Sumário. Capítulo l -Introdução Um Pouco da Historiada Logística Sistemas ERP 18

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Capítulo l -Introdução 17 1.1. Um Pouco da Historiada Logística 17 1.2. Sistemas ERP 18"

Transcrição

1 Sumário Capítulo l -Introdução Um Pouco da Historiada Logística Sistemas ERP 18 Capítulo 2 - A Integração do Marketing com a Logística O Departamento de Vendas Plano de Vendas 23 Exercícios 24 Capítulo 3 - Planejamento Industrial 25 Exercício 31 Capítulo 4 - A Integração da Engenharia com a Logística Árvore do Produto - Banco de Dados Alterações no Processo Produtivo Desvios de Uso Conceito de PDM Funcionalidades Funções do Usuário Funções Complementares Estrutura de um Sistema PDM 42 Exercícios 42 Capítulo 5 - Planejamento, Programação e Controle de Manufatura (PPCM) 43 Exercícios 44 Capítulo 6 - Manutenção Industrial Responsabilidade Tipos de Manutenção Manutenção Corretiva Manutenção Preventiva Manutenção Preditiva.47 Exercícios 51 Capítulo 7-Suprimentos Contrato de Parceria Lead Time de Compras Lead Time: Prazo de Pagamento dos Insumos 56 Exercícios 56 Capítulo 8 - Insumos Materiais Diretos Materiais Indiretos... 57

2 8.3. Materiais Não Produtivos 57 Exercícios 59 Capítulo 9 - Capacidade de Produção Mão de Obra Direta Mão de Obra Indireta Mão de Obra Não Produtiva Carga-Máquina e Homens 61 Exercícios 66 Capítulo 10-Reserva Operacional Plano Distributivo da Reserva Operacional 67 Exercícios 68 Capítulo 11 - Freqüência de Remessa e de Fabricação Plano Distributivo para Freqüência de Remessa Freqüência de Fabricação 70 Exercícios 73 Capítulo 12 - Gráfico de Gantt 75 Exercícios 77 Capítulo 13 - Lote Mínimo de Produção Demonstração da Fórmula para Cálculo do Lote Mínimo de Produção 80 Exercício 82 Capítulo 14-Curva ABC 83 Exercícios 85 Capítulo 15-Identificação de Materiais 87 Capítulo 16 - Inventário Cíclico Inventário Físico Anual Bens Patrimoniais Inventário Anual dos Itens Produtivos 92 Exercícios 93 Capítulo 17 - Planejamento da Produção Programação e Controle da Produção (PCP) Programação pelas Ordens de Produção Programação pelos Acumulados Autorizações de Entrega Programação por Quadro de Gestão à Vista 101 Exercícios 103 Capítulo 18 - Almoxarifado As Principais Atribuições do Almoxarifado Recebimento

3 18,3. Entrada de Materiais Na Portaria da Empresa Exame de Avarias e Conferência de Volume Recusa do Recebimento Liberação do Transportador Descarga Conferência Quantitativa Conferência Qualitativa Regularização Documentos Envolvidos na Regularização Processamento Baixa do Pedido Devolução ao Fornecedor Tipos de Almoxarifado Conduta do Gestor Postura do Profissional - Responsabilidade Saída de Materiais Organização dos Estoques Giro de Estoque Lead Time de Ressuprimento Programação para Compra de Materiais Indiretos Materiais Não Produtivos 117 Exercícios 119 Capítulo 19 - Embalagem na Logística Introdução Embalagem para o Consumidor com Ênfase no Marketing Embalagem Industrial com Ênfase na Logística Proteção contra Avaria Utilidade e Eficiência do Manuseio de Materiais Características dos Produtos 123 Exercícios 124 Capítulo 20 - Unitização Palete - Vantagens Palete - Desvantagens Linga-Vantagens Linga - Desvantagens Contêiner - Vantagens Contêiner- Desvantagens Cargas Unitizadas Rastreamento Materiais Alternativos Materiais Tradicionais Tendências Emergentes 127

