TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS"

Transcrição

1 TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS Vigência: 15/03/2014 a 14/03/2015 ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS OPERAÇÃO PORTUÁRIA - Tarifas devidas pelo armador, agente de navegação ou requisitante - A. OPERAÇÃO DE CARGA E DESCARGA BOX-RATE OPERAÇÃO LONGO CURSO Longo Curso SERVIÇO CONTÊINER R$ R$ Cheio Vazio Inciso XIV da 287,07 287,07 A.1 Carga/Descarga cláusula 24ª Outros Serviços 443,93 77,93 A.1 TOTAL - Carga/Descarga 731,00 365,00 A.2 Remoção Bordo 575,00 138,00 A.3 Remoção Terra 1.069,00 380,00 A.4 Período Extraordinário 322,00 92,00 A.5 Paradas por conta do navio /Armador 403,00 A.6 Transbordo (02 MOV) 699,00 430,00 A.6.1 Período Extraordinário Transbordo 110,00 50,00 A.6.2 Dias Livres - Transbordo 07 DIAS OBS.: Período Extraordinário Sábado 19h Segunda-Feira 07h. Feriados - 07h 07h do dia subsequente. B. OPERAÇÃO DE CARGA E DESCARGA BOX-RATE OPERAÇÃO CABOTAGEM Cabotagem SERVIÇO CONTÊINER R$ R$ Cheio Vazio Inciso XIV da 287,07 287,07 B.1 Carga/Descarga cláusula 24ª Outros Serviços 324,93 21,93 B.1 TOTAL - Carga/Descarga 612,00 309,00 B.2 Remoção Bordo 469,00 106,00 B.3 Remoção Terra 944,00 348,00 B.4 Período Extraordinário 267,00 55,00 B.5 Paradas por conta do navio /Armador 390,00 B.6 Transbordo (02 MOV) 699,00 430,00 B.6.1 Período Extraordinário Transbordo 110,00 50,00 B.6.2 Dias Livres - Transbordo 07 DIAS OBS.: Período Extraordinário Sábado 19h Segunda-Feira 07h. Feriados - 07h 07h do dia subsequente.

2 Nas tabelas de Operações de carga e descarga acima estão incluídos os seguintes itens: 1) M.M.O 2) Encargos sociais 3) Ogmo/EPI s 4) Controle de carga e descarga 5) Infra-estrutura Marítima e Terrestre 6) Material de estivagem 7) Seguro de Operador Portuário com cobertura de até US$ mil/sinistro Observações: 1) Ternos avulsos não utilizados por responsabilidade do navio serão cobrados à razão de R$ 286,10 por terno por período. 2) Deadline de cargas: O "deadline" obedecerá aos seguintes critérios: 1) Serão considerados como contêineres "prontos" para embarque aqueles fisicamente recolhidos no Terminal e devidamente liberados para embarque pela Receita Federal e Ministério da Agricultura. 2) O deadline será de até 12 horas anteriores à atracação do navio. 3) Contêineres não entregues até o deadline de dado navio não serão recebidos para embarque no mesmo e aqueles eventualmente recolhidos dentro do prazo, mas que se encontrem sem liberação aduaneira ou do Ministério da Agricultura, não terão este garantido. 4) Os prazos acima definidos são os mínimos admitidos, não conflitando nem prevalecendo sobre os estabelecidos pelos Armadores e serviços regulares a quem atendemos. Desta forma, caso os deadlines estabelecidos pelos Armadores tenham prazo superior ao mínimo estabelecido pelo Terminal, os primeiros prevalecerão. Situações extraordinárias: 1) Transferência da carga para outros navios; 2) Cancelamento da escala de navios; 3) Antecipação da atracação de navios; 4) Contêineres recolhidos dentro do deadline, mas sem liberação para embarque; Em todos os casos acima, onde será necessária a movimentação adicional dos containers, serão cobrados: 1) R$ 259,00/unidade caso o nome do navio para o qual a carga será transferida seja indicado no momento do cancelamento da escala do navio/solicitação de transferência. 2) R$ 420,00/unidade caso o nome do navio seja indicado posteriormente. C. I.S.P.S CODE C.1 Importação e exportação de cntr cheio R$ 28,23/unid. Observações: 1) Tarifa reajustada anualmente de acordo com o IGPM do período.

3 SERVIÇOS NA MODALIDADE EXPORTAÇÃO - Tarifas devidas pelo dono da Mercadoria ou requisitante - A. UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE OPERAÇÕES DE PÁTIO A.1. Manuseio de contêineres (Posicionamento) A.1.1 CNTR Cheio R$ 276,00/contêiner A.1.2 CNTR Vazio R$ 143,00/contêiner O item A.1., refere-se a movimento extra de equipamento realizado em contêineres no Pátio do terminal, a pedido do cliente/armador através de requisição. B. SERVIÇOS ACESSÓRIOS B.1. Serviço de Pesagem B.1.1 Contêineres R$ 115,00 / contêiner B.1.2 Mercadorias R$ 12,00 / toneladas B.2 Fornecimento de área, tomada especial e energia elétrica a CNTRs integrados e/ou Clip-ons, por unidade/dia calendário R$ 170,00 / contêiner B.3 Serviço de monitoramento de temperatura por unidade e por dia Calendário R$ 50,00 / contêiner B.4 Desacoplamento de Clip-on/Genset R$ 35,00 / contêiner B.5 Transferência de lote R$ 259,00 / contêiner B.6 Cancelamento de embarque (H. in / H. out) R$ 259,00 / contêiner B.7 Inspeção não invasiva R$ 169,00 / contêiner O valor cobrado no item A.1., não inclui o serviço prestado no item B.1. Os itens B.2 e B.3 referem-se ao consumo de energia elétrica e monitoramento por contêiner cheio por dia ou fração. A manutenção dos contêineres refrigerados e de seus equipamentos auxiliares é responsabilidade dos respectivos proprietários. Eventuais prejuízos decorrentes de deficiências técnicas na manutenção dos mesmos são, portanto, de exclusiva responsabilidade dos proprietários do contêiner. C. UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA DE SERVIÇOS DO ARMAZÉM C.1. Manuseio com incidência de desova e ova C.1.1. Carga não Paletizada C CNTR 20 R$ 610,00 /contêiner C CNTR 40 R$ 633,00 /contêiner

