING STRATEGY CAPACITY STRETCH FILM STRINGER PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO CAPACIDADE ESTRATÉGICA FILME ESTICÁVEL CINTO

41 STUFFING SUPPLIER MANAGEMENT SUPPLIER RELATIONSHIP MANAGEMENT SUPPLY CHAIN SUPPLY CHAIN EXECUTION SUPPLY CHAIN NETWORK SUPPLY CHAIN OPTIMIZATION SUPPLY CHAIN REFERENCE MODEL (SCOR) SUPPLY CHANNEL SUPPLY EQUIVALENT ITEM SUPPLY EXCHANGEABLE ITEM SUPPLY LEAD TIME RATIO SUPPLY PLANNING SUPPLY WAREHOUSE SUPPLYING COST SURCHARGE SYSTEM INTEGRATOR ESTUFAR / OVAR GERENCIAMENTO DO FORNECEDOR GERENCIAMENTO DO RELACIONAMENTO COM FORNECEDOR CADEIA DE ABASTECIMENTO EXECUÇÃO DA CADEIA DE ABASTECIMENTO REDE DE CADEIA DE ABASTECIMENTO OTIMIZAÇÃO DA CADEIA DE ABASTECIMENTO MODELO DE REFERÊNCIA DAS OPERAÇÕES NA CADEIA DE ABASTECIMENTO CANAL DE ABASTECIMENTO ITEM EQUIVALENTE DE SUPRIMENTO ITEM PERMUTÁVEL DE SUPRIMENTO ÍNDICE DE LEAD TIME DO FORNECIMENTO PLANEJAMENTO DE SUPRIMENTO ARMAZÉM DE ABASTECIMENTO CUSTO DE SUPRIMENTO SOBRETAXA INTEGRADOR DE SISTEMA

42 T TAILOR MADE TAKE OR PAY AGREEMENT TARE TARGET COST TARGET INVENTORY LEVEL TARGET MARKET TERMINAL HANDLING CHARGE THEORY OF CONSTRAINTS (TOC) THIRD PACK THIRD PART LOGISTICS THIRD PARTY THROUGH BILL OF LOADING TIME BUCKET TIME FENCE TIME PURCHASING TIME-TO-MARKET TOTAL COST OF DISTRIBUTION TOTAL COST OWNERSHIP TOTAL LEAD TIME TOTAL LOGISTIC COST TRACEABILITY FEITO SOB ENCOMENDA ACORDO DE PEGAR OU PAGAR TARA CUSTO ALVO NÍVEL DE ESTOQUE DESEJADO MERCADO ALVO TAXA DE MANUSEIO DE TERMINAL TEORIA DAS RESTRIÇÕES EMBALAGEM TERCIÁRIA OPERADOR LOGÍSTICO TERCEIRO CONHECIMENTO DE EMBARQUE COMPLETO PERÍODO DE TEMPO HORIZONTE FIRME COMPRA POR PERÍODO FIXO TEMPO ATÉ O MERCADO CUSTO TOTAL DE DISTRIBUIÇÃO CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE LEAD TIME TOTAL CUSTO LOGÍSTICO TOTAL RASTREABILIDADE

43 TRACING TRACK STORAGE TRACKING TRADE LOAD TRADE PACKAGE TRAFFIC AGENT TRAFFIC MANAGEMENT TRAFICC TRAILER TRAILER FLATCAR OPERATION TRAIN TRAMP TRANSFER BATCH TRANSFER PRICE TRANSHIPMENT TRANSIT POINT TRANSPORTATION FACILITY TRANSPORTATION INVENTORY TRANSPORTATION MANAGEMENT SYSTEM TRANSPORTATION METHOD TRANSPORTATION REQUIREMENTS PLANNING RASTREAMENTO ESTOCAGEM NA LINHA ACOMPANHAMENTO CARGA COMERCIAL EMBALAGEM DE COMERCIALIZAÇÃO AGENTE DE TRÁFEGO GERENCIAMENTO DO TRÁFEGO TRÁFEGO REBOQUE OPERAÇÃO EM VAGÃO PRANCHA COMBOIO EMBARCAÇÃO DE TRANSPORTE OCASIONAL LOTE DE TRANSFERÊNCIA PREÇO DE TRANSFERÊNCIA TRANSBORDO PONTO DE TRÂNSITO INSTALAÇÃO DE TRANSPORTE ESTOQUE DE TRANSPORTE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE TRANSPORTES MÉTODO DE TRANSPORTE PLANEJAMENTO DAS NECESSIDADES DE TRANSPORTE