4 Paletes PBR 1 e PBR Características dos Paletes PBR Características dos Paletes PBR Exercícios 129 Capítulo 21 - Just in Time (JIT) Pontos Negativos do JIT Kanban Objetivos do Sistema Kanban Kaizen PokaYoke Andon Gemba 136 Exercícios 137 Capítulo 22 - Controle da Produção Itens Críticos 139 Exercícios 142 Capítulo 23 - Planejamento de Estoque Controle de Estoque Estoque Matéria-Prima Peças e Componentes Comprados de Terceiros Peças Manufaturadas Materiais em Processo Produtos Acabados Estoque em Consignação Materiais Improdutivos Estoque Mínimo Estoque Máximo Ponto de Compra Organização dos Estoques 150 Exercícios 150 Capítulo 24-Roteirizacão Introdução Definição do Problema de Estoque e da Roteirização 152 Exercícios 153 Capítulo 25 - Identificação de Materiais Documentos para Rastreabilidade Identificação pelo Código de Barras Símbolos EAN/UPC - Código de Barras Linear Numérico, Representado por 8, 12 ou 13 Dígitos ,1. Reduced Space Symbology e Simbologia Composta (RSS) 156

5 25.4. A Simbologia Composta Sistema de Numeração Unidades Logísticas Tipos de Código de Barras 157 Capítulo 26 - Controle da Eficiência da Produção e das Máquinas Máquinas Produção Mão de Obra Controle de Máquinas, Ferramentas e Dispositivos 162 Exercícios 162 Capítulo 27 - Introdução à Movimentação de Materiais a Fase -Movimentação Interna Fluxo de Movimentação e Abastecimento de Materiais Movimentação Externa 167 Exercícios 167 Capítulo 28 - Logística Reversa Introdução Logística Reversa no Brasil Reciclagem Industrial 171 Exercícios 172 Capítulo 29 - Transporte Logístico Tipos de Modais de Carga Modal Aéreo Modal Ferroviário Frete Ferroviário Modal Hidroviário Modal Marítimo Cabotagem Modal Rodoviário O Modal Rodoviário no Mercosul Frete Rodoviário Modal Dutoviário Tipos de Carga Tipos de Embalagem Símbolos de Segurança de Cargas Transporte Combinado Transporte Segmentado Sucessivos Carga Geral Carga Solta Carga Unitizada Carga a Granel 190

6 Carga Frigorificada Carga Perigosa Portos Secos Terminais de Contêineres de Uso Público 192 Exercícios 192 Capítulo 30 - Equipamentos de Movimentação Carro Palete DoIlie Transportadores Contínuos Embalagem Unitização Paletização Conteinerização Tipos de Contêiner 196 Exercícios 197 Capítulo 31 - Armazenagem e Estruturas de Armazenagem Estruturas de Armazenagem Estrutura Dinâmica Estrutura Cantiléver Estrutura Push-Back Estrutura Flow-Rack 201 Exercícios 201 Capítulo 32 - Atividade Logística de Armazenagem 203 Exercícios 205 Capítulo 33 - Arranjo Físico ou Layout Princípios do Arranjo Físico Tipos de Arranjo Físico Distribuição A Utilização de Centros de Distribuição 209 Exercícios 209 Capítulo 34 - Integração Interdepartamental 211 Exercícios 214 Capítulo 35 - Total Quatity Control (TQC) Definição de Qualidade Características de Qualidade do Produto Qualidade Intrínseca Custo Entrega/Atendimento Moral Segurança 216 Exercícios...217

7 Capítulo 36 - O Método Deming de Administração O Perfil dos Catorze Pontos de Deming 219 Exercícios 222 Capítulo 37 - Círculos de Controle de Qualidade (CCQ) Quantas Pessoas Podem Fazer Parte de um CCQ? Melhorias Promovidas pelos CCQs 223 Exercícios 224 Capítulo 38- ISO Demandas de Mercado e Gestão Ambiental A Diretriz da ISO Escopo da ISO Princípios e Elementos de um SGA 228 Exercícios 229 Capítulo 39 - Custos do Produto Estoque de Segurança Pré-Cálculo do Custo Industrial do Produto Pós-Cálculo (Custo Real) 238 Bibliografia 239 índice Remissivo...257

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

Curso de Logísticas Integrada

Curso de Logísticas Integrada 1 Introdução a Logística; Capítulo 1 - Conceitos de logística; Breve Histórico da Logística; Historia da logística; SCM; Logística Onde estávamos para onde vamos? Estratégia para o futuro; 2 Conceitos

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PRIMEIRA FASE 01 ECONOMIA Definições e conceitos de economia; macroeconomia; microeconomia; a organização econômica; a atividade de produção; a moeda; a formação de preços; economia de mercado: consumo,

Leia mais

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999)

CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSTICO (fevereiro de 1999) INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. SERVIÇOS LOGÍSITICOS 3. O CONCEITO DO OPERADOR LOGÍSITICO 3.1 DEFINIÇÃO 3.2 CARACTERIZAÇÃO DE OPERADOR LOGÍSTICO 4. DEFINIÇÕES

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Profa. Lérida Malagueta

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE. Profa. Lérida Malagueta Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE PRODUÇÃO E OPERAÇÕES Profa. Lérida Malagueta Planejamento e controle da produção O PCP é o setor responsável por: Definir quanto e quando comprar Como fabricar ou montar cada

Leia mais

Logística e Administração de Estoque. Definição - Logística. Definição. Profª. Patricia Brecht

Logística e Administração de Estoque. Definição - Logística. Definição. Profª. Patricia Brecht Administração Logística e Administração de. Profª. Patricia Brecht Definição - Logística O termo LOGÍSTICA conforme o dicionário Aurélio vem do francês Logistique e significa parte da arte da guerra que

Leia mais

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza

Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA. Marinalva R. Barboza Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA Marinalva R. Barboza Definição do conceito de logística e evolução Logística tem origem no idioma francês Logistique se define de forma militar sendo uma parte estratégica

Leia mais

CURSO: Controlador e Programador de Produção *CBO: 3911. MODALIDADE: Qualificação Profissional CÓDIGO DA PASTA SGE: QUA.00086 REVISÃO: 1/2015

CURSO: Controlador e Programador de Produção *CBO: 3911. MODALIDADE: Qualificação Profissional CÓDIGO DA PASTA SGE: QUA.00086 REVISÃO: 1/2015 Folha: 1 de 24 1/2015 JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS Este curso faz parte do portfólio de cursos do SENAI RO e tem como objetivo oportunizar capacitação profissional básica com competência em executar serviços

Leia mais

Função: Planejamento e Operação de Transportes

Função: Planejamento e Operação de Transportes MÓDULO III Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM LOGÍSTICA III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES Função: Planejamento e Operação de Transportes 1. Avaliar a infraestrutura dos sistemas de

Leia mais

MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística

MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística MBA Executivo - Gestão da Produção e Logística Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Gestão da Produção e Logística proporciona ao participante o conhecimento sobre processos logísticos, compras,

Leia mais

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE

QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE QUESTIONÁRIO LOGISTICS CHALLENGE 2015 PRIMEIRA FASE *Envie o nome de seu grupo, dos integrantes e um telefone de contato junto com as respostas do questionário abaixo para o e-mail COMMUNICATIONS.SLA@SCANIA.COM*

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 7 Prof. Rafael Roesler

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 7 Prof. Rafael Roesler NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 7 Prof. Rafael Roesler Sumário Introdução O Almoxarifado conceito Organização do Almoxarifado: Recebimento Armazenagem

Leia mais

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA

22/02/2009 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO POR QUE A LOGÍSTICA ESTÁ EM MODA POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO A melhor formação cientifica, prática e metodológica. 1 POSIÇÃO DE MERCADO DA LOGÍSTICA Marketing Vendas Logística ANTES: foco no produto - quantidade de produtos sem qualidade

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Formação Inicial e Continuada (Decreto Federal nº 5154/04 e Lei Federal nº 11741/08) PLANO DE CURSO Área Tecnológica: Logística

Leia mais

Armazenagem. Por que armazenar?

Armazenagem. Por que armazenar? Armazenagem Introdução Funções da armazenagem Atividades na armazenagem Objetivos do planejamento de operações de armazenagem Políticas da armazenagem Pilares da atividade de armazenamento Armazenagem

Leia mais

Planejamento da produção. FATEC Prof. Paulo Medeiros

Planejamento da produção. FATEC Prof. Paulo Medeiros Planejamento da produção FATEC Prof. Paulo Medeiros Planejamento da produção O sistema de produção requer a obtenção e utilização dos recursos produtivos que incluem: mão-de-obra, materiais, edifícios,

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL

LOGÍSTICA EMPRESARIAL LOGÍSTICA EMPRESARIAL FORNECEDORES Erros de compras são dispendiosos Canais de distribuição * Compra direta - Vendedores em tempo integral - Representantes dos fabricantes Compras em distribuidores Localização

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais.