4 C.1.2. Carga Paletizada C CNTR 20 R$ 530,00 /contêiner C CNTR 40 R$ 587,00 /contêiner Este item refere-se ao posicionamento de contêineres no pátio do Terminal para realização de vistoria. No caso de vistorias em contêineres, sem incidência de desova/ova será cobrado o constante no item A.1 desta tabela. Havendo incidência de desova/ova será cobrado apenas o item C.1. D. SERVIÇOS DE ARMAZENAGEM D.1. Armazenagem de contêiner de Exportação / Embarque de Cabotagem D.1.1 No primeiro período de 10 dias/fração R$ 460,00 /contêiner D.1.2 No segundo período de 10 dias/fração R$ 541,00 /contêiner D.2. Armazenagem de contêineres vazios depositados no pátio. D.2.1 No primeiro período de 10 dias/fração D.2.2 No segundo período de 10 dias e pelos subsequentes R$ 74,48 / contêiner R$ 121,79 / contêiner Para a exportação é concedido um período livre de armazenagem de 7 dias anteriores à previsão de chegada dos navios. Os contêineres não embarcados no período livre estão sujeitos a incidência de cobrança de armazenagem, retroagindo a contagem do período de armazenagem à data do recebimento. E. CARGAS DE PROJETO Dado às particularidades deste tipo de carga os valores de prestação de serviços deverão ser analisados/negociados caso a caso através de nosso Departamento Comercial.

5 SERVIÇOS NA MODALIDADE IMPORTAÇÃO - Tarifas devidas pelo dono da Mercadoria ou requisitante - A. UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE OPERAÇÕES DE PÁTIO A.1. Manuseio de contêineres (Posicionamento) A.1.1 CNTR Cheio R$ 276,00/contêiner A.1.2 CNTR Vazio R$ 143,00/contêiner O item A.1., refere-se a movimento extra de equipamento realizado em contêineres no Pátio do terminal, a pedido do cliente/armador através de requisição. B. SERVIÇOS ACESSÓRIOS B.1 Serviço de Pesagem B.1.1 Contêineres R$ 173,00 / contêiner B.1.2 Mercadorias R$ 12,00 / toneladas B.2 Fornecimento de área, tomada especial e energia elétrica a CNTRs integrados e/ou Clip-ons, por unidade/dia calendário. R$ 170,00 / contêiner B.3 Serviço de monitoramento de temperatura por unidade e por dia Calendário R$ 50,00 / contêiner B.4 Desacoplamento de Clip-on/Genset R$ 50,00 / contêiner B.5 Inspeção não invasiva R$ 169,00 / contêiner O valor cobrado no item A.1, não inclui o serviço prestado no item B.1. O item B.2 e B.3 referem-se ao consumo de energia elétrica e monitoramento por contêiner cheio por dia ou fração. A manutenção dos contêineres refrigerados e de seus equipamentos auxiliares é responsabilidade dos respectivos proprietários. Eventuais prejuízos decorrentes de deficiências técnicas na manutenção dos mesmos são, portanto, de exclusiva responsabilidade dos proprietários do contêiner. C. UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA DE SERVIÇOS DO ARMAZÉM C.1. Desova de contêineres e carregamento de carga solta C.1.1. Carga não Paletizada C CNTR 20 R$ 748,00 /contêiner C CNTR 40 R$ 782,00 /contêiner C.1.2. Carga Paletizada C CNTR 20 R$ 690,00 /contêiner C CNTR 40 R$ 742,00 /contêiner

6 Todo o contêiner house que for desconsolidado no Terminal será faturado contra o requisitante. D. SERVIÇOS DE ARMAZENAGEM D.1 Armazenagem de mercadorias importadas em armazém ou pátio. D.1.1 No primeiro período de 10 dias D.1.2 No segundo período de 10 dias D.1.3 No terceiro período e subsequentes Mínima cobrança no primeiro período de 10 dias CNTR20 Mínima cobrança no primeiro período de 10 dias CNTR40 Mínima cobrança no segundo período de 10 dias CNTR20 Mínima cobrança no segundo período de 10 dias CNTR40 Mínima cobrança no terceiro período e subsequentes CNTR20 Mínima cobrança no terceiro período e subsequentes CNTR40 D.2. Armazenagem de mercadorias descarga de Cabotagem. D.2.1 No primeiro período de 10 dias/fração D.2.2 No segundo período de 10 dias e pelos subsequentes D.3. Armazenagem de contêineres vazios depositados no pátio. D.3.1 No primeiro período de 10 dias/fração D.3.2 No segundo período de 10 dias e pelos subsequentes 0,48% do valor CIF da mercadoria 0,95% do valor CIF da mercadoria 1,42% do valor CIF da mercadoria R$ 782,00 / contêiner R$ 850,00 / contêiner R$ 810,00 / contêiner R$ 890,00 / contêiner R$ 900,00 / contêiner R$ 980,00 / contêiner R$ 619,00 / contêiner R$ 792,00 / contêiner R$ 600,00 / contêiner R$ 700,00 / contêiner E. SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS, DE ARMAZENAGEM E OPERACIONAIS PARA DESEMBARAÇO DE CARGAS DE BAGAGEM. F.1 Período de 10 dias R$ 5.000,00 / contêiner No item D.1., a armazenagem de mercadoria em trânsito será paga pelo requisitante da descarga conforme preços desta tabela. No item D.1., os percentuais constantes incidem sobre o valor CIF da mercadoria importada. Será cobrado também o percentual de 0,12%, sobre o valor CIF por período, referente ao Seguro da Carga. Após o pagamento do item D.1. as mercadorias importadas do estrangeiro terão um prazo de um dia para serem retiradas do Terminal. Se o dia cair em um domingo ou feriado, a retirada da mercadoria poderá ser realizada no próximo dia útil, sem nenhuma outra despesa. As mercadorias de importação consideradas abandonadas serão taxadas de acordo com a Legislação Aduaneira Específica. Para os contêineres de importação destinados a outras zonas alfandegadas, retirados do Terminal em um prazo máximo de 48 horas após o seu desembarque, estarão isentos da cobrança de armazenagem. Container que exceder às 48 horas será enquadrado no item D.1. desta tabela. O terminal deverá ser comunicado da retirada destes contêineres com uma antecedência mínima de 6 horas antes da atracação do navio.