44 TRANSPORTATION WAREHOUSING TRUCK TRUCK LOAD TRUNK TURN AROUND TURRET CRANE TWENTY FOOT EQUIVALENT UNIT (TEU) TWO-BIN SYSTEM ARMAZENAGEM DE TRANSPORTE CAMINHÃO CARGA DO VEÍCULO TRONCO RETORNO TRANSELEVADOR UNIDADE EQUIVALENTE A VINTE PÉS SISTEMA DE DUAS CAIXAS

45 U ULLAGE UNIFORM FREIGHT CLASSIFICATION VOLUME PARA EXPANSÃO CLASSIFICAÇÃO UNIFORME DE FRETE UNIFORMLY DISTRIBUTED LOAD CARGA DISTRIBUÍDA UNIFORMEMENTE UNIT LOAD UNIT LOAD SERVICE UNITIZING UNIVERSAL PRODUCT CODE (UPC) UPCHARGE CARGA UNITIZADA DISPOSITIVO DE CARGA UNITIZADA UNITIZAÇÃO CÓDIGO UNIVERSAL DE PRODUTO COBRANÇA ÚNICA

46 V VALUE CHAIN VALUE OF SERVICE VALUE-ADDED ACTIVITY VALUE-ADDED RATIO VARIABLE COST VENDOR VENDOR MANAGED INVENTORY (VMI) VENDOR MANAGED PURCHASE (VMP) VERTICAL CAROUSEL VESSEL VIRTUAL ENTERPRISE VIRTUAL FACTORY CADEIA DE VALOR VALOR DO SERVIÇO ATIVIDADE DE VALOR AGREGADO ÍNDICE DE VALOR AGREGADO CUSTO VARIÁVEL FORNECEDOR ESTOQUE GERENCIADO PELO FORNECEDOR COMPRA GERENCIADA PELO FORNECEDOR CARROSSEL VERTICAL EMBARCAÇÃO EMPRESA VIRTUAL FÁBRICA VIRTUAL VIRTUAL INVENTORY NETWORK REDE DE ESTOQUE VIRTUAL VISUAL MANAGEMENT GESTÃO À VISTA

47 W WAIT TIME WAREHOUSE WAREHOUSE DEMAND WAREHOUSE INFORMATION NETWORK STANDARD WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM WAREHOUSE MOVEMENT WAREHOUSING WAREHOUSING COST WARRANTY WASTAGE WATERWAY TRANSPORTATION WAVE PICKING WAYBILL WHARF WHARFAGE WHARFING WHAT-IF ANALYSIS WHEELBARROW WHIPPING EFFECT WHOLESALER TEMPO DE ESPERA ARMAZÉM DEMANDA DE ARMAZENAGEM PADRONIZAÇÃO DA REDE DE INFORMAÇÃO DO ARMAZÉM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS TRANSFERÊNCIA EM ARMAZÉM ARMAZENAGEM CUSTO DE ARMAZENAGEM GARANTIA DESPERDÍCIO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO SEPARAÇÃO EM ONDA CONHECIMENTO CAIS TAXA DE ATRACAÇÃO DESOVA ANÁLISE E-SE CARRINHO DE MÃO EFEITO CHICOTE ATACADISTA

48 WIDESPREAD DISTRIBUTION COVERAGE WINDOW PACKAGE WIRELESS APPLICATION PROTOCOL (WAP) WORK IN PROCESS WORK IN PROGRESS WORKING HEIGHT WORLD CLASS WRAPPER COBERTURA ABRANGENTE DE DISTRIBUIÇÃO EMBALAGEM DE APRESENTAÇÃO PROTOCOLO DE APLICAÇÃO SEM FIO ESTOQUE EM PROCESSO MATERIAL EM PROGRESS PÉ-DIREITO CLASSE MUNDIAL ENVOLTÓRIO

49 Y YARD YIELD PÁTIO RENDIMENTO

50 Z ZONE PICKING ZONE STORAGE ZONNING SEPARAÇÃO POR ZONA ESTOCAGEM EM ZONA ZONEAMENTO

Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português

Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português TERMO INGLÊS A ABC CLASSIFICATION ACCEPTANCE ACCESSIBILITY ACCORDION ROLLER CONVEYOR ACCUMULATING ACCURACY ACKNOWLEDGEMENT OF DELIVERY ACKNOWLEDGEMENT OF

Leia mais

Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português

Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português Dicionário de Termos Técnicos Inglês - Português TERMO INGLÊS ABC CLASSIFICATION ACCEPTANCE ACCESSIBILITY ACCORDION ROLLER CONVEYOR ACCUMULATING ACCURACY ACKNOWLEDGEMENT OF DELIVERY ACKNOWLEDGEMENT OF

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Aula 19 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

Armazenagem. Por que armazenar?