Função: Operação da Cadeia de materiais. 1.1 Identificar princípios da organização da área de materiais. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio ASSISTENTE DE LOGÍSTICA II.1 Gestão de Recursos e Materiais Função: Operação da Cadeia de materiais 1. Contextualizar a importância da Administração de materiais

Leia mais

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia

Logística Empresarial. Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Logística Empresarial Atividades Chave, Planejamento e Estratégia Logística Prof. José Correia Atividades chave da Logística Padrões de serviço ao cliente (c/ marketing): Determinar as necessidades/desejos

Leia mais

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15

Sumário. 1.3 Identificação dos principais autores em PCR, 15. 1.4 Questões, 15 Sumário Apresentação, xiii 1 Definições e Conceitos Fundamentais, l 1.1 Sistemas de produção: conceituação, evolução e algumas importantes classificações, l 1.2 O Planejamento e Controle da Produção (PCP),

Leia mais

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 3. Contextualização. Principais Atribuições. Controles de Estoque. Plano de Ação. Instrumentalização

Armazenagem, Controle e Distribuição. Aula 3. Contextualização. Principais Atribuições. Controles de Estoque. Plano de Ação. Instrumentalização Armazenagem, Controle e Distribuição Aula 3 Contextualização Prof. Walmar Rodrigues da Silva Controles de Estoque Principais Atribuições Planejamento Controle Gestão de estoques PDCA Sistema de administração

Leia mais

Decisões de Estoque. Custos de Estoque. Custos de Estoque 27/05/2015. Custos de Estoque. Custos de Estoque. Custos diretamente proporcionais

Decisões de Estoque. Custos de Estoque. Custos de Estoque 27/05/2015. Custos de Estoque. Custos de Estoque. Custos diretamente proporcionais $ crescem com o tamanho do pedido $ crescem com o tamanho do pedido $ crescem com o tamanho do pedido 27/05/2015 Decisões de Estoque Quanto Pedir Custos de estoques Lote econômico Quando Pedir Revisões

Leia mais

Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA. Prof. Léo Noronha

Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA. Prof. Léo Noronha Unidade I GESTÃO DE SUPRIMENTOS E LOGÍSTICA Prof. Léo Noronha A administração de materiais A administração de materiais procura conciliar as necessidades de suprimentos com a otimização dos recursos financeiros

Leia mais

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Profª Caroline Pauletto Spanhol Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Profª Caroline Pauletto Spanhol Cadeia de Abastecimento Conceitos e Definições Elementos Principais Entendendo a Cadeia de Abastecimento Integrada Importância

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Aula 19 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

Operações Terminais Armazéns. PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007.

Operações Terminais Armazéns. PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007. Operações Terminais Armazéns AULA 3 PLT RODRIGUES, Paulo R.A. Gestão Estratégica da Armazenagem. 2ª ed. São Paulo: Aduaneiras, 2007. A Gestão de Estoques Definição» Os estoques são acúmulos de matériasprimas,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos (SP) Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de Auxiliar

Leia mais

Visão Geral da Logística Empresarial

Visão Geral da Logística Empresarial Visão Geral da Logística Empresarial Prof. Dr. Nicolau D. Fares Gualda Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Transportes email: ngualda@usp.br LOGÍSTICA Verbo Loger

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI A) Área de Administração Geral ÁREAS E ATIVIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO O estagiário desta área de interesse deverá participar de atividades essenciais de uma empresa, tais como: marketing, produção,

Leia mais

JUST-IN-TIME & KANBAN

JUST-IN-TIME & KANBAN JUST-IN-TIME & KANBAN Prof. Darli Rodrigues Vieira darli@darli.com.br 1 OBJETIVO DA AULA OBJETIVO: EVIDENCIAR O QUE É JUST IN TIME E QUAL É SUA UTILIDADE EM PROJETOS DE OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS EM OPERAÇÕES

Leia mais

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto ou terminal portuário voltado para a movimentação interna, importação

Leia mais

Diagnóstico e Auditoria da Logística. Check-List Básico

Diagnóstico e Auditoria da Logística. Check-List Básico Diagnóstico e Auditoria da Logística Check-List Básico 1 Diagnóstico e Auditoria da Logística Objetivos Elaborar diagnóstico do sistema logístico para identificar os desvios e as correspondentes causas

Leia mais

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto

Leia mais

LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS. rfsouza@fatecinternacional.com.br

LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS. rfsouza@fatecinternacional.com.br LOGÍSTICA E CADEIA DE SUPRIMENTOS PROF. RODRIGO FREITAS DE SOUZA REVISÃO rfsouza@fatecinternacional.com.br Objetivo da Logística Fazer chegar a quantidade certa das mercadorias certas ao local certo, no