7 G. CARGAS DE PROJETO/OVER SIZE Dado às particularidades deste tipo de carga os valores de prestação de serviços deverão ser analisados/negociados caso a caso através de nosso Departamento Comercial. CONSIDERAÇÕES FINAIS No caso de armazenagem de mercadorias, os pagamentos de todos os serviços solicitados, devem ser realizados antes da retirada da mesma do Terminal. Será cobrado um serviço adicional para a emissão de nova nota fiscal no valor de R$ 214,00 por nota emitida, sempre que a nota fiscal original for cancelada por erro ou omissões nas informações prestadas pelo cliente. Está incluso nos preços dos serviços 5% de ISS. Horário de funcionamento regular do TECON Salvador Serviço Segunda a Sexta-Feira Gate Operações Portuárias 24 horas

R I O G R A N D E S. A.

R I O G R A N D E S. A. ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS A. UTILIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM (CAIS/DEFENSAS) A.1. Ocupação do cais de acostagem por embarcação, incluindo serviços de atracação, desatracação e uso de defensas.

Leia mais

PREÇOS ARMAZENAGEM E SERVIÇOS

PREÇOS ARMAZENAGEM E SERVIÇOS 1. IMPORTAÇÃO 1.1. ARMAZENAGEM: A Contêineres (R$/Contêiner) Até o 10º dia (por período) 290,00 355,00 Do 11º ao 15º dia (por período) 275,00 325,00 Do 16º ao 20º dia (por período) 305,00 357,00 Do 21º

Leia mais

Por tonelada líquida de registro (TLR) de embarcação destinada ao transporte de passageiros, turismo e recreio, na área do Porto Organizado

Por tonelada líquida de registro (TLR) de embarcação destinada ao transporte de passageiros, turismo e recreio, na área do Porto Organizado Tabela I Utilização da Infraestrutura de Acesso Aquaviário (Taxas devidas pelo armador ou agente) No. Espécie Incidência Valor() 1. Carregamento, descarga ou baldeação, por tonelada ou fração 3,73 2. Carregamento,

Leia mais

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015 Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015 ARMAZENAGEM 1 - Armazenagem de Importação - Contêiner e Carga Solta Do Valor CIF 1º período de 7 dias ou fração

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres de Exportação.... 7 Serviços para Contêineres

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres e Cargas Soltas de Exportação... 7 Serviços

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS Esta TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS será aplicada a todos os usuários que na data da prestação do serviço não tenham assinado um acordo individual com a BTP - Brasil Terminal Portuário.

Leia mais

A. UTILIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM (CAIS/DEFENSAS) Pág. 1 B. MOVIMENTAÇÃO DE CONTAINERS NAS OPERAÇÕES DE NAVIOS Pág. 2 B.1.

A. UTILIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM (CAIS/DEFENSAS) Pág. 1 B. MOVIMENTAÇÃO DE CONTAINERS NAS OPERAÇÕES DE NAVIOS Pág. 2 B.1. A. UTILIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM (CAIS/DEFENSAS) Pág. 1 B. MOVIMENTAÇÃO DE CONTAINERS NAS OPERAÇÕES DE NAVIOS Pág. 2 B.1. Operação a bordo Pág. 2 B.2. Operação em terra Pág. 3 B.3. Utilização

Leia mais

Tabela de preços pag 1. Atracação. TABELA B Tarifa de operação por conteiner Preço (R$)

Tabela de preços pag 1. Atracação. TABELA B Tarifa de operação por conteiner Preço (R$) Tabela de preços pag 1 TABELA A Utilização Instalação e Acostamento Preço (R$) Atracação *Por metro Linear/Navio per de 12h ; A taxa mínima a cobrar será de 60 metros por periodo, por embarcação 5,00 TABELA

Leia mais

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015.

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. 1 SOCIEDADE DE PORTOS E HIDROVIAS DO PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. RESOLUÇÃO Nº 4.093-ANTAQ, DE 07/05/2015. (ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviário) PORTO

Leia mais

Agradecemos a oportunidade de apresentar nossa Tabela de Preços - Longo Curso e Cabotagem, conforme abaixo.

Agradecemos a oportunidade de apresentar nossa Tabela de Preços - Longo Curso e Cabotagem, conforme abaixo. CONVICON - CONTEINERES DE VILA DO CONDE S/A CNPJ: 06.013.760/0001-10 I.E: 15.235.534-0 End. Rod. PA. 481 S/N Km21 - Barcarena - Cep.: 68447-000 - Cx. P.: 82 Tel: (091) 3322-7575 Home page: www.santosbrasil.com.br

Leia mais

Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015

Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015 Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015 IMPORTAÇÃO CONTAINER LCL/FCL PERÍODO DE 10 DIAS OU FRAÇÃO. 1. Armazenagem FCL

Leia mais

GRUPO Serviço Valores Janeiro 2014 20" STD R$ 241,22 40" STD R$ 411,94 20" OOG R$ 360,85 40" OOG R$ 617,93 20" IMO R$ 241,22 40" IMO R$ 411,94

GRUPO Serviço Valores Janeiro 2014 20 STD R$ 241,22 40 STD R$ 411,94 20 OOG R$ 360,85 40 OOG R$ 617,93 20 IMO R$ 241,22 40 IMO R$ 411,94 Tabela de Preços Máximos TCP Válida a partir de 01/01/2014 Esta Tabela de Preços de Serviços será aplicada a todos os usuários, que, na data do faturamento do serviço, não possuírem acordo individual com

Leia mais

GRUPO Serviço Valores Janeiro 2015

GRUPO Serviço Valores Janeiro 2015 01. Movimentação de Contêineres 20" Std R$ 257,12 40" Std R$ 439,09 20" OOG R$ 384,63 40" OOG R$ 658,65 20" IMO R$ 257,12 40" IMO R$ 439,09 Observações dos serviços do Grupo 01: 01.1 - Os preços acima

Leia mais

Armazenagem Container 20 Pés Container 40 Pés Cadastramento por B/L R$ 210,00 R$ 210,00

Armazenagem Container 20 Pés Container 40 Pés Cadastramento por B/L R$ 210,00 R$ 210,00 TABELA DE PREÇOS SERVIÇOS DE TERMINAL ALFANDEGADO (IMPORTAÇÃO) Transporte Costado Navio Operador Portuário até a Transbrasa Container 20 Pés Container 40 Pés Margem Direita R$ 430,00 R$ 460,00 Margem Esquerda

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 25/02/2014 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais)

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES FCL/FCL (PERÍODOS DE 7 DIAS OU FRAÇÃO) Fixo A

Leia mais

TABELA I. Por tonelada de porte bruto das embarcações que adentrarem ao Porto com outros fins que não a movimentação de cargas, atracadas ou não.

