Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul. Manual: Sistema de Controle Patrimonial Inventário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul. Manual: Sistema de Controle Patrimonial Inventário"

Transcrição

1 Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul Manual: Sistema de Controle Patrimonial Inventário

2 Sumário 1. Introdução Acessar o Controle Patrimonial Web Login Inventário Abertura do inventário Relatório para Inventário Contagem física e verificação do estado de conservação manual Contagem física e verificação do estado conservação coletor Contagem Automática Contagem Manual Apuração das divergências Encerramento do inventário Inventários realizados Coletando dados Instalação do coletor de código de barra Coletando os dados Transferindo os dados do coletor para o computador

3 1. Introdução O objetivo desse manual é orientar a utilização do módulo Inventário do Sistema de Controle Patrimonial, disponível para todos os tipos de usuário. A unidade gestora é responsável pelo inventário das suas unidades de guarda. 3

4 2. Acessar o Controle Patrimonial Web Solicite ao DTI na SEDUC, um usuário e senha de administrador. Somente com essas informações em mãos você poderá acessar o sistema. Importante! Para solicitar um usuário você deve informar o seu CPF e um ativo. Esse será utilizado para comunicação. O endereço para acessar o site oficial é O sistema para Gestão de Materiais, módulo Controle Patrimonial, base de homologação é acessada pelo endereço: onde será exibida a tela inicial: 2.1. Login No campo Usuário informe o seu CPF, sua senha no próximo campo Senha e para finalizar clique no botão Entrar. O sistema irá validar as informações digitadas e caso alguma delas não esteja de acordo, a mensagem abaixo será exiba: Confirme as informações e tente novamente. Você pode verificar com a sua unidade gestora as informações ou utilizar o link Esqueceu a senha?. Ao obter sucesso, o sistema exibirá a tela principal com a mensagem de Bem-vindo ao usuário! 4

5 3. Inventário O inventário físico de bens é caracterizado como o processo que consiste na contagem do bem in loco, que é a verificação das existências dos estoques e bens permanentes. As boas práticas de inventário permitem conhecer a composição qualitativa do patrimônio em determinado instante, bem como fornecer informações relevantes do mesmo para que seja possível processar a sua expressão qualitativa diante o balanço patrimonial. Adotamos como práticas de procedimento para efetuar o inventário no permanente: Abertura do inventário Definição da data e do responsável pelo processo. Bloqueio do sistema para qualquer movimento, permitindo somente o recebimento de bens que estava pendente. Relatório para Inventário Listagem dos bens por localização e status de conservação para ser utilizada no processo. Contagem Automática Inserir os bens contados e seu status de conservação no sistema, através de arquivo gerado pelo coletor de código de barras. Contagem Manual Inserir os bens contados e seu status de conservação um a um no sistema, através de digitação. Apuração das divergências Análise automática comparativa das informações contidas no sistema anterior ao inventário com as informações inseridas na contagem. Deve ser executada até não haver nenhuma divergência. Encerramento do inventário Definição da data de encerramento e desbloqueio do sistema para todos os movimentos. Permitido somente se não houver divergências. Inventários realizados Relatório que reflete os inventários realizados. 5

6 Vamos detalhar cada modo na sequência que deve ser executado Abertura do inventário O primeiro passa para iniciar o processo de inventário é executar a opção de abertura. A unidade gestora deve executar a abertura para sua unidade e também suas unidades de guarda. Selecione o módulo Inventário -> Abertura do inventário. 1. Selecione a unidade de guarda. 2. Informe a data agendada para o inventário. 3. Selecione o usuário cadastrado, responsável pelo inventário. 4. Clique em Abertura Aguarde até o sistema exibir a mensagem abaixo: Durante o período de inventário, será exibida a mensagem no quadro de avisos informando que a unidade está executando o inventário. 6

7 Dica Durante o período de inventário a unidade ficará fechada para balanço, o sistema mantem as movimentações bloqueadas. Dica A unidade deve resolver suas pendências até a data do inicio do inventário, como solicitar etiquetas, etiquetar, incorporar, transferir e baixar bens! 3.2. Relatório para Inventário Na data de inicio do inventário a unidade deve imprimir o relatório para executar a contagem e verificação do estado de conservação dos bens. 1. Selecione a unidade de guarda. 2. Clique em Pesquisar 3. Selecione a localização. 4. Clique em Gerar Relatório 7