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI

CURSO ANALISTA DE LOGISTICA E PRODUÇÃO INDUSTRIAL GRADE CURRICULAR @2014 - CENTRO EDUCACIONAL ANÍSIO PEDRUSSI MÓDULOS / DISCIPLINAS Carga Horária Módulo I - Introdução ao Estudo da Logística No Brasil e no Mundo 30 1. Introdução ao Estudo da Logística 2. História da Logística 3. Na Pré-História 4. No Exército

Leia mais

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços

MRP MRP. Módulo 5 MRP e JIT. Demanda de produtos e serviços. Fornecimento de produtos e serviços Módulo 5 MRP e JIT Adm Prod II 1 MRP Fornecimento de produtos e serviços Recursos de produção MRP Decisão de quantidade e momento do fluxo de materiais em condições de demanda dependente Demanda de produtos

Leia mais

TESTE RÁPIDO (ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS)

TESTE RÁPIDO (ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS) TESTE RÁPIDO (ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS) ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS A respeito da administração de recursos materiais, julgue os itens que se seguem. 1 - ( CESPE / ANS / 2013 / TÉCNICO

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais

APSP. Análise do Projeto do Sistema Produtivo. Movimentação e Armazenagem de Materiais. Administração de Fluxos de Materiais Movimentação e Armazenagem de Materiais APSP Análise do Projeto do Sistema Produtivo Aula 8 Por: Lucia Balsemão Furtado 1 Administração de Fluxos de Materiais Organização Modal A organização modal é um

Leia mais

Gestão em Logística. Fundação de Estudos Sociais do Paraná. Luiz Alexandre Friedrich

Gestão em Logística. Fundação de Estudos Sociais do Paraná. Luiz Alexandre Friedrich Gestão em Logística Fundação de Estudos Sociais do Paraná Luiz Alexandre Friedrich Nosso contrato... Fornecedor : Luizão Cliente : Alunos de Adm. da FESP - Fornecer subsídios de teoria e prática de Gestão

Leia mais

Gestão de Recursos Materiais e Patrimoniais

Gestão de Recursos Materiais e Patrimoniais Gestão de Recursos Materiais e Patrimoniais Curso Superior de Tecnologia em Logística Disciplina: Gestão de Recursos Materiais e Patrimoniais Professor: Roberto Cézar Datrino Carga horária semanal: 4 h/a

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em LOGÍSTICA E SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Coordenação Acadêmica: Prof. Jamil Moysés Filho OBJETIVO: Ao final do Curso, o aluno será capaz de: Conhecer

Leia mais

16/02/2010. Relação empresa-cliente-consumidor. Distribuição física do produto final até ponto de venda final

16/02/2010. Relação empresa-cliente-consumidor. Distribuição física do produto final até ponto de venda final Logística de Distribuição e Reversa MSe. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção Conceito Relação empresa-cliente-consumidor Distribuição física do produto final

Leia mais

Medida de desempenho é uma maneira de medir (mensurar) o desempenho em determinada área e de agir sobre os desvios em relação aos objetivos traçados.

Medida de desempenho é uma maneira de medir (mensurar) o desempenho em determinada área e de agir sobre os desvios em relação aos objetivos traçados. Medidas de Desempenho: Medida de desempenho é uma maneira de medir (mensurar) o desempenho em determinada área e de agir sobre os desvios em relação aos objetivos traçados. Medidas de Desempenho: A mensuração

Leia mais

SISTEMAS DE TRANSPORTES

SISTEMAS DE TRANSPORTES ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS, PRODUÇÃO E LOGÍSTICA SISTEMAS DE TRANSPORTES TRANSPORTES Transportes, para a maioria das firmas, é a atividade logística mais importante, simplesmente porque ela absorve, em

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2006/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

Necessidade do cliente Análise. Logística. Reposição de materiais. Armazenamento. Recebimento

Necessidade do cliente Análise. Logística. Reposição de materiais. Armazenamento. Recebimento Capítulo 1 Gestão Materiais Apresentação do Tópico: A Importância da Administração A organização da área Análise de necessidades de clientes Reposição de materiais Recebimento de materiais Armazenamento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SUPRIMENTOS GESTÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SUPRIMENTOS GESTÃO GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DEFINIÇÃO DE CADEIAS DE SUPRIMENTOS (SUPLLY CHAIN) São os processos que envolvem fornecedores-clientes e ligam empresas desde a fonte inicial de matéria-prima até o ponto