TABELA I. Por tonelada de porte bruto das embarcações que adentrarem ao Porto com outros fins que não a movimentação de cargas, atracadas ou não. TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE PROTEÇÃO E ACESSO AQUAVIÁRIO PORTUÁRIA TAXAS DEVIDAS PELO ARMADOR 1. Por Tonelagem de Porte Bruto das Embarcações Por unidade 1.1 Na movimentação de contêineres

Leia mais

TARIFA DO PORTO DE SUAPE

TARIFA DO PORTO DE SUAPE SUAPE COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO TARIFA DO PORTO DE SUAPE Homologada pela RESOLUÇÃO Nº 4.091, DE 7 DE MAIO DE 2015 (D.O.U. de 08.05.15) TABELA 1 UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA MARÍTIMA (Taxas devidas

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 6 Serviços para Contêineres de Exportação.... 9 Serviços para Contêineres

Leia mais

Tabela Pública de Serviços. (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais)

Tabela Pública de Serviços. (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais) Tabela Pública de Serviços (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais) Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 6 Serviços

Leia mais

Tabela de Preços dos serviços oferecidos e prestados pelo ECOPORTO SANTOS, Vigência a partir de 01/06/2014

Tabela de Preços dos serviços oferecidos e prestados pelo ECOPORTO SANTOS, Vigência a partir de 01/06/2014 1. ARMAZENAGEM Tabela de Preços dos serviços oferecidos e prestados pelo ECOPORTO SANTOS, Vigência a partir de 01/06/2014 1.1. ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO 1.1.1 CONTÊINERES MUDANÇA DE REGIME/CARGA LCL Pelo

Leia mais

Tabela I. Tabela II. Tabela V

Tabela I. Tabela II. Tabela V TARIFÁRIO DO PORTO DE NATAL Tabela I Tabela II Utilização da Infraestrutura de Proteção e Acesso Aquaviário; Taxas Devidas pelo Armador ou Seu Agente Marítimo; Utilização da Infraestrutura de Acostagem;

Leia mais

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS TARIFA DE SERVIÇOS Matriz: CNPJ: 58.317.751/0001-16 NIRE: 35.300.117.441; Filial: São Paulo SP Armazém Frigorífico CNPJ: 58.317.751/0007-01 NIRE: 35.902.660.232;

Leia mais

Tabela de Preços Aplicados pela Santos Brasil no TECON SANTOS

Tabela de Preços Aplicados pela Santos Brasil no TECON SANTOS Tabela de Preços Aplicados pela Santos Brasil no A partir de 01.01.2013 Rev1 Esta tabela de preços será aplicada a todos os usuários que, na data da prestação do serviço, não possuírem acordo individual

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DO TERMINAL PORTUÁRIO DO PECÉM Vigência: 01 DE JULHO DE 2015

TABELA DE PREÇOS DO TERMINAL PORTUÁRIO DO PECÉM Vigência: 01 DE JULHO DE 2015 TABELA DE PREÇOS DO Vigência: 01 DE JULHO DE 2015 TABELA A - PREÇOS DOS SERVIÇOS PRESTADOS OU DISPONIBILIZADOS PELA CEARÁPORTOS 100.000 SERVIÇOS OPERACIONAIS O prestador de serviço credenciado deverá pagar

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS APM TERMINALS ITAJAÍ. (vigência a partir de 01/01/2015 Valores Expressos em Reais)

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS APM TERMINALS ITAJAÍ. (vigência a partir de 01/01/2015 Valores Expressos em Reais) TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS APM TERMINALS ITAJAÍ (vigência a partir de 01/01/2015 Valores Expressos em Reais) A Armazenagem de Importação (carga contêinerizada) www.apmterminals.com.br 1º Período Período

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇAO DE SERVIÇOS EM TERMINAL ALFANDEGADO MEDIANTE CONDIÇÕES ABAIXO. SERVIÇOS DE TERMINAL ALFANDEGADO (IMPORTAÇÃO)

CONTRATO DE PRESTAÇAO DE SERVIÇOS EM TERMINAL ALFANDEGADO MEDIANTE CONDIÇÕES ABAIXO. SERVIÇOS DE TERMINAL ALFANDEGADO (IMPORTAÇÃO) CONTRATO DE PRESTAÇAO DE SERVIÇOS EM TERMINAL ALFANDEGADO MEDIANTE CONDIÇÕES ABAIXO. SERVIÇOS DE TERMINAL ALFANDEGADO (IMPORTAÇÃO) Transporte - Remoção Costado Navio Operador Portuário até a Transbrasa

Leia mais

TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias

TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA

Leia mais

OBS: o que está grifado em amarelo foi suprimido da resolução na versão do dia 29/02.

OBS: o que está grifado em amarelo foi suprimido da resolução na versão do dia 29/02. NORMA QUE ESTABELECE PARÂMETROS REGULATÓRIOS A SEREM OBSERVADOS NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE CONTÊINERES E VOLUMES, EM INSTALAÇÕES DE USO PÚBLICO, NOS PORTOS ORGANIZADOS -

Leia mais

PORTOS DE BELÉM, OUTEIRO, MIRAMAR, VILA DO CONDE, SANTARÉM, ITAITUBA, ÓBIDOS, ALTAMIRA, SÃO FRANCISCO E MARABÁ. Nº Espécie e Incidência...

PORTOS DE BELÉM, OUTEIRO, MIRAMAR, VILA DO CONDE, SANTARÉM, ITAITUBA, ÓBIDOS, ALTAMIRA, SÃO FRANCISCO E MARABÁ. Nº Espécie e Incidência... TARIFA COMPANHIA DOCAS DO PARÁ PORTOS DE BELÉM, OUTEIRO, MIRAMAR, VILA DO CONDE, SANTARÉM, ITAITUBA, ÓBIDOS, ALTAMIRA, SÃO FRANCISCO E MARABÁ Tabela I - Utilização da Infraestrutura Aquaviária (Tarifas

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS

TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA TARIFA PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS TAXAS, PREÇOS, FRANQUIAS E OBSERVAÇÕES Resolução nº 4.093 ANTAQ, de 07/05/2015 Vigência: 15/05/2015 TABELA I - UTILIZAÇÃO

Leia mais

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS TARIFA DE SERVIÇOS Matriz: CNPJ: 58.317.751/0001-16 NIRE: 35.300.117.441; Filial: São Paulo SP Armazém Frigorífico CNPJ: 58.317.751/0007-01 NIRE: 35.902.660.232

Leia mais

DE PREÇOS APLICADOS. pela Santos Brasil no TECON SANTOS

DE PREÇOS APLICADOS. pela Santos Brasil no TECON SANTOS TABELA DE PREÇOS APLICADOS pela Santos Brasil no Santos Brasil no A partir de 01.01.2015 Rev1 (29.01.2015) Esta tabela de preços será aplicada a todos os usuários que, na data da prestação do serviço,

Leia mais

TERMINAL DE VILA VELHA TVV ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS Válida a partir de 18/02/2013 Versão 01.2013

TERMINAL DE VILA VELHA TVV ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS Válida a partir de 18/02/2013 Versão 01.2013 A. SERVIÇOS INTEGRADOS DE MOVIMENTAÇÃO DE CONTÊINERES BOX RATE Este serviço inclui todos os custos envolvidos para a operação básica de contêineres de importação ou exportação, em navios full container,

Leia mais

PROCESSO DE OPERAÇÃO Nº TF-00001 REV 01 PORTO DO AÇU FOLHA: 1 DE 5

PROCESSO DE OPERAÇÃO Nº TF-00001 REV 01 PORTO DO AÇU FOLHA: 1 DE 5 PROCESSO DE OPERAÇÃO Nº TF-00001 REV 01 SET-15 PORTO DO AÇU FOLHA: 1 DE 5 ÁREA: OPERAÇÃO GERAL TARIFAS PORTUÁRIAS DO AÇU - TERMINAL 2 (T2) ÍNDICE DE REVISÕES REV DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS 01 INCLUÍDA

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/12/2013 Valores expressos em Reais)

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/12/2013 Valores expressos em Reais) TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/12/2013 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES FCL (PERÍODOS DE 7 DIAS OU FRAÇÃO) Fixo A 1.1

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem

TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem BASE LEGAL: RESOLUÇÃO ANTAQ Nº 4093, DE 07 DE MAIO DE 2015 PUBLICADA NO DIARIO OFICIAL DA UNIÃO EM 08 DE MAIO DE 2015 VIGÊNCIA: A PARTIR DE 12/05/2015

Leia mais

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais TABELA I - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II - INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM - TABELA III - INSTALAÇÕES

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2016

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2016 TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2016 Av. Beira Mar 5, n 2900 - Figueira do Pontal - Cep: 89249-000 ITAPOÁ / SANTA CATARINA IMPORTANTE: Após dois anos sem reajustes nos valores da Tabela de Preços e Serviços,

Leia mais

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTOS PARA O TRANSPORTE DE CONTÊINER julho-11 Percurso de ida e volta Contêiner até 25 t Contêiner acima de 25 t até 30

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2014

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2014 TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2014 Av. Beira Mar 5, n 2900 - Figueira do Pontal - Cep: 89249-000 ITAPOÁ / SANTA CATARINA Prezados clientes, Esta tabela de preços e serviços será aplicada a todos os usuários

Leia mais

ECOPORTO SANTOS S.A. TERMARES TERMINAIS MARÍTIMOS ESPECIALIZADOS LTDA. TABELA GERAL DE PREÇOS DE SERVIÇOS VIGÊNCIA A PARTIR DE 01/07/2015

ECOPORTO SANTOS S.A. TERMARES TERMINAIS MARÍTIMOS ESPECIALIZADOS LTDA. TABELA GERAL DE PREÇOS DE SERVIÇOS VIGÊNCIA A PARTIR DE 01/07/2015 ECOPORTO SANTOS S.A. TERMARES TERMINAIS MARÍTIMOS ESPECIALIZADOS LTDA. TABELA GERAL DE PREÇOS DE SERVIÇOS VIGÊNCIA A PARTIR DE 01/07/2015 1. ARMAZENAGEM DE EXPORTAÇÃO 1.1 CONTÊINERES EMBARCADOS NO ECOPORTO

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2015 TABELA DE PREÇOS E SERVIÇOS 2015 Av. Beira Mar 5, n 2900 - Figueira do Pontal - Cep: 89249-000 ITAPOÁ / SANTA CATARINA Prezados clientes, Esta tabela de preços e serviços será aplicada a todos os usuários

Leia mais

DE PREÇOS APLICADOS. no TERMINAL DE VEÍCULOS

DE PREÇOS APLICADOS. no TERMINAL DE VEÍCULOS TABELA DE PREÇOS APLICADOS no TERMINAL DE VEÍCULOS A partir de 06.07.2015 Esta tabela de preços será aplicada a todos os usuários que, na data da prestação do serviço, não possuírem acordo individual com

Leia mais

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias TABELA I - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II - INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM - TABELA III - INSTALAÇÕES TERRESTRES

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS

TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS TAXAS, PREÇOS, FRANQUIAS E OBSERVAÇÕES Resolução Nº 4.093 ANTAQ 07/05/2015 Vigência 15/05/2015

Leia mais

TABELA DE PREÇOS APLICADOS

TABELA DE PREÇOS APLICADOS TABELA DE PREÇOS APLICADOS no TERMINAL DE VEÍCULOS A partir de 01.01.2016 Esta tabela de preços será aplicada a todos os usuários que, na data da prestação do serviço, não possuírem acordo individual com

Leia mais

Art. 1 Aprovar a revisão da tarifa do porto de São Sebastião - SP, que passa a ter a estrutura e os valores apresentados a seguir:

Art. 1 Aprovar a revisão da tarifa do porto de São Sebastião - SP, que passa a ter a estrutura e os valores apresentados a seguir: RESOLUÇÃO Nº 4090 -ANTAQ, DE 7 DE MAIO DE 2015. APROVA A REVISÃO DA TARIFA DO PORTO DE SÃO SEBASTIÃO - SP. O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS - ANTAQ, no uso da competência

Leia mais

GRUPO C Transporte principal pago pelo exportador (riscos do importador)

GRUPO C Transporte principal pago pelo exportador (riscos do importador) Na última aula, estudamos os INCOTERMS dos grupos E e F. Agora, discutiremos os INCOTERMS dos grupos C e D. Claro que nosso objetivo é identificar quais despesas (custos) e quais riscos (responsabilidade

Leia mais

TARIFAS DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO E NITERÓI Operações Portuárias Comerciais

TARIFAS DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO E NITERÓI Operações Portuárias Comerciais DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO E NITERÓI Operações Portuárias Comerciais TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II

Leia mais

REGULAMENTO DE TARIFAS

REGULAMENTO DE TARIFAS REGULAMENTO DE TARIFAS CAPITULO I Contentores Artigo 1º Tarifas máximas a aplicar 1 Nas operações de embarque e desembarque de contentores no porto de Leixões, aplicar-se-á uma tarifa máxima por contentor

Leia mais

TARIFA DO PORTO DO FORNO TABELA I - UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO

TARIFA DO PORTO DO FORNO TABELA I - UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO TARIFA DO PORTO DO FORNO TABELA I - UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO Esta tabela remunerará as facilidades portuárias constituídas pelos molhes, quebramares, canal de acesso

Leia mais

CATEGORIA A - SERVIÇOS EM OPERAÇÃO DE IMPORTAÇÃO DE CONTAINER E DE CARGA SOLTA 1. TRANSPORTE

CATEGORIA A - SERVIÇOS EM OPERAÇÃO DE IMPORTAÇÃO DE CONTAINER E DE CARGA SOLTA 1. TRANSPORTE A Estrutura de Serviços e Preços (Tabela Pública 2014) da HIPER EXPORT, descreve os serviços prestados pelo terminal e os preços máximos que poderão ser cobrados. A Tabela Pública 2014 está dividida em

Leia mais

Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a

Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a ABTTC representa um grupo de empresas e profissionais

Leia mais

PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa.

PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa. PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa. - TABELA I - Proteção e Acesso ao Porto - TABELA II - Instalações de Acostagem

Leia mais

DETALHAMENTO PARA APLICAÇÃO DOS SERVIÇOS ELENCADOS NA NOVA TABELA DE PREÇOS ESPECÍFICOS DE VIRACOPOS

DETALHAMENTO PARA APLICAÇÃO DOS SERVIÇOS ELENCADOS NA NOVA TABELA DE PREÇOS ESPECÍFICOS DE VIRACOPOS Página 1 de 5 Acesso de Veículos ao Pátio de Manobras Permissão de entrada e saída de veículos ao pátio de manobras para fins de entrega ou retirada de carga. Cobrança única por caminhão por acesso. Alteração

Leia mais

ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS

ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS Vigência: 06/07/2016 até 15/05/2017 ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS OPERAÇÃO PORTUÁRIA - Tarifas devidas pelo armador, agente de navegação ou requisitante - A. SERVIÇO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA DE PORTOS E HIDROVIAS TARIFA PORTUÁRIA PORTO DE PORTO ALEGRE/RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA DE PORTOS E HIDROVIAS TARIFA PORTUÁRIA PORTO DE PORTO ALEGRE/RS 1 TARIFA PORTUÁRIA PORTO DE PORTO ALEGRE/RS Vigência a partir de 20 de Outubro de 2005 Lei 8.630 de 25 de Fevereiro de 1993, artigo 51. FUNDAMENTO LEGAL E ATOS DE AUTORIZAÇÃO : Homologação dada pela Resolução

Leia mais

AGORA VOCÊ PODE: IMPORTAR FALANDO PORTUGUÊS, E COM A VANTAGEM DE QUEM É ESPECIALISTA NO QUE FAZ!

AGORA VOCÊ PODE: IMPORTAR FALANDO PORTUGUÊS, E COM A VANTAGEM DE QUEM É ESPECIALISTA NO QUE FAZ! AGORA VOCÊ PODE: IMPORTAR FALANDO PORTUGUÊS, E COM A VANTAGEM DE QUEM É ESPECIALISTA NO QUE FAZ! ZM TRADE A ZM pensou nisso para você, e agora pode lhe oferecer os serviços da ZM TRADE. Qualidade, preço

Leia mais

Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP

Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP Aspectos Gerais Cada vez mais as empresas recorrem às potencialidades do mercado global. Neste contexto é necessária a perfeita

Leia mais

Termos e Condições (Português)

Termos e Condições (Português) Termos e Condições (Português) I BOOKINGS DE EXPORTAÇÃO MARÍTIMA Antes do carregamento do container, por gentileza entrar em contato com o terminal e verificar se o booking encontra-se registrado e o levante

Leia mais

Resoluções e Normativas Federais. GTT - Náutico

Resoluções e Normativas Federais. GTT - Náutico Resoluções e Normativas Federais GTT - Náutico Ministério da Fazenda Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) -Decreto nº 6.759, de 5 de fevereiro de 2009. Regulamento Aduaneiro (art. 26 ao 30; art.

Leia mais

Regulamento de Tarifas Máximas do Terminal de Cruzeiros de Lisboa

Regulamento de Tarifas Máximas do Terminal de Cruzeiros de Lisboa Regulamento de Tarifas Máximas do Terminal de Cruzeiros de Lisboa 2015 Cabe à LCT Lisbon Cruise Terminals, Ld.ª, enquanto empresa concessionária do Terminal de Cruzeiros de Lisboa, nos termos do Contrato

Leia mais

Tabela de Preços - Serviços prestados pela EMBRAPORT

Tabela de Preços - Serviços prestados pela EMBRAPORT Tabela de Preços - Serviços prestados pela EMBRAPORT ITEM DESCRIÇÃO UNIDADE 1 CARGAS DE IMPORTAÇÃO - REGIME FCL 1.1 Armazenagem 1.1.1 1º Período 7 dias corridos 0,50% % CIF 1.1.2 2º Período 7 dias corridos

Leia mais

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto ou terminal portuário voltado para a movimentação interna, importação

Leia mais

FRETES INTERNACIONAIS ESTADOS UNIDOS/MÉXICO

FRETES INTERNACIONAIS ESTADOS UNIDOS/MÉXICO FRETES INTERNACIONAIS ESTADOS UNIDOS/MÉXICO 1 - Service Contract assinado em parceria com ABIEF até 31.08.2005. Após esse período estaremos informando as novas condições de fretes podendo permanecer as

Leia mais

PORTO 24 HORAS. Complexo portuário santista

PORTO 24 HORAS. Complexo portuário santista FIESP/CONSIC PORTO 24 HORAS Complexo portuário santista José Cândido Senna, Coordenador do Comitê de Usuários dos Portos e. Aeroportos do Estado de São Paulo - COMUS São Paulo, 16 de agosto de 2011 Participação

Leia mais

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS TARIFA DE SERVIÇOS Matriz: CNPJ: 58.317.751/0001-16 NIRE: 35.300.117.441; Filial: São Paulo SP Armazém Frigorífico CNPJ: 58.317.751/0007-01 NIRE: 35.902.660.232;

Leia mais

Operações e tarifas portuárias: jargão e conceitos

Operações e tarifas portuárias: jargão e conceitos Operações e tarifas portuárias: jargão e conceitos São Paulo, Brasil (Revisado em 24 de julho de 2007) Este relatório é de uso exclusivo do cliente. Nenhuma parte pode ser reproduzida, mencionada ou circulada

Leia mais

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 Objetivo... 2 Requisitos Mínimos do Sistema... 2 Acesso ao sistema... 2... 3 CADASTRO DA NOTA FISCAL... 3 Grupo Booking... 4 Campo... 4... 4 Grupo Cliente... 5... 6 Grupo Documentos...

Leia mais

Tabela de Preços para Serviços de Pátio, Armazenagem, Complementares e Correlatos

Tabela de Preços para Serviços de Pátio, Armazenagem, Complementares e Correlatos Tabela de Preços para Serviços de Pátio, Armazenagem, Complementares e Correlatos ITEM DESCRIÇÃO UNIDADE 1 CARGAS DE IMPORTAÇÃO - REGIME FCL 1.1 Armazenagem 1.1.1 1º Período 7 dias corridos 0,50% % CIF

Leia mais

MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1

MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1 MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1 OBJETIVO A prestação de serviços de Estufagem passa a fazer parte das atividades comerciais Embraport por meio da operação Cross Docking.

Leia mais

Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2

Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2 Índice Objetivo...2 Requisitos mínimos do sistema...2 Acesso ao sistema...2 Cadastro da Nota Fiscal...3 Grupo Booking...3 Grupo Cliente...5 Grupo Documentos...6 Grupo Contêiner...8 Anexo I... 10 Objetivo

Leia mais

Manual do Agendamento de carga de Exportação. ÍNDICE

Manual do Agendamento de carga de Exportação. ÍNDICE p.1 ÍNDICE ÍNDICE... 1 Objetivo... 2 Requisitos Mínimos do Sistema... 2 Acesso ao sistema... 2 AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO... 3 Grupo Booking... 4 Grupo Propriedade do Contêiner... 5 Grupo Agendamento...

Leia mais

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

Superintendência de Regulação Econômica e Acompanhamento de Mercado

Superintendência de Regulação Econômica e Acompanhamento de Mercado Superintendência de Regulação Econômica e Acompanhamento de Mercado PORTARIA Nº 63, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. Reajusta as tarifas aeroportuárias de embarque, conexão, pouso e permanência, domésticas e

Leia mais

Tarifa Aprovada a partir de 01.01.2008 - O. S. nº. 212/07 (Última Atualização: 30/07/2009)

Tarifa Aprovada a partir de 01.01.2008 - O. S. nº. 212/07 (Última Atualização: 30/07/2009) Tarifa Aprovada a partir de 01.01.2008 - O. S. nº. 212/07 (Última Atualização: 30/07/2009) TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRA ESTRUTURA MARÍTIMA E FACILIDADES PORTUÁRIAS INFRAMAR. (TARIFAS DEVIDAS PELO ARMADOR,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. RESOLUÇÃO Nº 2389 - ANTAQ, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. APROVA A NORMA QUE ESTABELECE PARÂMETROS REGULATÓRIOS A SE- REM OBSERVADOS NA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM DE CONTÊINERES

Leia mais

Para todos os efeitos do presente CONTRATO, e para maior precisão e clareza dos termos nele utilizados, ficam estabelecidas as seguintes definições:

Para todos os efeitos do presente CONTRATO, e para maior precisão e clareza dos termos nele utilizados, ficam estabelecidas as seguintes definições: Os presentes Termos e Condições Gerais, doravante denominados CONTRATO, que estarão sempre disponíveis na página internet da Santos-Brasil S.A., são válidos para a prestação de serviços para as Linhas

Leia mais

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex 69 5. Estudo de Caso 5.1. Redex Em setembro de 2007, foi inaugurado o Redex. A área, que anteriormente funcionava como um terminal de contêineres vazios, passou a ter como principal negócio a unitização

Leia mais

PROCEDIMENTOS, CUSTOS E LOGÍSTICA NOS EMBARQUES DE CAFÉ

PROCEDIMENTOS, CUSTOS E LOGÍSTICA NOS EMBARQUES DE CAFÉ Apresentação PROCEDIMENTOS, CUSTOS E LOGÍSTICA NOS EMBARQUES DE CAFÉ Luiz Otavio Araripe Comitê de logística CeCafé Outubro 2015 loa@valorcafe.com.br INTRODUÇÃO 1. Informações gerais sobre atividade de

Leia mais

TARIFÁRIO DOS PORTOS DO PARANÁ

TARIFÁRIO DOS PORTOS DO PARANÁ TARIFÁRIO DOS PORTOS DO PARANÁ PARANAGUÁ ANTONINA VIGÊNCIA: A PARTIR 1º/JANEIRO/08 TABELAS TARIFÁRIAS O. S. Nº 212/2007 PÁG. TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA MARÍTIMA INFRAMAR LONGO CURSO/CABOTAGEM

Leia mais

INTERNATIONAL FREIGHT FORWARDERS INLAND SEA AIR SHIPPING AGENCY N.V.O.C.C. DANESI LOGISTICA LTDA.