Armazenagem. Por que armazenar? Armazenagem Introdução Funções da armazenagem Atividades na armazenagem Objetivos do planejamento de operações de armazenagem Políticas da armazenagem Pilares da atividade de armazenamento Armazenagem

Leia mais

Só é fabricado por encomenda. Air Waybill ou Conhecimento de Transporte Aéreo. Business-to-Business ou comércio eletrônico entre empresas.

Só é fabricado por encomenda. Air Waybill ou Conhecimento de Transporte Aéreo. Business-to-Business ou comércio eletrônico entre empresas. A Assemble to order APS Auto ID AWB AGVS Só é fabricado por encomenda. Advanced Planning Scheduling ou Planejamento da Demanda do Suprimento, programação, execução avançada e otimização. Identificação

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

Dicionário de Logística

Dicionário de Logística Dicionário de Logística 5 5S» Senso de simplificação, organização, limpeza, conservação e participação. A AGVS» Automated Guided Vehicle System ou Sistema de Veículo Guiado Automaticamente. ASSEMBLE TO

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Logística

Tecnologia Aplicada à Logística Tecnologia Aplicada à Logística Movimentação e TI Alunos: Keriton Leandro Fernando TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA LOGÍSTICA Definição de Informação na Logística É um elemento de grande importância nas operações

Leia mais

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II Prof. Alessandro Camargo Logística Internacional As principais características das operações logísticas são: - Complexidade: que podem ser desde o produto até a

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço OBSERVAÇÃO IMPORTANTE CUSTOS LOGÍSTICOS Prof., Ph.D. CUSTO PREÇO : Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço Preço: Decisão de negócio - Quanto a empresa cobrará pelo serviço SÍNTESE

Leia mais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais Movimentação e Armazenagem de Materiais APSP Análise do Projeto do Sistema Produtivo Aula 8 Por: Lucia Balsemão Furtado 1 Administração de Fluxos de Materiais Organização Modal A organização modal é um

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

Sistemas de Armazenagem de Materiais

Sistemas de Armazenagem de Materiais Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância dos equipamentos de armazenagem de materiais na

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

Indicadores de Desempenho Logístico

Indicadores de Desempenho Logístico Indicadores de Desempenho Logístico Lívia B. Ângelo, liviabangelo@hotmail.com 1. Estratégia X Indicadores de Desempenho As estratégias servem como guia para as empresas desenvolverem e utilizarem recursos

Leia mais

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer

3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer 3 O sistema APO Advanced Planner and Optimizer Esse capítulo tem por objetivo apresentar os conceitos do sistema APO (Advanced Planner and Optimizer), o sistema APS da empresa alemã SAP. O sistema APO

Leia mais

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda Supply Chain Management e TI aplicada à Logística 24 de Junho de 2004 SCM e Ti aplicada à Logística Cenário de Competição... Operações Globalizadas Operações Integradas Introdução LOGÍSTICA Tecnologia

Leia mais

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999)

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. SERVIÇOS LOGÍSITICOS 3. O CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSITICO 3.1 DEFINIÇÃO 3.2 CARACTERIZAÇÃO DE OPERADOR LOGÍSTICO 4. DEFINIÇÕES

Leia mais

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning If you don t know where you want to go, any path will do. Estratégia é o processo onde planos são formulados para posicionar a empresa

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Ricardo A. Cassel A movimentação de materiais é uma atividade importante a ser ponderada quando se deseja iniciar o projeto de novas instalações. Existe uma forte relação entre

Leia mais

GLOSSÁRIO DE LOGÍSTICA PARA COMEX

GLOSSÁRIO DE LOGÍSTICA PARA COMEX GLOSSÁRIO DE LOGÍSTICA PARA COMEX PÁGINA 1 DE 119 GLOSSÁRIO DE LOGÍSTICA Apresentação O presente material Glossário de Logística tem ênfase no Comércio Internacional. Assim, sempre que possível, estão