Leia mais

Recursos Materiais 1

Recursos Materiais 1 Recursos Materiais 1 FCC - 2008 No processo de gestão de materiais, a classificação ABC é uma ordenação dos itens consumidos em função de um valor financeiro. São considerados classe A os itens de estoque

Leia mais

LOGÍSTICA INTEGRADA NÍVEL DE SERVIÇO CUSTO TOTAL

LOGÍSTICA INTEGRADA NÍVEL DE SERVIÇO CUSTO TOTAL LOGÍSTICA INTEGRADA NÍVEL DE SERVIÇO CUSTO TOTAL João Roberto Rodrigues Bio 1o. Prof. Semestre João Roberto de 2006 R. Bio LOGÍSTICA INTEGRADA Logística Integrada Planejamento, implantação e operação da...

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

Assegurar o suprimento adequado de matéria-prima, material auxiliar, peças e insumos ao processo de fabricação;

Assegurar o suprimento adequado de matéria-prima, material auxiliar, peças e insumos ao processo de fabricação; 2. ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS Área da Administração responsável pela coordenação dos esforços gerenciais relativos às seguintes decisões: Administração e controle de estoques; Gestão de compras; Seleção

Leia mais

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009

LOGÍSTICA EMPRESARIAL. Rodolfo Cola Santolin 2009 LOGÍSTICA EMPRESARIAL Rodolfo Cola Santolin 2009 Conteúdo Cadeia de suprimentos Custos Logísticos Administração de Compras e Suprimentos Logística Reversa CADEIA DE SUPRIMENTOS Logística Logística Fornecedor

Leia mais

GESTÃO DE MATERIAIS ALMOXARIFADO

GESTÃO DE MATERIAIS ALMOXARIFADO GESTÃO DE MATERIAIS ALMOXARIFADO INTRODUÇÃO Raríssimas empresas trabalham sem estoques, sejam eles de matéria-prima ou insumos, usados na fabricação ou produtos acabados para seus clientes. As organizações

Leia mais

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi

Marketing. Gestão de Produção. Gestão de Produção. Função Produção. Prof. Angelo Polizzi Marketing Prof. Angelo Polizzi Gestão de Produção Gestão de Produção Objetivos: Mostrar que produtos (bens e serviços) consumidos, são produzidos em uma ordem lógica, evitando a perda ou falta de insumos

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

MÓDULO II - Qualificação Técnica de Nível Médio de AUXILIAR DE PROCESSOS OPERACIONAIS

MÓDULO II - Qualificação Técnica de Nível Médio de AUXILIAR DE PROCESSOS OPERACIONAIS II. 1 PROCESSOS DE SUPRIMENTOS Função: Processos Operacionais de Suprimentos 1. Analisar os diversos tipos de fornecedores quanto às suas características produtivas, técnicas, tecnológicas e econômicas,

Leia mais

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING

15/09/2011. Historico / Conceito. Lean Production é um programa corporativo ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II. Evolucao do Conceito LEAN THINKING Historico / Conceito Lean : década de 80 James Womack (MIT) Projeto de pesquisa: fabricantes de motores automotivos; ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO II Lean Production é um programa corporativo composto por

Leia mais

Mapeamento do Fluxo de Valor

Mapeamento do Fluxo de Valor Mapeamento do Fluxo de Valor O que é Fluxo de Valor É um conjunto de ações as que agregam valor, bem como as que não agregam valor necessárias para viabilizar o produto: da concepção ao lançamento do produto

Leia mais

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot

Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM. Uma abordagem multidisciplinar. Prof. Fernando Dal Zot Aula 7 Sistemas de Armazenagem e Movimentação de Carga ARMAZENAGEM Uma abordagem multidisciplinar Prof. Fernando Dal Zot 1 Visão geral das atividades do Almoxarifado / Depósito / Armazém Início RECEBER

Leia mais

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 11

Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 11 Rodrigo Rennó Questões CESPE para o MPU 11 Questões sobre o tópico Administração de Materiais. Olá Pessoal, Hoje veremos um tema muito solicitado para esse concurso do MPU! Administração de Materiais.