INTERNATIONAL FREIGHT FORWARDERS INLAND SEA AIR SHIPPING AGENCY N.V.O.C.C. DANESI LOGISTICA LTDA. BOOKING# 241ISZ0320684 DATA OCT 11, 2011 MBL# MSCUVV907406 SHIPPER PEMAGRAN AT. FLÁVIA IMPORTADOR UNIVERSAL MARBLE & GRANITE UGM PO# DET-803305 COMMODITY GRANITE ARMADOR MSC QUANT. CNTRS 01 TIPO 20 DRY

Leia mais

TERMINAIS FERROVIÁRIOS DE MERCADORIAS DE LEIXÕES E DA BOBADELA REGULAMENTO DE ACESSO E TARIFA DE UNIDADES DE TRANSPORTE INTERMODAL (UTI)

TERMINAIS FERROVIÁRIOS DE MERCADORIAS DE LEIXÕES E DA BOBADELA REGULAMENTO DE ACESSO E TARIFA DE UNIDADES DE TRANSPORTE INTERMODAL (UTI) TERMINAIS FERROVIÁRIOS DE MERCADORIAS DE LEIXÕES E DA BOBADELA REGULAMENTO DE ACESSO E TARIFA DE UNIDADES DE TRANSPORTE INTERMODAL (UTI) Artigo 1.º Objeto Pelo presente estabelece-se as condições que regem

Leia mais

Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional. Siscomex Carga. PROCOMEX Brasília março de 2007

Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional. Siscomex Carga. PROCOMEX Brasília março de 2007 Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional Siscomex Carga PROCOMEX Brasília março de 2007 Cenário Contemporâneo Crescimento do comércio internacional; Preocupação com

Leia mais

DETALHAMENTO PARA APLICAÇÃO DOS SERVIÇOS ELENCADOS NA NOVA TABELA DE PREÇOS ESPECÍFICOS DE VIRACOPOS

DETALHAMENTO PARA APLICAÇÃO DOS SERVIÇOS ELENCADOS NA NOVA TABELA DE PREÇOS ESPECÍFICOS DE VIRACOPOS Página 1 de 6 Acesso de Veículos ao Pátio de Manobras Permissão de entrada e saída de veículos ao pátio de manobras (área restrita) para fins de descarregamento ou carregamento de cargas. Cobrança por

Leia mais

Vistoria Básica para Confêrentes

Vistoria Básica para Confêrentes Vistoria Básica para Confêrentes Container Nos primórdios da navegação marítima, toda mercadoria era transportada em tonéis. O tonel, por ser uma embalagem resistente e de fácil manuseio, foi o sistema

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

TARIFA PORTO DE SANTOS

TARIFA PORTO DE SANTOS COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO CODESP TARIFA DO PORTO DE SANTOS Considera reajuste de 44% sobre os preços vigentes em 30/09/2001, exceto para os itens 1 Fornecimento de Água e 2 - Fornecimento

Leia mais

SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR EXEMPLO 1 EXEMPLO 2 AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS

SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR EXEMPLO 1 EXEMPLO 2 AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS TÓPICO 04: TERMOS INTERNACIONAIS DE COMÉRCIO No tópico anterior você teve a oportunidade de conhecer os órgãos responsáveis

Leia mais

DESEJOSOS de desenvolver a navegação marítima comercial entre os países,

DESEJOSOS de desenvolver a navegação marítima comercial entre os países, Acordo sobre Navegação Marítima Comercial entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República Popular da Bulgária Assinado em 19 de agosto de 1982 Aprovado pelo Decreto Legislativo

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 4 DO CONTRATO TARIFAS 1 Sumário 1. Informações iniciais... 3 1.1. Introdução... 3 1.2. Definições... 3 2. Tarifas... 6 2.1. Considerações... 6 2.2. Tarifas Aeroportuárias...

Leia mais

PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO 1. SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS TERMINAL DE VILA VELHA TVV PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO O Terminal de Vila Velha disponibiliza um modelo padrão para solicitação

Leia mais

DOU 11/09/12, Seção 1, Pág. 27. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS 8ª REGIÃO FISCAL

DOU 11/09/12, Seção 1, Pág. 27. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS 8ª REGIÃO FISCAL DOU 11/09/12, Seção 1, Pág. 27. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS 8ª REGIÃO FISCAL ALFÂNDEGA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL NO PORTO DE SANTOS PORTARIA No- 229, DE 6 DE

Leia mais

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO

1. O QUE É O ISPS - CODE 2. OBJETIVO 4. LOCAIS DE ACESSO 1. O QUE É O ISPS - CODE Trata-se de uma nova estrutura de normas internacionais, elaboradas pela Organização Marítima Internacional (IMO), pertencente à Organização das Nações Unidas (ONU) e aprovada

Leia mais

Com característica de transporte de cargas com grandes volumes e conseqüente redução de custos, o transporte marítimo na matriz de transporte

Com característica de transporte de cargas com grandes volumes e conseqüente redução de custos, o transporte marítimo na matriz de transporte 61 6 Conclusão Neste capítulo apresentaremos algumas conclusões sobre o conteúdo deste trabalho, tais conclusões servirão para avaliar a atual situação logística do comércio exterior brasileiro através

Leia mais

Profa. Lérida Malagueta. Unidade IV SISTEMÁTICA DE

Profa. Lérida Malagueta. Unidade IV SISTEMÁTICA DE Profa. Lérida Malagueta Unidade IV SISTEMÁTICA DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO Importação Importar consiste em uma operação de compra de produtos no mercado exterior e sua respectiva entrada em um país Necessidade

Leia mais