8 Dicas O relatório exibirá todos os bens cadastrados na unidade guarda, por dependência. No topo, será impresso o código de barra que identificará a dependência. No rodapé, serão impressos os códigos de barra que identificarão os status de conservação cadastrados no sistema Contagem física e verificação do estado de conservação manual Para executar a contagem física e verificação do estado de conservação durante o período de inventário, o usuário deve primeiramente imprimir o relatório para inventário e com o relatório em mãos, por dependência, fazer a contagem e verificação de cada bem anotando as informações nas colunas quantidade e analise do relatório conforme exemplo abaixo: 8

9 ANOTAÇÕES MANUAIS 1 1 ÓTIMO BOM NÃO ENCONTRADO Ao finalizar a contagem física, o usuário devera digitar as informações da contagem no sistema na opção 2.4 Contagem Manual Contagem física e verificação do estado conservação coletor Utilize o relatório para efetuar a contagem física, conforme abaixo: 1. Iniciar a leitura, coletando a dependência no relatório. (Somente 1 vez, por dependência). 3. Coletar o status de conservação de acordo com o bem, no relatório. 1 1 BOM INSERVIVEL NÃO ENCONTRADO 2. Coletar a etiqueta colada no bem Repetir os passos 2 e 3 até coletar 1 as etiquetas de todos os bens contidos 1 na dependência! 1 9

10 Com o relatório em mãos, o coletor ligado e preparado para coletar os dados (3.8 Coletando os dados) o usuário deve seguir os passos abaixo: 1. Certifique-se que o coletor está na tela de coleta, aguardando a leitura do item. Se não estiver repita os passas do item 3.8 deste manual. Na tela do coletor, o cursor deve estar no campo Item. 2. Identifique a dependência 2.1. Inicie coletando no relatório, o código de barras da dependência que o bem será alocado. Para coletar clique no botão preto do coletor que emitirá o foco, posicione o foco no código de barra e aguardo o aviso sonoro que indica que o código foi lido. 3. Identifique os bens que estão ou serão alocados na dependência identificada: 3.1. Colete primeiro no relatório, o código de barras do bem. Para coletar clique no botão preto do coletor que emitirá o foco, posicione o foco no código de barra e aguardo o aviso sonoro que indica que o código foi lido Colete em seguida, o código de barras da etiqueta colada no bem. Para coletar clique no botão preto do coletor que emitirá o foco, posicione o foco no código de barra e aguardo o aviso sonoro que indica que o código foi lido Repita o passo 3 até coletar todos os bens alocados nessa dependência. 4. Volte ao passo 2 a cada nova dependência utilizada até finalizar a coleta de todos os bens etiquetados. 5. Faça a transferência dos dados coletados para o computador, veja como no item 3.9 deste manual finalizando a coleta de dados. 10

11 3.3. Contagem Automática Após fazer a contagem física dos bens utilizando o coletor e a transferência dos dados coletados para o computador, o usuário deve executar a contagem automática, ou seja, transferir para o sistema as informações coletadas. Selecione a unidade. Selecione a localização onde foram coletados os bens. Clique em Importar arquivo do coletor. Clique em Importar Informe o arquivo coletado Após a leitura do arquivo de selecionado o sistema apresentará os dados coletados para o usuário salvar. 11

12 3.4. Contagem Manual Após fazer a contagem física dos bens manualmente o usuário deve executar a contagem manual no sistema, ou seja, digitar as informações do inventário. Selecione a unidade. Selecione a localização onde os bens foram contados. O sistema exibirá a tela para pesquisar os bens da localização selecionada. Informe os filtros para pesquisa Clique em Pesquisar 12

13 Para cada bem, o usuário deve confirmar a dependência, estado de conservação e marcar se foi contado. Informe a dependência Informe o estado de conservação. Após preencher todas as páginas, clique em Salvar. Marque o bem contado. Caso a pesquisa retorne mais páginas, ao mudá-las o sistema salva as alterações automaticamente. 13

14 3.5. Apuração das divergências Após informar a contagem no sistema, o usuário deve executar a apuração das divergências. Selecione a unidade. Selecione a localização onde os bens foram contados. Informe a dependência (opcional) e clique em Pesquisar Opção para imprimir as divergências. Ações para solucionar as divergências. O sistema exibirá as divergências encontradas por bem, sugerindo uma solução na coluna ação: Realizar solicitação de etiqueta -> bem cadastrado sem número de registro patrimonial, ou seja, o bem deverá ser etiquetado. Contado ou não, fisicamente. 14