Leia mais

Administração. Profa. Patricia Brecht. Compras. Compras. Armazenamento, Movimentação e Administração de Compras

Administração. Profa. Patricia Brecht. Compras. Compras. Armazenamento, Movimentação e Administração de Compras Administração Profa. Patricia Brecht Armazenamento, Movimentação e Administração de Compras Compras Envolve todo o processo de localização de fornecedores e fonte de suprimento, aquisição de materiais

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS

IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA KANBAN NA PRODUÇÃO PARA MINIMIZAÇÃO DE CUSTO E MAXIMIZAÇÃO DE LUCROS RESUMO Regiane A. Olmedo de Souza regianeolmedo@gmail.com Renan Fernandes Nascimento renanfn8@yahoo.com.br Rozana

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística - TLO 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Logística 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido pela Portaria MEC 134 de

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE MATERIAIS

MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE MATERIAIS 98 MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE MATERIAIS Roberta Ferreira dos Santos Graduando em Logística do Centro Universitário Augusto Motta (UNISUAM), Rio de Janeiro, RJ, Brasil roberta.santos94@yahoo.com.br Leandro

Leia mais

GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES. Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC

GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES. Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC GERENCIAMENTO DE MATERIAIS HOSPITALARES Farm. Tatiana Rocha Santana 1 Coordenadora de Suprimentos do CC DEFINIÇÕES GERENCIAR Ato ou efeito de manter a integridade física e funcional para algo proposta

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Marcus Fontes

FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Marcus Fontes FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Marcus Fontes AULA PASSADA: GESTÃO DE COMPRAS: PROCESSOS DE FORNECIMENTO UMA REVISÃO

Leia mais

Palavras-chaves: Análise ABC, gestão de estoques, controle, diferencial.

Palavras-chaves: Análise ABC, gestão de estoques, controle, diferencial. ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS DE GESTÃO DE ESTOQUE EM UMA EMPRESA PRODUTORA DE BEBIDAS, COMO AUXÍLIO À GESTÃO DA LOGÍSTICA DE MATERIAIS EM UM CENÁRIO DE DEMANDA VARIÁVEL Eduardo Bezerra dos Santos

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO)

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO / E.E. ESTERINA PLACCO (EXTENSAO) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:Técnico

Leia mais

PRODUÇÃO ENXUTA. Eng. Liane Freitas, MsC.

PRODUÇÃO ENXUTA. Eng. Liane Freitas, MsC. PRODUÇÃO ENXUTA Eng. Liane Freitas, MsC. O que será visto neste capítulo? 1 O significado a filosofia JIT 2 O JIT versus a prática tradicional 3 As técnicas JIT de gestão 4 As técnicas JIT de planejamento

Leia mais

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Módulo I Conhecimentos Básicos do Setor de Transporte de Cargas O Transporte Rodoviário

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg)

N= D. LT_prod. (1+Seg) + D. LT_entr. (1+Seg) Os parametros para o cálculo são : Demanda diária (D) Qtde. de peças por KANBAN (Q) Lead time de produção (LT_Prod) Lead time de entrega (LT_entr) Segurança (margem) definida (Seg) Sendo: N= D. LT_prod.

Leia mais

EMPRESA. fornecedor suprimento produção distribuição cliente. Fluxo de informação. Fluxo de materiais. Fluxo Financeiro.

EMPRESA. fornecedor suprimento produção distribuição cliente. Fluxo de informação. Fluxo de materiais. Fluxo Financeiro. EMPRESA fornecedor suprimento produção distribuição cliente Fluxo de informação Fluxo de materiais Fluxo Financeiro Fluxo Logístico Fonte: A. Novaes Poucos itens em estoque compras mais freqüentes qualidade

Leia mais

Porto e Aeroporto Rio de Janeiro SIGMA BETA GAMMA ALPHA ZETA

Porto e Aeroporto Rio de Janeiro SIGMA BETA GAMMA ALPHA ZETA 5 Projeto 3 O Capítulo 5 segue a mesma lógica apresentada nos Capítulos 3 e 4. Este quinto Capítulo apresenta o terceiro Projeto a ser analisado nesta dissertação. Assim como no Projeto 2, o Projeto 3

Leia mais

GESTÃO DE MATERIAIS. Eng. Liane Freitas, MsC.

GESTÃO DE MATERIAIS. Eng. Liane Freitas, MsC. GESTÃO DE MATERIAIS Eng. Liane Freitas, MsC. O que será visto neste capítulo? 1 A natureza e a função dos estoques 2 Métodos de gestão dos estoques Método LEC Método ABC Método de revisão contínua e periódica

Leia mais

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a Conhecer a evolução do Transporte no mundo, relacionando as características econômicas, sociais e culturais. Compreender a função social do transporte e o papel da circulação de bens e pessoas. Conhecer

Leia mais

Centro de Gestão Técnica de Pernambuco Ltda.