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

05/08/2015. Regras Internacionais de Comércio. Pagamentos Internacionais. Pagamentos Internacionais. Regras Internacionais de Comércio

05/08/2015. Regras Internacionais de Comércio. Pagamentos Internacionais. Pagamentos Internacionais. Regras Internacionais de Comércio Fundamentos do Comércio Internacional (3) Regras Internacionais de Comércio Internacionais Regras Internacionais de Comércio Fundamentos do Comércio Internacional (3) Embarque da Mercadoria Remessa de

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

Os produtos da Royal 4 têm como base as ferramentas PROGRESS, banco de dados e linguagens de quarta geração (4GL), bastante atuais e abertas.

Os produtos da Royal 4 têm como base as ferramentas PROGRESS, banco de dados e linguagens de quarta geração (4GL), bastante atuais e abertas. Nos mais de 16 anos passados desde sua fundação, Royal 4 tem disponibilizado soluções de software empresariais para companhias de médio e grande porte dos segmentos de manufatura, varejo, atacado e distribuição.

Leia mais

PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR

PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR BRASIL LOGÍSTICA MUNDO SOLUÇÕES PRIVILEGIADO E CONFIDENCIAL - NÃO COPIAR FedEx Movimenta 10,5 milhões de Pacotes (vol. médio diário) Via > 100.000 Veículos terrestres > 36.300 Drop boxes > 325.000 Colaboradores

Leia mais

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza Distribuição física e armazenagem Objetivo: Atender o cliente, dispondo do produto no lugar certo, no tempo certo e na quantidade desejada. Esta

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Armazenagem Estratégica Automação na Armazenagem 2 Armazenagem Área tradicional

Leia mais

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber:

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber: Distribuição Física Objetivo da aula: Apresentar e discutir o conceito e os componentes do sistema de distribuição física, dentro do processo logístico. O objetivo geral da distribuição física, como meta

Leia mais

Sumário. Capítulo l -Introdução 17 1.1. Um Pouco da Historiada Logística 17 1.2. Sistemas ERP 18

Sumário. Capítulo l -Introdução 17 1.1. Um Pouco da Historiada Logística 17 1.2. Sistemas ERP 18 Sumário Capítulo l -Introdução 17 1.1. Um Pouco da Historiada Logística 17 1.2. Sistemas ERP 18 Capítulo 2 - A Integração do Marketing com a Logística 21 2.1. O Departamento de Vendas 21 2.2. Plano de

Leia mais

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM

LOGÍSTICA DE ARMAZENAGEM Os consumidores quando vão às prateleiras das lojas esperam encontrar os produtos que necessitam, não importando se os produtores estão a 10 ou 2.500 Km de distância. Este é o trabalho da logística: prover

Leia mais

Unidade IV GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha

Unidade IV GESTÃO DE. Prof. Léo Noronha Unidade IV GESTÃO DE SUPRIMENTO E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha Logística na cadeia de suprimentos Logística Parte do processo da cadeia de suprimentos, que, para atingir o nível de serviço desejado pelo

Leia mais

Separe pedidos em 10 passos

Separe pedidos em 10 passos Separe pedidos em 10 passos Confira diferentes métodos de trabalhar com pedidos que podem servir para diversos tipos de operação A de pedidos é um dos processos onde há mão de obra intensiva dentro de

Leia mais

O PODER DE UMA MALHA GLOBAL

O PODER DE UMA MALHA GLOBAL O PODER DE UMA MALHA GLOBAL NOSSAS SOLUÇÕES INTEGRAM O melhor gerenciamento da cadeia de suprimentos e demanda impacta diretamente no que as empresas estão sempre buscando: Aumento de receita Aumento da

Leia mais

Nomenclaturas Comex. Sigla. Condição

Nomenclaturas Comex. Sigla. Condição A Ad Valorem: All risks: Termo latino usado para significar "sobre o valor". Taxa ad valorem: percentual cobrado sobre o valor FOB da mercadoria, normalmente complementar ao frete básico, quando trata-se

Leia mais

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02 Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Introdução A informação sempre foi importante, essencial mesmo,

Leia mais

Solução Logística de Transportes

<Insert Picture Here> Solução Logística de Transportes Solução Logística de Transportes Reynaldo Braga Senior Sales Manager Importância Estratégica Gestão de Transportes Custos de transporte são o elemento de maior representatividade

Leia mais

3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO

3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO 3 CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO O capítulo 3 apresenta o conceito de distribuição física, com enfoque nos centros de distribuição. São incluídos os processos de distribuição Cross docking, Merge in Transit e

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações UMC / EPN Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Maio / 2013 1 Ementa da Disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo

Leia mais

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO CAFÉ DA MANHÃ 30/04/2014 AGENDA 1. Leroy Merlin Brasil: uma empresa em crescimento 2. A estruturação do Supply Chain Ø

Leia mais

Dicionário de Termos logísticos

Dicionário de Termos logísticos ABC Costing (Custeio Baseado em Atividades) Consiste na identificação, análise e custeio das atividades desenvolvidas pela empresa associadas a sua demanda por produtos e serviços. Distinguem-se do método

Leia mais

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte.

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. GERENCIAMENTO DO TRANSPORTE Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. Trade-off CUSTO x NÍVEL DE SERVIÇO FORMAÇÃO DO PREÇO FINAL Para elaboração de uma estratégia

Leia mais

Logística. E-commerce

Logística. E-commerce Logística E-commerce Eduardo Ramos de Carvalho Gestor de e-commerce em Projetos, Comercial e Operações. Formado em Comunicação, se especializou em e-commerce na ESPM e cursa MBA (Gestão Estratégica e economica

Leia mais

RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro

RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro RESULTADOS PRELIMINARES QUALITATIVOS: O Estudo de Caso do Rio de Janeiro Qualitative Preliminary Results: The case study of Rio de Janeiro Coordenador: Márcio D Agosto Cíntia Oliveira Luíza Franca Daniel

Leia mais

Sistemas de abastecimento de pedidos

Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Sistemas de abastecimento de pedidos Intelligrated Densidade de separação A Intelligrated usa suas décadas de experiência e centenas de instalações para oferecer as

Leia mais

Logistics / Supply Chain

Logistics / Supply Chain Deixar descongelar o produto durante cerca de 60minutos Colocar o creme no saco de pasteleiro Efectuar um corte inclinado até meio da bola, na sua parte superior (logo a seguir á emenda) Cortar o bico

Leia mais

NATSOLUTIONS RESUMO ACADEMIA SAP SD

NATSOLUTIONS RESUMO ACADEMIA SAP SD NATSOLUTIONS RESUMO ACADEMIA SAP SD SAP SD - Módulo de Vendas e Distribuição ABRANGÊNCIA: TSCM60 7.0 - Participantes Português Parte 1 TSCM60 7.0 - Participantes Português Parte 2 TSCM62 7.0 - Participantes

Leia mais

Logística empresarial

Logística empresarial 1 Logística empresarial 2 Logística é um conceito relativamente novo, apesar de que todas as empresas sempre desenvolveram atividades de suprimento, transporte, estocagem e distribuição de produtos. melhor

Leia mais

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013

SAP Excelência Operacional & Inovação. Daniel Bio Setembro 2013 SAP Excelência Operacional & Inovação Daniel Bio Setembro 2013 Portfolio de informações atualmente Fragmentado, antigo e não orientado ao usuário Serviço ao Consumidor Gerente de Vendas Finanças e Operações

Leia mais

Organizações. Pedro Sousa

Organizações. Pedro Sousa Organizações Índice Introdução aos Tipos de Organizações Industriais Grossistas/Armazenistas Distribuição e Retalho Logística Serviços. Áreas das Organizações Financeira Recursos Humanos Produção Marketing

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS Prof. Marcelo Rodrigues dos Santos UFMG e Fundação Dom Cabral Prof. Stéfano Angioletti UFMG e Fundação Dom Cabral Prof. Marcello

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres e Cargas Soltas de Exportação... 7 Serviços

Leia mais

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA Marinalva R. Barboza Definição do conceito de logística e evolução Logística tem origem no idioma francês Logistique se define de forma militar sendo uma parte estratégica

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA:

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: Prof. Jean Cavaleiro Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: PRODUÇÃO E COMÉRCIO Introdução Entender a integração logística. A relação produção e demanda. Distribuição e demanda. Desenvolver visão sistêmica para

Leia mais

O que significa Serviço ao Cliente?

O que significa Serviço ao Cliente? Serviço ao cliente Professor: Leandro Zvirtes O que significa Serviço ao Cliente? refere-se especificamente a cadeia de atividades que atendem as vendas, geralmente se iniciando na recepção do pedido e

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

Sistema de Gestão de Armazéns por Rádio Frequência

Sistema de Gestão de Armazéns por Rádio Frequência Sistema de Gestão de Armazéns por Rádio Frequência problema Má organização do espaço físico Mercadoria estagnada Tempos de resposta longos Expedições incorrectas Ausência de rastreabilidade Informação

Leia mais

Tabela de preços pag 1. Atracação. TABELA B Tarifa de operação por conteiner Preço (R$)

Tabela de preços pag 1. Atracação. TABELA B Tarifa de operação por conteiner Preço (R$) Tabela de preços pag 1 TABELA A Utilização Instalação e Acostamento Preço (R$) Atracação *Por metro Linear/Navio per de 12h ; A taxa mínima a cobrar será de 60 metros por periodo, por embarcação 5,00 TABELA

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS

TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS TAXAS, PREÇOS, FRANQUIAS E OBSERVAÇÕES Resolução nº 4.093 ANTAQ, de 07/05/2015 Vigência: 15/05/2015 TABELA I - UTILIZAÇÃO

Leia mais

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex 69 5. Estudo de Caso 5.1. Redex Em setembro de 2007, foi inaugurado o Redex. A área, que anteriormente funcionava como um terminal de contêineres vazios, passou a ter como principal negócio a unitização

Leia mais

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015.

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. 1 SOCIEDADE DE PORTOS E HIDROVIAS DO PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. RESOLUÇÃO Nº 4.093-ANTAQ, DE 07/05/2015. (ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviário) PORTO

Leia mais

29 de novembro de 2011

29 de novembro de 2011 Práticas Contemporâneas em Logística e SupplyChain 29 de novembro de Composição dogelog 1)- ALEXANDRE JOSÉ DO NASCIMENTO 2)- ANA CLAUDIA BELFORT 3)- DOMINGOS ALVES CORRÊA NETO 4)- EDSON VALTER BOYAMIAN

Leia mais

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns

Projeto de Armazéns. Ricardo A. Cassel. Projeto de Armazéns Ricardo A. Cassel FRANCIS, R.; McGINNIS, L.; WHITE, J. Facility Layout and Location: an analytical approach. New Jersey: Prentice Hall, 2ed., 1992. BANZATTO, E.; FONSECA, L.R.P.. São Paulo: IMAN, 2008

Leia mais

Tecnologia da Informação em Aplicações Logísticas. Professor: Msc. Marco Aurélio C. da Silva

Tecnologia da Informação em Aplicações Logísticas. Professor: Msc. Marco Aurélio C. da Silva Tecnologia da Informação em Aplicações Logísticas Professor: Msc. Marco Aurélio C. da Silva Importância da TI na Logística A TI foi um fator preponderante para o desenvolvimento da Logística nos últimos

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect)

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect) Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Logística empresarial e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Conceitos avançados da Logística com foco na TI Disciplina: Tecnologia da Informação (TI) Aplicada à

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013 SISTEMA LOGÍSTICO EMPRESARIAL Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.1, n.3, janeiro-junho/2013 Creonice Silva de Moura Shirley Aparecida Fida Prof. Engº. Helder Boccaletti Fatec Tatuí

Leia mais

Material Planning & Logistics

Material Planning & Logistics Material Planning & Logistics Mestrado em Engenharia de Produção MSc Ângelo Urias dos Santos Prof. Depto Engenharia Elétrica UNITAU Fev/2008 1 Sumário 1 - Missão 2 - Funções 3 - Pré-Produção (MTC) 4 -

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Adriana dos Santos Gomes Estela Paulino da Silva Luiz Cássio Jorquera Wesley Felipe de Oliveira ARMAZENAGEM E TI São

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária

Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária Sobre o Curso: O Curso Técnico com ênfase em Gestão Portuária tem como principal objetivo promover a qualificação profissional para atender às

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres de Exportação.... 7 Serviços para Contêineres

Leia mais

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto

Leia mais

CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO

CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Instituto de Engenharia de Produção e Gestão www.rslima.unifei.edu.br rslima@unifei.edu.br Conceituacão Sistema de Distribuição um para um

Leia mais

CURSO DE CRIAÇÃO E DINAMIZAÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA (EBT)

CURSO DE CRIAÇÃO E DINAMIZAÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA (EBT) CURSO DE CRIAÇÃO E DINAMIZAÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA (EBT) MÓDULO: Logística e Supply Chain Management Susana Garrido Azevedo, P.h.D sazevedo@ubi.pt UBI FORMAÇÃO CURSO DE CRIAÇÃO E DINAMIZAÇÃO

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

Operações Terminais Armazéns. PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007.

Operações Terminais Armazéns. PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007. Operações Terminais Armazéns AULA 6 PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007. Cargas, embalagens e unitização Modulação, Unitização, Acondicionamento

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

Índice. Logística e Gestão Logística. Gestão da Cadeia de Abastecimento. Introdução 17. Capítulo 1

Índice. Logística e Gestão Logística. Gestão da Cadeia de Abastecimento. Introdução 17. Capítulo 1 Índice Introdução 17 Capítulo 1 Logística e Gestão Logística 1. Introdução 23 2. Logística e Gestão Logística 24 3. Dimensões da Logística e da Gestão Logística 29 4. Características intrínsecas da Logística

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE

EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE EDI ELETRONIC DATA INTERCHANGE Definição Intercâmbio eletrônico de mensagens de negócio através de computadores, entre parceiros comerciais. As informações são, normalmente, organizadas dentro de arquivos

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 25/02/2014 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

Cadeias de Suprimento: Definições

Cadeias de Suprimento: Definições Cadeias de Suprimento: Definições Partes I. Definindo a Cadeia de Suprimento II. III. Alguns conceitos básicos Distribuição Física IV. Custos Logísticos V. Modais de Transportes VI. Informação na Cadeia

Leia mais

APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS APLICAÇÃO DA TÉCNICA CROSS DOCKING NA LOGÍSTICA DE EXPEDIÇÃO EM BUSCA DA REDUÇÃO DE TEMPO DE MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS Tatiane Vaz Ferreira Daudte 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

Porto Seco e o Armazém Geral é realizado por BETA através do modal rodoviário. Finalmente o material é entregue através do modal rodoviário pelo

Porto Seco e o Armazém Geral é realizado por BETA através do modal rodoviário. Finalmente o material é entregue através do modal rodoviário pelo 3 Projeto 1 O presente capítulo analisa as características principais do Projeto 1, contendo a parte internacional e nacional da cadeia de suprimento das peças importadas, divididos em quatro seções, que

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva Unidade IV GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Prof. Altair da Silva Transporte em area urbana Perceba o volume de caminhões que circulam nas áreas urbanas em nosso país. Quais são os resultados para as empresas

Leia mais

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins Logística Integrada Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Cenário Fatores para o Desenvolvimento da Logística Bases da Logística Integrada Conceitos

Leia mais

COMO O PROVEDOR LOGÍSTICO PODE AGREGAR VALOR PARA INDÚSTRIA. Miquele Lioi - DHL

COMO O PROVEDOR LOGÍSTICO PODE AGREGAR VALOR PARA INDÚSTRIA. Miquele Lioi - DHL COMO O PROVEDOR LOGÍSTICO PODE AGREGAR VALOR PARA INDÚSTRIA Miquele Lioi - DHL 19/08/2015 Empresa global com portfolio único No. 1 in international express delivery Europe s largest postal service Leader

Leia mais

Sistemas de Armazenagem de

Sistemas de Armazenagem de Sistemas de Armazenagem de Materiais Características e conceitos para utilização de Sistemas de armazenagem de materiais Objetivos Destacar a importância do lay-out out, dos equipamentos de armazenagem

Leia mais

Armazenagem e Movimentação de Materiais II

Armazenagem e Movimentação de Materiais II Tendências da armazenagem de materiais Embalagem: classificação, arranjos de embalagens em paletes, formação de carga paletizada, contêineres Controle e operação do armazém Equipamentos de movimentação

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS Vigência: 15/03/2014 a 14/03/2015 ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS OPERAÇÃO PORTUÁRIA - Tarifas devidas pelo armador, agente de navegação ou requisitante - A. OPERAÇÃO

Leia mais

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos Prof. Paulo Medeiros Medindo os custos e desempenho da logística Uma vez que o gerenciamento logístico é um conceito orientado

Leia mais