15 O bem deve ser incorporado -> bem cadastrado, com número de registro patrimonial, mas sem o movimento de incorporação. Contado fisicamente. A baixa do bem deve ser feita -> bem cadastrado, com número de registro patrimonial, com o movimento de incorporação, mas NÃO contado fisicamente. Dicas A apuração das divergências pode ser executada quantas vezes forem necessárias, até a resolução de todas. 15

16 3.6. Encerramento do inventário O encerramento do inventário deve ser executado após a opção de apuração das divergências. Não devem existir divergências pendentes. 1. Selecione o inventário aberto e clique em Encerrar 3. Clique em Salvar. 2. Informe a data de encerramento. Aguarde até o sistema emitir a mensagem abaixo: 16

17 3.7. Inventários realizados O usuário poderá acessar todos os inventários já realizados no sistema, em forma de relatório. Selecione a unidade. Clique em Pesquisar. O sistema exibirá todos os inventários fechados, da unidade selecionada. Marque o Inventário. Clique em Gerar relatório. Exemplo do relatório de inventário: 17

18 3.8. Coletando dados Para utilização do coletor de código de barra, o usuário necessita fazer a sua instalação primeiramente Instalação do coletor de código de barra Conecte a base do coletor a uma entrada USB da máquina. Baixem da aplicação, na seção de Downloads, os arquivos do Leitor Optico OPTICON conforme imagem: Baixar LeitorOptico_OPTICON_OPN200X Setup.exe Baixar LeitorOptico_OPTICON_USB Drivers installer.exe Execute e instale o arquivo LeitorOptico_OPTICON_USB Drivers installer.exe Execute e instale o arquivo LeitorOptico_OPTICON_OPN200X Setup.exe 18

19 3.8.2 Coletando os dados É importante certificar-se de que o coletor foi carregado devidamente. O carregamento da bateria interna do coletor pode ser realizada pela própria conexão USB ligado em um computador. Coletor óptico com entrada para conexão USB Os procedimentos de limpeza e exportação dos códigos de barra devem ser feitos utilizando o programa OPN200X. Configurar o tela do leitor com as seguintes opções: Formatting Options = Text e com separador Comma Time = 24hr Date = EU 19

20 O procedimento de limpeza pode ser feito utilizando a função Delete barcodes. Após a limpeza, o leitor estará disponível para leitura dos códigos de barra. Após coletar todas as informações, faça a transferência dos dados para o computador. A transferência para o computador pode ser feita na opção Get barcodes, exportando os códigos de barras lidos para o arquivo definido em Save to file. 20

21 3.8.3 Transferindo os dados do coletor para o computador O coletor será utilizado em dois módulos no sistema de controle patrimonial: no Etiquetamento dos bens e no inventário. Em ambos os módulos, após a utilização do coletor é necessário transferir os dados coletados para o computador. Conecte o coletor no computador. Execute o programa OPN200X Utilize a opção Get barcodes, exportando os códigos de barras lidos para o arquivo definido em Save to file, conforme o local de destino escolhido. A aplicação vai ler os códigos de barras e apresenta em tela, bem como salvar no arquivo definido. 21

22 Acesse o arquivo exportado com os códigos de barras 22

23 Versão: /05/

Controle Patrimonial WEB

Controle Patrimonial WEB Cccc Controle Patrimonial WEB Manual Inventário Conteúdo. Introdução... 3 2. Inventário... 3 2.. Abertura do inventário... 4 2.2. Relatório para Inventário... 5 2.2.. Contagem física e verificação do estado

Leia mais

Controle Patrimonial WEB

Controle Patrimonial WEB Cccc Controle Patrimonial WEB Manual Unidade de Guarda Conteúdo 1. Acessar o Controle Patrimonial - Web... 4 1.1. Login... 4 1.2. Esquecer sua senha?... 5 2. Alterar a senha... 6 3. Cadastrar novo usuário...

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Desktop 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 3 INICIANDO PROCESSO DE LEITURA...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

Apostila do estagiário MÓDULO I

Apostila do estagiário MÓDULO I Apostila do estagiário MÓDULO I Manual do Gerenciador da Sala de Internet BlueControl Programa Acessa Escola Apresentação O Programa Acessa Escola é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo,

Leia mais

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4

REP idx. Manual de integração com Ponto Secullum 4 REP idx Manual de integração com Ponto Secullum 4 Esse manual é fornecido da forma como está e as informações nele contidas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. As imagens neste manual são unicamente

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes.

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Manual do MySuite O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Esta ferramenta visa agilizar e priorizar o suporte técnico, criando um canal de interatividade no

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO

MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO MANUAL EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO Diretoria de Vigilância Epidemiológica/SES/SC 2006 1 Módulo 04 - Exportação e Importação de Dados Manual do SINASC Módulo Exportador Importador Introdução O Sistema SINASC

Leia mais

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Divisão de Patrimônio DIPM/GRM/PRAD Manual do Sistema de Patrimônio Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de Patrimônio Núcleo

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE IX Envio das Informações e documentos para o TCE VERSÃO 2015 Novembro

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal

MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL. Entidade Municipal MANUAL DO ADMINISTRADOR LOCAL Entidade Municipal Abril / 2011 ÍNDICE Objetivos do Sistema de Registro de Integrado - REGIN... 3 Principais Módulos do Sistema... 4 Módulo Controle de Acesso... 5 Módulo

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

MANUAL. Laudos Online Convênios & Empresas. www.labsaopaulo.com.br

MANUAL. Laudos Online Convênios & Empresas. www.labsaopaulo.com.br MANUAL Convênios & Empresas www.labsaopaulo.com.br www.labsaopaulo.com.br Antes de iniciar o nosso passo a passo acesse a nossa página de Resultados Online em nosso site, você irá facilmente visualizar

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Inventário Rotativo. Página 1

Inventário Rotativo. Página 1 Inventário Rotativo Página 1 Página 2 Antes de iniciar qualquer inventário certifique-se de que não há nenhum dos produtos a serem inventariados pendente de entrada, lançamento para requisições entre outros.

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 LANÇAMENTO DE CONTAS

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL COTAÇAO WEB [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais Autor: Equipe

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

Funções. Recebimento, registro, distribuição e movimentação de documentos em curso. Usuários. Servidores públicos.

Funções. Recebimento, registro, distribuição e movimentação de documentos em curso. Usuários. Servidores públicos. Manual Versão 1.1 Armazena e fornece informações sobre a tramitação dos documentos oficiais que envolvem o registro de atos e fatos de natureza administrativa/jurídica de interesse da administração direta

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA

Leia mais

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias.

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias. MANUAL DO USUÁRIO - CARTÓRIOS VERSÃO 1.0 Objetivo: Este documento tem como objetivo apresentar aos usuários dos cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP

Leia mais

5.2.1.6 Lab - Instalação do Windows Vista

5.2.1.6 Lab - Instalação do Windows Vista IT Essentials 5.0 5.2.1.6 Lab - Instalação do Windows Vista Introdução Imprima e preencha este laboratório. Neste laboratório, você instalará o sistema operacional Windows Vista. Equipamentos Recomendados

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL Teledata Indíce analítico 1. Prefácio...3 2. Funcionalidades...3 3. Abrir chamados...7 4. Atribuir chamados...9 5. Consultar chamados...10 6. Fechar chamados...12 7. Relatórios...15

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

MANUAL DA IAGRO. VACINAÇÃO via WEB. Campanha Novembro/2011

MANUAL DA IAGRO. VACINAÇÃO via WEB. Campanha Novembro/2011 MANUAL DA IAGRO VACINAÇÃO via WEB Campanha Novembro/2011 NOV / 2011 Manual do produtor Campanha de vacinação Novembro de 2011 Índice 1. ACESSO AO SISTEMA 3 2. MENU PRINCIPAL 5 3. REGISTRO DE VACINAÇÃO

Leia mais

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE.

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. GERAÇÃO DO ARQUIVO SEGURO DESEMPREGO NO SGRH: Depois de calcular a rescisão, acesse o menu Relatórios > Demissionais > Requerimento SD, selecione o empregado que será gerado

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR PARA ACESSAR O SISTEMA PJE-JT

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR PARA ACESSAR O SISTEMA PJE-JT PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR PARA ACESSAR O SISTEMA PJE-JT Sumário 1.Pré-requisitos...2

Leia mais

Manual de Instalação do Consultório Digital Versão 3.0.x

Manual de Instalação do Consultório Digital Versão 3.0.x Manual de Instalação do Consultório Digital Versão 3.0.x Após baixar o instalador no site http://www.consultoriodigital.com.br/ e executá-lo, a seguinte tela será exibida. Para continuar, clique em AVANÇAR.

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

Sistema de Pedido de Registro e Inspeção online. Manual do Usuário

Sistema de Pedido de Registro e Inspeção online. Manual do Usuário Sistema de Pedido de Registro e Inspeção online Manual do Usuário Introdução O Sistema de Pedido de Registro e Inspeção online permite ao Criador e ao Inspetor proceder a todas providencias para que um

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital

Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital Manual de orientações para a instalação do Java e envio da declaração utilizando a Certificação Digital Pré - requisitos Utilizar como navegador padrão o Mozilla Firefox (Atualizado); O driver do Certificado

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Cadastros no Portal Positivo. www.portalpositivo.com.br

Cadastros no Portal Positivo. www.portalpositivo.com.br Cadastros no Portal Positivo www.portalpositivo.com.br O cadastro de novos alunos e professores e/ou a revalidação de cadastrados realizados em anos anteriores pode ser feita de duas formas: 1. O Administrador

Leia mais

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Sumário 1. Acesso ao sistema... 3 2. Funcionalidades do sistema... 5 3. Como tratar manifestações... 14 3.1 Detalhar...

Leia mais

Manual do sistema SMARsa WEB

Manual do sistema SMARsa WEB Manual do sistema SMARsa WEB Módulo Solicitação/Ouvidoria SMARsa WEB Solicitação/Ouvidoria Versão 2.7 1 Sumário INTRODUÇÃO...4 OBJETIVOS...4 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo solicitação/ouvidoria...5

Leia mais

Manual de Utilização. Obter Acesso aos Sistemas Educação. Projeto: Obter Acesso Versão Doc.: <1.0> Data de criação: 15/10/2010

Manual de Utilização. Obter Acesso aos Sistemas Educação. <Versão: 1.0> Projeto: Obter Acesso Versão Doc.: <1.0> Data de criação: 15/10/2010 Obter Acesso aos Sistemas Educação Manual de Utilização Página 1/9 Conteúdo 1. Introdução... 3 1.1 Objetivo... 3 1.2 Escopo... 3 1.3 Acesso... 3 1.4 Requisitos básicos... 3 2. Interface de

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

Treinamento - Union Web

Treinamento - Union Web Inserindo formulário de acesso ao sistema no seu site: Para que seus condôminos tenham acesso ao sistema será necessária a inserção do formulário de entrada no seu site, veja com o programador do seu site

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Manual do Usuário - Plataforma Simulados

Manual do Usuário - Plataforma Simulados Manual do Usuário - Plataforma Simulados Indice 1. Acessando a plataforma 3 2. Realizando seu login 3 3. Alunos 4 3.1. Novo Aluno 4 3.2. Novo upload 4 3.3. Listagem de alunos 5 3.3.1.Editando ou removendo

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões URI Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação PROPEPG Manual de Utilização Sistema de Projetos URI Módulo Projetos Versão 1 - Revisão

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Agendamento Regulado Unidades Solicitantes Manual de Operação

Leia mais

Procedimento de envio do arquivo de lookup para o coletor.

Procedimento de envio do arquivo de lookup para o coletor. Coletor de dados Opticon Software padrão enviado junto ao coletor é com o Inventario e Consulta preco juntos no menu. Procedimento de envio do arquivo de lookup para o coletor. Para realizar o os procedimentos

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 Vendas... 3 1.1

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário

Requerimento: Digitador de Pedidos ProfarmaNet. Manual de Apoio. Preparado por: Versão: 1.0. Sumário Vanderlei Manual de Apoio Resumo Módulo Básico Especifico para Instalação e Usabilidade Lista de Distribuição Nome Área / Função Histórico de modificações Versão Data Descrição Responsável 13/12/2013 Versão

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Manual de usuário - GLPI Página 1

Manual de usuário - GLPI Página 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Versão: 1.1 - DTI Manual de usuário

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

Questões mais freqüentes

Questões mais freqüentes CNH DIGITAL VENDA DIGITAL CONFIGURAÇÕES MINIMAS EQUIPAMENTOS - MODELOS HOMOLOGADOS AUTORIZAÇÃO DE ACESSO CONEXÕES SINCRONIZAÇÃO IHS PROPOSTAS RECIBOS VIA DA PROPOSTA DO CONSORCIADO FECHAMENTO DO BORDERÔ

Leia mais

Juntada de Processos. Sistema Módulo Usuários Perfil. A juntada pode ser de dois tipos:

Juntada de Processos. Sistema Módulo Usuários Perfil. A juntada pode ser de dois tipos: Juntada de Processos Sistema Módulo Usuários Perfil SIPAC Protocolo Todo usuário que possui o perfil Cadastrar Protocolo Gestor de Cadastro de Protocolo Última Atualização 07/12/2010 14:52 Juntada é a

Leia mais

Manual do Usuário. Módulo Agentes Patrimoniais. Versão 1.0.0

Manual do Usuário. Módulo Agentes Patrimoniais. Versão 1.0.0 Manual do Usuário SISINVENT Sistema de Inventário Periódico na Web Módulo Agentes Patrimoniais Versão 1.0.0 APRESENTAÇÃO Seguindo a tendência de evolução da Moderna Administração Pública, o Poder Judiciário

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Área de Venda (gôndola):

Área de Venda (gôndola): É importante lembrá-lo que, caso não tenha coletor de dados, que permite agilizar o processo de inventário, entre em contato com o departamento Comercial da Getway que podemos fazer um excelente negócio.

Leia mais

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com Guia rápido de utilização Controle de Chamados Nuubes.com Este é um tutorial rápido que tem por objetivo ensinar em poucos passos como utilizar o sistema Nuubes.com. O sistema Nuubes ( www.nuubes.com )

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR ANEXO DA INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROAF Nº 007/06 4ª Ed. 2011 2 Conceitos: Inventário Patrimonial: Consiste no levantamento físico e financeiro de todos

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox

Manual Software Controle de Jukebox. Manual. Software Controle de Jukebox Manual Software Controle de Jukebox Versão 1.0 2014 Sumário 1. Principais Características... 2 2. Software Controle de Jukebox... 3 I. Tela Principal... 4 1 Data Cobrança... 4 2 Linha... 4 3 Cobrador...

Leia mais

SINTEGRA GUIA PARA GERAÇÃO DO VIA MÓDULO LBCGAS. Versão 1.00 15 de Abril de 2010.

SINTEGRA GUIA PARA GERAÇÃO DO VIA MÓDULO LBCGAS. Versão 1.00 15 de Abril de 2010. GUIA PARA GERAÇÃO DO SINTEGRA VIA MÓDULO LBCGAS Versão 1.00 15 de Abril de 2010. 1 a ETAPA CADASTRANDO IMPRESSORAS FISCAIS (ECFs) Antes de iniciarmos o lançamento das reduções Z que farão a consolidação

Leia mais

PORTAL DO ALUNO - MANUAL

PORTAL DO ALUNO - MANUAL SUMÁRIO 1. Sobre o Portal do Aluno... 2 2. Acessar o Portal do Aluno... 2 2.1. Acessar o Portal... 2 2.2. Recuperação de senha... 3 2.3.1. Recuperação automática de senha por e-mail... 4 2.3.2. Recuperação

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

MANUAL SUPERPRO WEB PONTO DE ACESSO REMOTO (PAR)

MANUAL SUPERPRO WEB PONTO DE ACESSO REMOTO (PAR) MANUAL SUPERPRO WEB PONTO DE ACESSO REMOTO (PAR) 1 ÍNDICE O que é o SuperPro Web PAR Instalando o SuperPro Web PAR 3 Conexão 5 Configurando o SuperPro Web PAR 5 1. Autorizando ponto de acesso 5 2. Limite

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário)

Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Renovação Online de Certificados Digitais A3 (Com Boleto Bancário) Guia de Orientação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2013 Página 1 de 47 Índice PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO...

Leia mais

MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO

MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO MANUAL DE AGENDAMENTO DE EXPORTAÇÃO 1 CONTEÚDO ÍNDICE DE FIGURAS ACESSO AO USUÁRIO CADASTRO DE CONTÊINERES REGIME DE EXPORTAÇÃO NOTA FISCAL AGENDAMENTO ALTERAR VEÍCULO/MOTORISTA

Leia mais

Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER

Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER Sistema Eletrônico de Editoração de RevistasSEER O SEER foi traduzido e customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) baseado no software desenvolvido pelo Public

Leia mais

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Atenção: Os requerimentos de segunda oportunidade, matrícula em disciplina, rematrícula, matrícula em dependência e trabalhos orientados só poderão ser abertos

Leia mais