Centro de Gestão Técnica de Pernambuco Ltda. Introdução Com o fim do ambiente inflacionário, as empresas evidenciaram a ineficiência de seus processos e perceberam imediatamente o reflexo pelos altos custos de produção e grandes desperdícios envolvidos

Leia mais

Sistema de Administração da Produção

Sistema de Administração da Produção Sistema de Administração da Produção (Extraído do livro Planejamento, Programação e Controle da Produção Enrique Correa e Irineu Gianesi e Mauro Caon Ed Atlas, 2001) 1. Definição São sistemas de Informação

Leia mais

Sistemas de Armazenagem e Movimentação

Sistemas de Armazenagem e Movimentação Sistemas de Armazenagem e Movimentação O que é a armazenagem? Gerenciar eficazmente o espaço tridimensional de um local adequado e seguro, colocando à disposição para guarda de mercadorias que serão movimentadas

Leia mais

Armazenagem e controle. Prof. Paulo Medeiros FATEC - Pompéia

Armazenagem e controle. Prof. Paulo Medeiros FATEC - Pompéia Armazenagem e controle Prof. Paulo Medeiros FATEC - Pompéia Armazenagem Armazenagem e manuseio de mercadorias são componentes essenciais do conjunto de atividades logísticas.seus custos podem absorver

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009. Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

Plano de Curso. Técnico em Logística Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio. Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Segmento: Gestão

Plano de Curso. Técnico em Logística Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio. Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Segmento: Gestão Plano de Curso Técnico em Logística Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Segmento: Gestão Plano de Curso Técnico em Logística Habilitação Profissional Técnica

Leia mais

Modulo 01 Exercícios Gestão de Materiais

Modulo 01 Exercícios Gestão de Materiais QUESTÕES DE CONCURSOS Acerca de planejamento e controle da produção, e gestão da cadeia de suprimentos, julgue os seguintes itens. 01. A importância do planejamento da produção decorre principalmente da

Leia mais

Just in Time Massagista JIT?

Just in Time Massagista JIT? Just Just in Time Time Massagista JIT? Planejamento e Controle Just-in-Time Fornecimento de produtos e serviços Recursos de produção Just-in-Time Entrega de produtos e serviços apenas quando são necessários

Leia mais

Administração Materiais X Distribuição Física

Administração Materiais X Distribuição Física ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS AULA PARA A TURMA DE ADMINISTRAÇÃO 2010 2 Administração Materiais X Distribuição Física A é o inverso da Distribuição Física Trata do fluxo de produtos para a empresa ao invés

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Logística

Tecnologia Aplicada à Logística Tecnologia Aplicada à Logística Movimentação e TI Alunos: Keriton Leandro Fernando TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA LOGÍSTICA Definição de Informação na Logística É um elemento de grande importância nas operações

Leia mais

Unidade III RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS. Profa. Marinalva Barboza

Unidade III RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS. Profa. Marinalva Barboza Unidade III RECURSOS MATERIAIS E PATRIMONIAIS Profa. Marinalva Barboza Atividades da gestão de materiais e a logística Segundo Pozo, as atividades logísticas podem ser vistas por duas grandes áreas: atividades

Leia mais

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros

Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos. Prof. Paulo Medeiros Contribuição do custo logístico na formação de preço de venda dos produtos Prof. Paulo Medeiros Medindo os custos e desempenho da logística Uma vez que o gerenciamento logístico é um conceito orientado

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Gino Rezaghi Código: 191 Município: Cajamar Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICO EM LOGÍSTICA Qualificação: TÉCNICO

Leia mais

Controle de Estoques

Controle de Estoques Controle de Estoques Valores em torno de um Negócio Forma Produção Marketing Posse Negócio Tempo Lugar Logística Atividades Primárias da Logística Transportes Estoques Processamento dos pedidos. Sumário

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

17/02/2015 JIT KANBAN. Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo.

17/02/2015 JIT KANBAN. Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo. ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO JIT KANBAN - JIT Uma técnica que se utiliza de várias normas e regras para modificar o ambiente produtivo. Técnica voltada para a otimização da produção. PODE SER APLICADA TANTO

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais